Вы находитесь на странице: 1из 37

Padronização e classificação de

respostas do Z-teste *

ALBA GoMES GUERRA··

1. Introdução; 2. Plano do traba-


lho; 3. Resultados gerais; 4. Re-
sultados esperados em protocolo de
adulto normal; 5. Respostas vul-
gares.

1. Introdução

Durante os anos de 1968 a 1970 realizamos pesquisa com a prova de


Hans Zulliger, Z-teste; com o objetivo de elaborar uma classificação
de respostas, o que permitiria seu adequado uso em nossa região 1
Trata-se de uma prova de personalidade fundamentada no mecanismo
da projeção. O seu emprego nos permite obter uma aproximação de como
se encontra organizada a estrutura da personalidade, quais as caracterís-
• A parte concluída da presente pesquisa foi apresentada em Porto Alegre, em julho
de 1969, por ocasião da XXI reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso
da Ciência.
•• Do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de
Pernambuco.
1 Justo é salientar a participação do Prof. Rubem Eduardo da Silva, da Faculdade
de Educação da Universidade Federal de Pernambuco, no tratamento estatístico dos
dados.

Arq. bras. Psic. apl. Rio de Janeiro 24 (2): 21·57 abr.Jjun. 1972
ticas básicas da vida afetiva e finalmente fornece elementos para com-
preensão do estado intelectual do indivíduo.
Com a supervisão do Prof. Paulo Rosas, chefe do Departamento de
Psicologia, e a eficiente colaboração de Gitana Figueiredo, concluinte do
curso de Teoria e Pesquisa em Psicologia, dado em nível de pós-graduação,
realizamos a pesquisa na condição de psicóloga do referido Departamento.
Nas várias fases do nosso trabalho contamos com a ajuda e/ou orien-
tação dos Profs. José Lucena, Maria do Carmo Souto Sette e Rubem
Eduardo da Silva,2 e de Cármem Cardoso, concluinte do Curso de
Psicologia. Igualmente valiosa foi a colaboração que recebemos das colegas
Maria do Rosário Rocha Ramos, Maria Aparecida Nóbrega e Maria da
Conceição Pontual Morais, sobretudo no julgamento das respostas de
forma.
As conclusões da pesquisa, necessárias à interpretação do teste, já
vêm sendo postas em prática na região. Temos conhecimento da sua
utilização, por exemplo: na Universidade Regional do Nordeste (Campina
Grande-Paraíba), na Universidade Federal da Paraíba Qoão Pessoa),
na Universidade Católica de Pernambuco, no Departamento de Seleção
e Orientação da SUDENE e no Instituto de Psicologia do Trabalho
(Recife) .

2. Plano de trabalho

Como primeira etapa procedemos ao levantamento bibliográfico não só


quanto ao material existente referente ao Z-teste mas, ainda a técnicas
projetivas em geral e mais especificamente às relacionadas ao Psicodiag-
nóstico de Rorschach. Nesta fase realizamos seminários e debates sobre
a obra de Zulliger. Deles tomavam parte além dos integrantes da equipe
de pesquisa, um grupo de estagiários, concluintes do Curso de Psicologia
da Universidade Católica de Pernambuco.
Para realização do presente estudo, tomamos o Recife como universo,
embora acreditemos possam os resultados desse trabalho ser aplicados em
várias cidades do Nordeste brasileiro, onde as condições socioculturais
forem semelhantes às do Recife. Cento e cinqüenta adultos entre 18 e
45 anos de idade constituíram a amostra representativa da mencionada
população.
Servindo-nos de uma planta da cidade do Recife, dividida em 50 qua-
drículas, correspondentes a setores fisicamente definidos, escolhemos de
início (utilizando tabelas de números aleatórios) 10 entre as referidas
quadrículas, sobre as quais trabalhamos. De cada setor foram retiradas
para estudo, sempre aleatoriamente, 15 pessoas alfabetizadas, nas idades
compreendidas entre 18 e 45 anos. Com relação aos sexos constatamos
número quase iguais (foram sorteados 77 homens e 73 mulheres). Desse
modo foram confirmadas as informações do IBGE quanto à não exis-
tência entre nós de diferença significativa com relação ao número dOi
efetivos masculino e feminino na população. A distribuição na faixa de
2 Do IFCH da UFPe.

22 A.B.P.A. 2172
idade escolhida foi feita também aleatoriamente. Quanto ao nível socio-
cultural, obedecemos aos resultados do sorteio introduzindo, apenas, uma
nova variável, qual seja, a exigência de alfabetização, uma vez que o
examinando deveria escrever suas respostas.
A aplicação da prova foi feita coletivamente, em grupos quase sempre
de 15 pessoas. Baseada em npssa experiência pessoal com provas seme-
lhantes e com o próprio "ZuIliger", introduzimos algumas modificações
em suas normas originais. Experimentamos as alterações em aplicações-
treino e uma vez consideradas adequadas as estendemos a tôda a amostra.
Foram essencialmente as seguintes:

a) tempo de resposta: 2m.30seg. ao invés de 5m., como propõe


Zulliger, e
b) inquérito: ausente no teste original (na forma coletiva).

A localização das respostas foi feita pelos examinandos, contornando


a parte da mancha interpretada, numa folha individual de protocolo
com reproduções das Lâminas.
O inquerito consistia apenas em responder à pergunta: por que achou
parecido? Apesar disso, favoreceu bons informes, esclarecedores dos deter-
minantes das percepções.
Para procedermos ao estudo do material, agrupamos os indivíduos
nas seguintes idades:

Grupo A: de 18 a 26 anos;
Grupo B: de 27 a 35 anos, e
Grupo C: de 36 a 45 anos.

o primeiro grupo ficou integrado por 62 indivíduos, o segundo por


46 e o terceiro por 42. O fato de o Grupo A ter apresentado maior número
de indivíduos foi explicado pelo IBGE como sendo decorrente do fato
de ser esta a faixa de idade mais numerosa em nossa população. De
posse dos 150 protocolos, iniciamos o trabalho de classificação das res-
postas, segundo a localização, determinantes, conteúdo e finalmente
análise detalhada de todo o material.

3. Resultados gerais

3.1 Determinação dos detalhes comuns

Na determinação dos detalhes comuns, utilizamos os critérios estabelecidos


por Rorschach e Beck. Consideramos então detalhe comum-D:

a) na Lâmina 1: a resposta cuja freqüência foi igualou superior a 4.


Para obtermos o resultado percentual utilizamos o número total de res-
postas parciais dadas na lâmina. Com base no resultado percentual seria,
portanto, D uma resposta com resultado de 4,5% para cima.
~espost/1iS. do Z-teste 23
b) na Lâmina 2: a resposta que atingiu freqüência igual O'U superiO'r
a 12 e percentual de 4,5% acima, e
c) na Lâmina 3: a resposta que alcançou freqüência igual a lO e per-
centual de 4,3% acima.
Os resultados referidos nos mO'stram que as diferenças das freqüências
consideradas mínimas observadas sãO' decO'rrentes da variação no númerO'
de respostas parciais de cada lâmina, dado sobre o qual foram realizadO's
O'S cálculos.

3.2 Rejeições e respostas não computadas


Nos 150 protocolos tivemos um tO'tal de 16 rejeições. SendO' 3 na Lâmina I,
7 na 2 e 6 na 3, distribuídas segundo sexo e grupos de idade (QuadrO' I).
Quadro 1: distribuição das rejeições em %

Sexo Grupos de idade


Lâminas Total Total
Homens I Mulheres A
I B
I C

I, lI, III 100,0 68,7 31,3 100,0 31,3 50,0 18,7

CO'm relação à variaçãO' destes resultadO's segundO' sexo e grupos de


idade O'bservamO's que O' sexO' masculinO' e O' Grupo B apresentam per-
centagens mais elevadas. NãO' pudemO's, contudO', afirmar se tais diferenças
são estatisticamente significativas, uma vez que, tratando-se de númerO'
reduzido de dadO's nãO' nO's foi possível aplicar O' cálculo de significância.
Segundo as lâminas separadamente, O'bservamO's O'S seguintes resul-
tados:
Rejeições à Lâmina I: 18,7%
Rejeições à Lâmina 2: 43,8%
Rejeições à Lâmina 3: 37,5%
Deixamos de cO'mputar parte das respostas dadas, por váriO'S mO'tivos,
como veremos:
Na Lâmina 1
12 apresentavam falhas no determinante;
10 apresentavam falhas de lO'calização;
II estavam imprecisamente elaboradas, e
9 apresentavam falhas nO' determinante e localizaçãO'.
Na Lâmina 2
15 pO'r cO'nterem falhas quanto aO' determinante;
7 quanto à lO'calizaçãO', e
I quantO' aO' determinante e IO'calizaçãO'.

24 A.B.P.A. 2/72
Na Lâmina 3
24 mostraram falhas no determinante;
17 na localização;
3 no determinante e localização, e
5 por imprecisão na maneira de elaborar a resposta.
Por tais razões, de um total de 1.062 respostas, integraram o tra-
balho 948, pois 114, ou seja, 10,7% correspondem às não computadas.

3.3 Tempo de associação


Por termos realizado aplicações coletivas, com igual tempo para todos
os examinadores, não pudemos tirar conclusões a respeito da rapidez
ou lentidão dos processos associativos.

