Вы находитесь на странице: 1из 18

Curso de Cromoterapia

ABRAXAS – Núcleo Esotérico


Pensamento

“Saúde física e espiritual, na maioria das vezes,


depende mais de nós próprios do que daqueles que
nos tentam curar, porque não queremos modificar
nossos hábitos, nem sair das nossas rotinas.”

Irmão André

1
Sumário
Os Chakras ...................................................................................................................................... 3
Chakra coronário: o chakra da perfeição. .................................................................................. 4
Chakra Frontal: a ligação ao mundo espiritual. ......................................................................... 4
Chakra Laríngeo: o chakra da comunicação ............................................................................. 5
Chakra Cardíaco - O chakra do amor........................................................................................ 5
Chakra do Plexo Solar ou esplênico - o chakra da ligação ao próximo ..................................... 6
Chakra Umbilical - o chakra da reprodução .............................................................................. 6
Chakra Base ou Básico - a ligação ao mundo material ............................................................. 7
Chakras das mãos: .................................................................................................................... 8
Chakras dos pés: ....................................................................................................................... 8
Cromoterapia ................................................................................................................................... 9
Tabela 1- Cores: suas características, indicações e contra indicações. ....................................... 9
Modo de utilização da cromoterapia .............................................................................................. 11
À distância: ................................................................................................................................. 11
Com lâmpadas:........................................................................................................................... 11
Com pirâmides ou cristais coloridos: .......................................................................................... 11
Com água solarizada: ................................................................................................................. 11
Mandala ......................................................................................................................................... 12
A respiração das cores .................................................................................................................. 13
Cromoterapia dos alimentos .......................................................................................................... 14
Alimentos vermelhos: ................................................................................................................. 14
Alimentos laranja: ....................................................................................................................... 14
Alimentos amarelos: ................................................................................................................... 14
Alimentos verdes: ....................................................................................................................... 14
Alimentos azuis:.......................................................................................................................... 14
Alimentos índigo: ........................................................................................................................ 14
Alimentos violeta:........................................................................................................................ 14
A cor da cromoterapia no lar .......................................................................................................... 15
Cromoterapia em crianças e em tempo de aplicações .................................................................. 16
O tempo entre os tratamentos com a cromoterapia ....................................................................... 17

2
Os Chakras

O homem é tríplice em sua natureza. É formado de uma parte eterna a que denominamos
espírito ou alma de um corpo intermediário de matéria sutil e que conserva a aparência do corpo
mais denso (físico ou corpo astral/mental); e deste corpo físico que por sua vez se divide em
corpo denso e corpo etérico.

O corpo etérico é formado de matéria mais sutil do plano físico e é o elo de ligação entre o
corpo denso e o corpo intermediário. Neste corpo, também designado por duplo etérico, está uma
série de órgãos denominados Chakras, que é uma palavra sânscrita que significa roda. Os
chakras também são designados como centro de forças ou vértices energéticos. Uma de suas
funções é conectar o corpo intermediário com o corpo físico ou corpo denso.

Os chakras comunicam-se uns com os outros por meio de canais energéticos próprios que
se juntam entre si. Os chakras mais comumente usados são:

3
Chakra coronário: o chakra da perfeição.

Situado no alto da cabeça, é um chakra distinto, com intensas radiações luminosas. É o


mais complexo porque simboliza a ponte entre a mente espiritual e o cérebro físico. Chegar à
abertura total desse chakra equivale a atingir a perfeição do ser. Mas uma pessoa só chega a
essa condição, depois da abertura e consciência de todos os outros chakras.

O chakra coronário representa a luz de conhecimento e consciência. Sua falta de equilíbrio


provoca a puberdade tardia, a não compreensão da parte espiritual e uma visão materialista da
existência. A pessoa não tem conexão com a sua espiritualidade e desenvolve problemas como
insônia, enxaqueca, desordens no sistema nervoso e disfunções sensoriais.

Cores: Branco, dourado e violeta.

Nota: Si

Glândulas correspondentes: Pineal

Chakra Frontal: a ligação ao mundo espiritual.

