You are on page 1of 29

FILIPE DE FREITAS LEAL

VOCABULÁRIO
´
BÁSICO
SERVICO SOCIAL
. do

TERMOS TÉCNICOS PARA A


INTERVENÇÃO PROFISSIONAL

3ª Edição
De acordo com a nova reforma ortográfica da língua portuguesa
Leal, Filipe de Freitas
S337 Dicionário Básico do Serviço Social – Termos Técnicos para a Interven-
ção Profissional. Filipe de Freitas Leal. – São Paulo: Gen, 2018.
ISBN-13: 978-85917085-1-2
ISBN-10: 153 pág.

Terminologia técnica e específica no âmbito do Serviço Social com abor-


dagem própria para a intervenção Social.

CDD: 340.03
CDU: 34 (038)

Edição, Paginação e Capa


Filipe de Freitas Leal

Conselho Editorial
Dr. Adriano Arnaldo Oliveira de Paula
Hermes V. Guerreiro
José Edgar Amorim
Mizabel de Abreu Derzi

Produtora Editorial
Roseli Carlos Oliveira Pinto

Diagramação
Know-how Editoração

Revisão Técnica
Elaine Maria Durigam

Depósito Legal: M-14086-2018


BISAC: Reference / Dictionary / Social Work

Copyright 2018 © Filipe de Freitas Leal. Todos os direitos reservados.

Esta obra está protegida legalmente por direitos de autor, estando vedada a sua
reprodução, no todo ou em parte, por quaisquer meios sem a prévia autorização
por escrito do autor, do editor ou da editora.
Prefácio.............................................................................................................................................................................................21
SUMÁRIO

Introdução......................................................................................................................................................................................23
Abandono................................................................................................................................................................................26
Abono
Abordagem
Abordagem de Rua
Abrangência Territorial
Abrigamento
Abrigo.........................................................................................................................................................................................27
Abuso Sexual
Ação
Ação Coletiva
Ação Socioassistencial
Ação Profissional
Ação Social
Accountability....................................................................................................................................................................28
Acessibilidade
Acesso
Acolhida
Acolhimento
Acomodação........................................................................................................................................................................29
Acompanhamento
Acompanhamento Técnico-Metodológico dos Serviços
Acumulação
Administração de Serviços Sociais
Adoção
Agente de Mudança.....................................................................................................................................................30
Agentes Sociais
Agressão
Agrupamento
Ajuda
Albergamento
Albergue
Alienação
Ambiente de Trabalho..............................................................................................................................................31
Ambiente Familiar
Ambiente Social
Amoral
Amostragem
Análise
Análise de Conteúdo
Análise Diagnóstica
SUMÁRIO

Análise Social...................................................................................................................................................................32
Animação Sociocultural
Antecedentes do Caso
Antropocentrismo
Apoio Domiciliário
Apoio Social
Apoio Socioeconômico...........................................................................................................................................33
Aprendizagem Social
Assistência Social
Assistencialismo
Assistente Social.............................................................................................................................................................34
Assistente Social Polivalente
Atendimento Domiciliar
Atendimento Integral Institucional
Atendimento Psicossocial
Atendimento Socioassistencial.......................................................................................................................35
Atendimento Socioeducativo
Atitude Não-Preconceituosa
Atividades
Ato Infracional
Ator Social.............................................................................................................................................................................36
Atribuições
Auditoria Social
Autoajuda
Autodeterminação do Usuário
Autogestão
Autonomia
Auxílio Social....................................................................................................................................................................37
Avaliação
Baixa Qualificação Profissional....................................................................................................................38
Bem-Estar
Bem-Estar Social
Beneficência
Benefícios Assistenciais
Benefícios Eventuais
Benefício de Prestação Continuada – BPC.......................................................................................39
Bolsões de Pobreza......................................................................................................................................................40
Burguesia
Busca Ativa
Cadastro Único (CadÚnico) ..............................................................................................................................41
Campanhas
Campo de Intervenção..............................................................................................................................................42
SUMÁRIO

Capital
Capitalismo
Caráter Social
Caridade
Casa de Passagem (de acolhida)
Casa-Lar
Cenário
Centro da Juventude
Centro de Atendimento à Criança e Adolescente
Centro de Atendimento para a Pessoa com Deficiência....................................................43
Centro de Atendimento aos Adolescentes Autores de Ato Infracional
Centro de Convivência
Centro de Geração de Trabalho e de Renda/Profissionalizante
Centro de Juventude
Centro de Múltiplo Uso
Centro-Dia para Idosos
Cidadania
Circular
Classes Sociais..................................................................................................................................................................44
Classista
Clientelismo
Coeficiente de GINI
COEGEMAS
Coesão Social
Cofinanciamento
COGEMAS...........................................................................................................................................................................45
Coletividade
Comando Único da Assistência Social
Comissão Intergestores Bipartite – CIB
Comissão Intergestores Tripartite – CIT
Comunidade
Comunismo
Concepção Materialista.da História.........................................................................................................46
Conferências de Assistência Social
CONGEMAS
Consciência Crítica
Consciência de Classe
Conselho Municipal de Assistência Social.......................................................................................47
Conselho Tutelar
Conselhos de Assistência Social
Contrato de Acompanhamento
Controle Social
SUMÁRIO

