Вы находитесь на странице: 1из 18

CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO

MODALIDADE EAD
Orientações Pedagógicas 2017
PROJETO INTEGRADOR I – 7ª SÉRIE

APRESENTAÇÃO

O Projeto Integrador I é um conjunto de atividades acadêmicas que articulam e


inter-relacionam os conteúdos das disciplinas estudadas no curso com as
experiências cotidianas da área, contribuindo efetivamente para a formação do aluno.
O Projeto Integrador deverá ser desenvolvido em duas etapas, caracterizando
disciplinas distintas na matriz curricular, sendo estas, Projeto Integrador I (7ª série) e
Projeto Integrador II (8ª série).
Para a entrega do trabalho final de cada um dos componentes curriculares:
Projeto Integrador I e Projeto Integrador II, o aluno deverá desenvolver,
respectivamente, um Projeto (7ª serie) e um Plano de Negócios (8ª série).
O Projeto Integrador poderá ser desenvolvido em grupos com até 06 (seis)
componentes. O não cumprimento desta norma implicará em desconto de nota, ou
seja, caso o número de alunos ultrapasse o limite por grupo.
É importante ressaltar que o desenvolvimento do Projeto nesta 7ª série deve
objetivar o Plano de Negócios, a ser elaborado na disciplina Projeto Integrador II (8ª
série).
É importante ressaltar que a qualidade do projeto desenvolvido na 7ª série irá
impactar diretamente na qualidade de seu trabalho final, o Plano de Negócios, na 8ª
série.
SUMÁRIO

1 ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO INTEGRADOR I


(7ª SÉRIE) ..................................................................................................... 03
1.1 Estrutura do Projeto ................................................................................... 03

2 PROCESSO AVALIATIVO ........................................................................... 09

3 OBSERVAÇÕES FINAIS .............................................................................. 10

APÊNDICES .................................................................................................... 12
Apêndice A - REGULAMENTO DO PROJETO INTEGRADOR ....................... 12
Apêndice B – Modelo de Capa ......................................................................... 17
Apêndice C – Modelo de Folha de Rosto ......................................................... 18
3

1) ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO


INTEGRADOR I (7ª SÉRIE)

O Projeto Integrador I é um conjunto de atividades, no qual os alunos do curso


realizam um único trabalho multidisciplinar, visando o alinhamento das disciplinas
oferecidas no curso, bem como de todo projeto pedagógico.

1.1 Estrutura do Projeto

O Projeto deve ser estruturado de acordo com o seguinte padrão:

 Em páginas de formato A4;


 Com margens esquerda e superior de 3 cm, direita e inferior de 2 cm;
 Arial tamanho 12, cor preta;
 Espaçamento de 1,5 cm entre linhas;
 Se houver citações com mais de três linhas, devem ser em fonte tamanho
10, com um recuo de 4 cm da margem esquerda e espaçamento simples
entre linhas.

CAPA:
Elemento obrigatório, deve conter a logomarca oficial da Anhanguera
Educacional – Uniderp, curso, nome e RA de todos os componentes do grupo, título
do Projeto, nome da disciplina, cidade e ano, conforme modelo (Apêndice B).

FOLHA DE ROSTO
Elemento obrigatório, deve conter nome e RA de todos os componentes do
grupo, título do Projeto, nome da disciplina, descrição do trabalho e seus objetivos,
nome do(a) tutor(a) a distância, cidade ano, conforme modelo (Apêndice C).

RESUMO:
O resumo deve apresentar, de forma consistente, do que trata o trabalho que
foi desenvolvido. Inicialmente deve conter uma breve apresentação do tema,
seguido do objetivo do trabalho. Deve ressaltar, de forma clara e sintética, a
natureza do trabalho, seus resultados iniciais e conclusões preliminares. Não
4

deve ser uma simples enumeração de tópicos, sendo que a 1ª frase deve ser
significativa e explicar o tema principal do trabalho. No corpo do resumo não se
deve usar parágrafos, frases negativas, símbolos, tabelas, quadros, figuras e
ilustrações, assim como fórmulas e equações. Deverá ser redigido em
parágrafo único, espaçamento simples, com aproximadamente, 200 palavras.

