You are on page 1of 94

Caderno de Atividades

Pedagogia

Disciplina
Fundamentos Filosóficos da Educação

Coordenação do Curso
Cleudimara Sanches Sartori Silva

Autora
Maria Cristina Mesquita Barbosa

2
Chanceler Coordenadora de Controle Didático-
Ana Maria Costa de Sousa Pedagógico EAD
Geise Cristina Lubas Grilo
Reitora
Leocádia Aglaé Petry Leme Diretor da Anhanguera Publicações
Luiz Renato Ribeiro Ferreira
Pró-Reitor Administrativo
Antonio Fonseca de Carvalho Núcleo de Produção de Conteúdo e Inovações
Tecnológicas
Pró-Reitor de Graduação
Eduardo de Oliveira Elias Diretora
Carina Maria Terra Alves
Pró-Reitor de Extensão
Ivo Arcangêlo Vedrúsculo Busato Gerente de Produção
Rodolfo Pinelli
Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação
Luciana Paes de Andrade Coordenadora de Processos Acadêmicos
Juliana Alves
Diretor Geral de EAD
José Manuel Moran Coordenadora de Ambiente Virtual
Lusana Verissimo
Diretora de Desenvolvimento de EAD
Thais Costa de Sousa Coordenador de Operações
Marcio Olivério
Gerente de EAD
Fábio Cardoso

Coordenadora Pedagógica de EAD


Adriana Aparecida de Lima Terçariol
Como citar esse documento:

BARBOSA, Maria Cristina Mesquita. Fundamentos


Filosóficos da Educação. Valinhos, p. 1-94, 2012.

Disponível em: <www.anhanguera.com>.

Acesso em: 01 fev. 2012.


© 2012 Anhanguera Publicações
Proibida a reprodução final ou parcial por qualquer meio de impressão, em forma idêntica,resumida ou modificada em língua
portuguesa ou qualquer outro idioma. Diagramado no Brasil 2012

3
Legenda de Ícones

Leitura Obrigatória

Agora é a sua vez

Vídeos

Links Importantes
Ver Resposta
Finalizando
a t sv
b mq

Glossário
ud r i e
nc p x w

zj
l
i o
g
h
lf x y
i
k

Referências

Início

4
Nossa Missão, Nossos Valores
Desde sua fundação, em 1994, os fundamentos da “Anhanguera Educacional” têm sido o principal
motivo do seu crescimento.
Buscando permanentemente a inovação e o aprimoramento acadêmico em todas as ações e
programas, ela é uma Instituição de Educação Superior comprometida com a qualidade do ensino,
pesquisa de iniciação científica e extensão, que oferecemos.
Ela procura adequar suas iniciativas às necessidades do mercado de trabalho e às exigências do
mundo em constante transformação.
Esse compromisso com a qualidade é evidenciado pelos intensos e constantes investimentos
no corpo docente e de funcionários, na infraestrutura, nas bibliotecas, nos laboratórios, nas
metodologias e nos Programas Institucionais, tais como:

· Programa de Iniciação Científica (PIC), que concede bolsas de estudo aos alunos para o
desenvolvimento de pesquisa supervisionada pelos nossos professores.
· Programa Institucional de Capacitação Docente (PICD), que concede bolsas de estudos
para docentes cursarem especialização, mestrado e doutorado.
· Programa do Livro-Texto (PLT), que propicia aos alunos a aquisição de livros a preços
acessíveis, dos melhores autores nacionais e internacionais, indicados pelos professores.
· Serviço de Assistência ao Estudante (SAE), que oferece orientação pessoal,
psicopedagógica e financeira aos alunos.
· Programas de Extensão Comunitária, que desenvolve ações de responsabilidade social,
permitindo aos alunos o pleno exercício da cidadania, beneficiando a comunidade no
acesso aos bens educacionais e culturais.

A fim de manter esse compromisso com a mais perfeita qualidade, a custos acessíveis, a


Anhanguera privilegia o preparo dos alunos para que concretizem seus Projetos de Vida e obtenham
sucesso no mercado de trabalho. Adotamos inovadores e modernos sistemas de gestão nas suas
instituições. As unidades localizadas em diversos Estados do país preservam a missão e difundem
os valores da Anhanguera.

Atuando também na Educação a Distância, orgulha-se de oferecer ensino superior de qualidade


em todo o território nacional, por meio do trabalho desenvolvido pelo Centro de Educação a Distância
da Universidade Anhanguera - Uniderp, nos diversos polos de apoio presencial espalhados por
todo o Brasil. Sua metodologia permite a integração dos professores, tutores e coordenadores
habilitados na área pedagógica com a mesma finalidade: aliar os melhores recursos tecnológicos
e educacionais, devidamente revisados, atualizados e com conteúdo cada vez mais amplo para o
desenvolvimento pessoal e profissional de nossos alunos.
A todos bons estudos!

Prof. Antonio Carbonari Netto


Presidente do Conselho de Administração — Anhanguera Educacional

5
Sobre o Caderno de Atividades
Caro (a) aluno (a),

O curso de Educação a Distância acaba de ganhar mais uma inovação: o caderno de atividades
digitalizado. Isso significa que você passa a ter acesso a um material interativo, com diversos links
de sites, vídeos e textos que enriquecerão ainda mais a sua formação. Se preferir, você também
poderá imprimi-lo.

Este caderno foi preparado por professores do seu Curso de Graduação, com o objetivo de auxiliá-lo
na aprendizagem. Para isto, ele aprofunda os principais tópicos abordados no Livro-texto, orientando
seus estudos e propondo atividades que vão ajudá-lo a compreender melhor os conteúdos das
aulas. Todos estes recursos contribuem para que você possa planejar com antecedência seu tempo
e dedicação, o que inclusive facilitará sua interação com o professor EAD e com o professor tutor
a distância.

Assim, desejamos que este material possa ajudar ainda mais no seu desenvolvimento pessoal e
profissional.

Um ótimo semestre letivo para você!

José Manuel Moran

Diretor-Geral de EAD

Universidade Anhanguera – Uniderp

Thais Sousa

Diretora de Desenvolvimento de EAD


Universidade Anhanguera – Uniderp

6
Caro Aluno,
Este Caderno de Atividades foi elaborado com base no livro: Filosofia da Educação, da
autora Maria Lúcia de Arruda Aranha, Editora Moderna, 2006, Livro-Texto 285.

Roteiro de Estudo
Profa. Maria Cristina Mesquita Barbosa Fundamentos Filosóficos da Educação

Este roteiro tem como objetivo orientar seu percurso por meio dos materiais disponibilizados no Ambiente
Virtual de Aprendizagem. Assim, para que você faça um bom estudo, siga atentamente os passos
seguintes:

1. Leia o material didático referente a cada aula.

2. Assista às aulas na sua unidade e depois disponível no Ambiente Virtual de Aprendizagem para
você.

3. Responda às perguntas referentes ao item “Habilidades” deste roteiro.

4. Participe dos Encontros Presenciais e tire suas dúvidas com o tutor local.

5. Após concluir o conteúdo dessa aula, acesse a sua ATPS e verifique a etapa que deverá ser
realizada.

Tema 1
Filosofia e Filosofia da Educação

ícones:

a t s
b mi e q
ud r
nc p x w

zj
l
i o
g
h
lf x y
i
k

7
Conteúdos e Habilidades
Conteúdo

Nesta aula, você estudará:

• O universo da Educação, do Educando e Educador, e aprenderá quais são as finalidades do ato


de educar.
• Os campos do conhecimento humano, que vão desde o senso comum até o saber filosófico,
passando pelas formas míticas, artísticas e científicas de se conhecer.
• Os limites entre a Filosofia e a Filosofia da Educação, bem como o campo de conhecimento e de
atuação das demais Ciências da Educação, entre as quais se encontra a Pedagogia.

Habilidades

Ao final, você deverá ser capaz de responder as seguintes questões:

• Quais são os conceitos básicos da disciplina Fundamentos Filosóficos da Educação?


• Quais são os pressupostos da prática docente?
• Que aspectos são relevantes para a formação do educador?

AULA 1
Assista às aulas nos polos presenciais e também disponíveis no Ambiente Virtual de
Aprendizagem para você.

Leitura Obrigatória
Filosofia e Filosofia da Educação

A compreensão dos vários tipos de conhecimento: mitológico, senso comum, científico, artístico e,
principalmente, filosófico mostrará como o “olhar sobre a Educação”, área de reflexão da Filosofia
da Educação, é de fundamental importância para a ação pedagógica (Livro-Texto, p. 15-30).

8
A prática docente acontece a partir de pressupostos que a sustentam. Para conhecê-los, serão
avaliados o ato de educar e as ciências que auxiliam a Pedagogia em sua reflexão sobre a própria
prática (Livro-Texto, p. 31-42).

Finalmente, para se analisar os aspectos considerados fundamentais para a formação de um


educador, serão esboçadas algumas diretrizes sobre o que, atualmente, se espera deste profissional
(Livro-Texto, p. 43-54).

9
Agora é a sua vez Identifique quais são os conhecimentos citados
pela autora. Justifique sua resposta.

INSTRUÇÕES Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado.
Agora, você finalmente exercitará o seu aprendizado
por meio das questões desse caderno de atividade,
você precisará assistir as aulas para responder as
questões, ler o Livro-Texto, refletir e pesquisar. Questão 02
A seguir, você encontrará algumas questões de
Explique em que consiste a “reflexão filosófica” na
múltipla escolha e outras, dissertativas.
concepção de Dermeval Saviani, abordando suas
três características, a saber: ser radical, rigorosa e
Ponto de Partida
de conjunto?
Antes de realizar as atividades deste tema, realize
o que se pede a seguir. Posteriormente, discuta
Verifique seu desempenho nesta
sua resposta com seus colegas.
questão, clicando no ícone ao lado.
• Escreva as cinco primeiras ideias que vêm à
sua mente quando pensa em “Filosofia”.
• Escreva as cinco primeiras ideias que vêm à
sua mente quando pensa em “Educação”.
Questão 03
Agora é com você! Responda às questões a
Segundo Aranha (2006, p. 25),
seguir para conferir o que aprendeu!

cabe ao filósofo acompanhar reflexiva e cri-


Questão 01 ticamente a ação pedagógica de modo que
promova a passagem de uma “educação
assistemática” (guiada pelo senso comum)
Marilena Chauí, em sua obra Convite à Filosofia,
para uma educação sistematizada (alcança-
ressalta:
da ao nível da consciência filosófica).

Ao que parece, há uma grande diferença en-


Explique qual é a atividade reflexiva que permitirá
tre nossas certezas cotidianas e o conheci-
essa passagem?
mento científico [...]. O sol se move em torno
da Terra, que permanece imóvel. Quem duvi-
Verifique seu desempenho nesta
dará disso, se diariamente vemos o sol nas-
questão, clicando no ícone ao lado.
cer, percorrer o céu e se pôr? A aurora não é
o seu começo e o crepúsculo, seu fim? (p. 1).

10
Questão 04 Questão 06
(ENADE 2008) Qual a contribuição da disciplina (ENADE 2005)
Filosofia da Educação para a formação do educa-
dor? Entre o mestre e o aluno se estabelece uma
relação de vontade a vontade: relação de
a) Atender à necessidade de organização do pen- dominação do mestre, que tivera por con-
samento, com vistas a um melhor desempenho sequência uma relação inteiramente livre da
didático-pedagógico. inteligência do aluno com aquela do livro –
b) Dominar o conhecimento historicamente produ- inteligência do livro que era, também, a coisa
zido pela humanidade, visando a uma cultura eru- comum, o laço intelectual igualitário entre o
dita. mestre e o aluno. Esse dispositivo permitia
c) Reunir informações sobre a existência humana destrinchar as categorias misturadas do ato
para orientar a forma de organizar sua vida priva- pedagógico e definir exatamente o embru-
da. tecimento explicador. Há embrutecimento
d) Contribuir para as soluções práticas exigidas quando uma inteligência é subordinada a
pelo cotidiano, auxiliando na elaboração do plane- outra inteligência. [...] Chamar-se-á emanci-
jamento escolar. pação à diferença conhecida e mantida entre
e) Ajudar o professor a identificar e interrogar os as duas relações, o ato de uma inteligência
valores que estão subjacentes à ação e às con- que não obedece senão a ela mesma, ain-
cepções do humano. da que a vontade obedeça a outra vontade
(RANCIÈRE, Jacques. O Mestre Ignorante.
Verifique seu desempenho nesta
Belo Horizonte: Autêntica, 2002. p. 31-32)
questão, clicando no ícone ao lado.

A partir deste texto, pode-se concluir que:

Questão 05 a) A explicação está a serviço da emancipação.


b) O mestre emancipa os alunos.
No Livro-Texto, é possível encontrar a seguinte c) Os alunos se emancipam coletivamente.
afirmação: “o ponto de partida da pedagogia é d) A escola é um espaço de manifestação plena da
sempre um problema apresentado pela realidade vontade.
educacional” (p. 37). Segundo a autora, isso deter- e) Uma inteligência emancipada só obedece a si
mina a especificidade da pedagogia. Explique esta própria.
especificidade.

Verifique seu desempenho nesta Verifique seu desempenho nesta

questão, clicando no ícone ao lado. questão, clicando no ícone ao lado.

11
Questão 07 e) O raciocínio confirma os preconceitos ensina-
dos às crianças.

Verifique seu desempenho nesta


O que caracteriza o professor como “intelectual questão, clicando no ícone ao lado.
transformador”?

Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado.
Questão 09
Questão 08 (Concurso Público nº 001/2008 – Professor de
Educação Infantil da Prefeitura Municipal de São
(Prova Professor Educação Básica II de Filosofia. Caetano do Sul) Analise as afirmações de Paulo
Secretaria de Estado da Educação de São Paulo/ Freire:
SP-2009)
I. Não há docência sem discência: quem ensina
O preconceito é uma opinião sem julgamen- aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao
to. Assim em toda a terra inspiram-se às aprender.
crianças todas as opiniões que se desejam II. Quando vivemos a autenticidade exigida pela
antes que elas as possam julgar. Existem prática de ensinar-aprender participamos de uma
preconceitos universais, necessários, e que experiência total, diretiva, política, ideológica, gno-
representam a própria virtude. Por toda parte siológica, pedagógica, estética e ética.
ensina-se às crianças reconhecer um Deus III. Ensinar exige estética e ética porque a neces-
remunerador e vingador; a respeitar, a amar sária promoção da ingenuidade à criticidade não
seu pai e sua mãe; a considerar o roubo pode ser feita à distância delas.
como um crime, a mentira interessada como IV. Ensinar exige estética e ética porque educar é
um vício, antes que elas possam adivinhar substancialmente formar.
o que vem a ser um vício e uma virtude. Há, V. Transformar a experiência educativa em puro
pois, ótimos preconceitos: são os que o jul- treinamento técnico é amesquinhar o que há de
gamento ratifica quando se raciocina (VOL- fundamentalmente humano no exercício educati-
TAIRE, Dicionário Filosófico). vo: o seu caráter formador.
Marque:
a) O preconceito é inútil, visto que lhe falta julga-
mento. a) Se apenas forem verdadeiras as afirmações I
b) O julgamento não deve ratificar os preconceitos. e II.
c) Ensina-se às crianças somente os preconceitos b) Se apenas forem verdadeiras as afirmações I,
virtuosos e necessários. II, III e IV.
d) O raciocínio deve julgar o valor das opiniões.
c) Se apenas forem verdadeiras as afirmações I,

12
II, IV e V.
d) Se todas as afirmações forem verdadeiras.

Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado.

Questão 10
“Afinal, os professores seriam intelectuais transfor-
madores ou apenas técnicos?” (Livro-Texto, p. 49).
Apresente a resposta da autora a esta questão e
depois dê sua opinião, justificando-a.

Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado.

13
LINKS IMPORTANTES
Quer saber mais sobre o assunto? Então:

Acesse Club Cultura – Mafalda de Quino. Disponível em: <http://www.clubcultura.com/clubhumor/


mafalda/index/nacimiento.htm>. Acesso em: jun. 2012.
Quino, cartunista argentino, discípulo do filósofo espanhol Ortega y Gasset, revela seu “olhar filosófico”
sobre a realidade a partir de seus personagens, principalmente por meio de Mafalda.

FINALIZANDO
Você viu que as respostas para as atividades solicitadas, bem como para algumas de suas indagações
a respeito de como se tornar um educador reflexivo que consiga produzir uma educação emancipadora,
foram discutidas ao longo do desenvolvimento deste Tema.

Caro aluno, agora que o conteúdo dessa aula foi concluído, não se esqueça de acessar sua
ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada. Bons estudos!

