Вы находитесь на странице: 1из 35

com um ângulo máximo igual ao diâmetro solar

Energia e vida na terra dividido pela distância Terra-Sol (veja a figura 1,


que não está desenhada em escala). Então esses
W|áàÜ|uâ|†ûÉ wt xÇxÜz|t Çt àxÜÜt raios formarão entre si um ângulo de
aproximadamente 1,4 x 106 km / 1,5 x 108 km
Autor: Márcio Quintão Moreno ≈ 0,0097 radiano ≈
1. Habilidade Compreender porque a energia solar 0,56º
não chega igualmente a todas as regiões da Terra
e porque a água é um excelente líquido para fazer
a energia circular e se distribuir pela Terra.

2. Detalhamento da habilidade 2.1 - Saber que os Esse é o ângulo sob o qual você veria, por
raios solares que chegam à Terra são praticamente exemplo, uma moeda de 1 real colocada a 2,5
paralelos devido à enorme distância Sol-Terra em metros de seus olhos.
relação às suas dimensões. Sendo de 0,56º a separação angular máxima entre
2.2 - Compreender que devido à curvatura da Terra dois raios luminosos provenientes do Sol, está
a energia solar incidente por metro quadrado é claro que, do ponto de vista prático, eles podem
maior no equador do que próximo aos polos. considerar-se como paralelos; afinal, retas
2.3 – Saber que a energia solar recebida pela Terra paralelas são as que formam entre si um ângulo
não se distribui uniformemente na superfície de nulo e 0,56º é um ângulo pequeno.
nosso planeta. Sendo a Terra praticamente esférica, o ângulo dos
2.4 - Compreender que as estações climáticas se raios solares com a superfície terrestre varia de
devem a 3 agentes: a inclinação do eixo de rotação uma parte a outra de nosso planeta. A figura 2
da Terra, à rotação desta em torno de seu eixo e a representa a Terra com sua atmosfera e ilustra o
sua translação ao redor do Sol. fato de que, em cada metro quadrado da região
2.5 - Saber que a água é uma substância muito equatorial a radiação solar incide
abundante na superfície da Terra e ocupa cerca de perpendicularmente e nas regiões polares a
3/4 de sua área. incidência é rasante (próxima da tangente à
2.6 - Saber que a água possui propriedades superfície terrestre). Além desse fator geométrico,
térmicas que a tornam importante para a devemos considerar que os raios solares que
distribuição de energia na Terra e para a atingem os pólos percorrem na atmosfera terrestre
estabilidade climática, entre elas a grande energia maior distância do que os raios que chegam à
para aquecer e evaporar cada unidade de massa região equatorial; nesta região eles são menos
de água. (Essa habilidade é abordada também em absorvidos e menos espalhados do que os raios
tópico posterior) que alcançam as regiões polares.
2.7 - Saber que as correntes marítimas e o ciclo da Em conseqüência dessas duas circunstâncias, a
água são fundamentais no processo de distribuição quantidade de radiação que chega em cada metro
de energia na Terra. quadrado nos pólos é menor do que a recebida na
2.8 – Compreender as funções da atmosfera mesma área situada na zona equatorial. Entre o
terrestre e sua enorme importância para a vida. paralelo +23,5° (no hemisfério norte, que
corresponde ao trópico de Câncer) e o paralelo –
Como se reparte a energia solar pela superfície 23,5° do hemisfério sul (correspondente ao trópico
da Terra de Capricórnio) situa-se a zona tropical, em que a
intensidade da radiação solar ao longo do ano é
A energia solar se distribui pela superfície terrestre menor do que no equador e muito maior do que
de modo desigual. O valor da constante nos pólos.
É fácil demonstrar que as duas áreas S1 e S2 da
solar (mencionado no módulo anterior) é um
figura estão relacionadas por uma fórmula
valor médio, isto é, há regiões que recebem em sua
superfície mais do que 1,4 kW/m2 e outras que matemática muito simples, isto é, S2 = S1/sen
recebem menos. Uma das razões disso é o fato de onde é o ângulo da direção dos raios solares
que os raios solares que atingem a Terra, isto é, com a superfície S2.
que formam a radiação solar, são praticamente Não surpreende, portanto, que nas regiões polares
paralelos entre si; outra razão é ser a Terra um predominem o gelo e as temperaturas muito
corpo praticamente esférico, apenas ligeiramente baixas, enquanto na zona equatorial ocorre o
abaulado nos pólos. Vejamos como essas oposto.
circunstâncias alteram a distribuição da energia É preciso considerar também que a Terra não
recebida pela Terra. apenas percorre uma grande órbita em torno do Sol
A distância Terra-Sol (1,5 x 108 km) é muitíssimo (veja a figura ao lado), mas ao mesmo tempo ela
maior do que o diâmetro solar, que mede gira em torno de um eixo que não é perpendicular
aproximadamente 1,4 x 106 km; isto significa que a
ao plano dessa órbita, mas forma com ela um
distância Terra-Sol é quase 107 vezes maior. Dois
raios luminosos emitidos de pontos diametralmente ângulo de aproximadamente 23,5o (denominado
opostos do Sol poderão chegar ao nosso planeta inclinação da eclíptica). O resultado da combinação

3
desses dois movimentos é um efeito que você (rotação em torno de um eixo inclinado em relação
certamente já observou: o Sol, ao longo do ano, à sua órbita e translação ao redor do Sol) e da
executa um movimento aparente no céu que varia constância de direção dos raios solares que
chegam até nós.
segundo as estações; no inverno (junho a setembro
A água na Terra
no nosso hemisfério) ele descreve um arco muito Todos sabemos da importância da água: sem ela
baixo em relação ao plano do horizonte; a partir da não existe vida. Você sabe certamente que é
primavera (setembro a dezembro no hemisfério sul) grande a quantidade de água existente na crosta
esse arco aumenta em comprimento e em altura, terrestre: dos 510 milhões de quilômetros
até atingir o máximo no verão (dezembro a março) quadrados da superfície da Terra (5,1 x 10^8 km2)
e começar a diminuir no outono (março a junho). A nada menos de 71%, isto é, 362 milhões de
quilômetros quadrados (3,62 x 10^8 km2) estão
figura 3 ilustra isso.
ocupados pelo oceanos, mares e lagos.
Uma das propriedades da água é que ela requer
energia relativamente grande para ser aquecida e
para mudar de estado, por exemplo, para passar
de gelo a água líquida, ou desta para vapor. Se a
água estiver quente, a energia que ela cede a
corpos mais frios também é maior do que a que é
cedida por outras substâncias que estejam à
mesma temperatura. A fim de aumentar de 1oC (*)
a temperatura de 1 grama de água são necessários
4,2 joules ou, o que é equivalente, 1 caloria. Esse
valor chama-se calor específico da água; cada
substância tem um calor específico determinado,
característico dela. Eis alguns exemplos:
(*) Leia 1 célsius; a antiga denominação “grau
célsius” ou “grau centígrado” foi abolida há alguns
anos. É a mesma regra que nos leva a falar em 1
newton (ou 1 N), unidade de força; em 1 coulomb
(ou1 C), unidade de carga elétrica, e em 1 kelvin
(ou 1 K), unidade de temperatura.

Repare que o calor específico da água é maior do


Figura 2 que o das outras substâncias.
Para aquecer 1 litro (1.000 gramas) de água desde
0oC a 100oC são necessários 4,2 kJ (ou 1 kcal);
mas para vaporizar a 100oC a mesma quantidade
de água requerem-se 2.270 kJ (ou 539 kcal). A
razão de uma mudança tão grande no valor da
energia nos dois casos é que para a água passar
de líquido a vapor uma grande parte da energia a
ela fornecida é utilizada para romper as ligações
entre as moléculas do líquido.
Os valores apresentados acima são apenas
aproximados, porque várias outras circunstâncias
influenciam os processos descritos, por exemplo, a
pressão atmosférica. Em Belo Horizonte, situada a
Figura 3 800 m acima do nível do mar, a pressão
Essa mudança na “altura” do Sol em relação ao atmosférica é menor do que à beira-mar e a água
horizonte, segundo as estações, explica claramente ferve a 97 ou 98oC.
porque no inverno o Sol parece “mais frio”: nessa Certo é que a água, devido à sua grande
época a insolação que chega à região onde é capacidade térmica e pelo fato de circular por todo
inverno será repartida, mesmo na faixa ao redor do o globo terrestre, exerce papel de importância
equador, por uma área maior da superfície fundamental nas trocas de energia entre as regiões
terrestre, devido à incidência em ângulo menor. do nosso planeta.
As estações do ano são conseqüência, como se A energia que provoca num corpo de massa M uma
vê, do duplo movimento executado pela Terra variação da temperatura inicial T1 para a

4
temperatura final T2 e cujo calor específico seja c, dos Estados Unidos e do Canadá; tal corrente
é diretamente proporcional a M e à variação de provoca na Grã Bretanha um clima úmido e
temperatura (T2 – T1), o que se exprime com a temperado. A referida região canadense é banhada
equação pela corrente do Labrador, originada a oeste da
E = c M (T2 –T1) Groelândia, sendo, portanto, fria e escoa para o sul
As correntes marítimas ao longo do litoral oriental do Canadá, o que torna
o clima daquela província desagradavelmente
As propriedades térmicas da água influenciam gelado e inóspito.
fortemente a distribuição da energia solar em nosso O fenômeno das correntes marítimas é muito
planeta devido a dois processos que estão complicado e não está inteiramente compreendido.
constantemente em ação: as correntes marítimas e Por exemplo, há correntes frias superficiais que se
o ciclo da água. deslocam acima de correntes quentes que fluem
As correntes marítimas originam-se na diferença em maior profundidade na mesma região e em
entre as temperaturas das regiões do globo, sentido oposto às superficiais, e vice-versa. Além
ocasionada pela desigualdade da insolação por disso, existem também correntes marinhas verticais
ascendentes e descendentes. Outra circunstância é
elas recebida, conforme foi explicado acima. É
que a temperatura das correntes está relacionada
muito recomendável que você consulte um atlas também, de modo complexo e pouco
geográfico ou uma enciclopédia para examinar um compreendido, com a profundidade em que elas se
mapa das correntes marinhas e entender como movem e com a distância ao continente. Por tudo
elas circulam (veja a ilustração ao lado). isso, o estudo das correntes marítimas ainda é um
tema de investigação ativa dos geofísicos e
oceanógrafos.
O ciclo da água
O ciclo da água é o processo pelo qual ela circula
dos oceanos, rios e lagos até à atmosfera, de onde
retorna à superfície continental e aos oceanos,
lagos e mares, e se reinicia o processo. Veja a
figura 4.

Existem correntes marítimas quentes e frias. As


correntes frias dirigem-se de modo general das
regiões polares para a zona equatorial, isto é, das
regiões de elevada latitude para as de baixa
latitude. Um bom exemplo é o grande contraste
entre os climas de Salvador (Bahia) e de Lima
(capital do Peru, na costa ocidental da América do
Sul), embora essas cidades estejam à mesma Figura 4: Ciclo da água
latitude, devido às correntes marítimas que chegam Os oceanos são o principal reservatório de água de
ao litoral em cada uma delas. Em Salvador é a nosso planeta, bastando lembrar a imensa
corrente quente do Brasil, que se move, ao longo proporção da área terrestre que eles ocupam. Sob
a ação da radiação solar, a água dos oceanos,
da costa brasileira, de norte para sule o clima lagos e rios aquece e evapora; parte dela se
dessa cidade é quente e úmido; sua temperatura condensará localmente em nuvens, outra parte
média anual é superior a 25oC. Em Lima, ao será transportada pelos ventos para outras regiões.
contrário, a temperatura média anual é bem menor A água condensada nas nuvens volta à superfície
(16oC) e a cidade está numa região desértica, como chuva, neve ou granizo e cerca de 1/3 dela
sendo banhada pela corrente de Humboldt, que é retornará aos oceanos através dos rios ou
percorrerá um trajeto subterrâneo. Os 2/3 restantes
fria, porque provem da Antártica e se dirige para o
voltam diretamente da superfície continental à
norte, banhando o litoral ocidental da América do atmosfera, seja por evaporação, seja por
Sul. transpiração das plantas.
As correntes quentes são opostas às correntes Além de forçar a circulação da água pelas diversas
frias: dirigem-se das regiões de baixa latitude para regiões do planeta, a radiação solar ainda é
as de elevada latitude, cujas temperaturas elas responsável pela destilação da água. A destilação
aumentam. Sirva de exemplo o caso das ilhas consiste em vaporizar um líquido e em seguida
britânicas e da região canadense denominada condensar o vapor obtido, o que permite libertá-lo
Labrador, que estão na mesma faixa de latitude. de componentes indesejáveis. As nuvens se
Chegam à Grã-Bretanha as águas mornas da formam por destilação da água e pela condensação
corrente do Golfo, que nasce no Golfo do México e do seu vapor em nuvens, o que é uma
se dirige para o norte, ao longo da costa oriental conseqüência da diminuição de sua temperatura

