Вы находитесь на странице: 1из 19

Prova teórica 2 da Saúde do adulto II

Data: 08/08/2014

Nome do aluno:

Duração: 2 horas

Valendo : 5,5

Nota:

1) O câncer de próstata permanece como uma importante causa de


morbidade e mortalidade no mundo atual. A respeito dessa doença, todas
as afirmações a seguir são verdadeiras, exceto:

a) Com relação à biópsia de próstata, os graus primário e secundário de


Gleason são somados para fornecerem uma pontuação de Gleason (2-10)

b) A biópsia é indicada quando o Toque retal prostático é suspeito.

c) A biópsia deve ser considerada quando o PSA ≥ 2,5ng/ml, nos pacientes


até 55 anos e PSA > 4ng/ml, nos pacientes com mais de 55 anos.

d) O Adenocarcinoma de próstata é o tipo histológico mais comum, e


aproximadamente 70% dos tumores ocorrem na zona periférica e são
multifocais.

e) Estimativas para o ano de 2014 mostram o número de 140 casos novos por
câncer de próstata para o Estado do Tocantins, ficando atrás somente das
estimativas dos cânceres de mama feminina e do colo do útero, com 160 e 180
novos casos, respectivamente.

2 ) De acordo com diretrizes baseadas em Evidências em Tumores


Urológicos, marque a correta:

a) A neoplasia renal mais comum é o carcinoma urotelial da pelve renal,


predomina no sexo feminino e em indivíduos entre 50 e 70 anos. A síndrome
de Von Hippel –Lindau é associada a essa neoplasia renal

b) O câncer de testículo é o mais frequente em homens entre 15 e 35 anos. Os


tumores germinativos (90%) do testículo são divididos em dois grupos, de
acordo com o comportamento biológico da lesão: seminomas e não
seminomas. Os seminomas, responsáveis por aproximadamente 45% dos
casos, apresentam-se como lesões sólidas de contornos regulares e bem
definidos ao exame ultrassonográfico

c) O Adenocarcinoma é o principal tumor maligno do pênis. Está relacionado


às baixas condições sócio-econômicas e de instrução, à má higiene íntima e a
indivíduos circuncidados
d) O câncer de bexiga é o tumor mais frequente do trato urinário. Tem
incidência maior no sexo masculino e o tabagismo é o principal fator de risco.
Os tumores que invadem o músculo detrusor possuem capacidade de
disseminação à distância e, portanto, necessitam apenas de tratamento
paliativo.

e) Enquanto os carcinomas adrenais costumam secretar um único hormônio, a


secreção mista de esteróides e precursores é o principal achado laboratorial
dos adenomas. Além do aumento do cortisol e dos andrógenos, determinando
concomitância de síndrome de Cushing com síndrome virilizante, observa-se
também elevação de precursores da esteroidogênese adrenal como 11-
deoxicortisol e 17a-hidroxiprogesterona. Raramente observa-se secreção de
estradiol (determinando síndromes feminilizantes em homens) e aldosterona
(determinando hipertensão mineralocorticóide).

3) A nova diretriz de prática clínica divulgada pela American Urological


Association faz as seguintes declarações específicas, exceto:
a) O screening (rastreamento) com PSA em homens com menos de 40 anos
não é recomendado
b ) Exames de rotina em homens entre as idades 40 a 54 anos não é
recomendado
c) Para os homens com idades entre 55 a 69 anos, a decisão de passar por
uma triagem com PSA envolve ponderar os benefícios da prevenção da
mortalidade por câncer de próstata contra o potencial conhecido danos
associados com a triagem e tratamento
d) A tomada de decisão compartilhada é recomendado para homens idade 55 a
69 anos que estão considerando rastreio PSA
e) Rotina de rastreio com PSA não é recomendada em homens com mais de
70 anos de idade ou qualquer homem com uma expectativa de vida menor de
10-15 anos

4) Cistos renais são freqüentemente encontrados na população após 50


anos de idade. O diagnóstico desses cistos normalmente provoca
apreensão nos pacientes e, muitas vezes, dúvida nos médicos quanto à
conduta adequada para cada caso. De acordo com a classificação dos
cistos renais em categorias feita por Bosniak , está incorreta a alternativa:

a) Categoria III : Massas císticas indeterminadas que apresentam parede ou


septos espessos irregulares nos quais há realce mensurável. Tem indicação
cirúrgica, embora algumas lesões serão benignas (cistos hemorrágicos, cistos
crônicos infectados, nefroma cístico multiloculado). Outras malignas, como
carcinoma de células renais e carcinoma de células renais cístico multiloculado.
Risco de malignidade de 50%