Convivência Familiar e Comunitária.......................................................................................................48


Convivência Social Precária
CRAS
CREAS.......................................................................................................................................................................................49
Critérios de Partilha
Defesa de Direitos.........................................................................................................................................................50
Defesa Socioinstitucional
Deficiência Física
Deficiência Mental
Deficiência Múltipla
Deficiência Permanente
Deficiência Sensorial
Demanda
Demanda Potencial para Atendimento
Democracia
Democracia Participativa......................................................................................................................................51
Dependência
Desajuste Social
Descentralização
Desenvolvimento
Desenvolvimento Comunitário
Desenvolvimento Humano
Desenvolvimento Social........................................................................................................................................52
Desenvolvimento Sustentável
Desigualdade
Deslocados.............................................................................................................................................................................53
Desumanização
Diagnóstico
Diagnóstico Participativo
Diagnóstico Social
Dialética
Diário de Campo
Diferenciação Social...................................................................................................................................................54
Dinâmica Social
Direitos Humanos
Direitos Socioassistenciais
Diretriz.......................................................................................................................................................................................55
Discriminação....................................................................................................................................................................56
Dogmatismo
Dominação
Efetividade.............................................................................................................................................................................57
Eficácia
SUMÁRIO

Eficiência
Egressos do Sistema Prisional
Elaboração de Projetos
Empirismo
Empoderamento...............................................................................................................................................................58
Empreendedorismo Social
Empregado Assalariado
Encaminhamento
Entidade de Assistência Social
Entrevista.................................................................................................................................................................................59
Equidade
Equilíbrio Social
Equipamento Social
Estado1
Estado2........................................................................................................................................................................................60
Estado (Concepção Marxista)
Estado de Bem-Estar
Estado Laico
Estado Novo
Estágio Supervisionado
Estatuto......................................................................................................................................................................................61
Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA
Estereótipo
Estratégia
Estrutura Familiar
Estudo de Avaliabilidade
Estudo de Caso..................................................................................................................................................................62
Estudo de Custos
Estudo Social
Ética
Ética Profissional
Etnocentrismo
Etnocídio
Evasão Escolar
Evidência Social..............................................................................................................................................................63
Evolucionismo Etapismo
Exclusão Social
Exercício Profissional
Execução
Exploração
Exploração Sexual
Facilitador...............................................................................................................................................................................64
SUMÁRIO

Família
Família Acolhedora
Família Composta
Família Comunitária
Família Extensa ou Tradicional
Família Homoparental............................................................................................................................................65
Família Nuclear
Família Parental ou Monoparental
Família Substituta
Fenômeno
Fenômeno Social
Fetichismo
Filantropia
Filosofia da Práxis
Forças Sociais
Fordismo..................................................................................................................................................................................66
Formação Econômico-Social
Força de Trabalho
Forças Produtivas
Formulário
Fórum Nacional de Assistência Social..................................................................................................67
Funcionalismo
Funções da Assistência Social
Fundo Municipal de Assistência Social
Gênero.........................................................................................................................................................................................68
Gênese do Caso Social
Gestão
Gestão da Informação
Gestão de Documentos
Gestão de Pessoas
Gestão da Política de Assistência Social
Gestão do Conhecimento......................................................................................................................................69
Gestão do Trabalho no SUAS
Gestão Participativa.....................................................................................................................................................70
Gestão Pública...................................................................................................................................................................71
Gestão Social
Globalização
Grupo
Grupo de Controle
Grupo de Interesse
Grupo de Pertencimento.........................................................................................................................................72
Grupo de Pressão
SUMÁRIO

Grupo de Referência
Grupo Focal
Grupo Local
Grupo Marginal
Grupo Social
Grupos Vulneráveis
Habilidades Sociais......................................................................................................................................................73
Habilitação e Reabilitação das Pessoas com Deficiência
Habilitação Profissional de Pessoas com Deficiência
Handicap
Hegemonia
Herança Social
Hierarquia
Histórico Clínico
Histórico de Caso...........................................................................................................................................................74
Humanismo
Ideário.........................................................................................................................................................................................75
Identidade Cultural
Identidade Estigmatizada
Identidade Profissional
Ideologia
Idoso
Igualdade..................................................................................................................................................................................76
Igualdade de Gênero
Igualdade Racial
Igualdade Social
Imaginário Social...........................................................................................................................................................77
Impacto
Impacto Social
Imperialismo
Implementação
Inadaptação
Incapacidade........................................................................................................................................................................78
Inclusão
Inclusão Digital
Inclusão Produtiva
Inclusão Social
Indicador..................................................................................................................................................................................79
Indicador Social
Índice
Índice de Assistência Social – IAS
Índice de Desenvolvimento Humano – IDH
SUMÁRIO

