You are on page 1of 125

Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

PLANOS DE ENSINO

Anatomia I - 156
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Anatomia I - 156
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
1
Professor:
Márcia Ferret Renner, Alessandra Lemes da Rosa e Carlos Augusto Borba Meyer Normann
Ementa:
Aborda o estudo da anatomia humana, enfocando aspectos macroscópicos dos sistemas orgânicos; estuda a visão geral da estruturação morfológica do
corpo humano.
Objetivo(s):
Dominar a linguagem anatômica atual.
Identificar os sistemas e suas funções básicas.
Acostumar-se com a consulta bibliográfica e eletrônica, tanto acadêmica quanto científica.
Desenvolver habilidades para investigar, coletar e cultivar produtos biológicos derivados do corpo humano.

Programa de Conteúdos:
- Biossegurança
- Introdução à Anatomia - Regiões corporais. Planos de estudo da Anatomia Humana
- Sistema Esquelético
- Articulações
- Sistema Respiratório
- Sistema Circulatório
- Sistema Linfático
- Sistema Digestório
- Sistema Hormonal
- Sistema Tegumentar
- Sistema Urinário
- Sistema Reprodutor.

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 1 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

NºDataDiaAtividade
122/025.a feiraApresentação da disciplina.
Teórica: Posição Anatômica; Termos de Direção – Planos e Secções (Cortes).
227/023.a feiraPrática: Biossegurança.
301/035.a feiraTeórica: Osteologia.
406/033.a feiraPrática: Osteologia.
508/035.a feiraTeórica: Osteologia.
613/033.a feiraPrática: Osteologia.
715/035.a feiraTeórica: Articulações.
820/033.a feiraPrática: Articulações.
922/035.a feiraTeórica: Sistema Respiratório.
1027/033.a feiraPrática: Sistema Respiratório.
1129/035.a feiraTeórica: Sistema Circulatório.
1203/043.a feiraPrática: Sistema Circulatório.
1310/043.a feiraPrática: Sistema Linfático.
Apresentação Seminário 1: Arteriosclerose.
Apresentação Seminário 2: Enfarte do miocárdio.
1412/045.a feiraTeórica: Sistema Linfático.
1517/043.a feiraPrática: Estudo para Prova prática 1.
1619/045.a feiraTeórica: Sistema Digestório.
1724/043.a feiraPrática: Prova prática 1.
1826/045.a feiraTeórica: Sistema Digestório.
1903/055.a feiraTeórica: Glândulas Exócrinas.
2008/053.a feiraPrática: Sistema Digestório.
Apresentação Seminário 3: Gastrite.
Apresentação Seminário 4: Úlcera.
2110/055.a feiraTeórica: Glândulas Endócrinas.
2215/053.a feiraPrática: Glândulas Exócrinas e Endócrinas.
Apresentação Seminário 5: Hepatite.
Apresentação Seminário 6: Cirrose.
2317/055.a feiraTeórica: Sistema Urinário.
2422/053.a feiraPrática: Sistema Urinário.
Apresentação Seminário 7: Cálculos renais.
Apresentação Seminário 8: Cistite.
2524/055.a feiraTeórica: Sistema Reprodutor Masculino.
2629/053.a feiraPrática: Sistema Reprodutor Masculino.
Apresentação Seminário 9: Raquitismo.
Apresentação Seminário 10: Osteoporose.
2731/055.a feiraTeórica: Sistema Reprodutor Feminino.
2805/063.a feiraPrática: Artigo Científico.
29Prática: Atividade extra-classe = Exercícios sobre Sistemas Reprodutores.
3012/063.a feiraPrática: Sistema Reprodutor Feminino.
3114/065.a feiraTeórica: Sistema Reprodutor Feminino.
3219/063.a feiraPrática: Laboratório de informática - pesquisa à sites de Anatomia.
3321/065.a feiraTeórica: Estudo Dirigido para Prova teórica 1.
3426/063.a feiraPrática: Prova prática 2.
3528/065.a feiraTeórica: Prova teórica 1.
3602/072.a feiraTeórica: Prova 2.a chamada.
05/075.a feiraExame Suplementar.

Metodologia de Ensino:
Aulas expositivas objetivando facilitar a integração dos diferentes temas abordados. Aulas práticas no Laboratório de Anatomia, relacionadas aos
conteúdos teóricos. Estudo de capítulos de livros para compreensão e complementação dos fundamentos teóricos da disciplina. Estudos dirigidos
discutidos em aula. Ainda serão utilizados filmes temáticos, enfocando aspectos da matéria. Também será empregada a sala de informática, para
exercícios de busca de informações pertinentes à matéria e visita a sites. Estudo de artigos científicos e de divulgação com a finalidade de desenvolver a
análise crítica, relacionando com os diferentes conteúdos abordados. Apresentação de seminários.
Avaliação:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 2 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

1) Responsabilidades:
É responsabilidade do/a Acadêmico/a:
a)participar do seu desenvolvimento considerando: freqüência, dedicação, interesse, comprometimento, assiduidade, empenho;
b)efetuar, pontualmente e organizadamente, as tarefas acadêmicas;
c)as resoluções das atividades: resumos dos conteúdos; debates, pesquisas, seminários, trabalhos e avaliações.
2) Instrumentos de Avaliação:
Prova prática 1 = 10
Prova prática 2 = 10
Prova teórica 1 = 10
Seminário = 10
a.Seminário - será determinado o estudo de aspectos histológicos e embriológicos para cada grupo. O grupo deverá pesquisar sobre o assunto,
apresentar o trabalho em seminário (duração: 20 minutos) e entregar um resumo.
3) Critérios de Avaliação:
G1: Somatório das 4 avaliações divido por 4.
Alunos/as com nota no G1 entre 4,0 e 6,9 poderão realizar o Exame Suplementar. Alunos/as com freqüência inferior a 75% ou média inferior a 4,0
serão automaticamente reprovados.
Exame Suplementar: COM TODO O CONTEÚDO.
4) Monitoria:
Os alunos que tiverem dificuldade com essa disciplina poderão realizar monitorias.

Bibliografia Básica:
MOORE, Keith L.; DALLEY, Arthur F. Anatomia Orientada para Clínica. 4 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001.
NETTER, Frank H. Atlas de Anatomia Humana. 2 ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.
D’ANGELO, José Geraldo. Anatomia Humana Sistêmica e Segmentar. 3 ed. São Paulo: Editora Atheneu, 2000.

Bibliografia Complementar:
FERNER, H.Staubesand, J - Sobotta. Atlas de anatomia humana. Vols. 1 e 2. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.
MCMINN, Robert M. H. Atlas colorido de anatomia humana. 2 ed. São Paulo: Manole, 1989.
YOKOCHI, C.; ROHEN, J.; WEINREB, E. Anatomia fotográfica do corpo humano. 3. ed. São Paulo: Manole, 2005.
WILLIAMS, P. L. Gray's anatomy. 37 ed. New York: Churchill Livingstone, 1995.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 3 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Anatomia II - 163
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Anatomia II - 163
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
2
Professor:
JERRI LUIZ RIBEIRO
Ementa:
A disciplina oportuniza a construção de conhecimentos que garantam uma compreensão da miologia e neuroanatomia, destacando os movimentos do
corpo , a compreensão da estrutura e o funcionamento do sistema nervoso e órgãos dos sentidos
Objetivo(s):
Reconhecer a estrutura funcional macroscópica do sistema nervoso central e do sistema nervoso periférico. Reconhecer a arcabouço ósseo que garante
a sustentação para deambulação e outros movimentos. Identificar os grandes grupos musculares e suas ações.
Programa de Conteúdos:
1 Estrutura do sistema nervoso
2 Telencéfalo
3 Diencéfalo
4 Mesencéfalo, rombencéfalo
5 Órgãos dos sentidos
6 Músculos do membro superior
7 Músulos do membro inferior
8 Músculos do tronco
9 Músculos da cabeça e pescoço

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 4 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

AulaConteúdo
23/021 Prática: Apresentação da disciplina
27/022 Teórica: Pot. Ação, estrutura nervo e sistema nervoso
Prática: Sistema nervoso – cérebro, encéfalo, telencéfalo
02/033 Prática: Sistema nervoso – cérebro, encéfalo, telencéfalo
06/034 Teórica: Sistema nervoso – cérebro, encéfalo, telencéfalo
Prática: Sistema nervoso – diencéfalo, rombencéfalo
09/035 Prática: Sistema nervoso – diencéfalo, rombencéfalo
13/036 Teórica: Sistema nervoso – diencéfalo, rombencéfalo
Prática: Montar aula prática em grupos
16/037 Prática: Montar aula prática em grupos
20/038 Teórica: Estudo dirigido: Mal de Parkinson
Prática: Aula prática apresentada pelos alunos
23/039 Prática: meninges/ventrículos – lab. informática
27/0310 Teórica: Revisão
Prática: Avaliação prática I
30/0311 Prática: Aula prática apresentada pelos alunos
03/0412 Teórica: Avaliação teórica I
Prática: Dissecação de cabeça de animal
10/0413 Teórica: Apresentação seminários
Prática: sist. nervoso periférico - informática
13/0414 Prática: Avaliação prática I
17/0415 Teórica: Apresentação seminários
Prática: Órgãos dos sentidos - informática
20/0416 Prática: sist. nervoso periférico - informática
24/0417 Teórica: Sistema nervoso periférico, vascularização
Prática: Avaliação prática II (multimídia)
27/0418 Prática: Órgãos dos sentidos - informática
04/0519 Prática: Dissecação de cabeça de animal
08/0520 Teórica: Órgãos dos sentidos
Prática: estrutura muscular - informática
11/0521 Prática: Avaliação prática II (multimídia)
15/0522 Teórica: Avaliação teórica II
Prática: músculos membros superiores
18/0523 Prática: estrutura muscular - informática
22/0524 Teórica: músculos membros superiores
Prática: músculos membros inferiores
25/0525 Prática: músculos membros superiores
29/0526 Teórica: músculos membros inferiores
Prática: músculos tronco, cabeça, pescoço
01/0627 Prática: músculos membros inferiores
05/0628 Teórica: músculos tronco, cabeça e pescoço
Prática: trabalhos membros superiores
08/0629 Prática: músculos tronco, cabeça e pescoço
12/0630 Teórica: Apresentação trabalhos
Prática: trabalhos membros inferiores
15/0631 Prática: trabalhos membros superiores
19/0632 Teórica: Apresentação trabalhos
Prática: trabalhos tronco, cabeça, pescoço
22/0633 Prática: trabalhos membros infer., tronco, cabeça, pescoço
26/0634 Teórica: Apresentação trabalhos
Prática: Avaliação prática III
29/0635 Avaliação prática III

Metodologia de Ensino:
O conteúdo programático será desenvolvido através de aulas expositivas e com recursos audiovisuais disponíveis, aulas práticas em grupos com
elaboração de relatórios, além de apresentação de seminários pelos alunos, estudo de artigos científicos e exercícios realizados em aula e extra-classe.
Avaliação:
A avaliação dos conhecimentos adquiridos ao longo do semestre letivo é feita através da realização de 03 (três) provas teóricas contendo questões
objetivas e 03 (três) provas práticas valendo 10,0 (dez) pontos cada uma. Além disso, serão feitos 02 trabalhos na forma de seminário valendo 5
pontos cada. Para a média final serão calculadas três notas:
Nota I: média das provas teóricas
Nota II: média das provas práticas
Nota III: soma dos seminários

Bibliografia Básica:
MOORE, Keith L.; DALLEY, Arthur F. Anatomia Orientada para Clínica. 4 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001.
NETTER, Frank H. Atlas de Anatomia Humana. 2 ed. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.
TORTORA, GERARD. Corpo humano. 4 ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000.

Bibliografia Complementar:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 5 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

D’ANGELO, J. G. Anatomia Humana Sistêmica e Segmentar. 2 ed. São Paulo: Editora Atheneu, 2000.
FERNER, H. STAUBESAND, J. Sobotta. Atlas de anatomia humana. Vols. 1 e 2. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2000.
YOKOCHI, C.; ROHEN, J.; WEINREB, E. Anatomia fotográfica do corpo humano. 3 ed. São Paulo: Manole,.
WOLF-HEIDEGGER, G. Atlas de anatomia. 4 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,1981.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 6 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Bioestatística - 1364
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Bioestatística - 1364
Carga Horária:
36
Turno:
Manhã
Semestre:
4
Professor:
MARILU FIEGENBAUM
Ementa:
A disciplina visa desenvolver o aprendizado de estatística descritiva, análise dos dados, probabilidade, amostragem, testes estatísticos.
Objetivo(s):
Estudar a coleta, a apresentação, a análise e a interpretação dos dados, através de tabelas estatísticas, de gráficos, das medidas de tendência central
e das medidas de dispersão; desenvolver o raciocínio probabilístico dos educandos; incentivar o exercício da reflexão crítica da realidade dos educandos;
auxiliar os educandos nas suas tomadas de decisões.
Programa de Conteúdos:
1. INTRODUÇÃO À ESTATÍSTICA: Conceitos fundamentais: Estatística Descritiva e Indutiva. Atributos e Variáveis. População e Amostra. Censo e
Amostragem.
2 . ESTATÍSTICA DESCRITIVA: Apresentação dos dados em tabelas e gráficos.
Medidas de Tendência Central: Média, Mediana, Moda. Medidas de Dispersão: Amplitude Total, Variância Absoluta, Desvio Padrão, Coeficiente de
Variação de Pearson. Aplicações na Biomedicina.
3 – PROBABILIDADE: Conceitos fundamentais: Conceito Teórico e Freqüencial. Regras da soma, do produto e probabilidade condicional. Modelos
teóricos: Distribuição Normal, de Student e do Qui-quadrado. Aplicações na Biomedicina.
4 – ESTIMAÇÃO: Conceitos Fundamentais; Estimação por pontos e por intervalos. Nível de confiança e de significância. Aplicações na Biomedicina.
5 – TESTES DE HIPÓTESES: Conceitos fundamentais.;Testes Paramétricos e Não Paramétricos; Tipos de Hipóteses. Tipos de Testes. Tipos de Erros.
Aplicações na Biomedicina.
5 – CORRELAÇÃO: Conceitos fundamentais. Tipos. Coeficiente de correlação linear de Pearson. Coeficiente de Determinação. Teste de aceitabilidade do
coeficiente de correlação linear de Pearson; Aplicações na Biomedicina.

Cronograma de Atividades:
AulaDataAtividade
Março
0101Apresentação da disciplina e do cronograma. Introdução à estatística: conceitos básicos.
0208Organização de dados qualitativos e quantitativos. Medidas de tendência central.
0315Medidas de dispersão ou de variabilidade. Aplicações na Biomedicina: exercícios.
0422Distribuição normal. Exercícios de fixação.
0529Distribuição amostral das médias. Exercícios de fixação.
Abril
05DIA NÃO LETIVO
0612Teste de hipóteses.
0719Distribuição t.
0826Distribuição t.
Maio
0903AVALIAÇÃO 1
1010Comparação entre médias: amostras independentes.
1117Comparação entre médias: amostras pareadas.
1224Correlação linear simples.
1331Probabilidade e distribuição binomial.
Junho
07DIA NÃO LETIVO
1414Teste qui-quadrado.
1521Testes estatísticos mais utilizados
16Estudo dirigido: exercícios de fixação do conteúdo.
1728AVALIAÇÃO 2
Julho
1802Entrega da prova e fechamento do semestre
05EXAME SUPLEMENTAR

http://www.ipametodista.edu.br pág. 7 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Metodologia de Ensino:
As aulas serão desenvolvidas através de exposição do assunto, utilizando-se os recursos didático-pedagógicos disponíveis.
Avaliação:
A nota final será constituída da média de 2 avaliações escritas. O aluno, cuja média for superior a 7,0 estará aprovado.

1.Avaliação escrita: conterá questões objetivas e subjetivas que serão respondidas individualmente pelos alunos. A ausência em qualquer avaliação
deverá ser justificada o mais rápido possível de modo a se acertar a possibilidade de recuperação.
2.Exame suplementar: será realizado em dia estipulado no cronograma. O exame suplementar abrangerá o conteúdo de todo o semestre.

Bibliografia Básica:
VIEIRA S. Introdução à Bioestatística. São Paulo: Editora Campus, 2000.
CALLEGARI-JACQUES, S. Bioestatística: princípios e aplicações. Porto Alegre: Artmed, 2003.
BEIGULEMAN B. Curso Prático de Bioestatística. São Paulo: Sociedade Brasileira de Genética, 1996.

Bibliografia Complementar:
KNAPP RG, MILLER III MC. Clinical epidemiology and biostatistics. Baltimore: Williams and Wilkins, 1992.
VIEIRA S. Bioestatística: tópicos avançados. Rio de Janeiro: Editora Campus, 2003.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 8 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Biofísica - 119
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Biofísica - 119
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
1
Professor:
JOYCE DA SILVA FERNANDES
Ementa:
A disciplina desenvolve noções de hidrostática; de termodinâmica; tópicos de eletromagnetismo tópicos de física moderna, permite conhecer produção de
soluções; física de membranas; pressão osmótica e propriedades coligativas, aborda métodos para determinação da estrutura da matéria; de separação e de
extração; estuda a interação de radiações ionizantes com a matéria; sua proteção; dosimetria e aplicações das radiações ionizantes na área biomédica.
Objetivo(s):
Fornecer subsídios técnicos para construção do conhecimento da Biofísica básica de moléculas e interações celulares. O aluno deverá ser capaz de
correlacionar os conceitos estudados, compreendendo a sua importância e aplicação em diferentes situações decorrentes de sua profissão.
Programa de Conteúdos:
1- Biofísica, sua importância e relação com outras disciplinas. Sistema de medidas.
2- Membrana celular
3- Mecanismos de transporte através da membrana
4- Difusão, osmolaridade, solução fisiológica.
5- Diálise, Diabetes
6- Potencial de ação e de repouso.
7- Pressões atmosféricas.
8- Pressões hidrostáticas.
9- Tensão superficial e Tensão capilar.
10- Forças e Biomecânica
11- Noções de termodinâmica
12- Conservação de energia.
13- Métodos para determinação da estrutura da matéria.
14- Métodos de separação da matéria.
15- Noções de eletromagnetismo.
16- Noções de radioatividade.
17- Interação das radiações ionizantes com a matéria.
18- Radiações: efeitos celulares, genéticos e somáticos.
19- Diagnóstico por imagem.
Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 9 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

5) CRONOGRAMA DE ATIVIDADES
Nº Data Dia Atividade
01 23/02 6ª feira Recepção aos calouros. Apresentação da disciplina, cronograma e métodos de avaliação. Introdução aos Sistemas de medidas.
02 27/02 3ª feira Sistemas de medidas (diluições, percentuais). Exercícios.
03 02/03 6ª feira Teórico-Prática: Sistemas de medidas (molaridade). Exercícios.
04 06/03 3ª feira Membrana plasmática: estrutura e permeabilidade celular.
05 09/03 6ª feira Prática: Noções de preparo de soluções.
06 13/03 3ª feira Mecanismos de transporte através da membrana celular: Difusão, osmolaridade, solução fisiológica. Diálise, Diabetes.
07 16/03 6ª feira Prática: Difusão.
08 20/03 3ª feira Mecanismos de transporte através da membrana celular: transporte ativo primário e secundário (bomba Na+/K+, transporte
Na+/Ca++).
09 23/03 6ª feira Prática: Osmose.
10 27/03 3ª feira Potencial de Repouso.
11 30/03 6ª feira Prática: medição de pH.
12 03/04 3ª feira Potencial de ação. Exercícios de fixação.
13 10/04 3ª feira PROVA I.
14 13/04 6ª feira Prática: Modelos de ação de neurotransmissores – Lab. Informática.
15 17/04 3ª feira Pressões atmosféricas e hidrostáticas (pressão arterial e flutuação).
16 20/04 6ª feira Apresentação da Análise crítica de um artigo científico.
17 24/04 3ª feira Tensão superficial e Tensão capilar. Medida de pressão
18 27/04 6ª feira Teórico-Prática: Forças e Biomecânica (força elástica,força de atrito,).
19 04/05 6ª feira Prática: Noções sobre densidade e viscosidade (fluídos).
20 08/05 3ª feira Força muscular e alavanca. Exercícios.
21 11/05 6ª feira Prática: Espectrofotometria I
22 15/05 3ª feira PROVA II
23 18/05 6ª feira Prática: Espectrofotometria II.
24 22/05 3a.feira Noções de termodinâmica (energia térmica, química). Energia interna, metabolização.
25 25/05 6ª feira Prática: Eletroforese.
26 29/05 3ª feira Métodos para determinação da estrutura da matéria.
27 01/06 6ª feira Teórico-Prática: Exercícios de fixação sobre métodos de separação e determinação da estrutura da matéria.
28 05/06 3ª feira Métodos de separação da matéria.
29 08/06 6ª feira Teórico-Prática: Noções de eletromagnetismo (campo magnético, força magnética).Geomagnetismo, orientação magnética, campo
magnético.
30 12/06 3ª feira Noções de Radioatividade (estrutura da matéria, átomo).Fenômenos radioativos (origem das radiações). Partículas radioativas, meia-
vida. Fissão e fusão nuclear.
31 15/06 6ª feira Teórico-Prática: Interação das radiações com a matéria. Efeitos biológicos da radiação (efeitos celulares, genéticos e somáticos).
Diagnóstico por imagem.
32 19/06 3a.feira PROVA III (com consulta).
33 22/06 6ª feira Prova Teórica das práticas.
34 26/06 3ª feira Apresentação de seminários. Provas de segunda chamada.
35 29/06 6a.feira Apresentação de seminários.
36 30/06 Sábado Revisão de conteúdos.
03/07 3ª feira Exame Suplementar

Metodologia de Ensino:
Aulas expositivas objetivando facilitar a integração dos diferentes temas abordados. Aulas teórico-práticas relacionadas aos conteúdos teóricos. Estudo
de capítulos de livros para compreensão e complementação dos fundamentos teóricos da disciplina. Estudo de artigos científicos e de divulgação com a
finalidade de desenvolver a análise crítica, relacionando com os diferentes conteúdos abordados. Estudos dirigidos discutidos em aula e apresentação
de seminário.
Avaliação:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 10 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

1)Critérios de Avaliação:
Quatro provas, sendo três teóricas e uma teórica das práticas:
P1 (10,0)
P2 (8,0) + Análise crítica de artigo científico (2,0)
P3 (8,0) + seminário (2,0).
P4-teórica das práticas (8,0) + Relatório aulas práticas (2,0).

A média final é dada pela média aritmética das quatro notas. Àqueles discentes que não obtiverem nota igual ou superior a 7,0 (sete), será facultada
a realização do Exame Suplementar, de acordo com as Normas Institucionais.
Será aprovado na disciplina o aluno/a que, atendidas as exigências de freqüência, obtiver, no conjunto das avaliações ao longo do período letivo, nota
igual ou superior a 7,0 (sete).
A freqüência mínima obrigatória na disciplina é de 75%.

OBS: EXAME SUPLEMENTAR COM TODO O CONTEÚDO DO SEMESTRE.

2) Responsabilidades:
É responsabilidade do/a Acadêmico/a:
a)participar do seu desenvolvimento considerando: freqüência, dedicação, interesse, comprometimento, assiduidade, empenho;
b)efetuar, pontualmente e organizadamente, as tarefas acadêmicas;
c)as resoluções das atividades: resumos dos conteúdos; debates, pesquisas, seminários, trabalhos e avaliações.
d)se interar, junto aos colegas, com a matéria e trabalhos dados no dia de sua ausência. O aluno faltante não pode alegar desconhecimento do que
foi acordado no dia de sua ausência.

3) - Trabalhos realizados em aula valendo nota, não serão recuperados.


- Atraso na entrega de trabalhos terão desconto na nota dos mesmos.
- O aluno que deixar de realizar a prova obrigatória, poderá realizar segunda chamada, mediante requerimento na CAE, no prazo de dois dias úteis
após a aplicação da prova perdida.
- A prova de segunda chamada é cumulativa e será aplicada no dia 25/06/07, em horário de aula.
- Aula prática perdida não pode ser recuperada, nem a sua nota.
- É obrigatório o uso de Jaleco (avental) nas aulas práticas, sem o qual o aluno não poderá participar das mesmas.
- É obrigatório o uso do roteiro de prática, que estará disponível na página da disciplina na internet e/ou no xerox.

4) Instrumentos de Avaliação:
Provas teóricas, prova teórica das práticas, relatórios de aulas práticas, análise de artigos científicos e de divulgação e seminários.
Bibliografia Básica:
DURÁN, J. E. R. Biofísica, fundamentos e aplicações. São Paulo: Pearson, 2003.
WÄCHTER, P. H.; AZAMBUJA, A. A., Biofísica para ciências biomédicas. Organização de Jarbas de Oliveira. Porto Alegre: EDIPUCRS - Faculdade de
Direito da PUCRS, 2004.
FRUMENTO, A. S. Biofísica. 2 ed. Buenos Aires: Inter-Médica, 1974.
Bibliografia Complementar:
OKUNO. E.; CALDAS, I.L.; CHOW, C. Física para Ciências Biológicas e Biomédicas São Paulo: Harbra, 1982.
LACAZ-VIEIRA, F.; MALNIC, G. Biofísica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1981.
GARCIA, Eduardo A. C. Biofísica. São Paulo: Sarvier, 2002.
HENEINE, I. F. Biofísica básica. São Paulo: Atheneu, 2005.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 11 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Biologia Celular - 1905


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Biologia Celular - 1905
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
1
Professor:
ALESSANDRA ANGÉLICA DE PÁDUA BUENO
Ementa:
Aborda os conceitos acerca da microscopia óptica, enfocando a origem e evolução das células procarióticas e eucarióticas; desenvolve conhecimentos
sobre organelas e metabolismo celular.
Objetivo(s):
Abordar o metabolismo celular das células eucarióticas, enfocando a ultra-estrutura, a função dos diferentes componentes celulares e seu funcionamento
integrado
Programa de Conteúdos:
- Origem e evolução das células.
- Principais funções dos constituintes químicos da célula: água, lipídios, glicídios, ácidos nucléicos e proteínas.
- Noções das funções do ácido desoxirribolnucléico (DNA): fonte da informação, fluxo da informação gênica (DNA – RNA - proteína).
- Análise e interpretação de eletromicrografias. Noções de microscopia eletrônica.
- Membrana plasmática: estrutura e transporte.
- Citoesqueleto e movimentos celulares: microtúbulos, microfilamentos, filamentos intermediários, cílios e flagelos.
- Ultra-estrutura e organização do núcleo, dos lisossomos, das mitocôndrias, dos cloroplastos, do retículo endoplasmático e do complexo de Golgi.
- Diferenciação celular e morte celular

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 12 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

NºDataAtividade
126/02Aula prática: Apresentação da disciplina, cronograma e métodos de avaliação. Microscopia
227/02Métodos de estudo da célula.
305/03Aula prática: Diversidade da estrutura celular I
406/03A célula: origem e evolução. Os componentes químicos da célula I: água, lipídios, glicídios e proteínas.
512/03Aula prática: Diversidade da estrutura celular II.
613/03Os componentes químicos da célula II: ácidos nucléicos
719/03Aula prática: exercícios de revisão de química
820/03Membrana plasmática: estrutura e permeabilidade celular
926/03Aula prática: observação microscópica de grãos de amido
1027/03Citoesqueleto e os sistemas contráteis da célula: microfilamentos, filamentos intermediários.
1102/04Aula prática: Plasmólise
1203/04Citoesqueleto e os sistemas contráteis da célula: microtúbulos, cílios e flagelos
1309/04Aula prática: PROVA 1
1410/04Junções celulares, adesão celular. Matriz extracelular
1516/04Aula prática: movimentos celulares
1617/04Sistema de Endomembranas
1723/04Aula prática: busca de artigos científicos
1824/04Mitocôndria e cloroplastos: estrutura e função
1930/04Aula prática: vídeo “mitocôndrias 3 atos”
2001/05FERIADO (ATIVIDADE EXTRA CLASSE)
2107/05Aula prática: diversidade nuclear.
2208/05Núcleo: envoltório nuclear, cromatina e cromossomos, nucléolo, matriz nuclear.
2314/05Aula prática: identificação das estruturas cromossômicas
2415/05PROVA 2
2521/05Aula prática: Ciclo celular: mitose e meiose
2622/05Regulação do ciclo celular
2728/05Aula prática: laboratório e informática
2829/05Replicação do DNA
2904/06Aula prática: exercício de replicação
3005/06Síntese protéica
3111/06Aula prática: visita a um microscópio eletrônico
3212/06Diferenciação celular. Morte Celular
3318/06Aula prática: Seminários
3419/06PROVA 3
3525/06Aula prática: Seminários
3626/06Entrega das notas e segunda chamada de prova
03/07EXAME SUPLEMENTAR

Metodologia de Ensino:
Técnicas e recursos didáticos:
a)Aulas expositivas dialogadas com o auxílio audiovisual;
b)Aulas práticas;
c)Apresentação de seminários;
d)Trabalhos de pesquisa em grupo

Avaliação:
Responsabilidades:
É responsabilidade do/a Acadêmico/a:
a)participar do seu desenvolvimento considerando: freqüência, dedicação, interesse, comprometimento, assiduidade, empenho;
b)efetuar, pontualmente e organizadamente, as tarefas acadêmicas;
c)as resoluções das atividades: resumos dos conteúdos; debates, pesquisas, seminários, trabalhos e avaliações.
Instrumentos de Avaliação:
Média aritmética de três notas:
Nota 1 = Prova 1 (8,0) + aulas práticas (2,0)
Nota 2 = Prova 2 (9,0) + aulas práticas (1,0)
Nota 3 = Prova 3 (7,0) + seminário (2,0) + aulas práticas (1,0)
Critérios de Avaliação:
1) A prova abordará conteúdos teóricos e práticos ministrados.
2) O/a discente que deixar de realizar a prova obrigatória, poderá realizar segunda chamada, mediante requerimento na CAE, no prazo de sete dias
úteis após a aplicação da prova perdida.
3) A prova de segunda chamada é cumulativa e será aplicada no dia indicado no cronograma
4) A média final será atribuída com base na média aritmética das notas obtidas nas avaliações regulares.
5) Será considerado/a aprovado/a na disciplina o/a discente que obtiver nota igual ou superior a 7,0 (sete)
6) Aqueles/as discentes que não obtiverem nota igual ou superior a 7,0 (sete), será facultada a realização do Exame Suplementar, de acordo com as
Normas Institucionais.

Bibliografia Básica:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 13 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

ALBERTS, B.; BRAY, D.; LEWIS, J. et al. Biologia Molecular da Célula. 4 ed. Porto Alegre:
Artes Médicas, 1999.
DE ROBERTIS, E. D. P; DE ROBERTIS, E. M. F. Bases da Biologia Celular e Molecular.
3 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001.
JUNQUEIRA L. C. U.; CARNEIRO, J. Biologia Celular e Molecular. 7 ed. Rio de Janeiro:
Interamericana, 1998.

Bibliografia Complementar:
CARVALHO, H.F.; RECCO-PIMENTEL, S.M. A Célula. São Paulo, Manole, 2001.
ALBERTS, B.; BRAY, D.; JOHNSON, A. et al. Uma introdução à biologia molecular da
célula. Porto Alegre: Artes Médicas, 2001.
ZAHA, A. (Org.) Biologia Molecular Básica. 3 ed. Porto Alegre: Mercado Aberto, 2003.
COOPER, G. M. A Célula: uma abordagem molecular. 2 ed. Porto Alegre: Artes Médicas,
2002.
LODISH, H. et al. Biologia Celular e Molecular. 5 ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 2005

http://www.ipametodista.edu.br pág. 14 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Biologia Molecular - 2108


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Biologia Molecular - 2108
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
3
Professor:
VALESCA VEIGA CASALI
Ementa:
Estuda a caracterização da estrutura molecular dos ácidos nucléicos em seus diferentes níveis, aborda a complexidade dos genomas procarioto e
eucarioto dos sistemas de regulação, duplicação e expressão do material gênico, bem como mutações e mecanismo de reparo gênico, oportuniza os
princípios práticos de manipulação e análise de ácidos nucléicos inclusive em laboratório, promove uma participação ativa do aluno na construção do seu
conhecimento.
Objetivo(s):
Objetivo(s):
Aprofundar os conhecimentos sobre a estrutura e função do material genético conhecer os métodos e a regulação gênica. Apresentar as técnicas
básicas utilizadas em estudos de biologia molecular
Programa de Conteúdos:
1.Estrutura dos ácidos nucléicos
2.Organização Gênica Procariotos/ Eucariotos
3.Replicação de DNA
4.Mutação e Reparo do DNA
5.Transcrição
6.Processamento de RNA
7.Biossintesse
8.Controle da expressão Gênica Procariotos/ Eucariotos
9.Técnicas Biologia Molecular

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 15 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Cronograma de atividades:
DataAtividade
Fevereiro
0126TApresentação da Disciplina e Cronograma.
0228TEstrutura de ácidos nucléicos
Março
0305TOrganização gênica em procariotos
0407PTreinamento /Pipetagem
0512TOrganização gênica em procariotos e eucariotos
0614PExtração de DNA de sangue
0719TOrganização gênica em eucariotos
0821PExtração de ácido nucléicos de tecido
0926TReplicação
1028PTipos de PCR (teórico-prática)
Abril
1102TMutação e Reparo do DNA
04PPCR + eletroforese (beta-globina)
1209TMutação e reparo do DNA
1311PClivagem (enzima de restrição)
1416TTranscrição
1518PApresentação do caso clínico 1 – laboratório de informática
1623TTranscrição
1725PPesquisa de dados para caso clínico 1 – laboratório de informática
1830TProva I
Maio
1902PPCR caso 1 – discussão artigo 1
2007TProcessamento de RNA
219 PChecagem PCR caso 1, clivagem com endonucleases de restrição.
2214TCódigo genético /Biossintesse
2316PEletroforese e genotipagem do caso clínico 1.
2421TControle da expressão gênica em procariotos
2523PDiscussão dos casos clínicos e entrega do relatório caso 1
2628TControle da expressão gênica em eucariotos
2730PApresentação do caso clínico 2 – laboratório de informática
Junho
2804TPCR caso 2 – discussão artigo 2
06PDIA NÃO LETIVO
2911TTécnicas de biologia molecular.
3013PPesquisa de dados para caso clínico 1 – laboratório de informática
3118TTécnicas de biologia molecular..
3220PEletroforese e genotipagem do caso clínico 2
3325TProva II
3427PDiscussão dos casos clínicos e entrega dos relatórios
3529TDiscussão dos casos clínicos e entrega dos relatórios
Julho
3602TEntrega de conceitos/ Fechamento da disciplina (Data para a prova segunda chamada)
09Exame suplementar

Metodologia de Ensino:
O conteúdo programático será desenvolvido através de aulas expositivas e aulas práticas e também com recursos audiovisuais, além de
apresentação de seminários pelos alunos, estudo de artigos científicos e exercícios realizados em aula e extraclasse.

Avaliação:
Avaliação:
No decorrer do semestre serão utilizados como instrumento de avaliação 2 provas teóricas realizadas em sala de aula além de apresentação dos 2
relatórios clínicos trabalhados durante o semestre.

PT.1 + PT.2 + Rel.1 +Rel.2/4= G1


IMPORTANTE:
A recuperação de qualquer uma das provas deverá ser justificada na Central de Atendimento ao Estudante (CAE) e somente será possível mediante
apresentação de um atestado médico ou de outra natureza formal em até 7 dias após a prova em questão

RECUPERAÇÃO: Prova Suplementar COM TODO CONTEÚDO ONDE A NOTA MÍNIMA PARA APROVACAO É 7,0. IMPORTANTE: Prova Suplementar:
TODO CONTEÚDO ONDE A NOTA MÍNIMA PARA APROVACAO É 7,0.

Bibliografia Básica:
ALBERTS, B.; BRAY, D.; JOHNSON, A. Fundamentos da Biologia Celular: uma introdução à biologia molecular da célula. Porto Alegre: Artes Médicas,
1999.
LEWIN, B. Genes VII. Porto Alegre: Artes Médicas, 2001.
ZAHA, A. (Ed.). Biologia molecular básica. 2 ed. Porto Alegre: Mercado Aberto, 2000.
Bibliografia Complementar:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 16 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

LODISH, H.; BALTIMORE, D.; BERK, A. et al. Biologia Celular Molecular. 4 ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 2004.
DE ROBERT, Bases da Biologia Celular e Molecular. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001.
VOET, D.; VOET, J. G.; PRATT, C. W. Fundamentos de Bioquímica. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 17 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Biologia Molecular - 2108


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Biologia Molecular - 2108
Carga Horária:
72
Turno:
Tarde
Semestre:
3
Professor:
VALESCA VEIGA CASALI e Rubia Ruppental
Ementa:
Estuda a caracterização da estrutura molecular dos ácidos nucléicos em seus diferentes níveis, aborda a complexidade dos genomas procarioto e
eucarioto dos sistemas de regulação, duplicação e expressão do material gênico, bem como mutações e mecanismo de reparo gênico, oportuniza os
princípios práticos de manipulação e análise de ácidos nucléicos inclusive em laboratório, promove uma participação ativa do aluno na construção do seu
conhecimento
Objetivo(s):
Aprofundar os conhecimentos sobre a estrutura e função do material genético conhecer os métodos e a regulação gênica. Apresentar as técnicas
básicas utilizadas em estudos de biologia molecular.
.

