Вы находитесь на странице: 1из 3

Programa de Pós-Graduação em Sociologia − Universidade Federal do Ceará

HDP8144 −Tópicos Especiais em Sociologia IV


Sexta-feira: 14:00h às 18:00h − 2019 I
Docentes: Andréa Borges Leão e Mariana Mont’Alverne Barreto Lima

Sociologia da Cultura e do Conhecimento

Ementa: O curso fornece uma análise da constituição de modelos adequados à


abordagem da cultura enquanto universo de definições, expressões, transferências e
apropriações simbólicas, localizando-a na teoria social contemporânea. São enfatizadas
as ideias, posicionamentos sociais, equilíbrios de poder, experiências estéticas, códigos
de recepção, trajetórias profissionais e sistemas intelectuais de circulação, bem como a
emergência das hierarquias culturais no Brasil, os novos modos de distinção nos
universos digitais, a transnacionalização e os paradoxos dos pares de polarizações arte-
entretenimento, erudito-popular, nacional-estrangeiro, autonomia-heteronomia. A
abordagem visa a articular a cultura às dinâmicas e reorientações do conhecimento com
ênfase na crítica ao paradigma do nacionalismo metodológico.

Justificativa: Os debates teóricos da disciplina possibilitam a compreensão das


produções culturais enquanto práticas estruturadas e representadas em espaços sociais
por meio de instituições e agentes específicos. Faz convergir a teoria dos campos e dos
processos sociais, os conceitos de figuração, de mundos da arte, estrutura de
sentimentos, habitus e capital a um conhecimento fundado na articulação entre as
mudanças nas problemáticas modernas e contemporâneas dos objetos da cultura. São
discutidas as singularidades das praticas culturais nos domínios da literatura, vida
intelectual, educação e conhecimento, arte, música, cinema e demais atividades
artísticas, enquadrando as obras de larga circulação e consumo de massa da indústria
cultural que tem como fundamento o permanente intercâmbio entre produções eruditas e
populares, consagradas e não-consagradas, nacionais, internacionais e transnacionais.

Programa: O programa está dividido em três sessões: 1. Morfologia das produções,


circulações e recepções dos bens simbólicos; 2. Posições, construção de sistemas
valorativos e disposições dos produtores e mediadores da cultura e do conhecimento; 3.
A teoria dos campos: formas de autonomia e heteronomia do nacional, internacional e
transnacional na formação e transformação dos campos culturais, objetos da pesquisa
sociológica.

Avaliação: A avaliação será a participação em seminários e apresentação de um


trabalho individual entregue no final do curso.

Bibliografia:
Bourdieu, Pierre. As Regras da Arte: gênese e estrutura do campo literário. São Paulo:
Companhia das Letras, 1996.
Bourdieu, Pierre. Liber 1. Seleção e organização de Sérgio Miceli. São Paulo: Edusp, 1977.
Bourdieu, Pierre. Esboço de uma Teoria da Prática. Precedido de três estudos de etnologia
Cabila. (trad. Miguel S. Pereira). Oeiras: Celta Editora, 2002.
Bourdieu, Pierre. As condições sociais da circulação internacional das ideias. Revista
Enfoques. Vol. 1, N. 1, 2002. Disponível em:
http://www.enfoques.ifcs.ufrj.br/ojs/index.php/enfoques/article/view/12
Bourdieu, Pierre. Une révolution conservatrice dans l’édition. In: Actes de la recherche en
sciences sociales., 126/127. Mars, 1999.
Bourdieu, Pierre. Uma revolução conservadora na edição. In: Política & Sociedade. V. 17,
N. 39, 2018. Disponível em:
https://periodicos.ufsc.br/index.php/politica/issue/view/2680/showToc
Bourdieu, Pierre. Existe-t-il une littérature belge ? Limites d’un champ et frontières
politiques. Études de lettres, n.4, 1985.
Becker, Howard – Mundos da Arte. Lisboa: Livros Horizontes, 2010.
Casanova, Pascale. A República Mundial das Letras. Estação Liberdade, 2002.
Casanova, Pascale. Autoportrait en artist libre, ou “je ne sais pás pour quoi jê me suis
mêlé à ça”. In: Bourdieu, Pierre. Manet. Une révolution symbolique. Paris: Raisons
d’Agir/Éditions du Seuil, 2013.
Casanova, Pascale. La langue mondiale. Tradction et domination. Paris: Seuil, 2015.
Chartier, Roger. ― Entre Poder y Placer. Cultura escrita y literatura em La edad
moderna.
Cicchelli, Vicenzo. Octobre, Sylvie. O gosto pelo mundo: a globalização da cultura
apreendia pelo cosmopolitismo estético-cultural dos jovens na França. In: Revista Pós
Ciências Sociais. V. 14, N. 28, 2017. Disponível em:
http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rpcsoc/issue/view/409/showToc
Elias, Norbert. Como pueden las utopías científicas y literarias influir sobre el futuro?
In, Figuraciones en proceso. (Compiladora) Vera Weiler. Santafé de Bogotá. Fundación
Social. Universidad Nacional de Colombia, Universidad Industrial de Santander, 1998.
Elias, Norbert. Norbert Elias por ele mesmo. Rio de Janeiro : Jorge Zahar, 2001.
Elias, Norbert. J’ai suivi mon propre chemin. Un parcours dans le siècle, propos
autobiographiques Respect et critique, discours de réception de prix Adorno. Paris : Les
éditions sociales, 2016.
Hoggart, Richard. La culture du pouvre. Paris: Les éditions de Minuit.
Hoggart, Richard. La cultura obrera en la sociedad de masas. Buenos Aires: Siglo
Veintiuno Editores, 2013.
Jurt, Joseph. Naciones Literarias. Una sociología histórica del campo literário.
Córdoba: Villa María, 2014.
Lahire, Bernard. Franz Kafka: Éléments pour une théorie de la création littéraire.
Éditions de la découverte, 2010.
Lahire, Bernard. Elementos para uma teoria da criação literária. In: Sociologias. V. 20,
N. 47, 2018. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/sociologias/issue/view/3149/showToc
Lizé, Weceslas et Roueff, Olivier. La fabrique des goûts. In : Actes de la recherche en
sciences sociales. 181-182. Paris : Seuil: 2010.
Pinto, Louis. (2009). Não multiplicar o indivíduo inutilmente. Lua Nova: Revista de
Cultura e Política, (77), 205-225. https://dx.doi.org/10.1590/S0102-
64452009000200007
Sapiro, Gisele. Le champ est-il national? La théorie de la différenciation sociale au
prisme de l’histoire globale. In: Actes de la recherche en sciences sociales. 200. Le
Seuil: 2013.
Sapiro, Gisele. Los intelectuales: profesionalización, politización, internacionalización.
Córdoba: Villa María: Eduvim, 2017.
Sapiro, Gisele. Leperlier, T. Brahimi, M. A. Qu’est-ce qu’um champ intellectuel
transnational? In: Actes de la recherche en sciences sociales. 224m Le Seuil: 2018.
Williams, Raymond. Cultura e materialismo. São Paulo: UNESP, 2011.
Williams, Raymond. Política do modernismo. Contra os novos conformistas. São
Paulo: UNESP, 2011.
Williams, Raymond. A política e as letras. Entrevistas da New Left Review. São Paulo:
UNESP, 2013.