You are on page 1of 37

DIREITO CIVIL

SÚMULAS STJ – CIVIL

ALIMENTOS
594
MP tem legitimidade ativa ajuizar ação alimentos proveito criança OU adolescente
independente:
Exercício poder familiar pais; OU
Fato menor se encontrar situações risco art. 98, ECA; OU
Quaisquer outros questionamentos acerca existência OU eficiência DP comarca.

596
Obrigação alimentar avós tem natureza:
Complementar e subsidiária, só se configurando caso impossibilidade total OU parcial
cumprimento pelos pais.

309
Débito alimentar q autoriza prisão civil alimentante é 3 prestações anteriores ajuizamento
execução e se vencerem curso processo.
358
Cancelamento pensão alimentícia filho q atingiu maioridade está sujeito decisão judicial,
mediante contraditório, ainda q próprios autos.

1
Foro domicílio OU residência alimentando é competente ação investigação de paternidade,
quando cumulada com alimentos.

CONTRATO CONSÓRCIO
538
Administradoras consórcio têm liberdade estabelecer respectiva taxa de administração, ainda
q fixada percentual superior 10%.

IMPENHORABILIDADE BEM FAMÍLIA


205
Lei 8.009/90 aplica penhora realizada antes sua vigência.

549
válida penhora bem família pertencente fiador contrato locação.
486
Impenhorável único imóvel residencial devedor q esteja locado 3°, desde q renda obtida com
locação seja revertida subsistência OU moradia sua família.

449
Vaga garagem q possui matrícula própria RI Ñ constitui bem família efeito penhora.

364
Conceito impenhorabilidade bem família abrange também imóvel pertencente pessoas
solteiras, separadas e viúvas.

FRAUDE CONTRA CREDORES


195
Em embargos 3° Ñ anula ato jurídico, fraude contra credores.
Nesse caso, será necessária propositura ação pauliana (ou revocatória).

PRESCRIÇÃO E DECADÊNCIA
547
Nas ações q se pleiteia ressarcimento valores pagos título participação financeira consumidor
custeio de construção de rede elétrica, prazo prescricional é 20 anos vigência CC/16.
Na vigência CC/02, prazo é 5 anos se houver previsão contratual de ressarcimento e 3 anos
ausência cláusula nesse sentido, observada regra transição art. 2.028.

OBRIGAÇÕES
294
Ñ é potestativa cláusula contratual q prevê comissão permanência, calculada pela taxa média
mercado apurada BACEN, limitada taxa contrato.

298
Alongamento dívida originada crédito rural Ñ constitui faculdade instituição financeira, mas,
direito devedor termos lei.

245
Notificação destinada comprovar mora dívidas garantidas alienação fiduciária dispensa
indicação valor débito.

MORA
380
Simples propositura ação revisão contrato Ñ inibe caracterização mora autor.

JUROS E CORREÇÃO MONETÁRIA


296
Juros remuneratórios, Ñ cumuláveis com comissão permanência, são devidos período
inadimplência, taxa média mercado estipulada BACEN, limitada percentual contratado.

472
Cobrança comissão permanência — cujo valor Ñ pode ultrapassar soma encargos
remuneratórios e moratórios previstos contrato — exclui exigibilidade djuros remuneratórios,
moratórios e multa contratual.

30
Comissão permanência e correção monetária são inacumuláveis.

382
Estipulação juros remuneratórios superiores 12% ano, si só, Ñ indica abusividade.

541
Previsão contrato bancário taxa de juros anual superior duodécuplo mensal é suficiente
permitir cobrança taxa efetiva anual contratada.

539
permitida capitalização juros com periodicidade inferior anual contratos celebrados com
instituições integrantes SFN partir 31/3/2000 (MP 1.963-17/00, reeditada como MP 2.170-
36/01), desde q expressamente pactuada.

RESPONSABILIDADE CIVIL
221
São civilmente responsáveis ressarcimento dano, decorrente publicação pela imprensa, tanto
autor escrito quanto proprietário veículo divulgação.

