Вы находитесь на странице: 1из 3

Regeneração

Elementos de duas gerações


¦ Ailton Barcelos da Costa | ailton.barcellos@gmail.com

uando tentamos descrever o haverá mais gritos, nem luto, nem terrestres reajustarem a sua vida na
modo de vida da humanidade trabalho, porque o que era antes fraternidade e no bem, na paz e na
Q neste início de século, neste terá passado.” Tal publicação nos justiça, depois da seleção natural dos
pequeno planeta, que do ponto de diz que esta época predita chegou: Espíritos e dentro das convulsões re-
vista espiritual é o nosso lar momen- “Estais em meio a estes tempos novadoras da vida planetária, orga-
tâneo, vêm-nos à mente um turbi- como a espiga dourada está na colhei- nizaremos para o mundo um novo
lhão de pensamentos e sentimentos. ta; viveis sob os olhares de Deus e sua ciclo evolutivo, consolidando, com
Para muitos, aqui é um lugar terrí- radiação vos ilumina! De onde vem as divinas verdades do Consolador,
vel de se viver, cheio de violência e que vos inquietais com a marcha dos os progressos de nitivos do homem
opressão de todos os tipos; um lugar acontecimentos que foram previs- espiritual.” (XAVIER, 1996, p. 354)
extremamente negativo, cuja época Para Kardec (2005), grande ain-
atual é símbolo máximo da deca- da é o número dos retardatários;
dência do ser humano. Para tantos Kardec a rma em A mas, que podem eles contra a onda
outros, a percepção é que habitamos que surge, senão atirar-lhe algumas
um paraíso que começa a surgir,
Gênese que a atual geração pedras? Para o autor, essa onda é a
uma nova era de amor e prosperida- desaparecerá gradual- geração que surge, ao passo que eles
de, veri cando-se atos de bondade e se somem com a geração que vai de-
caridade por todos os cantos. mente e a nova lhe suce- saparecendo todos os dias a passos
Talvez esses dois olhares possam largos, porém, eles defenderão pal-
estar certos de alguma forma. Kar-
derá do mesmo modo, mo a palmo o terreno. Haverá uma
dec em A Gênese nos diz que a épo- sem que haja mudança luta inevitável, mas luta desigual,
ca atual é de transição, em que se porque é a do passado decrépito, a
confundem os elementos das duas alguma na ordem natural cair em frangalhos, contra o futuro
gerações. Colocados no ponto inter- das coisas juvenil, ou seja, a luta da estagna-
médio, assistimos à partida de uma ção contra o progresso, da criatura
e a chegada da outra, e cada uma se tos por Deus, quando apenas éreis as contra a vontade do Criador, uma
assinala pelos caracteres que lhes crianças da geração de que falava Je- vez que chegados são os tempos por
são peculiares (KARDEC, 2005). sus quando ele dizia: ‘Antes que esta ele determinados (KARDEC, 2005).
A geração que desaparece levará geração passe acontecerão grandes Para Manoel Philomeno de Mi-
consigo seus erros e prejuízos; a ge- coisas?’” (KARDEC, 2000, p. 20). randa, neste momento de conturba-
ração que surge, revigorada em fon- Na obra Há 2000 anos, Emmanuel ção moral e de violência, de agres-
te mais pura, imprimirá ao mundo nos traz a palavra de Jesus Cristo, sividade, de aberrações sexuais, de
ascensional movimento, no sentido em que Ele nos diz: descontrole geral e de sofrimentos
do progresso moral que assinalará “Trabalharemos com amor, na de todo porte, cumpre-nos, a todos,
a nova fase da evolução humana o cina dos séculos porvindouros, somar esforços em favor dos prin-
(KARDEC, 2005). reorganizaremos todos os elementos cípios da dignidade humana e da
No mesmo sentido, na Revista destruídos, examinaremos detida- honradez, do equilíbrio no compor-
Espírita de março de 1868, temos a mente todas as ruínas buscando o tamento e da educação das gerações
citação do versículo 4 do capítulo 21 material passível de novo aprovei- novas, único meio de oferecer ao
do Apocalipse: “Naquele tempo não tamento e, quando as instituições futuro uma sociedade menos con-

