Вы находитесь на странице: 1из 27

MANUAL DO BRINCAR:

A IMPORTÂNCIA DAS
BRINCADEIRAS INFANTIS
Este eBook contém material
novo, relevante, claro e útil sobre
a importância das brincadeiras
infantis para o desenvolvimento
da criança.

Compartilhamos este precioso


conhecimento de grandes
especialistas na primeira infância Mergulhe na leitura
com o objetivo de ajudar pais e e mude a sua visão
mães a conhecerem mais sobre do brincar para
o desenvolvimento infantil e explorar ao máximo
serem conscientes nos cuidados os benefícios desta
dos próprios filhos. experiência.
Índice

Brinquedos criativos: entenda Brinquedos educativos para


4 a importância para o desen- 11 bebês: como escolher os
volvimento das crianças mais adequados?

Qual é o melhor brinquedo para o


6 desenvolvimento de uma criança?
12 Descobrir o corpo faz parte do brincar

Materiais que valorizam a autonomia


7 Descobrir o mundo no ato de brincar 14 da criança e a sua exploração

Como esses brinquedos ajudam


8 no desenvolvimento? 21
Objetos de cozinha, caixas de papelão,
fitas e bacias são ótimos brinquedos!
O que podemos oferecer de materiais
10 e brinquedos que ajudam a criança a Jogos educativos: segredo para
exercitar a capacidade criativa? 22 desconectar as crianças do universo digital
Brinquedos criativos: Criar está dentro do ser humano, todos
somos criativos. Mas na infância essa
entenda a importância criatividade se expande pela sala com
uma certa sensação de desordem. Ela
para o desenvolvimento se expressa em todos os lugares, as
vezes suja, muitas vezes parece que
das crianças tudo virou bagunça. É a maravilhosa
criatividade do seu filho.

Permitir o processo criativo das crianças


é um desafio para nós adultos, que
tentamos ajudar as crianças a serem
responsáveis, ordenadas, coerentes
e organizadas. Porém, precisamos
permitir essa “desordem”, pois nela
está a experimentação, a criação e a
compreensão profunda deste mundo.
Valorizar a expressão
da criatividade ajuda as
crianças a procurar soluções,
a fazer novas conexões, a
inventar novos jeitos de se Muitos pais e mães que
adaptar ao mundo e a se querem fazer o melhor Achou essa situação familiar?
conectar com suas emoções. para seus filhos compram Não à toa, as casas estão
esses brinquedos. E você cheias desses brinquedos
A indústria de brinquedos percebe que seu filho pouco quebrados que prometiam o
oferece opções atraentes pode fazer com ele, pois desenvolvimento intelectual
com frases chamativas que o brinquedo é ativo e seu e motriz sem bagunça. E
nos convidam a ajudar nossos filho só interage com ele de aí você observa a criança
filhos a se desenvolverem, um jeito. Até que vê outra apaixonada pela prateleira
ganhar habilidades, a serem maneira e o brinquedo com panelas, pelos copos
mais inteligentes, tudo em quebra, e já não podemos com água e pelas pedrinhas
uma caixa só. fazer mais nada com ele. da varanda.
Qual é o melhor
brinquedo para o Muitos que nem parecem Os arcos de madeira podem
brinquedos e, sobretudo, ser túneis para carrinhos,
desenvolvimento aqueles em que a criança é pontes, prédios, rampas,
de uma criança? ativa e o brinquedo, passivo. barcos, e tantas outras.