54
Juros moratórios fluem partir evento danoso, caso responsabilidade extracontratual.

362
Correção monetária valor indenização dano moral incide desde data arbitramento.

43
Incide correção monetária sobre dívida ato ilícito partir data efetivo prejuízo.

246
Valor seguro obrigatório deve ser deduzido indenização judicialmente fixada.

132
Ausência de registro transferência Ñ implica responsabilidade antigo proprietário dano
resultante acidente q envolva veículo alienado.

DANO MORAL
313
Ação indenização, procedente pedido, é necessária constituição capital OU caução fidejussória
garantia pagamento pensão, independente situação financeira demandado.

281
Indenização dano moral Ñ está sujeita tarifação da Lei Imprensa.

403
Independe prova prejuízo indenização pela publicação Ñ autorizada imagem pessoa com fins
econômicos OU empresariais.

388
Simples devolução indevida CQ caracteriza dano moral.

387
lícita cumulação indenizações dano estético e moral.

37
São cumuláveis indenizações dano material e moral oriundos mesmo fato.

227
PJ pode sofrer dano moral.

DPVAT
540
Na ação cobrança seguro DPVAT, constitui faculdade autor escolher entre foros seu domicílio,
local acidente OU ainda domicílio réu.

405
Ação cobrança seguro obrigatório DPVAT prescreve 3 anos.

426
Juros mora indenização seguro DPVAT fluem partir citação.

257
Falta pagamento prêmio seguro obrigatório DPVAT Ñ é motivo recusa pagamento indenização.

573
Nas ações indenização decorrentes seguro DPVAT, ciência inequívoca caráter permanente
invalidez, fins contagem prazo prescricional, depende laudo médico, exceto casos invalidez
permanente notória OU naqueles q conhecimento anterior resulte comprovado fase instrução.

278
Termo inicial prazo prescricional, ação indenização, é data q segurado teve ciência inequívoca
incapacidade laboral.

544
válida utilização tabela Conselho Nacional Seguros Privados estabelecer proporcionalidade
indenização seguro DPVAT grau invalidez também hipótese sinistro anterior 16/12/08, data
entrada vigor MP 451/08.

474
Indenização seguro DPVAT, caso invalidez parcial beneficiário, será paga forma proporcional
grau invalidez.

CONTRATO TRANSPORTE
109
Reconhecimento direito indenização, falta mercadoria transportada via marítima,
Independe vistoria.
145
No transporte desinteressado, simples cortesia, transportador só será civilmente responsável
danos causados transportado quando incorrer dolo OU culpa grave.
Resta configurada culpa grave condutor veículo q transporta gratuitamente passageiro, forma
irregular, OU seja, carroceira aberta, uma vez q previsível ocorrência graves danos, ainda q haja
crença q eles Ñ irão acontecer.

CONTRATO SEGURO
616:
Indenização securitária é devida quando ausente comunicação prévia segurado acerca atraso
pagamento prêmio, por constituir requisito essencial suspensão ou resolução contrato seguro.

610:
Suicídio Ñ coberto nos 2 primeiros anos vigência contrato seguro vida, SALVO direito
beneficiário devolução montante reserve técnica formada.

609
Recusa cobertura securitária sob alegação doença pré-existente é ilícita se:
Ñ houve exigência exames prévios contratação; ou
Demonstração má-fé segurado.
101
Ação indenização segurado grupo contra seguradora prescreve 1 ano.

229
Pedido pagamento de indenização seguradora suspende prazo prescrição até q segurado
tenha ciência decisão.

465
SALVO hipótese efetivo agravamento risco, seguradora Ñ exime dever indenizar pela
transferência veículo sem sua prévia comunicação.

537
Em ação reparação danos, seguradora denunciada, se aceitar denunciação OU contestar
pedido autor, pode ser condenada, direta e solidariamente junto com segurado, pagamento
indenização devida vítima, limites contratados apólice.

