Вы находитесь на странице: 1из 50

CONCURSO PMBA – D.

PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

QUESTÕES DE DIREITO PENAL

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

Este material é protegido por DIREITOS AUTORAIS (copyright), nos


termos da Lei 9.610/98. O infrator estará sujeito às penalidades do
art. 184 do Código Penal, o que pode PREJUDICAR o seu ingresso na
POLÍCIA MILITAR DA BAHIA (PMBA). Grupos de rateio e pirataria são
clandestinos, violam a lei e prejudica o professor que elabora o
material.
LEMBRE-SE: Quando você é aprovado em um concurso policial existe
a fase de investigação social, e adquirir materiais piratas ou rateados
pode te eliminar do concurso, por ser esta uma prática que constitui
CRIME. O primeiro passo para ser um bom policial é ser

HONESTO.

Valorize o trabalho do Prof. Willian Prates e adquira o material


HONESTAMENTE no site www.willianprates.com.br

#ForçaGuerreiro #TamoJunto

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

QUESTÕES DE DIREITO PENAL


1. (IBFC/POLÍCIA CIENTÍFICA-PR/2017) Considere as regras básicas
aplicáveis ao Direito Penal e ao Direito Processual Penal para assinalar a
alternativa em que não conste crime contra a pessoa.

a) Homicídio

b) Aborto

c) Feminicídio

d) Indução a suicídio

e) Extorsão

2. (IBFC/POLÍCIA CIENTÍFICA-PR/2017) Considere as regras básicas


aplicáveis ao Direito Penal e ao Direito Processual Penal para assinalar a
alternativa correta sobre a pena cabível contra quem fizer afirmação falsa, ou
negar ou calar a verdade como testemunha, perito, contador, tradutor ou
intérprete em processo judicial, ou administrativo, inquérito policial, ou em
juízo arbitral.

a) Detenção de 1 (um) a 2 (dois) anos e multa

b) Reclusão de 2 (dois) a 4 (quatro) anos e multa

c) Prisão simples de 2 (dois) a 3 (três) anos, apenas

d) Reclusão de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, apenas

e) Detenção de 3 (três) a 4 (quatro) anos e multa

3. (IBFC/POLÍCIA CIENTÍFICA-PR/2017) Considere as regras básicas


aplicáveis ao Direito Penal e ao Direito Processual Penal para assinalar a
alternativa correta sobre as espécies de infração penal.

a) Crime e contravenção penal são sinônimos

b) No caso de contravenção penal, admitem-se penas de reclusão e


detenção, enquanto que, para os crimes, admite-se prisão simples

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

c) No caso de crime, admitem-se penas de reclusão e detenção, enquanto


que, para as contravenções penais, admite-se prisão simples

d) No caso de contravenção penal, admite-se pena de reclusão, enquanto


que, para os crimes, admite-se detenção

e) No caso de contravenção penal, admite-se pena de detenção, enquanto


que, para os crimes, admite-se reclusão

4. (IBFC/POLÍCIA CIENTÍFICA-PR/2017) Constitui crime contra as finanças


públicas:

a) propor lei de diretrizes orçamentárias anual que não contenha as metas


fiscais na forma da lei.

b) ordenar, autorizar ou realizar operação de crédito, interno ou externo,


sem prévia autorização legislativa.

c) deixar de expedir ato determinando limitação de empenho e


movimentação financeira, nos casos e condições estabelecidos em lei.

d) deixar de divulgar ou de enviar ao Poder Legislativo e ao Tribunal de


Contas o relatório de gestão fiscal, nos prazos e condições estabelecidos em
lei.

5. (IBFC/POLÍCIA CIENTÍFICA-PR/2017) Constitui crime próprio, contra a


administração pública, no qual se exige do sujeito ativo a qualidade jurídica
especial de funcionário público:

a) Tráfico de Influência.

b) Usurpação de função pública.

c) Corrupção ativa.

d) Facilitação de contrabando ou descaminho.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

6. (IBFC/EMBASA/2015) Assinale a alternativa INCORRETA considerando as


disposições da lei federal n° 7.437, de 20/12/1985, que inclui, entre as
contravenções penais a prática de atos resultantes de preconceito de raça, de
cor, de sexo ou de estado civil, dando nova redação à Lei n° 1.390, de 3 de
julho de 1951 - Lei Afonso Arinos.

a) Recusar hospedagem em hotel, pensão, estalagem ou estabelecimento


de mesma finalidade, por preconceito de raça, de cor, de sexo ou de estado
civil constitui conduta punível com prisão simples, de 3 (três) meses a 1 (um)
ano, e multa de 3 (três) a 10 (dez) vezes o maior valor de referência (MVR).

b) Recusar a venda de mercadoria em lojas de qualquer gênero ou o


atendimento de clientes em restaurantes, bares, confeitarias ou locais
semelhantes, abertos ao público, por preconceito de raça, de cor, de sexo ou
de estado civil constitui conduta punível com prisão simples, de 15 (quinze)
dias a 3 (três) meses, e multa de 1 (uma) a 3 (três) vezes o maior valor de
referência (MVR).

c) Recusar a entrada de alguém em qualquer tipo de estabelecimento


comercial ou de prestação de serviço, por preconceito de raça, de cor, de sexo
ou de estado civil constitui conduta punível com prisão simples, de 15
(quinze) dias e 3 (três) meses, e multa de 1 (uma) a 3 (três) vezes o maior
valor de referência (MVR).

d) Recusar a entrada de alguém em estabelecimento público, de diversões


ou de esporte, por preconceito de raça, de cor, de sexo ou de estado civil
constitui conduta punível com prisão simples, de 30 (trinta) dias a 6 (seis)
meses, e multa de 1 (uma) a 3 (três) vezes o maior valor de referência (MVR).

7. (IBFC/PC-RJ/2014) Suponha que um indivíduo primário, de bons


antecedentes e não dedicado a atividades criminosas tenha praticado um
tráfico ilícito de entorpecentes no mês de julho de 2006, quando estava em
vigor a Lei nº 6.368/76, que previa a pena de reclusão de 3 (três) a 15
(quinze) anos para o referido delito. Na data de seu julgamento já vigora a
Lei nº 11.343/06, que prevê, para o referido crime, pena de reclusão de 5
(cinco) a 15 (quinze) anos e uma causa de diminuição de 1/6 (um sexto) a
2/3 (dois terços) para o agente primário, de bons antecedentes, que não se

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

dedique a atividades criminosas e que não integre organização criminosa.


Levando em consideração a situação hipotética narrada e o entendimento
sumulado pelo Superior Tribunal de Justiça, assinale a alternativa correta em
relação à aplicação da lei penal neste caso:

a) É incabível a aplicação retroativa da Lei nº 11.343/06, mesmo que mais


benéfica ao réu, pois o fato ocorreu quando estava em vigor a Lei nº
6.368/76.

b) É cabível a aplicação da pena prevista na Lei nº 6.368/76, com incidência


da causa de diminuição prevista na Lei nº 11.343/06, pois o julgador deve
alcançar o maior benefício para o réu.

c) É cabível a aplicação retroativa da Lei nº 11.343/06, desde que o


resultado da incidência das suas disposições, na íntegra, seja mais favorável
ao réu do que o advindo da aplicação da Lei nº 6.368/76, sendo vedada a
combinação de leis penais.

d) É cabível a aplicação retroativa da Lei nº 11.343/06, desde que o réu não


possua contra si inquéritos policiais e ações penais em curso, pois isso lhe
retiraria a primariedade e os bons antecedentes.

e) É cabível a aplicação retroativa da Lei nº 11.343/06, ainda que mais


prejudicial ao réu, pois a função do Direito Penal é conferir maior rigor
punitivo naquelas infrações que a Constituição Federal considera equiparadas
às hediondas.

8. (IBFC/PC-RJ/2014) Segundo o entendimento sumulado pelo Superior


Tribunal de Justiça, o delito de corrupção de menores, previsto no artigo 244-
B do Estatuto da Criança e do Adolescente:

a) É crime material e depende de prova da efetiva corrupção do menor.

b) É crime formal e depende de prova da efetiva corrupção do menor.

c) É crime de mera conduta e independe de prova da efetiva corrupção do


menor.

d) É crime formal e independe de prova da efetiva corrupção do menor.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

e) É crime material e independe de prova da efetiva corrupção do menor.

9. (IBFC/PC-RJ/2014) Acerca do crime de furto privilegiado, assinale a


alternativa que corresponde ao entendimento sumulado pelo Superior
Tribunal de Justiça:

a) É possível o reconhecimento do privilégio previsto no § 2º do art. 155 do


Código Penal apenas nos casos de crime de furto simples, se estiverem
presentes a primariedade do agente e o pequeno valor da coisa.

b) É possível o reconhecimento do privilégio previsto no § 2º do art. 155 do


Código Penal nos casos de crime de furto qualificado, se estiverem presentes
a primariedade do agente, o pequeno valor da coisa e a qualificadora for de
ordem objetiva.

c) É possível o reconhecimento do privilégio previsto no § 2º do art. 155 do


Código Penal apenas nos casos de crime de furto simples, sendo a coisa de
pequeno valor, independentemente da primariedade do agente.

d) É possível o reconhecimento do privilégio previsto no § 2º do art. 155 do


Código Penal nos casos de crime de furto qualificado, se estiverem presentes
a primariedade do agente, o pequeno valor da coisa e a qualificadora for de
ordem subjetiva.

e) É possível o reconhecimento do privilégio previsto no § 2º do art. 155 do


Código Penal nos casos de crime de furto qualifcado, sendo a coisa de
pequeno valor, independentemente da primariedade do agente e da
característica da qualifcadora.

