Вы находитесь на странице: 1из 48

Manual de Instrução

Manual de Instrução
para Torres de Iluminação QLT M20
Português

QLT M20 Yd BQD 3TNV70-CGE


Manual de Instruções para Torre de Iluminação

QLT M20

Importante
Este manual aplica-se exclusivamente a:
1. Torres de Iluminação a partir do número de série BQD100009.

N° 0015 0004 62 - 01/2017


Ed. 00
Web-site: http://www.atlascopco.com
GARANTIAS

A Atlas Copco assegura ao Contratante, durante o período e condições adiante referidos, garantia quanto ao conserto ou reparação, a título gratuito, do produto vendido ou de seus componentes
ou acessórios de fabricação própria que venham a apresentar comprovados defeitos de fabricação, desde que não sejam provenientes de mal uso ou culpa do Contratante.
Os prazos de garantia são contados a partir da data da emissão da(s) nota(s) fiscal(is), estendendo-se:
a. para compressores estacionários ou portáteis: 18 (dezoito) meses após a emissão da nota fiscal ou 12 (doze) meses após a entrega técnica, prevalecendo o prazo que ocorrer primeiro, e 24 (vinte
e quatro) meses para o elemento compressor.
b. para outros equipamentos: pelo período de 18 (dezoito) meses após a emissão da nota fiscal ou 12 (doze) meses após a entrega técnica, prevalecendo o prazo que ocorrer primeiro.
Nenhum reparo, modificação ou substituição, a título de garantia, prorrogará os prazos acima, quer para o equipamento em si, quer para os acessórios ou componentes substituídos.
As garantias instituídas pelo presente instrumento referem-se exclusivamente aos componentes de fabricação própria. Com relação a componentes, motores e acessórios fabricados por terceiros,
as garantias são as estabelecidas pelos respectivos fabricantes, e de sua exclusiva responsabilidade.
A eficácia das presentes garantias está condicionada à imediata comunicação por escrito do Contratante à Atlas Copco sobre o defeito constatado, sendo expressamente proibida qualquer
intervenção do Contratante ou de terceiros no produto ou equipamento, sob pena de perda da garantia.
Haverá perda de garantia nos casos de:
a. compressores estacionários instalados ou montados pelo Contratante, sem vistoria e aprovação da Atlas Copco; exceto os modelos GX.
b. ausência de Entrega Técnica, pela Atlas Copco;
c. manutenção inadequada ou incorreta dos equipamentos ou produtos, incluindo: (i) realização de modificações não autorizadas; e (ii) inobservância das instruções da Atlas Copco quanto
à manutenção, lubrificação deficiente ou irregular;
d. emprego de peças ou acessórios não originais ou não aprovados pela Atlas Copco;
e. uso inadequado ou incorreto dos equipamentos ou produtos;
f. sobrecarga de trabalho não previamente autorizada pela Atlas Copco, por escrito;
g. desgaste normal dos equipamentos ou produtos;
h. danos decorrentes de caso fortuito ou de força maior, como os resultados de incêndio, inundações, depredação, greve, tumulto ou ações danosas do gênero, entre outros;
i. transporte inadequado, armazenamento irregular ou prolongado providenciado pelo Contratante; e
j. estar o Contratante em mora ou inadimplente no pagamento do preço estabelecido pelo contrato de Venda e Compra.
Nenhum defeito de fabricação poderá ser considerado motivo justo para o Contratante faltar ao cumprimento das obrigações que lhe incumbem na forma deste instrumento e da proposta inclusa.
Os serviços relacionados às presentes garantias serão executados nas oficinas previamente autorizadas pela Atlas Copco, sendo de responsabilidade do Contratante a entrega e retirada dos
produtos nesses locais, e as respectivas despesas de transporte e seguro. A critério exclusivo da Atlas Copco, os serviços em garantia poderão ser prestados nos estabelecimentos do Contratante.Neste
caso, todas as despesas relacionadas com quilometragem ou passagem aérea, tempo de viagem, alimentação e hospedagem de técnicos e/ou mecânicos deverão ser pagas pelo Contratante.

-3-
Limites de Garantia e Responsabilidade

Utilize apenas peças autorizadas.

Avarias ou defeitos de funcionamento que sejam causados pelo uso de sobressalentes ou componentes não autorizados não serão cobertos pela Garantia ou pela
Responsabilidade de Produto.

O fabricante não aceita qualquer responsabilidade por quaisquer danos resultantes de modificações, adições ou conversões efetuadas sem a aprovação escrita do
fabricante.

A negligência na manutenção ou a alteração da configuração da máquina podem resultar no risco de acidentes graves, incluindo risco de incêndio.

Embora tenham sido feitos os maiores esforços para assegurar que a informação contida neste manual esteja correta, a Atlas Copco não assume responsabilidade
por possíveis erros.

Qualquer uso não autorizado ou a cópia do conteúdo ou de qualquer parte do mesmo é proibido.

Isto aplica-se em particular a marcas registradas, denominações de modelos, números de peças e desenhos.

Nossos produtos tem pintura baseada conforme a norma ISO 12944 sendo que nossa categoria de ambiente corrosivo é a “C3 medium”.

-4-
Parabéns pela compra da sua torre de iluminação QLT M20. Trata-se de uma máquina resistente, segura e confiável, fabricada com a mais moderna
tecnologia. Antes de começar a utilizar a máquina, leia cuidadosamente as instruções abaixo. Embora tenham sido feitos todos os esforços para garantir que
a informação deste manual esteja correta, a Atlas Copco não se responsabiliza por possíveis erros. A Atlas Copco reserva-se o direito de efetuar alterações sem
prévio aviso.

Índice

Precauções de segurança para torres Manutenção ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 19 Inspeções e solução de falhas ○ ○ ○ ○ 29


de iluminação portáteis 5 ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ Tabela de manutenção ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 19 Verificação do voltímetro ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 29
Reboque e elevação ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 21 Verificação dos amperímetros ○ ○ ○ ○ ○ 29
Informações importantes ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 12 Localização ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 22 Solução de problemas do alternador ○ ○ 30
Descrição geral ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 12 Disposição ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 22 Solução de problemas do motor ○ ○ ○ 31
Estrutura ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 14 Manutenção do motor ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 25
Etiquetas de informação ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 14 Especificações do combustível Opcional disponível para a unidade
Bujões de drenagem e tampas de do motor ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 25 QLT M20 ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 34
enchimento ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 15 Especificações do óleo do motor ○ ○ ○ 25
Painel de controle ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 16 Verificação do nível do óleo do motor ○ ○ 26 Especificações técnicas ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
35
Mudança dofiltro de óleo e do óleo
Instruções de funcionamento ○ ○ ○ ○ 16 do motor ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 26 Lista de conversão de unidades SI
Instalação ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 16 Especificações do líquido de para unidades britânicas ○ ○ ○ ○ ○ ○ 40
Antes da partida ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 16 arrefecimento do motor ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 27
Funcionamento ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 17 Verifcação do líquido de arrefecimento ○ ○ 28 Tabela de aperto para parafusos e
Procedimento na partida ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 18 porcas ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 40
Armazenamento da torre de
iluminação ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
29 Plaqueta de dados ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 40
Armazenamento 29 ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

Preparação para ofuncionamento após Diagramas elétricos ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 41


armazenamento 29 ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○

Dimensionais ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 43

-5-
Precauções de segurança para torres de iluminação portáteis
Para ler com atenção e cumprir escrupulosamente antes de deslocar, levantar, utilizar e efetuar a manutenção ou reparo da máquina.
Introdução
A política da Atlas Copco baseia-se no fornecimento de Nível de especialização 1: Operador e eliminar todas as causas de perigo relacionadas com a
produtos eficazes, seguros e fiáveis aos seus clientes. Os Um operador deverá ter recebido formação sobre todos os máquina.
fatores considerados são, entre outros: aspectos relativos à utilização da máquina e dos respectivos Quando os mecânicos manusearem, utilizarem, abrirem e/
- a utilização planejada e prevista dos equipamentos e comandos, bem como sobre todas as normas de segurança. ou efetuarem quaisquer tarefas de manutenção ou reparação
dos ambientes de utilização respectivos, do equipamento da Atlas Copco, deverão aplicar
Nível de especialização 2: Técnico de mecânica procedimentos seguros e respeitar todos os regulamentos e
- as regras, códigos e regulamentos aplicáveis,
Um técnico de mecânica está formado para utilizar a unidade normas de segurança locais. A lista seguinte apresenta
- a vida útil prevista para o equipamento,partindo do do mesmo modo que o operador. Além disso, o técnico de diretivas e precauções de segurança especiais aplicáveis ao
princípio de que a assistência e manutenção são feitas mecânica tem uma formação que lhe permite desempenhar equipamento da Atlas Copco.
de forma correta, funções de manutenção e reparo, conforme descrito no A não observância das precauções de segurança poderá
- o fornecimento de atualizações do manual. manual de instruções, e está autorizado a alterar valores do colocar em perigo não só as pessoas, mas também o
sistema de controle. Um técnico de mecânica não executa ambiente e as máquinas:
Antes de utilizar qualquer produto, deve ler o respectivo tarefas em componentes elétricos.
manual de instruções. Além de instruções de utilização - colocar pessoas em perigo devido a acidentes elétricos,
detalhadas, o manual fornece também informações sobre mecânicos ou químicos,
Nível de especialização 3: Técnico de eletricidade
normas de segurança, manutenção preventiva, etc. - colocar o ambiente em perigo devido a vazamentos de
Um técnico de eletricidade possui formação e tem as mesmas
Mantenha sempre o manual junto da máquina de modo a óleo, solventes ou outras substâncias,
qualificações do que um operador e um técnico de mecânica.
facilitar o seu acesso aos respectivos operadores. Além disso, o técnico de eletricidade pode, ainda, proceder - colocar as máquinas em perigo devido a falhas de
Consulte também as precauções de segurança relativas ao a reparações elétricas no interior da máquina. Estas operações funcionamento.
motor e a outro tipo de equipamento, que tenham sido incluem os componentes elétricos ativos.
A Atlas Copco não assume qualquer responsabilidade por
enviadas separadamente ou que sejam indicadas no quaisquer danos ou ferimentos resultantes do não
equipamento ou peças da máquina. Nível de especialização 4: Especialista do fabricante
cumprimento destas precauções ou da falta de cuidado
Estas precauções de segurança são gerais, mas algumas vezes Trata-se de um especialista enviado pelo fabricante, ou seu necessária para o manuseio, utilização, manutenção ou
poderão não ser aplicáveis a uma determinada máquina. agente, para fazer reparos ou modificações complexas no reparo, mesmo não estando expressamente mencionada
equipamento. neste manual de instruções.
Apenas os funcionários que possuam a especialização
adequada deverão utilizar, efetuar ajustes e proceder à De uma forma geral, recomenda-se que a máquina não seja O fabricante não assume quaisquer responsabilidades pelos
manutenção ou reparo do equipamento da Atlas Copco. utilizada por um número superior a dois operadores. A danos resultantes da utilização de peças que não as originais,
É da responsabilidade da direção a nomeação de operadores existência de mais operadores poderá criar condições de bem como de modificações, adições ou conversões
que possuam a formação e especialização adequadas para utilização perigosas. Tome as medidas necessárias no efetuadas sem a aprovação escrita do fabricante.
cada tarefa. sentido de impedir o acesso de pessoas estranhas à máquina