14
Tema 2
A Dimensão Cultural da Educação: Construindo a Humanidade

ícones:

a t s
b mi e q
ud r
nc p x w

zj
l
i o
g
h
lf x y
i
k

Conteúdos e Habilidades
Conteúdo

Nesta aula, você estudará:

• O desafio de uma proposta de educação orientada para a emancipação.


• Os conceitos de cultura, ideologia e alienação.
• A “educação para a cidadania” como contraideologia.

Habilidades

Ao final, você deverá ser capaz de responder as seguintes questões:

• O que é Cultura, tanto do ponto de vista antropológico quanto restrito?


• Em que medida os conceitos de alienação e ideologia influenciam o modo de significar a realidade?
• Que relação é possível estabelecer entre “educação para a cidadania” e contraideologia?

AULA 2
Assista às aulas nos polos presenciais e também disponíveis no Ambiente Virtual de
Aprendizagem para você.

15
Leitura Obrigatória
A Dimensão Cultural da Educação: Construindo a Humanidade

Para se conceituar Cultura, em sentido amplo, será utilizada a Antropologia, que diz ser cultural tudo
o que não é natural e que tenha sido construído e significado pelo Homem na História. E, em sentido
restrito, Cultura também pode ser entendida como o conjunto de obras produzidas pelo Homem, desde
uma peça de confecção artesanal até as maiores manifestações da cultura de massa (Livro-Texto, p.
55-74).

A maneira de o humano perceber a realidade, de lhe atribuir valores e significados e, assim, construir
sua humanização é afetada pela alienação e pela ideologia, que são processos históricos e políticos
que direcionam seu “olhar” e seu entendimento. É fundamental para a construção da humanização que
o educador identifique essa situação para se contrapor a ela (Livro-Texto, p. 75-81).

O processo histórico-cultural da humanização dos sujeitos humanos é interrompido quando estão


imersos em uma situação de alienação ideológica, e a retomada deste processo de humanização ocorre
a partir da educação emancipadora e cidadã (Livro-Texto, p. 82-92).

16
possível de exercício da liberdade.

Agora é a sua vez Pode-se dizer que são verdadeiras:


a) I, II e III.
b) I e II.
INSTRUÇÕES
c) Todas são falsas.
Agora você finalmente exercitará o seu aprendizado d) Todas são verdadeiras.
por meio das questões desse caderno de atividade,
você precisará assistir às aulas para responder as Verifique seu desempenho nesta

questões, ler o Livro-Texto, refletir e pesquisar. questão, clicando no ícone ao lado.

A seguir, você encontrará algumas questões de


múltipla escolha e outras dissertativas.

Ponto de Partida Questão 02


Antes de realizar as atividades deste tema, refli-
ta previamente sobre as questões apresentadas a Explique a diferença entre Teoria e Ideologia (no
seguir. Posteriormente, discuta-as com seus cole- sentido restrito) e como essa diferença se reflete
gas. Para você, o que é Cultura? O que a Cultura na prática humana.
tem a ver com Educação?
Verifique seu desempenho nesta

Agora é com você! Responda às questões a questão, clicando no ícone ao lado.

seguir para conferir o que aprendeu!

Questão 01 Questão 03
Considere as seguintes afirmações:
Complete as afirmações:
I- Cultura é pensamento e reflexão.
II- O homem culto pensa e pensar é o contrário de A prática educativa torna-se ideológica quando se
obedecer. revela:
III- Mudando o verbo frequentemente usado para
identificar os “cultos”, seria bom lembrar que o im- a) Na organização escolar: ....................................
portante não é ter cultura, mas ser capaz de fazer b) Nos textos didáticos: ..........................................
cultura. c) Nas disciplinas: ..................................................
IV- O que vale, afinal, é conceber a cultura como d) No trabalho do professor: ..................................
manifestação plural, um processo dinâmico, e a
Verifique seu desempenho nesta
educação como o momento em que a herança e
questão, clicando no ícone ao lado.
renovação se completam, a fim de criar o espaço

17
Questão 04 A conta do analista
Prá nunca mais
Ter que saber
Meus inimigos
Estão no poder
Ideologia!
Quem eu sou
Explique o conceito de alienação, segundo Marx. Ah! saber quem eu sou.. Eu quero uma prá viver
Ideologia!
Pois aquele garoto
Verifique seu desempenho nesta Que ia mudar o mundo
Mudar o mundo
questão, clicando no ícone ao lado. Agora assiste a tudo
Em cima do muro
Em cima do muro...
Meus heróis
Morreram de overdose

Questão 05 Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado.
Seria correto afirmar que a Ideologia, em sentido
amplo, é necessária e positiva? Responda com
um exemplo retirado dos versos da música “Ideo-
logia”, de Cazuza.
Questão 06
Como um professor que mal prepara as aulas,
Ideologia que não lê um livro por ano, que vive insatisfeito
Cazuza - Composição: Cazuza / Frejat com seu trabalho e o seu salário pode fazer
desabrochar na criança o amor pela literatura, a
Meu partido Pois aquele garoto paixão do saber, a ética do trabalho e o interesse
É um coração partido Que ia mudar o mundo
E as ilusões Mudar o mundo pela política (FREITAG apud ARANHA, 2006, p.
Estão todas perdidas Agora assiste a tudo 22).
Os meus sonhos Em cima do muro
Foram todos vendidos Em cima do muro...
Tão barato As ações do professor descritas no texto de
Que eu nem acredito Meus heróis Bárbara Freitag se referem a uma situação de:
Ah! eu nem acredito... Morreram de overdose
Meus inimigos
a) Professor sem escolaridade e desmotivado.
Que aquele garoto Estão no poder
Que ia mudar o mundo b) Professor que enfrenta a violência em sala de
Mudar o mundo Ideologia!
aula.
Frequenta agora Eu quero uma prá viver
As festas do “Grand Mon- Ideologia! c) Professor de escola pública.
de”... Eu quero uma prá viver..
d) Professor alienado pelo trabalho.
Ideologia!
Meus heróis Prá viver
Morreram de overdose Ideologia!
Meus inimigos Eu quero uma prá viver... Verifique seu desempenho nesta
Estão no poder questão, clicando no ícone ao lado.
Ideologia! O meu prazer
Eu quero uma prá viver Agora é risco de vida
Ideologia! Meu sex and drugs
Eu quero uma prá viver... Não tem nenhum rock ‘n’
roll
Prá viver... Eu vou pagar

18
Questão 07 e) Produzir os livros didáticos adequados ao que
pensam e às condições nas quais vivem seus alu-
nos.
Em que circunstâncias a organização escolar
Verifique seu desempenho nesta
pode exercer um papel ideológico?
questão, clicando no ícone ao lado.

Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado. Questão 09
Questão 08
(Provão 2002) Existem textos escolares sobre he-
róis nacionais que contêm narrativas acerca de di-
ferenciações raciais e étnicas. Quase sempre os
(Provão 2002) O poder formador do livro didático, alunos são levados a assimilá-los como simples
bem como de outros meios de informação e co- informação, podendo ser produzidos sentimentos
municação, é tema de debate travado ao longo da de inferioridade, subordinação e de preconceito
história. Já durante o Estado Novo, por exemplo, em relação ao papel histórico desempenhado por
Felinto Müller afirmava no artigo “O Perigo da In- certos heróis. Admitindo-se que uma visão mul-
filtração Vermelha nas Obras Educacionais da In- ticultural e crítica requer a desconstrução e uma
fância” (1937) que os livros didáticos eram a “arma nova leitura de tais textos, um currículo que se
branca” dos bolchevistas e, em consequência, configure nesse sentido deve, essencialmente,
“verdadeiros elementos de desagregação nacio- contemplar:
nal”. Essa posição expressava uma ideologia anti-
comunista. Uma vez que a crítica de uma ideologia a) A difusão de informações sobre outras culturas
política sustenta-se em outra ideologia, cada qual e identidades, privilegiando as categorias discrimi-
considerada verdadeira por seus adeptos, os pro- nadas.
fessores devem: b) A organização de atividades que celebrem, es-
pecificamente, datas significativas para cada gru-
a) Ensinar técnicas de análise de textos e imagens po étnico e racial.
que elucidem como os autores persuadem seus c) A análise das diferenças culturais quanto às re-
leitores. presentações desses heróis nacionais e de suas
b) Escolher os livros didáticos adequados à ideolo- relações de poder.
gia que defendem, neutralizando as outras. d) A realização de atividades priorizando textos es-
c) Escolher os livros didáticos baseados nas qua- colares que valorizem heróis das minorias.
lidades técnicas que apresentam, pois assim ga- e) A identificação e valorização dos heróis nacio-
rantirão o valor do material de ensino. nais representativos dos grupos majoritários.
d) Escolher, junto aos pais dos alunos, os livros
Verifique seu desempenho nesta
didáticos a serem adotados, de modo a que estes
questão, clicando no ícone ao lado.
expressem seus pontos de vista.

19
Questão 10
Os provérbios podem ter valor positivo quando ex-
pressam a sabedoria popular, mas, às vezes, re-
velam a aceitação passiva de “injustiças sociais”,
tornando-se ideológicos. Nos exemplos a seguir,
assinale (P) se o provérbio possuir o valor positivo
da sabedoria popular ou (N), se possuir o valor ne-
gativo da Ideologia.

a) ( ) Feliz é quem só quer o que pode e só faz o


que quer!
b) ( ) A quem nada deseja nada falta.
c) ( ) De grão em grão, a galinha enche o papo.
d) ( ) Cada um por si e Deus por todos.
e) ( ) Cada macaco no seu galho.
f) ( ) O trabalho dignifica o homem.
g) ( ) Igualdade, liberdade e fraternidade.
h) ( ) Quem sabe pensar, manda. E quem não
sabe pensar, executa e obedece.

Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado.

20
LINKS IMPORTANTES
Leia a poesia “Eu, Etiqueta”, de Carlos Drummond de Andrade, refletindo com o poeta sobre alienação
e ideologia.

EU, ETIQUETA (Carlos Drummond de Andrade)

Em minha calça está grudado um nome Ser pensante sentinte e solitário


Que não é meu de batismo ou de cartório Com outros seres diversos e conscientes
Um nome... estranho. De sua humana, invencível condição.
Meu blusão traz lembrete de bebida Agora sou anúncio
Que jamais pus na boca, nessa vida, Ora vulgar ora bizarro.
Em minha camiseta, a marca de cigarro Em língua nacional ou em qualquer língua
Que não fumo, até hoje não fumei. (Qualquer principalmente.)
Minhas meias falam de produtos E nisto me comparo, tiro glória
Que nunca experimentei De minha anulação.
Mas são comunicados a meus pés. Não sou - vê lá - anúncio contratado.
Meu tênis é proclama colorido Eu é que mimosamente pago
De alguma coisa não provada Para anunciar, para vender
Por este provador de longa idade. Em bares festas praias pérgulas piscinas,
Meu lenço, meu relógio, meu chaveiro, E bem à vista exibo esta etiqueta
Minha gravata e cinto e escova e pente, Global no corpo que desiste
Meu copo, minha xícara, De ser veste e sandália de uma essência
Minha toalha de banho e sabonete, Tão viva, independente,
Meu isso, meu aquilo. Que moda ou suborno algum a compromete.
Desde a cabeça ao bico dos sapatos, Onde terei jogado fora
São mensagens, Meu gosto e capacidade de escolher,
Letras falantes, Minhas idiossincrasias tão pessoais,
Gritos visuais, Tão minhas que no rosto se espelhavam
Ordens de uso, abuso, reincidências. E cada gesto, cada olhar
Costume, hábito, permência, Cada vinco da roupa
Indispensabilidade, Sou gravado de forma universal,
E fazem de mim homem-anúncio itinerante, Saio da estamparia, não de casa,
Escravo da matéria anunciada. Da vitrine me tiram, recolocam,
Estou, estou na moda. Objeto pulsante mas objeto
É duro andar na moda, ainda que a moda Que se oferece como signo dos outros
Seja negar minha identidade, Objetos estáticos, tarifados.
Trocá-la por mil, açambarcando Por me ostentar assim, tão orgulhoso
Todas as marcas registradas, De ser não eu, mas artigo industrial,
Todos os logotipos do mercado. Peço que meu nome retifiquem.
Com que inocência demito-me de ser Já não me convém o título de homem.
Eu que antes era e me sabia Meu nome novo é Coisa.
Tão diverso de outros, tão mim mesmo, Eu sou a Coisa, coisamente.

21
Consulte o site do poeta mais “filósofo” do Brasil: Carlos Drummond de Andrade. Disponível em: <http://
www.carlosdrummond.com.br/>. Acesso em: jun. 2012.

FINALIZANDO

À primeira vista, este tema projeta uma visão otimista (o sujeito humano é o construtor da sua própria
humanidade), porém, ao mesmo tempo, pessimista (ele é manipulado por meio da alienação e da
ideologia). Mas o que se destaca é o papel esclarecedor da Educação, como o primeiro momento para
a produção de mudanças.

Caro aluno, agora que o conteúdo dessa aula foi concluído, não se esqueça de acessar sua
ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada. Bons estudos!

22
Tema 3
Tipos de Educação: Informal, Não Formal e Formal

ícones:

a t s
b mi e q
ud r
nc p x w

zj
l
i o
g
h
lf x y
i
k

Conteúdos e Habilidades
Conteúdo

Nesta aula, você estudará:

• Os diferentes tipos de Educação: Informal, Não Formal e Formal.


• As diversas formas de a Educação produzir a modelagem do comportamento e transmitir os
valores de cada sociedade e época aos sujeitos do processo educativo.
• A instituição Escola.

Habilidades

Ao final, você deverá ser capaz de responder as seguintes questões:

• O que é Educação Informal, Não Formal e Formal?


• Qual a importância específica de cada uma?
• Por que a Escola é por excelência o espaço da Educação Formal?

AULA 3
Assista às aulas nos polos presenciais e também disponíveis no Ambiente Virtual de
Aprendizagem para você.

23
Leitura Obrigatória
Tipos de Educação: Informal, Não Formal e Formal

Vários são os espaços educativos e os tipos de educação por eles proporcionados. O pedagogo deve
entendê-los em suas especificidades para utilizá-los em sua prática educativa.

Para definir o que seja a Educação Formal, a Não Formal e a Informal será necessário e importante
conhecer os aspectos que as distinguem e as constituem (Livro-Texto, p. 93-94).

Em se tratando de Educação Informal, constata-se que, embora a família nuclear conjugal, a que
conhecemos, esteja em processo de reinvenção e mudança, a força da educação por ela transmitida
ainda é muito grande. Além de ser o espaço inicial da socialização humana, ela produziu a “ideia de
infância” com todos os desdobramentos deste entendimento (Livro-Texto, p. 95-100).

Ainda sobre a Educação Informal, não menos força e importância têm os meios de comunicação de
massa, embora sejam constantemente questionados sobre sua controvertida função educativa (Livro-
Texto, p. 101-110).

O entendimento destes vários tipos de Educação não poderia deixar de lado a Escola como a conhecemos
hoje. Institucionalizada na Idade Moderna e considerada o espaço formal institucional do processo
educativo, a Escola também é questionada, atualmente, sobre suas reais possibilidades de realizar
um trabalho com qualidade e, ao mesmo tempo, capaz de produzir transformações e de educar seres
humanos emancipados (Livro-Texto, p. 111-136).

24
Agora é a sua vez Questão 02
(Concurso Público nº 001/2008 - Professor de
INSTRUÇÕES
Educação Infantil da Prefeitura Municipal de São
Agora, você finalmente exercitará o seu Caetano do Sul)
aprendizado por meio das questões desse caderno
de atividade, você precisará assistir as aulas para Analise as afirmações abaixo:
responder as questões, ler o Livro-Texto, refletir I. É importante lembrar que não é apenas a crian-
e pesquisar. A seguir você encontrará algumas ça que se desenvolve e se modifica no processo
questões de múltipla escolha e outras dissertativas. de interação que estabelece com outras pessoas.
Por quê?
II. As pessoas também se constituem, se constro-
Ponto de Partida em e mudam a si mesmas e ao meio em que con-
vivem. Por quê?
Antes de realizar as atividades deste tema, reflita
III. Quando nasce um bebê, não nasce apenas
previamente sobre a questão apresentada a se-
uma criança, nasce também uma mãe, um pai,
guir:
um irmãozinho, uma avó, que vão constituir-se en-
quanto tais na interação com o novo membro da
O que você pensa a respeito do papel educativo
família. Por quê?
dos meios de comunicação de massa?
IV. É impossível falar no desenvolvimento de uma
só pessoa em separado de seu contexto social.
Agora é com você! Responda às questões a
Por quê?
seguir para conferir o que aprendeu!
V. No desenvolvimento estão envolvidos múltiplos

Questão 01 protagonistas, com necessidades próprias criadas


em situações históricas específicas. Por quê?
VI. Todos participam ativamente no processo de
interação, construindo-se e constituindo-se nas in-
Justifique a seguinte afirmação da autora do Livro-
terações que estabelecem com os outros.
-Texto (p. 118): “A Escola adquire cada vez mais
um papel insubstituível como mediadora entre as
São corretas as afirmações:
novas gerações e a cultura acumulada”. (no máxi-
a) I, II, IV, V e VI, apenas.
mo 10 linhas)
b) I, II, III, IV, V e VI.
Verifique seu desempenho nesta c) I, II e V, apenas.
questão, clicando no ícone ao lado. d) III, IV e VI, apenas.

Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado.

25
Questão 03 Questão 05
Compare a Educação Formal com a Educação Explique porque a família diminuiu de extensão
Não Formal. e teve várias de suas funções assumidas pela
Escola e pelos meios de comunicação de massa.
Verifique seu desempenho nesta
questão, clicando no ícone ao lado.
Verifique seu desempenho nesta
questão, clicando no ícone ao lado.

Questão 04
(ENADE 2005) Questão 06
“A questão da cidadania, categoria histórica
e de importância fundamental como princípio Destaque e comente os aspectos positivos e ne-
educativo, alargou seus horizontes de atuação gativos da mídia no processo educativo.
nos anos 80 ao incorporar a problemática dos
V
Perifique seu desempenho nesta
direitos coletivos e não apenas individuais.”
questão, clicando no ícone ao lado.
(GOHN, Maria da Glória. Movimentos Sociais e
Educação. São Paulo: Cortez, 2001. p. 112).
Essa afirmação pressupõe que a educação tem
como um dos seus objetivos:
Questão 07
a) Alterar modos de agir, concepções e repre-
Comente a seguinte afirmação: “A infância é uma
sentações na sociedade civil e política.
invenção moderna” (PINO apud ARANHA, 2006,
b) Privilegiar ações corporativas segundo o in-
p. 106).
teresse de grupos envolvidos.
c) Propiciar movimentos educacionais para a Verifique seu desempenho nesta
manutenção da ordem vigente. questão, clicando no ícone ao lado.
d) Construir e aprimorar canais de representa-
ção para garantia do direito ao voto.
e) Implantar linhas e diretrizes no interior dos
movimentos sociais.
Questão 08
Verifique seu desempenho nesta
(Concurso Público nº 001/2008 - Professor de
questão, clicando no ícone ao lado.
Educação Infantil da Prefeitura Municipal de São
Caetano do Sul)

26
A concepção de criança é uma noção historicamente
construída e consequentemente vem mudando ao Questão 10
longo dos tempos. Analise as afirmações abaixo.
Analise a seguinte afirmação de Maria da Glória
I. A criança, como todo ser humano, é um sujeito Gohn (2001 apud ARANHA, 2006, p. 95): “Um dos
social e histórico. pressupostos básicos da educação não formal é
II. A criança é profundamente marcada pelo meio que a aprendizagem se dá por meio da prática
social em que se desenvolve, mas também o social”.
marca.
III. A criança tem na família, biológica ou não, Verifique seu desempenho nesta
um ponto de referência fundamental, apesar da questão, clicando no ícone ao lado.
multiplicidade de interações sociais que estabelece
com outras instituições sociais.
IV. A criança possui uma natureza singular que a
caracteriza como ser que sente e pensa o mundo
de um jeito muito próprio.
V. A criança revela seu esforço para compreender o
mundo em que vive, as relações contraditórias que
presencia e, por meio das brincadeiras, explicita
as condições de vida a que está submetida e seus
anseios e desejos.
Marque:
a) Se apenas for falsa a afirmação III.
b) Se apenas for falsa a afirmação II.
c) Se nenhuma afirmação for falsa.
d) Se apenas forem falsas as afirmações III e IV.

Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado.

Questão 09
Comente as principais características da Educação
Informal.

Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado.

27
LINKS IMPORTANTES
Quer saber mais sobre o assunto? Então:

Leia o artigo: FISCHER, Rosa Maria Bueno. Pequena Miss Sunshine: para além de uma subjetividade
exterior. Pro-Posições, v. 19, n. 2 (56), p. 47-57, maio/ago. 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/
pdf/pp/v19n2/a05v19n2.pdf>. Acesso em: jun. 2012.

Consulte o site: SciELO. Disponível em: <http://www.scielo.br/>. Acesso em: jun. 2012. É muito bom
para realizar pesquisas acadêmicas, pois nele você encontra artigos dos mais respeitados pensadores
da atualidade, que atuam nas diversas universidades brasileiras e internacionais.

VÍDEOS IMPORTANTES

Assista ao filme: Pequena Miss Sunshine, dirigido por Jonathan Dayton e Valerie Faris. Trata-se da
“construção do rosto da infância” na sociedade dos meios de comunicação de massa e do consumo.

FINALIZANDO

Cada espaço educativo, cada tipo de Educação tem sua força e importância. O educador não pode
desconhecê-los, privilegiando o espaço escolar. Mas há que se refletir sobre as condições históricas em
que esses tipos de ações educativas se inserem na atualidade e sobre as questões político-ideológicas
que os sustentam.

Caro aluno, agora que o conteúdo dessa aula foi concluído, não se esqueça de acessar sua
ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada. Bons estudos!

28
Tema 4
Educação e Inclusão: a Educação Popular no Brasil e a Questão Feminina

ícones:

a t s
b mi e q
ud r
nc p x w

zj
l
i o
g
h
lf x y
i
k

Conteúdos e Habilidades
Conteúdo

Nesta aula, você estudará:

• A caracterização da escola formal, no momento de sua implantação, como elitista e dualista.


• Pressões histórico-sociais que ampliaram o universo dos sujeitos educativos, o que obrigou a
escola a pensar a Educação popular.
• A educação popular.

Habilidades

Ao final, você deverá ser capaz de responder as seguintes questões:

• Quais são as mudanças históricas referentes ao acesso à Escola?


• Como se caracterizavam os novos sujeitos educativos?
• Quais são as várias formas inclusivas de acesso à educação formal escolar?

AULA 4
Assista às aulas nos polos presenciais e também disponíveis no Ambiente Virtual de
Aprendizagem para você.

29
Leitura Obrigatória
Educação e Inclusão: a Educação Popular no Brasil e a Questão Feminina

O acesso à Escola, incluindo àqueles que se encontravam excluídos, foi sendo realizado vagarosamente
ao longo da História, constituindo o que se chamou de Educação Popular (Livro-Texto, p. 123-136).

Este movimento de inclusão tem como um de seus principais ícones a chamada “inclusão de gênero”.
Gênero é um conceito antropológico, em que o feminino e o masculino são entendidos do ponto de vista
das diferenças culturais, e não apenas como diferenças biológico-sexuais.

Trata-se, portanto, não apenas de possibilitar às mulheres o acesso à Escola, mas de repensar a ciência
que sustenta as discriminações (Livro-Texto, p. 137-146).

30
Agora é a sua vez Questão 02
(Concurso Público nº 001/2008 - Professor de
INSTRUÇÕES
Educação Infantil da Prefeitura Municipal de São
Agora, você finalmente exercitará o seu Caetano do Sul)
aprendizado por meio das questões desse caderno
Leia com atenção: Considerar que os alunos são
de atividade, você precisará assistir as aulas para
diferentes entre si, implica propiciar uma educação
responder as questões, ler o Livro-Texto, refletir
baseada em condições de aprendizagem que
e pesquisar. A seguir você encontrará algumas
respeitem suas necessidades e ritmos individuais,
questões de múltipla escolha e outras dissertativas.
I. Porque uma vez valorizada a diversidade, não
se terá mais a inquietação de responder sobre se
Ponto de Partida
alguém aprendeu como “o outro”, mas de obser-
Antes de realizar as atividades deste tema, realize var e acompanhar curiosamente o jeito sempre
o que se pede a seguir. Posteriormente, discuta inusitado e mágico de cada um viver, de cada um
sua resposta com seus colegas. Escreva sua vir-a-ser, no seu tempo e a seu tempo, cuidando,
opinião sobre cotas para negros e índios nas acolhendo, compartilhando diferentes jeitos de
universidades brasileiras. aprender.
II. Porque o respeito à diversidade exige, sobre-
Agora é com você! Responda às questões a tudo, respeitar os diferentes saberes das muitas
seguir para conferir o que aprendeu! pessoas com quem convivemos e aceitar os nos-
sos não-saberes.
III. Porque não respeitar a diversidade é um des-
respeito ao aluno e à sua identidade; revela uma

Questão 01 ideologia elitista e autoritária da escola.


IV. Porque a escola é elitista entre outras coisas
Explique o que você entende das seguintes por só aceitar como válido o saber já montado, o
palavras da autora do Livro-Texto (p. 128): “o que saber pseudamente terminado.
vimos até agora é que vivemos, no Brasil, uma
história da educação marcada pela exclusão”. Marque:

a) Se apenas as afirmações II, III e IV forem ver-


Verifique seu desempenho nesta dadeiras.
questão, clicando no ícone ao lado. b) Se todas as afirmações forem verdadeiras.
c) Se apenas as afirmações I, III e IV forem verda-
deiras.

31
d) Se apenas as afirmações I e II forem verdadei- d) Contemplação.
ras. e) Lucidez.

Verifique seu desempenho nesta Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado. questão, clicando no ícone ao lado.

Questão 03 Questão 05
Segundo a autora do Livro-Texto, como deveria
(Concurso Público Professor de Educação Infantil
ser a Educação Popular?
da Prefeitura Municipal de São Caetano do Sul)
Verifique seu desempenho nesta
questão, clicando no ícone ao lado. O movimento de inclusão social começou
incipientemente na segunda metade dos anos
1980 nos países mais desenvolvidos, tomou

Questão 04 impulso na década de 1990 também em países


em desenvolvimento e está se desenvolvendo
fortemente neste início de século, envolvendo
(Secretaria de Estado da Educação de São Paulo/
todos os países. Esse movimento tem por objetivo
SP. Professor educação básica II de Filosofia)
a construção de uma sociedade realmente para
todos, sob a inspiração de novos princípios dentre
Um galo sozinho não tece uma manhã/ele precisará
os quais se destacam:
sempre de outros galos./De um que apanhe esse
grito que ele/e o lance a outro; de um outro galo
I. Direito de ser, estar e aprender.
/que apanhe o grito de um galo antes/e o lance
II. Solidariedade humanitária.
a outro; e de outros galos/que com muitos outros
III. Soberania político-social.
galos se cruzem/os fios de sol de seus gritos de
IV. Igual importância das minorias.
galo,/ para que a manhã, desde uma teia tênue,/
V. Autonomia e identidade.
se vá tecendo, entre todos os galos (João Cabral
VI. Cidadania com qualidade de vida.
de Melo Neto, “Tecendo a Manhã”).
VII. Valorização da diversidade humana.
VIII. Direito de pertencer.
Escolha uma palavra para conduzir a aula sobre o
IX. Celebração das diferenças.
soneto acima:

Completam corretamente o enunciado os princípios


a) Amizade.
da alternativa:
b) Agitação.
a) III, IV, VI, VII e IX apenas.
c) Solidariedade.
b) I, II, IV, V e VII apenas.

32
c) I, IV, VI, VIII e IX apenas.
d) II, IV, VI, VII, VIII e IX apenas. Questão 08
Verifique seu desempenho nesta
Explique quando e por que começou a preocupa-
questão, clicando no ícone ao lado.
ção com a escolarização no Brasil. (No máximo 10
linhas)
Questão 06 Verifique seu desempenho nesta
questão, clicando no ícone ao lado.
Explique a seguinte citação de Saviani (2003 apud

Questão 09
Aranha, 2006, p. 132): “em vez de centrar a defesa
da escola pública entre o ensino público e o privado
cabe centrá-la na oposição entre o ensino de elite
e educação popular”. (Secretaria de Estado da Educação de São Paulo/
SP. Professor Educação Básica II de Filosofia)
Verifique seu desempenho nesta
Se você pretende saber quem eu sou, eu posso
.questão, clicando no ícone ao lado.
lhe dizer // Entre no meu carro na estrada de San-
tos, e você vai me conhecer // Você vai pensar que

Questão 07 eu não gosto nem mesmo de mim // E que, na mi-


nha idade, só a velocidade anda junto a mim // Só
ando sozinho e no meu caminho o tempo é cada
(Secretaria de Estado da Educação de São Paulo/
vez menor // Preciso de ajuda, por favor me acuda,
SP. Professor Educação Básica II de Filosofia)
eu vivo muito só // E se acaso numa curva eu me
lembro do meu mundo //Eu piso mais fundo corrijo
Recentemente foram instituídas políticas de
num segundo, não posso parar [...] (Roberto Car-
ação afirmativa em vestibulares para ingresso
los, As Curvas da Estrada de Santos).
em universidades públicas. Tais políticas servem
Que condição existencial é evocada nesta canção
prioritariamente para:
de Roberto Carlos?
a) Reparar desigualdades em relação às
a) Consumismo juvenil, expresso pelo amor ao vo-
oportunidades.
lante.
b) Tornar o exame mais fácil para todos.
b) Solidão e saudade, por dirigir-se a um amor au-
c) Erradicar o racismo.
sente.
d) Evidenciar o racismo.
c) Solidão e angústia, expressos com maior inten-
e) Aumentar o número de ingressos nas
sidade no sexto verso.
universidades.
d) Pessimismo.

Verifique seu desempenho nesta


e) Desespero, beirando o suicídio no verso oitavo.

questão, clicando no ícone ao lado.


Verifique seu desempenho nesta
questão, clicando no ícone ao lado.

33
Questão 10 a) Por se tratar de educando com necessidades
especiais, as abordagens de ensino a lhe serem
(Tribunal de Contas do Tocantins 2009) aplicadas devem contemplar prioritariamente o
“A Síndrome de Williams”, também conhecida atendimento de suas necessidades especiais, de
como “Síndrome Williams-Beuren”, é uma desor- forma que os processos pedagógicos a serem
dem genética que, talvez por ser rara, frequente- com ele desenvolvidos podem prescindir, neste
mente não é diagnosticada. As crianças portado- caso, dos princípios políticos do currículo, por ser
ras da síndrome normalmente têm problemas de tratar de indivíduo relativamente incapaz.
coordenação e equilíbrio, apresentando atraso b) As atividades pedagógicas devem priorizar a
psicomotor. Embora comecem a falar tarde, por busca da identidade do educando, o reconheci-
volta dos 18 meses, demonstram facilidade para mento e a valorização das suas diferenças e po-
aprender rimas e canções, apresentando muita tencialidades, bem como de suas necessidades
sensibilidade musical e concomitantemente boa educacionais especiais no processo de ensino e
memória auditiva. Seu desenvolvimento motor é aprendizagem, como base para a constituição e
mais lento. Demoram a andar e têm grande dificul- ampliação de valores, atitudes, conhecimentos,
dade em executar tarefas que requeiram coorde- habilidades e competências.
nação motora, tais como cortar papel, desenhar, c) A terminalidade específica e a aceleração dos
andar de bicicleta, etc. (Internet: <www.sindromes. estudos não se aplicam ao caso apresentado.
org> (com adaptações).) d) Devido à especificidade da educação especial,
educandos com necessidades especiais não têm
Com base nessas informações, considere a se- acesso às políticas de acesso e às de permanên-
guinte situação hipotética: Uma escola pública cia, em virtude de já terem acesso às políticas es-
municipal de ensino fundamental, situada em de- peciais.
terminado município do Estado de Tocantins, re- e) A educação especial é um direito público sub-
cusou-se a matricular uma criança de nove anos jetivo em todos os subníveis da educação básica.
portadora da síndrome de Williams. A escola ar-
gumentou que não dispunha de profissional qua-
Verifique seu desempenho nesta
lificado para o ensino especializado em seu qua-
questão, clicando no ícone ao lado.
dro docente e que a criança apresentava sintomas
muito acentuados em razão de não ter tido acesso
à educação infantil, de ter pais analfabetos e de
ser oriunda do meio rural, o que não permitiu o
desenvolvimento cognitivo da criança.

Considerando o texto e a situação hipotética apre-


sentados e os PCN para a educação especial, es-
tabelecidos nas DCN, assinale a opção correta.

