Вы находитесь на странице: 1из 44

Tipografia

Fundamentos da Produção Gráfica


Tipografia vem do grego typos,
“marca, impressão, forma original”,

de TYPTEIN, “bater, dar pancada”,

mais GRAPHÉ, “escrita”.


ETIMOLOGIA
TIPOGRAFIA TIPOLOGIA FONTE LETTERING

Compreende o É o processo de Devido ao mau uso do O lettering pode ser


desenho e a produção classificação ou estudo termo, principalmente definido como “a arte
de letras e a sua de um conjunto, qualquer por traduções malfeitas de desenhar letras”, e
adequada distribuição que seja a natureza dos de softwares para pt-br, possui um conceito
e espacejamento sobre elementos que o compõe, editores de texto usam simples: uma
uma superfície. para dados. o termo “fonte”, quando combinação
Portanto, é o termo que o correto deveria ser específica de letras
abrange todo o No que diz respeito a “tipo”. trabalhadas, para uma
conhecimento em letras, uma tipologia única utilização e
produção de tipos trataria então da O mais correto a se finalidade.
gráficos.* classificação e dizer seria “Tipo de
caracterização das Letra”
classes de elementos
tipográficos.*
*Lucy Niemeyer
Formatos de fontes
As fontes TrueType são mais comuns, sendo a maioria das fontes gratuitas ou mais baratas. Foram criadas nos anos 80 pela
Apple e posteriormente implementadas no windows 3.1 pela Microsoft. Podem ter seu fator de escala definido para
qualquer tamanho, são legíveis em vários tamanhos e é possível envia-las para qualquer dispositivo de saída. São
recomendadas quando é preciso uma fonte leve, mas que imprima bem e tenha uma boa qualidade em monitores; sua
extensão é “.ttf”.

O formato OpenType foi desenvolvido pela microsoft em 1994 baseado no TrueType. Primeiramente foi chamado de
TrueType Open, nome este que foi alterado para o atual após a entrada da Adobe no projeto, incorporando tecnologias
próprias do PostScript Type 1. O OpenType tem as mesmas características de seu antecessor e mais algumas vantagens; ele
pode incorporar uma extensão maior do conjunto de caracteres, dá suporte a várias linguagens num só arquivo e
possibilita tratamentos tipográficos complexos de algumas linguagens, como ligaduras entre caracteres. É recomendado
quando é necessário abranger um certo idioma e uma tipografia mais detalhada; sua extensão é “.otf”.

True Type: são mais leves e, geralmente, não Open Type: são mais pesadas, pois, geralmente,
possuem suporte para diversas línguas. possuem suporte para diversas línguas.

As chamadas PostScript foram as primeiras a surgir pelas mãos da Adobe. Com o intuito de serem usadas para imprimir
documentos complexos em impressoras digitais, atualmente são suportadas por quase todas as impressoras laser, tendo
uma ótima qualidade e sendo bem harmoniosas. São recomendadas para impressões de alta qualidade, como revistas e
publicações. As fontes PostScript para windows são formadas por 4 arquivos com as seguintes extensões: “.afm”, “.pfb”,
“.pfm” e “.inf”.
ANATOMIA
TIPOGRÁFICA
MORFOLOGIA
MORFOLOGIA
MORFOLOGIA
MORFOLOGIA
Anatomia / altura-x

http://www.criarweb.com/artigos/medidas-tipograficas.html
tipometria É o estudo que se ocupa com a medição dos tipos e caracteres. A tipometria
conta com dois sistemas de medição, ambos duodecimais (base 12) e tem
como sistema elementar de medição.
Como calcular o tamanho da fonte Por que dividir por 4,23?