SUMÁRIO:
Elemento obrigatório, que relaciona todos os títulos constantes no trabalho,
acompanhadas dos respectivos números das páginas, conforme a NBR 60271.

INTRODUÇÃO:
Ilustra brevemente os objetivos do trabalho e as razões de sua elaboração, bem
como as relações com outros trabalhos existentes, não devendo repetir ou parafrasear
o resumo nem antecipar as conclusões e recomendações contidas ou decorrentes do
estudo.
Apesar de figurar no início do trabalho, é a última parte a ser redigida em
definitivo, visto constituir uma síntese de caráter didático das ideias e da matéria
tratada.
A introdução deve situar o leitor no contexto do tema pesquisado, colocando-o
a par dos antecedentes, tendências, pontos críticos, preocupações, justificativas e
razões do trabalho, para, em seguida, colocar as questões de pesquisa ou perguntas
a serem respondidas, assim como as possíveis contribuições esperadas do estudo e
suas implicações.
Na introdução o aluno deverá explicar o assunto que deseja desenvolver:

 Desenvolver genericamente o tema;


 Anunciar a ideia básica;
 Delimitar o foco do trabalho;
 Situar o tema dentro do contexto geral da sua área de trabalho;
 Definir os objetivos do projeto, tanto objetivo geral quanto os objetivos
específicos, ou seja, O QUÊ SERÁ REALIZADO? ONDE O GRUPO
PRETENDE CHEGAR AO FINAL DO TRABALHO?

Seguem abaixo exemplos de Objetivo Geral e Objetivos Específicos.

Objetivo Geral (exemplo):


5

Elaborar projeto de plano de negócios para análise da viabilidade de


implantação de uma loja comercial de material elétrico e hidráulico na cidade de
XXXXXXXXX.

Objetivos Específicos (exemplo):


• Fazer pesquisa inicial para compreensão dos dados e situação do
mercado;
• Identificar pontos fortes, fracos, oportunidades e ameaças do novo negócio;
• Avaliar os recursos necessários iniciais para a implantação do negócio

APRESENTAÇÃO DO PROJETO ESCOLHIDO:


Nesta etapa, alguns aspectos deverão ser obrigatoriamente apresentados,
como:
Caro aluno, o projeto que aqui se inicia tem como meta final desenvolver um
Plano de Negócios, não se trata de um diagnóstico e proposta de resolução de
problemas. Como trata-se de um projeto de empreendedorismo, você deverá
elaborar um projeto de empreendedorismo de startup (nova empresa) ou um
projeto de intraempreendedorismo, que é uma prática empreendedora dentro do
ambiente organizacional, propondo a criação de novos
processos/produtos/serviços, em uma empresa já existente, ou seja, uma
inovação.
Dessa forma, o objetivo maior do trabalho é propor algo novo e não a correção
de algo que já existe, ou seja, quando se fala em Planos de Negócios e
Empreendedorismo, estamos falando de inovação, criatividade e melhoria.
Na criação de uma nova empresa, seu projeto deverá detalhar qual é a ideia
do novo negócio, qual será seu ramo de atividades, que tipo de público deseja atingir,
se deverá ser uma empresa produtora ou distribuidora de produtos ou prestadora de
serviços.
Quanto à proposta intraempreendedora, ou seja, quando se pretende fazer uma
proposta de inovação em um negócio já existente, não basta apenas fazer um
diagnóstico, pois o diagnóstico é uma radiografia da situação atual da empresa e de
seu sistema de gestão e posterior proposta de resolução para problemas identificados.
Isso não representa uma inovação, melhoria, apenas uma correção de percurso.
6