Programa de Conteúdos:
1.Estrutura dos ácidos nucléicos
2.Organização Gênica Procariotos/ Eucariotos
3.Replicação de DNA
4.Mutação e Reparo do DNA
5.Transcrição
6.Processamento de RNA
7.Biossintesse
8.Controle da expressão Gênica Procariotos/ Eucariotos
9.Técnicas Biologia Molecular

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 18 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Cronograma de atividades:
DataAtividade
Fevereiro
0127TApresentação da Disciplina e Cronograma.
Março
0206TEstrutura de ácidos nucléicos
0306PTreinamento /Pipetagem
0413TOrganização gênica em procariotos
0513 PExtração de DNA de sangue
0620TOrganização gênica em eucariotos
0720PExtração de ácido nucléicos de tecido
0827TReplicação
0927PTipos de PCR (teórico-prática)
Abril
1003TMutação e Reparo do DNA
1103PPCR + eletroforese (beta-globina)
1210TMutação e reparo do DNA
1310PClivagem (enzima de restrição)
1417TProva I
1517PApresentação do caso clínico 1 – laboratório de informática
1624TProcessamento de RNA
1724P. Pesquisa de dados para caso clínico 1 – laboratório de informática
Maio
1808TTranscrição
1908PPCR caso 1 – discussão artigo 1
2015TTranscrição
2115PChecagem PCR caso 1, clivagem com endonucleases de restrição.
2222TCódigo genético / Biossintese
2322PEletroforese e genotipagem do caso clínico 1.
2429TControle da expressão gênica em procariotos
2529PDiscussão dos casos clínicos e entrega do relatório
Junho
2605TControle da expressão gênica em eucariotos
2705PApresentação do caso clínico 2 – laboratório de informática
2812TTécnicas de biologia molecular
2912PPesquisa de dados para caso clínico 1 – laboratório de informática
3019TTécnicas de biologia molecular
3119PPCR caso 2 – discussão artigo 2
3226TProva II
3326PEletroforese e genotipagem do caso clínico 2
3429TEntrega do relatório do caso clínico 2
Julho
3503TDiscussão dos casos clínicos
3603PEntrega de conceitos/ Fechamento da disciplina
09Exame suplementar

Metodologia de Ensino:
Metodologia de ensino:
O conteúdo programático será desenvolvido através de aulas expositivas e aulas práticas e também com recursos audiovisuais, além de
apresentação de seminários pelos alunos, estudo de artigos científicos e exercícios realizados em aula e extraclasse
Avaliação:
Avaliação:
No decorrer do semestre serão utilizados como instrumento de avaliação 2 provas teóricas realizadas em sala de aula além de apresentação dos 2
relatórios clínicos trabalhados durante o semestre.

PT.1 + PT.2 + Rel.1 +Rel.2/4= G1


IMPORTANTE:
A recuperação de qualquer uma das provas deverá ser justificada na Central de Atendimento ao Estudante (CAE) e somente será possível mediante
apresentação de um atestado médico ou de outra natureza formal em até 7 dias após a prova em questão
Prova Suplementar: TODO CONTEÚDO ONDE A NOTA MÍNIMA PARA APROVACAO É 7,0.

Bibliografia Básica:
ALBERTS, B.; BRAY, D.; JOHNSON, A. Fundamentos da Biologia Celular: uma introdução à biologia molecular da célula. Porto Alegre: Artes Médicas,
1999.
LEWIN, B. Genes VII. Porto Alegre: Artes Médicas, 2001.
ZAHA, A. (Ed.). Biologia molecular básica. 2 ed. Porto Alegre: Mercado Aberto, 2000.
Bibliografia Complementar:
LODISH, H.; BALTIMORE, D.; BERK, A. et al. Biologia Celular Molecular. 4 ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 2004.
DE ROBERT, Bases da Biologia Celular e Molecular. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001.
VOET, D.; VOET, J. G.; PRATT, C. W. Fundamentos de Bioquímica. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 19 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Bioquímica 1 - 13
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Bioquímica 1 - 13
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
2
Professor:
PAULA CILENE PEREIRA DOS SANTOS
Ementa:
Estuda a estrutura e função de proteínas, os aspectos cinéticos e metabólicos de enzimas e coenzimas, enfoca as oxidações biológicas, Ciclo de Krebs,
cadeia respiratória e fosforilação oxidativa, bem como metabolismo de glicídios.
Objetivo(s):
Fornecer subsídios teóricos para a construção do conhecimento da bioquímica básica de proteínas e enzimas, além de conceitos introdutórios do
metabolismo. O aluno deverá ser capaz de interrelacionar os conceitos estudados, compreendendo sua importância para a Biomedicina.
Programa de Conteúdos:
1.Aminoácidos e peptídios2. Proteínas 3. Enzimas4.Vitaminas e minerais5. Oxidações Biológicas6. Metabolismo de glicídios - Glicólise7. Ciclo de Krebs,
Transporte de elétrons e Fosforilação oxidativa.8. Radicais Livres
Cronograma de Atividades:
26/02/2007 01...................... Apresentação da Disciplina. Discussão do cronograma e avaliação. Divisão da turma para prática.

28/02/2007 02.......................Prática 1: Biossegurança


05/03/2007 03.......................Aminoácidos e peptídios
07/03/2007 04.......................Prática 2: Neutralização da glicina
12/03/2007 05...................... Proteínas: estrutura e função
14/03/2007 06...................... Prática 3: pI caseína
19/03/2007 07...................... Proteínas: métodos de estudo Proteínas.Desnaturação 21/03/2007 08...................... Prática 4: Identificação química de
peptídios
26/03/2007 09...................... Enzimas: Mecanismos de ação; Classificação
28/03/2007 10.......................Prática 5: Matemática aplicada a laboratório
02/04/2007 11...................... Enzimas: Fatores que influenciam a velocidade de reações enzimáticas
04/04/2007 12...................... Prática 6: Teoria de Absorciometria
09/04/2007 13...................... 1a Prova
11/04/2007 14...................... Prática 7: Curva Padrão de Proteínas
16/04/2007 15 ..................... Enzimas: Inibição e Ativação. Enzimas e suas aplicações
18/04/2007 16...................... Prática 8: Efeito da concentração de substrato na velocidade de reação enzimática
23/04/2007 17....................... Vitaminas e minerais
25/04/2007 18 ...................... Prática 9: Efeito da concentração de enzima na velocidade de reação enzimática
30/04/2007 19....................... Metabolismo de glicídios: Estrutura dos carboidratos
02/05/2007 20...................... Prática 10: Efeito da temperatura na velocidade de reação enzimática
07/05/2007 21...................... 2a Prova
09/05/2007 22...................... Prática 11: Determinação da Glicose e Discussão de artigo sobre “Como preparar um seminário”
14/05/2007 23...................... Oxidações Biológicas
16/05/2007 24...................... Prática 12: Identificação química de glicídios
21/05/2007 25...................... Metabolismo de glicídios: glicólise
23/05/2007 26...................... Prática 14: Hidrólise ácida e enzimática de polissacarídeos
28/05/2007 27...................... Ciclo de Krebs
30/05/2007 28...................... Prática 15: Seminário
04/06/2007 29...................... Cadeia Respiratória. Fosforilação Oxidativa
06/06/2007 30...................... Prática 16: Seminário
11/06/2007 31...................... Radicais livres
13/06/2007 32...................... Prova teórico-prática
18/06/2007 33...................... Aplicações de Radicais Livres
20/06/2007 34...................... Prática 17:Determinação de enzimática de Radicais livres
25/06/2007 35...................... Revisão
27/06/2007 36..................... 3a Prova
04/07/2007 ......................... Exame Suplementar
Metodologia de Ensino:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 20 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Serão utilizados os seguintes recursos: exposição oral com utilização de recursos audiovisuais disponíveis, como retroprojetor ou multimídia, discussão e
apresentação de artigos científicos e exercícios em sala de aula e extra-classe. Aulas práticas em laboratório.
Avaliação:
Para fins de avaliação do conhecimento adquirido ao longo do semestre, serão realizadas três avaliações escritas, contendo questões dissertativas e/ou
mistas, elaboração de relatórios por área das aulas práticas, provas prática e teórico-prática, e realização de trabalho(s) extra-classe (seminário) para
ser apresentado em aula prática. Poderão, ou não, ser realizados trabalhos em sala de aula valendo nota ou não.Média final: Média aritmética de 4
notas do semestre > ou = 71º prova teórica valor 10 2º prova teórica valor 10 3º prova teórica valor 10 Nota da prática valor 10 (composta por: pré-teste
2,0(cada valor é 0,125)+ relatório valor 2,0(cada valor é 0,125)+ prova teórico-prática valor 3,0+seminário valor 3,0) Segunda chamada: prova
cumulativaExame suplementar: todo conteúdo do semestre. Nota mínima=7OBS.:Ø É DE RESPONSABILIDADE DO ALUNO CONTROLAR SUAS
FALTAS NO SEMESTRE (máximo 25% de faltas, ou seja, 9 aulas. Os alunos que faltarem mais do que 9 aulas sem justificativa protocolada na
secretaria acadêmica, estão automaticamente reprovados por falta), Ø É DE RESPONSABILIDADE DO ALUNO SE INTEIRAR, JUNTO AOS COLEGAS,
COM A MATÉRIA E TRABALHOS DADOS NO DIA DE SUA AUSÊNCIA. O ALUNO FALTANTE NÃO PODE ALEGAR DESCONHECIMENTO DO QUE
FOI ACORDADO NO DIA DE SUA AUSÊNCIA.Ø TRABALHOS REALIZADOS EM AULA, VALENDO NOTA, NÃO SERÃO RECUPERADOS!!Ø ATRASO
NA ENTREGA DE TRABALHOS TERÃO DESCONTO NA NOTA DO MESMO!Ø O ALUNO QUE FALTAR A UMA PROVA DO SEMESTRE, PODERÁ
RECUPERÁ-LA AO FINAL DO MESMO (segunda chamada), SOMENTE COM SOLICITAÇÃO PROTOCOLADA NA SECRETARIA ACADÊMICA E
DEFERIDA PELA COORDENAÇÃO DO CURSO. ESTA PROVA DE RECUPERAÇÃO SERÁ COM TODA A MATÉRIA DO SEMESTRE.PRÁTICAS: *A
AULA PRÁTICA NÃO PODE SER RECUPERADA, NEM SUA NOTA!!!**É OBRIGATÓRIO O USO DE JALECO (AVENTAL), SEM O QUAL O ALUNO NÃO
PODERÁ ASSISTIR À PRÁTICA, E TAMBÉM O USO DO ROTEIRO DE PRÁTICA QUE ESTARÁ DISPONÍVEL NO XEROX. ***NA AULA PRÁTICA
OCORRERÁ UM PRÉ-TESTE NO INÍCIO DA AULA (PONTUALIDADE E PARTICIPAÇÃO). .****NO CASO DE ALUNOS QUE CHEGAREM
ATRASADOS NÃO SERÁ RECUPERADO O PRÉ-TESTEObs.: Os alunos que tiverem dificuldades em assuntos não tratados nesta disciplina, mas que
servem de base para ela, terão as seguintes oportunidades de nivelamento:· serão encaminhados para nivelamento em Biologia e Química do Ensino
Médio· a eles serão indicados livros textos que contemplem esses assuntos de base;· aulas de monitoria.
Bibliografia Básica:
Marzzocco, A.; Torres, B.B. Bioquímica Básica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1999.
Stryer, L Bioquímica (5a ed). Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1996.
Voet, D; Voet, J.; Pratt, C. Fundamentos de Bioquímica. Porto Alegre: ARTMED, 2000.
Bibliografia Complementar:
Campbel, M. Bioquímica (3a ed). Porto Alegre: ARTMED, 2000.
Champe, P. Bioquímica Ilustrada (2a ed). Porto Alegre: ARTMED, 1996.
Devlin, T.M. Manual de Bioquímica com Correlações Clínicas. São Paulo: Edgard Blucher, 2003. Lehninger, A. L. Princípios de Bioquímica (3a ed). São
Paulo: Sarvier, 2003.
Riegel, R. Bioquímica (3a ed) . São Leopoldo: Unisinos, 2001.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 21 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Bioquímica 2 - 21
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Bioquímica 2 - 21
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
3
Professor:
PAULA CILENE PEREIRA DOS SANTOS
Ementa:
Estuda a química e metabolismo intermediário dos lipídeos, metabolismo das proteínas e aminoácidos.
Objetivo(s):
Fornecer subsídios teóricos e práticos para a construção do conhecimento do metabolismo energético. O aluno deverá ser capaz de interrelacionar os
conceitos estudados, compreendendo sua importância para a Biomedicina.
Programa de Conteúdos:
1. Metabolismo de carboidratos: glicólise e gliconeogênese2. Metabolismo de carboidratos: Ciclo das Pentoses3. Metabolismo do Glicogênio:
glicogênese e glicogenólise4. Metabolismo de Lipídios5. Metabolismo de Proteínas6. Metabolismo de Aminoácidos7. Metabolismo do Heme8.
Metabolismo de Nucleotídeos
Cronograma de Atividades:
23/02/2007 01...................... Apresentação da Disciplina. Discussão do cronograma e da avaliação. Conceitos introdutórios.
26/02/2007 02....................... Prática 1: Biossegurança
02/03/2007 03........................Metabolismo de carboidratos: glicólise e gliconeogênese
05/03/2007 04...................... Prática 2: Matemática de laboratório
09/03/2007 05....................... Metabolismo de carboidratos: glicólise e gliconeogênese
12/03/2007 06...................... Prática 3: Curva Padrão de Glicose (dosagem de glicose)16/03/2007 07...................... Glicogênese Glicgenólise
19/03/2007 08...................... Prática 4: Lipídios: Saponificação Teórica-prática
23/03/2007 09...................... Ciclo das Pentoses
26/03/2007 10..................... Prática 5: Lipídios: Saponificação
30/03/2007 11...................... Estrutura de Lipídios
02/04/2007 12...................... Prática 6:Extração da lecitina e hidrólise enzimática
06/04/2007 13...................... Feriado
09/04/2007 14...................... Prática 7: Determinação TG
13/04/2007 15...................... Metabolismo de Lipídios: Transporte de lipídios
16/04/2007 16 ..................... Prática 8: Determinação do colesterol e HDL
20/04/2007 17...................... 1a Prova
23/04/2007 18....................... Prova Prática
27/04/2007 19 ...................... Metabolismo do colesterol
30/04/2007 20....................... Prática 9,10: Determinação de proteínas e Albumina
04/05/2007 21...................... Beta-Oxidação de ácidos graxos
07/05/2007 22...................... Prática 11: Determinação da transaminases
11/05/2007 23...................... Biossíntese de ácidos graxos
14/05/2007 24...................... Prática 12: Determinação da Uréia
18/05/2007 25...................... 2a Prova
21/05/2007 26...................... Prática 13: Determinação de Creatinina. Entrega da análise crítica das Diretrizes para o Seminário
25/05/2007 27...................... Metabolismo de proteínas
28/05/2007 28...................... Prática 14: Determinação do ácido úrico
01/06/2007 29...................... Metabolismo de proteínas (continuação)
04/06/2007 30...................... Prática15: Teste de triagem para EIM
08/06/2007 31...................... Metabolismo dos aminoácidos
11/06/2007 32...................... Prática16: Cromatografia sérica para EIM
15/06/2007 33...................... Metabolismo do Heme
18/06/2007 34...................... Prova teórico-prática
22/06/2007 35...................... Metabolismo de Nucleotídios
25/06/2007 36...................... Prática17: Seminário
29/06/2007 37...................... 3a Prova
02/07/2007 38...................... Prática18: Seminário / Segunda chamada
06/07/2007.......................... Exame Suplementar
Metodologia de Ensino:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 22 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Serão utilizados os seguintes recursos: exposição oral com utilização de recursos audiovisuais disponíveis, como retroprojetor ou multimídia, análise de
artigos científicos e exercícios em sala de aula e extra-classe. Aulas práticas em laboratório.
Avaliação:
Para fins de avaliação do conhecimento adquirido ao longo do semestre, serão realizadas três avaliações escritas, contendo questões dissertativas e/ou
mistas, elaboração de relatórios por área das aulas práticas, provas prática e teórico-prática, e realização de trabalho(s) extra-classe (seminário) para
ser apresentado em aula prática. Poderão, ou não, ser realizados trabalhos em sala de aula valendo nota ou não.Média final: Média aritmética de 4
notas do semestre > ou = 71º prova teórica valor 10 2º prova teórica valor 10 3º prova teórica valor 10 Nota da prática valor 10 (composta por: 2 provas
práticas valor 2,0 cada= 4,0+ pós-teste valor 2,0+seminário valor 4,0 = 10) Segunda chamada: prova cumulativaExame suplementar: todo conteúdo
do semestre. Nota mínima=7OBS.:Ø É DE RESPONSABILIDADE DO ALUNO CONTROLAR SUAS FALTAS NO SEMESTRE (máximo 25% de faltas, ou
seja, 9 aulas. Os alunos que faltarem mais do que 9 aulas sem justificativa protocolada na secretaria acadêmica, estão automaticamente reprovados
por falta), Ø É DE RESPONSABILIDADE DO ALUNO SE INTEIRAR, JUNTO AOS COLEGAS, COM A MATÉRIA E TRABALHOS DADOS NO DIA DE SUA
AUSÊNCIA. O ALUNO FALTANTE NÃO PODE ALEGAR DESCONHECIMENTO DO QUE FOI ACORDADO NO DIA DE SUA AUSÊNCIA.Ø TRABALHOS
REALIZADOS EM AULA, VALENDO NOTA, NÃO SERÃO RECUPERADOS!!Ø ATRASO NA ENTREGA DE TRABALHOS TERÃO DESCONTO NA NOTA
DO MESMO!Ø O ALUNO QUE FALTAR A UMA PROVA DO SEMESTRE, PODERÁ RECUPERÁ-LA AO FINAL DO MESMO (segunda chamada),
SOMENTE COM SOLICITAÇÃO PROTOCOLADA NA SECRETARIA ACADÊMICA E DEFERIDA PELA COORDENAÇÃO DO CURSO. ESTA PROVA DE
RECUPERAÇÃO SERÁ COM TODA A MATÉRIA DO SEMESTRE.PRÁTICAS: *A AULA PRÁTICA NÃO PODE SER RECUPERADA, NEM SUA NOTA!!!**É
OBRIGATÓRIO O USO DE JALECO (AVENTAL), SEM O QUAL O ALUNO NÃO PODERÁ ASSISTIR À PRÁTICA, E TAMBÉM O USO DO ROTEIRO DE
PRÁTICA QUE ESTARÁ DISPONÍVEL NO XEROX. Obs.: Os alunos que tiverem dificuldades em assuntos não tratados nesta disciplina, mas que
servem de base para ela, terão as seguintes oportunidades de nivelamento:· serão encaminhados para nivelamento em Biologia e Química do Ensino
Médio· a eles serão indicados livros textos que contemplem esses assuntos de base;· aulas de monitoria.
Bibliografia Básica:
Marzzocco, A.; Torres, B.B. Bioquímica Básica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1999.
Stryer, L Bioquímica (5a ed). Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1996.
Voet, D; Voet, J.; Pratt, C. Fundamentos de Bioquímica. Porto Alegre: ARTMED, 2000.
Bibliografia Complementar:
Campbel, M. Bioquímica (3a ed). Porto Alegre: ARTMED, 2000.
Champe, P. Bioquímica Ilustrada (2a ed). Porto Alegre: ARTMED, 1996.
Devlin, T.M. Manual de Bioquímica com Correlações Clínicas. São Paulo: Edgard Blucher, 1998. Lehninger, A. L. Princípios de Bioquímica (3a ed). São
Paulo: Sarvier, 2003.
Riegel, R. Bioquímica (3a ed) . São Leopoldo: Unisinos, 2001.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 23 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Bioquímica 2 - 21
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Bioquímica 2 - 21
Carga Horária:
72
Turno:
Tarde
Semestre:
3
Professor:
PAULA CILENE PEREIRA DOS SANTOS
Ementa:
Estuda a química e metabolismo intermediário dos lipídeos, metabolismo das proteínas e aminoácidos.
Objetivo(s):
Fornecer subsídios teóricos e práticos para a construção do conhecimento do metabolismo energético. O aluno deverá ser capaz de interrelacionar os
conceitos estudados, compreendendo sua importância para a Biomedicina.
Programa de Conteúdos:
1. Metabolismo de carboidratos: glicólise e gliconeogênese2. Metabolismo de carboidratos: Ciclo das Pentoses3. Metabolismo do Glicogênio:
glicogênese e glicogenólise4. Metabolismo de Lipídios5. Metabolismo de Proteínas6. Metabolismo de Aminoácidos7. Metabolismo do Heme8.
Metabolismo de Nucleotídeos
Cronograma de Atividades:
23/02/2007 01...................... Apresentação da Disciplina. Discussão do cronograma e da avaliação. Conceitos introdutórios.
01/03/2007 02....................... Prática 1: Biossegurança
02/03/2007 03........................Metabolismo de carboidratos: glicólise e gliconeogênese
08/03/2007 04...................... Prática 2: Matemática de laboratório
09/03/2007 05....................... Metabolismo de carboidratos: glicólise e gliconeogênese
15/03/2007 06...................... Prática 3: Curva Padrão de Glicose (dosagem de glicose)16/03/2007 07...................... Glicogênese Glicogenólise
22/03/2007 08...................... Prática 4: Lipídios: Saponificação Teórica-prática
23/03/2007 09...................... Ciclo das Pentoses
29/03/2007 10...................... Prática 5: Lipídios: Saponificação
30/03/2007 11..................... Estrutura dos Lipídios
05/04/2007 12...................... feriado
06/04/2007 13...................... Feriado
12/04/2007 14...................... Prática 6:Extração da lecitina e hidrólise enzimática
13/04/2007 15...................... Metabolismo de Lipídios: Transporte de lipídios
19/04/2007 16...................... Prática 7: Determinação TG
20/04/2007 17 ..................... 1a Prova
26/04/2007 18...................... Prática 8: Determinação do colesterol e HDL
27/04/2007 19....................... Metabolismo do colesterol
03/05/2007 20 ...................... Prova Prática
04/05/2007 21.......................Beta-Oxidação de ácidos graxos
10/05/2007 22...................... Prática 9,10: Determinação de proteínas e Albumina
11/05/2007 23...................... Biossíntese de ácidos graxos
17/05/2007 24...................... Prática 11: Determinação da transaminases
18/05/2007 25...................... Metabolismo de proteínas
24/05/2007 26...................... Prática 12: Determinação da Uréia
25/05/2007 27...................... 2a Prova
31/05/2007 28...................... Prática 13: Determinação de Creatinina Prática 14: Determinação do ácido úrico
01/06/2007 29...................... Metabolismo de proteínas (continuação)
07/06/2007 30...................... feriado
08/06/2007 31...................... Metabolismo dos aminoácidos
14/06/2007 32...................... Prática15: Teste de triagem para EIM
15/06/2007 33...................... Metabolismo do Heme/Metabolismo de Nucleotídios
21/06/2007 34...................... Prática16: Cromatografia sérica para EIM
22/06/2007 35...................... 3a Prova
28/06/2007 36...................... Prova teórico-prática
29/06/2007 37...................... Prática17: Seminário / Segunda chamada
05/07/2007.......................... Exame Suplementar
Metodologia de Ensino:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 24 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Serão utilizados os seguintes recursos: exposição oral com utilização de recursos audiovisuais disponíveis, como retroprojetor ou multimídia, análise de
artigos científicos e exercícios em sala de aula e extra-classe. Aulas práticas em laboratório.
Avaliação:
Para fins de avaliação do conhecimento adquirido ao longo do semestre, serão realizadas três avaliações escritas, contendo questões dissertativas e/ou
mistas, elaboração de relatórios por área das aulas práticas, provas prática e teórico-prática, e realização de trabalho(s) extra-classe (seminário) para
ser apresentado em aula prática. Poderão, ou não, ser realizados trabalhos em sala de aula valendo nota ou não.Média final: Média aritmética de 4
notas do semestre > ou = 71º prova teórica valor 10 2º prova teórica valor 10 3º prova teórica valor 10 Nota da prática valor 10 (composta por: prova
prática valor 3,0+ prova teórico-prática valor 3,0+seminário valor 4,0 = 10) Segunda chamada: prova cumulativaExame suplementar: todo conteúdo
do semestre. Nota mínima=7OBS.:Ø É DE RESPONSABILIDADE DO ALUNO CONTROLAR SUAS FALTAS NO SEMESTRE (máximo 25% de faltas, ou
seja, 9 aulas. Os alunos que faltarem mais do que 9 aulas sem justificativa protocolada na secretaria acadêmica, estão automaticamente reprovados
por falta), Ø É DE RESPONSABILIDADE DO ALUNO SE INTEIRAR, JUNTO AOS COLEGAS, COM A MATÉRIA E TRABALHOS DADOS NO DIA DE SUA
AUSÊNCIA. O ALUNO FALTANTE NÃO PODE ALEGAR DESCONHECIMENTO DO QUE FOI ACORDADO NO DIA DE SUA AUSÊNCIA.Ø TRABALHOS
REALIZADOS EM AULA, VALENDO NOTA, NÃO SERÃO RECUPERADOS!!Ø ATRASO NA ENTREGA DE TRABALHOS TERÃO DESCONTO NA NOTA
DO MESMO!Ø O ALUNO QUE FALTAR A UMA PROVA DO SEMESTRE, PODERÁ RECUPERÁ-LA AO FINAL DO MESMO (segunda chamada),
SOMENTE COM SOLICITAÇÃO PROTOCOLADA NA SECRETARIA ACADÊMICA E DEFERIDA PELA COORDENAÇÃO DO CURSO. ESTA PROVA DE
RECUPERAÇÃO SERÁ COM TODA A MATÉRIA DO SEMESTRE.PRÁTICAS: *A AULA PRÁTICA NÃO PODE SER RECUPERADA, NEM SUA NOTA!!!**É
OBRIGATÓRIO O USO DE JALECO (AVENTAL), SEM O QUAL O ALUNO NÃO PODERÁ ASSISTIR À PRÁTICA, E TAMBÉM O USO DO ROTEIRO DE
PRÁTICA QUE ESTARÁ DISPONÍVEL NO XEROX. Obs.: Os alunos que tiverem dificuldades em assuntos não tratados nesta disciplina, mas que
servem de base para ela, terão as seguintes oportunidades de nivelamento:· serão encaminhados para nivelamento em Biologia e Química do Ensino
Médio· a eles serão indicados livros textos que contemplem esses assuntos de base;· aulas de monitoria.
Bibliografia Básica:
Marzzocco, A.; Torres, B.B. Bioquímica Básica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1999.
Stryer, L Bioquímica (5a ed). Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1996.
Voet, D; Voet, J.; Pratt, C. Fundamentos de Bioquímica. Porto Alegre: ARTMED, 2000.

Bibliografia Complementar:
Campbel, M. Bioquímica (3a ed). Porto Alegre: ARTMED, 2000.
Champe, P. Bioquímica Ilustrada (2a ed). Porto Alegre: ARTMED, 1996.
Devlin, T.M. Manual de Bioquímica com Correlações Clínicas. São Paulo: Edgard Blucher, 1998. Lehninger, A. L. Princípios de Bioquímica (3a ed). São
Paulo: Sarvier, 2003.
Riegel, R. Bioquímica (3a ed) . São Leopoldo: Unisinos, 2001.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 25 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Bioquímica Clínica - 2122


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Bioquímica Clínica - 2122
Carga Horária:
6
Turno:
Noite
Semestre:
5
Professor:
CLÁUDIA DA SILVA FUNCHAL
Ementa:
Estuda do diagnóstico laboratorial e monitorização de patologias, abordas as alterações protéicas, de eletrólitos e oligoelementos; enfoca o equilíbrio ácido
básico e seus distúrbios, demonstrando o emprego de tecnologia para diagnóstico e as correlações clínico-laboratoriais.
Objetivo(s):
Abordar os métodos de diagnóstico laboratorial de bioquímica e suas aplicações na clínica médica.
Programa de Conteúdos:
1- Coleta de material biológico e controle de qualidade.
2- Perfil glicídico.
3- Perfil lipídico.
4- Perfil protéico.
5- Enzimologia.
6- Função renal.
7- Função hepática.
8- Função cardíaca.
9- Eletrólitos.
10- Equilíbrio ácido-básico.

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 26 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

1- 23/02 Apresentação da Disciplina. Discussão do cronograma e da avaliação. Revisão metabolismo intermediário.


2- 28/02 Perfil glicídico de triagem
3- 28/02 e 01/03 Prática: Introdução ao laboratório de bioquímica clínica
4- 01/03 e 02/03 Prática: Qualidade da água e limpeza de material
5- 07/03 Diabetes
6- 07/03 e 08/03 Prática: Coleta e material biológico
7- 08/03 e 09/03 Prática: Linearidade, precisão, exatidão e limite de detecção. Matemática de laboratório
8- 14/03 Perfil glicídico de monitoramento
9- 14/03 e 15/03 Prática: Glicemia
10- 15/03 e 16/03 Prática: Glicosúria
11- 21/03 Função renal
12- 21/03 e 22/03 Prática: Teste oral de tolerância a glicose
13- 22/03 e 23/03 Prática: Dosagem de hemoglobina glicosilada
14- 28/03 Função renal
15- 28/03 e 29/03 Prática: Dosagem de uréia e ácido úrico
16- 29/03 e 30/03 Prática: Resolução de problemas e casos clínicos
17- 04/04 Primeira avaliação teórica
18- 04/04 Prática: Dosagem de glicose (amostra ao acaso)
19- 05/04 DIA NÃO LETIVO
06/04 FERIADO
20- 11/04 Perfil protéico
21- 11/04 e 12/04 Prática: Dosagem de creatinina (urina e sangue) e DCE
22- 12/04 e 13/04 Prática: Dosagem de proteínas totais e albumina (sangue)
23- 18/04 Eletroforese de proteínas
24- 18/04 e 19/04 Primeira avaliação teórico-prática
25- 19/04 e 20/04 Prática: Proteinúria
26- 25/04 Perfil lipídico
27- 25/04 e 26/04 Prática: Dosagem de triglicerídeos
28- 26/04 e 27/04 Prática: Dosagem de colesterol total e HDL
29- 02/05 Perfil lipídico e correlações clínicas
30- 02/05 e 03/05 Prática: Resolução de problemas e casos clínicos
31- 03/05 e 04/05 Prática: Dosagem de creatina quinase (CK) total e MB
32- 09/05 Enzimologia: enzimas cardíacas
33- 09/05 e 10/05 Prática: Dosagem de lactato desidrogenase (LDH)
34- 10/05 e 11/05 Prática: Resolução de problemas e casos clínicos
35- 16/05 Segunda avaliação teórica
36- 16/05 e 17/05 Prática: Dosagem de ALT e AST
37- 17/05 e 18/05 Prática: Dosagem de fosfatase alcalina e GT
38- 23/05 Enzimologia: enzimas hepáticas
39- 23/05 e 24/05 Prática: Segunda avaliação teórico-prática
40- 24/05 e 25/05 Prática: Dosagem de bilirrubina
41- 30/05 Enzimologia: enzimas pancreáticas
42- 30/05 e 31/05 Prática: Dosagem de amilase
43- 31/05 e 01/06 Prática: Dosagem de cálcio
44- 06/06 Metabolismo mineral e ósseo
45- 06/06 Prática: Dosagem de fósforo e magnésio
07/06 FERIADO
46- 07/06 FERIADO
08/06 Prática: Dosagem de sódio e potássio
47- 13/06 Eletrólitos
48- 13/06 e 14/06 Prática: Dosagem de cloretos
49- 14/06 e 15/06 Prática: Dosagem de ferro e capacidade de ligação férrica
50- 20/06 Equilíbrio ácido-base
51- 20/06 e 21/06 Prática: Resolução de problemas e casos clínicos
52- 21/06 e 22/06 Prática: Terceira avaliação teórico-prática
53- 27/06 Terceira avaliação teórica
54- 27/06 e 28/06 Prática: Seminários
55- 28/06 e 29/06 Prática: Seminários
56- 02/07 Divulgação dos conceitos finais
57- 06/07 Exame Suplementar

Metodologia de Ensino:
Serão utilizados os seguintes recursos: exposição oral com utilização de recursos audiovisuais disponíveis, como retroprojetor ou multimídia, discussão de
artigos científicos e exercícios em sala de aula e extra-classe.
Avaliação:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 27 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Para fins de avaliação do conhecimento adquirido ao longo do semestre, serão realizadas avaliações teóricas, avaliações teórico-praticas e seminários de
grupo.
Avaliação teórica: três provas escritas.
Avaliação prática: reletórios de aulas práticas, três provas teórico-práticas e um seminário de grupo (cada uma das avaliações vale 20% da nota final da
avaliação prática).
Média final = média ponderada entre as quatro notas do semestre (3 teóricas e 1 prática) > ou = 7
Exame suplementar: todo conteúdo do semestre.
Segunda chamada: prova cumulativa.
- O aluno será avaliado com relação à assiduidade nas aulas e na entrega dos trabalhos e com relação à participação nas aulas e postura no laboratório,
incluindo a realização de estudos de casos clínicos.
- É obrigatório o uso de jaleco nas aulas práticas.

Bibliografia Básica:
BURTIS C. A.;ASHWOOD, E.R. Tietz Fundamentos de química clínica. 4ed. Guanabara Koogan. 2000.
HENRY ,J. B. Diagnóstico Clínico e Tratamento por Métodos Laboratoriais. 19 ª
Ed. Rio de Janeiro: Manole. 1999.
MOTTA, V Bioquímica Clínica. Missau. 2002

Bibliografia Complementar:
RAVEL, R. Laboratório Clínico. Aplicações dos Dados Clínicos Laboratoriais.6
Ed Rio de Janeiro. 2000.
KAPLAN. Clinical Chemistry. Ed. Williams&Wilkins. 1998.
MARSHALL. Clinical Chemistry. Ed. Marshall, 2002.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 28 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Bioquímica Clínica - 2122


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Bioquímica Clínica - 2122
Carga Horária:
6
Turno:
Manhã
Semestre:
5
Professor:
CLÁUDIA DA SILVA FUNCHAL
Ementa:
Estuda do diagnóstico laboratorial e monitorização de patologias, abordas as alterações protéicas, de eletrólitos e oligoelementos; enfoca o equilíbrio ácido
básico e seus distúrbios, demonstrando o emprego de tecnologia para diagnóstico e as correlações clínico-laboratoriais.
Objetivo(s):
Abordar os métodos de diagnóstico laboratorial de bioquímica e suas aplicações na clínica médica.
Programa de Conteúdos:
1- Coleta de material biológico e controle de qualidade.
2- Perfil glicídico.
3- Perfil lipídico.
4- Perfil protéico.
5- Enzimologia.
6- Função renal.
7- Função hepática.
8- Função cardíaca.
9- Eletrólitos.
10- Equilíbrio ácido-básico.

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 29 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

1- 23/02 Apresentação da Disciplina. Discussão do cronograma e da avaliação. Revisão metabolismo intermediário.


2- 28/02 Perfil glicídico de triagem
3- 28/02 e 01/03 Prática: Introdução ao laboratório de bioquímica clínica
4- 01/03 e 02/03 Prática: Qualidade da água e limpeza de material
5- 07/03 Diabetes
6- 07/03 e 08/03 Prática: Coleta e material biológico
7- 08/03 e 09/03 Prática: Linearidade, precisão, exatidão e limite de detecção. Matemática de laboratório
8- 14/03 Perfil glicídico de monitoramento
9- 14/03 e 15/03 Prática: Glicemia
10- 15/03 e 16/03 Prática: Glicosúria
11- 21/03 Função renal
12- 21/03 e 22/03 Prática: Teste oral de tolerância a glicose
13- 22/03 e 23/03 Prática: Dosagem de hemoglobina glicosilada
14- 28/03 Função renal
15- 28/03 e 29/03 Prática: Dosagem de uréia e ácido úrico
16- 29/03 e 30/03 Prática: Resolução de problemas e casos clínicos
17- 04/04 Primeira avaliação teórica
18- 04/04 Prática: Dosagem de glicose (amostra ao acaso)
19- 05/04 DIA NÃO LETIVO
06/04 FERIADO
20- 11/04 Perfil protéico
21- 11/04 e 12/04 Prática: Dosagem de creatinina (urina e sangue) e DCE
22- 12/04 e 13/04 Prática: Dosagem de proteínas totais e albumina (sangue)
23- 18/04 Eletroforese de proteínas
24- 18/04 e 19/04 Primeira avaliação teórico-prática
25- 19/04 e 20/04 Prática: Proteinúria
26- 25/04 Perfil lipídico
27- 25/04 e 26/04 Prática: Dosagem de triglicerídeos
28- 26/04 e 27/04 Prática: Dosagem de colesterol total e HDL
29- 02/05 Perfil lipídico e correlações clínicas
30- 02/05 e 03/05 Prática: Resolução de problemas e casos clínicos
31- 03/05 e 04/05 Prática: Dosagem de creatina quinase (CK) total e MB
32- 09/05 Enzimologia: enzimas cardíacas
33- 09/05 e 10/05 Prática: Dosagem de lactato desidrogenase (LDH)
34- 10/05 e 11/05 Prática: Resolução de problemas e casos clínicos
35- 16/05 Segunda avaliação teórica
36- 16/05 e 17/05 Prática: Dosagem de ALT e AST
37- 17/05 e 18/05 Prática: Dosagem de fosfatase alcalina e GT
38- 23/05 Enzimologia: enzimas hepáticas
39- 23/05 e 24/05 Prática: Segunda avaliação teórico-prática
40- 24/05 e 25/05 Prática: Dosagem de bilirrubina
41- 30/05 Enzimologia: enzimas pancreáticas
42- 30/05 e 31/05 Prática: Dosagem de amilase
43- 31/05 e 01/06 Prática: Dosagem de cálcio
44- 06/06 Metabolismo mineral e ósseo
45- 06/06 Prática: Dosagem de fósforo e magnésio
07/06 FERIADO
46- 07/06 FERIADO
08/06 Prática: Dosagem de sódio e potássio
47- 13/06 Eletrólitos
48- 13/06 e 14/06 Prática: Dosagem de cloretos
49- 14/06 e 15/06 Prática: Dosagem de ferro e capacidade de ligação férrica
50- 20/06 Equilíbrio ácido-base
51- 20/06 e 21/06 Prática: Resolução de problemas e casos clínicos
52- 21/06 e 22/06 Prática: Terceira avaliação teórico-prática
53- 27/06 Terceira avaliação teórica
54- 27/06 e 28/06 Prática: Seminários
55- 28/06 e 29/06 Prática: Seminários
56- 02/07 Divulgação dos conceitos finais
57- 06/07 Exame Suplementar

Metodologia de Ensino:
Serão utilizados os seguintes recursos: exposição oral com utilização de recursos audiovisuais disponíveis, como retroprojetor ou multimídia, discussão de
artigos científicos e exercícios em sala de aula e extra-classe.
Avaliação:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 30 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Para fins de avaliação do conhecimento adquirido ao longo do semestre, serão realizadas avaliações teóricas, avaliações teórico-praticas e seminários de
grupo.
Avaliação teórica: três provas escritas.
Avaliação prática: reletórios de aulas práticas, três provas teórico-práticas e um seminário de grupo (cada uma das avaliações vale 20% da nota final da
avaliação prática).
Média final = média ponderada entre as quatro notas do semestre (3 teóricas e 1 prática) > ou = 7
Exame suplementar: todo conteúdo do semestre.
Segunda chamada: prova cumulativa.
- O aluno será avaliado com relação à assiduidade nas aulas e na entrega dos trabalhos e com relação à participação nas aulas e postura no laboratório,
incluindo a realização de estudos de casos clínicos.
- É obrigatório o uso de jaleco nas aulas práticas.

