Вы находитесь на странице: 1из 450

VANTAGE PDMS

VANTAGE Plant Design Management System

Modelagem de Equipamentos e
I~ Tubulações

Versão 11.5.SP1

Manual de Treinamento

~
AV:VA ~ endpoint
,
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Indice
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

1 Introdução .1-1
1.1 Conhecendo o VANTAGE PDMS e seu funcionamento 1-1
1.1.1 Conhecendo os módulos do VANTAGE PDMS 1-1
1.1.2 Database (DB) e Multiple Database (MDB) 1-2
1.2 Conhecendo o módulo Design 1-3
1.2.1 Entradas e saídas (Inputs & Output) 1-3
1.2.2 Hierarquia básica 1-4
1.2.3 Acessando o módulo Design 1-5
1.2.4 Layout do módulo Design 1-6
1.3 Adicionando elementos do banco de dados na janela 3D View 1-9
1.3.1 Janela Design Explorer 1-9
1.3.2 Janela Members 1-12
1.3.3 Adicionando ou removendo elementos ao Drawlist utilizado a Barra de Icones 1-14
1.4 Manipulação do módulo Desing 1-14
1.4.1 Janela 3D View 1-14
1.4.2 Manipulando o Design Model View 1-15
1.4.3 O Menu View 1-15
1.4.4 Manipulação direta utilizando o teclado 1-21
1.5 Configurações 1-22
1.5.1 Representação 1-22
1.5.2 Cores 1-24
1.5.3 Unidades 1-25
1.6 Sistema de eixos 1-25
1.6.1 Notação Angular no VANTAGE PDMS - 2D 1-26
1.6.2 Notação Angular no VANTAGE PDMS - 3D 1-27
1.7 Posicionamento. 1-27
1.8 Medidas... ......... 1-28
1.8.1 Funções dos ícones e campos da janela Positioning Control 1-29
1.8.2 Janela Measure 1-32
1.8.3 Exemplos de como efetuar uma medida 1-32
1.8.3.1 Medida centro-a-centro entre elementos 1-32
1.8.3.2 Medida utilizando os p-points de elementos 1-33
1.9 Criação de Elementos Administrativos 1-34
1.9.1 Criação do elemento administrativo SITE 1-34
1.9.2 Criação do elemento administrativo ZONE 1-35
1.9.3 Criação de elementos administrativos utilizando a janela de comandos
(Command Une) 1-35
1.10 Comandos Modify e Delete 1-35
1.10.1 Comando para modificar os elementos criados 1-35
1.10.2 Comando para apagar os elementos criados 1-37
1.11 Disciplinas do módulo Design 1-38
1.12 Salvando e atualizando o trabalho no banco de dados, salvando as suas últimas
configurações e saindo do módulo Design 1-39
1.12.1 Salvando o trabalho 1-39
1.12.2 Atualizando o trabalho 1-39
1.12.3 Salvando as configurações de menus,janelas e do modelo visível 1-39
1.12.4 Restaurando as configurações de menus, janélas e dó modelo visível 1-41
1.12.5 Saindo do módulo Design 1-41

2 Introdução a disciplina Civil no módulo Design 2-1


2.1 Hierarquia da base de dados para a disciplina Civil 2-1
2.2 Criação do elemento administrativo Structure 2-1
2.2.1 Exercício 2-2
2.3 Criação de primitivos 2-3
2.3.1 Criação do primitivo Box 2-3
2.3.2 PPoints 2-5
2.3.3 Exercício 2-5

endpolnt Soluções Integradas Ltda. Indice - 1


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Indice Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

3 Modelagem de Equipamentos 3-1


3.1 Hierarquia da base de dados para a disciplina Equipamentos 3-1
3.2 Disci pUna de equi pamento 3-2
3.3 Modelagem de equipamento por primitivo 3-3
3.3.1 Exercício 3-3
3.3.2 Criação dos primitivos para o equipamento 1201 3-3
3.3.2.1 Criação do Cilindro (Cyli) 3-4
3.3.2.2 Criação do Dish (calota) 3-4
3.3.2.3 Criação das bases (BOX) 3-7
3.3.2.4 Criação dos bocais (NOZZ) ..., 3-9
3.3.3 Exercícios 3-15
3.4 Criação de equipamento Standard (Antigo, desenvolvido até versão 11.2) 3-15
3.4.1 Exemplo de criação de equipamentos Standard 3-16
3.4.1.1 Criação de listas 3-19
3.4.1.2 Criação de copia espelho (Copy Mirrar) utilizando uma lista 3-21
3.4.1.3 Esticando ou cortando primitivos 3-22
3.5 Criação de equipamento Standard (Novo, desenvolvido a partir da versão 11.3) 3-26

4 Introdução a Estrutura Metálica 4-1


4.1 Hierarquia da base de dados para a disciplina Estrutura Metálica 4-1
4.1.1 Como o PDMSrepresenta Elementos Estruturais 4-3
4.2 Criação de Estrutu ras 4-3
4.2.1 Definindo a área de armazenagem 4-4
4.2.2 Definindo a criação automática dos Profiles (Perfis) e Primary Nodes 4-4
4.2.3 Escolhendo o perfil a ser utilizado 4-5
4.2.4 Criação de colunas 4-6
4.2.5 Criação de vigas 4-8
4.2.6 Criação de contraventamento 4-13
4.2.7 Criação de Pnodes 4-14
4.2.8 Colocação de juntas e bases 4-15
4.2.9 Criação de cópia 4-17
4.2.10 Estendendo ou diminuindo um perfil 4-17
4.2.11 Interrompendo vigas 4-18

5 Módulo Datal : .5-1


5.1 Criação do Datal 5-1
5.2 Executando a macro criada no projeto destino 5-2
5.3 Manipulação de possíveis erros 5-3
5.4 Criação do arquivo (Datal) utilizando as customizações Endpoint 5-3

6 Modelagem de Tubulações 6-1


6.1 Hierarquia da base de dados para a disciplina Tubulações 6-1
6.1.1 Alguns atributos do Início (Head) e Final (Tail) do Branch 6-2
6.2 Disciplina de Tubulação 6-2
6.2.1 Criação d~ uma. nova nnha de tubulação (novo PIPE) .., 6-3
6:2.2 CriaçãO"de um noVo Branch 6-4
6.2.3 Conectando o Head e o Tail aos bocais 6-6
6.2.4 Criação de componentes de tubulação 6-7
6.2.5 Verificação de consistência da linha 6-11
6.2.6 Verificação de interferências 6-12
6.2.7 Alinhamento entre componentes 6-13
6.2.8 Orientando a saída de componentes 6-14
6.2.9 Movendo componente por coordenada 6-15
6.2.10 Movendo componentes por Distance ou Spool 6-16
6.2.11 Mudando a rota um Tê 6-17
6.2.12 Criação de novos branchs em uma mesma linha 6-18
6.2.13 Comando BOP/TOP 6-19
6.2.14 Término de linha aberta 6-20
6.2.15 Inserindo suportes na linha (ATIA) 6-21

Indice- 2 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Indice
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

6.2.16 Criação de Assemblies.. 6-22


6.2.17 Criação de instrumentos na linha 6-23
6.2.18 Movimentando componentes por planos 6-27
6.3 Complemento 6-29
6.3.1 Atualizando o Mapa Espacial. 6-29
6.3.2 Explicação complementar do comando BOP/TOP 6-29
6.3.3 Posicionando componentes sem perder conexão 6-32
6.3.4 Caimentos 6-33

7 Extração de Relatórios 7-1


7.1 Buscando um Template para extrair um relatório 7-1
/'

8 Geração de Isométricos .' ..8-1


8.1 Isométricos de linhas simples 8-2
8.2 Isométricos de linhas conectadas (Sistemas) 8-4
8.3 Relatório de Parafusos (Bolt Report) 8-5

9 Introdução ao módulo Clash (Design) 9.1


9.1 Obstruções ... 9-1
9.2 Modo de checar as interferências 9-1
9.2.1 Cheque de interferência automático 9-1
9.2.2 Cheque de interferência manual 9-2
9.2.2.1 Barra de menus da janela Clash Display 9-3
9.2.2.2 Funções do botão direito do mouse quando clicado sobre o campo Clash Display 9-4
9.3 Configurando os parâmetros das interferências 9-6

~r1E!)() ~ ~-1
Caixa (BOX) ... A-1
Cilindro (CYLI) A-1
Cone (CON E) . ... A-1
Cilindro com fundo incl inado (SLCY).. A-2
Cone Inclinada (SNOU) . ...... ... A-2
Bocal (NOZZ) A-2
Calota (DISH) : ...... ... A-3
Piramide (PYRA) A-3
Torus circular (CTOR) A-3
Torus retângular (RTOR) A-3
Su perfície de revolução (REVO) ..A-4
Superfície de extrusão (EXTR) A-4

~11~)() -- ~ ~-1
Acessando o Vantage PDMS módulo Design pelo modo TTY (Prompt de comandos do Vantage
PDMS) ... ...... B-1
Abrindo um terIT)inalShell (tty) .., B-1
Nav~gação na Base de Dados Via Comand~s B-1
Navegação Horizontal B-1
Navegação Vertical B-2
Navegações Diversas B-2
Indagando a Base de Dados do DESIGN B-3
Questões de hierarquia B-3
Questões do módulo DESIGN B-3
Questões do módulo MONITOR B-3
Listas. Seleções Inteligentes B-4

~r1E!)() -- <: <:-1


Tabela de Diâmetros """"""""""""""""""""""""""'8 C-1

endpoint Soluções Integradas Ltda. Indice - 3


Proibida a reprodução sem prévia autorização
indice Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

~r1E!)() -- [) [)-1
Tipos de Conexões... ... D-1

~r1~)() -- E: E:-1
Funções de um ATTA (Attachament) E1

./

indice -4 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage POMS 11.5 SP1

'--' 1 Introdução
Neste treinamento, estaremos apresentando o VANTAGE PDMS e aprendendo
a utilizar alguns de seus módulos.

A sigla PDMS significa Plant Design Management System e que pode ser
traduzido para o português como Sistema de Gerenciamento de Instalações
Industriais.

1.1 Conhecendo o VANTAGE PDMS e seu funcionamento


o VANTAGE PDMS é um sistema integrado baseado em bancos de dados
central de estrutura proprietária. Ele é composto por vários módulos, sendo
alguns para desenho e outros administrativos.
1.1.1 Conhecendo os módulos do VANTAGE PDMS

Abaixo veremos uma descrição resumida de alguns módulos do VANTAGE


PDMS.

. MONITOR -7 Escolha de MDB, monitoração e iniciação do VANTAGE


PDMS.

. DESIGN -7 Criação de modelos 3D: modelador de sólidos - maquete


eletrônica.

. DRAFT -7 Criação de desenho 2D: produção de plantas, cortes, lay-out,


etc.

. ISODRAFT -7 Criação
bandejamentos elétricos.
automática de isométricos de tubulação e

. REPORTER -7 Elaboração de relatório de compra


verificações - presente em módulos com interface gráfica.
(Take-Off) e

. CLASHER -7 Verificação do modelo


presente somente no módulo DESIGN.
procurando interferências

. LEXICON-7 Criação de atributos definidos pelo usuário (UDAs). r-"{VI,;o'


~..J\...os..

. ADMIN -7 Administração de Times, Usuários, Banco de dados, etc.

. DICE -7 Verificação de consistência de Banco de Dados mostrando


também algumas estatisticas do projeto - interno ao módulo ADMIN.

. RECONFIGURER -7 Manutenção e manipulação dos bancos de dados


- interno ao módulo ADMIN.

. SPECON/PARAGON -7 Criação de especificações e catálogos


paran\etrizados. '- ~(L.h ~ VIr>
~ ~~ ~(\..I;;,~\w<;..

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1-1


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

. EXPORT -:) Exportação da maquete eletrônica para o VANTAGE Plant


Design Review (visualizador de modelos criados no VANTAGE PDMS).

. PROPCON -:) Implementação de dados de propriedades físicas dos


materiais. 'C ~ ~"'"''-<.. ~ "'-..<)~~ ~~~

Nota: Neste treinamento estaremos trabalhando com os seguintes módulos:

. MONITOR,DESIGN, CLASHER (introdução), REPORTER (introdução) e ISODRAFT


(sem Administração).
/'
1.1.2 Database (D8) e Multiple Database (MLm) .) ~\-;.",-;:>\,)~ ~ )c;o \~fr;..1>,,>t)O>

Como já foi mencionado, o VANTAGE PDMS trabalha com banco de dados


(Data Base). Os (Bancos de Dados)são arquivos em disco gerenciados pelo
PDMS de forma que, integrados, formam todo o projeto seja com modelo 3D,
catálogo de componentes, especificações, administração, desenhos, etc. Para
isso, existem vários tipos de banco de dados, cada um com uma função dentro
do projeto.

. DESIGN (DESI) -:) Este tipo de banco de dados é usado para a criação
da Maquete eletrônica 3D em escala.

. PADDLE (P ADD) -:) Este tipo de banco de dados é usado para a


extração dos desenhos 20, como plantas, cortes, etc.

. CATALOGUE (CATA) -:) Este tipo de banco de dados é usado para a


criação de componentes e especificações de tubulações, estruturas
metálicas, bandejamento elétrico, etc.

. DICTIONARY (DICT) -:) Este tipo de banco de dados é usado para a


criação das UDAs (User Defined Attributes).
Nota: Existem outros tipos de bancos de dados que não serão apresentados neste
treinamento.

Para integrar os bancos de dados são usados os chamados Mutiple Data Base
(MDB).

Os MDB são elementos que têm a função de agrupar os Bancos de Dados.


Portanto quando se usa um módulo de produção do PDMS, antes é necessário
que seja selecionado um MDB sendo que este possui o conjunto de Banco de
Dados necessários para o trabalho, sendo alguns para edição e outros
somente para consultas e referências. Na realidade o MDB não contém os
bancos de dados, somente os referenciam, através de ponteiros.

1-2 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

1.2 Conhecendo o módulo Design


Como já foi mencionado, no módulo Design que será criada a maquete
eletrônica que é o foco principal deste treinamento.
1.2.1 Entradas e saídas (Inputs & Output)

Na figura abaixo, podemos ver com o que devemos "alimentar" o banco de


dados do VANTAGE PDMS e com a mesma alimentadas, quais os itens que
teremos como resposta.
./

Roteamento de Tubos

Lay out de Modelagem


Prédios e Estruturas de Equipamentos

Ergonomia e Acesso Interferência

Visualização Estudos

Listas Isométricos
de Desenhos de de
Materiais Plantas Tubulação
Layouts

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1- 3


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage POMS 11.5 SP1

1.2.2 Hierarquia básica

Para escrever nos banco de dados do VANTAGE PDMS é necessário respeitar


uma hierarquia para cada módulo que se estiver trabalhando. Na figura abaixo
temos a hierarquia básica do módulo Design.

--J,O-:I.:-s'')~'
\J -1.-00 - \oM \
\) - ~;x) _ \'t\~'í . 0':>-J~-::> ,.,:.
J... 1,= .. (.\". '>,~ 7~9)"'V.::..
~
" .. 1.<1;::) . 'Í;:.\..'<...
l~~, ,"\' ...,~~"'(\xO 7 /'

" \), 1.0\ - i,J~ ~I\.,\J"?~ ._


" !, ~\\.V~ <-0",,0 l.,\ t;.,rt>y.bf7
')
,)
l ') 1/\ ~;;'(\...::>""'~~\~)~""

Cylinder Nozzle
Box
SUboEQUTment Pyramid
Cytinder... Snout
etc. Cone
(as for Dish
Section Equipment) Circular Torus
Rectangular Torus
Slope.bottomed Cylinder

World - Item principal da Hierarquia e presente em todos os módulos, não


pode ser criado ou apagado pelo usuário. O seu nome padrão é 1*.
SITE - A SITE é um nível abaixo do World e é o elemento mais importante que
pode ser criado, apagado, copiado ou movido. Cada SITE pode representar
uma divisão geométrica ou administrativa da planta.
Zone - A ZONE é o terceiro elemento administrativo da hierarquia. Ela pode
representar uma divisão geométrica ou administrativa da planta e pode possuir
diretamente os elementos Equipment, Structure e Piping.
Group World - Este é um axiliar do World que contem somente GROUPs e só
pode ser criado abaixo do elemento World.
Group - Você pode definir como um GRUPO todos os elementos existentes no
banco de dados, montando estes elementos como uma única unidade do
GRUPO.

1-4 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage POMS 11.5 SP1

1.2.3 Acessando O módulo Design

Para acessar o módulo Design, é necessário iniciar o PDMS e isto pode ser
feito por dois caminhos:

. Iniciar>Aveva>VANTAGE PDMS 11.5.SP1>Run PDMS (para empresas


com customização Endpoint).

. Iniciar>Programas> Aveva>VANTAGE PDMS 11.5.SP1>Run PDMS


(para empresas sem customização Endpoint).
/'
Nota: A instalação das customizações Endpoint é opcional.

Depois de alguns instantes, a janela abaixo será mostrada:


1,-lml..~J
Project ~
Username
Password
~m1- \) \..."'1\""? í,tí \\.>

MDB ITRAINA .-!I

Module ~~ Read Only


Load from jMacro
I Files .:.1

OI< J Cancelj

Nesta janela existem alguns campos que devem ser preenchidos e serão
descritos abaixo:

Project Escolher em qual projeto você deseja trabalhar.


Username Escolher um usuário para o trabalho.
Password Digitar a senha do usuário escolhido.
MDB Grupo de banco de dados como já descrito anteriormente.
Modules Escolher módulo para trabalho.
Load from Define o modo como o usuário vai entrar no VANTAGE PDMS.

. Macro Files Entra no VANTAGE PDMS com o modo padrão de


instalação.
. Binários Entra no VANTAGE PDMS com o modo definido pelo
usuário na última utilização, são divididos em três tipos:
o User's Binary - Binário definido pelo usuário, tem um nome
padrão formado pelo nome do módulo + nome do usuário e tem
extenção ".bin" e ".disp". Exemplo DESIGNTRAINA.BIN e
DESIGNTRAINA.DISP

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1- 5


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

o Default Binary - Binário definido pelo administrador do sistema.

o Select Binary - Usado para quando o usuário tem mais de um


binário gravado e deseja escolher qual deles carregar.
Nota: O arquivo ".bin" guarda as definições do computator que está sendo trabalhado e por
isso se tentar abrir um arquivo ".bin" salvo em Windows XP em um Windows 2000 pode ocorrer
erros no VANTAGE PDMS. O arquivo ".disp" guarda as informações do display do VANTAGE
PDMS e não depende da máquina que está sendo salvo, podendo ser aberto em qualquer
máquina sem maiores problemas.

Depois de preenchidos todos os campos, clicar em Ok para carregar o


VANTAGE PDMS no módulo Design.
1.2.4 Layout do módulo Design

Abaixo veremos o layout do módulo Design quando aberto escolhendo a opção


Macro Files.

Barra de menu principal


, ,,,,.""'"~..t'õrnlTr.1i1fõ1i1115..I.1~1,..1I'1::1:.1.J.:.I."'I:III:I...~I.1 ~~
_" Desi9n ~y__Ejlt_~~.-.5.!!ecti~_~. ~etM9S Utities .Cre~te M6cieY.~_D~e~_~~~~~~,.,_. ~29

A barra de menu principal da acesso a todos os comandos e disciplinas do


módulo Design.
Barra de ícones

A barra de ícones contêm alguns dos comandos mais usados da barra de


menu princial para facilitar o trabalho do usuário.

1-6 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Janela 3D View

A janela 3 D View é o local onde será visualizado os elementos salvos n o


banco de dados do VANTAGE PDMS.

Esta janela será melhor explicada no tópico 1.4 deste capítulo.

Janelas de navegação
O módulo Design possui duas janelas de navegação para visualização dos
elementos da hierarquia salvos no banco de dados. São elas:

. Design Explorer
JY.IU=l:j[,II":h1~-- _Ir:-II:]P'~,

~,~I' ~.
,--' se:.
aJ--1i! A$LTemplal._Wo~d
Itl---Ii! W..,&FIoo,,_Templole_
$-@> STABIUZER
!!i-li! PENETRATION.TPWI.
!!i-li! E~menl.API>icolion- T
ffi-fiI STOIEXAMPlE.TEMPl

~ """'--'.,... ~_.'--~~"'" ~I'


-.- --

10~:~$! .:J

C;o. iiiiiíiiiiiiiii -

,- ~ ~~v",,~,;:'~:s--I
~~ ..

Esta janela é aberta automaticamente pelo modulo Design na sua


abertura, caso a mesma seja fechada, pode ser aberta no menu principal
em Display>Browser...

Esta janela utiliza ícones para representar os elementos da hierarquia e


trabalha no sistema de pastas como o Windows Explorer. Veremos mais
detalhes sobre o seu funcionamento no próximo tópico.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 -7


Proibida a reprodução sem prévia autorização
[:
'-'
'--"
Introdução Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
\..... Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1
'-'
'-' . Members
\..... ..~'Members .C'~~""',
c.
Control GoTo Drawlist
\.....

'-" IWI

'-' TPWL Àsl_Template_W.


TPWL Walls&Floors_T.
'-" SITE STàBILIZER
TPWL PENETRÀ TION- TF
\..... TPWL Equipment-Appl
TPWL STD/EXAMPLE- TE:
\.....

\..../

'-' IiTI
--_.-.-----

'-'
'-' Esta janela pode ser aberta no menu principal em Display>Members.
'-'
Esta janela utiliza o nome para indicar os elementos da hierarquia e
\..../
quando se escolhe um elemento para trabalhar ele suplime os outros
"--' elementos. Veremos mais detalhes sobre seu funcionamento no próximo
'-" tópico.
"-' Janela de comandos
"-'

'-"
A janela de comandos, mais conhecida como Command Une, é o local onde
manupular o módulo Design por sintaxe. No decorrer do treinamento estaremos
"-'
apresentando algumas sintaxes de comando.
'--
'-"
'-'
\..J
\..... -,'. -""
..,.....

Command>
'-../
'-"
'-"
\..J
Esta janela pode ser aberta no menu principal em Display>Command Une...
'-" Nota: Existe uma outra janela de comandos que pode ser aberta em Utilities>Endpoinb"
Utilitários Endpoint e só está disponível para clientes que tenham instaladas as
\..J
customizações da Endpoint. Nesta janela temos menus para facilitar o trabalho do usuário.
\..J
. Utilitários Endpoínt'."'-';7~""',',§;
\..J
Control Graphics Query Settings Piping Miscelaneous
\..J
\..J

\..J
ii
'~I==
'-" --
Command>
'-"
-----
v
\.....'

'-"
'--"
1-8 endpoint Soluções Integradas Ltda
\.,.,./
Proibida a reprodução sem prévia autorização
'-"
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

1.3 Adicionando elementos do banco de dados na janela


3D View
Neste tópico, iremos aprender como adicionar um elemento do banco de dados
para a visualização na janela 3D View, iremos também, conhecer melhor as
duas janelas de navegação existentes no módulo Design.
1.3.1 Janela Design Explorer

STABIUZER

B.
i!i.~ AsLTemplate_World
ciJ...1iJ Walls8cFloors3 emj,late_ Wo!!'
,*l~ Dllill~/!~".':' .
é.1i! PENETRA]
éliJ Equipménl~
ffi.1iI STD1EXO.hl

Quando clicamos com o botão direito do mouse sobre algum elemento da


hierarquia na janela Design Explorer, será aberto menu de atalho com as
sequintes opções:
Add To Draw List
>Element Adiciona o elemento corrente (current element - CE) ao
Draw List.

>Connected Adiciona o elemento corrente e tudo o que estiver


conectado a ele ao Draw List. Por exemplo, se adicionar
um equipamento, todas as tubulações conectadas a ele
serão adicionadas.
>Within Volume Adiciona o elemento corrente e tudo que estiver a uma
certa distância do mesmo ao Draw List. Isto ajuda quando
se deseja fazer alterações no elemento, pois saberemos o
que poderá ser afetado com a mudança.
Remove From Draw List

Remove o elemento corrente do Draw List.


Nota: Todos os elementos adicionados ao Drawlist podem ser visualizados na janela 3D View.

Rename

Permite renomear o elemento corrente.

\......- Delete

Apaga o elemento corrente do banco de dados. Você será questionado se


realmente deseja apagar o elemento corrente.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1- 9


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage POMS 11.5 SPl

'-'o Na janela Design Explorer, logo abaixo da lista com os elementos do banco de
dados, nós temos um seletor de campos para definir se queremos visualizar os
elementos do Drawlist ou uma lista de referência do elemento corrente.
Draw List

.IOraw List
Jlfijtiima~,
~~
~~ 4"'B!-o""'~o:L",,(i]I
~~ 10"-'~0R~m6W:~~;;Drai'r.l;is~r.
~~8".8!
~~'2"-Bj,
~~6"'8" ~
'"
~~4"-B'1I81
.~~ 1101.TRIMlB8
~~ 11OHRIM/81(BROL)
~A 110HRIM/B7(TI)
;A~" ,,- . __o . ...

Os elementos adicionados ao Drawlist são listados nesta nesta janela. Se


clicarmos com o botão direito do mouse sobre qualquer um destes elementos,
será mostrado um menu de atalho com algumas funções. São elas:
Navigate To

Navega até o elemento no banco de dados, tornando-o o elemento corrente


(CE).
Remove From Draw List

Remove o elemento do Drawlist e por conseqüência da janela 3D View.


Hide

Remove o elemento da janela 3D View, mas não o retira do Draw List.


Show

Mostra o elemento na janela 3D View, se o mesmo foi removido anteriormente


pelo comando Hide.

1 - 10 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Show Visual Properties

Hide Visual Properties

Colour:

T ranslucency:

Show Edges:

Permite modificar as propriedades de cor e transparência de elementos do


Draw List.
Reference List

$.~ PIPES
! $u~ 4".8.1 I1
; á,'~ 4".8.'2"
i $,uÃ'"""4'7.8.2/81
i ~l~ 4".8.2/82 I1

$.~ 6".A.3 :!lll


.~II
!I

--
lReferenceList .-:.f

Name' I'
__ __n_ ~_____
;}Dllmlo r',Ja'-ii'~at8 To
-..---------
~6".A.2
h1. S8FIT Add To Draw List
~4".B.2 Add Connections To Draw List
a& 4".B.2/B11T1
~6".A.3/82 "

=:.'-- --=-
-- -- --
-- -------
- ---- ----..

o Reference List, lista tudo que está referênciado ao elemento corrente na


janela Design Explorer.
Nota: o elemento não precisa estar adicionado ao Draw List.

Se clicarmos com o botão direito do mouse sobre qualquer um dos elementos


da lista de referência, será mostrado um menu de atalho com algumas funções.
São elas:

Navigate To

Navega até o elemento no banco de dados, deixando-o como elemento


corrente (CE).
Add To Draw List

Adiciona o elemento da lista de referência selecionado ao Draw List.

Add Connections To Draw List

Adiciona o elemento da lista de referência selecionado, e tudo o que estiver


conectado a ele, ao Draw List.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 - 11


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

1.3.2 Janela Members

TPIlL Valls&Floors_T.
SITE STABUIZER
TPIlL PENETRATlON- TE'",
TPIlL Equipment-Áppl
nTPIlL STD/EXAMPLE-TE

Na janela Members, o elemento que estiver selecionado com uma tira azul,
como no exemplo acima, é o elemento corrente.

Esta janela tem um menu próprio, onde veremos apenas alguns itens.
Control

> Resize altera o tamanho da janela. A largura (Width) e a altura (Height) da


janela tem valores limites. A faixa de valores para largura vão de 16 a 60 e a
faixa de valores para altura vão de 5 a 30.
".:~__""á~:_ Iggjli3Jj
, I
lIidth llL i

Height 110 _

=OK 'I Canc~i 1

> Drawlist abre a janela Members+Draw.


--
11r"i:ir.:rií1'Io;j""S::I..1;--.- 'Q.Q!Ji
Control GoTo

..!lI .!..I
...1
SITE HV....CSITE
TPlIL Asl_Template_Q.
TPlIL tiJalls&Floors_T.
SITE ST....SILIZER
TPlIL PENETRATION- Tp.
TPlIL Equi;lJl1ent-Appl
TPlIL STD/EXAMPLE-TE:

.I
'Add To Orawlist.
I
-
.._::,,--:::_

.L Auto Colour

!SOLID .:.Jr,; Edge"

....dd CE I Volume. I

Drawlist
Nona .=J

.1J

:remove
IteJ\I....!!!J. From DraWlistl
10.111
l. _----..7......-.,._,

1 - 12 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Para adicionar os elementos ao Drawlist utilizamos as funções do Add To


Drawlist.
--

i~u~: Dr~:~:::EJ ~

fi JSOLID :.:1~ Edges

~Aád CE I Volume... I
--- -.....

Onde:

Q::.t~ Se o check box estiver selecionado, ele utiliza as cores definidas na


regra do AutoColor para adicionar o elemento corrente ao Draw List.

Colour~1 Define com que cor o elemento corrE!nte será adicionado ao Draw
List. Para usar esta função o check box do ~:o deve estar desativado.
ISOLID .:.J
12%
25%
50%
75%
87% A Define se o elemento corrente será adicionado ao Drawlist com ou
sem transparência.

~ Ed_,:!~ Ativa as linhas de contorno, quando estamos em modo de


transparência.

Add CE I
Adiciona o elemento corrente ao Draw List, utilizando as
configurações feitas nos itens anteriores.

Volume. . ."' Pode ser definido um volume para adicionar ao Draw List, neste
caso tudo o que estiver dentro deste volume definido, será adicionado ao
Drawlist utilizando as configurações feitas nos itens anteriores.
Para remover os elementos do Drawlist utilizamos as funções do Remove
From Drawlist.
---
--Remove From Drawlist~,
T..: ~=I ':;;:Ji=1
~ =1 f'1'l
~ 1iG.![.j..illJ À

- - - ....
Onde:
It~ml Remove o elemento selecionado no campo Drawlist.

~ Remove o elemento selecionado na área gráfica. Este comando desabilita


os outros comandos e fica esperando que seja selecionado os elemendos que
devem ser removidos do Draw List, para indicar que já terminou a seleção,
deve-se usar a tecla Esc do teclado.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 - 13


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage POMS 11.5 SP1

CE IRemove o elemento corrente selecionado na janela Members.

Alll Remove todos os elementos do Drawlist.

> Close fecha a janela Members.


Drawlist

> Add CE adiciona o elemento corrente ao Draw List

> Add Owner adiciona o proprietário do elemento corrente e todos os seus \


componentes. Exemplo, se você estiver posicionado em um Branch de uma
tubulação, este comando vai adicionar o Pipe (tubulação) inteiro, com todos os
outros branchs.

> Add CE With Colour adiciona o elemento corrente, mas antes abre uma
janela que possibilita escolher com que cor o elemento corrente será
adicionado

> Remove CE remove o elemento corrente do Draw List.

> Remove Owner remove o proprietário do elemento corrente e todos os seus


componentes do Draw List.
> Remove Ali remove todos os elementos do Draw List.
1.3.3 Adicionando ou removendo elementos ao Drawlist utilizado a Barra
de ícones.

@I Adiciona o elemento corrente da Janela Design Explorer ou Janela


Members ao Drawlist utilizando as cores definidas na regra do Auto Color.

@I Remove o elemento corrente da Janela Design Explorer ou Janela


Members do Drawlist.

1.4 Manipulação do módulo Desing


1.4.1 Janela 3D View

A janela 3D View pode ser utilizada em um dos três modos de operação:

. Navigate mode

. Event Driven Graphics mode

. Modo Model Editor (não abordado neste treinamento)

A janela 3D View pode ser utilizada para exibir toda ou apenas parte do modelo
do projeto. Nenhuma imagem gráfica será mostrada no display da janela 3D
view até que elementos sejam adicionados ao Drawlist e o view limits seja
ajustado.

1 - 14 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage POMS 11.5 SP1

No Navigate Mode (default) a janela 3D View permite a seleção de um


elemento simplesmente clicando sobre o mesmo, que se tornará o elemento
corrente no banco de dados. Neste modo, a barra no topo da área Viewing
contém o prompt Navigate:
No modo Event-Driven Graphics (EDG), o clique do mouse é utilizado como
parte de uma rotina gráfica. Será solicitada a ação de selecionar (clicar) um
elemento gráfico do modelo exibido. A barra do prompt contém instruções as
quais orientam na seleção gráfica. Não é possível entrar no modo Model Editor
enquanto estiver no modo EDG (vice e versa). \
1.4.2 Manipulando o Design Model View

Operações de manipulação de View podem ser acessadas usando:

. O menu View na barra de menu principal.

. O atalho para o menu 3D view, obtido clicando na tela de fundo


(background) de uma janela 3D View com o botão direito do mouse.

. Botões localizados ao lado esquerdo de uma janela 3D View.

. Teclas de funções no teclado.

. Menus de atalho no Design.

· Manipulação direta da 3D View usando o mouse.

Estaremos agora descrevendo as operações de manipulação da janela 3D


View. Muitas dessas operações podem ser acessadas usando mais de um
método.
1.4.3 O Menu View

prnt Gl'aphi:s...
GJP'I' Dno~ roi.xi.. EhJ:l:cnDrog ~

ZoomTa 200m1D
walk To Wdk Ta
---
5evf:! \fie,.,. .. :5a\1E'~IEW
Resttfe 'fIIM I> RestCf\3 "'91'1

L<XIk .. Lack
pl;,n .. Plan
Isom:hi: . JsomEl:!1c

SEt Ceotre <:t lAew I>

Scttinos

Vlew menu 3D Vlew shortcut menu

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 - 15


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Middle Button Drag

..; Zoam p«ta1~e--


ZoomhJ()tj:
RotaI!!
Pfr1
Vtli!l

a menu Middle Button Drag é utilizado para configurar a ação subseqüente à


operação de drag (clicar e arrastar) do botão central do mouse em uma janela
3D View. \

A janela 3D View exibida pode ser aumentada (ou reduzida), rotacionada ou


deslocada (de acordo com a opção selecionada no menu) através do
pressionamento do botão central do mouse ou scrol! acompanhado da
movimentação do mouse sobre a janela 3D View.

A operação de drag do botão central do mouse pode ser configurada também


usando teclas funções e botões na 3D View: F2 para Zoom In/aut, F3 para
Pan, F5 para Rotate e F6 para Walk (se ativo).
NOTA: O modo Walk é inativo, a menos que a janela 3D View seja exibida em perspectiva.

>Zoom Rectangle

Permite a obtenção de Zoom através da operação de drag na forma de um


retângulo ao redor da área a qual se deseja ampliar. A janela 3D View será
preenchida com a imagem ampliada da área do retângulo.
>Zoom In/Out

Permite ao usuário aumentar ou reduzir a imagem, utilizando o botão central do


mouse e movimentando o mesmo. Movendo o mouse em direção ao corpo, a
imagem é reduzida, já na direção contrária a imagem é ampliada.
a botão central do mouse pode ser configurado para o modo Zoom In/Out
usando o menu View, o atalho para o menu View, o ícone existente ao lado.
esquerdo da janela 3D View ftJ I e/ou com o botão F2 no teclado.
>Rotate

Neste modo, segure o botão central e mova o mouse para cima e para baixo
para rotacionar a vista verticalmente ou mova para a esquerda e para a direita
para rotacionar a vista horizontalmente. a movimento inicial determina o eixo
de rotação; para rotacionar em outro eixo, solte e aperte novamente o botão
central do mouse.

a botão central do mouse pode ser configurado para o modo Rotate usando o
menu View, o atalho para o menu View, o ícone existente ao lado esquerdo da
janela 3D View G e/ou com o botão F5 no teclado.
I

1 -16 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

>Pan

Possibilita a movimentação da imagem em qualquer direção. Neste modo,


aperte o botão central do mouse e o mova em direção à imagem que se deseja
visualizar.

o botão central do mouse pode ser configurado para o modo Pan usando o
menu View, o atalho para o menu View, o ícone existente ao lado esquerdo da
janela 3D View +1 e/ou com o botão F3 no teclado.
\
>Walk

No modo walkthrough o ponto de referência (eye point) move-se em direção


ao modelo ou afasta-se do modelo (esse modo funciona apenas em vistas em
perspectiva). Neste modo, aperte o botão central do mouse e mova-o para
cima para caminhar em direção ao modelo ou mova-o para baixo para afastar-
se do modelo.