-6-
Se qualquer instrução deste manual não respeitar as (pressão, temperatura, velocidades, etc). proteções para os olhos e ouvidos, capacete
legislações locais, deverá ser aplicada a indicação mais (incluindo visor), luvas, vestuário e sapatos de
6 As máquinas e o equipamento devem estar sempre
segura. proteção adequados. Evite o cabelo longo e
limpos, ou seja, isentos de óleo, poeira ou outros
descoberto (proteja o cabelo longo com uma rede para
As instruções apresentadas nestas precauções de segurança resíduos.
cabelo), as roupas largas ou a utilização de jóias.
não deverão ser interpretadas como sugestões,
7 Para evitar um aumento da temperatura de funciona-
recomendações ou inferências utilizadas na violação de 15 Tome todas as precauções contra a deflagração de
mento, deve inspecionar e limpar regularmente as
quaisquer leis ou regulamentos aplicáveis. incêndios. Tome cuidado quando manusear
superfícies de transferência de calor (aletas de refri-
combustível, óleo e anti-congelante, uma vez que
geração, dispositivos de refrigeração intemos, camisas
Precauções de segurança gerais de refrigeração, etc). Consulte a tabela de manu-
estas substâncias são inílamáveis. Não fume nem
permita a utilização de chamas perto destas
tenção preventiva.
1 O proprietário é responsável pela manutenção da substâncias. Verifique se existe um extintor de
máquina conservando-a em perfeitas condições de 8 Todos os dispositivos de regulagem e de segurança incêndios nas proximidades.
funcionamento. As peças e acessórios da máquina deverão ser inspecionados com cuidado de forma a
deverão ser substituídos, caso tenham desaparecido garantir o seu correto funcionamento. Não devem 16 Cuidados
ou se encontrem danificados, prejudicando o correto ser desativados.
funcionamento da máquina. 9 Os instrumentos analógicos de medição devem ser Em caso de um princípio de incêndio
verificados periodicamente para assegurar a sua ou um incêndio verdadeiro deve ser
2 O supervisor, ou pessoa responsável, deverá certificar-
precisão. Devem ser substituídos sempre que apresen- utilizado, para combatê-lo, um extintor
se sempre de que todas as instruções referentes
às máquinas e ao funcionamento e manutenção do tarem tolerâncias inaceitáveis. de Pó ABC.
equipamento são seguidas e de que as máquinas, assim Esse tipo de extintor é ideal para
10 Os dispositivos de segurança devem ser testados combater as três classes de incêndio
como todos os acessórios, dispositivos de segurança conforme descrito na tabela de manutenção do manual
e consumíveis, se encontram em perfeitas condições, A, B e C.
de instruções, para verificar se estão em boas
não apresentando desgaste, danos ou sinais de qual- condições de funcionamento. Consulte a tabela de
quer intervenção não autorizada. manutenção preventiva. A - Materiais sólidos, papel, madeira,tecidos.
B - Líquidos inflamáveis, hidrocarbonetos,
3 Sempre que suspeitar ou houver indícios de um sobre- 11 Deverá respeitar as marcações e etiquetas colocadas gasolina, óleos, tintas.
aquecimento numa peça interna da máquina, deverá na máquina.
desligá-la, mas evite retirar qualquer cobertura de
C - Equipamentos elétricos, motores, chaves
inspeção até que tenha decorrido um período suficiente 12 Se as etiquetas de segurança se encontrarem elétricas
de arrefecimento; desta forma, poderá evitar o risco de danificadas ou destruídas, deverão ser substituídas,
combustão espontânea do vapor de óleo, quando de modo a garantir a segurança do operador.
houver a entrada de ar.
13 Mantenha a zona de trabalho limpa e arrumada. A
4 As especificações normais (pressões, temperaturas velo- desordem aumenta o risco de acidentes.
cidades, etc.) devem ser anotadas de forma duradoura.
14 Quando trabalhar com o equipamento, use vestuário
5 Deve utilizar a máquina apenas para a função espe- de segurança apropriado. Dependendo do tipo de
cificada e cumprindo as especificações definidas atividade, o vestuário resume-se ao seguinte:

-7-
Normas de segurança durante o 5 O equipamento de elevação tem de ser instalado de
forma a que o objeto seja levantado na perpendicular.
transporte e a instalação Se isso não acontecer, tem de tomar as precauções
necessárias para evitar que a carga balance, por exemplo,
Para levantar a máquina, todas as peças soltas ou articuladas, utilizando de dois equipamentos de elevação, colo-
por exemplo, as tampas e a lança de reboque, devem ser cados aproximadamente no mesmo ângulo, não ultra-
fixadas corretamente. passando os 30° em relação à posição vertical.
Não ligue cabos, correntes ou cordas diretamente ao suporte 6 Coloque a máquina longe das paredes. Tome todas
de suspensão; utilize um gancho ou outro tipo de suporte as precauções necessárias para garantir que o ar
que respeite os regulamentos de segurança locais. Nunca proveniente das saídas de ar quente do motor e dos
dobre bruscamente os cabos, correntes ou cordas de sistemas de refrigeração da transmissão não volte a
suspensão. ser utilizado. Se permitir a circulação deste ar, poderá
provocar um sobreaquecimento da máquina; e se per-
A elevação por meio de helicópteros não é permitida .
mitir a entrada deste ar na zona de combustão,
É estritamente proibido circular na zona de perigo debaixo reduzirá a potência do motor.
de uma carga suspensa. Nunca suspenda a máquina sobre
7 A máquina deve ser colocada numa superfície plana e
pessoas ou áreas residenciais. A aceleração e desaceleração
sólida, num local limpo e arejado. Se o piso não se
do levantamento da carga devem respeitar os limites de
encontrar nivelado ou a inclinação não for uniforme,
segurança.
deve consultar a Atlas Copco.
1 Para levantar peças pesadas, utilize um equipamento
8 As ligações elétricas devem corresponder aos
de elevação de grande capacidade, testado e aprovado
códigos locais. A máquina deverá possuir ligações
de acordo com os regulamentos locais.
terra e encontrar-se protegidas por fusíveis ou
2 Os ganchos, suportes de suspensão, etc. nunca disjuntores.
devem ser dobrados e a pressão apenas deve ser
9 Nunca ligue as tomadas da torre de iluminação a
exercida sobre o seu eixo de carga. A capacidade do
uma instalação que se encontre ligada a uma rede
dispositivo de suspensão diminui quando a força de
pública.
suspensão é exercida de forma angular em relação ao
eixo de carga. 10 Antes de ligar uma carga, desligue o disjuntor
principal e verifique se a frequência, tensão,corrente
3 Para obter a máxima segurança e eficácia do
e potência debitadas correspondem às especifica-
mecanismo de suspensão, todos os componentes de
ções da torre de iluminação.
suspensão devem estar o mais próximo possível da
posição perpendicular. Se necessário, deve ser 11 Antes de transportar a unidade, desligue todos os
colocada uma barra entre o suporte e a carga. disjuntores.
4 Nunca abandone uma carga quando se encontrar
suspensa.

-8-
Normas de segurança durante a descarregar a eletricidade estática. Nunca entorne, nem proteção (EPI) para os ouvidos,
deixe óleo, combustível, líquido de refrigeração ou - acima de 95 dB(A): o(s) aviso(s) na(s) entrada(s)
utilização e o funcionamento agentes de limpeza na máquina ou em seu redor. deverá ser completado com a recomendação de
que mesmo os visitantes ocasionais deverão
6 Durante o funcionamento da máquina, feche todas as
1 Quando a máquina tiver de ser utilizada num utilizar dispositivos de proteção (EPI) para os
portas para não prejudicar o fluxo de ar no interior da
ambiente com perigo de incêndio, cada um dos ouvidos,
zona de trabalho e/ou tornar os dispositivos de
tubos de escape do motor tem de ter um abafador de - acima de 105 dB(A): deverão ser fomecidos
redução do ruído ineficazes. Só pode manter as portas
faíscas, para evitar o risco de incêndio. dispositivos de proteção (EPI) para os ouvidos
abertas por curto períodos de tempo, por exemplo,
especiais para este nível de barulho e deverá ser
2 Os gases de escape contêm monóxido de carbono, durante a realização de tarefas de inspeção ou ajuste.
colocado um aviso especial para esse efeito em
que é um gás letal. Quando a máquina for utilizada
7 Execute as tarefas de manutenção periodicamente, cada uma das entradas.
num espaço fechado, deve conduzir os gases de
respeitando a tabela de manutenção.
escape para a atmosfera exterior, utilizando um tubo 10 Nunca retire o isolamento ou resguardos de peças
de diâmetro suficiente. Esta operação deve ser 8 Coloque resguardos fixos em todas as peças cuja temperatura ultrapasse os 80°C onde o pessoal
realizada para não criar uma pressão excessiva no rotativas ou móveis, que não se encontrem possa, inadvertidamente, tocar, até que tenham
motor. Se necessário, deve instalar um extrator. devidamente protegidas e que possam tornar-se arrefecido.
Cumpra todos os regulamentos locais existentes. perigosas para o pessoal. Se os resguardos tiverem
11 Nunca utilize a máquina numa zona onde se verifique
sido retirados, não coloque a máquina em
Certifique-se de que a máquina possui uma entrada de o risco de absorção de vapores tóxicos ou infla-
funcionamento antes de voltarem a ser montados.
ar suficiente para realizar a operação. Se necessário, máveis.
efetue a montagem de tubulações de ar adicionais. 9 O ruído, mesmo em níveis aceitáveis, provoca
12 Se o processo de trabalho produzir vapores, poeira
irritação e incômodo que, após longos períodos de
3 Quando efetuar operações em ambientes com ou vibrações, etc, tome as precauções necessárias
exposição, pode provocar lesões graves no sistema
muito pó, coloque a máquina de forma a evitar o para eliminar o risco de ferimentos.
nervoso dos seres humanos.
retorno de poeiras por ação do vento. A utilização da
Quando o nível de ruído num local de trabalho estiver: 13 Quando utilizar gás comprimido ou inerte para
máquina em ambientes sem pó prolonga
- abaixo de 70 dB(A): não é necessária nenhuma ação, limpar o equipamento, faça-o com precaução e
significativamente os intervalos previstos para a
- acima de 70 dB(A): devem ser fornecidos utilize dispositivos de proteção adequados (pelo menos
limpeza dos filtros de entrada de ar e dos núcleos
dispositivos de proteção contra o ruído ao proteções para os olhos). Não aplique gás compri-
dos sistemas de refrigeração.
pessoal que se encontre permanentemente no mido ou inerte sobre a pele, nem dirija o fluxo de
4 Nunca retire a tampa de enchimento do sistema de local, ar ou gás para outras pessoas. Nunca utilize essas
refrigeração com o motor quente. Aguarde até que o - abaixo de 85 dB(A): não é necessária nenhuma substâncias para retirar a sujidade das suas roupas.
motor tenha resfriado. ação para os visitantes ocasionais que
14 Quando lavar as peças com um solvente de limpeza,
permaneçam no local apenas por tempo limitado,
5 Nunca abasteça a máquina com combustível verifique se são cumpridos os procedimentos de
- acima de 85 dB(A): o espaço deverá ser
enquanto o motor se encontrar em funcionamento. ventilação relevantes e utilize os dispositivos de
classificado como uma zona de ruído perigosa,
Mantenha o combustível longe de peças quentes, proteção adequados, por exemplo, filtros para
pelo que deverá colocar permanentemente um aviso
por exemplo, os tubos de escape do motor. Não fume respiração, óculos de segurança, avental de borracha
em cada uma das entradas, alertando as pessoas que
durante o abastecimento. Se utilizar uma bomba e luvas, etc.
desejem entrar no local, mesmo por curtos períodos
automática, ligue um cabo de terra à máquina, para
de tempo, de que deverão utilizar dispositivos de