Bibliografia Básica:
BURTIS C. A.;ASHWOOD, E.R. Tietz Fundamentos de química clínica. 4ed. Guanabara Koogan. 2000.
HENRY ,J. B. Diagnóstico Clínico e Tratamento por Métodos Laboratoriais. 19 ª
Ed. Rio de Janeiro: Manole. 1999.
MOTTA, V Bioquímica Clínica. Missau. 2002.

Bibliografia Complementar:
RAVEL, R. Laboratório Clínico. Aplicações dos Dados Clínicos Laboratoriais.6
Ed Rio de Janeiro. 2000.
KAPLAN. Clinical Chemistry. Ed. Williams&Wilkins. 1998.
MARSHALL. Clinical Chemistry. Ed. Marshall, 2002.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 31 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Bioquímica dos Alimentos - 2125


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Bioquímica dos Alimentos - 2125
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
5
Professor:
CASSIA REGINA NÉSPOLO
Ementa:
A disciplina introduz o discente ao estudo da bioquímica dos alimentos, enfoca os sistemas bioquímicos existentes nos alimentos e o seu
comportamento durante o processamento tecnológico, sua deteriorização e transformações bioquímicas após a colheita de frutas e vegetais.
Objetivo(s):
Capacitar o aluno a entender os sistemas bioquímicos nos alimentos, suas interações e a influência do processamento e armazenamento de alimentos
nestes sistemas.
Programa de Conteúdos:
Introdução a bioquímica de alimentos: apresentação da disciplina, revisão de conteúdos abordados em bioquímica e em bromatologia;
Proteínas em alimentos: “rigor mortis”, alterações provocadas por tratamentos térmicos;
Lipídios em alimentos: rancificação hidrolítica e rancificação oxidativa; mecanismos de reação; propriedades e características dos antioxidantes usados em
alimentos;
Carboidratos em alimentos: reatividade e transformações; Reação de Maillard e Caramelização;
Natureza e características dos sistemas enzimáticos: reações enzimáticas, ativadores e inibidores;
A influência do processamento tecnológico dos alimentos sobre os sistemas bioquímicos;
Transformações bioquímicas em alimentos de origem vegetal: alterações pós-colheita em frutas e verduras, e formas de inativação dos sistemas
enzimáticos envolvidos;
Alterações no sabor e no aroma dos alimentos.

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 32 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Aulas Teóricas (Segundas-feiras):


0126/02/2007Apresentação da Disciplina. Introdução ao estudo da Bioquímica de Alimentos e relação com a Tecnologia de Alimentos.
0205/03/2007Presença de água em alimentos e relação com os sistemas bioquímicos em alimentos.
0312/03/2007“Rigor mortis” e alterações na coloração e consistência de carnes.
0419/03/2007Alimentos ricos em proteínas: modificações por tratamentos térmicos.
0526/03/2007Rancificação de óleos e gorduras.
0602/04/2007Presença de hidroperóxidos em gorduras e mecanismos de reação.
0709/04/2007Propriedades e características de antioxidantes e prooxidantes.
0816/04/20071ª Avaliação Teórica.
0923/04/2007Reatividade e principais tranformações químicas em carboidratos.
1030/04/2007Degradação de Strecker. Reação de Maillard: ocorrência e fatores que afetam sua velocidade.
1107/05/2007Seminários: Artigos Científicos com estudos sobre Bioquímica de Alimentos.
1214/05/2007Seminários: Artigos Científicos com estudos sobre Bioquímica de Alimentos.
1321/05/2007Principais sistemas enzimáticos em alimentos.
1428/05/2007Alterações pós-colheita em frutas e vegetais.
1504/06/2007Tecnologia pós-colheita de frutas e vegetais.
1611/06/2007Formas de processamento de alimentos para controle e inativação de reações bioquímicas.
1718/06/20072ª Avaliação Teórica.
1825/06/2007Alterações no sabor e no aroma de alimentos. Avaliação em 2ª Chamada.
09/07/2007Exame Suplementar

Aulas Práticas (Segundas-feiras):


0126/02/2007Compostos químicos em alimentos: estrutura química, principais grupos funcionais e reatividade.
0205/03/2007Efeito da adição de sais sobre a atividade de água e solubilidade de outros componentes presentes em formulações de alimentos.
0312/03/2007Caracterização e quantificação de proteínas presentes em alimentos por meio de reações de coloração e precipitação.
0419/03/2007Estabilidade da coloração de carnes.
0526/03/2007Extração de óleos em grãos alimentícios.
0602/04/2007Caracterização e estabilidade de lipídios em óleos vegetais.
0709/04/2007Aula de exercícios e revisão de conteúdos.
0816/04/2007Preparo e extração da amostra para caracterização da enzima urease.
0923/04/2007Avaliação da atividade da enzima urease.
1030/04/2007Extração e caracterização de reações com carboidratos em alimentos.
1107/05/2007Avaliação da cinética enzimática em alimentos.
1214/05/2007Extração de pigmentos em vegetais.
1321/05/2007Avaliação do efeito de vitaminas sobre a estabilidade dos alimentos. Processos de maturação em frutas e legumes.
1428/05/2007Verificação do efeito da embalagem e da refrigeração sobre a maturação de frutas e legumes. Alterações sensoriais em alimentos.
1504/06/2007Aula de exercícios e revisão de conteúdos.
1611/06/2007Avaliação Teórico-Prática.
1718/06/2007Processos bioquímicos em alimentos produzidos por microrganismos (Parte A).
1825/06/2007Processos bioquímicos em alimentos produzidos por microrganismos (Parte B).

Metodologia de Ensino:
Aulas teóricas e práticas, relacionando o conteúdo de bioquímica de alimentos com a tecnologia do processamentos de aliemntos. Seminários,
estudos dirigidos e relatórios para a fixação dos conteúdos abordados na disciplina.
Avaliação:
Os critérios de avaliação utilizados serão os seguintes:
- Avaliações individuais escrita, englobando conteúdo teórico e prático;
- Seminário em grupos;
- Trabalhos desenvolvidos em laboratório e relatório de aulas práticas;
- Participação em sala de aula.
As Avaliações Teóricas serão escritas e incluirão o conteúdo abordado em aula teórica, ministrado até o dia da prova. Cada uma das avaliações terá peso
10.
A Avaliação Teórico-Prática será escrita e incluirá o princípio, metodologias, observações e questionamentos das técnicas de análise realizadas em
aula prática. A avaliação incluirá o conteúdo ministrado até o dia da prova, com peso 10.
O seminário será apresentado em grupos de três alunos. Deverão ser utilizados um ou mais artigos científicos em inglês sobre Bioquímica em
Alimentos, indicados pelo professor. Os componentes do grupo serão avaliados:
- pela apresentação oral, qualidade do material audiovisual, capacidade de responder aos questionamentos durante apresentação do seu grupo;
- pela participação, interação e contribuição nas apresentações dos demais grupos.
Cada dupla entregará o relatório de aula prática ao final de cada aula. Nos relatórios de aula prática deverão constar: nome e objetivo da técnica,
informações sobre a amostra analisada, resultados observados e discussão destes. Cada componente do grupo será avaliado individualmente também
pela participação e postura em aula prática. A ausência em aula prática fará com que o aluno fique sem a nota referente ao Relatórios desta aula.
Será feita a média das notas correspondentes ao número de aulas práticas realizadas.
O Seminário corresponderá a 50% e os Relatórios e Participação em Aula Prática corresponderão a 50%, compondo uma nota com peso 10.

Será feita a média das notas:


- Avaliação Teórica 1
- Avaliação Teórica 2
- Avaliação Teórico-Prática
- Seminário (50%) + Relatórios e Participação em Aula Prática(50%)

A avaliação em 2ª Chamada será dissertativa, englobando toda a matéria ministrada até o dia da prova.

O Exame Suplementar será dissertativo, sobre toda a matéria ministrada até o dia da prova.
Bibliografia Básica:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 33 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

BARBUT, S. Poultry Products Processing. Na Industry Guide. CRC Press LLC, 2002.
BOBBIO, P.A.; BOBBIO, F.O. Introdução à química de alimentos. São Paulo: Varela. 2003.
Bibliografia Complementar:
FENNEMA, O. Química de los alimentos. Zaragoza: Editorial Acribia, 1993.
IMESON, A. (Ed.). Thickening and gelling agents for food. London: Blackie Academic & Professional, 1997.
REED, F. Enzymes in Food Processing. 3 ed. Academic Press, 1993.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 34 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Bioquímica dos Alimentos - 2125


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Bioquímica dos Alimentos - 2125
Carga Horária:
72
Turno:
Noite
Semestre:
5
Professor:
CASSIA REGINA NÉSPOLO
Ementa:
A disciplina introduz o discente ao estudo da bioquímica dos alimentos, enfoca os sistemas bioquímicos existentes nos alimentos e o seu
comportamento durante o processamento tecnológico, sua deteriorização e transformações bioquímicas após a colheita de frutas e vegetais.
Objetivo(s):
Capacitar o aluno a entender os sistemas bioquímicos nos alimentos, suas interações e a influência do processamento e armazenamento de alimentos
nestes sistemas.
Programa de Conteúdos:
Introdução a bioquímica de alimentos: apresentação da disciplina, revisão de conteúdos abordados em bioquímica e em bromatologia;
Proteínas em alimentos: “rigor mortis”, alterações provocadas por tratamentos térmicos;
Lipídios em alimentos: rancificação hidrolítica e rancificação oxidativa; mecanismos de reação; propriedades e características dos antioxidantes usados em
alimentos;
Carboidratos em alimentos: reatividade e transformações; Reação de Maillard e Caramelização;
Natureza e características dos sistemas enzimáticos: reações enzimáticas, ativadores e inibidores;
A influência do processamento tecnológico dos alimentos sobre os sistemas bioquímicos;
Transformações bioquímicas em alimentos de origem vegetal: alterações pós-colheita em frutas e verduras, e formas de inativação dos sistemas
enzimáticos envolvidos;
Alterações no sabor e no aroma dos alimentos.

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 35 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Aulas Teóricas (Sábados):


0124/02/2007Apresentação da Disciplina. Introdução ao estudo da Bioquímica de Alimentos e relação com a Tecnologia de Alimentos.
0203/03/2007Presença de água em alimentos e relação com os sistemas bioquímicos em alimentos.
0310/03/2007“Rigor mortis” e alterações na coloração e consistência de carnes.
0417/03/2007Alimentos ricos em proteínas: modificações por tratamentos térmicos.
0524/03/2007Rancificação de óleos e gorduras.
0631/03/2007Presença de hidroperóxidos em gorduras e mecanismos de reação.
0714/04/2007Propriedades e características de antioxidantes e prooxidantes.
0828/04/20071ª Avaliação Teórica.
0905/05/2007Reatividade e principais tranformações químicas em carboidratos.
1012/05/2007Degradação de Strecker. Reação de Maillard: ocorrência e fatores que afetam sua velocidade.
1119/05/2007Principais sistemas enzimáticos em alimentos.
1226/05/2007Alterações pós-colheita em frutas e vegetais.
1302/06/2007Tecnologia pós-colheita de frutas e vegetais.
1409/06/2007Formas de processamento de alimentos para controle e inativação de reações bioquímicas.
1516/06/2007Seminários: Artigos Científicos com estudos sobre Bioquímica de Alimentos. Avaliação em 2ª Chamada.
1623/06/20072ª Avaliação Teórica.
1730/06/2007Seminários: Artigos Científicos com estudos sobre Bioquímica de Alimentos.
18Atividade Extra-Classe: Alterações no sabor e no aroma de alimentos.
03/07/2007Exame Suplementar

Aulas Práticas (Terças-feiras):


0127/02/2007Compostos químicos em alimentos: estrutura química, principais grupos funcionais e reatividade.
0206/03/2007Efeito da adição de sais sobre a atividade de água e solubilidade de outros componentes presentes em formulações de alimentos.
0313/03/2007Caracterização e quantificação de proteínas presentes em alimentos por meio de reações de coloração e precipitação.
0420/03/2007Estabilidade da coloração de carnes.
0527/03/2007Extração de óleos em grãos alimentícios.
0603/04/2007Caracterização e estabilidade de lipídios em óleos vegetais.
0710/04/2007Preparo e extração da amostra para caracterização da enzima urease.
0817/04/2007Avaliação da atividade da enzima urease.
0924/04/2007Extração e caracterização de reações com carboidratos em alimentos.
1008/05/2007Avaliação da cinética enzimática em alimentos.
1115/05/2007Extração de pigmentos em vegetais.
1222/05/2007Processos de maturação em frutas e legumes.
1329/05/2007Verificação do efeito da embalagem e da refrigeração sobre a maturação de frutas e legumes. Processos bioquímicos em alimentos
produzidos por microrganismos (Parte A).
1405/06/2007Processos bioquímicos em alimentos produzidos por microrganismos (Parte B).
1512/06/2007Aula de exercícios e revisão de conteúdos.
1619/06/2007Avaliação Teórico-Prática.
1726/06/2007Avaliação da estabilidade de vitaminas em alimentos.
18Atividade Extra-Classe: Alterações sensoriais em alimentos.

Metodologia de Ensino:
Aulas teóricas e práticas, relacionando o conteúdo de bioquímica de alimentos com a tecnologia do processamentos de alimentos. Seminários,
estudos dirigidos e relatórios para a fixação dos conteúdos abordados na disciplina.
Avaliação:
Os critérios de avaliação utilizados serão os seguintes:
- Avaliações individuais escrita, englobando conteúdo teórico e prático;
- Seminário em grupos;
- Trabalhos desenvolvidos em laboratório e relatório de aulas práticas;
- Participação em sala de aula.
As Avaliações Teóricas serão escritas e incluirão o conteúdo abordado em aula teórica, ministrado até o dia da prova. Cada uma das avaliações terá peso
10.
A Avaliação Teórico-Prática será escrita e incluirá o princípio, metodologias, observações e questionamentos das técnicas de análise realizadas em
aula prática. A avaliação incluirá o conteúdo ministrado até o dia da prova, com peso 10.
O seminário será apresentado em grupos de três alunos. Deverão ser utilizados um ou mais artigos científicos em inglês sobre Bioquímica em
Alimentos, indicados pelo professor. Os componentes do grupo serão avaliados:
- pela apresentação oral, qualidade do material audiovisual, capacidade de responder aos questionamentos durante apresentação do seu grupo;
- pela participação, interação e contribuição nas apresentações dos demais grupos.
Cada grupo entregará o relatório de aula prática ao final de cada aula. Nos relatórios de aula prática deverão constar: nome e objetivo da técnica,
informações sobre a amostra analisada, resultados observados e discussão destes. Cada componente do grupo será avaliado individualmente também
pela participação e postura em aula prática. A ausência em aula prática fará com que o aluno fique sem a nota referente ao Relatórios desta aula.
Será feita a média das notas correspondentes ao número de aulas práticas realizadas.
O Seminário corresponderá a 50% e os Relatórios e Participação em Aula Prática corresponderão a 50%, compondo uma nota com peso 10.

Será feita a média das notas:


- Avaliação Teórica 1
- Avaliação Teórica 2
- Avaliação Teórico-Prática
- Seminário (50%) + Relatórios e Participação em Aula Prática(50%)

A avaliação em 2ª Chamada será dissertativa, englobando toda a matéria ministrada até o dia da prova.

O Exame Suplementar será dissertativo, sobre toda a matéria ministrada até o dia da prova.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 36 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Bibliografia Básica:
BARBUT, S. Poultry Products Processing. Na Industry Guide. CRC Press LLC, 2002.
BOBBIO, P.A.; BOBBIO, F.O. Introdução à química de alimentos. São Paulo: Varela. 2003.
Bibliografia Complementar:
FENNEMA, O. Química de los alimentos. Zaragoza: Editorial Acribia, 1993.
IMESON, A. (Ed.). Thickening and gelling agents for food. London: Blackie Academic & Professional, 1997.
REED, F. Enzymes in Food Processing. 3 ed. Academic Press, 1993.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 37 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Bromatologia - 2112
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Bromatologia - 2112
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
4
Professor:
CASSIA REGINA NÉSPOLO
Ementa:
Aborda o estudo do alimento no laboratório de análises, observando os tipos, estrutura, composição, determinação da composição, acidez, densidade,
fraudes, aditivos, legislação, códigos e padrões
Objetivo(s):
Proporcionar ao aluno o conhecimento do alimento quanto a sua conceituação, classificação bromatológica, conservação, análise percentual, métodos
para a determinação de nutrientes nos alimentos, bem como suas características de aptidão para o futuro.
Programa de Conteúdos:
Introdução a bromatologia: apresentação da disciplina, composição centesimal dos alimentos, alimento sob aspecto bromatológico;
Umidade: expressão do teor de umidade, tipos de umidade, umidade de equilíbrio, higroscopicidade, pressão de vapor, definição de atividade de água;
Proteínas: aminoácidos essenciais, composição de proteínas, ponto isoelétrico, desnaturação.
Lipídios: definição, classificação, ácidos graxos, mono-di-triglicerídios, índice de iodo, índice de saponificação, índice de acidez e peróxidos;
Carboidratos: definição, classificação, mono e polissacarídios, determinação nos alimentos;
Cinzas: definição, sais minerais, composição química, propriedades químicas e físicas, determinação de sais minerais totais;
Fibras: conceito, solubilidade, classificação, fontes;
Vitaminas: Definição, atividade, classificação, sensibilidade aos diversos processamentos;
Aditivos e fatores antinutricionais nos alimentos.

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 38 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Aulas Teóricas (Quintas-feiras):


0101/03/2007Apresentação da Disciplina. Introdução ao estudo da Bromatologia e relação com a Ciência e Tecnologia de Alimentos. Gerenciamento da
Qualidade em Indústria de Alimentos
0208/03/2007Química Bromatológica, Tabelas de Composição Química em Alimentos.
0315/03/2007Água e Conservação de Alimentos.
0422/03/2007Sais Minerais em Alimentos.
0529/03/2007Carboidratos em Alimentos.
0612/04/2007 Carboidratos em Alimentos.
0719/04/2007Proteínas em Alimentos..
0826/04/2007Proteínas em Alimentos.
0903/05/20071ª Avaliação Teórica.
1010/05/2007Fibras em Alimentos
1117/05/2007Lipídios nos Alimentos.
1224/05/2007Lipídios nos Alimentos.
1331/05/2007Seminários: Controle de Qualidade em Alimentos – Determinações Físico-Químicas.
1414/06/2007Discussão de Artigo Científico.
1521/06/2007Fatores Antinutricionais e perdas nutricionais durante o processamento.
1628/06/20072ª Avaliação Teórica.
1702/07/2007Vitaminas em Alimentos. Avaliação em 2ª Chamada.
18Atividade Extra-Classe: Aditivos Alimentares.
05/07/2007Exame Suplementar

Aulas Práticas (Quartas-feiras):


0128/02/2007Composição Centesimal e cálculo do valor energético/calórico dos alimentos.
0207/03/2007Amostragem para Análise Bromatológica e Rotinas em Laboratórios de Análise de Alimentos.
0314/03/2007Determinação de umidade em alimentos.
0421/03/2007Determinação de cinzas em alimentos.
0528/03/2007Determinação de carboidratos em alimentos.
0604/04/2007Determinação de carboidratos em alimentos.
0711/04/2007Digestão de proteínas de proteínas em alimentos.
0818/04/2007Destilação e titulação de proteínas em alimentos.
0925/04/2007Determinação do teor de glúten em farinha de trigo.
1002/05/2007Aula de exercícios e revisão de conteúdos.
1109/05/2007Determinação do teor de lipídios em alimentos. Determinação do teor de acidez em diferentes alimentos.
1216/05/2007Determinação do teor de lipídios em alimentos.
1323/05/2007Determinação do índice de iodo e de peróxido em óleos.
1430/05/2007Determinação da qualidade da carne: estado de conservação e fraudes.
1506/06/2007Análise de Alimento: Leite (fraudes e adulterações).
1613/06/2007Aula de exercícios e revisão de conteúdos.
1720/06/2007Avaliação Teórico-Prática.
1827/06/2007Alimentos Diet e Light. Pesquisa de Legislação em Alimentos. Elaboração de laudos técnicos da análise. (Toda turma – 11h10min).

Metodologia de Ensino:
Aulas teórico-práticas, relacionando o conteúdo abordado com o trabalho profissional em análise de alimentos. Seminários, estudos dirigidos e
relatórios para a fixação dos conteúdos abordados na disciplina.
Avaliação:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 39 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Os critérios de avaliação utilizados serão os seguintes:


- Avaliações individuais escritas, englobando conteúdo teórico e prático;
- Discussão em dupla de artigo científico;
- Seminário em grupos;
- Trabalhos desenvolvidos em laboratório e relatório de aulas práticas;
- Participação em sala de aula.
As Avaliações Teóricas serão escritas e incluirão o conteúdo abordado em aula teórica, ministrado até o dia da prova. Cada uma das avaliações terá peso
10.
A Avaliação Teórico-Prática será escrita e incluirá o princípio, metodologias, observações e questionamentos das técnicas de análise realizadas em
aula prática. A avaliação incluirá o conteúdo ministrado até o dia da prova, com peso 10.
Cada grupo entregará o relatório de aula prática ao final de cada aula. Nos relatórios de aula prática deverão constar as informações sobre o produto
alimentício analisado, referências sobre a metodologia de análise, observações, demonstração dos cálculos realizados e discussão dos resultados, em
função da legislação ou dos parâmetros de referência. Cada componente do grupo será avaliado individualmente também pela participação e postura em
aula prática. A ausência em aula prática fará com que o aluno fique sem a nota referente ao Relatório desta aula. Será feita a média das notas
correspondentes ao número de aulas práticas realizadas.
A discussão de artigo científico será realizada em duplas, sendo que será utilizado um artigo científico em inglês indicado pelo professor. O artigo
será disponibilizado 30 dias antes da avaliação, para que os alunos possam fazer a leitura prévia do mesmo. No dia da avaliação, os alunos terão que
responder aos questionamentos e discutir pontos sobre o conteúdo do artigo.
O seminário será apresentado em grupos de, no máximo, três alunos. Deverá ser utilizado um ou mais artigos científicos sobre Bromatologia, com
publicação recente. O artigo deverá ser entregue até 15 dias antes da apresentação, para que a professora verifique se está adequado aos conteúdos
abordados na disciplina. Os componentes do grupo serão avaliados:
- pela apresentação oral, qualidade do material audiovisual, capacidade de responder aos questionamentos durante apresentação do seu grupo;
- pela participação, interação e contribuição nas apresentações dos demais grupos.
Os Relatórios de aula prática corresponderão a 50%, o Seminário corresponderá a 30%, a Discussão do Artigo Científico corresponderá a 20%,
compondo uma nota com peso 10.
Será feita a média das notas:
- Avaliação Teórica 1
- Avaliação Teórica 2
- Avaliação Teórico-Prática
- Relatórios (50%) + Seminário (30%) + Discussão do Artigo (20%)

A avaliação em 2ª Chamada será dissertativa, englobando toda a matéria ministrada até o dia da prova.

O Exame Suplementar será dissertativo, sobre toda a matéria ministrada até o dia da prova.

Bibliografia Básica:
CARVALHO, H.H.C. Alimentos: Métodos Físicos e Químicos de Análise. Porto Alegre: Ed. UFRGS, 2002.
COULTATE, T.P. Alimentos, a química de seus componentes. 3ed. Porto Alegre: Artmed, 2004.
SALINAS, R. D. Alimentos e nutrição: introdução a bromatologia. 3 ed. Porto Alegre: Artmed, 2002.
Bibliografia Complementar:
BOBBIO, F.O.; BOBBIO, P.A. Química do processamento de alimentos. 2 ed. São Paulo: Varela, 2003.
FENNEMA, O. R. Quimica de los alimentos. Barcelona: Reverté, 2000. v. 1 e 2.
MIDIO, A.F.; MARTINS, D.I. Herbicidas em alimentos: aspectos gerais, toxicológicos e analíticos. São Paulo: Varela, 1997.
RIBEIRO, E.; SERAVALLI, E. Química dos Alimentos. São Paulo: Ed. Edgar Blücher, 2004.
SGARBIERI, V. C. Proteínas em alimentos protéicos. São Paulo: Varela, 1996.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 40 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Citologia Clínica - 2127


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Citologia Clínica - 2127
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
06
Professor:
ANDREIA BUFFON
Ementa:
A disciplina proporciona a introdução aos conceitos básicos; Métodos Específicos de coloração para as diferentes células dos líquidos biológicos; citologia
de diversos tecidos, bem como manipulação, análise macroscópica, análise e microscópica qualitativa e quantitativa, proporciona aos discentes fazer as
devidas correlações clínico-laboratoriais.
Objetivo(s):
A disciplina visa proporcionar aos alunos não só o conhecimento básico, mas também prepará-los do ponto de vista teórico e prático, para o exercício
profissional, no que se refere ao campo da Citologia Clínica.

Programa de Conteúdos:
Noções gerais de citologia
Microscopia
Aparelho genital feminino
Citologia cervical normal
Citologia hormonal
Técnicas citológicas
Noções de colposcopia
Classificação do diagnóstico citológico
Citologia cérvico-vaginal inflamatória e patógenos
Reparação e metaplasia
Citologia oncótica cérvico-vaginal
Citologia mamária (PAAF)
Líquido cefalorraquiano
Citologia de líquidos cavitários
Líquido seminal
Líquido sinovial
Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 41 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

N0 Data Dia Atividades


1 23/02 sexta Apresentação da disciplina e Noções gerais de citologia
2 01/03 quinta Microscopia e Aparelho genital feminino
3 02/03 sexta Citologia cervical normal e citologia hormonal
4 08/03 quinta Técnicas citológicas
5 09/03 sexta Noções de colposcopia e classificação do diagnóstico citológico
6 15/03 quinta Aula Prática - Citologia cervical normal
7 16/03 sexta Citologia cérvico-vaginal inflamatória e patógenos, reparação e metaplasia
822/03quinta Aula Prática – processos inflamatórios
923/03sexta Estudo dirigido – processos inflamatórios
1029/03quinta Aula Prática - reparação e metaplasia
05/04 sexta Recesso
06/04 quinta Recesso
1130/03sexta Revisão e discussão de casos
1212/04quinta Avaliação Teórica I
1313/04sexta Citologia oncótica cérvico-vaginal
1419/04quinta Aula Prática - Citologia oncótica cérvico-vaginal I
1520/04 sexta Citologia oncótica cérvico-vaginal
1626/04quinta Aula Prática - Citologia oncótica cérvico-vaginal II
1727/04sexta Revisão e discussão de casos
1803/05quinta Aula Prática - Citologia oncótica cérvico-vaginal III
1904/05sexta Citologia mamária (PAAF)
2010/05quinta Revisão e discussão de casos
2111/05sexta Líquido cefalorraquiano (Líquor)
2217/05 quinta Feriado – atividade extra-classe
2318/05sexta Avaliação Teórica II
2424/05quinta Aula prática – líquor
2525/05sexta Citologia de líquidos cavitários
2631/05quinta Aula prática - líquidos cavitários
07/06sexta Feriado
2701/06quinta Líquido seminal (esperma)
2808/06sexta Líquido sinovial
2914/06quinta Seminário: Artigo Científico /Prova de segunda chamada
3015/06sexta Revisão e discussão de casos
3121/06quinta Aula prática - líquido seminal e líquido sinovial
3222/06sexta Avaliação Teórica III
3328/06quinta Avaliação prática
3429/06sexta Correção da avaliação prática
35 30/06 quinta Divulgação das notas e revisão para o exame suplementar
36 02/07 sexta Revisão para o exame suplementar
05/07 quinta Exame suplementar

Metodologia de Ensino:
Aulas teóricas expositivas com o auxílio de transparências e slides. Aulas práticas (relacionadas ao conteúdo desenvolvido nas aulas teóricas) com
projeção de lâminas citológicas e estudo destas ao microscópico óptico. Apresentação de seminários pelos alunos, relacionados ao conteúdo da disciplina.
Estudos dirigidos, discussão de casos, estudo de artigos científicos e apresentação de seminário.
Avaliação:
1- Avaliações:
- NOTA 1: 1ª prova teórica + 2ª prova teórica + 3ª prova teórica = Média das três provas teóricas (peso 8,0) + Seminário (peso 2,0) = NOTA 1
Conteúdos abrangidos nas provas: conforme o cronograma que segue em anexo.
- NOTA 2 : Atividades de aula prática + Relatórios (5,0) + Prova prática (5,0) = NOTA 2

Nota final G1: Nota 1 + NOTA 2 = G1

Àqueles discentes que não obtiverem nota igual ou superior a 7,0 (sete), será facultada a realização do Exame Suplementar, de acordo com as Normas
Institucionais.Será aprovado na disciplina o aluno/a que, atendidas as exigências de freqüência, obtiver, no conjunto das avaliações ao longo do
período letivo, nota igual ou superior a 7,0 (sete).A freqüência mínima obrigatória na disciplina é de 75%.
Exame suplementar: prova teórica (abrangendo todo conteúdo abordado na disciplina).

2) Responsabilidades:É responsabilidade do/a Acadêmico/a:- participar do seu desenvolvimento considerando: freqüência, dedicação, interesse,
comprometimento, assiduidade, empenho;- efetuar, pontualmente e organizadamente, as tarefas acadêmicas; as resoluções das atividades: resumos
dos conteúdos; debates, pesquisas, seminários, trabalhos e avaliações.- se interar, junto aos colegas, com a matéria e trabalhos dados no dia de sua
ausência. O aluno faltante não pode alegar desconhecimento do que foi acordado no dia de sua ausência.

3) - Trabalhos realizados em aula valendo nota, não serão recuperados. - Atraso na entrega de trabalhos terão desconto na nota dos mesmos. - O
aluno que deixar de realizar a prova obrigatória, poderá realizar segunda chamada, mediante requerimento na CAE, no prazo de sete dias úteis após a
aplicação da prova perdida. - A prova de segunda chamada é cumulativa e será aplicada no primeiro dia de apresentação de seminários, em horário
de aula. - Aula prática perdida não pode ser recuperada, nem a sua nota. - É obrigatório o uso de Jaleco (avental) nas aulas práticas, sem o qual o
aluno não poderá participar das mesmas.
Bibliografia Básica:
MCKEE, G. T. Citopatologia. Porto Alegre: Artes Médicas; 1997.
KURMAN, R. J., SOLOMON, D. O Sistema Bethesda para o Relato DiagnósticoCitológico Cérvicovaginal. Rio de Janeiro: Revinter; 1997.
TAKAHASHI, M. Atlas Colorido de Citologia Geral. 2 ed. São Paulo: Manole;2001.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 42 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Bibliografia Complementar:
BIBBO, M.; LONGATTO FILHO, A. Aspectos clínicos e laboratoriais dosderrames cavitários. Rio de Janeiro: Revinter, 2001.
DEMAY, R. M. Practical principles of Citopathology. United States: ASCPPress.Chicago, 1999.
LIRA NETO, J. B. Atlas de Citopatologia e Histopatologia do Colo Uterino. Riode Janeiro: Editora Médica e Científica; 2000.
SCHNEIDER, M. L.; SCHNEIDER, V. Atlas de Diagnóstico em CitologiaGinecológica. Rio de Janeiro: Revinter; 1998.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 43 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Economia - 2107
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Economia - 2107
Carga Horária:
36
Turno:
Manhã
Semestre:
03
Professor:
RAQUEL SEBASTIANI
Ementa:
Aborda as principais linhas do pensamento econômico e conceitos da economia atual; analisa os instrumentos teóricos para compreender o mercado,
bem como desenvolvimento econômico.
Objetivo(s):
Propiciar o aprendizado de noções básicas da Ciência Econômica e levar os estudantes a refletir sobre a realidade atual a partir da base conceitual dos
principais economistas.
Programa de Conteúdos:
1. Conceitos básicos de economia.
2. História econômica.
3. Evolução do pensamento econômico.
4. Problemas econômicos.
5. Realidade econômica brasileira.
6. Economia e ética.

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 44 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Aulas virtuais:

Módulo I - Introdução à Ciência Econômica


01. O que é e o que estuda a Economia
02. Conceitos básicos da Ciência Econômica
Módulo II - História Econômica
03. Origens e desenvolvimento do sistema capitalista.
04. Economia Brasileira: da Revolução de 30 aos nossos dias.
Módulo III - Principais correntes do pensamento econômico
05. Liberalismo.
06. Marxismo.
07. Keynesianismo.
Módulo IV – Problemas Econômicos: a teoria
08. Estado e Economia.
09. Crescimento e Desenvolvimento Econômico.
10. Emprego e desemprego. Inflação e taxa de juros.
11. Economia e ética.
Módulo V - Realidade Econômica: o debate atual
12. Estado e Economia.
13. Crescimento e desenvolvimento.
14. Emprego e desemprego. Inflação e Taxa de Juros.
15. Economia e ética.

Aulas presenciais:

ENCONTRO PRESENCIAL 1 – Revisão dos módulos I, II e III


23/04 – segunda- feira
Campus Central – das 19:10 às 20:50
Campus Central – das 21:10 às 22:50
24/04 – terça - feira
Campus Central – das 17:10 às 18:50
Campus Central – das 19:10 às 20:50
25/04 – quarta-feira
Campus Central – das 21:10 às 22:50
27/04 – sexta- feira
Campus Central – das 10:20 às 12:00
28/04 – sábado
Campus Cruzeiro do Sul – das 08:00 às 09:40
Campus DC Navegantes – das 10:20 às 12:00
Campus Central – das 11:00 às 12:40
Campus Central – das 13:10 às 14:50

ENCONTRO PRESENCIAL 2 – Primeira Avaliação


07/05 – segunda- feira
Campus Central – das 19:10 às 20:50
Campus Central – das 21:10 às 22:50
08/05 – terça - feira
Campus Central – das 17:10 às 18:50
Campus Central – das 19:10 às 20:50
09/05 – quarta-feira
Campus Central – das 21:10 às 22:50
11/05 – sexta- feira
Campus Central – das 10:20 às 12:00
12/05 – sábado
Campus Cruzeiro do Sul – das 08:00 às 09:40
Campus DC Navegantes – das 10:20 às 12:00
Campus Central – das 11:00 às 12:40
Campus Central – das 13:10 às 14:50

ENCONTRO PRESENCIAL 3 – Revisão dos módulos IV e V


18/06 – segunda-feira
Campus Central – das 19:10 às 20:50
Campus Central – das 21:10 às 22:50
19/06 – terça-feira
Campus Central – das 17:10 às 18:50
Campus Central – das 19:10 às 20:50
20/06 – quarta-feira
Campus Central – das 21:10 às 22:50
22/06 – sexta-feira
Campus Central – das 10:20 às 12:00
23/06 – sábado
Campus Cruzeiro do Sul – das 08:00 às 09:40
Campus DC Navegantes – das 10:20 às 12:00
Campus Central – das 11:00 às 12:40
Campus Central – das 13:10 às 14:50

http://www.ipametodista.edu.br pág. 45 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Data da prova on-line: De 24/06 (domingo) até 30/06 (sábado).

Metodologia de Ensino:
Disciplina semi-presencial: aulas no sistema à distância e encontros presenciais programados. Indicação de atividades e conferência de realização.
Indicações de filmes, livros e artigos. Esclarecimento de dúvidas através de meio eletrônico e acompanhamento por monitorias.
Avaliação:
- Para cômputo da presença nas aulas virtuais haverá equivalência de freqüência presencial com o cumprimento das tarefas propostas em atividades
do portal da disciplina. Em cada aula haverá 01 atividade que eqüivalerá a 02 presenças. As atividades deverão ser realizadas no portal no prazo
máximo de 15 dias a partir da data de sua divulgação, caso contrário será computada falta.
- A freqüência é obrigatória, sendo reprovado/a, independentemente dos resultados obtidos, o/a aluno/a que não apresentar freqüência mínima de 75%
na disciplina.
- O sistema de avaliação da disciplina será composto de uma avaliação escrita presencial, uma prova on-line e um conjunto de trabalhos. Cada uma
dessas três avaliações terá peso 10 (dez). A nota final será o resultado do somatório das notas obtidas nas três avaliações dividido por três.
- O conjunto de trabalhos será composto de 05 (cinco) trabalhos a serem realizados no portal da disciplina. Cada um desses trabalhos terá peso 2,0
(dois).
- Será aprovado/a na disciplina o/a aluno/a que, atendidas as exigências de freqüência, obtiver, no conjunto das avaliações ao longo do período letivo,
nota igual ou superior a 7 (sete).
- Será facultada uma última oportunidade de recuperação e aprovação para o/a aluno/a que obtiver nota inferior a 7 (sete), por meio de uma prova
escrita (Exame Suplementar) no valor de 10 (dez) pontos, desde que, no conjunto das avaliações do período, tenha obtido nota igual ou superior a 4
(quatro).
- O/a aluno com rendimento acadêmico insuficiente para ser aprovado/a e que optar por fazer o Exame Suplementar será aprovado/a se obtiver
resultado igual ou maior que 7 (sete) pontos no Exame Suplementar.

Bibliografia Básica:
HUBERMAN, Leo. História da riqueza do homem. Rio de Janeiro: Guanabara, 1986.
SINGER, Paul. Curso de introdução à economia política. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.
SOUZA, Nali de Jesus de. Curso de Economia. São Paulo: Atlas, 2000.

Bibliografia Complementar:
GALBRAITH, John Kenneth. O pensamento econômico em perspectiva: uma história crítica. São Paulo: Pioneira, 1989.
HUNT, E. K. História do pensamento econômico. Rio de Janeiro: Campus, 1989.
POCHMANN, Marcio. O emprego na globalização: a nova divisão internacional do trabalho e os caminhos que o Brasil escolheu. São Paulo: Boitempo,
2001.
ROSSETTI, José Paschoal. Introdução à Economia. São Paulo: Atlas, 2003.
SEM, Amartya. Sobre ética e economia. São Paulo: Cia. das Letras, 1999.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 46 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Economia - 2107
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Economia - 2107
Carga Horária:
36
Turno:
Tarde
Semestre:
03
Professor:
RAQUEL SEBASTIANI
Ementa:
Aborda as principais linhas do pensamento econômico, conceitos da economia atual, instrumentos teóricos para compreender o mercado,
desenvolvimento econômico.
Objetivo(s):
Propiciar o aprendizado de noções básicas da Ciência Econômica e levar os estudantes a refletir sobre a realidade atual a partir da base conceitual dos
principais economistas.
Programa de Conteúdos:
1. Conceitos básicos de economia.
2. História econômica.
3. Evolução do pensamento econômico.
4. Problemas econômicos.
5. Realidade econômica brasileira.
6. Economia e ética.