3.4 Número de respostas e distribuição por lâminas


Respostas dadas por ocasião do inquérito não foram computadas a fim
de integrar a pesquisa. Constituem, entretanto, rico material na comple-
mentação do estudo de diferentes aspectos da personalidade (Quadro 2).
Quadro 2: distribuição de percentual de respostas por Lâminas segundo a localização,
sexo e grupos de idade

Sexo Grupos de idade


Lâminas Total Total

Homens IMulheres A
I B
I C

TOTAIS
Total geral (n= 948) ou 100%
Total de respostas &10bais
(n=372) ou 39% 50 50 100,0 40 32 28 100,0
Total de respostas parciais
(n=576) ou 61% 37 63 100,0 47 29 24 100,0
LÂMINA 1
Total (n=295) ou 31%
Total de respostas globais
(n=208) ou 70% 50 50 100,0 42 31 27 100,0
Total de respostas parciais
(n=87) ou 30% 32 68 100,0 40 30 30 100,0
LÂMINA 2
Total (n=323) ou 34%
Total de respostas globais
(n=62) ou 19% 53 47 100,0 42 32 26 100,0
1 Total de respostas parciais
I (n=261) ou 81%
LÂMINAS 3
41 59 100,0 46 29 25 100,0

I Total (n= 330) ou 35%


Total de respostas globais
(n= 102) ou 31%
Total de respostas parciais
(n=228) ou 69%
50

35
50

65
100,0

100,0
35

51
35

29
30

20
100,0

100,0
1I I

I Respostas do Z-teste
I 25

II
Tivemos uma média de 6 respostas por pessoa sem considerar lâminas
isoladas.
Em cada uma das Lâminas a média de respostas por indivíduo foi
a seguinte:

Lâmina 1: 1,9 ou 32,2%


Lâmina 2: 2,1 ou 34%
Lâmina 3: 2,2 ou 34,8%

Analisando o parcentual de respostas de cada lâmina separadamente


não encontramos, estatisticamente, diferença significativa, conforme o teste
de significância feito ao nível de a = 0,01; 0,05 e 0,10. Conforme a própria
teoria da prova cada estímulo é em si susceptível de desencadear números
equivalentes de associações ligadas a diferentes áreas da personalidade.
Quanto às respostas globais constatamos ser a lâmina I, porque mais
compacta, a que mais sugere tais tipos de elaboração conforme o teste
de significância feito ao nível de 0,01, com base na maior percentagem
encontrada na amostra.
A distribuição desse tipo de respostas entre os dois sexos se apre-
senta em idêntica proporção (em torno de 50% para cada um) havendo
grande variação quanto à distribuição entreos grupos de idade: o grupo A
(de 18 a 26 anos) foi o que deu maior número de globais, sendo a
diferença percentual significativa conforme teste de significância feito
ao nível de a - 0,01.
As maiores percentagens de respostas parciais foram encontradas nas
lâminas 2 e 3, em ordem decrescente (a percentagem da 2 é maior que
a da 3). Verificamos que a diferença dessas percentagens entre as lâ-
minas 2 e 3 e a lâmina I é estatisticamente significante conforme teste
feito ao nível de 0,01.
Também se verificaram diferenças nos resultados percentuais das
respostas de detalhe entre os sexos e grupos de idade: as mulheres e o
grupo A apresentaram os resultados mais elevados. Realizando o teste
de significância ao nível de a = 0,01 confirmamos estatisticamente tais
diferenças.

3.5 Determinantes das respostas

No quadro seguinte apresentaremos a distribuição dos determinantes das


respostas nas três lâminas separadamente, de acordo com o sexo e grupos
de idade. Quanto às respostas formais cabe-nos informar que, segundo
o critério proposto por Rorschach, consideramos F +aquela resposta
que atingiu percentual mínimo de 5% e que, na área, tivera freqüência
igualou superior a 3. O mesmo critério foi utilizado por Antônio Carrel i
no seu trabalho sobre o Z-teste (Carreli, A., 1967). Como o critério esta-
tístico não deu cobertura para todas as respostas de forma e movimento,

26 A.B.P.A. 2/72
utilizamos o critério subjetivo, como habitualmente é feito, e que consiste
em reunir cinco pessoas com experiência na prova, a fim de opinarem
sobre a adequação da percepção. Por este critério tivemos:

Lâmina 1 Lâmina 2 Lâmina 3

F+ = 34 ou 11,8 F+ = 30 ou 9,3 F+ = 37 ou 11,2

I
I
+
FM = 6 ou 2,0 FM+ = 6 ou 1,4 FM+= 5 ou 1,5
=, '"
o

M+ = 7 ou 2,2 M+ = 10 ou 3,0
M+ 1,0

j O total desses determinantes pelos dois critérios foi:

j Lâmina 1 Lâmina 2 Lâmina 3

Ii F+ = 37 ou 12,5
FM+ = 6 ou 2,0
M+ = 3 ou 1,0
F+ = 42 ou 13,0
FM+ = 8 ou 2,5
M+ = 7 ou 2,2
F+ = 39 ou 11,8
FM+=6ou1,8
M+ = 17 ou 5,2

Ij Quadro 3: Distribuição dos determinantes da lâmina 1, segundo sexo e grupos de


idade em %

I Sobre o Por sexo Por grupos de idade


total de
Determinantes respostas
! (da Lâmina) Homens I Mulheres A B C
I I
Ii F
FM
M
63,7
8,8
2,1
64,9
5,3
3,0
62,8
11,6
1,2
61,0
12,2
0,8
70,0
5,6
1,1
61,0
7,3
4,9
Fc+FK 2,4 2,3 2,5 0,8 5,6 1,2
I FK
F Clob
1,7
2,7
3,8
3,1 2,4
1,6
1,6
1,1
4,5
2,5
2,4
J Fk 3,7 4,6 3,1 4,9 3,3 2,4
1
~ cF 1,0 1,5 0,6 2,4

j Clob F
FC'
1,7
1,0
1,5
0,8
1,8
1,2
3,3
2,2
1,2
1,2

I
Clob 4,4 2,3 6,1 4,9 3,3 4,9
Fm 0,4 0,8 1,2
m 0,3 0,8 0,8
I F(C) 0,7 1,2 0,8 1,1
I Fc 5,4 5,3 5,5 4,9 2,2 9,8
! Total 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0

Além desses determinantes computados como os principais das res-


postas dadas, tivemos ainda na lâmina 1 outros determinantes que foram
considerados como complementares. Foram eles: 2 Clob F, 2 Clob, 2 m,
1 Fk e 1 Fc.

Respostas do Z-teste 27
Quadro 4: distribuição dos determinantes da lâmina 2, segundo sexo e grupos de
idade, em %

Sobre o Por sexo Por grupos de idade


Determinantes total de
respostas
(da Lâmina) Homens
I
Mulheres A
I
B
I C

F 51,1 47,9 53,6 47,6 44,8 65,0


FC 16,7 19,3 14,8 15,6 17,7 17,5
CF 5,9 9,3 3,3 6,8 5,2 5,0
FM 16,1 1.5,7 16,4 14,9 22,9 10,0
M 3,4 2,9 3,8 4,1 4,2 1,3
C 0,9 0,7 1,1 1,4 1,1
Fm 0,3 0.7 1,1
Fc 2,2 1,4 2,7 4,1 1,0
kF 0,6 0,7 0,6 0,7 1,2
Fk 0,9 1,6 1,4 1,0
Fc -)- FK 1,3 1,4 1,1 2,0 1,0
cF 0,3 0,5 0,7
c 0,3 0,5 0,7
Total 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0

Como com plemen tares na Lâmina 2 foram computados os seguintes


determinantes: I FC, 2 CF, I FK.
Quadro 5: distribuição dos determinantes da lâmina 3, segundo sexo e grupos de
idade, em %

Sobre o Por sexo Por grupos de idade


total de
Determinantes
respostas
(da Lâmina) Homens Mulheres A B C
I I I
F 55,8 56,1 55,5 53,0 61,2 54,0
M 23,3 24,6 22,5 23,2 22,3 25,0
FM 8,2 5,4 10,0 11,2 7,8 2,6
FC 6,4 7,7 5,5 5,3 4,9 10,5
Fc 4,2 5,4 3,5 4,6 1,9 6,6
FK 0,3 0,8 0,7
m 0,3 0,5 0,7
cF 0,9 1,5 1,3
Fm 0,6 1,0 1,9
Total 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0

Como complementares na lâmina 3 foram computados os seguintes


determinantes: 3 Fc, I m, I Fm, I Clob.
Vimos que nas três lâminas foi o determinante forma que atingiu
maior freqüência, sempre com percentagens acima de 50. Em ordem de-
crescente tivemos na lâmina I - movimento animal FM, com 8,8%;
na lâmina 2 respostas de forma-cor FC, com 16,7% e na lâmina 3
movimento humano M, com 23,3%.

28
3.6 Conteúdos das respostas

Como terceira etapa de análise de cada uma das respostas dadas, temos
o estudo do conteúdo que, de certo modo, expressa a variedade ou limi-
tação de interesse das personalidades em estudo. Nos quadros que se
seguem, apresentaremos os tipos de conteúdo verificados nas três Lâminas
separadamente, de acordo com o sexo e grupos de idade.
Quadro 6: distribuiçijo dos conteúdos da Lâmina 1 segundo sexo e grupos de
idade, em %

Sôbre o Por sexo Por grupos de idade


total de
Conteúdos respostas
(da Lâmina) Homens Mulheres A B C
I I I
H 3,1 3,0 3,0 1,6 2,2 6,1
(H) 4,1 5,3 3,1 2,4 4,5 6,1
Hd 3,1 2,3 3,i 1,6 1,1 7,3
(Hd) 0,4 0,8 1,2
A 41,0 43,5 39,0 50,4 37,8 30,5
(A) 0,4 0,8 0,8
Ad 5,4 6,1 4,9 3,3 8,9 4.9
Fruto 0,7 1,2 2,4
Anatomia 3,7 3,8 3,7 3,3 5,6 2,4
Planta 9,9 9,2 10,4 .5,7 12,2 13,4
Radiografia 1,7 3,8 1,6 1,1 2,5
Monstro 1,4 2,4 2,4 1,1
Osso 3,1 2,3 3,7 3,3 5,6
Sexo 3,7 0,8 6,1 2,5 6,7 2,4
Objeto 1,0 0,8 1,2 0,8 1,1 1,2
Máscara 1,0 1,5 0,6 0,8 2,5
Escultura 0,3 0,8 1,2
Desenho 1,0 0,8 1,2 0,8 1,1 1,2
Nuvens 4,4 3,0 5,5 5,7 3,3 3,7
Fumaça 1,4 0,8 1,8 1,6 2,5
Alimento 0,3 0,8 1,2
Célula 0,3 0,8 0,8
Unha 0,3 0,6 1,2
Explosão 0,7 0,8 0,6 1,6
Fantasma 0,3 0,6 1,1
Semente 0,3 0,6 0,8
Ser imaginário 0,3 0,7 1,2
Vestimenta 1,7 1,5 1,8 2,5 2,2
Cabelo 0,3 0,6 1,1
Garras 0,3 0,7 0,8
Natureza 4,4 5,3 3,7 4,9 3,3 4,9
Total 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0
I
Além desses conteúdos computados como os principais das respostas
:1 dadas, tivemos: ainda, na lâmina 1, outros conteúdos que foram clas-
sificados como complementares. Foram eles: 1 A, 5 Anat., 2 PI., 1 Radiog.,
2 Osso, 7 sexo, 1 Obj. 5 Nuvens, 6 Nat. 1 Olho, 2 Doença, 3 Fogo,
1 Mancha, 1 Pelos, 1 Fotografia e 1 Sangue.

