Вы находитесь на странице: 1из 5

9 passos para criar um negócio

sem largar o emprego


Antes de mais nada gostaria de deixar claro uma coisa: Em um determinado momento você vai
precisar escolher entre trabalhar para alguém e trabalhar para você. Ou seja, se você quer
empreender, mas ainda mantém um emprego trabalhando para outra pessoa, em um dado
momento será necessário que você escolha entre um deles.

Para algumas pessoas, especialmente os mais jovens é relativamente simples “largar tudo” para
empreender, a situação complica quando o seu trabalho não é mais somente o seu sustento, mas
o de uma familia, ou quando você possui algum tipo de compromisso financeiro inadiável (Dividas
de compra de bens, tratamentos de saúde e outros).

Se a sua situação é a segunda, aqui vão 9 passos para te ajudar nesse processo.

1 Prepara-se para largar o emprego


Sem nenhuma dúvida, a preparação psicológica para largar o emprego atual e a tão falada
“estabilidade" é o passo mais importante para quem quer fazer a transição entre “trabalhar" e
“empreender”, coloco entre aspas pois empreender normalmente significa trabalhar muito mais do
que antes.

É preciso entender que você precisará largar o seu emprego atual e reduzir seu padrão de vida
por um determinado período enquanto começa a tocar o seu negócio. Além disso, é fundamental
entender que seu novo negocio vai levar algum tempo até dar lucro real e permitir que você volte
ao seu antigo padrão de vida e que isso poderá (e provavelmente vai) levar mais tempo do que o
incialmente planejado. Esteja pronto e consciente sobre isso, pois o segundo passo só pode ser
dado após ter entendido que mudanças estão por vir.
2 Defina um prazo
Conheço muitas pessoas que dizem que vão largar o emprego e se dedicar ao próprio negócio
quando ele começar a dar resultados. O problema é que normalmente essas pessoas ignoram o
fato de que seus negócio não dão resultados exatamente pelo fato delas não estarem se
dedicando a ele.

Sabe aquele pouquinho que falta para seu negócio decolar? Seu emprego é o que te impede de
conseguir completar esse “pouquinho”, já falamos aqui no blog sobre os problemas com o “multi
tasking” e de certa forma ao manter um emprego em paralelo com o empreendedorismo é
exatamente isso que você está fazendo.

Por isso que a melhor forma de definir um prazo para “largar" seu emprego e se dedicar ao
empreendedorismo é definindo quanto tempo você precisa para criar uma reserva de caixa.

3 Crie uma reserva de caixa


Ok, você saiu do seu emprego e vai empreender. Mas as contas ainda vão chegar todo mês, você
ainda precisa comer, cuidar da saúde, gastos com os filhos e até se divertir (apesar que duvido
que vá ter tempo para isso agora). Por isso é extremamente importante que você faça uma
reserva financeira para se manter durante algum tempo até que seu negócio comece a dar certo.

O valor dessa reserva deve ser equivalente ao seu custo de vida * tempo pelo qual vai se dedicar
ao negócio * 2. Pode parecer estranho o que falei agora sobre “Tempo pelo qual vai se dedicar ao
negócio”, porém é preciso entender que nem todo negócio vai dar certo, existe uma chance real
de que seu negócio dê errado, por isso é importante que você tenha metas realistas para medir
isso.

Se seu negócio não começar a dar algum retorno depois de um determinado tempo, é importante
que você comece a repensar sua estratégia. Eu escrevi um artigo no StartSE falando sobre o
Momento de Desistir de uma Ideia onde falo sobre isso. Já o multiplicador X2 possui 2 motivos
para estar ali.

a) Provavelmente você vai gastar mais dinheiro do que previu;


b) Caso tudo dê errado, você tem uma segurança para pensar em uma solução.
Porém esse fator multiplicador pode fazer com que o prazo para juntar sua reserva para largar o
emprego atual seja muito longo, por isso o próximo passo é trabalhar para reduzir o valor dessa
reserva.

4 Reduza seu padrão de vida


Quando você finalmente largar o seu emprego para se dedicar ao empreendedorismo, seu padrão
de vida será afetado, você não poderá sair tanto quanto antes, ou comprar o celular da moda,
mudar de carro todo ano e coisas assim. Talvez para você seja fácil fazer essa transição, mas
caso você tenha pessoas que vivam com você (conjugue, filhos..) isso pode ser mais complicado.
Por isso um dos passos mais importantes nesse processo é reduzir seu padrão de vida aos
poucos.

