Вы находитесь на странице: 1из 7

1. Oriundo de classe social menos favorecida, cria uma arte profundamente moderna.

Autodidata, fortemente empírico, distanciado das elucubrações teóricas, atinge o


nível de simplificação das cores de um Matisse e a estrutura criativa dos
concretistas brasileiros. O autor de Bandeirinhas com mastro (têmpera sobre tela,
década de 1960) é o brasileiro: A) Alfredo Volpi B) Cândido Portinari C) Romero
Britto D) Almeida Júnior E) Nenhum dos anteriores Bandeirinhas com mastros
(têmpera sobre tela, década de 1960)

1. Por que a cidade de São Paulo apresentava condições favoráveis ao


desenvolvimento do Modernismo no Brasil?

a) Pois era a capital do Brasil na época


b) Porque a cidade estava enriquecendo com a indústria automobilística
c) São Paulo era a única cidade brasileira que havia mercado de arte
d) Os imigrantes consumiam muita arte, facilitando as novas vertentes artísticas
e) A cidade estava prosperando graças ao café e reunia uma classe de jovens
intelectuais.

2. Após estudar na Europa, Anita Malfatti retornou ao Brasil com uma mostra que
abalou a cultura nacional do início do século XX. Elogiada por seus mestres na
Europa, Anita se considerava pronta para mostrar seu trabalho no Brasil, mas
enfrentou as duras críticas de Monteiro Lobato. Com a intenção de criar uma arte
que valorizasse a cultura brasileira, Anita Malfatti e outros artistas modernistas:

a) Buscaram libertar a arte brasileira das normas acadêmicas europeias, valorizando


as cores, a originalidade e os temas nacionais.
b) Defenderam a liberdade limitada de uso da cor, até então utilizada de forma
irrestrita, afetando a criação artística nacional.
c) Representavam a ideia de que a arte deveria copiar fielmente a natureza, tendo
como finalidade a prática educativa.
d) Mantiveram a forma fiel a realidade nas figuras retratadas, defendendo uma
liberdade artística ligada à tradição acadêmica.
e) Buscaram a liberdade na composição de suas figuras, respeitando limites de temas
abordados.

3. A composição O Homem Amarelo, da pintora brasileira Anita Malfatti é a sua obra


mais conhecida. E foi também o cerne da controvérsia da exposição de 1917. Ao
ser apresentada na Semana de Arte Moderna, em 1922, a tela também foi motivo
de polêmica. O retratado, segundo Anita, era um homem pobre, excluído e
desconhecido, um imigrante italiano que lhe pediu para posar para ela. Observe
a obra a seguir. Ela deixa bem claro as suas influências.

Analise a imagem apontando quais as principais influências do trabalho da


artista.
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
4. (PUC/SP) A Semana de Arte Moderna (1922), expressão de um movimento
cultural que atingiu todas as nossas manifestações artísticas, surgiu de uma rejeição
ao chamado colonialismo mental, pregava uma maior fidelidade à realidade
brasileira e valorizava sobretudo o regionalismo. Com isso, pode-se dizer que: (1,0)
a) Romance regional assumiu características de exaltação, retratando os aspectos
românticos da vida sertaneja.
b) A escultura e a pintura tiveram seu apogeu com a valorização dos modelos clássicos.
c) Movimento redescobriu o Brasil, revitalizando os temas nacionais e reinterpretando
nossa realidade.
d) Os modelos arquitetônicos do período buscaram sua inspiração na tradição do
barroco português.
e) A preocupação dominante dos autores foi com o retratar os males da colonização.

2. O Minimalismo ou Minimal Art é um movimento artístico e cultural que surgiu nos


Estados Unidos no começo da década de 1960 como uma forma de abstração. Ele se
concentrou nos aspectos mais essenciais e elementares do objeto, apresentando
suas características mais evidentes com clareza e simplicidade. Esse conceito pode
ser aplicado facilmente em obras gráficas e ocasionar peças como essas:

Identifique a alternativa incorreta sobre a arte minimalista:


a) Os minimalistas sublimavam a autoria do trabalho, valorizando o anonimato,
evitavam associações simbólicas.
b) Os minimalistas eram contra o abstracionismo abstrato, principalmente em
oposição à action painting de Pollock.
c) Os artistas minimalistas usavam, normalmente, processos e materiais industriais,
como o aço, o plástico e as lâmpadas fluorescentes na produção.
d) A arte minimalista trabalhava apenas com pinturas e artes gráficas.
e) Utilizavam objetos modulares e cotidianos, tentando eliminar a aparência da
composição hierárquica de seu trabalho.