O. botão central do mouse pode ser configurado para o modo Walk usando o
menu View, o atalho para o menu View, o ícone existente ao lado esquerdo da
janela 3D View !fl e/ou com o botão F6 no teclado.

Imprimindo uma vista 3D (janela 3D View)


O conteúdo de uma janela ativa pode ser enviado para uma impressora
clicando no menu: View>Print Graphics...

Um formulário padrão de impressora será aberto, possibilitando ao usuário


selecionar a impressora desejada, ajustar o número de cópias e configurar as
propriedades de impressão.
Copiando uma vista 3D (janela 3D View) para a área de transferência
Mi:ldc BU:I:on Dr.::>J ~

Ftlrl: Grõpl"ic,;:,,, I
MOK'4&:1
9(1),600
Zoem Te
11:I24:<768
W<lkTD
If.ODxUOO
r .,.,..

O conteúdo de uma janela ativa pode ser copiado para a área de transferência
do Windows clicando em uma das opções do menu: View>Copy Image. As
opções 640x480 até 1600x1200 referem-se à resolução da imagem a ser
copiada para a área de transferência.

A imagem copiada pode ser colada (paste) em outros aplicativos Windows que
suportem imagens, tais como em um editor de textos ou pacotes de edição de
imagens.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 - 17


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Zoom To

ZaITTI To )o Sd",:tkn
WakTO .. Id eolf)! Element...

... Erjjre - Draw Ust


._. ._.._--

o recurso Zoom To amplia ou reduz, além de deslocar o objeto requerido da


janela 3D View de modo a preencher a janela.
>Selection \
o elemento corrente, ou a seleção gráfica preenche a janela 3D View.
>Identify Element

Isto permite ao usuário centralizar a vista em um elemento identificado no


gráfico, além de ampliar a imagem de maneira a preencher a vista com tal
elemento.
Nota: Identificando um elemento com o clique do mouse nesse modo, não irá torná-Io o
elemento corrente.

>Entire Draw List

Este recurso centraliza a vista à partir do ponto central dos elementos contidos
no Draw List, além de ampliar ou reduzir a imagem de maneira que todos os
elementos preencham a janela.
Walk To

o recurso Walk To amplia ou reduz, além de deslocar o objeto requerido da


janela 3D View de modo a preencher a janela. Walk To diferencia de Zoom To,
pois remove itens existentes entre o ponto de referência (eye position) e o item
selecionado, que não estão nas proximidades do item selecionado. Já os itens
que estão próximos ao selecionado, continuarão a serem exibidos, porém pode
haver a necessidade de remover alguns itens do Drawlist para facilitar a
visualização do item selecionado. .
Save View e Restore View
.,....

'"'=~~=-...
7.ii."'"~ """ ~..". ~"!':
V9'll
l/iel'l2

Save View armazena a condição atual da vista, de maneira que possibilita a


restauração da direção e magnitude quando necessário. Quatro vistas
diferentes podem ser armazenadas.

1 - 18 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Restore View permite a recuperação de uma vista salva, bem como as


propriedades da imagem tornando-a ativa. Qualquer das 4 vistas, quando não
possuir imagens salvas, estarão desabilitadas (na cor cinza).
As vistas podem ser recuperadas através dos botões Restare View existentes
no lado esquerdo da janela 3D View.
Look, Plan e Isometric

Look permite ao usuário selecionar uma vista à partir de um conjunto de vistas


\
ortogonais (Up, Down, North, South, East, West). Os elementos adicionados,
serão posicionados para "olhar" na direção escolhida.

Plan permite ao usuário visualizar o modelo de cima (em Planta), as opções


são North, South, East e West. Os elementos adicionados, serão
posicionados em planta e a direção escolhida estará apontada para cima no
eixo vertical da tela.

Isometric possibilita a escolha de uma das quatro vistas isométricas. Cada


uma das vistas representa uma direção do Norte como mostra figura abaixo:

Set Centre of View permite escolher o elemento ou objeto gráfico que será
utilizado como referência em ferramentas como Pan e Rotate.

-"'"' iL __o
- 5elel::1I:n~-
IOentIV Element..
Screen PI:k...

>Selection

Esta opção irá utilizar como referência para centralizar na janela 3D View o
elemento corrente ou o elemento gráfico selecionado, se existente.
>Identified Element

Permite centralizar na Janela 3D View em um elemento selecionado através do


clique com o ponteiro do mouse.
Nota: Identificando um elemento com o clique do mouse nesse modo, não irá torná-Io o
elemento corrente.

>Screen Pick...

Permite identificar uma posição (que pode ser um espaço livre) em uma janela
3D View para tornar-se o centro da vista.

O clique com o botão central do mouse também executa esta operação.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 - 19


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Settings

EY"
~h300d
Baders
II
P~dr,.r:
~ -"
j
BlackBacl<.qaU'1d
Whte Ba:I\o'OU'1d

Hgh Qu.Jt:y
~hJ\II Toat\Js
ArlmatlJns

\
Nota: O menu View>Settings está disponível apenas no menu principal. Este menu não
possui um atalho.

>Eye, >Shaded, >Borders, e >Perspective

Estes menus habilitam os controles dos modos Eye, Shaded, Borders e


Perspective. Este modos também podem ser habilitados pelo teclado F7 para o
modo Eye, F8 para o modo Shade, F9 para o modo Borders e F4 para o modo
Perspective.
. Eye Fixa o observador como ponto de referência para a
rotação do modelo.
. Shaded Ativa a visualização tridimensional.
. Borders Ativa as bordas para rotação.
. Perspective Ativa o modo de visualização em perspectiva para
realização de walk through.
>Black Background e White Background

Ajusta o fundo de tela (background) da janela 3D View ativa, para preto ou


branco. O preto é recomendado como a cor padrão de trabalho para o fundo de
tela. O branco pode ser uma melhor escolha para a impressão da janela 3D
View ou se for copiada para um outro aplicativo.

Outras cores para o background podem ser selecionadas usando o formulário


3D View Options acessado em Settings>Graphics>View.., e também o
formulário 3D View Control acessado em Display>View Control...

>High Quality
Este recurso pode ser utilizado para alternar entre alta qualidade (high) e
qualidade padrão (standard) das imagens do modelo do DESIGN. Uma
imagem de alta qualidade torna-se mais lenta para ser carregada e difícil de ser
manipulada se comparada a uma imagem com qualidade padrão.

Esta opção não altera as propriedades do Arc Tolerance. Esta é uma


propriedade independente que permite o controle da qualidade de exibição de
alguns elementos complexos do PDMS.

1-20 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

>Show Tooltips

Este recurso altera a função 'Tooltip'. Se habilitado, o nome do elemento


posicionado sob o ponteiro do mouse será exibido no Tooltip.
>Animations

Este recurso possibilita operações suaves de pan e zoom na janela View 3D


quando as opções Zoom To e Walk To são utilizadas. A operação de Zoom
possibilita a visualização da transição de qualidade à partir da vista original até
\
a definição da vista final. Este recurso somente funciona se o hardware for
capaz de suportar suave pan ou zoom para o tamanho do modelo exibido na
janela.

Mouse wheel zoom (Serol!)

Rolando o scroll do mouse para frente a imagem ativa é ampliada. Rolando o


scroll do mouse para trás a imagem ativa é reduzida. Em ambos os casos,
mantendo pressionadas as teclas Shift ou Gtrl e ao mesmo tempo rolando o
seroll do mouse, possibilitará o controle da velocidade da operação.
Pressionando a tecla Ctrl consegue-se uma velocidade maior na operação de
zoom, já a tecla Shift irá ocasionar uma redução da velocidade.

1.4.4 Manipulação direta utilizando o teclado


Você pode modificar a janela 3D View através da utilização de teclas
específicas em seu teclado. O tipo da operação de modificação (Zoom, Rotate
ou Pan) depende da tecla a ser pressionada.

o.

~
I~
up

.
In

~
Zoom In/Qut

Precione as teclas que tem a indicação IN para o Zoom In e as teclas que tem
a indicação Qut para o Zoom QuI.
Rotate

Neste modo, precione a seta para cima ou para baixo para rotacionar a vista
verticalmente ou precione a seta para a esquerda e para a direita para
rotacionar a vista horizontalmente.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 - 21


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage POMS 11.5 SP1

Pan

Possibilita a movimentação do modelo em qualquer direção. Para a utilização


t:=I
deste recurso, deve se utilizar as setas simultaneamente com a tecla bdI.
Se utilizar à tecla Shift pressionada, ocasionará uma redução no efeito da ação
(desacelera a ação) ou se utilizar à tecla Ctrl ocasionará um aumento no efeito
da ação (acelera a ação).
\
Todos os efeitos iniciados através do pressionamento de alguma tecla são
independentes da posição do ponteiro do mouse na janela 3D View.

1.5 Configurações
Antes de iniciar o trabalho no módulo Design, cada usuário pode configurar sua
área.

Neste tópico veremos algumas das configurações que podem ser alteradas.

1.5.1 Representação

Podemos configurar o modo de representação dos elementos visualizados na


janela 3D View. Entre em Settings> Graphics> Representation... na barra de
menu principal. A janela abaixo será aberta.
1_",IJ.L:..tI\.:.L":.iIlli1~-_.~
_ ~l;:.Hil~!
File
!', GeneraY,:: --".- :.. leveI'" :.- --
iWC P' Tuba
Centreline
Pipe IC
,"""""
!I~ NczzIe [6
!.~InsuIaticn r;---
i- Strueture 16
:-10ft
:;
.:.!Obstrueticn
Others
r,:--
16

i- P' HcIes Drawn Mass [6


rc TCIerance-o

:
F
t
rÃ110.00 -
.

~-
_
- --
. [,
..

I;S'f&'I~".
[Speei fie .~ I ~Ppcint=:==, Pi~. ~ II
~ update all Graphies J

-~ Caneell

General

. Tube - Se ativado, as linhas de tubulação serão representadas no modo


bifilar.

. Centerline - Se ativado, as linhas de tubulação serão representadas


modo Unifilar.
no

. Insulation - Representa as linhas de tubulação que tenham isolamento


térmico, conforme definido em catálogo. O nível de representação varia
de Off (desligado) a Solid (ligado) passando pelo translúcido (87%, 75%,
50%,25% e 12%).

1 -22 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage POMS 11.5 SP1

. Obstruetion - Representa todos os volumes de obstrução. O nível de


representação varia de Off (desligado) a Solid (ligado) passando pelo
translúcido (87%, 75%, 50%, 25% e 12%).

. Holes Drawn - Se ativado, todos os elementos negativos serão


representados como reais.
levei

Para cada categoria pode-se definir o nível de visualização que pode estar
entre 1 e 99. Este valores são definidos na criação do catálogo.

Por definição o VANTAGE PDMS utiliza a faixa de 1 a 10 para os seus


catálogos, mas o valor padrão usado no módulo Design é 6.

Abaixo mostraremos um exemplo destes níveis em uma escada marinheiro


(para escada marinheiro, foi modificado o valor do Levei no campo Others).

levei = 2 levei = 4 levei = 6


Are Toleranee

Define a representação de arcos, o valor 1 é o que representa melhor um arco,


mas o gráfico fica mais lento. O valor padrão é 10.
'--'o update ali graphies

Se ligado, ao Clicar em OK, a área gráfica será atualizada conforme as


alterações feitas acima.
Antes de clicar em Ok, salve suas configurações, para isso você deve ir ao
menu exclusivo desta janela em File>Save.
Nota: para maiores informações sobre esta janela consultar a ajuda do VANTAGE PDMS.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 - 23


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

1.5.2 Cores

Podemos configurar as cores dos elementos que serão mostrados na janela 3D


View. Entre em Settings> Graphics> Colou r... na barra de menu principal. A
janela abaixo será aberta.
JW[llIl'- -- -- ._ I ,

File

,-General Colour..
I
t CE
,
1M orangered ,

\
! Àctive
. blue
i

Visible Ir:'! grey

,
Àids _ springgreen ,

; Highlight :11I1 brightred


,,

-. =--

,ir On/O:f
ÀU:to Colou-; r Dynamic ,---
----"- .,
"ifu'les-:O. . I
,'"

- -=-
.
."",,,,-- """""

= 5'it =1
.- -- - CaTI
CE define a cor que será usada pelo elemento corrente. Alguns elementos
podem não aparecer na tela quando é o elemento corrente, pois em alguns
casos eles não tem forma física. Exemplo: Gasket.
Active define a cor dos elementos ativos, isto é, a cor do proprietário do
elemento corrente. Somente alguns tipos de elementos podem ser ativo ou
visível, estes elementos são conhecidos como Significant Elements.
Normalmente eles estão um nível acima do componente ou primitivo que está
como elemento corrente. Exemplo: Equipamento.
Visible define a cor do elemento visível, isto é, a cor que os elementos serão
mostrados quando carregados no Drawlist se a opção Auto Colou r não estiver
ativa.

Aid Unes define a cor usada para mostrar os gráficos de auxílio. Exemplo:
linhas de medição.

Highlight define a cor usada para destacar elementos que foram clicados por
uma operação subseqüente. Exemplo adicionar ou apagar um elemento de
uma lista.
Para trocar a cor basta clicar sobre o ícone com a cor atual e escolher a nova
cor. Para que a mudança seja confirmada, clique em Ok. Para que a mudança
fique permanente, salve as alterações em File>Save no menu exclusivo desta
janela
Nota: para maiores informações sobre Auto Colou r e também sobre esta janela consultar o
Help do VANTAGE PDMS.

1 -24 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

1.5.3 Unidades

Podemos configurar as unidades de trabalho que estaremos usando no


decorrer do projeto. Entre em Settings> Units... na barra de menu principal. A
',-" janela abaixo será aberta.

.- Current

!;;-Distance
Sessíon uí,it .

Unit~.~
llillin.etres(defa.ult 000.00) I!
Inches (default 00.00/00)
Feet & Inches (default 00'-0.00/00)
Feet & Inches (Fractions eg. 0'-0.0/0") \
Feet & Inches (Fraction eg. OOft 00 OO/OOin)

~. .J1
II Example 1I000. 00 Filter IBoth 3
Milli~etres (default 000) I!
Inches (default OOin)

Filter IBoth
11
~~
EKa_~ple I~
Você pode definir a unidade de trabalho para distâncias e também para
diâmentros separadamente. No campo superior são definidas as unidades de
trabalho para distâncias e no campo inferior são definidas as unidades de
trabalho dos diâmetros.

Para trocar de unidade, basta clicar sobre a unidade desejada e depois fechar a
.......
janela.

1.6 Sistema de eixos


o sistema de eixo usado em 3D é igual à direção de uma bússola ou Sistema
de Coordenada Global. Exemplos: @.

. Podemos posicionar um equipamento em NORTH4500 EAST3000


UP8000 ou N4500 E3000 U8000.

'-- . Podemos mover o equipamento na direção NORTH 45 EAST ou N45E.


''"''''
No PDMS cada elemento tem uma orientação padrão. Se você observar os
primitivos no Anexo A, verá que todos estão em uma orientação particular em
relação ao sistema de eixos ortogonais X, Y e Z. Este se relaciona com o
sistema de Coordenadas Globais da seguinte forma:

X = EAST -X = WEST
Y = NORTH -Y = SOUTH
Z= UP -Z = DOWN
~x

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 - 25


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

1.6.1 Notação Angular no VANTAGE PDMS - 2D

N I N
E30N
N60E i I
N40W
W50N
I
\

W 1./ 30° E I W 500\1 E

s s

u
E 25 D u N45 U
D65 E U 45 N

w E s N

o
o

1 - 26 endpoint Soluções Integradas LIda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1 .

1.6.2 Notação Angular no VANTAGE PDMS - 3D

S 46 E 34 U
E 46 S 34 U

N 45 W 34 D
W 45 N 34 D

-
1.7 Posicionamento
No VANTAGE POMS, podemos ter posições absolutas ou relativas.

Em todos os comandos que é necessário colocar uma posição teremos um


campo denominado WRT (with relation to - com relação a).
Quando este campo está preenchido com World ou 1*, nós teremos posições
absolutas. Neste campo podemos colocar também, por exemplo, o nome de
um equipamento e com isso as posições seriam dadas em relação ao
equipamento (posições relativas).

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 - 27


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

2000 I~

A - Origem do Cilindro 5000


1 \
B - Origem do Equipamento
1500

t C - Origem da Site 20000

o - Origem do Projeto

40000

Utilizando está figura como base, veremos a posição do cilindro em relação a


diversos pontos

Posição do Cilindro:

em relação a A EO NO WRT CE

- em relação a 8 EO N 1000 WRT OWNER

em relação a C E 2000 N 2500 WRT SITE

em relação a D W 40000 N 22500 WRT / *

1.8 Medidas
Para efetuar medidas no módulo Design do PDMS, deve-se utilizar uma das
duas opções existentes para carregar as ferramentas que irão auxiliar nesse"
processo. As duas maneiras existentes são:
. No Barra de Menu principal ir em: Query>Measure Distance...

. Ou através do ícone ai localizado na barra principal de ícones do


PDMS.

1 -28 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Em ambos os casos, as janelas Positioning Control e Measure serão


mostradas automaticamente. As janelas são mostradas abaixo:

~ ... '
~IÀny ';"11Snap
!tl
....
....

U Measure ' , .',;$11 ~@.. rx'o' ,

Dire~tion lu
wrt ((.for ld

D1Sluss'l

1.8.1 Funções dos ícones e campos da janela Positioning Control

O ícone Working Plane :&1 possibilita uma maneira rápida de ativar ou


desativar o Working Plane (grade linear 20 utilizada para auxiliar no
posicionamento de elementos). Se esta opção for habilitada, todas as posições
selecionadas serão projetadas sobre o plano corrente.

O campo ~ :.1 possibilita ao usuário selecionar o tipo de elemento que


o VANTAGE POMS irá atuar ao efetuar uma seleção. Ao mover o cursor sobre
a 3D View, apenas itens do tipo especificado serão destacados quando o
mouse passar sobre os mesmos. A denominação dos itens destacados é
mostrada na barra de prompt localizada imediatamente abaixo da tela gráfica.
As opções são:
Any Você pode selecionar qualquer elemento, pline, Aid ou p-point.
Element A seleção é restrita a elementos. ~ jy-c,.>"\":>
\((C:..
Ocv\.'-J'b""
Aid A seleção é restrita a elementos específicos criados estritamente
para auxiliar na modelagem, como por exemplo, o Working Plane.
Pline A seleção é restrita a Plines de estruturas.
Ppoint A seleção é restrita a p-points.

Screen Permite ao usuário selecionar qualquer item da vista gráfica,


identificando duas coordenadas. A terceira coordenada é tomada
a partir do Working Plane corrente.

Graphics Permite ao usuário selecionar qualquer elemento gráfico


(incluindo as marcas de construção) que é mostrado na vista.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 - 29


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage POMS 11.5 SP1

o campo ISnap ~ irá definir como a posição será tomada à partir de


subseqüentes cliques com o cursor. O modo selecionado é mostrado na barra
de prompt. As opções são:
Snap Seleciona o ponto mais próximo da posição onde foi clicado com
o cursor.
The Snap pick option

Picked position

. \
Start _ . End
~
Derived positlon

Distance Irá aplicar a distância especificada no campo adjacente para a


escolha do ponto (por exemplo, ao estipular um valor de 500 irá
fazer com que o ponto selecionado seja um ponto localizado a
500 mm do ponto mais próximo do clique do mouse, medido
depois da posição do cursor: -500 irá fazer com que o ponto
selecionado seja um ponto localizado a 500 mm do ponto mais
próximo do clique do mouse, medido antes da posição do cursar).
The Dist. <vaI> pick option

Positlve dlstance:
Plcked positlon

Start + EnO

I--- <VaI> J
DerivRd posltion

Negativ8 distance:
Picked positlon

2!..:ad + EnO

~ <-vai>--1
Derlved posltlon

Mid-Point Assumirá o ponto médio entre dois pontos entre os quais o clique
foi efetuado.
The Mid-point pick option

Picked position

Slarll ,
i-- = ~
Derived position

1-30 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Fraction Subdivide a distância entre dois pontos na quantidade de partes


especificadas na caixa de texto adjacente e então adota a posição
fracionada mais próxima do clique do cursor.
The Fraet:lon <vai> pieI< opt:ion

Picked position

Start . ~
EnCl

Derlvod posltlon

NOTE: The lenglh ar lhe pid<eClltem Is subCllvlCleCllnto


<vai> equal parts (5 in thls example). eaCh ar whlCh
behaves
derived
as a snap langth
position
in 11s own right.
is at tha naarest integral
Thus
fraction
the
to the
\
plcked position.

Proportion Adota o ponto de acordo com o valor (percentual) especificado na


caixa de texto adjacente, tomando-se dois pontos adjacentes.
The Proportion <vai> pick option

Picked position

Start. t . End
I--<val> -J
Derived position

NOTE: <vai> is expressed here as a proportion ar lhe


dislance from Slart 10 End.

Intersect Permite ao usuário clicar em duas linhas (em qualquer direção) ou


três planos e então é selecionado o ponto de interseção.
The.Intersectionpick option

NOTE: Linear items picked hera do not Intersect.


Derived posltlcn Is at projected Intersection 01' sacond
picked item ento ftrst picked item, so arder of picking is
significcant.

Cursor Posiciona O ponto exatamente onde o cursor é clicado no


elemento.

O botão Explicit Position ~5:iI permite ao usuário ignorar qualquer operação de


escolha gráfica através da entrada com uma posição explicita. Clicando nesse
botão será possível entrar com as coordenadas no formulário.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 - 31


Proibida a reprodução sem prévia autorização
'-"
v
Introdução Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
'-" Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

'-"
v 1.8.2 Janela Measure
'--'
Ao efetuar uma medida, o resultado obtido é apresentado na janela Measure,
'--' conforme mostrado abaixo. A seguir há uma pequena descrição de cada um
v dos campos existentes na janela:
V '''lilõL''I1. ---

c;:;_nformation°
V
!iDistance jo."OO
v ~~Offset

v m Relative offset X 12,-00

"--'
'-' ' '1 Direction [u
!'
1

'--' wrt [ggrld

'--'
'--"'
v Distance Exibe a distância absoluta entre os pontos selecionados.
'-- Offset Exibe a distância em coordenadas relativas (coordenadas X, Y e
V Z).
"-'
Direction Exibe a direção na qual a medida foi efetuada.
v
'--' Wrt Permite ao usuário especificar um item ao qual deseja ter como
referência para efetuar a medida. Por exemplo, Site, Zone ou o
'--'
nome de um elemento.
V
\.../ 1.8.3 Exemplos de como efetuar uma medida
'- 1.8.3.1 Medida centro-a-centro entre elementos.
V
Em primeiro lugar devem-se escolher as opções como mostrado abaixo na
'--'
janela Positioning Control:
v
I[.I:Dfi]:tl
'--' ~!-!I
..!!!J
"--'
"-'
Em seguida, deve-se clicar nos itens que deseja conhecer a distância. A figura
'-'" abaixo exemplifica a medida entre duas curvas de uma tubulação.
'--'
\.../
V

'--'
'--'
'-'
"-'
'--
"-'
v

V
1-32 endpoint Soluções Integradas Ltda
\..../
Proibida a reprodução sem prévia autorização
'--'
"--'
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Os valores obtidos poderão ser observados e interpretados na janela Measure


conforme exemplificado abaixo:

. Distance /2536.54
:J~Offset

Relative offset X 12495.00

y 1-457. 19

Z 10.00
\
Direction IE 10.3838 S

wrt IIJorld

Neste caso a distância obtida no campo Distance (2536,54 mm) representa a


distância absoluta entre os centros das curvas. Nos campos abaixo são
descritas as distâncias relativas obtidas em relação a cada uma dos eixos
cartesianos. Notar que a medida obtida foi tomada com relação ao World.
1.8.3.2
Medida utilizando os p-points de elementos

Em primeiro lugar devem-se escolher as opções como mostrado abaixo para a


janela Positioning Control:

Em seguida, clique com botão direito do mouse e o mantenha pressionado e


escolha o p-point desejado de maneira que o cursor altere seu formato de 11I
para mI. Nesse momento solte o botão do mouse e o p-point será selecionado.
Repetir o mesmo procedimento para o próximo p-point e então interpretar os
resultados obtidos na janela Measure. A figura abaixo exemplifica a medida
entre dois bocais de um equipamento.
IY.lr.:iIl:.r.L:1111f-

Distance /2750.73
-Of fset

Relative offset X 10.00

Y /2440.00

Z /1270.00

Direction /N 27.4966 U

wrt IIJo::.ld

--

Dismiss
J

As demais opções da Janela Positioning Control também podem ser


utilizadas para efetuarem medidas de acordo com a necessidade de cada caso.
Nota: Para maiores detalhes de como utilizar cada uma das opções disponíveis é possível
consultar o Help do PDMS.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 - 33


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

1.9 Criação de Elementos Administrativos


Para criar qualquer elemento no módulo Design, devemos buscar esta opção
na barra de menu principal, como abaixo:

.I;--Create .Modif}',
-
COP.Y .,
Site...
Zone...
Group,..

1.9.1 Criação do elemento administrativo SITE

Escolha a opção Create>Site..., a janela abaixo será aberta:

Naae ~I[TREINAKENTO

Purpose "'-1
unse-;:-~-- . ~

Àttributes. .1

~ cane..ll
, .'--,,-,--'-~--'- "--. -~- ---- ___o

Nesta janela, coloque um nome e escolha um Purpose para sua SITE. Caso
não tenha o Purpose desejado deixe a opção unset.

Nome Neste campo você pode atribuir qualquer nome para seu
elemento, mas é importante saber que o VANTAGE PDMS não aceita nomes
repetidos em seus bancos de dados, por este motivo, toda vez que você
preencher este campo, confirme com a tecla enter do teclado, se este nome já
existir, o VANTAGE PDMS, dará uma mensagem de erro e permitirá que você
troque de nome. Caso você clique em Ok sem antes confirmar com a tecla
enter do teclado, o VANTAGE PDMS também avisará, mas criará o elemento
sem nome, fechando a janela de criação.

Purpose Define o propósito do elemento criado. O atributo purpose é


definido com no máximo 4 caracteres.

Attributes Neste ícone você encontrará alguns atributos que são atribuídos
a SITE, caso desejar eles podem ser preenchidos. Nem sempre os atributos
padrões do VANTAGE PDMS correspondem a realidade de trabalho da.
empresa e por isso o Administrador do sistema pode acrescentar mais atributos
conforme a necessidade.
Nota: O elemento administrativo SITE, deve ser criado exclusivamente pelo administrador do
sistema.

1 -34 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

1.9.2 Criação do elemento administrativo ZONE

Escolha a opção Create>Zone..., a janela abaixo será aberta:


"
_~l._.OI"o -- .d.@-
IIN_~ ~rCIVIl
Purpose-rcrvauUding ~i

'''dw'~ u II
Cancell:
~

Preencher os campos necessários e clicar em Ok para criar.


1.9.3 Criação de elementos administrativos utilizando a janela de
comandos (Command Une)

Qualquer elemento do VANTAGE PDMS pode ser criado pela janela de


comandos (Command Une).
Para abrir a janela, acesse Display>Command Une ou Utilities> Endpoint>
Utilitários Endpoint, na barra de menu principal.
_111'n;r,r.I~aõTõl.,1hl 1~2iI
Clrtrol Gteptia QJery SeU~ ~ Msce0reous

eo..and>

r- L_ _ _~_ ~____""',""",,",,-"C"'C'
""",,"~' ~;;':

Command Une Utilitários Endpoint

Se posicione no nível correto da hierarquia e digite o comando:


NEW SITE I<NOME> ou NEW ZONE I<NOME>

Nota: com o decorrer do treinamento estaremos apresentando mais comandos assim que eles
forem necessários.

'-' 1.10 Comandos Modify e Delete


Depois que os elementos estiverem criados, eles poderão ser modificados ou
apagados do banco de dados.
1.10.1 Comando para modificar os elementos criados

Existem vários comandos de modificação dos elementos criados no banco de


dados do VANTAGE PDMS, eles variam de acordo com a aplicação que está
sendo usada e também de acordo com o tipo de elemento criado.
Os comando de modificação mais usados são:
Modify>Name Modifica o nome do elemento corrente.

Aool.1 Dis..issl

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 - 35


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage POMS 11.5 SP1

Nesta janela, temos também um campo onde podemos escolher as seguintes


opções Only, Re-name ali e Un-name.

. Only Modifica somente o nome do elemento corrente.


. Re-name ali Modifica o nome do elemento corrente e de todos os
elementos abaixo dele na hierarquia.
. Un-name retira o nome do elemento corrente.

Este comando também pode ser executado da janela de comando, para isso se \
posicione sobre o elemento que deseja modificar o nome e digite NAME
I<NOVO NOME>.

Modify> Attributes Modifica os atributos do elemento corrente.

~ /TREINAMENTO

Description Attribute Data

Description unset - a
Function unset
Number O
Area O
Module unset

APplvl r:-ReseEI

Para modificar algum atributo, basta clicar sobre o mesmo e na janela que se
abrirá preencha o atributo como desejado.

A modificação de atributos também pode ser feita na janela de comando, para


isso se posicione sobre o elemento que deseja modificar o atributos e digite Qo'
ATT ou QA, escolha o atributo que deseja modificar e de um clique sobre ele,
modifique o atributo e aperte a tecla Enter do teclado.
Nota: Alguns atributos, que tem o formato de texto, devem estar entre aspas para ser
modificado pela janela de comandos. Exemplo: Desc 'Site para treinamento'.

Modify>Hierarchy>lnclude... Modifica a posição do elemento na hieraquia.


Exemplo caso eu tenha criado uma tubulação em uma ZONE que estava
destinada a criação de Equipamentos, eu posso usar este comando para
colocar a tubulação no local correto.
Este comando inclui o elemento na hierarquia correta.

1 -36 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Para usar este comando, siga os seguintes passos:

. Se posicione na hierarquia que irá receber o elemento. Exemplo: se


posicione na ZONE de Tubulação.

. Entre no comando Modify>Hierarchy>lnclude, pela barra de menu


principal.
IWJliTilnTi,. . .-,: - -- '-"I
-Contrq/' NavitJation
: TUBUliÇlo

, II
.Keabexs Included Keabers
\
VORL . : I
,SITE
PIPE
.
TREINAKENTO

ao 8-7

L d §J
Ovner .:J
IncludclLCE .:J IAft.er Itea .:J

. Na janela que se abriu, busque a tubulação que está em local errado e


clique no ícone Include. Para sair desta janela utilize, no menu da
janela, a opção Control>Close.
Nota: Para maiores informações sobre este comando, consultar a ajuda do VANTAGE PDMS.

1.10.2 Comando para apagar os elementos criados

Para apagar os elementos criados, entre na barra de menu principal, como


abaixo:
LQ~I;t~
.~
Iden~Aed
List
Name."
Members ~

As opções desse menu permitem ao usuário apagar elementos específicos do


banco de dados. Sempre que utilizar uma das opções desse menu, o usuário
será questionado se realmente deseja realizar a operação. Este é um
importante dispositivo de segurança, uma vez que itens apagados do banco de
dados não podem ser restaurados.

Abaixo é descrita a função de cada uma das opções do menu Delete.


CE Esta opção deve ser utilizada quando se deseja apagar o
elemento corrente e todos os seus membros. O mesmo resultado é obtido
utilizando o ícone ~ localizado na barra de ícones do PDMS.

Identified Permite ao usuário apagar elementos os quais devem ser


identificados clicando-se sobre os mesmos com o cursor na vista gráfica. O
usuário deve clicar sobre os itens que deseja excluir e ao final confirmar a
operação pressionando a tecla Esc. Será então solicitado a confirmação da
exclusão.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 - 37


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage POMS 11.5 SP1

List Permite ao usuário apagar todos os elementos que estão


contidos na lista corrente.

Name Permite ao usuário apagar elementos de acordo com o nome


dos mesmos. Ao escolher essa opção, surgirá uma janela onde deve ser
digitado o nome do elemento a ser excluído.
Members Permite ao usuário excluir todos os membros ou escolher os
membros a serem excluídos pertencentes ao elemento corrente. Para apagar
todos os membros do elemento, selecione Delete>Members>AII. Para apagar \
apenas alguns elementos específicos, selecione Delete>Members>Selection.
Na lista de membros, selecione os elementos a serem deletados. Para
desmarcar um item já selecionado basta clicar novamente sobre o mesmo.

1.11 Disciplinas do módulo Design


o módulo Design é dividido em disciplinas. A barra de menu principal e a barra
de ícones sofrem algumas alterações a cada disciplina selecionada.
Para escolher uma disciplina para trabalhar, entre em Design> e escolha a
disciplina desejada.
> General... Este é o aplicativo geral do módulo Design.

> Equipament... Este aplicativo é utilizado para modelagem e


locação (Layout) de equipamentos.
> Pipework... Este aplicativo é utilizado para modelagem de
tubulações.
> Cable Tray... Este aplicativo é utilizado para modelagem de
bandejamentos elétricos.
> HV AC Designer ... Este aplicativo é utilizado para modelagem de
dutos de ar condicionado.
> Structures Este aplicativo é subdividido em 4 aplicativos, são
eles:

> Beams & Columns... Este aplicativo é utilizado para modelagem de vigas
e colunas.
> Panels & Plates... Este aplicativo é utilizado para criação de paineis e
chapas.
> Walls & Floors... Este aplicativo é utilizado para criação de paredes,
pisos, revestimentos de pisos e caimentos.
> ASL Modeller... Este aplicativo é utilizado para a criação de escada,
escadas marinheiros, civil, etc.

> Hanger & Supports... Este aplicativo é utilizado para a criação de


suportes para tubulação, bandejamentos elétricos, etc.

1-38 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

> Design Templates... Este aplicativo é utilizado para criação de catálogo


de equipamentos parametrizados.

1.12 Salvando e atualizando o trabalho no banco de


dados, salvando as suas últimas configurações e saindo
do módulo Design
1.12.1 Salvando o trabalho

Para salvar o trabalho no banco de dados do VANTAGE PDMS, poderá ser


utilizado 3 métodos.

. Na barra de menu principal, utilize Design> Save Work. Neste método


você será questionado se realmente deseja salvar as alterações da
sessão.

. Na barra de ícones, utilize o ícone lirIl. Neste método você será


questionado se realmente deseja salvar as alterações da sessão.

. Na janela de comando, digite o comando SAVEWORK. Neste método


você não será questionado se deseja salvar as alterações da sessão.
1.12.2 Atualizando o trabalho

O VANTAGE PDMS trabalha em rede e pode ter vários usuários trabalhando


no mesmo projeto. Para visualizar as modificações feitas por outro usuário, é
necessário utilizar o comando de atualização. poderá ser utilizado 3 métodos
para fazer a atualização.
. Na barra de menu principal, utilize Design> Get Work.

. Na barra de ícones, utilize o ícone ~DI.

. Na janela de comando, digite o comando GETWORK.