Alguns materiais são O brincar é inato e fascinante


fascinantes por não terem na vida das crianças. Elas têm
uma estrutura, eles ajudam a a capacidade de ressignificar
impulsionar a capacidade objetos e criar uma
criativa das crianças, pois brincadeira que não somos
são materiais que expandem capazes de prever.
inúmeras possibilidades ao
seu uso na brincadeira.
Descobrir o mundo
no ato de brincar
A criança usa o brincar para Brincar também é descobrir
descobrir o mundo: para sentir como são os outros: imaginar o
texturas, pesos, a gravidade, mundo, construí-lo, fazer-se de
os sabores, os mecanismos. mamãe, de papai, de pasteleira,
E também para descobrir a de doutora, de jardineira.
si mesma, quanto seu corpo Existe um espaço dentro disso Nós adultos precisamos
pode correr, quanto peso tudo que é a imaginação e a parar e observar o
pode levar, quão alto pode criação daquilo que não existe. interesse da criança, voltar
chegar, quão forte ela é. É o artista interno saindo e se nossas atenções ao que
expressando no brincar simples é simples e abrir dentro
e complexo ao mesmo tempo. da gente a nossa criança
criativa para nos inspirar.
Como esses Habilidades motoras: as crianças
brinquedos são ativas e manipulam os objetos de
diversas formas com o corpo;
ajudam no
desenvolvimento?
Habilidades emocionais: a criatividade
está presente no hemisfério direito do
Dissemos que os melhores nosso cérebro, junto com os sentimentos.
brinquedos são aqueles que Ativando a criação e a imaginação,
nem parecem brinquedos. nos conectamos com nós mesmos e
Isso é o que chamamos de com nossa área sensorial e sensitiva.
brinquedos não estruturados. E as crianças que criam suas próprias
Mas, o que eles favorecem no brincadeiras têm um sentimento de
desenvolvimento da criança? satisfação, competência e autonomia;
Habilidades cognitivas: Habilidades sensoriais:
disponibilizar brinquedos é na exploração e na
sem estrutura prévia favorece pesquisa de materiais para
o desenvolvimento da além do plástico que a
capacidade criadora. O criança vai aprimorando os
fator imaginação é o mais sentidos. Materiais como
importante e este terreno feltro, algodão, madeira,
deve ser garantido. Quando metal, papéis e elementos da
uma criança exercita a sua natureza promovem diversas É sempre muito bacana observar
imaginação, ela cria novas sensações táteis e visuais. crianças ativas que criam a
conexões e lida melhor com partir do que não está pronto.
problemas pois é capaz de Brinquedos e materiais não são
imaginar novas soluções; para hiper-estimular, mas para
satisfazer a curiosidade natural
das crianças.
O que podemos oferecer de
materiais e brinquedos que
ajudam a criança a exercitar
a capacidade criativa?
Elementos da natureza, lanternas, objetos
de cozinha, tecidos, massinhas, papéis,
fitas, caixas, todo tipo de sucata (que
não ofereça riscos), blocos de madeira,
arcos de madeira, feltros e diversas
outras coisas que vocês poderão
encontrar, na natureza.
Brinquedos
educativos para
bebês: como escolher
os mais adequados?
O brincar do bebê é absolutamente
exploratório. Começa desde a
exploração do corpo da mãe ou de
uma outra figura de referência, até
iniciar a exploração do próprio corpo.
Descobrir o corpo faz
parte do brincar
Você sabia que um dos
primeiros brinquedos para o
bebê é a própria mão? Ele
não sabe que ela faz parte
do seu corpo. Então ele mexe
os braços, visualiza as mãos,
depois tenta colocá-las na
boca. E faz essa repetição por
muitas vezes até entender que
a mão é parte de si mesmo.
Aos poucos, o bebê começa a explorar o corpo
no espaço e na medida que vai conquistando
a sua locomoção, busca investigar os objetos
que constituem a sua realidade. Inicialmente,
o bebê explora os objetos com uma mão,
experimenta as duas mãos, e passa a
transferir de uma mão para outra.

