Вы находитесь на странице: 1из 6

O PERFIL DO FALSO MESTRE

7 Vocês vinham correndo bem! Quem foi que os impediu de continuar a obedecer à verdade?
8 Esta persuasão não vem daquele que os chamou. 9 Um pouco de fermento leveda toda a massa. 10
Tenho confiança no Senhor de que vocês não mudarão a sua forma de pensar. Mas aquele que está
perturbando (inquietando, confundindo) vocês, seja ele quem for, sofrerá a condenação. 11 Mas,
irmãos, se ainda prego a circuncisão, por que continuo sendo perseguido? Nesse caso, estaria
desfeito o escândalo da cruz. 12 Quem dera até se mutilassem aqueles que estão perturbando vocês.
12 Tomara até se mutilassem os que vos incitam à rebeldia.

1 – O falso mestre é um opositor ferrenho ao progresso da vida cristã


7 Vocês vinham correndo bem! Quem foi que os impediu de continuar a obedecer à verdade?

Paulo compara a vida cristã com um atleta correndo numa pista de corrida. É como se dissesse:
vocês começaram tão bem a vida cristã, que foi que os impediu de continuar progredindo? Quem foi
que os convenceu a abandonar a pista de corrida?

Todo falso mestre é uma pedra de tropeço para o progresso da vida cristã. É alguém que se
especializou em confundir a fé das pessoas através do engano e da mentira. Ele porá em dúvida o
caráter e o ensino dos verdadeiros homens de Deus e fará isso, na maioria das vezes, usando a
própria Bíblia. Portanto, só o conhecimento bíblico e uma disposição, também ferrenha, de
aprender com a Palavra de Deus, para permanecer progredindo na vida cristã.

2 – O falso mestre é um instrumento usado pelo diabo


8 Esta persuasão não vem daquele que os chamou.

A palavra persuasão no original grego significa persuasão traiçoeira e enganosa, porém, não
acredito que os falsos mestres que estavam convencendo os gálatas a abandonarem o evangelho da
graça e substitui-lo por um evangelho baseado em mérito, ou seja, em obras, não fossem sinceros no
que diziam. Com isto estou dizendo que estes falsos mestres não estavam, propositalmente,
enganando os gálatas, pois eles acreditavam realmente no que ensinavam.
Este não é um problema só do primeiro século da igreja de Cristo, hoje enfrentamos o mesmo
dilema. Não posso dizer que todos os falsos mestres modernos são sinceros no seu ensino, pois há,
com certeza, gente mal-intencionada que tem usado o evangelho em benefício próprio. Entretanto,
muitos dos que estão afastando as pessoas do verdadeiro evangelho de Cristo creem sinceramente
naquilo que ensinam. Esse é o grande do problema das seitas e falsas religiões modernas, eles
acreditam realmente que estão certos.
E como isso é possível agirem assim, se eles estão pregando e ensinando a Palavra de Deus?
Simples. Eles foram enganados pelo diabo. Leiam novamente: “Esta persuasão não vem daquele
que os chamou”. Se não vem de Deus que chamou os gálatas, vem de onde?
1Jo 4:1 Meus queridos, não creiam em qualquer espírito, só porque alguém diz que está trazendo
uma mensagem de Deus. Examinem primeiro os espíritos, para ver se realmente são de Deus. Porque
há muitos falsos mestres saindo pelo mundo. 2 E o meio para descobrir se a inspiração vem da parte
do Espírito de Deus é o seguinte: Todo ser que confessa realmente que Jesus Cristo tornou-se
verdadeiramente homem com um corpo humano vem de Deus. 3 Mas todo ser que não confessa
Jesus, não vem de Deus. Este é aquele que é contra Cristo, o anticristo, acerca do qual vocês já
ouviram que ele viria, e agora ele já está no mundo.
Toda mensagem pregada vem de uma dessas duas fontes: Deus ou o diabo. Por isso, todo falso
mestre é um instrumento nas mãos do diabo.
3 – O falso mestre e o seu ensino são como um vírus
9 Um pouco de fermento leveda toda a massa.

