Вы находитесь на странице: 1из 12

DESAFIO – ATIVIDADE EM GRUPO

Temática Interdisciplinar:

Curso Administração - Noturno Semestres: 2º, 4º, 6º e 8º

Competências Conhecer os aspectos estruturais e conceituais do patrimônio, a


dinâmica patrimonial, os procedimentos de elaboração e análise das
demonstrações financeiras, ressaltando as dimensões da matemática
financeira. Ainda, construir e aplicar conhecimentos de matemática
básica e desenvolver raciocínio lógico.
Habilidades Os alunos deverão ser capazes de reestruturar um Balanço
Patrimonial e uma Demonstração de Resultado do Exercício, bem
como extrair análises a partir destes demonstrativos. Também
deverão trabalhar com questões matemáticas envolvendo análise de
financiamentos e de juros.
Objetivos de Utilizar os conhecimentos de Administração, Capital de Giro,
Aprendizagem Contabilidade e Matemática relacionados ao patrimônio das
organizações para a exploração de conceitos abrangidos nestas
disciplinas, bem como capacitar o aluno para a tomada de decisão.

Prezados acadêmicos,

O Desafio – Atividade em Grupo terá como temática o caso da empresa SHINE joias, que
possibilitará a aprendizagem interdisciplinar dos conteúdos desenvolvidos na disciplina desse
semestre.

ORIENTAÇÕES DA PRODUÇÃO TEXTUAL

O que devemos fazer?

a) Na Atividade em Grupo, vocês deverão, num primeiro momento, conhecer a Situação


Geradora de Aprendizagem (SGA) “O caso da SHINE joias”.
b) Em um segundo momento, vocês deverão se envolver com a Situação Geradora de
Aprendizagem (SGA), inserindo-se nesse contexto para realizar as tarefas previstas. Para
realizar as tarefas, sigam as orientações fornecidas neste material e embasem-se em
fundamentações teóricas diversas (livros das disciplinas, tele aulas, web aulas e outros materiais
complementares, sejam estes indicados pelo professor ou pesquisados por vocês).

SITUAÇÃO GERADORA DE APRENDIZAGEM (SGA)

Situação-problema: A ampliação da SHINE joias

A indústria joalheira no Brasil é relativamente recente, o seu desenvolvimento se deu a


partir da década de 1960, com o surgimento das primeiras empresas que se somaram aos
fabricantes de joias artesanais, os ourives. Mesmo sendo uma produção recente, o Brasil é um
dos maiores produtores e exportadores de joias da América.
Na década de 1990 o principal marco à indústria joalheira nacional foi a abertura
econômica que aventurou a indústria à concorrência externa em um período em que o mercado
interno havia diminuído drasticamente. Tal mudança no cenário determinou um rápido
reposicionamento dos joalheiros com o intuito de aumentar sua competitividade.
A SHINE joias foi fundada em 1985, e sua principal atividade é a fabricação e venda de
joias, principalmente exportação para Itália, Rússia e Dinamarca. Os sócios da SHINE joias se
animaram com as mudanças no cenário nacional e aumento do consumo no mercado interno e
estão analisando em investir numa nova linha de joias especiais, com o designer assinado por
renomados profissionais internacionais e uso exclusivamente de pedras valiosas e raras. Esta
mudança interfere em todas as fases de produção, orientando o conceito da coleção, a escolha
de materiais, o processo produtivo, assim como a comercialização da nova linha.
Para esta nova e exclusiva linha, a empresa vai precisar de um montante de R$
1.000.000,00 a serem investidos em novos profissionais, produtos (ouro, prata e pedras
preciosas). Em razão disso, os sócios da empresa estão analisando as possibilidades para
levantarem o referido capital, considerando as possibilidades de novos sócios entrarem no
negócio com aporte de capital e/ou de financiamentos junto às instituições financeiras.
Diante dessa situação, para iniciar os estudos sobre a viabilidade de investimento na
nova linha de joias exclusivas, os sócios da SHINE contrataram você e sua equipe para ajudá-
los neste desafio. Para atender aos propósitos ensejados, será necessário organizar corretamente
as contas contábeis, analisar as Demonstrações Financeiras (Balanço Patrimonial e a
Demonstração de Resultado do Exercício) da empresa e analisar as formas para obtenção de
capital no valor de R$ 1.000.000,00.
Ao iniciar o trabalho de análise vocês verificaram que o Balanço Patrimonial e a Demonstração
de Resultado do Exercício foram elaborados de maneira incorreta, em que algumas contas
patrimoniais estão classificadas indevidamente em outros grupos de contas.
A seguir, nos Quadros 1 e 2, são apresentados os saldos finais de todas as contas patrimoniais
e de resultado. As contas precisam ser corretamente classificadas e organizadas dentro do
Balanço Patrimonial e a Demonstração do Resultado do Exercício da SHINE.