-9-
15 A utilização de sapatos de segurança deve ser 23 Verifique os cabos elétricos regularmente. Os Segurança durante a manutenção e
obrigatória em qualquer local de trabalho e se existir cabos danificados e a iluminação insuficiente das liga-
qualquer risco, mesmo que pequeno, de queda de ções podem provocar choques elétricos.
reparo
objetos, deve ser incluída a obrigatoriedade de utilização Sempre que verificar a existência de circunstâncias
de um capacete. perigosas, coloque os disjuntores na posição OFF As tarefas de manutenção, abertura e reparo só devem ser
(desligada) e desligue o motor. Substitua os fios executadas por pessoal especializado e, se necessário, sob
16 Se existir qualquer risco de inalação de gases, vapores
danificados ou solucione a situação de risco antes de a supervisão de alguém qualificado para a tarefa.
ou poeiras perigosas, deve proteger os órgãos respira-
ligar novamente a máquina. Certifique-se de que todas
tórios e, dependendo da natureza do perigo, os olhos 1 Utilize apenas as ferramentas adequadas para as tarefas
as ligações elétricas estão bem seguras.
e a pele. de manutenção e reparo, e verifique se estão em bom
24 Evite sobrecarregar a torre de iluminação. A torre de estado.
17 Lembre-se de que, onde existir poeira visível,
iluminação possui proteção contra sobrecargas.
também se verifica a existência de partículas mais finas 2 As peças deverão ser substituídas por peças
Quando uma proteção for acionada, reduza a carga
e invisíveis; no entanto, o fato de a poeira não ser sobressalentes genuínas da Atlas Copco.
antes de voltar a ligar a máquina novamente.
visível não é indicativo de que essas partículas mais
3 Todo o trabalho de manutenção, além das tarefas de
perigosas não se encontrem no ar. 25 A utilização da torre de iluminação com cargas baixas
rotina, apenas deverá ser executado com a máquina
durante longos períodos de tempo reduz a vida útil
18 Nunca utilize a torre além dos limites impostos nas desligada. Devem ser tomadas todas as medidas
do motor.
especificações técnicas e evite longas sequências sem necessárias para evitar qualquer arranque acidental.
carga. 26. Todas as portas devem ser fechadas durante a operação Deverá ainda ser colocado um sinal com a legenda
de forma a não perturbar o fluxo de ar de refrigeração "Em manutenção; não ligar" no equipamento de
19 Nunca utilize a torre em um ambiente úmido. A umidade
no interior da carenagem e/ou tornar o silenciamento partida.
em excesso pode provocar uma deterioração do isola-
menos eficaz. A porta pode ser mantida aberta por um Nas máquinas que possuam motor diesel, tem de
mento da torre.
curto período somente no caso por exemplo: inspeção desligar e retirar a bateria ou cobrir os terminais
20 Não abra as caixas elétricas, quadros ou outro equipa- ou ajuste. com tampas de isolamento.
mento com a corrente ligada. Se não o puder evitar, No caso de máquinas elétricas, o interruptor principal
por exemplo, para efetuar medições, testes ou ajustes, deve ser bloqueado na posição aberta e os fusíveis
esse procedimento só deve ser efetuado por um eletri- devem ser retirados. Deverá ser colocado um sinal
cista qualificado, que possua as ferramentas adequadas com a legenda "Em manutenção; não ligar a corrente"
e utilize as proteções (EPI) necessárias. na caixa de fusíveis ou no interruptor principal.

21 Nunca toque nos terminais durante o funcionamento 4 Antes de abrir um motor ou outra máquina ou de
da máquina. proceder a reparos mais complexos, trave de forma
que as peças móveis não possam rodar ou mover-se.
22 Sempre que surgir uma circunstância estranha, por
exemplo, uma vibração, um ruído, um cheiro muito 5 Certifique-se de que não ficam ferramentas, peças
forte, coloque os disjuntores na posição OFF soltas ou pedaços de pano no interior da máquina.
(desligado) e desligue o motor. Deve-se corrigir Nunca deixe pedaços de pano ou roupas soltas perto
a falha antes de ligar a máquina novamente. da zona de entrada de ar do motor.

- 10 -
6 Nunca utilize solventes inílamáveis para fins de de gases perigosos. Nunca misture lubrificantes 21 Certifique-se de que o óleo, solventes e outras
limpeza (risco de incêndio). sintéticos e minerais. substâncias susceptíveis de poluir o ambiente são
corretamente eliminadas.
7 Tome todas as precauções de segurança contra os 14 Proteja o motor, o alternador, o filtro de entrada de
vapores tóxicos dos líquidos de limpeza. ar, os componentes elétricos e de regulagem, etc, para 22 Antes de voltar a utilizar a máquina após uma tarefa
evitar a entrada de umidade, por exemplo, quando de manutenção ou reparo, deve submetê-lo a um teste,
8 Nunca utilize as peças das máquinas como apoios para
recorrer à limpeza a vapor. verificar se o seu desempenho de alimentação CA é o
o ajudar na subida.
correto e se os dispositivos de controle e segurança
15 Quando efetuar qualquer operação que implique calor,
9 Efetue todas as limpezas escrupulosamente durante a funcionam corretamente.
chamas ou faíscas, deve proteger os componentes
manutenção e reparo. Evite a sujeira e cubra as peças
circundantes com material não inflamável.
e aberturas expostas com um pano limpo, papel ou
fita. 16 Nunca utilize uma chama para iluminar o interior de
uma máquina.
10 Nunca efetue soldagens, nem execute qualquer tarefa
que envolva calor perto dos sistemas de lubrificação 17 Quando tiver concluído os reparos, a máquina deve
ou combustível. Antes de executar esse tipo de efetuar uma rotação de verificação, no caso de uma
operação, os tanques de combustível e óleo têm de cadeia de máquinas, ou diversas rotações, no caso de
se encontrar completamente vazios, por exemplo, máquinas rotativas, para garantir que não existe qualquer
por meio de uma limpeza a vapor. Nunca solde nem interferência mecânica na máquina ou no sistema de
modifique vasos de pressão. Desligue os cabos do transmissão. Verifique a direção de rotação dos motores
alternador durante qualquer soldagem efetuada na elétricos quando ligar a máquina pela primeira vez e,
máquina. seguidamente, após qualquer alteração nas ligações
elétricas ou mudança de engrenagens, de modo a
11 Quando efetuar qualquer tarefa por baixo da
verificar se a bomba de óleo e a ventoinha funcionam
máquina, verifique se a máquina se encontra bem
corretamente.
apoiada. Não confie só no macaco.
18 As tarefas de manutenção e reparo de todas as máquinas
12 Não retire, nem altere o material de isolamento acústico.
deverão ser registadas no livro de registro do operador.
Não molhe nem suje esse tipo de material, por
A frequência e a natureza das manutenções podem
exemplo, com combustível, óleo e agentes de limpeza.
revelar condições de utilização incorretas.
Se o material de isolamento acústico estiver danificado,
substitua-o, para evitar qualquer aumento do nível de 19 Quando tiver de manusear peças quentes, por
ruído. exemplo, na montagem por dilatação, deve utilizar
13 Utilize apenas os lubrificantes recomendados ou apro- luvas especiais, resistentes ao calor e, se necessário,
vados pela Atlas Copco ou pelo fabricante da deve também utilizar outras proteções para o corpo.
máquina. Certifique-se de que os lubrificantes sele- 20 Quando utilizar equipamento de filtragem com
cionados respeitam os regulamentos de segurança, cartucho, certifique-se de que utiliza o tipo de cartucho
em especial, os relativos ao risco de explosão ou correto e que o período de vida útil do produto não foi
incêndio e à possibilidade de decomposição ou criação ultrapassado.

- 11 -
Segurança na utilização de Portanto:
ferramentas - nunca fume perto de baterias carregando ou que tenham
sido recentemente carregadas,
Utilize a ferramenta adequada para cada tarefa. Se souber - nunca corte circuitos em tensão nos terminais da bateria,
qual a ferramenta que deve utilizar e as suas limitações, porque normalmente provoca uma faísca.
pode evitar muitos acidentes.
4 Quando ligar uma bateria auxiliar (AB) em paralelo
Encontram-se disponíveis algumas ferramentas de com a bateria da unidade (CB) com cabos de arranque:
manutenção especiais para tarefas específicas, que devem ligue o pólo + de AB ao pólo + de CB, depois o pólo -
ser utilizadas quando necessário. A utilização destas de CB à massa da unidade. Desligue pela ordem
ferramentas permite poupar tempo e evitar danos nas peças. inversa.