As dimensões das letras dependem da distância


visual.
Como regra geral, a altura das letras maiúsculas deve
ser de 1/200 da distância.
Por exemplo, em uma sala de conferência, onde o
expectador mais distante fica a 20m, a altura da letra
deve ser de 10cm.
Para leitura em tela de computador (40cm)
recomenda-se altura mínima de 2mm.
Para obter o tamanho da fonte em pontos, divida o
número em pontos por quatro, o resultado é a altura
em mm:

Tf(pt)
Tf(mm) =
4,23
História da tipometria Vale ressaltar que estas medidas
foram empregadas principalmente
As unidades tipográficas, diferentemente de outras medidas, não no sistema de impressão tipográfica
costumam empregar o sistema métrico. Portanto, quando tratamos
de tipografia costumamos a nos referir a pontos (pt), paicas (p),
e diz respeito aos tipos analógicos.
cíceros etc.
Em tipografia existem duas medidas de ponto mais conhecidas:
Os tipos digitais, por sua vez, adotam
a medida em paicas, mas fazem uma
o ponto Paica (em inglês pica), empregado nos países de língua
inglesa (criado na Inglaterra),
adaptação em relação à unidade.
o ponto Didot, empregado na Europa continental (criado na
Neste caso, adotam o sistema de
França).
medidas inglês e tomam a polegada
O ponto, em ambos os casos, é o resultado da divisão da unidade como referência.
em 12 partes. Há uma pequena diferença de tamanhos, sendo a
paica um pouco menor que o cícero. Sendo assim:
1 paica (4,22 mm) = 12 pontos (sistema britânico) 1
1 paica = Polegadas => 4,23 mm
1 cícero (4,52 mm)= 12 pontos (sistema Didot)
6
1
1 ponto = Paica => 4,512 mm
Unidade tipografica nos sistemas paica
12
e Didot. Fonte usada: Gill Sans
CLASSIFICAÇÃO
DAS TIPOGRAFIAS
tipos principais de fontes DE ACORDO SUA ANATOMIA

Romana Quadrada Lapidária Incisas


moderna ou Egípcia
ou Garaldes ou Reais ou Didone

San Serif Ornamental


ou Lineares ou Fantasia
INSPIRAM: tradição,
SERIFADAS

institucionalidade, seriedade,
corporação, moral,
tranquilidade, autoridade,
dignidade, firmeza e nobreza.
Ligadura tipográfica
Letras combinadas constituindo um único
caractere. Exemplos de ligaduras são os
conjuntos fi, fl, ff, ct (SOUZA, 2002).

Na origem das ligaduras ocorre pela prática


da gravação manuscrita, desde da escrita
cuneiforme da Suméria. Escribas
medievais, escrevendo em latim,
conservavam espaço e aumentavam a
velocidade da escrita ao combinar
caracteres e com a introdução de siglas.

No entanto, seu uso começou a cair com o


A ligadura ſ + i em tipos
uso de texto composto por máquinas na móveis de metal.
década de 1950, utilizando tipos sem serifa,
e ainda com o desenvolvimento da
fotocomposição nos anos 1970.
SERIFA

Eventos corporativos

Tradição, autoridade, seriedade,


moral, dignidade e firmeza
e nobreza.
SERIFA

Confiável, impressionante,
respeitável, tranquilidadee
autoridade.
INSPIRAM:

modernidade, fineza,
S a n s S e rif

sofisticação, dureza,
sobriedade, alegria,
limpeza, minimalismo,
precisão e segurança.
SEM SERIFA

modernidade, fineza,
sofisticação,sobriedade
, alegria e limpeza.
SEM SERIFA

Firmeza, sobriedade,
alegria, minimalismo,
precisão e segurança.
Qual fonte usar?
SERIFA SEM SERIFA FANTASIA?

