You are on page 1of 2

Como analisar uma posição estrategicamente

Pelo MN Gérson Peres Batista

Sempre que se fala nos melhores livros de xadrez já escritos - e olha que eles já passam de 40
mil títulos espalhados pelo mundo - aparece na lista a obra do GM Ludek Pachman intitulada
Estratégia Moderna do Xadrez.

O livro é fabuloso mesmo, reunindo em seus capítulos importantes temas da estratégia. Logo
nas primeiras páginas o autor traz uma lista de seis elementos que os ajudam a julgar uma
posição qualquer no tabuleiro.

Ou seja, é um importante guia para avaliarmos os fatores que governam o jogo posicional no
xadrez.

Abaixo deixo o trecho do livro onde trata deste assunto:

"Julgar uma posição corretamente e reconhecer suas peculiaridades é um pré-requisito


essencial para encontrarmos um plano estratégico aceitável.

Devemos, portanto, indagar quais os fatores que determinam o caráter de uma posição, e qual
o plano estratégico a ser daí deduzido.

A questão é ampla e carece de muito estudo. Entretanto, abreviadamente indicaremos que o


caráter de uma posição é determinado pelos seguintes fatores:

1. A posição dos reis;

2. Relação material, isto é, igualdade ou superioridade material de um lado;

3. O poder de cada peça;

4. A qualidade de cada peão;

5. A posição dos peões, ou seja, sua estrutura;

6. Cooperação entre peças e peões.

Alguns dos fatores que determinam o caráter da posição são permanentes, outros,
temporários.

Um fator permanente de importância fundamental é o da qualidade e posição dos peões, pois


estes não podem, em contraste com as peças, serem transferidos de uma ala do tabuleiro para
outra; posições de peões, como regra, alteram-se gradativamente, enquanto que as peças
podem na maioria dos casos, mudar de colocação sem dificuldade.

Como consequência, temos a aparente contradição de que os peões, a despeito de seu valor
relativamente pequeno, são os que determinam, em grande proporção, o caráter de uma dada
posição. Outros fatores permanentes são a superioridade material, e em muitos casos, a
posição dos reis".