b) Categoria IV: Lesões claramente malignas, sólidas, com margens


irregulares e áreas císticas e/ou hemorrágicas (necrose tumoral). Essas lesões
incluem carcinomas císticos e requerem remoção cirúrgica. Risco de
Malignidade de 90 %
c) Categoria I: Lesões claramente malignas, sólidas, com margens irregulares e
áreas císticas e/ou hemorrágicas (necrose tumoral). Essas lesões incluem
carcinomas císticos e requerem remoção cirúrgica. Risco de Malignidade de
90 %

d) Categoria II: Cisto com septos finos < 1 mm e/ou calcificações lineares
parietais ou septais. Sem realce pelo contraste. Não tem indicação de remoção
cirúrgica

e) Categoria II F (de follow-up): cistos minimamente complicados que requerem


seguimento pelo maior número de septos finos, ou minimamente espessado,
mas regulares, calcificações espessas ou nodulares, cistos hiperdensos
intrarrenais maiores de 3 cm

5) Quais as forças deformantes nas fraturas de 1/ médio da clavícula?

a) Trapézio, esternocleidomastóideo, supra espinhoso


b) Deltoide, trapézio, redondo menor
c) Esternocleidomastoideo, peitoral maior
d) Supra espinhoso, infra espinhoso subescapular
e) Peitoral menor, Deltoide, bíceps

6) A fratura da diáfise do úmero pode causar lesão principalmente de que


estrutura neurológica:

a) Nervo ulnar
b) Nervo axilar
c) Nervo radial
d) Nervo supra escapular
e) Nervo musculo cutâneo

7) Em relação aos tumores hipofisarios assinale a incorreta:

a) a alteração oftalmológica que mais ocorre nos macroadenomas é a


hemianopsia bitemporal
b) amenorréia,galactorréia e prolactina acima de 150 são as alteraçoes mais
comuns do prolactinomas
c) a macroprolactina deve ser dosada quando ocorre hiperprolactinemia e o
paciente é assintomático
d) cabergolina e bromocriptina são as medicações mais utilizadas para o
tratamento dos prolactinomas
e) nos pseudoprolactinomas a prolactina tem valores bem elevados,mais
comumente acima de 200
8) Uma paciente de 45 anos com câncer de mama iniciou um quadro de
poliúria(diurese maior que 5 litros∕dia).A suspeita clinica foi de um quadro
de diabetes insipidus.Foi realizada uma ressonância magnética de
crânio.Qual o principal diagnostico que deve ser pesquisado?

a)macroadenoma produtor de prolactina


b) microadenoma produtor de prolactina
c)metástase hipofisaria
d)macroadenoma produtor de GH
e)microadenoma produtor de ACTH

9) Em relação as manifestações clinicas dos tumores hipofisários


relacione;

a- Sangramento nasal ( ) lobo temporal


b- Crises convulsivas ( ) prolactinoma
c- Hidrocefalia obstrutiva ( ) terceiro ventrículo
d- Galactorreia ( )seio esfenoidal
e- Ptose palpebral ( )extensão lateral

a) B-D-C-A-E
b) C-D-B-A-E
c) E-D-C-A-B
d) A-D-C-B-E
e) N.D.A
10) Paciente do sexo feminino, leucoderma, 32 anos de idade,
compareceu com queixa principal de inchaço bilateral na região de
parótida, acompanhado de dor após as refeições, boca seca, prurido e
ardor ocular. Por meio da anamnese, puderam-se constatar cronicidade
de aproximadamente dez anos para essa sintomatologia e história familial
positiva para artrite reumatóide, hipertensão arterial e câncer de mama. A
paciente relatou ainda queixa de constante fadiga, dor nas articulações
das mãos, punhos e cotovelos; fazia uso de ampicilina, diclofenaco
potássico, dipirona e orfenadrina, sem prescrição médica e sem
apresentar melhora clínica.No exame físico extrabucal foram constatados
aumento volumétrico significativo na região de parótida esquerda e ligeira
tumefação em região de parótida direita, além de ressecamento e
pequenas fissuras labiais. Dentro da boca, observou-se a saída de
coleção purulenta na abertura do ducto da glândula parótida esquerda,
após ordenha glandular. Ainda, notaram-se mucosa bucal ressecada,
ligeira despapilação na porção anterior do dorso da língua, cálculo dental
sobre a maior parte dos dentes, algumas lesões cariosas e halitose. Que
diagnóstico podemos inferir para esta paciente?

a) Parotidite
b) Mononucleose
c) Artrite Rematóide
d) Síndrome de Sjogrem
11) Josué, 36 anos, apresenta dor lombar baixa, pior pela manhã e após
repouso prolongado, além de desconforto em calcâneos e nádegas. Qual
manifestação abaixo mais frequentemente se associa à doença de Josué?

a) Nefrite proliferativa difusa.


b) Nódulos subcutâneos.
c) Endocardite de Libmann Sacks.
d) Uveíte Anterior.