10. (IBFC/PC-RJ/2014) A respeito do crime de roubo, considere as seguintes


assertivas:

I. O aumento da pena na terceira fase de dosagem, em relação ao crime de


roubo circunstanciado, exige fundamentação concreta, não sendo suficiente
para a sua exasperação a mera indicação do número de majorantes.

II. É possível aplicar, no furto qualificado pelo concurso de agentes, a


majorante do roubo.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

III. Fixada a pena-base no mínimo legal, é vedado o estabelecimento de


regime prisional mais gravoso do que o cabível em razão da sanção imposta,
com base apenas na gravidade abstrata do delito.

Estão corretas apenas as assertivas:

a) I e II.

b) I e III.

c) II e III.

d) I, II e III.

e) Apenas I.

11. (IBFC/PC-RJ/2014) Suponha que um determinado indivíduo vá até uma


padaria e, utilizando uma cópia grosseira de uma nota de R$ 10,00 (dez
reais), consiga comprar pães, causando prejuízo ao referido estabelecimento.
Este indivíduo praticou:

a) Crime de petrechos para falsificação de moeda e será julgado pela Justiça


Federal.

b) Crime de moeda falsa e será julgado pela Justiça Federal.

c) Crime de estelionato e será julgado pela Justiça Estadual.

d) Crime de falsificação de papéis públicos e será julgado pela Justiça


Estadual.

e) Crime contra o Sistema Financeiro Nacional e será julgado pela Justiça


Federal.

12. (IBFC/PC-SE/2014) A respeito “Dos Crimes contra o Patrimônio”,


previstos no Código Penal, assinale a alternativa correta:

a) O crime de furto praticado pelo sobrinho em prejuízo do tio, em que


ambos coabitam na mesma residência, somente se procede mediante
representação.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

b) O filho que pratica roubo contra o seu pai somente será processado
mediante representação deste último.

c) O filho que pratica furto contra o seu pai maior de sessenta anos fica
isento de pena.

d) Somente se procede mediante representação o crime de extorsão


praticado pela esposa contra o seu marido, na constância da sociedade
conjugal.

13. (IBFC/PC-SE/2014) No crime de favorecimento pessoal, previsto no título


“Dos Crimes contra a Administração Pública” do Código Penal, algumas
pessoas, pela sua qualidade pessoal, ficam isentas de pena em decorrência
do auxílio prestado ao criminoso. NÃO se inclui entre elas:

a) O irmão do autor do crime.

b) O colateral até o segundo grau do autor do crime.

c) O cônjuge do autor do crime.

d) O ascendente do autor do crime.

14. (IBFC/PC-SE/2014) No crime de homicídio, previsto no título “Dos Crimes


contra a Pessoa” do Código Penal, são circunstâncias qualificadoras, exceto:

a) Se o crime é cometido contra pessoa menor de 14 (quatorze) ou maior


de 60 (sessenta) anos.

b) Se o crime é cometido para assegurar a execução, a ocultação, a


impunidade ou vantagem de outro crime.

c) Se o crime é cometido com emprego de veneno, fogo, explosivo, asfixia,


tortura ou outro meio insidioso ou cruel, ou de que possa resultar perigo
comum.

d) Se o crime é cometido à traição, de emboscada, ou mediante


dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível a defesa do
ofendido.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

15. (IBFC/PC-SE/2014) Segundo a Lei De Execuções Penais (Lei n°


7.210/84), são características do Regime Disciplinar Diferenciado, exceto:

a) Duração máxima de trezentos e sessenta dias, sem prejuízo de repetição


da sanção por nova falta grave de mesma espécie, até o limite de um sexto
da pena aplicada.

b) Direito à saída da cela por duas horas diárias para banho de sol.

c) Necessidade do trânsito em julgado da sentença condenatória para


aplicação da medida.

d) Recolhimento em cela individual.

16. (IBFC/SEDS/2014) Indique o estabelecimento prisional destinado à


execução da pena privativa de liberdade em regime aberto:

a) Penitenciária.

b) Casa do albergado.

c) Colônia agrícola e a colônia industrial.

d) Cadeia Pública.

17. (IBFC/SEDS/2014) No que se refere aos crimes praticados por funcionário


público contra a administração pública em geral, analise o item a seguir:

I. Aquele que patrocina,direta ou indiretamente,interesse privado perante


concessionária de serviço público, valendo-se da qualidade de funcionário
comete o crime de advocacia pública.

II. Não é considerado crime a conduta do agente que se apropria de dinheiro


recebido de outrem no exercício do cargo,mesmo que decorrente do erro do
particular.

III.Ocorre a concussão quando o agente exige a vantagem indevida,mesmo


antes de assumir a função,mas desde que seja em razão dela.

Está CORRETO o que se afirma em:

a) I, apenas.
www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

b) III, apenas.

c) I e II, apenas.

d) II e III, apenas.

18. (IBFC/SEDS/2014) Tício ocupa cargo de assessor em sociedade de


economia mista e está sendo processado pela prática de peculato culposo.
Sobre essa afrmativa, indique a alternativa INCORRETA:

a) Tício não pode ser punido pela prática de ato de crime


praticado por funcionário público contra a administração pública
em geral, pois é empregado de sociedade de economia
mista, não sendo considerado funcionário público para efeitos
do Código Penal.

b) A punibilidade de Tício será extinta se ele reparar o


dando antes de prolatada a sentença irrecorrível.

c) A pena imposta será reduzida da metade, se Tício reparar o


dano após o trânsito em julgado da sentença condenatória.

d) O Código Penal prevê que a pena de Tício será


aumentada de um terço, pois ocupa cargo de
assessoramento em sociedade de economia mista.

19. IBFC/SEDS/2014) “A pena é aumentada de um terço, se, em


consequência da vantagem ou promessa, o funcionário retarda ou deixa de
praticar qualquer ato de ofício ou o pratica infringindo dever funcional.” Trata-
se de causa de aumento de pena prevista para o crime de:

a) Concussão.

b) Prevaricação.

c) Peculato.

d) Corrupção passiva.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

20. (IBFC/SEDS/2014) Caio, servidor público, que estava sendo processado


pela prática do crime de peculato culposo, reparou o dano causado antes de
prolatada a sentença condenatória. Diante dessa situação, configurou-se a:

a) Excludente de imputabilidade.

b) Circunstância atenuante

c) Causa de extinção de punibilidade.

d) Excludente de antijuridicidade.

21. (IBFC/SEDS-MG/2014) Antônia, servidora pública federal, exigiu para si,


em razão da função, vantagem indevida. Pode-se afrmar que a servidora
cometeu o crime de:

a) Concussão.

b) Prevaricação.

c) Peculato.

d) Violência arbitrária.

22. (IBFC/SEDS-MG/2014) Tício, servidor público, retira-se da repartição


onde trabalha sem perceber que deixou aberta a gaveta com os valores
arrecadados por ele. Armando se aproveita da situação e se apropria do
dinheiro que se encontrava sob a guarda de Tício. Nessa hipótese, pode-se
afirmar que:

a) Tício não cometeu crime algum.

b) Armando terá reduzida pela metade a pena que lhe for imposta na
sentença, se devolver o dinheiro indevidamente apropriado.

c) Armando cometeu o crime de excesso de exação, sendo-lhe aplicada a


causa de aumento da pena se o dinheiro tiver sido desviado em proveito
próprio.

d) Tício cometeu o crime de peculato culposo.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

23. (IBFC/TJ-PR/2014)Assinale a alternativa incorreta:

a) É isento de pena o agente que, por doença mental ou desenvolvimento


mental incompleto ou retardado, era, ao tempo da ação ou da omissão,
inteiramente incapaz de entender o caráter ilícito do fato ou de determinar-
se de acordo com esse entendimento.

b) Os menores de 18 (dezoito) anos são penalmente


inimputáveis, ficando sujeitos às normas estabelecidas na
legislação especial.

c) A embriaguez, voluntária ou culposa, pelo álcool ou substância


de efeitos análogos exclui a imputabilidade penal.

d) A emoção e a paixão não excluem a imputabilidade penal.

24. (IBFC/TJ-PR/2014) Assinale a alternativa correta:

a) O crime de fraude à execução se processa mediante ação penal pública


condicionada à representação.

b) O crime de receptação não é punível, se


desconhecido ou isento de pena o autor do crime de
que proveio a coisa.

c) O crime de receptação não admite a modalidade culposa.

d) É isento de pena quem comete o crime de


furto em prejuízo de seu cônjuge, na constância da
sociedade conjugal, desde que este não tenha idade igual ou
superior a 60 (sessenta) anos.

25. (IBFC/TJ-PR/2014) Apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor


ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em
razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio; exigir, para si ou
para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de
assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida; solicitar ou receber, para
si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes
de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa
www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

de tal vantagem; e oferecer ou prometer vantagem indevida a funcionário


público, para determiná-lo a praticar, omitir ou retardar ato de ofício,
caracterizam, respectivamente, os crimes:

a) Peculato; corrupção ativa; corrupção passiva; e concussão.

b) Peculato; concussão; corrupção ativa; e corrupção passiva.

c) Corrupção ativa; peculato; concussão; e corrupção passiva.

d) Peculato; concussão; corrupção passiva; e corrupção ativa.

