Вы находитесь на странице: 1из 1

CARTA GEOLÓGICA

FOLHA SERRA TALHADA - SB.24-Z-C


MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA ESCALA 1:250.000 - CPRM, 2000

SECRETARIA DE MINAS E METALURGIA PROGRAMA LEVANTAMENTOS GEOLÓGICOS BÁSICOS DO BRASIL


FOLHA SB.24-Z-C SERRA TALHADA CPRM - SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL CARTA GEOLÓGICA - ESCALA 1:250.000 - ANEXO I

CENOZÓICO
Quaternário
Rch
.

ado
Qa Aluviões
Salg do
Açude Público Tap
Engº Ávidos u io ua
Terciário
ág

Rio
D' Tc Coberturas detríticas

MESOZÓICO
e Bacias do Araripe e de São José do Belmonte
Mã Açude Coremas
das Jurássico-Seqüência Pré-rift
Rio
Cun Verde e Rc h . d a Go i a b e i r a Formação Missão Velha
cas Capim. Açud
Jm Arenitos grosseiros com leitos conglomeráticos; no topo ocorrem leitos delgados de arenitos finos, sílticos e argilosos.
.
R ch
Rch. os
dos Po r c
3 Formação Brejo Santo

Jb Siltitos laminados com níveis de calcários e margas, com arenitos finos ou médios no topo.
Rch

3
PALEOZÓICO
.

Bacias de Fátima, do Araripe e de São José do Belmonte


da 3 3 Siluro-Devoniano
s Formação Mauriti
ó
anc
Pi

Rc h .
An SDm Arenitos grosseiros a conglomeráticos e conglomerados com matriz arenosa, com seixos e blocos de composição variável.
ing
as

as
nh
Formação Tacaratu

Ca
ra
3

Pi

to
SDt Arenitos grosseiros a conglomeráticos, com estratificações cruzadas e lentes de caulim.


Eocambriano

o
Graben de Iara

Ri
Ci Conglomerados polimíticos, arenitos finos a conglomeráticos, arenitos arcosianos, folhelhos, metavulcânicas e clorita filitos.
o
Ri

NEOPROTEROZÓICO
Evento/Ciclo Brasiliano: 550-750Ma
Suíte Peralcalina
ds Diques sieníticos, ocorrem no batólito de Triunfo, nas supracrustais e nos granitóides mais ao norte, sendo classificados como alcalifeldspato traquitos.

a Sienitos alcali-feldspáticos tendo como destaque o batólito de Triunfo, contendo autólitos e diques sin-plutônicos de piroxenito (Tipo Triunfo- ), sienitos e
Rch
. b granitos alcali-feldspáticos, isótropos; por vezes ocorrem pórfiros de feldspato potássico e enclaves ricos em anfibólio (Tipo Catingueira - ).

ta
Granitóides de afinidade trondhjemítica, compreendendo granodioritos leucocráticos com grã média a grosseira ( ), granitóides de filiação alcalina

oa
a
Cachoeira

Cr
b metaluminosa, com xenólitos das encaixantes e enclaves máficos (N 3b).
Rch. Rc h
a .
Rch. Flecheir Pe d r
o

s
de 3 Suíte Calcialcalina de Médio e Alto Potássio

s
s
Rch.

An
s
ôn Granodioritos, quartzo dioritos e tonalitos com epidoto magmático, grosseiros contendo autólitos de rochas máficas (Tipo Conceição - ); granitos e
. a
ch

t
da R s i b
granodioritos porfiríticos, com foliação magmática, contendo enclaves e pórfiros de microclina com estrutura zonada (Tipo Itaporanga - ).
Palha

o
s é Dioritos potássicos de granulação média a fina.
Oitis
Rch s s

Catol
.

s
an
Po

Pi
rco

Granitóides de Quimismo Indiscriminado


cc
s

3
c b

s
Sienitos e monzogranitos de cor rósea e granulação fina a média (N 1c), quartzo sienitos e quartzo monzonitos com deformação protomilonítca (N 1b),

h.
o
a metagranitos microporfiríticos grosseiros de cor rósea (N 1a).

Rc
Ri
s
s
s

s
Ca t
Rc h . d a
Intrusivas Metaultrabásicas e Metabásicas
s
i

s
s s s
s s
c b Hornblenditos de cor verde-escura e granulação média ( c), metagabros de cor verde-escura a negra e granulação grosseira ( b), metaultrabasitos,
ng

Rch. Bruscas
a dunitos e piroxenitos serpentinizados ( a).
s
ue

ir

s
a
Complexo Irajaí

s
Paragnaisses, metagrauvacas, ortoanfibolitos, metatufos basálticos, metavulcano-clásticas, metacherts, metacalcários, rochas calcissilicáticas e inrtrusões gabro-

s
Ni
dioríticas.

s
Rc
h. s
Hum Complexo Cachoeirinha
s
aitá s 2 qt Filitos, metarenitos, metagrauvacas, metaconglomerados intraformacionais, níveis ferríferos e presença de metavulcânicas (Nc2), metaconglomerados
3 Nc
s 1 polimíticos, metarenitos, metagrauvacas, quartzitos (qt) e metacalcários ( Nc1).

s
Complexo Salgueiro

atá

Rch.
Rch.

av
Nsa Muscovita xistos com intercalações de quartzitos, xistos ferruginosos, talco-clorita xistos e filitos.

