You are on page 1of 10

Dinâmicas

de redes
sociais
Vivianne Amaral

viviannea@sinapse-
an.com.br
Nutrir redes

Sinapse Agência de Notícias

http://twitter.com/viviamaral
Dinâmicas sistêmicas, emergentes
As redes sociais distribuídas apresentam alguns
fenômenos típicos: o agrupamento (clustering), o
enxameamento (swarming) e a autoregulação
e m e r g e n te , c o l a b o r a ç ã o e m g r a n d e e s c a l a ( o
crowdsourcing ). Estes fenômenos macro são
e m e r g e n te s , d e a u to - o r g a n i z a ç ã o d o s i s t e m a r e d e e
estão diretamente vinculados ao grau de distribuição da
conexão, à quantidade de pessoas conectadas e à
q u a n t i d a d e d e p e s s o a s e m c o m u n i c a ç ã o (1 % ) .

Uma das "leis" das redes sociais distribuídas é que os


fenômenos que acontecem na rede são função da
topologia. Ou: os fenômenos sociais que acontecem
acontecem porque aquele conjunto de pessoas está
organizado conforme determinada topologia (padrão).
BS
HU

Os hubs são os conectores, os nodos (pessoas) da rede


social que apresentam muita conexão. São ponto de
afluência das conexões na rede, os entroncamentos de
fluxos. Uma rede pode ter mais que um hub. Um hub não é
necessariamente alguém com grande popularidade ou
notoriedade e sim alguém com muitas relações, que
pode acessar — e ser acessado por — outros nodos
sem necessitar mediação. Alguém com quem muitos
têm acesso direto.
Os fenômenos de interação são encontrados
também nas redes centralizadas descentralizadas.
Quanto mais centralizada a rede, menor a
cooperação entre seus integrantes, quanto mais
livre e direta for a comunicação entre as pessoas,
mais cooperação emerge.
Ações características das redes sociais com
comunicação mediada pela internet:
-conexão dos integrantes ponto a ponto,

- surgimento de comunidades de prática e de aprendizagem

ou clusters por afinidades


-- surgimento de líderes de tarefas (temporários),

- fluxo livre da comunicação entre os integrantes,


- descentramento das iniciativas,
- circulação de lideranças,
- comunicação multidirecional,
- re-edição autônoma da informação,
- audiências ativas,
- o fenômeno da emergência,
- instabilidade da estrutura,
- relações laterais
As configurações das redes assumem
diferentes desenhos, dependendo do contexto
onde são acionadas, da cultura política de seus
participantes, da conectividade alcançada, do
uso que fazem da comunicação e dos
objetivos.
“Redes sociais são redes
de comunicação que
envolvem a linguagem
simbólica, os limites
culturais e as relações de
poder.”
Fritjof Capra
fale comigo: bioconex@gmail.com