Para potencializar essa descoberta do


corpo, dos objetos e do brincar, o melhor
lugar para o bebê ficar é no chão, pois
ele precisa ter uma base muito segura
para treinar os apoios do corpo e
realizar os movimentos.
Materiais que Pano Pikler:
Esse é um retalho de 15cm
valorizam a x 15cm, muito simples.
autonomia da Nessa fase, os bebês estão
desenvolvendo a visão,
criança e a sua por isso o contraste de cor,
exploração fundo vermelho com bolinhas
brancas, chamam muito sua
atenção. Seu cérebro está
buscando compreender a
diferenciação de cores, a
distância das coisas que Você pode colocar o
enxergam. O tamanho paninho próximo aos ombros
pequeno do pano Pikler é do bebê deitado. Observe!
para facilitar que os bebês O pano pode ajudar a
consigam manipular e pegar despertar a curiosidade e
com mais autonomia. favorecer o seu movimento.
Bola Pikler:
Essa bola é baseada no
trabalho da abordagem Pikler.
Ela foi desenhada pensando
no desenvolvimento motor
dos bebês e para facilitar a
manipulação.

Os bebês conseguem ir atrás,


porque não é uma bola que vai
tão longe e também conseguem
pegar com mais facilidade por As bolas no geral
entre os vãos. Além disso, você são ótimas para
consegue colocar coisas dentro, impulsionar o
como por exemplo um paninho, movimento dos
tornando a exploração ainda bebês e não podem
mais interessante. faltar em casa.
Rodari:
O Rodari é interessante, pois,
além da textura diferente da
madeira, é um brinquedo
que ajuda no impulso do
movimento, porque ele também
rola. Além disso, é possível
brincar com as bolinhas de
dentro, o bebê adora investigar
e compreender de onde está
vindo o barulho.
Ovo e o encaixe Montessori:
Esse material foi desenhado
por Maria Montessori como
o primeiro quebra cabeça de
um bebê. Ele é um material
que traz o que Montessori Outro fator interessante é o
chama de controle do erro. formato do ovo que ajuda a
Quando uma criança consegue treinar o movimento muscular
manipular o material e, por do centro da mão, o que
ele mesmo, descobrir se está depois vai ajudar a aperfeiçoar
conseguindo ou não, sem a o movimento de pinça,
interferência de um adulto – pegando objetos com o dedo
esse é o controle do erro. indicador e com o polegar.
Cesto dos tesouros:
O cesto dos tesouros foi desenhado
pela pedagoga inglesa Elinor
Goldschimied. Esse cesto é adequado
para bebês que já conseguem se
sentar com bastante autonomia,
sustentando-se sozinhos.

O interessante do cesto é que


parece uma ideia simples, mas com
pensamentos mais complexos por trás.
Ele pode ajudar na construção da
autonomia da criança favorecendo
escolhas. Afinal, é o bebê que escolhe
os brinquedos que mais interessam e
troca quando quer.
Caixa de permanência:
A caixa de permanência é um
material desenhado por Montessori
que ajuda o bebê a entender que os
objetos permanecem ainda que não
possam ser vistos. Como funciona? A
bolinha entra no buraco, mas se você
abre a gaveta ela continua existindo.

A percepção é: “Minha mãe vai,


mas ela não deixa de existir, e
depois retorna”. O objetivo é ajudar
para que a ansiedade da separação
não seja tão traumática. Você pode
disponibilizar por volta dos 8 meses.
Garrafa sensorial
As garrafas sensoriais são
interessantes para bebês de 6
a 12 meses, pois favorecem a
curiosidade, a coordenação
motora, a visão e a percepção
sonora. É um material
interessante para disponibilizar
sozinho ou dentro de um cesto
com várias opções.

Fique atento em oferecer


garrafas menores e menos
pesadas para facilitar o
manuseio do bebê.
Objetos de cozinha,
caixas de papelão,
fitas e bacias são
ótimos brinquedos!

