Вы находитесь на странице: 1из 2

Terra – Um planeta com vida

A Terra como um sistema


B1. A Terra em funcionamento

As águas minerais naturais encontram-se no subsolo a grandes profundidades. São sistemas de


água sem elementos de poluição e a sua composição química é totalmente natural, sendo
provocada pela interação água/rocha, possuindo minerais benéficos à vida humana. Têm, por
isso, uma composição química específica, mantendo as suas características ao longo do tempo.
Mas as águas minerais naturais não são todas iguais, pois resultam do tipo de rocha que existe
no local onde são captadas. A diferença das águas de nascente em relação às águas minerais
naturais é precisamente o tempo de circulação no subsolo, o qual é mais curto. Decorrente do
curto período de circulação subterrânea, a presença de sais minerais nas águas de nascente
não é constante ao longo do ano.

Proveniência e caracterização de 8 amostras de águas engarrafadas


Mineralização
Nome
Fonte Elementos químicos total (a) pH (a)
comercial
(mg/L)
Monchique Monchique Bicarbonato, Sódio 294 9,3
Cloro, Bicarbonato,
Vimeiro Vimeiro 1112 7,34
Sódio, Cálcio
São Silvestre Santarém Bicarbonato, Cálcio 181 7,13
Luso Serra do Buçaco Cloro, Sódio, Sílica 47 5,7
Vitalis Mação Cloro, Sódio, Sílica 26 4,8
Carvalhelhos Boticas Bicarbonato, Sódio 229 7,35
Fastio Terras de Bouro Bicarbonato, Sódio 25,8 5,8
Sílica 5,8-
Serra da Estrela Gouveia < 52
6,9
(a)
Dados constantes nos rótulos das garrafas
Adaptado de Geoquímica Orgânica e dos Processos Sedimentares, XVI Semana de Geoquímica

Embora a Natureza não produza duas águas naturais com a mesma composição química, é
possível o seu agrupamento por classes ou tipos, tendo por base certas semelhanças que entre
elas existem. O total de sais dissolvidos, quantificados através da mineralização total, constitui
o parâmetro mais imediato para o agrupamento das águas naturais em quatro grandes tipos:

 águas hipossalinas ou de baixa mineralização: quando o total de sais dissolvidos não


ultrapassa 50 mg/L;
 águas fracamente mineralizadas: quando apresentam valores de mineralização total
entre os 50 e 100 mg/L;

1
 águas mesossalinas: quando a mineralização total se situa entre os 500 e 1500 mg/L;
 águas hipersalinas ou ricas em sais minerais: são as que exibem um valor de
mineralização total superior a 1500 mg/L.
Adaptado de caderno APIAM nº 3, março de 2011

1. Seleciona a opção que permite obter uma afirmação correta.


As águas minerais são um exemplo da interação entre a…
(A) … geosfera e a hidrosfera.
(B) … biosfera e a hidrosfera.
(C) … geosfera e a atmosfera.
(D) … biosfera e a geosfera.

2. Seleciona a opção que permite obter uma afirmação correta.


As águas de Luso apresentam uma mineralização de…
(A) … 294 mg/L.
(B) … 181 mg/L.
(C) … 47 mg/L.
(D) … 229 mg/L.

3. Seleciona a opção que permite obter uma afirmação correta.


A água ___ pode ser classificada como água de nascente.
(A) … Vitalis…
(B) … Carvalhelhos...
(C) … Fastio ...
(D) … Serra da Estrela...

4. Classifica de acordo com a sua mineralização total a água do Vimeiro.

5. Indica o pH da água São Silvestre.

6. Os elementos químicos presentes na água são originários das rochas.


Explica como é que a diversidade de rochas que encontramos em Portugal contribui para a
existência de um tão grande número de águas com propriedades diferentes.

Websites para consulta

http://www.apiam.pt/
http://www.termasdeportugal.pt/classificacao/