Вы находитесь на странице: 1из 2

O que significará o candomblé na vida do novo iaô?

A religião deve servir como um apoio na vida das pessoas, precisando


estar presente em todos os seus momentos, sejam eles bons ou maus, quando se
encontram enfraquecidas ou mesmo quando fortalecidas. Muitas vezes, a religião
é para o ser humano uma bengala, um apoio divino. Ela surge na vida do homem
como uma necessidade de proteção e direção; a primeira advém do medo e, a segunda é a
esperança, o candomblé como religião é rico em significados e preceitos para todos os
momentos e necessidades. com profundos e infinitos ensinamentos. O iaô participante e
interessado
em evoluir espiritual e moralmente, com presença constante em sua casa de
candomblé, só terá a ganhar. Mostrando-se interessado, seus superiores e seus
mais velhos serão seus maiores e melhores professores. Ele não terá necessidade
de adquirir conhecimentos alheios e diferenciados, o que poderia acarretar seu
desvirtuamento religioso. O iniciado poderá conseguir no candomblé ajuda e solução para
seus
problemas, pois em nossa religião existe sempre uma forma de conseguir atingir
nossos objetivos, se formos merecedores. A religião também nos ensina a ac eitar
melhor os desígnios de nossos orixás e a compreender nossos erros e fracassos. Ela
também nos permite contorná-los e até mesmo modificá-los, com a
permissão de Olorum e de nossos orixás. A vida do iaô no candomblé não será
fácil e nem um mar de rosas, pois o aprendizado é longo e o caminho muitas
vezes será árduo. Para Alguns, a vida será prazerosa e engrandecedora, tornando- os
aptos a seguir em frente para um segundo estágio, mais complexo. Já para
outros, menos esclarecidos ou com ideais momentâneos, será um pouco menos
compreendida. Mas todos encontrarão no candomblé pessoas e elementos que
poderão ajudá-los a ver a vida por meio de uma nova perspectiva e a perceber
um caminho religioso bem trilhado.

Qual o comportamento que o iaô deve adotar ao chegar à casa de


candomblé?
O iaô deve ter, primordialmente, normas de conduta e de educação que
possam ser usadas em qualquer momento de sua vida. Porém, quando chega à
casa de candomblé, o'iaô deve agir com a mesma disciplina que lhe foi ensinada
nos seus dias de recolhimento. Ao adentrar no terreiro deve primeiramente
descansar um pouco o seu corpo em local meio reservado (isto serve não só ao
iaô, mas a qualquer pessoa). A seguir, ele deve tomar um banho comum, um
outro de ervas, colocar sua “roupa de ração” e saudar os orixás externos, os
quartos dos orixás e seu sua sacerdote/sacerdotisa e cargos. Deve também tomar bênção
aos seus irmãos mais velhos, às autoridades e aos demais irmãos. Logo após, deve se
inteirar do que precisa fazer, pois numa casa de candomblé, trabalho não falta! Um detalhe:
os iniciados precisam
aprender que quando adentram um terreiro estão pisando em solo sagrado, a
“casa dos orixás”, por isso devem estar sempre descalços, e que no topo desta
casa estão os orixás, sendo o homem o seu subalterno!
Como deve vestir-se o iaô na casa de candomblé?
A roupa dos iniciados na religião também possui uma hierarquização. A
iniciada deverá estar sempre com sua saia de baiana, camisu, calçolão, pano-da- costa e
ojá na cabeça. O homem, com calçolão largo e camiseta. As roupas
deverão ser sempre muito limpas e de tecido forte, sem transparência. Conforme
forem acontecendo as obrigações de passagem de tempo, o iniciado irá
modificando seu vestuário.

1. somente as pessoas de orixás femininos podem usar ojás com “orelhas”


em ambos os lados;
2. filhas de orixás masculinos usam ojás com uma só ponta aparecendo, sempre do lado
esquerdo;
3. pessoas de orixá masculino carrega a esteira apoiada sobre o ombro
direito;
4. as/os filhas/os de orixá feminino levam a esteira debaixo do braço;
5. pessoas iniciadas, homem ou mulher, de orixá masculino, não levantam a
esteira do chão;
6. somente as/os filhas/os de orixá feminino carregam as flores dentro da
casa de candomblé e as arrumam nos vasos, para enfeitar;
7. é proibido às/aos filhas/os de determinados orixás masculinos usar brincos
do tipo argola dentro da casa de candomblé. Estes somente são permitidos às
filhas de Orixalá, Oxumaré, Xangô e Logunedé, porque estes orixás
também fazem uso destes adornos, mas são proibidos aos iniciados de Exu, Oxóssi,
Omolu, Ogum, Tempo, Iroco, Ossâim e Oxaguiã;
8. filhas /os de orixá masculino não pegam em bichos de pena nas
obrigações do terreiro; somente as/os filhas/os de orixá feminino o fazem. Estes são apenas
alguns interditos que são entendidos e devem ser
respeitados. Porém, só podem ser seguidos em casas onde exista um número
muito grande de iniciados. Em outras, com falta de mão de-obra humana, com
certeza, muitos destes preceitos não poderão ser seguidos!

Похожие интересы