12) A hanseníase Virchowiana caracteriza-se por:

a) lesões de pele disseminadas, nodulares, espessamento neural,


comprometimento visceral, baciloscopia positiva e teste de
Mitsuda negativo.
b) lesão única hipocrômica, disestésica, baciloscopia negativa e
teste de Mitsuda positivo.
c) placas eritematosas bem delimitadas, comprometimento neural
periférico, baciloscopia positiva e teste de Mitsuda positivo.
d) placas eritematosas, algumas lesões foveolares, curso clínico
instável e a baciloscopia pode ser negativa ou positiva.
e) comprometimento nervoso importante sem lesões
dermatológicas

13) A hanseníase nodular infantil é uma das expressões da forma:

a) Indeterminada.
b) Tuberculóide.
c) Virchowiana.
d) Bordeline‐tuberculóide.
e) Genética.

14) Qual a sua conduta terapêutica frente a paciente que recebeu alta há 2
anos após poliquimioterapia para multibacilar, e apresenta reação tipo
1, com neurite:

a) Reintroduzir na PQT/OMS para multibacilares


b) Iniciar corticoterapia (prednisona) na dose 1mg/kg/dia
c) Associar os dois tratamentos acima descritos
d) Manter conduta expectante
e) Reintroduzir na PQT/OMS para paucibacilares

15) Assinale a alternativa correta:

a)Todas as lesões corneanas provocam opacidades de córnea


b)Alterações palpebrais com conseqüente distiquíase ou triquíase pode ser
uma manifestação ocular dos pênfigos
c)Pênfigos que não acometem as mucosas não geram manifestações oculares
d)Distúrbios da lágrima (Olho seco) estão presentes apenas no penfigóide
cicatricial ocular
e) Nenhuma alternativa está correta

16) São manifestações oculares da acne rosácea, exceto:


a) Blefarite
b) Conjuntivite
c) Ceratites
d) Calázios recorrentes
e) Neurites

17) Em relação aos hemangiomas que acometem pálpebras, podemos


afirmar que:

a) Apenas os grandes hemagiomas, que comprometem completamente o eixo


visual precisam de acompanhamento oftalmológico
b) Os hemangiomas pequenos podem ocasionar erros refracionais
(astigmatismo)
c) Todos os hemangiomas palpebrais necessitam de tratamento cirúrgico
d) Nada podemos afirmar. Todas alternativas estão incorretas

18) Assinale a alternativa incorreta

a) Criança com um angiomatose de face (Síndrome de Sturge-Weber) tem


elevado risco de desenvolver glaucoma
b) Nodulos de Lish são típicos da neurofibromatose tipo 1
c) As lesões oculares da hanseníase são decorrentes da ação direta do bacilo
ou por mecanismos neurogênicos.
d) O tipo de tumor palpebral mais comum é o carcinoma espinocelular

19) Assinale a alternativa correta


I- As manifestações oculares são mais comuns no pênfigo foliáceo
II- O penfigóide ocular não altera o filme lacrimal
III- Na fase aguda do Stevens Jonhson ,com manifestação ocular , devemos
usar corticóides tópicos e lubrificantes

a) uma alternativa está correta


b) duas alternativas estão correta
c) todas estão corretas
d) todas estão incorretas

20) Paciente de 40 anos e 80 kg, hipertenso por longa data, sem controle
regular, apresenta creatinina sérica de 5,0 mg%, associado à anemia leve.
Com esses dados, poderíamos classificá-lo, segundo o K/DOQI da
National Kidney foundation (NKF), no seguinte estágio de doença renal
crônica (utilizando-se a fórmula de Cockcroft-Gault – 140 – idade X peso /
72 X creatinina):

a) I (um).
b) II (dois).
c) III (três)
d) IV (quatro)
e) V (cinco)

21) Marque a afirmativa INCORRETA em relação à necrose tubular aguda.

a) A excreção fracionada de sódio é frequentemente <1%.


b) Biópsia renal precoce não está indicada.
c) Pode ter origem isquêmica ou nefrotóxica.
d) O uso precoce de diurético de alça não melhora o prognóstico.

e) A correção da acidose metabólica é o principal objetivo no tratamento

22) O diagnóstico de DAOP (doença arterial obstrutiva periférica) é feito


através de:

a) Tomografia com contraste (AngioTC)


b) Ecodoppler colorido
c) Exame físico (ausência de pulsos)
d) RNM (Angiorressonância)
e) Plestismografia a ar
23) Sobre a classificação da DAOP (Classificação de FONTAINE) marque a
alternativa correta:

a) É usada para classificar doenças arteriais e venosas


b) Classifica apenas doenças venosas
c) É utilizada para classificar doenças agudas
d) São necessários exames complementares para estabelecer a
classificação
e) Pode ser utilizada como parâmetro para indicação do tratamento clínico
ou cirúrgico