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 47 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Aulas virtuais:

Módulo I - Introdução à Ciência Econômica


01. O que é e o que estuda a Economia
02. Conceitos básicos da Ciência Econômica
Módulo II - História Econômica
03. Origens e desenvolvimento do sistema capitalista.
04. Economia Brasileira: da Revolução de 30 aos nossos dias.
Módulo III - Principais correntes do pensamento econômico
05. Liberalismo.
06. Marxismo.
07. Keynesianismo.
Módulo IV – Problemas Econômicos: a teoria
08. Estado e Economia.
09. Crescimento e Desenvolvimento Econômico.
10. Emprego e desemprego. Inflação e taxa de juros.
11. Economia e ética.
Módulo V - Realidade Econômica: o debate atual
12. Estado e Economia.
13. Crescimento e desenvolvimento.
14. Emprego e desemprego. Inflação e Taxa de Juros.
15. Economia e ética.

Aulas presenciais:

ENCONTRO PRESENCIAL 1 – Revisão dos módulos I, II e III


23/04 – segunda- feira
Campus Central – das 19:10 às 20:50
Campus Central – das 21:10 às 22:50
24/04 – terça - feira
Campus Central – das 17:10 às 18:50
Campus Central – das 19:10 às 20:50
25/04 – quarta-feira
Campus Central – das 21:10 às 22:50
27/04 – sexta- feira
Campus Central – das 10:20 às 12:00
28/04 – sábado
Campus Cruzeiro do Sul – das 08:00 às 09:40
Campus DC Navegantes – das 10:20 às 12:00
Campus Central – das 11:00 às 12:40
Campus Central – das 13:10 às 14:50

ENCONTRO PRESENCIAL 2 – Primeira Avaliação


07/05 – segunda- feira
Campus Central – das 19:10 às 20:50
Campus Central – das 21:10 às 22:50
08/05 – terça - feira
Campus Central – das 17:10 às 18:50
Campus Central – das 19:10 às 20:50
09/05 – quarta-feira
Campus Central – das 21:10 às 22:50
11/05 – sexta- feira
Campus Central – das 10:20 às 12:00
12/05 – sábado
Campus Cruzeiro do Sul – das 08:00 às 09:40
Campus DC Navegantes – das 10:20 às 12:00
Campus Central – das 11:00 às 12:40
Campus Central – das 13:10 às 14:50

ENCONTRO PRESENCIAL 3 – Revisão dos módulos IV e V


18/06 – segunda-feira
Campus Central – das 19:10 às 20:50
Campus Central – das 21:10 às 22:50
19/06 – terça-feira
Campus Central – das 17:10 às 18:50
Campus Central – das 19:10 às 20:50
20/06 – quarta-feira
Campus Central – das 21:10 às 22:50
22/06 – sexta-feira
Campus Central – das 10:20 às 12:00
23/06 – sábado
Campus Cruzeiro do Sul – das 08:00 às 09:40
Campus DC Navegantes – das 10:20 às 12:00
Campus Central – das 11:00 às 12:40
Campus Central – das 13:10 às 14:50

http://www.ipametodista.edu.br pág. 48 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Data da prova on-line: De 24/06 (domingo) até 30/06 (sábado).

Metodologia de Ensino:
Disciplina semi-presencial: aulas no sistema à distância e encontros presenciais programados. Indicação de atividades e conferência de realização.
Indicações de filmes, livros e artigos. Esclarecimento de dúvidas através de meio eletrônico e acompanhamento por monitorias.
Avaliação:
- Para cômputo da presença nas aulas virtuais haverá equivalência de freqüência presencial com o cumprimento das tarefas propostas em atividades
do portal da disciplina. Em cada aula haverá 01 atividade que eqüivalerá a 02 presenças. As atividades deverão ser realizadas no portal no prazo
máximo de 15 dias a partir da data de sua divulgação, caso contrário será computada falta.
- A freqüência é obrigatória, sendo reprovado/a, independentemente dos resultados obtidos, o/a aluno/a que não apresentar freqüência mínima de 75%
na disciplina.
- O sistema de avaliação da disciplina será composto de uma avaliação escrita presencial, uma prova on-line e um conjunto de trabalhos. Cada uma
dessas três avaliações terá peso 10 (dez). A nota final será o resultado do somatório das notas obtidas nas três avaliações dividido por três.
- O conjunto de trabalhos será composto de 05 (cinco) trabalhos a serem realizados no portal da disciplina. Cada um desses trabalhos terá peso 2,0
(dois).
- Será aprovado/a na disciplina o/a aluno/a que, atendidas as exigências de freqüência, obtiver, no conjunto das avaliações ao longo do período letivo,
nota igual ou superior a 7 (sete).
- Será facultada uma última oportunidade de recuperação e aprovação para o/a aluno/a que obtiver nota inferior a 7 (sete), por meio de uma prova
escrita (Exame Suplementar) no valor de 10 (dez) pontos, desde que, no conjunto das avaliações do período, tenha obtido nota igual ou superior a 4
(quatro).
- O/a aluno com rendimento acadêmico insuficiente para ser aprovado/a e que optar por fazer o Exame Suplementar será aprovado/a se obtiver
resultado igual ou maior que 7 (sete) pontos no Exame Suplementar.

Bibliografia Básica:
HUBERMAN, Leo. História da riqueza do homem. Rio de Janeiro: Guanabara, 1986.
SINGER, Paul. Curso de introdução à economia política. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.
SOUZA, Nali de Jesus de. Curso de Economia. São Paulo: Atlas, 2000.

Bibliografia Complementar:
GALBRAITH, John Kenneth. O pensamento econômico em perspectiva: uma história crítica. São Paulo: Pioneira, 1989.
HUNT, E. K. História do pensamento econômico. Rio de Janeiro: Campus, 1989.
POCHMANN, Marcio. O emprego na globalização: a nova divisão internacional do trabalho e os caminhos que o Brasil escolheu. São Paulo: Boitempo,
2001.
ROSSETTI, José Paschoal. Introdução à Economia. São Paulo: Atlas, 2003.
SEM, Amartya. Sobre ética e economia. São Paulo: Cia. das Letras, 1999.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 49 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Epidemiologia - 50011
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Epidemiologia - 50011
Carga Horária:
36
Turno:
Manhã
Semestre:
2
Professor:
MARIA CRISTINA GARCIA DE LIMA CANEPPELE
Ementa:
A disciplina discute a história natural da doença e níveis de prevenção, estuda os indicadores epidemiológicos, as informações e planejamento em saúde,
desenvolve as bases da epidemiologia descritiva e analítica, e expõe a relação da epidemiologia e dos serviços de saúde pública.
Objetivo(s):
GERAL: Habilitar profissionais de Biomedicina para o uso da epidemiologia
como instrumento de diagnóstico, planejamento e intervenção na saúde
individual e coletiva, no contexto dos serviços de saúde.
ESPECÍFICOS:
-Conhecer a História Natural da Doença e os Níveis de Prevenção
-Identificar os diversos usos da Epidemiologia para intervenção nos problemas de saúde individuais e coletivos
-Identificar possibilidades de estudos epidemiológicos descritivos e analíticos na área da Biomedicina

Programa de Conteúdos:
Conceito, história e fundamentos da epidemiologia
Processo saúde-doença
História natural e prevenção de doenças
A descrição das doenças: pessoa, tempo e lugar
Medidas de freqüência das doenças
Indicadores de saúde
Delineamentos de pesquisa
Medidas de efeito e medidas de impacto
Validade, vieses e inferência causal
Estudos epidemiológicos descritivos
Estudos epidemiológicos analíticos
Vigilância epidemiológica/vigilância da saúde

Cronograma de Atividades:
1ª aula = 23/02 = Apresentação do plano de ensino e cronograma. Conceito, história e fundamentos da epidemiologia
2ª aula = 02/03 = Processo saúde-doença
3ª aula = 09/03 = História Natural da Doença
4ª aula = 16/03 = Níveis de prevenção
5ª aula = 23/03 = A descrição das doenças: pessoa, tempo e lugar
6ª aula = 30/03 = Seminário: História natural da doença e níveis de prevenção
7ª aula = 13/04 = Medidas de freqüência das doenças e indicadores de saúde
8ª aula = 20/04 = 1ª Prova
9ª aula = 27/04 = Delineamentos de pesquisa
10ª aula = 04/05 = Medidas de efeito e medidas de impacto
11ª aula = 11/05 = Validade, vieses e inferência causal
12ª aula = 18/05 = Estudos Epidemiológicos Descritivos e Analíticos
13ª aula = 25/05 = Leitura Crítica da literatura científica em saúde
14ª aula = 01/06 = Vigilância epidemiológica/vigilância da saúde
15ª aula = 08/06 = 2ª Prova
16ª aula = 15/06 = Simpósio
17ª aula = 22/06 = Simpósio
18ª aula = 29/06 = Entrega das notas e avaliação da disciplina

Metodologia de Ensino:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 50 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

1. Aulas expositivas
2. Trabalhos em pequenos grupos
3. Simpósio
4. Seminário

Avaliação:
1ª prova = 3,0 pontos
2ª prova = 3,0 pontos
Trabalho = Simpósio e apresentação da análise crítica de artigos = 3,0
Exercícios = 1,0

Bibliografia Básica:
JECKEL, J.; ELMORE, J. G.; KATZ, D. L. Epidemiologia, Bioestatística e Medicina Preventiva. Porto Alegre: Artes Médicas, 2005.
PEREIRA, M. G. Epidemiologia: Teoria e Prática. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,1997.
ROUQUAYROL, M. Z.; ALMEIDA FILHO, N. Epidemiologia e Saúde. 5.ed. Rio de Janeiro: MEDSI, 2003.

Bibliografia Complementar:
LESER, E. et al. Elementos de Epidemiologia Geral. São Paulo: Atheneu, 2000.
MARCOPITO, L.; SANTOS, F.; YUNES, C. Epidemiologia Geral, Exercícios para discussões. São Paulo: Atheneu, 1992.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 51 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Farmacologia - 182
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Farmacologia - 182
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
3
Professor:
ANA PAULA JACOBUS
Ementa:
A disciplina estuda os subsídios teóricos sobre a ação de fármacos em geral; aborda aspectos farmacocinéticos e farmacodinâmicos dos mesmos,
englobando as diversas classes de fármacos.
Objetivo(s):
O objetivo da disciplina de farmacologia é subsidiar o aluno de biomedicina com recursos sobre o conhecimento corrente sobre o estudo dos
fármacos ,seus mecanismos de ação e suas reações adversas. Instrumentalizando-o para a sua ação profissional.
Programa de Conteúdos:
1.Princípios gerais de farmacocinética: Absorção distribuição, biotransformação e excreção de fármacos. Formas farmacêuticas e vias de administração de
fármacos.
2. Princípios gerais de farmacodinâmica: mecanismo de ação de fármacos. Efeitos adversos e interações medicamentosas.
3. Farmacologia do sistema nervoso autônomo
4. Farmacologia do sistema nervoso central: Anticonvulsivantes, Hipnóticos e Ansiolíticos, Antipsicóticos e Antiparkinsonianos,Antidepressivos e
antimaníacos.
5. Analgésicos: opióides e não opióides, manejo da dor crônica
6. Antiinflamatórios: esteróides e não esteróides
7. Farmacologia do sistema cardiovascular: Anti-hipertensivos, Hipolipemiantes, Antitrombóticos, trombolíticos anticoagulantes.
8. Farmacologia do sistema digestivo: Eméticos/antieméticos e antiulcerosos
9. Insulina e hipoglicemiantes orais
10. Anticoncepcionais orais e terapia de reposição hormonal
11. Antimicrobianos

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 52 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

AulaDataAtividade
Fevereiro
0127Apresentação da disciplina e do cronograma. Introdução à farmacologia
Março
0201Formas farmacêuticas e vias de administração de fármacos
0306Princípios gerais de farmacocinética: Absorção distribuição, biotransformação e excreção de fármacos
0408Princípios gerais de farmacodinâmica: mecanismo de ação de fármacos
0513Efeitos adversos e Interações Medicamentosas
0615Farmacologia do sistema nervoso autônomo: Parassimpaticomiméticos, anticolinesterásicos e parassimpaticolíticos
0720Farmacologia do sistema nervoso autônomo: Simpaticomiméticos e simpaticolíticos
0822AVALIAÇÃO 1
0927Introdução ao Sistema Nervoso Central
1029Anticonvulsivantes
Abril
1103Hipnóticos e Ansiolíticos
1205Antipsicóticos e Antiparkinsonianos
1310Antidepressivos e antimaníacos
1412Analgésicos Opióides
1517Antiinflamatórios: esteróides e não esteróides
1619Farmacologia Cardiovascular I
1724Farmacologia Cardiovascular
1826AVALIAÇÃO 2
1930Hipolipemiantes
Maio
2003SEMINÁRIO 1
2108SEMINÁRIO 1
2210Antitrombóticos, trombolíticos anticoagulantes
2315Farmacologia do sistema digestivo: Eméticos/antieméticos
2417Antiulcerosos / Laxantes
2522Insulina e hipoglicemiantes orais
2624Anticoncepcionais orais e terapia de reposição hormonal
2729AVALIAÇÃO 3
2831Antimicrobianos
Junho
2905Antifúngicos
3012tuberculostáticos
3114Antiparasitários
3219Antivirais
3321AVALIAÇÃO 4
3426SEMINÁRIO 2
3528SEMINÁRIO 2
Julho
36Estudo Dirigido (30/06)
05Exame Suplementar

Metodologia de Ensino:
As aulas serão desenvolvidas através de exposição do assunto, leitura de artigos e apresentação de seminários, utilizando-se os recursos didático-
pedagógicos disponíveis.
Avaliação:
Avaliação:
A nota final será constituída da média de 4 avaliações escritas e dois seminários. O discente, cuja média for superior a 7,0 estará aprovado.

1.Avaliação escrita: conterá questões objetivas e subjetivas que serão respondidas individualmente pelos alunos. A ausência em qualquer avaliação
deverá ser justificada o mais rápido possível de modo a se acertar a possibilidade de recuperação.
2.Seminários: os alunos deverão se reunir em grupos e apresentar um seminário sobre artigos relacionados ao conteúdo programático.
3.Exame suplementar: será realizado em dia estipulado no cronograma. O exame suplementar abrangerá o conteúdo de todo o semestre.

Bibliografia Básica:
FUCHS, F.D.; WANNAMACHER, L. Fundamentos da Terapêutica Racional. 3 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004.
RANG, H.P.; RITTER, J.M.; DALE, M.M. Farmacologia. 5 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.
HARDMAN, J.G, LIMBIRD, L.E. Goodman & Gilman: As Bases Farmacológicas da Terapêutica. 10 ed. Rio de Janeiro: McGraw Hill, 2003.
Bibliografia Complementar:
PAGE, C.P.; CURTIS, M.J.; SUTTER, M.C.; WALKER, M.J.A.; HOFFMAN, B.B. Farmacologia Integrada.2 ed. São Paulo: Manole, 2004.
CRAIG C.R.; STITZEL, R.E. Farmacologia moderna com aplicações clínicas. 6 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 53 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Farmacologia - 182
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Farmacologia - 182
Carga Horária:
4
Turno:
Tarde
Semestre:
3
Professor:
ANA PAULA JACOBUS
Ementa:
A disciplina estuda os subsídios teóricos sobre a ação de fármacos em geral; aborda aspectos farmacocinéticos e farmacodinâmicos dos mesmos,
englobando as diversas classes de fármacos.
Objetivo(s):
O objetivo da disciplina de farmacologia é subsidiar o aluno de biomedicina com recursos sobre o conhecimento corrente sobre o estudo dos
fármacos ,seus mecanismos de ação e suas reações adversas. Instrumentalizando-o para a sua ação profissional.

Programa de Conteúdos:
Programa de conteúdos:
1.Princípios gerais de farmacocinética: Absorção distribuição, biotransformação e excreção de fármacos. Formas farmacêuticas e vias de administração de
fármacos.
2. Princípios gerais de farmacodinâmica: mecanismo de ação de fármacos. Efeitos adversos e interações medicamentosas.
3. Farmacologia do sistema nervoso autônomo
4. Farmacologia do sistema nervoso central: Anticonvulsivantes, Hipnóticos e Ansiolíticos, Antipsicóticos e Antiparkinsonianos,Antidepressivos e
antimaníacos.
5. Analgésicos: opióides e não opióides, manejo da dor crônica
6. Antiinflamatórios: esteróides e não esteróides
7. Farmacologia do sistema cardiovascular: Anti-hipertensivos, Hipolipemiantes, Antitrombóticos, trombolíticos anticoagulantes.
8. Farmacologia do sistema digestivo: Eméticos/antieméticos e antiulcerosos
9. Insulina e hipoglicemiantes orais
10. Anticoncepcionais orais e terapia de reposição hormonal
11. Antimicrobianos

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 54 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Cronograma de atividades:
AulaDataAtividade
Fevereiro
0123Apresentação da disciplina e do cronograma. Introdução à farmacologia
0226Formas farmacêuticas e vias de administração de fármacos
Março
0302Princípios gerais de farmacocinética: Absorção distribuição, biotransformação e excreção de fármacos
0405Princípios gerais de farmacodinâmica: mecanismo de ação de fármacos
0509Efeitos adversos e Interações Medicamentosas
06 12 estudo dirigido
0716Farmacologia do sistema nervoso autônomo: Parassimpaticomiméticos, anticolinesterásicos e parassimpaticolíticos
0819Farmacologia do sistema nervoso autônomo: Simpaticomiméticos e simpaticolíticos
0923AVALIAÇÃO 1
1026Introdução ao Sistema Nervoso Central
1130Anticonvulsivantes
Abril
1202Hipnóticos e Ansiolíticos
1309Antipsicóticos e Antiparkinsonianos
1413Antidepressivos e antimaníacos
1516Analgésicos Opióides
1620Antiinflamatórios: esteróides e não esteróides
1723Farmacologia Cardiovascular I
1827Farmacologia Cardiovascular
1930AVALIAÇÃO 2
Maio
2004Hipolipemiantes
2107SEMINÁRIO 1
2211SEMINÁRIO 1
2314Antitrombóticos, trombolíticos anticoagulantes
2418Farmacologia do sistema digestivo: Eméticos/antieméticos
2521Antiulcerosos / Laxantes
2625Insulina e hipoglicemiantes orais
2728Anticoncepcionais orais e terapia de reposição hormonal
Junho
2801AVALIAÇÃO 3
2904Antimicrobianos
3008Antifúngicos
3111Tuberculostáticos
3215Antiparasitários
3318Antivirais
3422AVALIAÇÃO 4
3525SEMINÁRIO 2
3629SEMINÁRIO 2
Julho

06Exame Suplementar

Metodologia de Ensino:
As aulas serão desenvolvidas através de exposição do assunto, leitura de artigos e apresentação de seminários, utilizando-se os recursos didático-
pedagógicos disponíveis.
Avaliação:
Avaliação:
A nota final será constituída da média de 4 avaliações escritas e dois seminários. O discente, cuja média for superior a 7,0 estará aprovado.

1.Avaliação escrita: conterá questões objetivas e subjetivas que serão respondidas individualmente pelos alunos. A ausência em qualquer avaliação
deverá ser justificada o mais rápido possível de modo a se acertar a possibilidade de recuperação.
2.Seminários: os alunos deverão se reunir em grupos e apresentar um seminário sobre artigos relacionados ao conteúdo programático.
3.Exame suplementar: será realizado em dia estipulado no cronograma. O exame suplementar abrangerá o conteúdo de todo o semestre.

Bibliografia Básica:
FUCHS, F.D.; WANNAMACHER, L. Fundamentos da Terapêutica Racional. 3 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004.
RANG, H.P.; RITTER, J.M.; DALE, M.M. Farmacologia. 5 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.
HARDMAN, J.G, LIMBIRD, L.E. Goodman & Gilman: As Bases Farmacológicas da Terapêutica. 10 ed. Rio de Janeiro: McGraw Hill, 2003.
Bibliografia Complementar:
PAGE, C.P.; CURTIS, M.J.; SUTTER, M.C.; WALKER, M.J.A.; HOFFMAN, B.B. Farmacologia Integrada.2 ed. São Paulo: Manole, 2004.
CRAIG C.R.; STITZEL, R.E. Farmacologia moderna com aplicações clínicas. 6 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 55 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Filosofia - 1897
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Filosofia - 1897
Carga Horária:
36
Turno:
Manhã
Semestre:
2
Professor:
Norberto Garin
Ementa:
Aborda questões referentes ao entendimento do que seja filosofia, relacionando-a com outras formas de conhecimento; reflete aspectos históricos do
desenvolvimento e possibilidades dos desencadeantes do pensar filosófico; discute as características e a utilidade atual do pensamento filosófico, numa
perspectiva de reflexão sobre o ser humano e sua condição existencial no mundo de hoje, abordando suas possibilidades de conhecimento e de
exercício da ética e da cidadania.
Objetivo(s):
Geral
Oferecer condições para que, através do exercício do pensamento com qualidade reflexivo-filosófica, o/a aluno/a possa desenvolver o gosto pela reflexão.

Específicos
Através de situações didático-pedagógicas de natureza filosófica em ambiente virtual, possibilitar a/o aluno/a condições para que possa:
• Relacionar a filosofia com outras formas de conhecimento
• Compreender o filosofar como um direito da pessoa.
• Refletir sobre a prática da filosofia, em seu desenvolvimento histórico e aspectos teórico-práticos.
• Repensar as origens do pensamento filosófico.
• Refletir sobre o ser humano e suas possibilidades de conhecimento.

Programa de Conteúdos:
01. O que é filosofia
02. Filosofia e filosofias
03. Conhecimento mítico e conhecimento racional
04. Filosofar: um direito da pessoa no exercício da razão
05. Aspectos teórico-práticos
06. A Filosofia grega
07. Crítica do Conhecimento
08. Filosofia e Política
09. O ser humano e sua condição existencial: uma abordagem filosófica
10. A filosofia e o exercício da reflexão de natureza filosófica no mundo de hoje

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 56 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Módulo 1 - Filo e Sofia


Aula 1: O que é Filosofia? Perspectiva Etimológica
Aula 2: O que é Filosofia? Perspectivas Histórica e Filosófica
Aula 3: Filosofia ou Filosofias? A relação entre Filosofia e Mito, Filosofia e Teologia
Aula 4: Filosofia ou Filosofias? A relação entre Filosofia e Ideologia, Filosofia e Ciência
Aula 5: Filosofar: um direito da pessoa no exercício da razão

Módulo 2 - A origem e o começo


Aula 6: Aspectos teórico-práticos: A origem do pensar filosófico
Aula 7: Aspectos teórico-práticos: A postura filosófica

Módulo 3 - O presente dos gregos


Aula 8: A Filosofia grega: repensando o começo do pensamento filosófico
Aula 9: A Filosofia grega e suas influências na construção do conhecimento
Aula 10: Crítica do Conhecimento: Somos capazes de conhecer?
Aula 11: Filosofia e Política
Aula 12: Filosofa e Ética

Módulo 4 - Minha existência, nosso mundo


Aula 13: O ser humano e sua condição existencial: uma abordagem filosófica

Metodologia de Ensino:
Aulas a distância utilizando a rede mundial de computadores (internet) e aulas presenciais utilizando equipamentos de multimídia.
Avaliação:
A avaliação se dará pelos seguintes critérios:

1. Prova presencial e prova on-line valendo juntas 60% da média do semestre;


2. Avaliação das atividades on-line valendo juntas 40% da média do semestre;
3. Verificação de pelo menos 75% de acesso e realização das atividades propostas on-line;
4. A presença é configurada quando o/a aluno/a realiza a atividade proposta e a disponibiliza conforme orientações, no sistema, no prazo máximo de 15
dias a contar da data em que a mesma é colocada para o/a aluno/a no sistema; passado o prazo de 15 dias serão consignadas duas ausências (cada
etapa corresponde a duas aulas).

Bibliografia Básica:
CHAUÍ, M. Convite à filosofia. 4. ed. São Paulo: Ática, 1995.
GALLO, S. (Coord.). Ética e cidadania: caminhos da filosofia (elementos para o ensino da filosofia). São Paulo: Papirus, 1997.
WEISCHEDEL, W. A escada dos fundos da filosofia: a vida cotidiana e o pensamento de 34 grandes filósofos. 2. ed. São Paulo: Angra, 2000.

Bibliografia Complementar:
ARANTES, P. E. e outros. A filosofia e seu ensino. Petrópolis: Vozes; São Paulo: EDUC, 1995.
BORNHEIM,G. A. Introdução ao filosofar: o pensamento filosófico em bases existenciais. 9. ed. São Paulo: Globo, 1998.
MARINOFF, L. Mais Platão, menos prozac: a filosofia aplicada ao cotidiano. Rio de Janeiro: Record, 2001.
SAUTET, M. Um café para Sócrates: como a filosofia pode ajudar a compreender o mundo de hoje. 3. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1999.
VAZQUEZ, A. S. Ética. 11. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira,1989.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 57 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Fisiologia 1 - 120
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Fisiologia 1 - 120
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
2
Professor:
CINTIA MUSSI ALVIM STOCHERO
Ementa:
A disciplina foca o estudo dos processos fisiológicos gerais, concentrando atenção sobre a fisiologia dos sistemas nervoso, endócrino e digestório; analisa
os mecanismosde regulação e integração e as respostas adaptativas dos organismos.
Objetivo(s):
Analisar os processos fisiológicos do organismo humano; Associar os processos fisiológicos e suas respectivas integrações; Compreender e memorizar os
princípios básicos da função do sistema nervoso, endócrino e digestório;
Programa de Conteúdos:
1. Sistema nervoso: bioeletrogênese, sinapse, função sensorial, função motora, sistema vegetativo. 2. Contração muscular: músculo cardíaco, liso e
esquelético. 3. Sistema endócrino: eixo hipotálamo-hipófise; tireóide; adrenal; pâncreas; metabolismo do cálcio, fósforo e vitamina D; reprodução 4. Sistema
digestório: Estrutura, função, regulação e motilidade do aparelho digestório; secreções, funções pancreáticas e hepáticas; processos fisiológicos envolvidos na
digestão e absorção.
Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 58 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

AulaDiaConteúdo
0126/02Apresentação disciplina; Conceitos gerais
0201/03Fisiologia celular;
0305/03Sistema nervoso: introdução geral
0408/03Fisiologia da condução nervosa e sinapse
0512/03Fisiologia do sistema somatossensorial
0615/03Aula prática de somatossensorial;
0719/03Sistema nervoso autônomo
0822/03Lab informática – transporte através da membrana; condução nervosa e sinapse
0926/03Músculo esquelético, cardíaco e liso
1029/03Aula prática músculo
1102/04Contração muscular
1209/04Sistema motor: organização medular e reflexos; vias motoras do sistema nervoso periférico
1312/04Aula prática reflexos
1416/04PROVA I
1519/04Seminário sobre a contração muscular
1623/04Sistema endócrino: princípios gerais
1726/04Hipotálamo/ hipófise/ Tireóide e supra-renais
1830/04Pâncreas endócrino e metabolismo do cálcio
1902/05Atividade extra-classe
2003/05Aula prática (controlando a glicemia)
2107/05Função sexual
2210/05Aula prática (vídeo sistema reprodutor)
2314/05Termorregulação
2417/05Estudo dirigido
2521/05Sistema digestório: funções e organização
2624/05Aula prática digestório
2728/05Motilidade e secreções gastrintestinais;
2831/05Aula prática digestório
2904/06Digestão e absorção
3011/06Macronutrientes e metabolismo
3114/06Seminário sobre diabetes e transportadores de glicose
3218/06Composição corporal
3321/06Aula prática composição corporal
3425/06PROVA 2
3528/06Entrega dos resultados – Provas atrasadas
3602/07Fechamento da disciplina

05/07Exame suplementar

Metodologia de Ensino:
O conteúdo programático será desenvolvido através de aulas expositivas e com recursos audiovisuais disponíveis, além de apresentação de
seminários pelos alunos, estudo de artigos científicos e aulas práticas.
Avaliação:
A avaliação dos conhecimentos adquiridos ao longo do semestre letivo será feita através da realização de 2 (duas) provas escritas contendo
questões discursivas e objetivas (P1 e P2) e 2 seminários (S1 e S2) de análise de artigos científicos sobre assuntos de fisiologia. A participação em
aulas práticas será avaliada por meio de questões inseridas nas provas teóricas. A média final (G1) será a média aritmética entre as notas do
semestre, as quais serão calculadas da seguinte forma: P1 + P2 + (S1 + S2)/ 3
Obs: Seminários (peso 5 cada) ; provas (peso 10 cada)
Bibliografia Básica:
1.Guyton, A.C.; Hall, J.E. TRATADO DE FISIOLOGIA MÉDICA.., (10a ed) Editora Guanabara Koogan, 2002
2.Aires, M.M . FISIOLOGIA.,. 2a ed, Editora Guanabara Koogan, 1999.
3.Berner, R.M.; Levy, M.N. PRINCÍPIOS DE FISIOLOGIA. 4a ed, Editora Guanabara Koogan, 2005.
Bibliografia Complementar:
1.BULLOCK, J.; BOYLE, J.; WANG, M.B. Fisiologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1998.
2. DOUGLAS, C.R. Tratado de fisiologia aplicada à fisioterpia. São Paulo: Editora Robe, 2002.
3. GANONG, W. Fisiologia médica. 18 ed. Prentice-Hall do Brasil, 2001.
4. GUYTON, A.C.; HALL, J.E. Fundamentos de Guyton: tratado de fisiologia médica. 10 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 59 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Fisiologia 2 - 125
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Fisiologia 2 - 125
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
3
Professor:
JERRI LUIZ RIBEIRO
Ementa:
A disciplina foca o estudo dos processos fisiológicos gerais, concentrando atenção sobre a fisiologia dos sistemas cardio-circulatório, respiratório e renal;
analisa os mecanismos de regulação e integração das respostas adaptativas dos organismos.
Objetivo(s):
Fornecer subsídios teóricos para a construção do conhecimento acerca do funcionamento do organismo com base nas inter-relações entre o
funcionamento das células, dos órgãos e sistemas do corpo, além de integrar os conhecimentos adquiridos com outras disciplinas.
Programa de Conteúdos:
1.Sistema cardiovascular: sangue, função cardíaca, pressão arterial.
2.Sistema respiratório: Estrutura e função do aparelho respiratório; propriedades mecânicas da respiração; circulação pulmonar e alveolar; transporte de gases
e regulação da respiração; doenças associadas ao sistema respiratório.
3. Sistema renal: filtração glomerular e função tubular, regulação do equilíbrio ácido-básico.

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 60 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

AulaConteúdo
1 Apresentação, sistema nervoso autônomo,
2 Estrutura e função do coração, ciclo cardíaco
3 Prática FCR – estratificação Lab. Fisiologia
4 Regulação da FC
5 Prática Regulação cardíaca: multimídia
6 Regulação do volume sistólico e débito cardíaco
7 Prática técnicas para seminários – Lab. Informática
8 ECG
9 Prática Sangue, hemostasia, tipagem – Lab. Fisiologia
10 Avaliação I
11 Estresse oxidativo - Multimídia
12 Prática Medida da PA, estratificação de riscos
13 Regulação da pressão arterial
14 Prática Estratificação de riscos: excel – Lab. Informática
15 Prática Apresentação de seminários
16 Função endotelial, aterosclerose
17 Prática Apresentação de seminários
18 Diabetes x função endotelial
19 Avaliação II
20 Prática Insuficiência renal – Lab. Informática
21 Regulação da função renal
22 Prática Apresentação de seminários
23 Filtração glomerular
24 Prática Apresentação de seminários
25 Reabsorção tubular
26 Função renal – Lab. Informática
27 Mecânica respiratória
28 Prática Mecânica respiratória – Lab. Fisiologia
29 Distúrbios respiratórios
30 Prática Sistema respiratório - Multimídia
31 Regulação da ventilação
32 Transporte e difusão de O2 – Lab. Informática
33 Transporte e difusão de O2
34 Sistema respiratório em condições especiais
35 Avaliação III
36 Entrega e discussão do trabalho de análise clínica

Metodologia de Ensino:
O conteúdo programático será desenvolvido através de aulas expositivas e com recursos audiovisuais disponíveis, aulas práticas em grupos com
elaboração de relatórios, além de apresentação de seminários pelos alunos, estudo de artigos científicos e exercícios realizados em aula e extra-classe.
Avaliação:
A avaliação dos conhecimentos adquiridos ao longo do semestre letivo é feita através da realização de 03 (três) provas contendo questões objetivas e
02 (dois) trabalhos na forma de seminário (valendo 5 pts cada). A média final será calculada como média das 04 (quatro) notas (3 provas e a soma
dos seminários).
Bibliografia Básica:
AIRES, M.M . FISIOLOGIA 2a ed. Editora Guanabara Koogan, 1999.
BERNER, R.M.; LEVY, M.N. PRINCÍPIOS DE FISIOLOGIA. 4a ed. Editora Guanabara Koogan, 2000.
GANONG, W. FISIOLOGIA MÉDICA 19ª ed. Prentice-Hall do Brasil, 2001.

Bibliografia Complementar:
GUYTON, A.C.; HALL, J.E. FUNDAMENTOS DE GUYTON - TRATADO DE FISIOLOGIA MÉDICA 10 ed. Editora Guanabara Koogan, 2002.
BULLOCK, J. ; BOYLE, J.; WANG, M.B. FISIOLOGIA. Editora Guanabara Koogan, 1998.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 61 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Fisiologia 2 - 125
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Fisiologia 2 - 125
Carga Horária:
72
Turno:
Tarde
Semestre:
3
Professor:
JERRI LUIZ RIBEIRO
Ementa:
A disciplina foca o estudo dos processos fisiológicos gerais, concentrando atenção sobre a fisiologia dos sistemas cardio-circulatório, respiratório e renal;
analisa os mecanismos de regulação e integração das respostas adaptativas dos organismos.
Objetivo(s):
Fornecer subsídios teóricos para a construção do conhecimento acerca do funcionamento do organismo com base nas inter-relações entre o funcionamento
das células, dos órgãos e sistemas do corpo, além de integrar os conhecimentos adquiridos com outras disciplinas.
Programa de Conteúdos:
1.Sistema cardiovascular: sangue, função cardíaca, pressão arterial.
2.Sistema respiratório: Estrutura e função do aparelho respiratório; propriedades mecânicas da respiração; circulação pulmonar e alveolar; transporte de gases
e regulação da respiração; doenças associadas ao sistema respiratório.
3. Sistema renal: filtração glomerular e função tubular, regulação do equilíbrio ácido-básico.

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 62 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

AulaConteúdo
1 Apresentação, sistema nervoso autônomo,
2 Estrutura e função do coração, ciclo cardíaco
3 Prática FCR – estratificação Lab. Fisiologia
4 Regulação da FC
5 Prática Regulação cardíaca: multimídia
6 Regulação do volume sistólico e débito cardíaco
7 Prática técnicas para seminários – Lab. Informática
8 ECG
9 Prática Sangue, hemostasia, tipagem – Lab. Fisiologia
10 Avaliação I
11 Estresse oxidativo - Multimídia
12 Prática Medida da PA, estratificação de riscos
13 Regulação da pressão arterial
14 Prática Estratificação de riscos: excel – Lab. Informática
15 Prática Apresentação de seminários
16 Função endotelial, aterosclerose
17 Prática Apresentação de seminários
18 Diabetes x função endotelial
19 Avaliação II
20 Prática Insuficiência renal – Lab. Informática
21 Regulação da função renal
22 Prática Apresentação de seminários
23 Filtração glomerular
24 Prática Apresentação de seminários
25 Reabsorção tubular
26 Função renal – Lab. Informática
27 Mecânica respiratória
28 Prática Mecânica respiratória – Lab. Fisiologia
29 Distúrbios respiratórios
30 Prática Sistema respiratório - Multimídia
31 Regulação da ventilação
32 Transporte e difusão de O2 – Lab. Informática
33 Transporte e difusão de O2
34 Sistema respiratório em condições especiais
35 Avaliação III
36 Entrega e discussão do trabalho de análise clínica

Metodologia de Ensino:
O conteúdo programático será desenvolvido através de aulas expositivas e com recursos audiovisuais disponíveis, aulas práticas em grupos com
elaboração de relatórios, além de apresentação de seminários pelos alunos, estudo de artigos científicos e exercícios realizados em aula e extra-classe.
Avaliação:
A avaliação dos conhecimentos adquiridos ao longo do semestre letivo é feita através da realização de 03 (três) provas contendo questões objetivas e
02 (dois) trabalhos na forma de seminário (valendo 5 pts cada). A média final será calculada como média das 04 (quatro) notas (3 provas e a soma
dos seminários).
Bibliografia Básica:
AIRES, M.M . FISIOLOGIA 2a ed. Editora Guanabara Koogan, 1999.
BERNER, R.M.; LEVY, M.N. PRINCÍPIOS DE FISIOLOGIA. 4a ed. Editora Guanabara Koogan, 2000.
GANONG, W. FISIOLOGIA MÉDICA 19ª ed. Prentice-Hall do Brasil, 2001.