1.12.3 Salvando as configurações de menus, janelas e do modelo visível

Podemos salvar as configurações de menus, janelas e do modelo visível na


janela 3D View (Draw List), para que da próxima vez que entrar no módulo
Design esteja tudo do mesmo modo que foi deixado na última sessão.
Para salvar estas configurações, você pode utilizar os comando abaixo, que
estão na barra de menu principal.

Display> Save> Forms & Display...


Salva dois arquivos. O primeiro é referente ao Forms, que salva as
configurações e layouts das janelas abertas no momento do salvamento, o
arquivo criado tem terminação .bin. O segundo é referente ao Display, que
salva as informações dos elemento que estão visíveis na janela 3D View.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 - 39


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage POMS 11.5 SP1

o VANTAGE PDMS salva estes dois arquivos com um nome padrão, utilizando
uma regra.

. (NOME DO MODULO)(nome do usuário).bin para Forms e,

. (NOME DO MODULO)(nome do usuário).disp para Display.

Exemplo:
. DESINGTRAINA.bin
\
. DESIGNTRAINA.disp
Nota: o arquivo .bin é salvo levando em consideração as configurações de cada máquina e
também do sistema operacional, utilizar este arquivo em estações de trabalho diferentes, pode
corromper o arquivo.

Display> Save> Forms & Display As...


Salva os mesmos dois arquivos descritos no item anterior, mas permite que o
usuário dê um nome para o arquivo.
Quando você der este comando a janela abaixo será aberta:
Sa.VI!tGOl For:u..
-Director
Path I;';PDlf50 [
Sub-directorlêS
;.

)J .;t
-." - - - 71
.,-Filu .
Fi1t.sr J-
..
das-rap. ld...t
DE:StCtrTRUHA.bin
DE:SIGH"T'Rl.INl.disp
IHP-.&yrent-uni t$. pn.lctau. I

"
Ir
l:i.J = - .:rJ
SalllClicm IDESICKTRA.!.Hbin

Cancall,
--..

No campo Selection dê o nome que desejar com a extensão .bin e o


VANTAGE PDMS criará o arquivo .bin e também o .disp.

Display> Save> Forms As...

Abre uma janela semelhante a janela do item anterior, mas salva somente um
arquivo .bin

Display> Save> Display As...


Abre uma janela semelhante a janela do item anterior, mas salva somente um
arquivo .disp.

1 - 40 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

1.12.4 Restaurando as configurações de menus, janelas e do modelo


visível

Para restaurarmos as configurações salvas no item 1.12.3, podemos utilizar as


opções:
Display> Restore> Forms & Display...

Display> Restore > Forms & Display From...

Display> Restore > Forms From... \

Display> Restore > Display From...

A escolha de uma destas opções está relacionada com a maneira que as


configurações foram salvas.
1.12.5
Saindo do módulo Design

Existe dois modos de sair do módulo Design. Um modo é pela barra de menu
principal e outro modo é por comando
Barra de menu principal
Para sair utilizamos o comando Design> Exit.

Caso não tenha sido feita nenhuma alteração será perguntado se deseja sair
do módulo.
(onfirm :~~~ ::c-o"

~ ~ave Design and Exit?

C VES NO

Caso tenha sido feita alguma alteração será perguntado se deseja salvar as
alterações antes de sair do módulo.
Qucstion - - --",,~':='...,

Save changes~efore leaving Design and


Exiting?

VES NO CANCEL

Janela de Comandos

Quit Sai do do módulo Design sem salvar as alterações e entra no módulo


Monitor. ..

Finish Salva as alterações e sai do VANTAGE PDMS.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 - 41


Proibida a reprodução sem prévia autorização
r
I "-"

Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução a disciplina Civil


Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1 no m6dulo Design

2 Introdução a disciplina Civil no


módulo Design
Neste capítulo estaremos apresentando uma breve introdução sobre a criação
de componentes de Civil. O treinamento de estruturas, abordará melhor este
tópico.

2.1 Hierarquia da base de dados para a disciplina Civil \


Uma das maneiras utilizadas no Vantage PDMS para a criação de
componentes de Civil é a utilização de primitivos. Esta não é a única maneira,
mas neste treinamento é a única que será apresentada.

Na figura abaixo temos a hierarquia da base de dados para a criação dos


componentes de Civil.

C..
Box
l'ynmid
Snout C"
Cone Box
DiIh l'ynmid
Cimdar 'Ibrw Snout
Cone
B«~ 'Ibrw
D:iIh
Cimdar 'Ibrw
B«~ 'Ibrw

Structure - A Structure é um elemento administrativo que fica logo abaixo do


elemento ZONE. É utilizado, por exemplo, para armazenar os primitivos que
formarão os componentes de Civil.
Sub-Structure - A Sub-Structure é uma elemento administrativo opcional
utilizado para subdividir a Structure, deixando a base de dados mais
organizada.

2.2 Criação do elemento administrativo Structure


Para iniciar a criação do elemento administrativo Structure, devemos primeiro
entrar na disciplina correspondente. Na barra de menu principal, entre em
Design> Structure> ASL Modeller.
Perceba que a barra de menu principal e a barra de ícones mudaram, agora
elas estão preparadas para a criação de estruturas.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 2 -1


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução a disciplina Civil Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
no módulo Design Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Para criar o elemento administrativo Structure, se posicione na ZONE onde


deverão ser salvos os componentes de Civil e na barra de menu principal vá
em Create> Strucuture....
IYI~~'mTinm...':..~~ ~ ~_

nName .:li/PISO
Purpose I unset

At tributes, , , I
2!U Cancell
\
Defina o nome, purpose e atributos e para confirmar, clique em Ok.

Podemos agora definir a posição absoluta ou relativa do elemento Structure.


Para isso devemos deixá-Io como elemento corrente e usar o comando
Position> Explicitly (AT)..., as janelas Positioning Control e Explicit Position
serão abertas.

IT~liinfti -fdl29
Seled Setting$
PISO
Datum IOrigin
-Posi tion'
lock

IEast ~ /0.00
r
INorth.:J /0.00 r
'--'
IUp ~ /0.00 r
'--' wrtl\.1or ld
'--'
Àpplyl DismissJ
'-"
'-" Nota: Como só temos elementos administrativos criados, quando tentarmos utilizar este
'-' comando, será apresentado um aviso de erro que o elemento selecionado não tem o atributo
LVOL, para continuar clique em OK.
'-,
'-' 11II

'-'
"--'
o (2.201)
have
Element
attribute
STRUCTURE
lVOl
/PlSO does not

01(
'-"
'-'
'--' 2.2.1 Exercício

'-'
Definir uma origem para o piso na janela Explicit Position utilizando as
'-" informações do Layout na página 2 das folhas de exercícios.
'-"
'-'
'--
'-'
'-" 2-2 endpoint Soluções Integradas Ltda.
Proibida a reprodução sem prévia autorização
'---'
'--'
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução a disciplina Civil
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1 no módulo Design

2.3 Criação de primitivos


Para criação de primitivos utilizamos o comando Create> Primitives... na barra
de menu principal.
~-
~....
Create

Cylinder
Cone
Dish
\
.

Apply J DismissJ

No campo Create nós temos duas opções para a criação de primitivos:


. Solid cria primitivos sólidos.

. Negative cria primitivos negativos (furos) nos primitivos sólidos.


No campo abaixo temos as opções de primitivos que são possíveis criar nesta
disciplina. Escolha o primitivo desejado e clique em Apply. Cada primitivo abre
uma janela com um datasheet do primitivo e os atributos que devem ser
preenchidos.
2.3.1 Criação do primitivo Box
Quando escolher o primitivo Box e clicar em Apply, a janela abaixo será aberta.

NaJ\e lunsetl

Position:

INorth ..:J 10

Up
I~st ~. Iõ
Vrt (PISo

Attributes:
Y-length [o
X-length Iõ
Z-length Iõ
Orientation :

Y-Àxis IN
Z-Àxis [õ

Representation :

IDetail w/ Obstruction ~

OK Ganesl J

endpolnt Soluções Integradas Ltda. 2-3


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução a disciplina Civil Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
no módulo Design Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Nesta janela temos do lado direito, um datasheet do primitivo e do lado


esquerdo os atributos relacionados a ele.
Estaremos agora conhecendo cada atributo e como devemos preenchê-I os.
Name Utilizado para definir um nome para o primitivo,
normalmente só é utilizado para primitivos especiais como
bocais e primitivos com função de volume reservado.
Position Define a posição PO (origem) do pritivivo em relação a
\
origem de algum elemento.
WRT Permite que o usuário defina em relação a qual elemento a
posição do primitivo será referenciada.
Attributes Este campo é diferente para cada primitivo, é neste campo
que serão preenchidas as dimensões dos primitivos. Para
facilitar, os atributos são indicados no datasheet.
Orientation Este campo pode ser diferente dependendo do primitivo.
Nele nós podemos alterar a orientação do primitivo. Em
todos os datasheets dos primitivos tem um eixo indicando o
Norte.

Representation Define como o primitivo será representado, para isso existe


5 opções.
Detail wl Obstruction (padrão) representa o primitivo como uma
obstrução (obstuction nota1)do tipo hard com um
vasto conjunto de níveis de representação
(Drawing Levels nota2)para permitir a exibição de
detalhes. O conjunto de níveis de detalhes para
esse tipo de representação varia entre 2 e 10 com
valor para obstrução sendo igual a 2.

Obstruction Volume (Volume de Obstrução) representa o primitivo


como uma obstrução do tipo hard com um
limitado conjunto de níveis de representação
adequado para exibição apenas dos volumes de
obstrução. O conjunto de níveis de detalhes para
esse tipo de representação varia entre 9 e 10 com
valor para obstrução sendo igual a 2.
Insulation Volume (Volume de Isolamento) representa o primitivo
como uma obstrução do tipo soft com um limitado
conjunto de níveis de representação adequado
para exibição apenas dos volumes de isolamento.
'--" O conjunto de níveis de detalhes para esse tipo
'-"
de representação varia entre 7 e 10 com valor
para obstrução sendo igual a 1.
'--'
..

'-"
"-' 2-4
\~~) endpoint Soluções Integradas Ltda.
vJ (l..~ ~

Proibida a reprodução sem prévia autorização


"-'
'......,

"-'
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução a disciplina Civil
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1 no módulo Design

Reserved Volume (Volume Reservado) representa o primitivo como


uma obstrução do tipo soft com um limitado
conjunto de níveis de representação adequado
para a exibição apenas dos volumes reservados.
O conjunto de níveis de detalhes para esse tipo
de representação varia entre 8 e 10 com valor
para obstrução sendo igual a 1.
No Obstruction (Sem Obstrução) representa o box sem obstrução
propriamente dito e com vasto conjunto de níveis \
de representação (Drawing Levels nota2) para
permitir a exibição de detalhes. O conjunto de
detalhes para esse tipo de representação varia
entre 2 e 10 com valor para obstrução sendo igual
aO.
Nota1: Obstruction

Quando um modelo do PDMS é criado, todos os primitivos modelados e todos os primitivos do


catálogo possuem um atributo Obstruction que podem ser configurados para:

. Hard Obstructions: são objetos rígidos e impenetráveis tais como uma viga e vasos
de pressão.

. 50ft Obstructions: são volumes que não são sólidos, mas que necessitam que sejam
mantidos desobstruídos para permitir o livre acesso.

. Insulation: Pode também ser considerado como sendo um tipo de obstrução.

Nota2: Drawing Levels

Cada primitivo no modelo é associado a um atributo que representa um conjunto de nlveis de


representação. Para componentes de tubulação e estrutura metálica, o nível de representação
é armazenado no catálogo. Você pode controlar o nível de detalhamento de exibição no Design
especificando um nível de representação como parte da configuração de representação do
elemento. Se o nível de representação especificado não estiver coerente com o conjunto de
nlveis do elemento o mesmo será exibido com o nível padrão de detalhamento.

Por exemplo, em um desenho com nível de representação igual a 3, uma estrutura metálica
pode ser representada como uma simples linha e com nível de representação igual a 1 a
estrutura será exibida com o perfil completo.

2.3.2 PPoints

Os primitivos do Vantage PDMS possuem PPOINTs. Estes PPOINTs podem


ser utilizados para posicionar o primitivo, conectar primitivo com primitivo, fazer
medidas, questionar coordenadas, verificar atributos de conexão, etc.
Todos os primitivos têm um ponto zero (PO) que é conhecido como origem do
primitivo. (ver no Anexo A a posição dos PPOINTs nos principais primitivos).
2.3.3 Exercício

Criar um Box para representar o piso utilizando as informações do Layout na


página 2 das folhas de exercícios. Para a espessura do piso utilizar 100 mm.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 2-5


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Equipamentos
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

3 Modelagem de Equipamentos
A modelagem de equipamentos não tem como objetivo o projeto de
equipamentos e sim, através de Data-Sheets definitivos ou preliminares, fazer
o estudo de layout de equipamentos.
No módulo Design existem alguns modos de modelar um equipamento, neste
capítulo estaremos apresentando dois destes modos.
. Modelagem de equipamento por primitivo; \

. Modelagem de equipamento padrão utilizando uma macro (Standard).

"-" 3.1 Hierarquia da base de dados para a disciplina


"-" Equipamentos
Na figura abaixo temos a hierarquia da base de dados para a criação dos
Equipamentos.

r
C"I'indB: Nozz1e
Box
Pynmid
Snout
Cone C"I'indB:
Box
Difh Pynmid
t:imIbr 'lbruI Snout
R«~ 'lbruI Cone
S1ope.botiom.ed~ Difh
t:imIbr 'lbruI
R«~ 'lbruI
S1ope.botiom.ed ~

Equipment - o Equipment é um elemento administrativo que fica logo abaixo


do elemento ZONE, é abaixo deste elemento que estaremos criando os
primitivos que darão forma ao equipamento. Todo equipamento tem um ponto
de origem (PO). O ponto de origem do equipamento, ao contrário do que
acontece com outros elementos, pode ser alterado.

Sub-Equipment - O Sub-Equipment é um elemento administrativo opcional


utilizado para subdividir o Equipment, deixando a base de dados mais
organizada.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 3-1


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Equipamentos Treinamento em Modelagem de Equipamentos e TUbulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

3.2 Disciplina de equipamento


Para iniciar a criação do elemento administrativo Equipment, devemos primeiro
entrar na disciplina correspondente. Na barra de menu principal, entre em
Design> Equipment....
Perceba que a barra de menu principal e a barra de ícones mudaram, agora
aparece uma nova barra de ícones, como abaixo.

ôll Atalho para o comando Create> Standard... para usar esta opção é
necessário estar posicionado em uma ZONE.

~I Atalho para o comando Modify> Properties... quando o equipamento é


criado pelo comando Create> Standard Para usar este comando, deve se
estar com o equipamento como elemento corrente.

Ji'1 Atalho para o comando Position> Explicitly (AT)..., que permite modificar
a posição do equipamento.

B'I Atalho para o comando Orientate> Rotate..., que permite rotacionar o


equipamento.
Element ...

Equipment ...
Sub Equipment
Element ~ Esta opção define qual será o membro da hierarquia que
será selecionado quando clicarmos em um elemento (primitivo) do
equipamento. Se estiver selecionada a opção Equipment o equipamento todo
será o elemento corrente, se estiver selecionada a opção Sub Equipment o
sub equipamento será o elemento corrente e se estiver selecionada a opção
Element o primitivo selecionado será o elemento corrente.

3-2 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Equipamentos
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

3.3 Modelagem de equipamento por primitivo


Para criar o elemento Equipment, se posicione na ZONE onde deverá ser salvo
o equipamento e na barra de menu principal utilize o comando Create>
Equipment....
'V Equipment Creation -'i_~~'._

Name lunset

Position:

INorth .:J 10 \

Up ...
IEast~ Iõ
TNrt IEQUIPAMENTO-TRN

Attributes. . .1

OK Canoal 1

Defina o nome, posição da origem do equipamento (não é obrigatório) e os


atributos. Para confirmar, clique em Ok.
3.3.1 Exercício

Crie o equipamento Stabilizer Reflux Drum 1201 (Vaso estabilizador de


refluxo 1201) da página 5 do caderno de exercício.
O Vantage PDMS não permite a repetição de nomes no mesmo MDS e por
este motivo não poderemos atribuir o nome /1201 para este vaso, pois como já
vimos no início já existe um vaso com este nome. Dica: usar, por exemplo, N-
1201 para vaso, /S-1501A para bomba, etc.
Nota: Utilizar a página 2 do caderno de exercício para referência de coordenadas.

3.3.2 Criação dos primitivos para o equipamento 1201

Para criação de primitivos utilizamos o comando Create> Primitives... na barra


de menu principal.
V (reate Primítives {( .

Typel Nozz 1e

App1y J

Para iniciar a criação dos primitivos, deve se definir por qual primitivo começar.
Uma regra bastante usada é começar pelo maior primitivo.

No equipamento N-1201 o maior primitivo é o Cilindro.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 3-3


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Equipamentos Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

3.3.2.1Criação do Cilindro (Cyli)


Escolhendo a opção Solid e Cylinder e clicando em Apply a janela abaixo se
abrirá.

NaJ\e lunset/

Position:

INorth.:J [o

up ~
IEast . rã

Vrt IV-1201 \
Attributes:

Height [o
Diaaeter fõ

Orientation:

Z-Axis lu
Representation:

IDetail w/ Obstruction..:J

'-7'

~ Cancel I

Esta janela é similar à janela apresentada para criação do Box no capítulo 2 as


diferenças estão nos campos Attributes e no campo Orientation.
Preencher a altura do cilindro (Height) e o diâmetro do cilindro (Dia meter) nos
campos de atributos.
Definir a orientação que deseja para o cilindro. Caso deixe o Z-Axis orientado
para U (Up) o cilindro será criado na vertical. Caso deixe o Z-Axis orientado
para N (North) ou S (South) o cilindro será criado na horizontal com direção N-
S. Caso deixe o Z-Axis orientado para E (East) ou W (West) o cilindro será
criado na horizontal com direção E-W.
Visualizar o cilindro criado e deixar em uma vista isométrica de sua preferência.

3.3.2.2
Criação do Dish (calota)

Aproveitando a criação da calota, veremos dois métodos para posicionar um


primitivo no equipamento. O método de criação é similar para as duas calotas.

3-4 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Equipamentos
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Escolhendo a opção Solid e Dish e clicando em Apply a janela abaixo se


abrirá.

INor'b.::] lã

Up
I"" 3. lã

Vrt. IV-1201

i.ttritNtes:

Dia.aeter lã
Beight lã
Radius lã
OrientatiOD: \
Z-his ru

Represenlation :

IDetail y/ Obstruction.:J

No campo Attributes existem três atributos para serem preenchidos para a


calota, são eles:
. Diameter Define o diâmetro da calota.
. Heigh Define a altura da calota.
. Radius Define o raio de curvatura da calota.

Radius =O Radius = 70
Nota: se desejar criar uma esfera, será necessário criar duas calotas com orientações opostas,
com a altura sendo a metade do diâmetro e com o raio igual a zero.

.. Posicionando a calota usando coordenada

Para posicionar o DISH na ponta do cilindro criado, devemos saber qual à


distância entre a origem do equipamento e a ponta do cilindro. Com esta
distância, podemos preencher as posições norte ou sul, leste ou oeste e up ou
down.

O cilindro foi criado na origem do equipamento e a origem do cilindro é no


centro do mesmo (ver anexo A), portanto, podemos usar estas informações
para saber a posição que devemos dar para o DISH.

endpolnt Soluções Integradas Ltda. 3- 5


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Equipamentos Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Abaixo temos o cilindro criado visto por uma vista oeste.

, N
,/ Distância 2400.00mm
,
,/origem do Equil>amento

Origem do Cilindro

Para que a nosso DISH fique em um das pontas do cilindro devemos preencher
o campo Position.

A origem da calota fica em sua face reta (anexo A).


Exemplo: para que o DISH fique na ponta Norte preenchemos o campo
Position com os valores N 2400 E O U O.

A orientação do DISH, para o exemplo é N.


~ Posicionando a calota usando comando

Crie outra calota, preenchendo somente os seus atributos (diâmetro, altura e


raio). Verifique se a calota criada está como elemento corrente na janela
Members e dê o comando Connect> Primitive> ID Point.

Clique com o botão esquerdo do mouse sobre a calota (quando você clicar
sobre a calota, os seus ppoints aparecerão em realce) e mantenha clicado até
escolher um ppoint para conexão, quando escolher, solte o botão do mouse
(para indicar que você está sobre o ppoint, o cursor ficará branco).
Nota: para usar este comando poderá ser necessário desligar o Shaded, para isso use a tecla
F8 do teclado.

Depois de escolher o ppoint de conexão da calota, devemos escolher o ppoint


do cilindro onde desejamos conectar a calota, para isso clique com o botão
esquerdo do mouse sobre o cilindro e escolha um ppoint e quando o mouse
ficar branco solte o botão. Abaixo figura mostrando o antes e depois do
comando.

,..

\..

Nota: este comando não permite um primitivo ficar "dentro" do outro (nem parte nem inteiro).
Os exemplos abaixo não são possíveis quando utilizamos este comando.
\

I
}

3-6 endpolnt Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Equipamentos
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

3.3.2.3Criação das bases (BOX)


Para criarmos as bases do equipamento utilizaremos o primitivo BOX. A
criação de um BOX já foi descrita no capítulo 2, portanto utilizaremos a criação
das bases para apresentarmos novos comandos.
Nota: Para facilitar a criação de primitivos, utilizamos a sobreposição de primitivos, portanto na
criação da base vamos considerar as medidas do BOX até o centro do equipamento.

Criar o BOX sem preencher o campo Position.


\
Posicionando a base

o BOX criado ficará como no exemplo abaixo.

Esta base será posicionada em duas etapas, utilizando dois comandos


diferentes.

~ Alinhamento em uma direção

Em primeiro lugar deve-se alinhar o topo do BOX com o centro do cilindro, para
isto utiliza-se o comando Position> Move> Through..., a janela abaixo será
aberta.
_10129
Origin~ Of BOX 1 of V-1201

Direction IN

Through ICursor

Apply I Reset I Dismissl

No campo que temos a opção Origin pode ser escolhido qualquer ppoint do
primitivo corrente (este campo varia de primitivo para primitivo) para usarmos
como referência no alinhamento. Conforme as opções são alteradas para P1,
P2, etc, o eixo de coordenada posicionado no primitivo, também se altera,
facilitando a escolha do ppoint correto.

No campo Direction deve ser definido em que direção o primitivo irá se


movimentar.

No campo Through deve ser definido qual o método que será usado para
selecionar o ponto de alinhamento.

. Cursor alinha o ppoint escolhido com o local, na janela 3D View, que foi
clicado com o cursor. É aconselhável utilizar esta opção somente em
vistas ortogonais.

endpolnt Soluções Integradas Ltda. 3-7


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Equipamentos Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

. ID Cursor alinha o ppoint escolhido com a origem do elemento clicado.

. Coordinate alinha o ppoint escolhido com uma coordenada, ao escolher


esta opção, será aberta uma janela para ser digitada a coordenada
desejada.

. Name alinha o ppoint escolhido com um outro elemento, por exemplo


outro equipamento, ao escolher esta opção, será aberta uma janela para
ser digitado o nome do elemento com o qual deseja-se alinhar. O ppoint
será deslocado até a origem do elemento escolhido. \
Depois de preencher os campos como desejado, clique em Apply para
terminar o comando. Caso tenha escolhido as opções Cursor ou ID Cursor, o
Vantage PDMS ficará esperando a seleção antes de fazer qualquer
alinhamento.

Este comando também pode ser executado pela janela de comandos. Os


comandos correspondentes são:

. move (ppoint escolhido) (direção escolhida) thro @

. move (ppoint escolhido) (direção escolhida) thro id@

. move (ppoint escolhido) (direção escolhida) thro (nome)

. move (ppoint escolhido) (direção escolhida) thro (coordenada)


Nota: caso não seja definido um ppoint, o Vantage PDMS escolhe automaticamente a origem
do elemento selecionado.

O resultado deste comando é:

+ Movendo em uma distância e uma direção


Para fazer a movimentação dos primitivos, será usado o comando Position>
Move> Distance..., este comando quando acionado, abrirá a janela abaixo.

Hame OOX 1 01 V-1201


'-'
Direct ion rN
"--"
Distance fõ
'-" IOnly .:J
"-' ICurser .:J
'--'
'---'
Apply I Reset I Disaissl
'--'
'-
'-'
'--'
"-' 3-8 endpolnt Soluções Integradas Ltda
Proibida a reprodução sem prévia autorização
'--'
"-'
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Equipamentos
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Nesta janela, temos várias opções de movimentação.

No campo Direction deve-se definir a direção da movimentação.


No campo Distance deve-se definir qual à distância da movimentação.

Logo abaixo do campo Distance temos um campo para selecionar como


deverá ser feita a movimentação. Se escolher a opção Only o movimento será
simples utilizando apenas as opções descritas nos campos Direction e
Distance. Caso escolha qualquer uma das outras opções será necessário
\
escolher uma referência para o movimento e então será usado o campo que
tem a opção Cursor Uá foi visto algumas destas opções no item anterior).
Os comandos diferentes da opção Only são utilizados em conjunto com as
opções Cursor, ID Cursor, ID P-Point, Coordinete..., Name... e Pin....
Será mostrado o uso do conjunto de opções From e ID P-Point. Para maiores
informações sobre este comando utilizar o Help do Vantage PDMS.
From (a partir de) escolhendo esta opção será necessário definir qual o ponto
de partida para a movimentação.
ID P-Point é utilizado para selecionar um ppoint de qualquer primitivo do
módulo Design.

Para utilizar as opções From juntamente com ID P-Point, podemos considerar


o exemplo abaixo.

.. I I Direction
P.point:1-'
I I
O

Neste exemplo podemos perceber que a posição atual do primitivo, não


interfere no comando.

Este comando também pode ser executado pela janela de comandos. Os


comandos correspondentes são:
0 ,
Se desejar somente a opção Only.

. by (direção) (distância)
Se desejar quaisquer uma das outras opções.
0'-../
. move (direção) dist (distância) (opção - From, to, etc) @

. move (direção) dist (distância) (opção - From, to, etc) id@

. move (direção) dist (distância) (opção - From, to, etc) idp@

. move (direção) dist (distância) (opção - From, to, etc) (nome)

. move (direção) dist (distância) (opção - From, to, etc) (coordenada)

endpoint Soluções Integradas Ltda. 3-9


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Equipamentos Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

o resultado final deste comando será:

~ Criando cópia
\
Para a criação da próxima base será utilizado o comando de cópia Create>
Copy> Offset..., este comando quando acionado, abrirá a janela abaixo.
a1II.AUl~:a"IIIIW.]lm -
Offset

ObjectlCE ..::.I~16387/29

t~CE 3=16387/29

NuJtber of Copies 11 Lock


Off set X [õ r
y[õ r
z[õ r
lixes jiJOrid

Àpplyl DismissJ

No elemento corrente será mostrado um eixo de coordenadas para indicar as


direções para cópia.

Para criação da cópia deve-se indicar o número de cópias no campo Number


01 Copies e qual a direção da cópia no campo Offset (X elou Y elou Z). Depois
de preencher estes dados, deve-se clicar em Apply. Aparecerá uma janela
perguntando se deseja manter a cópia criada.

Retain created copies?

YES NO

Se clicar em YES a cópia será criada, se clicar em NO a cópia não será criada.

3-10 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Equipamentos
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

3.3.2.4 Criação dos bocais (NOZZ)

Para a criação dos bocais utiliza-se o primitivo NOZZ. Este primitivo é diferente
dos outros primitivos, pois ele tem uma especificação.
As coordenadas dos bocais devem ser exatas, pois são deles que partem a
maioria das tubulações.
Para criar os bocais corretamente, devemos primeiramente conferir se a origem
do equipamento está no local correto e caso não esteja deve-se colocar no
local correto. \

0+ Modificando a origem de um equipamento

Para modificar a origem de um equipamento, deve ser posicionado no


equipamento e utilizar o comando Modify> Equipment Origin> ID Point.
Este comando fica esperando a indicação do novo ponto de origem do
equipamento. Para escolher o novo ponto, escolha o primitivo onde será o
novo ponto e clique sobre ele com o botão esquerdo do mouse e mantenha
apertado até escolher o ponto desejado, depois de escolhido (o cursor ficará
branco) solte o botão do mouse.

Será questionado se deseja voltar o ponto de origem para o local inicial.


~
~) Return to initial Origin?
~t'

YES NO

Caso seja escolhido YES o comando será cancelado e a origem ficará no


mesmo lugar. Caso seja escolhido NO a origem será alterada.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 3- 11


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Equipamentos Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Para confirmar que a origem foi realmente alterada, utilizar o comando


Position> Explicitly (AT)..., com isso será possível visualizar o novo ponto
de origem.

Com a origem no local correto, pode ser iniciado a criação de bocais.


~ Criação de um bocal

Escolha a opção Solid e Nozzle na janela de criação de primitivos e a janela


abaixo será mostrada.
',-"
IYllrnlfla~r.mr.lt'f -
"--' Name : Junset
Position:
'"--'
10
'--'

'---' fõ

'--' Nozzle Type. . .IANSI FLANGED


"--' Nominal Bore : 15

'-' Attributes. . .1
1Jrt: j/V-1201
'---'
Orientate P1 is: IR
''-'
Height : 10
'---' Apply J Dismiss J

'-'
'-"
'-- Name ~ O bocal é um primitivo de grande importância em uma planta de
'--' tubulações e sabe-se que todos os bocais têm um tag próprio, portando deve-
'-J
se colocar o nome em todos os bocais. Como mencionado anteriormente, o
VANTAGE POMS não permite a duplicação de nomes no mesmo MOS e
'-'
portando é usada uma regra para nomear os bocais. Como mostrado abaixo:
'--"
'"--" INomeDoEquipamentolT agDoBocal ou
'-' INomeDoEquipamento-TagDoBocal
"--
Nota: O nome é dado neste formato para facilitar a opção de modificação de nome (Modify>
'"--' Name...) de um equipamento ou qualquer outro elemento.
'-/
"---'

"---' 3-12 endpolnt Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização

"---'
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Equipamentos
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Position ~ Neste campo deve-se colocar as coordenadas dos bocais em


relação à origem do equipamento.
Nozzle Type... ~ É utilizado para indicar a especificação do bocal. Quando
clicado neste ícone, a janela abaixo será aberta.
'\ Nozzle Specifícation ',::;,.-.".:'

TI Not at a Nozzle Element

Specification :1150# R.F.

Generic Type :IANSIFLANGED \


Nominal Bore :115 .:J
SpecRef : j/150#RF/AAZFBBODQ
Applyl Dismissl

Deve-se definir a especificação no campo Specification e o diâmetro nominal


no campo Nominal Bore e clicar em Apply para confirmar as modificações e
depois Dismiss para fechar a janela. Caso não exista a especificação ou o
diâmetro desejado, será necessário solicitar a criação de novos elementos
para o administrador do sistema.
Nota: Depois de criado o bocal, estes atributos podem ser modificados utilizando o comando
Modify> Nozzle Specification.

Orientation P1 is ~ Neste campo deve-se indicar a direção do P1 (ver figura


abaixo ).

Height ~ É a altura do bocal (ver figura abaixo)

Depois de preenchidos todos os campos, clicar em Apply para criar o bocal


.. Bocais em ângulo

Nem sempre os bocais estarão nas posições ortogonais e em alguns casos


será necessário fazer uma rotação.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 3-13


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Equipamentos Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Para rotacionar um bocal, pode-se utilizar o comando Orientate> Rotate..., a


janela abaixo será aberta:

Cursor Intersection

1 ...1/T-ll01/N7

Àngle C) [o
RotationÀxis: Lock
Direction lu r I \

East ...
10 r
North ...
10 r
Up ...
10 r
wrt kT-ll01/N7
'D.y..........y.........
Àpply] L..!.§.ID.!.§,§j

Cursar Intersectian Menu da janela de rotação.

lCE ::]/T-ll0l/N7 . . os comandos CE, Llst


Neste campo pode-se utilizar .
e Pick para escolher um (ou vários) elemento para rotação. Logo em frente a
este campo, encontra-se o elemento que está selecionado para rotação no
momento.

A opção CE atualiza a janela colocando o elemento corrente como o elemento


selecionado para rotação.

A opção List atualiza a janela colocando a lista corrente com todos os seus
elementos como a lista selecionada para rotação.

A opção Pick não atualiza a janela, quando for clicado em Apply, deverá(ão)
ser escolhido(s) o(s) elemento(s) para rotação, e para terminar a seleção
digite a tecla ESC do teclado.
No campo Angle deverá ser colocado o ângulo de rotação.

No campo Direction deverá ser colocado a direção do eixo de rotação.


East 10 r
North lã r
Up ~ lã r este campo é para posicionar o eixo de rotação.
No campo WRT definimos a quem estará relacionado à direção e a posição
do eixo de rotação.

3-14 endpolnt Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Equipamentos
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Os bocais podem ser rota cionados utilizando dois tipos de referência, são
elas:

. O centro do equipamento

. O próprio bocal
Para utilizar o centro do equipamento como referência na rotação, clique no
bocal para que ele se torne o elemento corrente e dê o comando Orientate>
Rotate..., na janela que será aberta, no campo WRT, deixe somente o nome \
do equipamento, exemplo /T-1101, e no campo de coordenada deixe NO EO
UO e digite a tecla Enter no teclado para confirmar. Com isso o eixo de
rotação posicionará na origem do equipamento.
Para utilizar o próprio bocal como referência na rotação, clique no bocal para
que ele se torne o elemento corrente e dê o comando Orientate> Rotate...,
na janela que será aberta, dê o comando Cursor> Design Point que está no
menu da própria janela, posicione o cursor do mouse sobre o bocal e clique
com o botão esquerdo e segure até encontrar o ponto desejado, depois de
encontrado, solte o botão do mouse. O eixo se posicionará no ponto
selecionado e automaticamente os valores do campo de coordenada serão
modificado.
Nota: Para utilizar o próprio bocal como referência de rotação, o campo WRT deve ter o
nome do próprio bocal, exemplo /T-1101 /N7.

3.3.3 Exercícios

. Modelar a torre 1101 da página 4 da folha de exercícios.

. Modelar o permutador 1301 da página 6 da folha de exercício. Não


esquecer de modelar a área reservada para desmontagem deste
equipamento.

3.4 Criação de equipamento Standard (Antigo,


desenvolvido até versão 11.2)
Este é um método alternativo para a criação de equipamentos. A criação de
equipamentos Standard utiliza uma macro para a criação dos equipamentos e
com isso não é necessário a criação de primitivo por primitivo.

Como muitos equipamentos são iguais ou parecidos, utiliza-se este recurso


para agilizar o trabalho. Caso não exista na lista de equipamentos Standard um
equipamento igualou parecido com o equipamento desejado, será necessário
criar o mesmo da maneira descrita no item 3.3.

Caso o(s) equipamento(s) desejado(s) não seja(m) igual(is) ao equipamento


Standard, depois da criação, poderão ser feitos alguns ajustes no equipamento.
Nota: este método de criação de equipamentos, apesar de ainda muito usado, evoluiu a partir
da versão 11.3 do VANTAGE PDMS, para a criação de equipamentos Standard por templates
parametrizados.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 3-15


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Equipamentos Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

A criação de equipamento Standard pode ser acessada de duas maneiras:


Primeiro modo:

Acesse a janela de criação de equipamentos Standard em Utilities>


Equipment... na barra de menu principal e a janela abaixo será aberta.

Iniil~ -k1l.~
Control Create Templates

\
Utilize o comando Create> (d) Basic Equipment... no menu desta janela para
abrir a janela de criação de equipamentos Standard.

