Вы находитесь на странице: 1из 1

1-Essa desigualdade é um dos maiores problemas da sociedade e é uma das causas de boa

parte dos conflitos entre povos. A intensificação desse processo tende a agravar ainda mais os
problemas socioeconômicos das pessoas menos favorecidas. A desigualdade social é
consequência da má distribuição da riqueza, fato constatado na maioria dos países. Isso
gera um contraste econômico e social entre a população, pois apenas uma pequena
parcela da sociedade detém a maioria dos recursos econômicos, enquanto que a maioria
se “contenta” com a menor parcela dos bens.

2-Outros dados, mais drásticos, nos mostram que a desigualdade extrapola a classe social e o
consumo: o Brasil tinha, em 2011, apenas 8% de seus jovens negros matriculados no ensino
superior; somos um dos países que mais mata sua população LGBT no mundo; as mulheres
representam apenas 8,6% dos cargos legislativos. No senso comum há muitos discursos que
tentam explicar esse quadro. Você certamente já ouviu alguém dizer que há pessoas pobres
porque elas não se esforçam para arrumar empregos; ou que negros são mais frequentemente
alvo da polícia porque estatisticamente cometem mais crimes; ou ainda que as mulheres não
ocupam espaços de poder porque preferem cuidar da casa e da família.

3-Em nosso país, os 8 bilionários mais ricos detêm a mesma riqueza que a metade mais
pobre de nossa população – cerca de 100 milhões de pessoas. Enquanto isso, o governo
Temer conduz um ajuste fiscal que prioriza medidas que congelam os investimentos em
educação e saúde, que cortam benefícios sociais e que mudam o sistema das aposentadorias.
Em todas essas propostas, quem paga a conta não são os super-ricos nem as grandes
corporações. Somos nós. Alguns estudiosos dizem que o crescimento da desigualdade social
começou com o surgimento do capitalismo, com a acumulação de capital (dinheiro) e de
propriedades privadas. O poder econômico ficou concentrado nas mãos dos mais ricos,
enquanto que as famílias mais pobres ficaram "à margem" ("marginalizadas") na sociedade.

4-A desigualdade social é uma porta para outros tipos de desigualdades, como a
desigualdade de gênero, desigualdade racial, desigualdade regional, entre
outras.Como consequência da desigualdade social, surgem vários problemas sociais
que afetam a sociedade:

 Favelas (favelização);
 Fome e miséria;
 Mortalidade infantil;
 Desemprego;
 Aumento da criminalidade;
 Surgimento de diferentes classes sociais;
 Atraso no desenvolvimento da economia no país;
 Dificuldade de acesso aos serviços básicos, como saúde, transporte público e
saneamento básico;