Вы находитесь на странице: 1из 8

1.5

Motores de Indução Monofásicos

fonte

Os motores como rotor gaiola destacam-se pela simplicidade de fabricação e, pincipalmente pela robustez, confiabilidade e manutenção reduzida.

Estes dispositivos possuem um campo girante como os motores polifásicos, porém, possuem um campo magnético pulsante. Isso impede que possuam torque na partida. Para solucionar o problema na partida, utilizam-se enrolamentos auxiliares que são dimensionados e posicionados de forma a criar uma segunda fase fictícia, permitindo a formação do campo girante na partida.

A figura 1.4 mostra um motor monofásico de uso comercial.

São

assim

chamados

porque

seus

enrolamentos

de

cmpo

são

ligados

diretamente

a

uma

seus enrolamentos de cmpo são ligados diretamente a uma Estes tipos de motores são mais empregados

Estes tipos de motores são mais empregados em residências, escritórios, oficinas e em zonas rurais, como em aplicações do uso da bomba da agua. Não é recomendável o emprego de motores monofásicos maiores que 3cv, pois estão ligados somente a uma fase da rede, provocando um considerável desbalanceamento de carga na rede.

Anteriormente foi citado as vantagens dos motores monofásico, agora citaremos as desvantagens do mesmo:

- o motor monofásico tem um custo mais elevado que o motor trifásico de mesma potência.

- o motor monofásico sofre desgaste mecânico do platinado (contato centrífugo necessário à partida do motor)

- o motor monofásico alcança apenas 60 a 70% da potência do motor trifásico do mesmo tamanho

- o motor monofásico apresenta rendimento e fator de potência menores.

Os 3 motores monofásicos mais utilizados na prática são:

1.5.1. Motor monofásico com 2 Terminais

É destinado apenas uma valor de tensão ( ou ), conforme a tensão informada na placa. Não

é possível realizar a inversão de sentido de rotação, mesmo invertendo a alimentação dos cabos o motor.

1.5.2. Motor com 4 Terminais

Neste tipo de motor o enrolamento é dividido em duas partes iguais, sendo possível assim a instalação de dois valores de tensão, identificado de tensão maior e tensão menor.

O diagrama da figura 1.5, mostra a

relação dos terminais para duas tensões, uma maior e uma menor

O valor da tensão maior é duas vezes o valor da tensão menor.

da tensão maior é duas vezes o valor da tensão menor. 1.5.3. Motor Monofásico como 6

1.5.3. Motor Monofásico como 6 Terminais

Com este motor pode-se efetuar a ligação de dois tipos de tensão de alimentação diferentes. Além disso, pode-se inverter o sentido de giro desse motor em movimento. Deve-se desligar para que possa ser dada a partia em outra direção.

A figura 1.6 descreve o esquema de ligação para tensão maior (220V). Para inverter o sentido de

rotação, basta trocar as conexões dos terminais 5 e 6

de rotação, basta trocar as conexões dos terminais 5 e 6 A figura 1.7 mostra a

A figura 1.7 mostra a ligação na menor tensão (110V). como no caso da maior tensão, para inverter,

basta trocar a ligação dos terminais 5 e 6.

na menor tensão (110V). como no caso da maior tensão, para inverter, basta trocar a ligação

1.6

Motores de Indução Monofásicos

Existe uma infinidade de tipos de motores monofásicos. Dentro deles, podemos destacar os seguintes:

1.6.1. Motor de Polos Sombreados

1.6.2. Motor de fase Dividida

1.6.3. Motor de Capacitor de Partida

1.6.4. Motor de Capacitor Permanente

1.6.5. Motor com Dois Capacitores

1.7 Motor Universal

1.8

Identificação das bobinas de um Motor Monofásico.

Os motores monofásicos de fase auxiliar são os mais usados na prática. As suas bobinas são identificadas da seguinte forma:

As suas bobinas são identificadas da seguinte forma: O enrolamento principal é representado por duas bobinas,

O enrolamento principal é representado por duas bobinas, representados pelos terminais 1 a 3 e 2 a 4,

respectivamente. O enrolamento auxiliar é representado pelos bornes numerados como início da bobina em 5 e final 6. Neste enrolamento estão um capacitor e uma chave centrifuga responsável pelo desligamento desse enrolamento quando o motor atingir 75% da sua velocidade nominal.

Para determinarmos o enrolamentos do motor monofásico com auxílio do ohmímetro , devemos medir

o valor de resistência de cada uma das bobinas. A bobina que apresentar o maior valor de resistência será a auxiliar e as outras duas as bobinas principais.

Para polarizar as bobinas principais, deve-se ligar as duas bobinas em serie e aplicar a tensão nominal, logo medir a corrente, como mostrado na figura 1.20.

logo medir a corrente, como mostrado na figura 1.20. Depois, inverte-se uma das bobinas e mede-se

Depois, inverte-se uma das bobinas e mede-se a corrente novamente, como indica a figura 1.21

Deve-se aplicar os números 1,2,3 e 4 respectivamente, à ligação das bobinas que apresentar a

Deve-se aplicar os números 1,2,3 e 4 respectivamente, à ligação das bobinas que apresentar a menor corrente.

1.9 Motores Síncronos

São denominados motores síncronos porque a velocidade do seu rotor é sincronizada com o campo girante que é estabelecido no estator. A velocidade do motor síncrono é determinada pela equação:

Sendo:

Ns-

f -

Ns =

P -

Os motores síncronos, requerem desta maneira uma aplicação de uma tensão constante alternada no estator do motor, sendo a excitação do campo rotórico feita por meio de uma fonte de corrente continua que pode ser obtida diretamente de uma fonte externa, ou de uma excitatriz conectada ao eixo do motor. Uma pequena parcela do torque do motor será usada para gerar a corrente continua para excitação do campo.

As figuras 1.22 e 1.23 mostram respectivamente, um esboço da estrutura de um motor síncrono comercial WEG.

1.91. Utilização do Motor Síncrono para correção do fator de Potencia. Devido à possibilidade de

1.91. Utilização do Motor Síncrono para correção do fator de Potencia.

Devido à possibilidade de variação da excitação do campo, o motor síncrono permite a variação do fator de potência.

A figura 1.24 mostra que o fator de potência de um motor submetido a uma determinada carga, representada plas diferentes curvas, depende da sua corrente de excitação, em que IA representa a corrente do estator e IF a corrente de excitação.

1.9.2 Desvantagens dos Motores Síncronos em relação aos motores de Indução 1.9.3. Vantagens dos Motores

1.9.2 Desvantagens dos Motores Síncronos em relação aos motores de Indução

1.9.3. Vantagens dos Motores Síncrono em relação aos motores de Indução

Tarefas

9. Quais são as vantagens e desvantagens do emprego de motores monofásicos?

10. Com relação ao numero de terminais, quais são os três tipos de motores monofásicos mais usados? Quais suas principais características?

11. Quais os cinco principais tipos de motores monofásicos?

12. Descreva as principais características de um motor universal

13. Caracterize um motor síncrono

14. De que forma o motor Síncrono pode ser usado para correção do fator de pot^^encia?

15. Cite três vantagens e três desvantagens do motor síncrono em relação ao motor de indução?