5
em grandes altitudes da atmosfera. A água
proveniente dos oceanos não é potável, devido à
sua salinidade; nisso reside a importância da
destilação, processo que retém o sal marinho,
permitindo que a água das precipitações seja
potável e possa ser utilizada para uso humano e
animal ou nas plantações.
Não é novidade para ninguém que a água é
absolutamente indispensável para a vida e essa
questão está se tornando a cada ano mais
importante, por causa de várias circunstâncias que
afetam diretamente a qualidade e a quantidade de
água em nosso planeta.
Uma dessas circunstâncias já foi apontada no
estudo do tópico anterior: é a poluição térmica, isto
é, o fato de que o funcionamento dos milhões de
máquinas térmicas utilizadas pela humanidade está
contribuindo aceleradamente, há duzentos anos
pelo menos, para o aquecimento da atmosfera
terrestre. Em muitos casos essa poluição afeta Figura 5: A Atmosfera da Terra
também as águas de lagos e rios e mesmo águas A primeira camada, que tem o nome de troposfera
marinhas costeiras, quando utilizadas para (o nome significa região onde ocorrem as
refrigerar as máquinas térmicas ou seus rejeitos. mudanças climáticas), é a mais baixa e que está
Só muito recentemente foi reconhecido pelos
em contato direto com a superfície da Terra. Ela se
governos, principalmente dos países ricos, onde
está a imensa maioria das máquinas térmicas em estende até cerca de 15 quilômetros de altitude, a
funcionamento, que esse aquecimento certamente partir do nível do mar. A densidade do ar, a
irá afetar a vida aquática e em especial a vida pressão e a temperatura do ar vão decrescendo
marinha. O mar contém uma imensa população rapidamente na troposfera; em suaparte mais
microscópica, muito sensível a modificações no seu elevada a temperatura cai para -60oC. A troposfera
ambiente, e que constitui alimento para inúmeras
é a camada atmosférica mais importante para os
espécies animais que vivem nele.
8. A atmosfera terrestre fenômenos meteorológicos, isto é, responsáveis
No tópico 2 foi abordada a questão da estrutura pelo clima, pois é nela que se concentra o vapor
interna de nosso planeta e neste módulo foram d’água e se formam as nuvens e os ventos; muitas
apresentadas idéias básicas sobre a superfície das nuvens (denominadas cirros) estão situadas no
terrestre. Devemos agora voltar nossa atenção topo da troposfera, em altitudes de 10 km ou mais.
para outra componente igualmente importante de
nosso lugar no Universo: a atmosfera, o envoltório
A segunda camada, a partir do solo, é a
gasoso da Terra.
Nossa atmosfera consiste de uma mistura de vários estratosfera, cuja espessura é de 10 a 50 km acima
gases, com larga predominância do nitrogênio da troposfera; nela a temperatura aumenta
(78% do total) e do oxigênio (21% da atmosfera); o gradualmente, em relação à da troposfera e chega
restante 1% é formado por diversos outros gases, a atingir 0ºC no topo. A uns 25 km de altitude,
que comparecem em percentagens muito ainda na estratosfera, encontra-se a camada de
pequenas. ozônio, que apesar do nome, que sugere uma
Ao contemplarmos o luar ou um belo céu límpido e lâmina esférica contínua em torno da Terra, ela é
azul de outono ou o céu cheio de nuvens ao distribuída desigualmente na atmosfera. Como na
entardecer de verão, não percebemos como é a troposfera, há regiões em que a camada de ozônio
complexa a nossa atmosfera, formada de várias é mais espessa do que em outras e há também
camadas concêntricas localizadas a diferentes nela grandes áreas vazias ou “buracos”. Se a
altitudes e que apresentam propriedades distintas. camada de ozônio fosse contínua, formaria uma
Um esquema simplificado está na figura 5, abaixo. faixa muito fina, com poucos milímetros de
espessura.
O ozônio é um gás cujas moléculas são formadas
de 3 átomos de oxigênio; na superfície terrestre, ao
contrário, as moléculas do gás oxigênio são
formadas por 2 átomos desse elemento. A
formação do ozônio resulta da ação da perigosa
radiação ultravioleta (UV) proveniente do Sol sobre
os átomos de oxigênio da estratosfera, do que
resulta uma enorme redução daquela radiação. O
6
ozônio é um gás nocivo para os seres vivos, mas atingirem o solo os fragmentos tornaram-se
na estratosfera ele exerce um papel benéfico e inofensivos.
importantíssimo para a vida terrestre, ao impedir Um segundo exemplo da função-escudo da Terra é
que a maior parte da radiação UV atinja o solo. em relação aos meteoritos, pedaços de matéria
Na estratosfera também é neutralizada grande rochosa ou metálica provenientes da região
parte de outra componente da radiação solar: a interplanetária, que atingem nosso planeta
radiação infravermelha (IV), cuja ação direta sobre diariamente, aos milhares. Eles penetram na
a Terra teria também conseqüências nocivas. atmosfera com grande velocidade e, devido ao
A estratosfera, portanto, permite a passagem atrito com ela, acabam se incinerando a grandes
quase somente da radiação visível, isto é, da luz altitudes, o que evita o impacto da maioria deles
solar, exercendo uma “filtragem” de grande com a superfície terrestre, o que poderia ser
importância para nós. desastroso (veja figura ao lado). Quase todos os
A região mais alta da atmosfera é a ionosfera, que meteoritos têm tamanho minúsculo e sua
se estende de 50 km a mais de 600 km de altitude. incineração proporciona à noite um belo espetáculo
Seu nome provém de ser constituída de gases (são chamados erradamente de estrelas cadentes),
ionizados, isto é, gases cujos átomos perderam um mas de vez em quando chegam até aqui meteoritos
ou mais elétrons (os íons) e nessa região a enormes que, embora percam parte de sua massa
temperatura sobe com a altitude: a 80 km é de –
no atrito com a atmosfera, ainda alcançam o solo
100ºC e aumenta para + 100ºC a 120 km e pode
alcançar 1.200ºC a 300 km. com tamanhos surpreendentes. Em nosso País foi
É graças à ionosfera que as ondas de rádio podem encontrado na Bahia, há mais de duzentos anos,
se difundir por todo o nosso planeta. Entre 100 e um meteorito (denominado Bendegó) que pesa
120 km de altitude são refletidas de volta ao solo as acima de 5 toneladas; o maior meteorito conhecido
ondas de rádio de freqüência grande e média; as pesa 60 toneladas.
ondas curtas, que são ondas de altíssima A uns 100 km de altitude ocorre na ionosfera um
freqüência, podem penetrar até 300km de altitude dos mais extraordinários fenômenos luminosos
conhecidos, visíveis somente nas regiões polares:
antes de serem refletidas.
as auroras polares, que têm o aspecto de imensas
Outra função importante da atmosfera é como cortinas luminosas verticais e ondulantes, de cores
isolante do calor. A temperatura média da Terra, variadas que vão do azul ao verde e ao vermelho,
graças à atmosfera, é de +15ºC; sem ela, cairia em inúmeras tonalidades. As auroras são formadas
para –18ºC, o que comprometeria a vida no pela radiação visível emitida quando os íons de
planeta. A radiação infravermelha que incide na nitrogênio e oxigênio da ionosfera, acima dos pólos
superfície terrestre é continuamente espalhada de terrestres, são atingidos por íons provenientes do
volta para a atmosfera, que à noite retém uma Sol (que recebem a denominação incorreta de
parte da radiação devolvida pela superfície vento solar). Como a Terra é circundada por um
aquecida durante o dia, evitando assim (exceto nas grande campo magnético, este desvia os íons
regiões polares) uma queda exagerada da solares para os pólos magnéticos do nosso
temperatura. É um efeito estufa benéfico. planeta, acima dos quais se formam as auroras.
Ao contrário da Terra, o planeta Mercúrio, como a 9. A poluição atmosférica
Lua, não possui atmosfera e na superfície daquele Nossa atmosfera, que nos oferece proteção tão
planeta (o mais próximo do Sol) a temperatura variada e importante, está ameaçada e com ela
varia bruscamente de mais de 400ºC durante o dia também a vida na Terra.
para –180ºC à noite; em Marte, cuja atmosfera é A utilização das inúmeras máquinas térmicas do
muito rarefeita, a temperatura varia entre – 87ºC e mundo moderno, como já foi dito, contribui
–5ºC. Em ambos os casos é fácil compreender que poderosamente para o aquecimento ambiental.
tais condições tornam muito duvidosa a existência Mas além do aquecimento elas despejam na
de vida nesses corpos celestes e também o quanto atmosfera imensas quantidades de dióxido de
á importante preservarmos a atmosfera de nosso carbono (CO2): cerca de 6 bilhões de toneladas por
planeta. ano! Esse gás está se acumulando nas camadas
A atmosfera também exerce o papel de escudo. superiores da atmosfera e, conforme já foi
Diariamente nosso planeta é bombardeado por explicado, retém parte da radiação solar recebida
imensa quantidade de partículas eletricamente pela superfície terrestre e por ela devolvida ao
carregadas (elétrons e íons) provenientes do espaço, onde deveria se dissipar. Isso provoca
espaço interestelar, que constituem os chamados uma perturbação no equilíbrio térmico garantido
raios cósmicos; essas partículas possuem energia pela atmosfera, cuja temperatura aumenta.
extremamente alta e se alcançassem a superfície Este é o efeito estufa nocivo, provocado pela ação
sem impedimento poderiam provocar efeito humana, tanto na indústria como na agricultura, e
deletério à vida. Felizmente, ao entrarem na teremos de o combater para preservar nossa
estratosfera essas partículas se chocam com os própria existência. Esse assunto será estudado
átomos dessa região e se fragmentam, assim posteriormente, no tópico 8 (Efeito estufa e o clima
perdendo grande parte de sua energia e ao na Terra).

7
Os problemas criados pela poluição ambiental – em A) da forte insolação recebida na região equatorial;
particular pela poluição da atmosfera – são muito B) da diferença de umidade entre regiões
difíceis de resolver e só a colaboração terrestres;
internacional, com base no conhecimento científico, C) da diferença de temperaturas entre regiões que
poderá vencer os desafios criados por eles. são aquecidas diferentemente pela radiação solar;
Devemos ter consciência de que o comportamento D) de diferentes densidades da atmosfera nas
individual de cada um de nós, por mais diferentes partes do globo.
insignificante que pareça, é parte desse esforço
que permitirá a sobrevivência da humanidade. 6. A troposfera é responsável pelo clima porque

Atividades
A) recebe a maior parte da radiação solar;
B) envolve toda a Terra;
1. A temperatura predominante nas regiões polares C) contém quase toda a massa da atmosfera;
é muito inferior à do restante do planeta porque D) contém quase todo o vapor de água da
nelas a radiação solar atmosfera e nela se formam os ventos, as nuvens e
a chuva.
A) penetra dificilmente, porque estão
constantemente nubladas; 7. O efeito estufa benéfico consiste no processo
B) atravessa uma espessura de atmosfera muito pelo qual a atmosfera terrestre atua como isolante
maior do que nas regiões equatoriais; do calor porque
C) incide nessas regiões formando um ângulo
muito grande com a superfície;
A) a superfície terrestre perde calor para o espaço
D) se distribui por uma área menor do que nas
constantemente;
outras regiões da Terra.
B) a superfície terrestre recebe grande parte da
radiação UV do Sol;
2. As estações climáticas são consequência C) retém parte da energia calorífica perdida pela
superfície e impede grandes variações de
A) da inclinação do eixo de rotação da Terra em temperatura;
relação ao plano de sua órbita; D) nela existe grande quantidade de dióxido de
B) de a Terra mover-se a uma distância muito carbono.
grande do Sol;
C) de a Terra girar em torno de seu eixo e 8. A estratosfera é a camada imediatamente acima
simultaneamente mover-se ao redor do Sol; da troposfera e é importante porque
D) de variar muito, durante o ano, a radiação
emitida pelo Sol no céu. A) sua temperatura aumenta à medida que
aumenta a altura em relação ao solo;
3. Suponha duas amostras de 1 kg, uma de B) contém quase exclusivamente os gases
alumínio e a outra de ferro. Qual delas requer maior hidrogênio e nitrogênio;
energia para que sua temperatura aumente de C) reflete para o solo todas as ondas de rádio que
1ºC? recebe;
D) retém as radiações IV e UV, que são nocivas
A) A de alumínio, porque conduz o calor melhor do aos seres vivos.
que o ferro;
B) A de ferro, porque o calor específico dessa 9. Sobre a atmosfera terrestre, que funciona como
substância é maior do que o do alumínio; “escudo” para os seres vivos, foram feitas as
C) A de alumínio, porque o calor específico desse seguintes afirmações:
metal é maior do que o do ferro;
D) Ambas necessitam a mesma energia, pois têm a
I - Oferece isolamento térmico e impede variações
mesma massa.
bruscas de temperatura entre dia e noite.
II - Impede que a maioria das partículas
4. As correntes marítimas são importantes na eletricamente carregadas, de grande energia e
distribuição da energia solar na Terra porque provenientes do espaço extra-terrestre, alcance a
superfície do planeta.
A) existem correntes quentes e frias; III - Destrói por combustão, devida ao atrito com
B) as correntes marítimas têm sentidos opostos; ela, grande parte dos meteoros que atingem a
C) as correntes marítimas banham todos os Terra.
continentes;
D) a água tem grande capacidade calorífica, por Estão corretas as afirmações:
ser muito grande seu calor específico.
A) I e II apenas.
5. Os ventos são consequência B) I e III apenas.
C) II e III apenas.
D) I, II e III.
8
entanto, apenas no nível macroscópico. As
Energia térmica gÜtÇáyxÜ£Çc|t wx ctÄÉÜM descobertas realizadas nos últimos séculos
levaram os cientistas a concluir que a matéria é
cÉÇwâ†ûÉ? cÉÇäxc†ûÉ x Ütw|t†ûÉ constituída de partículas elementares (prótons,
elétrons e nêutrons, entre outros), que formam os
átomos; esses por sua vez, se agrupam para
constituir as moléculas. Tanto os elétrons dentro
CONTEÚDO DO MÓDULO: Transferência de dos átomos, como estes dentro das moléculas, e
calor por condução e convecção estas últimas como componentes de um estado da
matéria (sólido, líquido ou gasoso), estão em
1. HABILIDADES permanente movimento, num invisível e
desordenado movimento atômico e molecular.
Aplicar o conceito de energia e suas propriedades
para compreender situações envolvendo corpos Esse movimento dos átomos e moléculas é que
com temperaturas diferentes que estejam em produz uma série de efeitos que atingem nossa
contato. percepção, como as sensações de quente ou frio
Aplicar o conceito de energia e suas propriedades que sentimos quando tocamos em diversos corpos,
para compreender situações envolvendo a dilatação que os objetos apresentam quando
transferência de calor nos fluidos. aquecidos, as mudanças de fase por que passam
as substâncias, entre vários outros exemplos.
2. DETALHAMENTO DAS HABILIDADES O conceito de temperatura
O conhecimento do que a ciência entende por calor
1 - Saber que o calor é uma forma de energia que e dos processos de sua transmissão passam pelo
passa de um corpo para outro devido à diferença conceito de uma grandeza física denominada de
de temperatura entre eles. temperatura.
2 - Saber que quando dois corpos a diferentes
temperaturas estão em contato, o corpo mais Se alguém lhe pergunta, o que você entende por
quente perde calor e o mais frio recebe esse calor. temperatura de um corpo? Qual seria sua
3 - Saber que quando dois corpos trocam calor resposta? Pense um pouco antes responder.
entre si eles tendem a uma temperatura final
comum, chamada de temperatura de equilíbrio Uma primeira idéia de temperatura está
térmico. relacionada com o fato de um corpo transmitir
4 - Saber que a sensação térmica está ligada à sensações térmicas de “mais quente” ou “mais frio”
taxa de transferência de calor e, portanto, à do que outros tomados como referência.
condutividade térmica do material com o qual o Atenção, não se deixe enganar:
indivíduo está em contato.
5 - Compreender que a maioria dos fluidos, quando A temperatura de um corpo não é a quantidade
aquecidos, se expande, diminuindo sua densidade de calor que ele possui.
e sobem devido ao empuxo hidrostático. Em virtude de seus movimentos, as moléculas ou
6 - Compreender o que são correntes de os átomos da matéria possuem vários tipos de
convecção. energia associada à agitação atômica ou molecular
7 - Saber dar exemplos de situações onde ocorre o (translacional, rotacional, de atração, etc). A soma
fenômeno de transferência de calor por convecção. total de todas as energias no interior de um corpo é
denominada de energia interna. De modo que um
TÓPICOS 5 e 6: TRANSFERÊNCIA DE CALOR corpo não possui calor – ele contém energia
POR CONDUÇÃO E CONVECÇÃO interna. Sabe-se que essa energia aumenta
Autor: Prof. Alfonso Chíncaro Bernuy sempre que a matéria é aquecida. Quando um
sólido, um líquido ou um gás ficam mais quentes,
seus átomos ou moléculas passam a se
movimentar ou agitar mais rapidamente.