34
LINKS IMPORTANTES
Faça uma pesquisa sobre os pontos positivos e negativos das cotas para negros e índios nas
universidades brasileiras. Sugestões:

DOMINGUES, Petrônio. Ações Afirmativas para Negros no Brasil: O Início de Uma Reparação
Histórica. Rev. Bras. Educ. [online], n. 29, p. 164-176, 2005. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.
php?pid=S1413-24782005000200013&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: jun. 2012.

PIOVESAN, Flávia. Ações Afirmativas da Perspectiva dos direitos Humanos. Cad. Pesqui.
[online], v. 35, n. 124, p. 43-55, 2005. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-
15742005000100004&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em: jun. 2012.

FINALIZANDO
Neste tema você viu que, a fim de superar o elitismo e se tornar inclusiva, a Escola precisa ser de boa
qualidade, preocupada com a transmissão de conteúdos. Isso porque nenhuma consciência crítica
será possível se TODOS não tiverem acesso à herança cultural (Livro-Texto, p. 132).

Caro aluno, agora que o conteúdo dessa aula foi concluído, não se esqueça de acessar sua
ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada. Bons estudos!

35
Tema 5
Pressupostos Filosóficos da Educação: as Concepções Antropológicas e
suas Epistemologias
ícones:

a t s
b mi e q
ud r
nc p x w

zj
l
i o
g
h
lf x y
i
k

Conteúdos e Habilidades

Conteúdo

Nesta aula, você estudará:

• Três diferentes enfoques da Antropologia filosófica: o metafísico (o humano é essência); o


científico (o humano é um ser natural); e o histórico-social (o humano é um ser prático que se
constrói no coletivo e na história).
• A Axiologia filosófica e as concepções que dão suporte às teorias pedagógicas: o inatismo, o
empirismo e o interacionismo.

Habilidades

Ao final, você deverá ser capaz de responder as seguintes questões:

• Quais são as concepções de Homem da Filosofia Ocidental?


• Que epistemologias fundamentam as teorias pedagógicas atuais?

AULA 5
Assista às aulas nos polos presenciais e também disponíveis no Ambiente Virtual de
Aprendizagem para você.

36
Leitura Obrigatória
Pressupostos Filosóficos da Educação: as Concepções Antropológicas e
suas Epistemologias

Não se pode pensar em Educação sem que se reflita sobre as seguintes questões:

A primeira – Quem é o Homem1 que será educado?

Na história do Ocidente, desde a Grécia Antiga, quando foi pensado o primeiro Projeto Pedagógico (a
Paideia), as respostas para esta questão foram buscadas na Filosofia.

A pergunta ainda hoje é a mesma. As respostas, porém, com o passar do tempo, foram se modificando.
Apesar das diferenças, estas respostas podem ser agrupadas em três grandes concepções da filosofia
ocidental sobre o Homem: a Essencialista, a Naturalista e a Histórico Social (Livro-Texto, p. 150-154)
A segunda: De onde vêm as ideias desse Homem? Como ele conhece e aprende?

Essas respostas também são muitas, mas, se agrupadas em torno do eixo da origem do conhecimento,
podem agrupar-se em: Inatistas/Aprioristas; Empiristas; e Interacionista/Construtivista, concepção esta
que se apresenta como a superação dos dois primeiros polos (Livro-Texto, p. 160-164).

Como é na Escola que as situações formais de aprendizagem ocorrem, é preciso que o professor
entenda que as teorias pedagógicas que adota se fundamentam em concepções antropológicas (Livro-
Texto, p. 155) e epistemológicas (Livro-Texto, p. 165), e somente a partir desta consciência sua prática
se tornará Práxis (Livro-Texto, p. 165).

1 O termo Homem será aqui usado em seu sentido filosófico de SER HUMANO, sem nenhuma conotação de gênero.

37
de, de uma epistemologia que não gostaria e
Agora é a sua vez não admitiria ser a sua (BECKER apud ARA-
NHA, 2006, p. 167).

INSTRUÇÕES
Comente esta afirmação utilizando os conceitos
Agora, você finalmente exercitará o seu da Leitura Complementar “A Epistemologia do
aprendizado por meio das questões desse caderno Professor”, na p. 167.
de atividade, você precisará assistir as aulas para
Verifique seu desempenho nesta
responder as questões, ler o Livro-Texto, refletir
questão, clicando no ícone ao lado.
e pesquisar. A seguir você encontrará algumas
questões de múltipla escolha e outras dissertativas.

Ponto de Partida
Questão 03
“Não é a consciência dos homens que determina o
Antes de realizar as atividades deste tema, reflita
seu ser: é o seu ser social que, inversamente, de-
previamente sobre as questões apresentadas a
termina a sua consciência” (Marx apud ARANHA,
seguir. Em seguida, discuta-as com seus colegas.
2006, p. 157). Comente esta afirmação de Marx,
O que é para você o Homem? E o conhecimento?
indicando a concepção antropológica que ele criti-
ca e a que defende nesta frase.
Agora é com você! Responda às questões a
seguir para conferir o que aprendeu! Verifique seu desempenho nesta
questão, clicando no ícone ao lado.

Questão 01 Questão 04
Mostre a importância da Educação no proces-
Considere as seguintes afirmações:
so de humanização, utilizando os conceitos
I – Embora diferentes, os seres humanos têm uma
que estão no Livro-Texto (p. 155).
natureza imutável, uma essência humana. Cabe
Verifique seu desempenho nesta ao professor a função de auxiliar no reconheci-
questão, clicando no ícone ao lado. mento do que já existe em cada um de nós, afirmar
a concepção naturalista.

Questão 02 II – O fim da educação é desenvolver em cada in-


divíduo toda a perfeição de que ele é capaz e que
já traz consigo desde que nasce, conforme a con-
O professor trabalha com o conhecimento e
cepção essencialista.
não fundamenta criticamente a matéria-pri-
III – A ciência é a única forma de conhecimento
ma do seu trabalho. É sujeito de uma episte-
possível de ser verdadeira, por isto a Educação
mologia inconsciente e, com alta probabilida-

38
também deve ser científica e deve utilizar técni-
cas e procedimentos programados que levarão à Questão 07
aprendizagem, na concepção histórico-social.
IV – Ao recusar a metafísica essencialista e ao Identifique a Epistemologia que sustenta cada afir-
analisar o desenvolvimento da criança pela inte- mação com: (I) Inatismo; (E) Empirismo; ou (C)
ração social, pelas relações com os outros e pela Construtivismo.
ação no mundo, as teorias construtivistas seguem
a orientação antropológica histórico-social. Se perguntarmos a um professor o que ele con-
sidera importante para que seu aluno aprenda de
São corretas as afirmações: fato, ele poderá dar as seguintes respostas:
a) I / III / IV
b) II e IV a) ( ) É importante que o professor saiba trans-
c) Apenas IV mitir bem o conhecimento acumulado na cultura a
d) Apenas I que pertence.
e) III e IV b) ( ) O aluno precisa estudar bastante, treinan-
do o suficiente para fixar o que aprendeu.
Verifique seu desempenho nesta
c) ( ) O esforço do professor é irrelevante dian-
questão, clicando no ícone ao lado.
te de alunos carentes, mal-alimentados, vindos de
famílias sem tradição cultural.

Questão 05 d) ( ) O professor deve premiar quem trabalha


bem e punir com nota baixa quem não se esforça.
e) ( ) O bom professor é capaz de despertar no
(vestibular UFRJ/2007) O que é empirismo? aluno o gosto pelo estudo.
f) ( ) O professor precisa saber qual é o estágio
Verifique seu desempenho nesta
de desenvolvimento intelectual do aluno com o
questão, clicando no ícone ao lado.
qual vai trabalhar, a fim de criar situações para que
ele aprenda por si próprio.

Questão 06 g) ( ) O professor deve desenvolver as potencia-


lidades que todo aluno tem.

Explique, fundamentando-se na Leitura Comple- Verifique seu desempenho nesta


mentar “A Epistemologia do Professor” (Livro-Tex- questão, clicando no ícone ao lado.
to, p. 167), por que é difícil para os professores
aplicar as teorias construtivistas em sala de aula.

Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado.

39
Questão 08 Questão 09
Considere as seguintes afirmações e indique as (Concurso Público nº 001/2008 - Professor de
incorretas: Educação Infantil da Prefeitura Municipal de São
Caetano do Sul).
I - Para os aprioristas/inatistas o conhecimento é
uma maneira de entrarmos em contato com a rea- Como cada um de nós chegou a ser o que é hoje?
lidade. Não podemos saber se o que conhecemos Responder essa pergunta é um desafio e implica
é verdadeiro ou falso se não tivermos um critério adotar uma explicação para o desenvolvimento
seguro. E esse critério é inato, é a priori e está em humano a partir de algumas concepções, as quais
nosso espírito. podem ser exemplificadas com alguns ditados po-
II – Para os empiristas o conhecimento é uma ma- pulares. Assim: “Pau que nasce torto não tem jeito,
neira de entrarmos em contato com a realidade. morre torto” ou “Filho de peixe, peixinho é”.
Não podemos saber se o que conhecemos é ver- Complete a lacuna:
dadeiro ou falso se não tivermos um critério segu-
ro. E esse critério é a posteriori, isto é, depois da Esses ditados indicam uma visão _________ do
observação e experimentação. desenvolvimento humano.
III – Para os interacionistas/construtivistas o co-
nhecimento é uma maneira de entrarmos em con- a) Construtivista
tato com a realidade. Não podemos saber se o que b) Inatista
conhecemos é verdadeiro ou falso se não tivermos c) Interacionista
um critério seguro. Esse critério é dinâmico e re- d) Empirista
sulta da interação entre os elementos opostos da
Verifique seu desempenho nesta
própria realidade, por exemplo, Professor e Aluno.
questão, clicando no ícone ao lado.

a) I e III
b) I e II
c) II e III
Questão 10
d) I / II e III
e) Nenhuma delas (Concurso Público nº 001/2008 - Professor de
Educação Infantil da Prefeitura Municipal de São
Verifique seu desempenho nesta Caetano do Sul)
questão, clicando no ícone ao lado.

Analise as seguintes “ideias”:


“O bebê é como uma folha de papel em branco”.
“A criança nasce sem características psicológicas
predeterminadas”. “A criança seria uma massa de

40
argila a ser modelada”.
“A educação consiste em ‘condicionar’, ‘manipular’
o aluno, que é totalmente passivo, sendo seu com-
portamento modelado”.

Essas ideias expressam a concepção

a) Interacionista
b) Construtivista
c) Inatista
d) Empirista

Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado.

41
LINKS IMPORTANTES
Leia o Resumo: “As epistemologias do Professor”, de Fernando Becker. Disponível em: <http://www.
fundepe.com/coloquiopiaget/brazil/pdf/FERNANDOBECKER.pdf>. Acesso em: jun. 2012.

FINALIZANDO

Neste tema você viu que as concepções antropológicas e epistemológicas são determinantes para a
escolha da Teoria Pedagógica, sobre a qual será construída a prática educativa. É preciso conhecê-las
para que a prática não seja alienada e se torne práxis educativa.

Caro aluno, agora que o conteúdo dessa aula foi concluído, não se esqueça de acessar sua
ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada. Bons estudos!

42
Tema 6
Pressupostos Filosóficos da Educação: Ética, Estética e Política

ícones:

a t s
b mi e q
ud r
nc p x w

zj
l
i o
g
h
lf x y
i
k

Conteúdos e Habilidades
Conteúdo

Nesta aula, você estudará:

• A axiologia filosófica.
• A Teoria dos Valores e os fundamentos da Educação Moral.
• A Estética filosófica e a necessidade da Educação do “sentir”.

Habilidades

Ao final, você deverá ser capaz de responder as seguintes questões:

• O que são valores?


• Em que medida valores morais, éticos e políticos estão relacionados?
• Quais são os pressupostos axiológicos da práxis educativa?

AULA 6
Assista às aulas nos polos presenciais e também disponíveis no Ambiente Virtual de
Aprendizagem para você.

43
Leitura Obrigatória
Pressupostos Filosóficos da Educação: Ética, Estética e Política

As questões tratadas pela axiologia se referem aos vários tipos de valor: subjetivos, objetivos, particulares,
universais, relativos...

Mas o que são valores? Para Morente (apud ARANHA, 2006, p. 172), valores não são, valores valem –
são o resultado de uma situação vivida pelo Homem, diante da qual ele não fica indiferente. Não se trata
de experiência apenas individual, mas, ao contrário, supõe a comunicação com os contemporâneos e
também com os antepassados de quem “herdamos” os valores (Livro-Texto, p. 172).

Entre todos os valores, os que mais se refletem na vida dos sujeitos humanos são os que os levam a
escolher entre o Bem e o Mal, o Certo e o Errado – são os valores morais. Ser um sujeito moral não
significa obedecer passivamente às regras do grupo; daí porque não se fala em moral sem se falar em
Liberdade (Livro-Texto, p. 173-179). Entretanto, como os valores resultam de uma construção histórico-
social, também não se fala em Moral e Liberdade sem se referir tanto à Democracia quanto à Cidadania,
e, portanto, à Política (Livro-Texto, p. 179-182).

O Homem precisa da Educação para aprender a ser livre, cidadão e a construir uma vida moral, e a
Educação Estética o ajudará muito nesta trajetória, pois o levará a conhecer o mundo e a si mesmo por
meio não somente da racionalidade, mas também da sensibilidade (Livro-Texto, p. 173-185).

O mundo ocidental, onde o Humano faz escolhas, onde é educado e educa, é um “mundo capitalista”.
O educador deve conhecer o capitalismo e seus fundamentos liberais, bem como sua oposição e seus
fundamentos socialistas, pois ambos têm propostas educacionais que devem ser explicitadas (Livro-
Texto, p. 191-200).

44
Chega-se à conclusão de que, apesar do
Agora é a sua vez verniz vanguardista, Laços de família é uma
novela muito mais conservadora do que pa-
rece. Seus temas polêmicos desaparecem
INSTRUÇÕES
no final: a garota de programa morre simboli-
Agora, você finalmente exercitará o seu camente e renasce como uma esposa grávi-
aprendizado por meio das questões desse caderno da e feliz, as vilãs se regeneram e, também,
de atividade, você precisará assistir as aulas para ficam grávidas, a protagonista escolhe um
responder as questões, ler o Livro-Texto, refletir homem mais compatível com a sua idade e
e pesquisar. A seguir você encontrará algumas estilo de vida, o impotente se cura, os vilões
questões de múltipla escolha e outras dissertativas. morrem, as mulheres abrem mão da carreira
profissional para se dedicarem aos maridos
e filhos (Miriam Goldenberg, De Perto Nin-
Ponto de Partida guém é Normal, 2004, p. 121)

Antes de realizar as atividades deste tema, reflita


Segundo a autora, os traços conservadores da no-
previamente sobre a questão apresentada a seguir.
vela Laços de Família, de Manoel Carlos, são:
Posteriormente, discuta-a com seus colegas.
Como você entende a seguinte afirmação: “Todo
a) Estéticos, por buscar para a novela um final fe-
professor é professor de moral”?
liz.
b) Éticos, por evitar temas como garotas de pro-
Agora é com você! Responda às questões a
grama e problemas familiares.
seguir para conferir o que aprendeu!
c) Decorrentes de não tratar de temas éticos po-

Questão 01 lêmicos.
d) Inexistente.
e) Visíveis na moralização, ao final, segundo o mo-
delo conservador de família.
Comente a seguinte afirmação da autora do Livro-
-Texto: “o ato de valorar é uma tarefa humana e Verifique seu desempenho nesta
coletiva que nunca termina”. questão, clicando no ícone ao lado.

Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado.
Questão 03
Questão 02 Explique por que Educação e Liberdade são inse-
paráveis.