Índice Futuridade
Índice de Gestão Descentralizada – IGD
Índice SUAS........................................................................................................................................................................80
Indigente
Individualidade
Individualismo
Indivíduo
Indução
Inércia Social
Inferência
Informação Confidencial
Informe Social
Infraestrutura Social....................................................................................................................................................81
Inquietação Social
Insalubre
Instabilidade Social
Instituição
Instituições Sociais
Instrução de Serviço
Instrução Normativa
Instrumentos de Gestão
Integração Social............................................................................................................................................................82
Interacionismo Simbólico
Interdependência
Interpretação de Resultados
Interrelação
Interdisciplinaridade
Intersetorialidade
Interface
Intervenção Social
Investigação..........................................................................................................................................................................83
Investigação-Ação Participativa
Investigação Social
Jovem...........................................................................................................................................................................................84
Juizado da Infância e da Juventude - JIJ
Juízo
Judicialização da Políticas Sociais
Juventudes
Justiça Social
Lar...................................................................................................................................................................................................86
Lar AdotivoFamília Adotiva
Lar de Guarda
SUMÁRIO

Lar SubstitutoFamília Substituta


Latinfúndio
Legislação Social
Lei
Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO..............................................................................................87
Lei de Parcerias
Lei Orçamentária Anual – LOA
Lei Orgânica da Assistência Social – LOAS
Liberalismo
Liberdade
Liberdade
Liberdade Civil
Liberdade de Expressão..........................................................................................................................................88
Liberdade Moral
Liberdade Política
Liberdade Religiosa
Linha de Ação
Luta de Classes
Mais-Valia..............................................................................................................................................................................89
Mais-Valia Absoluta
Mais-Valia Relativa
Manifestação
Mão de Obra
Mapa Conceitual.............................................................................................................................................................90
Marco de Referência
Marginalidade – Marginalização Social
Marxismo-Marxiano-Marxista
Materialismo
Matriarcado
Matricialidade Sociofamiliar............................................................................................................................91
Mecanismo de Defesa
Mediação
Mediação Familiar
Mediação Social
Medidas de Proteção
Medidas Socioeducativas
Meio Social...........................................................................................................................................................................92
Menos-Valia
Mercadoria
Mercantilismo....................................................................................................................................................................93
Método
Método Básico
SUMÁRIO

Métodos Clássicos do Serviço Social


Método de Caso
Método de Comunidade.........................................................................................................................................94
Método de Grupo
Método de Intervenção
Método de Intervenção Direta
Método Dialético
Metodologia.........................................................................................................................................................................95
Metodologia do Serviço Social
Migração
Migrante
Militante
Mínimos Sociais
Ministério Público
Mobilidade Social
Mobilização Social.......................................................................................................................................................96
Modelo
Modelo Clássico
Modernização
Modernidade Capitalista
Modo de Produção
Monitoramento e Avaliação...............................................................................................................................97
Moral
Moralizar
Mortalidade Infantil
Movimento Social
Município Sustentável..............................................................................................................................................98
Natalidade...............................................................................................................................................................................99
Necessidade
Necessidades Básicas
Necessidades Culturais
Necessidades Econômicas
Necessidades Espirituais ou Religiosas
Necessidades Humanas
Necessidades Políticas..........................................................................................................................................100
Necessidades Públicas
Necessidades Sentidas
Necessidades Sociais
Necessitado
Negligência
Neoliberalismo
Norma Operacional Básica - NOB-SUAS.....................................................................................101
SUMÁRIO

Nível Operativo
Nível Profissional
Nível Social
Nível de Subsistência
Nível de Vida
Norma
Norma Jurídica
Norma Moral
Normas Sociais
Objetividade.....................................................................................................................................................................102
Observação
Objeto de Conhecimento
Objeto de Intervenção do Trabalho Social
Ocupação
Oficinas
Oficina Cultural............................................................................................................................................................103
Oficinas de Convivência
Oficinas de Reflexão
Opinião Pública
Orçamento Público
Ordem
Ordem Pública
Ordem Social
Organização
Organização da Caridade...................................................................................................................................104
Organização Comunitária
Organização Não Governamental – ONG
Organização Social
Órgão Gestor da Assistência Social
Orientação...........................................................................................................................................................................105
Orientação Profissional
Orientador Social Voluntário
Pacto Social.......................................................................................................................................................................106
Padrão Básico de Inclusão
Padrão de Desempenho
Palestra
Paradigma
Parceria Público – Privado
Parecer
Parecer Social.................................................................................................................................................................107
Participação Social
Paternalismo
SUMÁRIO