A temperatura de um corpo – uma das sete


unidades fundamentais do Sistema Internacional de
Unidades - associada às sensações táteis de frio
ou quente que ele nos transmite, está relacionada
TEMPERATURA E TERMÔMETROS como o nível de agitação atômica ou molecular.
Observando à nossa volta, somos capazes de Quanto maior a agitação maior a temperatura.
identificar com certa facilidade alguns objetos em Podemos confiar em nosso senso de quente e
movimento e outros em repouso. Focalizemos frio?
agora nossa atenção no quadro negro fixo na
parede da sala de aula, ou em qualquer outro
objeto que possa ser classificado como parado em
relação a você.

Essa ausência de movimento observada é, no


9
a) Termômetro de mercúrio - usado em práticas
escolares e laboratórios de pesquisa. (b)
Termômetro de cristal líquido - bastante utilizado na
As sensações táteis de frio ou quente nos servem
medida de temperatura de crianças. (c)
apenas como ponto de partida para avaliar
Termômetro de infravermelho - realiza medidas de
temperaturas; além de subjetivas, elas podem nos
temperatura à distância captando radiações
enganar .
térmicas (infravermelho). Assim, é Ideal para locais
de difícil acesso, com altas temperaturas, em peças
Faça o seguinte experimento e comprove isso.
ou partes em movimento ou por segurança. (d)
Coloque três vasilhas sobre a mesa. Uma com
Termômetro de densidade - de razoável precisão,
água fria (água com gelo), outra com água quente
serve para medir temperatura ambiente. (e)
e a terceira com água morna. Ponha uma das
Termômetro de máxima e mínima - utilizado para
mãos dentro da vasilha que contém água fria e a
indicar a maior e a menor temperatura ocorrida em
outra, em água quente, deixando-as lá por alguns
um determinado período. (f) Termômetro bimetálico
segundos (veja a ilustração ao lado).
- usado em forno domésticos e industriais. (g)
Termômetro termoelétrico - bastante difundido nas
Em seguida retire as mãos dessas vasilhas e
residências para medida de temperatura do corpo
mergulhe –as na água morna. Ambas as mãos
humano.
sentem a mesma temperatura ?
O termômetro mais utilizado e de preço mais
Apesar de ambas as mãos terem sido colocadas acessível é o termômetro clínico de vidro (veja a
numa mesma vasilha de água morna, cada uma ilustração ao lado). Instrumento clínico de alta
dará informação diferente: a mão que estava precisão para medir a temperatura corpórea, possui
acostumada à água fria lhe informará uma um estrangulamento na base do tubo capilar, de
temperatura maior do que a mão que estava em modo que a coluna de mercúrio que indica a
contacto com a água quente. Certamente, essas
temperatura da pessoa não pode retornar ao
sensações estão lhe fornecendo informações
falsas, pois a água morna se encontra a uma reservatório (bulbo). Por esse motivo este
temperatura uniforme. termômetro continua indicando essa temperatura,
mesmo não estando mais em contato com a
Outro experimento simples que você pode realizar pessoa.
em sala de aula: encoste sua mão num objeto
metálico e num de madeira. Qual é a sua opinião a Quando um termômetro está em contato térmico
respeito da temperatura dos objetos?
com algo cuja temperatura desejamos conhecer, a
A partir dos experimentos, a que conclusões energia fluirá entre os dois corpos até que suas
podemos chegar sobre o uso do tato como meio de temperaturas se igualem e o equilíbrio térmico se
conhecer as temperaturas dos corpos? estabeleça. Quando medimos a temperatura de
uma pessoa devemos manter o bulbo do
Para que a temperatura possa ser considerada termômetro clínico em contato com a pele por pelo
uma grandeza física, é necessário que saibamos menos alguns minutos.
medi-la, de modo que tenhamos um conceito
quantitativo desta grandeza.
Medida de temperatura – Termômetros
Desde que o homem se preocupou realmente em
medir temperaturas, percebeu que, para isso,
deveria criar escalas numéricas e instrumentos
menos subjetivos do que os seus próprios sentidos.
Estes instrumentos graduados, como você deve ter
conhecimento, são denominados de termômetros.

Existem vários tipos de termômetros, cada um


deles utilizando a variação de uma certa grandeza,
provocada por uma variação de temperatura. Escalas termometrias Celsius e Kelvin

10
Ao utilizarmos um termômetro para realizar a leitura
da temperatura de um corpo, o que de fato o
termômetro nos informará é sua própria
temperatura. Por exemplo, quando um termômetro
clínico está em contato com nosso corpo, cuja
temperatura desejamos conhecer, a energia fluirá
entre nossa pele e o termômetro até que suas
temperaturas se igualem e o equilíbrio térmico se
estabeleça. O fato da temperatura entre dois
corpos atingirem a mesma temperatura é
Para atribuir um número a cada temperatura, é conhecido como Lei Zero da Termodinâmica. Se
necessário graduar o termômetro, isto é, conhecermos a temperatura do termômetro, então
precisamos estabelecer uma escala termométrica. conhecemos a temperatura do corpo com o qual
Ao longo do desenvolvimento do estudo dos ele esteve em contato.
fenômenos térmicos, várias escalas foram usadas, Vejamos como isso acontece em escala
propostas por diferentes cientistas. microscópica entre dois corpos quaisquer:
A escala termométrica mais utilizada no mundo é a
escala Celsius (anteriormente denominada escala * Inicialmente esolhemos dois corpos com
centígrada). A construção de uma escala de temperaturas diferentes. O corpo mais quente
temperatura envolve a escolha arbitrária de dois possuirá maior energia interna do que o corpo mais
valores, correspondentes a dois fenômenos frio.
conhecidos. No caso da escala Celsius ela atribui:
• O valor zero à temperatura em que a água
descongela sob pressão normal (1 atmosfera). Zero
grau Celsius escreve-se 0ºC.
• O valor 100 (cem) à temperatura em que a
água ferve sob pressão normal (1 atmosfera). Cem
graus Celsius escreve-se 100ºC. * Ao realizarmos o contato entre os corpos haverá
Dividindo-se esse intervalo em cem partes iguais e uma transferência espontânea de parte da energia
estendendo a graduação acima de 100ºC e abaixo interna do corpo mais quente para o corpo mais
de 0ºC, obtemos a escala Celsius. frio. É bom ressaltar que nenhuma substância
O “zero grau Celsius” de temperatura, material fluiu entre os corpos e sim que a agitação
arbitrariamente associado ao ponto de fusão do térmica do corpo quente se propagou
gelo, não é efetivamente um “zero absoluto”, uma progressivamente aos átomos ou moléculas do
vez que ele não representa a temperatura mais corpo frio.
baixa possível e, portanto, a menor agitação interna A energia que é transferida de um corpo para outro
da matéria. Essa temperatura mais baixa, que para por causa de uma diferença de temperatura entre
efeitos práticos pode ser considerada igual a – eles é chamada de calor.
273ºC, é o zero absoluto de temperatura.
Uma escala de temperatura cujo valor zero
coincida com o zero absoluto é denominada escala
absoluta de temperatura. A mais usada,
principalmente nos trabalhos científicos, é a escala
Kelvin. Logo, não existem números negativos na
escala Kelvin.

A unidade da escala Kelvin, representada pela letra


K, é a unidade de temperatura do Sistema
Internacional de Unidades (SI).
Ao lado temos as correspondências entre as
Comentários
leituras das escalas Celsius e Kelvin.
1) Uma vez que a energia tenha sido transferida
para o corpo frio, ela não mais deve ser chamada
de calor. Depois que foi distribuída entre as
moléculas, ela agora é energia interna.

2) É importante chamar a atenção para o fato de


que a energia interna de um corpo pode aumentar
CALOR sem que o corpo receba calor. Por exemplo,
O que é o calor? esfregando as duas mãos uma contra a outra, a
11
temperatura das mãos aumenta porque foi comparativo da eficiência na transmissão de calor
realizado trabalho mecânico (força e movimento). de algumas substâncias em relação a um dos
piores condutores térmicos (bom isolante): o ar
TRANSFERÊNCIA DE CALOR
(seco).
Analisaremos agora dois dos três diferentes modos
pelos quais pode-se transmitir o calor: a condução
e convecção.
A condução térmica
Quando você coloca uma concha de metal na sopa
que está no fogo e algum tempo depois percebe
que a extremidade que você está segurando ficou Quando tocamos a maçaneta metálica de uma
aquecida, acabou de verificar um fenômeno que porta temos a impressão que ela está mais fria do
denominamos de transmissão de calor por que a madeira. Apesar da maçaneta e da madeira
condução. estarem no mesmo ambiente e à mesma
temperatura, a sensação de frio da maçaneta
Com a concha de metal mergulhada na sopa provém dela possuir maior condutividade térmica e
quente, os átomos ou moléculas do metal recebem dessa forma o calor flui da mão da pessoa para ela
energia do líquido e vibram mais intensamente. com maior rapidez do que na madeira.
Parte desta energia é transferida para as partículas
da região vizinha a esta extremidade e, então a Além da diferença na condutividade térmica, a
temperatura desta região também aumenta. Este quantidade de energia transferida por condução
processo continua ao longo do cabo metálico e, depende da espessura do material, da área de
após um certo tempo, a pessoa que segura na sua contato, do tempo de contato e da diferença de
extremidade percebe uma elevação de temperatura temperatura.
neste local. Portanto, o calor cedido pela sopa Aplicações
quente se propagou através do cabo metálico até à
mão da pessoa. Esta maneira pela qual o calor se
propaga é denominada de condução térmica.

Observe que a transmissão de calor ao longo do


sólido foi feita pela agitação dos átomos da barra,
transferida sucessivamente de um para outro, sem
que estes átomos ou moléculas sofressem
Os agasalhos, blusas de lã ou os cobertores
translação ao longo do corpo metálico.
esquentam?
Constantemente nosso corpo encontra-se
transferindo calor para o meio ambiente, pois nossa
temperatura corpórea, de cerca de 36ºC, em geral
é superior ao meio que nos envolve. Além do que,
em dias de muito frio, onde se acentua a diferença
de temperatura entre nosso corpo e o meio, mais
Condutividade térmica
Se você estiver interessado em manter uma lata de rápida será essa transmissão de calor.
refrigerante gelada durante o tempo em que assiste A sensação térmica está ligada à taxa de
a um filme, você está mais preocupado com maus transferência de calor e, portanto à condutividade
condutores ou isolantes de calor do que com bons térmica do material com o qual a pessoa está em
condutores térmicos. contato. Assim é comum usarmos agasalhos de lã
e cobertores grossos em dias frios, pois eles criam
Dependendo da constituição atômica de uma uma camada isolante entre nosso corpo e o meio
substância, a agitação térmica poderá ser ambiente, de modo a dificultar a transferência de
transmitida de um átomo para outro com maior ou calor. Uma vez que o ar é um bom isolante
menor facilidade, fazendo que esta substância seja térmico, muitos materiais isolantes como os
boa ou má condutora de calor. agasalhos de lã, cobertores, fibras de vidro, isopor,
entre outros, sempre têm bolhas de ar neles
Em geral sólidos metálicos como a prata, o cobre, entremeadas.
o alumínio, etc., são bons condutores térmicos. Você sabia?
Outros materiais, no entanto, são isolantes
térmicos, como o isopor, a cortiça, a madeira, o ar,
o gelo, a lã, o papel, etc.