26. (IBFC/TJ-PR/2014) Em relação às Súmulas do Supremo Tribunal Federal,


em matéria penal, assinale a incorreta:

a) Não há crime quando a preparação do flagrante


pela polícia torna impossível a sua consumação.

b) O pagamento de cheque emitido sem provisão de fundos, mesmo após o


recebimento da Denúncia, obsta o prosseguimento da ação penal.

c) Não se admite a continuidade delitiva nos crimes contra a vida.

d) Há crime de latrocínio, quando o homicídio se


consuma, ainda que não realize o agente a
subtração de bens da vítima.

27. (IBFC/TJ-PR/2014) Assinale a alternativa correta:

a) A lei excepcional ou temporária, embora decorrido o


período de sua duração ou cessadas as circunstâncias que a
determinaram, aplica-se ao fato praticado após a sua vigência.

b) Considera-se praticado o crime no momento da ação ou omissão, ainda


que outro seja o momento do resultado.

c) A pena cumprida no estrangeiro não atenua a pena imposta no Brasil pelo


mesmo crime, quando diversas.

d) O agente que, voluntariamente, desiste de prosseguir na execução ou


impede que o resultado se produza, não responde pelos atos já praticados.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

28. (IBFC/TJ-PR/2014) Em relação ao crime de apropriação indébita


previdenciária (art.168-A do Código Penal), assinale a alternativa incorreta:

a) É extinta a punibilidade se o agente, espontaneamente, declara, confessa


e efetua o pagamento das contribuições, importâncias ou valores e
presta as informações devidas à previdência social, na
forma defnida em lei ou regulamento, antes do início da
ação fscal.

b) É facultado ao juiz deixar de aplicar a pena ou aplicar somente a de multa


se o agente for primário e de bons antecedentes, desde que tenha
promovido, após o início da ação fscal e antes da sentença,
o pagamento da contribuição social previdenciária, inclusive
acessórios.

c) Incorre nas mesmas penas quem deixar de recolher,


no prazo legal, contribuição ou outra importância
destinada à previdência social que tenha sido descontada de pagamento
efetuado a segurados, a terceiros ou arrecadada do público.

d) É facultado ao juiz deixar de aplicar a pena ou aplicar somente a de multa


se o agente for primário e de bons antecedentes, desde que o valor das
contribuições devidas, inclusive acessórios, seja igual ou inferior àquele
estabelecido pela previdência social, administrativamente, como
sendo o mínimo para o ajuizamento de suas execuções fscais.

29. (IBFC/TRE-AM/2014) O funcionário público que solicita, para si,


diretamente, vantagem indevida, em razão de sua função, comete o crime
de:

a) Concussão.

b) Prevaricação.

c) Corrupção Ativa.

d) Corrupção Passiva.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

30. (IBFC/TRE-AM/2014) Comete o crime de “tergiversação”:

a) Aquele que acusa-se, perante a autoridade, de crime inexistente ou


praticado por outrem.

b) O advogado que defende na mesa causa, simultânea ou sucessivamente,


partes contrárias.

c) O particular que presta a criminoso auxílio destinado a tornar seguro o


proveito do crime.

d) A parte ou advogado que oferecer ou prometer dinheiro ou qualquer outra


vantagem a perito para fazer afirmação falsa ou calar a verdade em perícia.

31. (IBFC/TRE-AM/2014) Dentre os crimes praticados por particular contra a


Administração em geral, NÃO se encontra:

a) Desacato.

b) Favorecimento real.

c) Tráfico de influência.

d) Sonegação de contribuição previdenciária.

32. (IBFC/TRE-AM/2014) “Se quem presta o auxílio é ascendente,


descendente, cônjuge ou irmão do criminoso, fica isento de pena.” A previsão
legal citada corresponde ao crime de:

a) Coação no curso do processo.

b) Fuga de pessoa presa ou submetida a medida de segurança.

c) Arrebatamento de preso.

d) Favorecimento pessoal.

33. (IBFC/PC-RJ/2013) O princípio da reserva legal constitui-se na garantia


individual de que o poder de punir do Estado em matéria penal será exercido
nos limites da norma positivada, permitindo a criação de tipos penais
incriminadores e a instituição de penas por intermédio de:

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

a) Qualquer espécie normativa, desde que elaborada em observância ao


regular processo administrativo ou legislativo.

b) Lei ordinária e medida provisória, já que esta última também possui força
de lei até que seja submetida a regular processo legislativo.

c) Decreto legislativo, já que são funções exclusivas do Poder Legislativo a


criação de direito novo, a imposição de obrigações de caráter geral e a
definição de sanções jurídicas.

d) Decreto-lei, regularmente elaborado no exercício do poder


administrativo-normativo do chefe do Poder Executivo, já que o ato de legislar
encontra-se no feixe de atribuições típicas deste Poder.

e) Lei em sentido estrito, entendida esta como a espécie normativa


aprovada em regular processo legislativo levado a efeito no âmbito do Poder
Legislativo.

34. (IBFC/PC-RJ/2013) O princípio da responsabilidade pessoal, conquista do


direito penal moderno, limita a imposição da responsabilização penal àquele
que:

a) Tenha praticado o núcleo do tipo penal, afastando a possibilidade de


punição daquele que de qualquer forma concorreu para a prática do crime.

b) Guarde qualquer vínculo subjetivo com o autor do delito, desde que tenha
tomado ciência prévia ou posterior de que o fato criminoso seria ou foi por
este praticado.

c) Seja considerado autor, coautor ou partícipe do crime, impedindo que


terceiros totalmente alheios ao fato delituoso possam sofrer conseqüências
penais dele decorrentes.

d) Tenha atuado na consecução do crime, sendo ressalvada a hipótese de


incapacidade ou morte do autor, em que se permite a imposição de
responsabilidade penal aos seus sucessores legais.

e) Exclusivamente auxiliou ou instigou a prática do crime, não sendo


permitido que sofra pena em proporção distinta daquela imposta ao executor
do núcleo do tipo penal incriminador.
www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

35. (IBFC/PC-RJ/2013) Na descrição típica do crime de homicídio o Código


Penal prevê hipóteses de diminuição de pena e algumas figuras
qualificadoras. Tendo em conta as referidas disposições legais, analise as
afirmativas a seguir:

I. O pai de um jovem viciado em “crack” que, em ato de desespero, mata o


traficante que fomece drogas para o seu filho, poderá ter sua pena reduzida
em face da caracterização do homicídio privilegiado por relevante valor moral.

II. O marido que, ao surpreender a esposa conversando com outro homem


em praça pública, tomado por ciúme egoístico, efetua disparos de arma de
fogo contra ela, ceifando sua vida, comete homicídio privilegiado em
decorrência do domínio da violenta emoção.

III. O homicídio praticado por agente público, que tem como vítima o morador
de uma comunidade carente suspeito de colaborar com os traficantes locais,
caracteriza figura privilegiada, em decorrência do relevante valor social da
conduta.

IV. O cliente que suprime a vida do dono de um bar porque este se negou a
servir-lhe uma dose de bebida fiado, comete o crime de homicídio qualificado
pelo motivo fútil.

V. O agente que emprega violência física reiterada contra o suspeito da


prática de um crime visando extrair-lhe a confissão, mas lhe causa a morte
em decorrência da intensidade das sevícias, responde pelo crime de homicídio
qualificado pela tortura.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I, IV e V.

b) II, III e IV.

c) I e IV

d) IV eV.

e) II, III eV.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

36. (IBFC/PC-RJ/2013) A conduta do servidor público que solicita auxílio


pecuniário ou material a comerciantes para emprego em reforma de prédio
público e aquisição de mobiliário de escritório para guarnecê-lo, sem a devida
autorização do órgão gestor e a incorporação oficial da doação ao patrimônio
do Estado, configura:

a) Crime de peculato-desvio.

b) Apenas uma infração administrativo-funcional.

c) Crime de corrupção ativa.

d) Crime de corrupção passiva.

e) Crime de concussão.

37. (IBFC/MPE-SP/2013) Acerca da extraterritorialidade da lei penal e sua


disciplina pelo Código Penal, assinale a alternativa CORRETA:

a) Ficam sujeitos à lei brasileira, embora cometidos no estrangeiro, os


crimes de genocídio, quando o agente for brasileiro ou domiciliado no Brasil
e desde que entre no território nacional, não tenha sido absolvido ou não
tenha cumprido pena no estrangeiro.

b) Ficam sujeitos à lei brasileira, embora cometidos no estrangeiro, os


crimes praticados por brasileiro, ainda que absolvido ou condenado o agente
no estrangeiro.

c) Ficam sujeitos à lei brasileira, embora cometidos no estrangeiro, os


crimes praticados contra a Administração Pública porquem está a seu serviço,
ainda que absolvido ou condenado o agente no estrangeiro.

d) Ficam sujeitos à lei brasileira, embora cometidos no estrangeiro, os


crimes contra a vida ou a liberdade do Presidente da República, desde que o
agente entre no território nacional, não tenha sido absolvido ou não tenha
cumprido pena no estrangeiro e o fato também seja punível no país em que
foi praticado.

e) A pena cumprida no estrangeiro não interfere na pena imposta no Brasil


pelo mesmo crime.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

38. (IBFC/MPE-SP/2013) Assinale a alternativa CORRETA:

a) Nos crimes cometidos contra o patrimônio, indistintamente, reparado o


dano ou restituída a coisa até o recebimento da denúncia ou da queixa, por
ato voluntário do agente, a pena será reduzida de um a dois terços.

b) Nos crimes cometidos sem violência ou grave ameaça à pessoa, reparado


o dano ou restituída a coisa, até o recebimento da denúncia ou da queixa, por
ato voluntário do agente, a pena será reduzida de metade.

c) Nos crimes cometidos sem violência ou grave ameaça à pessoa, reparado


o dano ou restituída a coisa, até o oferecimento da denúncia ou da queixa,
por ato voluntário do agente, a pena será reduzida de um a dois terços.

d) Nos crimes cometidos sem violência ou grave ameaça à pessoa, reparado


o dano ou restituída a coisa, até o recebimento da denúncia ou da queixa, por
ato voluntário do agente, a pena será reduzida de um a dois terços.

e) Nos crimes e nas contravenções, reparado o dano ou restituída a coisa,


até o recebimento da denúncia ou da queixa, por ato voluntário do agente, a
pena será reduzida de um a dois terços.

