Вы находитесь на странице: 1из 3

TERMOS TÉCNICOS

A
 Ablepsia - cegueira.
 Abrasão - esfoladura, arranhão.
 Abscesso - coleção de pus localizada numa cavidade formada pela desintegração do
tecido.
 Acinésia - impossibilidade de movimentos voluntários, paralisia.
 Acinesia - lentidão dos movimentos ou paralisia parcial.
 Afagia - impossibilidade de deglutir.
 Afasia - impossibilidade de falar ou entender a palavra falada.
 Afonia - perda mais ou menos acentuada da voz.
 Amenorréia - falta de menstruação.
 Anorexia - falta de apetite, inapetência.
 Anóxia - redução do suprimento de oxigênio nos tecidos.
 Anúria - ausência da eliminação urinaria
 Apático - sem vontade ou interesse para efetuar esforço físico ou mental.
 Apnéia - parada dos movimentos respiratórios.
 Ascite - edema localizado na cavidade peritoneal com acúmulo de liquido.
 Astenia - enfraquecimento
 Ataxia - não coordena os músculos e a locomoção.
B
 Blefarite - inflamação das pálpebras.
 Blenorréia - secreção abundante das mucosas, especialmente da vagina e uretra.
 Bradicardia - diminuição dos batimentos cardíacos.
 Bradipnéia - redução anormal no ritmo respiratório.
 Bradiesfigmia – Pulso com freqüência aumentada e profundidade normal
C
 Caquexia - desnutrição adiantada, emagrecimento severo.
 Cefaléia - dor de cabeça.
 Cianose - coloração azulada por falta de oxigênio.
 Cistite - inflamação da bexiga.
 Congestão - acúmulo anormal ou excessivo de sangue numa parte do organismo.
 Constipação - retenção de fezes ou evacuações insuficientes.
 Coriza - inflamação catarral das fossas nasais
D
 Disfagia - dificuldade de deglutir.
 Dispnéia - falta de ar, dificuldade para respirar.
 Disúria - micção difícil e dolorosa.
 Diurese - secreção urinaria.
E
 Edema - retenção ou acúmulo de líquidos no tecido celular
 Emese - ato de vomitar.
 Enxaqueca - dor de cabeça unilateral.
 Epistaxe - hemorragia nasal.
 Equimose - extravasamento de sangue por baixo dos tecidos "manchas escuras ou
avermelhadas".
 Eritema - vermelhidão na pele.
 Eructação - emissão de gases estomacais pela boca,arroto.
 Esteatorréia - evacuação de fezes descoradas, contendo muita gordura.
 Escabiose - moléstia cutânea contagiosa, caracterizada por lesão multiforme,
acompanhada por prurido intenso.
F
 Febre intermitente - alternativas de febre e temperatura normal.A malária por
exemplo produz febre intermitente, com intervalos certos.
 Febre remitente - febre que apresenta melhoras ou diminuição, mas sem chegar a
desaparecer.
 Febre recorrente - alguns dias com febre, seguidos de outros sem febre e
novamente outros com febre.
 Ferida cirúrgica - a incisão cirúrgica asséptica.
 Ferida incisiva - corte.
 Ferida infectada - aquela em que há micróbios.
 Ferida lacerada - quando há arrancamento ou laceração dos tecidos.
 Ferida perfurada - ferida produzida pela penetração de objeto perfurante.
 Fissura - ulceração de mucosa.
 Flatulência - distensão dos intestinos por gases.
 Furúnculo - infecção e inflamação de um folículo piloso.
H
 Hematêmese - vomito com sangue.
 Hematoma - extravasamento de sangue fora da veia.
 Hematúria - presença de sangue na urina.
 Hemiplegia - paralisia de metade do corpo.
 Hiperpnéia - respiração anormal, acelerada, com movimentos respiratórios
exagerados.
 Hipóxia - falta de oxigênio.
I
 Icterícia - coloração amarelada da pele e mucosa.
 Isquemia - insuficiência local de sangue.
L
 Letargia – Sonolência anormal; estado de ficar preguiçoso ou indiferente.
M
 Melena - hemorragia pelo ânus em forma de borra de café, é o sangue que vem do
estômago ou duodeno e sofreu transformações químicas.
 Menorralgia - hemorragia menstrual.
 Míase - presença de larvas de moscas no organismo.
 Midríase - dilatação da pupila.
 Miose - contração da pupila.
N
 Necrose - morte dos tecidos localizados, de uma região do corpo.
O
 Oligúria - diminuição da quantidade de urina.
 Ortopnéia - acentuada falta de ar em decúbito dorsal. Respira bem quando sentado
P
 Paralisia - diminuição ou desaparecimento da sensibilidade e movimentos.
 Paraplegia – paralisia da cintura para baixo
 Parestesia - alteração da sensibilidade, desordem nervosa, com sensações anormais.
 Pirose - sensação de ardência do estômago á garganta.
 Poliúria - aumento da quantidade de urina.
 Pulso cheio - o que da a sensação de artéria cheia.
 Pulso filiforme - pulso mole e muito pequeno.
 Pulso intermitente - pulso em que algumas pulsações não são percebidas pela mão
que o apalpa.
 Pulso irregular – os batimentos seguem-se em intervalos irregulares.
 Pulso paradoxal – a força e o volume do pulso periférico estão reduzidos quando o
paciente inspira.
 Pulso bigêmino – o pulso tem batimentos prematuros ocasionais, resultando num
intervalo mais curto entre os batimentos, seguindo-se um período mais longo.
Pulsações em grupo de duas, com pausa antes do batimento seguinte.
 Pulso caótico – o pulso é completamente irregular, sem nenhum padrão de
irregularidade.
 Pulso intermitente – pulso com ritmo normal a que se misturam períodos de ritmo
irregular.
 Pulso radial-apical – é a verificação dos pulsos radial e apical ao mesmo tempo.
 Pulso regular - os intervalos entre os batimentos são iguais.
 Prurido - coceira intensa.
 Pústula - vesícula cheia de pus.
R
 Respiração de Cheynes-Stockes – respiração com ciclo de hiperventilação seguido
de hipoventilação e apnéia.
 Respiração de Kuussmaul – falta de ar, dispnéia ocorrendo periodicamente, sem
cianose.
 Respiração de Biot – respiração com aumento de freqüência e profundidade normal
seguidos de apnéia.
S
 Sialorréia - salivação excessiva.
T
 Taquicardia - aceleração dos batimentos cardíacos. O normal é entre 72 e 80. De
200 em diante o pulso se torna incontável.
 Taquipnéia - aumento de freqüência dos movimentos respiratórios.

Оценить