24) O exame padrão ouro para planejamento de uma revascularização de


membro inferior com DAOP é:

a) Exame clínico
b) Arteriografia ou angiografia
c) AngioTC
d) Ecodoppler colorido
e) Angiorressonânica

25) A causa etiológica mais comum do aneurisma de aorta é:

a) Aterosclerose
b) Sífilis
c) Salmonelose
d) Artrite reumatoide
e) Trauma

Prova teórica da Saúde do adulto II

Data : 12/06/2014

Nome do aluno :

1- A artéria epifisária lateral, ramo da artéria circunflexa femoral medial, e a


artéria do ligamento redondo, ramo da artéria obturadora, são responsáveis
pela irrigação da maior parte da cabeça femoral.
a- Certo
b- Errado
c- Não sei

2- Paciente de 37 anos, mototaxista, deu entrada na emergência do HGP


trazido pelo SAMU, com historia de acidente de trânsito, onde foi
prontamente atendido pelo acadêmico de medicina da UFT sob supervisão.
Este apresentava–se estável hemodinâmicamente. Durante a queda na
tentativa de sua proteção, relata entorse do joelho direito, com estalo audível
e derrame articular imediato. O acadêmico teve com hipótese diagnóstica
lesão do lca, nomeie e explique dois testes que confirmem o diagnóstico.

3- O acadêmico de medicina da uft do 8° período, foi juntamente com o seu


preceptor á enfermaria da obstetrícia responder um parecer do pediatra
sobre uma possível displasia do desenvolvimento do quadril da criança,
descreva os dois testes específicos.
4- MM, 16 anos, masculino, branco. O paciente, assintomático, é encaminhado
ao nefrologista por alterações em exame de urina realizado para admissão
em emprego. Nega sintomas urinários, alterações da cor da urina, edema,
dor lombar. Não usa drogas, não faz exercícios regulares, nega febre ou
convulsão. Não há história familiar de neuropatia, hipertensão ou diabetes.
Exame físico
PA: 120/80 mmHg; FC: 80 bpm; Tax.: 36,7 C; exames de sistema sem achados
relevantes.
Exames realizados há 10 dias
Urina I: D: 1015; Prot: +++; Leuc: 1 p/c; H: 1 p/c
U: 32 mg/dl
C: 0,8 mg/dl
Hemograma: normal
Ecografia renal: normal

4.1. Podemos, seguramente, afirmar ao paciente que se trata de:


a. Proteinúria assintomática
b. Insuficiência renal aguda não oligúria
c. Infecção urinária baixa
d. Bacteriúria assintomática
e. Insuficiência renal crônica agudizada

4.2. Após explicar o diagnóstico ao paciente, o mesmo pergunta o que


fazer agora?
a. Indicar biópsia renal.
b. Relatar ao paciente que ele tem uma doença sistêmica e que o mesmo deve
procurar um serviço de clínica médica.
c. Repetir dosagem sérica de uréia e creatinina, pois pode haver um erro
laboratorial.
d. Nenhum tratamento específico. Tranquilizar o paciente e repetir o exame de
urina uma vez ao ano.
e. Explicar-lhe sobre o diagnóstico de insuficiência renal aguda e da
possibilidade de realizar hemodiálise.

5- Paciente de 64 anos de idade, sexo masculino, com diabete medito tipo 2 e


hipertensão arterial há 15 anos. Encaminhado ao nefrologista por apresentar
aumento da creatinina sérica. Pressão arterial 170/100 mmHg sentado e em
pé. Fundo de olho, retinopatia por hipertensão arterial.
Exames complementares
Urina I: D: 1020; P: 30 mg/dl; L: 4 p/c; H: 3 p/c
Prot de 24 h: 600 mg em 2.200 ml!
U: 84 mg/dl!
C: 2,62 mg/dl!
Glicemia de jejum: 152 mg/dl!
Hemoglobina glicada: 8,2%!
Col total: 262 mg/dl!
Triglicérides: 310 mg/dl!
US renal: rim esquerdo 12,2 cm e rim direito: 9,3 cm nos seus maiores eixos.
Relação
córtico-medular preservado.

5.1-O paciente, angustiado, pergunta-lhe qual o problema com os rins dele?

a. Seguramente trata-se de um paciente com apenas nefropatia diabética


devido ao não controle do diabete
b. Cautelosamente, relatamos que o paciente tem os seguintes diagnósticos:
nefropatia diabética ,doença isquêmica renal e nefropatia por hipertensão
arterial.
c. Trata-se apenas de um pico hipertensivo com repercussão momentâneo nos
rins.
d. Relatamos que para definirmos o diagnóstico há a necessidade de realizar
biópsia renal.
e. Informamos que seus rins estão bem e que apenas a pressão arterial e
diabete estão alterados.

