Вы находитесь на странице: 1из 2

FACULDADE MAURICIO DE NASSAU

CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO

CASO PRÁTICO

ALUNO: MATRÍCULA:

BASES FISIOLÓGICAS, FARMACOLÓGICAS E DE


DISCIPLINA: CONTROLE DE INFECÇÃO APLCIADAS AO CUIDADO DATA:
EM ALTA COMPLEXIDADE
TIPO DE
PROFESSOR: VALESKA SANTANA DE SENA PEREIRA
PROVA:
CÓDIGO
TURMA: NOTA:
DA TURMA:

ATENÇÃO:

- A avaliação somente poderá ser entregue depois de decorridos 50min de seu início.

- Utiliz - Caneta esferográfica azul ou preta. Provas entregues escritas a lápis NÃO serão corrigidas.

- Será atribuída nota zero ao aluno que devolver sua prova em branco, independentemente de ter assinado a Ata de Prova.

- Ao aluno flagrado utilizando meios ilícitos ou não autorizados pelo professor para responder a avaliação será atribuída
nota. zero e, mediante representação do professor, responderá a Procedimento Administrativo Disciplinar, com base no Código de
Ética.

Um homem de 37 anos, com diabetes melito insulina-dependente (DMID) comprovada, é


trazido ao serviço de emergência (SE) pela ambulância após sofrer um acidente de
automóvel. De acordo com o serviço de atendimento médico de emergência que o
resgatou, ele parecia ser um motorista comedido quando perdeu o controle do carro e
seguiu em alta velocidade para a guia que separa as pistas. As testemunhas relatam que
o veículo rodopiou várias vezes e o air bag de segurança não funcionou. A parte frontal
do veículo ficou bastante avariada. A avaliação dos sinais vitais do paciente realizada na
cena do acidente mostrou uma pressão arterial de 110/85 mmHg, frequência cardíaca de
140 bpm, frequência respiratória de 24 mpm esaturação de oxigênio de 98% sob
fornecimento de 15 L de oxigênio via máscara com reservatório. Durante o transporte para
o SE, o paciente entrou em convulsão. Os socorristas descreveram movimentos tônico-
clônicos de todos os 4 membros. Ele foi tratado com um push intravenoso (IV) de 2 mg de
lorazepam, que quase imediatamente eliminou a convulsão. Durante o exame realizado
no SE (depois que a convulsão cessou), constatou-se que a via aérea do paciente está
patente, os sons respiratórios estão bilateralmente iguais e os pulsos são do tipo saltante
eforte que desaparecem rápido. Sua pontuação na escala do coma de Glasgow é 8. A
glicemia está em 75 mg/dl . Sua pupila direita mede 5 mm e está não reativa, enquanto a
pupila esquerda mede 3 mm e está reativa. O tônus está normal em todos os membros.
FACULDADE MAURICIO DE NASSAU
CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO

CASO PRÁTICO

Seus reflexos foram avaliados como 2+. Os dedos dos pés estão apontando para baixo,
bilateralmente. Os resultados dos exames cardiovascular, respiratório e abdominal foram
irrelevantes. O paciente está sem a pulseira de alerta médico. A varredura de tomografia
computadorizada (TC) da cabeça mostra uma ampla hemorragia intraparenquimatosa
frontal à direita.

1. Qual o diagnóstico provável?


2. Qual foi o fármaco de escolha? Por que?
3. Trace um plano de assistência de enfermagem para o fármaco contendo:
a. Análise pré-administração
b. Administração
c. Ações para minimizar efeitos adversos
d. Ações para minimizar interações medicamentosas
e. Ações para minimizar e tratar intoxicações