529
No seguro responsabilidade civil facultativo, Ñ cabe ajuizamento ação 3° prejudicado direta e
exclusivamente face seguradora apontado causador dano.

402
Contrato seguro danos pessoais compreende danos morais, SALVO cláusula expressa
exclusão.

ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA
138
ISS incide operação arrendamento mercantil coisas móveis.

384
Cabe ação monitória haver saldo remanescente oriundo venda extrajudicial bem alienado
fiduciariamente garantia

564
No caso reintegração posse arrendamento mercantil financeiro, quando soma importância
antecipada título VRG com valor venda bem ultrapassar total VRG previsto contratualmente,
arrendatário terá direito receber respectiva diferença, cabendo, porém, se estipulado contrato,
prévio desconto outras despesas OU encargos pactuados.

369
No contrato arrendamento mercantil (leasing), ainda q haja cláusula resolutiva expressa, é
necessária notificação prévia arrendatário constituí-lo mora.
293
cobrança antecipada VRG Ñ descaracteriza contrato arrendamento mercantil.

92
3° boa-fé Ñ é oponível alienação fiduciária Ñ anotada certificado registro veículo automotor.

72
Comprovação mora é imprescindível busca e apreensão bem alienado fiduciariamente.
Pode demonstrar mora devedor meio carta registrada com AR. Ñ exige q carta registrada seja
expedida RTD.
dispensável protesto título.

28
Contrato alienação fiduciária garantia pode ter objeto bem q já integrava patrimônio devedor.

FIANÇA
332
Fiança prestada sem autorização 1 cônjuges implica ineficácia total garantia.

LOCAÇÃO
268
Fiador q Ñ integrou relação processual ação despejo Ñ responde pela execução julgado.

214
Fiador locação Ñ responde obrigações resultantes aditamento qual Ñ anuiu.

CONTRATO CONSÓRCIO
35
Incide correção monetária sobre prestações pagas, quando sua restituição, virtude retirada
OU exclusão participante plano consórcio.

COMPROMISSO COMPRA E VENDA


84
admissível oposição embargos 3° fundados alegação posse advinda compromisso compra e
venda imóvel, ainda q desprovido registro.

76
Falta registro compromisso compra e venda imóvel Ñ dispensa prévia interpelação constituir
mora devedor.

239
Direito adjudicação compulsória Ñ condiciona registro compromisso compra e venda RI.
DIREITO AUTORAL
228
Inadmissível interdito proibitório proteção direito autoral.

261
Cobrança direitos autorais pela retransmissão radiofônica músicas, estabelecimentos
hoteleiros, deve ser feita conforme taxa média utilização equipamento, apurada liquidação.

63
São devidos direitos autorais pela retransmissão radiofônica músicas estabelecimentos
comerciais.
São devidos direitos autorais pela instalação TV dentro quartos hotéis,
motéis, clínicas saúde OU hospitais.

CONDOMÍNIO
478
Na execução crédito relativo cotas condominiais, este tem preferência sobre hipotecário.

260
Convenção condomínio aprovada, ainda q sem registro, é eficaz regular relações entre
condôminos.

USUCAPIÃO
11
Presença União OU qualquer seus entes, ação usucapião especial, Ñ afasta competência foro
situação imóvel.

193
Direito uso linha telefônica pode ser adquirido usucapião.

CASAMENTO E DIVÓRCIO
197
Divórcio direto pode ser concedido sem prévia partilha bens.
Divórcio direto E indireto podem ser concedidos sem q haja prévia partilha bens.

AÇÃO INVESTIGAÇÃO PATERNIDADE


277
Julgada procedente investigação paternidade, alimentos devidos partir citação.

301
Em ação investigatória, recusa suposto pai submeter-se exame DNA induz presunção juris
tantum paternidade.
CC, Art. 231. Aquele q se nega submeter exame médico necessário Ñ pode aproveitar-se de
sua recusa.