6- Dor no pênis flácido é causada geralmente devido a:


a) Doença de Peyronie
b) Inflamação na bexiga ou uretra
c) Priapismo
d) Cálculos no ureter distal
e) Hidrocele

7- Dor crônica no escroto é geralmente causada por:


a) Torção testicular
b) Trauma
c) Criptorquidia
d) Hidrocele
e) Orquite

8- Quando uma eletrocoagulação cistoscópica é planejada, a solução irrigante que


deve ser evitada é:
a) Sorbitol
b) Solução salina normal
c) Água estéril
d) Glicina
e) Manitol

9- PACIENTE DE 8 ANOS, DEU ENTRADA NO PRONTO-SOCORRO COM


HISTÓRIA DE INCHAÇO NAS PÁLPEBRAS DO OLHO DIREITO HÁ 5 DIAS. MÃE
REFERE QUE A CRIANÇA VEM APRESENTANDO FEBRE NOS ÚLTIMOS 3 DIAS.
AO EXAME OBSERVADO SINAIS DE CELULITE ORBITÁRIA. SÃO SINAIS DE
GRAVIDADE, QUE PODEM ESTAR PRESENTES EM UMA CELULITE ORBITÁRIA,
EXCETO:
a) PRESENÇA DE PROPTOSE UNILATERAL
b) LIMITAÇÃO DE MOVIMENTAÇÃO OCULAR NO LADO COMPROMETIDO
c) DIMINUIÇÃO DA ACUIDADE VISUAL DO OLHO COMPROMETIDO
d) EDEMA E HIPEREMIA DAS PÁLPEBRAS

10- Em relação à família do herpesvírus, podemos dizer que:

I- O herpes zoster oftálmico é devido uma reativação do vírus de varicela (VZV), em


geral com lesões correspondentes ao dermátomo do segundo ramo do trigêmio.
II- As lesões oculares graves ocasionadas pelos integrantes da família herpesvírus
ocorrem apenas em pacientes imunocomprometidos.
III-O HSV(virus herpes simples) é um importante agente etiológico das doenças
externas oculares dentre estas a ceratite herpética.
IV- Na ceratite epitelial herpética pelo herpes simples podemos encontrar lesões
dendríticas que são decorrentes da replicação viral ativa no epitélio corneano.
V- Corticóide tópico não deve ser administrado na vigência de infecção epitelial
herpética ativa

a) uma alternativa está correta


b) duas alternativas estão corretas
c) três alternativas estão corretas
d) quatro alternativas estão corretas
e) todas estão corretas

11- Assinale a alternativa incorreta:


a) Manifestações oculares são comuns na AIDS e muitos destes pacientes
desenvolvem tais manifestações ao longo do curso da doença.
b)O envolvimento ocular na AIDS é polimorfo e, basicamente, compreende em lesões
ocasionadas pelo próprio vírus, reações imunológicas ou devido infecções
oportunistas.
c)A retinite por CMV foi a doença mais freqüente no paciente com AIDS, porém tal
patologia é atualmente mais comum no indivíduo com comprometimento imunológico
menor.
d)O surgimento das novas drogas para o tratamento do HIV também conhecidas como
terapia anti-retroviral ou HAART,possibilitou melhora do estado imunológico do
paciente, diminuindo as infecções oportunistas secundárias

12-Conduta pré anestésica no paciente em uso de drogas anti-


coagulante:
a) Adequar a medicação a drogas de baixo peso molecular .e escolher a técnica
anestesica respeitando a farmacologia dos anti coagulantes
b) Manter a medicação seja ela qual for
c) Suspender imediatamente a medicação anti-coagulante
d) Indicar qualquer técnica anestésica
e) Só fazer anestesia geral

13-Avaliação laboratorial Básica do pré anestésico:

a) Hemograma completo,Rx torax ,glicemia


b) Hemograma completo,ECG,coagulograma
c) Hemograma completo e coagulograma
d) Hemograma completo, coagulograma ,Rx de tórax

14- Em relação ao índice de Mallampati, podemos afirmar:


a) Parâmetro único na avaliação de via aérea difícil
b) Consiste na vizualizacao de estruturas anatômicas da orofaringe, nasofaringe e
laringofaringe, na avaliação da via aérea difícil
c) Não se aplica em crianças e velhos
d) Um dos parâmetros na avaliação da via aérea difícil utilizando a visualização
da cavidade oral: língua, úvula e pilares amigdalianos com classificação de 1 a
4
e) Nenhuma das anteriores

15- Paciente apresenta um quadro de dermatite de contato por esmalte com eczema
agudo em região periorbitária à esquerda e sulco nasogeniano, a melhor conduta é:
a) afastar o causador
b) afastar o causador e aplicar corticóide tópico
c) manter o uso do esmalte e usar corticoide tópico
d) usar corticóide oral por 3 dias
e) não precisa afastar o causador e aplicar tacrolimus tópico