39. (IBFC/MPE-SP/2013) O crime de roubo impróprio, previsto no artigo 157,


parágrafo 1º, do Código Penal, caracteriza-se com o emprego de:

a) Violência imprópria, após a subtração da coisa.

b) Violência própria, durante a subtração.

c) Violência imprópria, apenas.

d) Qualquer modalidade de violência.

e) Violência própria, apenas.

40. (IBFC/MPE-SP/2013) Com relação às imunidades previstas pelos artigos


181 a 183 do Código Penal, no que toca aos crime contra o patrimônio,
assinale a alternativa CORRETA:

a) É isento de pena o agente que comete quaisquer dos crimes contra o


patrimônio de cônjuge, ainda que finda a sociedade conjugal.
www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

b) É isento de pena o agente que comete quaisquer dos crimes contra o


patrimônio de ascendente ou descendente, se legítimo o parentesco.

c) Somente se procede mediante representação se o crime contra o


patrimônio é cometido contra irmão, exceto nos casos de roubo ou extorsão.

d) Somente se procede mediante representação se o crime contra o


patrimônio é cometido contra tio ou sobrinho, se houver relacionamento
íntimo entre vítima e agente.

e) Não se aplicam as imunidades se o crime contra o patrimônio é praticado


contra pessoa com idade igual ou superior a 65 (sessenta e cinco) anos.

41. (IBFC/MPE-SP/2013) Em relação aos crimes de corrupção ativa e


corrupção passiva, analise as assertivas abaixo:

I. Comete corrupção passiva o funcionário público que exigir, para si ou para


outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de
assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida.

II. O funcionário que pratica ato de ofício com infração de dever funcional,
cedendo a pedido de outrem, comete o crime de corrupção passiva, ao passo
que o particular que, apenas, pediu, não comete crime de corrupção ativa.

III. São sempre crimes de concurso necessário ou bilateral.

IV. A corrupção passiva, na hipótese em que o funcionário público solicita a


vantagem indevida, não enseja a responsabilização do particular pela prática
do crime de corrupção ativa, pois não se pune a conduta de entregar a
vantagem, ainda que indevida, ao funcionário público.

Está INCORRETO, apenas, o que se afirma em:

a) I e II.

b) I e III.

c) l ie III.

d) II e IV.
www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

e) IV.

42. (IBFC/MPE-SP/2013) Com relação à aplicação da lei penal, assinale a


alternativa INCORRETA:

a) Para fins de aplicação da lei penal no tempo, o Código Penal considera


praticado o crime no momento da ação ou omissão do agente, ainda que
outro seja o momento do resultado.

b) A lei penal, durante o período de vacatio legis, não pode ser aplicada,
ainda que mais benéfica ao agente.

c) É vedada, em Direito Penal, a aplicação da analogia in malam partem.

d) Cessada a vigência da lei penal, ela jamais poderá ter efeitos ultrativos.

e) Não há crime, se o agente pratica o fato durante o período de vacatio


legis da lei nova.

43. (IBFC/MPE-SP/2013) Com relação ao crime de Homicídio, analise as


assertivas abaixo:

I. A prática por milícia privada, sob o pretexto de prestação de serviço de


segurança, ou por grupo de extermínio, qualifica o crime de homicídio.

II. Também qualifica do crime de homicídio, se praticado contra pessoa menor


de 14 (quatorze) anos ou maior de 60 (sessenta) anos.

III. Se o agente comete o crime sob a influência de violenta emoção,


provocada por ato injusto da vítima, o juiz pode reduzir a pena.

IV. O Homicídio é qualificado, se praticado para assegurar a vantagem de


outro crime.

Está CORRETO, apenas, o que se afirma em:

a) I.

b) I e II.

c) I, II e III.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

d) IV.

e) I e IV.

44. (IBFC/MPE-SP/2013) “A”, após cavar um túnel, ingressa, pela via


subterrânea, em uma residência vazia, de onde subtrai, para si, coisa alheia
móvel. “A” cometeu o crime de:

a) Furto Qualificado pela Fraude.

b) Furto Qualificado pela Escalada.

c) Furto Qualificado pela Destreza.

d) Furto Qualificado pelo Abuso de Confiança.

e) Furto Simples.

45. (IBFC/MPE-SP/2013) No crime de Peculato culposo, a reparação do dano


pelo agente:

a) Exclui a ilicitude.

b) Se posterior à sentença irrecorrível, reduz em dois terços a pena imposta.

c) Se precede à sentença irrecorrível, extingue a punibilidade.

d) Se posterior à sentença irrecorrível, é causa atenuante de pena.

e) Se precede à sentença irrecorrível, reduz na metade a pena imposta.

46. (IBFC/MPE-SP/2013) Aquele que exige vantagem indevida, para si,


diretamente, antes de assumir função pública, mas, em razão dela, comete o
crime de:

a) Concussão.

b) Excesso de Exação.

c) Corrupção Ativa.

d) Abuso de Autoridade.

e) Corrupção Passiva.
www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

47. (IBFC/MPE-SP/2013) O crime de infanticídio, descrito no artigo 123 do


Código Penal, tem núcleo idêntico ao do crime de homicídio, previsto no artigo
121, caput, do mesmo código, qual seja: “matar alguém”. Todavia, o artigo
123 exige, para sua consumação, a presença, no caso concreto de elementos
diferenciadores, por exemplo, a autora ser genitora da vítima e influência do
estado puerperal, o que faz com que prevaleça sobre o tipo penal, genérico,
do artigo 121.”

O enunciado refere-se ao:

a) Princípio da Especialidade.

b) Princípio da Alternatividade.

c) Princípio da Consunção.

d) Princípio da Subsidiariedade.

e) Princípio da Reserva Legal.

48. (IBFC/IDECI/2013) Segundo o Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro


de 1940, considera(m)-se Crime(s) Contra a Administração Pública:

I. Apropriar-se o funcionário público, de dinheiro, valor ou qualquer outro bem


móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou
desviá-lo, em proveito próprio ou alheio, mesmo que para tanto tenha
concorrido de forma culposa para o crime de outrem.

II. Solicitar ou receber dinheiro ou qualquer outra utilidade, a pretexto de


influir em juiz, jurado, órgão do Ministério Público, funcionário de justiça,
perito, tradutor, intérprete ou testemunha.

III. Reingressar no território nacional o estrangeiro que dele foi expulso.

IV. Exigir, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da
função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida.

Estão corretos os itens:

a) I, II e IV, apenas.

b) I e IV, apenas.
www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

c) II e III apenas

d) I, II, III e IV.

49. (IBFC/MPE-SP/2013) A conduta do servidor público que desvia bem


público para fins particulares, dele se aproveitando pessoalmente, constitui o
crime de:

a) apropriação indébita.

b) usurpação de função pública.

c) emprego irregular de verbas ou rendas públicas.

d) peculato.

50. (IBFC/MPE-SP/2013) Analise as assertivas a seguir:

I. Quando a falsidade ideológica é cometida por servidor público


prevalecendo-se do cargo que ocupa, o crime caracterizado é o de excesso
de exação.

II. O servidor público que revela fato de que tem conhecimento em razão do
cargo e que deva permanecer em segredo pratica o delito de tráfico de
influência.

III. O servidor público que patrocina interesse privado perante a


administração pública valendo-se do cargo que ocupa pratica o crime de
advocacia administrativa.

IV. A conduta do servidor público de devassar sigilo de proposta de


concorrência pública constitui o crime de violação de sigilo funcional.

Assinale a alternativa correta:

a) apenas os itens II e III estão incorretos.

b) apenas os itens I, II e IV estão incorretos.

c) apenas os itens III e IV estão incorretos.

d) apenas o item I está incorreto.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

51. (IBFC/MPE-SP/2013) O servidor público que executa ato de ofício contra


disposição expressa de lei para satisfazer interesse ou sentimento pessoal
pratica o crime de:

a) concussão.

b) prevaricação.

c) peculato furto.

d) desvio de função.