1
Foro domicílio OU residência alimentando é competente ação investigação paternidade,
quando cumulada com alimentos.

SISTEMA FINANCEIRO HABITAÇÃO


422
Art. 6º, e, Lei 4.380 Ñ estabelece limitação juros remuneratórios contratos vinculados SFH.

586
Exigência acordo entre credor e devedor escolha agente fiduciário aplica, exclusivamente,
contratos Ñ vinculados SFH.

473
Mutuário SFH Ñ pode ser compelido contratar seguro habitacional obrigatório com instituição
financeira mutuante OU com seguradora ela indicada.

327
Nas ações referentes SFH, CEF tem legitimidade como sucessora Banco Nacional Habitação.

450
Nos contratos vinculados SFH, atualização saldo devedor antecede sua amortização
pelo pagamento prestação.

31
Aquisição, segurado, +1imóvel financiado SFH, situados mesma localidade, Ñ exime
seguradora obrigação pagamento seguros.

454
Pactuada correção monetária contratos SFH mesmo índice aplicável caderneta poupança,
incide TR partir vigência Lei 8.177/91.

199
Na execução hipotecária crédito vinculado sistema financeiro habitação, termos Lei 5.741/71,
PI deve ser instruída com, menos, 2 avisos cobrança.

308
Hipoteca firmada entre construtora e agente financeiro, anterior OU posterior celebração
promessa compra e venda, Ñ tem eficácia perante adquirentes imóvel.
SÚMULAS STF - CIVIL
USUCAPIÃO
263
Possuidor deve ser citado, pessoalmente, ação usucapião.

391
Confinante certo deve ser citado pessoalmente ação usucapião.
NCPC prevê 1 exceção: Art. 246. §3 ação usucapião imóvel, confinantes serão citados
pessoalmente, exceto quando tiver objeto unidade autônoma prédio condomínio, caso q tal
citação é dispensada.

237
Usucapião pode ser arguido defesa.

340
Desde vigência CC, bens dominicais, como demais bens públicos, Ñ podem ser adquiridos
usucapião.

SERVIDÃO
415
Servidão trânsito Ñ titulada, mas tomada permanente, sobretudo pela natureza obras
realizadas, considera aparente, conferindo direito proteção possessória.

PRESCRIÇÃO E DECADÊNCIA
154
Simples vistoria Ñ interrompe prescrição.

150
Prescreve execução mesmo prazo prescrição ação.

OBRIGAÇÕES
159
Cobrança excessiva, mas boa fé, Ñ dá lugar sanções art. 1.531 CC.

JUROS E CORREÇÃO MONETÁRIA


254
Incluem juros moratórios liquidação, embora omisso pedido inicial OU condenação.

163
Salvo contra FP, sendo obrigação ilíquida, contam juros moratórios desde citação inicial ação.
Superada, parte.
1ª parte dessa súmula (Salvo contra FP) Ñ é + válida força Lei 4.414/64.
Assim, sendo obrigação ilíquida, contam juros moratórios desde citação inicial, mesmo q seja
uma ação contra FP.
CC. Art. 405. Contam juros mora desde citação inicial.

121
vedada capitalização juros, ainda q expressamente convencionada.
Válida, como regra geral, mas há ressalva, Ñ podendo ser interpretada forma absoluta,
considerando q é possível capitalização se for expressamente pactuada e desde q haja
legislação específica q autorize.

596
disposições Decreto 22.626/33 Ñ aplica taxas juros e outros encargos cobrados operações
realizadas instituições públicas OU privadas, q integram SFN.

648
Norma §3, art. 192, CF, revogada pela EC 40/03, q limitava taxa de juros reais 12% ano, tinha
sua aplicabilidade condicionada edição LC.

RESPONSABILIDADE CIVIL
492
Empresa locadora veículos responde, civil e solidariamente com locatário, pelos danos este
causados 3°, uso carro locado.