Respostas do Z-teste 29
Quadro 7: distribuição dos conteúdos da lâmina 2 segundo sexo e grupos de
idade, em %

Sôbre o Por sexo Por grupos de idade


total de
Conteúdos respostas
(da Lâmina) Homens Mulheres A B C
I I I
H 2,5 2,2 2,7 2,0 3,1 2,5
(H) 0,9 1,4 0,6 1,4 1,0
Hd 0,6 1,1 0,7 1,3
A 34,1 28,6 38,3 34,0 33,0 35,4
Ad 0,9 0,7 1,1 0,7 1,0 1,3
Religião 6,8 6,5 7,1 7,5 6,2 6,3
Fotografia 0,3 0,7 1,3
Desenho 0,9 0,7 1,1 0,7 2,1
Objeto 4,1 6,4 2,1 3,4 2,1 7,6
Quadro 0,3 0,7 1,3
Natureza 3,4 5,0 2,2 3,4 4,1 2,5
Osso 4,7 6,4 3,3 4,8 4,1 5,1
Paisagem 0,9 0,7 1,1 2,0
Planta 11,1 10,0 12,1 9,5 16,5 7,6
Anatomia 12,4 12,2 12,6 15,6 7,2 12,6
Tinta 0,3 .0,5 1,1
Simbolo 0,6 1,4 1,4
Pintura 1,6 2,9 0,6 3,1 2,5
Monstro 0,3 0,6 1,0
Lodo 0,3 0,6 0,7
Alimento 0,3 0,5 1,0
Sexo 0,3 0,5 1,3
Radiografia 1,6 0,7 2,2 2,0 1,0 1,3
Olho 0,6 1,1 0,7 1,0
Mancha 0,6 1,4 0,7 1,0
Totem 0,9 2,2 0,7 2,5
Escultura 0,6 0,7 0,5 1,4
Imagem 0,3 0,7 1,3
Arquitetura 1,6 0,7 2,2 2,1 3,8
Emblema 2,2 2,1 2,1 2,7 3,1
Dragão 0,9 0,7 1,1 0,7 2,1
Escudo 2,2 3,6 1,1 1,3 3,1 2,5
Nuvens 0,3 0,5 0,7
Sangue 0,6 0,7 0,5 1,3

Total 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0

30 A.B.P.A. 2/72
Além desses conteúdos computados como os principais das respostas
dadas, tivemos ainda na Lâmina 2 outros conteúdos classificados como
complementares. Foram eles: 11 Relig., 7 Obj., 7 A, I Nat., 4 Pl., I Anat.,
2 H, I (H), I Sexo, I Sangue, I Guerra, 1 Água.
Quadro 8: distribuição dos conteúdos da lâmina 3 segundo sexo e grupos de
idade, em %

Sobre o Por sexo Por grupos de idade


total de
Conteúdos
respostas
(da Lâmina) Homens Mulheres A B C
I I I
H 21,6 24,4 19,9 20,8 18,5 29,2
(H) 16,9 16,3 17,4 13,9 17,8 19,4
Hd 1,0 1,5 1,0 1,4
(Hd) 1,0 0,8 1,0 2,0
A 44,2 41,5 45,9 47,5 46,6 34,7
(A) 0,3 0,5 0,7
Ad 1,0 0,8 1,0 2,0
Objeto 2,2 0,8 3,1 4,9 1,4
Figura 0,6 1,6 2,8
Vista 1,0 2,5 1,0 0,7 1,4
Natureza 1,3 0,8 1,6 2,0 1,4
Destruição 0,3 0,5 0,7
Explosão 0,3 0,5 0,7
ÜBso 0,6 1,0 0,7 1,4
Desenho 2,5 4,1 1,5 3,9 1,3 2,7
Mapa 0,6 0,8 0,5 1,0 0,7
Sexo 0,3 0,8 1,4
Anatomia 1,3 0,8 1,6 2,0 2,8
Lodo 0,3 0,5 0,7
Fotografia 0,3 0,8 1,4
Máscara 0,3 0,5 1,4
Arma 0,3 0,5 1,0
Escultura 0,6 0,8 0,5 1,3
Monstro 0,3 0,5 0,7
Simbolo 0,3 0,8 0,7
Plancto 0,3 0,8 1,4
Germe 0,3 0,8 1,0
Total 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0 100,0

Conteúdos classificados como complementares na Lâmina 3: 6 A, 1 Obj.,


1 H, 1 Nat., 4 Pl., 1 Anat., 1 Máscara, 2 Alimentos, 1 Decomposição,
1 Vestuário.

Respostas do Z-teste 31
Em todas as lâminas a maior freqüência foi a do conteúdo A (ani-
mal), onde a percentagem oscilou sempre em torno de 40%. Com fre-
qüência igualmente elevada se bem que um pouco inferior a de A foi a do
Humano ocorrido na lâmina 3. Entre humano completo, parte de hu-
mano e humano caricaturado perfez um total de 40,5%.
Em ordem decrescente tivemos: na lâmina 1 o conteúdo planta com
9,9%, na lâmina 2: Anatomia com 12,4 e na lâmina 3 como já vimos,
Humano com 40,5%.

4. Resultados esperados em protocolo de adulto normal

Número de respostas - Entre 6 e 7

4.1 TiPo de percepção

G D Dd

<37 «G)) <17 «D)) - -


44 - 37 (G) 30 - 17 (D) < 2 (Dd)

62 - 45 G 59 - 31 D 16 - 2 Dd

71-63 G! 63-60 Dl 24 - 17 Ddl

>71 G!l >63 Dl! >24 Dd!!

Relação G: M = 4:1
F 56%
F+ 39%

4.2 TiPo de vivência (varia de um protocolo para outro)

Relação FC: (CF C) 3:1 + =


Relação (FM +
m): M = 1:1
Relação (H A): (Hd+ Ad) + = 11:1

A = 41%
H = 20%
V = 18%
32 A.B.P.A. 2/72
4.3 Conteúdos mais freqüentes

Lâmina 1: Animal, planta, nuvem, natureza, humano caricaturado, sexo


e anatomia.
Lâminá 2: Animal, anatomia, planta, religião, osso, objeto e natureza.
Lâmina 3: Animal, humano, humano caricaturado, desenho e objeto.

5. Respostas vulgares

Com base no critério utilizado pela maioria dos autores (entre os quais
Beck e Rorschach) consideramos vulgar aquela resposta cujo percentual
mínimo foi de 16%, cálculo feito em relação ao total de respostas dadas
na área.
Em cada lâmina separadamente as vulgares foram:

Lâmina 1:
Em G: Besouro, cigarra, borboleta, morcego, morcego morto e drácula
morcego aberto com olhos e unhas.
Em DI: Folha de parreira e um trevo-de-quatro-folhas.

Lâmina 2:
Em G: Não tem vulgar.
Em D5: Dois cavalos brigando, animais brigando, dois cavalos pastando,
animais brincando, dois búfalos entrando em luta, touros brigando, dois
animais ferozes se encontrando, vacas correndo, uma boiada e gado
pastando.

Lâmina 3:
Em G: Festa de carnaval onde todos pulam, bailarinas, passistas carna-
valescos, uma dança africana, dançarinos europeus, lutadores de boxe,
homens brigando, um homem e uma mulher conversando, figuras hu-
manas pulando, homens apontando revólveres, duas crianças brincando,
crianças fardadas para iniciar uma luta, dois escafandristas, dois soldados
do império cumprimentando-se cordialmente, grupo de soldados em exer-
cício e soldados em guerra.
Em D4: Lagartos de borboleta, larvas de borboleta, lagartos, lacraias,
dois micróbios e embriões parecidos com lagartos.
Em D5: Homens de outro planeta, marciano, duendes, palhaços de
circo, miniatura de duas crianças, dois bonequinhos, boneco com chapéu
de ponta, boneco Brastemp, Boneco de criança, índio tomando banho,
homem fazendo palhaçada, homem encolhido com frio, silhueta dançando,
homem olhando para cima, homem pulando, dois meninos dançando,
Soldado de prontidão e homem andando.
Em D6: Borboleta e inseto.

Respostas do Z-teste 33
ANEXOS
Anexo 1: localização de restJOstas: Lâminas 1, 2, 3
Lâmina 1: detalhes comuns

o3= O I e O 2 reunidos o6 = O2 e sal. lat. sup. de O 3


O 5 = O I, O 2 e parto cento
sup. de 3 O7 = O 2 e lat. sup. de O 3 a
O4 = O 1 e cento sup. de O 3 partir da linha sup.de O 1.

34 A.B.P.A. 2/72
Detalhes raros da Lâmina 1:

, Dd Partes 3 e 4.
Dd Parte 4 e lateral inferior de 3.
Dd 3 e 4 exceto parte central sup. de 3.
Dd 1, 2 e parte central e lato sup. de 3.
Dd 2, parte sup. de 1 e lato sup. de 3.
DdDdbr Parte central sup. de 3, incluindo o br. cento inf.
Dd Parte 2 menos a parte central inferior.
Dd Parte central sup. de 1 e parte central inf. de 2.
Dd 3 e 4 a partir da linha inferior de 1 para baixo.
Dd Metade superior de 2 e saliências lato sup. de 3.
Dd Saliência lateral de 4.
Dd Parte superior de 2, de meio para cima.
Dd 1, 2 e parte. lato sup. de 3, a partir da linha inf. de 1
para cima.
Dd Lateral inferior de 3 e 4.
Dd Parte inferior de 2 (os 3 pontos brancos entram).
Ddbr Porção branca acima das partes 2.
Dd Parte 3 menos a sal. lato sup. e lato e central inferior.
Dd 1, 2 e 3 menos as saliências inferiores e superiores (de 3).
1 Dd 1, 2 e part. central e lato sup. de 3.
j Dd Parte lato inferior de 3.