Patriarcado
Pauperismo – Pobreza
Penúria
Pernoitar
Perícia Social
Personalidade..................................................................................................................................................................108
Pessoa com Deficiência
Planejamento
Planejamento na Assistência Social
Plano
Plano de Assistência Social
Plantão Social.................................................................................................................................................................109
Pluralismo
Política
Política Cultural
Política Social
Política Pública.............................................................................................................................................................110
Políticas Sociais Básicas
População
Populismo
Posição Social
Positivismo
Potencialiadades...........................................................................................................................................................111
Povo
Pragmatismo
Prática
Prática de Atos Infracionais............................................................................................................................112
Práxis
Prática Social
Pré-Juizo Social
Pressão Social
Prevenção
Problema
Problema Social
Problemática.....................................................................................................................................................................113
Processo
Processo de Ajuda
Processo de Mediação
Processo Metodológico
Processo de Socialização
Processo de Trabalho
SUMÁRIO

Processo Étnico.............................................................................................................................................................114
Processos Grupais
Processo Social
Produção-Mercado-Consumo
Programa
Programa Bolsa Família - PBF
Programas de Serviço Social.........................................................................................................................115
Projetos
Proletariado
Promoção Social
Prostituição........................................................................................................................................................................116
Proteção Social
Proteção Social Básica - PSB
Proteção Social Especial - PSE
PSE Média Complexidade
PSE Alta Complexidade
Psicossocial.......................................................................................................................................................................117
Psicoterapia de Grupo
Psicoterapia Familiar
Qualidade de Vida.....................................................................................................................................................118
Questão Social
Racismo.................................................................................................................................................................................119
Reabilitação de Pessoas com Deficiência
Reabilitação Social
Readaptação Social
Realidade Social
Reconceituação do Serviço Social..........................................................................................................120
Recursos
Recursos Comunitários
Recursos Humanos
Recursos Institucionais
Rede de Proteção
Rede de Proteção Socioassistencial
Rede Socioassistencial
Reeducação
Referencial Teórico
Reforma Agrária..........................................................................................................................................................121
Reforma Social
Reformismo
Regime
Registros
Regulação
Regulamentação
SUMÁRIO

Reinserção Social
Relações Profissionais
Relações Sociais de Produção
Relatório Social............................................................................................................................................................122
Renda
Ressocialização
Renda Per Capita
Repressão
Repressão Social
Reprodução Social
Requerente
Residência Social........................................................................................................................................................123
Responsabilidade Social
Reunião
Revoluções Burguesas
Revolução Industrial
Revolução Pós-Industrial
Revolução Socialista
Risco Pessoal e Social
Salário......................................................................................................................................................................................125
Sanção Social
Saneamento Básico Precário
Saúde Mental
Secular
Seguranças Básicas da Política de Assistência Social
Seguridade SocialSegurança Social........................................................................................................................126
Seguro Social
Segregação
Senso Comum
Serviço Interno de Informação
Serviços Públicos
Serviço Social
Serviços Sociais............................................................................................................................................................127
Serviços Sociais Polivalentes
Serviços Sociais Setoriais
Serviços Socioassistenciais
Serviços Socioassistenciais.............................................................................................................................128
Sigilo Profissional
Sindicato
Sistema de Monitoramento e Avaliação na Assistência Social
Sistema Social
Sistema Único de Assistência Social – SUAS
SUMÁRIO

Situação de Risco Social....................................................................................................................................129


Situação Social
Soberania
Sociabilidade
Social
Social-Democracia
Socialismo
Socialização
Sociedade Civil.............................................................................................................................................................130
Sociedade de Consumo
Socioterapia
Solidariedade
Somatizar
Sondagem
Standard.Padrão de Vida
Statu quo
Status
Subdesenvolvimento
Subjacente
Submoradia.Cortiço - Favela
Subordinado......................................................................................................................................................................131
Subsídio
Subúrbios
Sufrágio
Supervisão
Survey
Survey Social
Sustentabilidade
Tabulação............................................................................................................................................................................133
Tática
Taxativo
Técnica
Técnica grupal
Técnica Social
Técnico
Tecnologia
Tecnologia Social
Teleologia............................................................................................................................................................................134
Temperamento
Tensão Social
Teocentrismo
Teologia da Libertação
SUMÁRIO