491
Indenizável acidente q cause morte filho menor, ainda q Ñ exerça trabalho remunerado.

562
Na indenização danos materiais decorrentes ato ilícito cabe atualização seu valor, utilizando-
se, esse fim, dentre outros critérios, índices correção monetária.

261
Para ação indenização, caso avaria, é dispensável q vistoria se faça judicialmente.

CLÁUSULA FORO ELEIÇÃO


335
válida cláusula eleição foro processos oriundos contrato.
Válida, mas há ressalvas.
cláusula q estipula eleição foro contrato adesão é válida, SALVO se demonstrada
hipossuficiência OU inviabilização acesso Judiciário.
Ñ tratando contrato adesão e nem contrato regido CDC, Ñ havendo circunstância alguma fato
qual se pudesse inferir hipossuficiência intelectual OU econômica recorridas, deve ser
observado foro eleição estabelecido contrato.

CONTRATO TRANSPORTE
35
Em caso acidente trabalho OU transporte, concubina tem direito ser indenizada pela morte
amásio, se entre eles Ñ havia impedimento matrimônio.
Superada, parte.
Atualmente, forma correta ler essa súmula é seguinte: caso acidente trabalho OU transporte,
companheiro tem direito ser indenizado pela morte pessoa com quem vivia união estável.
termo concubinato é, atualmente, reservado apenas relacionamento entre 2 pessoas qual
menos uma delas é impedida casar (art. 1.727, CC).

151
Prescreve 1 ano ação segurador sub-rogado haver indenização extravio OU perda carga
transportada navio.

161
Em contrato transporte, é inoperante cláusula Ñ indenizar.

187
Responsabilidade contratual transportador, acidente com passageiro, Ñ é elidida culpa 3°,
contra qual tem ação regressiva.

CONTRATO SEGURO
188
segurador tem ação regressiva contra causador dano, q efetivamente pagou, até limite
contrato seguro.

ALIENÇÃO FIDUCIÁRIA
489
Compra e venda automóvel Ñ prevalece contra 3° de boa-fé, se contrato Ñ foi transcrito RTD.

LOCAÇÃO
486
Admite retomada sociedade qual locador, OU seu cônjuge, seja sócio, com participação
predominante capital social.

483
dispensável prova necessidade, retomada prédio situado localidade onde proprietário
pretende transferir residência, SALVO se mantiver, também, anterior, quando dita prova será
exigida.
449
valor causa, consignatória aluguel, corresponde uma anuidade.

442
Inscrição contrato locação RI, validade cláusula vigência contra adquirente imóvel, OU perante
3°, dispensa transcrição RTD.

411
Locatário autorizado ceder locação pode sublocar imóvel.

410
Se locador, utilizando prédio próprio residência OU atividade comercial, pede imóvel locado
uso próprio, diverso q tem ele ocupado, Ñ está obrigado provar necessidade, q se presume.

409
Ao retomante, q tenha +1 prédio alugado, cabe optar entre eles, SALVO abuso direito.

374
Na retomada construção + útil, Ñ é necessário q obra tenha sido ordenada pela autoridade
pública
158
Salvo estipulação contratual averbada RI, Ñ responde adquirente pelas benfeitorias locatário.

335
Nos contratos locação, é válida cláusula renúncia indenização benfeitorias e direito retenção.

COMPROMISSO COMPRA E VENDA


412
No compromisso compra e venda com cláusula arrependimento, devolução sinal, quem deu,
OU sua restituição dobro, quem recebeu, exclui indenização maior título perdas e danos,
SALVO juros moratórios e encargos processo.

166
Inadmissível arrependimento compromisso compra e venda sujeito regime DL 58/37.

167
Ñ aplica DL 58/37, compromisso compra e venda Ñ inscrito RI, SALVO se promitente vendedor
se obrigou efetuar registro.

168
Para efeitos DL 58/37, admite inscrição imobiliária compromisso compra e venda curso ação.
413
Compromisso compra e venda imóveis, ainda q Ñ loteados, dá direito execução compulsória,
quando reunidos requisitos legais.