16- Qual os locais mais comuns de acometimento da Dermatite Seborréica:


a) Couro cabeludo, face e tronco superior
b) Couro cabeludo, sombrancelha, glabela e região retroauricular
c) Dobras de extensão, região palmar e plantar
d) Couro cabeludo, cotovelos e joelhos
e) Face , região pré esternal e região palmo-plantar
17- Paciente 5 anos apresenta quadros recorrentes de prurigo estrófulo, há 7 dias
inciou quadro de lesões eritemato-papulo-crostosas com crostas aderentes
amareladas disseminadas pelo corpo lembrando queimadura de cigarro, relata febre e
queda do estado geral, qual o principal diagnóstico diferencial e tratamento:

a) Erisipela e penicilina cristalina


b) Disidrose e corticoide tópico
c) Impetigo e cefalexina oral e antibiótico tópico
d) Cuidados gerais e antibiótico tópico
e) Dermatite de contato e corticoide tópico

18-Mulher, 35 anos, com diagnóstico prévio de vitiligo, consulta com queixa de


irritabilidade, nervosismo, palpitações e perda de 3 kg no último mês. Ao exame físico
observa-se bócio discreto de 25 gramas, indolor, difuso e firme. Exames
complementares revelam TSH < 0,01 mUI/mL(VR:0,3-4,5), T3 total = 220 ng/dL
(VR:70-200), T4 total = 15 μg/dL (VR:4,5-12), anti-TPO = 52 UI/mL (VR:< 35), anti-Tg
= 144 UI/mL (VR:< 115), VSH= 12 mm; captação do I131 nas 24 horas =
1%(normal=15 a 30%). Com relação à doença que esta paciente apresenta,MARQUE
A CORRETA:

a) o diagnóstico mais provável é de uma hashitoxicose.Necessita avaliações


periódicas devido ao alto risco de hipotireoidismo crônico.
b) O uso de glicocorticóides provoca alívio dos sintomas em 24-48 horas.
c) É usualmente precedida de infecção aguda do trato respiratório superior.
d) Os sintomas são facilmente controlados com doses baixas de uma droga
antitireoidiana.
e) Necessita de avaliação periódica pelo risco aumentado de desenvolver
oftalmopatia.

19- Diante de uma paciente de 45 anos com bócio difuso discreto, elevação de T4
livre, supressão de TSH e captação de radioiodo elevada, podemos dizer
(MARQUE A CORRETA):

a) Trata-se de um caso de tireotoxicose factícia.


b)Trata-se de um caso de tireotoxicose passageira por tireoidite.
c)Trata-se de um caso de contaminação por iodo.
d)Uso de antitireoidiano por 1,5 ano quase sempre leva à cura.
e) Anticorpo para receptor de TSH geralmente está elevado nesta doença.

20- Os seguintes fatores podem implicar aumento da necessidade diária de L-tiroxina


em mulheres com hipotiroidismo primário, EXCETO:
a) Gravidez
b) Doenças intestinais inflamatórias
c) Terapia crônica com sertralina, fenobarbital ou carbamazepina
e) Cirrose hepática

Prova Teórica Saúde do Adulto II

Data: 07/11/2014
Nome do aluno:
1) Na patogênese do Diabetes tipo 2 (DM2) há uma interação complexa de fatores
genéticos e ambientais, sendo a resistência insulínica e a deficiência relativa de
insulina os mais importantes. Em relação aos outros fatores patogênicos no Diabetes
tipo 2, marque a alternativa INCORRETA :

( a ) redução acentuada da lipólise

( b ) aumento da reabsorção de glicose nos túbulos renais

( c ) aumento da secreção de glucagon

( d ) deficiência e resistência às incretinas

2)Baseado nos critérios atuais de diagnóstico do Diabetes Mellitus (DM), em qual


alternativa abaixo NÃO se pode confirmar de imediato o diagnóstico de Diabetes :

( a ) Homem 43anos, assintomático, IMC = 31Kg/m2, antecedente de


Hipertrigliceridemia recorrente. Glicemia de jejum = 178mg/dl sendo exame repetido
na semana posterior com valor = 155mg/dl.

( b ) Mulher 56anos, HAS prévia com queixa de parestesias distal em mmii. Glicemia
jejum inicial = 120mg/dl. TOTG (teste oral de tolerância a glicose) posterior: 0min =
124mg/dl e 2h = 215mg/dl

( c ) Mulher 21anos com queixa de astenia, prurido vulvar, náuseas, poliúria e perda
ponderal importante recentemente. Desidratada 3+/4+ com única glicemia casual =
420mg/dl.