52. (TRF – 2ª REGIÃO/TRF-2ª REGIÃO/2017) João falsificou cédulas de


R$100,00, para o fim de utilizá-las na aquisição de computador pertencente
a Fritz, alemão que passava férias no Brasil. Após vender o bem, Fritz foi
preso em flagrante quando, sem perceber o engodo de que fora vitima, tentou
pagar conta de restaurante com uma das cédulas recebidas. A falsificação era
grosseira (fato depois atestado por laudo pericial) e foi facilmente detectada.
Assinale a opção correia:

a) João deve responder pelo crime de falsificação de moeda (artigo 289 do


Código Penal), já que logrou êxito em ludibriar a vítima, ofendendo o bem
jurídico tutelado na norma penal;

b) João responde por dois crimes (artigo 289, caput e artigo 289, parágrafo
Io do Código Penal), por ter fabricado a moeda falsa e por tê-la introduzido
em circulação;

c) Fritz deve responder pelo delito culposo de usar moeda falsa, já que era
fácil aferir a falsidade, e João por um crime de moeda falsa, já que a
introdução em circulação da moeda, por quem a fabricou, constitui mero
exaurimento do delito.

d) João somente responde pelo crime de introduzir moeda falsa em


circulação, uma vez que sua conduta era e foi eficiente a tanto.

e) João deve responder pelo delito de estelionato.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

53. (TRF – 2ª REGIÃO/TRF-2ª REGIÃO/2017) Assinale a opção correta:

a) Nos casos de estelionato em detrimento do patrimônio do INSS (art. 171,


§ 3.° do Cód. Penal), cometido pelo próprio beneficiário e renovado
mensalmente, o crime assume a natureza permanente, dado que, para além
de o delito se protrair no tempo, o agente tem o poder de, a qualquer tempo,
fazer cessar a ação delitiva.

b) O delito de apropriação indébita previdenciária (art. 168-A do Código


Penal) constitui crime omissivo próprio e se perfaz com a mera omissão de
recolhimento da contribuição previdenciária dentro do prazo e das formas
legais, requerendo o dolo específico de querer incorporar a verba ao
patrimônio do agente.

c) Não ocorrida a violência real, não se considera crime o chamado roubo


de uso, que se perfaz quando o agente apenas utiliza temporariamente o bem
subtraído, sem qualquer intenção, prévia ou posterior, de tê-lo para si.

d) Comete o crime de concussão o funcionário público que se utiliza de


violência ou grave ameaça para obter vantagem indevida.

e) A extorsão é crime formal e se consuma quando o agente efetivamente


obtém a vantagem indevida.

54. (TRF – 2ª REGIÃO/TRF-2ª REGIÃO/2017) Assinale a opção correta:

a) Fixada a pena em seu mínimo legal, é possível estipular regime prisional


mais gravoso do que o previsto em razão da sanção imposta, desde que
presente a gravidade abstrata do delito e a perturbação causada à ordem
pública.

b) Fixada a pena-base em seu mínimo legal, é possível compensar a


atenuante da confissão espontânea e o aumento referente à continuidade
delitiva.

c) Reconhecida a incidência de duas ou mais causas de qualificação, ambas


serão utilizadas para qualificar o delito, influenciando a fixação da pena-base
que, nesse caso, será necessariamente definida acima do mínimo previsto no
preceito secundário do tipo qualificado.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

d) É possível, na segunda fase da dosimetria da pena, a compensação da


atenuante da confissão espontânea com a agravante da reincidência, não
havendo preponderância.

e) O tempo dc prisão provisória, no Brasil ou no estrangeiro, não deverá ser


computado para fins de determinação do regime inicial de pena privativa de
liberdade.

55. TRF – 2ª REGIÃO/TRF-2ª REGIÃO/2017) Assinale a opção correta:

a) Quando o falso se exaure no descaminho, sem mais potencialidade lesiva,


é por este absorvido, como crime-fim, condição que não se altera por ser
menor a pena a este cominada.

b) Se JOÃO, médico particular, solicitar o pagamento de cem reais para


atender paciente pelo Sistema Único de Saúde, ele não pratica crime
funcional, já que não exerce atividade típica da Administração Pública.

c) O particular que auxilia materialmente a prática de crime de peculato-


desvio por seu amigo, que sabe ser servidor, responderá por apropriação
indébita, tendo em vista lhe faltar a qualidade de funcionário público.

d) O crime de corrupção passiva (Art. 317 do Código Penal) somente se


configura com a efetiva prática ou omissão da conduta funcional do servidor,
já que o chamado “'ato de oficio’' integra o tipo penal.

e) O particular que é vítima de crime de concussão (artigo 316 do Código


Penal) comete o crime de corrupção ativa (artigo 333 do Código Penal)
quando entrega ao funcionário público a vantagem exigida.

56. (TRF – 2ª REGIÃO/TRF-2ª REGIÃO/2017) Assinale a opção correta:

a) A doutrina dominante aponta que, em regra, o crime culposo admite


tentativa, especialmente quando a culpa é própria.

b) Se “A” determina que “B” aplique uma surra em “C”, e este, ao executar
a ação, excede-se, causando a morte de “C”, o Código Penal Brasileiro
determina que ambos respondam por homicídio, em decorrência da adoção
do sistema monista no concurso de pessoas.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

c) O erro de tipo exclui a ilicitudc, mas permite a punição culposa do fato,


quando vencível.

d) No concurso de crimes, o cálculo da prescrição da pretensão punitiva


considera o acréscimo decorrente do concurso formal, material ou da
continuidade delitiva.

e) Se vigorava lei mais benéfica, depois substituída por lei mais grave, hoje
vigente, é a lei mais grave que será aplicada ao crime continuado ou ao crime
permanente, se a sua vigência foi iniciada antes da cessação da continuidade.

57. (NUCEPE/SEJUS-PI/2017) Em relação à aplicação da lei penal, marque a


alternativa CORRETA.

a) Não há crime sem lei ou decreto anterior que o defina. Não há pena sem
prévia cominação legal.

b) Ninguém pode ser punido por fato que lei ou decreto posterior deixa de
considerar crime, cessando em virtude dela a execução e os efeitos penais e
civis da sentença condenatória.

c) A lei posterior, que de qualquer modo favorecer o agente, aplica-se aos


fatos anteriores, com exceção se houver sentença condenatória transitada
em julgado.

d) A lei excepcional ou temporária, uma vez decorrido o período de sua


duração ou cessadas as circunstâncias que a determinaram não se aplica ao
fato praticado durante a sua vigência.

e) Considera-se praticado o crime no momento da ação ou omissão, ainda


que outro seja o momento do resultado.

58. (NUCEPE/SEJUS-PI/2017) De acordo com o direito processual penal


pátrio, é CORRETO afirmar que

a) a prisão de pessoa após o trânsito em julgado de sentença penal


condenatória é ilegal.

b) considera-se progressão no regime de pena, a mudança do regime do


mais severo para o mais brando.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

c) a decretação de prisão durante o período das investigações a fim de não


atrapalhar o referido processo investigativo não possui previsão legal.

d) a pessoa não poderá ser presa preventivamente quando houver dúvida


quanto a sua identidade civil.

e) a prisão em flagrante delito não poderá ocorrer no período noturno.

59. (CONSULPLAN/TRF-2ª REGIÃO/2017) Sobre a aplicação da lei penal,


analise as afirmativas a seguir.

I. Considera-se praticado o crime no momento da ação ou omissão, ainda que


outro seja o momento do resultado.

II. Considera-se praticado o crime no lugar em que ocorreu a ação ou


omissão, no todo ou em parte, bem como onde se produziu ou deveria
produzir-se o resultado.

III. O dia do começo inclui-se no cômputo do prazo. Contam-se os dias, os


meses e os anos pelo calendário comum.

Estão corretas as afirmativas

a) I, II e III.

b) I e II, apenas.

c) I e III, apenas.

d) II e III, apenas.

60. (CONSULPLAN/TRF-2ª REGIÃO/2017) NÃO se considera como funcionário


público para fins penais:

a) Jurado.

b) Vereadores.

c) Mesários eleitorais.

d) Tutores e curadores.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

61. (NC-UFPR/UFPR/2017) Considere que o Sr. Fulano de Tal, servidor


público, que se encontra em férias, pega “emprestado” o veículo de sua
repartição para utilizar durante as férias com sua família. Qual é o crime
contra a Administração Pública por ele, em tese, cometido?

a) Peculato.

b) Prevaricação.

c) Corrupção ativa.

d) Condescendência criminosa.

e) Tráfico de influência.

62. (NC-UFPR/UFPR/2017) Sobre os crimes contra a Administração Pública e


o conceito de funcionário público para fins penais, assinale a alternativa
INCORRETA.

a) Equipara-se a funcionário público para efeitos penais quem exerce cargo,


emprego ou função em entidade paraestatal.

b) Equipara-se a funcionário público para efeitos penais quem exerce cargo,


emprego ou função em partido político.

c) Crime funcional impróprio é aquele cuja tipificação é alterada conforme


tenha ou não o autor a qualidade de funcionário público, mantendo-se a
natureza ilícita da conduta.

d) Há crime de advocacia administrativa quando o funcionário utiliza o cargo


para patrocinar interesse privado perante a administração, inclusive quando
o interesse defendido é legítimo.

e) A pena é aumentada em um terço se o autor do crime contra a


Administração Pública for ocupante de cargo em comissão.

63. (NC-UFPR/UFPR/2017) Considere os seguintes situações:

I - Funcionário público simula viagem para receber dinheiro referente a


diárias.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

II - Empresário oferece valor em dinheiro a funcionário público para obter


velocidade na tramitação de processo administrativo de seu interesse.

III - Secretário de Estado toma conhecimento de desvio funcional de


subordinado, mas não determina a apuração dos fatos por se tratar de seu
amigo e aliado político.

Tais situações constituem, respectivamente, os crimes contra a Administração


Pública de:

a) corrupção passiva – corrupção ativa – favorecimento pessoal.

b) peculato – prevaricação – favorecimento pessoal.

c) condescendência criminosa – concussão – prevaricação.

d) peculato – corrupção ativa – prevaricação.

e) condescendência criminosa – peculato – corrupção passiva.