Precauções de segurança específicas

Baterias

Quando efetuar a manutenção das baterias, deve utilizar


sempre roupas e óculos de proteção.
1 O eletrólito das baterias é uma solução de ácido
sulfúrico, que é fatal se lhe entrar para os olhos, e
provoca queimaduras quando em contato com a pele.
Por isso, seja cuidadoso(a) ao manusear baterias, por
exemplo, ao verificar as condições de carga.
2 Instale um sinal proibindo fogo, chamas acesas ou
fumar no local onde as baterias são carregadas.
3 Quando as baterias estão carregando, forma-se uma
mistura explosiva de gases nos elementos que podem
escapar através dos orifícios de respiração dos bujões.
Assim, se a ventilação for deficiente, pode formar-se
uma atmosfera explosiva à volta da bateria, que pode
manter-se dentro e na proximidade da bateria por
várias horas após a carga.

- 12 -
Informações importantes

Descrição geral

A QLT M20 é uma torre de iluminação de corrente alternada. Vem completamente montada, integralmente testada e pronta para utilizar. A torre de iluminação
QLT M20 é extremamente leve e manobrável, sendo fácil posicioná-la no local desejado, para uma iluminação ideal da área de trabalho.
O mastro da torre de iluminação QLT M20 pode ser estendido verticalmente até 9,5m através da operação simples de um guincho manual. Na parte superior do
mastro, as quatro unidades de iluminação giram 360° e cada unidade de iluminação gira até 180° individualmente em dois níveis para uma iluminação ideal de zona.

6
1

5 8

2 1 Olhal de elevação
2 Suporte para elevação com empilhadeira
3 Suporte de apoio
7 4 Manopla para elevação do mastro
3
8 5 Holofotes
9 6 Lâmpadas
7 Mastro de elevação da torre
4 8 Portas laterais
10 9 Saída de escape do motor com proteção
3 contra chuva
10 Botão de emergência

- 13 -
11

12
13

16

17

15
11 Bocal de abastecimento
12 Tanque de combustível
13 Painel elétrico
14 Chassi
15 Caixa de Ballast
16 Alternador
17 Motor

14

- 14 -
Estrutura Etiquetas de informação Indica o orifício de drenagem do óleo
do motor.
O alternador, o motor, o sistema de refrigeração, A seguir, é apresentada uma breve descrição de todas
etc, estão contidos numa estrutura insonorizada as etiquetas de informação da torre de iluminação. Indica o orifício de drenagem do líquido
que pode ser aberta através das portas laterais (e refrigerante.
tampas de serviço). Este símbolo indica que existe perigo
de choque elétrico. As partes internas
O acesso ao olhal de elevação (1) para elevar a marcadas com estes símbolos só podem Indica o bujão de drenagem do combustível.
torre de iluminação está integrado na estrutura do ser abertas por pessoal qualificado.
mastro e é de fácil acesso a partir do exterior.
Indica que o gás que sai do tubo de Óleo mineral para motorAtlas Copco.
Também existe a opção dos suportes para elevação
da torre (2) através de empilhadeira. escape do motor é quente e nocivo,
sendo tóxico em caso de inalação. A
unidade deve, sempre, funcionar em Indica que o alternador não deve ser
ambiente aberto ou numa sala bem limpo com água a alta pressão.
ventilada.
1
2 2 Indica que estas peças podem atingir Leia o manual de instruções antes
temperaturas muito elevadas durante o de utilizar o olhal de elevação.
funcionamento (por ex., motor, saída
do escape, etc). Antes de tocar nestas
peças, verifique sempre a sua temperatura. Indica as referências dos diferentes
kits de manutenção e do óleo do
Indica que as guias não podem ser motor. Estas peças podem ser
utilizadas para içar a torre. Utilize encomendadas na fábrica.
sempre o olhal existente na tampa
superior da torre de iluminação para içar.

Não tocar as engrenagens das


Indica o ponto de elevação da torre. catracas. Perigo de esmagamento.

Não tocar a hélice do ventilador


Indica que a torre de iluminação só pode com a máquina em funcionamento.
ser reabastecida com este combustível. Risco de acidente.

- 15 -
Indica o procedimento correto
Cuidado! Não posicionar a torre Bujões de drenagem e tampas de
para elevar o mastro da torre.
de iluminação embaixo de linhas
enchimento
elétricas. Risco de ferimentos
Lubrificar o mastro e o cabo de
sérios ou morte.
içamento se necessário ou após mais Os orifícios de drenagem do óleo do motor e do
de 3 meses de armazenanamento refrigerante e o bujão de drenagem de combustível
estão localizados e identificados na estrutura da
torre de iluminação. Os bujões de drenagem do
combustível estão localizados na parte inferior da
estrutura.
Indica o procedimento correto O tubo flexível para o óleo do motor pode ser
para recolher o mastro da torre. retirado da torre de iluminação através do orifício
de drenagem.

O orifício de drenagem também pode


servir de guia dos tubos de ligação
c o m um depósito de combustível
Não transportar ou içar a máquina externo. Ao ligar um depósito externo
com o mastro destravado. de combustível, utilize as válvulas
de 3 vias. Consulte Ligação do tan-
que de combustível externo (com/
s e m engates rápidos).

O acesso ao bujão de enchimento do refrigerante


Aviso! Usar somente com a proteção do motor é feito através de uma abertura existente
das luminárias em bom estado. na face superior da estrutura. O bujão de enchimento
Risco de radiação ultravioleta das do combustível está localizado no painel lateral.
lâmpadas.

Não transportar a máquina com


o mastro elevado. Risco de feri-
mentos sérios ou morte.

- 16 -
Painel de controle Instruções de funcionamento Antes da partida

– Com a torre de iluminação nivelada, verifique o


6 Instalação nível de óleo do motor e complete, se necessário.
10 5
O nível de óleo deve estar próximo de, mas sem
– Coloque a torre de iluminação em um pavimento exceder, a marca superior da vareta indicadora
4
horizontal, nivelado e resistente. Inclinação do nível de óleo do motor.
máxima para trabalho 10 graus.
– Verifique o nível do líquido de refrigeração no
1
– As portas da torre devem manter-se fechadas, tanque de expansão do sistema de refrigeração
para evitar a entrada de água e pó. A entrada de do motor. Adicione líquido de refrigeração, se
3
pó reduz a duração dos filtros e pode reduzir o necessário.
9 desempenho da torre de iluminação. – Drene todo o líquido de refrigeração e sedimentos
2
– O tubo de escape do motor não deve ficar existentes no pré-filtro do combustível.
8 diretamente voltado para as pessoas. Se a torre Verifique o nível de combustível e complete, se
7 funcionar num espaço fechado, instale um tubo necessário. Recomenda-se que encha o depósito
de escape com diâmetro suficiente para conduzir no final de um dia de trabalho para evitar a
11
os gases de escape para o exterior. condensação do vapor do líquido de refrigeração
Verifique se existe suficiente ventilação para que se forma num depósito quase vazio.
1 Horímetro evitar a recirculação do ar de refrigeração. Se – Verifique o indicador de vácuo do filtro de ar.
2 Fusível de proteção do painel necessário, consulte a Atlas Copco. Se a parte vermelha ficar completamente visível,
3 Tomadas 220V substitua o elemento do filtro.
– Deixe espaço suficiente para o funcionamento,
4 Indicação de alarmes/falhas
inspeção e a manutenção da torre de ilumina- – Pressione a válvula de vácuo do filtro de ar para
5 Botão de partida
ção (pelo menos 1 metro de cada lado). retirar o pó.
6 Botão do painel - Energiza o painel de controle
da máquina – Verifique se o sistema de terra interno obedece – Certifique-se de que a torre não apresenta
7 Disjuntor das lâmpadas - Energiza individual- à legislação local. vazamentos e verifique o aperto dos terminais
mente as lâmpadas da torre (04 lâmpadas) dos fios, etc. Corrija, se necessário.
8 Disjuntor das tomadas – Utilize um refrigerante no sistema de refrigeração
– Verifique se o fusível F1 não está aberto e se o
9 Botão de Emergência do motor.
dispositivo de parada de emergência está na
1 0 Indicação painel energizado – Verifique o aperto das porcas e parafusos. Ver posição DESATIVADO.
1 1 Disjuntor energizador dos reatores tabela página 40.
– Verifique se a carga está desligada.
– Verifique se o disjuntor principal do circuito
está desligado.

- 17 -
Funcionamento

Procedimento na partida

1 Retirar o pino de trava horizontal


2 Levantar a catraca
3 3 Pino de trava vertical
4 Catraca de levantamento do mastro
5 Maçaneta de bloqueio de rotação
3 6 Dar partida no motor
7 Aguardar 5 minutos para as lâmpadas acenderem
1
4 4
5
2

- 18 -
Procedimento na parada

1 5

7 2 6

1 Desligar os interruptores
2 Levantar a catraca
3 7
3 Abaixar a catraca do mastro
4 Pino de trava vertical
5 Catraca
4 6 Colocar pino de trava horizontal
7 Luminárias
6
3
4
2
5
1

- 19 -
Manutenção

Tabela de manutenção

Atenção!
Antes de executar qualquer operação de manutenção, verificar se o interruptor de partida está na posição O e se não existe qualquer
corrente nos terminais.

Ao utilizar filtros e peças não originais, a vida útil do motor poderá ser comprometida, podendo ocasionar no motor falha nos
injetores de combustível, desgaste de anéis e camisas, tavamento de pistão e/ou falhas mais graves que podem levar ao
travamento do motor e deixar a máquina fora de operação .