Segundo modo:
No menu principal, utilize o comando Create> Standard Via Macros... para
abrir a janela de criação de equipamentos Standard.

A janela abaixo será aberta.


\/ (reate 5tandard Equipment .ji{."

Create IVertical Vessels

Àpply

No campo Create deverá ser definido o gênero do equipamento que deseja


criar. Exemplo: vasos verticais, tanques de armazenamento, bombas, etc...
No campo Of type será definido o tipo do equipamento que deseja criar.
Exemplo: no campo Create foi escolhida a opção Heat Exchangers
(Trocadores de calor), no campo Of tipe deverá ser escolhido qual o tipo de
trocador de calor que se deseja construir.
Nota: quando esta opção for utilizada, não será necessária a criação do elemento
administrativo EQUI, basta estar posicionado em uma Zone.

3.4.1 Exemplo de criação de equipamentos Standard

Neste exemplo será criado um trocador de calor (folha de exercício página 07).
Para este trocador de calor deve-se escolher, na janela de criação de
equipamentos Standard, a opção de criação Heat Exchangers e no tipo deve-
se escolher Dished and Flanged with Nozzles e clicar em Apply. A janela
para criação do trocador será aberta.

3-16 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
v
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e TUbulações Modelagem de Equipamentos
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

_1i::J1~
Name lunset Attributes.. .) Saddle. . .)
Position:

INorth ..:J 10

Up
IEast ~.. Jõ

1Jrt fEQUIPAMENTO- TRN

Dimensions:

À 10

BJõ
cJõ
DJõ
Efõ
Ffõ
Gfõ
Hfõ
J fõ
Kfõ
Degrees fromNorth ~

OK

No campo Name deve-se definir um nome para o equipamento.


O ícone Attributes... abrirá uma janela para preencher alguns atributos do
equipamento.

No campo INozzle Nl.:J deve-se definir os tipos de bocais para este


equipamento. Para definir os bocais, clique sobre a seta e escolha um bocal 3
(exemplo Nozzle N1). Clique sobre o mesmo e a janela para definição da
especificação e tamanho do bocal será aberta.
\. Nozzle Specification .\~,,,,,:.
~I Select Nozzle - N1

Specification :1150# R.F.


Generic Type :IANSI FlANGED
Nominal Bore
:115 .:J

SpecRef : k150#RF/AAZFBBODQ
Applyl Dismissl

Repita este passo até definir todos os bocais.


Nota: o nome dos bocais desta janela, não seguem a nomenclatura da folha de exercícios e
por isso, depois de criado o equipamento, será necessário re-nomear os bocais.

endpolnt Soluções Integradas Ltda. 3-17


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Equipamentos Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

No ícone Saddle... deverão ser definidos os valores para a criação dos


suportes (pés) do trocador de calor. Quando acionado a janela abaixo se
abrirá.

Diaensions:

A/ii
alõ
eJõ
DJõ
EJõ

Nos campos A, B, C, D e E, deverão ser colocadas as cotas para a criação dos


suportes, onde:
A é à distância do centro do equipamento até o centro do suporte;

B é à distância entre os suportes;

C é o comprimento do suporte;
D é a largura do suporte; e
E é a altura do suporte. Depois de definidos estes valores, clicar em OK para
confirmar.
Nota: depois de fechada esta janela, ao entrar novamente, ela perde todos os valores
digitados, deixando todos os valores como zero, por isso conferir estes valores antes de clicar
emOK.

No campo Position, tem que ser definida a coordenada para a criação do


...
equipamento. Lembre-se que o símbolo 11.. indica o centro do equipamento, e
as coordenadas digitadas neste campo, serão para este ponto.
O campo Dimensions deverá ser preenchido com as cotas para a criação do
equipamento.
No campo Degrees from North deve-se definir, em graus, o quanto o
equipamento estará rotacionado em relação a sua posição original.
Para criar clique em OK. Caso todos os valores estejam preenchidos
corretamente, o resultado será este:

3-18 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Equipamentos
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Depois de re-nomear os bocais, podemos corrigir os dois flanges que não


ficaram na posição desejada.
Para fazer esta correção podem-se utilizar os comando de movimentação
vistos nos itens anteriores, mas será mostrador um novo comando para a
janela de comando.
O comando é o BY que é utilizado para fazer movimentação do ponto atual
para outro ponto definido por uma cota.
\
Exemplos:
BY N 500 ou BY Y 500 movimenta o elemento selecionado 500 milímetros na
direção Norte ou Y.
BY N 250 E 500 ou BY Y 250 X 500 movimenta o elemento selecionado 250
milímetros na direção Norte ou Y e 500 milímetros na direção Leste ou X.
Pode-se então utilizar este comando para mover os flanges 230 milímetros na
direção Sul. O resultado será:

Neste equipamento ainda falta colocar os suportes superiores e para isto será
apresentado novo comando.
3.4.1.1Criação de listas
Quando é necessário dar um mesmo comando para vários elementos
utilizamos uma lista (List). Exemplo movimentação de 500 milímetros na
direção Norte para um Box, um Nozz e um Cyli.
Para criar uma lista pode-se utilizar a barra de menu principal em Utilities>
Lists... ou a barra de ícones no ícone ~I.A janela abaixo será aberta.
-11:1125.1
Centro! Add Remove

List INo list

Format IName
Àctionl

endpolnt Soluções Integradas Ltda. 3-19


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Equipamentos Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Esta janela tem um menu próprio, abaixo serão descritos alguns dos comandos
deste menu.
Control

>Save salva as listas definidas em uma sessão do Design.

>Restore restaura as listas salvas em outra sessão do Design.

>Close fecha a janela.


\
Add
>CE adiciona o elemento corrente à lista.

>CE Members adiciona os membros do elemento corrente à lista.

>Identified fica aguardando que o usuário identifique os elementos que deseja


adicionar a lista na janela 3D View, para indicar que terminou a seleção, deve-
se digitar a tecla Esc.
>Selection... faz a seleção dos elementos a serem adicionados à lista através
de regras.
>List... cria uma nova lista.

>Current Claimlist cria uma nova lista com todos os elementos que estiverem
no Claimlist do usuário.
Remove

>CE remove o elemento corrente da lista.

>CE Members remove os membros do elemento corrente da lista.

>Identified fica aguardando que o usuário identifique os elementos que deseja


remover da lista na janela 3D View, para indicar que terminou a seleção, deve-
se digitar a tecla Esc.
>From List remove o elemento que estiver selecionado na lista.
>AII remove todos os elementos da lista.

>Selection... faz a seleção dos elementos a serem removidos da lista através


de regras.
>List remove a lista corrente.

Conhecendo estes pontos, deve-se agora criar uma lista e colocar os suportes
do equipamento, use Add> List... para criar uma nova lista e Add> Identified
para selecionar os dois suportes.

Depois da lista estar terminada, será criada uma cópia espelho deste dois
suportes.

3-20 endpoint Soluções Integradas ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Equipamentos
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

3.4.1.2 Criação de copia espelho (Copy Mirror) utilizando uma lista


Para criar uma cópia espelho, usa-se o comando Create> Copy> Mirror...,
este comando abrirá a janela abaixo.

.I suporte

,:j/P-1302A

Type of mirrorjMirror
Copy ..:1
Lock
r \
Plane Direction lu

East ... 10 r
North ... Jõ r
Up ... Jõ r
wrt JWorld

Applyl Dismissl

Para definir o ponto do espelho, utiliza-se o menu da própria janela em


Cursor> Element ou Cursor> Design Point. Se utilizar a opção Cursor>
Element o ponto de espelho ficará no centro do elemento selecionado com o
cursor. Se utilizar a opção Cursor> Design Point o ponto de espelho ficará no
p-point selecionado com o cursor.
O campo Object é utilizado para selecionar o elemento que deseja-se copiar,
por padrão sempre que entrar neste comando pela primeira vez, estará
selecionado o elemento corrente (CE), mude para opção List. Observe que o
campo logo à frente desta opção será trocado.
O campo to é utilizado para indicar para onde as cópias irão. Exemplo: os
elementos são do equipamento T-1101 e se deseja que a cópia vá para o
equipamento V-1201, para fazer isto se deve deixar o equipamento V-1201
como elemento corrente e no campo to escolher a opção CE.

O padrão é que a cópia permaneça no próprio elemento e com isso este campo
poucas vezes é alterado.
O campo Type of Mirror é utilizado para indicar se o usuário deseja criar uma
cópia espelhada ou somente fazer o espelhamento sem a cópia.

O campo Plane Direction é utilizado para definir a direção do plano para o


espelhamento.
'-' Logo abaixo deste campo, temos as opções de coordenadas referentes ao
plano de espelhamento, se for utilizadas as opções Cursor> Element ou
Cursor> Design Point, não será necessário modificar este campo.
Para este exercício será utilizado a opção Cursor> Element e clicando sobre o
cilindro principal do equipamento.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 3- 21


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Equipamentos Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

No campo Plane Direction modifique a direção para U (Up) e clique em Apply.

Aparecerá uma janela perguntando se deseja manter a cópia criada.


..
Retain created copies?
~
C YES NO

\
Se clicar em YES a cópia será criada como abaixo, se clicar em NO a cópia
não será criada.

Para fechar a janela utilize o ícone Dismiss.


Exercício 1

Como o equipamento P-1302B (folha de exercícios página 08) é uma cópia


espelho do equipamento P-1302A com pequenas modificações, fazer o
seguinte exercício.

. Criar uma cópia espelho do equipamento P-1302A.

. Como no processo de cópia os nomes são perdidos. Nomear o novo


equipamento e seus bocais.
. Verificar se às distâncias entre os equipamentos estão corretas, caso
não estejam, utilizar o comando BY para posicionar no local correto.

. Apagar os suportes superiores do novo equipamento (Dica: utilizar


Delete> Identified).

. Verificar na folha de exercícios (página 08) todos os bocais e caso algum


esteja errado utilizar o comando Modify> Nozzle Specification... para
ajustar.
Exercício 2

Criar o equipamento B-1501A (folha de exercícios página 09) utilizando o


método de equipamento Standard. Na janela de criação de equipamentos
Standard, escolha a opção de criação Pumps e no tipo escolher Centre Une
Mounted, Tangential Outlet.

3-22 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
"........

Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Equipamentos


Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

3.4.1.3Esticando ou cortando primitivos

O resultado do exercício anterior é este:

Ao observar o desenho na folha de exercício (página 9), perceberá que a base


que segura a carcaça, do equipamento criado, está diferente da folha de
exercícios.

Para modificar esta base, será usado o comando de esticar/cortar


(Stretch/Trim) os primitivos.
O comando é Modify> StretchlTrim, este comando tem 6 opções:
>AII Sides... estica ou corta o primitivo em todos os seus lados, utilizando um
valor fornecido pelo usuário.
>Id P.Point... estica ou corta um dos lados do primitivo utilizando para isso um
P-Point que deverá ser selecionado pelo usuário. O valor utilizado para este
aumento, também deverá ser fornecido pelo usuário.
>To P.Point estica ou corta um dos lados de um primitivo até o P-Point de
outro primitivo. Para utilizar este comando siga os seguintes passos.
. Selecione o primitivo que deseja esticar ou cortar.

. Selecione o comando Modify> StretchlTrim> To P.Point.

. Utilize o cursor para identificar o P-Point que será movido.

. Utilize o cursor novamente para identificar até qual P-Point o primeiro P-


Point será movido.

>To Pline estica ou corta um dos lados de um primitivo até o Pline de uma viga
ou coluna. Para utilizar este comando siga os seguintes passos.

. Selecione o primitivo que deseja esticar ou cortar.

. Selecione o comando Modify>StretchlTrim>To P.Point.


. Utilize o cursor para identificar o P-Point que será movido.
. Utilize o cursor novamente para identificar até qual Pline o P-Point
selecionado será movido.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 3-23


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Equipamentos Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

>Clearance To P.Point... estica ou corta um dos lados de um primitivoaté uma


certa distância (Clearance) de um P-Point de outro primitivo, esta distância
deverá ser definida pelo usuário. Para utilizar este comando siga os seguintes
passos.

. Selecione o primitivo que deseja esticar ou cortar.

. Selecione o comando Modify> StretchlTrim> Clearance To P.Point.

. Defina um valor para o Clearance e clique em Apply. \


. Utilize o cursor para identificar o P-Point que será movido.

. Utilize o cursar novamente para identificar qual P-Point será usado como
referência pelo primeiro P-Point para movimentação.
>Clearance To Pline... estica ou corta um dos lados de um primitivo até uma
certa distância (Clearance) de um Pline de uma viga ou coluna, esta distância
deverá ser definida pelo usuário. Para utilizar este comando siga os seguintes
passos.

. Selecione o primitivo que deseja esticar ou cortar.

. Selecione o comando Modify> StretchlTrim> Clearance To PUne.

. Defina um valor para o Clearance e clique em Apply.

. Utilize o cursor para identificar o P-Point que será movido.

. Utilize o cursor novamente para identificar qual Pline será usado como
referência pelo primeiro P-Point para movimentação.

No final de qualquer um destes comandos surgirá uma janela questionando se


deseja retomar o primitivo ao tamanho original.

Return BOX to original s1ze and


II posi tion?

YES NO
J

3-24 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Equipamentos
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Para corrigir o equipamento será utilizada a opção To P.Point. Abaixo


seqüência de imagem da utilização deste comando.

5tretch/Trirn » AnSides...
ID P-Point...

To Pline
_1IiI1II~
Clearance to P-Point...
dearance to pline...

original size anel


~) Return BOX to
'-l~ position?

YES
~

Corrigir este BOX também do outro lado.


Exercícios

1) Criar a Bomba B-1501 B a partir de uma copia Offset (Create> Copy>


Offset) da bomba B-1501A. Como o equipamento e seus bocais serão criados
sem nome, será necessário re-nomear estes itens.

2) Criar as Bombas B-1502A e B (folha de exercicios página 10) utilizando o


método de equipamento Standard. Dica: Utilize a opção Pumps e Centre
Une Mounted, Vert Offset Nozzles.

endpolnt Soluções Integradas Ltda. 3-25


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Equipamentos Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

3.5 Criação de equipamento Standard ( Novo,


desenvolvido a partir da versão 11.3)
Este método de criação de equipamentos utiliza equipamentos parametrizados
e previamente elaborados em um catálogo com valores já predefinidos.
Quando é feita uma alteração em um dos valores de definição do equipamento,
os valores que estiverem relacionados também serão mudados
proporcionalmente a esta alteração. Exemplo: se alterarmos o tamanho da
carcaça de uma bomba, automaticamente o tamanho do seu motor será \
alterado.
Nota: quando esta opção for utilizada, não será necessária a criação do elemento
administrativo EQUI, basta estar posicionado em uma Zone.

Para criarmos um equipamento utilizando este método, deve ser utilizado o


comando Create> Standard... na barra de menu principal. A janela abaixo será
aberta.
'\ (reate Slanúard Equiprnen

IRame .:IJ
--Specification Data

Specification IStandard Pumps '3 r Auto SeIect


Current SeIection

Pump Type

"Centrifu'}81" PtWLPS a

Properties PIotfile . J

..
Apply J DisDlissJ

No primeiro campo (IRame .:11 ) pode-se definir um


nome para o equipamento que será criado. Caso não queira atribuir um nome
para o equipamento, pode-se alterar o campo Name para Autoname e um
nome será atribuído automaticamente.

No campo Specification Data, pode ser escolhido a classe de equipamentos


que se deseja criar, assim como o seu tipo.

Specification [Standard Pumps '3 r Auto SeIect

Heat Exchangers
VesseIs
EXAMPlE VesseIs
EXAMPlE Exchangers
Misc. AssembIies
ReIoad

3-26 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Equipamentos
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Quando se escolhe uma destas classes, no campo Type, será mostrada uma
lista de equipamentos pertencente a esta classe.

Exemplos:
Se escolher Standard Pumps, será mostrada a seguinte lista no campo Type.
Pump Type

Se escolher Vessels, será mostrada a seguinte lista no campo Type.


Vessel Type
" - - '-- - t - 1 "
HLI :r . l ..::.,1_111 ." .:;i.
"Vertical"
TT
',1e:::::::.e

Vessels
1-
.:::
-
W

"Storage" Tanks

Quando escolher uma opção desta lista de tipos gerais, o item selecionado irá
para o campo Current Selection, como na janela abaixo.
Current Selection
Ve::::sel T~lpe - Ve::s:::s:els a

Specific Type

"Horizontal" Reboilder With Horizontal'

o campo que tinha as informações de tipos gerais, agora terá as informações


sobre o tipo específico Specific Type.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 3-27


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Equipamentos Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Quando escolher uma opção desta lista de tipos específicos, o item


selecionado irá para o campo Current Selection, como na janela abaixo.
Current Selection
Type
Ve::;:::;:el - Ves::;:el::;: a
Specific Type - Storage Vessels with Dished Ends

Selection
\

o campo que tinha as informações de tipos específicos, agora terá somente


a(s) seleção(ões) do(s) equipamento(s). Depois desta última seleção, este
campo dará a mensagem Selection complete, indicando que não temos mais
seleções para fazer.
Current Selection
~le:~:::;:el Type - ~le::;:sel::;:
Storage Vessels with Dished Ends
a
Specific Type
Selection Horizontal Vessel with End Varia

~
Selection complete.

Caso tenha errado alguma seleção, basta clicar sobre o item selecionado no
campo Current Selection para que ele volte para a janela de seleção.
Depois de terminada a seleção, pode ser visualizado um Plotfile... clicando
sobre o ícone P 10t fi 1e. . . I. Nesse exemplo, uma janela com o desenho do
vaso será aberta.

3-28 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Equipamentos
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Para visualizar melhor este desenho podem-se utilizar os seguintes comandos


para Zoom:
. Clicar e arrastar com o botão do meio do mouse sobre o desenho - para
Zoam In.

. Clicar e soltar com o botão do meio do mouse sobre o desenho - para


Zoam Out.
Nota: nem todos os equipamentos terão um Plotfile, caso o equipamento escolhido não tenha
um Plotfile, a função ficará desabilitada ( P lot file. . . I).

Podem-se verificar também as propriedades do equipamento, clicando sobre o


ícone Propert ies. . .1. Nesse exemplo, uma janela com as propriedades e o
desenho do vaso será aberta.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 3-29


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Equipamentos Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

\ Modify Properties.

lorizontal Vessel with End Variation~

Tangential
Length14000.50 r-EU
Diameter 12000.25 r-EU
Dish Height 1406.40 r-EU
I{nuckle Radius 1101.60 r-EU
Vessel End Type Itandard Dished End .:L~.J

Sump Exchanger INONE ~~ \


Vessel Support Ix Support - 2 Feet ~~

01{ I Defaultl Reset Cancel t


Nota: caso o equipamento não tenha um Plotfile, só serão mostradas as propriedades.

Caso necessário, os valores poderão ser modificados, se os valores estiverem


corretos, clique em OK.

Na janela de criação, clique em Apply para criar o equipamento. Neste


momento a janela Positioning Control será aberta para posicionar o
equipamento. Se desejar posicionar o equipamento com as suas coordenadas,
clique sobre o ícone i::!I e digite os valores.
Para modificar a especificação do equipamento, utilize o comando Modify>
Equipment Specification... na barra de menu principal.
Para modificar alguma propriedade do equipamento, utilize o comando Modify>
Properties na barra de menu principal.

3-30 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução a Estrutura Metálica
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

4 Introdução a Estrutura Metálica


Neste capítulo será apresentado uma introdução sobre a criação de Estruturas
Metálicas. O treinamento de estruturas, abordará melhor este tópico.

4.1 Hierarquia da base de dados para a disciplina


Estrutura Metálica
A figura abaixo apresenta a hierarquia da base de dados para a criação de \
estruturas metálicas

Structure - A Structure é um elemento administrativo que fica logo abaixo do


elemento ZONE. É utilizado, por exemplo, para armazenar os primitivos que
formarão os componentes de Civil.
Framework - O Framework é um elemento administrativo usado para
subdividir o elemento administrativo Structure. Por exemplo, pode ser utilizado
para separar os pórticos de uma estrutura.
Sub-Framework - O Sub-Framework é um elemento administrativo opcional,
utilizado para subdividir o Framework. Por exemplo, pode ser utilizado para
separar vigas e colunas de um pórtico.
Sections - As Sections representam a forma física do elemento ou seção
estrutural, selecionado do catálogo e com comprimento definido pelo usuário.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 4-1


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução a Estrutura Metálica Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Primary Nodes - Os Primary Nodes são os pontos básicos de conexão entre


as sections. Eles têm posição, porém não possuem orientação nem tamanho.
As três funções principais são:

. Definem os pontos iniciais e finais de uma section .Um PNODE pode ser
comum a duas ou mais sections.

. Possuem os "Primary Joints" (PJOI), que são utilizados para conectar as


sections (um PNODE pode ter mais de um PJOI).
\
. Utilizado para análise de tensão.
Nodes - O PDMS usa o conceito de Nodes para representar pontos dentro da
Section. Eles têm duas funções principais:

. Identificam a posição para as conexões entre as Seções.

. Definem os pontos para análise de tensões.

Eles podem ser:

. Primary Node: tem sua posição especificada


elementos.
independente de outros

. Secondary Node: são posicionados ao longo da linha neutra (Neutral


Axis) de uma Seção e a distância é definida a partir da posição inicial da
Seção.
Primary Joints - O Primary Joint é o meio pela qual as sections são
conectadas. As juntas devem ser selecionadas de um catálogo e fazem parte
dos PNODES. Cada PNODE pode ter inúmeros PJOI, permitindo assim que
várias sections sejam conectadas entre si através de um único ponto no
espaço. Porém, cada PJOI pertence à somente um PNODE e pode ter apenas
uma section conectada.

Secondary Joint - O Secondary Joint é usado para conectar duas sections.

PNO

Estrutura simples mostrando sua conectividade

4-2 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução a Estrutura Metálica
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

4.1.1Como o PDMS representa Elementos Estruturais


Sections

Cada elemento estrutura individual (colunas, vigas, etc) é representado por


uma Section (SCTN). A geometria de uma Section é definida por dois tipos de
atributos:

. A section é definida pela referência a um catálogo de elementos


chamado Profile (Vigas I, Cantoneiras, etc).
\
. Os outros aspectos da geometria são definidos e manipulados
especificamente pelo usuário conforme o projeto. Os dois mais
importantes são o Start Position (posição inicial) e End Position
(posição final). Eles determinam o comprimento e orientação da Section.
Para se referir às extremidades e faces de uma Seção, cada uma é identificada
pelo nome de uma linha que corre ao longo da Seção. Elas são chamadas de
P-lines. Como exemplo, será usado o perfil "I", para identificar todos os
aspectos geométricos.
LTOS RTOS

Profi

LTBS RTBS

NALD NAL: f NAR ___ NARO


Bxl Position
Stat PosIion
NA li! I '-1<J
IBTS RBTS
nOItES dos P-lites;
NA = Net.rn JOOs
TOS = Top ofSediOlt
8OS= Bottomof Sadion

L.BOS RBOS

4.2 Criação de Estruturas


Para iniciar a criação dos elementos administrativos para estruturas, deve-se
primeiro entrar na disciplina correspondente. Na barra de menu principal, entre
em Design> Structure> Beams & Columns....
Observe que a barra de menu principal e a barra de ícones mudaram, agora
elas estão preparadas para a criação de estruturas.
Para criar os elementos administrativos para estruturas basta navegar na
janela Members para a posição correta na hierarquia e acessar o menu
Create>Structure, Create>Framework, etc, conforme a necessidade.

Exercício: Criar uma estrutura (STRU) e um framework (FRMW)

endpoint Soluções Integradas Ltda. 4-3


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução a Estrutura Metálica Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

4.2.1 Definindo a área de armazenagem

É recomendado, porém não obrigatório, especificar onde os principais


elementos estruturais serão armazenados dentro da hierarquia. Para isso
selecione a opção Settings>Storage Areas. A janela a seguir será aberta,
permitindo definir os locais de armazenamento para as Sections e também
para os PNODES.

Storage Àreas
\
Section <unset>

Navegue na hierarquia para o elemento no qual deseja armazenar as


informações e clique no item desejado como mostrados acima, Primary Node
ou Section.

Como alternativa podem-se utilizar também os ícones localizados na barra de


ícones do módulo Design, como mostra a figura abaixo:

~Ilr<unset > ~;Ir<unset >

Deve-se estar posicionados no item desejado na hierarquia e em seguida clicar


em um dos dois ícones para selecionar o tipo de informação que deverá ser
armazenada. Para especificar o local de criação das Sections utilize o ícone
~II. para especificar o local de criação dos Primary Nodes utilize o ícone ~;I.
As áreas de armazenamento podem ser independentes, tanto o Primary Node
quanto as Sections podem ser armazenadas no mesmo ou em diferentes
Frameworks ou níveis inferiores na hierarquia.

4.2.2 Definindo a criação automática dos Profiles (Perfis) e Primary Nodes

Pode-se definir se deseja ou não criar os perfis automaticamente.

P' I o perfil será criado automaticamente utilizando a especificação corrente.

r I o perfil não será criado, no local será colocado uma linha tracejada para
indicar que existe uma Sections criada, mas sem especificação.
Pode-se definir também se deseja ou não criar os Primary Nodes
automaticamente.

P' 41o Primary Node será criado automaticamente.

r !.!. o Primary Node não será criado.

4-4 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução a Estrutura Metálica
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

4.2.3 Escolhendo o perfil a ser utilizado

Antes de iniciar a criação de vigas e colunas, é necessário escolher qual a


especificação que será utilizada. Para fazer esta seleção, basta clicar no ícone
~II, localizado na barra de ícones do módulo Design, conforme exemplificado
abaixo.

~~IIIII~~ ~!!J~ ~mif~ ~INoli~t' 3B1J~~ !2J


r !.lP' I .Ji!1<unset> E!1<unset>
\
A janela abaixo será aberta:
V Section Spccification (Default)t~.F_'r: _.

IDefau1t~ Defau1tProfi1e
~SpecificationData~
SpecificationI IConcrete Sections ~

Generic Type )Rectangular ~~S ~

600x500_Beaa
700x500 Beaa
Q700x600:Beaa
,I900x600Beaa
900x600_Beaa
900x700_Beaa
950x600_Beaa
1000x600_Beam
1000x750_Beam

- - . .
'Pline 5et tings-

Justification [NA 3
Nember line INA 3
Joint line INA 3
r ~:--trí.1l'lall
at.tac~d sections

P' Use as de ta.u1t profi 1e

Properties. .. I P1otfi1e. . .1

App11' I
[!1i~!l~.s.sJ

o campo Specification Data, têm três campos.

Speci fica t ion I Bri t ish Standard


I ..:1 Neste campo deve-se escolher a
especificação que estaremos utilizando.

Generic Type IUniversal campo deve-se escolher o tipo


Columns ~ Neste
genérico de perfil que será utilizado, exemplo Perfil I.

203x203x52kg/m
203x203x60kg/m
203x203x71kg/m
203x203x86kg/m
254x254x73kg/m
254x254x89kg/a ~
!../ .!.r- Neste campo deve-se escolher o tipo específico
de perfil que será usado, exemplo Perfil I de 203x2003x46kg/m.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 4-5


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução a Estrutura Metálica Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

o campo Pline Settings, tm três campos.

Justif ication (NA Neste campo deve-se definir a


justificação para as colunas e vigas.