Quadro 1 – Contas Patrimoniais da SHINE para classificar corretamente no Balanço


Patrimonial

Contas Patrimoniais 2017 2018


Aplicações Financeiras 3.300 5.600
Bancos 11.000 14.600
Caixas 9.000 9.400
Capital 102.000 103.300
Duplicatas a Receber 99.600 95.400
Duplicatas Descontadas 13.600 8.680
Empréstimos bancários 12.000 19.600
Estoque 105.900 118.400
Financiamentos 34.900 28.200
Fornecedores 7.600 9.800
Fornecedores 112.000 132.000
Imobilizado 54.400 62.700
Intangível 17.800 11.400
Investimentos 97.000 90.600
Outras Obrigações 61.800 75.900
Reservas de Lucros 54.100 30.620
Quadro 2 – Contas de Resultado (Inadequadas)

Lista de contas Saldos em 2017 Saldos em 2018


RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 780.000,00 940.000,00
Despesas de venda 28.500,00 38.960,00
(-) Despesas financeiras líquidas 11.300,00 13.600,00
(-) PROVISÕES PARA A CONTRIBUIÇÃO 68.520,00
SOCIAL E O IMPOSTO DE RENDA 60.312,00
Custo dos produtos vendidos – CPV 455.000,00 566.000,00
Despesas administrativas 33.900,00 35.940,00
(=) LUCRO OU PREJUÍZO LÍQUIDO DO
EXERCÍCIO 190.988,00 216.980,00
Fonte: UNIDERP

A partir de agora começam os desafios da equipe. Vocês possuem algumas tarefas pela frente!
Bons estudos e bom trabalho!

TAREFA 1: O trabalho deverá ser elaborado de acordo com as orientações metodológicas


contidas no Anexo I deste trabalho.

TAREFA 2: A empresa SHINE vai precisar de um montante de R$ 1.000.000,00 para que


possa ser investido em novos profissionais e produtos. Você e sua equipe foram contratados
para ajudá-los a conseguir esse capital. Para isso, foi realizada uma pesquisa em algumas
instituições financeiras para saber a taxa de juros cobrada na realização de um financiamento,
conforme a tabela:

Banco A Banco B Banco C


Taxa de juros 1,6% ao ano 2,4% ao ano 2,9% ao ano
Período de financiamento 180 meses 120 meses 192 meses

As instituições financeiras oferecem modalidades de crédito que podem atender a


financiamentos, sendo que as taxas de juros podem variar de acordo com o prazo que for
efetuada a contratação da operação. Assim, de acordo com as taxas da tabela acima, você deve
analisar cada uma das opções apresentadas, Banco A, B e C, com o intuito de apresentar aos
gestores a que considera mais vantajosa para a empresa.

Vocês devem determinar:

a) O valor da prestação de cada uma das opções.

Primeiro Passo: Calcular a Taxa Equivalente dos juros aplicados

𝒊𝒆𝒒 = (𝟏 + 𝒊)𝒒÷𝒕 − 𝟏

Onde:
Ieq = Taxa Equivalente
i = Taxa Referencial
q = Prazo que se quer
t = Prazo que se tem

Segundo Passo: Calcular as Prestações

(𝟏 + ⅈ)𝒏 ⋅ ⅈ
𝑷𝑴𝑻 = 𝑷𝑽 [ ]
(𝟏 + ⅈ)𝒏 − 𝟏

Ou


𝐂𝐅 =
𝟏 − (𝟏 + 𝐢̇)−𝐧

CF = Coeficiente Financeiro
i = Taxa
n = Período (Quantidade de prestações)

Logo,
Prestação = Valor do Financiamento x Coeficiente de Financiamento
b) O valor futuro (montante) de cada uma das opções.