Teoria
Teoria da Dependência
Terapia
Terapia Familiar
Terapia Social.................................................................................................................................................................135
Terceiro Setor
Territorialização
Território
Tese
Tipo
Tipo Ideal de Max Weber
Tipologia..............................................................................................................................................................................136
Tipos Funcionais
Tipos Psicológicos
Totalitarismo
Toyotismo
Trabalhador Autônomo
Trabalho
Trabalho Abstrato.......................................................................................................................................................137
Trabalho Aprendiz
Trabalho de Campo
Trabalho em Equipe
Trabalho Infantil
Trabalho Não-Assalariado
Trabalho Protegido
Tradição
Tradicionalismo............................................................................................................................................................138
Tráfico de Drogas
Transferência de Renda
Transformação
Transgressão
Transtorno Mental
Tratamento Acompanhamento Social
Unidade Administrativa......................................................................................................................................139
Unidade Social
Unilateral
Universalidade
Usos Sociais
Usuário
Utilidade
Utilitarismo
Utopia
SUMÁRIO

Utópico
Valor..........................................................................................................................................................................................141
Valor de Cambio/Troca
Valor de Uso
Valores
Variável
Vigilância Socioassistencial
Vínculo...................................................................................................................................................................................142
Vínculo Familiar e Comunitário
Violação de Direitos
Violência
Violência doméstica
Violência Estrutural
Violação dos Direitos Sociais
Visita Domiciliar
Visitador Social
Visita Institucional....................................................................................................................................................143
Voluntariado
Voluntário
Vulnerabilidade
Vulnerabilidade Social
Xenofobia............................................................................................................................................................................145
Zona de Deterioração.............................................................................................................................................146
Zona de Influência

Bibliografia........................................................................................................................................................................148
PREFÁCIO

UM DICIONÁRIO DIFERENTE

Compartilhar uma terminologia específica sobre a história, as teorias, os mo-


delos ou as técnicas determinam o léxico próprio que o Serviço Social vem ad-
quirindo ao longo de sua história.
Nossa linguagem comum nos une, nos identifica, serve para nos expressar,
criar, convencer e divulgar o conjunto de conhecimentos da profissão e a dis-
ciplina. Nós o utilizamos normalmente para marcar o caminho por onde trans-
correm nossas responsabilidades, e nos une para reunir um acervo teórico e
prático que deixaremos para as próximas gerações de Assistentes Sociais.
O Dicionário Básico do Serviço Social – Termos Técnicos para a Interven-
ção Profissional consolida nossa área de conhecimento porque reúne todos os
requisitos para se converter em um referente crucial da linguagem e dos conte-
údos da profissão, onde os leitores encontrarão um conjunto de termos organi-
zados e aplicados no âmbito do Serviço Social e inter-relacionadas no campo
das Ciências Sociais.
É um livro imprescindível para pesquisadores, profissionais atuantes em to-
dos os âmbitos do Serviço Social e acadêmicos, que devem conhecer, analisar
e estudar. Cada um dos termos destina-se a ser um texto claro e objetivo, es-
sencial de consulta e debate nas várias áreas propostas, e sem dúvida, os leitores
irão consultá-lo novamente sempre que tiverem alguma dúvida ou incerteza
acadêmica ou profissional.

Filipe de Freitas Leal


São Paulo, Agosto de 2018
INTRODUÇÃO

UMA OBRA DE REFERÊNCIA

A necessidade de escrever um dicionário de termos técnicos para inter-


venção social, surgiu na faculdade quando iniciei meus estudos em Serviço So-
cial. Pretendia, assim, auxiliar não somente os estudantes, mas também os esta-
giários, voluntários, profissionais já graduados e a todos os interessados que a-
tuam ou queiram vir a atuar no Serviço Social, a conhecer a terminologia técni-
ca e os conceitos fundamentais que orientam o trabalho na intervenção Social.
Trata-se de um dicionário completo que procura ir além da terminologia socio-
lógica, focado na práxis do Serviço Social, uma obra de referência para a desco-
berta do universo interdisciplinar do Serviço social em algumas de suas múlti-
plas partes, auxiliando seus processos de formação.
A realização deste trabalho constitui um esforço intelectual de primeira
linha, com o objetivo de contribuir com a consolidação da terminologia em tor-
no dos conceitos-chave, teorias, modelos, referentes históricos fundamentais,
que moldaram e definem o Serviço Social como profissão e disciplina.
A diversidade de termos que permeiam os debates sobre Serviço Social e suas
origens foi tornando evidente a nossa necessidade de compartilhar referenciais
sobre os vários sentidos que os termos podem assumir. A oportunidade de reu-
nir, em uma única obra, um guia completo e atualizado de termos e temas que
ganham novos significados será de grande ajuda para profissionais, estudantes,
interessados e envolvidos com a profissão, já que seu conteúdo traz um extenso
vocabulário, além de expressões cotidianamente utilizadas no âmbito do Ser-
viço Social. A ideia de desenvolver um dicionário na esfera do Serviço Social
é uma iniciativa para que se continue aprofundando e trocando ideias que nos
permitam fixar alguns conceitos-chave, que nos possibilitem entender novos
conceitos que surgiram ao ritmo das mudanças que ocorrem no contexto atual
e que tornem mais fácil para nós compartilhar uma linguagem comum, tão ne-
cessária para estabelecer alianças e redes de trabalho conjunto.
Este conjunto termos oferecem um reflexo fiel da realidade da profissão
e da disciplina. Isso permite três objetivos complementares:
INTRODUÇÃO