Node IAjustado para Nl>. Node


--------.-
- ..........
~~~~~LHIAjustado paraBos
........... ...........
........... ..........
\
...........
........... ...........
...........
.......... ...........
.......... . . . . . . . . . ..

Nota: Normalmente a justificação para coluna é NA (Neutral Axis).

Member line INA :::1


Neste campo deve-se definir. . qual a
Pline será utilizada nos desenhos 20 (Módulo Oraft) para colocação de cotas e
tags.

Joint line INA :::1 Neste campo deve-se . . em qual


definir
Pline serão colocadas às juntas de conexão entre vigas.

Para confirmar as modificações clicar no ícone Apply e para fechar a janela


clique no ícone Dismiss.

4.2.4 Criação de colunas

Para iniciar a criação de colunas, deve-se escolher um perfil como mostrado no


item 4.2.3 e depois utilizar o comando Create> Sections> Straight A janela
abaixo será aberta.

T"Snap Tlr

V Section >:> ,

Strinq Method
c: Single
r Continuous
r Radial
-Create Option
~ ru'S'e;'cõndã'ryUUNodeSi

~.~'~'~..uuu"

-Veri fica bon

r Confirm Àcçept
Reject
Redef ine Start J

Dismissl

Nota: Para um melhor entendimento, estaremos utilizando o exercício da página 11 da folha de


exercício. Neste exercício será criando um framework para cada pórtico.

4-6 endpolnt Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e TUbulações Introdução a Estrutura Metálica
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Para criar a coluna A1 do exercício, deve-se clicar no ícone ZII.I.,a janela ~II.I.
V11.I.

abaixo será aberta para preencher as coordenadas do ponto de Start da


coluna.

__~l
.
Lock

IWest ~ [305360.00 r
INorth ~ [309680.00 r
r \
IUp ~ [100000.00
wrtlWor ld
Cancel

Preencha os valores e clique em Ok para confirmar.


~
CortrQ! GoTo Dram$(: ..::lQ)2iJ

~
VORL
'SITE TREINAMENTO

!ZONE METALICA-TRN
STRU PIPERACK-TRN

.1 I

I
DisJ\iss

Será indicado o ponto de Start, como sublinhado na figura acima, e será


habilitado um novo ícone na janela de criação de perfis.
Nota: Antes de continuar pode-se acionar a opção Confirmo Se esta opção estiver acionada,
será apresentada uma linha indicando a posição que a coluna ou viga será criada, onde o
usuário poderá aceitar ou rejeitar a mesma. Se esta opção estiver desabilitada, o perfil será
criado sem a opção de escolha para o usuário.

Para definir o ponto de End, clique no ícone <;:71.A janela abaixo será aberta
para definir a distância entre o Start e o End e também a direção que a coluna
será criada.
V Define section end.'r.i!. L;1QJl&l
Lock
Direction lu WRT /* r
Distance 16400.00 r
Cancel

endpoint Soluções Integradas Ltda. 4-7


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução a Estrutura Metálica Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Caso esteja tudo correto, clique no ícone Àccept I.

Caso não esteja satisfeito com o resultado, o usuário poderá rejeitar o ponto
clicando no ícone Rej ect I.

Para redefinir o ponto de Start, pode se usar o ícone Redef ine Start I.

+ Rotacionando o perfil criado

Os perfis são colocados no módulo Design do mesmo modo que foram \


definidos no catálogo e por isso, em alguns casos, será necessário rotacionar o
perfil.
Para fazer a rotação pode-se utilizar dois métodos, posicionado na coluna
utiliza-se o comando:

. Orientate> Rotate..., este comando já foi descrito no capítulo 3 item


3.3.2.4.

. Orientate> B Angle> -180 Degrees ou -90 Degrees ou O Degrees ou


90 Degrees ou 180 Degrees.
Este último comando pode ser executado também pela janela de comando
como mostrado abaixo.

BANG -180, BANG -90, BANG O, BANG 90 ou BANG 180

+ Modificando a especificação de um perfil criado

Para modificar a especificação de um perfil já criado, posicione sobre o perfil e


utilize o comando Modify> Section> Specification..., uma janela como
apresentada no item 4.2.3 será aberta para que a modificação seja feita.
Nota: neste caso também poderá ser feita a modificação de várias colunas e/ou vigas
utilizando a opção de lista.

Exercício: criar a coluna 81.

4.2.5 Criação de vigas


Quando utilizado pela primeira vez o aplicativo de criação de vigas e colunas
(Beams & Columns), deve-se fazer algumas configurações, uma delas é a
regra de conexão de vigas.

+ Regra de conexão de vigas

A regra de conexão de vigas impede que a viga seja conectada em plines


indesejados.
Esta regra deverá ser criada para cada usuário, pois a mesma ficará
armazenada na área de cada um.

Toda vez que o usuário entrar neste aplicativo, será necessário ativar a regra
de conexão.

4-8 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução a Estrutura Metálica
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Para criar a regra, devemos utilizar o comando Settings> Pick Filters>


Plines... na barra de menu principal. A janela abaixo será aberta.
V Phnc filtcr .. _u _..".~; ~_~~~
to.:l[jf~
Define Ru~
4vailable Filters

OpenSteel Plines
'regra de conexão

Deve-se agora clicar sobre o ícone Define Rule... para criar a regra. A janela
abaixo será aberta.
.18m1ITm1,m.-. !!í"},;,;,. .,.@2!J
RIo
PUne Rules
DefinitiQn
NaJkel
Typesl
Rulel
Descript ionJ
Iludel Replacel Removel
Definecl
-
regra de cone
PDMS Def ineei RuJes
OpenSteel PUnes

.1.1

-9.!U Cancell

No campo Name, definir um nome para a sua regra.

No campo Rule, definir a regra de conexão.


lTOS TOS RTOS

lTBS RlBS

NALO- NAl:
NA
f NAR _ NARO

LBTS R8TS

LBOS 80S RBOS

Observando a figura acima, podemos criar a seguinte regra:


PKEY NE 'NA' AND PKEY NE 'NARO' AND PKEY NE 'NALO'

Onde neste caso não haverá conexão nas plines NA, NARO e NALO.

endpolnt Soluções Integradas Ltda. 4-9


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução a Estrutura Metálica Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

No campo Description, deverá ser colocado uma descrição do motivo desta


regra (este campo é opcional).
Para criar a regra clique em Ok e depois clique sobre a regra criada na janela
Pline Filter.
Nota: Na próxima vez que o usuário entrar no aplicativo será necessário apenas ativar a regra
na janela Pline Filter.

+ Justification para vigas


Para viga, utilizar a Justification TOS. Na figuras abaixo são mostrados os
exemplos de justificações para vigas.

Nade IAjustado Nade


............. --------.-para N<!.
...........
:::::~:::::
........... IAjustado para 80S

...........
........... ...........

........... ...........
...........
...........
........... .......... ...........

+ Conexão de vigas
Para criar as vigas, utilizam-se alguns métodos para conectar vigas em coluna
e vigas com vigas.

O primeiro método será a conexão da viga com o topo da coluna.


Para definir o START de uma Viga exatamente no topo de uma coluna, utiliza-
se a janela Positioning Control, que é aberta quando utiliza-se o comando
Create> Sections> Straight... (as funções desta janela já foram apresentadas
no capítulo 1, item 1.8.1)

No primeiro campo da janela Positioning Control, escolha a opção Element e


no segundo campo escolha a opção Snap como mostrado abaixo.
_lõl2Q
J!ij

Nota: Observar se a opção Confirm está habilitada na janela Section

Clique no topo da coluna A1. Será mostrado sobre a coluna à palavra Start
indicando que o início selecionado.

Clique no topo da coluna 81. Será mostrado uma linha entre as duas colunas e
a palavra End sobre a coluna clicada para indicar que o final foi selecionado.

Para aceitar a criação da viga clique no ícone Àccept Ina janela Section.

4-10 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução a Estrutura Metálica
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Abaixo os resultados da seqüência descrita anteriormente.

Para a próxima viga, utiliza-se o segundo método que consiste na conexão da


viga em algum ponto ao longo da coluna.
Para definir o Start em algum ponto no decorrer da coluna também utiliza-se a
janela Positioning Control.

No primeiro campo da janela Positioning Control, escolha a opção Element e


no segundo campo escolha a opção Distance, o terceiro campo será habilitado
para colocar a distância desejada. Neste caso pode-se colocar a distância de
baixo para cima ou a distância de cima para baixo. Caso coloque a distância de
baixo para cima, será necessário clicar na base da coluna para definir o Start, e
se escolher a distância de cima para baixo será necessário clicar no topo da
coluna.

Debaixo para cima (clicar na base da coluna).


\ Positioning Control,;ii!,;' .::J.QJ~
r~~~ .
""(4880.00 1i!h

De cima para baixo (clicar no topo da coluna).


" Positioning Control ":;'~".";

""(1520.00 ~i.iLi
:YILII.
iZLII:

o resultado será:

endpoint Soluções Integradas Ltda. 4-11


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução a Estrutura Metálica Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Para a viga em balanço, utiliza-se um terceiro método. Neste método, será


necessário utilizar a janela Positioning Control e a janela Sections.
Para definir o Start, utiliza-se a janela Positioning Control. No primeiro campo
da janela, escolha a opção Element e no segundo campo escolha a opção
Snap como mostrado abaixo.
_IDliI
J!!I
\
Clique no topa da coluna 81 para definir o ponto de Start.

a ícone da janela Section será habilitado, clique sobre ele e coloque os


«>1
valores de comprimento e direção da viga.

\_- Define section endd/, ;~, ~~


Lock
Direction 15 WRT /* r
Distance 11000.00 r
01< Cancel

Clique em Ok para confirmar os valores e caso a opção Confirm esteja


habilitada, clique sobre o ícone Accept I.
a resultado final será:

'--./
"---'
'-
"--/
'-
'-..../
'-"
"--'
'-
'-
"--'
'--
'-"
'---'
'- 4-12 endpoint Soluções Integradas Ltda
Proibida a reprodução sem prévia autorização
"--'

"--'
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução a Estrutura Metálica
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

4.2.6 Criação de contraventamento


Existe no VANTAGE PDMS algumas opções de contraventamentos para
facilitar a criação.
Em nosso exercício não existe contraventamento, mas estaremos criando um
no pórtico AS para fixação.
Para criar um contraventamento utilize o comando Create> Sections> Bracing
Configurations A janela abaixo será aberta.
\

Storage area Junset

-Section Data

Profile.. .1 J
Justificatio~
Member Lin~
Joint Lin~

Bracing Plan~ Derived by Section ~

À/K Bracing (1). 4 picks


À/K Bracing (2). 4 picks
À/K Bracing (3). 3 picks
Single Bracing (1)
Single Bracing (2)

Àpply)

No campo Storage area será necessário definir em qual framework o


contraventamento será criado. O usuário poderá escrever o nome do
framework ou se posicionar sobre o mesmo na janela Members, digitar CE no
campo correspondente e teclar enter no teclado.
No campo Section Data deverá ser definido a especificação do perfil a ser
usado no contaventamento. Para escolher a especificação clique no ícone
Profile..., a janela de escolha de especificação será aberta como já mostrado
no item 4.2.3 deste capítulo.
Para este exemplo será utilizado a especificação British Standard, com tipo
genérico Rect Hollow Sections e tipo específico 100.0x50.0x3.2. Com
Justification NA, Member line NA e Joint line NA.

Será escolhido também a quarta opção de contraventamento AIK Bracing (3),


3 picks.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 4-13


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução a Estrutura Metálica Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Storage area kABl

Sect íon Data:,,-,:":

Prol ile. . . IIBS-SPEC/100 . Ox50. Ox3. 2


I
Justif icatio~NA ..:J
Member Line!NA ..:.J
Joint Lin9NA ~

Bracing Plane! Derive<! by Section ..:.J

Available Sracing Configurations


1. Cross Bracing
2. A/K Bracing (1). 4 picks
\
3. A/K Bracing (2). 4 picks

5. Single Bracing (1)


6. Single Bracing (2)

Applyl

Ao clicar em Apply a janela abaixo será aberta.

Configuration:
r./-, Bracing (A)
r / , Bracing (K)

Gap A(aOO

B(10 oo

~ [ç9.~IIf.ii!Accept
Rej~ct
DismissJ

Preencha os valores para A e B e habilite a opção Confirmo Clique sobre as


colunas e vigas conforme indicado no datasheet da janela Bracing.

Abaixo figura mostrando o resultado após a seleção e também o resultado final.

4-14 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução a Estrutura Metálica
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

4.2.7 Criação de Pnodes


Nos finais das colunas e vigas, podem ser criados Pnodes automaticamente
como descrito no item 4.2.2 deste capítulo.
Caso os Pnodes não tenham sido criados, eles poderão ser criados nos pontos
de interesse posteriormente utilizando o comando Create> PNode at SCTN
End.

Utiliza-se este comando para criar Pnodes nas colunas A1 e 81. Para isso
\
devemos ativar a criação de Pnodes P' 4! e definir em qual framework os
Pnodes serão criados.

Dê o comando Create> PNode at SCTN End, e clique no final das duas


colunas (próximo ao chão) e quando terminar tecle Esc no teclado para
concluir a seleção.
. 4.2.8 Colocação de juntas e bases
Para colocar juntas ou bases nas vigas e colunas, deve-se selecionar o perfil
onde a junta será colocada e dar o comando Modify> Joints> Specification...
O VANTAGE PDMS ficará esperando que o usuário selecione qual o ponto que
a junta ou base será colocada, e quando selecionado, a janela abaixo será
aberta.
\ Joint Specifjcation'}~ §~.

m =16387/9214
--Specification Data

Specificationl ~P steel joints :::1

Sub-Type IBeam to Column :::1

UBtoUCweb
UBtoUCwp
UBtoUCwps

-'-Se t t i ngs-

Justification INA

Cutbacklo

Beta AnglelO

--Sub-Joint Settings
r- S~t direction into attached section

Origin at pointl ~ of compound joint

Properti~~. .. ! Plotfile . !
Apply! Dismissl

endpoint Soluções Integradas Ltda. 4-15


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução a Estrutura Metálica Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Para criação de juntas podemos, como exemplo, utilizar as seguintes


especificações:
. Para a viga superior: usar especificação Cleat Connections, Sub-Tipo
Bolted Wed e Tipo Específico 4M16_bolted_web_cleats com Seta
Angle 90.

. Para a viga inferior: usar especificação Cleat Connections, Sub- Tipo


Weded Seat e Tipo Específico 50x50x8/80x60x8 _welded_
seating_cleats.

Para criação de bases pode-se utilizar como exemplo, a seguinte


especificação:

. Para as colunas: usar especificação Baseplate Connections, Sub- Tipo


As attached sections e Tipo Específico 20mm_thick_
attached_baseplate.

4-16 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
r---

Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução a Estrutura Metálica


Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

4.2.9 Criação de cópia

Na criação de estruturas deve ser evitado a cópia de sections (SCTN), pois


pode-se perder as conexões existentes. A cópia de todo o framework (FRMW)
não causa este problema.
Exercício

Fazer a cópia do framework A81 utilizando o comando Create> Copy>


Offset...
\
Renomear os frameworks criados pela cópia.
4.2.10 Estendendo ou diminuindo um perfil

Depois de criado, um perfil pode ser estendido ou diminuído. Para isso pode-se
utilizar dois comandos, um para estender/diminuir por distância e outro para
estender/diminuir por referência.
A coluna 82 será estendida por distância e a coluna 83 por referência.
.~ +Por distância

Estando posicionado na coluna 82 utilize o comando Position> Extend> By....

A janela abaixo será aberta.


V EHtend Section - EHplicit "~:(t" .

CE ~ =16387/9364
Extend IStart ~
P" :[~~:~:ii~:~~:ii:::$.~i::,~:~:9.ii~:~::::::~:§4.~::::E.'.9.~~:~:~:9.~~
Extension by :
r.' Distance Jo
r Proportion. lã

Àpplyl Dismissl

No perfil selecionado, será mostrado onde é o Start e onde é o End. Como


mostrado na figura abaixo.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 4-17


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução a Estrutura Metálica Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Escolha o ponto que deseja estender no campo Extend e no campo Distance,


coloque a distância que o perfil irá estender.
Clique em Apply para concluir.
+ Por referência

Estando posicionado na coluna 83 utilize o comando Position> Extend>


Through...
A janela abaixo será aberta. \
....81iliTi.."1'iliI.lu....:.GF.1.II:6.. .
1;";[r:J@
Cursar Intersecon

IICE =163B7/939B
End of Section INearest end .:I
P' (ff;;;;>;f::::c.:.:9.!!::]!§:::nIi?!i3
r Cut end(s) to plane
Lock

Plane DirectionlU r
East
North
.. 10
10
r
r
Up - 10 r
wrt IVor ld

Applyl Dismissl

Para este comando será necessário escolher uma referência. No nosso


exemplo o topo da coluna 82. Para selecionar o topo da coluna 82 como
referência, utilize o comando Cursor> Element e clique sobre o topo da coluna
82, com isso será colocado um plano de referência sobre o topo desta coluna.

Clique em Apply para concluir.

4.2.11 Interrompendo vigas

Pode-se criar uma viga que passe por todas as colunas de uma estrutura e
depois com um simples comando, pode-se interromper esta viga nas
interseções com as colunas.
Para exemplificar o comando, será criado duas vigas, a primeira da coluna A1
até a coluna A4 e a segunda da coluna 81 até a coluna 84.
Nota: criar um novo framework para estas vigas e não esquecer de setar a área de
armazenamento caso esteja usando este recurso.

Depois de criada as vigas, dar o comando Modify> Sections> Split A janela


abaixo será aberta.
rnniL~~
L_
Elements to be split on IPick using cursar __

Elements to be split IPiCk using cursar .:I

Connections at split:

r.- Trlmmêci1
1(' Ncini;'1-::j{;;àes
P' [Ç,91i~I~~:=tJ.;;;Ii:if.~:::~p.:nIE!j'iJ
Apply\ Dismissj

4-18 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução a Estrutura Metálica
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Em Connections at split escolha a opção Trinmed.

Clique em Apply para ativar o comando e siga os seguintes passos:

. Clique nas coluna que estão entre a primeira e a última coluna. As


colunas clicadas mudarão de cor (como mostrado na imagem abaixo),
para concluir a seleção digite a tecla Esc do teclado.

. Clique nas vigas que deverão ser interrompidas. As vigas também


mudarão de cor (como mostrado na imagem abaixo), para concluir o
comando digite a tecla Esc do teclado.

Caso a opção Confirm before splitting estiver habilitada, será mostrada uma
janela pedindo a confirmação se o usuário deseja mesmo interromper a viga.
Exercício

Apagar a viga entre as colunas 82 e 83.

Criar uma viga entre o topo das colunas 82 e 83.

Iniciar a criação do Equiprack da folha 12 do caderno de exercício.


Nota: as colunas deverão ser modificadas utilizando o comando Orientate> fi Angle....

endpoint Soluções Integradas Ltda. 4-19


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução a Estrutura Metálica Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Na criação do Equiprack, temos duas plataformas. Na criação destas


plataformas serão apresentados dois novos comandos.
Para apresentar os comandos, usaremos, como exemplo, a criação da
plataforma menor.
Deve-se criar a primeira viga em balanço direcionada para leste (est) com 1220
mm.

Na ponta da viga criada, deve-se criar outra viga em balanço direcionada para
\
sul (south) com 1060 mm.
Por último, na ponta desta última viga criada, deve-se criar outra viga em
balanço direcionada para oeste (west) com aproximadamente 500 mm.
Abaixo seqüência da criação citada acima com imagens:

Para conectar este último trecho a viga indicada pela seta, deve-se utilizar o
comando de conexão de vigas.

4-20 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução a Estrutura Metálica
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

.. Conexão de vigas

O comando que deve ser utilizado é Connect> Connect.


A seqüência deste comando é:

. Selecione a viga que receberá a conexão;

. Selecione o extremoda viga que será conectada;


. Digite a tecla Esc do teclado duas vezes para concluir o comando. \

.. Ajustes finais (comando MitreEnds)


Para ajustar o final das vigas, será utilizado o comando Mitre Ends.

Este comando estará corrigindo o final das vigas sublinhadas na figura acima.

Para fazer a correção, dê o comando Modify> Sections> Mitre Ends e clique


nos pontos 1 e 2 conforme mostrado na figura. Para terminar o comando digite
a tecla Esc do teclado. Abaixo têm-se uma figura mostrando o resultado deste
comando.

Nota: Para evitar erros seria bom executar este comando separadamente. primeiro para um
lado e depois para o outro lado.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 4- 21


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução a Estrutura Metálica Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

.. Comando útil

Em alguns casos, será necessário conectar várias vigas ao mesmo tempo.


Quando isto acontecer utilize o comando Connect> Trim to Pline> Pick e
depois clique em todos os finais de vigas que deseja conectar, quando terminar
a seleção, digite a tecla Esc do teclado.
Nota: este comando só pode ser utilizado para vigas que estavam conectadas e por algum
motivo perderam esta conexão.

v
v

\..,/"

4-22 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações M6dulo Datal
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

~ 5 Módulo Datal
o módulo datal é uma ferramenta utilizada para transferência de modelos entre
projetos. A seguir será descrito como produzir um Datal e também como
executar o arquivo gerado em outra estação.

~ 5.1 Criação do Datal


A partir da versão 11.2 do PDMS pode-se utilizar o Datal através do Command
Une. Para isso basta acessar o menu Display>Command Une... \

O primeiro passo deve ser o ajuste das unidades do ambiente. Para isso basta
digitar os comandos mostrados abaixo na linha de comando (Command Une).

) MMDIST<enter>
\ INCH BORE<enter>
O primeiro comando é utilizado para ajustar as unidades para distâncias em
milímetros. O segundo comando é utilizado para ajustar as unidades para os
diâmetros nominais em polegadas. As unidades também podem ser definidas
por uma janela gráfica como mostrado no capítulo 1 (item 1.5.3).
O próximo passo é definir o dispositivo de saída das informações, isto é, definir
onde deverá ser salvo o arquivo. Normalmente, prefere-se criar um arquivo em
disco (macro). Pode-se nomear o arquivo com o nome do elemento a ser
transferido para outro projeto, por exemplo, BOMBA-B01, porém com extensão
tipo" .dtl". Essa extensão ajuda na identificação do arquivo no disco.
O comando para criar e nomear o arquivo é exemplificado abaixo:
FILE INOME_DO _ARQUIVO.dtl<enter>
Esse comando é utilizado quando o arquivo que está sendo gerado é novo e
não possua nenhum outro com o mesmo nome.
Caso o arquivo já exista e deseja-se que o mesmo seja sobrescrito, o comando
utilizado deve ser o seguinte:
FILE INOME_DO_ARQUIVO.dtl over ou FFILE INOME_DO_ARQUIVO.dtl.
Nota: o arquivo será criado na área de usuário, nas empresas com customização Endpoint,
será gravado em U:\. Caso deseje gravar o arquivo em outro local utilize o comando FILE
/<caminho>/NOME_DO _ARQUIVO.dtl<enter>

endpoint Soluções Integradas Ltda. 5-1


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Módulo Datal Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Após ter criado o arquivo, é preciso especificar quais elementos deverão ser
transferidos. Podem ser especificados um ou mais nomes de elementos da
base de dados do Design (maquete), como o VANTAGE PDMS difere entre
maiúsculo e minúsculo deve ser observado se as letras são maiúsculas elou
minúsculas. Todos os nomes devem ser precedidos pelo caractere n/". Por
exemplo:
\,...
OUTPUT INOME_DO _ELEMENTO<enter>
ou
\
OUTPUT INOME1/NOME2 INOME3<enter>
v
ou ainda

OUTPUT CE<enter>

Para utilizar o último comando exemplificado, o usuário deve estar posicionado


na tela Members no item desejado e então executar o comando.

A última etapa de criação do Datal é o fechamento do arquivo recém criado. O


arquivo não está completo, pois parte de seu conteúdo está em uma memória
temporária. Dessa maneira, pode-se fechá-Io redirecionando a saída para um
novo arquivo ou para um terminal. Para essas opções os comandos são
respectivamente:

FILE IMAIS_UMA_MACRO.dtl (Exemplo)


ou

TERM

5.2 Executando a macro criada no projeto destino


Após a criação da macro é possível executá-Ia dentro do projeto destino para
que reproduza o elemento requerido. Para isso deve-se executar o comando
que será mostrado a seguir. Ainda na linha de comando (Display> Command
Une...) digite:

$M INOME_DO_ARQUIVO.dtl

Caso o arquivo não esteja na área de usuário, será necessário indicar o


caminho que o arquivo está gravado.
$M l<caminho>/NOME_DO _ARQUIVO.dtl

5-2 endpolnt Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Módulo Datal
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

5.3 Manipulação de possíveis erros


Ao rodar um Datal podem surgir alguns erros. Os erros mais comuns são:

. Duplicidade de nomes - O PDMS não aceita nomes iguais no mesmo


Banco de Dados.

. Referência não existente - A referência pode não existir ou existir com


outros nomes de elementos referenciados tais como NOZZ, TEE, OLET,
CROSS, etc. \
. Unidades diferentes no projeto destino.

Para contornar possíveis problemas com duplicidade de nomes e referência


não existente, pode-se modificar a macro criada pelo datal colocando um
comando para ignorar os erros na execução da macro. Insira o seguinte
comando na primeira linha do arquivo gerado pelo datal:
ONERROR CONTINUE

Para contornar o problema com unidades diferentes entre os projetos, defina


na macro criada pelo datal, qual a unidade está sendo usada no projeto que
gerou o datal, exemplo se o projeto estiver usando milímetros para distâncias e
v
diâmetros, coloque logo abaixo do comando ONERROR CONTINUE:
MMDIST

MMBORE

5.4 Criação do arquivo (Datal) utilizando as


customizações Endpoint
Para os clientes que utilizam as customizações da Endpoint há uma
possibilidade de criação do Datal de maneira mais rápida. Para isso, é
necessário que o usuário abra a janela Utilitários Endpoint pelo menu
Utilities>Endpoint>Utilitários Endpoint...
Antes de criar o Datal o usuário deve navegar na janela Members para o item
que deseja extrair as informações. Posicionado sobre o item desejado basta
acessar o menu Miscelaneous>Output CE (Datal). O arquivo será criado na
área de usuário configurada e com o nome do item da janela Members. Caso o
arquivo já exista será exibido uma mensagem perguntando se o usuário deseja
sobrescrever o arquivo.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 5- 3


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Módulo Datal Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Após a criação do arquivo serão mostradas mensagens como exemplificado na


janela abaixo:
V Utilitários Endpoint . ,:}'.0~'
Control Graphics Query Settings Piping Miscelaneous

Gerando Arquivo /TREINAMENTO.dtl *******!


Arquivo /TREINAMENTO.dtl Gerado...
Para executá-Io no destino use

o comando: $M /TREINAMENTO.dtl
Command>
). ~

Para executar o arquivo no projeto destino basta repetir o procedimento


conforme descrito no item 5.2.
Nota: A criação do Datal conforme descrito no item 5.4 só é disponibilizada para as empresas
que possuem as customizações da Endpoint.

5-4 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

6 Modelagem de Tubulações
Todo projeto de detalhamento de tubulação deve ser definido dentro do
Vantage PDMS utilizando os recursos específicos desta disciplina, tais como,
check de interferências, check de consistência de projeto, especificações, e
muitos outros e com isso o trabalho se tornará muito fácil e confiável.

6.1 Hierarquia da base de dados para a disciplina


Tubulações \
Na figura abaixo temos a hierarquia da base de dados para a criação das
Tubulações.

\ "

Pipe - O Pipe é um elemento administrativo que fica logo abaixo do elemento


ZONE, no Pipe não serão encontrados componentes de tubulação, mas pode-
se atribuir alguns atributos para ele tais como temperatura de trabalho, pressão
de trabalho, diâmetro da linha e outros mais que forem necessários. Em
resumo o Pipe é a linha do índice de linhas ou fluxograma.
Branch - O Branch é um elemento administrativo que fica abaixo do Pipe e
nele serão criados os componentes de tubulação, assim como juntas, flanges,
curvas, etc.. Em resumo o Branch é a ramificação de uma linha que vai do
ponto 1 para o ponto 2.

endpolnt Soluções Integradas Ltda. 6-1


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de TUbulações Treinamento em Modelagem de Equipamentos e TUbulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

6.1.1 Alguns atributos do Início (Head) e Final (Tail) do Branch

HEAD (Cabeça)

HPOS Posição do Início do Branch

HCON Tipo de conexão do Início do Branch

HDIR Direção de entrada no Início do Branch

HBOR Diâmetro nominal no Início do Branch

HREF Referência de conexão no Início do Branch

HSTU Especificação de tubo para Início do Branch

TAIL (Cauda)

TPOS Posição do Final do Branch

TCON Tipo de conexão do Final do Branch

TDIR Direção de entrada no Final do Branch

TBOR Diâmetro nominal no Final do Branch

TREF Referência de conexão no Final do Branch

6.2 Disciplina de Tubulação


Para iniciar a criação do elemento administrativo Pipe, deve-se primeiro entrar
na disciplina correspondente. Na barra de menu principal, entre em Design>
Pipework....
Após alguns instantes o aplicativo Pipework estará disponível para utilização.
Nesse instante a janela de Especificações padrões (Default Specifications)
será aberta conforme exemplificado abaixo:
V Default Specifications',,'j\< . 1-Tõr2SJ.
Piping

B
INST
NO-BOLT-SPEC
D
.

Insulation IR I
Tracing INone lI.vailable ..:J r
OK Cancel

6-2 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e TUbulações Modelagem de TUbulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Esta janela apresenta os seguintes campos:

Piping Esse campo exibe as especificações disponíveis para utilização


na escolha dos componentes de tubulação.
Insulation Permite selecionar uma especificação para isolamento térmico.
Para que a tubulação seja detalhada levando-se em
consideração o isolamento, deve-se escolher um tipo de
isolamento na lista e habilitar essa opção marcando a caixa
localizada ao lado do campo.

Tracing Permite selecionar uma especificação para traço de vapor. Para


que a tubulação seja detalhada levando-se em consideração o
traço de vapor, deve-se escolher um tipo de traço de vapor na
lista e habilitar essa opção marcando a caixa localizada ao lado
do campo.
A janela Default Specifications é aberta quando entra-se pela primeira vez na
disciplina de Tubulação, caso deseje alterar algum dado nesta janela, poderá
utilizar o menu Settings> Default Spec ou clicar no ícone ~§llocalizado
abaixo da barra de menus do módulo Design.

6.2.1 Criação de uma nova linha de tubulação (novo PIPE)


Para criar uma nova linha, se posicione na ZONE reservada para tubulação e
na barra de menu principal, utilize o comando Create>Pi, pe... a janela abaixo
será aberta.
T J _ ' '::;" ,',.:<.,~,.
\. [reate Plpe,'1i,:;".;

Name lunseti

wrt TUBULAÇÃO-TRN

Specifications.. .1

Piping B
Insulation Off
Tracing Off

Attributas. . .1

OI( (ancal I

No campo Name, especifique o nome da linha. Exemplo 80-8-7.


Para modificar as configurações de especificações dos componentes de
tubulação, isolamento e traço de vapor clique no ícone Specifications.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 6-3


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Tubulações Treinamento em Modelagem de Equipamentos e TUbulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Para o preencher os atributos da linha clique no botão Attributes. A janela


'-' mostrada abaixo será aberta:

\ -Pipe Attributes-i;}.t:->;.~...-. '"


Name PIPE 16 of TUBULACAO

Design Code Junset Temperature J-100000

Inspection Schedule(unset Pressure 10

Paint Specification(unset Cost Centre 10

Pipe Duty (unset Cost Class 10

Material Reference (=0/0 Safety ClassJO


Fluid Reference (=0/0 Revision 1-1

Case Reference (=0/0 Erection 10

Line Type (unset

r Shop r Bui 1 t Pipe Bore 10. 5 ..:.f

OI<

Após o preenchimento dos atributos clique em OK para fechar esta janela.

Clique em OK na janela Create Pipe para concluir a criação da linha.


6.2.2 Criação de um novo Branch

Após dar OK na janela Create Pipe, automaticamente será aberta a janela de


criação de Branch como mostrado abaixo.
", (reate
t: Branch .--iJ~~-;
.. .:.'1' ~:"'.
._lDlt~
Name lunseti
Wrt =8199/28643

Specifications.. .1

Piping A
Insulation Off
Tracing Off
Attributes. . .1
Head/Tail Setting (connect 3
OI< Cancel I
Por padrão, o Branch vem com o nome da linha e mais um complemento,
exemplo 80-B-7/B1.

Os ícones Specifications... e Attributes... são similares ao apresentado na


criação de PIPE.

6-4 endpolnt Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e TUbulações Modelagem de Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

o campo HeadlTail Setting contem três opções, são elas Connect, Explicit e
None.

Connect será necessário conectar o início e/ou o final do branch em um


bocal ou derivação, ao utilizar esta opção, o diâmetro e o tipo de
conexão serão pegos automaticamente do item onde o branch
foi conectado.

Explicit será necessário informar a coordenada de início e/ou final do


Branch, assim como o diâmetro e tipo de conexão dos mesmos. \
None somente cria o branch.
Nota: em caso de criação de novo Branch poderá ser usado o comando Create> Branch na
barra de menu principal.

Escolhendo a opção Connect, após clicar em Ok a janela abaixo será aberta.


V Connect Branch:;~:~'"T [_lãl~_
Head...1 of BRAN 1 of

To INozzle

Apply Reset I

Nesta janela o usuário deverá especificar se estará conectando o início (Head)


ou o final (Tail) do Branch, assim como em que o Branch será conectado.
Nozzle Conecta o Branch em um Bocal.

Tee Conecta o Branch em um Tê.

Olet Conecta o Branch em uma Meia Luva, weldolet, etc.

Elbow Conecta o Branch em uma Curva.

Reducer Conecta o Branch em uma Redução.

Flange Conecta o Branch em um Flange.

Multiway Conecta o Branch em um componente especial (PCOM).


Branch Head Conecta o Branch no início de outro Branch.

Branch Tail Conecta o Branch no final de outro Branch.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 6-5


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Tubulações Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

First Member Conecta O Branch no primeiro elemento da lista de


componentes do próprio Branch.
Last Member Conecta o Branch no último elemento da lista de
componentes do próprio Branch.
Name Conecta o Branch em um elemento, através de seu nome.
Quando usado este comando será aberta uma janela para
indicar o nome do elemento onde o Branch será
conectado.
\
Para conectar o Branch, clique em Apply, caso não tenha sido escolhida as
opções First Member, Last Member e Name, será necessário indicar, com um
clique do mouse, em qual o componente o Branch será conectado.
Nota: no PDMS, assim como no fluxograma e isométrico, o fluxo da linha é muito importante e
por isso deve-se tomar muito cuidado na hora de conectar o início e final de um Branch.

Exercício

Criar a linha (PIPE) 80-B-7 conforme indicado no desenho isométrico da página


........
14 da folha de exercício e também no fluxograma da página 2 da folha de
exercício.

Criar um Branch para esta linha


6.2.3 Conectando o Head e o Tail aos bocais

Utilizando como exemplo o exercício anterior, escolher na janela Connect


Branch as opções Head e Nozzle e clicar no ícone Apply, em seguida clicar
no bocal N2 do equipamento P-1302A.

Após a indicação do início da linha poderá ser notado que uma linha tracejada
é mostrada indicando a conexão da tubulação.

6-6 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Na seqüência deve-se conectar o final da tubulação. Para isso selecione a


opção Tail e Nozzle e clique em Apply. Clique no bocal N1 do equipamento V-
1201.
\l ConnectBranch . .~;~_.~<t'i: , ':fBT.2iI
_.1 of BRAN 1 of

To INozzle .:J

Reset Dismissl
I \

Apply J I

Após a conexão dos extremos da linha poderá ser observado o aparecimento


do tubo (isso só acontecerá se os bocais estiverem alinhados, caso contrário
aparecerá somente a linha tracejada). Clique em Dismiss para fechar a janela
Connect Branch.

L-
6.2.4 Criação de componentes de tubulação

Depois de conectado o início elou o final do branch pode-se iniciar a criação