1.2. O Minimalismo foi uma tendência artística da segunda metade do séc. XX que usava o
mínimo de recursos formais e visuais para que o espectador tivesse a chance de se
relacionar de forma expressiva não apenas com a obra de arte, mas consigo mesmo em
relação à obra de arte e com o espaço no qual a obra fosse inserida, criando uma relação
harmoniosa para a fruição: obra, espectador e espaço.

(MORRIS, R. Sem título (cubos de espelho), 1965. Placas de espelho e madeira.


(91,4x91, 4x91, 4 cm - cada um).
Com base nesses dados, na observação da imagem e nos conhecimentos sobre o
Minimalismo, assinale a alternativa correta:
a) A unidade do trabalho artístico, que o artista chama de formas unitárias, está na
concisão de que tudo deve ser apreendido em um único olhar, ou seja, de imediato.
b) Embora o artista quisesse a simplicidade das formas, algumas obras eram muito
rebuscadas, com muitos detalhes, o que dificultava o entendimento das obras durante
sua exposição.
c) Ao agrupar e ordenar tijolos em ordem diversa, o artista pretendia compará-los ao
ambiente das grandes cidades, ambiente comum ao homem moderno.
d) Apesar de usar formas simples em seus trabalhos, o artista mantinha o uso de base em
cada uma das peças, em referência respeitosa à tradição escultórica europeia.
e) Ao elaborar trabalhos decompostos parte por parte, o artista fazia alusão à "estética
cubista", ou seja, decompositiva.

2. Leia o texto e depois responda:


A capa de New (por Guen Yokoyama)
Paul ficou conceitual? Em um primeiro olhar, percebemos que são três colunas de
lâmpadas fluorescentes coloridas. A primeira são três lâmpadas verticais, da mesma cor da
última coluna. A do meio é púrpura, ou violeta, se assim você as vê. Em outra reprodução
que circulou na internet, as lâmpadas são vermelhas e amarelas. Tanto faz. A versão
arroxeada é mais interessante.
New é composta de três letras. Poderíamos associar a segunda e a terceira colunas
pelas letras “E” e “W”. Bom, isso importa? Quando vi pela primeira vez, cravei que era um
trabalho do artista Dan Flavin. Não era. Seu autor se chama Ben Id. Ele disse que se baseou
em Dan Flavin, mesmo. Se não dissesse isso, acusariam-no de plagiador. Mas agora existe
outra palavra para plágio: “apropriação”, sample, etc.
Explique de que maneira a capa do disco New, de Paul McCartney se relaciona com o
movimento minimalista:
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________

3. (UEM – 2012) Uma das características mais marcantes da Arte a partir do século XX é o
questionamento da própria Arte, com obras que, frequentemente, costumam provocar
certa inquietação. A esse respeito é incorreto afirmar que:

a) Em certas obras o processo criativo é colocado como mais importante que o próprio
resultado – a obra de arte em si –, criando-se a necessidade do registro documental
do processo.
b) O Ready-made, ao apresentar como obras de arte em galerias e exposições objetos
industrializados, pretende fazer uma crítica à sociedade de consumo.
c) Destacam-se no período as esculturas realizadas com aço e solda, nas quais se
utilizavam elementos mecânicos, carcaças, sucata, fragmentos e peças industriais.
d) A arte conceitual, as instalações e os happenings propõem, ao mesmo tempo, a
libertação do suporte e um questionamento sobre a própria definição de Arte.
e) A possibilidade de produzir obras com o recurso de máquinas permitiu a
reprodução em série e provocou uma cisão entre os entendimentos do que era Arte
e do que era produto industrializado.

4. Com base nos conhecimentos sobre Arte Conceitual, considere as afirmativas a seguir.
I. Os ready-mades de Marcel Duchamp, objetos retirados do cotidiano, foram
importantes precedentes para a Arte Conceitual.
II. A Arte Conceitual se preocupava em materializar processos decorrentes de uma
ideia e utilizava, muitas vezes, suportes transitórios e reprodutíveis.
III. Inicialmente os objetos tidos como Arte Conceitual tiveram como principal canal
de distribuição grandes museus e galerias.
IV. Os artistas passaram a exigir maior interação e participação do público, que
deixava de ser apenas um expectador para interagir com as obras. Assinale a
alternativa correta:

a) Somente as afirmativas I e II são corretas.


b) Somente as afirmativas I e III são corretas.
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, II e IV são corretas.
e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas

4.1. (ENEM 2013) Observe a imagem abaixo:

NAZARETH, P. Mercado de Artes / Mercado de Bananas. Miami Art Basel, EUA, 2011. Disponível
em: www.40forever.com.br Acesso em: 31 jul. 2012. (Foto: Reprodução)

(Tradução da placa: “Não me esqueçam quando eu for um nome importante.”)