O chakra frontal ou terceiro olho localiza-se no meio da testa, entre as sobrancelhas, logo
acima do nível dos olhos. Ligado ao corpo celestial da aura, não tem elemento correspondente no
mundo físico. O chakra frontal atua diretamente sobre a glândula hipófise ou pituitária que dirige a
função das outras glândulas. Relacionado aos sentidos, é responsável pela energia da parte
superior da cabeça, parte craniana, olhos e ouvidos. Ele representa a intuição, a vidência e a
audiência no campo da paranormalidade. Percepção, conhecimento e liderança são prerrogativas
desse chakra que nos permite entrar no mudo daquilo que é aparentemente invisível.

Quando em desequilibro, o sexto chakra favorece o surgimento de vícios, de drogas,


álcool, compulsões, problemas nos olhos e surdez. Quando temos problemas nesse chakra
também ficamos sem raciocínio lógico e sem capacidade de colocar em prática nossas ideias,
ficamos sem objetivo na vida e no trabalho.

 Cor: Azul índico

 Nota: Lá

 Glândula correspondente: Hipófise

4
Chakra Laríngeo: o chakra da comunicação

Está localizado no meio da garganta. É o chakra da comunicação, da criatividade, do som


e da vibração, da capacidade de receber e assimilar. Relaciona-se com os sentidos da audição,
do paladar e do olfato além de comandar a postura do corpo. O centro físico desse chakra é a
tireoide, que tem papel importante no crescimento do esqueleto e dos órgãos internos, regulando
o metabolismo. Sua energia também é responsável pela parte inferior da face, nariz, e aparelho
respiratório.

Quando em desarmonia, a pessoa passa a ter medo da rejeição e da censura, medo do


fracasso na vida social e fica agressiva, adotando uma atitude instintiva de defesa. Favorece o
aparecimento de doenças como resfriado, herpes, dores musculares ou de cabeça, dores na
base da nuca, problemas dentários e bruxismo.

Elemento: Éter

Cor: Azul

Nota: Sol

Glândulas correspondentes: Tiroide

Chakra Cardíaco - O chakra do amor

O quarto chakra localiza-se na parte superior do peito, próximo ao coração. Representa o


amor incondicional que nos permite amar inteiramente e sem condições restritivas. Somente se
esse chakra estiver aberto e vitalizado, poderemos canalizar a energia Reiki. No corpo físico,
esse chakra corresponde ao timo, cuja função é regular o crescimento nas crianças, dirigir o
sistema linfático, estimular e desenvolver o sistema imunológico. Quando em desequilíbrio, pode
produzir patologias tais como: síndrome do pânico, câimbras, palpitações, arritmia cardíaca,
pressão alta, enfermidade dos pulmões, problemas com colesterol alto, intoxicação, tensão e até
a incapacidade de amar. Bloqueios nesse chakra podem resultar em egoísmo, amor sufocante e
chantagens emocionais.

 Elemento: Ar

 Cores: Verde e rosa

 Nota: Fá

 Glândula correspondente: Timo

5
Chakra do Plexo Solar ou esplênico - o chakra da ligação ao próximo

O terceiro chakra localiza-se na região do diafragma, um pouco acima do estômago e


ligeiramente à esquerda.

Representa a personalidade e concentra as qualidades da mente racional e pessoal, da


vitalidade, da vontade de saber e aprender, da ação do poder, do desejo de viver, comunicar e
participar. É o ponto de ligação com outras pessoas. No corpo físico, o chakra vitaliza o pâncreas
cuja função é a transformação e digestão dos alimentos, comanda também o estômago, a
musculatura abdominal, o fígado, a vesícula, o baço e a parte inferior das costas.

Seu desequilíbrio é responsável pelas secreções gástricas desordenadas e disfunções das


glândulas salivares. Quando o chakra fica desequilibrado, o sentimento de inferioridade aumenta
e as capacidades lógicas e racionais podem diminuir. Atitudes como ambição, gastos
compulsivos e ansiedade por status também são reflexo do chakra do plexo solar desarmonizado.