O vírus mais mortal do mundo tem o nome de MARBURG. Ele tem a sua origem em dois países
distintos, Alemanha e ex-Iugoslávia. Sua taxa de mortalidade chega a 90%. A transmissão do vírus
de pessoa a pessoa exige um contato direto com um paciente. A infecção resulta de contato com
sangue ou outro fluido orgânico (fezes, vómitos, urina, saliva e secreções das vias respiratórias) com
elevada concentração de vírus, especialmente quando tais fluidos contêm sangue. A transmissão
através de sémen infetado pode ocorrer até sete semanas após a recuperação clínica do paciente.
Fermento é aplicado àquilo que, mesmo em pequena quantidade, pela sua influência, impregna
totalmente algo; seja num bom sentido; ou num mau sentido, de influência perniciosa. O fermento,
guardada as devidas proporções, é parecido com o vírus, pois ele contamina aquilo que está ao seu
redor.
Na Bíblia, o fermento é símbolo da hipocrisia (Mt 16.6-12), do pecado (ICo 5.6) e da falsa doutrina
(5.9). Todos os três símbolos do fermento são contagiosos.
Alguns homens – não sabemos dizer quantos – com uma mensagem equivocada estavam causando
um pandemônio (tumulto, rebuliço, confusão) nas igrejas da Galácia. Eles estavam fermentando,
num mal sentido, com sua doutrina antibíblica a fé daqueles irmãos. Isso significa que a falsa
doutrina dos falsos mestres estava se espalhando pela comunidade cristã de tal forma que
quase toda a igreja estava sendo contaminada.
4 – O falso mestre é um perturbador da consciência alheia
10 Tenho confiança no Senhor de que vocês não mudarão a sua forma de pensar. Mas aquele que
está perturbando (inquietando, confundindo) vocês, seja ele quem for, sofrerá a condenação.
Um fato interessante em relação ao apóstolo Paulo era que, diante de tudo o que estavam
acontecendo e de tudo o que ele já disse a respeito desses irmãos, ele ainda acreditava que esses
irmãos não abandonariam o verdadeiro evangelho (Tenho confiança no Senhor de que vocês não
mudarão a sua forma de pensar). Talvez isso reflita a crença na soberania de Deus, e que, uma vez
que foi Deus quem salvou este povo, Ele não permitirá sua perdição eterna.
Agora perceba como Paulo se refere a esses falsos mestres – “aquele que está perturbando vocês”. A
palavra utilizada pelo apóstolo é muito interessante e entender o significado dela no original grego
pode nos auxiliar tremendamente na compreensão a respeito do caráter do falso mestre.
1 - Agitar, sacudir (algo, pelo movimento de suas partes para lá e para cá)
1.1 - Causar uma comoção interna a alguém, tirar sua paz de mente, perturbar sua tranquilidade
1.2 - Inquietar, tornar impaciente
1.3 - Preocupar
1.3.1 - Inquietar o espírito de alguém com medo e temor
1.4 - Tornar-se ansioso ou angustiado
1.5 - Causar perplexidade à mente de alguém ao sugerir escrúpulos (Escrúpulo=caráter) ou dúvidas.
Se levarmos em consideração o tempo verbal da palavra usada pelo apóstolo (tempo presente), O
que está sendo aqui é que os falsos mestres estavam atormentando dia-a-dia aqueles irmãos.