1 Dd Tudo menos a parte 2, lat. sup. de 3 e saliências lato inf.


de 3.
DdDdbr Saliências inf. de 3 e espaço branco entre as mesmas.
Dd 2, parte central superior de 1 e lato sup. de 3.
Dd Parte central de 3.
DdDdbr Parte central de 3 incluindo br. menos sal. central inf.
de 3.
Dd 2, lato sup. de 3 e sal. inf. central e lateral de 3.
Dd Lat. direita de 1 e pequena porção contígua de 3.
1 Dd 1, 2 parte central de 3 e sal. lato sup. incluindo sal. central
! e lateral inferiores.
Dd 1 e 3 menos a lato superior.
j
Dd I, 2 e 3 parte su p de 3 a partir da linha inf. de I.
Dd 3 e 4 a partir da linha superior de 1 para baixo.

II Respostas do Z-teste 35
Lâmina 2: detalhes comuns

1e2=DDbr 1,2 e 3 = O O b r

Detalhes raros da Lâmina 2:


Dd Parte 2.
Dbr Parte I.
Dd Parte 3.
Ddbr Partes I, 2, 3 e 4.
Dd Partes 2 e 3.
Dd Partes 4 e 5.
Dd Segunda porção inferior da parte I.
Dd Terceira porção inferior da parte I.
Dd l.a e 2. a porção inferior de I e inferior central de 3.
Dd Extremidade superior da lâmina, incluindo pequena
porção superior de 2 e 3.
DDdbr Parte 5 e branco central inferior.
DdDdbr Branco central inferior e porção estreita entre os dois
marrons.
Dd Parte central superior de 2 e 3.
DdDdbr Branco central e extremidade centrais da parte 5.
Ddbr Branco central inferior da parte 5 (pequena porção).
DbrDd Parte I e extremidade central superior 2.
Dd Parte 4, menos as extremidades ao redor.
DdDbr Parte I e 2 exceto a porção central superior.

36 A.B. P .A. 2/72


detalhes comuns

.01. inl. de 4 (parte mais clara)


D1 = , a e b, 2 e 3

Detalhes raros da Lâmina 3:

Ddbr Branco central superior.


Dd Parte la e b e parte 2.
Dd la e b, 2, 3 e metade superior da parte 6.
Dd Parte 2, 4 e metade esquerda de 6.
Dd Saliência central inferior de 2.
Dd Saliência inferior de 4 (parte mais clara) .
Dd Metade inferior da parte 4.
Dd Metade superior da parte 4.
Dd Parte 3.
Dd la e b e metade superior de 2.
J Dd la e b.
Dd Parte inferior de 2.
Dd Partes 5 e 6.
j Dd
Dd
Dd
Partes 4 e 5.
Partes 2 e 3.
la e b, 2 e 5.
I! Dd la e b, 2, 3 e 5.

í Respostas do Z-teste 37
i
l
J

1
Anexo 2: Síntese das Lâminas

Lâmina 1: globais e semigIobais

N-o de
respos-
N_o de
grupos
de res-
Discriminação das Respostas IFre-
qüência
Classificação
Geral das
t.as Respostas
postas

2 Uma parte de corpo humano. Parte interna,


costela, 6rgãos com coluna vertebral. 2 G F-Hd
2 Um caroço de um fruto visto interiormente. 2 G Fc Fruto
3 Duas figuras juntas aparecendo os olhos, rostos
colados. GF- fH
8 4 Besouro, Cigarra, Borboleta, Morcego, Morcego \(olhos)
morto. Vampiro, Drácula, Morcego aberto
com olhos, unhas e divisões semelhantes. 36 G F+ A V
2 5 Um organismo de um animal irracional aberto.
Um rato morto aberto no meio. 2 G Fc+FK A
3 6 Um morcego em pleno vôo. Morcego aberto.
Morcego pendurado visto de baixo para cima. 5 GFM+ A
1 7 Coração humano. 1 G F - Anat.
2 8 Bacia (humana). Região ilíaca (bacia, útero) 7 G F+ fHd
\sexo
1 9 Folha de parreira. GF + PI.
1 10 Formiga gigante. GF-A
3 11 Floco de algodão, botão entreaberto. Algodão
brotando. Um ramo de algodão. 3 G Fc PI.
4 12 Radiografia de ossos da bacia. Radiografia da
vagina. Radiografia dos pulmões. Chapa ra-
diográfica. 5 G FK f Radiografia
\Anat.
3 13 Cachorros brigando. Um urso brincando. Urso
meio sentado. 3 GFM-A
1 14 Caranguejo com pernas e pelos 1 G Fc A
1 15 Um mascarado com mãos para cima. 1 GM+(H)
2 16 Uma cartilagem da espinha dorsal. Uma vér-
tebra. 2 GF- fAnat.
\Osso
2 17 Uma lagosta. Um camarão. 2 GF-A
1 18 Um bosque de flores. 1 GF- fPI.
\Nat.
4 19 Um monstro de espaço sideral. Monstro sobre-
natural. Figura tenebrosa. Monstro. 4 G F + Monstro.
1 20 Coruja 1 GF-A
1 21 A face de uma aranha caranguejeira. 1 G F-Ad
2 22 Uma bruxa. Uma criatura em forma de monstro. 2 G F+ (H)
1 23 Ossos da base do crânio. 1 G F- Osso
2 24 Carrapato. Inseto. 2 G F+ A
4 25 Aranha. Aranha caranguejeira. Aranha sem per-
nas. Uma caranguejeira vista de cima para
baixo. 10 G F+ A
1 26 Aranha sem pernas. 1 GF+ Ad
2 27 Formação de um tumor maligno, aberto numa
operação. Intervenção cirúrgica do abdomem. 2 G Fc-FK {Anat.
Doença.
28 Um pulmão. 1 G F- Anat.
29 Macaco. 3 GF+ A

38 A.B.P.A. 2/72
N_o de N-" de
Classificação
respos- grupos Discriminação das Respostas Fre-
geral das
tas de res- qüência
R.espostas
postas

1 30 Caveira ou esqueleto de animal pré-histórico. 1 G F- Osso


1 31 Rins. 1 G F- Anat.
2 32 Copa de uma árvore. Folhas diversas. 2 G F+ Pl.
1 33 Duas folhas secas manchadas. 1 G Fc Pl.
1 34 Folha de fumo. 1 G F- Pl.
1 35 Orgão genital feminino. 7 G F+ Sexo
1 36 Macaco sentado. 1 G FM+ A
1 37 Um brinquedo quebrado. 1 G F- Obj.
1 38 Um bicho. 1 G F- A
4 39 Couro de animal (aberto). Pele de animal em fase
de ressecamento. Couro de bode pendurado
na parede. Couro curtido, sapo. 5 G F+ Ad
1 40 Pele de animal. 1 ~F+ Ad
1 41 Máscara de figura antiga. 1 G F+ Máscara
2 42 Um demônio entre as fumaças. Um homem com
cara de macaco entre nuvens. 2 G FCleb f(H)
\ Nuvens
43 Pessoa estranha que se apresenta no deserto. G FClob {(H)
Xat.
1 44 Abelha. 2 G F- A
2 45 Sapo aberto. Sapo deitado. 2 G FM+ A
1 46 Morcego esmagado. 1 G Fc A
1 47 Um caranguejo. 2 G F- A
1 48 Estátua num jardim. 1 G F- {Esc.
Nat.
49 Caranguejeira queimada. G Fc A
50 Uma árvore pegando fogo. G FClob {Pl.
Fogo
2 51 Um desenho. Um desenho abstrato. 3 G F+ Desenho
7 52 Entrada de um túnel. Uma caverna com uma
vela acesa. Entrada de uma gruta no fundo
do mar. Rocha perfurada. Buraco no gelo.
Um bosque com uns pingos de luz. Um buraco
no chão contendo água com margens irregu-
lares. 7 G KF Xat.
53 Uma criança em cima de uma árvore. 1 G M-{H
Pl.
54 Urso. 1 G Fc A
55 Crosta terrestre 1 G Fc Nat.
56 Estômago. 1 G F - Anat.
57 Câncer. 2 G F- A
58 Árvore. 4 ~ F- Pl.
59 Um inseto sobre uma base manchada, visto pelo
microscópio. G FClob {A
Mancha
60 Boca de um animal, escancarada. G FM- Ad
61 Um boneco felpudo. G Fc (H)
62 Um cogumelo desses que nascem nas árvores. G F- Pl.
63 Um bicho com a boca aberta. GFM-A
64 Cabeça de lagosta. G F+ Ad
65 Imagem de pequeno animal irracional, incrus-
tado numa pele, encoberta de peles. G Fc {A
Pelos

RespOSlas do l-lesl, 39
N_o de Fre- Classificação
-
N_o de
respos- grupos Discriminação das Respostas qüência Geral das
tas de res- Respostas
postas

1 66 Boca de animal ou inseto. G F- Ad


4 67 Uma flor. Flor· rara, tipo de orquidea. Botão de
rosa. Flor aberta. 5 G F-PI.
68 Um floco de algodão, na sua origem. 1 G cF PI.
69 Um morcego ou uma coruja numa árvore de algo-
dão. . GFc {API.
70 Nuvens esparsas no céu dando impressão de cer-
tas figuras mitológicas. 2 G ClobF Nuvens
1 71 Um morcego. 1 G FC ' A
1 72 Dois morcegos. 1 G F+ A
3 73 Nuvens. Nuvem de chuva. Uma nuvem de
fumaça. 5 G Clob Nuvens
2 74 Aranha grande querendo subir numa teia. Ara-
nha caranguejeira subindo numa parede. 2 G FM+ A
75 Contornos de fumaça ao redor de um núcleo
carbonizado. 2 G Clob f Fumaça
\Nat.
2 76 Um padre idoso envolto em nuvens. Homem
atrás de cortina de fumaça. 2 G FClob IH
\Nuvens
77 Um besouro como se fosse ferrar. G FM+ A
78 Cabeça de inseto visto pelo microscópio. ~ F+ Ad
79 Um ovo em fotografia ultra-rápida, ao se espa-
tifar. G Fm {Alim.
Fotogr.
80 Boneco preto. G F- (H)
82 Célula vista ao microscópio. G F- A
83 Uma árvore com um macaco no meio. G {rI.
F+

1 84 Vagina. Orgão sexual feminino. 2 G Fc--FK Sexo


1 85 Unha com mancha. 1 G F- Unha
1 86 Uma arraia marinha. 1 GF+ A
1 87 Um caranguejo de cabeça para baixo. 1 G F- A
2 88 Uma nuvem de fumaça depois de um incêndio,
aparecendo ainda com chamas de fogo. Fu-
maças de uma fogueira. 2 G Clob nuvens
m fogo
89 Um receptáculo de uma flor partido ao meio ver-
ticalmente. G F- PI.
90 Restos de uma explosão atômica. G Clob F Explosão
91 Coração aberto para estudo. G Fc--FK Anat.
92 Imagem de assombração. G FC' Fantasma

Lâmina 1: parciais

Parte 1
2 18 Folha de parreira. Um trevo de 4 folhas. 3 D F+ PI V
1 25 Uma vértebra. 1 D F- Osso
1 29 Uma borboleta. 1 D F+ A
1 33 Uma blusa. 1 D F+ Vest.