 Elemento: Fogo

 Cor: Amarelo

 Nota: Mi

 Glândulas correspondentes: Pâncreas

Chakra Umbilical - o chakra da reprodução

O segundo chakra localiza-se, como o próprio nome diz, se localiza no umbigo. É o chakra
da propagação da espécie, da reprodução. É um chakra fundamental que nos permite amar a
vida, nesse se concentram as qualidades ligadas com a sexualidade, curiosidade, busca criativa
pelo prazer material, gosto pelas coisas belas, pela arte, pelas emoções, e a relação com outros
indivíduos. A atração sexual, a abertura para coisas novas, relações afetivas, amorosas e sexuais
são influenciadas por esse chakra. No corpo físico é direcionado para os órgãos reprodutores.
Bloqueios nesse chakra resultam em disfunções relacionadas com os fluidos do corpo (urina,
saliva, bile, linfa) ou com órgãos processadores desses líquidos (rins, bexiga, glândulas salivares
e linfáticas). Bloqueios no centro sexual resultam em sintomas mentais como mania de limpeza,
incompreensão, mente demasiada centrada na razão, isolamento e falta de apetite sexual. Se o
dois primeiros chakras, o básico e o umbilical não estiverem abertos, os demais não serão
capazes de se abrir completamente e funcionarão de modo limitado.

 Elemento: Água

 Cor: Laranja
6
 Nota musical: Ré

 Glândula correspondente: Gônadas

Chakra Base ou Básico - a ligação ao mundo material

É o chakra localizado na base da coluna, no cóccix e estende-se até os joelhos.


Representa a ligação do ser humano com o planeta terra, com o mundo material e físico. Quanto
mais aberto e vitalizado está esse chakra, mais elevada será a nossa energia física. Nele estão
concentrados as qualidades e os temores relacionados com a sobrevivência: como a busca pelo
alimento, necessidade do trabalho, o gosto pelo dinheiro, a atitude de lutar pela realização dos
ideais e desejos, nossa vocação de procurar um rumo e orientação, e não depender de outras
pessoas. Bloqueios no chakra básico podem provocar anemia, problemas de circulação, pressão
baixa, fadiga, insuficiência renal e excesso de peso. Além dos problemas psicológicos: agressão
excessiva, medo da morte, incapacidade do planejamento do tempo e dependência.

 Elemento: Terra

 Cores: Vermelho e preto – utilizando essas cores, a energização desses chakras pode ser
acelerada.

 Nota musical: Dó

 Glândula correspondente: suprarrenais

7
Assim, todos nós temos sete corpos sutis ou níveis de consciência, desde o mais grosseiro, o
físico, até o mais fino ou espiritual. Esses sete corpos se interpenetram e se ligam ao físico nos
sete centros de potência ou chakras na coluna vertebral. Por meio desses sete centros e dos
raios que atraem, estamos em contato e somos afetados por todos os setes planos de
consciência. Cada chakra atrai um raio de cor predominante que é necessário para a harmonia do
indivíduo como um todo. Sabendo a importância dos chakras, devemos mantê-los sempre em
equilíbrio.

Possuímos outros dois chakras importantes:

Chakras das mãos: localizados na palma da mão, absorvem as ondas radioativas e


transmitem energia, o que explica a cura por meio da imposição de mãos;

Chakras dos pés: localizados na sola dos pés, sua finalidade é descarregar energia elétrica
(estática) gerada pelo corpo físico.

8
Cromoterapia

A cromoterapia, como algumas outras atividades energéticas destina-se, sobretudo a


preservação dos elementos componentes da natureza, entre os quais, a humanidade.

É realizada principalmente pela vibração das energias solares tornando-se por base visual,
a escala cromática de Newton, ou seja, as cores do espectro visível: vermelho, laranja, amarelo,
verde, azul, anil (ou índigo) e violeta, assim, perfeitamente integrada à natureza terrestre.