Usando o linguajar de hoje, diríamos que estávamos quase enlouquecendo pela perturbação desses
falsos mestres. (Isso lembra alguma coisa?)
5 – O falso mestre é um caluniador
11 Mas, irmãos, se ainda prego a circuncisão, por que continuo sendo perseguido? Nesse caso,
estaria desfeito o escândalo da cruz.
Os falsos mestres estavam tão empenhados em fazer prevalecer seu evangelho de obras que tentaram
desconstruir a autoridade apostólica de Paulo. E como fizeram isso? Disseram que Paulo eram um
hipócrita, pois ensinava a circuncisão em outros lugares, mas com relação às igrejas da Galácia,
estava condenando a circuncisão.
At 16.3 - Paulo queria que Timóteo fosse em sua companhia e, por isso, circuncidou-o por causa dos
judeus daqueles lugares; pois todos sabiam que o pai dele era grego.
Pregar a circuncisão, de acordo com esse texto e o contexto de toda a carta significa pregar um
evangelho de obras, onde salvação é alcançada pelo esforço e obediência à lei mosaica.
A questão levantada pelo apóstolo é a seguinte: se estou pregando a circuncisão, como os falsos
mestres dizem, então por que estou sendo perseguido?
A verdadeira pregação do evangelho é um escândalo para quem ainda não foi salvo. ( Nesse caso,
estaria desfeito o escândalo da cruz)
1Co 1:18 Sei perfeitamente bem como parece loucura, àqueles que estão perdidos, quando ouvem a
mensagem da cruz. Nós, porém, que somos salvos, reconhecemos que esta mensagem é o próprio
poder de Deus.
21 Deus, em sua sabedoria, providenciou para que o mundo nunca encontrasse a Deus através da
sabedoria humana. E então ele se manifestou e salvou todos quantos creram em sua mensagem —
essa mesma que o mundo considera loucura.
22 Parece absurda para os judeus, porque eles desejam sinais miraculosos como prova de que o que
está sendo pregado é verdadeiro; e é loucura para os gentios, porque eles creem somente naquilo que
concorde com a sua filosofia e lhes pareça sábio.
23 Por isso, quando pregamos o Cristo crucificado, os judeus se ofendem e os gentios afirmam que
tudo isso é um disparate.
23 mas nós pregamos o Cristo crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os gentios.
As pessoas, não importa se não-cristãos ou falsos cristãos, falsos pregadores, por não
compreenderem o evangelho de Jesus caluniam, zombam e tentam ridicularizar nossa fé.
Uma outra calúnia levantada contra Paulo era que a mensagem da salvação pela fé sem a
necessidade de obras era uma tentativa de atrair as pessoas para ele. Paulo queria tanto agradar
as pessoas com a sua pregação que estava disposto a facilitar a entrada no Reino de Deus, não
exigindo delas nenhum tipo de obras.
Gl 1:10 Acaso estou tentando conquistar a aprovação das pessoas? Ou será que procuro a aprovação
de Deus? Se meu objetivo fosse agradar as pessoas, não seria servo de Cristo.
Imagino que nós sejamos acusados de algo semelhante a isso.
6 – O falso mestre é um incitador da rebeldia
12 Quem dera até se mutilassem aqueles que estão perturbando vocês.
12 Tomara até se mutilassem os que vos incitam à rebeldia.