DIREITOS VIZINHANÇA
120
Parede tijolos vidro translúcido pode ser levantada menos metro e meio prédio vizinho, Ñ
importando servidão sobre ele.

ENFITEUSE
170
resgatável enfiteuse instituída anteriormente vigência CC.

122
Enfiteuta pode purgar mora enquanto Ñ decretado comisso sentença.

169
Depende sentença aplicação pena comisso.

CASAMENTO E DIVÓRCIO
305
Acordo desquite ratificado ambos cônjuges Ñ é retratável unilateralmente.
Quando súmula fala desquite, devemos entender separação, divórcio OU dissolução união
estável.

377
No regime separação legal bens, COMUNICA adquiridos constância casamento.
Há polêmica, mas prevalece q súmula continua sendo VÁLIDA.
STJ: hipóteses casamento sob regime separação legal, consortes, força Súmula 377-STF,
possuem interesse pelos bens adquiridos onerosamente longo casamento.

UNIÃO ESTÁVEL
382
Vida comum sob mesmo teto "more uxorio", Ñ é indispensável caracterização concubinato.
Onde se lê concubinato, deve entender união estável. Concubinato é reservado apenas
relacionamento entre 2 pessoas qual menos uma delas é impedida casar (art. 1.727 CC).
STJ: q súmula quer dizer: vida comum sob mesmo teto, também chamada coabitação, Ñ é
indispensável caracterização união estável. Logo, é possível q haja reconhecimento união
estável, mesmo q Ñ haja coabitação entre partes.

AÇÃO INVESTIGAÇÃO PATERNIDADE


149
Imprescritível ação investigação paternidade, mas Ñ petição herança.

ALIMENTOS
226
Na ação desquite, alimentos são devidos desde inicial e Ñ data decisão q concede.

SUCESSÕES
542
CONSTITUCIONAL multa instituída Estado-Membro, como sanção retardamento início OU
ultimação inventário.

49
Cláusula inalienabilidade inclui incomunicabilidade bens.

DIREITO CONSUMIDOR

SÚMULAS STJ – CDC

RESPONSABILIDADE
595
Instituições ensino superior respondem objetivamente pelos danos suportados
aluno/consumidor pela realização curso Ñ reconhecido MEC, sobre qual Ñ tenha dada prévia
e adequada informação.

479
Instituições financeiras respondem objetivamente pelos danos gerados fortuito interno
relativo fraudes e delitos praticados 3° âmbito operações bancárias.

130
Empresa responde, perante cliente, pela reparação dano OU furto de veículo ocorridos seu
estacionamento.

PLANO SAÚDE
597
Cláusula contratual plano saúde q prevê carência utilização serviços assistência médica
situações emergência OU urgência é considerada abusiva se ultrapassado máximo 24 horas
contado data contratação.

302
abusiva cláusula contratual plano saúde q limita tempo internação hospitalar segurado.
DECADÊNCIA
477
Decadência art. 26, CDC Ñ aplica prestação contas obter esclarecimentos sobre cobrança
taxas, tarifas e encargos bancários.

COMPRA E VENDA IMÓVEL


543
Na resolução de contrato promessa compra e venda imóvel submetido CDC, deve ocorrer
Imediata restituição parcelas pagas promitente comprador:
Integralmente: caso culpa exclusiva promitente vendedor/constructor. OU
Parcialmente: caso comprador deu causa desfazimento.

CONTRATOS BANCÁRIOS
381
Nos contratos bancários, é vedado julgador conhecer, ofício, abusividade cláusulas.

286
Renegociação contrato bancário OU confissão dívida Ñ impede possibilidade discussão sobre
eventuais ilegalidades contratos anteriores.

285
Nos contratos bancários posteriores CDC incide multa moratória nele prevista.

REPETIÇÃO INDÉBITO
322
Para repetição indébito, contratos abertura crédito conta-corrente, Ñ exige prova erro.