Para que se configure como um projeto de Intraempreendedorismo, é


necessário que seja feita uma proposta de algo novo para aquela empresa, como por
exemplo, os alunos identificaram que a empresa m estudo está com sua capacidade
de produção ociosa, neste caso, baseando-se no ramo de atividade da empresa,
vocês podem propor a criação de novos produtos ou que empresa aumente seu
campo de atuação, que procure novos mercados etc. Sendo assim, desenvolver um
plano de negócios nesse caso, é propor algo que ainda não foi feito pela empresa em
estudo.
Ao optar por realizar o projeto em uma organização, é importante agendar uma
visita até a empresa escolhida e procurar, nessa visita, entender as necessidades da
empresa. Levantar informações básicas (caracterização) sobre essa empresa, tais
como tamanho, principais produtos ou serviços, número de funcionários, localização,
etc.
Atenção! Lembre-se que no próximo semestre este projeto deverá se
transformar em um Plano de Negócios, sendo assim, escolha empresas que
futuramente, terão dados o suficiente para que o grupo desenvolva o plano de
Negócios por completo.
Ao optar por criar uma nova empresa, o grupo deverá detalhar todo o processo
dessa nova empresa, relacionando ramo de atividades, tamanho da empresa, quem
serão seus sócios, tipo de produtos/serviços que a nova empresa irá fornecer etc.
Em ambos os casos, propor o projeto, definindo seu escopo (intenção,
propósito) e demais detalhamentos. Ao definir o escopo do projeto, apontar
claramente o que deve ser realizado.
Desenvolver um diagnóstico da situação inicial, informações sobre a empresa
escolhida, objetivos do projeto dentro da empresa, apresentar o diagnóstico da
empresa (pontos fracos e fortes), quem são as pessoas que irão participar do projeto
e a função que cada uma desenvolverá etc. Para ajudar na contextualização, o grupo
poderá fazer uso da Análise SWOT para descrever os ambientes interno e externo.
Incluir uma justificativa para a execução do projeto, mostrando por que o
mesmo é importante: sua necessidade, desafios e demais benefícios que pode trazer,
seja para a empresa em estudo, seja para o empreendedor (caso da criação de um
novo negócio).
A partir da justificativa apresentada, definir com clareza o que se pretende
alcançar com o projeto de maneira que os objetivos geral e específicos (a razão de
7

ser e o para que) possam ser quantificados em metas e resultados esperados


(diretamente relacionados com os objetivos específicos do mesmo).
Delimitar as tarefas a serem executadas. Pensar o projeto em todos os seus
momentos e quais tarefas devem ser executadas para o seu sucesso.
Definir quem são as pessoas envolvidas no projeto e quais tarefas estarão
atreladas a elas. Para melhorar a visualização dessa distribuição, a mesma pode ser
feita por meio de tabela.
Durante a execução do projeto, tanto as tarefas como as pessoas podem ser
monitoradas - Considerar indicadores de competência para essa avaliação.
Importante: Todos os dados apresentados em relação a ramo de atividade,
clientes que se pretende atingir, análise SWOT, dados de mercado, ou quaisquer
outras informações que constarem no trabalho deverão se basear em referencial
teórico. Para o desenvolvimento deste referencial teórico poderão ser utilizados livros,
artigos, material da disciplina, jornais, revistas etc., desde que suas fontes sejam
citadas no corpo do texto e as referências completas dessas fontes devidamente
relacionadas na lista de Referências para que não se configure como plágio1.