Bibliografia Complementar:
GUYTON, A.C.; HALL, J.E. FUNDAMENTOS DE GUYTON - TRATADO DE FISIOLOGIA MÉDICA 10 ed. Editora Guanabara Koogan, 2002.
BULLOCK, J. ; BOYLE, J.; WANG, M.B. FISIOLOGIA. Editora Guanabara Koogan, 1998.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 63 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Genética - 2105
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Genética - 2105
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
2
Professor:
CARLA STREIT
Ementa:
Aborda o estudo da genética humana e seu impacto na área da saúde; DNA e organização gênica em eucariotos; desenvolve conhecimentos sobre
as bases citológicas e cromossômicas da hereditariedade; herança monogênica e herança multifatorial; enfoca a genética do desenvolvimento e a
genética de populações; estuda hemoglobinopatias, genética bioquímica, imunogenéica.
Objetivo(s):
Proporcionar o aprendizado de conceitos básicos da Genética e suas implicações para a prática científica na área da saúde.
Programa de Conteúdos:
Ver cronograma de atividades.
Cronograma de Atividades:
01/031TEÓRICAApresentação da disciplina e metodologia de avaliação.Dinâmica de grupo.Revisão dos conceitos fundamentais em Genética.
01/032TEÓRICAIntrodução à GenéticaCromossomos e cromatina
08/033TEÓRICACromossomos e cromatina
08/034PRÁTICAMontagem de um cariótipo humano
15/035TEÓRICAGametogênese
15/036PRÁTICAVisualização de lâminas de divisão celular
22/037TEÓRICAAberrações cromossômicas
22/038PRÁTICAAberrações cromossômicas (Estudo de casos clínicos).
29/039TEÓRICAGenética Molecular.
29/0310TEÓRICAÁcidos nucléicos.Replicação do DNA.Transcrição e Tradução.
12/0411TEÓRICAMutação e reparo.
12/0412PRÁTICADiscussão de artigo científico sobre a técnica de PCR.Extração de DNA.PCR.
19/0413TEÓRICAPadrões de herança: Herança autossômica
19/0414PRÁTICAExtração de DNA.PCR.
26/0415TEÓRICAPadrões de herança: Herança ligada ao sexo (ligada ao X).Inativação do X.
26/0416PRÁTICAMontagem de heredogramas
03/0517TEÓRICALigação gênica.Variabilidade na expressão fenotípica.
03/0518PRÁTICADiscussão de casos clínicos e montagem de heredogramas.
05/0519TEÓRICAAtividade extra classe: Estudo dirigdo
10/0520TEÓRICA1ª PROVA TEÓRICA
10/0521PRÁTICAJogos
17/0522TEÓRICAHerança mitocondrial
17/0523PRÁTICAPalestra: Bioética e Genética.
24/0524TEÓRICAHerança quantitativa.Herança poligênica e multifatorial.Estudo de gêmeos e sua aplicação à genética e genética do comportamento.
24/0525TEÓRICAImunogenética
26/0526TEÓRICAAtividade extra classe: Preparação dos trabalhos e da apresentação dos seminários
31/0527TEÓRICAGenética do câncer
31/0528PRÁTICASeminário 1 e 2: Genética e comportamento humano
14/0629TEÓRICAGenética bioquímica: Erros Inatos do Metabolismo.
14/0630PRÁTICADiscussão de artigos científicos sobre genética e câncer.Seminário 3: Genética e câncer
21/0631TEÓRICAGenética de populações.
21/0632PRÁTICASeminários 4: Genética bioquímicaSeminário 5: Hemoglobinopatias
28/0633TEÓRICA2ª PROVA TEÓRICA
28/0634PRÁTICASeminário 6: Genética do Desenvolvimento
02/0735TEÓRICADiscussão de dúvidas.PROVA: 2ª CHAMADA (CUMULATIVA)
05/0736TEÓRICAEXAME SUPLEMENTAR

Metodologia de Ensino:
Aulas teóricas, através de exposição dialogada com auxílio de recursos audiovisuais, associadas a exercícios teórico-práticos e seminários em grupo.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 64 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Avaliação:
Nota de G1: 1ª prova teórica (40% da nota) + 2ª prova teórica (40% da nota) + seminários e atividades em aula (20% da nota). Conteúdos abrangidos
nas provas (conforme o cronograma que segue em anexo).
OBS: Os alunos serão observados e avaliados diariamente pela sua participação em aula e envolvimento com a disciplina.
Nota de G2: prova teórica (abrangendo todo conteúdo abordado na disciplina).
Bibliografia Básica:
Griffiths, A.J.F.; Miller, J.H. Suzuky, D.T. Introdução À Genética. 7ª ed. Rio de Janeiro. Guanabra Koogan: 2002.
Purves, W.K. Sadava, D. Orians, G.H. Vida: Ciência da Biologia. 6ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2005.
Burns, G.W. Bottino, P.J. Genética. 6ª ed. Rio de Janeiro. Guanabra Koogan: 1991.
Bibliografia Complementar:
Borges Osório, M.R. Robinson W. Genética Humana. 2ª ed. Porto Alegre: Artmed, 2001.
Vogel, F. Motulsky, A G. Genética Humana: Problemas e Abordagens. Tradução de Paulo Armando Motta. 3ª ed. Rio de Janeiro. Guanabra Koogan:
2001.
Alberts, B. Biologia Molecular da Célula. Artes Médicas, 2004.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 65 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Hematologia Clínica - 2133


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Hematologia Clínica - 2133
Carga Horária:
108
Turno:
Manhã
Semestre:
6
Professor:
ANDREZA MARTINS
Ementa:
Aborda os conhecimentos fundamentais sobre as técnicas de análisehematológica; apresenta o desenvolvimento básico das células hematológicas
esuas funções primordiais, correlacionando os aspectos clínicos laboratoriaisnormais e patológicos; analisa as correlações clínico-laboratoriais.
Objetivo(s):
- Executar técnicas das análises clínicas, no que se refere ao campo da hematologia.
- Identificar doenças hematológicas, conhecendo suas causas e seus efeitos.
- Interpretar resultados de exames hematológicos.
Programa de Conteúdos:
1. Apresentação da Disciplina 1.1– Células Sanguíneas 1.2– Coleta de Material 1.3– Contagem em Câmara
2. Hematogênese 2.1 – Leucogênese 2.2 – Eritrogênese 3. Avaliação dos Leucócitos 3.1 – Leucograma normal 3.2 – Alterações qualitativas e quantitativas
dos leucócitos 3. 2 – Leucograma nos processos infecciosos 3.3- Leucopenia 3.4 – Leucograma das leucemias 4. Avaliação dos Eritrócitos 4.1 - Eritrograma
normal 4.2 – Índices Hematimétricos 4.3 – Velocidade de Sedimentação 4.4– Alterações quali e quantitativas das hemáceas 4.5 – Anemias 4.6 - Policitemia
5. Interpretação do Hemograma Automatizado 5.1 – Princípios da automação 5.2 - Interpretação dos Gráficos de Dispersão dos leucócitos 5.3 – Interpretação
dos Gráficos de Dispersão dos Eritrócitos e das Plaquetas 6. Sistema Trombolítico 5.1 – Fatores de Coagulação 5.2 – Cascata de Coagulação 5.3 –
Coagulopatias
Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 66 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

123TApresentação da disciplina
227P Leucogênese
328PEritrogênese
Março
402 TLeucograma normal
506 PAula prática – apresentação das células sanguíneas
607 PLeucócitos normais
709 TAlterações qualitativas e quantitativas dos leucócitos
813 PAula Magna
914 PLeucócitos normais
1016 TLeucograma nos processos infecciosos
1120 PDesvio à esquerda
1221 PDesvio à esquerda
1323 TCasos Clínicos
1427 PGranulócitos Imaturos
1528 PRevisão para a Prova
1630 TProva Teórica I
Abril
1803 PLinfócitos Atípicos
1904 PGranulócitos Imaturos
06 PDia não Letivo
2010 PProva Prática I
2111 PLeucopenia
2213 TIntrodução as Leucemias
2317 PAlterações celulares: blastos
2418 PCélulas leucêmicas
2520 TLeucemias Mielóides
2624 PCélulas leucêmicas
2725 PCélulas leucêmicas
2827 TLeucemias Linfóides
Maio
01 PFeriado
2902 PCélulas leucemicas
3004 TCasos clínicos leucemias
3108 PEritrócitos normais
3209 PIndices Hematimétricos
3311 TProva Teórica II
3415 PEritrograma
3516 PEritrograma
3618 TAlterações qualitativas e quantitativas das hemáceas
3722 PVelocidade de sedimentação glomerular
3823 PAlterações dos eritrócitos
3925 TAnemias I
4029 PAlterações dos eritrócitos
4130 PAnemias II
Junho
4201 TCasos Clínicos Anemias
4305 PContagem de plaquetas
4406 PContagem de plaquetas
4508 TPolicitemia
4612 PHemograma completo
4713 PPrincípios da Automação
4815 TFatores de Coagulação/ Cascata de Coagulação
4919 PAnálise de Gráficos de dispersão I
5020 PAnálise de Gráficos de dispersão II
5122 THemofilias
5226 PProva Prática II
5327 PContagem em Câmara – TP e TTPa
5429 TProva Teórica III
Julho
06 Exame Suplementar

Metodologia de Ensino:
Aula Expositiva
Aulas Práticas
Aula Demonstrativa - Multimídia
Trabalho de Grupo
Discussão – Casos Clínicos
Discussão – Estudo Dirigido
Seminário - Análise Crítica
Avaliação:
Prova Teórico-Prática I + Prova Teórico-Prática II + Teórico-Prática IIIProva Prática I + Prova Prática II + (casos clínicos, relatórios) G1: Média
Aritmética das Avaliações G1 ³ 7,0 : aprovadoG1 < 7,0 : Exame Suplementar
Bibliografia Básica:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 67 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

BRAIN, B. J. Células Sangüíneas: Um guia prático. 3 Ed. Porto Alegre: Artmed,2004.


ZAGO, P. Hematologia. Rio de Janeiro: Atheneu, 2002.
WINTROBE, M. M. Clinical Haematology. 9 Ed. Lea & Febiger eds, 1993.
Bibliografia Complementar:
FAILACE, R. Hemograma: Manual de Interpretação. 4 ed. Porto Alegre: Artmed,2003.
DACIE, J.V.; LEWIS, S. M. Pratical Haematology. 8 ed. Churchill Livingstone,1995.
McDONALD, A.G.; PAUL, J.; CRUICCKSHANK, B. Atlas de Hematologia. 5 ed.São Paulo: Panamericana, 1989

http://www.ipametodista.edu.br pág. 68 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Higiene e Legislação de Alimentos - 302


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Higiene e Legislação de Alimentos - 302
Carga Horária:
36
Turno:
Manhã
Semestre:
6
Professor:
GISELE MARIA M. RIBEIRO KOsMINSKY
Ementa:
A disciplina proporciona noções introdutórias sobre higiene dos alimentos; aborda conceitos teóricos sobre as condições para o crescimento de
microrganismos nos alimentos; evidencia os procedimentos para investigação de
enfermidades transmitidas pelos alimentos e medidas preventivas a serem
adotadas, bem como as noções sobre higiene em estabelecimentos de serviço de
alimentação,embalagens e Legislação sanitárias de alimentos.

Objetivo(s):
-Conhecer as doenças transmitidas por alimentos(microbianas e químicas) e seu controle , ocorridas, principalmente, pela falta de higiene.
-Conhecer programas de higiene de alimentos em serviços de alimentação ou indústria de alimentos, visando o conhecimento participativo para a
produção e manutenção de alimentos inócuos e higiênicos
-Conhecer as normas vigentes para a gestão da produção higiênico-sanitária de alimentos

Programa de Conteúdos:
-Introdução à Higiene dos Alimentos
-Doenças Transmitidas por alimentos (Microbiológicas, parasitológicas físicas,químicas e Naturais
-Procedimentos para a investigação de ETAs e medidas preventivas
-Microrganismos indicadores. Análise de alimentos
-Higiene em Serviços de Alimentação
-Limpeza de áreas industriais
-BPF/HACCP
-Legislação Sanitária de Alimentos
-Infestações (Insetos e Roedores) e medidas de prevenção e combate
-Higiene do ambiente: Lixo, dejetos e efluentes.

Cronograma de Atividades:
AULA DATACONTEÚDO
1ª05/03Apresentação da disciplina.Definição de Higiene dos Alimentos. Atualidades
2ª12/03Contaminação de alimentos Prevenção de doenças transmitidas por alimentos – Regras de ouro da OMS
3ª19/03Pragas Urbanas Controle de pragas.
4ª26/03Pragas Urbanas Controle de pragas.
Trabalho sobre Pragas
5ª02/04Doenças Transmitidas por alimentos
6ª09/04Doenças Transmitidas por alimentos
7ª16/04Doenças Transmitidas por alimentos
8ª23/04Doenças Transmitidas por alimentos –Exercícios
9ª30/041ª avaliação
10ª07/05Limpeza de áreas industriais e UANs
11ª14/05Legislação Sanitária dos Alimentos
12ª21/05GMP – BPF/PPO’s
13ª28/05GMP – BPF/PPO’s
14ª04/06HACCP: Introdução
15ª11/06HACCP – Trabalho com fluxogramas – Árvores decisórias
16ª18/05HACCP - Finalização
1725/062ª Avaliação cumulativa
1802/07Recuperação de datas
9/07Avaliação Complementar

Metodologia de Ensino:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 69 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

-Aulas teóricas
-Trabalhos/estudos em grupo
-Seminários
- Análise crítica de artigos e filmes

Avaliação:
G1= A1 + A2 + A3 onde:
3
A1 e A2: avaliações previstas no cronograma.
A3: soma dos trabalhos desenvolvidos em aula ou em grupo

Bibliografia Básica:
ANDRADE, N. J.; MACEDO, J. B. Higienização na Indústria de Alimentos. São
Paulo: Varela,1996.
FRANCO, B. D. G. M.; LANDGRAF, M. Microbiologia dos alimentos. São Paulo:
Atheneu, 1996.
SILVA JR., E. Manual de Controle higiênico-sanitário em alimentos. 5 ed. São
Paulo: Varela, 2004.

Bibliografia Complementar:
ARRUDA, G. A. Manual de Boas Práticas –V.1 e V.2 . São Paulo, Ponto Crítico,
1998.
JAY, J. Microbiologia Moderna de los Alimentos. Zaragoza, 1992.
BOREM, A.; COSTA, N. M. B. Biotecnologia e nutrição. São Paulo: Nobel, 2003.
CONWAY, G. Produção de alimentos no século XXI. São Paulo: Liberdade, 1997.
HAZELWOOD & Mc LEAN. Manual de Higiene para manipuladores de
alimentos. São Paulo: Varela, 1998.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 70 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Histologia e Embriologia - 69
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Histologia e Embriologia - 69
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
1
Professor:
Caroline Dani
Ementa:
Aborda noções de embriologia humana, desenvolve o estudo dos tecidos fundamentais do corpo humano, o estudo da organização histológica dos órgãos
constituintes dos diversos sistemas do corpo humano.
Objetivo(s):
Conceitos, métodos de estudo de microscopia e técnica laboratorial para estudo da célula animal
com seus constituintes molecular e estrutural, estudo da arquitetura dos quatro tecidos fundamentais e da
construção dos órgãos que compõem o organismo humano. Adquirir noções básicas de embriologia.

Programa de Conteúdos:
-Princípios básicos da histologia e técnicas histológicas;
-Reconhecimento dos mais diferentes tipos de tecidos e células;
-Entre os tecidos a serem estudados estão: tecidos epiteliais de revestimento, epiteliais glandulares, conjuntivos, cartilaginoso, ósseo, sanguíneo,
nervoso e muscular;
-Entre as células a serem estudadas estão os fibroblastos, macrófagos, mastócitos, elementos figurados do sangue, como também células da neuroglia;
-Assim como o estudo da substância intercelular amorfa e fibrosa, fibras colágenas, fibras elásticas e fibras reticulares.
-Noções básicas de embriologia

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 71 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

5) CRONOGRAMA DE ATIVIDADES
DataDiaAtividade
23/026ª feiraAula teórica: Apresentação da disciplina, cronograma e métodos de avaliação. Introdução à disciplina de citologia, histologia e embriologia
humana.
27/024ª feiraAula teórica: Técnicas histológicas. Técnicas laboratoriais histológicas de preparação de lâminas permanentes

02/036ª feiraAula prática: Microscopia: citoplasma, núcleo, acidofilia e basofilia


07/034ª feiraAula teórica: Membrana plasmática e organelas. Citoplasma e as organelas.
Modelo da membrana celular. Núcleo e divisão celular. Processo de divisão celular somática: mitose. Processo de divisão celular reducional: meiose.

09/036ª feiraAula prática: Organização celular e sua divisão


14/034ª feiraAula teórica: Tecidos epiteliais de revestimento. Membranas de revestimento e cobertura. Membrana mucosa.
16/036ª feiraAula prática: Exemplos de epitélios.
21/034ª feiraAula teórica: Tecidos Epiteliais Glandulares. Glândulas exócrinas e endócrinas.
Estruturas apicais. Glândulas mistas.

23/036ª feiraAula prática: Tipos de tecido epitelial de revestimento, glândulas exócrinas, endócrinas e mistas em cortes histológicos.

28/034ª feiraAula teórica: Tecido conjuntivo propriamente dito.

30/036ª feiraAula prática: Tecidos conjuntivos, fibras colágenas, fibras elásticas e fibras reticulares. Fibroblastos
03/044ª feiraAula teórica: revisão
11/044ª feiraPROVA TEÓRICA I.
13/046ª feiraAula prática: Tecido cartilaginoso. Cartilagem hialina, cartilagem elástica, cartilagem fibrosa.
18/044ª feiraAula teórica: Tecido cartilaginoso Histofisiologia e classificação do tecido cartilaginoso. Noções gerais sobre reparação e cicatrização do tecido
ósseo. Células cartilaginosas
20/046ª feiraAula prática: Revisão e construção de atlas.
25/044ª feiraAula teórica: Tecido ósseo. Histofisiologia e classificação do tecido ósseo. Células ósseas.
27/046ª feiraAula prática: Tipos de tecido ósseo em cortes histológicos. Células ósseas.

02/054ª feiraAula teórica: Tecido sanguineo. Importância do tecido sangüíneo para a fisiologia humana. Constituição dos elementos figurados do sangue,
importância, função e identificação em uma lâmina doesfregaço sangüíneo.Tecido sangüíneo e sistema circulatório.

04/056ª feiraAula prática: Células sanguíneas. Noções fundamentais de diagnósticos de laboratório clínico
09/054ª feiraPROVA TEÓRICA II
11/056ª feiraAula prática: Revisão dos tecidos estudados. Estudo de caso clínico.
16/054ª feiraAula teórica: Tecido muscular. Características histológicas de cada tecido muscular. Caracterização dos envoltórios do tecido muscular. Junção
mioneural, unidade motora e sua importância na contração muscular.

18/056ª feiraAula prática: Variedades de tecidos musculares nos cortes histológicos.


23/054ª feiraAula teórica: Tecido Nervoso. Morfologia e classificação das células nervosas.
Neuróglias considerando os seus aspectos e funções. Meninges e líquor. Barreira hematoencefálica. Substância branca e cinzenta.

25/056ª feiraAula prática: Medula nervosa, cerebelo, cérebro, fibras nervosas, nervo, células da neuroglia, glias.
30/054ª feiraAula teórica: Noções básicas de embriologia humana. Fundamentos da Gametogênese.

01/066ª feiraAula prática: Estágios celulares da embriologia humana


06/064ª feiraAula teórica: Diferentes estágios de desenvolvimento embrionário: morulação, blastulação, gastrulação e neurulação.
08/066ª feiraAula prática: Estágios celulares da embriologia humana. Morfologia celular.
13/064ª feiraAula teórica: Desenvolvimento fetal e anomalias no desenvolvimento fetal e embrionário.
15/066ª feiraAula prática: Formação de tecidos e órgãos.
20/064ª feiraAula teórica: Noções básicas sobre fertilização. Análises de artigos científicos
22/066ª feiraAula prática: Revisão e estudos de casos clínicos.
27/064ª feiraPROVA TEÓRICA III.
29/066ª feiraPROVA PRÁTICA.
04/074ª feiraExame suplementar.

Metodologia de Ensino:
Aulas expositivas objetivando facilitar a integração dos diferentes temas abordados. Aulas práticas empregando microscopia para a observação e
identificação dos diferentes tipos de tecidos e células. Estudo de capítulos de livros para compreensão e complementação dos fundamentos teóricos da
disciplina. Estudo de artigos científicos e de divulgação com a finalidade de desenvolver a análise crítica, relacionando com os diferentes conteúdos
abordados. Estudo com atlas histológico, afim de conhecer melhor as estruturas a serem estudadas.
Avaliação:
Três provas teóricas (peso dez) e uma prova prática (peso dez) + um seminário (peso dez).
Nota 1 = prova teórica 1; Nota 2 = prova teórica 2; Nota 3 = prova teórica 3; Nota 4 = média da prova prática + seminário sobre artigo científico. Nota
final: média aritmética das 4 notas.
O aluno será avaliado com relação à assiduidade nas aulas e na entrega dos trabalhos e com relação à participação nas aulas e postura no laboratório,
incluindo a realização de estudos de casos clínicos nas aulas práticas. RECUPERAÇÃO: EXAME SUPLEMENTAR COM TODO O CONTEÚDO. É
OBRIGATÓRIO O USO DE JALECO NAS AULAS PRÁTICAS.

Bibliografia Básica:
JUNQUEIRA, L. C.; CARNEIRO, J. Histologia Básica. 10 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004.
Bibliografia Complementar:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 72 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

GARTNER, L. P.; HITT, J. L. Atlas de Histologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1993.
GARTNER, L. P.; HITT, J. L. Tratado de Histologia em cores. 2 ed. Rio de Janeiro:Guanabara Koogan, 2003.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 73 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Imunologia - 2110
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Imunologia - 2110
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
4
Professor:
Lia Rejane Müller Bevilaqua
Ementa:
Estuda as moléculas que participam da resposta imunológica aborda a imunidade inata e adquirida, a Resposta imune celular e humoral, oportuniza o
estudo dos tipos de vacina e seus mecanismos e do sistema complemento; propõe aspectos da genética do sistema imune, aborda as doenças
relacionadas ao mesmo e o emprego de exames imunológicos para fins de diagnóstico e avaliação da resposta imunológica.
Objetivo(s):
Proporcionar ao aluno o conhecimento básico de imunologia e suas relações com outras disicplinas e cursos de áreas afins. Incentivar a observação
dos elementos naturais, raciocínio e procedimentos científicos.
Programa de Conteúdos:
Sistema imune inato e adquirido, vacinação, componentes do sistema imune, formação de anticorpos, imunidade celular e humoral, exames imunológicos.
Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 74 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

AulaDataConteúdo de Aulas Teóricas (terças-feiras):


123/02/2007Apresentação e delineamento da disciplina. Definição das datas de provas e seminários. Conversa com os alunos.
226/02/2007Introdução ao estudo da imunologia
302/03/2007Células efetoras do sistema imune; células apresentadoras de antígenos
405/03/2007Resposta imune inata
509/03/2007Inflamação
612/03/2007Sistema complemento; Resposta imune adquirida
716/03/2007Aula animação – Sala Multimídia F001 – Colégio Americano
819/03/2007 Desenvolvimento das células T; desenvolvimento das células B – Troca de classe
923/03/2007Resposta primária e secundária
1026/03/2007Revisão de conteúdos
1130/03/2007Avaliação I/ Peso 10.0
1202/04/2007Revisão da prova – Esclarecimento de dúvidas
06/04/2007Feriado – Paixão de Cristo
1309/04/2007MHC, transplantes, drogas imunossupressoras
1413/04/2007Citocinas
1516/04/2007Imunidade à bactérias e fungos
1620/04/2007Imunidade à vírus e parasitas
1723/04/2007Ativação de células T e apoptose
1827/04/2007Aula animação – Sala Multimídia
1930/04/2007Revisão de conteúdos
2004/05/2007Avaliação II/ Peso 10.0
2107/05/2007Tolerância x auto-imunidade
2211/05/2007Imunodeficiência primária
2314/05/2007Imunodeficiência secundária
2418/05/2007Hipersensibilidade do tipo I e II
2521/05/2007Hipersensibilidade do tipo III e IV
2625/05/2007Casos clínicos de hipersensibilidade
2728/05/2007Imunidade de tumores
2801/06/2007Exercícios em aula
2904/06/2007Revisão de conteúdos
3008/06/2007AVALIAÇÃO III/ Peso 10.0
3111/06/2007SEMINÁRIOS. Peso 5.0
3215/06/2007SEMINÁRIOS. Peso 5.0
3318/06/2007SEMINÁRIOS. Peso 5.0
3422/06/2007SEMINÁRIOS. Peso 5.0
3525/06/2007PROVA DOS SEMINÁRIOS. Peso 5.0
3629/06/2007Recuperação aula do dia 06/04/2007.
3702/07/2007Entrega das notas e médias finais.
06/07/2007Exame Suplementar - G2. Nota mínima para obter aprovação: 6,5.

Metodologia de Ensino:
O conteúdo programático será apresentado através de aulas expositivas, realização de seminários, estudos de casos e exercícios (estudos dirigidos)
em sala de aula, uso de CD-ROOMS para exemplificar processos patológicos.
Avaliação:
Três provas com peso 10 e um seminário para ser apresentado em aula com peso 5. Posteriormente aos seminários, uma avaliação individual
escrita, referente ao conteúdo abordado nos seminários, será realizada (PROVA DOS SEMINÁRIOS) com peso 5. Sendo assim, o seminário mais a
avaliação complementar aos seminários somam 10, sendo considerados como apenas uma avaliação. As notas serão somadas e divididas por 4,
resultando na nota final.Os critérios de avaliação utilizados serão os seguintes:- Avaliações individuais escritas objetivas/descritivas englobando o
conteúdo teórico abordado nas aulas;- Seminários em grupos com avaliação teórica posterior dos assuntos abordados nos seminários;As avaliações
escritas incluirão os conteúdos abordados nas aulas teóricas. A avaliação incluirá o conteúdo ministrado até o dia da prova. Cada uma das avaliações
terá peso 10.O seminário será apresentado em grupos de, no máximo, dois alunos. Deverá ser utilizado um artigo científico por grupo. Os alunos
deverão disponibilizar para os colegas o material da apresentação do grupo ao qual pertencem, para que este material possa ser utilizado como base de
estudo para a prova sobre os seminários, bem como para o professor, para que possa elaborar a prova dos seminários.Durante a apresentação dos
seminários, os alunos serão avaliados de acordo com a apresentação oral, qualidade do material audiovisual, conhecimento do aluno, capacidade de
responder aos questionamentos durante apresentação do seu grupo.A utilização de bibliografia e materiais adicionais aos utilizados durante o curso
devem ser atividades comuns entre os alunos, visando aprofundar os conteúdos estudados.IMPORTANTE:Em caso de ausência em qualquer das
avaliações (exceto seminários, que não tem recuperação), o aluno DEVERÁ SOLICITAR RECUPERAÇÃO DA AVALIAÇÃO PERDIDA NO CAE, COM
POSTERIOR AVAL DA COORDENAÇÃO. Somente com o aval do CAE, o aluno poderá realizar a recuperação. Sendo assim, uma nova data será
marcada, de acordo com a disponibilidade do professor.A recuperação de qualquer das avaliações será cumulativa, englobando toda a matéria
ministrada até o dia da prova.As datas das provas, seminários e G2, aqui estabelecidas, não serão alteradas durante o semestre, mesmo existindo
consenso entre a turma.O material para estudo (capítulos de livros e artigos) será disponibilizado no xerox.Avisos importantes e estudos dirigidos
serão disponibilizados na página do aluno.Não serã permitidas perguntas durante a realização das avaliações.
Bibliografia Básica:
JANEWAY, C.A.; TRAVERS, P.; WALPORT, M.; CAPRA, D. Imunologia: o sistema immune na saúde e na doença. 5 ed. ArtMed. 2002.
ABBAS, A. Imunologia celular e molecular. 5 ed. Revinter. 2003.
Bibliografia Complementar:
FERREIRA, A.W.; ÁVILA, S. Diagnóstico laboratorial das principais doenças infecciosas e autoimunes. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. 2000.
LIMA, A.O; SOARES, J.B.; GRECO, J.B.; GALIZZI, J.; CANÇADO, J.R. Métodos de laboratório aplicados à clínica: técnica e interpretação. 6 ed. Rio de
Janeiro: Guanabara Koogan. 1985.
ROITT, I.M.; BROSTOFF, J.; MALE, D. Imunologia. 2 ed. São Paulo: Manole. 1999.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 75 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Interações Metabólicas - 05190


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Interações Metabólicas - 05190
Carga Horária:
36
Turno:
Manhã
Semestre:
4
Professor:
PAULA CILENE PEREIRA DOS SANTOS
Ementa:
A disciplina enfoca o estudo da integração do metabolismo, oportunizando um aprofundamento das questões bioquímicas inerentes ao estudo do
metabolismo e de sua regulação.
Objetivo(s):
Fornecer subsídios teóricos para a construção do conhecimento do metabolismo energético e suas interações no organismo humano. O aluno deverá ser
capaz de interrelacionar os conceitos estudados, compreendendo sua importância para a Biomedicina.
Programa de Conteúdos:
1.Regulação do Metabolismo Energético / 2.Bioquímica de Hormônios: mecanismo de ação3. Insulina4. Glucagon. Catecolaminas (Epinefrina e
Norepinefrina)5. Interações Metabólicas: estado alimentado6. Interações Metabólicas: estado de jejum7. Interações Metabólicas: realimentação8. Interações
Metabólicas: exercício9. Interações Metabólicas: doenças relacionadas ao metabolismo
Cronograma de Atividades:
23/02/2007 01...................... Apresentação da Disciplina. Discussão do cronograma e da avaliação
02/03/2007 02....................... Regulação do metabolismo energético
09/03/2007 03...................... Bioquímica de Hormônios: mecanismo de ação
16/03/2007 04....................... Insulina
23/03/2007 05...................... Glucagon
30/03/2007 06...................... Catecolaminas
06/04/2007 07...................... feriado
13/04/2007 08...................... Interações Metabólicas: estado alimentado
20/04/2007 09...................... Interações Metabólicas: estado de jejum
27/04/2007 10..................... Interações Metabólicas: realimentação
04/05/2007 11...................... Interações Metabólicas: exercício
11/05/2007 12...................... 1a Prova
18/05/2007 13...................... Obesidade
25/05/2007 14...................... Diabetes
01/062007 15...................... Doenças Cardiovasculares e Doenças renais
08/06/2007 16 ..................... Síndrome metabólica
15/06/2007 17..................... Anemias e suas correlações metabólicas
22/06/2007 18....................... Hipertermia, doenças mitocondriais, doenças relacionadas com EIM
29/06/2007 19 ...................... 2a Prova
06/07/2007 ....................... Prova Suplementar
Metodologia de Ensino:
Serão utilizados os seguintes recursos: exposição oral com utilização de recursos audiovisuais disponíveis, como retroprojetor ou multimídia, discussão e
apresentação de artigos científicos.
Avaliação:
Para fins de avaliação do conhecimento adquirido ao longo do semestre, serão realizadas duas (2) avaliações escritas, contendo questões mistas e/ou
dissertativas, sobre o conteúdo teórico dado em aula e os artigos apresentados. A apresentação de artigo científico será feita em dupla e terá peso 10
na média final. Poderão, ou não, ser realizados trabalhos em sala de aula valendo nota ou não.Média final = média aritmética entre as notas das 3
avaliações (2 provas teóricas e 1 apresentação de seminário; cada uma valendo 10) do semestre > ou = 7Prova Suplementar (PS)= toda a matéria do
semestre; individual e sem consulta, devendo tirar no mínimo 7,0 para ser aprovado. Terá direito a fazer a PS quem tiver a média final mínima de
4,0.OBS.:ØÉ DE RESPONSABILIDADE DO ALUNO CONTROLAR SUAS FALTAS NO SEMESTRE (máximo 25% de faltas). ØÉ DE RESPONSABILIDADE
DO ALUNO SE INTEIRAR, JUNTO AOS COLEGAS, COM A MATÉRIA E TRABALHOS DADOS NO DIA DE SUA AUSÊNCIA. O ALUNO FALTANTE
NÃO PODE ALEGAR DESCONHECIMENTO DO QUE FOI ACORDADO NO DIA DE SUA AUSÊNCIA.ØTRABALHOS REALIZADOS EM AULA,
VALENDO NOTA, NÃO SERÃO RECUPERADOS!!ØATRASO NA ENTREGA DE TRABALHOS TERÃO DESCONTO NA NOTA DO MESMO!ØO ALUNO
QUE FALTAR A UMA PROVA DO SEMESTRE, PODERÁ RECUPERÁ-LA MEDIANTE SOLICITAÇÃO PROTOCOLADA NA SECRETARIA ACADÊMICA
E DEFERIDA PELA COORDENAÇÃO DO CURSO. ESTA PROVA (SEGUNDA CHAMADA) SERÁ COM TODA A MATÉRIA DO SEMESTRE.
Bibliografia Básica:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 76 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Lehninger, A.L Princípios de Bioquímica 3a ed. São Paulo: Ed. Sarvier, 2003
Devlin,TM Manual de Bioquímica com correlações clínicas 4a ed. SãoPaulo: Ed. Edgard Blücher Ltda,1998
Voet,D; Voet,J; Pratt,C.W. Fundamentos de Bioquímica. Porto Alegre:ARTMED, 2000.
Bibliografia Complementar:
Campbel, M. Bioquímica (3a ed). Porto Alegre: ARTMED, 2000.
Champe, P. Bioquímica Ilustrada (2a ed). Porto Alegre: ARTMED, 2000.
Marzzocco, A.; Torres, B.B. Bioquímica Básica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1999.
Murrray, R.K et al. Harper: Bioquímica (9a ed). São Paulo: Atheneu, 2002.
Stryer, L Bioquímica (5a ed). Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 77 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Metodologia da Pesquisa em Saúde - 05167


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Metodologia da Pesquisa em Saúde - 05167
Carga Horária:
36
Turno:
Tarde
Semestre:
3
Professor:
MARILUCIA FERNANDES LIMA
Ementa:
A disciplina promove o estudo das teorias e dos pressupostos científicos e metodológicos que norteiam a produção acadêmica.

Objetivo(s):
1. Promover o desenvolvimento da pesquisa, como parte da trajetória acadêmica do discente, principalmente no que se refere ao incentivo da
criatividade, raciocínio lógico e compreensão, como elementos da formação do espírito crítico-investigativo.
2. Oferecer subsídios necessários à compreensão do projeto de pesquisa como parte fundamental do processo de produção do conhecimento.

Programa de Conteúdos:
1. Pesquisa e Ciência: conceituação
2. Teoria do conhecimento e tipos de conhecimento
3. Tipos de pesquisa
4. Ética e pesquisa
5. Normatização do trabalho científico - ABNT e Vancouver
6. Construção de trabalhos acadêmicos
7. Elaboração do Projeto de Pesquisa
8. Estrutura do Trabalho Científico

Cronograma de Atividades:
1. Apresentação do Plano de Ensino
2. Pesquisa e Ciência: Conceituação, Tipos de Pesquisa
3. Teoria do conhecimento / Tipos de conhecimento
4. Construção do projeto de pesquisa: tema, delimitação do tema, formulação do problema
5. Construção do projeto de pesquisa: objetivos gerais e específicos, justificativa
6. Construção do projeto de pesquisa: metodologia, fundamentação teórica
7. Construção do projeto de pesquisa: cronograma, referências bibliográficas
8. Normatização do trabalho científico – ABNT e Vancouver
9. Apresentação dos projetos de pesquisa I
10. Elaboração de trabalhos acadêmicos: resumo, resenha, fichamento
11. Elaboração de trabalhos acadêmicos: relatório de pesquisa, trabalhos de disciplina
12. Apresentação dos projetos de pesquisa II
13. Estrutura do Trabalho Científico: elementos pré-textuais e elementos textuais
14. Estrutura do Trabalho Científico: elementos pós-textuais
15. Apresentação dos projetos de pesquisa III
16. Segunda avaliação: Prova escrita
17. Tipos de conhecimento: filme Narradores de Javé
18. Processo avaliativo da disciplina / esclarecimentos sobre o Exame Suplementar

Metodologia de Ensino:
Aulas expositivas dialógicas
Debates coletivos
Dinâmicas de grupos
Exercícios pedagógicos para compreensão dos conteúdos
Utilização de auxílios audiovisuais

Avaliação:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 78 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

A nota para ser aprovado/a na disciplina é 7,0 (sobre 10).


A Nota Final consiste na soma das 2 avaliações, abaixo descritas, dividida por 2:
Primeira avaliação: Projeto de Pesquisa – valor 10
Segunda avaliação: Prova – valor 10
Estudantes que obtiverem Nota Final menor que 7,0 e maior que 4,0 realizarão o Exame Suplementar, composto de conteúdos estudados no
semestre. A nota para aprovação no Exame Suplementar é igual ou maior que 7,0 (sobre 10).
A/O estudante é reprovado, independentemente dos resultados obtidos, que não apresentar freqüência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) na
disciplina.

Bibliografia Básica:
ASTI, V. Metodologia da pesquisa científica. Porto Alegre: Globo, 1983.
FURASTÉ, P. A. Normas técnicas para o trabalho científico. 4 ed. Porto Alegre: Vicente Palloti, 1994.
GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 1992.
Bibliografia Complementar:
VANZIN, A. S.; NERY, M. E. S. Metodologia da pesquisa em saúde. Porto Alegre: RM&L Gráfica, 1998.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 79 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Metodologia da Pesquisa em Saúde - 05167


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Metodologia da Pesquisa em Saúde - 05167
Carga Horária:
36
Turno:
Manhã
Semestre:
3
Professor:
MARILUCIA FERNANDES LIMA
Ementa:
A disciplina promove o estudo das teorias e dos pressupostos científicos e metodológicos que norteiam a produção acadêmica.
Objetivo(s):
1. Promover o desenvolvimento da pesquisa, como parte da trajetória acadêmica do discente, principalmente no que se refere ao incentivo da
criatividade, raciocínio lógico e compreensão, como elementos da formação do espírito crítico-investigativo.
2. Oferecer subsídios necessários à compreensão do projeto de pesquisa como parte fundamental do processo de produção do conhecimento.

Programa de Conteúdos:
1. Pesquisa e Ciência: conceituação
2. Teoria do conhecimento e tipos de conhecimento
3. Tipos de pesquisa
4. Ética e pesquisa
5. Normatização do trabalho científico - ABNT e Vancouver
6. Construção de trabalhos acadêmicos
7. Elaboração do Projeto de Pesquisa
8. Estrutura do Trabalho Científico

Cronograma de Atividades:
1. Apresentação do Plano de Ensino
2. Pesquisa e Ciência: Conceituação, Tipos de Pesquisa
3. Teoria do conhecimento / Tipos de conhecimento
4. Construção do projeto de pesquisa: tema, delimitação do tema, formulação do problema
5. Construção do projeto de pesquisa: objetivos gerais e específicos, justificativa
6. Construção do projeto de pesquisa: metodologia, fundamentação teórica
7. Construção do projeto de pesquisa: cronograma, referências bibliográficas
8. Normatização do trabalho científico – ABNT e Vancouver
9. Apresentação dos projetos de pesquisa I
10. Elaboração de trabalhos acadêmicos: resumo, resenha, fichamento
11. Elaboração de trabalhos acadêmicos: relatório de pesquisa, trabalhos de disciplina
12. Apresentação dos projetos de pesquisa II
13. Estrutura do Trabalho Científico: elementos pré-textuais e elementos textuais
14. Estrutura do Trabalho Científico: elementos pós-textuais
15. Apresentação dos projetos de pesquisa III
16. Segunda avaliação: Prova escrita
17. Tipos de conhecimento: filme Narradores de Javé
18. Processo avaliativo da disciplina / esclarecimentos sobre o Exame Suplementar

Metodologia de Ensino:
Aulas expositivas dialógicas
Debates coletivos
Dinâmicas de grupos
Exercícios pedagógicos para compreensão dos conteúdos
Utilização de auxílios audiovisuais

Avaliação:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 80 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

A nota para ser aprovado/a na disciplina é 7,0 (sobre 10).