412
Ação repetição indébito de tarifas de água e esgoto sujeita prazo prescricional CC.

BANCO DADOS
572
BB, condição gestor CCF, Ñ tem responsabilidade notificar previamente devedor acerca
inscrição aludido cadastro, tampouco legitimidade passiva ações reparação danos fundadas
ausência prévia comunicação.

550
Utilização escore crédito, método estatístico de avaliação risco q Ñ constitui banco dados,
dispensa consentimento consumidor, q terá direito solicitar esclarecimentos sobre
informações pessoais valoradas e fontes dados considerados respectivo cálculo.

CADASTRO INADIMPLENTES
548
Incumbe CREDOR exclusão registro dívida nome devedor cadastro inadimplentes 5 dias úteis,
partir integral e efetivo pagamento débito.

323
Inscrição nome devedor pode ser mantida serviços proteção crédito máximo 5 anos,
independente prescrição execução.

PRÁTICA ABUSIVA
532
Constitui prática comercial abusiva envio cartão crédito sem prévia e expressa solicitação
consumidor, configurando ato ilícito indenizável e sujeito multa administrativa.

385
Da anotação irregular cadastro proteção crédito, Ñ cabe indenização dano moral, quando
preexistente legítima inscrição, SALVO direito cancelamento.

404
DISPENSA AR carta comunicação consumidor sobre negativação seu nome bancos dados e
cadastros.
359
Cabe órgão mantenedor cadastro proteção crédito notificação devedor antes de proceder
inscrição.

APLICAÇÃO CDC
608
Aplica CDC contratos plano saúde, SALVO administrados entidades autogestão.

602
Aplica CDC empreendimentos habitacionais promovidos pelas sociedades cooperativas.

563
Aplica CDC entidades abertas de previdência complementar, Ñ incidindo contratos
previdenciários celebrados com entidades fechadas.

297
Aplica CDC instituições financeiras.

TARIFAS
356
legítima cobrança tarifa básica uso serviços telefonia fixa.
407
legítima cobrança tarifa água fixada acordo com categorias usuários e faixas de consumo.

SÚMULAS STF - CDC

RESPONSABILIDADE
28
Estabelecimento bancário é responsável pagamento CQ falso, SALVO hipóteses culpa exclusiva
OU concorrente correntista.
Superada, parte. CDC: Só culpa exclusiva consumidor exclui responsabilidade fornecedor
serviços (art. 14, §3, II).
Logo, mesmo havendo culpa concorrente correntista, persistirá responsabilidade
estabelecimento bancário.
culpa concorrente servirá, máximo, como fator atenuação montante indenizatório.

DIREITO CRIANÇA E ADOLESCENTE

SÚMULAS STJ - ECA

MAIORIDADE PENAL
605
Superveniência maioridade penal Ñ interfere apuração ato infracional nem aplicabilidade
medida socioeducativa curso, inclusive liberdade assistida, enquanto Ñ atingida 21 anos.

MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS
338
Prescrição penal é aplicável medidas socioeducativas.

492
Ato infracional análogo tráfico drogas, si só, Ñ conduz obrigatoriamente imposição medida
socioeducativa internação adolescente.
• Adolescente q pratica tráfico drogas pode até receber medida internação. entanto, q isso
ocorra, juiz deve vislumbrar, caso concreto, e fundamentar sua decisão alguma hipóteses
art. 122, ECA.
• Magistrado Ñ pode utilizar, como único argumento, fato q esse ato infracional é muito
grave e possui natureza hedionda.

342
No procedimento aplicação medida socioeducativa, é nula desistência outras provas face
confissão adolescente.
265
Necessária oitiva menor infrator antes decretar regressão medida socioeducativa.

108
Aplicação medidas socioeducativas adolescente, pela prática ato infracional, é competência
exclusiva juiz.

COMPETÊNCIA
383
Competência processar e julgar ações conexas interesse menor é, princípio, foro domicílio
detentor de sua guarda.

DIREITO ADMINISTRATIVO