Justamente por ser o próprio elemento formador da natureza, as energias coloridas


atendem não só a formação, mas a sua manutenção e preservação.

Cromoterapia, portanto, é o tratamento efetuado por meio da cor. Cada cor possui uma
vibração específica na manutenção e harmonização da saúde física, emocional e mental.

Desde os tempos imemoriais, a cor é usada para promover a cura de diversas


enfermidades. Existem registros dessa modalidade terapêutica na história da Índia antiga, do
Egito, da China e da Grécia.

Recentemente, a cromoterapia vem sendo outra vez incentivada no mundo inteiro. Pode-se
fazer o tratamento pela cor por meio da irradiação mental, água solarizada, roupas, focos de luz
coloridos, vidraças de vidros coloridos, pirâmides cromoterápicas e cristais impregnados com
vibrações coloridas ou coloridas artificialmente.

A cromoterapia está ao alcance de qualquer pessoa, basta conhecer o efeito de cada cor e
fazer uso dela:

Tabela 1- Cores: suas características, indicações e contra indicações.

Cor Características Indicações Contra indicações


Pessoas psicóticas,
sanguinárias, pressão alta,
febre, pessoas muito
Anemia, paralisia, infecções sem febre,
nervosas em estado de
É a cor de frequência mais pressão baixa, reumatismo, doenças da
fragilidade intensa, pessoas
Vermelho baixa do espectro. É uma cor coluna, frigidez sexual, estados de
muito idosas, recém-
altamente revigorante. apatia e depressão.
nascidos (nestes casos
devem ser substituídos pelo
índigo nas suas indicações).

Estimula todo o sistema endócrino,


Utilizada em casos de apatia
particularmente às suprarrenais, ovários Pessoas extremamente
Laranja devido a grandes traumas no
e testículos. emotivas.
campo dos sentimentos.
Cardiopatias, problemas circulatórios,
irritação dos brônquios (asma e
bronquite), prisão de ventre, vitaliza o
cérebro estimulando as funções Diarréia, insônia, delírio e
Estimulante das células
Amarelo intelectuais, beneficia o fígado, pessoas extremamente
nervosas do cérebro
estimulante das funções de todos os nervosas.
órgãos, amnésia e auxilia a
memorização.

9
Ativa o crescimento das crianças e
restabelece o equilíbrio hormonal na
infância, restauradora e estimulante de
todo o aparelho digestivo (estômago,
Refrescante, calmante e fígado, vesícula, pâncreas, intestinos e
Verde Não tem.
equilibrante. esôfago) e do aparelho urinário (rins),
ureteres, bexiga, uretra, diabetes, febre,
pressão alta, excesso de sangue e
ninfomania.

Insolação, membros inchados e


vermelhos, tumores, tuberculose,
inflamações, traz equilíbrio, conforto,
calma e relaxamento das tensões
nervosas e vasculares, atua nos
processos bioquímicos comandados
Azul Tônica e suavizante. pela hipófise e tireoide, harmoniza Não tem.
dinamicamente os processos físicos e
mentais, nervosismo, faringite,
labirintite, amigdalite, bronquite, asma,
distúrbios da hipófise e tireoide e
problemas nas cordas vocais.

Usado nas pessoas muito


idosas, recém nascidos e Hemorragias, dor de ouvido, anti-
pessoas extremamente inflamatório, tranquilizante e doenças
Índigo Não tem.
fragilizadas que não podem dos olhos.
ser expostas ao vermelho em
todas as suas indicações.
Acentuado efeito nos líquidos da coluna
vertebral e no sistema nervoso
simpático, estimula e ativa o
metabolismo do cálcio e atua na
Aumenta o magnetismo
Violeta formação hormonal, regula o Não tem.
pessoal.
desdobramento, anti-estresse,
anticancerígeno, nervoso e
osteoporose.

O trabalho permanente com os chakras e as cores promove o equilíbrio do ser. Se você


aplicar a cor diretamente na pele, o efeito será maior e o resultado aparecerá mais rápido. O
paciente deverá estar com roupas claras (branco) de preferência.