CRONOGRAMA:
A partir da definição das tarefas, montar um cronograma de execução do
projeto. Ele deve levar em consideração o tempo total para a implantação do projeto.
Organizar o cronograma que contemple as tarefas e sua distribuição mês a mês (se
preferir, cada mês pode ser ainda dividido em quatro semanas, de forma a facilitar o
controle posterior). Para cada tarefa, utilizar uma cor diferente, como no exemplo a
seguir:

Modelo de Cronograma:
8

Descrever as formas como o projeto será monitorado e como os riscos serão


avaliados. Indicar também como o projeto será finalizado. Programar, por exemplo,
uma reunião de avaliação dos erros e acertos da equipe.
Neste processo de monitoramento e avaliação do projeto, devem ser
consideradas as seguintes questões: De que maneira será verificado se o projeto está
sendo executado conforme planejado? Que observações serão feitas para avaliar
seus resultados? Como serão obtidos os dados sobre o andamento e os resultados
do projeto? Que indicadores de resultados serão usados? Que medidas preventivas
serão adotadas para assegurar o sucesso do projeto?
Atenção! Lembre-se que no próximo semestre este projeto deverá objetivar o
Plano de Negócios.
O grupo terá autonomia para acrescentar informações de livros e sites a seu
critério, desde que estes sejam confiáveis. Anotar todas as referências bibliográficas
utilizadas.

CONCLUSÕES PARCIAIS:
Análise dos resultados alcançados através do projeto; relato sobre os desafios;
contribuição da disciplina para a formação do Administrador. Lembre-se, as
conclusões finais sobre este estudo serão feitas somente ao final do Projeto Integrador
II, quando o grupo irá analisar se o projeto é viável ou não, por esta razão, aqui será
proposta uma conclusão parcial do trabalho.

REFERÊNCIAS:
Conjunto de todas as obras citadas no trabalho, que deram embasamento
teórico ao mesmo, elaboradas conforme as Normas Técnicas da ABNT, com relação
à edição e formatação de trabalhos (NBR)1.

APÊNDICES E ANEXOS:
O apêndice é um documento desenvolvido pelo autor do estudo, como um
roteiro de entrevista, um questionário de múltipla escolha etc., que deverá ser anexado
ao trabalho.

1 Consulte o Manual para Elaboração de Trabalhos Acadêmicos. Anhanguera. Disponível em:


http://anhanguera.com/bibliotecas/biblioteca-virtual/pagina/normalizacao
https://biblioteca-virtual.com/detalhes/livro/172
9

O anexo é um documento de autoria de terceiros, que serve de fundamentação,


comprovação ou ilustração do estudo ou de suas partes, como por exemplo, um mapa,
tabelas, dados relevantes, entre outros.

2) PROCESSO AVALIATIVO

As datas de postagens do Projeto Integrador I (N1 no 1º Bimestre e N2 no 2º


Bimestre), ambos na 7ª série, serão divulgadas via Comunicado Oficial e também em
seu Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA).

 O trabalho deverá ser postado por todos os componentes do grupo em seu


AVA, contendo os nomes e RAs de todos os componentes do grupo, para
avaliação e validação da nota pelo(a) tutor(a) a distância.
 Importante: somente o tutor a distância tem autonomia para corrigir o
trabalho, o grupo pode e deve pedir opiniões dos tutores presenciais,
entretanto, é imprescindível e fundamental que sejam seguidas apenas
as orientações constantes neste manual e aquelas enviadas e fornecidas
pelo tutor a distância, pois será ele o responsável pela correção e notação
do trabalho realizado.

 No 1º bimestre (N1), o acadêmico deverá realizar a postagem de uma versão


parcial do Projeto contendo Capa, Folha de Rosto, uma apresentação inicial
da Introdução contendo Objetivo Geral, Objetivos Específicos e
Apresentação do Projeto Escolhido contendo o referencial teórico e
Referências utilizadas até o momento. O peso desta etapa, a ser entregue
no 1º Bimestre, é de 0,0 a 4,0, ou seja, sua entrega é fundamental para a
aprovação na disciplina, pois, caso ela não seja feita, os alunos estarão
automaticamente reprovados na disciplina.
 No 2º Bimestre (N2), deverá ser postada a versão final do Projeto com todas
as partes aqui relatadas, Capa, Folha de Rosto, Sumário, Resumo,
Introdução (contendo Objetivos Geral e Específicos), Apresentação do
Projeto Escolhido, Cronograma, Conclusões Parciais, Referências,
Apêndices e Anexos (se for o caso). O peso desta etapa, a ser entregue no
2º Bimestre, é de 0,0 a 6,0, ou seja, sua entrega é fundamental para a
10