1. Oferece à população em geral um conhecimento do que são os Assistentes


Sociais e o que eles fazem;
2. Fornece informações suficientes aos alunos que começam a apreender e a-
prender sobre o Serviço Social e que lhes permite aprofundar os conhecimentos
na área, permitindo que eles conheçam outras dimensões do Serviço Social que
vão além do campo específico em que o professor é especialista.
3. Em relação aos profissionais, o dicionário é oferecido como um material de
referência rápida de termos, conceitos, teorias, instrumentos e técnicas que eles
precisam em sua prática profissional, ajudando-os na precisão e rigor que isso
requer.
É um livro de referência, acreditamos que é obrigatório para todos os
profissionais e estudantes que terão a possibilidade para aprofundar seu conhe-
cimento sobre os termos propostos.
Partimos com uma lista inicial de 694 términos que respondem ao passado, ao
presente e também ao futuro do Serviço Social, na medida em que incorpora
vozes de espaços de ação que, embora tenham um desenvolvimento incipiente
no Serviço Social, apresentam grande perspectivas para o futuro, como espaços
para a realização profissional.
Trata-se de uma “singela” contribuição, espero que suscite o interesse de estu-
dantes e profissionais que queiram aprofundar seus conhecimentos sobre a pro-
fissão e sobre a disciplina que escolheram através do presente trabalho que vos
é dedicado!

Filipe de Freitas Leal


São Paulo, Agosto de 2018
- Este arquivo trata-se de uma pequena demonstração do Dicionário.

- Para adquirir o dicionário completo, efetue o pagamento no botão abaixo ou


entre em contato através do nosso e-mail: rateiosocial@hotmail.com

- Aceitamos boleto e Cartão de Crédito (pelo pagseguro). Os materiais são em


formato pdf, e serão enviados p/ o e-mail cadastrado no sistema de pagamento!

- O dicionário custa apenas R$30,00 e inclui o "Dicionário de Medidas Socio-


educativas de A-Z" como brinde totalmente gratuito.

EFETUE O PAGAMENTO NO BOTÃO ABAIXO

Se você deseja efetuar a compra por e-mail, entre em contato conosco através do
nosso correio eletrônico: rateiosocial@hotmail.com

Clique Aqui para baixar a demonstração do dicionário de MSE (brinde)


Abandono Abrigamento
A
B
C
D
E
F

A
G
H
I
J
K
L
M
N
O
P
Q
Abandono. de sua família é uma forma de aborda- R
S
Condição em que o indivíduo se en- gem. T
contra com ausência ou ruptura de U
Abordagem de Rua. V
vínculos afetivos, sociais ou familia- W
res - caracterizado por situação de de- É o atendimento que busca estabelecer X
contato direto da equipe de assistência Y
samparo - sendo violado seu direito à Z
convivência familiar e comunitária. social com pessoas em situação de
rua, a fim de conhecer as condições
Abono. em que estas pessoas vivem e cons-
Abono representa um benefício desti- truir uma proposta de saída definitiva
nado a uma pessoa ou entidade que te- das ruas.
nha direitos adquiridos sobre o mes-
mo. Na maioria das vezes este benefí- Abrangência Territorial.
cio é dado em forma monetária. Entre- Corresponde à área geográfica em que
tanto, ele pode também ser ofertado de se identifica um dado fenômeno so-
forma social, comercial ou política. cial, bem como a dimensão e defini-
ção do público a ser atendido pelos
Abordagem. serviços socioassistenciais.
Técnica pela qual o Assistente Social Os serviços são definidos de acordo
aproxima-se do usuário em situação com as seguintes abrangências:
de vulnerabilidade e risco social, a fim
• Local: serviços que atendem o pú-
de obter as informações fundamentais
blico de uma comunidade ou unidade
para poder dar início à intervenção so-
territorial de intervenção;
cial, com vista a inseri-lo ou reinseri-
lo na rede de serviços socioassisten- • Regional: serviços que atendem o
ciais. público da região administrativa onde
Entende-se também por abordagem, o o serviço está implantado;
contato, por iniciativa do técnico a • Municipal: serviços que atendem o
pessoas e populações em risco ou vul- público de todo município.
nerabilidade social. A abordagem po-
de se dar mediante solicitação da soci- Abrigamento.
edade ou através de busca ativa dos Ação protetiva que tem por objetivo
serviços. A visita domiciliar, que ob- resguardar os usuários de situações de
jetiva estudar à realidade socioeconô- risco circunstancial, conjuntural, geo-
mica e psicossocial do usuário, e tam- lógico, oferecendo abrigo temporário.