Gr
s
C

s
Complexo Riacho da Barreira

ac
h.
s Bru qt Quartzitos (qt), gnaisses quartzíticos e granada-biotita xistos com intercalações de metacalcários.

Rc
sca

h.
s Nrb
s
s

Gr a n d e
Rio
Pia
os

ncó s MESOPROTEROZÓICO
Po r c

Evento/Ciclo Cariris Velhos: 950-1.100Ma

de
s
Complexo Poço dos Cachorros
.
h
Rc

Mpc
Biotita-clorita-anfibólio xistos, filitos grafitosos, níveis de formações ferríferas, rochas metabásicas e metacherts.
ra
rtu

Complexo Riacho Gravatá


Fa

3
h.

Rc
2
Sa n t a n a Xistos, filitos, rochas vulcânicas básicas e intercalações de metarenito ( Mrg2), rochas metavulcânicas ácidas, quartzitos e intercalações de rochas básicas
s
s Mrg
s s 1 (Mrg1).
da

s
h.

s
Suíte Granítica Cariris Velhos
Rc

2
s s
s
s Augen-ortognaisses, de cor cinza-rósea e grã fina a grosseira , compreendem granodioritos e monzogranitos.

s
s
re

s 3 Hornblenda ortognaisses e biotita ortognaisses com boa foliação.


eg

s
s
Al

s 3 s
s s Complexo Piancó
s s
s s
s s 2 Cordierita xistos com intercalações de gnaisses tonalíticos, anfibolitos e raros metacalcários (Mp2), migmatitos e ortognaisses tonalíticos com intercalações de
Mp
Mo n t e

s
je ú anfibolitos e rochas calcissilicáticas (Mp1).

s
Pa
s 2 2 1
s s s s

s
s Complexo São Caetano
s s Rio

de
s
s
.

an
ch
cc Muscovita-biotita gnaisses às vezes granadíferos, leptitos, muscovita xistos, metacalcários (cc), quartzitos, metavulcano-clásticas e metavulcânicas ácidas e

s
R

Gr
s Msc

s
s intermediárias.

h.
s s s

Rc
s s
s Complexo Sertânia
75
s s jeú
Pa 3 Granada-muscovita-biotita paragnaisses e sillimanita-granada-biotita paragnaisses, contendo quartzitos, metacalcários, rochas calcissilicáticas e anfibolitos.

s
Mse
s
s s
s
s Rio Complexo Serra dos Quintos

s
s s ac qt
s
s Msq Paragnaisses, anfibolitos/calcissilicáticas (ac), quartzitos (qt), formações ferríferas, biotita xistos e metacalcários (cc).
s cc
s
s

s
10
s Ortognaisses monzograníticos protomilonitizados a milonitizados.
s s

Hornblenda augen-gnaisse de composição granodiorítica.

s
s

s
s
s PALEOPROTEROZÓICO

s
Evento/CicloTransamazônico: 1.900±100Ma

s
s

s
Complexo Metaplutônico Indiscriminado
Açude Pi Ortognaisses granodioríticos, monzograníticos e sienograníticos, com anatexia e presença de anfibolitos, leptitos, paragnaisses e enclaves de rocha básica.
Arrudeiro Rch
.
Sã Complexo Caicó

s
o Ortognaisses tonalíticos (biotita-hornblenda gnaisses), faixas ricas em hornblenda e epidoto que se alternam com faixas quartzo-feldspáticas;
Pc
intercalações de anfibolitos, paragnaisses, calcissilicáticas e metacalcários.
Açude

s
do Saco

s
Cristóvã

s
s
s Contato Sinforme invertido com caimento Traços de superfície S

s
Rch
indicado

s
Contato aproximado Dique

.
o

s
a
3 Sinforme invertido de 3 geração com
Açude Contato transicional ou gradativo caimento indicado Filão de quartzo
Cachoeira s
Falha ou zona de cisalhamento Sinforme invertido horizontal Nível ferrífero
s indiscriminada
a

M
c s
a m Transporte de massa
b i nho
a
Pajeú Falha ou zona de cisalhamento 2
Antiforme normal de 2 geração 1-Cariris Velhos 2-Brasiliano
provável horizontal
Rio Datação geocronológica numera-
a
l l l l Falha extensional 2 Antiforme normal de 2 geração com da conforme a tabela no texto
caimento indicado A B
Falha transcorrente sinistral Seção geológica
a
3 Antiforme normal de 3 geração com
Falha transcorrente dextral caimento indicado Transcorrência dextral