50 Horas 250 horas 500 horas 1000 horas 2000 horas


Atividades Diário
Inicial Trimestral Semestral Anual Bienal
MOTOR
Verific ar o nível de óleo (cárter do motor) - (2) X X X X X X
Verificar estado geral (peças danificadas, porcas e parafusos frouxos, problemas
em operações anteriores, cor dos gases de escapamento) X X X X X X
Inspecionar a correia e ajustar se necessário (2) X X X X X X
Inspecionar o líquido de arrefecimento (2) (3) X X X X X X
Drenar a água no filtro primário e no tanque de combustível (2) X X X X X X
Substituir o óleo lubrificante e filtro (2) X X X X X
Substituir o elemento do filtro de combustível (2) (4) X X X
Substituir o elemento do pré - filtro de combustível (2) (4) X X X
Regular folga das válvulas de admissão e escape (2) X X
Inspecionar a pressão do bico injetor de combustível X X
Substituir a correia (2) X X
Substituir o líquido de arrefecimento (2)(3) X
Inspecionar alternador (2) X
Inspecionar motor de partida (2) X
Inspecionar turboalimentador (se equipado) - (2) X
Inspecionar bomba de água (2) X

- 20 -
50 Horas 250 horas 500 horas 1000 horas 2000 horas
Atividades Diário
Inicial Trimestral Semestral Anual Bienal
UNIDADE
Verificar e lubrificar o mastro e o cabo de içamento se necessário X X X
Verificar o correto funcionamento do ventilador da caixa de balast. Item 13
X X X X X X
pág. 16 da lista de peças (ASL)
Verificar possíveis vazamentos de óleo combustível, óleo lubrificante e líquido
X X X X X X
de arrefecimento
Limpar externamente a unidade (1) X X X X
Verificar bateria e terminais X X X X
Medir a resistência de isolamento do alternador X X X
Lubrificar dobradiças e fecho das portas, abraçadeiras e peças móveis X X
Limpar internamente o tanque de combustível (1) (4) X X
Inspecionar estado dos coxins X X
Verificar os dispositivos de proteção (1) X X
Verificar o sistema elétrico quanto à segurança dos cabos e desgaste X X
Solicitar inspeção efetuada por um técnico da Atlas Copco X X

Notas:
1. Mais frequentemente quando se opera o equipamento em ambiente com excesso de particulado em suspensão.
2. Consulte o manual de instruções de operação e manutenção do motor.
3. Verifique a concentração de aditivo em cada 500 horas de operação. Mude o líquido de refrigeração em cada 2000 horas de funcionamento.
4. Substitua regularmente os filtros de combustível. Os filtros colados ou entupidos provocam o estrangulamento da passagem de combustível e reduzem o
desempenho do motor. A frequência de substituição depende da qualidade do combustível.
5. A quantidade de óleo lubrificante do motor é 2,8 litros e do fluido refrigerante é 0,9litros (Consulte o código de pedido na lista de peças)

A recomendação do fabricante do motor quanto à utilização de biodiesel é de classificação “B5” (que consiste em 5% de biodiesel e 95% de diesel a base
de petróleo convencional). A utilização de biodiesel fora da especificação recomendada neste manual pode ocasionar danos ao sistema
de combustível do motor e implica em não garantia do produto.

- 21 -
Reboque e elevação b. Inspecionar o engate e o acoplamento do Após o reboque
reboque para desgaste e dano. Substituir ou
Antes de rebocar reparar se necessário. Solte o engate do trailer do veículo de reboque como
c. Verificar se os niveladores traseiros e laterais a seguir:
Antes de rebocar, preparar a torre de iluminação estão na posição superior, se os estabiliza-
como a seguir. 1. Localizar o conector de nivelamento da barra
dores estão contraídos e todos os pinos estão
de tração do trailer na frente do trailer.
1. Abaixar a torre de iluminação: fixos com seus travamentos.
a. Verificar se o mastro da torre está na posição d. Usar o olhal da barra de tração para levantar 2. Puxar o pino trava e girar o conector para baixo.
inferior e fixo no lugar com o pino trava a parte frontal do trailer e para ajustar o Quando o conector é ajustado corretamente, o
horizontal (ver Figura). Para abaixar a torre, engate do trailer no veículo de reboque. pino trava se encaixa na posição com um “click”
ver pág. 25. Certificar-se que o engate esteja corretamente audível.
b. Se necessário, anexar um sinalizador verme- acoplado e travado. 3. Bloquear ou calçar as rodas do trailer.
lho à extremidade do mastro. e. Levantar, girar, e travar o conector frontal
4. Soltar o engate do reboque do olhal ou do gancho
2. Verificar os pneus, rodas e lâmpadas: na posição superior.
do veículo de reboque.
a. Verificar se os pneus apresentam desgaste. f. Verificar se as correntes de segurança estão
unidas corretamente ao trailer e ao veículo 5. Acionar a manivela manual até que o pé de apoio
Substituir pneus gastos. toque o solo e o engate do reboque se levante
b. Verificar se os pneus estão cheios e com a de reboque.
acima do veículo de reboque.
pressão correta. Base de transporte
c. Verificar se todos os terminais das rodas estão e pino trava 6. Mover o veículo de reboque longe do trailer.
horizontal
no lugar e apertados. Não rebocar o trailer
se um terminal da roda estiver faltando. Elevação
Olhal de içamento
d. Verificar se as luzes de freio do trailer, lan-
ternas traseiras, e indicadores direcionais A torre de iluminação pode ser içada pelo anel da
(setas) estão ligados e funcionando correta- grua montado no mastro (ver Figura).
mente. Os itens citados fazem parte do Kit Antes de içar:
de Sinalização Rodoviária (opcional). • Garantir que o mastro está na posição horizon-
3. Verificar o engate do reboque e as correntes de tal (viagem), totalmente encaixado na base de
segurança: transporte, e devidamente fixado com o pino
a. Conferir se o engate e o acoplamento do trava horizontal (ver Figura).
reboque no veículo estão homologados para TAG de • Fechar e trancar as portas laterais e o painel de
peso igual ou superior da avaliação do peso identificação manutenção (superior).
do veículo de reboque (GVWR). O GVWR • Retornar os niveladores e estabilizadores para
está indicado no Tag de identificação do a posição de viagem, e garantir que estão todos
veículo da torre de iluminação (ver Figura). fixos no lugar com seus pinos trava.
Pino trava horizontal e olhal de içamento

- 22 -
Localização Disposição o quanto ele for. Quando totalmente estendido,
o pino de travamento se encaixa na posição
• Para alcançar a melhor cobertura de luz possível, Nivelando o trailer com um “click” audível.
posicionar a torre de iluminação no mesmo 7. Puxar o pino de travamento do conector e
Antes de levantar e estender o mastro da torre de
nível da área a ser iluminada, ou acima. girar o conector para baixo até que o pino de
iluminação, o trailer deve ser nivelado e os pés de
• Para reduzir o risco de ferimento pessoal, certi- travamento engate. Ainda não abaixe o pé
apoio estendidos para maior estabilidade.
ficar que a área esteja em ordem e livre de detritos. conector.
• Para reduzir o risco de deslocamento, rolamento, ATENÇÃO 8. Repetir as duas etapas anteriores para o outro
ou capotamento, posicione a torre de ilumi- A queda do equipamento pode causar pé de apoio, em seguida localizar e ajustar o
nação em uma superfície plana e firme, com graves lesões ou morte. conector na parte traseira do trailer.
espaço suficiente para instalar os suportes do
trailer. • Nivele o trailer e estenda os pés de apoio antes 9. Determinar qual lado do trailer está mais alto,
• Garantir o acesso conveniente ao solo. de usar. e estender o pé de apoio desse lado até que se
• O mastro da torre de iluminação pode ser esten- • Para uma operação segura, os pés de apoio devem apoie firmemente no chão. Em seguida nivelar
dido até 30 pés (9,14 metros) de altura. permanecer estendidos enquanto o mastro da o trailer com os três conectores restantes.
Assegure-se que a área acima do trailer esteja torre estiver na vertical.
livre de obstruções. Levantando a torre
Para nivelar o trailer:
PERIGO 1. Localizar o conector de nivelamento na barra Quando a torre está na vertical, o mastro pode ser
Risco de choque elétrico. de tração do trailer na frente do trailer. estendido até 30 pés (9,14 metros). A torre pode
O contato com as linhas de energia ser girada 180 graus para a esquerda ou direita quando
2. Puxar o pino trava e girar o conector para baixo.
elétrica causará grave lesão ou morte. o mastro é estendido e as lâmpadas são acesas.
Quando o conector está corretamente ajustado,
Não coloque a torre de iluminação o pino trava se encaixa na posição com um Para levantar a torre e mirar as lâmpadas, usar as
abaixo das linhas de energia. “click” audível. instruções a seguir.
3. Bloquear ou calçar as rodas do trailer. 1. Antes de levantar a torre:
4. Soltar o engate do reboque do olhal ou do gancho a. Ajustar as luminárias para apontar para
do veículo de reboque. cima ou para baixo, e para dentro ou para
5. Acionar a manivela manual até que o pé de apoio fora.
toque o solo e o engate do reboque se levante • As lâmpadas podem ser posicionadas sem
acima do veículo de reboque. ferramentas.
6. Localizar os pés de apoio de cada lado do trailer. • Para mirar as lâmpadas, soltar o botão da
Puxar o pino de travamento do pé de apoio extremidade de cada unidade, e usar as alças
(não o pino de travamento do conector) e integradas para mover a luminária. Aperte
puxar o pé de apoio para fora, longe do trailer, o botão quando terminar.

- 23 -
b. Verificar se as rodas do trailer estão bloqueadas 2 Para levantar a torre, ver a próxima figura e d. Verificar se o pino trava vertical está seguro
ou calçadas. seguir estas instruções: e travado no lugar.
c. Nivelar o trailer e estender os pés de apoio e. Girar o cabo da manivela montado no mastro
a. Remover o pino trava horizontal da base de
(ver Seção Nivelando o trailer). para apertar o cabo até as lâmpadas estarem
transporte.
d. Conectar o pé de apoio do trailer ao solo na altura desejada.
b. Girar o cabo da manivela montado na barra
(ver Figura). f. Para girar o mastro, soltar o botão trava de
de tração para apertar o cabo e elevar o mastro
e. Certificar que o mastro não esteja ligado ao rotação e usar a alavanca do mastro para
da torre de iluminação.
painel de manutenção com a corrente de girar o mastro para a esquerda ou direita.
c. Continuar girando a manivela até o mastro
elevação (ver Figura).
estar na posição vertical e a mola do pino
f. Considerar o tempo: não levantar ou elevar
trava vertical automaticamente se encaixar
a torre com ventos fortes ou tempestade
no lugar.
elétrica.
g. Verificar se a área acima da torre está total- a
mente desobistruída.

b/c

Painel de manutenção
Corrente de levantamento

e a
e

Pé de apoio f
b/c

- 24 -
Abaixando a torre de tração para abaixar o mastro. Depois 5. Com o mastro na posição horizontal, des-
que o mastro começar a inclinar, soltar o cansando na base de transporte, inserir o pino
Antes de mover ou guardar a torre de iluminação, pino. trava horizontal e fixá-lo com o contrapino
abaixar o mastro e fixá-lo no lugar. Para abaixar a em anexo.
torre, ver a próxima figura e usar as seguintes
instruções. 7
1. Desligar as lâmpadas da torre do motor. Para
aumentar a vida útil da lâmpada, deixar as lâm- 1 5
padas esfriarem por 15 minutos antes de prosseguir.
2. Girar o mastro:
a. Desapertar o botão trava de rotação.
b. Usar a manopla do mastro para girar o mastro
até a manivela montada no mastro estar no
mesmo lado do mastro como o engate do
7 2 6
trailer.
c. Apertar o botão trava de rotação.
3. Abaixar a torre:
• Girar a manivela montada no mastro para
abaixar a torre até que as lâmpadas estejam o
mais baixo possível. 3 7
• Ao abaixar o mastro, garantir que o cabo de
alimentação no mastro deslize livremente e 4
não se comprima ou emaranhe.
4. Abaixar o mastro para a posição horizontal 6
3
(transporte): 4
a. Liberar a mola do pino trava vertical
puxando-a para fora, longe do mastro. Se o 2
pino resistir, assegurar de que o mastro está 5
totalmente vertical usando a manivela mon-
tada na barra de tração para apertar o cabo. 1
b. Ao puxar o pino para liberá-lo, usar a
manivela da barra de tração para baixar o
mastro. Girar o cabo da manivela da barra