aprovação na disciplina, pois, caso ela não seja feita, o grupo estará
automaticamente reprovado.
 A nota final na disciplina de Projeto Integrador I será a soma da nota recebida
pelo grupo em N1 (1º bimestre – 0,0 a 4,0), + a nota recebida pelo grupo em
N2 (2º bimestre – 0,0 a 6,0), cuja média aprovação deverá ser igual ou maior
que 7,0 (sete).
 Se mantenha atento aos prazos de entrega e estrutura do trabalho, pois a
disciplina de Projeto Integrador I não dá direito a Exame, sendo assim, caso o
aluno não consiga pelo menos a média 7,0 (sete) na soma de N1 + N2, estará
automaticamente reprovado e deverá cursar novamente a disciplina em regime
de Dependência posteriormente.

É importante salientar que o Projeto Integrador I deverá ser totalmente


concluído na 7ª série, contendo todas as etapas anteriormente relacionadas - Capa,
Sumário, Resumo, Introdução (contendo Objetivos Geral e Específicos),
Apresentação do Projeto Escolhido, Cronograma, Conclusões Parciais, Referências,
Apêndices e Anexos (se for o caso), sendo que esses dados deverão ser
posteriormente retomados para se iniciar o Projeto Integrador II, a ser desenvolvido
na 8ª série.

3) OBSERVAÇÕES FINAIS

 Acompanhe as aulas e materiais didáticos disponíveis na disciplina de Gestão


de Projetos, para auxílio na elaboração de seu Projeto.
 Consulte também o plano de ensino da disciplina de Gestão de Projetos, que
apresenta uma série de referências bibliográficas importantes para sua
pesquisa.
 Conforme ditam os Artigos 3º e 8º do Regulamento do Projeto Integrador
(Apêndice A), somente poderão desenvolver esses trabalhos, alunos que
estejam efetivamente cursando as 7ª e 8ª séries, sendo que os alunos de 7ª
série irão desenvolver o Projeto Integrador I e os alunos de 8ª série irão
desenvolver o Projeto Integrador II. Dessa forma, aluno da matriz flex que
estejam cursando a 6ª série, NÃO PODERÃO desenvolver o Projeto Integrador
11

I junto com seus colegas de 7ª série e guarda-lo para postagem no semestre


seguinte. Da mesma forma, alunos de 7ª série NÃO PODERÃO desenvolver o
Plano de Negócios com seus colegas de 8ª série e guarda-lo para postagem
no semestre seguinte. Esses casos serão considerados plágio e os respectivos
alunos serão reprovados, pois somente alunos que tenham aberta em seu AVA
a disciplina de Projeto Integrador I poderá fazer o trabalho da disciplina de
Projeto Integrador I, ou seja, o aluno não poderá antecipar série.
 A INTERAÇÃO COM SEU TUTOR A DISTÂNCIA É DETERMINANTE PARA O
SUCESSO DE SEU PROJETO!
12

APÊNDICES
13

APÊNDICE A - REGULAMENTO DO PROJETO INTEGRADOR

Disposições Gerais

Artigo 1º. O Projeto Integrador é componente curricular obrigatório, destinado à


consolidação dos desempenhos acadêmicos e profissionais desejados no perfil do
egresso definido pela instituição, atendendo ao disposto na RESOLUÇÃO CNE/CES
N° 04 de 13/07/2005 (Diretrizes Curriculares do Curso de Graduação em
Administração), por meio do cumprimento de projeto interdisciplinar unindo a teoria e
a prática vivenciada durante o curso.