Utilize a seguinte fórmula: FV = PV(1 + i)n

Onde:

FV = Valor Futuro
PV = Valor Presente
i = Taxa referencial
n = Período (tempo)

c) Quais bancos possuem os maiores valores futuros? Considerando esses bancos, em quantos
por cento os seus valores futuros são maiores que o dos outros?

d) Apresentar aos gestores o banco que considera mais vantajoso a empresa realizar o
financiamento, justificando essa escolha de acordo com os valores futuros.

Banco A Banco B Banco C


FV/Prestações (R$)
FV/Fórmula (R$)
% Diferença
Fonte: O Autor

TAREFA 3: Com base nas contas patrimoniais e de resultado apresentados nos Quadros 1 e 2,
vocês devem classificar adequadamente as contas, organizando-as, de modo a estruturar o
Balanço Patrimonial (Quadro 3) e a Demonstração do Resultado do Exercício (Quadro 4).

Quadro 3 – Balanço Patrimonial


BALANÇO PATRIMONIAL SHINE JÓIAS
ATIVO 31/12/2017 31/12/2018
CIRCULANTE
Caixas
Bancos
Aplicações financeiras
Duplicatas a receber
Estoques
ATIVO NÃO CIRCULANTE
Investimentos
Imobilizado
Intangível
TOTAL DO ATIVO
PASSIVO
CIRCULANTE
Empréstimos bancários
Duplicatas descontadas
Fornecedores
Outras obrigações
PASSIVO NÃO CIRCULANTE
Financiamentos a pagar
PATRIMONIO LÍQUIDO
Capital
Reservas de lucro
TOTAL DO PASSIVO + PL
Fonte: Os Autores

b) Classificação da Demonstração do Resultado do Exercício

Quadro 4 – Demonstração do Resultado do Exercício


DRE 2017 2018
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA
(-) CUSTO OPERACIONAL
Custo dos produtos vendidos – CPV
(=) LUCRO BRUTO
(-) DESPESAS OPERACIONAIS
Despesas administrativas
Despesas de venda
(=) LUCRO OPERACIONAL OU LAJIR
(-) Despesas financeiras líquidas
(=) LUCRO ANTES DA CSLL E DO IR
(-) Provisões para a CSLL e o IR
(=) LUCRO/PREJUÍZO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO

TAREFA 4: Após realizar a Tarefa 3, tendo como base as demonstrações financeiras, efetue
as análises verticais e horizontais do Balanço Patrimonial e da Demonstração de Resultado do
Exercício. Essas análises são primordiais para o processo de análise de viabilidade pelos sócios
da SHINE. A análise vertical somente do ano 2018. A análise horizontal envolve 2017 e 2018.

a) Análises Verticais do Balanço Patrimonial

Quadro 5 – Análise Vertical do Balanço Patrimonial


BALANÇO PATRIMONIAL SHINE JÓIAS
ATIVO 31/12/2017 AV(%) 31/12/2018 AV(%)
CIRCULANTE
Caixas
Bancos
Aplicações financeiras
Duplicatas a receber
Estoques
ATIVO NÃO CIRCULANTE
Investimentos
Imobilizado
Intangível
TOTAL DO ATIVO
PASSIVO
CIRCULANTE
Empréstimos bancários
Duplicatas descontadas
Fornecedores
Outras obrigações
PASSIVO NÃO CIRCULANTE
Financiamentos a pagar
PATRIMONIO LÍQUIDO
Capital
Reservas de lucro
TOTAL DO PASSIVO + PL

b) Análises Verticais da Demonstração do Resultado do Exercício

Quadro 6 – Análise Vertical da Demonstração do Resultado do Exercício


DRE 2017 AV(%) 2018 AV(%)
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA
(-) CUSTO OPERACIONAL
Custo dos produtos vendidos – CPV
(=) LUCRO BRUTO
(-) DESPESAS OPERACIONAIS
Despesas administrativas
Despesas de venda
(=) LUCRO OPERACIONAL OU LAJIR
(-) Despesas financeiras líquidas
(=) LUCRO ANTES DA CSLL E DO IR
(-) Provisões para a CSLL e o IR
(=) LUCRO/PREJUÍZO LÍQUIDO DO
EXERCÍCIO

Lembre-se: arredondar as porcentagens utilizando duas casas decimais após a virgula.

