You are on page 1of 4

ULT

Universidade Latino-americana de Tecnologia

Santos

Gestão com ERP SAP, Processos de Planejamento de Materiais.

KANBAN e MRP: Diferenças entre programação puxada e empurrada.

Resumo:

Este artigo consiste de um estudo comparativo entre programação puxada e


empurrada suas principais características e como cada uma opera com seus
sistemas de programação kanban e MRP(Material Requirement Planning).Será
abordado o conceito de MRP e o funcionamento do planejamento das
necessidades dos materiais de produção no sistema empurrado, em
contrapartida na programação puxada será apresentado o sistema kanban e
seu mecanismo de sinais e como contribui para a redução de estoque e
consequentemente para redução de custo. Ao final será abordado

Palavras-chaves: Programação Puxada. Programação Empurrada. MRP.


Kanban.
Introdução

Na programação empurrada a produção depende de um planejamento


interno que é baseado em uma previsão da demanda, desta forma, grandes
estoques e inventários são produzidos e todo o controle de quanto e do que
precisa ser produzido é feito por um sistema chamado MRP (Material
Requirement Planning), as ordens de produção são enviadas para o setor
responsável que produz os itens e depois “empurra” para o próximo processo.

Na programação puxada a produção é iniciada com a demanda do


produto pelo cliente, seja ele interno ou externo, desta forma o cliente é quem
passa a “puxar” a produção. Neste sistema é aplicado o conceito JIT (Just in
Time) que se utiliza da ferramenta kanban,onde o produto ou matéria prima
chega ao local de produção no momento exato de ser utilizado desta forma
minimizando os custos com estoque e armazenagem.

Programação Puxada: Kanban

É um sistema de administração que procura adequar a produção à


demanda pelos produtos, portanto um produto será produzido, transportado ou
comprado somente no momento em que for necessário e exatamente na
quantidade que será utilizada.

Suas principais características são a alta interação com o cliente


permitindo assim saber exatamente o que produzir e quando produzir e alto
nível de personalização do produto.

O Kanban é um método de administração de materiais e controle da


produção sua principal função é manter os níveis de estoque o mais baixo
possível sem comprometer a produção sendo a forma mais conhecida de
programar a produção puxada, sua origem é japonesa e significa "cartão" ou
"sinalização, desenvolvido na Toyota Motor Company por TaiichiOhno.
O Kanban de produção funciona como uma autorização para que o
centro de trabalho produza determinada quantidade de peças.O de
transporte liga os centros de trabalho produtor e consumidor,
autorizando a movimentação de itens entre estes.O Kanban do
fornecedor relaciona - se com o fornecedor externo, informando o que
deverá ser entregue e em quais horários.(FILHO,2006,P.92).

Programação Empurrada: MRP

Neste sistema a empresa começa a produzir antes da demanda pelo


produto a produção depende de uma ordem geralmente enviada por um
sistema MRP (Material Requirement Planning) que é baseada em uma
previsão de vendas.

Uma abordagem lógica, facilmente entendível para o problema de


determinar o número de peças, componentes e materiais necessários
para produzir um item final. O MRP também fornece a programação
especificando quando cada um desses materiais, peças e
componentes devem ser pedidos ou produzidos(CHASE,2006,P.556).

As empresas que adotam a programação empurrada tendem a ter


grandes estoques pois seu principal objetivo é atender ao alto nível de serviço
logístico buscando garantir a disponibilidade do produto. Sua principal
característica é a padronização, produção para a massa e uma baixa
interatividade com o cliente.

Conclusão

A escolha de um destes sistemas afeta como a empresa ira conduzir a


produção no seu chão de fabrica. Atualmente com a globalização a
sobrevivência das organizações depende da habilidade e flexibilidade de se
inovar e efetuar melhorias contínuas nos seus sistemas produtivos visando o
melhor atendimento e disponibilidade de produto para conquistar o cliente.

A produção empurrada é direcionada para produtos produzidos em massa,


garantindo assim o benefício de oferecer um alto nível logístico para seus
clientes é não visa a personalização dos produtos.

Em contrapartida produção no sistema puxado é iniciado pela demanda do


cliente desta forma oferecendo um alto nível de personalização e redução de
custo de oportunidade já que elimina a imobilização de capital em produto
acabados.

Implantar um sistema Kanban não exclui a necessidade de um gerenciamento


por MRP, é possível unir estes dois tipos de sistema produtivos em um único
sistema

Referências

CHASE, R. B., et al. (2006). Administração da produção para a vantagem


competitiva. 10.ed. Porto Alegre: Bookman.

FILHO, J. S., (2006). Administração de logística integrada. 2.ed. Rio de


Janeiro: E-paper.