- 25 -
Manutenção do motor Recomenda-se óleo de hidrocarbono sintético ou Especificações PAROIL
hidráulico, mineral, de alta qualidade com inibidores
de oxidação e ferrugem e com propriedades Os lubrificantes PAROIL da Atlas Copco é o
Consulte o manual de instruções do motor para
antiespuma e anti-desgaste. ÚNICO óleo testado e aprovado para uso em todas
obter esclarecimentos sobre a manutenção
O grau de viscosidade deve corresponder à os motores diesel incorporados nos compressores
completa, incluindo instruções sobre mudança do
temperatura ambiente e à ISO 3448, como indicado Atlas Copco.
óleo e o líquido refrigerante e substituição dos filtros
de combustível, óleo e ar. abaixo. Testes de duração extensivos de laboratório e de
campo nos equipamentos Atlas Copco têm
É necessário um mega-ohmímetro de 500 V para
Tipo de comprovado que PAROIL satisfaz a todas as
medir a resistência de isolamento do alternador. Motor
lubrificante necessidades de lubrificações sob diversas condições.
Se o terminal N estiver ligado a um sistema de
Atende às rígidas especificações de controle de
ligação a terra, desligue-o do terminal de terra. entre -15°C e 40°C PAROIL E qualidade a fim de assegurar que seu equipamento
Desligue a AVR.
entre -25°C e 40°C PAROIL Extra funcionará de maneira segura.
Ligue o mega-ohmímetro entre o terminal de terra
Os aditivos lubrificantes de qualidade PAROIL
e o terminal L1 e crie uma tensão de 500 V. A
Ponto de Fulgor permitem intervalos longos entre as trocas de óleo
escala deve indicar uma resistência de, pelo menos,
sem perda de performance ou de longevidade.
5 MΩ. Temperatura Descrição
PAROIL fornece proteção contra desgaste sob
Para mais pormenores, consulte as instruções de 150°C Óleo Diesel
condições extremas. Potentes agentes anti-
funcionamento e manutenção.
250°C Óleo do Motor oxidantes e uma alta estabilidade química ajudam
no combate à corrosão, mesmo no caso de as
Nunca misture óleo sintético com máquinas não funcionarem durante períodos longos.
Especificações do combustível do óleo mineral. PAROIL contém antioxidantes de alta qualidade
motor Quando mudar de óleo mineral para para controlar depósitos, borra e contaminantes
óleo sintético (ou vice-versa), tem de que tendem a formar-se sob temperaturas muito
Para especificações de combustível, contate a Atlas fazer uma lavagem adicional. altas.
Copco. Depois de terminar o procedimento
Os aditivos detergentes de PAROIL mantêm as
completo de mudança para óleo sinté-
partículas que formam borra numa suspensão fina
tico, funcione o motor durante alguns
em vez de permitir que elas bloqueiem seu filtro na
Especificações do óleo do motor minutos para proporcionar uma cir-
área da cobertura da válvula/balancim.
culação completa e otimizada do
óleo sintético. Para retirar novamente PAROIL dissipa calor em excesso de maneira
Recomenda-se a utilização dos óleos
óleo sintético. Para definir os níveis eficiente, enquanto mantém uma excelente
de lubrificação com a marca Atlas
corretos do óleo sintético, faça como proteção da película superficial do calibre a fim de
Copco.
indicado nas instruções normais. controlar o consumo de óleo.

- 26 -
PAROIL tem uma excelente retenção Número de Verificação do nível do óleo do motor
Base Total (NBT) e mais alcalinidade para controlar Número para
PAROIL EXTRA Litros
a formação de ácidos. encomenda
Consulte o Manual de instruções do motor para
PAROIL evita a formação de fuligem. obter informações sobre as especificações do óleo,
galão 5 1630 0135 00 recomendações sobre a viscosidade e os intervalos
PAROIL é otimizado para a última geração de
motores de baixa emissão conf. EURO -3 & -2, galão 20 1630 0136 00 de mudança do óleo.
EPA TIER II & III, utilizando óleo diesel com Para obter informações sobre os intervalos de
baixo teor de enxofre para um consumo menor de mudança do óleo, consulte a seção “Tabela de
óleo e de combustível. manutenção” na página 20.
Número para
PAROIL Extra é um óleo sintético para motores PAROIL E Litros Verifique o nível do óleo do motor de acordo com
encomenda
diesel de performance ultra alto e com um alto o indicado no Manual de instruções do motor e se
índice de viscosidade. Atlas Copco PAROIL Extra necessário preencha com óleo.
foi concebido para fornecer uma lubrificação galão 5 1615 5953 00
excelente para partidas em temperaturas tão baixas galão 20 1615 5954 00 Mudança do filtro de óleo e do
quanto - 25°C (-13°F).
barril 210 1615 5955 00 óleo do motor
PAROIL E é um óleo com base mineral para
motores diesel de alto performance, com um alto Consulte a seção “Tabela de manutenção” na página
índice de viscosidade. Atlas Copco PAROIL E foi 20.
concebido para fornecer um alto nível de
performance e de proteção em condições ‘padrão’
de ambiente a partir de -15°C (5°F).

- 27 -
Especificações do líquido de do cilindro, o radiador ou a bomba do líquido de arrefecimento do motor, minimizando o risco de
refrigeração. sobreaquecimento do motor e possíveis avarias.
arrefecimento do motor
Consulte o manual de instruções do motor e siga as Reduz o desgaste do vedante da bomba de água e
Nunca retire a tampa de enchimento instruções do fabricante. tem um excelente estabilidade quando submetido a
do sistema de refrigeração, enquanto temperaturas de funcionamento elevadas.
o líquido de arrefecimento estiver Nunca misture líquidos de arrefecimento
quente. diferentes e misture os componentes O PARCOOL EG não tem nitretos e aminas para
O sistema pode estar sob pressão. fora do sistema de refrigeração. proteger a sua saúde e o ambiente.
Retire a tampa devagar e só quando
o líquido de arrefecimento estiver à
temperatura ambiente. A liberação Especificações PARCOOL EG
Número para
brusca de pressão, proveniente de um Litros
encomenda
sistema de refrigeração quente, pode O PARCOOL EG é o único líquido de arrefecimento
fazer com que o líquido de arrefe- testado e aprovado por todos os fabricantes de
galão 5 1604 5308 00
cimento espirre e fira alguém. motores atualmente utilizados nos compressores e
Recomenda-se a utilização dos líqui- geradores Atlas Copco. galão 20 1604 5307 01
dos de arrefecimento com a marca galão 210 1604 5306 00
Atlas Copco. O líquido de arrefecimento PARCOOL EG de longa
duração da Atlas Copco integra a nova gama de
A utilização do líquido de arrefecimento correto é líquidos de arrefecimento orgânicos especialmente Para assegurar a proteção contra a corrosão,
muito importante para uma boa transferência de adaptada às exigências dos motores modernos. O cavitação e formação de depósitos, a
calor e proteção de motores arrefecidos por líquido PARCOOL EG pode ajudar a evitar os vazamentos concentração dos aditivos no líquido de
de arrefecimento. Os líquido de arrefecimento provocados pela corrosão. O PARCOOL EG arrefecimento deve estar dentro dos limites
utilizados nestes motores devem ser misturas de também é totalmente compatível com todos os estabelecidos pelo fabricante. Não é permitido
água de boa qualidade (destilada ou não ionizada), tipos de vedantes e juntas desenvolvidos para unir completar o líquido de arrefecimento só com água
aditivos de líquido de arrefecimento especiais, e se os materiais utilizados dentro do motor. pois altera a concentração.
necessário, proteção anti-congelamento. A
utilização de qualquer líquido de arrefecimento que O PARCOOL EG é um líquido de de arrefecimento Os motores arrefecidos por líquido vêm cheios de
não o recomendado pelo fabricante, pode causar pronto a utilizar baseado em etileno glicol, pré- fábrica com este tipo de mistura de líquido de
danos irreparáveis no motor. misturado em um ótimo coeficiente de diluição de arrefecimento.
50/50, oferecendo uma garantia de proteção contra
O ponto de congelamento do líquido de congelamento até -40°C.
arrefecimento deve ser inferior ao ponto de
congelamento da área em que o líquido é utilizado. Como o PARCOOL EG impede a corrosão, a
A diferença tem de ser de pelo menos 5°C. Se o formação de depósitos é reduzida ao mínimo. Isto
líquido refrigerante congelar, pode partir o bloco elimina efetivamente o problema de um fluxo

- 28 -
Verificação do líquido de Medição da concentração de glicol Substituir o líquido de arrefecimento
arrefecimento
– Para otimizar as funções únicas de proteção do Drenar
motor do PARCOOL EG, a concentração de
Controlar as condições do líquido de – Drene completamente o sistema de refrigeração.
glicol na água deve ser sempre superior a
arrefecimento – Jogue fora ou envie para reciclagem o líquido
33 vol.%.
de arrefecimento usado de acordo com as leis
Para garantir a duração e a qualidade do produto e – As misturas com um coeficiente de mistura e regulamentos locais.
otimizar a proteção do motor, deve fazer em água superior a 68 vol.% não são reco-
regularmente uma análise das condições do líquido mendadas pois podem provocar altas tem- Lavar
de arrefecimento. peraturas de funcionamento do motor.
A qualidade do produto pode ser determinada por – Pode encomendar um refratômetro à Atlas – Lave duas vezes com água limpa. Jogue fora ou
três parâmetros. Copco utilizando o número de encomenda envie para reciclagem o líquido de arrefe-
2913 0028 00. cimento usado de acordo com as leis e regula-
Verificação visual mentos locais.
No caso de uma mistura com vários – Procure no manual de instruções da Atlas Copco,
– Verifique a cor do líquido refrigerante e certifique- a quantidade de PARCOOL EG necessária e
produtos de arrefecimento este tipo
se de que não tem partículas soltas a boiar. coloque no depósito superior do radiador.
de medição pode fornecer valores
incorretos. – Se a limpeza for feita de forma adequada o
Intervalos de manutenção longos risco de contaminação é muito reduzido.
intervalo de drenagem de 5 anos, – Se ficar um resto de outro líquido de arrefe-
para minimizar os custos de manu- Encher com o líquido de arrefecimento
cimento no sistema, o líquido de arrefecimento
tenção (quando utilizado de acordo que tiver as propriedades mais baixas influencia
com as instruções). – Verifique se o sistema de refrigeração do motor
está em boas condições (sem fugas, limpo,...). a qualidade do líquido ‘misturado’.
Medição do pH – Ve r i f i q u e a s c o n d i ç õ e s d o l í q u i d o d e
arrefecimento. Encher
– Verifique o valor do pH do líquido de arrefe- – Para garantir um funcionamento correto e a
– Se as condições do líquido de arrefecimento
cimento utilizando um aparelho de medição liberação do ar, funcione o motor até atingir a
não estiverem dentro dos limites admitidos,
do pH. temperatura normal de funcionamento.
substitua todo o líquido (consulte a seção
– Pode encomendar um refratômetro à Atlas Desligue o motor e deixe-o arrefecer.
“Substituir o líquido de arrefecimento”).
Copco utilizando o número de encomenda – Volte a verificar o nível do líquido refrigerante
– Encha sempre com PARCOOL EG.
2913 0029 00. e adicione mais se necessário.
– Completar o líquido de arrefecimento apenas
– Valor típico de EG = 8,6.
com água, altera a concentração de aditivos e
– Se o nível do pH for inferior a 7 ou superior a
não é permitido.
9,5, tem de substituir o líquido refrigerante.