A título de exemplo vejamos um quadro

12
Os pássaros eriçam suas penas quando sentem se expandir, aumentando de volume e adquirindo
frio. O ar retido entre as penas é um bom isolante, uma densidade menor. Por causa disso, as
de forma a diminuir a passagem de calor para o moléculas dessa região sobem e as de cima
meio ambiente. descem; formam-se, então as correntes de
Como explicamos as sensações térmicas convecção.
apresentadas no experimento das três vasilhas Aplicações
realizadas no começo deste módulo?
Como se formam as brisas marítimas e terrestres?
Quando colocamos nossa mão na vasilha com
água quente a informação passada ao cérebro era
de que a água estava realmente quente, pois ela
encontrava-se a uma temperatura superior à de
nossa mão e com isso houve uma passagem de
calor da água quente até para a mão. Já quando
colocamos nossa mão na vasilha com água gelada
a sentimos fria, visto que nossa mão encontrava-se
a uma temperatura superior à da água. Isso fez que
nossa mão liberasse calor para a água gelada, Durante o dia, o ar próximo à areia da praia se
diminuindo a temperatura de nossa mão. aquece mais rapidamente do que o ar próximo à
Agora, quando colocamos nossas mãos na vasilha superfície do mar. Desta forma o ar aquecido e
com água morna, cada uma transmitiu uma
menos denso do continente sobe e o ar mais frio e
sensação térmica distinta, pois ambas as mãos
encontravam-se em temperaturas diferentes. A mais denso do mar desloca-se para o continente,
mão quente passou uma sensação de frio, pois formando a brisa marítima. À noite, o ar sobre o
transferiu calor para a água morna, diminuindo sua oceano permanece aquecido mais tempo do que o
temperatura. Já a mão fria apresentou a ar sobre o continente, e o processo se inverte.
informação de que a água morna estava quente, Ocorre então a brisa terrestre. Portanto, essas
por que recebeu calor, aumentado sua brisas marinhas nada mais são do que correntes de
temperatura.
convecção.
A Convecção térmica
Quando observamos a chama de um fósforo e em Você sabia ?
seguida a chama acesa no queimador de um As correntes de convecção na atmosfera, ao se
fogão, e ainda a água na panela sendo aquecida moverem para cima, costumam ser aproveitadas
neste queimador, constatamos como o calor é por alguns pássaros, aviões planadores (sem
transportado para camadas superiores do ar ou da motor) e asas-delta para ganharem altura,
água por meio de um processo conhecido como
planando em seguida, até encontrarem outra
convecção térmica.
corrente de convecção ascendente. Desta maneira,
A transferência de calor por convecção ocorre estes dispositivos conseguem percorrer enormes
quando um fluido, como o ar ou a água, está em distâncias, sem consumo de combustível próprio.
contato com um objeto cuja temperatura é maior
que a da vizinhança. A temperatura do fluido que
está em contato com o objeto quente aumenta e o
fluido se expande. Sendo menos denso que o fluido
mais frio da vizinhança, ele sobe por causa de uma
força denominada de empuxo hidrostático, Por que nas geladeiras que contém apenas uma
exercida pelo fluido mais frio. O fluido do meio mais porta as prateleiras são de grades?
frio desce para tomar o lugar do fluido quente que
subiu, formando-se, então, as correntes de
convecção.

Nas geladeiras o congelador encontra-se localizado


na parte superior, onde as camadas de ar são
resfriadas, pois cedem calor ao congelador por
Assim, quando aquecemos água na chaleira a
condução. Assim, o ar desta região torna-se mais
chama transfere calor para a parte inferior da água
denso e dirige-se para a parte inferior da geladeira,
por condução, através do metal do fundo da
enquanto as camadas de ar desta parte se
chaleira. A água mais próxima do fundo começa a
deslocam para cima. As prateleiras são feitas de
13
grade para permitir passagem das correntes de
convecção dentro da geladeira. Esta circulação de
ar faz que a temperatura seja, aproximadamente, a 5. Se um sistema está em equilíbrio térmico, então
todos os corpos que o constituem têm:
mesma em todos os pontos do interior da
geladeira. A) a mesma massa;
Como se origina o movimento das placas B) mesma densidade;
tectônicas? C) mesmo volume;
D) mesma temperatura;

6. O que é um termômetro? Em que se baseia um


termômetro?

7. Examine um termômetro clinico de vidro e


responda: Para esterilizar um termômetro clínico,
devemos:

A) aquecer a extremidade do bulbo com a chama


O desenho ao lado representa o interior do nosso de um isqueiro.
planeta. Onde o manto possui uma espessura de B) evitar aquecer ou ferver um termômetro clínico.
700 km. C) coloca-lo em água fervente durante
aproximadamente 5 minutos.
D) coloca-lo em água fervente durante mais de 5
O calor intenso no interior da Terra aquece as minutos.
camadas do manto e geram correntes de
convecção térmica ascendentes, semelhantes às 8. Descreva, resumidamente, como se deve
que se formam com a água a ferver. Ao atingirem a proceder para graduar um termômetro na escala
Litosfera sofrem um pequeno resfriamento e Celsius.
provocam um arrastamento nas placas tectônicas 9. Existe alguma temperatura com o mesmo valor
na escala Celsius e na escala Kelvin? Se existe,
(“tração da placa”). Esse movimento tem uma
qual é?
relação com as atividades sísmicas.

Exercícios
TÓPICO 7: TRANSFERÊNCIA DE CALOR POR
1. Você acha seguro comparar a temperatura de RADIAÇÃO Autor: Prof. Arjuna C. Panzera
dois corpos através do tato? Explique sua resposta
com um exemplo.
O CONCEITO DE RADIAÇÃO
2. Suponhamos duas pessoas A e B. A mantém a
mão em água quente e B em água fria. Se ambas
colocarem a mão em água morna então: A palavra radiação possui inúmeros significados no
nosso cotidiano. Um deles se refere à
A) A terá a sensação de frio e B de quente. radioatividade. Em 1987 ocorreu na cidade de
B) ambas terão sensação de frio. Goiânia um acidente radioativo em que dezenas de
C) ambas terão sensação de morna. pessoas foram
D) A terá sensação de quente e B de frio. contaminadas e morreram acidentalmente devido
E) ambas terão sensação de quente. às radiações emitidas por uma cápsula contendo o
3. Colocam-se num refrigerador uma placa de aço elemento radioativo Césio 137. No ano anterior
e uma de isopor. Após o equilíbrio térmico as tinha ocorrido em Chernobyl, cidade européia da
placas são retiradas. Um observador toca as duas Ucrânia,
placas. Então: um outro acidente nuclear que produziu uma
nuvem de radiação que atingiu vários países ao
A) a placa de aço parecerá mais quente e a de seu redor. Vários estudos são realizados
isopor mais fria. procurando pesquisar os efeitos dos diversos tipos
B) a placa de isopor parecerá mais quente e a de de radiação nos
aço mais fria. seres vivos. Esses casos referem-se á radiação
C) ambas parecerão frias. emitida por núcleos atômicos instáveis de alguns
D) a sensação de frio ou quente dependerá do elementos químicos, os chamados elementos
observador. radioativos.
E) nenhumas das anteriores. O termo radiação solar também é bastante usado
em nosso dia-a-dia e se refere, por exemplo, à
4. Quando medimos a temperatura de uma pessoa, energia utilizada para aquecimento de água ou
devemos manter o termômetro em contato com ela para produção de energia elétrica através de
durante um certo tempo. Por quê? células fotovoltaicas.

14
Entretanto, o termo radiação se refere à radiação gás carbônico.
térmica e significa essencialmente a emissão
contínua de energia eletromagnética, Talvez você já tenha ouvido uma frase do tipo: “A
particularmente as ondas do espectro diferença entre o remédio e o veneno está na
infravermelho, conhecidas como “ondas de calor”. dose”. Assim também podemos pensar em relação
ao efeito estufa. Ele é um processo natural e de
muita importância, que ajuda manter a temperatura
Energia térmica gÜtÇáyxÜ£Çc|t wx ctÄÉÜM adequada ao desenvolvimento da vida na Terra
como hoje a conhecemos. Mas o aumento deste
cÉÇwâ†ûÉ? cÉÇäxc†ûÉ x Ütw|t†ûÉ efeito trará uma aceleração do ciclo hidrológico e,
resultante disso, fenômenos climáticos e
meteorológicos extremos, como secas, inundações,
CONTEÚDO DO MÓDULO: O EFEITO ESTUFA E tempestades severas, ventanias, incêndios
O CLIMA NA TERRA florestais, que se tornaram mais freqüentes nos
últimos decênios.
1. HABILIDADES Emissão, absorção, transmissão e reflexão de
Compreender as causas da intensificação do efeito energia radiante
estufa nocivo e compreender o seu significado em Todas as substâncias, a qualquer temperatura
termos ambientais. acima do zero absoluto (isto é, -273ºC), emitem
continuamente algum tipo de energia radiante
2. DETALHAMENTO DAS HABILIDADES (ondas eletromagnéticas, tais como ondas de rádio,
1 - Compreender o efeito estufa em termos da microondas, luz visível, radiação ultravioleta,
diferença entre a energia recebida do Sol e a radiação infravermelha, etc), numa mistura de
energia emitida pela Terra ao ser aquecida. freqüências e correspondentes comprimentos de
2 - Saber que a energia recebida do Sol é onda. A freqüência desta energia será tanto maior
basicamente através da luz branca e a energia quanto maior for a temperatura absoluta do emissor
emitida pela Terra, devido ao seu aquecimento, é
basicamente através da radiação infravermelha.
3 - Saber que a atmosfera é transparente à luz
branca, mas relativamente opaca à radiação
infravermelha.
4 - Saber que o que torna a atmosfera
relativamente opaca ao infravermelho é o
percentual de vapor de água e dióxido de carbono
(gás carbônico) existente na atmosfera.
5 - Saber que a temperatura de um sistema a) Emissor à baixa temperatura – Freqüências
depende do balanço entre a energia que ele recebe baixas e longos comprimentos de onda.
e a energia que ele emite. b) Emissor à média temperatura – Freqüências
6 - Compreender que o aumento de temperatura da médias e médios comprimentos de onda.
Terra, devido ao efeito estufa nocivo , é c) Emissor à alta temperatura – Freqüências altas
consequência do aumento de gás carbônico na e curtos comprimentos de onda.
atmosfera. Objetos em altas temperaturas, como o Sol,
emitem ondas de alta freqüência, com
comprimentos de onda mais curtos, bem como
TÓPICO 8: O EFEITO ESTUFA E O CLIMA NA ondas de baixa freqüência na região da porção
TERRA infravermelha do espectro.
Autor: Prof. Alfonso Chíncaro Bernuy
CONTEÚDO DO MÓDULO: O EFEITO ESTUFA E Quando essa energia radiante encontra um objeto,
O CLIMA NA TERRA de um modo geral parte dela é absorvida, outra
Toda semana nos deparamos com notícias parte é transmitida através dele e a parte restante
veiculadas na imprensa sobre o gradativo aumento
é refletida. Se absorvida, esta energia radiante
da temperatura da Terra e suas prováveis
conseqüências desastrosas, como a alteração do aumentará a energia interna do objeto.
clima. O aquecimento global que é caracterizado
pelo aumento da temperatura em nosso planeta
tem requerido cada vez mais a atenção da
comunidade científica. Acredita-se que essa
elevação na temperatura esteja associada ao
aumento da atividade humana, que faz uso
indiscriminado dos combustíveis fósseis e de
outros processos poluentes da atividade industrial. As frações de energia que são refletidas,
Ou seja, o aquecimento global tem como um dos absorvidas e transmitidas dependem:
seus principais componentes o aumento da
emissão dos gases do feito estufa, principalmente o
15
• Das propriedades dos corpos que recebem
essa energia (corpos opacos não transmitem
radiação, corpos polidos refletem mais do que os
não polidos).
• Da freqüência de radiação (os corpos
absorvem apenas determinadas freqüências de
radiação).
• Bons emissores de energia radiante são
também bons absorvedores dela; maus emissores
são maus absorvedores. Se um bom emissor não
fosse também um bom absorvedor, os objetos À esquerda temos uma imagem do interior de uma
negros se manteriam mais quentes do que objetos típica estufa de plantas. À direita representamos
com cores mais claras e os dois jamais esquematicamente as radiações solares incidentes
alcançariam uma temperatura comum. Objetos em
(ondas curtas) e as radiações térmicas (ondas
contato térmico, desde que se espere um certo
tempo, acabam alcançando uma mesma longas) refletidas e emitidas dentro da estufa de
temperatura (equilíbrio térmico). plantas.
Aprenda um pouco mais
Se uma superfície absorve mais energia radiante Efeito estufa no interior do automóvel.
do que emite, ela é predominantemente um Toda vez que entramos dentro de um carro que
absorvedor e sua temperatura se eleva. Ao ficou exposto ao sol com os vidros fechados,
contrário, se ela emite mais do que absorve, ela é percebemos o quanto o seu interior fica quente e
predominantemente um emissor e sua temperatura abafado. Por quê? O carro funciona como se fosse
baixa. uma estufa. Os raios solares entram pelo vidro, e
uma parte de seu calor é absorvida pelos assentos,
A absorção e a reflexão são processos contrários. painel, carpete e tapetes. Quando esses objetos
Um bom absorvedor de energia radiante reflete liberam o calor, ele não sai pelas janelas por
muito pouco esse tipo de energia, incluindo a luz. completo. Uma parte é refletida de volta para o
Portanto, uma superfície que reflete muito pouco ou interior do carro. Além disso, normalmente o interior
nada de energia radiante aparece como escura. dos carros é preto, que é a cor que mais absorve
Por outro lado, bons refletores são maus radiação térmica e, portanto, a que mais irradia
absorvedores. calor. O calor irradiado pelos objetos do interior do
• Como funciona uma estufa de plantas? carro é de um comprimento de onda diferente da
• As estufas de plantas são estruturas luz do Sol que entrou pelas janelas. Então, uma
físicas com paredes e telhados que costumam ser certa quantidade de energia entra e menor
construídas de vidro ou de plástico, de modo a quantidade de energia sai.
permitir que a radiação solar penetre no seu O resultado é um aumento gradual na temperatura
interior. O objetivo é reter a energia solar no seu interna do carro.
interior, mantendo assim uma temperatura interna Bem, é claro que para nosso maior conforto no
mais elevada que a temperatura ambiente. carro, a solução é abrir os vidros ou ligar o ar-
Essas estruturas variam de pequenos galpões a condicionado para dissipar o calor.
grandes edifícios.
• Por exemplo, o vidro nas estufas é
transparente às ondas da luz visível, mas opaco às
radiações ultravioleta e infravermelha. Com isso o
vidro permite que os comprimentos de onda curta
da luz visível do Sol atravessem o telhado e as
paredes da estufa, que são absorvidos pelo solo e
pelas plantas em seu interior. O solo e as plantas,
por sua vez, emitem ondas de infravermelho, que
têm comprimentos de onda longos. Essa energia
não consegue atravessar o vidro para sair, o que
aquece o interior da estufa.