(Prova Professor Educação Básica II de Filosofia. Verifique seu desempenho nesta


Secretaria de Estado da Educação de São Paulo/ questão, clicando no ícone ao lado.
SP -2009)

45
Questão 04 plique: o que é o currículo oculto para Kohlberg?
Qual é a proposta deste autor para superá-lo?

(Prova Professor Educação Básica II de Filosofia. Verifique seu desempenho nesta


Secretaria de Estado da Educação de São Paulo/ questão, clicando no ícone ao lado.
SP - 2009)

Esclarecimento é a saída do homem de sua Questão 06


menoridade da qual ele próprio é culpado. A
Explique em que consiste a ideia de Autonomia
menoridade é a incapacidade de fazer uso
Moral para Durkheim e para Piaget.
de seu entendimento sem a direção de ou-
tro indivíduo. O homem é o próprio culpado Verifique seu desempenho nesta
dessa menoridade se a causa dela não se questão, clicando no ícone ao lado.
encontra na falta de entendimento, mas na

Questão 07
falta de decisão e coragem de servir-se de
si mesmo sem a direção de outrem. Sape-
re aude! Tem coragem de fazer uso de seu
Comente a frase a seguir: “Não é exagero dizer
próprio entendimento, tal é o lema do Escla-
que a postura estética ajuda a evitar as formas pe-
recimento (Immanuel Kant, Que é “esclareci-
trificadas rígidas e intransigentes do moralismo ou
mento”? Tradução de F. Fernandes)
do fanatismo político”

Que espécie de liberdade está diretamente envol- Verifique seu desempenho nesta

vida com este texto? questão, clicando no ícone ao lado.

a) Livre arbítrio.
b) Liberdade de ação.
Questão 08
c) Liberdade de pensamento.
Comente a afirmação a seguir: Não existe educa-
d) Liberdade de escolher seus objetivos.
ção neutra. Dê um exemplo.
e) Espontaneidade.
Verifique seu desempenho nesta
Verifique seu desempenho nesta
questão, clicando no ícone ao lado.
questão, clicando no ícone ao lado.

Questão 05 Questão 09
(Prova Professor Educação Básica II de Filosofia.
Após realizar a Leitura Complementar “Os progra-
Secretaria de Estado da Educação de São Paulo/
mas de educação moral” (Livro-Texto, p. 186), ex-
SP - 2009)

46
O que me parece característica da forma de que influenciam a formação do homem:
controle atual é o fato de que ele se exerce A doutrina materialista segundo a qual os homens
sobre cada indivíduo: um controle que nos são produtos das circunstâncias e da educação e,
fabrica, impondo-nos uma individualidade, portanto, segundo a qual os homens transforma-
uma identidade. (...) Dizendo de outro modo, dos são produtos de outras circunstâncias de uma
eu não creio que a individualização se opo- educação modificada, esquece que são precisa-
nha a poder, mas, pelo contrário, eu diria que mente os homens que transformam as circunstân-
nossa individualidade, a identidade obriga- cias e que o próprio educador deve ser educado.
tória de cada um é efeito e instrumento do Por isso, essa doutrina chega, necessariamente, a
poder, e o que este mais teme é a força e a dividir a sociedade em duas partes, uma das quais
violência dos grupos” (Michel Foucault, Ditos é colocada acima da sociedade (...). A coincidên-
e Escritos, v. II). cia da modificação das circunstâncias com a ativi-
dade humana ou alteração de si próprio só pode
Que fenômenos contemporâneos refletem tal indi- ser apreendida e compreendida racionalmente
vidualização? como práxis revolucionária (MARX, K.; ENGELS,
1 – A produção e o consumo de bens personaliza- F. A Ideologia Alemã. São Paulo: HUCITEC, 1986.
dos. p. 12).
2 – A proliferação de documentos de identidade. De acordo com o enunciado nessa tese,
3 – A criação de obras de arte únicas. a) Não são as circunstâncias e a educação que
4 – A proliferação de câmeras de vigilância no es- determinam o homem, pois os homens estão in-
paço público. seridos em um desenvolvimento histórico-dialético
das bases econômicas da sociedade que os de-
Escolha a alternativa que corresponde às afirma- terminam.
ções verdadeiras: b) Para mudar as circunstâncias e a educação, é
a) 1 e 3. preciso dividir a sociedade em duas partes, uma
b) 2 e 4. formada pelos intelectuais orgânicos que lideram o
c) 1 e 2. processo revolucionário e outra, que inclui a clas-
d) 3 e 4. se trabalhadora.
e) 1 e 4. c) Pensar a mudança significa não dissociar a mu-
dança das circunstâncias da mudança do homem,
Verifique seu desempenho nesta
ou seja, a educação significa alterar a si próprio na
questão, clicando no ícone ao lado.
prática transformadora.
d) A mudança das circunstâncias e da educação
Questão 10 exige, em primeiro lugar, a educação dos educa-
dores, pois somente educadores treinados e capa-
(ENADE 2005) citados na doutrina marxista podem revolucionar o
Marx, em uma de suas teses, critica a visão que espírito da juventude.
os materialistas anteriores a ele tinham dos fatores

47
e) O dilema do homem consiste na impossibilidade
de ser verdadeiramente mudado, pois os educa-
dores são infalivelmente vítimas da mesma edu-
cação e das mesmas circunstâncias às quais os
educandos são submetidos.

Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado.

48
LINKS IMPORTANTES
Consulte: A Declaração dos Direitos Humanos. Disponível em: <http://portal.mj.gov.br/sedh/ct/legis_
intern/ddh_bib_inter_universal.htm >Acesso em: jun. 2012. Reflita sobre a contradição entre os valores
propostos e a prática social vivida.

VÍDEOS IMPORTANTES
Assista ao filme: Um Sonho de Liberdade, de Frank Darabont. Aproveite para observar, por meio da
arte, escolhas e ações humanas.

FINALIZANDO
Neste tema, você viu que todas as ações humanas refletem escolhas que, por sua vez, refletem valores
situados e construídos sócio-historicamente.

O educador emancipador não pode deixar de refletir sobre estes pressupostos axiológicos que sustentam
sua prática educativa.

Caro aluno, agora que o conteúdo dessa aula foi concluído, não se esqueça de acessar sua
ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada. Bons estudos!

49
Tema 7
A Pedagogia nos Séculos XVIII e XIX e seus Desdobramentos Atuais

ícones:

a t s
b mi e q
ud r
nc p x w

zj
l
i o
g
h
lf x y
i
k

Conteúdos e Habilidades
Conteúdo

Nesta aula, você estudará:

• O século XVIII – Século das Luzes, do Iluminismo, da Ilustração – como referência quando se
trata do rompimento entre a educação da escola tradicional e a pedagogia que surgiria depois.
• O Iluminismo e a necessidade de uma Nova Escola: leiga e oferecida pelo Estado.
• A Nova Escola e seus fundamentos e metodologia nos postulados científicos das Ciências da
Educação (Didática, Psicologia, entre outras).
• Escola Universal.
• O movimento de contestação ao chamado “Domínio da Razão”, realizado por pensadores.
• A inauguração da Pedagogia do século XX.

Habilidades

Ao final, você deverá ser capaz de responder as seguintes questões:

• Quais são as Pedagogias dos séculos XVIII E XIX?


• Qual é a importância destas Pedagogias para o momento atual?

AULA 7
Assista às aulas nos polos presenciais e também disponíveis no Ambiente Virtual de
Aprendizagem para você.

50
Leitura Obrigatória
A Pedagogia nos Séculos XVIII e XIX e seus Desdobramentos Atuais

Os séculos XVIII e XIX caracterizaram-se por um período de grande “fermentação de ideias, muitas
vezes contraditórias, que fecundaram o ideário pedagógico, com repercussões até nossos dias” (Livro-
Texto, p. 216).

Para a construção de um grande painel onde esta fermentação de ideias esteja sintetizada, você
estudará as Pedagogias de Rousseau (Livro-Texto, p. 208); Kant (Livro-Texto, p. 210); Pestalozzi (Livro-
Texto, p. 211); Hegel (Livro-Texto, p. 212); Dewey (Livro-Texto, p. 228); Anísio Teixeira (Livro-Texto, p.
229); os pensadores Positivistas, sua contribuição para o entendimento científico da Educação e sua
luta pelo ensino laico da Ciência nas escolas estatais (Livro-Texto, p. 213); Herbart (Livro-Texto, p. 214),
reformando o método da escola tradicional e as críticas de Nietzsche (Livro-Texto, p. 215) à educação
racionalista.

Com esse painel de ideias você se conscientizará sobre o quanto a prática educativa atual se fundamenta
neste momento especial da reflexão pedagógica.

No decorrer do século XX, essas diversas teorias pedagógicas se transformaram em inúmeras


experiências escolares efetivas, entre as quais: a Escola Nova, a Escola Tecnicista, implantada no
Brasil, e a escola tradicional reavaliada e ainda mantida como modelo em inúmeras instituições escolares
(Livro-Texto, p. 223-234).

51
Agora é a sua vez Questão 03
(Prova Professor Educação Básica II de Filosofia.
INSTRUÇÕES
Secretaria de Estado da Educação de São Paulo/
Agora, você finalmente exercitará o seu SP - 2009)
aprendizado por meio das questões desse caderno
de atividade, você precisará assistir as aulas para Na contracapa da primeira edição (1762) do Emí-
responder as questões, ler o Livro-Texto, refletir lio, de Jean Jacques Rousseau, encontra-se uma
e pesquisar. A seguir você encontrará algumas ilustração do artista Charles Joseph Dominique
questões de múltipla escolha e outras dissertativas. Eisen (1720-1778) que mostra Tésis, uma deusa
da mitologia grega, mergulhando seu filho Aquiles
nas águas do rio Estige para proporcionar-lhe in-
Ponto de Partida vulnerabilidade.
A imagem faz alusão à posição de Rousseau de:
Antes de realizar as atividades deste tema, reflita
previamente sobre a questão apresentada a seguir.
a) Submeter os educandos a ritos de iniciação de
Posteriormente, discuta-a com seus colegas. O
religiões naturais, que os fortaleçam física, emo-
que seria, para você, uma escola tradicional e uma
cional, mental e espiritualmente, conforme práti-
escola não tradicional?
cas frequentes no romantismo francês.
b) Valorizar a mitologia, especialmente a grega,
Agora é com você! Responda às questões a
como elemento central da formação ética e cívica
seguir para conferir o que aprendeu!
da juventude, o que marca o elo que Rousseau

Questão 01 tem com o neo-humanismo.


c) Protestar contra a tortura de crianças, tão fre-
quente na sua época, fazendo com que Rousse-
Quais são os eixos da concepção de educação
au, de certa forma e por causa disso, possa ser
dos iluministas?
considerado precursor do Estatuto da Criança e do
Verifique seu desempenho nesta
Adolescente.
questão, clicando no ícone ao lado.
d) Fazer do Emílio um guerreiro do bem, de acordo

Questão 02 com o grande ídolo Aquiles, apenas substituindo


os ideais éticos da Grécia arcaica pelos direitos
humanos.
Explique por que se costuma dizer que Rousseau
realizou uma Revolução Copernicana na Educa-
ção. Verifique seu desempenho nesta
questão, clicando no ícone ao lado.
Verifique seu desempenho nesta
questão, clicando no ícone ao lado.

52
Questão 04 fundamentalmente o espírito, o coração e a mão.
e) As qualidades humanas do educando precisam
Explique o posicionamento da autora do Livro- ser desenvolvidas na escola, de forma definitiva,
-Texto (p. 210) a respeito da concepção de Edu- antes de se ensinar uma atividade prática e pro-
cação de Kant quando afirma: “Ao unir educação fissional.
e liberdade, Kant redefine a relação pedagógica, Verifique seu desempenho nesta
reforçando a idéia do aluno que deve aprender por questão, clicando no ícone ao lado.
si mesmo”

Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado.
Questão 06
(Provão 2001)

Questão 05 Hegel, em sua concepção de educação esco-


lar, afirma que ela requer um afastamento, uma
(Provão 2002) alienação da mente em sua “essência e estado
Além de dar contribuições à teoria da aprendiza- natural”, o que se faz melhor por meio do estu-
gem e à metodologia de ensino, Johann Heinrich do da antiguidade clássica (grega e romana) nas
Pestalozzi desenvolveu uma teoria de educação línguas que lhes são próprias: o grego e o latim.
segundo a qual: Tal concepção de educação escolar põe no centro
de suas preocupações o significado das matérias
a) A educação escolar tem como tarefa fundamen- educativas, pois estas são o meio pelo qual se faz
tal a superação das diferenças entre as classes a passagem do “estado natural” ao “estado culto”.
sociais através da educação unitária, para tornar a Caso se pretenda utilizar essa concepção hegelia-
sociedade humana. na na organização de uma escola contemporânea,
b) A educação escolar precisa se diferenciar da deve-se proceder de tal maneira que:
familiar, visto que atitudes maternas ou paternas
desviam as crianças do objetivo da escola: huma- a) Seja restaurado o ensino do grego e do latim,
nizar o educando via aquisição das técnicas cul- uma vez que são línguas que permitem a passa-
turais. gem do “homem natural” ao “homem culto”.
c) A finalidade da educação não pode ser vista b) Seja realizado o processo de alienação propos-
como o desenvolvimento integral do ser huma- to por Hegel através do ensino das disciplinas cur-
no, o que é um equívoco herdado do Humanismo riculares.
Clássico, que negligencia a formação profissional c) Seja instituída uma disciplina eticamente forma-
na escola. dora dos alunos, pois o homem universal é essen-
d) A finalidade da educação escolar é a humaniza- cialmente ético, como o homem grego.
ção do homem, o desenvolvimento pleno e perfeito d) Sejam dadas condições de realização da essên-
de todas as capacidades humanas que abrangem cia cultural através do currículo escolar que deve
constituir um processo educativo.

53
e) Sejam definidas disciplinas centrais que permi-
tam a passagem do “homem natural” ao “homem Questão 08
culto”. (ENADE 2005)
Verifique seu desempenho nesta Você e seus colegas de escola estão discutindo as
questão, clicando no ícone ao lado. contribuições de alguns filósofos para a educação,
entre as quais a teoria educacional de Dewey, que
destaca a noção de que:
Questão 07
a) A educação é um processo que deve romper
(ENADE 2005) com os limites que a ordem institucional impõe à
A racionalidade científica, forma dominante de escola.
pensar e de agir na Modernidade, transformou o b) A brutalidade presente no homem é causada
homem e sua ação em objetos de investigação. por sua inclinação para a liberdade, e isto requer
Passaram a ser tratados da mesma forma que as polimento.
“coisas” e os fenômenos da natureza, como “obje- c) O ensino e, por conseguinte, o aprendizado,
tos” fixos, imutáveis. O historicismo veio a se opor deve partir dos conceitos morais e intelectuais.
a essa perspectiva positivista, chamando a aten- d) O homem tem necessidade de cuidados e for-
ção para a dimensão histórica da existência, do mação, sendo que esta compreende, além da dis-
mundo e da sociedade. As vertentes da pesquisa ciplina, a instrução.
em educação que acompanharam essa discussão e) O importante para a criança e para o adulto é o
incorporaram idéias do historicismo e trouxeram aprendizado de como lidar com a mudança cons-
para a prática da investigação o pressuposto de tante.
que:
Verifique seu desempenho nesta
questão, clicando no ícone ao lado.
a) A pesquisa educacional supõe a existência de
métodos previamente definidos.
b) A objetividade e a universalidade do conheci-
mento são garantidas pelos métodos de pesquisa.
Questão 09
c) A metodologia da pesquisa determina a produ- O Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova foi
ção dos conhecimentos histórico-educacionais. publicado em 1932 e assinado por 26 educadores
d) O conhecimento da realidade só é possível por brasileiros, entre eles Anísio Teixeira, Fernando de
meio do controle do fenômeno educacional. Azevedo e Lourenço Filho. Nos trechos a seguir,
e) O conhecimento educacional depende da com- aparecem algumas de suas principais ideias.
preensão dos processos sócio-históricos.
Mas, do direito de cada indivíduo à sua edu-
Verifique seu desempenho nesta
cação integral, decorre logicamente para o
questão, clicando no ícone ao lado.
Estado, que o reconhece e o proclama, o de-

54
ver de considerar a educação, na variedade Escola Escola Escola
de seus graus e manifestações, como uma Tradicional Nova Tecnicista
função social e eminentemente pública, que A
ele é chamado a realizar, com a cooperação B
de todas as instituições sociais. C
A consciência desses princípios fundamen- D
tais da laicidade, gratuidade e obrigatorieda-
E
de, consagrados na legislação universal, já
penetrou profundamente os espíritos, como
Verifique seu desempenho nesta
condições essenciais à organização de um
questão, clicando no ícone ao lado.
regime escolar, lançado, em harmonia com
os direitos do indivíduo, sobre as bases da
unificação do ensino, com todas as suas
consequências.

Com base nesses trechos, conclui-se que, em seu


contexto histórico, o Manifesto era:

a) Libertário, pois pregava o fim do Estado.


b) Autoritário, já que defendia a obrigatoriedade
escolar.
c) Elitista, porque pregava a dualidade do sistema
de ensino.
d) Inovador, pois compreendia a educação como
um direito social.
e) Conservador, na medida em que entendia a
educação pública como privilégio.

Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado.

Questão 10
Complete o quadro comparativo a seguir com as
características da Escola Tradicional, Escola Nova
e Escola Tecnicista, conforme: A) Relação Profes-
sor x Aluno; B) Metodologia; C) Conteúdo; D) Ava-
liação; E) Disciplina.