- São pequenas linhas São melhores na tela do Por mais que seja tentador
ornamentais nas terminações computador, pois o monitor utilizar fontes fantasias
de letras e símbolos de um tipo; possui bem menos pontos por
para se criar logotipos,
polegada e a serifa, em
A serifa aumenta o contraste nas determinados tamanhos de
elas servem para uso de
terminações das letras fontes, perdem a resolução divulgação publicitária,
facilitando o fluxo horizontal dificultando a leitura principalmente em
dos olhos, por isso são melhores onomatopeias ou splash de
para impressos, pois a serifa promoções.
Psicologia: Modernidade,
conecta uma letra na outra,
possibilitando a leitura da
fineza, sofisticação, dureza,
palavra. Assim, a leitura no sobriedade, alegria, limpza, Um logotipo deve ter uma
impresso é menos cansativa; minimalismo, precisão e tipografia própria, ou seja, você
segurança. sempre deve criar uma nova
- Psicologia: tradicionalista, tipografia para uma marca.
institucionalizado, clássico, Google Fonts é uma excelente
seriedade, nobreza. fonte de tipos para uso em sites
e mídias digitais.
INSPIRAM:

personalidade, responsabilidade,
Manuscritas

despojado, diversão, casualidade,


tradição, clássico, artístico, inovador,
arrojado.
Manuscrita

personalidade,
casualidade, artístico,
inovador, arrojado.
Manuscrita

despojado, diversão,
casualidade.
Manuscrita

personalidade,
responsabilidade,
tradição e clássico.
S
INSPIRAM:
tradição, antiquado, trevas,
agudeza, seriedade,
familiar.
Góticas
São letras compostas por símbolos, sinais, logotipos, enfeites, quadros, e outros
caracteres não-alfabéticos (dingbats e dingfonts).
Incluem também projetos que contenham conjuntos de matemática, fonéticos e outros usos
especializados.
SÍMBOLOS

UTILIZADAS: para dar ênfase e decorar a mensagem textual.


VARIAÇÕES DAS FAMÍLIAS
TIPOGRÁFICAS
Variações estruturais
Segundo Niemeyer, uma família tipográfica é um conjunto de
caracteres que guardam as mesmas características essenciais
de seu desenho, cujo nome, geralmente, é atribuído ao autor,
casa tipográfica ou distribuidora. Elas se subdividem de
acordo variações de do seu corpo, como a ITC Franklin Gothic,
família tipográfica com mais de 40 variações, demonstrada ao
lado.

O uso desse tipo de família tipográfica em um projeto gráfico


permite uma grande variedade de opções e ainda dá
consistência visual ao projeto, já que todas as variações são
projetadas para formar um conjunto harmônico.

Ainda existem mais 3 tipos de variações:

CAIXA ALTA caixa baixa VERSALETE


KERNING
KERNING é um processo de adicionar ou remover espaço entre
pares de caracteres, ou seja, mexe-se no espaçamento existente
apenas entre uma ou outra letra, algumas letras, mas não em tudo
com o fim de diminuir ou aumentar o espaço em branco excessivo
existente na fonte do computador.

Ou seja, o computador já oferece um kerning pré programado,


calculado para dar a impressão que o espaço entre as letras
pareça igual/proporcional, por exemplo, a letra “P” é colocada
mais próxima da vogal ao lado, assim como uma letra “M” tem um
espaço levemente maior. Esse é o chamado kerning métrico, ou
óptico, que leva em conta esses espaços entre as letras.

Entretanto, às vezes, percebemos que esse ajuste feito


automaticamente pela máquina não é o suficiente (ou o ideal) para
deixar os espaços homogêneos, como nossos olhos percebem,
sendo então necessário fazer o kerning manual.
TRAKING
Trata-se de um processo de adicionar ou remover espaço em todo um bloco de texto, ou seja, mexe-se no
espaçamento existente em todo o conjunto de letras por igual, seja uma única palavra, frase, parágrafo
inteiro.

Tanto o Kerning quanto o Traking são usados para eliminar palavras órfãs em uma coluna de textos em
jornais e revistas, como também preencher ou ganhar espaços em mídias publicitárias.
Vídeo (Fechamento de arquivo)
1) Salvar arquivo de impressão

2) Converter em curva

3) Pesquisar por fontes

4) Salvar para Bureau (pacote)

Похожие интересы