- 29 -
Armazenamento da torre de Preparação para o funcionamento após manutenção diária e normal, e altitude.
armazenamento Mencione igualmente todos os dados
iluminação sobre umidade e localização da torre
Antes de voltar a utilizar a torre de iluminação, d e iluminação(por ex., próximo do
Armazenamento remova o saco de plástico, o papel VCI e os sacos de mar).
gel de sílica, e inspecione cuidadosamente a torre
– Armazene a torre de iluminação num compar- (siga a lista de verificação “Antes da partida”). Verificação do voltímetro
timento seco, com temperatura acima do ponto
– Coloque um voltímetro em paralelo com o
de congelamento e bem ventilado. – Consulte o manual de funcionamento do motor. voltímetro P4 no painel de controle.
– Funcione o motor regularmente, por exemplo, – Verifique se a resistência de isolamento da – Verifique se a leitura dos dois voltímetros é
u m a v e z p o r s e m a n a , a t é a q u e c e r. N a torre de iluminação é superior a 5 MΩ. igual.
impossibilidade de seguir este procedimento, – Substitua o filtro de combustível e encha o – Pare a torre e desligue um terminal.
adote as seguintes medidas de precaução depósito de combustível. Ventile o sistema de – Verifique se a resistência interna do voltímetro
adicionais: combustível. é elevada.
• Consulte o manual de operação do motor. – Volte a instalar a bateria, recarregue-a se
necessário e ligue-a. Verificação dos amperímetros
• Retire a bateria. Acondicione-a numa sala – Faça um teste de funcionamento na torre.
seca, com temperatura acima do ponto de – Fazer a lubrificação do mastro e cabo de – Com um alicate amperímetro, meça a corrente
congelamento. Mantenha a bateria limpa e içamento antes de içar a torre. de saída durante a carga.
cubra ligeiramente os terminais com massa – Compare a corrente medida com a corrente
lubrificante. Recarregue regularmente a indicada no amperímetro. As duas leituras
bateria.
Inspeções e solução de falhas devem ser iguais.
• Limpe a torre de iluminação e mantenha todos
os componentes elétricos ao abrigo da umidade. Nunca execute um teste de funciona-
• Coloque sacos com gel de sílica, papel VCI mento com os cabos elétricos ligados.
(Volatile Corrosion Inhibitor) ou outro Nunca toque num terminal elétrico
agente de secagem no interior da torre e sem verificar a tensão.
feche as tampas. Em caso de falha, faça sempre um
relatório da situação antes, durante
• Utilizando fita adesiva, fixe folhas de papel e após a avaria. Para obter a rápida
VCI à estrutura para tapar todas as aberturas. localização do problema, podem ser
• Envolva a torre de iluminação, com exceção úteis informações sobre a carga (tipo,
do fundo,com um saco de plástico. dimensão, fator de potência, etc.),
vibrações, cor dos gases de escape,
verificação do isolamento, cheiros,
tensão de saída, vazamentos e peças
danificadas, temperatura ambiente,
- 30 -
Solução de problemas do alternador

Problema Causas possíveis Ações corretivas

Tensão baixa sem carga. Velocidade de rotação baixa. Ajustar a velocidade nominal.
Diodo rotativo quebrado. Verificar e substituir o diodo rotativo.
Capacitor com baixa capacidade. Aumentar a capacidade do capacitor.
Enrolamento quebrado. Verificar a resistência e substituir a peça danificada.
Tensão alta sem carga. Capacitor com a capacidade muito alta. Reduzir a capacidade do capacitor.
A velocidade rotativa é muito alta. Redefinir a velocidade nominal para o motor de
acionamento.
O alternador não excita. Velocidade de rotação baixa. Verificar o n° de rotações e ajustar a velocidade
rotativa.
Falha de conexão. Verificar o diagrama elétrico e redefinir as conexões
corretamente.
Falha do capacitor. Substituir o capacitor.
Ruptura dos enrolamentos. Verificar a resistência do enrolamento e substituir a
peça danificada.
Diodo rotativo quebrado. Verificar e substituir o diodo.
Tensão correta sem carga, mas muito Diodo rotativo quebrado. Verificar os diodos danificados e substituí-los.
baixa com carga. Baixa velocidade rotativa com carga total. Ajustar a calibração do regulador de velocidade.
A carga é muito alta.. Reduzir a corrente fornecida.
Ο ϕ de carga é muito baixo. Aplicar em paralelo um capacitor para carregar com
um ϕ menor.
Funcionamento barulhento. Acoplamento ruim. Verificar e corrigir o acoplamento.
Curto-circuito nos enrolamentos ou carga. Verificar enrolamentos e cargas e substituir os
defeituosos.
Rolamento com defeito. Substituir o rolamento com defeito.
Tensão instável. Rotação desigual. Verificar o motor de acionamento e corrigir falhas.
Contato inadequado com as conexões. Verificar e apertar a conexão defeituosa.
Carga desigual. Verificar carga e eliminar a desigual.

- 31 -
Solução de problemas do motor Potência insuficiente A pressão do óleo lubrificante está
demasiado baixa.
– Aperto no tubo do combustível.
A tabela seguinte apresenta uma descrição geral dos – Falha na bomba do combustível. – Grau errado do óleo lubrificante.
possíveis problemas do motor e causas respectivas. – Não há óleo lubrificante suficiente no coletor.
– Elemento do filtro de combustível sujo.
– Aperto no filtro de ar/purificador ou sistema de – Indicador danificado.
O motor de arranque liga o motor demasiado
indução. – Elemento do filtro de óleo sujo.
devagar
– Ar no sistema do combustível.
– Capacidade da bateria demasiado baixa. Consumo elevado de combustível.
– Falha nos atomizadores ou tipo incorreto de
– Má ligação elétrica. atomizadores. – Aperto no filtro de ar/purificador ou sistema
– Falha no motor de arranque. – Obstrução nos orifícios de respiração do tanque de indução.
– Grau errado do óleo lubrificante. de combustível. – Falha nos atomizadores ou tipo incorreto de
– Tipo ou grau de combustível errado. atomizadores.
O motor não arranca ou tem dificuldades – Falha no sistema de arranque a frio.
– Movimento restrito do controle de velocidade
em arrancar. – Tipo ou grau de combustível errado.
do motor.
– O motor de arranque liga o motor demasiado – Aperto no tubo de escape. – Movimento restrito do controle de velocidade
devagar. do motor.
– Temperatura do motor demasiado elevada.
– Depósito de combustível vazio. – Aperto no tubo de escape.
– Temperatura do motor demasiado baixa.
– Falha no solenóide de controle do combustível. – Temperatura do motor demasiado baixa.
– Aperto no tubo do combustível. O motor falha – Folgas da válvula incorretas.
– Falha na bomba do combustível. – Aperto no tubo do combustível.
Fumaça preta saindo do tubo de escape
– Elemento do filtro de combustível sujo. – Falha na bomba do combustível.
– Ar no sistema do combustível. – Aperto no filtro de ar/purificador ou sistema
– Elemento do filtro de combustível sujo.
de indução.
– Falha nos atomizadores. – Ar no sistema do combustível.
– Falha nos atomizadores ou tipo incorreto de
– Sistema de arranque a frio utilizado incorreta- – Falha nos atomizadores ou tipo incorreto de atomizadores.
mente. atomizadores.
– Falha no sistema de arranque a frio.
– Falha no sistema de arranque a frio. – Falha no sistema de arranque a frio.
– Tipo ou grau de combustível errado.
– Obstrução nos orifícios de respiração do tanque – Temperatura do motor demasiado elevada.
de combustível. – Aperto no tubo de escape.
– Folgas da válvula incorretas.
– Tipo ou grau de combustível errado. – Temperatura do motor demasiado baixa.
– Aperto no tubo de escape. – Folgas da válvula incorretas.
– Sobrecarga do motor.

- 32 -
Fumaça azul ou branca saindo do tubo de escape Vibração Pressão no cárter
– Grau errado do óleo lubrificante. – Falha nos atomizadores ou tipo incorreto de – Aperto no tubo de respiração.
– Falha no sistema de arranque a frio. atomizadores. – Tubo de aspiração com fuga ou falha no exaustor.
– Temperatura do motor demasiado baixa. – Movimento restrito do controle de velocidade
do motor. Má compressão
O motor dispara – Temperatura do motor demasiado elevada. – Aperto no filtro de ar/purificador ou sistema
– Falha na bomba do combustível. – Ventoinha danificada. de indução.
– Falha nos atomizadores ou tipo incorreto de – Falha na montagem do motor ou na caixa do – Folgas da válvula incorretas.
atomizadores. volante.
– Falha no sistema de arranque a frio. O motor arranca e para.
– Tipo ou grau de combustível errado. A pressão do lubrificante está demasiado
– Elemento do filtro de combustível sujo.
– Temperatura do motor demasiado elevada. elevada.
– Aperto no filtro de ar/purificador ou sistema
– Folgas da válvula incorretas. – Grau errado do óleo lubrificante. de indução.
– Indicador danificado. – Ar no sistema do combustível.
O motor funciona incorretamente
– Falha no controle do combustível. Temperatura do motor demasiado elevada. O motor desliga-se após cerca de 15
– Aperto no tubo do combustível. – Aperto no filtro de ar/purificador ou sistema segundos
– Falha na bomba do combustível. de indução. – Má ligação ao interruptor de pressão do óleo/
– Elemento do filtro de combustível sujo. – Falha nos atomizadores ou tipo incorreto de interruptor da temperatura do líquido refrigerante.
– Aperto no filtro de ar/purificador ou sistema de atomizadores.
indução. – Falha no sistema de arranque a frio.
– Ar no sistema do combustível.
– Aperto no tubo de escape.
– Falha nos atomizadores ou tipo incorreto de
atomizadores. – Ventoinha danificada.
– Falha no sistema de arranque a frio. – Demasiado lubrificante no coletor.
– Obstrução nos orifícios de respiração do tanque – Aperto nos tubos de ar ou no líquido refrigerante
de combustível. do radiador.
– Movimento restrito do controle de velocidade – Líquido refrigerante insuficiente no sistema.
do motor.
– Temperatura do motor demasiado elevada.
– Folgas da válvula incorretas.