Freqüentemente utilizado para o cultivo de flores,


legumes, frutas, vegetais e tabaco, o aquecimento
dentro da estufa dá-se essencialmente porque a
convecção é suprimida. Não há troca de ar entre o
interior e o exterior; sendo assim, a energia
recebida da radiação solar que aquece o ambiente
interno não é perdida com as correntes
ascendentes, que realizariam a transferência de
calor.

16
terrestres.
O balanço energético da Terra
A temperatura de um sistema depende do balanço A superfície terrestre se comporta
energético entre a energia recebida e a energia aproximadamente como um bom absorvedor dessa
emitida pelo sistema. O clima na Terra é regido energia e depois de aquecida devolve parte dessa
pelas mesmas leis que determinam o balanço energia. Mas como a temperatura da Terra é
energético de qualquer corpo ou sistema relativamente mais baixa, ela irradia a energia em
termodinâmico. baixas freqüências – principalmente nos
comprimentos de onda mais longos do
Se nosso planeta estivesse isolado no espaço, iria infravermelho.
emitir radiação, perdendo energia térmica e
resfriando-se. Como estamos perto do Sol, o que a Ao ficar em equilíbrio radiante com a radiação
Terra perde para o espaço é compensado pela incidente acabaria por atingir uma temperatura
radiação solar que é absorvida pelo nosso planeta. média de 253 K (-20°C). Ou seja, essa seria a
temperatura média da Terra se não fossem alguns
A energia solar fornece 99,98% de toda energia da fatores atmosféricos que contribuem para que este
Terra e da atmosfera. Aproximadamente quase valor seja maior.
todo o restante vem de reações nucleares no
interior da Terra e um pouco vem das marés, que é Dizemos que um corpo está em equilíbrio radiante
resultam das atrações gravitacionais da Lua e do quando emite a mesma quantidade de energia que
Sol sobre os oceanos. absorve. Se um corpo estiver em equilíbrio radiante
O Sol emite uma radiação de maior intensidade na e possuir uma fonte de energia constante, como o
faixa do espectro visível da luz, com alta freqüência Sol, por exemplo, sua temperatura será constante.
e pequeno comprimento de onda. Sua superfície
emite 68 milhões de watts por cada metro
quadrado. A Terra se encontra a aproximadamente
150 milhões de quilômetros de distância, de forma
que a energia radiante recebida a cada segundo,
por cada metro quadrado perpendicular aos raios
solares, no topo da atmosfera, é de
aproximadamente 1367 joules. Essa quantidade de
energia recebida por unidade de área é chamada
de constante solar e equivale, em unidades de
potência, a 1367 watts por metro quadrado (1367
W/m2), dados da WMO - World Meteorological
Organization.

Aprenda um pouco mais


O diagrama de corpo negro para o Sol e a Terra
Um absorvedor ideal seria um corpo que em uma
certa temperatura emitiria uma taxa de radiação,
por unidade de área, maior do que qualquer outro
corpo. Todo emissor ou absorvedor ideal é
denominado de corpo negro. Essa denominação
se deve ao fato de que ele apareceria negro ao ser
observado, já que ele não refletiria nenhuma
radiação. Entretanto deve-se ressaltar que este
corpo não nos pareceria negro se estivesse em
temperatura tal que o tornasse emissor de
radiações visíveis.

A energia irradiada por unidade de tempo, por toda


O valor da potência solar que atinge o solo é
a superfície de um corpo negro é proporcional à
atenuado pela atmosfera e reduzido pelos ângulos
quarta potência de sua temperatura absoluta
de elevação do Sol não perpendiculares à
(Energia = constante x (temperatura)4. Isso
superfície. Daí que a potência solar média por
significa que quanto maior a temperatura absoluta
metro quadrado recebida sobre a terra, designada
por insolação seja de 342 W/m2, valor de um emissor ideal, muito mais intensa será a
radiação emitida.
correspondente a 1/4 de 1367 W/m2. Daquela
O Sol e a Terra irradiam aproximadamente como
potência, cerca de 30%, que corresponde a 107
corpos negros. Portanto, as leis de radiação dos
W/m2 são espalhadas pelo ar e refletidas para o
corpos negros podem ser aplicadas à radiação
espaço pelas nuvens e pela superfície terrestre.
solar e terrestre com certas restrições.
Desse modo temos que 235 W/m2 (342 – 107 =
235 W/m2) aquecerão a atmosfera e a superfície
Max Planck, notável físico alemão do século 20,
17
deduziu a distribuição da radiação luminosa de um
corpo negro e mostrou como ela varia com o
comprimento de onda para uma dada temperatura.

Verifica-se que a forma da curva da função de


Planck depende da temperatura do corpo negro.
Quanto maior for sua temperatura, tanto menor
será o comprimento de onda no qual o máximo
da emissão ocorre.

As curvas ilustradas acima mostram que quanto


mais quente for um corpo, maior será sua
luminosidade a pequenos comprimentos de onda.
A superfície do sol tem uma temperatura próxima
de 6000 K, e a curva de Planck – diagrama do
O ar seco é composto por 78% de nitrogênio, 21%
corpo negro para o Sol - possui um pico na região
de oxigênio, 0,97% de gases nobres e 0,03% de
do visível. Para corpos mais frios, como a
gás carbônico (dióxido de carbono). O ar pode
superfície da Terra que tem uma temperatura
ainda conter de 0 a 7% de vapor de água. A
média próxima de 300 K, a curva de Planck -
composição do ar altera-se com a altitude.
diagrama do corpo negro para a Terra – tem um
pico fora da região do visível.
O gás nitrogênio está presente em maior
Os gases que compõem a atmosfera terrestre
quantidade na atmosfera terrestre. É uma
Podemos definir a atmosfera terrestre como sendo
substância fundamental para a vida na Terra, pois
uma fina camada de gases presa à Terra pela força
esse elemento químico entra na composição das
da atração gravitacional. Visto do espaço, o planeta
proteínas, principal componente dos organismos
Terra aparece como uma esfera de coloração azul
vivos. O gás oxigênio é de fundamental
brilhante. Esse efeito é produzido pela dispersão da
importância para os processos vitais de nosso
luz solar ao penetrar na atmosfera. Todos os
planeta, pois é utilizado na respiração da maioria
planetas do sistema solar apresentam uma cor
dos seres vivos. Pela respiração os seres vivos
característica quando vistas do espaço, devido a
produzem a energia necessária para manter os
esse fenômeno da dispersão da luz solar ao
seus sistemas vitais. Há ainda pequena
penetrar em suas atmosferas.
porcentagem do gás argônio (Ar) e outros gases
nobres.
A atmosfera terrestre possui aproximadamente 700
Dos gases que possuem uma participação muito
quilômetros de espessura. No entanto, ela não se
menor na composição da atmosfera podemos
distribui homogeneamente e, por conseguinte,
destacar a presença: do gás carbônico (CO2), do
podemos dizer que a maior parte da atmosfera da
vapor de água (H2O), metano (CH4), o óxido
Terra, cerca de 80% dela, está na região situada
nitroso (N2O), clorofluorcarbonetos (CFCs) e
até 16 quilômetros de altura, medida a partir da
ozônio (O3).
superfície do nosso planeta.
O gás carbônico é imprescindível para a vida no
Por ser uma distribuição gasosa, à medida que nos
planeta. Ele é utilizado pelas plantas e algas
afastamos da superfície do nosso planeta a
microscópicas (seres clorofilados) no processo da
atmosfera vai-se tornando cada vez mais rarefeita,
fotossíntese, quando parte da energia solar
até que ela se dissipa no espaço interplanetário.
(luminosa) é transformada em energia química que
circulará por todos os ambientes nas cadeias
alimentares.

Juntamente com o gás carbônico, o vapor de água


é importante para manter a temperatura do planeta,

18
pois ele evita que o calor escape todo para o atmosfera que recebe esta radiação térmica fosse
espaço. O vapor da água também condensa composta de ar puro ela não absorveria tal
formando as nuvens que originam as chuvas. radiação, deixando-a escapar para o espaço.
O metano é produzido naturalmente por bactérias Entretanto, as nuvens e os gases atmosféricos
que se alimentam de material de plantas e de (principalmente o vapor de água e o gás
animais em ambientes sem oxigênio. As bactérias carbônico) absorvem radiação térmica e voltam a
vivem em sistemas digestivos de animais como a emiti-la, devolvendo-a parcialmente à superfície
ovelha e a vaca, em que ajudam a transformar a terrestre. Este fenômeno compensa parcialmente
grama e outras matérias orgânicas em nutrientes. perdas para o espaço, permitindo que a Terra
Algumas atividades agrícolas também produzem tenha uma temperatura média de 14ºC.
metano. O arroz que é normalmente plantado em
campos inundados produz o metano pela O efeito estufa é um processo natural e de vital
decomposição anaeróbica de substâncias importância para manter a vida na Terra, tal como a
orgânicas, mediante a ação de bactérias que conhecemos. Basta observar que é graças a esse
requerem condições altamente reduzidas para seu processo que nosso planeta encontra-se a uma
crescimento, como as encontradas em solos temperatura 34ºC maior do que a temperatura
cultivados com arroz inundado. prevista (-20ºC) no balanço energético da Terra
sem o efeito estufa.
O óxido nitroso é um gás liberado pelo nitrato de
amônia, que é amplamente usado como fertilizante
para aumentar as colheitas em uma plantação.

CFCs são compostos de cloro, flúor, hidrogênio e


carbono. Quando liberados na atmosfera, os CFCs
migram para a estratosfera, onde quebram
moléculas de ozônio que estão presentes lá. A
camada de gás ozônio reduz a penetração da
radiação ultravioleta, que é perigosa para os
humanos, provocando câncer de pele e cataratas e
também pode interferir no crescimento e na
reprodução de outros organismos.
O efeito estufa na Terra
A temperatura da Terra aumenta quando aumenta O efeito estufa atmosférico recebeu este
a incidência de energia radiante ou quando diminui nome a partir das estufas de vidro usadas pelos
o escape da radiação terrestre. jardineiros para reter a energia solar, mas essa
O efeito estufa nocivo é o aquecimento da analogia entre a estrutura de vidro e a atmosfera
atmosfera mais baixa, o efeito dos gases não é perfeita. As estufas de plantas costumam
atmosféricos sobre o balanço entre a radiação solar evitar perdas de calor por convecção, porém a
e a radiação terrestre. atmosfera impede apenas perda de calor por
radiação térmica.
Como 99,9% da atmosfera é constituída de
nitrogênio, oxigênio e argônio, há muito pouco A energia solar incidente sobre a atmosfera e a
espaço para outros gases. Mas mesmo em superfície terrestre segue um de três destinos: ser
pequenas proporções relativas, os gases refletida, absorvida ou transmitida.
carbônico, metano, óxido nitroso,
clorofluorcarbonetos e ozônio têm um efeito As nuvens, a superfície do planeta, os gases e
significativo no clima do planeta Terra. Esses gases partículas atmosféricas refletem cerca de 30% da
são conhecidos como os gases do efeito estufa radiação incidente no topo da atmosfera. Os 70%
nocivo. O vapor de água também desempenha restantes são absorvidos, produzindo aquecimento
um papel muito importante na regulação do do sistema e causando evaporação de água (calor
clima de nosso planeta. Ele não se enquadra nos latente) ou convecção (calor sensível). A absorção
gases do efeito estufa nocivo propriamente dito da radiação solar é seletiva, sendo o vapor d'água,
porque a quantidade de água na atmosfera o ozônio (O3) e o dióxido de carbono (CO2) os
depende dos outros gases. Isto é, quanto maior a principais agentes absorvedores. A energia
temperatura da atmosfera, maior a evaporação da absorvida pelo sistema Terra-atmosfera é reemitida
água dos rios, oceanos e de outros reservatórios. na faixa do infravermelho do espectro de radiação
Sendo assim, se a concentração dos gases de eletromagnética, sendo que 6% são provenientes
efeito estufa aumentar devido à ação do homem, o da superfície e 64% tem origem em nuvens e
aumento do vapor de água da atmosfera será uma constituintes atmosféricos.
conseqüência disso.

Como sabemos, depois de aquecida a superfície


terrestre emite comprimentos de ondas longos na
faixa do infravermelho (radiação térmica). Se a

19
A comparação entre a composição atmosférica e a
temperatura medida no clima dos planetas Terra,
Vênus e Marte nos ajudam a aceitar a teoria sobre
a influência do efeito estufa no clima de um
planeta.

No gráfico seguinte temos uma representação da


atenuação das ondas eletromagnéticas pela
atmosfera terrestre. Uma analise dos dados nos O aumento dos gases do efeito estufa e o
permite perceber que grande parte da luz visível aquecimento global
vinda do Sol atravessa a atmosfera. Por outro lado Há dois fatores que determinam o impacto que um
a radiação infravermelha de baixa freqüência e gás do efeito estufa específico poderá causar no
comprimento de onda longo, vinda da Terra, é clima do planeta. O primeiro é seu fator de
praticamente toda absorvida pela atmosfera. aquecimento global (Global Warming Factor,
GWF), ou seja, sua habilidade de absorver e
depois liberar calor. O GWF é arbitrariamente
definido como 1 para dióxido de carbono. Os
valores para os outros gases indicam sua potência
em relação ao CO2. O segundo fator é quantidade
do gás presente na atmosfera.

A tabela seguinte mostra os dois fatores para


alguns gases de efeito estufa. Embora o CO2 seja
um gás de efeito estufa mais fraco que os outros,
há muito mais dele na atmosfera e, portanto, ele
tem o maior impacto.