§ 1º - O Projeto Integrador se constitui em uma atividade acadêmica de


sistematização do conhecimento de forma que o aluno integra, de forma
multidisciplinar, os conhecimentos teóricos, práticos e científicos
desenvolvidos mediante controle, orientação e avaliação docente,
permitindo, entre outras aprendizagens:

I – revelar sua capacidade de interpretação e crítica do objeto de


estudo;
II – discutir e usar conceitos pertinentes ao quadro teórico escolhido,
relativo à futura profissão;
III – aprofundar conhecimentos referentes a aspectos da realidade
social e/ou de âmbito profissional.

§2º - Entende-se por atividades acadêmicas aquelas que articulam e inter-


relacionam os conteúdos das disciplinas estudadas no curso com as
experiências cotidianas da área, contribuindo efetivamente para a
formação do aluno.

Artigo 2º – Componente da integralização da formação do graduando em


Administração, o Projeto Integrador objetiva habilitar o aluno a utilizar a metodologia
adequada na elaboração do Projeto e do Plano de Negócios. As disciplinas devem
sintetizar os conhecimentos adquiridos durante o curso, e as atividades articuladas e
inter-relacionadas com as experiências cotidianas.

Parágrafo Único. O Projeto e o Plano de Negócios deverão obedecer aos


planos de ensino e aprendizagem das correspondentes disciplinas.

Artigo 3º. O Projeto Integrador será cumprido por todos os discentes do curso de
Administração, com carga horária total especificada na matriz curricular, dividida ao
longo das duas últimas séries.
14

CAPÍTULO I – Composição e Competências no Projeto Integrador

Artigo 4º. As atividades de coordenação didático-pedagógica do Projeto Integrador


estarão vinculadas, prioritariamente, à coordenação do curso.

Artigo 5º. Compete ao Coordenador do Curso:

I – Elaborar e informar, respeitando o calendário escolar, o cronograma


referente à programação do desenvolvimento do Projeto Integrador;
lI – Divulgar e facilitar o acesso desse Regulamento e demais documentos que
o acompanham.
Artigo 6º. São atribuições do Tutor a Distância:

I – Orientar os acadêmicos no desenvolvimento do Projeto Integrador;


II – Ler e corrigir os textos produzidos em todas as fases do Projeto Integrador;
Ill – Cumprir os prazos previstos no cronograma divulgado pela Coordenação
do Curso;
lV – Avaliar os trabalhos apresentados, zelando pela qualidade geral e
específica dos trabalhos.

Artigo 7º. Compete ao discente do Projeto Integrador:

I – Definir a temática do Projeto Integrador com apoio do tutor;


II – Obter, quando necessário, a autorização do local onde realizará pesquisa
de campo;
III – Elaborar e cumprir o cronograma de atividade definido para o
desenvolvimento do Projeto Integrador, compatível com o cronograma
designado pela coordenação do curso;
IV – Ter ciência que atos de falsidade ideológica, plágio, apropriação de ideias
ou textos de outrem, desde que comprovados, implicarão na anulação do
trabalho e consequente reprovação na disciplina;
V – Desenvolver o Projeto Integrador seguindo os critérios estabelecidos por
este Regulamento.

As Atividades Acadêmicas Efetivas do PROJETO INTEGRADOR incluem:

I. Trabalho em grupo para o desenvolvimento do Projeto e para a elaboração


de relatórios;
II. Pesquisas em bibliotecas físicas;
III. Pesquisas em conteúdos virtuais por meio da internet;
IV. Visitas técnicas em locais cuja atividade desenvolvida seja relevante para o
Projeto;
V. Entrevistas com profissionais da área do Projeto;
VI. Acompanhamento a profissionais em vivências reais;
15

VII. Simulações e experimentos;


VIII. Construção de protótipos;
IX. Quaisquer outras atividades de cunho acadêmico e que visem diretamente
o desenvolvimento do

CAPÍTULO II – DO Projeto Integrador

Artigo 8º. O Projeto Integrador deverá ser desenvolvido em duas etapas,


caracterizando disciplinas distintas na matriz curricular, sendo estas, Projeto
Integrador I (7ª série) e Projeto Integrador II (8ªª série).