10
Modo de utilização da cromoterapia

À distância: você mentaliza o órgão doente da pessoa com a cor a ser aplicada. Exemplo: se
uma pessoa não pode vir até você e sabendo do problema que está a afligindo, mentalize a cor
necessária e o órgão doente deixando por 5 minutos a cor no local.

Com lâmpadas: para essa ocasião você deve ter um local tranquilo e as lâmpadas das cores
necessárias para cada tipo de trabalho de trabalho. Coloque a pessoa deitada e a uma distância
de 20 centímetros deixando por 5 minutos.

Com pirâmides ou cristais coloridos: é só colocar os cristais nos órgãos que no momento
requerem cuidados por 5 minutos e complete o tratamento com cristais coloridos colocando-os
em um copo de água filtrada, deixando a noite toda e bebendo a água pela manhã em jejum.
Observação: use cores claras nos cristais da cintura para cima e os cristais mais escuros da
cintura para baixo.

Com água solarizada: coloque água em uma garrafa de vidro na cor desejada ou em uma
transparente envolvida com papel celofane na cor que usará para o tratamento. Deixe-a por um
período mínimo de uma hora (sol forte), durante metade do dia (sol fraco) ou o dia todo (em dia
chuvoso). O melhor horário para preparar a água é pela manhã, de 8h as 10h, principalmente no
inverno. No verão, o sol da tarde, após as 15h, também é aconselhável. Uma dica é colocar uma
pedra de gelo na água. Quando ela derreter, a bebida estará pronta para uso. Troque a água a
cada dois dias no verão (as de cores vermelho, laranja e amarelo) e as demais cores em uma
semana.

11
Mandala

O registro da mandala data de mais de cinco mil anos na Índia e Tibete. Eram feitas no
papel ou na areia por meio de desenhos e somente mais tarde, quando o arame foi descoberto
elas passaram a ser confeccionadas com esse material. Propagou-se pelo ocidente pelos
chineses em 1960 e esse símbolo chegou ao Brasil em 1982 após a entrada na Argentina e
Uruguai. Sua simbologia complexa possui uma estrutura básica com um centro representando a
totalidade da divindade e da consciência superior ou cósmica e de uma quantidade de formas
geometricamente ou circularmente ao redor do centro. Essas formas representam as inúmeras
facetas da personalidade humana e as infinitas formas do Universo. Vivenciar as experiências
proporcionadas pela mandala é abrir os canais para a possível integração no movimento
universal. É olhar para dentro de si! Ela corresponde à expressão de todos os caminhos: é o
caminho que conduz ao centro.

12
A respiração das cores

Outro método consiste em “respirar” cores. Sente-se diante de uma janela aberta ou ao ar
livre. Relaxe e expire todo o ar de seus pulmões. Respire então na cor visualizada mentalmente.
Inspire durante certo tempo, retenha o ar durante o mesmo tempo e mantenha a expiração
durante o mesmo período de tempo.

É muito difícil indicar este tempo para todas as pessoas, mas é conveniente aumentar o
período à medida que a vitalidade aumenta. Por exemplo: inspirando durante a contagem de um
a quatro, retendo a respiração durante o tempo de um a quatro e exalando o ar no mesmo
intervalo de contagem. Aumenta-se a contagem na medida em que as condições o permitirem.

A respiração colorida é mais bem executada antes ou depois do café da manhã ou ainda
após a refeição da tarde: nunca como a última atividade do dia.

Podem-se visualizar os três primeiros raios como fluindo da terra até o plexo solar. As
últimas três (azul, índigo e violeta) podem ser respiradas como provenientes do ar.

O raio verde pode ser visto como fluindo pra o sistema horizontal.

13
Cromoterapia dos alimentos

Vibração colorida de alguns alimentos:

Alimentos de cor vermelha, laranja e amarela: tem efeito alcalino.

Alimentos verdes: não são nem ácidos, nem alcalinos: são neutros.

Alimentos de cor azul, índigo e violeta: tem efeito ácido.