O efeito estufa em outros planetas


Como sabemos que o efeito estufa é responsável
pelo clima na Terra? O chamado efeito estufa é um
fenômeno natural e tem sido uma característica do
nosso e de outros planetas desde a sua formação.
Analisando a distância ao Sol aos dois planetas
mais próximos da Terra (Vênus e Marte), podemos O gás carbônico contribui com cerca de 60 % do
determinar a energia que eles recebem do Sol. A total dos gases estufa, sendo que outros gases
atmosfera de Marte, constituída por 95% de dióxido produzidos pelas atividades humanas também
de carbono, é muito difusa, com densidade menor contribuem para o efeito estufa: metano (15%);
que 1% da densidade da atmosfera terrestre. CFCs (12%), óxido nitroso (5%), e Ozônio (8%).
Conseqüentemente, com efeito estufa muito Além de estar em maior porcentagem, a
pequeno, a temperatura média de Marte é poucos concentração do gás carbônico vem aumentando
graus Celsius maior que a temperatura calculada. rapidamente nas últimas décadas.
No caso de Vênus a temperatura calculada seria
algo em torno de 50ºC, porque este planeta está Da energia solar capturada pelas plantas no
mais próximo do Sol que a Terra. Mas na realidade processo de fotossíntese, apenas uma fração muito
a temperatura medida de Vênus é de pequena termina enterrada na forma de
aproximadamente 500ºC. Essa grande diferença é combustível fóssil – carvão, petróleo, gás natural –
devida ao fato de a atmosfera de Vênus ser 95% a maior parte é reciclada na atmosfera através do
mais densa que a da Terra e ser constituída ciclo do carbono. O combustível fóssil armazena
principalmente por dióxido de carbono (96%). não só energia, mas também carbono. Foram
Assim, Vênus tem um efeito estufa que torna sua necessários dezenas de milhões de anos para
temperatura media muito maior que teria sem a acumular as reservas atuais de combustíveis
presença dele. fósseis.

20
eficiente, diminuindo então a concentração de CO2
na atmosfera. O aumento de CO2 de um ano para
outro é acentuado pela atividade humana,
principalmente devido à queima de combustível
fóssil.

A figura da esquerda apresenta medidas da


variação da temperatura global em relação à
temperatura de 1950, mostrando um aumento de
0,8°C até o ano 2000.
As atividades humanas queimam esses
combustíveis fósseis numa taxa muitas vezes
maior do que eles estão sendo produzidos, assim
desequilibrando o ciclo do carbono e aumentando
muito o percentual de gás carbônico na atmosfera.

Dados climáticos de centenas de anos passados


mostram claramente uma correspondência estreita
entre os níveis de CO2 atmosférico e a temperatura
global média.

O gráfico seguinte mostra que o nível de


concentração de CO2 manteve-se próximo de 280 O que esta se fazendo para melhorar essa
partes por milhão desde o período pré-Industrial até situação?
meados do século XVIII. O Protocolo de Kyoto

A preocupação com o efeito estufa é tão grande


que 141 países assinaram em 1997 um acordo
internacional que visa diminuir a emissão de gás
carbônico para a atmosfera. Este acordo foi
chamado de “Protocolo de Kyoto” (cidade no Japão
onde se concluiu o documento). O protocolo de
Kyoto, que entrou em vigor em fevereiro de 2005,
diz que os países desenvolvidos (que fazem parte
do acordo) se comprometem a reduzir até 2012 a
emissão de gases de efeito estufa em pelo menos
5%, de acordo com os níveis de 1990. Em outras
Variação da temperatura global (em vermelho) e da
palavras, cada país avalia o quanto emitia de gases
concentração de dióxido de carbono (em azul)
estufas no ano de 1990 e deve passar a emitir 5%
presente no ar, nos últimos 1000 anos. NOTA: Os
menos dentro do prazo estipulado. Os Estados
dados relativos à temperatura antes de 1881 são
Unidos, que são os maiores emissores de gases de
apenas estimativas indiretas, hoje em dia muito
efeito estufa do mundo (respondendo por 36 % do
contestadas.
total mundial) não ratificaram (não transformaram
Nos anos 50 a concentração de CO2 na atmosfera
em lei) o acordo. Juntos, EUA, Rússia, Alemanha,
era cerca de 315 ppmv (parte por milhão em
Grã Bretanha e Japão respondem por 70% das
volume – porque se trata de ar), e em apenas 5
emissões acumuladas de gases de efeito estufa.
décadas houve um aumento de cerca de 16%.
Esse aumento tão rápido e tão intenso nunca foi
observado na história do planeta. O zigue-zague
observado no gráfico ao lado é causado pelo
aumento de CO2 na atmosfera durante o outono-
inverno, devido à baixa atividade fotossintética; já
no período primavera-verão a fotossíntese é mais

21
temperatura global caiu meio grau durante dois
anos e meio.

Segundo os cálculos do químico, o custo do


experimento seria alto, pois oscilaria entre US$ 25
bilhões e US$ 50 bilhões por ano, mas se
justificaria porque, quando o nível do mar crescer
vários metros, as perdas poderão somar trilhões.
O que podemos fazer para diminuir a emissão 16. A Convenção do Clima, assinada no Rio de
de CO2 para a atmosfera?
Janeiro, em 1992, durante a Conferência Mundial
Cada um de nós é responsável pela emissão de
uma parcela de CO2 para a atmosfera, pois sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (ECO 92),
consumimos produtos industrializados e usamos tem como objetivo reduzir a emissão de gases que
carros ou ônibus para nos locomover. Um norte provocam o efeito estufa e que estão listados no
americano ou europeu, em média, é responsável quadro abaixo.
pela emissão de 5 toneladas de CO2 por ano,
enquanto que em países não industrializados, essa
média cai para 0,5 tonelada. Portanto, para
contribuir menos para o efeito estufa basta
consumir menos (reduzir o consumo!!). Mas como
fazer isso numa sociedade com tantos apelos ao
consumo? Para cada tonelada de papel reciclado,
de 10 a 20 árvores são poupadas. Isto representa
uma economia de recursos naturais, pois as
árvores não cortadas continuam absorvendo CO2
pela fotossíntese, e gasta-se a metade da energia
para reciclar o papel que para produzi-lo pelo
processo convencional. Uma latinha reciclada FCA Trabalho Efeito Estufa
economiza em energia o equivalente ao consumo
de um televisor ligado por 3 horas. Veja que, 1. O que é energia radiante?
quando falamos em economia de energia, isto
representa uma economia de combustível que seria 2. Como a frequência da energia radiante se
queimado pela indústria, que implica numa redução relaciona com a temperatura absoluta da fonte da
na emissão de gás carbônico para a atmosfera, radiação?
que por sua vez implica numa diminuição do efeito 3. Uma vez que todos os objetos emitem energia
estufa. O Brasil é o país que mais recicla as latas para sua vizinhança, então por que suas
de alumínio (refrigerante, cerveja) no mundo, temperaturas não diminuem continuamente?
chegando a 96% em 2004.
Aprenda um pouco mais 4. O que determina se um objeto, em dado
instante, será predominantemente um emissor ou
Prêmio Nobel de Química idealiza método contra um absorvedor?
efeito estufa
Paul Crutzen, prêmio Nobel de Química de 1995, e 5. Como funciona uma estufa de plantas?
descobridor do buraco da camada de ozônio,
propôs um experimento para reduzir o aquecimento 6. Como a atmosfera terrestre pode ser comparada
mundial do planeta, que consistiria em refletir a luz a uma estufa de plantas?
de raios solares para o espaço a partir da
estratosfera - camada atmosférica situada acima de 7. Qual seria a consequência de se eliminar
12.000m de altitude - através do lançamento de completamente o efeito estufa na Terra?
enxofre.
8. Num dia ensolarado, mas muito frio, você dispõe
O poder refletor - denominado albedo, que de um casaco preto e de um casaco de plástico
depende da relação entre o fluxo solar incidente no transparente. Qual deles você deveria vestir para
planeta e o fluxo luminoso difundido - já existe na se sentir mais aquecido ao sair de casa?
atmosfera, porque o ar possui milhões de partículas
que refletem parte dos raios solares na atmosfera. 9- Pesquise sobre o efeito estufa nos dias atuais
suas causas, o que pode acarretar á população,
A proposta do cientista é recorrer ao enxofre e como controla-lo e o que tem sido feito em relação
lançar, por exemplo, com canhões, sulfeto de a conscientização da população.
hidrogênio. Há a formação de dióxido de enxofre
por oxidação, e depois partículas de ácido sulfúrico.
Para Crutzen a vantagem de um método assim é
que se pode ter um modelo natural para observar
seu efeito, quando um vulcão entra em erupção, já
que também lança enxofre na estratosfera. Depois
da erupção do Pinatubo (Filipinas), em 1991, a
22
e a água “esquentou”).
5- ESCALAS TERMOMÉTRICAS
Termometria A necessidade de se quantificar (medir) as
XáctÄtá àxÜÅÉÅ°àÜ|ctá noções de quente e frio levou a invenção
do termômetro e conseqüentemente
originou as diversas escalas
1- INTRODUÇÃO termométricas.
A termologia é o capítulo da física que 5.1- A ESCALA CELSIUS
estuda os fenômenos ligados a uma forma Foi apresentada em 1742 pelo astrônomo
de energia capaz de aquecer, resfriar ou sueco Anders Celsius (1701-1744);
mudar o estado físico de uma substância FUSÃO DO GELO: 00 C (Zero grau
(o calor). A termometria estuda a Celsius)
temperatura. EBULIÇÃO DA ÁGUA: 100 0C (Cem
2- TEMPERATURA graus Celsius)
É a grandeza que mede o nível de 5.2 – A ESCALA FAHRENHEIT
agitação das partículas (átomos Foi proposta pelo físico alemão Gabriel
,moléculas, íons, etc.) de um corpo. Daniel Fahrenheit em 1727 que utilizou as
Quanto mais agitadas estiverem as idéias do astrônomo Olé Römer.
partículas de um corpo, maior será sua FUSÃO DO GELO: 32º F ( Trinta e dois
temperatura. graus Fahrenheit)
EBULIÇÃO DA ÁGUA: 212º F (duzentos
e doze Fahrenheit ).
5.3 – A ESCALA KELVIN
Foi proposta pelo físico inglês William
Thonson, mais conhecido como Lorde
Kelvin (título de nobreza recebido da
Partículas mais agitadas Partículas menos agitadas rainha Vitória)
MAIOR TEMPERATURA MENORTEMPERATURA FUSÃO DO GELO: 273 K (Duzentos e
3- EXPERIÊNCIA DE JONH LOCKE setenta e três Kelvin)
O tato é um método de verificação de EBULIÇÃO DA ÁGUA:373 K (Trezentos e
temperatura muito limitado, pois não setenta e três Kelvin)
podemos tocar em objetos muitos quentes 6- CONVERSÃO ENTRE AS ESCALAS
ou muito frios. O garoto após colocar as Às vezes é necessário transformar uma
duas mãos na água morna terá sensação indicação na escala Fahrenheit para
de quente com a mão direita e de frio com escala Celsius e vice-versa. Abaixo
a mão esquerda, ou seja, duas sensações mostraremos a relação que existe entre as
diferentes para uma mesma temperatura. escalas Celsius, Fahrenheit e kelvin.

4- EQUILÍBRIO TÉRMICO
Quando dois ou mais corpos que possuem
temperaturas diferentes estão num recinto
isolado termicamente, após certo intervalo
de tempo eles atingem o equilíbrio
térmico (mesma temperatura).
Ex: Um feijão retirado do fogo e um copo
com água da geladeira são colocados
sobre a mesa. Após alguns minutos,
observamos que ambos atingiram a
temperatura ambiente (o feijão “esfriou”
23
estadunidense, ao publicar o boletim
meteorológico sobre o continente
americano, informou as temperaturas
máxima e mínima previstas para Nova
York e Rio de Janeiro, omitindo,
porém, as unidades relativas às escalas
termométricas utilizadas. Uma das
temperaturas era de 41o.
a) essa temperatura se referia com certeza
T= Tc + 273 à cidade de Nova York.
Tf = 1,8 Tc + 32 b) essa temperatura poderia se referir à
cidade de Nova York se a escala utilizada
Exemplo: fosse a Fahrenheit
A preocupação com o efeito estufa tem c) essa temperatura se referia com certeza
sido cada vez mais notada. Em alguns à cidade do Rio de Janeiro.
dias do verão de 2009, a temperatura na d) essa temperatura poderia se referir à
cidade de São Paulo chegou a atingir 34 cidade do Rio de Janeiro se a escala
ºC. O valor dessa temperatura em escala utilizada fosse Fahrenheit.
Kelvin e em Fahrenheit: e) como em Nova York, no Natal, vive-se a
__________________________________ primavera e, no Rio de Janeiro, o outono,
__________________________________ esse valor não poderia se referir a
__________________________________ nenhuma dessas cidades.
__________________________________
__________________________________ 3-A temperatura de um corpo utilizado
__________________________________ para estudo num laboratório de física é de
35º C. O valor dessa temperatura na
Exercícios escala Fanrenheit é igual a:
a) 95 b) 86 c) 90 d) 96 e) 104
1-O célebre físico britânico William __________________________________
Thonsom, que ficou mundialmente __________________________________
conhecido como Lorde Kelvin, entre tantos __________________________________
trabalhos que desenvolveu “criou” a escala __________________________________
termométrica absoluta. Essa escala, __________________________________
conhecida como escala Kelvin, __________________________________
conseqüentemente não admite valores
negativos e, para tanto, estabeleceu como 4-Numa das regiões mais frias do mundo,
zero o estado de repouso molecular. o termômetro indica – 76 oF. Qual será o
Conceitualmente sua colocação é valor dessa temperatura na escala
consistente, pois a temperatura de um Celsius?
corpo se refere à medida: a) – 60 b) – 76 c) – 50,4 d) – 103 e) 76
a) da quantidade de movimento das __________________________________
moléculas de um corpo. __________________________________
b) da quantidade de calor do corpo. __________________________________
c) da energia cinética das moléculas do __________________________________
corpo. __________________________________
d) da energia térmica Associada ao corpo. __________________________________
e) do grau de agitação das moléculas de
um corpo. 5- O verão de 94 foi particularmente
quente nos Estados Unidos da América. A
2-No último verão, em várias cidades diferença entre a máxima temperatura do
brasileiras foram registradas verão e a mínima do inverno foi 60oC. Qual
altíssimas temperaturas, enquanto nos o valor dessa diferença na escala
Estados Unidos se sofria com o rigor do Fahrenheit? a) 1080 F b) 60o F c) 140o F
inverno. No dia de Natal um certo jornal d) 33o F e) 92o F
24
__________________________________
__________________________________ 9-Existe uma temperatura que quando
__________________________________ medida na escala Fahrenheit, o valor
__________________________________ encontrado excede em 24 unidades o
__________________________________ dobro da correspondente indicação escala
__________________________________ Celsius. Essa temperatura equivale a:
a) 40o C b) 42o C c) 44o C d) 46o C e) 48o
6-Febre é a condição em que o organismo C
determina um aumento de temperatura do __________________________________
corpo como uma resposta organizada a __________________________________
uma doença ou agressão. O exemplo __________________________________
clássico é a febre provocada por uma __________________________________
infecção bacteriana. Podendo atingir um __________________________________
limite máximo quando não tratada, que é __________________________________
de 41,1º C (medida na axila), a febre
é sinal de vitalidade. Se um indivíduo que
está gozando de saúde a uma temperatura 10-Um pesquisador, ao realizar a leitura da
de 36,10 C chegar ao limite máximo temperatura de um determinado sistema
de febre, seu corpo terá sofrido uma sistema, obteve o valor – 450º .
variação de temperatura em Kelvin de: Considerando as escalas usuais (Celsius,
a) 5 b) 10 c) 15 d) 20 e) 25 Fahrenheit, e Kelvin), podemos afirmar
__________________________________ que o termômetro utilizado certamente não
__________________________________ poderia estar graduado:
__________________________________ a) apenas na escala Celsius
__________________________________ b) apenas na escala Fahrenheit
__________________________________ c) apenas na escala Kelvin
__________________________________ d) nas escalas Celsius e Kelvin
e) nas escalas Fahrenheit e Kelvin.
7-Numa determinada região, registrou-se
certo dia a temperatura de XoC. Se a 12-Numa sala de aula com bom
escala utilizada tivesse sido a Fahrenheit, isolamento térmico existem 40 alunos
a leitura seria 72 unidades mais alta. realizando uma prova. O aparelho de ar
Determine o valor dessa temperatura. condicionado é
a) 50o C b) 72o C c) 83,33o C d) 150o C e) um sistema capaz de retirar o calor
1 220o C liberado pelos corpos num determinado
__________________________________ ambiente. Se os aparelhos de ar
__________________________________ condicionado forem desligados; após
__________________________________ alguns minutos:
__________________________________ a) O ar da sala praticamente não sofrerá
__________________________________ variação de temperatura
__________________________________ b) O ar da sala estará a uma temperatura
maior do que o corpo dos alunos e objetos
8-Uma temperatura medida na escala do interior do recinto.
Fahrenheit excede em duas unidades o c) O interior da sala e os alunos estarão à
dobro da indicação Celsius. Essa mesma temperatura
temperatura corresponde a: d) O calor flui de dentro para fora da sala.
a) 100º C b) 120º C c) 150º C d) 180º C e) e) As pessoas estarão a uma temperatura
50º C maior do que o ar da sala
__________________________________
__________________________________
__________________________________
__________________________________
__________________________________
__________________________________
25
Dilatação térmica EX: Um fio de latão que tem 20m de
_•Öâ|wÉá x á™Ä|wÉá comprimento a 0 ºC. Determine o seu
comprimento final se ele for
aquecido até a temperatura de 80 ºC.
Considere o coeficiente de dilatação linear
médio do latão
igual a 0,000018 ºC-1.