40 A.B.P.A. 2/7'1.
N_O de N_o de
Classüicação
respos- grupos Discriminação das Respostas Fre- Geral das
tas de res- qüência Respostas
postas
- - - ---
Parte 2

2 5 Animal irracional. Besouro. 2 DF-A


1 51 Camisa. 2 D F- Vest.
1 69 Cara de macaco. 1 D F+ Ad
1 73 Uma caveira. 1 D F+ Osso

Parte 3 e 4
3 Nuvens. Dd Clob Nuvens
4 Galbos de árvores. Dd F- PI.

Parte 1 e 2

15 Um ser imaginário. 1 D F+ Ser imaginário.


24 Coruja. 1 D FM- A
I 36 Animal 2 D F- A
I
i1
,t
46
68
Ser humano de aspecto estranho.
Cachorro pooclle.
1
1
D F+ (H)
D Fc A

~ 1 e parte central lU perior de 3


2 1 Uma pequena caverna. Caverna 3 D FK Nat.
1 20 Manchas em exame de radiografia, indicando
parte afetada de um órgão. D J F (C) {Anat.
\K Radiogr.
22 Blusa. D F+ Vest.
48 Abertura de uma cratera vulcânica, ista de cima. D FK Nat.
m
1,2 e parte central mperÍOT de 3
1 2 Morcego pregado na parede, asas abertas. DFM-A
1 7 Macaco sentado. DFM- A
1 9 Animal assombrativo, fantasmagórico. D F+ (A)
1 10 Indivíduo saindo de sombra~. D fM+ H
\Clob.
2 11 Macaco. Gorila. 4 DF+ A
1 13 Um negrinho com cabelos brancos. 1 DF+ H
1 56 Um homem e uma mulher. 1 DF-H
1 57 Boneco mal delineado num campo escuro. 1 DF Clob (H)
1 59 Um rosto deformado. 1 D F- (Hd)
1 60 Um homem preso entre ruínas 1 DM+ JH
\Nat.
61 Morcego. D F-A
75 Um homem vestido de preto com máscara preta. D F+ (H)

4 e parte lateral inferior de 3


6 Nuvens. Dd Clob Nuvens

Respostas do Z-teste 41
N-o de N-o de Classificação
respos- grupos Discriminação das Respostas Fre- Geral das
tas de res- qüência Respostas
postas

3 e 4, exceto parte central superior de 3

8 Fumaças laterais. Dd Clob Fumaça


14 Nuvens. Dd Clob Nuvens

1,2 e parte central 8uperior e lateral 8uperior de 3

12 Um inseto grande querendo ferrar, envolto em


nuvens. Dd fFM- f A
\Clob \Nuvens
43 Um besouro. Dd F- A
45 Caranguejo. DdF- A

2 e lateral superior de 3

16 Uma blusa num cabide. D F- {vest.


Obj.
41 Parte dianteira de um bichinho com as patinhas
levantadas. D FM+ Ad
1 50 Macaco. DF-A
1 54 Cabeça de um besouro. D F+ Ad
1 70 Macaco com as mãos levantadas. D FM-A
1 74 Uma borboleta. D F(C) A

2, parte 8uperior de 1 e parte lateral superior de 3

17 Costelas. Dd F- Osso

Parte cen/ralsuperior de 3; incluindo o branco cen-


tral inferior

19 Orgãos sexual feminino. DdDdbr F + Sexo

2, men08 a parte central inferior

21 Morcego. Dd F- A

Parte central superior de 1 e parte central inferior


de 2

23 Uma barba Dd Fc Cabelo

3 e 4, a partir da linha inferior de 1, paTa baixo

26 A bacia e uma das vértebras de nosso esqueleto. 1 Dd F- Osso


28 Bacia do corpo humano. 1 Dd F- Osso

Metade superior de 2 e saliências laterais superio-


res de S
27 As garras de um inseto. Dd F- Garras

42 A.B.P.A. 2/72
N-o de N-o de Classüicação
respos- grupos Discriminação das Respostas Ffe- Geral das
tas de res- qüência Respostas
postas

I Parte 2 e lateral superior de 3 a partir da linha


superior de 1

I 30
66
67
Uma aranha.
Chifres.
Animal com olhos, boca e chifres.
DFM-A
D F- Osso
DF-A

I 76

31
Caranguejo.

Saliência lateral de 4
Um morcego voando.
D F- A

Dd FM- A

Parte superior de 2, do meio para cima


32 Cara de um cachorro. Dd FM- Ad

1,2 e parte lateral superior de 3, a partir da linha


inferior de 1 para cima
34 Morcego. Dd F- A
53 Uma máscara antiga. Dd F+ Máscara
~ Lateral inferior de 3 e 4

Ij 35

37
Floco de algodão.

Parte inferior de 2
Morcego.
Dd cF PI.

Dd F- A

Porção branca acima da parte 2

38 Um monte coberto de neve. Ddbr Fe' Nat.

Parte 3 menos a saliência lateral superior e lateral


e central inferior.
39 Nuvens. Dd Clob Nuvens

1,2 e 3 menos as saliências inferiores e superiores


de 3
42 Um homem com as pernas abertas, de c6coras. DdM- H

1,2 e parte central de 3 e lateral superior


44 Um boneco de lã com as duas pernas nos ombros. Dd {M- (lI)
Fc
Parte lateral inferior de 3
47 Flor de algodão. Dd cF PI.

RespfJstas do Z-teste 43
N_O de N_o de Clas&ificação
respos- grupos Discriminação das Respostas Fre- Geral das
tas de res- qüência Respostas
postas

Tudo menos a parte 2, lateral superior de 3 e saliên-


cia3 laterais inferiores de 3

49 Explosão de uma bomba H. Dd {m Explo~ão


Clob F
Saliência3 inferiores de 3 e espaço branco entre a3
mesma3

52 Coração DdDdbr F- Anat.

2, parte superior central de 1 e lateral 8uperior de 3

55 Um polvo. Dd F- A

Parte cenlral de 3

58 Uma vela acesa. 2 Dd F- Obj.

Parte central de 3 incluindo Branco menos saliência


central inferior de 3

62 Vagina, suja de sangue com seu orifício no meio. DdDdbr f F + Sexo


\ Clob F Sangue
2 e lateral superior de 3 e saliência3 inf. central e
lateral de 3

63 Aranha. Dd F- A

Lateral direita de 1 e pequena porção contígua de 3

64 Fumaça. Dd CIob Fumaça

1, 2, parte central de 3 e saliência lateral superior


excluindo saliência central e lateral inferior.
65 Urso. Dd FM- A

1 e 3 menos a lateral superior


71 Semente de uma maçã. Dd F- Semente

3 e 4 a partir da linha superior de 1 para baixo


40 Bacia óssea. Dd F+ Osso

Lâmina 2: globais e semiglobais


Um altar dedicado a um ser superior, 2 ;arros,
toalha colorida, aparecendo uma figura no altar. G FC fReligião
\Objeto.
2 Fotografia de um campo pulmonar destacando-se
a espinha dorsal. GF- f Fotografia
\Anat.

44 A.B.P.A. 2/72
N-o de N-o de Classificação
respos- grupos Discriminação das Respostas Fre- Geral da.~
tas de res- qüência Respostas
postas

3 Uma gravura japonesa. 1 G FC Desenho


4 Um altar com várias pessoas ajoelhadas. 2 GM+ {~eligião
5 Cartão de Natal. G CF Obj.
6 Um peixe grande aberto ao meio. G {Fc-FK A
CF
3 Um altar. Um altar de um deus oriental. Um
altar dentro de uma igreja. 8 G F+ Religião
2 8 Um altar, simbolizando a descida do Espirito
Santo. Um altar com o Divino Espirito Santo
ao centro. 2 G F+ Religião

I
:j
11
I!
1
4
9
10

11
Um quadro espanhol de tourada.
Formação de peças existentes no fundo do mar.
Algas e calcáreos. Uma pedra submarina.
Uma paisagem submarina.
Briga de animais no fundo do mar.
5
1
G FC Quadro

G CF Nat.
G {FM+ A
II FC
1 12 Ossadas de animais pré-hist6ricos. 1 G F- Osso
:1 1 13 Caranguejo 1 G F+ A
1 14 Paisagem oriental. 1 G FC Paisagem
I 2 15 Plantas marinhas. Fauna marinha. 3 G FC PI.
1 16 Tintas para um quadro. 1 G C Tinta
ri 3 17 Um escudo. Um simbolo. Ornamentação. 3 G F+ Obj.
1 18 Uma bandeira de uma nação. 1 G FC Simbolo
1 19 A paisagem de uma guerra bem violenta. 1 G CF {paisagem
[I Guerra
,:~ 20 Um coração. G FC Anat.
21 Um cercado de gado, com dois touros. G F+ {A
\Nat.
22 Cristo subindo ao céu. G M+ {~igiãO
i[ 23 Ceia Larga. G F- Religião
24 Um pulmão. G F- Anat.
il 25
26
Uma decoração artística.
Parte inferior de um cágado.
2 G CF Obj.
G F-Ad
2 27 Uma pintura sem designação. Pintura abstrata. 2 G CF Pintura
I 28 Gruta com carneiros ao lado, lembrando o nasci-
I mento de Jesus. G {F+ {Nat.
I FK Religião
I 29 Um templo com camelos em volta. G F+ {Religião
\A
Ir 30 Uma cascata pintada de vermelho com 2 animais
ao lado. G FC {fato
ti
31 Quadrupedes que avançam em direções diferentes. GFM-A
32 Um rei e seus carneiros.
{~
GF-
33 Plantas aquáticas balan~ando na água. GFm JPI.
\água
34 Boneco. G F- (H)