26
Abrigo Ação Social
A
Abrigo. mico, etc. B
C
Equipamento social que procura apoi- D
ar pessoas que se encontram em situa- Ação Coletiva. E
F
ções de vulnerabilidade, risco pessoal Expressão intimamente relacionada a G
e social com o objetivo de restabelecer comportamentos de massas. Refere-se H
I
e reconstituir vínculos e autonomia. à ação empreendida de maneira es- J
pontânea por um grupo numeroso de K
Em geral o abrigo destina-se a dar res- L
posta à perda de habitação, quer pro- pessoas que intervêm através de mo- M
vimentos, mobilizações, marchas, ma- N
vocada por fenômenos naturais ou por O
outros motivos de ordem social, tendo nifestações, assembleias populares, P
com o propósito de transformar uma Q
tempo limite de permanência, man- R
tendo assim sua característica de pro- dada situação. S
T
visório, permitindo ao indivíduo o U
tempo mínimo necessário para sua re- Ação Socioassistencial. V
Compreende os programas, projetos, W
abilitação. No caso de crianças e ado- X
lescentes, de acordo com o ECA – Es- serviços e concessão de benefícios da Y
assistência social. Z
tatuto da Criança e do Adolescente,
trata-se de uma medida de proteção
Ação Profissional.
provisória e excepcional, utilizada co-
Conjunto de atividades realizadas por
mo forma de transição para colocação
um profissional, neste caso, pelo As-
em família substituta, não implicando
sistente Social, respondendo à meto-
em privação de liberdade. São tam-
dologia e princípios do Serviço Social
bém denominados de abrigos as resi-
baseado no objeto de intervenção.
dências especiais para vítimas de vio-
Consiste em ajudar os indivíduos a
lência doméstica, que ficam ao abrigo
analisar em que sentido eles querem se
da justiça e a salvo dos seus agresso-
modificar ou contribuir para as mu-
res.
danças da sociedade, para formular i-
Abuso Sexual. deias e colaborar nas relações que os
Considera-se como abuso sexual todo levam à satisfação de suas necessida-
tipo de contato sexualizado, desde fa- des.
las eróticas ou sensuais e exposição da
criança a material pornográfico, até o Ação Social.
estupro seguido ou não de morte. Den- É um conceito que tem diferentes sen-
tro deste vasto espectro incluem-se as tidos, normalmente confunde-se com
carícias íntimas, relações orais, anais, outros termos e conceitos como inter-
vaginais com penetração ou não, além venção social, solidariedade social e
de voyeurismo e exibicionismo, entre até com política social. No entanto, a
outros. ação social refere-se à intervenção so-
cial que pode ocorrer em variados âm-
Ação. bitos, podendo definir-se como o con-
Comportamento intencional que en- junto de instrumentos e meios que vi-
volve o fazer ou agir. Efeito ou resul- sam à intervenção social pela preven-
tado do fazer para alcançar um obje- ção, acompanhamento e reinserção,
tivo político, social, cultural ou econô- obedecendo a procedimentos normati-