55
VÍDEOS IMPORTANTES
Para saber mais sobre este assunto: Assista ao filme: O Sorriso de Monalisa, de Mike Newell. Procure
encontrar nele a crítica ao racionalismo feita pelos teóricos das pedagogias afetivas.

FINALIZANDO
Neste tema você viu que as concepções contemporâneas de Educação devem muito aos séculos
XVIII e XIX e a alguns de seus pensadores.

O processo educativo se faz na História e com a História, e nisto reside seu dinamismo e a
riqueza de suas propostas.

Caro aluno, agora que o conteúdo dessa aula foi concluído, não se esqueça de acessar sua
ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada. Bons estudos!

56
Tema 8
A Recusa da Escola como Espaço de Exercício do Poder

ícones:

a t s
b mi e q
ud r
nc p x w

zj
l
i o
g
h
lf x y
i
k

Conteúdos e Habilidades
Conteúdo

Nesta aula, você estudará:

• Racionalidade científica.
• Teorias pedagógicas antiautoritárias.
• A ideia de uma educação realizada em liberdade e para a liberdade, e não como espaço de
exercício do poder.

Habilidades

Ao final, você deverá ser capaz de responder as seguintes questões:

• Quais são as principais críticas feitas à Escola no século XX?


• Em que medida é possível desconstruir a ideia de mudança do mundo a partir da educação
escolar?

AULA 8
Assista às aulas nos polos presenciais e também disponíveis no Ambiente Virtual de
Aprendizagem para você.

57
Leitura Obrigatória
A Recusa da Escola como Espaço de Exercício do Poder

O século XX foi marcado por lutas em diversos campos a favor da liberdade, sendo um deles o campo
da Educação. É característica deste século o entendimento de que “a educação deve ser realizada em
liberdade e para a liberdade” (Livro-texto, p. 241).

A luta contra a Escola envolve menos as questões metodológicas, didáticas e as do processo de ensinar
do que as questões centradas na recusa da Escola como espaço de exercício do poder.

Todas estas críticas e seus diversos teóricos podem ser resumidos na seguinte sequência:

Inicialmente, a crítica mais radical é a de Ivan Illich, que propõe a desescolarização, ou seja, uma
“sociedade sem escolas” (Livro-texto, p. 242-245).

Em seguida, Passeron e Bourdieu denunciam a escola como “reprodução do sistema socioeconômico


e produtora da violência simbólica (Livro-texto, p. 252).

Posteriormente, Althusser classifica a escola como mais um dos “Aparelhos Ideológicos do Estado”
(AIE) (Livro-texto, p. 253), e, ainda nesta direção, representando a teoria pedagógica denominada
Crítico-reprodutivista (porque entende a escola como replicadora do status quo), temos Baudelot e
Establet, descrevendo-a como o espaço da ratificação da divisão entre trabalho intelectual e trabalho
manual (Livro-texto, p. 255).

Deixando de lado esta análise fundamentada em referenciais histórico-críticos (marxistas), pedagogos


liberais também lutam por outra Escola, com outra configuração de poder.

Encontram-se aqui os pedagogos da chamada Escola Liberal Não-Diretiva: Carl Rogers, propondo a
“dinâmica de grupo” para dissolver as relações de poder (Livro-texto, p. 246) e Neill, que propõe em sua
escola Summerhill a “liberdade sem medo” como saída para o espaço autoritário (Livro-texto, p. 247).

Ainda são críticos da escola como espaço de reprodução do poder os pedagogos anarquistas-
libertários, com destaque para Ferrer e Guardia (Livro-texto, p. 249), influenciado por anarquistas, mas

58
não desconhecendo a importância dos racionalista e positivista para a educação.

Estas correntes libertárias terão na Autogestão sua grande proposta para a transformação do ambiente
educativo, pois entendem ser por meio desta forma de gestão que as questões do poder poderão ser
redimensionadas (Livro-texto, p. 248).

59
Agora é a sua vez Questão 03
Comente esta afirmação de Neill na escola de
INSTRUÇÕES
Summerhill: “Constranger uma criança a estudar
Agora, você finalmente exercitará o seu alguma coisa tem a mesma força de um governo
aprendizado por meio das questões desse caderno que obriga a adotar uma religião”.
de atividade, você precisará assistir as aulas para
Verifique seu desempenho nesta
responder as questões, ler o Livro-Texto, refletir
questão, clicando no ícone ao lado.
e pesquisar. A seguir você encontrará algumas
questões de múltipla escolha e outras dissertativas.

Ponto de Partida Questão 04


Antes de realizar as atividades deste tema, reflita
Comente a acusação de Ivan Illich de que a escola
previamente sobre as questões apresentadas
é cúmplice da sociedade perversa.
a seguir. Posteriormente, discuta-as com seus
colegas. O que é ser anarquista para você? Seria Verifique seu desempenho nesta
possível uma “educação anarquista”? questão, clicando no ícone ao lado.

Questão 05
Agora é com você! Responda às questões a
seguir para conferir o que aprendeu!

Questão 01 Qual é, para Carl Rogers, a importância dos T


Group (Trainning group) ou dinâmica de grupo?

Após realizar a Leitura Complementar A Autoges- Verifique seu desempenho nesta

tão Pedagógica (Livro-Texto, p. 258), responda: questão, clicando no ícone ao lado.

Por que a educação moral é importante para o


anarquismo?
Verifique seu desempenho nesta
Questão 06
questão, clicando no ícone ao lado.
Classifique os Aparelhos do Estado, segundo Al-

Questão 02 thusser, em Repressivos (ARE) ou Ideológicos


(AIE):

O que é violência simbólica segundo Bordieu e


Passeron?
a) Religioso = ____________________________
b) Governo = ____________________________
Verifique seu desempenho nesta
c) Escolar = _____________________________
questão, clicando no ícone ao lado.
d) Administração Pública = _________________

60
e) Jurídico = _____________________________ c) A avaliação deve ser feita no sistema de auto-
f) Tribunais = ____________________________ avaliação, pautada na aprendizagem, na autocrí-
g) Político =______________________________ tica e responsabilidade.
h) Polícia = ______________________________ d) A metodologia deve se pautar na autogestão.
i) Cultural = ______________________________
Verifique seu desempenho nesta
questão, clicando no ícone ao lado.
Verifique seu desempenho nesta
questão, clicando no ícone ao lado.
Questão 09
Questão 07 Explique a seguinte afirmação de Aranha (2006,
p. 247): “As teorias antiautoritárias foram impor-
tantes para o questionamento do exercício do
Segundo Illich, o estudante tem acesso aos re- poder, que nas suas formas sutis camufla a re-
cursos educacionais por meio de: pressão e transforma a escola em instrumento de
I- Serviço de consulta a objetos educacionais dis- dominação”.
poníveis em bibliotecas, laboratórios, museus, Verifique seu desempenho nesta
teatros, fábricas, entre outros. questão, clicando no ícone ao lado.
II- Serviço de consulta a educadores que funcio-
nam como orientadores.
III- Intercâmbio de habilidades entre as pessoas. Questão 10
São corretas: Considere as afirmações de Aranha (2006):
a) I.
b) II. I- Se considerarmos a escola mera reproduto-
c) III. ra de desigualdades sociais, não teremos como
d) I e II. exercer a ação pedagógica sem mistificações, a
e) Todas. menos que a exploração de classes seja politica-

Verifique seu desempenho nesta


mente superada.
II- As experiências libertárias por serem vividas
questão, clicando no ícone ao lado.
em sociedades burocráticas e hierarquizantes,

Questão 08 não têm fôlego para prosseguirem, seja por pro-


blemas econômicos, seja por repressão pura e
Sobre as Pedagogias Não-Diretivas, não é corre- simples.
to afirmar: III- O grande risco do não-diretivismo e do ide-
a) A disciplina é heterônoma com a previsão de al de convivialidade está em que os alunos se
sistemas de premiação por mérito. encontrariam abandonados a formas conserva-
b) O conteúdo não pode ser dogmático, mas deve doras de pensar e viver, impregnados das ideolo-
ter ressonância nos alunos. gias das classes dominantes.

61
Estão em acordo com o texto:
a) I e II.
b) II e III.
c) I e III.
d) Nenhuma.
e) Todas.

Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado.

62
LINKS IMPORTANTES
Relize a Leitura Complementar: A Autogestão Pedagógica (Livro-Texto, p. 258).

Leia o texto: Anarquismo e Filosofia da Educação, do Prof. Dr. Silvio Gallo (pesquisador da pedagogia
anarquista no Brasil). Disponível em: <http://www.cedap.assis.unesp.br/cantolibertario/textos/0113.
html>. Acesso em: jun. 2012.

VÍDEOS IMPORTANTES
Assista ao filme: Escritores da Liberdade, de Richard LaGravenese.

FINALIZANDO

Neste tema, você viu que se enganam os que pensam que essas críticas à Escola foram em vão ou, até
mesmo, desnecessárias. A partir destes críticos, muito se aprendeu sobre as limitações da Escola em
uma sociedade capitalista, mas muito se aprendeu, também, com sua luta pela liberdade.

Caro aluno, agora que o conteúdo dessa aula foi concluído, não se esqueça de acessar sua
ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada. Bons estudos!

63
Tema 9
As Pedagogias Socialistas, Progressistas e Construtivistas

ícones:

a t s
b mi e q
ud r
nc p x w

zj
l
i o
g
h
lf x y
i
k

Conteúdos e Habilidades
Conteúdo

Nesta aula, você estudará:

• As pedagogias contemporâneas – socialistas, progressistas e construtivistas –, bem como as


chamadas pós-modernistas.
• A concepção de ser humano para essas pedagogias.

Habilidades

Ao final, você deverá ser capaz de responder as seguintes questões:

• Em que se diferem e se aproximam as teorias pedagógicas atuais: socialistas, progressistas e


construtivistas?
• Qual é seu compromisso com a construção de uma nova Escola?

AULA 9
Assista às aulas nos polos presenciais e também disponíveis no Ambiente Virtual de
Aprendizagem para você.

64
Leitura Obrigatória
As Pedagogias Socialistas, Progressistas e Construtivistas

As teorias pedagógicas socialistas, progressistas e construtivistas têm por pressupostos a Antropologia


histórico-social e a Epistemologia interacionista.

Destacam-se nas teorias socialistas – Pistrak, Makarenko e Gramsci. Os fundamentos marxistas são
utilizados para a análise do mundo da Educação, e disto decorre a explicação do caráter político da
realidade educacional e a proposta de uma Escola Unitária, laica e politécnica (Livro-Texto, p. 264).

As teorias progressistas têm seu fundamento teórico na visão socialista, mas adquirem uma identidade
própria e diversificada pela obra de seus teóricos mais importantes − Freinet (Pedagogia Popular e
Democrática); Snyder (Pedagogia Progressista); Paulo Freire (Pedagogia como Prática de Liberdade);
Saviani (Pedagogia Histórico-crítica) −, todos concordando sobre a dimensão política da educação e
cada um propondo sua concepção de uma pedagogia social e crítica (Livro-Texto, p. 268-277)

As teorias construtivistas, influenciadas em sua origem pelo pensador socialista Vygotsky (Livro-Texto,
p. 265), desenvolveram-se no bojo da Psicologia Cognitiva e das pesquisas Linguísticas, centradas no
desenvolvimento cognitivo de crianças. Destacam-se: Piaget (Epistemologia Genética); Emília Ferreiro
e Ana Teberosky (Psicogênese da Escrita); Wallon e Perrenoud, entre outros (Livro-Texto, p. 278-280).
Percebe-se em todos eles o caráter não empirista, acentuando-se o papel do sujeito que constrói sua
própria aprendizagem (Livro-Texto, p. 278-281).

Este tema se encerra com um novo momento de reflexão e crítica ao paradigma iluminista da racionalidade
que, ao se tornar razão instrumental a serviço da política e das ideologias, produziu barbáries como o
campo de concentração de Auschwitz. A proposta é a da “desconstrução” destas racionalidades, em um
movimento denominado pós-modernidade (Livro-Texto, p. 281-284

65
a capacidade de alunos e de professores.
Agora é a sua vez e) Aceitação de diferentes propostas sobre o signi-
ficado do ensinar e do aprender.

INSTRUÇÕES Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado.
Agora, você finalmente exercitará o seu
aprendizado por meio das questões desse caderno
de atividade, você precisará assistir as aulas para
Questão 02
responder as questões, ler o Livro-Texto, refletir
e pesquisar. A seguir você encontrará algumas (ENADE 2005) A professora afirmou que a baleia
questões de múltipla escolha e outras dissertativas. é um mamífero. Inconformado, Pedro argumentou:
“Mamífero é vaca, gato, cachorro, cujos filhotes
Ponto de Partida mamam. A baleia vive dentro d’água, tem nada-
deiras, é um peixe”. A maioria dos colegas concor-
Antes de realizar as atividades deste tema,
dou com Pedro, mas todos começaram a mudar
reflita previamente sobre a questão apresentada
de ideia ao assistir a um filme em que apareciam
a seguir. Posteriormente, discuta-a com seus
baleias pequenas sendo amamentadas. Pedro co-
colegas. O que é, para você, futuro educador, o
meçou a perceber que morar fora da água não é
Construtivismo?
algo que defina os mamíferos, e que ter rabo de
peixe, nadadeiras e morar na água não são carac-
Agora é com você! Responda às questões a
terísticas apenas dos peixes.
seguir para conferir o que aprendeu!
A aprendizagem de Pedro foi gerada, segundo a

Questão 01 teoria piagetiana, pelo processo de

a) Anulação do conhecimento anterior e substitui-


Uma teoria pedagógica é um conjunto de saberes
ção deste por conteúdos novos e diferentes.
sobre as questões principais da Pedagogia: Para
b) Associação de novos conteúdos àqueles que já
que educar? O que significa ensinar e aprender?
faziam parte da sua estrutura cognitiva.
Como fazê-lo? Uma teoria pedagógica crítica se
c) Comparação entre informações contrastantes e
caracteriza pela:
o reforço do conhecimento anterior.
d) Desequilíbrio, por conflito cognitivo, e acomoda-
a) Visão pessimista da escola e do papel sociocul-
ção do novo conhecimento ao anterior.
tural que ela desempenha na sociedade.
e) Reforço positivo por parte da professora, dos
b) Problematização dos pressupostos filosóficos e
colegas e da família.
sociopolíticos do fazer pedagógico.
c) Instrumentalização eficiente do ensinar e do Verifique seu desempenho nesta
aprender. questão, clicando no ícone ao lado.
d) Rejeição aos métodos didáticos que simplificam

66
Questão 03 Questão 04
Comente esta afirmação de Paulo Freire: “A alfa-
(Concurso Público nº 001/2008 - Professor de betização de adultos, para que não seja puramen-
Educação Infantil da Prefeitura Municipal de São te mecânica e memorizada, o que se há de fazer é
Caetano do Sul) proporcionar-lhes que se conscientizem para que
se alfabetizem”
O pensamento pedagógico de Paulo Freire parte
Verifique seu desempenho nesta
de alguns princípios que marcam, de forma clara e
questão, clicando no ícone ao lado.
objetiva, o seu modo de entender o ato educativo.
Considerando as características do pensamento
desse autor, analise as afirmações que se seguem.
Questão 05
I - Ensinar é um ato que envolve a reflexão sobre (Provão 2002)
a própria prática. Assim são os gênios: descobrem ou inventam o
II - Modificar a cultura originária é parte do proces- óbvio que ninguém vê. Assim aconteceu com Pau-
so educativo. lo Freire que descobriu que o “vovô absolutamente
III - Superar a consciência ingênua é tarefa da não viu o ovo”, nem a “vovó viu a ave coisa nenhu-
ação educativa. ma”, mas, ao contrário – com certeza –, o pedrei-
IV - Educar é um ato que acontece em todos os ro viu a pedra; a cozinheira, o feijão; o lavrador,
espaços da vida. a enxada, a soja e o trigo (BOAL, Augusto. Paulo
V - Educar é transmitir o conhecimento erudito e Freire, meu último pai. Pátio – Revista Pedagógi-
universalmente reconhecido. ca, Porto Alegre, p. 50, ago/out. 1997)
Estão de acordo com o pensamento de Paulo Frei- Partindo da ideia implícita no texto, pode-se afir-
re APENAS as afirmações: mar que NÃO faz parte da concepção de educa-
ção de Paulo Freire:
a) I e II.
b) II e V. a) A dialogicidade.
c) I, III e IV. b) A inserção do dominado na cultura da elite.
d) I, IV e V. c) A utilização de conhecimentos prévios do edu-
e) I, II, III e IV. cando.
d) A tomada de consciência da situação existen-
cial.
Verifique seu desempenho nesta
e) O compromisso com a transformação social.
questão, clicando no ícone ao lado.

Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado.

67
livre. Os alunos se olham, trocam informações
Questão 06 e consultam materiais. O professor disponibiliza
recursos, circula entre os alunos, conversa com
os vários grupos, estimula e propõe novos desa-
Explicite a relação entre educação e política na te- fios, entre outras estratégias.
oria pedagógica socialista. III – A aula ocorre onde está a comunidade. A di-
cotomia educador-educando foi superada, pois
Verifique seu desempenho nesta estes papéis cabem a ambos. A problematiza-
questão, clicando no ícone ao lado. ção e o diálogo se fazem presentes para que
ocorra conscientização e a posterior ação trans-
formadora sobre a realidade.

Questão 07 Relacionando estes modelos didáticos com suas


linhas teóricas e seus representantes mais signi-
ficativos, verifica-se que:
Explique as críticas de Vygotsky aos aprioristas e
empiristas, após fazer a Leitura Complementar A a) O I corresponde à pedagogia tecnicista de
Skinner, e o II, à pedagogia humanista de Pes-
História Natural da Operação com Signos (Livro-
talozzi.
-Texto, p. 287) b) O I corresponde à pedagogia tradicional de
Herbart, e o III, à pedagogia ativa de Lourenço
Verifique seu desempenho nesta
Filho.
questão, clicando no ícone ao lado. c) O I corresponde à pedagogia antiautoritária
de Freinet, e o III, à pedagogia pós-moderna de
Adorno.
Questão 08 d) O II corresponde à pedagogia interacionista
de Vygotsky e Wallon, e o III, à pedagogia críti-
co-social dos conteúdos, de Dermeval Saviani.
Do ponto de vista epistemológico, o que significa
e) O II corresponde à pedagogia nova de Dewey,
ser construtivista? e o III, à pedagogia libertadora de Paulo Freire
Verifique seu desempenho nesta Verifique seu desempenho nesta
questão, clicando no ícone ao lado. questão, clicando no ícone ao lado.

Questão 09 Questão 10
Analise os modelos didáticos descritos a seguir:
Segundo Gramsci, como a escola poderia fun-
cionar como contraideologia?
I – A aula ocorre em uma sala retangular, com
mesas e cadeiras enfileiradas, de modo que o Verifique seu desempenho nesta
estudante dirija seu olhar para o lugar destinado
questão, clicando no ícone ao lado.
ao professor. Esse, por sua vez, faz sua expla-
nação com clareza, podendo utilizar o quadro-
-negro, o retroprojetor ou a tela de um compu-
tador.
II – A aula ocorre em uma sala, ou mesmo, ao ar

68
LINKS IMPORTANTES
Acesse o site: Instituto Paulo Freire. Disponível em: <http://www.paulofreire.org/>. Acesso em: jun. 2012.
Estude mais sobre o pedagogo brasileiro Paulo Freire.

Leia o texto: Educação pós Auschwitz, de T. Adorno. Disponível em: <http://www.nesef.ufpr.br/arquivos.


php?galeria=gep---teoria-critica>. Acesso em: jun. 2012.

FINALIZANDO

Neste tema, você viu que explicitada a relação entre Educação e Política, as teorias socialistas,
progressistas e construtivistas se mobilizaram para elaborar uma pedagogia social e crítica e para
instituir uma nova escola... Projeto ainda em construção.

Caro aluno, agora que o conteúdo dessa aula foi concluído, não se esqueça de acessar sua
ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada. Bons estudos!

69
Tema 10
Para Onde Vai a Educação: Desafios para o Século XXI

ícones:

a t s
b mi e q
ud r
nc p x w

zj
l
i o
g
h
lf x y
i
k

Conteúdos e Habilidades
Conteúdo

Nesta aula, você estudará:

• As contradições resultantes do entendimento sobre o que seja a Educação e sua importância.


• As várias maneiras e formas institucionais que a implementação dessa Educação poderá assumir.
• A contestação do paradigma racional da modernidade e seu tipo de escola.
• Os desafios que o educador do século XXI vive e sente na práxis educativa.

Habilidades

Ao final, você deverá ser capaz de responder as seguintes questões:

• Quais são as várias “crises da contemporaneidade”?


• Quais caminhos é preciso percorrer para a construção de uma nova escola para estes novos
tempos?
• Basta reformar a Educação e a Escola ou é necessário uma inovação institucional e pedagógica?
• Qual é o professor bem-formado para este século?

AULA 10
Assista às aulas nos polos presenciais e também disponíveis no Ambiente Virtual de
Aprendizagem para você.

70
Leitura Obrigatória
Para Onde Vai a Educação: Desafios Para o Século XXI

Foram tão grandes as transformações no final do século XX, que se torna impossível “pensar a educação
do futuro sem levar em conta a desestruturação de antigos modelos” (Livro-Texto, p. 293). É tempo de
gestação de novos paradigmas. “Após o otimismo da Escola Nova, as denúncias das teorias histórico-
sociais (...) é preciso reconhecer que pouco se conseguiu alterar no padrão da “velha escola” (Livro-
Texto, p. 254).

As transformações da sociedade foram reais: fim do mundo comunista; a globalização, a União Europeia;


crise na família nuclear monogâmica, enfim, crises (Livro-Texto, p. 294).

E a Escola?

Colheu bons frutos com a diversidade de teorias pedagógicas do século XX. Mas, na sua relação
com o Estado, principalmente no Brasil, ainda carrega alguns desafios, tais como seu financiamento e
sua dependência ao “mundo mercado”. Algumas propostas foram feitas, como a do Relatório Delors,
propondo novos patamares para a educação (Livro-Texto, p. 297) por meio de mudança nas organizações
educacionais.

Há discussões brasileiras a este respeito e que embasaram a nova LDB (9.394/96), bem como os
Planos de Financiamento da Educação (FUNDEB/FUNDEF) e o próprio Plano Nacional de Educação
(PNE) ( Livro-Texto, p. 298).

Além dos desafios de financiamento, há outros questionamentos importantes: quem seria bom professor
para estes novos tempos? Que tipo de educação deve ser proposta (Livro-Texto, p. 299-304)? Questões
como as do uso de tecnologias em sala de aula não podem estar fora destes debates e constituem
desafios permanentes para o exercício da prática educativa (Livro-Texto, p. 303).

71
resolveu criar um grupo de discussão pela Inter-
Agora é a sua vez net, atividade que acabou por se consolidar como
importante instrumento complementar em relação
ao cotidiano das aulas. A iniciativa desse professor
INSTRUÇÕES
demonstra que:
Agora, você finalmente exercitará o seu
aprendizado por meio das questões desse caderno a) A ação docente no universo das novas tecnolo-
de atividade, você precisará assistir as aulas para gias independe de mudanças de percepção acer-
responder as questões, ler o Livro-Texto, refletir ca do que significa ensinar e aprender.
e pesquisar. A seguir você encontrará algumas b) A informática redefiniu o processo de construção
questões de múltipla escolha e outras dissertativas. coletiva do conhecimento e de sua transmissão,
enfatizando a dimensão da capacidade individual.
Ponto de Partida c) As novas tecnologias requerem muito mais mu-
danças metodológicas do que novas visões da re-
Antes de realizar as atividades deste tema, reflita
lação ensino aprendizagem.
previamente sobre a questão apresentada a seguir.
d) O papel do professor se orienta mais para uma
Posteriormente, discuta-a com seus colegas. Para
nova forma de fazer a educação mediada pelas
você, futuro educador, a internet e a televisão
tecnologias do que pelo anúncio das informações.
educam ou “deseducam”?
e) Os novos recursos tecnológicos reforçam o pa-
pel educativo do professor e sua condição de fonte
Agora é com você! Responda às questões a
de informação.
seguir para conferir o que aprendeu!
Verifique seu desempenho nesta

Questão 01 questão, clicando no ícone ao lado.

Questão 03
Comente a afirmação da autora do Livro-Texto (p.
302) quando trata da necessidade de preparar as
novas gerações para viver o tempo livre.
Quais são as responsabilidades da escola pública
Verifique seu desempenho nesta para Libâneo?
questão, clicando no ícone ao lado.
Verifique seu desempenho nesta
questão, clicando no ícone ao lado.

Questão 02
(Provão 2003)
Questão 04
O professor Luciano, preocupado em incorporar
(Provão 2002)
tecnologias de informação e comunicação ao pla-
Professores de Educação Básica, observando
nejamento e à prática de suas atividades didáticas,
o contexto social em que a escola na qual lecio-

72
nam se insere, bem como a ocorrência atual de recurso para melhorar a aprendizagem.
sectarismos, atentados terroristas e insegurança, II - estar comprometida com a reorientação da
identificam em tais ingredientes características da educação, em uma perspectiva transformadora.
pós-modernidade. Empenhados na elaboração do III - ser acompanhada do estímulo à criatividade
projeto pedagógico da escola, os referidos profes- docente.
sores procuraram adequá-lo a uma perspectiva IV - manter preservada a consciência crítica de
pós-moderna, a qual pode ser traduzida: professores e alunos.
Estão corretas apenas as afirmações:
a) Pelo questionamento às grandes narrativas e
incorporação da diversidade cultural. a) I e IV.
b) Pela disseminação das narrativas mestras que b) II e III.
dão coerência e unidade ao conhecimento. c) I, II e III.
c) Pela linearidade e sequenciação de conheci- d) I, III e IV.
mentos e matérias escolares. e) II, III e IV.
d) Pela valorização do sujeito racional, centrado e
autônomo. Verifique seu desempenho nesta
e) Pela estruturação do conhecimento científico questão, clicando no ícone ao lado.
em disciplinas.

Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado.
Questão 06
Após realizar a Leitura Complementar Educação e

Questão 05 Cibercultura, de Pierre Levy (Livro-Texto, p. 303),


explique quais são as consequências do ciberes-
paço para educação?
(Provão 2002)
Verifique seu desempenho nesta
Existem professores que se recusam a aceitar o
questão, clicando no ícone ao lado.
computador, argumentando que ele não é neces-
sário à sua prática. Esta atitude, muitas vezes,
encobre o temor ao novo. Por outro lado, existem Questão 07
aqueles que veem nesta ferramenta o instrumento
que transformará sua prática, resolvendo todos os Comente: em que medida as novas tecnologias de
problemas que enfrentam em seu fazer pedagógi- informação e de comunicação tendem a alterar a
co, inclusive o desinteresse dos alunos pelas au- função do professor?
las. É consensual, no entanto, que a utilização do
computador deve:
Verifique seu desempenho nesta
questão, clicando no ícone ao lado.
I - ser vista como adição ao sistema de um novo

73
Questão 08 e) O uso de materiais modernos, garantindo a qua-
lidade da aprendizagem.
Comente o Relatório Jacques Delors no que se re-
fere às instituições promotoras de ensino. Verifique seu desempenho nesta
questão, clicando no ícone ao lado.
Verifique seu desempenho nesta
questão, clicando no ícone ao lado.

Questão 09
Leia o texto de Edgard Morin (Livro-Texto, p. 303)
e fale sobre a importância da interdisciplinaridade
para a nova educação.

Verifique seu desempenho nesta


questão, clicando no ícone ao lado.

Questão 10
(ENADE)
Uma das estratégias que vêm sendo apontadas
como necessárias à expansão de programas edu-
cacionais, em todos os níveis de ensino, é a Edu-
cação a Distância. A vantagem essencial dessa
modalidade de ensino é:

a) A suplantação de barreiras espaço-temporais


pelo uso do correio eletrônico.
b) A aplicação de tecnologias de ponta em dimen-
são nacional.
c) A administração do tempo pelos educadores por
meio do uso adequado de ferramentas tecnológi-
cas.
d) O alcance por pessoas de diferentes lugares
onde não há acesso a instituições de ensino.

74
LINKS IMPORTANTES
Leia o texto: MORIN, Edgard. Os sete saberes necessários para a Educação do Futuro. Disponível em:
<http://www.ufrgs.br/tramse/educ/2005/04/os-sete-saberes-necessrios-educao-do.htm>. Acesso em:
jun. 2012.

FINALIZANDO

Neste tema, você viu que o impacto das diferentes crises e das várias mudanças ocorridas no século
não deixaria de se fazer sentir na “velha escola”.

São necessárias mudanças, mas: Quais? Como?

Como boa filosofia, também, a Filosofia da Educação “termina- começando” com novas e antigas
questões para pensar.

Caro aluno, agora que o conteúdo dessa aula foi concluído, não se esqueça de acessar sua
ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada. Bons estudos!

75
Referências
ARANHA, Maria Lucia de Arruda. Filosofia da Educação. 3. ed.rev.ampl. São Paulo: Moderna, 2006.

GALLO, Silvio. Chegou a hora da Filosofia. Revista da Educação, Edição 116. Disponível em: <http://
revistaeducacao.uol.com.br/textos/116/artigo234074-1.asp>. Acesso em: mar. 2010.

REBOUL, Olivier. Quand demain ton fils te demadera in La Philosophie de l’éducation. Tradução
Susana do Céu Gil Andrade. Revisão Olga Pombo. Paris: PUF, 1971.

Gabarito
TEMA 1
Ponto de Partida

Resposta: Palavras que revelem o quanto de “senso comum” há no pensamento cotidiano das
pessoas, para que depois se possa trabalhar com os vários tipos de conhecimento, partindo dos
próprios conceitos formu-lados por eles.

Questão 1

Resposta: A autora se refere à diferença existente entre Ciência e senso comum. A ciência se fundamenta
na obje-tividade, no método e na verificabilidade. O senso comum se baseia em certezas cotidianas,
em conhe-cimentos adquiridos pela experiência empírica primá-ria (ver todos os dias o sol nascer e se
pôr, por exem-plo).

Questão 2

Resposta: A reflexão filosófica consiste em rever o próprio pensamento, pensar o já pensado, colocar
em questão – ou problematizar – o já conhecido.

1) Radical: porque busca a explicitação dos fundamen-tos do pensar e do agir. 2) Rigorosa: porque

76
exige a utilização de um método rigoroso que garanta o uso da coerência e o exercício da crítica. 3) De
conjunto: pois examina as questões a partir da compreensão do todo, relacionando entre si todos os
aspectos.

Questão 3

Resposta: Deverá trabalhar com as seguintes ideias: 1) Análise do contexto vivido e da condição
humana. 2) Valores culturais. 3) Pressupostos dos conhecimentos e métodos que podem ser utilizados
para essa atividade reflexiva.

Questão 4

Resposta: E

Questão 5

Resposta: O aluno deve abordar o fato de a pedagogia recorrer às outras ciências para que essas
contribuam com seus estudos da realidade educacional, mas não para delimitá-la ou subordiná-la. A
pedagogia deve ser compreendida como uma Teoria Geral da Educação.

Questão 6

Resposta: E

Questão 7

Resposta: Trabalhar com as características do processo de mediação entre a sociedade e o indivíduo.


O professor deverá ser um sujeito crítico, reflexivo, capaz de compreender o contexto social, econômico
e político em que vive, além de ser consciente das submissões a que estão sujeitas a sociedade e a
Educação (como a Ideologia, por exemplo).

Questão 8

Resposta: B

Questão 9

Resposta: D

77
Questão 10

Resposta: Segundo a autora, o professor deve conseguir unir esses dois mundos, transformando-se
em um profissional reflexivo. Tal profissional deve dominar a técnica, que aplica sempre a partir do
exercício da crítica e da reflexão.

TEMA 2
Ponto de Partida

Resposta: 1) A de “senso comum”. Cultura é TER conhecimen-to/erudição. 2) Quanto mais se é


educado, mais se TEM cultura. 3) Educação entendida como quantidade de informa-ções, tempo de
escolaridade, etc. (Esses conceitos deverão ser retomados para que se reafirme a necessidade da
passagem do entendimento do senso comum para o filosófico).

Questão 1

Resposta: D

Questão 2

Resposta: Teoria: saber que “liberta” e se traduz Em uma prática autônoma, emancipadora,
transformadora. Ideologia: Saber que “esconde”, que “oculta” e se traduz numa prática de conformação,
de conservação, de manutenção do status quo.

Questão 3

Resposta: a) Como excessivamente burocratizada. b) Como meros transmissores de Conteúdos


Neutros. c) Desconectadas da realidade vivida. d) Rotineiro, alienado, reprodutor burocratizado de
conteúdos, vazio de significados éticos e políticos.