Respostas do Z-teste 45
N_O de N_O de Classificação
respos- grupos Discriminação das Respostas Fre- Geral das
tas de res- qüência Respostas
postas
- - --1--------------
35 Despertar da aurora "com o colorido dos raios do
sol". G CF Nat.
1 36 Árvores. G F- PI.
1 37 Paisagem florida onde 2 carneiros brincam des-
preocupados. G {FM+ f Paisagem
CF \A
38 Detalhe de tapeçaria originária da In dia. G FC Obj.
39 Desenho católico. G FC {Desenho
Religião
40 Borboleta. 1 GF-A
41 Monstro. 1 G F- Monstro
42 Santinho de L" comunhão. 1 G F+ {ReligiãO
Objeto
43 Orquídea cortada ao Dieio verticalmenk G FC Pl.

Lâmina 2: parciais

Partes 1 - 2 e 3

Um escorpião com um branco no cent.ro. DDbr F- fA


\Obj.
8 Um altar. DDbr F+ Religião
9 Tórax. DDbr F+ Anat.
10 Uma flor. DDbr F- PI.
18 Um monumento solto. DDbr F- Arquit.
22 Ossos entre sangue, tecidos seccionados. DDbr CF Anat.
24 Dois monges se saudando. Duas pessoas de perfil
e de mãos dadas. 2 DDbr M+ H
1 32 Estômago. 1 DDbr F- Anat.
1 33 Ossos do crâneo humano. 1 DDbr F- Osso.
1 37 Radiografia. 1 DDbr Fk Radiografia
2 39 Espinha dorsal. Coluna vertebral. 3 DDbr F+ Osso
1 42 Um coração. 3 DDbr FC Anat.
1 48 Pulmões. 6 DDbr F+ Anat.
1 50 Radiografia pulmonar. 2 DDbr Fk Radiografia
1 60 Uma árvore. 1 DDbr F- PI.
5 63 Escudo religioso contendo a pomba do Espírito
Santo. Emblema indígena. Brazão antigo.
Escudo. Emblema. 7 DDbr F+ Escudo
1 69 T6tem. 1 DDbr F+ Tótem
1 85 Pagode Chinês. 1 DDbrF+ Arquit.
1 86 Uma parte do coração. 1 DDbr FC Anat.
2 92 Parte de esqueleto de um animal. Carcaça de um
animal. 2 DDbr F- fOsso
\A
1 98 Mancha de sangue. 1 DDbr CF Mancha
2 100 Uma sefinge e gípcia. Gravuras egípcias esculpidas. 2 DDbr F+ Escultura
1 101 Um deus antigo. 1 DDbr F+ Religião
1 102 Véu pala tino e garganta. 1 DDbr FC Anat.
1 105 Símbolo indígena. 1 DDbr FC Símbolo
1 110 Pintura moderna, quadro a 6leo. 1 DDbr FC Pintura
1 114 Coruja. 1 DDbr F- A

46 A.B.P.A. 2/72
N-o de N-o de Classificação
respos- grupos Discriminação das Respostas Fre- Geral das
tas de res- qüência Respostas
postas
--- ---
117 Sapo aberto ao meio. 1 DDbr Fc FK A
119 Cérebro humano 1 DDbr FC Anat.
123 Maçã cortada ao meio. 1 DDbr FC Alimento
126 Coluna vertebral com pulmões. 1 DDbr F+ Anat.
128 Um coração aberto, cortado. 1 DDbr Fc-FK Anat.

{k~igiãO
131 Dois anjos anunciando o nascimento de Cristo. 1 DDbr M+

133 Pulmão com suas ramificações manchadas de


sangue. DDbr CF fAnat.
\ Sangue
134 Uma concha. DDbr F- Obj.

Parte 4
3 2 Dois peixes um de cada lado. Peixes das regiões
abissais na profundidade do oceano. Peixe
voador. 12 D F+ A
8 11 Dois ramos. Árvores. Dois arbustos. Dois pés
de abacaxi florando. Plantas marinhas, sarga-
ços. Plantas. Algas. Algasfixadasemconchas. 14 D FC PI.
1 16 Caranguejos. 2 DF-A
1 19 Ciclistas. 1 DF-H
1 25 Dois olhos. 1 D Fc Olhos
1 31 Dois cavalos. 1 DF- A
1 34 Ácaro (inseto). 1 DF-A
1 44 Dois siris-caranguejos. 2 D Fc A
2 46 Animais marinhos ou vegetais aquáticos. Mo-
luscos. 2 D FC fA
\PI.
52 Borboletas. 1 DF-A
55 Um polvo. 1 DF-A
59 Dois caranguejos. 1 D FC A
64 Dragões. 2 D F- Dragão
70 Grama. 1 D CF PI.
77 Duas pessoas fazendo careta. 1 DM-H
87 Cacto. 1 D cF PI.
89 Dois peixinhos no fundo do mar com barbantes
para cima. DFM+ A
93 Lagostas. DF-A
95 Peixes como se pudessem estar com abacaxis
sobre seus corpos. D Fc IA
\PI.
118 Figuras que se vêm na lua. 1 D F- Nat.
129 Uns lôdos. 1 D c Lôdo
132 Dois veados. 1 DFM-A
136 Cavalos empinados. 1 D FM-A
137 Animais querendo subir. 1 DFM-A

Parte 5
10 3 Dois cavalos brigando. Animais brigando. 2 ca-
valos pastando. Animais brincando. Dois

Respostas do Z-teste 47
N-o de N-o de Classificação
grupos
respos- Discriminação das Respostas Fre- Geral das
de res-
tas qüência Respostas
postas
- - - - ------------- ---1-------

búfalos entrando em luta. Touros brigando.


Dois animais ferozes se encontrando. Uma
boiada. Vacas correndo. Gado pastando. 25 D FM+ A V
1 6 Duas mãos em forma de concha. 1 D F- Hd
4 12 Dois gados. Touros espanhóis. Dois búfalos.
Dois animais. 4 DF+ A
4 14 Animais marinhos. Duas lagostas. Pitus. Dois
camarões. 8 D F+ A
1 15 Dois touros 1 D FC A
1 20 Um pedestal. 1 DF-Arquitetura
3 21 Animais marinhos, camarões, esponjas vistos
dentro d' água. Peixes nadando. Duas lagostas. 3 DFM+ A
3 23 Carneiros dando marrada. Dois carneiros. Car-
neiro pastando. 10 DFM+ A
1 27 Sangue. 2 D C Sangue
1 28 Quatro cavalos. 1 DF+ A
1 40 Gafanhoto. 5 D F+ A
1 43 Um pássaro. 1 D F- A
2 45 Dois porcos deitados. Dois porcos com focinhos
próximos. 2 DFM+A
47 Inscrições rupestres de animais em posição de
ataque numa luta. D FM+ {~esenho

49 Cavernas. D F- Nat.
1 51 Caramujos ou peixinhos DF-A
2 53 Cavalos. Dois cavalos. 2 D F+ A
56 Um cogumelo. D F- PI.
58 Dois dragões de frente um para o outro. D FM- Dragão
1 62 Nuvens. D CF Nuvens
2 73 Dois insetos se enc)ntrando. Dois lagartos quase
se chocando. 2 D FM+ A

78 Pulmões. D FC Anat.
79 Lagostas nas folhas. D FC IA
\PI.
1 81- Animais caldos e mortos. 1 D FC A
1 83 Um órgão do corpo humano. 1 D FC Anat.
2 88 Camarão-pitu. Elefantes marinhos. 2 D Fc A
1 91 Dois carneiros. 1 D F+ A
1 96 Formação da superflcie terrestre. 1 D CF Nat.
1 106 Aves abatidas. 1 D Fc A
1 107 Algas marinhas. 1 D FC PI.
1 120 Um ramo de orquidea. 1 D F- PI.
1 127 Batatas lembrando elefantes marinhos. 1 D F- {Xl.
135 Caudas e pés de avestruz. D F-Ad

Parte 2

4 Pulmão. 3 Dd F+ Anat.
112 Mancha sanguínea. 1 Dd CF Mancha

48 A.B.P.A. 2/72
11I'!

Ii
11

1I N_o de N_o de
~
Classificação
respos- grupos Discriminação das Respostas Fre- Geral das
de res- qüência
~
1"1
tas
postas
Respostas
~
ti

ti~ .
Parte 1

1 5 Espinha dorsal. 3 Dbr F+ Osso


~ 2 17 Pintura chinesa, jarros orientais. Um jarro. 2 DbrF+ {Pintura
Obj.
1 29 Um altar de Igreja. 1 Dbr F- Religião

I
ij
1
2
1
3
38
54
75
82
Esqueleto de um animal.
Esqueleto. Esqueleto humano.
Um candelabro.
Um escudo de um reinado. Um tótem. Emblema
aéreo.
1
2
1

3
Dbr F+ Osso
Dbr F- Osso
Dbr F+ Obj.

Dbr F+ Emblema.
1 90 Imagem de um santo com os braços abertos.
Grinalda. 1 DbrM+ IImagem
1 \Religião
2 122 Uma planta. Uma flor chinesa. 2 Dbr F- Pl.