Alimentos vermelhos: carne, todas as frutas de casca vermelha, todos os vegetais


vermelhos, beterraba, repolho roxo, cerejas, pimentão vermelho, cebola, uvas, rabanete,
melancia, morango e ameixa vermelha.

Alimentos laranja: cenouras, laranjas, abóboras, milho, damasco, tangerinas, manga e


pêssegos.

Alimentos amarelos: damasco, manteiga, gemas de ovos, cenouras, milho, toranja,


manga, tutano, frutas de cascas amarelas e hortaliças amarelas.

Alimentos verdes: hortaliças verdes e frutas dessa cor (kiwi, limão, abacate, etc).

Alimentos azuis: a maioria das frutas azuis como ameixas, mirtilos, vitela, aspargos,
batatas e peixes.

Alimentos índigo: os mesmos descritos como alimentos azuis e violeta.

Alimentos violeta: berinjelas, brócolis vermelho, beterraba, uva moscatel e amoras pretas.

14
A cor da cromoterapia no lar

Quando você deseja decorar um aposento, pense se deseja que tenha aparência maior ou
menor. O vermelho, laranja e amarelo fazem com que o aposento pareça menor, ao passo que o
branco, azul e índigo dão-lhe a impressão de ser maior.

O verde mantém em sua proporção correta. É indicado em quintais e paredes externas.


Essa cor faz bem ao coração.

O azul modela o ego e dá harmonia com o meio. Tira o introvertido da “concha”. Não é
indicado para ambientes de atividades e sala de jogos.

O vermelho torna a pessoa egocêntrica. É indicado em ambientes de fluxo rápido de


pessoas.

O laranja é indicado para ambiente de refeições, sala de jantar, cozinha e área de lazer.

O amarelo é recomendado em ambientes onde estão pacientes em convalescência. Não


deve ser usado no interior de veículos e aviões, pois causa enjoos.

O índigo pode ser utilizado para auxiliar em todos os casos em que as tensões e restrições
do meio produzem estado de má saúde. Essa cor recomendada em ambientes muito tensos, sala
de tratamentos, escritórios, dormitórios, etc.

O violeta pode ser usado em ambientes que requerem dignidade, saguões de hospitais,
locais de oração, meditação, áreas festivas cujo interior seja suntuoso e grandioso.

15
Cromoterapia em crianças e em tempo de aplicações

A criança merece alguns cuidados em relação à aplicação particularmente no que se refere


a observação do tempo de projeção da luz sobre a matéria física.

Sugerimos, por este motivo, que sejam respeitados os seguintes limites:

 Nas crianças até seis meses: o tempo de aplicação não deverá ultrapassar a 5 segundos.
 De seis meses a um ano e meio (e algumas crianças enfraquecidas até dois anos): tempo
máximo de 10 segundos.
 De um ano e meio até sete anos: 15 segundos
 De sete anos a 10 anos: 20 segundos.
 Acima de 10 anos: dependendo do problema poderá ser usado até 30 segundos em casa
projeção da onda luminosa. Isso, contudo, ficará a critério do aplicador para avaliar o
estado de resistência da criança. Se achar que está enfraquecida, poderá perfeitamente
usar o tempo de 20 segundos.
 Após os doze anos: os tempos poderão ser em qualquer hipótese os de30 segundos.

16
O tempo entre os tratamentos com a cromoterapia

Normalmente, procuramos estabelecer uma distância de três horas entre uma aplicação e
outra em um tratamento intenso. Existe, contudo, os chamados casos de urgência, onde somos
obrigados ao esforço. Para esses casos, está estabelecido o limite de duas horas como tempo
mínimo que deve existir entre duas aplicações.

OBS: Não adianta tentar forçar, porque a matéria física não tem condições de retenção de
energia. Em casos de febre alta, queimaduras graves infecções ou ferimentos profundos, a
exposição da cor poderá ser de até uma hora com exceção das crianças, devendo considerar sua
idade.

Fonte desta pesquisa: René Nunes, Narci Castro de Souza e Mary Anderson.

17