dos componentes de tubulação. Para isso, posicione no Branch na janela
Members e acesse a janela de criação de componentes na barra de menu
principal em Create> Components. A janela abaixo será aberta.
""8JUWWII.!I!JJ.I)IIIII'''.'1t'

Specifications:
PipiDg

~~

Direct
N .:J~ Flipl
Rotate 30 .:.I CennlFCenI
ITbroCE .:.I CeNxl Trldl
ISpool ..:Iro-
Àtributosde PlPE. .. J

Dislliss I

endpoint Soluções Integradas Ltda. 6-7


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Tubulações Treinamento em Modelagem de Equipamentos e TUbulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

A seguir tem-se uma descrição de cada umas das opções da janela Piping
Components:
Specification É utilizado para quebrar dentro de um Branch. Em qualquer
momento, o usuário poderá escolher uma Spec na lista
antes de criar seu componente.
Forwards Ajusta a criação dos componentes no sentido do fluxo (De
Head para Tail).
Backwards Ajusta a criação dos componentes no sentido contrário do \
fluxo (De Tail para Head).
Default Habilita a seleção automática dos componentes padrões
para cada um dos tipos de componentes definidos nas
especificações.
Auto Conn Permite o posicionamento, orientação e conexão
automáticos de cada novo componente ao componente
criado anteriormente. Esta opção deverá estar sempre
habilitada.

Create Após selecionar na lista o tipo de componente desejado,


possibilita a criação do item. Ao selecionar essa opção
deverá ser aberta uma nova janela que permitirá a seleção
dentre as opções disponíveis para aquela categoria.
Re-Select Permite que o usuário modifique uma seleção realizada para
um determinado componente da tubulação. É utilizado para
substituir um elemento já modelado.

IDirect N 3 Permite especificar uma direção para o ponto de saída de


um componente. Só pode ser utilizada para componentes
que a saída não está na mesma direção da entrada.

IRotate 30 :::J Permite rotacionar o componente em torno de seu eixo no


sentido horário. As opções são 30, 45, 90 ou 180 graus.
IThro CE ~ Permite o alinhamento com o elemento corrente.

IThro Cursor ~ Permite o alinhamento exatamente com o ponto identificado


pelo clique do mouse.

IThro ID Cursor ~ Permite o alinhamento de acordo com a origem do elemento


identificado pelo clique do mouse.

IThroPoint ~ Permite o alinhamento com um p-point identificado pelo


usuário.

IThro Next .:J Permite o alinhamento com o próximo componente do


Branch na lista da janela Members.

6-8 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e TUbulações Modelagem de Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

IThro Tail :::I Permite o alinhamento com a extremidade final do Branch


(Tail).

IThro Previous ..:I Permite o alinhamento com o próximo elemento do


Branch na lista da janela Members.

IThro Head :::I Permite o alinhamento com a extremidade inicial do


Branch (Head).
Iconnect :::I Retoma o componente para sua orientação original e o \
conecta ao elemento anterior na lista da janela Members.

Utilizado para retomar o componente para sua posição


original.
Connl Retoma o componente para sua orientação original,
conectando o mesmo ao elemento anterior na lista da
janela Members.

CoNxl Retoma o componente para sua orientação original,


conectando o mesmo ao elemento anterior e passando
para o próximo elemento na lista da janela Members.

Inverte a orientação do componente, isto é, o P2 passa a


ser a entrada e o P1 a saída. Para retomar à situação
padrão basta clicar novamente no botão.
FConl Força uma conexão entre componentes, mesmo que não
possuam a mesma especificação. Este comando deve
ser usado com cuidado, pois gera inconsistência na linha.

Tr1dl É o mesmo que o comando IThro ID Cursor ..:I. Permite o


alinhamento de acordo com a origem do elemento
identificado pelo clique do mouse.

Importantíssimo
A criação de componentes de tubulação no Vantage PDMS segue uma
seqüência lógica, portanto deve-se criar primeiro a Gasket, depois a
Flange, caso esta ordem seja alterada, vai causar uma inconsistência na
linha, não permitindo a geração do isométrico.
Por causa disto, para iniciar a criação do primeiro componente, é necessário
que o Branch seja o elemento corrente. Depois de criado o componente ele
será o elemento corrente e assim por diante.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 6-9


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Tubulações Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Para continuar a criação dos componentes, certificar que na janela Piping


Components esteja selecionada a opção Forwards para que possa iniciar a
conexão dos componentes pela extremidade inicial do Branch.

Se posicione no Branch na janela Members e na janela de criação de


componentes, escolha a opção Gasket e em seguida clicar em Create. Será
aberta uma janela para que seja possível selecionar a junta desejada. Para o
exercício, deve-se selecionar a junta de 1/16" de espessura. Clique no item e
em seguida clique em OK.
;1..."'.,
\
Setting SPRE. Current bore 3.00 inch

Unforced Connections are ON

STYP SHOP Component Description

RF FAl~3 GASKET. 300# F:F 1/16" THK. ASBESTOS RIHG. .J].! 60 OR 61 a


RFE FAlS GASKET. 300# RF l/S" THK. ASBESTOS RING. JM 60 OR 61

CANCEl!

Na seqüência deverá ser criado o Flange. Para tanto, marque o item Flange e
clique em Create. Será aberta uma janela para que seja possível selecionar o
Flange desejado. Para o exercício escolha o Flange com pescoço (WN).
:1[.111...,
' '

Setting SPRE. Current bore 3.00 inch

Unforced Connections are ON

STYP 5HOP Component Description


1m TRUE FLAUGE. 301)# Rf\.JH ~=;TD IH. ASTH A-105 a
ORF TRUE FlANGE. ORIFICE 300# RFiN STD. ir. ASTM A-10S
50 TRUE FlANGE SO ANSI B16.S 300# RF ASTM A-10S

CANCEL]

-TI

....

6-10 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e TUbulações Modelagem de Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Para inserir os componentes na outra extremidade da linha (Tail),


primeiramente posicione-se no Branch e marque a opção Backwards para que
os componentes sejam criados no sentido contrário ao fluxo.
'\? Piping Component.

Ori I Flip I
Conn I FCon I
IThro CE .:.I CoNxl Trldl

ISpool .:.110
Atributos de PIPE...J
DismissJ

Primeiramente será criada a junta. Portanto, selecione a opção Gasket e clique


em Create.

Em seguida deverá ser criado o Flange. Portanto, selecione a opção Flange e


clique em Create.
I

-.
~ .
.~
...'.~
,,'
..'tr

~
..

'"

l
6.2.5 Verificação de consistência da linha

Depois de terminada uma linha é muito importante verificar se a mesma está


consistente, pois alguns casos de inconsistência, não permitirá que seja gerado
isométrico da linha.

Para verificar a consistência da linha, podemos utilizar dois métodos que será
mostrado a seguir:

endpoint Soluções Integradas Ltda. 6-11


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Tubulações Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

" ' o primeiro método é utilizando o comando Utilities> Data Consistency... na


barra de menu principal, com isso a janela abaixo será aberta.
Chec:k: P~et8r8:

r; ite

Pi..
Drauch ~
.=J
__.
~Structural.
Output:
i>
" Toraiül
[.
!'" File
Di:rcctory

Fil_
.]
. .1

liãCã!
r-- ~
INaO'18rnit.
~

W
lpply I

No campo Check tem a opção de verificar somente o elemento corrente CE,


toda uma SITE, toda uma Zone, somente uma linha Pipe, etc.

Para fazer a verificação de um Pipe, se posicione em qualquer elemento da


linha que deseja verificar, escolha a opção Pipe e clique em Apply. Caso a
linha não tenha inconsistência, será apresentado no final do relatório a
mensagem *..* NO DATA INCONSISTENCIES *..*, caso contrário será
apresentado uma lista com as inconsistências. Para fechar a janela clique em
Dismiss.

o segundo método é a verificação pela janela de comandos. Para fazer a


verificação utilize os seguintes comandos:
CHECK CE, CHECK PIPE, CHECH BRANCH, CHECK SITE, etc.
NOTA: A palavra CHECK pode ser substituída por CH.

6.2.6 Verificação de interferências

Ver capítulo 9
Exercício

Iniciar a criação da linha 200-B-4 até o ponto apresentado na figura abaixo.


\ "

6-12 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

6.2.7 Alinhamento entre componentes


Para alinhar os componentes existem várias opções, mas a mais usada é a
opção Tr Id I.

Para utilizar esta opção, utilizando como exemplo o exercício, crie mais uma
curva para que a tubulação fique como mostrado na figura abaixo.

Nota: para o exercício, utilize a curva de 90° DEFAULT.

A curva corrente será alinhada com a curva debaixo. Para isso, verifiques se o
sentido do fluxo está correto (neste caso Forwards) e clique no ícone Tr1dl, e
depois clique na curva debaixo, o resultado será.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 6-13


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Tubulações Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

6.2.8 Orientando a saída de componentes

O comando Orientate> Component> Leave é utilizado para orientar a saída


de alguns componentes de tubulação.
Para utilizar este comando siga os seguintes passos:

. clique sobre o componente que deseja orientar, deixando-o como


elemento corrente.

~ fin"'d'Ii"'" . -.-u
Sentido do fiu:".o
""

--
. -- -- u - - - -
-__u -- u u - - -- - - - -- . ..
,",,'O -S
d > linha

. Verifique o sentido de fluxo na janela de criação de componentes. No


exemplo acima, o sentido do fluxo deve estar Forwards, como mostrado
nesta imagem (i'Forwards r Backwards

Depois deste passos, executar o comando Orientate> Component> Leave na


barra de menu principal. A janela abaixo será aberta:
V Orientate Component leave 1-ltiI:!t
Name 2D.CURVAl

IDirection ~ 14.5108 N 43.0795 D

r Angle Change

Apply I

. No campo que está definido com a opção Direction mudar para opção
Towards Next (Em direção ao próximo) e clicar em Apply.
Nota: anotar os valores que forem apresentados no campo à frente da opção Towards Next.
Exemplo E 45 N. Este valor será utilizado no comando movimentação por planos que será
abordado mais adiante.

Para orientar o próximo componente, manter a janela Orientate Componente


Leave aberta. E siga os seguintes passos:

. clique sobre o próximo componente que deseja orientar, deixando-o


como elemento corrente.

6-14 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

. Verifique o sentido de fluxo na janela de criação de componentes. No


exemplo acima, o sentido do fluxo deve estar Backwards, como
mostrado nesta imagem r Forwards r.'Backwards

. Na janela Orientate Componente Leave clique no ícone f!J para


atualizar a janela.

. No campo que está definido com a opção Direction mudar para opção
Towards Next (Em direção ao próximo) e clicar em Apply.
Finalizados estes passos, os componentes estarão orientados um para o outro
e se já estiverem alinhados a linha será fechada.
Exercício

Iniciar a criação da linha 150-8-6.


6.2.9 Movendo componente por coordenada

Para posicionar componentes de tubulação por coordenadas pode-se utilizar o


menu Position>Explicitly (AT).

Posicione no elemento que deseja posicionar e dê o comando Position>


Explicitly (AT), a janela abaixo será aberta:
-IDI29
Select Settings
ELBOW 2 of BRANCH /150-B-6/B1

Datum IOrigin .:J


-Posi tion
Lock

IWest .:J r312827.19


r
INorth.:J r295010. 00
r
IUp .:J r110545. 62
r
wrtlWor ld

Applyj Dismissj

o componente ficará como mostrado abaixo.

Deixar o campo Datum selecionado com a opção Origin para que seja tomado
como referência a origem do componente.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 6-15


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Tubulações Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

\../ Modificar somente uma coordenada quando utilizar este comando, depois de
digitado o valor, dique em Apply para confirmar. No exemplo será modificada
somente a coordenada West com o valor 313045, obtendo o seguinte
resultado.

6.2.10 Movendo componentes por Distance ou Spool

Pode-se mover os componentes utilizando o recurso de Distance (distância de


centro a centro) ou Spool (tamanho do tubo entre os componentes) localizados
na janela de criação de componentes.

ISpool .:J 10

"
Distance :B
~jlr.m;:r.

J I I
I SPOOL I
'-.J OISTAliCE

Será utilizado este comando no seguinte exemplo.

Será dada uma distância de 900 mm entre uma curva e outra, para isso digite o
valor no campo correspondente e dê enter. Escolha a opção Distance.

6-16 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Exercício

Inicie a criação da linha 250-8-5.


6.2.11 Mudando a rota um Tê

Neste caso deve-se criar uma derivação na linha. Ao criar tal derivação (Tee)
pode haver a necessidade de modificar a rota de fluxo do componente. Essa
alteração pode ser realizada clicando-se no componente criado e em seguida
acessando o menu Modify> Component> Route.

-=--.. [-lDl.i{
NameTEE 1 of 250-B-5/Bl

r Route Through
r Branch Of f
r. rSpTif"'Rõüf

Àpply I Reset I Dismissl

Por padrão o ponto de entrada dos componentes é o P1 e o ponto de saída é o


P2. Portanto, para alterar essa configuração pode-se utilizar o comando
mostrado acima. As opções disponíveis são:
P3

Route Through
.~.
P1 P2
+
.- P31 P2
Branch Off P1

.Jp2
P~P1
Split Route

endpoint Soluções Integradas Ltda. 6-17


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Tubulações Treinamento em Modelagem de Equipamentos e TUbulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

6.2.12 Criação de novos branchs em uma mesma linha


Para criar uma nova ramificação na linha, isto é, um novo Branch deverá ser
utilizado o comando Create> Branch lembrando de posicionar-se no Pipe
antes de executar o comando. A janela mostrada abaixo será aberta:
'í! [reate Branch'" e . .-10129
Name [2S0-B-S/B2
IIrt 2S0-B-S

Specifications.. .1

Piping B
Insulation Off
Tracing Off

Attributes. . .1

Head/Tail Setting ~
OI< Cancel 1

Deixar o campo HeadlTail Setting selecionado com a opção Connect e clicar


em OK.

Conectar o novo Branch da seguinte maneira: Head no bocal do equipamento


1301 e Tail no Tee. Após a criação do novo Branch é possível concluir o
detalhamento da linha.

Exercício

Iniciar a criação da linha 100-C-13.


Nota: Nesta linha haverá uma mudança da especificação que estava sendo utilizada até o
momento. Deve-se selecionar a Especificação A e não a C como indicado no nome da linha.
Outra particularidade deverá ser observada neste caso, pois tal linha não terá sua extremidade
final conectada, ou seja, somente seu inicio será conectada ao bocal do equipamento 1301.

6-18 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

6.2.13 Comando BOPITOP

Podemos utilizar o comando BOP/TOP para posicionar o elemento de uma


linha em relação a outro elemento do Vantage PDMS. Por exemplo, se eu
preciso que o tubo passe a 100 mm acima de uma viga para colocação de
suporte, pode-se utilizar para isso o comando BOP/TOP.
Para utilizar o comando BOPITOP, posicione-se na curva que será movida e
acesse na barra de menu principal o comando Position> Component>
BOPITOP. Como exemplificado na figura a seguir:
-. . -ldl2fl

::1
Clearance 1100

"IBehind ..:J

Apply J
Reset Dislllissl
'"

Na janela resultante deve-se selecionar as seguintes opções:

IBottom of Pipe Tomará como referência a base do tubo.

Clearence É a distância entre a referência adotada


(base do tubo) e o item que será
selecionado como mostrado a seguir.

IBehind .:J Especifica em que direção a distância


estipulada com relação à referência será
adotada.

I ID Cursor Irá posicionar o elemento de acordo com a


origem do elemento que será identificado
pelo clique do mouse.

Após escolher as opções como mostrado na imagem exemplificada acima


clique em Apply.
Clique sobre a viga que será usada como referência.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 6-19


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Tubulações Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Veja na figura a seguir o resultado do comando.

6.2.14 Término de linha aberta

Se posicione no último ou primeiro componente da linha e dê o comando


Conect> Branch, selecione Tail se for o final da linha ou Head se for começo
da linha.

No campo To, observe a posição do componente na janela Members, se o


elemento selecionado for o último elemento da lista, use a opção Last
member, se for o primeiro elemento da lista, use a opção First member.
Clique em Apply para fechar a linha e em seguida em Dismiss para fechar a
janela.

6-20 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Agora, para terminar, utilize o comando Modify> Branch> Explicit na barra de


munu principal. A janela abaixo será aberta.
....lr.F.1itiIiE1.:J9i1ITi1.:liB1..ml- i::! ._15125J
R Position:
Of 100-C-13/B1

INorth .:.J 1308280


1303580
Up
Ivest ... 11050371

Bore 1100 .:.I


I
\
Direction IV

Connection IOPEN .:.J

Apply J Reset I Dismissl

Selecione Head se for o início da linha ou Tail se for o final da linha e forneça o
valor da coordenada em uma das direções. Em nosso exercício, W 303580.

No campo Connection selecione a opção Open.

No campo Direction será necessário colocar a direção oposta ao sentido da


conexão. No nosso exercício W, pois a linha está indo para E.

6.2.15 Inserindo suportes na linha (ATTA)

Em algumas tubulações, é necessário adicionar os suportes à mesma. Para


isso coloque o modo de criação de componentes como Forwards e posicione-
se no componente que ficará antes do suporte, no exercício, posicione-se no
Elbow como exemplificado abaixo. Criar o componente do tipo Attachement
(SHOE). O componente será criado abaixo da curva, portanto para posicioná-Io
corretamente basta utilizar o ícone Trid da janela de criação de componentes e
clicar na viga onde o suporte ficará.

Nota: para maiores informações sobre os Attachements, veja anexo E.

Exercício

Iniciar a criação da linha 150-A-7.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 6- 21


Proibida a reprodução sem prévia autorização
~.
Modelagem de Tubulações Treinamento em Modelagem de Equipamentos e TUbulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

6.2.16 Criação de Assemblies


Pode-se utilizar, para a criação de válvulas o recurso de criação de conjuntos.
Para isso escolha a opção Assemblies na janela de criação de componentes e
clique em Create, será aberta uma janela com algumas opções.
Specificati01'Ul:
Piping Gasket Flange to Head
Flange Gasket to Tail
~~ Flange Set a Distance
Flanged Valve Set a Distance
\
Flanged Valve to Head
F~anged Valve to Tail
.

Distance [o
Direct N .:J ~ L!!!!.J
Rotot. 30 .:::J ~ ~ Valve H/W Dir [N
IThro CE .:::J ~ E!!!.I
\5_1 .:::J (õ
Atributos de PIPE. .J
DiSJdss I Dismissj

Nota: esta opção não pode ser usada para criação de instrumentos.

Escolha a opção desejada e clique em Apply, serão mostradas as janelas de


seleção de componentes. No caso de uma válvula flangeada será mostrada
uma janela de seleção de componentes para o Flange, uma para a Gasket,
uma para a Válvula, outra para a Gasket e outra para o Flange. Selecione a
opção desejada em cada janela e vá clicando em Ok. Quando terminar, o
conjunto já estará criado.

A opção Distance desta janela é utilizada quando desejar criar, por exemplo,
uma válvula flangeada a uma certa distância.

A opção Valve H/W Dir é para definir a orientação do volante da válvula.


Exercício
Modelar a linha 100-8-8.
Nota: Para esta linha deve-se posicionar primeiramente o Tee entre os dois bocais da bomba
15018 e 1501A. Para isso pode-se utilizar o recurso de retirar medidas e em seguida utilizar o
menu Modify>Position Explicitly (AT) para posicionar o Tee. Após posicionar corretamente a
derivação, é posslvel criar as válvulas do tipo Gaveta.

Iniciar a criação da linha 100-C-12.

6-22 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

6.2.17 Criação de instrumentos na linha.


Na linha 100-C-12 haverá a necessidade de inserir dois instrumentos: uma
placa de orifício e uma válvula de controle.

Ambos estão disponíveis na Especificação INST, mas normalmente os


instrumentos estarão na mesma especificação da linha. Esta especificação
pode ser selecionada na janela Piping Components. Após selecionar a
especificação INST e acessar a opção Instrument, será questionado se deseja
realmente criar um item diferente da especificação que está utilizando para a
tubulação. Para prosseguir clique em OK.

Insulation IIH .:J p


Tracing INone Available..:J r
r Forwards. ~ Backwards
r Default
Assemblies PAuto Conn
Create I

Re-select 1

DirectN "'. Oril FliPI


Rotate 30 Connl FConl OK to select out of spec

IThro CE .::I CoNxl Trldl C!I


ISpool
Atributos de
.:.J ro-
PIPE...I
Dismissl
C YES )
NO

endpoint Soluções Integradas Ltda. 6-23


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Tubulações Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Para criar a placa de orifício selecione a opção como mostrado abaixo:


"..1111110.'
SettingSPRE. Currenthore 100.00mm
Unforced Conneotionsare OR
STYP Component Description

SMRD SERIOR ORIFICE METER RIGHT-SIDE PULL 300# RF Unset


ORF ORIFICE PLATE 1/8" & 1/4" 600# Unset
SMRB SERIOR ORIFICE METER RIGHT-SIDE PULL 150# RF Unset
SMLB SERIOR ORIFICE METER LEFT-SIDE PULL 150# RF Unset
~

CARCELI

Nota: antes de criar a placa de orifício, será necessário criar uma flange de orifício.

Para criar a válvula de controle selecione a opção como mostrado abaixo:

Setting SPRE. Current bore 100.00 ma


Unforced Connections are OR

STYP Component Description

LCRB FISHER 2502-249V RIGHT HARD 150# RF Unset


LCLB FISHER 2500-249B LEFT HAND 150# RF Unset
LCRD FISHER 2500 249B LEFT HAND #300R.F. Unset
LCLD FISHER 2500 249B RIGHT HAND #300R.F. Unset

CANCELI

Nota: Esta linha é de 150#, mas os instrumentos são de 300#, portando será necessário uma
quebra de especificação na criação do Flange. Para isso escolha a especificação A.

Lembre-se que é de grande importância o preenchimento do nome (Tag) para


os instrumentos. Para colocar o Tag nos instrumentos utilize o comando
Modify> Name.
Para a válvula de controle existe a necessidade do preenchimento de alguns
atributos para que possa visualizá-Ia corretamente. Após sua criação,
certifique-se de que a mesma é o elemento corrente e acesse o menu Modify>
Attributes, a janela abaixo será aberta.
\' ,"1odify
Attributes --<';"'"..-

/LV10
Description AttributeData
Built falsa
Shop false
Arrive 1
Leave 2
Ori!lag true
Posflag true
Angle 90
iI 'UIJI
Radius 350
Lofflina falsa
Csfbreak falsa
Tsfbreak falsa
Spln unset
Splt UDset
C"px unset
Ptno O

Applyl Resat I Disnissl

6-24 endpolnt Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Será necessário preencher os atributos Height e Radius com os calores


desejados para que o usuário possa visualizar a válvula. Para isso basta clicar
em cima do atributo desejado e preencher os valores nas janelas resultantes.
Abaixo é exemplificado como pode ser feito esse preenchimento.
. fi5l~
_

Exercício

Modelar a linha 100-8-2.


Nota: Esta linha deverá terminar nas válvulas, para isso siga os passos abaixo.

Posicione-se no último ou primeiro componente da linha e dê o comando Conect> Branch,


selecione tail se for o final da linha ou Head se for começo da linha.

No campo To, observe a posição do componente na janela Members, se o elemento


selecionado for o último elemento da lista, use a opção Last member, se for o primeiro
elemento da lista, use a opção First member. Clique em Apply para fechar a linha e em
seguida em Dismiss para fechar a janela.

~
1']
~I~~'
~~ 1~.,,9

Modelar a linha 150-A-3.


Nota: Os dois Branchs dessa linha serão conectados aos Branchs da linha mostrada na figura
anterior.

Para isso é necessário especificar no início da criação da linha onde deverão ser conectados o
Head de cada um dos Branchs.

Para ambos os trechos desta linha, o início deverá estar conectado ao final de um dos Branchs
da linha detalhada no item anterior. A tela abaixo exemplifica as opções que deverão ser
selecionadas para essa operação:
T'JConnect Branch . ': '::~ 1_10129

1 of

Apply I Reset I Dismissl

Após selecionar tais opções basta clicar em Apply e selecionar o final do Branch desejado da
linha 100-B-2.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 6-25


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Tubulações Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Modelar a linha 100-B-1.

Nesta linha será necessário criar uma tomada de pressão. Como mostrado na
figura abaixo.

Para poder criar esta tomada de pressão, será necessário ter uma derivação
na linha, neste caso será criado um Olet de 25mm.

O elemento Olet deve ser selecionado a partir da janela Piping Components e


ser criado no Branch principal.
. . . . .. . 1,-1[J12tl
Specifications:
Piping
A A

wNST §1
InsulationIIH .:Jr
Tracing INone Available.1 r
.Forwards (- &ck......i-ds

Reducer r Default
V...lve PAuto Conn
Cre...te I
tachmentl §1 Re-select I
129
Setting SPRE. Current bore 50.00 ..
Direct N .1 Oril Flipl Unforced Connections are ON

Rot...te 30 Conn 1 FCon 1 PBOR3 STYP SBOP CcJt.ponent Descripticn


.:J
1S.00 TOL TRUE TBREDOlET. 30001 ASTH A-10S
IThro CE .:J CoNxl Trldl 20.00 TOL TRUE TBREDOlET. 30001 ASTH A-10S
"..III_ml ..:aII=-.:I:4:11II1J.:8_IIIIII._1C'I8I~.IE'I
40.00 TOL TRUE TBREDOlET. 30001 ASTH A-10S
ISpool .:J 10
Atributos de PIPE...I
Dismissl -2!LJ CANCELI

Para criar a tomada de pressão será necessário criar um novo Branch. Este
branch terá: uma Válvula, um Tê e um visar para a tomada de pressão. Na
derivação do Tê será necessário criar um novo branch para criar a válvula de
drenagem.

6-26 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

6.2.18 Movimentando componentes por planos

Em alguns casos, para fechar uma linha será necessária a utilização do


comando de orientação e movimentação por planos para que, por exemplo,
duas curvas tenham suas orientações alteradas de maneira a permitir que se
conectem.

o comando Position> Component> Plane Through... é utilizado para


movimentar componentes utilizando um plano, com o objetivo de conectar se a
outro componente.
Para utilizar este comando siga os seguintes passos:

. clique sobre o componente que deseja movimentar, deixando-o como


elemento corrente.

. Verifique o sentido de fluxo na janela de criação de componentes. No


exemplo acima, o sentido do fluxo deve estar Forwards, como mostrado
nesta imagem r. Forwards r Backwards

Depois deste passos, executar o comando Position> Component> Plane


Through... na barra de menu principal. A janela abaixo será aberta:
_IDI~
Name 2D.CURVAl

Plane JN

Thraugh I Cursar

Apply Reset I Dismissl

. No campo Plane, será necessário colocar o plano de conexão do


componente, para isso serão utilizados os dados anotados quando foi
abordado o comando Orientate> Component> Leave no primeiro
componente.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 6-27


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Tubulações Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Nota: Para encontrarmos o Plano de Conexão, pode-se utilizar duas regras:

. Caso a direção de orientação seja 2D, troque uma das coordenadas.


Exemplo: a direção de orientação é E 45 N trocar para W 45 N ou E 45
5, este será o plano de conexão.

. Caso a direção de orientação seja 3D, fixe um plano e altere o outro


plano, somando 90° ao ângulo atual. Exemplo: a direção de orientação é
E 35.2644 N 30 U, fixar o plano E 35.2644 N e modificar o plano N 30 U
para N 120 U, ficando E 35.2644 N 120 U.

. No campo Through, escolher a opção ID Cursar e clicar em Apply.

. Clicar no próximo componente, para fazer a conexão.


Exercícios

Modelar as linhas restantes na seqüência relacionada abaixo:


. 80-8-14
. 80-A-11
. 50-8-9
. 40-8-10

6-28 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

6.3 Complemento
6.3.1 Atualizando o Mapa Espacial
O comado MAP BUILD NEW MDB, deve ser executado pelo administrador do
sistema todas as vezes que for criado novos elementos no módulo Paragon.

Este comando atualiza o mapa espacial.

Digitar o comando e
completar com <enter>

Comaand>
HAP BUILD NEV MD

6.3.2 Explicação complementar do comando BOPITOP

Geralmente precisa-se posicionar um componente de tubulação ou seu tubo


subseqüente (chamado no PDMS de "Implied Tube"), de forma que, por
exemplo, ele somente toque uma viga ou mesmo que fique a uma desejada
distância de qualquer outro elemento da mesma ou qualquer outra disciplina.
Position>Component>BoplT op (Infront)
I BOP /TOP T
Name BLBO 2 OF PIPEA/Bl

;
I Battam af Pipe <=> I

constrained Clearance 50 I I

cent~eline
I Infrant <=> I

I ID Cursar <=>I

~
I Applyl I Reset I I Dismissl
'..,.._........................

IBEAM
picked with curso

Position>Component>BoPIT Op (Behind)

J BOP /TOP
-,

Name ELBO 2 OF PIPEA/Bl


_m ___fJj _._
I Bottom of Pipe = I

Clearance 50 I I

constrained
centreline I Behind = I

I IDCursor = I

@!]
IBEAM
I I APPlyl I Reset I I Dismissl
~:..__
pickedwitheu"",r -- _~__J.
.................................... 50

endpoint Soluções Integradas Ltda. 6-29


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de Tubulações Treinamento em Modelagem de Equipamentos e TUbulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Para linhas não ortogonais os seguintes efeitos serão alcançados:


Posicionando Onto/Under com relação a outro Item

'''. IBottom of Pipe I Clearance ~I Onto 11 ID Cursor I

/"'"

~~. \
.
constrained I 50

..centrelill~..
... 0.0..:'.: ... ... ...o.. " .u... o..
IBEAM ......

picked with curso ,."',... I 50


".

.,.'-./"--
("'" .
-.
~
".

I Bot tom of Pipe I Clearance ~ IUnder II ID Cursor

Posicionando InfrontlBehind com relação a outro Item

Position>Component>Clearance (Infront)
I
J Distance
Name ELBO 2 OF PIPEA/Bl
0...................

Clearance 50 I I

I Infront CI I

; I ID Cursor CI I

constrained
centreline
@]
I Apply I I Reset I I Dismiss I

/BEAM
picked with cursor

6-30 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Position>Component>Clearance (Behind)

J Distance -I
Narne BLBO 2 OF PIPBA/Bl
........-...........................................-..................

Clearance I 50 I

I Behind c::I I

I ID Cursor c::I I

constrained
@[J
centreline
I Applyl Reset I Disrnissl
I I
\
IBEAM
v picked withcurso .......
t
!
,,
t 50

\[S
Para linhas não ortogonais os seguintes efeitos serão alcançados:
Posicionando com Clearance Onto/Under com relação a outro Item

v
o ~"

Clearance ~ IOnta ID Cursar



.'.

. .. ...u. o..
'.
'.
.u... 0._
II

n. 00.
I

00...

'.

constrained 50
centreline
,

.....0 ,.~. ...........

IBEAM . "
picked with curso '..... ' ...........
".'-"::' ".
~,
"

.~,
, 50
".
~,
, "
r

Clearance ~ IUnder U ~-~-~~=- ;~<à, '-,

endpoint Soluções Integradas Ltda. 6- 31


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Modelagem de TUbulações Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Posicionando com Clearance Infront/Behind com relação a outro Item

~
~, ",,
"

cons'~~~ined Clearance ~I Infrant II ID Cursar I

cenUellne <à~'z/ I

:.:.:.-((..~.. .......
\
IBEAM ", o,
'0,
picked withcurso

-- ~:::~:~: ----.-.
50~, "'L.) o,'o,
"'"
Clearance ~IBehind II ID Cursar I "0
'o

6.3.3 Posicionando componentes sem perder conexão

Considerando a linha:

Position>Drag>Distance :
~Orag 1i!!I[ill~
Naae ELBO 2 Df 100-8-8-81

Direction fE

Distance 15"00

IOn1v ;J

I Cursar ...:1

D'ismissl

6-32 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Modelagem de Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

o resultado deste está mostrado abaixo:

Perceba que os trechos de tubos 1 e 2 se encurtaram, o Elbow 2 se deslocou


500mm para Leste, assim como o Tee mas os flanges conectados aos Bocais
dos equipamentos não se deslocaram, mantendo desta forma as conexões do
HEAD e TAIL do Branch.
6.3.4 Caimentos

A janela "Slope" permite que se ajuste a direção do caimento de linhas (para


cima ou para baixo) e ainda o valor deste em valores percentuais ou angulares
a partir da saída do componente.
Orientate>Component>Slope.. .

c:g
JD
-- - - - - -- ~
.~ .

~Name: EIBO 6 af lOO-B-I-Bl


Current
element

Slope !Down .::ti


I..............................

Apply I Reset I DisJl\i~J

endpoint Soluções Integradas Ltda. 6- 33


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Extração de Relatórios
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

7 Extração de Relatórios
A qualquer momento no projeto pode ser necessária a extração de relatórios
dos elementos já modelados.

A extração de relatórios é muito simples. Para fazer a extração de relatórios


será necessário que o administrador do PDMS já tenha elaborado um Template
(modelo ).
Nota: neste treinamento não será abordado como se cria um template de relatório.

É função do administrador indicar qual caminho dos templates da empresa


para todos os usuários, assim como quais dados serão necessários informar
para gerar o relatório.
Neste capítulo será apresentado como o usuário pode extrair um relatório
utilizando os templates padrões fornecidos na instalação do Vantage PDMS.

7.1 Buscando um Template para extrair um relatório


Para buscar um template para extrair um relatório utilize o comando Utilities>
Reports> Run..., com isso será aberta a janela abaixo.
\/ Fite Browser ,'::,~f, N,{" .
Run Report. ..

-Directorv
Path Isll.5.SP1'pdmsui'REPORTS'TEMPLATES
Sub-directories
c: ,AVEV A,Pdrnsll . 5 . ::::Pl'pdrns,Ü ,REPORTS' TEUPLATED

-Files

Filter I.
'catalogue_param.tmp
catalogue_ptgmref . tmp
centre_line. tmp
centre_line_imp.tmp
doors_windows.tmp
hvac_list . tmp
hvac_mass. tmp
line_list . tmp

paragon_floor_check.tmp
pipe_mto. tmp
pipe_mto_csv.tmp
.

Select ion Inozz_sched. tmp

Cancell

endpoint Soluções Integradas Ltda. 7-1


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Extração de Relatórios Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Esta janela é dividida em dois campos principais. O primeiro é utilizado par


escolher o caminho (pasta) onde estão gravados os templates de relatórios e o
segundo mostra o conteúdo da pasta que estiver selecionada no primeiro.
Director

Path Isll.5.SP1'pdmsui,REPORTS,TEMPLATES
Sub-directories

Directory este campo é dividido em duas partes.

. Path local para se indicar o caminho onde estão salvos os templates de


relatórios.

Exemplo: T:\Pdms11.5.SP1\pdmsui\REPORTS\ TEMPLATES


. Sub-directories neste campo serão mostradas as pastas existentes
dentro da pasta selecionada no campo Path. A primeira que aparece na
lista é a própria pasta selecionada no campo Path, caso seja clicado
sobre este item, volta-se para pasta anterior.
Utilizando o exemplo anterior, volta-se para a pasta
C:\Aveva\Pdms11.5.SP1\pdmsui\REPORTS.
File
Fil ter 1*

...
catalogue_param.tmp
catalogue_ptgmref.tmp
centre_line.tmp
centrs_lins_imp.tmp
doors_windows.tmp
hvac_list. tmp
hvac_mass. tmp
line_list .tmp

paragon_floor_check.tmp
pips_mto. tmp
pipe_mto_csv.tmp
4

Files este campo também é dividido em duas partes.

7-2 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Extração de Relatórios
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

. Filter é utilizado para filtrar os arquivos da pasta selecionada.


o
* mostra todos os arquivos da pasta.
o xxx* mostra todos os arquivos iniciados por xxx.
o *xxx mostra todos os arquivos terminados por xxx.
o *xxx* mostra todos os arquivos que contenham xxx no nome.

. Logo abaixo do campo Filter serão mostrados os arquivos da pasta \


selecionada no campo Path.

O template escolhido será mostrado no campo Selection, para confirmar a


seleção clique em OK.
A partir deste momento, vai depender de como foi customizado o template,
mas na maior parte dos templates está configurada para apresentada uma
janela onde deve ser indicado o Filename e a Hierarchy (Hierarquia), como na
janela abaixo.

Filename .
HierarchylCE

Cancel I

Filename neste campo, poderá ser definido um caminho e um nome onde o


relatório deverá ser gravado. Caso ele não seja preenchido, o relatório será
apresentado no próprio módulo Design, onde uma janela se abrirá para mostrar
os dados do relatório.

Hierarchy neste campo deve ser definido qual o elemento hierárquico será
utilizado para criação do relatório. Nele pode ser digitado um nome de um
elemento ou simplesmente CE, caso o elemento esteja selecionado na janela
Members.

OK clique neste ícone para criar o relatório.