Parte 3

7 Morcego grudado na parede. Dd FM- A


Partu 1,2,3 e 4

26 Ornamento indigena. Ddbr F+ Obj.


115 Um altar simbolizando e Divino Espirito Santo. Ddbr F+ Religião.

Partu 1 e 2

1 30 Getulio Vargas. 1 DDbr F- H


1 35 Pulmões. 7 DDbr F+ Anat.
1 36 Estômago. 1 DDbr F- Anat.
2 41 Um padre de costas, celebrando missa. O sacri-
fício da Missa. 2 DDbr M+ IH
\Religião
2 57 Um pagode chinês. Torre egipcia. 2 DDbr F+ Arquit.
4 65 Sinal de Espirito Santo, pombinha sobre o cálice.
Imagens de deuses. Emblema. Brazão. Es-
cudo simbólico. 4 DDbr F+ {Emblema
Religião
1 68 Tótem. 1 DDbr F+ Tótem
1 76 Um coração aberto com 2 raizes. 1 DDbr Fc-FK Anat.
1 80 Coluna vertebral com os pulmões. 2 DDbr FC Anat.
1 84 Tórax humano, pulmões, externo e espinha dorsal. 2 DDbr F+ Anat.
1 99 Coluna vertebral. 1 DDbr F- Osso
1 10.3 Pulmão. 1 DDbr FC Anat.
1 121 A vagina. 1 DDbr F- Sexo.
1 124 Orgãos reprodutores da planta, caule e flor. 1 DDbr F- PI.
1 125 Bouquet de flor tipo japonês. 1 DDbr FC PI.

Partu 2 e 3

61 Radiografia de 2 grandes órgãos. Dd kF Radiografia


130 Perfis de focinhos de animais. Dd F- Ad

Respostas do Z-teste 49
N-o de N-o de Classificação
respos- grupos Discrimin~ão das Respostas Fre- Geral das
tas de res- qüência Respostas
postas
--- ---
Parte. 4 e 5

104 Vegetação marinha. 3 Dd FC PI.

2.& porçiW inferior da parte 1

66 Um boneco. Dd F- (H)
9.& porção inferior da parte 1

67 Uma gravura. Gravata. Dd F+ Obj.

1." e 2." porçáQ inferior de 1 e inferior central de 9

71 Uma planta em um jarro. Dd FC {PI.


Obj.

Extremidade superior da lâmina incluindo pequena


porção superior de 2 e 9.
72 Dois rostos de frente em atitude carinhosa. Dd M+ Hd

Parte 5 e branco central inferior

74 Um altar com um cálice. DDdbr F+ f Religião


\Obj.

Branco central inferior e porçáQ estreita entre OI


doil marrons

94 Uma cruz. DdDdbr F+ {Obj .


Religião

Parte central superior de 2 e 3

97 Um avião. Dd F- Obj.

Branco central e extremidades centrais da parte 5


100 A bacia. DdDdbr F- osso

Branco central inferior da Parte 5 (pequena porção)


109 O reto. Ddbr F- fAnat.
\Sexo

1 e extremidade central IUperior de 2


111 Tótem indigena. DbrDd F+ Tótem

Parte 4, menos as saliêncial ao redor.


113 Dois olbos. Dd F- Olho

50 A.B.P.A. 2/72
N-· de N-· de
Classificação
respos- grupos Discriminação das Respostu Fre-
Geral das
tas de res- qüência
Respostas
postas

1 e 2, exceto a porção central .uperior


I lIü Radio gralia de pulmão. I DdDdbr Fk-Radiogralia.

Lâmina 3: globais e semiglobais


3 Duas figuras aparentando ter apenas uma perna
e um braço. Saci-pererê. Dois negrinhos. 4 ~F+ (H)
2 2 Um emblema. Um escudo militar. 2 G F+ Obj.
3 Dois bonecos de frente um para o outro, cada um
com um boneco pendurado na mão.. ~ + (H)
4 Um casal de gatos siamêses. ~ {F-
Fc
A
5 Dois mamulengos. 3 ~ F+ (H)
Ü Duas pessoas com roupa de frio, usada na neve

~ {;t {~est.
para esquiar.

7 Figuras em estado de decomposição; impressão


de estarem sendo atacadas por germens G {Fc {FigUra
Fm A
2 8 Cavalos marinhos. Peixes. 2 D F- A
16 9 Festa de Carnaval onde todos pulam. Bailarinas.
Passistas carnavalescos. ema dança africana.
Dançarinos europeus. Lutadores de box.
Homens brigando. lím homem e uma mulher
conversando. Figuras humanas pulando. Ho-
mens apontando revólveres. Duas crianças
brincando. Crianças fardadas para iniciar
uma luta. Dois escafandristas. Dois soldados
do Império cumprimentando-se cordialmente.
Grupo de soldados em exercício. Soldados em
guerra. 19 ~ 1\1+ II \'
1 lO Dois diabinhos. 2 0. F+ (H)
1 li Dois índios camuflados com ramagens. ~ Fc IH
\Pl.
3 12 Vegetação do fundo do mar. Algas marinhas.
Fundo do mar. 3 G FC Vista
1 13 Caminho com a passagem fechada. 1 G FK Xat.
3, 14 Calungas pulando. Seres estranhos voltados de
;
frente. Caricatura de 2 seres que dialogam se
defrontam. 4 ~ :-'1+ (lI)
I 15 Desagregamento de um todo. G F+ Destruição
4 16 Dois homens de outro planêta, Duas bruxas.
Entes de outro planêta. Seres com estranhas
formas humanas. 4 ~ F+ (lI)
17 Duas serpentes. I ~ F- A
18 Uns germes remexendo, visto através de micros-
cópio. G F~1+ A
19 Espécie de macaco querendo pegar uma folha
no chão. G FM+ {A
Pl.
20 Uma explosão. G {m Explosão
Clob

Res/Jos/gS do Z-/es/e 51
N_o de N_o de Classificação
grupos Discriminação das Respostas Fre- Geral das
respos- qüência
tas de res- Respostas
postas

1 21 Guerreiros romanos. 1 ~F+ H


1 22 Um rosto de uma pessoa. 1 ~ F- Hd
2 23 Dois homens pintados numa parede. Pessoas
humanas. 2 ~F+ H
Dois pés de mato seco. 1 G Fc PI.
1
1
24
25 Animais esquisitos no espaço. 1 o F- (A)
1 26 Dois espantalhos. 1 ~ F+ (H)
1 27 Dois cavalos marinhos. 1 F- A
10 28 Ritual de dança indígena. Dança folclórica
Duas pessoas fantasiadas. Duas pessoas con-
versando. Participantes de uma escola de sam-
ba. Soldados que se cumprimentam. Quatro
dançarinos executando uma dança oriental.
Dois homens passeando numa nave espacial.
Jogadores jogando bola. Crianças brincando. 10 GM+ H
2 29 Dois bonecos querendo pegar uma planta. Brin-
cadeira de palhaços. 2 G M+ (H)
1 30 Duas caranguejeiras. 1 G F- A
1 31 Caixa óssea. 1 G F- Osso
1 32 Lasca de madeira aumentada por microscópio. 1 G F- PI.
3 33 Duas caricaturas de desenho animado. Teatro
de marionetes. Filme de desenho animado. 3 G F+ Desenho
1 34 Plantas marinhas. 1 ~F+ PI.
1 35 Dois diabos dançando. 1 ji M+ (H)
1 36 Dois mascarados de chifres e revólveres na mão. 1 ~ M+ (H)
1 37 Mapa com literais bastante recortados. 1 G F- Mapa
1 38 Deserto com areia sem casas na redondesa. 1 G cF Nat.
1 39 Duas formigas. 1 G F- A
4 40 Desenhos modernos. Um lindo desenho de crian-
ça. Pintura abstrata. Desenho alegre. 4 G FC Desenho
1 41 Raizes de árvores. 1 G F+ PI.
1 42 Raiz vegetal. 1 ~F+ PI.
1 43 Figuras carnavalescas. 1 G F+ Figura
1 44 Região ilIaca, bacia, vagina e trompas. 1 GF- eexo
Anat.
1 45 Diversas lagartas. 1 GF- A
1 46 Borboleta. 1 G FC A
1 47 Folhagens. 1 G Fc PI.
1 48 Cérebro humano, massa encefálica. 1 G cF Anat.
2 49 Borboleta voando sobre um bosque ou rios. Três
borboletas voando entre raizes ou galhos secos. 2 G FM+ {A
PI.
1 50 Jarro. 1 ~ F+ Obj.
1 51 Manchas de lodo. 1 ~ cF Lodo.

Lâmina 3: parciais
Parte 6
1 1 Borboleta colorida. 10 D FCA
2 2 Borboleta, inseto. 53 D F+ A V
3 8 Uma borboleta voando. Uma borboleta pousada
na relva. Uma borboleta com as asas abertas. 11 FDM+ A

A.B.P.A. 2/72
N_O de N_o de Classüicação
grupos Discriminação das Respostas Fre-
respos- de res- Geral das
tas qüência Respostas
postas
--- --- ---------------11--- --------

19 Um papagaio de brinquedo voando. D Fm Obj.


23 Pulmões. D F- Anat.
25 Bacia humana. D F+ Osso
47 Coração ensangüentado perdido nos Alpes. D FC {Anat.
Nat.
55 Um trevo girat6rio, semelhante a uma estrela
do mar. D FC PI.
56 Símbolo da Força Aérea. D F+ Símbolo

Br. central superior

3 Fotografia de um campo pulmonar com a espinha


dorsal. Ddbr F- Fotografia

Parte 5

9 4 Homens de outro planeta. Marciano. Duendes.


