Вы находитесь на странице: 1из 23

Formas Musicais

O que é Forma na Música?


Repetição e Contrastes
Tonalidades, Escalas e Acordes
Frases e Sentenças (Períodos)
Cadências
Forma Binária

Forma Binária A forma binária possui uma estrutura em duas partes


claramente diferenciadas (o prefixo “bi” significa “dois”, como em biênio ou
bilíngue). Frequentemente, essas duas partes são contrastantes, pois o
contraste é um recurso básico quando queremos ter uma estrutura bipartida.
Na forma binária, o material da segunda parte geralmente contém diferenças
de textura, harmonia e caráter, entre outras, ou uma combinação desses
elementos, em relação à primeira parte. Na música tonal, de acordo com o
movimento harmônico e a estruturação do material musical, temos três tipos
básicos de forma binária:
Forma Binária Seccional
Forma Binária Contínua
Forma Binária Circular
Forma Binária Seccional

O que define a forma binária seccional, é que a primeira parte


(A) conclui com uma harmonia de tônica, seja a peça no modo
maior ou menor. Esta harmonia de tônica proporciona um
fechamento da parte A (secciona a primeira seção), daí a
denominação binária seccional. Escute o exemplo musical a
seguir.
Forma Binária Seccional - continuação No exemplo apresentado, podemos
observar que Ré maior é a tonalidade da peça e que a primeira parte termina
no compasso 8 com a harmonia de tônica (I grau). A segunda parte começa no
compasso 9 com uma dinâmica mais forte (f), contrastando em volume com a
primeira parte (p). Nos quatro compassos finais, existe um eco, em intensidade
piano, e a música retorna à tônica. A estrutura harmônica é a mesma na parte
A e na parte B, o que muda, neste exemplo, é a melodia e a dinâmica. O
esquema formal e harmônico dessa forma binária seccional pode ser assim
representado:
A ______________________ :||: B _________________ :||
I I (I) (I)
comp. 1-8 comp.9-16
Observe que, não obstante as barras duplas pontuadas que indicam a repetição
da primeira e da segunda parte da peça, a forma da música é AB e não AABB,
pois, uma simples repetição adjacente não altera a estrutura fundamental de
uma forma.
Forma Binária Contínua
Outro tipo de forma binária, que é a modalidade mais comum, é a
forma binária contínua. O que define essa forma é que a parte A
termina em uma harmonia de dominante, ou, em algum outro grau
diferente da tônica, enquanto a parte B finaliza na tônica. A
nomenclatura “contínua” se justifica porque ao terminar a primeira
parte em uma harmonia de dominante, ou eventualmente no III grau
(quando a música está em tonalidade menor), a primeira parte fica
aberta, suspensa, e esperamos uma continuação para a música. Além
disso, muitas vezes, o conteúdo musical da segunda parte é o mesmo
da primeira, gerando certa continuidade, em vez de contraste. Escute
o exemplo musical a seguir.
Forma Binária Contínua

Continuação Observe que Lá Menor é a tonalidade da peça e que a primeira


parte, no compasso 4, termina sobre um acorde de E (dominante, V grau). A
segunda parte, que começa no compasso 5, inicia no acorde de E (dominante, V
grau) e conduz para uma finalização na tônica menor (acorde de Am).

O esquema formal e harmônico dessa forma binária contínua pode ser assim
representado:
A ||: ______________________ :||: B _________________ :||
I V V I
comp. 1-4 comp. 5-8
Forma Binária Circular

Um terceiro tipo de forma binária é a forma binária circular.


Neste caso, temos também uma parte A e uma parte B, mas
no final da parte B a parte A retorna de forma parcial ou
completa, concluindo a peça. Esta forma chama-se binária
circular (ou binária em arco), pois se uma parte de A, ou
toda ela, aparece dentro da parte final B, isso nos dá a ideia
de um ciclo que se fecha, como um movimento circular que
sai e retorna ao mesmo ponto de onde partiu. Escute e
acompanhe o exemplo.
Forma Binária Circular
Observe que a primeira parte da peça anterior tem 8 compassos. No compasso 9, inicia a
parte B, que elabora as ideias musicais apresentadas em A de maneira diferente, ao longo de
12 compassos. Entretanto, os último quatro compassos da parte B (c. 21-24) são idênticos à
parte A (c. 5-8), conduzindo a música ao seu final. Em seguida, toda a parte B da peça é
repetida.

O esquema formal e harmônico dessa peça pode ser expresso assim:

A ||:______________________ :||: B ______________(A) __:||


I I trecho modulante I
comp. 1-8 comp. 9-24

Observe que esta é uma forma binária circular seccional, pois a primeira parte termina na
região de tônica. Se a primeira parte terminasse na região de dominante, normalmente seria
uma peça binária circular contínua.