Ex: Uma chapa de zinco tem área de 30m2


a 30 ºC. Calcule sua área a 50ºC, sabendo
que o
coeficiente de dilatação superficial do
zinco é de 0,000026ºC-1.

26
2- Uma chapa de cobre tem área de 10m2
a 20 ºC. Determine até qual temperatura
devemos aquecer esta chapa para que ela
apresente área final de 10,0056m2.
Considere o coeficiente de dilatação linear
do cobre igual a 0,000014 ºC-1.

Ex: 1- Um paralelepípedo de chumbo tem,


a 0 ºC, o volume de 100 litros. Determine o
volume desse
paralelepípedo a uma temperatura de
200ºC, sabendo que o coeficiente de
dilatação linear
médio do chumbo é de 0,000027ºC-1 .

2- Um cubo de chumbo tem volume de


20cm3 a 10 ºC. Determine o aumento de
volume (∆V, em cm3) experimentado pelo
cubo quando a sua temperatura for
elevada para 150 ºC. O coeficiente
de dilatação linear médio do chumbo é
0,000005ºC-1.

27
Exercícios referido intervalo térmico e igual
a , qual o coeficiente de
1- O gráfico abaixo representa a variação
dilatação real desse líquido?
do comprimento de uma barra homogênea
com a temperatura. Determine
o coeficiente de dilatação linear de que a
barra é constituída.
Calorimetria
VtÄÉÜ áxÇá•äxÄ

2- Duas barras homogêneas, A e B, tem


seu comprimento L em função da
temperatura variando de acordo com
o gráfico.
Determine os coeficientes de dilatação
linear α A e α B dos materiais que
constituem as barras.

3- Um quadrado de lado 2m é feito de um


material cujo coeficiente de dilatação
superficial é igual a 1,6.10-4. Determine a
variação de área deste quadrado quando
aquecido em 80°C.

4- Sabendo que o coeficiente de dilatação


linear do ferro é 1,2.10-5, determine o
coeficiente de dilatação superficial.

5- Um paralelepípedo de uma liga de


alumínio ( ) tem arestas
que, à 0°C, medem 5cm, 40cm e 30cm. De
quanto aumenta seu volume ao ser
aquecido à temperatura de 100°C?

6- Um recipiente de vidro. com a


capacidade de 3000cm³, está
completamente cheio com líquido, a 0°C.
O conjunto é aquecido até 100°C e
observa-se que 15cm³ desse líquido
extravasa do recipiente.

Considerando-se o coeficiente de dilatação


linear do vidro como sendo constante no
28
CALOR LATENTE (L):
Imagine a seguinte situação: você precisa de água
quente na maior temperatura
possível para fazer uma determinada tarefa. Para
tal, você coloca a água na chaleira e a põe
sobre a chama do fogão para ser aquecida.
Após um determinado tempo, você percebe que a
água já está fervendo. Se a
chaleira com água permanecer sobre a chama
mais tempo, a água irá aumentar ainda mais a
sua Temperatura?
A resposta correta é: Não! Isso acontece devido ao
fato de que, sob pressão
normal, a maior Temperatura que a água pode
atingir em seu estado líquido é de 100ºC. Acima
desse valor, a água começa a mudar de Estado
Físico, passando do Estado Líquido para o
Estado Gasoso.
No exemplo citado, se mantivermos a chaleira
sobre a chama do fogão, a
Temperatura da água não passará dos 100ºC. O
que ocorrerá é que a Energia Térmica (Calor)
fornecida pela chama à água será utilizada pela
água para mudar de Estado Físico, passando
do Estado Líquido para o Estado Gasoso. Quanto
mais tempo a água ficar sobre a chama do
fogão, mais rapidamente ocorrerá a passagem do
Estado Líquido para o Estado Gasoso.
Com base no exposto, podemos definir Calor
Latente como sendo a quantidade de
Calor cedida ou recebida por uma substância que
lhe proporcionará uma mudança de Estado
Físico, sem que ocorra uma variação de
temperatura.
Matematicamente, podemos escrever:

, onde: Q = Quantidade de calor recebida


(ou cedida) pela substância (cal).
m = massa do corpo (g);
L = Calor Latente da mudança de fase que está ocorrendo
(cal/g).
Na maioria das vezes, a substância envolvida nas
transformações será a água, pois
ela é uma substância de fácil acesso e de grande
utilização. Assim, apresentamos valores de
Calor Latente, conforme a mudança de estado
físico:

Esses valores serão bastante utilizados nos


problemas que seguem. Estão aqui
apresentados para facilitar sua utilização e evitar
que sejam fornecidos em cada um dos
problemas apresentados.

1) Um bloco de gelo de massa 50 gramas


encontra-se a -20ºC. Determine a quantidade de
calor
que se deve fornecer a esse bloco para que ele se
transforme totalmente em gelo a 0ºC.

29
3) Um bloco de gelo de massa 80 gramas
encontra-se a -10ºC. Determine a quantidade de
calor
que se deve fornecer a esse bloco para que ele se
transforme totalmente em água a 100ºC.

2) Um bloco de gelo de massa 80 gramas


encontra-se a -10ºC. Determine a quantidade de
calor
que se deve fornecer a esse bloco para que ele se 4) Um bloco de gelo de massa 500 gramas
transforme totalmente em água a 0ºC. encontra-se a -20ºC. Determine a quantidade de
calor que se deve fornecer a esse bloco para que
ele se transforme totalmente em vapor de
água a 100ºC.

5) Um bloco de gelo de massa 70 gramas


3) Um bloco de gelo de massa 100 gramas encontra-se a -40ºC. Determine a quantidade de
encontra-se a -20ºC. Determine a quantidade de calor
calor que se deve fornecer a esse bloco para que que se deve fornecer a esse bloco para que ele se
ele se transforme totalmente em água a transforme totalmente em gelo a 0ºC.
100ºC.

6) Um bloco de gelo de massa 85 gramas


encontra-se a -50ºC. Determine a quantidade de
calor que se deve fornecer a esse bloco para que
ele se transforme totalmente em água a 0ºC.

4) Um bloco de gelo de massa 120 gramas 7) Um bloco de gelo de massa 150 gramas
encontra-se a -30ºC. Determine a quantidade de encontra-se a -10ºC. Determine a quantidade de
calor que se deve fornecer a esse bloco para que calor que se deve fornecer a esse bloco para que
ele se transforme totalmente em vapor de ele se transforme totalmente em água a
água a 100ºC. 100ºC.

Calorimetria
gÜÉctá wx VtÄÉÜ
Exercícios PRINCÍPIO DAS TROCAS DE CALOR
Consideramos vários corpos com
1) Um bloco de gelo de massa 80 gramas temperaturas diferentes colocados em
encontra-se a -40ºC. Determine a quantidade de contato, constituindo um sistema
calor
que se deve fornecer a esse bloco para que ele se
termicamente isolado (não troca calor com
transforme totalmente em gelo a 0ºC. o meio externo), por exemplo, uma caixa
de isopor. Como as temperaturas são
diferentes, os corpos trocam calor até
2) Um bloco de gelo de massa 60 gramas atingirem o equilíbrio térmico.
encontra-se a -20ºC. Determine a quantidade de Como não há trocas com o meio externo, a
calor quantidade de calor recebida pelos corpos
que se deve fornecer a esse bloco para que ele se mais frios é exatamente igual à quantidade
transforme totalmente em água a 0ºC.
de calor cedida pelos corpos mais
quentes. Adotando, para quem cede, o

30
sinal negativo, e para quem recebe calor, o
sinal positivo; podemos afirmar que: num
sistema termicamente isolado, a soma das São exemplos de
quantidades de calor recebido e cedido é isolantes térmicos: água, gelo, ar, lã,
nula. isopor, vidro, borracha, madeira, serragem,
etc.
Aplicações de isolantes térmicos:
Exemplo1: Os iglus, embora feitos de
gelo, impedem a condução de calor para o
meio externo. Elevando, assim sua
temperatura interna

Exemplo2: Os pássaros eriçam suas


penas para armazenar o ar entre elas.
Protegendo-se, assim, do frio.

Para medir a quantidade de calor recebida


ou cedida por uma substância, usamos um
aparelho chamado calorímetro, que tem a
propriedade de não efetuar trocas de calor
Exemplo3: As roupas de lã são um
com o ambiente.
exemplo de isolante térmico; o ar que fica
retido entre suas fibras dificulta a
condução de calor. Os pelos dos animais e
a serragem também são bons isolantes
térmicos porque retêm ar.

________
Calorimetria
1.2. Convecção térmica É a propagação
cÜÉÑtzt†ûÉ wÉ VtÄÉÜ de calor com transporte de matéria. Ocorre
somente nos líquidos e gases.
1. Propagação de calor Exemplo1: Água no fogo.
As formas em que o calor se propaga são: A água quente na parte inferior,
1.1. Condução térmica É a propagação menos densa, sobe, enquanto a água fria
de calor em que a energia térmica passa na parte superior, mais densa, desce.
de partícula para partícula, sem transporte Esse movimento de água quente e
de matéria. Ocorre principalmente nos água fria, chamado de corrente de
metais (condutores térmicos). convecção, faz com que a água se
aqueça como um todo.

31
Exemplo2: Condicionador de ar.
Para facilitar o resfriamento de uma Exemplo5: Brisa litorânea
sala, o condicionador de ar deve ser De dia, o ar junto à areia se
colocado na parte superior da mesma. aquece e, por ser menos denso,
Assim, o ar frio lançado, mais denso, sobe e é substituído pelo ar frio
desde, enquanto o ar quente na parte que estava sobre a água. Assim,
inferior, menos denso, sobe (corrente forma-se a brisa que sobra do
de convecção). mar para a terra, a brisa marítima.

Exemplo3: Geladeira.
Para facilitar o resfriamento da geladeira,
o congelador deve ser colocado na parte
superior da mesma. Assim, o ar frio À noite, o ar junto à água, agora mais
próximo ao congelador, mais denso, aquecido, sobe e é substituído pelo ar frio
desce, enquanto o ar quente na parte que estava sobre a areia. Assim, forma-se
inferior, menos denso, sobe (corrente de a brisa que sopra da terra para o mar, a
convecção). brisa terrestre.

No inverno, quando
Exemplo4: Aquecedor. a superfície da Terra esfria muito
Para facilitar o aquecimento de uma sala, (principalmente à noite), o ar
o aquecedor de ar deve ser colocado na próximo à superfície fica mais frio
parte inferior da mesma. Assim, o ar do que o ar um pouco acima.
quente lançado, menos denso, sobe, Então, quando o dia amanhece,
enquanto o ar frio junto ao teto, mais o Sol fraco de inverno não
denso, desce (corrente de convecção). consegue aquecer o ar junto ao solo
suficientemente. Assim, o ar poluído frio
próximo à superfície ,mais denso, não
consegue subir, permanecem junto ao
solo. Este fenômeno é chamado de
32
inversão térmica. constituída por uma ampola de vidro com
faces espelhadas (as faces espelhadas
evitam a irradiação). A ampola
tem parede dupla de vidro com vácuo
entre elas (o vácuo evita a condução e a
convecção). Externamente, uma camada
de plástico protege a ampola.