- 33 -
Opcional disponível para a unidade QLT M20

Corta faísca Sinalização rodoviária

A opção corta faísca evita que partículas queimadas Ligação do chicote à unidade de tração
deixem o sistema de exaustão. Isto reduz o risco de
Verifique a tabela 1 abaixo para identificação dos cabos e ligação do chicote à unidade de tração.
incêndio em condições secas para proteger o
ambiente e também permite a operação das unidades
em ambientes fechados onde exista risco de CONFORME NBR 9187

incêndio. Circ. Cor Símbolo Secção AWG / mm² Lanternas e Circuitos Elétricos
1 Amarela 16AWG / 1mm² Lanterna Indicadora de Direção Traseira Esquerda (Seta Esq.)

Skid 2 Azul AUX. 16AWG / 1mm² Lanterna Indicadora de Marcha Traseira Acionada (Luz de Ré)

3 Branco 12AWG / 2,5mm² Terminal Massa, Retorno para Unidade de Tração (Terra)
Lanterna Indicadora de Direção Traseira Direita (Seta Dir.)
O skid ou a torre de iluminação sem as rodas permite 4 Verde 16AWG / 1mm²

a máquina trabalhar em lugar fixo sobre caminhão 5 Marrom 16AWG / 1mm² Lanterna Delimitadora Traseira Direita e Lanterna da Placa Indentificadora Traseira
(Delim. Dir. / Placa / Lanterna)
ou outro local selecionado pelo cliente.
6 Vermelho 16AWG / 1mm² Lanterna de Freio

7 Preto 16AWG / 1mm² Lanterna delimitadora Traseira Esquerda e Lanterna da Placa Identificadora Traseira
(Delim. Esq. / Placa / Lanterna)

- Conectar uma das extremidades do chicote (1) a tomada do compressor e a outra extremidade à
unidade de tração.

Vista frontal do conector do chicote da unidade de tração

- 34 -
Especificações técnicas

Especificações técnicas para as unidades QLT M20

Leituras nos instrumentos indicadores

Indicador Leitura Unidade


Amperímetro L3 (P3) Inferior ao valor nominal máx. A
Voltímetro (P4) Inferior ao valor nominal máx. V

Ajuste dos interruptores

Interruptor Função Atua a


Pressão de óleo do motor Paragem total 0,5 bar
Temp. do líquido de
refrigeração do motor Paragem total 103°C

Especificações do motor/alternador/unidade

QLT M20
Condições de referência 1) 4)
Frequência nominal ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 60 Hz
Velocidade nominal ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 1800 rpm
Pressão interna de entrada do ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 100 kPa
Umidade relativa do ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 30%
Temperatura de entrada do ar ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 25°C

- 35 -
QLT M20
Limitações 2)
Máxima temperatura ambiente ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 45°C
Altitude máxima ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 2000 m
Umidade atmosférica relativa máxima ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 85%
Temperatura mínima de arranque ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 0°C
Dados de desempenho 2) 3) 5)
Potência nominal ativa (PRP) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 3,9 kW
Potência nominal ativa (STBy) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 5,7 kW
Voltagem nominal (PRP) ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 230 V
Nivel de ruído a 7m de distância medindo de acordo ISO9614-2 ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 59 dB(A)
Capacidade do tanque de combustível ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 104 l
Velocidade máxima de reboque ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 40 km/h
Velocidade máxima do vento ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 80 km/h (6)
Dados da aplicação
Modo de funcionamento ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ PRP
Local ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ utilização local
Funcionamento ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ individual
Modo de arranque e controle ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ manual
Mobilidade/Config. de acordo com a ISO 8528-1:1993 ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ transportável/D

- 36 -
QLT M20
Dados do projeto 4)
Alternador
Standard ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ IEC34-1
○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○
ISO 8528-3
Fabricante ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ LINZ
Modelo ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ E1C13/4
Saída nominal, aumento de temperatura da classe H ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 7 kVA
Tipo de capacidade nominal de acordo com a ISO 8528-3 ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ BR
Grau de proteção ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ IP 23
Estator da classe isolamento ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ H
Rotor de classe de isolamento ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ H
Número de fios ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 4
Motor 4)
Standard ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ISO 3046
○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ISO 8528-2
Tipo ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ YANMAR
Modelo ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 3TNV70-CGE
Potência nominal de saída ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 8,0 kW
Tipo de capacidade nominal de acordo com a ISO 3046-7 ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ICXN
Líquido refrigerante ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ água + aditivo
Número de cilindros ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 3
Capacidade do reservatório de óleo ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 2,8 l
Capacidade do sistema de arrefecimento ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 1,75 l

- 37 -
QLT M20
Gestão de velocidade ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ mecânica
Sistema elétrico ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 12 Vdc
Conformidade de emissão ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ não emissionado

Circuito de corrente
Disjuntor do circuito, 220V
Número de pólos ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ ○ 2

Notas
1) Condições de referência para o desempenho do motor de acordo com a ISO 3046-1.
2) Ver diagrama de redução de capacidade nominal ou consultar a fábrica para outras condições.
3) Nas condições de referência, salvo se estabelecido de outra forma.
4) Definição de capacidade nominal (ISO 8528-1):
STBy : A Potência de Tempo Limitado é a potência elétrica máxima que um conjunto de geradores é capaz de fornecer (com carga variável), no caso de uma falha de corrente
(de até 500 horas por ano, das quais um máximo de 300 horas em funcionamento contínuo). Não é permitida sobrecarga nestes valores. O alternador tem uma classificação para
picos contínuos (como definido na ISO 8528-3) a 25°C.
PRP: A Energia Primária é a máxima potência disponível durante uma sequência variável de potência, que pode funcionar durante um número ilimitado de horas por ano, entre
intervalos de manutenção indicados e nas condições ambientais indicadas. É permitida uma sobrecarga de 10% durante 1 hora em 12 horas. A potência média admitida durante
um período de 24h não deve exceder o fator de carga indicado de 80%.
5) Massa específica do combustível utilizado: 0,85 kg/l.
6) Válido somente com todos os pés de apoio utilizados.

- 38 -
Redução da capacidade normal QLT M20 (%)

Para utilizar a torre de iluminação em condições diferentes das especificadas, contate a Atlas Copco.

4 Lâmpadas + 2 KW

4 Lâmpadas

3 Lâmpadas

2 Lâmpadas

- 39 -
Lista de conversão de unidades SI Tabela de aperto para parafusos e Plaqueta de dados
para unidades britânicas porcas
1 bar = 14,504 psi Parafuso / Porca
1 g = 0,035 oz Modelo Material Binário de Aperto (Nm)
1 kg = 2,205 lb M8 8.8 24.3
1 km/h = 0,621 mile/h M10 8.8 48.2 A
M12 8.8 89 B
1 kW = 1,341 hp (RU e EUA)
M16 8.8 205 C
1 l = 0,264 US gal
UNC 1/4-20 8.8 11 D
1 l = 0,220 lmp gal (RU) E
UNC 5/16-18 8.8 22
1 l = 0,035 cu.ft F
UNC 3/8-15 8.8 40
1 m = 3,281 ft UNC 7/16-14 8.8 71 G
1 mm = 0,039 in
1 m³/min = 35,315 cfm
1 mbar = 0,401 em wc
1 N = 0,225 lbf
1 Nm = 0,738 lbf. ft
t°F = 32 + (1,8 x t°C)
t°C = (t°F - 32)/1,8
A Modelo da máquina
uma diferença de temperatura de 1 °C = uma B Número de série da unidade
diferença de temperatura de 1,8°F. C Ano de fabricação
D Potência Prime Power- PRP na condição
contínua e variável /Potência Standy By-
Potência máxima em condição eventual (1
hora/dia)
E Frequência
F Altura máxima
G Massa do conjunto

- 40 -
Diagramas elétricos

Diagrama elétrico - QLT M20 - 1028 8674 17-01-04

- 41 -
Diagrama de potência - QLT M20 - 1028 8674 18-01-08

- 42 -
Dimensionais

9499 (MAX. HEIGHT)


790

Cooling Cooling
Air

1603
Air
Outlet
1329

Inlet

Fuel Inlet

118 1538
2278
1059 (Track Width)
2999
1270

2727,5 (Width Extended)

Cooling
Air
Inlet
1538

Notes:-
Weight: Dry-1708 lbs (775 Kg)
Wet-1896 lbs (860 Kg)

Cooling Cooling
Air Air
Inlet Exhaust Inlet

4377

Dimensional QLT M20 - 1028 8677 26-01-01

- 43 -
4393
790

9285 (MAX. HEIGHT)


Cooling Air Cooling
Outlet Air

1476
Inlet

Fuel Inlet

122 1527
2277
2999
1337

Cooling
Air
Inlet
1042 (Track Width)

1271

2718 ( Width Extended) 1538

Cooling Cooling
Air Air
Inlet Inlet

Exhaust

Control Panel 4378

Notes:-
Weight: Dry-1708 lbs (775 Kg)
Wet-1896 lbs (860 Kg)

Dimensional QLT M20 com sinalização rodoviária - 1028 8747 07-01-00

- 44 -
4436
790

9542 (MAX. HEIGHT)


Cooling Air Cooling Air

1392,5
Outlet Inlet

Fuel inlet

121
1382

Cooling Air
Inlet
826

2718 ( Width Extended)

1538

Cooling Air Cooling Air


Inlet Inlet

Exhaust
Control Panel

Notes:-
Weight: Dry-1708 lbs (775 Kg)
Wet-1896 lbs (860 Kg)

Dimensional QLT M20 com skid - 1028 8747 08-01-00

- 45 -
ANOTAÇÕES
Atlas Copco Brasil Ltda. - Compressor Technique
Alameda Araguaia, 2700 - Tamboré - Barueri - SP - CEP 06455-000
Tel.: (11) 3478-8700 - Fax: (11) 4195-7090
CNPJ: 57.029.431/0001-06
Visite nosso site: www.atlascopco.com