Вы находитесь на странице: 1из 3

PARTE 01: SLIDES 1 A 7

(Apresentações – trabalho/equipe)
slide 03 (antes de iniciar)
Diferentemente das outras abordagens que se valem de ideias sobre traços internos, tendências, defesas e
motivações, os behavioristas rejeitam esses conceitos; eles acreditam que as pessoas são, e somente,
controladas pelo respectivo ambiente. Vamos voltar na história para então falarmos sobre Watson e
Skinner.
John Locke foi um precursor na abordagem da aprendizagem da personalidade, ao considerar os bebês
como uma tabula rasa/folha em branco. Ou seja, as experiências da vida escreviam a sua história. Dá
grande influências às circunstâncias.
slide 04:
Ivan Pavlov é quem funda os alicerces das abordagens modernas da aprendizagem.
Ele descobre o condicionamento clássico ao estudar a função digestiva em cachorros. (Se dá pareando um
estímulo neutro [campainha] com um estímulo incondicionado [comida]de maneira contingente e
sistemática. Após sucessivas apresentações, o estímulo antes neutro [campainha] torna-se um estímulo
condicionado eliciando uma resposta condicionada [campainha=salivação].
Pavlov observou que a reação condicionada ocorria em respostas a estímulos similares ao condicionado.
Indicando uma generalização no condicionamento. Contudo, não era para todos os estímulos
semelhantes, indicando a discriminação.
Vários padrões de reação comportamental são explicados pelo condicionamento clássico. Estímulos
neutros associados a acontecimentos positivos/agradáveis tornam-se positivos e os associados a
acontecimentos negativos podem ser vistos como antipatia, algo ruim.
slide 05:
As fobias são exemplos. Ex: Medo de cobra ou alguns animais que rastejam (herpetofobia) devido há
algum condicionamento na infância.
slide 06:
Processo de extinção vai ocorrer quando não há mais emparelhamento dos estímulos condicionado e
incondicionado [citar exemplo condicionamento do cão, depois que não apresentamos mais a comida
junto à campainha, a tendência do comportamento é diminuir gradativamente até ser extinto]. Ex: rapaz
que foi assaltado por duas mulheres em uma moto num beco escuro desenvolve personalidade medrosa
(medo de passar em becos) poderia passar por mudanças na personalidade significativa e melhor se
experimentasse repetidas vezes esses acontecimentos na presença de algum amigo incentivador.
slide 07:
Forma que o behaviorismo explica uma dimensão complexa da personalidade tal como o neuroticismo,
que ele pode ser uma reação condicionada. Por exemplo algumas crianças que acham impossível predizer
a reação de pais instáveis. Se elas nunca tiverem certeza se devem esperar elogios ou punição, podem
sentir-se frustradas, ansiosas e deprimidas.
PARTE 02: SLIDES 8 A 12
Muda para o slide 8: Dando sequência ao que meu colega/minha colega estava falando acerca do
condicionamento clássico...
slide 08:
Pesquisas modernas sugerem que ele não é tão simples. Diferentes organismos são condicionados mais
facilmente para reagir de determinada maneira a determinados estímulos.
Contudo, ainda é uma explicação poderosa sobre padrões de reações, principalmente quando há
emparelhamento natural de estímulo e resposta automática.
Grande parte dos nossos padrões de reações adquiridos ou aprendidos provém da experimentação e da
antecipação das consequências/ efeitos de nossos atos.
slide 09:
Watson repudia a introspecção [descrição do conteúdo (pensamentos, sentimentos) da própria mente], por
que queria uma ciência rigorosa. Segundo ele, pensamentos e sentimentos eliciados por meio da
introspecção são inobserváveis e não científicos.
Caso do pequeno Albert [condicionaram o medo ao rato fazendo barulho alto e amedrontador]. Houve
generalização há outros objetos semelhantes.
Reação emocional condicionada a um estímulo poderia resultar em reação emocional a outros
acontecimentos/estímulos. Assim que grande parte da personalidade era formada.
slide 10:
Dessensibilização sistemática: Contracondicionamento. Uma pessoa com fobia a aranhas e que é
aproximada gradativamente ao mesmo tempo em que ela é mantida alegre.
Isso sugere que mesmo os aspectos altamente emocionais da personalidade podem desaparecer (ser
extintos) com o decorrer do tempo.
Pesquisas modernas mostram que padrões de comportamento são mantidos quando recompensados.
slide 11:
Watson tinha uma visão de mundo em que o Ambiente é solução para compreender uma pessoa.
Explicar caso bebês.
slide 12:
Para Skinner a personalidade é o histórico de reforçamento recebido na infância.
Ambiente controla o comportamento.
Condicionamento operante, onde o comportamento é modificado pelas suas consequências. A depender
das consequências eu posso repetir ou não determinado tipo de comportamento. Ex: Ligar para a ex
bêbado. Se atende eu repito, caso passe a não atender eu não o faço.
Sua teoria é determinista, não há de forma alguma o livre-arbítrio.
PARTE 03: SLIDES 13 A 19
Muda para slide 13: Dando sequência ao que meu colega/minha colega estava falando acerca do
condicionamento operante...
slide 13:
Para Skinner o termo personalidade é sem sentido. Não há lugar para os componentes internos da
personalidade.
O que conhecemos como personalidade é meramente um grupo de reações ao ambiente.
slide 14:
Utopia de Skinner: Walden Two, uma comunidade utópica projetada segundo o behaviorismo, com bases
no condicionamento operante.
Para Skinner a psicopatia é aprendida ou adquirida da mesma forma que os demais comportamentos. O
tratamento de “doenças mentais” se dá pelo estabelecimento de contingências ambientais que
recompensem comportamentos desejáveis.
Para ele o neurótico é uma pessoa cujo comportamento excessivamente emocional recebeu reforço.
slide 15:
Skinner não nega que existam diferenças genéticas entre os organismos. Pelo contrário, ele diz que o
papel dos fatores biológicos era definir o conjunto de reações do organismo e sua capacidade de ter seu
comportamento fortalecido por eventos ambientais.
Ambiente é fundamental, mesmo nas características hereditárias.
slide 16:
Processos internos sem relevância para argumentação e compreensão do comportamento.
São causados por eventos ambientais.
Ex: em vez de perguntar a uma pessoa se ela está cansada ou o quanto ela se sente cansada, observe o
ambiente – quanto ela dormiu pela ultima vez, etc.
Personalidade não é algo particular ou unicamente humano. Como é um grupo de comportamentos bem
apoiados pelo ambiente, qualquer organismo seria capaz de ter uma personalidade.
slide 17:
Era um determinista radical, acreditava que todo comportamento humano tem uma causa.
Não existia nenhuma evidência do livre-arbítrio em relação aos comportamentos.
Esse determinismo era o ambiental.
slide 18:
Apresentar as referências bibliográficas utilizadas.
slide 19:
Agradecimento pela atenção.