A Nota Final consiste na soma das 2 avaliações, abaixo descritas, dividida por 2:
Primeira avaliação: Projeto de Pesquisa – valor 10
Segunda avaliação: Prova – valor 10
Estudantes que obtiverem Nota Final menor que 7,0 e maior que 4,0 realizarão o Exame Suplementar, composto de conteúdos estudados no
semestre. A nota para aprovação no Exame Suplementar é igual ou maior que 7,0 (sobre 10).
A/O estudante é reprovado, independentemente dos resultados obtidos, que não apresentar freqüência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) na
disciplina.

Bibliografia Básica:
ASTI, V. Metodologia da pesquisa científica. Porto Alegre: Globo, 1983.
FURASTÉ, P. A. Normas técnicas para o trabalho científico. 4 ed. Porto Alegre: Vicente Palloti, 1994.
GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 1992.
Bibliografia Complementar:
VANZIN, A. S.; NERY, M. E. S. Metodologia da pesquisa em saúde. Porto Alegre: RM&L Gráfica, 1998.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 81 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Microbiologia - 2109
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Microbiologia - 2109
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
3
Professor:
ALESSANDRA PERES
Ementa:
A disciplina propõe enfocar a estrutura e função das células procarióticas, estuda a morfologia, fisiologia e genética microbiana, abordada as bactérias,
fungos e vírus de interesse para a saúde, para tanto desenvolve métodos de infecção de bactérias, fungos e vírus, embasado nas técnicas
bacteriológicas de isolamento e identificação de microrganismos e suas toxinas.
Objetivo(s):
Proporcionar ao aluno o conhecimento básico de microbiologia suas relações com outras disciplinas e cursos de áreas afins. Desenvolver habilidades
de coleta, preparação e observação de microorganismos através de equipamentos de microscopia. Desenvolver a habilidade psicomotora no preparo de
material para observação e formas de registro como a representação esquemática das formas observadas. Incentivar a observação dos elementos
naturais, raciocínio e procedimentos científicos.
Programa de Conteúdos:
estrutura, comportamento, relação com o ambiente e o desenvolvimento de patologias causadas por bactérias, fungos e vírus.
Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 82 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Aula 123/02Apresentação da disciplina, introdução a microbiologia


Aula 228/02Normas de segurança, uso do microscópio, imersão
Aula 302/03Morfologia e arranjo da célula bacteriana, fungos e vírus
Aula 407/03Preparo de meios de cultura, uso do autoclave, flambagem com alça de platina e limpeza de bancada
Aula 509/03Estruturas da célula bacteriana, fungos e vírus
Aula 614/03Tipos de colorações, coloração Gram-nicole
Aula 716/03Fisiologia dos microrganismos: pH, temperatura e pressão
Aula 821/03Mecanismos de controle físicos e químicos de microrganismos: autoclave, desinfetantes
Aula 923/03Fisiologia dos microrganismos: aspectos nutricionais, curva de crescimento
Aula 1028/03Tipos de meio de cultura: seletivos, triagem
Aula 1130/03Fisiologia dos microrganismos: reprodução e mecanismos de aquisição de resistência
Aula 1204/04 Catalase, Isolamento, repicagem e manutenção de culturas puras
06/04FERIADO
Aula 1311/04Influencia da temperatura no crescimento de microrganismos
Aula 1413/04Relação parasito-hospedeiro: microflora
Aula 1518/04 Influencia da pressão osmótica no crescimento de microrganismos
Aula 1620/04Principais aspectos das doenças infecciosas
Aula 1725/04PROVA PRÁTICA 1
Aula 1827/04PROVA TEÓRICA 1
Aula 1902/05Coleta de material, cultivo
Aula 2004/05Entrada, saída e transmissão de patologias
Aula 2109/05Coloração Ziehl-Nielseen, contagem e identificação
Aula 2211/05Propagação e replicação dos microrganismos
Aula 2316/05Quantificação de microrganismos
Aula 2418/05Estratégias de sobrevivência dos microrganismos
Aula 2523/05Identificação das principais morfologias de fungos
Aula 2625/05 Estratégias para controle de microrganismos
Aula 2730/05 Microcultivo de fungos
Aula 2801/06 Os microrganismos e a biotecnologia
Aula 2906/06Os microrganismos e o ambiente
Aula 3008/06Principais infecções hospitalares
Aula 3113/06Avaliação dos microcultivos
Aula 3215/06Revisão da matéria
Aula 3320/06PROVA PRÁTICA 2
Aula 3422/06PROVA TEÓRICA 2
Aula 3527/06Apresentação de seminários
Aula 3629/06 Apresentação de seminários
04/07Exame suplementar

Metodologia de Ensino:
Serão realizadas aulas expositivas através da participação dos alunos em função de suas experiências cotidianas em microbiologia. Também serão
utilizados recursos audiovisuais. Nas aulas práticas serão manipuladas e examinadas culturas bacteriológicas, os quais serão descritos e/ou
classificados com auxílio da literatura especializada. A compreensão dos temas trabalhados na disciplina será também exercitada e a vivência na
manipulação de microrganismos no laboratório
Avaliação:
Sistema de avaliação:

Responsabilidades do/a Acadêmico/a:


&#61599;Participar do seu desenvolvimento considerando: freqüência, dedicação, interesse, comprometimento, assiduidade, empenho
&#61599;Efetuar, pontualmente e organizadamente, as tarefas acadêmicas
&#61599;As resoluções das atividades: resumos dos conteúdos; debates, pesquisas, seminários, trabalhos e avaliações.

Provas:
•Serão realizadas duas provas teóricas e duas provas práticas todas com peso 10,0 (dez). Uma 4ª nota será composta de 5,0 pontos da entrega dos
trabalhos pedidos pela professora (estudos dirigidos, relatórios e casos clínicos, presença e comportamento nas aulas práticas) mais 5,0 pontos da
apresentação do artigo científico.
•Apresentação do artigo científico: os temas serão escolhidos ao longo do semestre, para a apresentação serão considerados: domínio do conteúdo, tempo
de apresentação, clareza e postura na apresentação.
•A prova de recuperação é descritiva, com toda a matéria ministrada até o dia da prova. Data a ser definida pela coordenação.

Bibliografia Básica:
TORTORA, G.; FUNKE, B.; CASE,C. Microbiologia. 6 ed. Porto Alegre:: Artmed, 2000.
LEVINSON, W.; JAWETZ, E. Microbiologia Médica e Imunologia. 7 ed. ArtMed.
PELCZAR, M.; CHAN, E.; KRIEG, N. R. Microbiologia: conceitos e aplicações. V.1 e 2. 2 ed. São Paulo: Makron,1996.
Bibliografia Complementar:
HOBBS, B.; ROBERTS, D. Toxinfecções e controle higiênicosanitário de alimentos. São Paulo: Varela, 1999.
SILVA JR., E. Manual de Controle Higiênico-Sanitário em alimentos. São Paulo: Varela, 1995.
TRABULSI, L.R. Microbiologia. São Paulo: Atheneu, 1986.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 83 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Microbiologia - 2109
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Microbiologia - 2109
Carga Horária:
72
Turno:
Tarde
Semestre:
3
Professor:
ALESSANDRA PERES
Ementa:
A disciplina propõe enfocar a estrutura e função das células procarióticas, estuda a morfologia, fisiologia e genética microbiana, abordada as bactérias,
fungos e vírus de interesse para a saúde, para tanto desenvolve métodos de infecção de bactérias, fungos e vírus, embasado nas técnicas
bacteriológicas de isolamento e identificação de microrganismos e suas toxinas.
Objetivo(s):
Proporcionar ao aluno o conhecimento básico de microbiologia suas relações com outras disciplinas e cursos de áreas afins. Desenvolver habilidades
de coleta, preparação e observação de microorganismos através de equipamentos de microscopia. Desenvolver a habilidade psicomotora no preparo de
material para observação e formas de registro como a representação esquemática das formas observadas. Incentivar a observação dos elementos
naturais, raciocínio e procedimentos científicos.
Programa de Conteúdos:
estrutura, comportamento, relação com o ambiente e o desenvolvimento de patologias causadas por bactérias, fungos e vírus.
Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 84 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

128/02Apresentação da disciplina, introdução a microbiologia


201/03Normas de segurança, uso do microscópio, imersão
307/03 Morfologia e arranjo da célula bacteriana, fungos e vírus
408/03 Preparo de meios de cultura, uso do autoclave, flambagem com alça de platina e limpeza de bancada
5 14/03Estruturas da célula bacteriana, fungos e vírus
615/03Tipos de colorações, coloração Gram-nicole
721/03 Fisiologia dos microrganismos: pH, temperatura e pressão
822/03Mecanismos de controle físicos e químicos de microrganismos: autoclave, desinfetantes
9 28/03Fisiologia dos microrganismos: aspectos nutricionais, curva de crescimento
1029/03Catalase, Isolamento, repicagem e manutenção de culturas puras
1104/04 Fisiologia dos microrganismos: reprodução e mecanismos de aquisição de resistência
05/04FERIADO
1211/04Tipos de meio de cultura: seletivos, triagem
1312/04Influencia da temperatura no crescimento de microrganismos
1418/04Relação parasito-hospedeiro: microflora
1519/04Influencia da pressão osmótica no crescimento de microrganismos
1625/04PROVA TEÓRICA 1
1726/04PROVA PRÁTICA 1
1802/05Principais aspectos das doenças infecciosas
1903/05Coleta de material, cultivo
2009/05Entrada, saída e transmissão de patologias
2110/05Coloração Ziehl-Nielseen, contagem e identificação
2216/05Propagação e replicação dos microrganismos
2317/05Quantificação de microrganismos
2423/05Estratégias de sobrevivência dos microrganismos
2524/05Identificação das principais morfologias de fungos
2630/05Estratégias para controle de microrganismos
2731/05Microcultivo de fungos
2806/06Os microrganismos e a biotecnologia
07/06FERIADO
2913/06Principais infecções hospitalares
3014/06Avaliação dos microcultivos
3120/06PROVA TEÓRICA 2
3221/06 PROVA PRÁTICA 2
33 27/06Apresentação de seminários
3428/06Apresentação de seminários
3529/06Estudo de casos clínicos (complementação carga horária de 6a feira)
3602/072a chamada de prova (complementação carga horária de 5a feira)
04/07Exame suplementar
Metodologia de Ensino:
Serão realizadas aulas expositivas através da participação dos alunos em função de suas experiências cotidianas em microbiologia. Também serão
utilizados recursos audiovisuais. Nas aulas práticas serão manipuladas e examinadas culturas bacteriológicas, os quais serão descritos e/ou
classificados com auxílio da literatura especializada. A compreensão dos temas trabalhados na disciplina será também exercitada e a vivência na
manipulação de microrganismos no laboratório

Obs.: Os alunos que tiverem dificuldades em assuntos não tratados nesta disciplina, mas que servem de base para ela, terão as seguintes
oportunidades de nivelamento:
1.serão encaminhados para o Laboratório de Metodologia, Estatística e Produção Textual;
2.a eles serão indicados livros textos que contemplem esses assuntos de base;
3.aulas de monitoria.

Avaliação:
Responsabilidades do/a Acadêmico/a:
ŸParticipar do seu desenvolvimento considerando: freqüência, dedicação, interesse, comprometimento, assiduidade, empenho
ŸEfetuar, pontualmente e organizadamente, as tarefas acadêmicas
ŸAs resoluções das atividades: resumos dos conteúdos; debates, pesquisas, seminários, trabalhos e avaliações.

Provas:
·Serão realizadas duas provas teóricas e duas provas práticas todas com peso 10,0 (dez). Uma 5ª nota será composta de 5,0 pontos da entrega dos
trabalhos pedidos pela professora (estudos dirigidos, relatórios e casos clínicos, presença e comportamento nas aulas práticas) mais 5,0 pontos da
apresentação do artigo científico.
·Apresentação do artigo científico: os temas serão escolhidos ao longo do semestre, para a apresentação serão considerados: domínio do conteúdo,
tempo de apresentação, clareza e postura na apresentação.
·A prova de recuperação é descritiva, com toda a matéria ministrada até o dia da prova. Data a ser definida pela coordenação.

Bibliografia Básica:
TORTORA, G.; FUNKE, B.; CASE,C. Microbiologia. 6 ed. Porto Alegre:: Artmed, 2000.
LEVINSON, W.; JAWETZ, E. Microbiologia Médica e Imunologia. 7 ed. ArtMed.
PELCZAR, M.; CHAN, E.; KRIEG, N. R. Microbiologia: conceitos e aplicações. V.1 e 2. 2 ed. São Paulo: Makron,1996.
Bibliografia Complementar:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 85 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

HOBBS, B.; ROBERTS, D. Toxinfecções e controle higiênicosanitário de alimentos. São Paulo: Varela, 1999.
SILVA JR., E. Manual de Controle Higiênico-Sanitário em alimentos. São Paulo: Varela, 1995.
TRABULSI, L.R. Microbiologia. São Paulo: Atheneu, 1986.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 86 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Microbiologia Clínica - 05188


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Microbiologia Clínica - 05188
Carga Horária:
108
Turno:
Noite
Semestre:
5
Professor:
ANDREZA MARTINS
Ementa:
Aborda o estudo da morfologia, fisiologia e patogenia das bactérias e fungos; observa o estudo da patologia das doenças infecciosas, demonstrando e
aplicando técnicas de esterilização, preparo e funcionamento dos meios de cultura, isolamento e identificação da flora humana normal, de bactérias de
interesse clínico e de micoses através de técnicas microbiológicas.
Objetivo(s):
• Executar técnicas básicas de isolamento e identificação dos principais grupos de microorganismos (fungos e bactérias) relacionados com as infecções
humanas, com os devidos conhecimentos para sua interpretação
Programa de Conteúdos:
1. Apresentação da Disciplina 1.1– Revisão de Métodos Diagnósticos (exame direto, exame cultural, exame imunológico, biologia molecular 1.2– Técnicas
de Semeadura 2. Coleta de Material Clínico 2.1- Urina, trato intestinal, pele, trato respiratório superior e inferior, sangue, trato genital, LCR, anaeróbios 3.
Meios de Cultura 3.1- Definição 3.2- Meios de semeadura primária 3.3- Meios seletivos 3.5- Meios de Identificação 4. Cocos Gram-Positivos de
Importância Clínica 4.1- Estafilococos, Estreptococos e Enterococos 4.1.1 – Características de cada gênero 4.1.2 – Epidemiologia 4.1.3 – Síndromes Clínicas
4.1.4 – Diagnóstico e Identificação Laboratorial 5. Coloração de Gram do Material Clínico 5.1 – Usos da coloração 5.2 – Visualização Microscópica 6. Cocos Gram
Negativos 6.1 – Características de cada gênero 6.2 - Epidemiologia 6.3 – Síndromes Clínicas 6.4 – Diagnóstico e Identificação Laboratorial 7. Bacilos Gram-
Positivos 7.1- Características de cada gênero 7.2 - Epidemiologia 7.3 – Síndromes Clínicas 7.4 – Diagnóstico e Identificação Laboratorial Ativação do 8.
Bacilos Gram-Negativos 8.1- Características de cada gênero 8.2 - Epidemiologia 8.3 – Síndromes Clínicas 8.4 – Diagnóstico e Identificação Laboratorial 9.
Trato Respiratório Superior e Inferior 9.1- Microbiota 9.2 – Patógenos Definitivos 9.3 – Patogenicidade de cada gênero 9.4 – Exames Diagnósticos Clínicos e
Laboratoriais 10. Trato Genital 10.1 – Uretrites 10.2 – Vaginites 10.3 – Cervicites 10.4 – Principais Patógenos 10.5 – Diagnóstico Laboratorial 11. Urocultura
11.1- Critério de Infecção 11.2 – Exame Laboratorial – Principais Patógenos 11.3 – Interpretação da Cultura 12. Antibiograma 12.1 - Teste de diluição 12.2 – E-
test 12.3 – Disco Difusão 12.4 – Interpretação 12.5 – Mecanismos de Resistência 12.6 – Sinergismo e Antagonismo 13. Trato Intestinal 13.1 – Principais
Patógenos 13.2 – Microbiota Normal 13.3 – Mecanismos de Defesa 13.4 – Mecanismos de Patogenicidade 13.5 – Intoxicações 13.6 – Infecções bacterianas e
não-bacterianas 14. Hemocultura 14.1- Septicemia14.2 – Bacteremia14.3 – Principais Patógenos 14.4 – Métodos Convencionais de Cultura 14.5 – Métodos
Automatizados 15. Líquor 15.1- Meningites 15.2 – Diagnóstico Laboratorial 15.3 – Principais Patógenos 16. Anaeróbios 16.1 – Características das Infecções 16.2
– Principais Patógenos 16.3 – Indicadores de Anaerobiose 16.4 – Meios de Cultura 16.5 – Provas de Identificação 17. Fungos 17.1 – Características Gerais 17.2
– Micoses Superficiais 17.3 – Micoses Subcutâneas 17.4 - Micoses Sistêmicas

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 87 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

123 TApresentação da Disciplina


226 PMétodos de Diagnóstico - Coleta de Material Clínico – Técnicas de Semeadura
327 PMeios de Cultura
Março
402 TRevisão Cocos Gram-Positivos
505 PColoração – definição e uso – artigo correlação Gram e cultura
606 PGram Material Clínico – Identificação de Cocos Gram-Positivos
709 TCGN e BGP
812 PGram Material Clínico
913 PAula Magna
1016 TBGN – Semeadura MacConkey, Bioquimismo
1119 PBioquimismo
1220 PPreparação do Estudo Dirigido – BGN-NF
1323 TUrocultura I
1426 PUrocultura - Identificação
1527 PUrocultura – Identificação (leitura das placas)
1630 TProva Teórico-Prática I
Abril
1702 PUrocultura – Testes de Identificação (CGP e BGN)
1803 PUrocultura – Leitura dos Testes de Identificação
06 TFeriado
1909 PUrocultura - Identificação
2010 PDiscussão Casos Clínicos de Urocultura
2113 TUrocultura II – Estudo Dirigido – Bacteriúria Significativa / Antibiograma
2216 PProva Prática I
2317 PProva Prática I
2420 TResistência Bacteriana
2523 PPrática de Antibiograma
2624 PLeitura do Antibiograma – Uso do NCCLS
2727 TCasos Clínicos de Antibiograma
2830 PGram de Escarro
Maio
01 PFeriado
2904 TTrato Respiratório Superior e Inferior
3007 PCultura de Escarro
3108 PCultura de Escarro
3211 TMicobactérias
3314 PZiehl-Neelsen
3415 PZiehl-Neelsen
3518 TTrato Intestinal
3621 PCoprocultura
3722 PCoprocultura
3825 TProva Teórico-Prática II
3928 PCultura de Líquor – Gram de Líquor
4029 PGram de Hemocultura
Junho
4101 TLíquor e Hemocultura
4204 PDiscussão do Texto Cultura Semi-quantitativa de Catéter
4305 PTrato Genital - teórica
4408 TEstudo de Casos Clínicos
4511 PGram de Trato Genital
4612 PAnaeróbios - teórica
4715 TFungos - Coleta e Diagnóstico
4818 PPrática de Fungos
4919 PPrática de Fungos
5022 TMicoses Superficiais, Cutâneas, Subcutâneas e Sistêmicas
5125 PProva Prática II
5226 PProva Prática II
5329 TProva Teórico-Prática III
Julho
5402 T e PRevisão para Exame – Recuperação da Quinta-Feira
06 TExame Suplementar

Metodologia de Ensino:
Aula ExpositivaAulas PráticasAula Demonstrativa - MultimídiaTrabalho de GrupoDiscussão – Casos ClínicosDiscussão – Estudo DirigidoSeminário -
Análise Crítica
Avaliação:
Prova Teórico-Prática I + Prova Teórico-Prática II + Prova Teórico-Prática III = Avaliação Teórico-PráticaProva Prática I + Prova Prática II +
(seminário, estudo dirigido, casos clínicos, relatórios) = Avaliação PráticaG1: Média Aritmética da Avaliação Teórica + Avaliação PráticaG1 ³ 7,0 :
aprovadoG1 < 7,0 : Exame Suplementar
Bibliografia Básica:
CONNIE, R. M. AND GEORGE, N Textbook of Diagnostic Microbiology. Manuselis, Jr Eds W. B. Saunders Company USA, 2000
INGLIS, T. J. J. Microbiology and Infection Ed Churchill Livingstone,1996.
MURRAYM P. Manual of Clinical Microbiology. Ed. ASM Press USA, 1999

http://www.ipametodista.edu.br pág. 88 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Bibliografia Complementar:
ANTUNES, G. S. Manual de Diagnóstico Bacteriológico. 2 ed. Porto Alegre: Editora da Universidade (UFRGS), 1995.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 89 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Microbiologia Clínica - 05188


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Microbiologia Clínica - 05188
Carga Horária:
108
Turno:
Manhã
Semestre:
5
Professor:
ANDREZA MARTINS e FERNANDA DE PARIS
Ementa:
Aborda o estudo da morfologia, fisiologia e patogenia das bactérias e fungos; observa o estudo da patologia das doenças infecciosas, demonstrando e
aplicando técnicas de esterilização, preparo e funcionamento dos meios de cultura, isolamento e identificação da flora humana normal, de bactérias de
interesse clínico e de micoses através de técnicas microbiológicas.
Objetivo(s):
Executar técnicas básicas de isolamento e identificação dos principais grupos de microorganismos (fungos e bactérias) relacionados com as infecções
humanas, com os devidos conhecimentos para sua interpretação
Programa de Conteúdos:
1. Apresentação da Disciplina 1.1– Revisão de Métodos Diagnósticos (exame direto, exame cultural, exame imunológico, biologia molecular 1.2– Técnicas
de Semeadura 2. Coleta de Material Clínico 2.1- Urina, trato intestinal, pele, trato respiratório superior e inferior, sangue, trato genital, LCR, anaeróbios 3.
Meios de Cultura 3.1- Definição 3.2- Meios de semeadura primária 3.3- Meios seletivos 3.5- Meios de Identificação 4. Cocos Gram-Positivos de
Importância Clínica 4.1- Estafilococos, Estreptococos e Enterococos 4.1.1 – Características de cada gênero 4.1.2 – Epidemiologia 4.1.3 – Síndromes Clínicas
4.1.4 – Diagnóstico e Identificação Laboratorial 5. Coloração de Gram do Material Clínico 5.1 – Usos da coloração 5.2 – Visualização Microscópica 6. Cocos Gram
Negativos 6.1 – Características de cada gênero 6.2 - Epidemiologia 6.3 – Síndromes Clínicas 6.4 – Diagnóstico e Identificação Laboratorial 7. Bacilos Gram-
Positivos 7.1- Características de cada gênero 7.2 - Epidemiologia 7.3 – Síndromes Clínicas 7.4 – Diagnóstico e Identificação Laboratorial Ativação do 8.
Bacilos Gram-Negativos 8.1- Características de cada gênero 8.2 - Epidemiologia 8.3 – Síndromes Clínicas 8.4 – Diagnóstico e Identificação Laboratorial 9.
Trato Respiratório Superior e Inferior 9.1- Microbiota 9.2 – Patógenos Definitivos 9.3 – Patogenicidade de cada gênero 9.4 – Exames Diagnósticos Clínicos e
Laboratoriais 10. Trato Genital 10.1 – Uretrites 10.2 – Vaginites 10.3 – Cervicites 10.4 – Principais Patógenos 10.5 – Diagnóstico Laboratorial 11. Urocultura
11.1- Critério de Infecção 11.2 – Exame Laboratorial – Principais Patógenos1 1.3 – Interpretação da Cultura
12. Antibiograma 12.1 - Teste de diluição 12.2 – E-test 12.3 – Disco Difusão 12.4 – Interpretação 12.5 – Mecanismos de Resistência 12.4 – Pesquisa de
Enzimas Mediadoras de Resistência 12.5 – Pesquisa de Genes de Resistência 12.6 – Sinergismo e Antagonismo 13. Trato Intestinal 13.1 – Principais
Patógenos 13.2 – Microbiota Normal 13.3 – Mecanismos de Defesa 13.4 – Mecanismos de Patogenicidade 13.5 – Intoxicações 13.6 – Infecções bacterianas e
não-bacterianas 14. Hemocultura 14.1- Septicemia 14.2 – Bacteremia 14.3 – Principais Patógenos 14.4 – Métodos Convencionais de Cultura 14.5 –
Métodos Automatizados 15. Líquor 15.1- Meningites 15.2 – Diagnóstico Laboratorial 15.3 – Principais Patógeno
16. Anaeróbios 16.1 – Características das Infecções 16.2 – Principais Patógenos 16.3 – Indicadores de Anaerobiose 16.4 – Meios de Cultura 16.5 – Provas de
Identificação 17. Fungos 17.1 – Características Gerais 17.2 – Micoses Superficiais 17.3 – Micoses Subcutâneas 17.4 - Micoses Sistêmicas

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 90 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

26 PApresentação da Disciplina
26 PMétodos de Diagnóstico - Coleta de Material Clínico – Técnicas de Semeadura
27 PMeios de Cultura
Março
01 TRevisão Cocos Gram-Positivos
05 PColoração – definição e uso – artigo correlação Gram e cultura
06 PGram Material Clínico – Identificação de Cocos Gram-Positivos
08 TCGN e BGP
12 PIdentificação de Cocos Gram-Positivos
13 PIdentificação de Cocos Gram-Positivos
15 TBGN – Semeadura MacConkey, Bioquimismo
19 PBioquimismo
20 PPreparação do Estudo Dirigido – BGN-NF
22 TUrocultura I
26 PUrocultura - Identificação
27 PUrocultura – Identificação (leitura das placas)
29 TProva Teórico-Prática I
Abril
02 PUrocultura – Testes de Identificação (CGP e BGN)
03 PUrocultura – Leitura dos Testes de Identificação
05 TDia não Letivo
09 PUrocultura - Identificação
10 PDiscussão Casos Clínicos de Urocultura
12 TAntibiograma/ Urocultura II – Estudo Dirigido – Bacteriúria Significativa
16 PProva Prática I
17 PProva Prática I
19 TResistência Bacteriana
23 PPrática de Antibiograma
24 PLeitura do Antibiograma – Uso do NCCLS
26 TCasos Clínicos de Antibiograma
30 PGram de Escarro
Maio
01 PFeriado
03 TTrato Respiratório Superior e Inferior
07 PCultura de Escarro
08 PCultura de Escarro
10 TMicobactérias
14 PZiehl-Neelsen
15 PZiehl-Neelsen
17 TTrato Intestinal
21 PCoprocultura
22 PCoprocultura
24 TProva Teórico-Prática II
28 PCultura de Líquor – Gram de Líquor
29 PGram de Hemocultura
31 TLíquor e Hemocultura
Junho
04 PDiscussão do Texto Cultura Semi-quantitativa de Catéter
05 PTrato Genital - teórica
07 TFeriado
11 PGram de Trato Genital
12 PAnaeróbios - teórica
14 TFungos - Coleta e Diagnóstico
18 PPrática de Fungos
19 PPrática de Fungos
21 TMicoses Superficiais, Cutâneas, Subcutâneas e Sistêmicas
25 PProva Prática II
26 PProva Prática II
28 TProva Teórico-Prática III
Julho
02 T e PDiscussão de Casos Clínicos
05 TExame Suplementar

Metodologia de Ensino:
Aula Expositiva Aulas Práticas Aula Demonstrativa - MultimídiaTrabalho de GrupoDiscussão – Casos Clínicos Discussão – Estudo Dirigido Seminário -
Análise Crítica
Avaliação:
Prova Teórico-Prática I + Prova Teórico-Prática II + Prova Teórico-Prática III = Avaliação Teórico-PráticaProva Prática I + Prova Prática II +
(seminário, estudo dirigido, casos clínicos, relatórios) = Avaliação PráticaG1: Média Aritmética da Avaliação Teórica + Avaliação PráticaG1 ³ 7,0 :
aprovadoG1 < 7,0 : Exame Suplementar
Bibliografia Básica:
CONNIE, R. M.; GEORGE, N. Textbook of Diagnostic Microbiology. Manuselis: Jr Eds W. B. Saunders Company USA, 2000.
INGLIS, T. J. J. Microbiology and Infection. Churchill Livingstone,1996.
MURRAYM, P. Manual of Clinical Microbiology. ASM Press USA, 1999.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 91 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Bibliografia Complementar:
ANTUNES, G. S. Manual de Diagnóstico Bacteriológico. 2 ed. Porto Alegre: Editora da Universidade (UFRGS), 1995.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 92 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Microbiologia dos Alimentos - 2135


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Microbiologia dos Alimentos - 2135
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
6
Professor:
FERNANDA ARBOITE
Ementa:
Estuda os subsídios teóricos para o estudo da relação dos microrganismos com os alimentos e o tratamento e mecanismos de conservação dos alimentos.

Objetivo(s):
Proporcionar conhecimento a respeito dos princípios básicos da microbiologia de alimentos, bem como a ação benéfica ou prejudicial dos principais
agentes microbianos nos alimentos e seus consumidores.

Programa de Conteúdos:
Apresentação dos conhecimentos microbiológicos básicos necessários aos processos e seus respectivos controles de qualidade dentro das indústrias
de alimentos. Estudar os principais microrganismos degradadores e patogênicos relacionados à produção, conservação e distribuição dos alimentos.
Apresentar as análises microbiológicas usualmente realizadas em inspeções de alimentos.
Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 93 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Cronograma de Atividades:

Data

Atividade
01
28/02
Teórica
Apresentação da disciplina / Introdução aos alimentos seguros
02
28/02
Prática
Segurança no laboratório/ preparação de meios de cultura/ Autoclave
03
07/03
Teórica
Ubiquidade dos microrganismos X Boas Práticas de Fabricação. Fatores intrínsecos e extrínsecos na produção de alimentos
04
07/03
Prática
Preparação de amostras/ diluições
05
14/03
Teórica
Controle do crescimento microbiano
* conceitos
* Tratamentos térmicos na indústria de alimentos
* Valores D e Z
Origem da contaminação de alimentos
06
14/03
Prática
Meios de cultura seletivos e diferenciais; técnicas de plaqueamento
07
21/03
Teórica
Limpeza e sanificação nas indústrias de alimentos
Conservadores de alimentos
Conservação de alimentos com ATM modificada (Texto 1)
08
21/03
Prática
Contagem padrão em placas
09
28/03
Teórica
Indicadores microbiológicos da qualidade e segurança dos alimentos
-Coliformes totais, fecais e E.coli

10
28/03
Prática
Análise de águas pela técnica dos tubos múltiplos (Número Mais Provável - NMP).
11
04/04
Teórica
Doenças de origem alimentar – texto 2
Gastrenterite alimentar causada por Escherichia coli.

12
04/04
Prática
Continuação da análise da água pela técnica dos tubos múltiplos.
13
11/04
Teórica
Gastrenterite alimentar causada por Salmonella e Shigella /Discussão de artigo científico (Artigo A - Salmonella)
14
11/04
Prática
Identificação de Salmonella em alimentos.
15
18/04
Teórica
Gastrenterite alimentar causada por Staphylococcus aureus
16

http://www.ipametodista.edu.br pág. 94 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

18/04
Prática
Identificação de Staphylococcus aureus em alimentos.
17
25/04
Teórica
Prova teórica 1
18
25/04
Prática
Provas bioquímicas para Staphylococcus aureus.
19
02/05
Teórica
Intoxicação alimentar causada por bactérias esporuladas Gram-positivas (Bacillus cereus, Clostridium botulinum, Clostridium perfringens).

20
02/05
Prática
Identificação de Bacillus cereus
21
09/05
Teórica
Listerioses de origem alimentar / Discussão de artigos científicos (Artigos C - L. monocytogenes)
22
09/05
Prática
Provas bioquímicas para Bacillus cereus.
23
16/05
Teórica
Gastrenterite alimentar causada por espécies de Vibrio, Yersinia e Campylobacter.
Discussão de artigo científico (Artigo B – Campylobacter jejuni)/ Bactérias ácidolácticas
24
16/05
Prática
Viabilidade da flora bacteriana do iogurte (número relativo de Streptococcus thermophilus e Lactobacillus bulgaricus )
25
23/05
Teórica
Métodos para caracterização e discriminação de microrganismos de origem alimentar.
26
23/05
Prática
Prova teórico-prática
27
30/05
Teórica
O sistema APPCC e a segurança dos alimentos
28
30/05
Prática
O sistema APPCC e a segurança dos alimentos
29
06/06
Teórica
Prova teórica 2
30
06/06
Prática
Parasitas de importância alimentar; Pesquisa de artigos
31
13/06
Teórica
Fungos e micotoxinas
32
13/06
Prática
Contagem de bolores e leveduras
33
20/06
Teórica
Vírus e viroses alimentares
34
20/06
Prática

http://www.ipametodista.edu.br pág. 95 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Leitura da análise de bolores e leveduras


35
27/06
Teórica
Apresentação de seminários/ Segunda chamada de provas
36
27/06
Prática
Apresentação de seminários

04/07
Teórica
Exame Suplementar

Metodologia de Ensino:
Metodologia de Ensino:
Aulas expositivo-dialogadas, objetivando facilitar a integração dos diferentes temas abordados. Aulas práticas relacionadas aos conteúdos teóricos.
Estudos de artigos científicos e de divulgação com a finalidade de desenvolver a análise crítica, relacionando os diferentes conteúdos abordados.

Avaliação:
Para fins de avaliação do conhecimento adquirido ao longo do semestre, serão realizadas duas avaliações teóricas (provas - PT), com peso 10,0; bem
como uma avaliação prática (prova - PP), também com peso 10,0. As aulas práticas serão avaliadas com relação à participação e postura no laboratório,
pontualidade e assiduidade nas aulas e na entrega dos relatórios.
Além das provas, será realizados a apresentação de seminário baseado na análise crítica de artigo científico (S – peso 5,0) e relatórios de aulas
práticas (peso 5,0).
Cálculo da nota: PT1+PP+PT2 +S (seminário) + R (relatórios das aulas práticas)/4.
O aluno que tiver perdido alguma avaliação teórica poderá realizar a segunda chamada.

Exame suplementar= Só poderá fazer quem ficar com média final entre 4,0 e 6,4.
nota mínima 7,0 (toda a matéria do semestre)
**É OBRIGATÓRIO O USO DE JALECO (AVENTAL), SEM O QUAL O ALUNO NÃO PODERÁ ASSISTIR À PRÁTICA, E TAMBÉM O USO DO ROTEIRO DE
PRÁTICA QUE ESTARÁ DISPONÍVEL NO XEROX.
É DE RESPONSABILIDADE DO ALUNO CONTROLAR SUAS FALTAS NO SEMESTRE (máximo 25% de faltas, ou seja, 9 aulas. Os alunos que
faltarem mais do que 9 aulas sem justificativa protocolada na secretaria acadêmica, estão automaticamente reprovados por falta).

Bibliografia Básica:
JAMES, M. J. Microbiologia de Alimentos. 6 ed. Porto Alegre: Editora Artmed, 2005.
FRANCO, B. D. G. M . Microbiologia dos Alimentos. São Paulo: Atheneu, 1999.
MOSS, A. Microbiologia De Los Alimentos Especialidade: Microbiologia. Editora: Acribia, 1997.
Bibliografia Complementar:
KONEMAN, E. W. Diagnóstico Microbiológico. 5 ed. Medsi, 2000.
LEVINSON, W.; JAWETZ, E. Microbiologia Médica e Imunologia. 7 ed. Porto Alegre: Artmed, 2005.
BURTON, G. R. W.; ENGELKIRK, P. G. Microbiologia para as Ciências da Saúde. 7 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.
BLACK, J. Microbiologia: Fundamentos e Perspectivas. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,
ROITT, I.M.; BROSTOFF, J.; MALE, D. Imunologia 2ed. São Paulo: Manole, 1999.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 96 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Parasitologia - 2111
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Parasitologia - 2111
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
4
Professor:
Caroline Dani
Ementa:
A disciplina aborda o estudo de protozoários, helmintos, alguns artrópodes e moluscos que servem como vetores biológicos de parasitos, correlaciona-
os com a saúde do homem e outros animais, e com o meio ambiente
Objetivo(s):
Abordar os aspectos biológicos dos parasitos de importância na medicina humana, enfatizando a morfologia, o ciclo de vida e a patogenicidade dos
parasitos.
Programa de Conteúdos:
-Associação entre os seres vivos. Relação parasito-hospedeiro. Classificação dos seres vivos e grupos de interesse em Parasitologia Humana.
Nomenclatura zoológica.
-Morfologia, ciclo evolutivo, patogenicidade, diagnóstico, epidemiologia, tratamento e profilaxia de:
•Nematóides: Ascaris lumbricoides, Trichuris trichiura, Enterobius vermicularis, ancilostomídeos e Strongyloides stercoralis.
•Cestóides: Taenia solium, Taenia saginata, Hymenolepis nana, Echinococcus granulosus.
•Trematódeo e nematóide do sangue e dos tecidos: Schistosoma mansoni e Wuchereria bancrofti.
•Protozoários Entamoeba histolytica, Giardia lamblia,Trichomonas vaginalis, Plasmodium spp., Trypanosoma cruzi, Leishmania spp.
-Parasitoses emergentes (coccídios e microsporídios), ecto-parasitos, e animais peçonhentos.