Mais uma vez, quero chamar a sua atenção para significado das palavras no original grego. Dessa
vez a palavra é “incitam”.
1- Agitar, excitar, perturbar
1.1 - Incitar tumultos e sedições no estado
1.2 - Inquietar ou perturbar pela disseminação de erros religiosos
Os falsos mestres estavam incitando os gálatas a desobedecerem a orientação de Paulo. É como
se dissessem: a mensagem de Paulo é perigosa, pois ele não está ensinando toda a verdade a vocês.
Outra coisa, ele tem agido com hipocrisia, pois em alguns lugares ensina e até circuncida as pessoas,
mas porque nós estamos ensinando a vocês a necessidade da circuncisão, ele está proibindo vocês de
se circuncidarem. Por isso, vocês não são obrigados a obedece-lo.
Há mais um detalhe nessa palavra que é importante saber. O tempo verbal dela é o tempo presente e
isso significa que essa atitude dos falsos mestres era permanente, ou seja, dia-a-dia esses falsos
mestres incitavam o povo contra Paulo.

APLICAÇÃO PRÁTICA
1 – Não podemos, a bem da nossa saúde espiritual, dar ouvidos aos falsos mestres.

Ao ouvir isso, a primeira questão a ser levantada em sua mente é: como reconhecer um falso mestre?

Minha primeira sugestão é que você dê uma olhada no perfil traçado nesta mensagem:
1.1 – O falso mestre é um opositor ferrenho ao progresso da vida cristã
1.2 – O falso mestre é um instrumento usado pelo diabo
Saiba que toda pregação vem de uma das duas fontes: Deus ou diabo. Saiba também que a
mensagem originada em Deus, glorificará ao próprio Deus e a mensagem originada no diabo,
glorificará o homem.
1.3 – O falso mestre e o seu ensino são como um vírus
Lembre-se de que a falsa doutrina é bem mais fácil de ser aceita, portanto, se espalha mais
rapidamente do que o verdadeiro evangelho.
1.4 – O falso mestre é um perturbador da consciência alheia
O falso mestre quer tanto que você acredite no que ele está ensinando que não terá nenhum
constrangimento de perturba-lo dia-a-dia. De maneira geral, ele usurpará o lugar do Espirito Santo e
tentará te convencer a qualquer custo a crer na sua mensagem.
1.5 – O falso mestre é um caluniador
Uma característica dos falsos mestres e de suas falsas religiões e seitas é que só eles estão certos e
todos os demais, errados. Se não conseguirem convencerem com as suas doutrinas, tentarão
descontruir a credibilidade das outras religiões.

1.6 – O falso mestre é um incitador da rebeldia


2 – Não podemos, a bem da nossa saúde espiritual, dar ouvidos a falsas doutrinas
As falsas doutrinas têm o potencial de contaminar a igreja toda e impedi-la de seguir a verdade de
Deus. Por isso, não podemos ser tolerantes com elas.

Mas como reconhecer se uma doutrina é falsa ou verdadeira?

2.1 O teste da origem


O primeiro teste é o teste da origem. A sã doutrina origina-se de Deus; a falsa doutrina se origina com
alguém ou algo criado por Deus. (Como já disse, em última instancia a falsa doutrina sempre tem a
sua origem no diabo)
O teste: Essa doutrina se origina em Deus ou foi elaborada por alguém ou alguma outra coisa?
Isso nos deixa com uma pergunta óbvia: Como podemos saber a origem de uma doutrina? Às vezes,
sua origem é óbvia, porém muito frequentemente não o é. Quando estamos incertos podemos recorrer
ao nosso segundo teste.
2.2 O teste da autoridade
A sã doutrina fundamenta a sua autoridade na Bíblia; a falsa doutrina fundamenta sua autoridade
fora da Bíblia.
O teste: Essa doutrina recorre à Bíblia para afirmar sua autoridade? Ou apela para outra
escritura ou outra mente?
Entretanto, uma preocupação permanece, porque dois mestres podem reivindicar a autoridade da
Bíblia enquanto ensinam coisas muito diferentes. Como podemos saber de quem é a interpretação
correta? É aqui que nos voltamos para o terceiro teste.
2.3 O teste de consistência
A sã doutrina é consistente com toda a Escritura; a falsa doutrina é inconsistente com algumas partes
da Escritura.
Isso está ligado a um princípio teológico fundamental. Que princípio? “As Escrituras interpretam
as Escrituras”. Se a Bíblia se origina na mente infalível de Deus, ela deve ser completamente
consistente. Porque não pode haver contradição na mente de Deus, não pode haver contradição na
revelação de Deus. O que a Bíblia ensina em um lugar não pode refutar em outro. Portanto, qualquer
doutrina verdadeira deve ser consistente com toda a Escritura. A doutrina nunca deve ser tratada
isoladamente, mas sempre à luz de uma compreensão correta de toda a Bíblia. Muitos falsos mestres
isolam versículos ou ideias que não podem resistir ao escrutínio de todo o Livro.
O teste: Essa doutrina é estabelecida ou refutada pela totalidade das Escrituras?

Похожие интересы