Converse com sua familia sobre mudanças, sair menos, cortar gastos desnecessários,
economizar onde for possível. Faça isso de forma gradual para que seja algo menos doloroso
para todos, assim ao mesmo tempo que o seu custo de vida geral será reduzido, no momento em
que a transição for acontecer, o choque de realidade não será mais tão brusco.

Uma meta razoável nesse quesito é passar a viver com 30% a menos do que vive hoje,
economize esses 30% mensalmente, até ter o valor necessário para se manter conforme o valor
estipulado no passo 3.

Vamos ver como isso fica na prática?

Uma conta bem simples a ser feita é a seguinte:


a) Quanto você gasta mensalmente hoje? R: R$3000 reais.
b) Por quanto tempo você planeja “testar" seu negócio? R: 6 meses

Agora como disse anteriormente, vamos reduzir os seus gastos em 30%.


Então a partir de agora você vai passar a “viver" com R$2100 mensais. Com isso você economiza
900 reais por mês.

Seu negócio será testado por 6 meses. Então o seu objetivo com o “pé de meia” é de juntar algo
próximo de R$25000 reais. Sim é um valor considerável, porém não é nada impossível, apenas
requer muita disciplina e foco!

Até agora eu falei sobre como se preparar para a mudança de um emprego tradicional para o
empreendedorismo, porém gostaria de falar sobre algumas coisas que podem te ajudar a
“acelerar" o tempo de retorno dessa migração, com 2 formas de conseguir fazer um dinheiro extra
e 3 formas de gastar menos dinheiro com o seu negócio.

Fazendo dinheiro extra


Ao empreender e especialmente na fase inicial de um negocio, não existem horários fixos. Ao
mesmo tempo que isso pode ser uma armadilha te levando a procrastinação ou ao esgotamento,
essa nova realidade pode ser uma boa oportunidade para encontrar novas possibilidades para
fazer dinheiro, duas delas eu falo agora:
5 FAÇA TRABALHOS COMO FREELANCER
Essa dica é valida especialmente para pessoas que possuem habilidades em areas como
programação e design, porém existem oportunidades para se trabalhar como freelancer para
quase todos os ramos de especialidade possíveis.

6 VENDA ALGO
Comece a vender algo, seja fisicamente ou pela internet. Venda doces, salgados, revenda
produtos de perfumaria e beleza, ou qualquer outra coisa. Além de te ajudar a desenvolver duas
das habilidades mais importantes para um empreendedor (Negociação e vendas), ainda é uma
ótima forma de complementar a renda.

Gastando menos na sua empresa


A redução de gastos é uma busca constante em qualquer empresa, não importa se você é
pequeno ou grande, se tem muito ou pouco capital, cortar gastos desnecessário é fundamental
para manter a “saúde” do negócio.

7 BUSQUE POR PARCERIAS


Uma das coisas mais básicas ao empreender é buscar por parceiros. Desenvolver parcerias te
permite ter acesso a recursos com gastos menores. Por exemplo, se você vai abrir uma loja de
doces, negocie uma parceria fixa com um
fornecedor exclusivo de chocolates, assim você pode conseguir comprar por um preço menor e
com mais segurança.

Está trabalhando com marketing digital? Faça parceria com outros empreendedores que vendam
produtos diferentes para o mesmo público, assim um pode ter acesso ao público do outro
(Famoso Afiliado).

Bem, pense no seu negócio, quem poderia ser um parceiro?


8 PROGRAMA MINHA CASA MEU ESCRITÓRIO
Para alguns negócio é indispensável que se tenha um espaço fisico (Comércios principalmente),
porém em muitos casos, isso não é uma necessidade em um primeiro momento. Startups,
Ecommerce, Produtores de conteúdo. Você não precisa de ter um escritório mobiliado em um
prédio comercial para começar com esse tipo de atividade. Por isso, adotar o conceito de “Home
office” pode ser uma excelente forma de reduzir seus gastos em um primeiro momento.

9 CORTE GASTOS SUPÉRFLUOS


Em 99% das vezes, você não precisa de cartões de visita metalizados ou de um logotipo de R
$3000 reais no começo do seu negocio. Evite gastar com coisas não essenciais e com retorno
duvidoso agora no começo (na verdade, sempre evite isso).

Como eu havia dito antes, o processo de transição entre trabalhar para alguém e trabalhar para
você mesmo ao empreender nem sempre é simples, porém, existem algumas medidas que
podem ser tomadas para facilitar esse processo e espero sinceramente que esse artigo te ajude
nisso!

Похожие интересы