Cancel clique neste ícone para cancelar a criação do relatório.

endpolnt Soluções Integradas Ltda. 7- 3


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Geração de Isométricos
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

8 Geração de Isométricos
o Isodraft é um módulo exclusivo para a extração de isométricos e relatórios de
parafusos. Para acessar este módulo deve-se utilizar o menu
Design>Modules>lsodraft>Macro Files caso esteja dentro do módulo Design.
Se estiver fora do Vantage PDMS será necessário iniciá-Io e isto pode ser feito
por dois caminhos:

. Iniciar>Aveva>Vantage PDMS 11.5.SP1 >Run PDMS (para empresas


com customização Endpoint).
\

. Iniciar>Programas> Aveva>Vantage PDMS 11.5.SP1>Run


(para empresas sem customização Endpoint).
PDMS

Nota: A instalação das customizações Endpoint é opcional.

Depois de alguns instantes, a janela abaixo será mostrada:


i-=Iml~
Project !IMP -1J
Usernallle ITRAINA 1J
Password E:

MDB ITRAINA ,.!/


Module ~b Read-OnlY

Load from IMacro Files _..:J

Cancell

No campo Module escolha a opção Isodraft.

Ao acessar o módulo Isodraft, a janela a seguir deverá ser aberta:


_r,r.r.:r.F.'I-.'."IFII"..)WL - - .dQJ
rM'" Di<Pa,
Quo<y
"""" Lb1tio<
1_ """"" _
.--- -
8WC3'i'I'iI'F.1Ii1;:';C'ii1,J:,j....'E
_=-- - '...!aI;!
Centro! l'0'rigt!!

Hell.ber_
I ..tJ
.
ITE TESTES
SITE TUBUUÇÀO
!TE TREINÀMENTO
rPWL 1\$1_ Teaplate_ Var 14
TPIIl II.Us&Floot"S_ Teapl..te_ VeI: ld
SITE ST1BILIZER
rPWL PENETRl T10N- TPIIL
rPWL Equipaent-AppLica. tion- Teapl.
WL
STD/EX1I:fPLE-TEHPUTES I_J

I ú.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 8- 1


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Geração de Isométricos Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

8.1 Isométricos de linhas simples


No Vantage PDMS, módulo Design, é possível modelar linhas independentes
ou linhas que sejam conectadas entre si. O segundo caso é conhecido como
sistema. Neste item será mostrado como proceder para a extração de
isométricos de linhas simples.

Para iniciar a geração de isométrico de linhas simples siga as seguintes


etapas:
\
Posicione-se na janela Members no item desejado. Pode-se gerar isométrico de
uma Site, Zone, Pipe ou Branch.
Acesse o menu Isometrics> Standard. Isto abrirá a janela abaixo.
O', Standard Isometric . . ..~;: ,~.~.~. .,~!.KI
CEI /TUBULÀCÀO

Options

Detail ICurr~nt Element ~


Produce IIsometrics ~.

Selecione o conjunto de templates (options files) que deverá ser utilizado na


geração dos isométricos. As opções são Company, project e Local.

Company conjunto de templates utilizado pela empresa.


Project conjunto de templates específico para um projeto.

Local mostra os arquivos armazenados na área de usuário.

O Vantage PDMS possui alguns templates para exemplo, mas cada empresa
deverá criar um template conforme suas necessidades.
Os templates do Vantage PDMS são: BASIC.MET, BASIC.IMP,
ADVANCED.MET e ADVANCED.lMP. Os arquivos com extensão do tipo MET
irão extrair as informações no sistema em milímetros, já os arquivos com
extensão do tipo IMP utilizarão o sistema com diâmetros em polegadas e
distâncias em pés.

A seleção do arquivo é feita clicando-se sobre o mesmo na lista disponível


exibida na janela Standard Isometric.
Nota: Ao clicar no botão Comments será aberto o formulário que mostra algumas informações
a respeito do arquivo.

8-2 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Geração de Isométricos
Aveva Vantage POMS 11.5 SP1

Para detalhar diversas linhas, selecione a opção Detaillist no campo Detail.

Especifique o tipo desejado para a saída dos dados através do campo Produce
para criação de isométricos utilize a opção Isometrics. As outras opções são
transfer files, batch macro e bolt report.

Clique em Apply. Um arquivo da plotagem do PDMS será criado no diretório


especificado no arquivo template, normalmente a área de usuário. Um arquivo
com a lista de materiais também é criado, se a opção de lista de material
estiver habilitada no arquivo template. \
Quando o detalhamento estiver completo, o display é modificado para exibir o
isométrico. Dois outros formulários, Isodraft Message e Display List também
são abertos, possibilitando ao usuário consultar as mensagens geradas durante
o detalhamento e também consultar os diversos desenhos que podem ser
gerados na operação.

Veja abaixo um exemplo de isométrico gerado no VANTAGE PDMS.

;1=
"" ~ --
-.. '_~.'."".._ ." '.0'
"7»~'"'C.
.."",...c_ P:"'::'1I" 0:'"
..r;", '""11
.~ 11.11I\WlCIIi\
IDlIYi" M " :1'"....
1I I'II..' "II ot .
.-
~I:=: =::~~:: ~;:::; ~_

:õl~
'
I ~'1"',:118'

, ~!~i:::,...
g,;

,.. ~1tr1.
~"

:n :~;.:::..:,';:;~.':'... !ia..
-

I 11,1I
"'''UII;1.,
~. .".. I, ..
~.;~ ; t~; ~II~)

endpoint Soluções Integradas Ltda. 8-3


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Geração de Isométricos Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage POMS 11.5 SP1

8.2 Isométricos de linhas conectadas (Sistemas)


No caso de linhas conectadas (sistemas) podem-se extrair isométricos do
conjunto. Para isso deve-se acessar o menu Isometrics> SystemlTrim. A
janela abaixo será aberta.
-."'t'Efili"i'UIL"'I']111;.1."I-f:..

Óeãtê-.ModJy' Oelete
. 1r:.-I!:'JfEJ

System selection
.......... ................................ ............................ ...__...

T
,
7'
Ó-,-
T

Options ICompany.:1
System iso options Comments.. .1
. .1
BASICSYS.MET

il rJ

Detail
ISystem .:1

Produce
I Isometrics .:1

gpÍFI i"ssl
f." _.... .._-..... -- - - .

Para detalhar o sistema desejado, devem-se seguir os seguintes passos:


Definir o sistema através do menu da própria janela Create>System. Será
aberta uma janela permitindo que o usuário especifique um nome para o
sistema.
--

. '[reate System .. -. .':::-""c..:._


-----------

Filename[

oK

Após definir um nome clicar em OK. Em seguida será aberta uma janela
permitindo a seleção das linhas que irão compor o sistema.
_.r::IF.JI..mZ't.xu;ni....,..'u.:.'.:aIh7 - ,.=:J§JiJ
Contra NavjQMe

Keabe.... ,.....,Detail List.

I .!J
WORL * ..:. ..:.J
SIn: TREINAMENTO
:
?I?E 100-8-1
?I?E 40-B-10
?I?E 50-B-9
?I?E 150-A-3
?1?E 100-8-2
?I?E 100-C-12
?I?E aO-A-1I
?1?E aO-B-14
?I?E 150-A-57 -
?I?E 100-B-8
?I?E 150-8-6

e_ _IO_O:----- J .1.1 __ -
Add Me.bor I Relíovel f.U'l .:J
----2U Cancell

Nota: Para que o sistema seja válido as linhas que o constituirão deverão ser interligadas na
planta. Caso contrário o isométrico não será detalhado.

8-4 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Geração de Isométricos
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Para adicionar uma linha ao sistema, basta selecionar a mesma e clicar em


Add Member. Repetir esse procedimento para as demais linhas do sistema.
Para concluir a definição do sistema clicar em OK.
No campo Detail selecionar a opção System e no campo Produce escolher a
opção Isometrics.

Clique em Apply. Um arquivo da plotagem do Vantage PDMS será criado no


diretório especificado no arquivo template. Um arquivo com a lista de materiais
também é criado, se a opção de lista de material estiver habilitada no arquivo
template.
Quando o detalhamento do sistema estiver completo, o display é modificado
para exibir o isométrico. Dois outros formulários, Isodraft Message e Display
List também são abertos, possibilitando ao usuário consultar as mensagens
geradas durante o detalhamento e também consultar os diversos desenhos que
podem ser gerados na operação.

8.3 Relatório de Parafusos (Bolt Report)


Somente no módulo Isodraft é possível extrair relatórios de parafusos de
componentes de tubulação. Essa opção está disponível para as linhas simples.
Esse recurso pode ser acessado através do menu Isometric> Standard. Como
explicado no item 8.1, a linha que se deseja extrair o relatório deve estar como
o elemento corrente. Caso queria modificar a linha a ser trabalhada basta
navegar até a mesma na janela Members e em seguida clicar no ícone CE na
janela Standard Isometric.
Escolher um dos modelos para geração do relatório no quadro Standard iso
options.

No campo Detail selecionar a opção Current Element.


No campo Produce selecionar a opção Bolt Report.
Para concluir o trabalho clicar em Apply.
Caso não tenha sido definido um nome padrão para o relatório de parafusos no
arquivo de templates do isodraft, será dada a seguinte mensagem:
(onfirm _ u<C~_C_'__,-_~,__'_~-~

~ No bolt report filename set. Use bolt?

YES NO

Clicar em Yes para aceitar a sugestão de utilizar bolt como nome para o
relatório. Este relatório normalmente é salvo na área de usuário.
Posteriormente, este nome pode ser alterado.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 8- 5


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Geração de Isométricos Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage POMS 11.5 SP1
'-
Em seguida será questionado se o usuário deseja inserir as posições no
relatório de parafusos:

~ Include positions in bolt report?

I..:. .uYES ..1 ... .. NO j


\
Ao concluir a seleção é possível abrir o relatório que deverá ser salvo na área
de usuário. Nesse arquivo é possível obter informação à respeito do material do
parafuso, comprimento, código, quantidade, etc.

'-'

"-"

'----"

'----"

'----"

'-
'-
'----"

'-
"-

'---
'-
'-"
'---'
'----"
8-6 endpoint Soluções Integradas Ltda
'--
Proibida a reprodução sem prévia autorização
\.,.-

'---'
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução ao m6dulo Clash (Design)
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

9 Introdução ao módulo Clash (Design)


o módulo Clash é o módulo que checa as interferências entre os elementos
modelados no módulo Oesign em um mesmo MOS.

Este capítulo descreve como usar o módulo Clash.

9.1 Obstruções
Quando um modelo do POM8 é criado, todos os primitivos modelados e todos \
os primitivos do catálogo possuem um atributo Obstruction que podem ser
configurados para:
. Hard Obstructions: são objetos rígidos e impenetráveis tais como uma
viga e vasos de pressão.

. 50ft Obstructions: são volumes que não são sólidos, mas que
necessitam que sejam mantidos desobstruídos para permitir o livre
acesso.

. Insulation: Pode também ser considerado como sendo um tipo de


obstrução.
Quando se retira uma lista de interferências, será mostrado qual o tipo de
interferência está ocorrendo.
HH 7 Interferência Hard - Hard

H507 Interferência Hard - 80ft


HI 7 Interferência Hard - Insulation

55 7 Interferência 80ft - 80ft

51 7 Interferência 80ft -Insulation


117 Interferência Insulation -Insulation

9.2 Modo de checar as interferências


Existem dois modos gráficos para checar as interferências do modelo 3D.

9.2.1 Cheque de interferência automático


A checagem de interferência automática, quando acionada, checa a
interferência de todos os novos itens e também dos itens existentes, quando
estes estão sendo modificados.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 9-1


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução ao módulo Clash (Design) Treinamento em Modelagem de Equipamentos e TUbulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Este modo de checagem de interferência pode ser acionado pela barra de


menu principal em Settings> Clasher> Auto Clash e também pela barra de
ícones em ToI.
Nota: dependendo do equipamento que está sendo utilizado, a performance do trabalho pode
ser prejudicada com o uso do modo de checagem de interferência é automático.

9.2.2 Cheque de interferência manual


Caso o usuário não desejar deixar o cheque de interferência automático ativo,
\
ele poderá fazer o cheque de interferência depois da criação de novos
elementos ou depois da modificação de elementos existentes.
Para fazer a checagem de interferência manual, selecione Utilities>
Clashes..., a janela abaixo será aberta
PiHi"I.JAi'lIi{I

COntrd Ust N.Yigation Query Hislory

Clash List Navigate

Esta janela é dividida em duas partes:


Clash List é o local onde serão mostradas as listas de interferências.

Clash Display é o local onde será mostrado no modelo as interferências. Para


facilitar a busca dos elementos com interferência, as mesmas serão mostradas
com cores diferenciadas.

Para utilizar esta janela, devemos conhecer a sua barra de menus e também
as funções do botão direito do mouse para navegação no campo Clash
Display.

9-2 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução ao m6dulo Clash (Design)
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

9.2.2.1Barra de menus da janela Clash Display


Contrai List Navigation Query History

Control

. Check CE Checa as interferências do elemento corrente com os outros


elementos do modelo 3D. Caso seja encontrada qualquer interferência, a
mesma será mostrada no campo Clash List.

. Close Fecha a janela Clash Display. \

List

. Refresh Atualiza o campo Clash List.

. Clash Indica quais os tipos de interferências


campo Clash List.
serão apresentados no

a Ali Mostra todas as interferências.

a Physical Mostra somente as interferências físicas.

o Touch Mostra apenas os toques.


a Clearance Mostra interferências relativas às configurações do
Clearance. Caso o Clearance esteja configurado para 2 mm, será
mostrado como interferência os elementos que não toque, mas
passem a menos de 2 mm de outro elemento.
a Not Proven Não mostra a lista de interferência, somente visualiza
a interferência no campo Clash Display.

a Specify... Mostra uma janela para especificar os tipos de


interferência que serão mostradas no Clash List.

Naviagtion Faz a navegação entre os elementos que apresentaram


interferência.

. Clash Item Navega para o elemento que interferiu em outro elemento.

. Obstruction Item Navega para o elemento que foi interferido por outro
elemento.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 9-3


Proibida a reprodução sem prévia autorização

v
Introdução ao m6dulo Clash (Design) Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Query Faz questionamentos sobre as interferências e sobre as configurações


de interferências.

. Clash

o Detail... Mostra detalhes sobre a interferência, como nome dos


elementos que estão causando a interferência, posição da
interferência, etc.

o Summary... Mostra um resumo das interferências listadas no


\
campo Clash List, detalhando quantas são fisicas, quantas são
toques, etc.

. Defaults... Mostra como estão as configurações dos parâmetros das


interferências.

History

. Redisplay Mostra todos os elementos que sofreram interferência a partir


do momento que se ligou o Auto Clash.

. Empty Esvazia as informações do histórico.

9.2.2.2 Funções do botão direito do mouse quando clicado sobre o campo


Clash Display

As funções do botão direito do mouse quando clicado sobre o campo Clash


Display são diferentes da descritas no capitulo 1.
A seguir um resumo dos principais comandos da utilização do botão direito do
mouse.
View Control

> Zoom F2

Permite ao usuário aumentar ou reduzir a imagem, utilizando o botão central do


mouse e movimentando o mesmo. Movendo o mouse em direção ao corpo, a
imagem é reduzida, já na direção contrária a imagem é ampliada. Pode ser
acionado com a tecla F2.
> Pan F3

Possibilita a movimentação da imagem em qualquer direção. Neste modo,


aperte o botão central do mouse e o mova em direção à imagem que se deseja
visualizar. Pode ser acionado com a tecla F3.

9-4 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução ao m6dulo Clash (Design)
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

> Rotate F5
Neste modo, segure o botão central e mova o mouse para cima e para baixo
para rotacionar a vista verticalmente ou mova para a esquerda e para a direita
para rotacionar a vista horizontalmente. O movimento inicial determina o eixo
de rotação; para rotacionar em outro eixo, solte e aperte novamente o botão
central do mouse. Pode ser acionado com a tecla F5.

Look permite ao usuário selecionar uma vista à partir de um conjunto de vistas


ortogonais (Up, Down, North, South, East, West). Os elementos adicionados, \
serão posicionados para "olhar" na direção escolhida. Plan permite ao usuário
visualizar o modelo de cima (em Planta), as opções são Plan North, Plan
"'", South, Plan East e Plan West. Os elementos adicionados, serão posicionados
em planta e a direção escolhida estará apontada para cima no eixo vertical da
tela.

Iso possibilita a escolha de uma das quatro vistas isométricas. Cada uma das
vistas representa uma direção do Norte como mostra figura abaixo:

Limits

>CE Limita a visualização sobre o elemento corrente previamente


adicionado.

>Drawlit Limita a visualização sobre os elementos adicionados.


>Pick Limita a visualização sobre um elemento a ser Clicado.
Rotate

Pode-se definir o centro de interesse, utilizando algum dos elementos visíveis.


Para isso selecione o elemento e com o botão direito selecione Rotate:

>CE Origin O centro de interesse será o Ppoint origem do


elemento.

>CE Centroide O centro de interesse será o centroide do


elemento.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 9-5


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução ao módulo Clash (Design) Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

9.3 Configurando os parâmetros das interferências


Podem ser definidos alguns critérios para a checagem de interferências. Para
isso utilize o comando Settings> Clasher> Defaults A janela abaixo será
aberta.

Tolerances:

Touch Gap r Clearance r


Overlap ~ \
Touches are IIncluded ~
Clashes within Branch ~e Included

Connections lare Included


r- Clash Midpoint Position

Colour:

Major Clash Items 11I brightred


Obstruction Items )li tomato

Reset to Systeml Reset to Filei

--2!U Àpply I Reset I


Cancell

Os parâmetros que podem alterar a checagem de interferência são:


Tolerances é a tolerância para que as interferências sejam detectadas. Para
fazer o cálculo são considerados três parâmetros, são eles:

. Touch Gap

. Overlap
. Clearance

Na figura abaixo temos um exemplo do funcionamento de cada um destes


itens.

".. ....
,...'.o- o..
0'0
....
...
....

0 0
................ ,."o. o..
....
o..
................ o.
.,,.
o. ....
o..
....
0.0
... :t:t{ ... .,..i ,. ..o-
;;:... .,.. ....
;;===;=
o..
"..o- ....
o..
....
o..
""I~t o'o-
o.
.
o- .. o..
....
....
o..
....
o..
....
...
o-
o'
o.
o..
....
o..
....
o..
....
................
~=~I

o.. o..
....

overlap > Smm overlap < Smm gap < 2mm 2mm < gap < 8mm

Clash Touches C learance

9-6 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Introdução ao módulo Clash (Design)
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Se x é à distância entre a sobre posição (overlap) ou a separação dos itens,


temos:

. Se a distância de afastamento (clearance) for maior que x, não teremos


interferência registrada.

. Se a distância de afastamento (clearence) for menor que x e a abertura


do toque (touch gap) for maior que x, um afastamento (clearence) será
registrado.
\
. Se a abertura do toque (touch gap) for menor que x e a sobreposição do
toque (touch overlap) for maior que x, um toque (touch) será registrado.

. Se a sobreposição do toque (touch overlap) for menor que x, uma


interferência será registrada.
Touch are este campo define se os toques serão considerados ou não na lista
de interferências. Caso deseje que os toques sejam considerados, escolha a
opção Included. Caso deseje que os toques sejam ignorados, escolha a opção
Ignored.
Clashes within branch este campo define como serão tratadas as
interferências dentro dos branchs, para isso existem 3 opções:
. Are Included Serão listadas todas as interferências dentro dos branchs.

. Ignore Adjacent Serão ignoradas as interferências


dos branchs.
adjacentes dentro
'--'-

. Are Ignored
branchs.
Serão ignoradas todas as interferências dentro dos

Connections este campo define como serão tratadas as interferências entre as


conexões, para isso existem 3 opções:
. Are Included Serão listadas todas as interferências entre conexões.

. Are Ignored Serão ignoradas todas as interferências entre conexões.

. With Spec. are Ignored Serão ignoradas todas as interferências


Spec.
com

Clash Midpoint Position determina como a posição de uma interferência será


mostrada. Se a opção estiver ligada (opção padrão), a posição mostrada será
do local que ocorreu a interferência. Se a opção estiver desligada, a posição
mostrada será o centro de uma caixa retangular envolvendo a região com
interferência.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 9-7


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Introdução ao módulo Clash (Design) Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Colou r define a cor do elemento que causou a interferência e a cor do


elemento que sofreu a interferência.

. Major Clash
uma interferência.
Items para definir a cor que ficará o elemento que causar

. Obstruction Items para definir a cor que ficará o elemento que sofrer
uma interferência.

9-8 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Anexo - A
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Anexo - A

CAIXA ( BOX)

CILINDRO (CYLI) CONE

z
z "-"--'-"--r

~V I HEIGH1
kV\ ~

v
X 1
P2 I I
.. DBOTTOM 1M
I
I

endpolnt Soluções Integradas Ltda. A-1


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Anexo -A Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

CILINDRO COM FUNDO INCLINADO (SLCY)


P1

'"-,,

YBSH

_ P2
SOUTH ELEV.

CONE INCLINADO (SNOU) BOCAL (NOZZ)

~
. DTOP--t! .
t f
: .1 :
.~
t.
.
t.

HEIGHT

It

.
. .
I
I
. ..
.

.
I
.
DBOTTOM 11
I
.

A-2 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Anexo - A
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

CALOTA (DISH)

R.ADIUS O RAmus 70

DIA

PIRAMIDE (PYRA) TORUS CIRCULAR (CTOR)

TORUS RETANGULAR (RTOR)

endpolnt Soluções Integradas Ltda. A- 3


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Anexo -A Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

SUPERFíCIE DE REVOLUÇÃO(REVO) SUPERFíCIE DE EXTRUSÃO (EXTRU)

. ::taop vertex

o =laop (LOQP)
. "Vertnx (VERT)
\
Orig,o ot
EXTRU

A-4 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Anexo- B
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Anexo - B
Acessando o Vantage PDMS módulo Design pelo modo
TTV (Prompt..de comandos do Vantage PDMS)
Abrindo um terminal Shell (tty)

No prompt de comando do DOS entre no diretório de instalação do Vantage


PDMS e digite: pdms tty <ente r>.
\
Para entrar em um projeto no modo tty digite os seguintes comandos:

Para escolher um projeto: PROJ (nome do projeto) <enter>

Exemplo: PROJ IMP <enter>

Para definir um usuário: (nome do usuário)/(senha) <enter>

Exemplo: TRAINAlA <enter>

v Para definir um MDS: /(nome do MDB) <enter>


Exemplo: /TRAINA <enter>

Para iniciar o módulo Design: DESIGN

'-' Navegação na Base de Dados Via Comandos


Navegação Horizontal
NEXT Próximo elemento da lista (irmão da direita)
PREV Elemento anterior (irmão da esquerda)
NEXT NOZZ Próximo elemento tipo bocal
PREV CYL Cilindro anterior
FIRST Primeiro elemento da lista
LAST Último Elemento da lista
FIRST VALV' Primeira válvula da lista (irmão ou filho)
LAST ELSO' Última curva da lista (irmão ou filho)

endpoint Soluções Integradas Ltda. B-1


,
"'-'
'
Proibida a reprodução sem prévia autorização
Anexo -B Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Navegação Vertical

OWNE (ou END) Sobe para o proprietário (pai)

FIRST MEM Pri.lJleiro


~.
membro (primeiro filho)

LAST MEM Último membro (último filho)

SITE (ou ZONE) Sobe para o nível SITE (ou ZONE)


3 Desce para o terceiro elemento da lista (terceiro filho)
ELBO 5 Desce para a quinta curva
Nota: Nestes casos, a navegação poderia ser vertical se o tipo especificado não pertencer
ao mesmo nível hierárquico; ex.: posicionado em um sub-equipamento e executar FIRST
SOX, a navegação seria vertical para baixo.

Navegações Diversas
SAME Retoma para o último elemento ativo

/NOME ELEMENT Se posiciona no elemento com este nome (se o mesmo


existir)
=45/2395 Se posiciona no elemento identificado por este número
de referência (reference number)
GOTO CREF Estando num NOZZ, TEE, OLET, CROS, se posiciona
no BRAN que está conectado a ele
GOTO HREF Estando num BRAN, se posiciona no NOZZ, TEE,
OLET, CROS ou BRAN em que o Head esteja
conectado

GOTO TREF Estando num BRAN, se posiciona no NOZZ, TEE,


OLET, CROS ou BRAN em que o Tail esteja conectado
GOTO SPREF* Estando em qualquer componente de tubulação, se
posiciona no seu elemento de especificação (SPCO)
GOTO CATREF* Estando em um SPCO, posiciona no componente de
catálogo, onde se encontram todas as dimensões de
modelagem
GOTO DETREF* Estando em um SPCO, posiciona no texto descritivo
onde se encontra a descrição completa incluindo
material

Nota: Existe um atalho para o componente de catálogo: GCAT; e também para o texto
descritivo: GDET; os quais ainda listam seus atributos (Apenas para empresas com setup
Endpoint).

B-2 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Anexo - B
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Indagando a Base de Dados do DESIGNQuestões de


hierarquia:
Q MEM (QM) Lista os membros do elemento corrente
,."
QCE Lista o nome e o tipo do elemento corrente
Q OWNE Lista o nome do proprietário do elemento corrente
Questões do módulo DESIGN

Q ATT (QA) Lista todos os atributos do elemento corrente

QREF Lista o número de referência

Q P1 Características do p-point 1; dn, pos, direção e número


Q POS WRT 1* Posição em relação a World (projeto)

Q :UDA_NAME Lista conteúdo de atributo definido pelo usuário


Questões do módulo MONITOR
LlST MDS Lista os MDS do projeto
v
LlST USER Lista os usuários do projeto
Q SANNER Lista rótulo de apresentação do módulo corrente
Q USER Lista informações do usuário corrente
STAT Lista o status do usuário, qual o time que ele pertence,
qual o MDS está sendo usado e em quais DSs ele tem
direito de leitura e escrita.

Q PROJ Descrição do projeto

endpolnt Soluções Integradas Ltda. B- 3


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Anexo - B Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Listas - Seleções Inteligentes


Serão listados aqui alguns exemplos de filtros para seleção no aplicativo de
listas (Utilities > Lists...).
~..
Depois de criada a lista, chamar a janela de seleções: Add > Selection...

Preencher no campo "Selection" o tipo do elemento e no campo "with rule" a


expressão de filtro; ex.:
Tipo Expressão
NOZZ P1 SORE EQ 41N

EQUI PURP EQ 'FOUN'

VALV P1 SORE GT 21N

INST P1 CONN NEQ 'FSD'

SRAN HSOR GEQ 61N AND HSOR LEQ 121N

PIPE MATCHW (:HOLD,'* AGUARDA *')


EQUI MATCHW(NAME,'*-M-*')
Onde:

EQ Igual à (Equal to)


NEQ Diferente de (Not equal to)
LT Menor que (Less than)
GT Maior que (Greater than)
LEQ Menor ou igual à (Less than or equal to)

GEQ Maior ou igual à (Greater than or equal to)


AND E (And)
OR Ou (Or)
Nota: os mesmos recursos aqui usados se aplicam para remover elementos da lista
(Remove> Selection)

B-4 endpolnt Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Anexo - C
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Anexo - C
Tabela de Diâmetros

PDMS NBIN NBMM Decimal Real PIP.OD FLG.OD FLG.TK TUB BW SW DIN
A 1/8" 6 0.125 3.175 10.3 - - 001 - 001 -
B 1/4" 8 0.250 6.350 13.7 - - 002 - 002 -
C 3/8" 10 0.375 9.525 17.1 - - 003 - 003 001
D 1/2" 15 0.50 12.70 21.3 88.9 11.1 004 001 004 002
E 3/4" 20 0.75 19.05 26.7 98.4 12.7 005 002 005 003
F 1" 25 1.00 25.40 33.4 108.0 14.3 006 003 006 004
G 1.1/4" 32 1.25 31.75 42.2 117.0 15.9 007 004 007 005
H 1.1/2" 40 1.50 38.10 48.3 127.0 17.5 008 005 008 006
J 2" 50 2.00 50.80 60.3 152.0 19.0 009 006 009 007
K 2.1/2" 65 2.50 63.50 73.0 178.0 22.2 010 007 010 008
L 3" 80 3.00 76.20 88.9 190.0 23.8 011 008 011 009
M 3.1/2" 90 3.50 88.90 101.6 216.0 23.8 012 - - -
N 4" 100 4.00 101.60 114.3 229.0 23.8 013 009 012 010
P 5" 125 5.00 127.00 141.3 254.0 23.8 014 010 013 011
R 6" 150 6.00 152.40 168.3 279.0 25.4 015 011 014 012
- 7" 175 7.00 177.80 - - - - - - 013
T 8" 200 8.00 203.20 219.1 343.0 28.6 016 012 015 014
V 10" 250 10.00 254.00 273.0 406.0 30.2 017 013 016 015
W 12" 300 12.00 304.80 323.8 483.0 31.8 018 014 017 016
X 14" 350 14.00 355.60 355.6 533.0 34.9 019 015 018 017
Y 16" 400 16.00 406.40 406.4 597.0 36.5 020 016 019 018
Z 18" 450 18.00 457.20 457.2 635.0 39.7 021 017 020 -
1 20" 500 20.00 508.00 508.0 698.0 42.9 022 018 021 019
2 22" 550 22.00 558.80 558.8 - - 023 019 022 -
3 24" 600 24.00 609.60 609.6 813.0 47.6 024 020 023 020
4 26" 650 26.00 660.40 660.4 869.9 50.8 025 021 024 -
5 28" 700 28.00 711.20 711.2 927.1 52.4 026 022 025 021
6 30" 750 30.00 762.00 762.0 984.2 54.0 027 023 - -
7 32" 800 32.00 812.80 812.8 1060.4 57.1 028 024 - 022
8 34" 850 34.00 863.60 863.6 1111.2 58.7 029 025 - -
9 36" 900 36.00 914.40 914.4 1168.4 60.3 030 026 - 023
a 38" 950 38.00 965.20 - - - 031 027 - -
b 40" 1000 40.00 1016.00 - - - 032 028 - 024
c 42" 1050 42.00 1066.80 - 1346.2 66.7 - - - -
d 44" 1100 44.00 1117.60 - - - -- - - -
f 48" 1200 48.00 1219.20 - - - - - - 025
9 56" 1400 54.00 1371.60 - - - - - - 026
h 64" 1600 64.00 1625.60 - - - - - - 027
i 72" 1800 72.00 1778.00 - - - - - - 028
i 80" 2000 80.00 1981.20 - -- - - - - 029

endpoint Soluções Integradas Ltda. C-1


Proibida a reprodução sem prévia autorização
'--'
\.....J Anexo - D
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
'--' Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

'--'
\..- Anexo - D
\.......,/
\....-" Tipos de Conexões
'--- ..
XYZ:
'--'
X = Tipo de conexão:
'-'
'--- TUB = Extremidade de tubo (Tube)
'-- = \
F Flange (Flange)
'--
'-- WF = Entre Flanges (Waffle Fittings)
\..- G = Junta (Gask)
"-
BWD = Solda de Topo (Butt Weld)
'-'
'--' J = Pestana (Lap Joint Stub End)
'---' =
SW Encaixe e Solda (Socket Weld)
'--
'-- SF = Rosca Fêmea (Screwed Female)
'-' SM = Rosca Macho (Screwed Male)
\..-
y = Tipo de face (conexões flangeadas apenas)
'--'
\..- A = Face Plana (Flat Face)
'-' =
B Face com ressalto (RF - Raised Face)
\..-
R = Junta Anel (R.T J.)
\....-
"- Z = Classe de pressão (conexões flangeadas apenas)
'--
A = 125 libras (125#)
'-'
\..- B = 150 libras (150#)
\....- =
D 300 Libras (300#)
\..-
'--'
v
'--'
v
\..-
\..-
'--'
'---'
v
-....-
v
'--'
endpoint Soluções Integradas Ltda. D-1
\....- Proibida a reprodução sem prévia autorização
'--
'---
Anexo -D Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Exemplos:
Juntas:

GBB = Junta para face com ressalto de 150#


~.
GAD = Junta para face plana de 300#

Flanges:
FAA = Flange de face plana de 125#
\
FBB = Flange de face com ressalto 150#
FBD = Flange de face com ressalto 300#
WFBB = Entre flanges de face com ressalto de 150#
WFAD = Entre flanges de face plana de 300#
Outros:

BWD = Solda de Topo - EC - Extremidade Chanfrada (Butt Weld)


SWF = Encaixe e solda de 3000#

SMC = Ponta Roscada padrão NPT (Macho)


SFC = Furo Roscado padrão NPT (Fêmea)
TUB = Extremidade de tubos

'---

'--

'--

D-2 endpoint Soluções Integradas ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Modelagem de Equipamentos e Tubulações Anexo - E
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

Anexo - E
Support ATTA ATTY Unset Usado para identificar a posição em
_.0____- .- que um suporte é fixado na tubulação.
-_. ._._.-- --
Um símbolo - de- supõrte e um
comentário associado serão
desenhados no Isométrico neste ponto
e o suporte aparecerá na lista de
material. O símbolo só será desenhado
\
se o suporte for para IMPLlED TUBE
(não fittinQs ou mesmo FTUBs).
Comment ATTY CCCC Usado para posicionar um comentário
ATTA ou CCNN cotado ou não cotado no Isométrico.
Flow ATTA ATTY.=FLOW Usado para controlar a posição das
setas de fluxo no Isométrico.
Split ATTA ATTY XXX)( Usado para dar repetibilidade de corte
ou SSSS de folha em Isométricos de tubulações
ou sistemas.
Insulation ATTYINPP Usado para indicar uma mudança de
ATTA especificação de Isolamento
Penetration ATTY PENN Usado para identificar uma penetração.
ATTA Um símbolo de penetração será
desenhado no Isométrico. O símbolo
será cotado da mesma forma que um
suporte.
Hangers and ATTY WELD Usado pelo aplicativo Hangers and
Supports ou HANG Supports. Estes se comportam como
support ATTAs no Isodraft, embora se o
P3 for definido, então estê é usado em
lugar do PO para dar a posição do
suporte.

Nota: Quando se utiliza a opção de comentários, deve-se preencher também o atributo STEX
do ATTA.

"\ --
..

endpoint Soluções Integradas Ltda. E-1


Proibida a reprodução sem prévia autorização

.,,-,
'-.I

VANTAGE PDMS
VANTAGE Plant Design Management System

Produção de Desenhos

Usuário
Versão 11.5.SP1

Manual de Treinamento

'-.I
___

"-'
AV=VA
EN~~ "JEE7<I1\.'J ,-
@ endpoint
---
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) indice Geral
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

índice Geral

1 Controlando o PDMS 1.1


1.1 Acessando o ambiente do Draft 1.1
1.2 Usando o Mouse 1.3
1.3 Usando os Menus 1.4
1.4 Usando as Janelas e suas Opções 1.5
1.5 Usando as Caixas de Texto 1.7
1.6 Usando o Botão de Opções 1.8
1.7 Usando as Listagens 1.8
1.8 Acionando Janelas de Entrada 1.9
1.9 Janelas de Alerta 1.9
1.10 A Área Status 1.9
1.11 Acessando a Ajuda On Line 1.10

2 Hierarquia DRAFT 2.1


2.1 Departamentos 2.1
2.2 Registro ~ 2.2
2.3 Drawing ... 2.3
2.3.1 Explicitly 2.4
2.3.2 From Template 2.4
2.4 Bibliotecas (Controladas pelo Usuário) 2.5
2.5 Modificações ... ... ... ... 2.6

\.....-.
3 Criação de Sheet & View 3.1
3.1 Criando uma SH EET.. 3.1
3.1.1 Explicitly 3.1
3.1.2 From Template 3.2
3.2 Criando os Elementos das Vistas 3.3
3.2.1 Criando uma VIEW 3.3
3.2.2 Criando uma Vista com Limites definidos (Limits-defined) 3.4
3.2.3 Desenhando uma Imagem e Manipulando uma Vista 3.8
3.2.4 Controle da .Estrutura da Vista.. 3.8
3.2.5 Ajustes de Limites 3.9
3.2.6 Centro de Interesse de uma Vista 3.9
3.2.7 Ajustando os Conteúdos das Vistas 3.9
3.2.8 Mudando os Padrões da Vista 3.12
3.2.9 Criando uma Vista com a opção User-Defined 3.12
3.3 Criando Detalhes de Vistas 3.16
3.4 Criando Vistas Pré definidas (Predefined-Frame VIEWs) 3.20
3.5 Criação de Drawlists ... ... 3.21
3.5.1 Modificação 3.21

~ c:()tClSJ~rT1 ~.1
4.1 Mudando de Apl icativo 4.1
4.2 Hierarqu ia da Cotagem. ... 4.2
4.3 LAVERS ... 4.3
4.3.1 Modificando os Elementos Layer 4.3
4.4 Criando Cotas Lineares.. 4.6
4.4.1 Criando Cota Linear 4.6
4.4.2 Editando uma Cota Linear 4.10
4.5 Criando Cotas Angulares 4.13
4.5.1 Criação de Cotas Angulares 4.13
4.5.2 Editando uma Cota Angular 4.14
4.6 Criando Cotas Radiais 4.14
4.6.1 Modificando o Dimensionamento de Elementos 4.17
4.6.1.1 Modificando Linear ou Angular 4.17

endpoint Soluções Integradas Ltda. Indice -1


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Controlando o PDMS Treinamento em Produção de desenhos (usuário)
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

fi 1rélSJ!; !).1
5.1 Alterando Aplicação 5.1
5.2 Introdução à criação de Tags no DRAFT 5.2
5.3 Utilizando Símbolos no DRAFT 5.3
5.3.1 Criando Layers para Tag e Símbolos 5.3
5.3.2 Definição de Layer 5.3
5.3.3 Atributos Layer 5.4
5.4 Criando Tags ... 5.4
5.4.1 Criando uma Tag Simbólico (Symbolic Label) 5.4
5.4.2 Movendo uma Tag Simbólica 5.6
5.5 Criando um Tag Geral 5.8
5.6 Movendo um Tag 5.11
5.7 Modificando Elementos 5.13
5.7.1 Visibilidade do Tag 5.13
5.7.2 Hide / Show Labels 5.13
5.7.3 Geometria do Tag 5.13
5.7.4 Tag em Branco 5.14
5.7.5 Arranjo dos Tag (Label Placement) 5.15

t) ~LJt()têl"SJil1~ ti.1
6.1 Autotagging 6.1
6.2 Criando Tags ... ... 6.2
6.2.1 Definindo Estilos de Bibliotecas 6.3
6.2.2 Definindo o Local do Tagging 6.4
6.2.3 Alterando a Biblioteca Template de Autotagging 6.6

7 Criação de Cortes 7.1


7.1 Cortes Planos 7.1
7.1.1 Section Perpendicular (Plano de Superfície Perpendicular) 7.1
7.1.2 Section Flat (Plano Horizontal) 7.1
7.1.3 Section Stepped (Plano por Passos) 7.1
7.1.3.1 Plano Aberto (OPEN) 7.1
7.1.3.2 Plano Fechado ou Incluso (CLOSED) 7.2
7.2 Flat Plane (Plano Horizontal) .. 7.2
7.3 Perpendicular Plane (Plano Perpendicular) 7.3
7.4 Stepped Plane (Plano por Passos ) 7.4
7.5 Modificando os Cortes dos Planos 7.6
7.5.1 Flat Plane (Plano Horizontal) 7.6
7.5.2 Perpendicular Plane (Plano ..Perpendicular) 7.6
7.5.3 Stepped Plane (Plano por Passos) 7.7

8 Desenhando em 2D 8.1
8.1 Mudando de Apl icativo 8.1
8.2 Hierarq uia 2D Drafting 8.2
8.3 Criando Elementos de Base 2D Drafting 8.3
8.3.1 Criação de Notes 8.3
