Вы находитесь на странице: 1из 23

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS

PERMEABILIDADE E
FLUXO
PARTE II

PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡ VELOCIDADE DE DESCARGA X REAL

- O fluxo se dá em um
trajeto sinuoso;

- Em Geogenia se considera
que o fluxo de A para B se
dá em linha reta e com
velocidade constante.

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡ VELOCIDADE DE DESCARGA X REAL

Pela equação de Darcy,


considera-se a área total:

Q = Av = Af vf

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡ VELOCIDADE DE DESCARGA X REAL

Relação entre a área de vazios (Af)


e a área total (A)

=
Relação entre os volumes
correspondentes

=
Porosidade do material (n)

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡ VELOCIDADE DE DESCARGA X REAL


Q = Av = Af vf

Velocidade
(fictícia)
do fluxo

Q = vazão
A = área total
Af = área dos vazios
v = velocidade de descarga da água
vf = velocidade real da água
n = porosidade do solo
TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA
PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡ CARGAS HIDRÁULICAS
- LEI DE DARCY: O fluxo é causado pela diferença de
nível de água na entrada e na saída do corpo de prova;

- BERNOULLI: A carga total ao longo de qualquer linha


de fluxo de fluido incompressível mantém-se constante.

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡ CARGAS HIDRÁULICAS

Diferença de cota DESPREZÍVEL:


entre o ponto velocidade
considerado e muito baixa
qualquer outra cota
de referência

Pressão neutra no
ponto, expressa em
altura de coluna
d'água

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡ CARGAS HIDRÁULICAS

AUSÊNCIA DE FLUXO PRESENÇA DE FLUXO

Carga total = L + z Carga total = L + z + h

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡ CARGAS HIDRÁULICAS

Carga piezométrica
negativa

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡ FORÇA DE PERCOLAÇÃO

- A perda de carga ao longo da direção de fluxo se dá


por atrito viscoso.
- Esforço provocado na direção de fluxo.

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡ FORÇA DE PERCOLAÇÃO

Peso específico
da água
Gradiente
hidráulico

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡ FORÇA DE PERCOLAÇÃO FLUXO


ASCENDENTE

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡ FORÇA DE PERCOLAÇÃO FLUXO


DESCENDENTE

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡ FORÇA DE PERCOLAÇÃO
FORÇA DE PESO FLUXO
PERCOLAÇÃO ESPECÍFICO ASCENDENTE

FORÇA DE PESO FLUXO


PERCOLAÇÃO ESPECÍFICO DESCENDENTE

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡GRADIENTE CRÍTICO FLUXO


ASCENDENTE

Carga Tensão Força de


Hidráulica Efetiva grão a grão
Progressivamente

Resistência nula AREIA MOVEDIÇA


da areia

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡GRADIENTE CRÍTICO FLUXO


ASCENDENTE

- Areia movediça não é um tipo de areia, mas sim um


estado do solo: forças de percolação fazem as tensões
efetivas ficarem nulas;

- Não existe argilas movediças: consistência mesmo com


tensão efetiva nula;

- Areia movediça: areia fina;

- Ocorrência rara na natureza, homem cria situações.

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡GRADIENTE CRÍTICO

Movimento ascendente - gradiente


“Piping”, entubamento ou erosão
crítico - areia perde resistência -
progressiva.
barragem tomba.

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡GRADIENTE CRÍTICO

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡REDUÇÃO DO GRADIENTE DE SAÍDA

-O gradiente de saída poderia ser reduzido com


a colocação de uma camada de areia grossa ou
de pedregulho no pé de jusante da barragem;

- Permeâmetro com duas areias.

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡REDUÇÃO DO GRADIENTE DE SAÍDA

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡FILTROS DE PROTEÇÃO

Filtro deve ser mais


permeável que o solo

Finos dos filtro não


deixem passar os
grãos de solo

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡FILTROS DE PROTEÇÃO

- S;
- P;
- Q;
- R.

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA


PERMEABILIDADE E FLUXO - PARTE II
FLUXO UNIDIMENSIONAL

➡PERMEÂMETROS HORIZONTAIS

- Impossibilidade da areia movediça: força de percolação não se contrapõe


à gravidade;
- Força de percolação altera a pressão que a areia exerce nas peneiras.

TC 035 - MECÂNICA DOS SOLOS PROF. ELAINE SOUZA