Вы находитесь на странице: 1из 4

Aluno N.

º Turma Data - -

1 Em relação a um referencial ortonormado Oxy , considera a reta r definida pela equação


2 x  3 y  1  0 . Designa por  a inclinação da reta r .
Podes concluir que sin  é igual a:

3 13
(A) (B) 3
13
2 13 1
(C) (D)
13 3

2 Na figura está representado um quadrilátero [ABCD] .


Sabe-se que:
 AB  6
 BC  3
 AB  BC  14

Podes concluir que AC  AC é igual a:

(A) 73 (B) 196

(C) 28 (D) 37

3 No espaço, em relação a um referencial ortonormado Oxyz , considera os vetores


u  1, 0 , 2  e v 1,  3 , 1 .

Seja  a amplitude, em graus, arredondada às unidades, do ângulo formado pelos vetores


u e v . O valor de  é:

(A) 105,6 (B) 97,7

(C) 113,9 (D) 82,3

4 Na figura, em relação a um referencial ortonormado Oxy ,


estão representadas uma circunferência de centro C e uma
reta t tangente à circunferência no ponto T .
Sabe-se que:
 o ponto C tem coordenadas 0 ,  2 ;
 a reta t é definida pela equação y  2 x  3 .
As coordenadas do ponto T são:

(A) 1, 2  (B)  2 ,  1

(C)  1,  2  (D)  2 , 1

17
5 Na figura, em referencial ortonormado Oxy , está representado um
losango [ABCD] .
Sabe-se que:
 o ponto A tem coordenadas  1, 2  ;
 o ponto C tem coordenadas 3 , 2 ;
 a reta AD é definida pela equação 3 x  2y  7  0 .

5.1. Determina:
a) as coordenadas dos vértices D e B ;

b) a amplitude, em graus, arredondada às décimas, do ângulo CBA ;


c) a amplitude, em graus, arredondada às centésimas, do ângulo formado pelas retas
AB e AD .

5.2. Seja s a reta que passa em C e é perpendicular à reta AD .


Determina as coordenadas do ponto de interseção da reta s com o eixo Ox .

6 Na figura, em referencial ortonormado Oxy ,


estão representados dois triângulos retângulos:
[ABC] e [BDC] .
Sabe-se que:
 o ponto A tem coordenadas 0 , 2 ;
 o ponto B tem coordenadas 5 , 0 ;
 o ponto D tem coordenadas 8 , 0 ;
 a reta CD é paralela ao eixo Oy .
6.1. Determina AB  AC .

6.2. Determina as coordenadas do ponto C .

6.3. Considera o conjunto de pontos P  x , y  do plano tais que AP  BP  0 .

a) Identifica o lugar geométrico desse conjunto de pontos.

b) Define por uma equação cartesiana, na forma reduzida, esse conjunto de pontos.

7 Considera no plano, em relação a um referencial ortonormado Oxy , o ponto A  0 ,  3  e


a reta r definida pela equação  x , y   1, 2  k  1, 1 , k  IR .

Determina, na forma reduzida, a equação da circunferência de centro A e tangente à reta r .

18
2 1 . Como r tem declive positivo,
1 2x  3y  1  0  y  x 0    90 .
3 3
1 4 1 9
1  tan2    1   cos2  
cos 
2
9 cos  2
13
3
Como 0    90 , cos   .
13
sin  2 2 2 13
Ora,   sin    sin  
3 3 13 13
13
Opção: (C)

2   
AC . AC  AB  BC . AB  BC  AB . AB  2AB . BC  BC .BC =

AB 2  2 AB . BC  BC 2  36  2  14  9  73

Opção: (A)

u .v 1 1
3 cos     . Então,   82,3 .
u . v 5  11 55

Opção: (D)

4 O vetor t 1 ,  2  é um vetor diretor da reta t .

Seja T  x , y  . Sabe-se que T  t e CT . t  0 .


 y  2 x  3  y  2 x  3  y  2 x  3  y  1
      
 x , y  2   1,  2   0  x  2y  4  0  x  2  2 x  3   4  0 x  2
T (2 ,  1)
Opção: (B)

5 5.1. a) Atendendo a que a reta AC é representada por y = 2 , a reta BD é paralela a Oy


e passa pelo ponto médio de [AC] , ou seja, é representada por x = 1 .
O ponto D é o ponto de interseção de AD com BD .
3 x  2 y  7  0 
2 y  10 y  5
     D 1 , 5 
x  1 x  1
 x  1
O ponto B é o simétrico de D relativamente à reta de equação y = 2 .
Então, B (1,  1) .

b) Atendendo às coordenadas dos pontos, tem-se BC   3 , 2  1 ,  1   2 , 3  e


BA   1 , 2  1 ,  1   2 , 3  .

ˆ 
BC . BA  BC  BA  cos CBA  2 , 3    2 , 3   ˆ 
13  13  cos CBA

ˆ  5
ˆ  cos CBA
 5  13  cos CBA
13
ˆ  67, 4 .
Então, CBA
19
c) AB  1 ,  1   1 , 2   2 ,  3  e AD  1 , 5    1 , 2   2 , 3  .

Seja  o ângulo formado pelas retas AB e AD .


AB . AD 2 ,  3.2 , 3 5
cos    cos    cos  
AB  AD 13  13 13

Então,   67,38  .

5.2. 3 x  2y  7  0  y  3 x  7 . Uma reta perpendicular a AD tem declive  2 .


2 2 3
2 10
2 2 b  b  .
3 3
2 10
A equação reduzida de s é y   x .
3 3
 2 10
y   x  0  2 x  10 x  5
 3 3    
 y  0 y  0
y  0
O ponto de interseção de s com Ox é 5 , 0 .

6 6.1. Atendendo a que B é a projeção ortogonal de C sobre AB , AB . AC  AB  AB .

Como AB  52  ( 2)2  29 , então AB . AC  29 .

6.2. Atendendo a que BA  BC  0 e que C  8 , y  , tem-se:


15
 5 , 2 .  3 , y   0   15  2y  0  y 
2
 15 
Então, C  8 , .
 2 

6.3. a) É a circunferência de diâmetro [AB] .

b) Seja M o centro da circunferência e r o raio. M é o ponto médio de [AB] .


5 
M  , 1
 2 
AB 29
r  
2 2
2
 5 29
A equação reduzida da circunferência é:  x     y  1 
2
.
 2 4

7 Seja B a projeção ortogonal de A sobre a reta r .


Existe k  IR tal que B 1  k , 2  k  e AB .  1 , 1  0 .

Então, 1  k , 5  k  .  1 , 1  0  1  k  5  k  0  k  2 .

O ponto B  3 , 0  é o ponto de tangência e AB  18 .

Tem-se x 2   y  3   18 .
2

20