Outubro de 2018 ¦ 457


turbada e deslindada dos terríveis já caminharam antes de nós em e desejos, mas liberto das paixões
cipoais da obsessão (FRANCO, 2006). suas trajetórias evolutivas, trazen- desordenadas que o escravizavam.
Kardec a rma em A Gênese que a do, em seus pensamentos e em suas Em todas as frontes, vê-se escrita
atual geração desaparecerá gradual- ações, atitudes renovadoras para a palavra amor; perfeita equidade
mente e a nova lhe sucederá do mes- o bem, moral e intelectualmente preside às relações sociais, todos
mo modo, sem que haja mudança (LEÓN, 2018). reconhecem Deus e tentam cami-
alguma na ordem natural das coisas. A nova geração não se comporá nhar para Ele, cumprindo-lhe as
Em cada criança que nascer, em vez exclusivamente de Espíritos eminen- leis (KARDEC, 1990).
de um Espírito atrasado e inclinado temente superiores, mas dos que, Kardec nos diz que, havendo
ao mal, que antes nela encarnaria, já tendo progredido, se acham pre- chegado o tempo, grande emigra-
virá um Espírito mais adiantado e dispostos a assimilar todas as ideias ção se veri ca dos que a habitam:
propenso ao bem (KARDEC, 2005). progressistas e aptos a auxiliar no a dos que praticam o mal pelo mal,
Na velha geração pode ser iden- movimento de regeneração da hu- ainda não tocados pelo sentimento
ti cada em primeiro lugar a revolta manidade (KARDEC, 2005). do bem, os quais, já não sendo dig-
contra Deus, por se negarem a reco- Santo Agostinho em O Evange- nos do planeta transformado, serão
nhecer qualquer poder superior aos lho Segundo o Espiritismo nos diz excluídos, porque, senão, lhe oca-
poderes humanos; a propensão ins- que mundos de regeneração são sionariam de novo perturbação e
tintiva para as paixões degradantes, aqueles que servem de transição confusão e constituiriam obstáculo
para os sentimentos antifraternos entre os mundos de expiação e ao progresso (KARDEC, 2005).
de egoísmo, de orgulho, de inve- os mundos felizes, em que a alma Muitos elementos desta gera-
ja, de ciúme; en m, o apego a tudo encontra neles a calma e o repou- ção nova já se encontram entre nós;
o que é material: a sensualidade, a so e acaba por depurar-se. Para o como crianças, que frequentam as
cupidez, a avareza (KARDEC, 2005). nobre autor, em tais mundos o ho- mesmas escolas que nossos lhos,
No sentido oposto, a nova gera- mem ainda se acha sujeito às leis brincam, correm, choram, como
ção será composta de Espíritos que que regem a matéria, às sensações qualquer outra criança, mas o dife-

A nova geração será


composta de Espíritos que
já caminharam antes de
nós em suas trajetórias
evolutivas, trazendo, em
seus pensamentos e em
suas ações, atitudes reno-
vadoras para o bem, moral
e intelectualmente

458 ¦ Outubro de 2018


rencial na grande maioria das vezes Dessa forma, o reinado do ouro, moradas radiosas; outros, grandes
está na maneira como se comportam da matéria, cederá lugar a um rei- trabalhos, em que a felicidade se
e como reagem a diferentes situa- nado mais puro; o pensamento será junta ao prazer de instruir-se, para
ções. Quando na juventude, muitos dentro em pouco soberano e os Es- retomarem o bastão de peregrinos,
deles se destacam pelas aquisições píritos de escol, que hão vindo des- que apenas haviam deposto no li-
intelectuais precoces conjugadas aos de remotas eras iluminar os séculos miar do templo da Ciência, e daqui
sentimentos emocionais mais eleva- em que viveram e servir de balizas a pouco, dos quatro cantos do glo-
dos. É possível observá-los no coti- aos séculos vindouros, encarnarão bo, os sábios o ciais ouvirão, apa-
diano, desde que tenhamos os olhos entre vós (KARDEC, 2009). vorados, jovens imberbes a lhes re-
alinhados com o coração, com a ra- Sim, os pais do progresso do espí- torquir, numa linguagem profunda,
zão e com os ensinamentos de Jesus. rito humano deixaram, uns, as suas aos argumentos que eles julgavam
São estes os requisitos necessários irrefutáveis (KARDEC, 2009). n
para recebê-los bem (LEÓN, 2018). Muitos elementos - FRANCO, D. Sexo e obsessão. Pelo Espírito
No aspecto material, as crianças Manoel Philomeno de Miranda. 6.ed. Salva-
que estão encarnando neste início desta geração nova já se en- dor: LEAL, 2006.
de século XXI têm como caracte- - KARDEC, A. A Gênese. Trad. Victor Tollental
rística a rapidez de pensamento e
contram entre nós; como Pacheco. 22.ed. São Paulo: LAKE, 2005.
- KARDEC, A. O Evangelho Segundo o Espiritis-
a incapacidade para a linearidade, crianças, que frequentam mo. Trad. Salvador Gentile. 116.ed. Araras:
o que pode ser muito útil em deter- Instituto de Difusão Espírita, 1990.
minadas áreas, mas em outras, que as mesmas escolas que nos- - KARDEC, A. Revista Espírita. Ano 11, n. 3,
mar. 1868, Instrução dos Espíritos – Regene-
exigem mais seriedade e concentra-
ção, podem aparecer di culdades
sos filhos, brincam, cor- ração. Trad. Salvador Gentille. 1.ed. Brasília:
FEB, 2000.
(PATERRA, 2018). rem, choram, como qual- - KARDEC, A. Obras Póstumas. Trad. Evandro
No entanto cabe a tais crianças Noleto Bezerra. Rio de Janeiro: FEB, 2009.
que estão chegando, ou que já estão quer outra criança, mas o - LEÓN, M. A gênese e a geração nova do sé-
culo XXI: Estamos prontos para recebê-la?
entre nós, fundar a era do progresso
diferencial na grande In: Reformador, ano 135, n. 2.272, jun. 2018,
moral, trazendo sim a inteligência e a p. 372-374.
razão geralmente precoces, mas que maioria das vezes está na - PATERRA, M. Geração Alpha: o mundo de
nossas crianças. In: Revista Internacional de
também devem apresentar o sen-
timento inato do bem e as crenças maneira como se compor- Espiritismo, ano 93, n. 1, jan. 2018, p. 654-656.
- XAVIER, F. C. Há 2000 anos. Pelo Espírito
espiritualistas, o que constitui sinal tam e como reagem a dife- Emmanuel. 29.ed. Brasília: FEB, 1996.
indubitável de certo grau de adianta- O autor é doutorando em Educação Especial pela UFS-
mento anterior (KARDEC, 2005). rentes situações Car, médium e palestrante espírita em São Carlos-SP.

Outubro de 2018 ¦ 459