64. (NC-UFPR/UFPR/2017) A ação de “retardar ou deixar de praticar,


indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei,
para satisfazer interesse ou sentimento pessoal” configura crime de:

a) corrupção passiva.

b) tráfico de influência.

c) advocacia administrativa.

d) prevaricação.

e) concussão.

65. (NC-UFPR/UFPR/2017) Em relação aos crimes contra a Administração


Pública, assinale a alternativa correta.

a) Não se admite a aplicação do princípio da insignificância no âmbito dos


crimes contra a Administração Pública.

b) Tráfico de influência é um exemplo de crime funcional ou próprio quanto


ao sujeito ativo.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

c) A exigência, por parte de funcionário, de tributo ou contribuição social


sabidamente indevida configura o crime de violência arbitrária.

d) Importar ou exportar mercadoria proibida configura o crime de


descaminho.

e) Patrocinar interesse privado perante a administração pública, valendo-se


da qualidade de funcionário, configura o crime de advocacia administrativa.

66. (IBADE/PREFEITURA DE RIO BRANCO-AC/2017) O agente público que


exige para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da
função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, incorre
na prática do delito de:

a) peculato.

b) concussão.

c) corrupção ativa.

d) corrupção passiva.

e) prevaricação.

67. (IBADE/PREFEITURA DE RIO BRANCO-AC/2017) Dentre os crimes


praticados por funcionário público contra a Administração em geral, previstos
no Código Penal, assinale o que admite a forma culposa.

a) Facilitação de contrabando ou descaminho

b) Condescendência criminosa

c) Advocacia administrativa

d) Abandono de função

e) Peculato

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

68. (CRESECER CONSULTORIAS/CRF-PI/2016) Jurema, auditora fiscal da


receita estadual, exigiu contribuição social realmente devida, contudo
empregou na cobrança meio vexatório, que a lei não autoriza. Nesse caso, é
correto afirmar que Jurema incorreu no seguinte crime:

a) Excesso de exação.

b) Concussão.

c) Prevaricação.

d) Violência arbitrária.

69. (COPERVE-FURG/FURG/2016) Quanto aos crimes contra a Administração


Pública, é correto dizer que:

a) apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro


bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou
desviá-lo, em proveito próprio ou alheio, caracteriza o crime de concussão.

b) exigir, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora


da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida,
caracteriza o crime de peculato.

c) solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente,


ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela,
vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem, caracteriza o crime
de corrupção passiva.

d) retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-


lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento
pessoal caracteriza o crime de condescendência criminosa.

e) deixar o funcionário, por indulgência, de responsabilizar subordinado que


cometeu infração no exercício do cargo ou, quando lhe falte competência, não
levar o fato ao conhecimento da autoridade competente caracteriza o crime
de prevaricação.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

70. (IESES/TJ-MA/2016) Podemos definir como crimes de usurpação e dano


segundo o Código Penal Brasileiro, respectivamente:

a) Suprimir ou deslocar tapume, marco, ou qualquer outro sinal indicativo


de linha divisória, para apropriar-se, no todo ou em parte, de coisa imóvel
alheia. Destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia.

b) Suprimir ou alocar tapume, marco, ou qualquer outro sinal indicativo de


linha divisória, para apropriar-se de coisa móvel alheia. Destruir coisa alheia.

c) Destruir ou danificar sinal indicativo de linha divisória, no todo ou em


parte. Aniquilar coisa alheia.

d) Invadir limites de território privado sem autorização, ou qualquer outro


sinal indicativo de linha divisória, no todo ou em parte. Depreciar coisa alheia.

71. (CESPE/PC-GO/2016) Maura e Sílvio, que foram casados por dez anos, se
separaram há um ano e compartilham a guarda de filho menor. Sílvio buscava
o filho na escola e o levava para a casa que era do casal, agora habitada
somente pela mãe e pela criança, que fica aos cuidados da babá. A
convivência entre ambos era pacífica até que ele soube de novo
relacionamento de Maura. Sentindo-se ainda apaixonado por Maura, ele
elaborou um plano para tentar reconquistá-la. Em uma ocasião, ao levar o
filho para casa como fazia cotidianamente, Sílvio, sem que ninguém
percebesse, pegou a chave da casa e fez dela uma cópia. Em determinado
dia, ele comprou um anel e flores, preparou um jantar e, à noite, entrou na
casa para surpreender a ex-esposa — nem Maura nem a criança estavam
presentes. Maura havia deixado a criança com a avó e saíra com o namorado.
Ao chegar à casa, bastante embriagada, Maura dormiu sem perceber que
Sílvio estava na residência. Sílvio tentou acordá-la, mas, não tendo
conseguido, despiu-a, tocou-lhe as partes íntimas e tentou praticar conjunção
carnal com ela. Como Maura permanecia desacordada, Sílvio foi embora sem
consumar o último ato.

Nessa situação hipotética, Sílvio

a) cometeu o crime de tentativa de estupro.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

b) não cometeu crime algum porque já foi casado com Maura e tinha franco
acesso à casa.

c) não cometeu crime de estupro, porque não houve violência ou grave


ameaça.

d) cometeu crime contra a dignidade sexual, pois Maura, na situação em


que se encontrava, não poderia oferecer resistência.

e) cometeu apenas o crime de invasão de domicílio.

72. (FCC/AL-MS/2016) Paulo, após subtrair a bolsa de Regina, é perseguido


pelo cidadão Rodrigo, particular que passava pelo local e presenciou o crime.
Rodrigo consegue segurar Paulo para efetuar a prisão. Entretanto, Paulo
desfere um soco no rosto de Rodrigo, lesionando-o, e consegue empreender
fuga. Nesse caso, Paulo, além do delito de furto,

a) cometeu crime de desobediência e lesão corporal dolosa.

b) cometeu crimes de resistência e lesão corporal dolosa.

c) não cometeu nenhum crime.

d) cometeu crime de lesão corporal dolosa.

e) cometeu crime de resistência qualificada, pois o ato não foi executado em


razão da resistência.

73. (NUCEPE/SEJUS-PI/2016) TICIO é enfermeiro de uma maternidade,


durante a madrugada verificando que uma paciente de 19 anos de idade
estava dormindo sob efeito de anestésicos praticou conjunção carnal com a
mesma. Marque a alternativa CORRETA.

a) Praticou o crime de estupro.

b) Praticou o crime de estupro e de violência sexual mediante fraude.

c) Praticou o crime de estupro de vulnerável que também é considerado


hediondo.

d) Praticou o crime de estupro que também é considerado hediondo.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

e) Caso seja condenado por crime hediondo terá direito a progressão após
o cumprimento de 2/5 (dois quintos) se for reincidente.

74. (FCC/SEGEP-MA/2016) A vantagem indevida obtida pelo funcionário


público só caracteriza o crime de concussão quando for

a) exigida.

b) solicitada.

c) aceita.

d) oferecida.

e) recebida.

75. (FCC/SEGEP-MA/2016) Praticado o peculato culposo, fica extinta a


punibilidade do funcionário público que repara o dano antes

a) do oferecimento da denúncia.

b) da sentença irrecorrível.

c) da conclusão da investigação penal.

d) de ser exonerado do serviço público.

e) da conclusão do processo administrativo disciplinar.

76. (FCC/SEGEP-MA/2016) João, chefe da repartição pública, constata que


seu subordinado Antonio cometeu infração ao despachar processo
administrativo de sua responsabilidade e atribuição. João, sabendo que
Antonio passa por difícil situação pessoal, deixa de tomar as providências
disciplinares cabíveis ao caso. A conduta de João caracteriza o crime de

a) prevaricação.

b) advocacia administrativa.

c) condescendência criminosa.

d) favorecimento pessoal.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

e) favorecimento real.

77. (FCC/SEGEP-MA/2016) O particular que exige vantagem a pretexto de


influir em ato praticado por funcionário público no exercício da função, pratica
o crime de

a) concussão.

b) advocacia administrativa.

c) usurpação de função pública.

d) tráfico de influência.

e) corrupção.

78. (FUNCAB/PC-PA/2016) Configura estupro de vulnerável a(o):

a) manutenção de relações sexuais com pessoa desacordada em virtude de


severa embriaguez, ainda que a vítima, depois de concluída a conduta e ao
recuperar sua consciência, passe a consentir para com o ato libidinoso.

b) indução de menor de 14 anos a presenciar a prática de atos libidinosos,


a fim de satisfazer a lascívia de outrem.

c) prática de sexo anal consentido com adolescente de 14 anos de idade que


esteja submetido à prostituição.

d) assédio, no ambiente de trabalho de adolescente aprendiz, que conte com


16 anos de idade, visando a obter favorecimento de natureza sexual.

e) constrangimento, mediante violência, de pessoa portadora de


enfermidade mental à prática de conjunção carnal, ainda que a vítima tenha
o necessário discernimento para a prática do ato sexual.