27
Accountability Acolhimento
A
tivos e cumprindo com objetivos esti- com os direitos humanos pela promo- B
C
pulados pelos organismos públicos e ção da mobilidade das pessoas porta- D
patentes nas políticas sociais. doras de deficiência no sentido de per- E
F
Podemos também aludir a ação social mitir a sua inclusão social, bem como G
H
como um conjunto articulado de agen- a melhoria na qualidade de vida dessa I
tes, ou rede formada por equipamen- população e garantir as condições ade- J
K
tos sociais públicos ou privados, bem quadas no que concerne à habitabili- L
como de recursos humanos, materiais dade, socialização e inclusão pelo e- M
N
e financeiros, que através de métodos xercício de uma profissão, através de O
e técnicas específicas, sejam postas a políticas sociais e mecanismos norma- P
Q
serviço da comunidade visando dar tivos que promovam a acessibilidade, R
respostas às necessidades sociais, per- o deslocamento, tanto pela adequação S
T
mitindo a inclusão das populações al- de meios de transporte, como pelo a- U
vo e garantir a prevenção, o acompa- cesso a locais públicos e privados, na V
W
nhamento social e psicossocial das divulgação de mecanismos de leitura X
pessoas, famílias, grupos ou comuni- em braile, bem como na linguagem Y
Z
dades que apresentem algum grau de gestual para pessoas com deficiência
vulnerabilidade social. É constituído auditiva.
principalmente por atividades relacio-
nadas à educação, legislação social, Acesso.
saúde, trabalho, indústria, assistência Ingresso ou entrada nos serviços pú-
pública, recreação, educação social, blicos.
prevenção de crime e assimilação in-
tercultural, entre outros. Acolhida.
Princípio básico de um atendimento
Accountability. humanizado em que são considerados
Sem uma tradução definitiva para o os seguintes aspectos: ética do traba-
português, o termo accountability re- lhador social, condições institucionais
fere-se à cultura de cobrança, por par- para a realização do atendimento e
te dos cidadãos, e de prestação de con- comprometimento com a busca da re-
tas por parte do agente público de suas solutividade.
ações; tem correspondência com o ter-
mo transparência. Acolhimento.
Recepção do usuário que efetua o pe-
Acessibilidade. dido de ajuda a um técnico ou quando
Capacidade de oferecer e garantir aos é encaminhado por via interinstitucio-
cidadãos as respostas sociais de que nal, é o atendimento propriamente dito
necessitem, disponibilizando-as pela e ao mesmo tempo o ponto de partida
distribuição equitativa de bens e servi- do processo de intervenção, pelo qual
ços, bem como pela informação e di- deve ser tido com primordial impor-
vulgação de iniciativas sociais, atra- tância no processo interventivo.
vés de diversos meios, tais como os in- O acolhimento também está relacio-
formáticos, eliminando assim os obs- nado com a recepção ou acolhida do
táculos de ordem física e geográfica. usuário no contexto familiar ou insti-
A acessibilidade relaciona-se também tucional, quer se trate de acolhimento

28
Acomodação Adoção
A
para crianças, adolescentes ou idosos. cial e demais políticas públicas. B
C
D
Acomodação. Acompanhamento..Técnico-Meto- E
F
No sentido pertinente ao Serviço So- dológico dos Serviços. G
cial, refere-se à acomodação do usuá- Procedimento realizado por equipes H
I
rio à problemática que está inserido, técnicas da SMAAS junto aos servi- J
quer seja no sentido psíquico, social, ços socioassistenciais, com a finalida- K
L
cultural, econômico etc., que o impe- de de monitorar a eficácia qualitativa M
dem de procurar uma solução para a das normas e diretrizes metodológicas N
O
situação. em relação aos objetivos desses servi- P
Q
Aqui temos algo que parece confun- ços, para proposição de possíveis ajus- R
dir-se com conformismo, mas pode tes no decorrer do processo de traba- S
T
ser visto como uma incapacidade de lho. U
ação e sensação de impotência tanto V
W
em compreender como em reagir so- Acumulação. X
bre a própria problemática. Reinversão do mais-valor no proces- Y
Z
so produtivo, com aumento da escala
Acompanhamento. de produção. Caracteriza-se pela cen-
Método e procedimento que faz parte tralização dos capitais e pela concen-
da atividade do Assistente Social no tração do mais-valor. A acumulação é
processo de intervenção de indivídu- uma reprodução ampliada do capital.
os, famílias e grupos, sendo também
uma ferramenta pela qual é prestado Administração de Serviços Sociais.
ao usuário um apoio continuado, no Atividades realizadas pra determinar,
qual se obtém as informações necessá- organizar.ou.implementar.todas.as.a-
rias sobre a problemática envolvente, ações que têm, ou que tenham a ver
inicialmente apresentada pelo usuário com a realização de programas/proje-
ou pela família do mesmo. O acompa- jetos para fornecer serviços sociais.
nhamento direto visa entre outras fina-
lidades, resolver o problema através Adoção.
do afastamento dos riscos sociais, o Processo legal pelo qual uma criança
empowerment do usuário na resolu- ou adolescente é adotado para que este
ção da problemática inicial, permi- entre no seio de uma nova família. O
tindo resultados plenos e evitando o artigo 227, parágrafo 6º da Constitui-
ressurgimento dos problemas inicial- ção Federal estabelece que os filhos
mente apresentados. havidos por adoção terão os mesmos
O acompanhamento inclui outros pro- direitos e qualificações, sendo proibi-
cedimentos como atendimento, enca- das quaisquer designações discrimina-
minhamento e atividades tais como: tórias relativas à filiação, portanto,
• Visitas domiciliares e/ou institucio- seus direitos com relação à herança es-
nais, tão resguardados.
• Contatos com órgãos encaminhado- • Diferença entre Guarda e Adoção
res, A guarda permite representar a cri-
• Organizações da rede socioassisten- ança judicial e civilmente e traz consi-

29