TAREFA 5: Após realizar a Tarefa 4, tendo como base o Balanço Patrimonial e a


Demonstração de Resultado do Exercício, calculem e façam a análise de índices:

- Liquidez Corrente de 2017 e 2018


- Liquidez Seca de 2017 e 2018
- Liquidez Imediata de 2017 e 2018
- Liquidez Geral de 2017 e 2018
- Giro do Ativo de 2017 e 2018
TAREFA 6: Após realizar a Tarefa 5, com os indicadores devidamente apurados, preencha a
planilha de índices com suas análises de acordo com suas projeções.

ANÁLISE DOS INDICADORES


Ano Índice Valor Análise
2017 LC
2018 LC
2017 LS
2018 LS
2017 LI
2018 LI
2017 LG
2018 LG
2017 GA
2018 GA

TAREFA 7: Após realizar a Tarefa 6e com as análises de projeções, vocês deverão discorrer a
capacidade da SHINE Jóias levar em frente ou não sua reestruturação assim como a visão da
sua condição de liquidez apoiados nos indicadores.
REFERÊNCIAS:

GRIFFIN, Michael P. Contabilidade e finanças. São Paulo: Saraiva, 2012. Disponível em:
https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788502180161/cfi/36!/4/4@0.00:0.00

MARION, José Carlos. Análise das demonstrações contábeis: contabilidade empresarial. 7. ed.
– São Paulo: Atlas, 2012. Disponível em:
https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788522478002/cfi/0!/4/4@0.00:0.00

LINS, Luiz dos Santos Fundamentos e análise das demonstrações contábeis: uma abordagem
interativa / Luiz dos Santos Lins, José Francisco Filho. - São Paulo: Atlas, 2012. Disponível
em: https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788522482078/cfi/4!/4/4@0.00:21.6

PADOVEZE, Clóvis Luís. Contabilidade gerencial: um enfoque em sistema de informação


contábil. 7. ed. – São Paulo: Atlas, 2010. Disponível em:
https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788522486960/cfi/73!/4/4@0.00:0.00
ANEXO I

ORIENTAÇÕES
O trabalho deverá ser elaborado em grupo de 02 (dois) e no máximo 05 (cinco) acadêmicos,
obedecendo aos semestres que estão cursando. O grupo deverá entregar o trabalho finalizado a
partir das normatizações de trabalhos acadêmicos com os seguintes itens:

CAPA (Deve conter: Nome da Instituição, Curso, Nome dos alunos em ordem alfabética e RA,
Semestre, Título, Disciplina, Nome do Professor, Ano e Cidade)
CONTRA CAPA (Nome dos alunos em ordem alfabética e RA, Semestre, Título, Disciplina,
Nome do Professor, Ano e Cidade)

SUMÁRIO
INTRODUÇÃO
DESENVOLVIMENTO
CONSIDERAÇÕES FINAIS
REFERÊNCIAS

Observação: Ressaltando. O trabalho deverá ser desenvolvido em grupo de 2 e no máximo 5


integrantes cursando o mesmo semestre. Não deverão compor grupos mistos, ou seja, semestres
diferentes compondo o grupo de trabalho. O trabalho deverá ser desenvolvido respeitando as
normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), disponível em:
http://www.anhanguera.com/bibliotecas/bibliotecavirtual/pagina/normalizacao .

DATA DE ENTREGA: O trabalho deverá ser enviado, sem atraso, respectivamente no dia 12
de abril de 2019 até às 23:59h; (1ª Fase/4), através do e-mail: marius.anpa@gmail.com .
Somente o representante do grupo enviará o trabalho que valerá 1.600 pontos distribuídos desde
a Capa até às suas referências: sendo: introdução = 0 a 200 pontos; desenvolvimento = 0 a 800
pontos; considerações finais = 0 a 300; os demais distribuídos de acordo com as apresentações
= 0 a 300 pontos.

Bons Estudos!

MÁRIO APARECIDO DA SILVA


Professor Presencial - 02/03/2019.