79. (CESPE/TCE-PR/2016) À luz da jurisprudência do STJ, assinale a opção


correta, no que se refere aos crimes contra administração pública.

a) O crime de corrupção ativa se consuma com a realização da promessa ou


apenas com a oferta de vantagem indevida.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

b) O crime de concussão se consuma com o recebimento das vantagens


exigidas indevidamente, sendo mero exaurimento a utilização de tais
vantagens.

c) O funcionário público que se utiliza de violência ou grave ameaça para


obter vantagem indevida em razão de sua função comete o crime de
concussão.

d) Em razão da incidência do princípio da bilateralidade nos crimes de


corrupção passiva e ativa, a comprovação de um deles pressupõe a do outro.

e) Para a configuração do crime de corrupção passiva, é prescindível a


existência de nexo de causalidade entre a conduta do funcionário público e a
realização de ato funcional de sua competência.

80. (FUNCAB/PC-PA/2016) Configura estupro de vulnerável a(o):

a) prática de sexo anal consentido com adolescente de 14 anos de idade que


esteja submetido à prostituição.

b) constrangimento, mediante violência, de pessoa portadora de


enfermidade mental à prática de conjunção carnal, ainda que a vítima tenha
o necessário discernimento para a prática do ato sexual.

c) manutenção de relações sexuais com pessoa desacordada em virtude de


severa embriaguez, ainda que a vítima, depois de concluída a conduta e ao
recuperar sua consciência, passe a consentir para com o ato libidinoso,

d) indução de menor de 14 anos a presenciar a prática de atos libidinosos,


a fim de satisfazer a lascívia de outrem.

e) assédio, no ambiente de trabalho cie adolescente aprendiz, que conte


com 16 anos de idade, visando a obter favorecimento de natureza sexual.

81. (FCC/PREFEITURA DE TERESINA-PI/2016) Fica sujeito a trabalho em


comum durante o período diurno, em colônia agrícola, industrial ou
estabelecimento similar o condenado à pena

a) restritiva de direitos de prestação pecuniária e de perda de bens e valores.

b) de reclusão ou detenção, que cumpre pena em regime fechado.


www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

c) restritiva de direitos de prestação de serviços à comunidade.

d) de reclusão ou detenção, que cumpre pena em regime semi-aberto.

e) restritiva de direitos de interdição temporária de direitos.

82. (COMPERVE/CAMARA DE NATAL-RN/2016) Nos crimes contra a


administração, existe uma gama de crimes praticados por funcionários
públicos. Nesse contexto, é primordial definir o que é funcionário público para
efeitos penais e suas consequências, inclusive para efeito de majoração da
pena. Sobre essa questão, o código Penal estabelece:

a) considera-se funcionário público, para os efeitos penais, quem está


legalmente investido em cargo público efetivo perante a administração direta.

b) considera-se funcionário público, para os efeitos penais, quem, apenas


permanentemente, exerce cargo, emprego ou função pública.

c) será aumentada a pena da terça parte quando os autores dos crimes


previstos no código penal forem ocupantes de cargos efetivos de direção,
assessoramento e consultoria de órgão da administração direta, indireta, suas
autarquias e fundações.

d) equipara-se a funcionário público quem exerce cargo, emprego ou função


em entidade paraestatal, e quem trabalha para empresa prestadora de
serviço contratada ou conveniada para a execução de atividade típica da
Administração Pública.

83. (QUADRIX/CRQ 18º REGIÃO-PI/2016) No campo do Direito Penal, no


capítulo referente aos crimes contra a administração pública, a doutrina e
jurisprudência tem entendido o seguinte:

a) pratica crime contra a administração pública aquele que facilitar, com


infração de dever funcional, a prática de contrabando ou descaminho.

b) os crimes contra a administração pública são puníveis apenas na


modalidade dolosa.

c) aquele que der às verbas ou rendas públicas aplicação diversa da


estabelecida em lei comete crime de prevaricação.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

d) não será considerado funcionário público, para os efeitos penais, aquele


que exercer cargo público apenas transitoriamente, ou sem remuneração.

e) aquele que pratica violência no exercício da função, ou a pretexto de


exercê-la, comete crime de concussão.

84. (QUADRIX/CRQ 18º REGIÃO-PI/2016) Nos termos do Código Penal, nos


casos de peculato na modalidade culposa, a reparação do dano pode
configurar hipótese de:

a) Extinção da tipicidade.

b) Extinção da punibilidade.

c) Excludente de culpabilidade.

d) Excludente de ilicitude.

e) Excludente de responsabilidade.

85. (UFMT/DPE-MT/2016) Assinale o delito que admite a modalidade culposa.

a) Corrupção passiva

b) Peculato

c) Concussão

d) Corrupção ativa

e) Prevaricação

86. (UFMT/DPE-MT/2016) No que se refere aos crimes contra a dignidade


sexual, analise as afirmativas abaixo.

I - No crime de estupro, não é possível a responsabilização penal por omissão.

II - Como regra, a ação penal é privada, exigindo-se a queixa-crime.

III - No crime de estupro, o tipo penal não exige contato físico entre a vítima
e o agente.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

IV - Pratica crime de corrupção de menores, previsto no artigo 228 do Código


Penal, aquele que induz menor de dezesseis anos a satisfazer a lascívia de
outrem.

Está correto o que se afirma em

a) I, II e IV, apenas.

b) II e III, apenas.

c) I e IV, apenas.

d) III, apenas.

e) II, III e IV, apenas.

87. (CESPE/PC-PE/2016) Laura e Tiago são casados há seis anos, mas estão
separados, de fato, há três meses, embora mantenham contato por conta de
um filho, ainda criança, que possuem em comum. Certo dia, aproveitando-se
da sua franca entrada na residência em que Laura mora com a criança, Tiago
conseguiu subtrair a chave de um dos portões da casa, fez uma cópia dessa
chave e devolveu o exemplar original ao seu lugar, sem que Laura disso
tivesse conhecimento. Tempos depois, em dia em que Laura estava ausente
de casa e o filho deles estava na casa da avó materna, Tiago entrou na casa
da ex-esposa e ficou aguardando-a, com a intenção de surpreendê-la e
reconquistá-la. Próximo à meia-noite desse mesmo dia, Laura chegou e, por
estar bastante embriagada, adormeceu muito rapidamente, sem dar a Tiago
a atenção de que ele acreditava ser merecedor. Este ficou enfurecido e
enciumado e tentou, sem sucesso, acordá-la. Não tendo alcançado seu
objetivo, Tiago resolveu manter, e efetivamente manteve, relação sexual com
Laura, que então já estava praticamente desacordada.

Nessa situação hipotética, conforme os dispositivos pertinentes aos crimes


contra a dignidade sexual insertos na Lei Maria da Penha e no Código Penal,

a) para que o crime de estupro se configure, é preciso que tenha ocorrido


conjunção carnal na relação sexual.

b) Tiago não poderá ser acusado de crime de estupro porque Laura ainda é
sua esposa.
www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

c) Tiago não poderá ser acusado de crime de estupro porque não usou de
grave ameaça ou violência contra Laura.

d) Tiago poderá ser acusado de crime de estupro de vulnerável.

e) Tiago praticou o crime de assédio sexual, pois qualquer indivíduo pode


ser sujeito ativo desse crime, independentemente de ostentar condição
especial em relação à vítima.

88. (CESPE/PC-PE/2016) Assinale a opção correta com relação a crimes


contra a administração pública.

a) Policial que exigir propina para liberar a passagem de pessoas por uma
estrada cometerá corrupção passiva.

b) O agente penitenciário que não recolher aparelhos celulares de pessoas


em privação de liberdade cometerá crime de condescendência criminosa.

c) Um governador que ordenar a aquisição de viaturas policiais e o


pagamento destas com recurso legalmente destinado à educação infantil
cometerá o crime de peculato.

d) Se forem ocupantes de cargos em comissão ou de função de direção ou


assessoramento de órgão da administração direta, sociedade de economia
mista, empresa pública ou fundação instituída pelo poder público, os autores
de crimes contra a administração pública terão direito a redução de suas
penas.

e) A circunstância de funcionário público é comunicável a particular que


cometa o crime sabendo dessa condição especial do funcionário.

89. (CESPE/PC-PE/2016) Em relação aos crimes contra a administração


pública, assinale a opção correta.

a) Embora o crime de peculato admita a forma dolosa, ele não pune a


conduta culposa, que consiste na ação do agente público em concorrer, por
imperícia, imprudência ou negligência, para que outrem se aproprie, desvie
ou subtraia dinheiro, bem ou valores pertencentes à administração pública.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

b) A inserção, alteração ou exclusão de dados nos sistemas informatizados


ou nos bancos de dados da administração pública é crime material, de modo
que a consumação só ocorre quando há prejuízo para a administração pública
e(ou) ao administrado, em benefício próprio ou de outrem.

c) É material o crime de peculato-desvio, uma vez que se consuma no exato


momento do efetivo desvio do bem que o agente público detém ou possui em
razão de seu cargo, com a necessidade da ocorrência de dano para a
administração pública.

d) O crime de peculato-furto ocorre quando o funcionário público, embora


não tendo a posse do dinheiro, do valor ou do bem, o subtrai, ou concorre
para que seja subtraído, em proveito próprio ou alheio, valendo-se da
facilidade que lhe proporciona a qualidade de funcionário.

e) O crime de denunciação caluniosa consiste em dar causa à instauração


de inquérito civil ou de ação de improbidade administrativa contra alguém,
imputando-se a esse alguém infração administrativa de que o sabe inocente.

