Вы находитесь на странице: 1из 6

Universidade Estadual do Rio Grande do Norte – UERN

Campus Avançado Walter de Sá Leitão


Docente: Ana Luiza Bezerra C. Saraiva
Departamento: Geografia

Resumo

Figueiro, A.S. Biogeografia: dinâmicas e transformações da natureza – Oficina de Textos–


São Paulo, 2015.p 22 a 49.

Joshuá Davinci Nunes Rocha


Carlos Eduardo N. de Oliveira
Luciana Reis da Silva
Edgar Xavier

Trabalho referente à primeira avaliação da disciplina Biogeografia, 5º período, dirigida


pela professora Ana Luiza Bezerra C. Saraiva.

O resumo é referente ao livro “Biogeografia do autor


Adriano Figueiró, precisamente do capítulo 1, que faz um
breve relato sobre conceitos que ajudam o entendimento da
biogeografia, o autor tenta passar algumas definições
através de pontos importantes de um tema que é bastante
complexo, o autor inicia conceituando a biogeografia como
um campo de estudo que perpassa entre a geografia física e
geografia humana e sua maior relação de explicação a
distribuição dos seres vivos na superfície da Terra.

Esses organismos são controlados ou induzidos


através de variáveis físicas ou antropogênica da
paisagem, então assim o autor deixa claro que o campo
de estudo da biogeografia não se limita apenas a
descrever a paisagem só, e sim compreender a formação
e a evolução da paisagem como um todo relacionando
processos físicos e processo antropogênicos com uma
determinada escala de tempo considerável.

Variáveis antropogênicos ao longo do tempo.


Então, as relações entre meio e seres vivos estão
inseridos em teias sistemáticas dentro da paisagem, sendo
assim, não podemos abstrair um elemento do outro para
entender o processo de transformação da paisagem que
estão inseridos, fazendo analogia a um relógio onde sua
função é marcar as horas, um mecanismo faz parte do todo,
mas somente esse mecanismo não faz tanto sentido se
estiver sozinho ou até mesmo não faz a função do relógio.

Partindo desta concepção podemos entender que para a compreensão da biogeografia


precisamos levar em conta dois aspectos importantes um condicionante físico e o outro e as
relações no tempo e espaço que ocorrem devido às necessidades de habitação, conforto e
alimentação dos seres vivos.

Os estudos relacionados à biogeografia mais atuais está em um nível bem mais


aprimorado em relação a estudos que procuram entender a dinâmica e distribuição dos seres
vivos e são divididos em abordagem corológicas, abordagem biocenológica, abordagem
ecológica e abordagem autoecológica.

 Biogeografia corológicas: representa o estudo (identificação e mapeamento) das áreas


de distribuição geografia dos diferentes TAXA. Baseia-se no fato de cada táxon
animal ocupa uma área específica, ou seja, classificação dos seres vivos.
 Biogeografia biocenológica: estudas os seres vivos em conjunto
 Biogeografia ecológica: busca do entendimento das relações que os seres vivos
estabelecem com os demais elementos abióticos.
 Biogeografia autoecológica: visa compreender a inter-relação dos aspectos estrutural
espacial e dinâmico-ficcional das paisagens.
A biogeografia teve seu desenvolvimento
dividido em dois grandes grupos: Fitogeografia
(estudo da distribuição das plantas na superfície
terrestre e os fatores que interferem nessa
distribuição) e Zoogeografia (estudo da
distribuição dos animais na superfície terrestre e os
fatores que interferem nessa distribuição).

Abaixo um diagrama ajuda melhor na compreensão desta divisão da biogeografia e


suas subdivisões onde estão relacionadas os estudos correspondente a cada área.

Biogeografia histórica: preocupa-se


principalmente em identificar através de fósseis os
processos de distribuição, adaptação, diferenciação
e extinção de espécies ao longo da história
geológica da Terra.

Biogeografia ecológica: estuda a influência


dos fatores ambientais atuais sobre os seres vivos e
como seres respondem aas variações nas condições
ecológicas.

Biogeografia médica: estuda a distribuição dos


organismos vivos que atuam como vetores de
transmissão de doenças associando as áreas de
ocorrência com as condições ecológicas tentando
entender o que favorece ou dificulta a disseminação.
Biogeografia cultural: centrado na compreensão do papel do homem na modificação
da biota terrestre.

Desenvolvimento histórico do conhecimento biogeográfico

Período pré – cientifico

Traducionismo: todos os seres vivos teriam se disseminado a partir de um único ponto


da superfície da Terra, embasado no livro do Gênese, e como pontos de disseminação foram o
Jardim do Éden como primeiro ponto e após o dilúvio, a partir do monte Ararat.

Criacionismo: admite a idéia de existência de vários centros de criação ao mesmo


tempo, sendo assim cada espécie aparecido ou criado no lugar ou região onde se encontra
hoje.
Conde de Buffon (1707-1788) sobre a
teoria traducionista disse que: os animais derivam
uns dos outros por transformações sucessivas no
decorrer do tempo, afinal precisavam atravessar
outras regiões com condições climáticas muito
diversas, sendo essas regiões servindo de barreiras
ecológicas.

Surgindo assim na metade do século XIX um forte


debate entre os dispersionistas e extensionistas, advindo de
discussões como se teria feito a dispersão das espécies, onde os
dispersionistas acreditavam na idéia de que a espécie obedecia a
uma dispersão a longa distância, com as espécies ultrapassando
grandes barreiras, como oceanos e desertos, segundo seus
mecanismos ou não, já os extensionistas acreditam em grandes
pontes ou grandes arquipélagos pretéritos.
Referências:

http://hminsec.blogspot.com.br/2011/06/arte-as-partes-de-um-todo.html

http://hugohildebrandhildebrandsson.blogspot.com.br/2013/08/zoogeografia-la-disciplina-
olvidada.html

http://www.origemedestino.org.br/blog/johannesjanzen/?post=103

http://www.euquerobiologia.com.br/2014/08/sucessao-ecologica.html

http://www.biologia.seed.pr.gov.br/modules/galeria/detalhe.php?foto=888&evento=4

http://www.revistaea.org/pf.php?idartigo=2601

https://evolucion-de-la-vida.webnode.cl/teorias/creacionismo/

http://www.nemicind.com/evolucao-a-parte-mesmo-a-geologia-basica-desmata-o-criacionismo/

http://ecologia.ib.usp.br/evosite/evo101/VC1gReproIsolation.shtml

http://www.ib.usp.br/~silvionihei/biogeografia.htm

Похожие интересы