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 97 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

NºDataDiaAtividade
0127/024ª feiraAula teórica: Apresentação da disciplina, cronograma e métodos de avaliação. Associações entre os seres vivos. Relação parasito-hospedeiro.
02Aula prática: Microscopia e classificação e nomenclatura zoológica.
0306/034ª feiraAula teórica: Exames parasitológicos. Morfologia, ciclo evolutivo, patogenicidade, diagnóstico, epidemiologia, tratamento e profilaxia de
nematóides: Ascaris lumbricoides
04Aula prática: Identificação de Ascaris lumbricoides.
0513/034ª feiraAula teórica: Morfologia, ciclo evolutivo, patogenicidade, diagnóstico, epidemiologia, tratamento e profilaxia de nematóides: Trichuris
trichiura, Enterobius vermicularis.
06Aula prática: Identificação de Trichuris trichiura, Enterobius vermicularis.
0720/034ª feiraAula teórica: Morfologia, ciclo evolutivo, patogenicidade, diagnóstico, epidemiologia, tratamento e profilaxia de nematóides: ancilostomídeos
e Strongyloides stercoralis.
08Aula prática: Identificação de ancilostomídeos e Strongyloides stercoralis.
0927/034ª feiraAula teórica: Morfologia, ciclo evolutivo, patogenicidade, diagnóstico, epidemiologia, tratamento e profilaxia de cestóides: Taenia saginata,
Taenia solium, (Cysticercus bovis e C. cellulosae).
10Aula prática: Identificação de Taenia spp.
1103/044ª feiraAula teórica: Morfologia, ciclo evolutivo, patogenicidade, diagnóstico, epidemiologia, tratamento e profilaxia de cestóides: Hymenolepis
nana, H. diminuta e Echinococcus granulosus.
12Aula prática: Identificação de Hymenolepis nana, H. diminuta e Echinococcus granulosus.
1310/044ª feiraPROVA TEÓRICA I.
14Aula prática: revisão.
1517/044ª feiraAula teórica: Morfologia, ciclo evolutivo, patogenicidade, diagnóstico, epidemiologia, tratamento e profilaxia: Larva migrans visceral e
ocular e Larva migrans cutânea.
16Aula prática:
1724/044ª feiraAula teórica: Morfologia, ciclo evolutivo, patogenicidade, diagnóstico, epidemiologia, tratamento e profilaxia: Schistosoma mansoni e
Fasciola hepatica.
18Aula prática: Identificação de Schistosoma mansoni e Fasciola hepatica.
1908/054ª feiraAula teórica: Morfologia, ciclo evolutivo, patogenicidade, diagnóstico, epidemiologia, tratamento e profilaxia: Wuchereria bancrofti e
Onchocerca volvulus. Estudo do vetor biológico.
20Aula prática: Identificação de Wuchereria bancrofti. Apresentação de seminário.
2115/054ª feiraAula teórica: Ectoparasitos: características morfológicas e patologia das miíases de interesse médico, escabiose e pediculose.
22Aula prática: miíases de interesse médico, escabiose e pediculose. Apresentação de seminário.
2322/054ª feiraAula teórica: Morfologia, ciclo evolutivo, patogenicidade, diagnóstico, epidemiologia, tratamento e profilaxia: amebas, Entamoeba
histolytica e E. dispar e Giardia lamblia
24Aula prática: Identificação de amebas intestinais e de Giardia lamblia.
2529/054ª feiraPROVA TEÓRICA II.
26Aula prática: revisão.
2705/064ª feiraAula teórica: Morfologia, ciclo evolutivo, patogenicidade, diagnóstico, epidemiologia, tratamento e profilaxia: coccídios e microsporídios.
Trichomonas vaginalis. Leishmania spp
28Aula prática: Identificação de coccídios e microsporídios. Trichomonas vaginalis. Leishmania spp
2912/064ª feiraAula teórica: Morfologia, ciclo evolutivo, patogenicidade, diagnóstico, epidemiologia, tratamento e profilaxia: Trypanosoma cruzi e Doença
de Chagas. Estudo do vetor biológico.
30Aula prática: Identificação de Trypanosoma cruzi.
3119/064ª feiraAula teórica: Morfologia, ciclo evolutivo, patogenicidade, diagnóstico, epidemiologia, tratamento e profilaxia: Plasmodium spp. e Malária.
Estudo do vetor biológico.
32Aula prática: Identificação de Plasmodium spp. Estudo de artigos científicos.
3326/064ª feiraPROVA TEÓRICA III.
34PROVA PRÁTICA.
3503/074ª feiraExame suplementar

Metodologia de Ensino:
Aulas expositivas objetivando facilitar a integração dos diferentes temas abordados. Aulas práticas empregando microscopia para a observação e
identificação dos diferentes estágios de diagnóstico dos parasitos. Estudo de capítulos de livros para compreensão e complementação dos fundamentos
teóricos da disciplina. Estudo de artigos científicos e de divulgação com a finalidade de desenvolver a análise crítica, relacionando com os diferentes
conteúdos abordados.
Avaliação:
Três provas teóricas (peso dez) e uma prova prática (peso dez) + um seminário (peso dez).
Nota 1 = prova teórica 1; Nota 2 = prova teórica 2; Nota 3 = prova teórica 3; Nota 4 = média da prova prática + seminário sobre artigo científico. Nota
final: média aritmética das 4 notas.
O aluno será avaliado com relação à assiduidade nas aulas e na entrega dos trabalhos e com relação à participação nas aulas e postura no laboratório,
incluindo a realização de estudos de casos clínicos nas aulas práticas. RECUPERAÇÃO: EXAME SUPLEMENTAR COM TODO O CONTEÚDO. É
OBRIGATÓRIO O USO DE JALECO NAS AULAS PRÁTICAS.

Bibliografia Básica:
NEVES, D. P. Parasitologia Humana.11 ed. Rio de Janeiro: Atheneu, 2005.
FERREIRA, M. U.; FORONDA, A. S.; SCHUMAKER, T. T. S. Fundamentos Biológicos da Parasitologia Humana. São Paulo: Manole Ltda, 2003.
Bibliografia Complementar:
PESSOA, S. B.; MARTINS, A. V. Parasitologia Médica. 11 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1992.
VERONESSI, R. Doenças Infecciosas e Parasitárias. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1991.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 98 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Parasitologia Clínica - 05189


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Parasitologia Clínica - 05189
Carga Horária:
72
Turno:
Noite
Semestre:
05
Professor:
Caroline Dani
Ementa:
Aborda parasitoses de importância médica e os procedimentos de diagnóstico; demonstra o diagnóstico laboratorial dos parasitos intestinais, do sangue e
dos tecidos, e de outras cavidades do corpo, bem como o diagnóstico imunológico das doenças parasitárias.
Objetivo(s):
-Instrumentalizar e incentivar o aluno a trabalhar como profissional nessa área com o objetivo do controle das parasitoses, incorporando
comportamento e linguagem científicos adequados, mostrando como o farmacêutico pode intervir nas doenças parasitárias.
- Desenvolver a compreensão reflexiva da importância e dos fatores que determinam a prevalência das parasitoses humanas.
-Estudar a patologia, o diagnóstico e a terapêutica das parasitoses humanas.

Programa de Conteúdos:
-Colheita e preservação da amostra fecal.
-Diagnóstico laboratorial de helmintos e protozoários intestinais, do sangue e dos tecidos.
- Diagnóstico laboratorial de parasitos oportunistas e emergentes (coccídios e microsporídios).
- Técnicas de Biologia Molecular no diagnóstico das parasitoses humanas.
- Controle de Qualidade em Parasitologia Clínica.

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 99 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

NºDataDiaAtividade
0128/02 e 01/034ª feira e 5ª feiraAula teórica: Apresentação da disciplina, cronograma e métodos de avaliação. Colheita e preservação da amostra
fecal.
Aula prática: revisão - Identificação de ovos de helmintos e cistos de protozoários dos sistemas genitourinário e intestinal.
0207/03 e 08/034ª feira e 5ª feiraAula teórica: Exames macroscópico e microscópico da amostra fecal.
Aula prática: Técnica de Sedimentação Espontânea (HPJ).
0314/03 e 15/034ª feira e 5ª feiraAula teórica: Artefatos que podem ser confundidos com Organismos Parasitos.
Aula prática: Técnica de Faust – centrífugo-flutuação em solução de sulfato de zinco.
0421/03 e 22/034ª feira e 5ª feiraAula teórica: Expressão dos resultados no Exame Parasitológico de Fezes.
Aula prática: Método de Baermann-Moraes. Diferenciação de larvas de ancilostomídeos x Strongyloides stercoralis. Identificação de ovos de helmintos.
0528/03 e 29/034ª feira e 5ª feiraAula teórica: Diagnóstico dos protozoários intestinais.
Aula prática: Técnica de Ritchie – centrífugo-sedimentação pela formalina-éter. Identificação de cistos de protozoários.
0604/044ª feira PROVA TEÓRICA I.
0711/04 e 12/044ª feira e 5ª feira Aula teórica: Diagnóstico de parasitos do fígado – Schistosoma mansoni e Fasciola hepatica.
Aula prática: Método de Kato-Katz. Identificação de ovos de helmintos e cistos de protozoários.
08 18/04 e 19/044ª feira e 5ª feiraAula teórica: Diagnóstico de parasitos emergentes e oportunistas – coccídios e microsporídios. Apresentação de
seminário e discussão de artigos científicos
Aula prática: Técnica de Sheather. Identificação de coccídios e microsporídios.
0925/04 e 26/044ª feira e 5ª feiraAula teórica: Entrega da prova teórica I e revisão da prova em aula. Diagnóstico de parasitos do trato urogenital:
Trichomonas vaginalis.
Aula prática: Inquérito parasitológico – EPF. Identificação de Trichomonas vaginalis.
1002/05 e 03/054ª feira e 5ª feiraAula teórica: Diagnóstico dos parasitos do sangue e dos tecidos.
Aula prática: Inquérito parasitológico – EPF. Diagnóstico laboratorial da filariose bancroftiniana.
1109/05 e 10/054ª feira e 5ª feiraAula teórica: Diagnóstico de parasitos do sangue: Plasmodium spp.
Aula prática: Inquérito parasitológico – EPF. Identificação de Plasmodium spp.
1216/05 e 17/054ª feira e 5ª feiraAula teórica: Diagnóstico de parasitos do sangue e dos tecidos: Trypanosoma cruzi e Leishmania spp.
Aula prática: Inquérito parasitológico – EPF. Identificação de Trypanosoma cruzi e Leishmania spp.
1323/05 e 24/054ª feira e 5ª feiraAula teórica: Diagnóstico de parasitos dos tecidos: Toxoplasma gondii. Apresentação de seminários e discussão de
artigos científicos
Aula prática: Inquérito parasitológico – EPF.
1430/05 e 31/054ª feira e 5ª feiraAula teórica: Principais diferenças entre as diferentes metodologias para identificação de ovos e larvas. Controle de
qualidade em análises clínicas com ênfase ao setor de Parasitologia.
Aula prática: Inquérito parasitológico – EPF.
1506/064ª feiraPROVA TEÓRICA II
16 13/06 e
14/06 4ª feira e 5ª feiraAula teórica: Diagnóstico imunológico das parasitoses. Técnicas de biologia molecular no diagnóstico das parasitoses.
Aula prática: Inquérito parasitológico – EPF.
17 20/06 e
21/06 4ª e 5ª feiraAula teórica: Métodos de coloração permanentes
Aula prática: Confecção de um atlas parasitológico
1827/06 e 28/064ª feira e 5ª feiraPROVA PRÁTICA
19 04/074ª feiraExame completar

Metodologia de Ensino:
Aulas expositivas objetivando facilitar a integração dos diferentes temas abordados. Aulas práticas empregando microscopia para a observação e
identificação dos diferentes estágios de diagnóstico dos parasitos. Realização de inquérito parasitológico de amostras fecais obtidas de doadores de
amostras e de laboratórios de análises clínicas. Assim, o discente estará vivenciando a rotina do setor de Parasitologia Clínica de um Laboratório de
Análises Clínicas. Estudo de capítulos de livros para compreensão e complementação dos fundamentos teóricos da disciplina. Estudo de artigos científicos
e de divulgação com a finalidade de desenvolver a análise crítica, relacionando com os diferentes conteúdos abordados, sob a forma de apresentação
de seminários.
Avaliação:
Duas provas teóricas, uma prova prática, apresentação de seminário e realização de trabalhos e participação em aula.
Nota 1= prova teórica 1; Nota 2= prova teórica 2; Nota 3= prova prática; Nota 4= apresentação de seminário, Nota 5= presença, participação e postura em
aula e realização de atividades/avaliações didáticas propostas no decorrer da disciplina. A média G1 será obtida através da média das 5 notas.

RECUPERAÇÃO: EXAME SUPLEMENTAR COM TODO O CONTEÚDO. É OBRIGATÓRIO O USO DE JALECO NAS AULAS PRÁTICAS.

Bibliografia Básica:
1-DE CARLI, G.A. Parasitologia Clínica: Seleção de Métodos e Técnicas de
Laboratório para o Diagnóstico das Parasitoses Humanas. Rio de Janeiro: Atheneu,
2001.

2- REY, L. Bases da Parasitologia Médica. 2 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,


2002.

3- NEVES, D. P. Parasitologia Humana. 11 ed. Rio de Janeiro: Atheneu, 2005.

Bibliografia Complementar:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 100 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

1- REY, L. Parasitologia. 2 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001.

2- PESSOA, S. B.; MARTINS, A. V. Parasitologia Médica. 11 ed. Rio de Janeiro:


Guanabara Koogan, 1992.

3- FERREIRA, M. U.; FORONDA, A.S.; SCHUMAKER, T. T. S. Fundamentos


Biológicos da Parasitologia Humana. São Paulo: Manole, 2003.

4- VERONESI, R. Doenças Infecciosas e Parasitárias. Rio de Janeiro: Guanabara


Koogan, 1991.

5- REY, L. Dicionário de Termos Técnicos em Medicina e Saúde. 2 ed. Rio de


Janeiro: Guanabara Koogan, 2003.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 101 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Patologia - 1253
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Patologia - 1253
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
4
Professor:
RÚBIA DENISE RUPPENTHAL
Ementa:
A disciplina aborda os conceitos da patologia geral e da fisiopatologia das entidades mórbidas prevalentes em cardiologia, pneumologia,
gastroenterologia, hepatologia, nefrologia e medicina interna.
Objetivo(s):
Patologia Geral: Compreender e identificar as principais alterações histopatológicas e funcionais da célula lesada, os mecanismos envolvidos na
inflamação e cicatrização e os distúrbios do equilíbrio hídrico-hemodinâmico corporal.
Patologia Sistêmica: visa aplicar os conceitos da patologia geral no entendimento da etiologia de doenças específicas que acometem órgãos e/ou
sistemas.
Programa de Conteúdos:
1. Patologia – conceitos básicos
2. Revisão de Citologia
3. Lesão e morte das células: lesão reversível/irreversível, necrose celulares e apoptose
4. Distúrbios do crescimento celular (adaptação): atrofia, hipertrofia, hiperplasia , metaplasia e displasia
5. Acúmulos intracelulares e calcificações patológicas
6. Inflamação aguda e crônica
6. Regeneração e reparo: fibrose e cicatrização de feridas
7. Distúrbios hídricos: edema
8. Distúrbios hemodinâmicos: hemorragia, trombose, embolia e infarto
9. Carcinogênese e neoplasias
10. Patologia dos vasos sanguíneos e coração
11. Patologia do sistema respiratório
12. Patologia do trato gastrintestinal. Doenças do fígado, do sistema biliar e do pâncreas
13. Patologia do sistema endócrino
14. Patologia do sistema nervoso central
15. Patologia do rim e do trato urinário inferior
16. Patologia do sistema músculo-esquelético: ossos, articulações e músculos

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 102 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

1 28/02 4ªf P Apresentação da disciplina, métodos de avaliação e bibliografia.


Coleta, preparação da amostra e análise de tecidos em patologia
2 01/03 5ªf T Patologia, conceitos básicos - Discussão do Artigo 1
3 07/03 4ªf P Revisão de Citologia – observação de células em mitose
4 08/03 5ªf T Lesão e morte das células I: lesão reversível/irreversível e necrose celular
5 14/03 4ªf P Necrose coagulativa, liquefativa, caseosa e gordurosa
6 15/03 5ªf T Lesão e morte das células II: apoptose
7 21/03 4ªf T/P Adaptação à lesão: hipertrofia, hiperplasia, atrofia, displasia e metaplasia
Hiperplasia de próstata, atrofia de testículo
8 22/03 5ªf T Inflamação aguda I: características
9 28/03 4ªf T Inflamação aguda II: mediadores químicos
10 29/03 5ªf T Inflamação crônica
11 04/04 4ªf P Dermatite aguda e crônica - Discussão do Artigo 2
12 11/04 4ªf P Avaliação prática 1
1312/04 5ªf T Avaliação teórica 1
14 18/04 4ªf T/P Regeneração e cicatrização: cicatrização 24h, 7 dias, 14 dias e 21 dias
15 19/04 5ªf T Distúrbios hídricos (edema) e hemodinâmicos (trombose, hemorragia, hiperemia, embolia e infarto)
16 25/04 4ªf P edema pulmonar, trombo, hemorragia e hematoma
17 26/04 5ªf T Patologia do câncer: aspectos gerais, etiologia, alterações morfológicas e teciduais
1802/05 4ªf P Adenoma de mama, adenocarcinoma de mama, leucemia
19 03/05 5ªf Doenças dos vasos sanguíneos e coração
20 09/05 4ªf P Aterosclerose e infarto agudo do miocárdio -
21 10/05 5ªf T Avaliação teórica 2
22 16/05 4ªf T Doenças do fígado e vesícula biliar
23 17/05 5ªf T Doenças do pâncreas 24
23/05 4ªf P Cirrose hepática e hepatite viral - Discussão do Artigo 3
25 24/05 5ªf T Patologia do sistema gastrintestinal
26 30/05 4ªf P Úlcera péptica - Discussão do Artigo 4
27 31/05 5ªf T Doenças do sistema endócrino
28 06/06 4ªf T/P Doenças do sistema nervoso central – Acidente vascular cerebral (AVC)
29 07/06 5ªf T Estudo dirigido (feriado)
30 13/06 4ªf P Antracose pulmonar, granuloma Tb pulmão (tuberculose), êmbolo séptico do pulmão
31 14/06 5ªf T Doenças do sistema respiratório
32 20/06 4ªf P Avaliação prática 2 - Entrega do caderno de prática
33 21/06 5ªf T Doenças dos rins e da bexiga
34 27/06 4ªf T Avaliação teórica 3 (turmas A+B)
35 28/06 5ªf T Seminário –+ Prova de Segunda Chamada
36 02/07 2ªf T Entrega das notas finais (complementação de carga horária das 5ªf)

05/07 5ªf EXAME SUPLEMENTAR

Metodologia de Ensino:
Aulas expositivas, aulas práticas de microscopia, discussão de artigos e seminários
Avaliação:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 103 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Avaliação:
O aprendizado do aluno será avaliado através da soma da pontuação atingida pelo aluno em três blocos de avaliação:

1-TEÓRICA (60% da nota final)


* Média das avaliações teóricas [(AT1+AT2+AT3+ SEMINÁRIO)/4] x 0,6= nota da teórica
2-PRÁTICA (30% da nota final):
* Média das avaliações práticas [(AP1+AP2+Caderno de Práticas)/3] x 0,3= nota da prática
3- DISCUSSÃO DE ARTIGOS EM AULA (10% da nota final)
* Média individual da discussão de artigos x 0,1= nota da discussão de artigos
No primeiro dia de aula, os alunos serão distribuídos igualitariamente em 4 grupos dentro de suas turmas de aula prática. No decorrer do semestre, os
artigos selecionados pelo professor (disponibilizados na Página do Aluno) serão discutidos em aula, sob responsabilidade de um dos grupos que
será sorteado no dia. Cada participante do grupo será avaliado de forma individual pela sua contribuição na discussão e receberá uma nota (nota
apresentador). Os alunos que não forem do grupo apresentador também serão avaliados pela sua participação na discussão, sendo que todas as
contribuições relevantes serão consideradas (nota platéia). Todos os grupos estão sujeitos ao sorteio a cada novo encontro, por isso todos devem ter
lido os artigos mesmo que o seu grupo já tenha sido sorteado.
OBS: a discussão do Artigo 1 será de responsabilidade do professor.

A soma simples destes três blocos de avaliação resultará na nota final da disciplina.

Orientações:
O aluno que deixar de fazer provas obrigatórias, no prazo de 7 dias úteis após a aplicação da prova perdida, pode fazer solicitação de uma Segunda
Chamada de Prova, mediante requerimento na Central de Atendimento ao Estudante e o pagamento de uma taxa administrativa para cada prova
requerida (isenção da taxa: por doença, acidente, ato cirúrgico, problemas da gravidez ou parto, por prorrogação de jornada de trabalho comprovado por
atestado da empresa, por casamento ou luto). O aluno terá direito a recuperar esta nota em prova cumulativa no final do semestre em data a ser
definida pela coordenação do curso.
O seminário é de grupo, mas a nota é individual (média entre a nota de grupo e a individual).
Recuperação: prova de EXAME SUPLEMENTAR com todo conteúdo, sendo que a nota mínima de aprovação é 7,0.
Os alunos que tiverem dificuldades em assuntos não tratados nesta disciplina, mas que servem de base para ela, terão as seguintes oportunidades de
nivelamento:
· serão encaminhados para o Laboratório de Metodologia, Estatística e Produção Textual;
· a eles serão indicados livros textos que contemplem esses assuntos de base;
· aulas de monitoria.

Bibliografia Básica:
COTRAN, R.S. KUMAR, V.; COLLINS, T. , S.L. Patologia estrutural e funcional. 6ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001
BRASILEIRO FILHO, G. Patologia – Bogliogo: 6o ed. Rio de Janeiro: Guanabara-Koogan, 2000.
Bibliografia Complementar:
MONTENEGRO. Patologia: processos gerais 4° ed. Editora Atheneu, 1999
ANDREOLI, C. Medicina Interna Básica 5º edição. Guanabara Koogan, 1995.
VASCONCELLOS, D. Gastroenterologia Prática. 5ª edição. Sarvier, 1998.
DANI, R. & CASTRO L.P. Gastroenterologia Clínica. 2ª ed. Guanabara, 1988
GUYTON, A .C. Tratado de fisiologia médica. Guanabara Koogan, 1997

http://www.ipametodista.edu.br pág. 104 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Prática em Pesquisa I - 2587


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Prática em Pesquisa I - 2587
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
6
Professor:
MARILU FIEGENBAUM
Ementa:
Estuda o método científico; aborda o delineamento de pesquisa, tamanho amostral e seleção de amostras; analisa os estudos comparativos, as
considerações éticas e o roteiro de projeto de pesquisa.
Objetivo(s):
Proporcionar conhecimentos de metodologia de pesquisa quantitativa e qualitativa para a montagem de projetos de pesquisa.
Programa de Conteúdos:
Tipos de Pesquisa: quantitativa e qualitativa (características e aplicabilidades)
- Com quem são feitas as pesquisas clínicas?
- Onde são feitas as pesquisas e com quais recursos?
- Riscos e benefícios associados à pesquisa clínica.
- Normas legais para pesquisa em seres humanos: Protocolo, Termo de consentimento, Comitê de Ética em Pesquisa
- Existem limitações para as pesquisas? As viabilidades.
- Como se descreve o objetivo? Construção do problema de pesquisa e das hipóteses.
- Configuração da população. Técnicas de seleção de amostras. Tamanho amostral
- Os questionários – tipos de variáveis
- O que é um experimento?
- Como se estuda o efeito de um tratamento?
- O que é controle?
- O que são estudos comparativos?
- O que são controles históricos?
- O que é estudo dose-resposta?
- Estudos cegos e duplo-cegos.
- Confundimento
- Como se escolhe os pacientes de cada grupo?
- O que é delineamento de um estudo?
- Experimentos inteiramente ao acaso.
- Experimentos em bloco e ao acaso.
- O indivíduo como seu próprio controle.
- Delineamentos complexos.
- Estudos observacionais: transversais e experimentais
- Estudo de caso-controle
- Estudos de coorte: prospectivos e retrospectivos.
- Quando se fazem estudos observacionais?
- Estatística: como se determina o teste estatístico de acordo com o tipo de estudo e de variáveis do estudo?
- Roteiro do projeto
- Seminários de pesquisa (cada aluno apresenta um esboço do projeto e outros 2 serão os comentaristas, de acordo com o roteiro estipulado.)

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 105 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

DataAtividade
Fevereiro
0127Apresentação da disciplina e do cronograma.
Março
0201Estruturação do TCC no curso de Biomedicina.
0306Linhas de Pesquisa do curso de Biomedicina.
0408Elaboração de Projeto de Pesquisa.
0513Elaboração de Projeto de Pesquisa.
0615Elaboração do Projeto de Pesquisa.
0720Tipos de pesquisa: quantitativa e qualitativa (características e aplicabilidades).
0822Normas legais para pesquisa com seres humanos.
0927Comitê de Ética em Pesquisa e Termo de Consentimento Livre e Esclarecido.
1029Preenchimento do Currículo Lattes.
Abril
1103Apresentação e discussão das idéias de projeto de pesquisa.
05DIA NÃO LETIVO
1210Leitura critica de artigos científicos. Bases de dados para pesquisa científica.
1312Definição do tema, construção do problema de pesquisa, formulação das hipóteses e definição dos objetivos da pesquisa.
1417Definição da população, técnicas de seleção de amostras, tamanho amostral.
1519Técnicas de coleta de dados. Como elaborar questionários?
1624Exercícios para formulação de problema de pesquisa e elaboração de questionários.
1726Bases gerais da experimentação: o que é experimento, como se estuda o efeito de uma intervenção, o que é controle, variáveis de confusão.
Maio
01DIA NÃO LETIVO
1803AVALIAÇÃO 1
1908O que é delineamento de um estudo? Experimentos inteiramente ao acaso. Experimentos em bloco e ao acaso.
2010Estudos observacionais: transversais e experimentais.
2115Estudos caso-controle.
2217Estudos de coorte: prospectivos e retrospectivos.
2322Delineamentos complexos e definição da melhor estratégia de pesquisa.
2424Revisão Bibliográfica e meta-análise.
2529Apresentação do pré-projeto de pesquisa
2631Apresentação do pré-projeto de pesquisa
Junho
2705Estatística: como se determina o teste estatístico de acordo com o tipo de estudo?
07DIA NÃO LETIVO
2812Estatística: como se determina o teste estatístico de acordo com o tipo de estudo?
2914AVALIAÇÃO 2. Entrega do projeto de pesquisa.
3019Apresentação dos projetos de pesquisa.
3121Apresentação dos projetos de pesquisa.
3226Apresentação dos projetos de pesquisa.
3328Apresentação dos projetos de pesquisa.
35Atividade extra-classe: fechamento do projeto para entrega no comitê de ética.
Julho
3602Entrega das notas e fechamento do semestre.
05Exame suplementar

Metodologia de Ensino:
As aulas serão desenvolvidas através de exposição do assunto; seminários de apresentação de projetos de pesquisa e aulas no laboratório de
informática.
Avaliação:
Instrumentos e critérios de Avaliação:
A nota final será constituída da média de 2 avaliações escritas e um projeto de pesquisa. O discente, cuja média for superior a 7,0 estará aprovado.

-Avaliação escrita: conterá questões objetivas e subjetivas que serão respondidas individualmente pelos alunos. A ausência em qualquer avaliação
deverá ser justificada na Central de Atendimento ao Estudante (CAE) de modo a se acertar a possibilidade de segunda chamada de prova. Esta será
realizada no final do semestre com conteúdo cumulativo de todo o semestre.
-Exame suplementar: será realizado em dia estipulado no cronograma. O exame suplementar abrangerá o conteúdo de todo o semestre.

Bibliografia Básica:
VIEIRA, S.; HOSSNE, W. S. Metodologia Científica para a área da Saúde. Rio de Janeiro: Campus, 2001.
CALLEGARI-JACQUES, S. Bioestatística: princípios e aplicações. Porto Alegre: Artmed, 2003.
HULLEY S, et al. Delineando a pesquisa clínica: uma abordagem epidemiológica. 2 ed. Porto Alegre: Artmed, 2003.

Bibliografia Complementar:
VIEIRA, S. Bioestatística: tópicos avançados. Rio de Janeiro: Campus, 2003.
KNAPP, R. G.; MILLER III, M. C. Clinical epidemiology and biostatistics. Baltimore: Williams and Wilkins, 1992.
CERVO, A. L., BERNIAN, P. A. Metodologia científica. 5 ed. São Paulo: McGraw-Hill do Brasil, 2003.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 106 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Química Analítica - 2104


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Química Analítica - 2104
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
2
Professor:
ALINE NICHELE
Ementa:
Amostragem e preparação de amostras inorgânicas para a análise. Caracterização das espécies catiônicas e aniônicas mais comuns. Balança analítica.
Volumetria. Gravimetria. Erros de análise quantitativa. Expressão de resultados. Métodos instrumentais de análise.
Objetivo(s):
Introduzir técnicas de análise qualitativa em escala semi-micro, técnicas de análise quantitativa clássica e técnicas de análise instrumentais aos
alunos do curso de Biomedicina.
Programa de Conteúdos:
1. Química Analítica Qualitativa
1.1 Reações por via seca e úmida
1.2 Equilíbrio químico, equilíbrio de solubilidade (Kps)
1.3 Fatores que afetam a solubilidade, íon comum
1.4 Técnicas para análise em escala semi-micro
1.5 Análise qualitativa sistemática dos cátions dos grupos 1,2, 3, 4 e 5

2. Química Analítica Quantitativa


2.1 Volumetria de neutralização
2.2 Volumetria de oxidação-redução
2.3 Volumetria de precipitação
2.4 Volumetria de complexação
2.5 Gravimetria

3. Química Analítica Instrumental


3.1 Absorção Molecular no Ultravioleta/visível
3.2 Espectrometria no Infra-vermelho
3.3 Espectrometria de Absorção Atômica
3.4 Potenciometria
3.5 Métodos Cromatográficos

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 107 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

AULADATA CONTEÚDO
127/02Apresentação da disciplina; Introdução a Química Analítica
228/02Prática: Noções de segurança no laboratório
Prática:Balança analítica; preparação de soluções
306/03Introdução a Química Analítica. Amostragem; análise em escala semi- micro
407/03Prática: Coloração de íons
513/03Aula magna
614/03Prática: Técnicas para análise em escala semi-micro
720/03Noções de equilíbrio químico. Equilíbrio de solubilidade (Kps).
Fatores que afetam a solubilidade.
821/03Exercícios
927/03Química Analítica Qualitativa: Teoria do Grupo 1
1028/03Prática: identificação de cátions dos grupos 1, 2
1103/04Química Analítica Qualitativa: Teoria do Grupo 2A e do Grupo 2B
1204/04Prática: identificação de cátions dos grupos 3, 4, 5
1310/04Química Analítica Qualitativa: Teoria do Grupo 3, Teoria do Grupo 4
(Mg+2) e Grupo 5 (NH4+)
1411/04Exercício: Separação dos componentes de uma amostra problema
15Atividade extra-classe: Separação dos componentes de uma amostra
1617/04Química analítica quantitativa: introdução
1718/04Prova 1
1824/04Química analítica quantitativa: Volumetria. Algarismos significativos.
Erro em Química Analítica
1925/04Prática: Aferição de vidraria volumétrica;
01/05Feriado
2002/05Prática: Volumetria de neutralização
2108/05Volumetria de neutralização
2209/05Prática: Volumetria de oxidação-redução
2315/05Volumetria de oxidação-redução
2416/05Prática: Volumetria de precipitação
2522/05Volumetria de precipitação
2623/05Prática: Volumetria de complexação
2729/05Volumetria de complexação. Gravimetria
2830/05Prática : Absorção Molecular (espectrofotômetro)
2905/06Métodos Instrumentais de Análise. Absorção Molecular no UV/Vis
3006/06Prática: Cromatografia (TLC)
3112/06Métodos Cromatográficos
3213/06Prática: Titulação Potenciométrica
3319/06Métodos Potenciométricos.
3420/06Prova 2
3526/06Noções de Absorção Atômica. Noções de Espectrometria no Infravermelho;
3627/06Noções de RMN
03/07Exame suplementar

Metodologia de Ensino:
Os conteúdos serão trabalhados em aulas expositivas, atividades experimentais e através da realização de exercícios e atividades de pesquisa.
Avaliação:
A avaliação abrangerá a resolução de exercícios, provas, relatórios de atividades experimentais e atividades de pesquisa.
A nota final será formada por: 30% Prova 1; 30% Prova 2; 20% média dos trabalhos; e 20% média dos relatórios das atividades práticas, sendo
calculada através da fórmula:

Nota final = [ 3 (prova 1) + 3 (prova 2) + 2 (média dos trabalhos) + 2 (média dos relatórios) ] / 10

Estudantes que não comparecerem a alguma avaliação, poderão realizá-la no final do semestre, com conteúdo cumulativo, em data a ser definida pelo
professor, mediante apresentação do requerimento do encaminhamento ao CAE efetuado no prazo de até 7 dias após a avaliação perdida.
Estudantes com freqüência igual ou superior a 75% e nota final superior a 7,0 estão automaticamente aprovados na disciplina.
Estudantes com freqüência igual ou superior a 75% e nota final entre 4,0 e 6,4 estão, automaticamente, em exame suplementar na disciplina.
O aluno que obtiver nota igual ou superior a 7,0 no exame suplementar está aprovado na disciplina.
Estudantes com freqüência inferior a 75%, independente da nota, estão automaticamente reprovados.

Bibliografia Básica:
SKOOG, Douglas A. Princípios de Análise Instrumental. 5a ed., Porto Alegre: Bookman, 2002.
HARRIS, Daniel C. Análise Química Quantitativa. 6a ed. Rio de Janeiro: LTC Editora. 2005.
VOGEL, A. I. Química Analítica Qualitativa. 5ª ed. São Paulo: Mestre Jou, 1981.

Bibliografia Complementar:
VOGEL, Artur I. Análise Química Quantitativa. 6a ed. Rio de Janeiro: LTC Editora.2002.
SKOOG, Douglas A. Fundamentals of Analytical Chemistry. 7ª ed., W B SAUNDERS editora, 1996.
SILVERSTEIN, Robert M. Identificação Espectrométrica de Compostos Orgânicos. 6a ed. Rio de Janeiro: LTC Editora, 2000.
COLLINS, H. C.; BRAGA, G. L.; BONATO, P. S. Introdução a Métodos Cromatográficos. 7ª. ed. Campinas/SP: Editora da UNICAMP, 1997.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 108 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Química Geral e Orgânica - 1903


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Química Geral e Orgânica - 1903
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
1
Professor:
ROBSON BRUM GUERRA
Ementa:
Enfoca o estudo da tabela Periódica atual e suas principais propriedades; estudo das ligações químicas, os aspectos relevantes das principais funções
inorgânicas, desenvolve o reconhecimento e caracterização das principais funções orgânicas; reações ácido-base de compostos orgânicos; propõe a análise
estrutural e conformacional e estereoquímica.
Objetivo(s):
Propiciar sustentação teórico-prática aos alunos de Biomedicina, com intuito de que possam aplicar os conhecimentos básicos de química geral e
orgânica, correlacionando-os com sua atividade profissional.
Programa de Conteúdos:
UNIDADE 1 - CONCEITOS FUNDAMENTAIS
1.1 - Teoria Atômica e Estrutura eletrônica dos átomos
1.2 - Tabela Periódica
1.3 - Ligações Químicas
1.4 - Funções Inorgânicas
UNIDADE 2 - FISICO-QUÍMICA
2.1 - Preparação e Padronização de Soluções
2.2 - Cinética química
2.3 - Equilíbrio Químico
UNIDADE 3 - QUÍMICA ORGÂNICA3.1 - funções orgânicas
3.2 - Solubilidade de Compostos Orgânicos
3.3 - acidez e basicidade de compostos orgânicos
3.4 - analise conformacional
3.5 - Estereoquímica
Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 109 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

22/02 Recepção aos calouros


26/02 Prática 1: Segurança no laboratório
01/03 Teorias Atômicas e Estrutura eletrônica
05/03 Prática 2: Teste da Chama
08/03 Estrutura Eletrônica e Tabela periódica
12 /03 Prática 3: Preparação e caracterização de Cloreto de Sódio
15/03 Tabela periódica
19 /03 Prática 4: Aplicação de Indicadores Químicos
22/03 Ligações químicas
26 /03 Prática 5: Preparação de Soluções Padronização de Soluções
29/03 Ligações químicas
02 /04 Prática 6: Padronização de Soluções
05/04 Feriado
09/04 Prática 7: Síntese de Sulfato de Cobre
12/04 Hibridização e Geometria de alguns compostos
16 /04 Prática 8: Equilíbrio Químico
19/04 Introdução à química orgânica
23/04 Prática 9: Cinética Química
26/04 PROVA TEÓRICA 1
30/04 PROVA TEÓRICO-PRÁTICA 1
03/05 Solubilidade; Acidez e basicidade de compostos orgânicos
07 /05 Prática 10: Propriedades dos Líquidos
10/05 Acidez e basicidade de compostos orgânicos
14 /05 Prática 11: Solubilidade de Compostos Orgânicos
17/05 Acidez e basicidade de compostos orgânicos
21/05 Prática 12: Identificação de grupos funcionais
24/05 Análise conformacional
28/05 Prática 13: Extrações ácido-base
31 /05 Isomeria. Isomeria constitucional; E - Z
04/06 Prática 14: Síntese do Ácido Acetil Salicílico
07/06 Feriado
11 /06 Prática 15: Reação de esterificação
14/06 Estereoquímica. Quiralidade e Nomenclatura R/S
18/06 Prática 16: Exercícios com modelos moleculares
21/06 Projeção Fischer
25/06 PROVA TEÓRICO-PRÁTICA 2
28 /06 PROVA TEÓRICA 2
02/07 Complementação da c.h. de quinta-feira e Provas atrasadas.
05/07 Exame Suplementar
Metodologia de Ensino:
A disciplina será conduzida através de aulas teórico-expositivas dialogadas utilizando como recursos quadro, modelos moleculares, datashow, e
roteiro a ser completado em aula; aulas práticas de laboratório utilizando como recursos, vidraria específica, reagentes analíticos, agitadores
magnéticos, etc., onde os alunos deverão realizar experimentos práticos.A disciplina contará com monitor que estará a disposição para auxílio aos
alunos na resolução de exercícios e dúvidas gerais. Também serão encaminhados para o laboratório de metodologia estatística e produção textual,
aquelea acadêmicos que apresentarem dificuldades de interpretação ou escrita da linguagem química. A instituição disponibiliza um curso de nivelamento
em EAD (ensino médio), que será indicado pelo professor no início e ao longo do semestre.
Avaliação:
A avaliação da disciplina abrangerá a resolução de duas provas teóricas, e duas avaliações teórico-práticas (todas com o mesmo peso 1,0).A nota final na
disciplina será formada pela média aritmática das 4 (quatro) avaliações.Estudantes que não comparecerem a alguma avaliação, poderão realizá-la no
final do semestre, com conteúdo cumulativo, mediante apresentação do requerimento do encaminhamento ao CAE efetuado no prazo de até 48 horas
após a avaliação perdida.Estudantes com freqüência igual ou superior a 75% e nota final superior a 7,0 estão automaticamente aprovados na
disciplina.Estudantes com freqüência igual ou superior a 75% e nota final entre 4,0 e 6,9 estão, automaticamente, em exame suplementar na
disciplina.O aluno que obtiver nota igual ou superior a 7,0 no exame suplementar está aprovado na disciplina.Estudantes com freqüência inferior a
75%, independente da nota, estão automaticamente reprovados.
Bibliografia Básica:
1) SOLOMONS, T.W.G.; Química Orgânica. 8a ed. LTC V1, 2005.
2) RUSSEL, J. B.. Química Geral. 2a ed. São Paulo: MacGraw-Hill do Brasil. 1994. V1 e V2.
3) McMurry, J. Quimica Orgânica. 2 ed. São paulo, Thomson, 2005.
Bibliografia Complementar:
4) ALLINGER., N. L.;et al. Química Orgânica. 10ª Rio de Janeiro 1995
5) FREITAS, R. G. Química Geral e inorgânica. 6ª Ed Ao livro Técnico Rio de Janeiro 1990.
6) MAHAN, B.H.. Química um curso universitário. Guanabara Rio de Janeiro 1993
7) VOGEL, A. L., Química inorgânica. Quantitativa. 4ª Ed. Guanabara Rio de Janeiro
8) UCKO, D. A.. Química para as Ciências da Saúde: uma Introdução para Química Geral, Orgânica e Biológica. 2a ed. São Paulo: Editora Manole. 1992.
647P.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 110 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Redação e Expressão - 2463


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Redação e Expressão - 2463
Carga Horária:
36
Turno:
Manhã
Semestre:
1
Professor:
LAUCI REGINA BELLE
Ementa:
Aborda o estudo da língua, da linguagem e suas implicações pedagógicas, estuda os tipos de texto e formas de sua organização: coerência e coesão
textual, estimula a prática de leitura e de produção de texto, norteado pelos processos de comunicação.
Objetivo(s):
• Usar adequadamente a Língua Portuguesa, tanto ao falar, como ao escrever
• despertar o senso crítico por meio da leitura e discussão de textos;
• distinguir textos coerentes de textos não coerentes;
• reconhecer os elementos coesivos em textos lidos;
• identificar, nos textos lidos, os recursos estilísticos empregados, como conotação, denotação, figuras de linguagem;
• reconhecer os elementos da comunicação;
• interpretar e elaborar textos;
• revisar o emprego de conteúdos gramaticais;
• identificar parágrafo e suas partes;
• elaborar resenhas e relatórios.