90. (VUNESP/TJM-SP/2016) Com o ingresso da Lei no 12.015/2009, os crimes


sexuais sofreram significativa mudança. A respeito dessas alterações,
assinale a alternativa correta.

a) Os crimes contra a dignidade sexual, a partir do ano de 2009, em regra,


são processáveis mediante ação penal pública incondicionada.

b) Os processos que envolvem crimes contra a dignidade sexual, por


expressa determinação legal, são sigilosos.

c) A figura da presunção de violência foi substituída pela figura da presunção


de vulnerabilidade, inexistindo tipo penal autônomo de crime contra a
dignidade sexual para sujeito passivo em situação de vulnerabilidade.

d) A prática de conjunção carnal com alguém menor de 18 anos e maior de


14 anos, em situação de prostituição, não é conduta típica.

e) Com a revogação do antigo artigo 214 do CP, que previa o crime de


atentado violento ao pudor, houve abolitio criminis das condutas que o
caracterizavam.

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

91. (CONSULPLAN/TJ-MG/2016) Segundo o Código Penal, Decreto-Lei nº


2.848/1940, são crimes praticados por particular contra a administração em
geral, EXCETO:

a) Corrupção passiva.

b) Desobediência.

c) Desacato.

d) Resistência.

92. (MPE-GO/MPE-GO/2016) No que se refere à sistemática do Código Penal,


quanto às agravantes, atenuantes, majorantes, minorantes e qualificadoras,
é correto afirmar:

a) As majorantes e minorantes, também conhecidas como causas de


aumento e de diminuição de pena, são encontradiças em nosso Código Penal,
tanto na Parte Geral, quanto na Parte Especial, especificando o quantum do
aumento ou da diminuição da pena em frações, dobro ou triplo, por exemplo.
São aplicadas na terceira e última fase da Sentença Penal Condenatória. As
agravantes e atenuantes somente são encontradas em nosso Código Penal
na Parte Geral e não dizem o quantum irão agravar ou atenuar a pena do
autor delituoso, ficando a critério do juiz. Este poderá reconhecer a existência
de atenuantes inominadas. As agravantes e atenuantes são aplicadas na
segunda fase da dosimetria da pena. Já as qualificadoras somente são
encontradas na Parte Especial do Código Penal, constituindo-se em um
verdadeiro tipo qualificado, que piora a situação do autor do delito, possuindo
um novo mínimo e um novo máximo da pena em abstrato mais gravoso em
relação ao tipo fundamental ou básico. Situa-se na primeira fase da
dosimetria da pena.

b) As majorantes e minorantes, também conhecidas como causas de


aumento e de diminuição de pena, são encontradiças em nosso Código Penal,
somente na Parte Geral, especificando o quantum do aumento ou diminuição
da pena em frações, dobro ou triplo, por exemplo. São aplicadas na segunda
fase da Sentença Penal Condenatória. As agravantes e atenuantes são
encontradas em nosso Código Penal, tanto na Parte Geral quanto na Parte

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

Especial do Código Penal, e não dizem o quantum irão agravar ou atenuar a


pena do autor delituoso, ficando a critério do juiz. Este não poderá reconhecer
a existência de atenuantes inominadas. As agravantes e atenuantes são
aplicadas na terceira fase da dosimetria da pena. Já as qualificadoras somente
são encontradas na Parte Especial do Código Penal, constituindo-se em um
verdadeiro tipo qualificado, que piora a situação do autor do delito, possuindo
um novo mínimo e um novo máximo da pena em abstrato mais gravoso em
relação ao tipo fundamental. Situa-se na primeira fase da dosimetria da pena.

c) As majorantes e minorantes, também conhecidas como causas de


aumento e de diminuição de pena, são encontradiças em nosso Código Penal,
tanto na Parte Geral, quanto na Parte Especial, especificando o quantum do
aumento ou da diminuição da pena em frações, dobro ou triplo, por exemplo.
São aplicadas na terceira fase da Sentença Penal Condenatória. O juiz poderá
reconhecer a existência de minorantes inominadas. As agravantes e
atenuantes são encontradas em nosso Código Penal, somente na Parte Geral,
do Código Penal e não dizem o quantum irão agravar ou atenuar a pena do
autor delituoso, ficando a critério do juiz. Este não poderá reconhecer a
existência de atenuantes inominadas. As agravantes e atenuantes são
aplicadas na segunda fase da dosimetria da pena. Já as qualificadoras são
encontradas tanto na Parte Geral quanto na Parte Especial do Código Penal,
constituindo-se em um verdadeiro tipo qualificado, que piora a situação do
autor do delito possuindo um novo mínimo e um novo máximo da pena em
abstrato mais gravoso em relação ao tipo fundamental. Situa-se na primeira
fase da dosimetria da pena.

d) As causas de aumento e de diminuição de pena são aplicadas na terceira


fase da sentença penal condenatória e não podem ultrapassar o máximo da
pena ou ir aquém do mínimo legal da pena prevista em abstrato no tipo penal;
já as agravantes podem elevar a pena acima do máximo e as atenuantes
aquém do mínimo legal da pena em abstrato prevista no tipo, vez que se situa
na segunda fase da sentença. As majorantes e minorantes se encontram
tanto na Parte Geral quanto na Parte Especial e expressamente dizem o
quantum do aumento ou da diminuição da pena, ao contrário das agravantes
e atenuantes que se encontram apenas na Parte Geral do Código Penal e são
aferidas pelo juiz na segunda fase da sentença. O Juiz poderá reconhecer a
www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

existência de atenuantes inominadas. As qualificadoras, que se encontram


somente na Parte Especial e que são avaliadas na primeira fase da sentença
penal condenatória, permitem que sobre elas incidam as causas de aumento
e de diminuição de pena, agravantes e atenuantes.

93. (IBADE/PREFEITURA DE RIO BRANCO-AC/2016) O servidor público que


solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda
que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem
indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem, incorrerá na prática do crime
de:

a) concussão.

b) peculato.

c) prevaricação.

d) corrupção ativa.

e) corrupção passiva.

94. (FUNDATEC/SUSEPE-RS/2014) Um detento que oferece ao agente da


SUSEPE vantagem indevida, consistente em determinada quantia em
dinheiro, para determinar que o funcionário público retarde ato de ofício,
comete o crime de:

a) Concussão.

b) Corrupção ativa.

c) Corrupção passiva.

d) Tráfico de influência.

e) Excesso de exação.

95. (FUNDATEC/SUSEPE-RS/2014) Deixar o funcionário, por indulgência, de


responsabilizar subordinado que cometeu infração no exercício do cargo ou,
quando lhe falte competência, não levar o fato ao conhecimento da autoridade
competente, é considerado crime de:

a) Prevaricação.
www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

b) Corrupção passiva.

c) Concussão.

d) Advocacia administrativa.

e) Condescendência criminosa.

96. (PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO-RJ/ PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO-


RJ /2016) Abandonar cargo público, fora dos casos permitidos em lei,
resultando em grave prejuízo público, é crime punido com a seguinte pena,
além da multa:

a) prisão administrativa

b) detenção

c) reclusão

d) prisão domiciliar

97. (PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO-RJ/ PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO-


RJ /2016) Dar às verbas públicas aplicação diversa da estabelecida em lei é
conduta que corresponde ao seguinte tipo penal:

a) emprego irregular de verbas ou rendas públicas

b) exercício funcional ilegalmente prolongado

c) concussão

d) corrupção passiva

98. (PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO-RJ/ PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO-


RJ /2016) Usar de grave ameaça com o fim de favorecer interesse próprio,
contra autoridade que é chamada a intervir em processo judicial configura o
crime de:

a) fraude processual

b) prevaricação

c) favorecimento pessoal
www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

d) coação no curso de processo

99. (PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO-RJ/ PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO-


RJ /2016) Se o funcionário público se apropria de bem móvel público de que
tem a posse em razão do cargo, acaba por praticar o seguinte crime:

a) extravio

b) concussão

c) patrocínio

d) peculato

100. (PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO-RJ/ PREFEITURA DO RIO DE


JANEIRO-RJ /2016) Dar às verbas ou rendas públicas aplicação diversa da
estabelecida em lei configura o seguinte crime:

a) excesso de exação

b) emprego irregular de verbas

c) estelionato

d) cooptação

GABARITO - NOÇÕES DE DIREITO PENAL

1-E 2-B 3-C 4-B 5-D 6-D 7-C 8-D 9-B 10-B
11-C 12-A 13-B 14-A 15-C 16-B 17-B 18-A 19-D 20-C
21-A 22-D 23-C 24-D 25-D 26-B 27-B 28-B 29-D 30-B
31-B 32-D 33-E 34-C 35-C 36-D 37-C 38-D 39-E 40-C
41-B 42-D 43-D 44-B 45-C 46-A 47-A 48-D 49-D 50-B
51-B 52-E 53-A 54-D 55-A 56-E 57-E 58-B 59-A 60-D
61-A 62-B 63-D 64-D 65-E 66-B 67-E 68-A 69-C 70-A
71-D 72-D 73-C 74-A 75-B 76-C 77-D 78-A 79-A 80-C
81-D 82-D 83-A 84-B 85-B 86-D 87-D 88-E 89-D 90-B
91-A 92-A 93-E 94-B 95-E 96-B 97-A 98-D 99-D 100-B

Bons estudos e boa prova!!!

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal
CONCURSO PMBA – D. PENAL

Prof. Willian Prates

www.willianprates.com.br

Adquira outros materiais e simulados para a


PMBA através do site:
www.willianprates.com.br

www.willianprates.com.br
Atenção: Pirataria é crime e pode prejudicar o seu ingresso na carreira pública.
Os direitos autorais são protegidos por lei e o infrator está sujeito as penalidades do art. 184 do Código Penal

Похожие интересы