Questão 4

Resposta: Relacionar o conceito com a prática de alienar-se ou, seja, transferir para outrem o que é
seu. O aluno pode trabalhar o conceito de maneira geral ou relacioná-lo aos momentos históricos da
sociedade industrial ou pós-moderna.

78
Questão 5

Resposta: Sim, é correto no sentido amplo de ideologia. É a segurança do saber do senso comum. São
as “certezas” de que se alimenta o senso comum e que possibilitam ao ser humano a sensação de que
tudo está em seu lugar, de que tudo está bem.

Questão 6

Resposta: D

Questão 7

Resposta: Quando estabelece uma rígida hierarquia entre exercício do autoritarismo e da disciplina
estéril com a excessiva burocratização; quando deixa de refletir sobre os objetivos que orientam sua
ação.

Questão 8

Resposta: A

Questão 9

Resposta: C

Questão 10

Resposta: Todos têm valor negativo – ideológico.

TEMA 3
Ponto de Partida

Resposta: Visão do “senso comum”: os meios de comunicação de massa são responsáveis,


negativamente, pela violência existente atualmente; pela dissolução dos costumes. De modo, positivo,
são responsáveis pela quantidade de informações transmitidas. (Retomar a questão para indicar a
necessidade dos fundamentos filosóficos e científicos para se repensar a função educativa dos meios
de comunicação de massa na atualidade, uma vez que um educador não pode avaliar e analisar de
forma simplista um fato desta dimensão.)

79
Questão 1

Resposta: Não se deve ter em relação à Escola um otimismo ingênuo (a Escola como salvadora) nem
um pessimismo derrotista (a Escola não serve para mais nada). A Escola ainda é o local apropriado para
a críti-ca do saber constituído. Ela não repassa só conteúdos, mas valores morais, normas de conduta
e maneiras de pensar.

Questão 2

Resposta: B

Questão 3

Resposta: A Educação Formal é institucionalizada, controlada pelo Estado, ocorre na Escola por meio
de estrutura e organização de ensino sistematizado, disposto em legislação. A Educação Não Formal
não possui exigências legais, mas resulta da ação de pessoas ou grupos que se aproximam com a
intenção de educar, utilizando, inclusive, recursos metodológicos (grupos de alfabetização de adultos,
ONGS etc.)

Questão 4

Resposta: A

Questão 5

Resposta: A partir da industrialização e da grande mudança ocorrida nas relações de gênero com a pro-
fissionalização da mulher, a extensão da família foi reduzida e suas obrigações ficaram, aos poucos, mais
restritas. Houve a desagregação de sua estrutura, a perda da autoridade paterna (inclusive financeira)
e a capacidade cada vez menor de instruir e transmitir valores.

Questão 6

Resposta: O aluno deverá demonstrar a compreensão da mídia como resultado de um tipo de cultura,
a de massa, e identificar os pontos negativos e positivos desta cultura para a Educação.

Questão 7

Resposta: O aluno deverá demonstrar que o conceito de infância foi se delineando a partir do século
XVII, vinculado com a nova organização política e socioeconômica estabelecida com o Estado

80
Moderno e com a indus-trialização. Pode ressaltar, também, que existem dife-rente “rostos” da infância
contemporaneamente. Enfim, o importante é que ele entenda que a ideia de infância é uma construção.

Questão 8

Resposta: C

Questão 9

Resposta: Caracteriza-se por não ser intencional ou organizada, mas casual e empírica, exercida a
partir das vivências de modo espontâneo.

Questão 10

Resposta: É a experiência das pessoas em trabalhos coletivos que gera o aprendizado não formal;
o conhecimento ocorre por meio da vivência de situações-problema e por meio de ações interativas,
quando ocorre a troca das experiências socioculturais.

TEMA 4
Ponto de Partida

Resposta: pessoal

Questão 1

Resposta: Genericamente, fala-se em exclusão “do povo”, entendido como o segmento de baixa renda.
Mas a exclusão é mais extensa; historicamente foram excluídos da escola brasileira: deficientes em
geral, mulheres, imigrantes, negros, índios etc.

Questão 2

Resposta: B

Questão 3

Resposta: Educação Universal, leiga, gratuita, promovida pelo Estado; oferecida de maneira não
dualista, em que o povo seria o sujeito do processo educativo, e, finalmente, que socializasse o saber e

81
popularizasse a cultura simbólica.

Questão 4

Resposta: C

Questão 5

Resposta: D

Questão 6

Resposta: A educação é tanto qualitativamente elitista (a-presenta conteúdos desvinculados dos


interesses populares) como quantitativamente (porque é para poucos). Para superar o elitismo, a escola
precisa ser de boa qualidade para TODOS, preocupando-se, tam-bém, com a transmissão de conteúdos
de qualidade e com disciplinas que recuperem a memória coletiva. Escola de qualidade para todos.

Questão 7

Resposta: A

Questão 8

Resposta: No Brasil, essa preocupação começou após a I Guerra Mundial, acentuando-se a partir de
1930. Ocorreu em razão dos processos de industrialização e urbanização e de suas demandas.

Questão 9

Resposta: A

Questão 10

Resposta: E

TEMA 5
Ponto de Partida

82
Resposta: pessoal

Questão 1

Resposta: É por meio da Educação que o Homem sairá do mundo situado, limitado, o mundo da
necessidade para o mundo do possível, da liberdade, da Humanidade.

Questão 2

Resposta: O professor, por desconhecer os fundamentos epistemológicos da sua prática, é alienado


por ela. A pesquisa de Becker (Leitura Complementar) revela que a maior parte dos professores que se
dizem Cons-trutivistas são, na realidade, Empiristas.

Questão 3

Resposta: Crítica ao Essencialismo/Metafísica e se revela Histórico-Social.

Questão 4

Resposta: B

Questão 5

Resposta: O empirismo é uma filosofia que enfatiza o papel da experiência na aquisição e na justificação
do conhecimento, minimizando o papel da razão humana. Para os empiristas, a própria razão humana
é adquiri-da por meio da experiência. É empirista a ideia de que o ser humano, quando nasce, é uma
espécie de tábula rasa, uma folha em branco.

Questão 6

Resposta: Após pesquisa, Becker constatou que a maioria dos professores, mesmo sem saber,
trabalha com a epistemologia Empirista, que é autoritária, o que se reflete na sala de aula, dificultando
a implantação da teoria Construtivista.

O autoritarismo do empirismo produz a “arrogância didática” – “só o professor sabe”; o aluno é “tábula
rasa”, em que o professor depositará seu próprio sa-ber. Se não houver aprendizagem a “culpa é do
alu-no”; não há espaço para surpresas, criatividade e construtivismo.

83
Questão 7

Resposta: a) E; b) E; c)E; d)E; e) I; f) C; g)I; g)C.

Questão 8

Resposta: E

Questão 9

Resposta: B

Questão 10

Resposta: D

TEMA 6
Ponto de Partida

Resposta: As mais diversas. O importante é ressaltar que as escolhas morais entrelaçam a vida do
Homem, daí o fato de todo professor ser professor de moral tam-bém.

Questão 1

Resposta: A valoração depende da situação vivida, mas os valores não são subjetivamente
individualizados, o que levaria ao relativismo. Porém, resultam de comunicação (inclusive com o
passado) e de constru-ção histórico-social, daí sua relação com o jogo de poder político e econômico.

Questão 2

Resposta: E

Questão 3

Resposta: A liberdade é uma conquista humana que tem de ser APRENDIDA – via Educação.

84
Questão 4

Resposta: C

Questão 5

Resposta: Para Kohlberg: a) não há currículo específico para educação moral. b) O professor educa
segundo princípios morais nem sempre explícitos e conscientes, refletindo suas postu-ras pessoais –
este é o “Currículo Oculto”. Solução de Kohlberg: a) Treinar os professores, tor-nando-os conscientes de
sua influência moral e da necessidade de usar qualquer aula para promover a evolução da consciência
moral da heteronímia para a autonomia.

Questão 6

Resposta: Para Durkheim – A Educação Moral é um processo de socialização. A autonomia moral


consiste no reconhe-cimento pessoal da necessidade de se cumprir as normas morais da sociedade.
Para Piaget – A consciência moral resulta de uma evolução que começa na ANOMIA (ausência de Leis)
passa pela HETERONOMIA (aceitação da Norma Exter-na) e atinge a AUTONOMIA (capacidade de
autode-terminação que indica a superação da moral infantil).

Questão 7

Resposta: Uma “imagem, ou som ou cor” sensibilizam muito mais do que muitas palavras. A arte tem
poder transformador... Coloca em xeque a visão cotidiana e viciada pelo hábito. Propõe o que não é
esperança, é subversão.

Questão 8

Resposta: A Educação e a Escola refletem e estão comprometidas com o jogo de forças do poder
político e econômico de cada época histórica, por exemplo, no conteúdo de algumas disciplinas, etc.

Questão 9

Resposta: E

Questão 10

Resposta: C

85
TEMA 7
Ponto de partida

Resposta: pessoal

Questão 1

Resposta: a ) A luta pela Escola laica e pública. b) O uso da língua pátria (vernáculo) nas escolas, e
não mais o latim medieval. c) A orientação pedagógica mais prática, voltada para as ciências, técnicas
e ofícios. d) O uso da Razão para combater superstições e obs-curantismos religiosos.

Questão 2

Resposta: Assim como Copérnico mudou o olhar vigente sobre o sistema solar ao colocar o Sol no
centro, e não mais a Terra, Rousseau mudou o olhar vigente sobre o universo da Educação, colocando
a criança, e não mais o professor, no centro do sistema pedagógico.

Questão 3

Resposta: D

Questão 4

Resposta: Para Kant, o Homem é o responsável pela sua saída da menoridade para o esclarecimento.
Para tanto, precisa ter coragem de usar o próprio entendimento, pensar por si mesmo, porque nenhuma
verdade vem de fora, mas resulta da busca do sujeito.

Questão 5

Resposta: D

Questão 6

Resposta: E

86
Questão 7

Resposta: E

Questão 8

Resposta: E

Questão 9

Resposta: D

Questão 10

Resposta: ver tabela abaixo.

Escola Escola Escola


Tradicional Nova Tecnicista
“Magistrocêntrica” – Aluno é o Centro –
A Professor = Técnico / Instrutor
O Professor é o Centro Professor Facilitador
Empirista / Taylorista –
Empirista – Centrada na Empirista –
B Divisão de Tarefas
Exposição do Professor Aprender Fazendo
Programadas
Saber Acumulado Saber Técnico /
C Saber Científico
Clássico/Humanista Científico/ Operacional
A avaliação prioriza o Avaliação Objetiva (resultados
A avaliação é o centro do
D Processo de Conhecer exatos/mensuráveis)
processo de aprendizagem
mais do que o resultado Programada Passo a Passo
Menos Rígida Disciplina em função de
E Rígida Obediência
Autonomia Resultados

TEMA 8
Ponto de Partida

Resposta: pessoal

87
Questão 1

Resposta: No anarquismo, a única forma de dominação aceita é a da autogestão, do consenso, que


se fundamenta na democracia direta participativa, que envolve liberdade e solidariedade. Enfim, tudo
o que resulta da educação.

Questão 2

Resposta: Quando se fala em violência, faz-se uma associação à violência material. Mas, para os
autores, a maior vio-lência seria a simbólica, exercida pelo poder de IMPOR IDEIAS. No caso de a
Escola criar os critérios de sucesso e insucesso, estes sempre refletirão uma situação de classe não
visível. Porém, são introjetados como verdades (porque ditas pela Escola), produzindo pessoas que
serão classificadas socialmente como fracassadas ou não.

Questão 3

Resposta: Em Summerhill, dava-se pouca importância às aulas – Neill entendia que, se educarmos as
emoções, o intelecto cuidar-se-á por si.

Questão 4

Resposta: Para Illich, a sociedade reduz o indivíduo a consumidor passivo, e a escola é cúmplice nisto
porque “alimenta o mito da competência, do progresso e do consumo”.

Questão 5

Resposta: a) Pessoas interagindo. b) São dissolvidas as relações de autoridade. c) Professor facilitador


do processo.

Questão 6

Resposta: a) AIE; b) ARE; c) AIE; d) ARE; e) AIE; f) ARE; g) AIE; h0 ARE e i ) AIE

Questão 7

Resposta: E

88
Questão 8

Resposta: A

Questão 9

Resposta: Os alunos sem a orientação adequada poderiam ser reféns de uma rede de pressupostos
e preconceitos, que caracterizam a ideologia destas teorias. Isso porque só se pautariam por suas
experiências empíricas.

Questão 10

Resposta: E

TEMA 9
Ponto de Partida

Resposta: As mais diversificadas. Inclusive – “aprender por si” – o senso comum confunde construtivismo
com espontaneismo. Refletir depois.

Questão 1

Resposta: B

Questão 2

Resposta: D

Questão 3

Resposta: C

Questão 4

Resposta: Os oprimidos (analfabetos) costumam introjetar sua inferioridade naturalizando-a, o que os


impede de ter consciência da opressão e, o que é mais importante, de se dispor a mudar esta realidade,
inclusive aprendendo a ler.

89
Questão 5

Resposta: B

Questão 6

Resposta: Trata-se não só de compreender a ingerência da política nas práticas educativas, mas
também de “preparar o novo Homem” (aluno) para uma nova concepção de poder, já não mais em cima
da hierarquia do trabalho alienado.

Questão 7

Resposta: : Contra os aprioristas – a criança não desenvolve intuitivamente uma atitude abstrata (operar
com signos), nascida das profundezas da mente. Contra os empiristas – a criança não desenvolve uma
atitude abstrata, “ensinada por um adulto”, mas é o resultado de um processo longo, sujeito às leis da
evolução psicológica (maturidade).

Questão 8

Resposta: Para os construtivistas, o conhecimento não é inato nem só transmitido (empirismo), não
está só no sujeito (inatismo), nem é dado pelo objeto (empirismo). Ao contrário, ele se forma e se
transforma pela interação entre ambos: o sujeito que conhece e o objeto que é conhecido.

Questão 9

Resposta: E

Questão 10

Resposta: A Escola deve proporcionar à classe oprimida sua própria visão de mundo. A Escola não é
uma fábrica, mas o local da formação do intelectual orgânico dessa mesma classe oprimida.

TEMA 10
Ponto de Partida

Resposta: pessoal

90
Questão 1

Resposta: A diminuição da jornada de trabalho - resultante da automação e replanejamento do trabalho


- possibilitará mais tempo para o lazer. É preciso educar as pessoas para que esse tempo livre seja
criativo e não sirva apenas para liberar a fadiga, reproduzir práticas da moda e sucumbir ao tédio e à
violência.

Questão 2

Resposta: D

Questão 3

Resposta: Tripla responsabilidade: 1) Ser agente de mudanças. 2) Ser capaz de trabalhar a Tradição e
os Valores Na-cionais. 3) Preparar Cidadãos para entender seu país e o mundo.

Questão 4

Resposta: A

Questão 5

Resposta: E

Questão 6

Resposta: O ciberespaço muda os dados do problema da educação: o que é preciso aprender não pode
mais ser planejado nem definido com muita antecedência. O perfil da competência também não pode
ser canalizado para todos de forma igual. Pierre Levy apresenta duas propostas de solução: a) EAD
(que favorece a aprendizagem personalizada e coletiva); b) valorização das experiências adquiridas e
dos sabe-res, inclusive os não acadêmicos.

Questão 7

Resposta: Poderão revitalizar a função do professor deslocando-o do papel tradicional de transmissor


do saber para o de organizador, sistematizador e crítico deste saber.

91
Questão 8

Resposta: Esse relatório, concluído em 1996 para a Unesco, teve por objetivo estabelecer padrões
para financiamentos internacionais da Educação. A proposta é dar maior autonomia para as instituições
promotoras de ensino, com um maior controle dos resultados (por meio de avaliações internacionais
periódicas) e de mecanismos de compensação, que garantam equidade – Ex.: Cotas.

Questão 9

Resposta: O texto de Edgard Morin fala sobre a especialização que produz, ao mesmo tempo, o
conhecimento e a cegueira pelo seu modo de “despedaçar” o saber. A interdisciplinaridade restabelece
o entendimento do todo e reensina o Homem a conhecer sem dividir, contrariando Descartes.

Questão 10

Resposta: D

92
FICHA TÉCNICA
Supervisão Editorial: Editoração Eletrônica:
Barbara Monteiro Gomes de Campos Celso Luiz Braga de Souza Filho
Juliana Cristina e Silva Glauco Berti de Oliveira
Maurício Rodrigues de Moraes
Diagramação:
Flávia Passarelli Lopes Capa:
Fourmi Comunicação e Arte
Revisão Textual:
Ingrid Pereira de Souza Favoretto

93
94