Palhaços de circo. Miniatura de duas crianças.
Dois boneqainhos. Boneco com chapéu de
pontas. Boneco Brastemp. Boneco de criança. 14 D F+ (li) V
9 7 Indio tomando banho. Homem fazendo palha·
çada. Silhuetas dançando. Homem encolhido
com frio. Homem andando. Homem olhando
para cima. Homem pulando. Dois menino's
dançando. Soldados em prontidão. 12 DM+R V
3 10 Dois palhaços correndo. Bonecos correndo.
Bonecos pulando. 4 D M+ (R)
2 11 Animal quadrúpede. Dois cavalos. 2 D F- A
2 12 Pássaro. Dois beija-flores. 5 DF+ A
1 28 Insetos. 1 DF-A
2 29 Dois índios. Dois soldados pequeninos. 2 DF+ H
1 40 Uma bota psicodélica. 1 D F- Obj.
1 49 Dois esquim6s. 1 D Fc H
1 50 Bonecos de pelúcia ou outro material, balan-
çando, snspenso em qualquer lugar. D{Fm
Fc Obj.
51 Dois bois com pessoas montadas. 1 DF- {i
3 52 Dois beija-flores voando. Morcegos em vôo.
Passarinho caminhando. 3 DFM+ A
1 60 Pingüim. 1 D F- A
1 61 Macaquinhos pulando. 1 DFM-A
1 70 Um pingüim caminhando. 1 DFM-A

Parte 4-
6 5 lagartos de borboleta. Larvas de borboleta.
Lacraias. Dois micróbios. Embriões parecidos com
lagartos. Lagartos. 18 D F+ A V
14 Duas patas de caranguejo. 1 D Fc Ad
17 Patas de caranguejo. 1 DF+ Ad

Respostas do, Z-teste 53


N-o de N-o de Classificação
respos- gru pos Discriminação das Respostas Fre- Geral das
tas de res- qüência Respostas
postas

1 31 Vermes vistos numa carne podre. 1 D Fc Decomposição.


1 35 Raiz de árvore. 1 D F+ PI.
1 39 Duas estátuas incas. 1 D F- Escultura
1 41 Um rat~. 1 DF- A
3 44 Duas lagartas mortas. Lagartas Centopéias. 4 D Fc A
2 45 Alguns tubérculos, cenouras. Batatas com suas
raizes. 2 D F+ {PI.
Alimento.
57 Larvas em ebulição. Larvas em desenvolvimento. 2 DFM-A
62 Crustáceo. 1 DF-A
66 Duas ferramentas pés-dL'-cabra. 1 D F+ Obj.
74 Ratos caldos de cabeça para baixo. 1 DFM-A
77 Bastonetes das bactérias. 1 D F+ Germe
78 Casulos de borboleta. 1 DF+ A

Parte t a

1 6 Máscara contra gases. Dd F+ Máscara


1 22 Restos de perfil com máscara levantada e presa
na cabe~a. Dd F+ fHd
\Máscara
Parte ta e b; 2.3 e 11Ietade luperior _~ parte 6

9 Desenhos de Walt Disney. Dd F+ Desenho

Parte 2-4 e metade e fuerda de 6

13 Escorpião. Dd F- A

Parte ta e b, 2 e 3

1 15 Cereais. D F+ Nat.
2 16 Duas senhoras de idade usando chapéu. Figuras
humanas. 2 D F+ II
1 18 Dois elefantes em pé. 1 D FM-A
6 24 Dois homens sentados. Duas pessoas entenden-
do-se cordialmente. Duas pessoas brigando de
revólver na mão. Bailarinas. Dois meninos
brincando. Indigena dançando. 8 DM+ H
3 32 Palhaç{)s. Espantalhos alegres de carnaval. Bru-
xas mal encaradas. 3 D M+ (H)
8 43 Dois espantalhos. Dois fantasmas. Figuras
espaciais. Mamulengos. Dois polichinelos.
Bonecos. Uma bruxa. Fantoche. 9 D F+ (lI)
46 Troncos de árvores ressequidos. 1 D Fc PI.
48 Monstro submarino. 1 D F+ Monstro
54 Figuras budistas, esculturas. 1 D F- Escultura.
65 Dois pássaros. 1 DF-A
67 Duas pedras com uma torneira cada uma jorran-
do água. D IFc INat.
\m \Obj.

54 A.B.P.A. 2/72
N-o de N-o de Classificação
respoa- grupos Discriminação das Respostas Fra- Geral das
tas de res- qüência Respostas
postas

68 Casulos. DF-A
72 Um homem aleijado, com um braço e cabeça
enormes. D F+ (H)
75 Mapas. D F- Mapa

Parte ta e b, e 2

53 Carneiro. DdF- A
69 Dois homens de aspecto grotesco~ empunhando
revólveres. DdM+ H

Saliência central interior de 2


20 Dois revólvores. Dd F+ Arma

Saliência inferior de 4
21 Raiz de dente. Dd F+ Anat.
34 Bocas de cabra.~. Dd F- Ad

Melade lU perior da parte 4


27 Uma lagarta. Dd Fc A

Parte 8
3 30 Tropas de soldados de cavalaria. Dois vaqueiros.
Homem montado num animal. 5 Dd M+ IH
\A
37 Dois lobos famintos. Dd FM- A
71 Uma mão com quatro dedos. Dd F- (Hd)

ta e b e metade superior de 2
33 Dois rostos mascarados. Dd F- (Hd)

ta e b
36 Dois rostos mal encarados que lembram o diabo,
com chifres. Dd M+ (Hd)
1 42 Dois homens conversando. DdM-H
1 63 Duas rainhas conversando (só as cabeças). Dd M+ Hd

Metade inferior da parte 4


26 Um lacrau encolhido. Dd FM- A

Parte inferior de 2
38 Dois dragões com a boca aberta. 1 Dd FM+ A

Re..pa..tas do Z-teste 55
N-o de N-o de Classificação
respos- grupos Discriminação das Respostas Fre- Geral das
tas de res- qüência Respostas
postas
--- ---
Pariu 5 e 11

1 58 Borboletas coloridas. Dd FC A
Pariu 4 e 5

1 59 Formas de vida microscópica subaquáticas,


planeton. 1 Dd F- Planeto
Parlea 2 e 3

1 64 Dois homens carregando fardos. 1 DdM-H

Pariu ta e b, 2 e 5

1 73 Silhuetas de pessoas dançando. 1 DdM+ H


Pariu ta e b, 2,3 e 5

1 76 Crianças andando. 1 DdM+ H

Referências bibliográficas

Ames, Louíse Bates y otros. El Rorschach infantil. Buenos Aires, Editorial Paidos, 1961
Adrados. Izabel. Teoria e prática do teste de Rorschach. Rio, Fundação Getulio Vargas,
1967.
Anderson, Harold H., & Anderson, Gladys L. Técnicas projetivas de diagnóstico psico.
lógico. São Paulo, Mestre Jou, 1967.
Andrade, Luis G. Dias. Elementos para sistematização da prova coletiva de Zulliger.
In primeira Jornada sobre o psicodiagnóstico de Rorschach. Rio de Janeiro, CEPA,
1967, p. 103·118.
Augras, Monique. A dimensão simbólica. Rio, Fundação Getulio Vargas, 1967.
Beck, Samuel J. Rorschach's test - 1 - Basic processo New York and London,
Grune e Stratten, 1961.
Campos, Francisco. As respostas de movimento no Z-teste. Arquivos Brasileiros de Psico-
técnica, 1968. 1, p. 65-77.
Carrelli, Antonio. Interpretação quantitativa dos testes psicológicos. In Primeira jornada
sobre o psicodiagnóstico de Rorschach, Rio de Janeiro, CEPA, 1967, p. 183-207.
Cerqueira, Luiz. Psicodiagnóstico de Rorschach. Bahia, Tip. Moderna, 1945.
Cordeiro, Malvina Rosat & Guttler, Maria Carlota. Respostas mais freqüentes obtidas
com o Z-teste em criança de lI, 12 e 13 anos. Neurobiologia, 1955, v. 18 n.O 3, p. 141-60.
KIopfer, Bruno. Técnica dei Psicodiagnóstico de ROTschach. Buenos Aires, Paidos. 1946.
Lucena, José. O teste de Rorschach em um grupo de adolescentes. Neurobiologia, 1948,
v. lI, n.O 4, p. 275-363.
Paes Barreto, Anita. O Rorschach em crianças. Neurobiologia. 1955, V. 18, n.c 3,
p. 169-182.

56 A.B.P.A. 2/72
1I

11
l Perito, Adelina & Savastano, Helena. Teste Z: Considerações sobre as categorias de
conteúdo de um grupo de alunos cursando pós·graduação em saúde pública. In
Primeira jornada sobre o psicodiagnóstico de Rorschach. Rio de Janeiro, CEPA, 1967,
p. 88·102.
Roeco, Amélia Masso & Lagomarsino de Zanela. Julieta & Lódez Quintella de Bajac,
Raquel. EI test Z: presencia de shocks en adolescentes. In Primeira jornada sobre o
psicodiagnóstico de Rorschach. Rio de Janeiro, CEPA, 1967, p. 169-182.
Rorschach, Herman. Psicodiagnóstico. São Paulo, Mestre Jou, 1967, trad. parto de
Maria Sophie de Villamor Amaral.
Serebrinsky, Bernardo. El psicodiagnóstico de Rorschach en los homicidas. Córdoba,
Imprenta de la Universidad, 1941.
Souza, Cícero Cristiano de. O método de Rorschach. São Paulo, Ed. Nacional, 1953.
Stopa, Rubens Francisco & Prado, Péricles de Oliveira. Teste Z: comparação de duas
tabelas. In Primeira jornada sobre o psicodiagnóstico de Rorschach. Rio de Janeiro,
CEPA. 1967, p. 79-87.
Zulliger, Hans. Manuel d'apPiication: lo test Z. Paris, Centre de Psychologie appliquée,
1955.
- - - o Lo test Z individuei. Paris, Presses Universitaires de France, 1959.
Zulliger, Hans & Fritz, SalorilOn. El test Z. Buenos Aires, Editorial Kapelusz, 1970.

NORMAS PARA COLABORAÇÃO NOS


ARQUIVOS BRASILEIROS DE PSICOLOGIA APLICADA

Arquivos Brasileiros de Psicologia Aplicada publicam artigos origi-


nais, estudos de casos, trabalhos de pesquisa, comunicações feitas

a Congressos, resenhas bibliográficas, noticiário. As colaborações


deverão ser inéditas e datilografadas em espaço duplo, com cópia.
Gráficos, desenhos e tabelas devem ser apresentados em páginas
separadas do texto. Pede-se que no final de cada artigo conste resu-
mo em língua inglesa ou francesa, de 15 a 20 linhas.

Os originais devem ser encaminhados à Rua da Candelária 6, 3.°


andar, Rio de Janeiro, GB. A publicação depende de aprovação do
Diretor, não sendo devolvidos os originais recusados. A direção da
revista não se responsabiliza pelos conceitos emitidos, que são de
inteira responsabilidade do autor.

Похожие интересы