Zona de cisalhamento Transcorrência sinistral


Antiforme invertido com caimento
indicado
Mina ativa
Zona de cisalhamento aproximada
a
cc- calcário
LOCALIZAÇÃO DA FOLHA ARTICULAÇÃO DA FOLHA 3 Antiforme invertido de 3 geração
Zona de cisalhamento contracional com caimento indicado Mina paralisada
39º00’ 36º00’ 40º30' 39º00' 37º30' 36º00'
6º00' Fe - ferro
6º00'
Zona de cisalhamento contracional Antiforme invertido horizontal
RIO GRANDE
provável Garimpo ativo
IGUATU SOUZA CAICÓ 30
DO NORTE Foliação com mergulho indicado ou Au - ouro cc - calcário
CEARÁ SB.24-Y-B SB.24-Z-A SB.24-Z-B Zona de cisalhamento transcor- medido
38 Garimpo intermitente ou paralisado
rente dextral Foliação S1, S2, S3 com mergulho medido
PIAUÍ 3 Au - ouro as - asbesto
7º00' 7º00'
7º00’ 7º00’ 80 Foliação milonítica com mergulho cc - calcário gf - grafita
Zona de cisalhamento transcor-
PARAÍBA JUAZEIRO DO rente sinistral medido
SERRA TALHADA PATOS Ocorrência mineral
NORTE
SB.24-Z-C SB.24-Z-D

CO
SB.24-Y-D Foliação Vertical Cu - Cobre cc - calcário
Zona de cisalhamento extensional Fe - Ferro cor - coríndon

NTI
20 Mn - Manganês fd - feldspato

ATL Â
PERNAMBUCO 8º00' 8º00' Lineação B com caimento medido
Sinforme normal horizontal Ni - Níquel gf - grafita
9º00’ 9º00’ Pb - Chumbo pi - pirita
SALGUEIRO BELÉM DE SÃO GARANHUNS 20 Lineação de estiramento com cai-

NO
SC.24-V-B FRANCISCO Sinforme normal com caimento mento medido aa - ágata qz - quartzo
SC.24-X-B

EA
SC.24-X-A indicado as - asbesto tl - talco
ALAGOAS

C
BAHIA O
SE
39º00’
9º00' 9º00' CIDADE Estrada pavimentada Limite interestadual
36º00’ 40º30' 39º00' 37º30' 36º00'
Vila Estrada sem pavimentação, Estrada de ferro
tráfego permanente
Outras localidades Curso de água periódico
Base planimétrica e tema digitalizados pela Divisão de Cartografia - DICART a Autor: Hermanilton Azevedo Gomes Estrada sem pavimentação,
partir da carta imagem de radar da folha SB.24-Z-C Serra Talhada, na escala Campo de pouso tráfego periódico Barragem, açude
a a
1:250.000, 1 . edição, 1 . impressão, DSG, 1981. Supervisores: Edilton José dos Santos
Helton Heleri Falcão Torres
A digitalização dos dados temáticos e atualização da base planimétrica foram
transferidas, visualmente, pelos técnicos responsáveis pelos trabalhos de
campo, a partir de fotografias aéreas e imagens de radar e satélite. O Programa Levantamentos Geológicos Básicos do Brasil - PLGB, é
CARTA GEOLÓGICA
Compilação e orientação na SUREG/RE: Marina Nóbrega. executado pela CPRM - Serviço Geológico do Brasil, através de suas
Esta carta foi produzida em meio digital e para publicação na Internet em março unidades regionais, sob a coordenação do Departamento de Geologia - ESCALA 1:250.000
de 2001, utilizando os mesmos dados da carta impressa, pela Divisão de DEGEO/Diretoria de Geologia e Recursos Minerais-DGM. Este projeto
5 0 5 10 15 20km
Cartografia-DICART/Departamento de Apoio Técnico-DEPAT/Diretoria de foi executado pela Superintendência Regional de Recife-SUREG/RE,
Relações Institucionais e Desenvolvimento - DRI. tendo sido concluído em abril de 1996.
Diretor da DRI: Paulo Antônio Carneiro Dias Diretor da DGM: Luiz Augusto Bizzi PROJEÇÃO UNIVERSAL TRANSVERSA DE MERCATOR
Chefe do DEPAT: Giuseppina Giaquinto de Araujo Chefe do DEGEO: Sabino Orlando C. Loguercio
Origem da quilometragem UTM: Equador e Meridiano Central 39º W.Gr.,
Chefe da DICART: Paulo Roberto Macedo Bastos Coordenador Nacional do PLGB: Inácio de Medeiros Delgado
acrescidas as constantes: 10.000km e 500km, respectivamente.
Editoração cartográfica: Wilhelm Peter de Freire Bernard (coord.), Maria Coordenador Regional do PLGB: Marinho Alves da Silva Filho e Adeison
Datum horizontal: Córrego Alegre, MG.
José Cabral Cezar e Valter Alvarenga Barradas Alves Wanderley
Declinação magnética no centro da folha em 1998:22º 12' W, cresce 3,1' anualmente
Digitalização: Marília Santos Salinas do Rosário (coord.) e Risonaldo Pereira da
Silva
Revisão: Carlos Alberto da S.Copolillo e Paulo José da Costa Zilves
Revisão na DIEDIG: Antonio Lagarde CPRM
Serviço Geológico do Brasil
2000