A contemporaneidade identificada na performance/instalação do artista mineiro Paulo


Nazareth reside principalmente na forma como ele:

a) Resgata conhecidas referências do Modernismo mineiro


b) Utiliza técnicas e suportes tradicionais na construção das formas
c) Articula questões de identidade, território e códigos de linguagens
d) Imita o papel das celebridades no mundo contemporâneo
e) Camufla o aspecto plástico e a composição visual de sua montagem

4.2. Observe a imagem:


O artista Piero Manzoni produziu 90 latas com o rótulo “Merda de artista”. Com que
objetivo o artista fez esse trabalho?

a) A intenção do artista era mostrar que os materiais usados para construir a obra
eram secundários, o importante era a ideia transmitida ao espectador.
b) O artista queria criticar a sociedade consumista que anseia em adquirir o objeto
ignorando sua materialidade, se baseando apenas pela ideia do objeto.
c) O artista desejava que sua obra fosse compreendida mesmo sem que o
espectador visse o resultado final do processo artístico.
d) O artista pretendia que o entendimento da obra de arte fosse espiritual e
intelectual e não manual.
e) O artista queria romper com o tradicional processo de posse, em que o
possuidor de uma exclusiva obra de arte simula ter um status social superior e
uma requintada autoridade intelectual.

5. Descreva a diferença entre Happening e Performance, exemplificando as ações que


envolvem essas linguagens:
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________

5.1. Observe a imagem a seguir e leia o texto.

O “artista” fazedor apaga-se para enaltecer o artista decifrador,


que ocupa agora o lugar na divina criação daquilo que foi apenas
a modesta aparência ou sombra da realidade que é a vida
cotidiana. Trata-se da inversão do mito da caverna de Platão.
Antigamente o artista era o personagem que, por meio do “ícone
sublime”, fazia aparecer a divindade no público considerado
como incapaz de comparticipar da beleza dos deuses, própria
aos divinos artistas. Agora, trata-se de uma demissão do papel
divino do fazedor de arte, para que caiba aos outros o papel de
criadores autônomos. Mas não se pretende apenas essa
reviravolta do sujeito objeto. Trata-se agora da possibilidade de
toda a gente poder participar neste duplo jogo de produzir e
usufruir da arte, transpondo este passo que separa o artista do não artista.

O texto acima faz referência ao trabalho artístico de Joseph Beuys, na imagem acima. Pelas
informações contidas no texto e seus conhecimentos sobre o assunto, assinale a alternativa
correta:

a) O trabalho de Beuys desce do patamar de divindade artística para se inserir junto ao


povo, se apresentando de maneira fácil ao lado de obras da Pop Art.
b) A arte atrelada à vida, sempre presente nas discussões cotidianas levou Beuys a criar
trabalhos expressionistas abstratos, que discutiam a velocidade do mundo.
c) Beuys estabelecia performances ligadas ao dia a dia, à vida e sua discussão, abrindo
espaço e desenvolvendo a Arte Conceitual.
d) Os trabalhos de Beuys se enquadram diretamente nos aspectos da arte minimalista e
seus conceitos referentes à simplificação dos corpos, descrita no texto.
e) Uma das maiores críticas de Beuys era o mercado de arte e a banalização do objeto; o
artista atuava junto dos demais artistas da Pop Art.

6. Heather Jansch é uma artista inglesa que nasceu em 1948, em Essex, na Inglaterra. Uma
definitiva paixão por cavalos desde sua infância, levou-a a fazer sua primeira escultura:
um alto relevo de um cavalo. Usando pedaços de paus (troncos, galhos e ramos) que o
mar trazia à costa, Heather revelou seu poder, sua graciosidade, potencial e
autenticidade ao criar seus “cavalos de pau”. Imagine pegar pedaços de árvores que
aparecem flutuando na costa e transformá-los em cavalos e outros animais? Pois é esse
o principal trabalho dela.

Com base nas informações, explique a relação existente entre os cavalos de pau de
Heather Jansch e com a preservação do meio-ambiente.

________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________________________

Оценить