Programa de Conteúdos:
• Leitura de textos, ressaltando a importância e tipos de leitura.
• Interpretação e compreensão crítica de textos.
• Identificação das relações intertextuais; denotação, conotação, polissemia.
• Elementos de coesão e de coerência textual.
• Estudo do parágrafo e as partes que o constituem.
• Leitura de textos direcionados à disciplina, assim como a leitura de outras tipologias textuais.
• Estudo do texto argumentativo, descritivo e narrativo.
• O resumo, a resenha.
• Produção textual.

Cronograma de Atividades:
AULA 1 - Apresentação da disciplina e do conteúdo. Tipos de leitura e a importância da mesma.
Texto; levantamento e redação das idéias principais.
AULA 2 – Elementos da comunicação.
AULA 3 – Análise de textos e reconhecimento dos elementos do processo de comunicação.
AULA 4 – Trabalho com análise de parágrafos incoerentes.
AULA 5 – Correção dos parágrafos incoerentes.
AULA 6 – Interpretação de texto e aproveitamento do mesmo para a revisão de conteúdos gramaticais.
AULA 7 – Trabalho de interpretação de um texto específico da disciplina. Levantamento dos parágrafos. Idéias principais.
AULA 8 – Textualidade, coesão e coerência (teoria)
AULA 9 – A coerência, a coesão e o contexto discursivo. Análise de textos incoerentes e respectivas reeescrituras.
AULA 10 – Interpretação de texto. Identificação dos elementos de coesão. Entrega do trabalho referente à coesão textual e da produçaõ de resenhas.
AULA 11 – O parágrafo argumentativo, descritivo e narrativo.
AULA 12 – Análise de textos argumentativos, descritivos e narrativos.
AULA 13 – Avaliação. Entrega da produçaõ de textos argumentativos, descritivos e narrativos.
AULA 14 – O estudo do resumo e da resenha.
AULA 15 – Continuação da aula anterior.
AULA16 – Produção de resumo a partir de texto direcionado à temática do curso.
AULA 17 – Entrega do resumo.
AULA 18 – Encerramento das aulas.Encontro para sanar possíveis dúvidas

Metodologia de Ensino:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 111 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Os conteúdos serão desenvolvidos por meio de aulas teórico-práticas. Os conceitos serão abordados a partir de aulas expositivo-dialogadas e
discussões em pequenos grupos e em grandes grupos. Os alunos serão estimulados a realizar leituras e produções de textos relacionados ao conteúdo
das aulas.
Avaliação:
Serão três os instrumentos de avaliação, cada um com peso 10.0. O primeiro constituir-se-á em identidicar os elementos de coesão em dois textos com
temáticas relativas ao curso, bem como a elaboração de resenhas de ambos os textos; o segundo, a produção de um texto argumentativo, de um texo
narrativo e de um descritivo; o terceiro, uma prova pertinente aos conteúdos gramaticais e teóricos trabalhados no decorrer do semestre.
Bibliografia Básica:
CUNHA, C.; CINTRA, L. F. L. Nova gramática do Português contemporâneo. 3 ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.
FARACO, C. A.; TEZZA, C. Prática de texto: para estudantes universitários. 11 ed. Petrópolis: Vozes, 2003.
GARCIA, O. Comunicação em prosa moderna: aprenda a escrever, aprendendo a ler. 24 ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2004.
Bibliografia Complementar:
KOCH, I. G. V. Argumentação e linguagem. 9 ed. São Paulo: Cortez, 2004.Dicionário de sinônimos e antônimos.
FARACO, C.; TEZZA, C. Oficina de texto. Petrópolis: Vozes, 2003.
KOCH, I. A coesão textual. São Paulo: Contexto, 2002.
KOCH, I.; TRAVAGLIA, L. A coerência textual. São Paulo: Contexto, 2001

http://www.ipametodista.edu.br pág. 112 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Tecnologia dos Alimentos - 2121


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Tecnologia dos Alimentos - 2121
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
6
Professor:
Heloisa Helena Chaves Carvalho
Ementa:
Estuda as operações básicas do processamento de alimentos;conservação dos alimentos por refrigeração, congelamento, tratamentos térmicos,
concentração,irradiação, defumação, redução do pH, salga, processos combinados e desidratação; noções de desenvolvimento de novos produtos, novos
processos de conservação e armazenam.
Objetivo(s):
Possibilitar o entendimento dos fundamentos e da diferentes técnicas de processamento aplicados na conservação e na transformação dos alimentos.
- Proporcionar uma visão ampla das possibilidades de processamento de alimentos a fim de garantir, além de sua conservação, a manutenção de seu
valor nutricional e sua qualidade microbiológica;
- Oportunizar o entendimento das etapas e das condições operacionais dos processos aplicados nas diferentes matérias-primas, resultando na obtenção
da grande variedade de produtos alimentícios existentes no mercado;

Programa de Conteúdos:
) INTRODUÇÃO À TECNOLOGIA DOS ALIMENTOS: Objetivos e importância dos alimentos na busca de novas fontes, no aproveitamento de subprodutos,
no desenvolvimento de novos produtos e processos.
2) CONTROLE DE QUALIDADE NA INDÚSTRIA DE ALIMENTOS. Gestão; Análises; processos.
3) CONSERVAÇÃO DOS ALIMENTOS: causas de deterioraç~]ao. Deterioração por ação de microrganismos: nutrientes e fatores físicos que afetam o seu
crescimento.
4) INFLUÊNCIA DA UMIDADE NA CONSERVAÇÃO DOS ALIMENTOS: Tipos de umidade. Umidade de Equilíbrio. Atividade de água dos alimentos
sólidos; atividade de água dos alimentos concentrados;Atividade de água e sua influência na conservação dos alimentos e sobre os microrganismos;
5) CONSERVAÇÃO DE ALIMENTOS POR SECAGEM: Conceito. Teoria da secagem: períodos de secagem, movimento da umidade no interior do sólido;
temperatura do ar; temperatura do produto; influência sobre os microrganismos; Equipamentos típicos para secagem e desidratação;; qualidade dos
produtos desidratados;
6) CONSERVAÇÃO POR CONCENTRAÇÃO: Temperaturas, equipamentos, qualidade dos produtos concentrados, qualidade nutricional;
7) TECNOLOGIA DE CEREAIS E PANIFICAÇÃO; TECNOLOGIA DE ÓLEOS E GORDURAS; TECNOLOGIA DE CARNES; TECNOLOGIA DE FRUTAS
E HORTALIÇAS; TECNOLOGIA DE LEITE E DERIVADOS; TECNOLOGIA DE BEBIDAS;
8) EMBALAGENS: Embalagens mais utilizadas em alimentos, conceito de proteção e influência no valor nutritivo;
89 ROTULAGEM DE ALIMENTOS: conceito, rotulagem nutricional complementar, papel do Biomédico na avaliação da rotulagem de alimentos;
principais leis.

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 113 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

1ª aula: 26/02- Apresentação da disciplina. Métodos de avaliação. Introdução a Tecnologia de Alimentos; Histórico; conceitos; objetivos; importância.
Classificação de alimentos (exercícios para discussão);
2ª aula: 05/03 - Fatores intrínsecos e extrínsecos no processamento de alimentos; Controle Microbiológico e enzimático. Leitura de texto sensibilizador.
3ª aula: 12/03 - Operações Unitárias no processamento de alimentos; Controle de qualidade.
4ª aula: 19/03 - Conservação de alimentos: uso do calor
5ª aula: 26/03 – Aula prática: Secagem de alimentos: bananas e tomates. Controle de umidade e vida de prateleira.
6ª aula: 02/04 – Conservação pelo frio: resfriamento e congelamento.
7ª aula: 09/04 – Aula prática: técnicas de resfriamento e congelamento de alimentos. Controle sensorial e microbiológico.
8ª aula: 16/04 - 1ª avaliação parcial de conteúdos
9ª aula: 23/04 - Conservação de alimentos: defumação, irradiação, liofilização.
10ª aula: 30/04 – conservação por adição de elementos: açúcar; fermentações; salga e cura
11ª aula: 07/05 – Aula prática: Extração de pectina. elaboração de geléias , compotas e picles.
12ª aula: 14/05 – Estudo dirigido: Uso de aditivos em formulações alimentares.
13ª aula: 21/05 – Tecnologia de cereais: moagem; panificação; massas alimentícias; salgadinhos.
14ª aula: 28/05 – Aula prática: elaboração de pães; identificação e controle de fermentos biológicos.
15ª aula: 04/06 – Tecnologia de leite: produção; conservação e produtos derivados do leite; aula prática: elaboração de queijos; ricota e requeijão.
16ª aula: 11/06 – Tecnologia de carnes. transformação da matéria prima em alimento; bioquímica da carne; principais transformações; controle de
qualidade.
17ª aula: 18/06 – 2ª avaliação parcial de conteúdos
18ª aula: 25/06 – Atividades de encerramento da disciplina: divulgação de notas, entrega de trabalhos e relatórios;reposição de avaliações para alunos que
faltaram deferidos pelo CAE.

03/07 - Exame suplementar

Metodologia de Ensino:
Aulas expositivas e dialogadas, análise de texto provocador; 2 pequenas avaliações individuais, trabalhos em grupo, estudos dirigidos, seminários,
relatórios de aula prática.
Avaliação:
Nota 1 = Média aritmética simples de 2 avaliações (10 pontos)
Nota 2 = Somatório de trabalhos, relatórios e estudos dirigidos (10 pontos)

G1 = (Nota 1 x 0,6) + (Nota 2 x 0,4)

Bibliografia Básica:
ORDONEZ, J. A . Tecnologia de alimentos. Porto Alegre: Artmed. 2005. V.1 e 2.
BARUFFALDI, R.; OLIVEIRA, M. N. Fundamentos de tecnologia de alimentos.
São Paulo: Atheneu, 1998.
TSCHEUSCHNER, H.D. Fundamentos de tecnologia de los alimentos.
Zaragoza: Acribia, 2001.
Bibliografia Complementar:
POTTER, N. N.; HOTCHKISS, J. H. Food Science. 5 ed. Maryland: Aspen, 1998.
EVANGELISTA, J. Tecnologia de Alimentos. 2 ed. São Paulo: Atheneu, 1992.
FELLOWS, P. Tecnologia del Procesado de los Alimentos: principios y prácticas.
Zaragoza: Acribia, 1994.
GAVA, A. J. Princípios de Tecnologia de Alimentos. São Paulo: Nobel, 1984.
CAMARGO, R. Tecnologia dos Produtos Agropecuários: Alimentos. São Paulo:
Nobel, 1984.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 114 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Toxicologia - 2114
Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Toxicologia - 2114
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
4
Professor:
MARCELLO AVILA MASCARENHAS
Ementa:
Aborda a análise de substâncias tóxicas presentes em plantas, animais e meio ambiente que apresentam risco para a saúde humana.
Objetivo(s):
Mostrar as aplicações dos métodos de análise empregados em toxicologia, seus fundamentos e aplicações. Identificar as formas de monitoramento
terapêutico, monitorização ambiental e biológica, diagnóstico laboratorial do abuso de drogas, análises toxicológicas de emergência, toxicologia forense,
controle de dopagem nos esportes e diagnóstico da exposição a solventes, gases, metais e agrotóxicos.
Programa de Conteúdos:
1.Princípios Gerais:1.1.Conceito: Toxicologia, Agente tóxico, Toxicidade e Intoxicação2.2. Classificação das Intoxicações2.3 Exposição e vias de exposição2.4.
Toxicocinética: Absorção, Distribuição, volume de distribuição, redistribuição, Armazenamento, Biotransformação, Eliminação2.5. Toxicodinâmica-Interferência
em sistemas enzimáticos-Afinidade nos sistemas enzimáticos-Ações sobre as funções gerais das células-Reações alérgicas-Irritação química direta nos
tecidos-Toxicidade celular-Outros tipos de ações tóxicas2.6.Avaliação Toxicológica-Toxicidade aguda-Toxicidade crônica-Efeitos neurotóxicos,
carcinogênicos, teratogênicos, mutagênicos-Limites de tolerância-Abordagem do paciente intoxicado-Descontaminação (cutânea, digestiva, ocular)-
Eliminação (lavagem gástrica, hemodiálise, hemoperfusão, diurese forçada)-Emprego de antídotos2.7.Aspecto Complementares-Síndromes Tóxicos:
colinérgico, anticolinérgico, narcótico, serotonérgico, adrenérgico-Metahemoglobinemias tóxicas-Toxicologia dos medicamentos (reações adversas,
interações, intoxicações)2.8 Toxicologia social2.9. Toxicologia ambiental2.10. Toxicologia Ocupacional2.11. Toxicologia Forense2.12. Toxicologia analítica
Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 115 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

NºDataDiaAtividade
0126/022ª feiraApresentação da disciplina, cronograma e métodos de avaliação. Toxicologia Geral: introdução, toxicocinética, toxicodinâmica
0227/023ª feira Turma A,BAvaliação de Risco; Avaliação de Toxicidade.
0305/032ª feiraToxicologia Forense
0406/033ª feira Turma A,BAnálise Toxicológica por Cromatografia: CCD Cromatografia de camada delgada (definição, tipos, peculiaridades, materiais)
0512/032ª feiraDrogas licitas: Fumo (tabaco)
0613/033ª feiraTurma A,BAnálise quantitativa: CCD-Cromatografia de camada delgada: Execução da metodologia
0719/032ª feira Drogas licitas: etanol (Etilismo)
0820/033ª feiraTurma A,BAnálise qualitativa: Determinação do etanol.Identificação da composição do tabaco (método). Casos clínicos
0926/032ª feiraToxicologia de Medicamentos- Parte 1
1027/033ª feiraTurma A,BAnálise qualitativa: Método de extração de fármacos caráter ácidos e neutros Método de extração de fármacos caráter
básico CCD-Cromatografia de camada delgada
1102/042ª feiraToxicologia de Medicamentos- Parte 2 Casos clínicos Entrega do artigo
1203/043ª feira Turma A,BAnálise qualitativa e quantitativa: Determinação de paracetamol e salicilatos.CCD - Cromatografia de camada delgada com
amostras de tabaco, paracetamol e barbitúrico
1309/042ª feiraAula interativa: casos clínicos e Resoluções de problemas.
1410/043ª feira Turma A,BDopping esportivo *Análise quantitativa para Dopping: determinação da creatinina urinária e sérica
1516/042ª feira 1ºProva teórica
1617/043ª feiraAnálise qualitativa: Identificação de alucinógenos, maconha e cocaína (matéria 2ºprova).
1723/042ª feira Drogas ilícitas: Alucinógenos**
1824/043ª feiraTurma A,B1º Prova Prática (teórico-prática)
1930/042ª feira Drogas ilícitas: Maconha. Casos clínicos*
01/053ºfeiraFeriado
2007/052ª feiraDrogas ilícitas: Alucinógenos ** Drogas ilícitas: Cocaína
2108/053ª feira Turma A,BAnálise quantitativa: CCD-Cromatografia de camada delgada de amostras de drogas ilícitas
2214/052ª feira Toxicologia Analítica (Turmas A + B)
2315/053ª feira Turma A,BResoluções de problemas e Casos clínicos
2421/052ª feira2ºProva Teórica *
2522/053ª feiraTurma A,B* Ecotoxicologia - animais peçonhentos
2628/052ª feiraToxicologia Ocupacional-parte 1 Entrega da análise crítica do artigo (resenha)
2729/053ª feiraTurma A,BAnálise quantitativa: Determinação de metahemeglobina no sangue Casos clínicos
2804/062ª feiraToxicologia Ocupacional-parte 2: Inseticidas, Herbicidas, Fungicidas e Raticidas
29 05/063ª feira Turma A,BAnálise quantitativa: Determinação da atividade da colinesterase plasmática
3011/062ª feiraToxicologia ambiental: agentes tóxicos e afins.
3112/063ª feiraTurma A,BAnálise quantitativa: Determinação de organofosforados. Casos clínicos
3218/062ª feira3º Prova Teórica
3319/063ª feiraTurma A,BAnálise qualitativa: Determinação de Metais - cátions tóxicos. Resoluções de problemas e Casos clínicos
3425/062ª feiraToxicologia das plantas tóxicas
3526/063ª feira 2º Prova Prática para as turma A, B
3602/072ª feiraSeminário e Segunda Chamada
09/072ª feiraExame suplementar.

Metodologia de Ensino:
Aulas expositivas têm por finalidade de proporcionara a integração dos diferentes temáticas desenvolvidas. Aulas práticas servem para aprimorar as
competências e habilidades nas análises toxicológicas. Estudo de discussão de seminários, discussão de casos clínicos/interativos e visitas técnicas,
capítulos de livros para compreensão e complementação dos fundamentos teóricos da disciplina. Estudo de artigos científicos e de divulgação com a
finalidade de desenvolver a análise crítica, relacionando com os diferentes conteúdos abordados.
Avaliação:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 116 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

O(a) aluno(a) será avaliado mediante aplicação de provas com questões dissertativas/objetiva ( tipo problemas e casos clínicos). Os pesos atribuídos a
cada exercício avaliativo serão os seguintes: 1º avaliação: prova teórica com valor 10,0: –será realizada individual e com consulta;2º avaliação: prova teórica
com valor 10,0: - será realizada em dupla e sem consulta;3º avaliação: prova teórica com valor 10,0: - será realizada individual e sem consulta;4º
avaliação: primeira (1º) prova prática (valor 3,0); segunda (2º)prova prática (valor 3,0); Seminário ( apresentação terá valor de 2,0) e análise crítica de
artigo(terá valor 2,0)-Média de G1 = média aritmética das 4 avaliações. Será considerado aprovado o aluno que obtiver média 7,0 ou superior a sete
no G1 e com 75% de presença.*Sobre o seminário: cada aluno deverá escolher o artigo de acordo com o conteúdo vigente da disciplina.**Sobre os
relatórios: terão valor de 10 % da nota final da disciplina.-Exame suplementar: todo conteúdo do semestre. Nota mínima=7OBS.:Ø É DE
RESPONSABILIDADE DO ALUNO CONTROLAR SUAS FALTAS NO SEMESTRE (máximo 25% de faltas, ou seja, 9 aulas. Os alunos que faltarem
mais do que 9 aulas sem justificativa protocolada na secretaria acadêmica, estão automaticamente reprovados por falta), Ø É DE RESPONSABILIDADE
DO ALUNO SE INTEIRAR, JUNTO AOS COLEGAS, COM A MATÉRIA E TRABALHOS DADOS NO DIA DE SUA AUSÊNCIA. O ALUNO FALTANTE
NÃO PODE ALEGAR DESCONHECIMENTO DO QUE FOI ACORDADO NO DIA DE SUA AUSÊNCIA.Ø TRABALHOS REALIZADOS EM AULA,
VALENDO NOTA, NÃO SERÃO RECUPERADOS!!Ø ATRASO NA ENTREGA DE TRABALHOS TERÃO DESCONTO NA NOTA DO MESMO!RELAÇÃO À
PARTICIPAÇÃO NAS AULAS E POSTURA NO LABORATÓRIO, INCLUINDO A REALIZAÇÃO DE ESTUDOS DE CASOS CLÍNICOS NAS AULAS
PRÁTICAS. RECUPERAÇÃO: EXAME SUPLEMENTAR COM TODO O CONTEÚDO. Ø É OBRIGATÓRIO O USO DE JALECO NAS AULAS PRÁTICASØ O
ALUNO QUE FALTAR A UMA PROVA DO SEMESTRE PODERÁ RECUPERÁ-LA AO FINAL DO MESMO (segunda chamada), SOMENTE COM
SOLICITAÇÃO PROTOCOLADA NA SECRETARIA ACADÊMICA E DEFERIDA PELA COORDENAÇÃO DO CURSO. ESTA PROVA DE RECUPERAÇÃO
SERÁ COM TODA A MATÉRIA DO SEMESTRE.Ø OS ALUNOS QUE TIVEREM DIFICULDADES EM ASSUNTOS NÃO TRATADOS NESTA DISCIPLINA,
MAS QUE SERVEM DE BASE PARA ELA, TERÃO AS SEGUINTES OPORTUNIDADES DE NIVELAMENTO:·SERÃO ENCAMINHADOS PARA
NIVELAMENTO EM BIOLOGIA E QUÍMICA DO ENSINO MÉDIO· A ELES SERÃO INDICADOS LIVROS TEXTOS QUE CONTEMPLEM ESSES
ASSUNTOS DE BASE;· AULAS DE MONITORIA.Ø O(A) ALUNO(A) QUE DEIXAR DE FAZER PROVAS OBRIGATÓRIAS, NO PRAZO DE 02 (DOIS)
DIAS ÚTEIS APÓS A APLICAÇÃO DA PROVA PERDIDA, PODE FAZER SOLICITAÇÃO DE UMA SEGUNDA CHAMADA DE PROVA, MEDIANTE
REQUERIMENTO NA CENTRAL DE ATENDIMENTO AO ESTUDANTE E O PAGAMENTO NA TESOURARIA DE UMA TAXA ADMINISTRATIVA
PARA CADA PROVA REQUERIDA, SENDO QUE ESTA SERÁ APLICADA CONFORME DATA PREVISTA NO CALENDÁRIO ESCOLAR, EM
HORÁRIO MARCADO PELA COORDENAÇÃO DE CURSO. O CONTEÚDO DA SEGUNDA PROVA CHAMADA SERÁ ACUMULATIVO. Ø O NÃO-
COMPARECIMENTO ÀS PROVAS DE SEGUNDA CHAMADA, NA DATA DETERMINADA NO CALENDÁRIO ESCOLAR, ELIMINA A OPORTUNIDADE
DE SUA REALIZAÇÃO. Ø O ALUNO SERÁ AVALIADO COM RELAÇÃO À ASSIDUIDADE NAS AULAS E NA ENTREGA DOS TRABALHOS E COM. Ø SERÁ
FACULTADA UMA ÚLTIMA OPORTUNIDADE DE RECUPERAÇÃO E APROVAÇÃO PARA OS(AS) ALUNOS(AS) QUE OBTIVERAM NOTA INFERIOR A
07 (SETE), POR MEIO DE UMA PROVA ESCRITA (EXAME SUPLEMENTAR) NO VALOR DE 10 (DEZ) PONTOS, DESDE QUE, NO CONJUNTO
DAS AVALIAÇÕES DO PERÍODO, TENHAM OBTIDO NOTA IGUAL OU SUPERIOR A 04 (QUATRO), A QUAL, RESPEITADO O PRAZO MÍNIMO DE
03 (TRÊS) DIAS APÓS O ENCERRAMENTO DO PERÍODO LETIVO, SERÁ REALIZADA NO PRAZO PREVISTO NO CALENDÁRIO ESCOLAR.
Bibliografia Básica:
Brito Filho, D. Toxicologia Humana e Geral, 2.a ed., Rio de JaneiroEd. Atheneu, 1988.
Oga, S. Fundamentos de toxicologia. São Paulo: Atheneu, 1996.
Larini, L. Toxicologia. São Paulo: Manole, 1997
Bibliografia Complementar:
Larini, L.. Toxicologia dos Praguicidas. São Paulo: Manole, 1999.
Moraes, E.C.F.; Sznelwar, R.B.; Fernicola, N.G.G. Manual de ToxicologiaAnalítica. São Paulo: Roca, 1991.
Mycek, M.J., Harvey, R.A., Champe, P.C., Farmacologia Ilustrada, 2ª ed. PortoAlegre, Atmed, 1998.
Rang, H.P., Ritter, J.M., Dale, M.M., Farmacologia. 4ª ed. Rio de Janeiro.Guanabara Koogan, 2003
Hardman, J.G, Limbird, L.E. Goodman & Gilman: As Bases Farmacológicas daTerapêutica. 10ª ed. Guanabara Koogan, 2005.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 117 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Toxicologia dos Alimentos - 2137


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Toxicologia dos Alimentos - 2137
Carga Horária:
72
Turno:
Manhã
Semestre:
05
Professor:
FERNANDA ARBOITE
Ementa:
Aborda o reconhecimento de pontos críticos para contaminação de alimentos, bem como a identificação e quantificação dos agentes tóxicos; estuda de
técnicas aplicação a toxicologia industrial.
Objetivo(s):
Proporcionar ao aluno o reconhecimento de pontos críticos para a contaminação dos alimentos, bem como a identificação e quantificação dos agentes
tóxicos.
Programa de Conteúdos:
Princípios Gerais da Toxicologia de Alimentos
Agentes tóxicos naturalmente presentes nos alimentos.
Aditivos intencionais em alimentos;
Antibióticos e Promotores de crescimento
Tóxicos formados durante o processamento (hidrocarbonetos poliaromáticos, aminas biogênicas, nitrosaminas, aminas aromáticas heterocíclicas);
Micotoxinas
Pesticidas
Metais pesados
Embalagens e utensílios
Alimentos Transgênicos
Carcinógenos químicos em alimentos

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 118 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Cronograma de Atividades:

Dia
Tipo
conteúdo
1
23/02
teórica
Apresentação do cronograma e sistema de avaliação / Princípios Gerais da Toxicologia de Alimentos.
2
27/02
prática
Segurança no laboratório
3
02/03
teórica
Toxicologia da água para consumo humano.
4
06/03
prática
Determinação de nitrato em água
5
09/03
teórica
Determinação dos tóxicos dos alimentos (Análises quali e quantitativas; provas de toxicidade)./Introdução Micotoxinas
6
13/03
prática
Análise de aflatoxinas em amendoim
7
16/03
teórica
Micotoxinas / SEMINÁRIO 1

8
20/03
prática
Análise de aflatoxina M1 no leite
9
23/03
teórica
Micotoxinas
10
27/03
prática
PCR na detecção de fungos micotoxigênicos
11
30/03
teórica
Aditivos/ SEMINÁRIO 2
12
03/04
prática
Análise de patulina em suco de maçã

06/04
teórica
FERIADO
13
10/04
prática
Concentração de corantes artificiais
14
13/04
teórica
Aditivos/ SEMINÁRIO 3
15
17/04
prática
Determinação da concentração de nitritos em produtos cárneos
16
20/04
teórica
Resíduos de pesticidas / seminários 4
17
24/04

http://www.ipametodista.edu.br pág. 119 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

prática
Resíduos de pesticidas em vegetais
18
27/04
teórica
Agentes tóxicos naturalmente presentes nos alimentos: glicosídeos cianogênicos, glicosinolatos, glicoalcalóides, oxalatos, nitratos.
seminários

19
01/05
prática
FERIADO – Estudo dirigido
20
04/05
teórica
Resíduos de antibióticos/ seminários
21
08/05
prática
Verificação de resíduos de antibióticos no leite
22
11/05
teórica
Embalagens/ SEMINÁRIO 5
23
15/05
prática
Embalagens: ensaios de migração
24
18/05
teórica
Aula de revisão
25
22/05
prática
Embalagens: ensaios de migração
26
25/05
teórica
Prova teórica
27
29/05
prática
Prova teórico-prática
28
01/06
teórica
Metais pesados/ Seminário 6
29
05/06
prática
Determinação de resíduos de cobre em bebidas fermento-destiladas
30
08/06
teórica
Alimentos transgênicos
31
12/06
prática
Discussão de artigos científicos
32
15/06
teórica
Tóxicos formados durante o processamento dos alimentos
33
19/06
prática
Discussão de artigos científicos
34
22/06
teórica
Tóxicos formados durante o processamento dos alimentos
35
26/06
prática
Discussão de artigos científicos

http://www.ipametodista.edu.br pág. 120 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

36
29/06
teórica
Encerramento da disciplina, entrega das notas, avaliação da disciplina, discussão de dúvidas para o exame suplementar/Segunda chamada.

03/07

EXAME SUPLEMENTAR

Metodologia de Ensino:
Metodologia de Ensino:

Exposição oral com utilização de recursos audiovisuais disponíveis, como retroprojetor ou multimídia, discussão de artigos científicos e exercícios em sala de
aula e extra-classe. Realização de aulas práticas em laboratório.

Avaliação:
Para fins de avaliação do conhecimento adquirido ao longo do semestre, serão realizadas duas avaliações escritas (provas), uma teórica e uma teórica-
prática, contendo questões dissertativas. Será também instrumento de avaliação, a apresentação de seminário baseado em análise crítica de artigos
científicos. A participação nas discussões de artigos fará parte da terceira nota. Também será avaliada a participação nas aulas práticas através do
relatório de cada aula prática.

Média = Prova 1+ Prova 2 + (relatórios+ seminários+ participação nas discussões de artigos) / 3

O aluno que tiver perdido alguma avaliação teórica e tiver justificativa poderá realizar a segunda chamada (toda matéria do semestre).

Exame suplementar = Só poderá fazer quem ficar com média final entre 4,0 e 6,4.
Nota mínima 7,0 (toda a matéria do semestre)
PRÁTICAS: Cada aula prática terá um pré-teste (questão relativa ao roteiro de aula prática que deve ser estudado antes de cada aula, para ser
respondido antes do início da prática e entregue ao prof. para ser corrigido); será avaliado todo o comportamento durante a prática (procedimentos,
organização,atenção,...).
Bibliografia Básica:
BOBBIO, P. A. Química do processamento de alimentos. 3.ed. São Paulo:
Varela, 2001.
SILVA JR., E.A. et al. Manual de controle higiênico-sanitário em alimentos. 5
ed. São Paulo: Livraria Varela, 2002.
MIDIO, A. F. Toxicologia de alimentos. São Paulo: Varela, 2000.

Bibliografia Complementar:
SCHULTZE, O. D.; ROCHE, M. G. Avances en toxicologia de contaminantes
químicos en alimentos. 2 ed. Santiago de Chile: CYTED Universid de Santiago de
Chile, 2003.
NIESINK, R.J.M. et al. Introduction to neurobehavioral toxicology: food and
environment. Boca Raton: CRC Press, 1999.
SCUSSEL, V. M. Micotoxinas em alimentos. Florianópolis: Insular, 1998.
SHIBAMOTO, T.; BJELDANES, L. F. Introducción a la toxicología de los
alimentos. Zaragoza: Acribia, 1996.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 121 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Toxicologia dos Alimentos - 2137


Perído Letivo:
2007/1
curso:
(1013) IPA - Biomedicina
Disciplina:
Toxicologia dos Alimentos - 2137
Carga Horária:
72
Turno:
Noite
Semestre:
05
Professor:
FERNANDA ARBOITE
Ementa:
Aborda o reconhecimento de pontos críticos para contaminação de alimentos, bem como a identificação e quantificação dos agentes tóxicos; estuda de
técnicas aplicação a toxicologia industrial.
Objetivo(s):
Proporcionar ao aluno o reconhecimento de pontos críticos para a contaminação dos alimentos, bem como a identificação e quantificação dos agentes
tóxicos.
Programa de Conteúdos:
Princípios Gerais da Toxicologia de Alimentos
Agentes tóxicos naturalmente presentes nos alimentos.
Aditivos intencionais em alimentos;
Antibióticos e Promotores de crescimento
Tóxicos formados durante o processamento (hidrocarbonetos poliaromáticos, aminas biogênicas, nitrosaminas, aminas aromáticas heterocíclicas);
Micotoxinas
Pesticidas
Metais pesados
Embalagens e utensílios
Alimentos Transgênicos
Carcinógenos químicos em alimentos

Cronograma de Atividades:

http://www.ipametodista.edu.br pág. 122 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Cronograma de Atividades:

Dia
Tipo
Conteúdo
1
24/02
teórica
Apresentação do cronograma e sistema de avaliação / Princípios Gerais da Toxicologia de Alimentos.
2
26/02
prática
Segurança no laboratório
3
03/03
teórica
Toxicologia da água para consumo humano.
4
05/03
prática
Determinação de nitrato em água
5
10/03
teórica
Determinação dos tóxicos dos alimentos (Análises quali e quantitativas; provas de toxicidade)/ Micotoxinas (introdução)
6
12/03
prática
Análise de aflatoxinas em amendoim
7
17/03
teórica
Micotoxinas
8
19/03
prática
Análise de aflatoxina M1 no leite
9
24/03
teórica
Metais pesados
10
26/03
prática
PCR na detecção de fungos micotoxigênicos
11
31/03
teórica
Aditivos
12
02/04
prática
Análise de patulina em suco de maçã

07/04

FERIADO
13
09/04
prática
Concentração de corantes artificiais
14
14/04
teórica
Aditivos/ resíduos de pesticidas
15
16/04
prática
Determinação da concentração de nitritos em produtos cárneos

21/04
teórica
FERIADO
16
23/04
prática

http://www.ipametodista.edu.br pág. 123 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

Resíduos de pesticidas em vegetais


17
28/04
teórica
Agentes tóxicos naturalmente presentes nos alimentos: glicosídeos cianogênicos, glicosinolatos, glicoalcalóides, oxalatos, nitratos.

18
30/04
teórica
Estudo dirigido
19
05/05
teórica
Resíduos de antibióticos
20
07/05
prática
Verificação de resíduos de antibióticos no leite
21
12/05
teórica
Embalagens
22
14/05
prática
Embalagens: ensaios de migração
23
19/05
teórica
Tóxicos formados durante o processamento
24
21/05
prática
Embalagens: ensaios de migração
25
26/05
teórica
Prova teórica
26
28/05
prática
Prova teórico-prática
27
02/06
teórica
Metais pesados
28
04/06
prática
Determinação de resíduos de cobre em bebidas fermento-destiladas
29
09/06
teórica
Apresentação de seminários
30
11/06
prática
Discussão de artigos científicos
31
16/06
teórica
Apresentação de seminários
32
18/06
prática
Discussão de artigos científicos
33
23/06
teórica
Apresentação de seminários
34
25/06
prática
Discussão de artigos científicos
35
30/06

http://www.ipametodista.edu.br pág. 124 de 125


Centro Universitário Metodista IPA 21/05/2007

teórica
Encerramento da disciplina, entrega das notas, avaliação da disciplina,
36
02/07
revisão
Discussão de dúvidas para o exame suplementar/ Segunda chamada de provas.

06/07

EXAME SUPLEMENTAR

Metodologia de Ensino:
Metodologia de Ensino:
Exposição oral com utilização de recursos audiovisuais disponíveis, como retroprojetor ou multimídia, discussão de artigos científicos e exercícios em sala de
aula e extra-classe. Realização de aulas práticas em laboratório.

Avaliação:
Para fins de avaliação do conhecimento adquirido ao longo do semestre, serão realizadas duas avaliações escritas (provas), uma teórica e uma teórica-
prática, contendo questões dissertativas. Será também instrumento de avaliação, a apresentação de seminário baseado em análise crítica de artigos
científicos. A participação nas discussões de artigos fará parte da terceira nota.Também será avaliada a participação nas aulas práticas através do
relatório de cada aula prática.

Média = Prova 1+ Prova 2 + (relatórios+ seminários+ participação nas discussões de artigos) / 3

O aluno que tiver perdido alguma avaliação teórica e tiver justificativa poderá realizar a segunda chamada (toda matéria do semestre).

Exame suplementar = Só poderá fazer quem ficar com média final entre 4,0 e 6,4.
Nota mínima 7,0 (toda a matéria do semestre)
PRÁTICAS: Cada aula prática terá um pré-teste (questão relativa ao roteiro de aula prática que deve ser estudado antes de cada aula, para ser
respondido antes do início da prática e entregue ao prof. para ser corrigido); será avaliado todo o comportamento durante a prática (procedimentos,
organização,atenção,...).
*A AULA PRÁTICA NÃO PODE SER RECUPERADA, NEM SUA NOTA!!!
**É OBRIGATÓRIO O USO DE JALECO (AVENTAL), SEM O QUAL O ALUNO NÃO PODERÁ ASSISTIR À PRÁTICA, E TAMBÉM O USO DO ROTEIRO DE
PRÁTICA QUE ESTARÁ DISPONÍVEL NO XEROX.

Bibliografia Básica:
BOBBIO, P. A. Química do processamento de alimentos. 3.ed. São Paulo:
Varela, 2001.
SILVA JR., E.A. et al. Manual de controle higiênico-sanitário em alimentos. 5
ed. São Paulo: Livraria Varela, 2002.
MIDIO, A. F. Toxicologia de alimentos. São Paulo: Varela, 2000.

Bibliografia Complementar:
SCHULTZE, O. D.; ROCHE, M. G. Avances en toxicologia de contaminantes
químicos en alimentos. 2 ed. Santiago de Chile: CYTED Universid de Santiago de
Chile, 2003.
NIESINK, R.J.M. et al. Introduction to neurobehavioral toxicology: food and
environment. Boca Raton: CRC Press, 1999.
SCUSSEL, V. M. Micotoxinas em alimentos. Florianópolis: Insular, 1998.
SHIBAMOTO, T.; BJELDANES, L. F. Introducción a la toxicología de los
alimentos. Zaragoza: Acribia, 1996.

http://www.ipametodista.edu.br pág. 125 de 125