( d ) Homem 28anos com queixa de mialgia. Antecedente de Anemia Falciforme


homozigótica em uso de AAS 300mg/dia. Glicemia jejum = 103mg/dl. HbA1c = 6,7% (
hemoglobina glicada)

3)Mulher 48anos, menopausada há 3anos, sem uso TRHM, HAS há 5anos e DM2
há 2anos. Faz uso de losartana 100mg/dia + metformina 1700mg/dia +
glibenclamida 10mg/dia. Comparece ao ambulatório para consulta de controle. Seu
IMC = 36Kg/m2, PA = 150x90mmHg. Apresenta exames : GJ glicemia jejum =
140mg/dl, GPP glicemia pós prandial = 155mg/dl, HbA1c = 9%, CT colesterol total
= 240mg/dl, HDL col = 25mg/dl, LDL col = 70mg/dl, Triglicérides TG = 300mg/dl.
Considerando as metas terapêuticas preconizadas para redução do risco
cardiovascular e prevenção das complicações crônicas do Diabetes assinale a
alternativa CORRETA :

( a ) PA, IMC e LDL col estão de acordo com as metas recomendadas

( b ) GJ, GPP e HbA1C estão dentro das metas preconizadas

( c ) TG , HbA1c e GJ embora acima das metas preconizadas estão em níveis


toleráveis considerando a idade da paciente

( d ) GPP, LDL col estão de acordo com as metas terapêuticas porém deve-se
reduzir os níveis de HbA1C e TG

4)Dentre os esquemas abaixo de tratamento farmacológico do Diabetes Mellitus,


assinale a opção que cujos fármacos mais contribuem para a manutenção ou
perda de peso do paciente diabético obeso :

( a ) metformina, pioglitazona e glicazida

( b) metformina, acarbose e liraglutide

( c ) dapagliflozina, exenatida e insulina NPH

( d ) sitagliptina, repaglinida e exenatida

5)Assinale a alternativa INCORRETA a respeito do tratamento farmacológico do


Diabetes Mellitus :
( a ) A nateglinida estimula a primeira fase de secreção de insulina, sendo útil no
controle da glicemia pós prandial

( b ) A metformina reduz a resistência periférica à insulina e estimula a


gliconeogênese hepática

( c ) A ingestão de bebidas alcoólicas aumenta o risco de hipoglicemias em


usuários de sulfoniureias

( d ) O uso crônico de glitazonas em mulheres menopausadas aumenta o risco de


fraturas ósseas principalmente nas extremidades distais

As próximas questões serão respondidas na última folha em branco:

6)Qual o motivo de termos o número 4,0 (quatro) como valor de referência (limite
habitual) de PSA para um homem idoso ou 2,5 (dois vírgula cinco) o adulto jovem?
7)Responda as perguntas abaixo:
a) o que é fimose?
b) o que é aderência balano-prepucial?
c) como conduzimos (tratamos) um paciente portador de fimose?
d) como conduzimos (tratamos) um paciente com aderência balano-prepucial?

8)N.A.C , 1 ano, masculino, comparece ao centro cirúrgico para realização de curativo


com desbridamento por queimadura em perna esquerda. Mãe relata que o menor teria
ingerido uma mamadeira de leite com toddy a 4 horas. Conduta:

a) Encaminhar o menor imediatamente a sala cirúrgica e realizar com urgência


anestesia geral sobre mascara

b) Encaminhas o menor imediatamente a sala cirúrgica e realizar com urgência


anestesia geral com intubacao orotraquial

c) Nenhuma das anteriores

d) Suspender o procedimento e marcar para o próximo dia , repreendendo a mãe por


ter alimentado o menor

e) Aguardar o jejum de 6 horas e realizar o procedimento

9) X.Y.Z , 18 anos, feminino, internada a uma semana no HGP, para tratamento


ortopédico de fratura fechada de tíbia direita. Paciente ASA 2, com historia de uso de
crack (adicta desde os 16 anos). Realizado bloqueio subaracnóideo simples sem
intercorrencias, iniciada a cirurgia paciente apresenta agitação psico-motora,
sudorese, taquicardia e hipertensaoarterial. Possivelmente trata-se:

a) Intoxicação por anestésico local

b) Crise de abstinência

c) Crise maníaca

d) Hipoxicerebral

e) Todas as anteriores

10)O diagnóstico precoce da hanseníase e o seu tratamento adequado evitam a


evolução da doença,consequentemente impedem a instalação das incapacidades
físicas por ela provocadas. De acordo com a referência, são verdadeiras as afirmativas
a seguir, EXCETO:
a) Dentre as pessoas que adoecem, algumas apresentam resistência ao bacilo,
constituindo os casos Paucibacilares (PB), que abrigam um pequeno número de
bacilos no organismo.

b) Um número menor de pessoas não apresenta resistência ao bacilo, que se


multiplica no seu organismo passando a ser eliminado para o meio exterior, podendo
infectar outras pessoas.

c) Os casos Paucibacilares são considerados importantes fontes de transmissão da


doença apesar da baixa carga bacilar.

d) Os casos Multibacilares são a fonte de infecção e manutenção da cadeia


epidemiológica da doença.

11) Analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa correta:

1. As pessoas que constituem os casos Multibacilares (MB), são a fonte de infecção e


manutenção da cadeia epidemiológica da doença.

2. Quando a pessoa doente inicia o tratamento quimioterápico, ela deixa de ser


transmissora da doença, pois as primeiras doses da medicação matam os bacilos,
torna-os incapazes de infectar outras pessoas.

3. Na hanseníase, as lesões de pele sempre apresentam alteração de sensibilidade,


sendo esta uma característica que as diferencia das lesões de pele provocadas por
outras doenças dermatológicas:

a) estão corretas as afirmativas 1, 2 e 3.

b) estão corretas apenas 1 e 3.

c) as três afirmativas estão incorretas.

d) as afirmativas 1 e 3 estão incorretas.

12)Qual a sua conduta terapêutica frente a paciente que recebeu alta há 2 anos após
poliquimioterapia para multibacilar, e apresenta reação tipo 1, com neurite:

a) Reintroduzir na PQT/OMS para multibacilares


b) Iniciar corticoterapia (prednisona) na dose 1mg/kg/dia
c) Associar os dois tratamentos acima descritos
d) Manter conduta expectante
e) Reintroduzir na PQT/OMS para paucibacilares

13) Paciente classificado como paucibacilar, alocado no esquema poliquimioterápico


padrão PB apresenta, na 4ª dose supervisionada, lesões tipo eritema nodoso
disseminadas e comprometimento do estado geral (febre, artralgias, prostração,
anorexia, adenomegalia). A conduta correta é:
a) Suspender a poliquimioterapia padrão para PB e iniciar simultaneamente o
tratamento anti-reacional e a poliquimioterapia padrão para MB
b) Interromper a poliquimioterapia padrão para PB e iniciar tratamento anti-reacional
c) Manter a poliquimioterapia padrão para PB e iniciar tratamento anti-reacional
d) Solicitar exames baciloscópico e histopatológico e aguardar para melhor definição
diagnóstica
e) Suspender a poliquimioterapia padrão para PB e iniciar a poliquimioterapia padrão
para MB

14) Em relação ao estado reacional na hanseníase é CORRETO afirmar que:

A) a reação tipo 1 ocorre em pacientes que não possuem nenhum grau de imunidade
celular
B) a reação tipo 2 ocorre em pacientes portadores da forma virchowiana e dimorfos
virchowianos

C) a reação tipo 2 caracteriza-se pela exacerbação das lesões pré-existentes

D) a reação tipo 1 ocorre na fase inicial da doença na forma indeterminada

15)Quais são os locais mais acometidos pela Dermatite Seborréica do Adulto ?


Responda abaixo

16)Cite três critérios diagnósticos da Dermatite atópica:

17)UM PACIENTE NA AVALIAÇÃO OFTALMOLÓGICA COM A TABELA DE


SNELLEN A 6 METROS DE DISTÂNCIA APRESENTA ACUIDADE VISUAL DE 20/40
EM OLHO DIREITO. O QUE ISSO SIGNIFICA?

A – QUE ELE ENXERGA A 40 PÉS DE DISTÂNCIA O QUE UM PACIENTE NORMAL


ENXERGA A 20 PÉS.
B – QUE ELE POSSUI VISÃO NESTE OLHO MELHOR QUE OUTRO PACIENTE
QUE APRESENTA VISÃO DE 20/30.
C – QUE ELE ENXERGA A 20 PÉS O QUE UM PACIENTE NORMAL ENXERGA A 40
PÉS DE DISTÂNCIA, LOGO ELE TEM UMA VISÃO MELHOR QUE A NORMAL.
D – QUE ELE ENXERGA A 20 PÉS O QUE UM PACIENTE NORMAL ENXERGA A 40
PÉS DE DISTÂNCIA, LOGO ELE TEM UMA VISÃO INFERIOR A NORMAL.
E – NDA

18)EM UM PACIENTE ATENDIDO NO PRONTO-SOCORRO COM HISTÓRIA DE


TRAUMA CRÂNIO-ENCEFÁLICO E SUSPEITA DE FÍSTULA CAROTÍDEO-
CAVERNOSA, QUAL DOS SINAIS OFTALMOLÓGICOS ABAIXO NÃO FAZEM
PARTE DOS ACHADOS ESPERADOS?
A – PROPTOSE
B – PULSAÇÃO ORBITÁRIA
C – SOPRO AUSCULTADO NA REGIÃO ORBITÁRIA
D – ANISOCORIA
E – NDA