Parágrafo único. Cada uma dessas etapas atribuídas respectivamente, ao


penúltimo e último semestre do curso em questão, deverão focar disciplinas já
desenvolvidas pelos alunos, incluindo as do semestre em vigor.

Artigo 9º. Para a entrega do trabalho final de cada um dos componentes curriculares:
Projeto Integrador I e Projeto Integrador II, o aluno deverá desenvolver,
respectivamente, um Projeto e um Plano de Negócios.

Artigo 10º. O Projeto Integrador poderá ser desenvolvido em grupo (até seis
participantes).

TÍTULO I – Da Elaboração e Definição do Projeto do Trabalho – Projeto


Integrador I (7ª Série)

Artigo 11º. Para o Projeto Integrador I, o aluno deverá desenvolver um Projeto com o
foco no meio escolhido, compreendendo a natureza do negócio relacionado à sua
área de atuação, dominando as técnicas e conceitos básicos previstos no Plano de
Ensino e Aprendizagem correspondente. O aluno deverá levar em consideração que
o Projeto elaborado na 7ª série será a “base” para o desenvolvimento do Plano de
Negócios, na 8ª série (Projeto Integrador II).

Artigo 12º. O Projeto deverá ser postado por todos os membros do grupo em seu AVA
de forma individual, com a capa do trabalho contendo os nomes e RAs de todos os
componentes do grupo, de acordo com o período previsto para Postagem das
Atividades Avaliativas.

Artigo 13º. A alteração do tema de trabalho do Projeto Integrador só poderá ocorrer


com a expressa concordância do tutor e desde que haja a possibilidade para o
desenvolvimento do novo tema.

TÍTULO II – Do Desenvolvimento do Projeto Integrador II (8ª Série).


16

Artigo 14º. Para o Projeto Integrador II, o aluno deverá proceder à redação de seu
trabalho acadêmico e profissional, na forma de um Plano de Negócios, de acordo com
as diretrizes curriculares do curso, compreendendo e dominando técnicas e conceitos
básicos em conformidade com o previsto no plano de ensino e aprendizagem
correspondente.

Artigo 15º. O Plano de Negócios deverá ser postado por todos os membros do grupo
em seu AVA de forma individual, com a capa do trabalho contendo os nomes e RAs
de todos os componentes do grupo, de acordo com o período previsto para Postagem
das Atividades Avaliativas.

TÍTULO III – Da Avaliação Final do Projeto Integrador

Artigo 16. A avaliação do Projeto Integrador será realizada de forma processual e


cumulativa pelo tutor, durante o desenvolvimento do trabalho.

Artigo 17. O aluno que cumprir as atividades previstas, obtendo média final maior ou
igual a 7,0 (sete) em cada uma das séries (“Projeto Integrador I – 7ª série” e “Projeto
Integrador II- 8ª série”), será considerado aprovado nas disciplinas “Projeto Integrador
I” e “Projeto Integrador II”.

§ 1º - Após avaliação dos resultados, persistindo a média final inferior a 7,0


(sete), o acadêmico será considerado reprovado.
§ 2º - O aluno que cometer atos irregulares na produção do Projeto Integrador
será reprovado e sujeito às penalidades previstas no Regimento da Instituição
de Ensino Superior.
§ 3º - O estudante reprovado deverá cumprir novamente a disciplina e deverá
arcar com os ônus dos custos decorrentes do curso.
§ 4º - Não será aplicada nenhuma forma de recuperação, como Tutoria,
Adaptação.
§ 5º - O aluno reprovado em Projeto Integrador I não poderá matricular-se em
Projeto Integrador II.

DISPOSIÇÕES FINAIS E TRANSITÓRIAS

Artigo 18. Os casos omissos serão resolvidos pela Diretoria competente da Instituição.
17

APÊNDICE B – MODELO DE CAPA


18

APÊNDICE C – MODELO DE FOLHA DE ROSTO