1.3. Irradiação térmica É a propagação


de calor através de
ondas eletromagnéticas, principalmente os
raios infravermelhos
– chamados de ondas de calor. Ocorre
inclusive no vácuo.
Exemplo1: A estufa de plantas é Exercícios
feita de vidro, que é transparente 01. Embora feitos de gelo, os iglus
à energia radiante do Sol e opaco possibilitam aos esquimós neles residirem
às ondas de calor emitidas pelos porque:
objetos dentro da estufa. Assim, o a) o calor específico do gelo é maior que o
interior da estufa se mantém a uma da água.
temperatura maior do que o exterior. b) o calor específico do gelo é
extraordinariamente pequeno comparado
com o da água.
c) a capacidade térmica do gelo é muito
grande.
d) o gelo não é bom condutor de calor.
e) a temperatura externa é igual a interna.
02. Um grupo de amigos compra barras de
gelo para um churrasco, num dia de calor.
Como as barras chegam com algumas
horas de antecedência, alguém sugere
que sejam envolvidas num grosso cobertor
para evitar que derretam demais. Essa
Exemplo2: Na atmosfera terrestre também sugestão:
ocorre o efeito estufa. O gás carbônico a) é absurda, porque o cobertor vai
(CO2) e os vapores de água presentes no aquecer o gelo, derretendo-o ainda mais
ar funcionam como o vidro: são depressa.
transparentes à energia radiante que b) é absurda, porque o cobertor facilita a
vem do Sol, mas opacos às ondas de troca de calor entre o ambiente e o gelo,
calor emitidas pela Terra. fazendo com que ele derreta ainda mais
Em virtude do aumento considerável de depressa.
veículos, indústrias e fontes poluidoras em c) é inócua, pois o cobertor não absorve
geral, os níveis de gás carbônico e outros nem fornece calor ao gelo, não alterando a
gases têm aumentado na atmosfera rapidez com que o gelo derreta.
terrestre. Isso já provocou d) faz sentido, porque o cobertor facilita a
um aumento na temperatura média da troca de calor entre o ambiente e o gelo,
Terra de 1oC, e retardando o seu derretimento.
previsões para um aumento de 1,8oC a e) faz sentido, porque o cobertor dificulta a
4oC para os próximos troca de calor entre o ambiente e o gelo,
50 anos. retardando o seu derretimento.
OBS: A garrafa térmica tem por finalidade
evitar as propagações de calor. Ela é

33
03. Numa noite fria, usamos cobertores de b) a passagem do ar quente da parte
lã. No entanto, mesmo que existam vários externa para interna, através do exaustor.
cobertores sobre a cama, quando c) a passagem do ar frio da parte externa
deitamos percebemos que ela está fria e para a interna, através do exaustor.
que só nos aquecemos depois de algum d) a propagação do calor por condução da
tempo sob os cobertores. Isto se parte interna para o meio exterior.
explica porque: e) a propagação do calor por irradiação da
a) o cobertor de lã não é um bom parte interna para o meio exterior.
absorvedor de frio, mas nosso 06. Ao colocar a mão sob um ferro elétrico
corpo sim. quente sem tocar a sua superfície,
b) o cobertor de lã só produz calor quando sentimos a mão queimar. Isso ocorre
está em contato com nosso corpo. porque a transmissão de calor entre o ferro
c) o cobertor de lã não é um aquecedor, elétrico e a mão se deu principalmente
mas apenas um isolante térmico. através de:
d) enquanto não deitamos, existe muito a) irradiação d) condução e convecção.
frio na cama, que será absorvido por b) condução e) convecção e irradiação.
nosso corpo. c) convecção.
e) a cama, não sendo de lã, produz muito 07. Considere as afirmações a seguir:
frio e a produção de calor pelo cobertor I. Devido à ,-------- um aquecedor de
não é suficiente para o aquecimento sem a ambiente deve ser colocado junto ao
presença humana. assoalho.
04. Nas geladeiras, retira-se II. Nos sólidos, a transmissão de calor
periodicamente o gelo do ocorre por .-----------
congelador. Nos pólos, as construções são III. Quando nos aproximamos de um forno,
feitas sob o gelo. Os viajantes do deserto recebemos calor, Principalmente por -------.
do Saara usam roupas de lã durante o dia Os processos de transferência de calor
e à noite. Relativamente ao texto acima, que preenchem corretamente as lacunas
qual das afirmações das afirmações são, respectivamente:
abaixo não é correta? a) condução, convecção e irradiação.
a) o gelo é mau condutor de calor. b) convecção, condução e irradiação.
b) a lã evita o aquecimento do viajante do c) convecção, irradiação e condução.
deserto durante o dia e o resfriamento d) irradiação, condução e convecção.
durante a noite. e) condução, irradiação e convecção.
c) a lã impede o fluxo de calor por 08. A figura ilustra no sistema de
condução e diminui as correntes de aquecimento solar: uma placa
convecção. metálica P pintada de preto e, em contato
d) o gelo, sendo um corpo a 0 0C, não com ela um tubo metálico encurvado; um
pode dificultar o fluxo de calor. depósito de água D e tubos de borracha
e) o ar é um ótimo isolante para o calor T ligando o depósito ao tubo metálico.
transmitido por condução, porém favorece O aquecimento da água contida num
muito a transmissão do calor por depósito D, pela absorção da energia
convecção. Nas geladeiras, as correntes solar, é devido basicamente aos
de convecção é que refrigeram os seguintes fenômenos, pela ordem:
alimentos que estão na parte inferior.
05. Os exaustores na foto abaixo são
dispositivos usados para retirar o ar quente
do interior de um ambiente, sem qualquer
acionamento artificial. Mesmo assim, as
hélices dos exaustores giram. Uma
explicação correta para o movimento das a) condução, irradiação, convecção.
hélices é: b) irradiação, condução, convecção.
a) a passagem do ar quente da parte c) convecção, condução, irradiação.
interna para a externa, através do d) condução, convecção, irradiação.
exaustor. e) irradiação, convecção, condução.
34
Transformação: são os fenômenos físicos
Estudo dos gases ideais que acontecerão com o sistema gasoso
e irão alterar pelo menos duas das suas
1ª e 2ª Leis da termodinâmica condições iniciais, chamadas de variáveis
de estado.
ESTUDO DOS GASES: Vamos estudar as transformações em que
Gás Ideal ou Gás Perfeito é um gás uma das variáveis mantém-se constante,
hipotético cujas moléculas não apresentam variando, portanto, as outras duas.
volume próprio. O volume ocupado pelo Transformação Isovolumétrica:
gás corresponde ao volume dos "vazios"
entre suas moléculas, ou seja, ao volume
do recipiente que o contém. Outra
característica do gás ideal é a inexistência
de interações (atração ou repulsão) entre
suas moléculas, o que faz com que o gás
ideal não realize ligações químicas.
O estado de um gás é caracterizado pelos
valores assumidos por três grandezas
físicas: o Volume (V), a Pressão (P) e a
Temperatura (T), que constituem então as
suas variáveis de estado.
Lei Geral dos Gases Perfeitos: relaciona
dois estados quaisquer de uma dada
massa de um gás. Matematicamente, pode
ser escrita:

Exemplos
1) Certa massa de gás ideal exerce
ATENÇÃO: as temperaturas deverão ser pressão de 3 atm quando confinado em
sempre utilizadas na escala Kelvin, pois um recipiente de volume 3 litros, à
assim podemos garantir, para valores temperatura de 27 oC. Determine:
práticos, que não acontecerá, durante a a) a pressão que exercerá essa mesma
aplicação da fórmula acima, uma divisão massa de gás quando colocada num
por zero, que matematicamente não recipiente de volume 3,5 litros e à
existe. Para Transformarmos da escala temperatura de 177 oC.
Celsius para a escala Kelvin, basta
somar 273, como já vimos. Condições
Normais de Temperatura e Pressão: Um
gás está em condições normais de
pressão e temperatura (C.N.T.P.) quando
encontra-se sob pressão de 1 atm
(atmosfera) e está à temperatura de 0 oC ( b) o volume que deveria ter o recipiente
273K). para que a pressão dessa mesma massa
Sistema: consideraremos como sistema gasosa fosse 2,0 atm à temperatura de –
gasoso um recipiente fechado com uma 23 oC.
tampa móvel, chamada de êmbolo (por
exemplo, a parte móvel de uma seringa).
Ele contém um Gás Ideal em
determinadas condições iniciais de
Temperatura, Pressão e Volume.

35
2) Certa massa de gás ideal exerce recipiente (assim, ocorre uma
pressão de 5 atm quando confinado em transformação isovolumétrica), calcule a
um recipiente de volume 2 litros, à máxima temperatura que o gás
temperatura de 27 oC. Determine: pode atingir sem danificar o recipiente.
a) a pressão que exercerá essa mesma
massa de gás quando colocada num 8) Calcule o volume final de gás que,
recipiente de volume 4 litros e à inicialmente, ocupa um volume de 12 litros
temperatura de 127 oC. a 0 oC, quando ocorre uma Transformação
Isobárica e a sua temperatura se eleva
b) o volume que deveria ter o recipiente para 1527 oC
para que a pressão dessa mesma massa
gasosa fosse 2,0 atm à temperatura de – 9) Certa massa de gás ideal exerce
23 oC. pressão de 2 atm quando confinado em
um recipiente de volume 20 litros, à
temperatura de 0 oC. Determine:
3) Sob pressão de 5 atm e à temperatura c) a pressão que exercerá essa mesma
de 0 oC, um gás ideal ocupa volume de 45 massa de gás quando colocada num
litros. recipiente de volume 4 litros e à
Determine sob que pressão o gás ocupará temperatura de 227 oC.
o volume de 30 litros, se ocorrer uma
Transformação Isotérmica. d) o volume que deveria ter o recipiente
para que a pressão dessa mesma massa
gasosa fosse 1 atm à temperatura de –23
o
C.

Segunda Lei da Termodinâmica:


4) Sob pressão de 6 atm e à temperatura
de -10 oC, um gás ideal ocupa volume de
54 litros. Determine sob que pressão o gás
ocupará o volume de 60 litros, se ocorrer
uma Transformação Isotérmica.

5) Calcule o volume final de um gás ideal


que, inicialmente, ocupa um volume de 10
litros a 127oC, quando ocorre uma
Transformação Isobárica e a sua
temperatura se eleva para 327 oC.
Na prática, as máquinas térmicas que
realizam as transformações entre calor,
trabalho e variação da Energia Interna
num sistema gasoso apresentam perdas
de energia. Assim, podemos enunciar:
6) Calcule o volume final de gás que,
inicialmente, ocupa um volume de 150 É impossível construir uma Máquina
litros a 27 oC, quando ocorre uma Térmica que, trabalhando em ciclos,
Transformação Isobárica e a sua
transforme em Trabalho todo o Calor
temperatura se eleva para 527 oC
recebido de uma fonte de energia.
Isso quer dizer que toda máquina térmica,
7) Um recipiente que resiste até a pressão
durante o seu funcionamento, apresentará
de 3,0.105 N/m2 contém gás perfeito sob perda de energia para o meio externo, não
pressão
apresentando excelente rendimento.
1,0.105 N/m2 e temperatura inicial de 27
o
C. Desprezando a dilatação térmica do
36
Ciclo de Carnot: as Máquinas Térmicas conseguirmos construir uma Máquina
que operam segundo o ciclo de Carnot Térmica que opere perfeitamente segundo
são as que apresentam o maior o Ciclo de Carnot.
rendimento possível, dentro das suas Podemos calcular esse rendimento através
características. Na prática, da relação:
os engenheiros buscam projetar Máquinas
Térmicas que consigam se aproximar do
Ciclo de Carnot e, assim, terem o melhor
rendimento possível.
Para entender melhor o Ciclo de Carnot,
vamos analisar o gráfico Pressão versus É comum expressarmos o rendimento de
Volume apresentado abaixo, que qualquer máquina, inclusive as térmicas,
representa didaticamente as em porcentagem. Para tanto, basta
transformações ocorridas neste multiplicarmos o fator de rendimento () por
ciclo: 100.
PROBLEMAS:
1) Numa transformação, um gás realiza
um trabalho de 4200J, quando recebe do
meio externo 4000J de calor. Determine a
variação da energia interna do sistema.

2) Sobre um sistema, realiza-se um


Este Ciclo é o que representa o maior trabalho de 12000J e, em conseqüência, o
rendimento possível para uma Máquina sistema fornece 2000J de calor ao meio
Térmica. Isso significa, na prática, que externo, durante o mesmo intervalo de
qualquer Máquina Térmica que opere tempo.
segundo esse ciclo apresentará o maior Determine a variação da energia interna
rendimento prático possível, pois as do sistema. Adote 1cal = 4,2J.
perdas energéticas devido às trocas de
calor serão minimizadas.
ATENÇÃO: Maior rendimento possível
NÂO significa, de maneira alguma, um
rendimento de 100%. Para uma Máquina
Térmica apresentar rendimento próximo a Exercícios
100%, a diferença entre as temperaturas 1) Numa transformação, um gás realiza
das fontes fria e quente deve ser a maior um trabalho de 6000J, quando recebe do
possível. Para tanto, meio externo 3000J de calor. Determine a
deveríamos considerar valores próximos variação da energia interna do sistema.
ao zero absoluto para a fonte fria e
temperaturas elevadíssimas para a fonte
quente, o que torna complicado de se 2) Sobre um sistema, realiza-se um
obter tais temperaturas trabalho de 6000J e, em conseqüência, o
na prática. sistema fornece 5000J de calor ao meio
RENDIMENTO DE UMA MÁQUINA externo, durante o mesmo intervalo de
TÉRMICA DE CARNOT: tempo.
É o Rendimento máximo que uma Determine a variação da energia interna
Máquina Térmica que opere segundo o do sistema.
Ciclo de Carnot pode apresentar. Este
rendimento é teórico, pois na prática é
bastante difícil
37