Sim, os bebês e crianças Por isso os bebês adoram


pequenas amam esses objetos. colher de pau, rolinho de papel
Para Maria Montessori, a criança higiênico, forminhas de silicone,
é pesquisadora por natureza, ela de metal… Tudo o que você
quer reconhecer o seu entorno e tiver em casa (que não ofereça
o seu principal interesse serão os riscos) pode disponibilizar que
objetos da sua casa. o seu bebê vai curtir muito!
Jogos educativos: segredo
para desconectar as crianças
do universo digital

A ideia do “jogo educativo” E, sim, em escolas e no


surge no momento em que consultório é possível explorar
o jogo sai do contexto da um jogo de maneiras diferentes e
brincadeira, em que o propósito com objetivos mais aprofundados
é puramente lúdico, e vai para e definidos, mas sabemos que
um contexto no qual se espera as crianças aprendem e se
que a criança aprenda algo desenvolvem de alguma maneira
com aquela atividade. com qualquer jogo. Quer
entender melhor como?
Nas situações de jogo, Os educadores perceberam
por exemplo, precisamos que o desenvolvimento humano
compreender e respeitar as vai além do aspecto cognitivo,
regras. Ou seja, organizar-se é preciso integrar as emoções
para jogar, esperar por sua e a socialização em qualquer
vez de jogar, prestar atenção processo de aprendizagem.
na jogada do outro, ir até o Ou seja, em qualquer situação
final da partida, saber ganhar de jogo de regras, seja num
e saber perder. Hoje em dia, jogo da memória qualquer,
estas habilidades ganharam por exemplo, os participantes
grande status, são consideradas estarão desenvolvendo essas
competências socioemocionais tão importantes habilidades.
muito importantes no
desenvolvimento das crianças.
Vale ressaltar, ainda, a Além das habilidades
importância dos jogos de socioemocionais, os jogos
mesa e de tabuleiro, pois assim também trabalham habilidades
há contato direto com outras cognitivas e relacionadas ao
pessoas, diferentemente do que raciocínio lógico e matemático,
ocorre nos jogos digitais. Sem como a memória e o raciocínio
querer afirmar que os jogos antecipatório (estratégia e
digitais são ruins - pelo contrário, planejamento), por exemplo.
sabe-se que existem boas
versões, que desenvolvem muitas Por isso, aqui, selecionamos
habilidades. No entanto, em duas sugestões bem simples
relação ao desenvolvimento de que podem trazer benefícios
competências socioemocionais, ao desenvolvimento do seu
a socialização que acontece filho. Confira a seguir.
no momento, no tête à tête, é
insubstituível.
Jogo da velha

Número de jogadores: 2

Preparação: desenhe numa


folha de papel um tabuleiro
com três linhas e três colunas.
Caso um dos jogadores
Como jogar: dois jogadores consiga colocar três
escolhem as marcações Objetivo: preencher três elementos em linha, é o
com as quais desejam jogar círculos ou x em linha, vencedor. Caso nenhum
(normalmente um ‘círculo’ e seja ela vertical, horizontal consiga, dá empate, e
um ‘x’) e vão preenchendo, ou diagonal, enquanto quando isso acontece,
cada um na sua vez, as tenta impedir seu adversário costumamos dizer que
lacunas vazias do tabuleiro. de fazer o mesmo. “deu velha”.
Jogo dos pontinhos
R
Número de jogadores: 2 R R
S
Preparação: preencha uma folha S S
com pontinhos em fileiras horizontais
(e também verticais), mais ou menos
com a mesma distância.

Como jogar: cada jogador, na sua vez, deve Objetivo: o jogo


juntar dois pontinhos, com o objetivo de formar acaba quando todos
um quadrado. Quem forma o quadrado os pontinhos estiverem
coloca a letra inicial do seu nome dentro dele. ligados e ganha o
Quem forma um quadrado deve juntar outros jogo quem conseguir
dois pontinhos automaticamente depois disso. formar mais quadrados.
Não somos apenas uma loja de brinquedos.
Valorizamos a importância do Por isso, oferecemos uma curadoria de
brincar e acreditamos no potencial brinquedos selecionados não apenas
de brinquedos criativos. Tanto pelo o que fazem, mas sim pelo o
como ferramenta essencial para o que permitem às crianças fazerem,
desenvolvimento da criança e da garantindo a elas um papel ativo e
relação entre pais e filhos, quanto imaginativo. Gostaria de conhecer
como forma de descoberta do mundo. mais sobre o trabalho que realizamos?

Entre em contato