8.3.2 Criando uma Cópia 8.4
8.3.3 Modificando Elementos de Base 2D Drafting 8.5
8.3.4 Apagando Elementos 8.6
8.4 Primitivos 2D Drafting 8.6
v 8.4.1 Criando Primitivos 2D 8.6
8.4.2 Pontos Construídos 8.7
8.5 Criando Primitivos 2D Através da Seleção de ícone 8.9
8.5.1 Criação de Linha 8.9
8.5.2 Outlines 8.10
8.5.3 Arcos 8.10
8.5.4 Círculos. 8.11
8.5.5 Elipse 8.11

1-2 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) indice Geral
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

8.5.6 Retângulo 8.12


8.5. 7 Tabela 8.12
8.5.8 Hexagono 8.12
8.5.9 Triângulo.. 8.12
8.5.10 Diamante. 8.13
8.5.11 Marcador.. 8.13
8.5.12 Símbolos.. 8.13
8.5.13 Texto 8.14
8.6 Opção Miscellaneous Construction.. 8.15
8.6.1 Grupo 8.15
8.6.2 Cópia 2D (2D Copy) 8.16
8.6.2.1 Repeat.. 8.16
8.6.2.2 Mirror 8.16
8.6.3 Chamfers. 8.17
8.6.4 Fillet 8.17
8.6.5 Parallel Unes 8.17
8.6.6 Tangent Line '" 8.17
8.6.7 Ray line.. 8.18
8.6.8 Constructed Line. 8.18
8.6.9 Bisector Une ...: 8.18
8.7 Local Symbols 8.18
8.8 Edit 8.19
8.9 Customizações 2D (2DSettings) 8.20
8.9.1 Global Settings 8.20
8.9.2 Group Filter 8.20
8.9.3 Group Filtering Form ... 8.20
8.9.4 Estilo dos (cones no Menu 8.20
8.9.5 Utilidades 2D 8.21
8.9.6 Carrega Texto 8.21
8.9.7 Sketch Drafting 8.22
8.9.8 Dynamic Primitives 8.23

9 Producão Automática de Desenhos (ADP) 9.1


9.1 AlterandoAplicação . 9.1
9.2 Hierarquia ADP 9.2
9.3 Criando um ADP 9.2
9.4 Criando Folha ADP 9.5
9.5 Criação da View ADP 9.8
9.6 Padrões Gerais 9.9
9.6.1 Limits 9.9
9.6.2 Tagging ~ 9.10
9.6.3 Schedules 9.10
9.6.4 Attributes 9.11

10 Configurações 10.1
10.1 Setti ngs 10.1
10.1.1 System 10.1
10.1.2 Global Settings 10.2
10.1.3 User Defaults 10.3
10.1.4 Point Construction 10.4
10.1.5 Units 10.4
10.1.6 Enhance Colour 10.5
10.1.7 Feedback Colour 10.5
10.1.8 Ppoint Display 10.5
10.2 Utilities 10.5
10.2.1 Plot CE 10.5
10.2.2 DXF CE .:".. 10.6
10.2.3 Clash Plotting 10.8
10.2.4 Speed Position 10.10

endpolnt Soluções Integradas Ltda. Indice -3


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Controlando o PDMS Treinamento em Produção de desenhos (usuário)
Aveva Vantage PDMS 11.5 SP1

10.2.5 Dynamic Text 10.10


10.2.6 Listas 10.12
10.2.7 Relatórios 10.12
10.2.8 Barra de Ferramentas ..Geral 10.12
10.2.9 DB Listing 10.12
10.2.10 Claimlist 10.14

1-4 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
v
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Controlando o PDMS
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

'-' 1 Controlando o PDMS


Este capítulo introduz as técnicas de controle do PDMS na interface gráfica
que você irá visualizar em sua tela.
É necessário que você faça login em sua área de trabalho e que você conheça
seu sistema operacional para ativar seu programa POMS partindo de um
diretório apropriado. É necessário também que você saiba como manipular
janelas em seu computador usando o mouse.

1.1 Acessando O ambiente do Draft


o POMS é iniciado selecionando pdms do menu de opções Iniciar> AVEVA>
Vantage PDMS 11.5.SP1. A tela de login AVEVA POMS irá aparecer como
mostrado na figura abaixo.

..:.lQI29

Project. JUfJ' .!J


Username ITRAINA.. ..!J
Password 1* _~

MDB lIRA I Nj\__ cc ~


Module ~c- Read Onlv

Load from IM~cro Files ~


OK Cance 1 J

o Projeto, Nome do Usuário e MOS podem ser escolhidos usando a seta


adjacente para cada entrada ]I~L . Aparece para escolha informação do
projeto corrente. Um MOS (por exemplo, fTRAINA) deve ser selecionado antes
de entrar no módulo ORAFT.

Após selecionar o módulo 'Oraft', aperte o botão OK, para entrar no POMS.

O item Load From, pode ser usado para selecionar a aparência desejada,
sendo Macros Files, USERA's Binaries, ou SYSTEM Binaries, antes de
selecionar o botão OK.

Nota: Em todo este manual, a instrução 'clique' significa 'posicione o cursor sobre o item, e
pressione o botão esquerdo do mouse'.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 -1


Proibida a reprodução sem prévia autorização
',.
"-"

.......
Controlando o PDMS Treinamento em Produção de desenhos (usuário)
"-" AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

"-'

'-' As macros de inicialização levam alguns segundos para ler. Quando estiver
'-- totalmente carregado, sua janela aparecerá como a mostrada na figura (a
v
posição da janela pode variar).
- . -
, - Orafl General - VAr"oIIAGE POM5 - [Main Dis-play J ~~~~-,~:"~_'~ ~_~?_-:c=,-..,
:~c;~_~-~
'--' 'Draft ();spIay Grap!ics Query 5ettings UtiHt... En4>o;1"t Create Modi)' Delete Window He\o

'-'
"-'
Navigate
v
~ ."t.-:.~-~_
'-'" ContrQI GQTo

"-"
DEPT DEPTl
PTT1L /POINT//I/ORLD
'-'" PTT1L /POINT//I/ORLD
DEPT ProjecClibrar
'-' DEPT STABILIZER-DEP'
PTT1L /POINT//I/ORLD
"-' PTn /POINT//I/ORLD
DEPT Master librari.

'-" -.rr
'-'"
"-'
'\......

----

'-
v
"-"
v
"-'
'-'
'-' As funções da janela principal nesta etapa são as seguintes:
'-' . Menu Principal - área onde você seleciona os comandos principais.
'-'"
"-' . Lista de Membros - exibe o elemento corrente na hierarquia da base
de dados. Você pode mover para diferentes pontos na base de dados
v
usando o botão esquerdo do mouse para selecionar o item desejado na
"-' lista.
"-"
'--'
. Vista Gráfica 2D - a janela onde mostrará os desenhos como eles
foram construídos. Note que esta janela possui seus próprios menus, os
'-' quais você selecionará as opções para controlar as seqüências dos
'-'" comandos nos modelos que serão representados.
'-"
"-'
. Janela Status - é usada para indicar quais ações serão necessárias
para o progresso em questão. .(SÓ aparecerão quando o comando for
v iniciado).
'--'
'-'
v
'-'
'-"
'-"
v 1- 2 endpoint Soluções Integradas Ltda
Proibida a reprodução sem prévia autorização
'-'"
'-../
'.
'--"
-"
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Controlando o PDMS
'-' AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

v
'--' Você pode reposicionar ou minimizar a janela principal a qualquer momento
v usando as facilidades oferecidas na janela padrão em sua área de trabalho
(Não feche as janelas de controle ou o PDMS deste modo, use as opções
'-'
'dismiss' e 'close').
'-'
v 1.2 Usando o Mouse
v
Você usa o mouse para navegar na tela e para selecionar ou clicar nos itens
'--" usando os botões do mouse. Os botões realizam tarefas diferentes
'--' dependendo do tipo da janela, e da posição da janela, onde o cursor é
v posicionado. A aparência do cursor muda de acordo com o tipo do item
'--" mostrado que estará abaixo do mesmo.
'--' As funções de cada um dos botões estão descritas abaixo.
'-"
Clicando e Arrastando:
'--'
'--' Existem duas maneiras que você usará quando estiver operando os botões do
mouse: Clicar e Arrastar:
'-'
v . Clicar significa que você deve posicionar o cursor sobre um ponto
'-- específico na tela e selecionar o que está representado neste ponto
v pressionando e soltando um botão do mouse. Esta técnica será usada
para identificar itens nas vistas gráficas do modelo no design,
v
'apertando' os botões sobre as janelas, e selecionado linhas nas listas.
v
v . Arrastar significa que você deve posicionar o cursar sobre um ponto
especifico na tela e pressionar sem soltar o botão do mouse enquanto
'-'
você move o cursor. Para completar esta operação, solte o botão
'-"
quando o cursar estiver posicionado sobre um segundo ponto específico
'-' sobre a tela. Esta técnica será usada para selecionar opções nos menus
'--' e submenus, para manipular os modelos do design nas vistas gráficas,
v e para mover as janelas sobre a tela.
'--' O botão esquerdo:
"-"
'-'
O botão esquerdo é o botão principal e será usado para selecionar itens. Na
vista gráfica, apertando o botão esquerdo com o cursor sobre um elemento do
'--'
design, este será o elemento corrente. Na seqüência dos menus, arrastando
"-" o botão esquerdo sobre os menus iremos ativar os comandos, selecionando as
'--' opções do menu quando o botão é liberado. Sobre a tela, o efeito depende do
'--' tipo de caixa ou janela de comando que está selecionada ou aberta.
v O botão do Meio:
'-"
v
O principal uso do botão do meio do mouse no DESIGN é para manipular uma
vista gráfica.
\..,/
'--' Nota: Para dois botões do mouse, o terceiro botão (Middle) é acessado pressionando 'ambos'
esquerdo e direito ao mesmo tempo.
.....,

'-'
'-"
'-"
endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 -3
'-"
Proibida a reprodução sem prévia autorização
'--"
'V
''O

"--'

"-'
Controlando o PDMS Treinamento em Produção de desenhos (usuário)
"-' AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

"-'
'-' o botão direito:
l....-
O principal uso do botão direito do mouse no DESIGN é selecionar o modo de
V'
manipulação para uma vista gráfica.
I....-

"'--'
1.3 Usando os Menus
V
Existem dois tipos de menus:
'-'
'-' . Menu Horizontal
'-" . Lista de Menu Vertical
"-'
O menu principal é exemplo de um menu. Selecione uma opção sobre o menu,
'-'
por exemplo, Utilities, movendo o cursor sobre a opção e arrastando para
'-" baixo o botão esquerdo do mouse. Você verá os menus seguintes como
'-" segue:
'--"
Menu horizontal
'-' ----.---...-.-
"-' ~ CAOC~NTR.E POMS Oraft General - [Main Oispla.vl
'-' ;~~~Pcr~t...~_i~~Graphics QuerYS_~_tti~gs_~f~~I~te ~
'-'
'-'
'--" '~~:~~INO
Ii;::;;!~i-H/Train-drl/S2. list ~~!~~C~E
ClashPloUing...' .1
,,.,,, Speed Position...
!
I

'-' SHEE /Train-drl/S2 " DynamicText... r.;;;:j Sna p


r Lists...

_I
'---'
Claimlists.. .
'--'
tis Listing... ,~.
'---'
'-' Quick Reports... li create'

'-'
'-'
'-..J
Lista de menu vertical
General; T oolbar 1iI Modify..
- Delete...
Submenu
-' l
'-" Mova o cursor para fora do menu antes de você soltar o botão se você não
'-' quiser fazer uma seleção.
'--' Existem três tipos de opções em um menu ou submenu:
'-"
v
'-' Esta opção permite selecionar relatórios templates e usá-Ios
I Reports para a produção de relatórios.
'-'
'-"
v
Esta opção permite criar um output usando o formato DXF
v [DXF CE para abrir em outros produtos.
'-'
'-"
'-"
"-'
'-' 1-4 endpoint Soluções Integradas Ltda
Proibida a reprodução sem prévia autorização
'-'
'-"
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Controlando o PDMS
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

As opções seguidas de um indicador triangular: mantenha o botão esquerdo


pressionado e mova o cursor para a direita (ao lado do indicador triangular), e
um submenu será exibido. Submenus são utilizados como qualquer outro
menu e eles podem ter todos os três tipos de opções dos mesmos e também
podemos selecionar os relatórios templates e usá-Ios para produzir relatórios.

Em todas as partes deste manual, relatamos seleções de um menu, ou


submenu, onde são mostrados de maneira abreviada usando o símbolo>
como um separador. Deste modo, a seqüência Utilities > Reports > Create
significa 'selecione Utilities no menu, e selecione Reports no menu seqüente,
e após mova o cursor para a direita e selecione Create do submenu
resultante' .

1.4 Usando as Janelas e suas Opções


As janelas são usadas para nos dar informações sobre dados correntes, e
para possibilitar a entrada de novos dados como parte de seus comandos de
saída. As janelas compreendem tipicamente uma distribuição de vários tipos
de botões, caixas de textos, e listas de rolagem (coletivamente conhecida
como caixas de textos). A entrada para uma janela é feita geralmente por
uma combinação de mouse e teclado, o mouse sendo usado para selecionar
as caixas de textos apropriadas e o teclado para a entrada de dados.

Enquanto a janela estiver aberta, pode se alterar as suas opções e regulagens


padrões, retomar aos valores iniciais, aceitar e proceder sobre os dados
correntes, ou cancelar a janela sem aplicar qualquer alteração, de acordo com
a natureza da janela.

Esta seção descreve como usar os principais tipos de caixas de textos que
será visto nas diversas formas das janelas.

Usando os botões das janelas

Os tipos de dispositivo leva você a comutar entre as duas opções, tipicamente


On ou Off. Por exemplo, selecione primeiro Graphics > Representation e
após Graphics>Axes através dos menus; você verá a janela Representation e
a janela Axes, tal como abaixo:

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 -5


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Controlando o PDMS Treinamento em Produção de desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Atl7.:I =r::fi

File

~,-General~ -J,.evel

.J[p,l Tube . , Pipe


I Botões Chave on/off I Centréline ."
,---:: , Nozz 1 e 6
:Strueture
i.bjf Insula
1Ml-
~
!H'~
Obstruet
t ion
J.on
:

!I
I
~~

'17"IlI
,', ~.
~,
6 1
I
Icaixas de texto I

~Are RolesTo 1eraneefiãll ~


"

I
i Drawn . 'I' Others 'J7'""4J!
1"
'

. ~Mass ~
1

;'~speei f ie_~-'--n' ~., 4~

~
:~SteeI _ .. I ÜPp8int...1
.-~ - ..
min~'n:.jj~
_ ':0.1;
I Botões de Controle I
g upJda te all Graphies
"hi.,-~
h'OR

Nota: A janela a cima e a janela abaixo são exemplos de tipos diferentes de botões e não são
obrigatoriamente do Módulo Draft.

~ Define 3D Çhi~ntatio!1 . _ ,!iflx


General Cursor Intersection Points

liCE I /STABIIIZER Botão Radio

I Menu de Opções I Ori !y~ isi N


and'~' ~ i~[["'-
wrt ]Owne; I Caixa de Texto I

I Botão de Controle I H--ifApRly


-
I .
~Dismiss 1

Botão Chave on/off, no exemplo temos que tanto a opção Centreline e a


opção Tube da janela Representation não estão interligadas, as duas podem
estar ligadas (on) ou desligadas (off) ou combinando uma 'on' e outra 'oft', uma
não influencia na outra.

Botão Radio, este botão aparece em grupos que tem interligações sendo que
quando uma opção está ligada a outra tem que estar obrigatoriamente
deligada. Na janela acima temos um exemplo deste tipo de botão.

.'-./
1-6 endpoint Soluções Integradas Ltda
Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Controlando o PDMS
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Outros exemplos:
aFView lvpe;:-
Botão Chave on/off ON rllt!:"
~
Parallel
~C Pe:t:'sp~g_Uve

Botão Chave on/off OFF -=Rotate-,


~ about MOdel
ab_ou t Eye ll
'

'.

I Botão Radio ON ~~ Shaded


~.
..... Borders

I Botão Radio OFF I ;.l~ Walkthro~

Para alterar os ajustes de qualquer botão para seu estado oposto (que é, para
o Off se ele estiver On, e para On se ele estiver Off), posicione o cursor sobre
o botão e clique com o botão esquerdo do Í11ouse. Clique novamente para
reverter para a seleção anterior, se necessário.

1.5 Usando as Caixas de Texto


Caixas de textos são as áreas onde você especifica por meio de dados
alfanuméricos, como nomes e dimensões e outros. Uma caixa de texto
geralmente terá uma indicação para informar o que deverá ser preenchido; por
exemplo, a Direção de chegada, Tipos avaliados, etc.
Para entrar com os dados na caixa de texto, mova o cursor sobre a caixa e
clique com o botão esquerdo do mouse. Usando o teclado, selecione os dados
desejados, editando qualquer palavra que for necessária. (Você pode precisar
apagar dados existente, pode ser usada a barra de espaço do teclado). Após
ter terminado, deve ser confirmado os dados digitados apertando a tecla Enter
(ou Return).
Quando se abre uma janela que contenha caixas de textos, a primeira caixa de
texto sobre a tela será a corrente e o cursor de textos será mostrado na caixa.
Uma caixa de texto geralmente está em branco quando acessada pela primeira
vez. Algumas caixas de textos aceitarão somente textos e outras, somente
dados numéricos, os códigos que forem digitados errados não serão aceitos.

endpoint Soluções Integradas LIda. 1 -7


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Controlando o POMS Treinamento em Produção de desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE POMS 11.5 SP1

1.6 Usando o Botão de Opções


o botão de opções leva a escolher uma opção de uma serie de seleções. O
botão terá geralmente uma indicação para você identificar o que você deseja
executar. Vejamos alguns exemplos, selecione Utilities > List para ver a tela
List/Collections, como mostra a figura:
Barra de Menu
Control Add Remove
Botão da
~ I List l!raining
. - ------- :~r~. Highlight ili

barra de
Train:..reql . - .
rolagem
superior
Barra de rolagem
I Listagem I
vertical

Botão da
barra de
rolagem
Format JName inferior
II
--1\

Botão de
Controle
1.7 Usando as Listagens
As listagens são exibidas como listas verticais de opções dentro de uma
janela, com barras de rolagem vertical e horizontal ao longo de suas bordas. A
janela List contém uma listagem deste tipo.

Para selecionar uma opção da listagem, clique sobre uma linha que você
desejar. A linha selecionada ficará azul.
Se a lista for comprida para ser exibida por inteiro na tela, use as barra de
rolagem:

. Para mover a lista para cima ou para baixo uma linha por vez, clique
sobre as setas de rolagem no final das barras de rolagem usando o
botão esquerdo do mouse. Cada clique move a lista linha por linha.
Igualmente, as setas de rolagem no sentido horizontal movem a lista
para a esquerda ou para a direita, como um caractere por clique.
. Para mover a lista continuamente, arraste a caixa que aparece na
barra de rolagem para cima ou para baixo (ou para esquerda ou direita)
enquanto mantém o botão esquerdo do mouse apertado. A lista irá rolar
na direção oposta ao movimento desta caixa.

1-8 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Controlando o PDMS
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Algumas listagens permitem fazer somente seleção única, e que


selecionando qualquer opção, irá retirar a seleção da outra automaticamente.
Outras listagens permitem fazer seleções múltiplas, com todas as opções
selecionadas estando iluminadas simultaneamente. Para retirar a seleção de
uma opção iluminada em uma lista de escolha múltipla, clique sobre ela
novamente (clicando sobre ela você ativa ou desativa esta opção).

1.8 Acionando Janelas de Entrada


A maior parte das janelas incluem botões de controle os quais são usados
também para a entrada de opções de comandos representados por suas telas
correntes, para cancelar quaisquer alterações feitas na janela desde que esta
foi aberta, ou para fechar a janela. Os botões OK ou Apply enviam a janela
corrente como dados de entrada (e o botão OK também fecha a janela). Os
botões Cancel e Reset cancelam quaisquer mudanças feitas sobre a janela (e
Cancel também fecha a janela). O bot~o Dismiss simplesmente fecha a
janela.

Algumas janelas contêm mais tipos específicos de botões de controle os quais


carregam opções de comandos particulares (extensões da concepção do
Apply); por exemplo, o botão Action na janela List.

1.9 Janelas de Alerta


A janela de alerta é usada para exibir informações tais como erros, prompts e
requisição de confirmação para alterações feitas. Você pode responder
clicando sobre os botões existentes na janela (geralmente os botões OK ou
Cancel).
,
1.10 A Area Status
A Área Status é um tipo particular de Alerta que é exibida no topo ou na Janela
Gráfica. Você pode visualizá-Ia freqüentemente, especialmente se o sistema
estiver aguardando algum comando que deve ser dado para que o sistema
conclua a comando principal.

Se o prompt leva a repetir uma tarefa em um número indefinido de vezes, tal


como a seleção de itens usando o cursor, você deve apertar a tecla Esc no
teclado, quando terminar de fazer sua seleção e estiver pronto para uma
próxima operação.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 1 -9


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Controlando o PDMS Treinamento em Produção de desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

1.11 Acessando a Ajuda On Line


A maioria dos menus termina com a opção Help. Quando solicitada, a ajuda
on line fornece instruções detalhadas sobre o uso de algumas telas e janelas
através do qual você controla cada aplicação.

A opção Help fornece a você as seguintes opções de sub-menu:

Help>on Context

Esta opção fornece a ajuda sobre qualquer janela corrente e visível. Quando
você seleciona esta opção, o cursor muda para uma marcação como esta (?).
Mova esta marca de questionamento dentro da janela sobre a qual você
deseja ajuda e clique com o botão esquerdo do mouse.

Help>on Window

Esta opção fornece a ajuda sobre a janela .corrente; que é a janela da qual a
opção Help foi selecionada.

Help>lndex

Esta janela exibe uma lista de todos os tópicos para as quais a ajuda on line é
avaliada. Isto é efetivamente o conteúdo da lista para toda a documentação da
ajuda on line, com as facilidades de buscas incluídas.

Help>on Help

Esta janela fornece a você uma explicação geral de como usar as diversas
funções da ajuda on line, incluindo como buscar ajuda sobre um tópico
especifico através da seleção pelo teclado.

Help>on Versions

Esta janela exibe informações sobre o sistema de operação corrente sobre seu
computador e sobre as versões do POMS e suas aplicações para as quais
você tem acesso.

1 - 10 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Hierarquia DRAFT
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

2 Hierarquia DRAFT
o DRAFT,como os outros módulos de construção, possui uma hierarquia em
seu banco de dados que deve ser como a mostrada abaixo. Inicia-se no nível
World, que será sempre o primeiro elemento em qualquer módulo. O elemento
do World é exibido na lista de membros como j* e não pode ser criado ou
deletado. A estrutura da hierarquia do DRAFT será vista no decorrer do
treinamento.

Neste capítulo veremos somente a criação dos elementos necessários para a


criação de uma folha que contenha uma vista do Modelo 3D.

Nota: Automaticamente são criados outros elementos que não são mostados nesta
Hierarquia (ver Hierarquia completa no Anexo B)

A cada nível na hierarquia o nível acima deve existir antes que se crie o nível
abaixo. Cada nível pode conter um ou mais membros, ex.: O World pode ter
vários DEPTs que podem conter vários REGls e assim por diante.

2.1 Departamentos
O primeiro elemento a ser criado é o Departamento (DEPT), ele pode somente
ser criado abaixo no nível World. O DEPT é um elemento administrativo usado
para unir ou agrupar os Registros (REGI). Para criar um DEPT use a opção
que está no menu principal do DRAFT, que aparece topo da tela, como abaixo;
Create > Department
Este comando exibirá a janela da Criação de DEPT que pode ser usada para
definir um nome para seu DEPT. Se não for escolhido um nome, o nome pré-
definido pelo sistema será utilizado. Para selecionar o campo use o botão
esquerdo do mouse. Escreva o nome desejado, observando que não se deve
utilizar espaço. Para apagar um campo selecionado pode ser usada da tecla
backspace ou a tecla delete. Para apagar caracteres na frente do cursor use a
tecla delete para as que estiverem atrás use backspace. Para terminar clique
sobre o botão OK.usando o botão esquerdo do mouse. Se optar pelo Cancel, a
janela será fechada sem que qualquer alteração seja carregada.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 2 -1


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Hierarquia DRAFT Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Se o botão OK for selecionado, janela de informações do Departamento será


exibida. Esta janela mostra o nome do DEPT e também permite que se
selecione alguns atributos que será usado.

~ Department Information li!lira!ta


Name /DEPT2

El Create Registry ~trlbutes. .~ I

... ------

Janela Departmen.t Information

Na janela acima, pode se ver que existe um campo à esquerda do Greate


Registry. Quando o campo esta selecionado, a janela Create Registry será
exibida automaticamente após a seleção do botão OK. Se o campo estiver
desativado, então após selecionar o botão OK você deverá retomar ao menu
principal do DRAFT para criar o REGI.
Á direita desta janela existe um botão indicando Attributes. Este botão, quando
selecionado, apresenta a janela Departments Attributes te dando a
oportunidade de selecionar os seus atributos preferenciais. Estas opções serão
comuns a todos os elementos da hierarquia abaixo deste departamento.
Os padrões desta janela são modificados selecionando as caixas de texto e
digitando um novo valor, ou nos campos que tem os ícones de seleção,
clicando com o botão esquerdo do mouse sobre ele e escolhendo o valor
desejado. Quando terminar, use o botão Apply para confirmar seus padrões ou
o botão Gancel para ignorar. Selecionando qualquer um dos dois botões
fechará a janela e o retomará para janela de criação do Departamento onde
deve ser selecionado Ok ou Gance!. Somente após clicar em OK o DEPT
estará criado.

2.2 Registro
Se o botão Greate Registry estiver selecionado na janela de criação do
Departamento, após selecionar OK a janela Greate REGI será exibida. Se o
botão não estiver selecionado (off), use o menu Principal do DRAFT:

Create > Registry


Qualquer um dos métodos usado abrirá a janela relacionada ao Greate
Registry, onde se pode deixar o nome que aparece como padrão ou trocar por
um outro nome. Quando completado clique sobre o botão OK para confirmar ou
sobre o botão Gancel para cancelar.

2-2 endpolnt Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Hierarquia DRAFT
AVEVAV ANTAGE PDMS 11.5 SP1

Selecionando o botão OK será exibida a janela Registry Information. Nesta


janela pode se ativar ou desativar o botão de criação automática do Drawing,
escolher o método de criação do desenho e modificar os atributos padrões Oá
visto na criação do DEPT).

Name /REGll
, ,
~..; iCreate
.
Drawing ".

C~ Explici tly
ii\ From Template

liÀ t t r i bu t es. . .;J


li
"
I~

-- ~

Janela Registry Information

Esta janela é a janela de um DEPT. A seleção das opções Explicitly ou


Template decidirá qual o tipo de seqüência da criação de desenho que se
deseja utilizar. As diferenças serão explicadas nas próximas seções.

2.3 Drawing
Como já foi mencionado existem dois métodos de criação de um DRWG, por
Explicitly ou Template. Se na criação do REGI o botão Create Drawing ficar
desativado, após clicar no botão OK, a janela se fechará, então para criar um
drawing deve se usar o menu Principal do DRAFT:
Create> Drawing > Explicitly
ou

Create > Drawing > From Template

A escolha de qualquer um dos itens acima mencionados terá o mesmo


resultado se fosse escolhido na janela de criação do REGI. Para as duas
opções, a janela Create DRWG será exibida para se colocar um nome para o
seu DRWG, clique no botão OK para confirmar. Para cada uma das opções
acima se abrirá uma janela diferente que veremos a seguir.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 2 -3


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Hierarquia DRAFT Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

2.3.1 Explicitly

Depois de clicar em OK a janela Create DRWG será fechado e a janela


Drawing Definition se abrirá.

Name /DRl II
"

TitleJunset =:;;;;:=-==-_:;;: .,..

Date Jb2 Jan ~~!I

Drawn By ~
~tes...1

- :.Ápply ~I -~
[Dismiss
----
I.
I;

Janela Drawing Definition Explicitly

A janela Drawing Definition permite a seleção de atributos que poderão ser


usados em outras etapas no ciclo da criação. Title, Date e Draw By permitem
se definir textos simples de atributos que poderão ser usados em outras etapas
no ciclo de criação dos desenhos. Estes atributos podem ser adicionados ao
drawing usando Dynamic Text. O botão attributes tem a mesma função do
anterior e a janela que ele abre é identica. Após se ter preenchido os campos
necessários, selecione o botão Apply.
2.3.2 From Template

Depois de clicar em OK a janela Create DRWG será fechado e a janela


Drawing and Sheet Definition se abrirá.

Na janela Drawing and Sheet Templates o botão Options permite escolher um


modelo de folha apropriado para os diferentes tipos de desenhos (estas folhas
serão criadas pelo administrador do DRAFT). Escolha a opção desejada. Ex.:

1 - Selecione o tipo de desenho desejado através do botão Option List.


Observe que as opções são listadas em dois painéis para que a escolha
seja feita.

2 - Selecione o desenho movendo o cursor sobre o item e clique com o


botão esquerdo do mouse.

3 - No campo abaixo será mostrada mais uma lista com os tipos de folhas,
selecione uma clicando com o botão esquerdo do.

2-4 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Hierarquia DRAFT
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

----
AD~I
---
. -.'.
- -
.-

I'

-- = -- ---- -

/DRA/PRJ/TMP/PIPING/Al
/DRA/PRJ/TMP/PIPING/A2
/DRA/PRJ/TMP/PIPING/40x27
/DRA/PRJ/TMP/PIPING/36x24
/DRA/PRJ/TMP/PIPING/22x17
;,:.

~. -
- --- -
-

I!Ca~~
.---- _ ~ ~ 8C_

Janela Drawing and Sheet Template

Para confirmar clique sobre o botão OK. Uma folha será criada com todos os
atributos e definições pré-definidas do template, e também será criada toda
hierarquia necessária para continuar o trabalho.

2.4 Bibliotecas (Controladas pelo Usuário)


o DRAFT faz uso constante das bibliotecas. Esta como a maioria da partes, somente
pode ser acessada por usuários em modo leitura/execução. A criação e a manutenção
destas bibliotecas é feita pelo Administrador do DRAFT. De qualquer maneira, quando
se trabalha no DRAFT como usuário, as bibliotecas serão criadas automaticamente
conforme necessário. Por exemplo, durante a criação de um DRWG, as bibliotecas
serão criadas automaticamente e serão encontradas na lista de membros (janela
Members). Estas bibliotecas que são criadas abaixo de um DRWG, tem o mesmo nível
hierárquico que um a SHEE e é utilizada para manter o drawlist que serão criados
(Drawlists serão vistos no próximo capítulo).

endpoint Soluções Integradas Ltda. 2-5


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Hierarquia DRAFT Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

2.5 Modificações
Nesta seção temos como modificar todos os tipos de elementos vistos neste
capítulo. Para fazer qualquer modificação usaremos a opção Modify no menu
Principal do DRAFT.
Name

Permite re-nomear todos os elementos enquadrados dentro do banco de dados


do DRAFT. Quando selecionado, a janela Element Naming é aberta com o
nome corrente (nome atual do elemento) exibido no campo de texto. Para
alterar o nome, simplesmente selecione o campo de texto com o botão
esquerdo do mouse e escreva o novo nome, quando terminar pressione enter.
Por padrão o campo abaixo do campo de texto é Only. Se alterar o botão para
Re-name ali, dependendo de sua posição na hierarquia, todos os elementos
abaixo serão renomeados. Se escolher a opção Un-name, voltará o nome
padrão.
O botão CE (elemento corrente) é usado quando existe outro elemento que já
tenha usado esta janela. Selecionando o botão CE a janela será atualizada
para exibir a informação de outro elemento corrente.
Department
Chama a janela Department Attributes, que exibe todas as configurações que
foram feitas durante a criação. Edite a janela e pressione Apply.

Registry

Chama a janela Registry Attribute, que exibirá todas as configurações que


foram feitas durante a criação. Edite a janela e pressione Apply.

Drawing.

Este menu possui três opções como sub-menus. São eles:


. Definition
. Attributes
. Drawlist Reference

Definition

Chama a janela Drawing Definition para ser modificada, depois de editado


pressione Apply para utilizar as novas configurações.
Attributes.

Chama a janela Drawing Attributes, a qual exibirá todas as configurações que


foram feitas durante a criação. Edite esta janela como desejado e pressione
Apply.
Drawlist Reference.

Permite reconfigurar o Drawlist. A criação destes será vista no próximo


capítulo.

2-6 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produçao de Desenhos (usuãrio) Criaçao de Sheet & View
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

3 Criação de Sheet & View


v 3.1 Criando uma SHEET
Uma Sheet (com todos seus elementos) será criada automaticamente se criar
um Drawing usando:

Create > Drawing >From Template .. .


no menu principal do DRAFT. Sheets também podem ser criadas manualmente
usando o menu específico para Sheets, não esquecer que para criar uma sheet
deste modo deve-se estar posicionado em um DRWG na hieraquia, selecione
no menu principal:
Create > Sheet > Explicitly ... ou
Create > Sheet > From Template ...

3.1.1 Explicitly

Nesta opção a janela Create SHEE se abrirá com um nome pré-definido para a
sheet, se desejar modifique o nome e para completar clique em OK para
aceitar ou Cancel para cancelar.
A janela Sheet Definition se abrirá. Pode-se colocar um Título para Sheet
editando a caixa de texto Title, estas definições são textos simples que serão
usadas mais tarde com a opção Dynamic Text.

~ Sheet Definilion 1!II[r:Ei3


Name SHEET 1 of DRG /DR1

!I Ti tle
lu"g.et ;: - - 11

idth !1189 = - Height 1.84J -- J AO - .:1

Ref erencen unset


Filename IlIunset

- ---
Janela Sheet Definition

endpoint Soluções Integradas Ltda. 3 -1


Proibida a reproduçao sem prévia autorizaçao
Criação de Sheet & View Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Se quiser carregar a Sheet com o valor padrão definido anteriormente nos


atributos, selecione o campo em branco no topo da lista de seleção do
tamanho da Sheet.

Se selecionar um valor diferente no campo de seleção de tamanhos padrões


de Sheet o campo com os valores Width (comprimento) e Height (altura)
mudarão automaticamente suas caixas de texto. Note que os padrões são
definidos pelo Administrador do Sistema.

As opções Backing Sheet Reference são usadas para definir uma folha de
fundo (Backing Sheet) para se usada. Se a referência estiver unset, uma folha
de fundo padrão (Backing Sheet Template) será selecionada. Clique no botão
Reference e escolha um tipo de folha de fundo (Backing Sheet) na lista, se
quiser uma folha de fundo diferente da padrão. Se quiser um arquivo plotfile
(.plt) clique no botão Filename e digite caminho para este arquivo.
Se a folha de fundo for maior que a Sheet que se está trabalhando uma
mensagem de erro perguntado se deseja carregar sua sheet com este
tamanho. Se a resposta for YES a Sheet ficará do tamanho da folha de fundo e
se responder NO a referência ficará unset para ser selecionada outra folha de
fundo.
Nota: Folhas de Fundo devem ser exatamente do tamanho da Sheet que se está trabalhando.

Depois de completar todas as opções desejadas clique no botão Apply, uma


Sheet com os atributos escolhidos será criada.

3.1.2 From Template

Depois de clicar em OK a janela Create SHEE será fechado e a janela Drawing


and Sheet Definition se abrirá.

Na janela Drawing and Sheet Templates o botão Options permite escolher um


modelo de folha apropriado para os diferentes tipos de desenhos (estas folhas
serão criadas pelo administrador do DRAFT). Escolha a opção desejada. Ex.:
1 - Selecione o tipo de desenho desejado através do botão Option List.
Observe que as opções são listadas em dois painéis para que a escolha
seja feita.
2 - Selecione o desenho movendo o cursor sobre o item e clique com o
botão esquerdo do mouse.
3 - No campo abaixo será mostrada mais uma lista com os tipos de folhas,
selecione uma clicando com o botão esquerdo do mouse.

3-2 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
ro
"-"

Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Criação de Sheet & View


'-' AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

'-'
'-' l':i10rawing and Sheet Template, i!!!I[dEJ
Mode : Sheet Creation. ..
'-...I
Options /DF:A/F'E.J /Tl!F'/F'IF'I!!I~ :
V
Drawings
\,...I
/DRA/PRJ/TMP7PIPING/Al
'--' /DRA/PRJ/TMP/PIPING/A2
/DRA/PRJ/TMP/PIPING/40x27
/DRA/PRJ/TMP/PIPING/36x24
'-' /DRA/PRJ/TMP/PIPING/22x17
~ - --
"~- --
\...-
'--' "I Sheets
/DF:i;/PR.J /TUP/PIPIIIG/ AO/~31 lEii-
\,...I
I
\...- II

',-,
-- --- ---~
- ~~-..
------
:.:.:.;.;w...;...,.;"""""",~~...... ---
0:-'-'-.8 ~
:;;.... lJ,.1
'--'
I,-orl = =-
I~Cancell
'-'
'-' Janela Sheet Templates
'-...I
'--' Para confirmar clique sobre o botão OK. Uma folha será criada com todos os
atributos e definições pré-definidas do template, e também será criada toda
'-'
hierarquia necessária para continuar o trabalho.
'-'
'"-' 3.2 Criando os Elementos das Vistas
'-' Os elementos da Vista (VIEW element) podem ser retirados em parte ou
"-" completamente do banco de dados do Design. Anotações do desenho podem
'-' ser feitas diretamente na vista (VIEW). Um elemento da vista terão os
'-" seguintes atributos:
'-' . Parâmetros da vista (direção que se está olhando, through point, escala,
'-' etc.)
'-'
. tamanho, posição e orientação da região da Sheet que a VIEW ocupa
'-'
'-" . referência entre as anotações dos elementos do banco de dados do
DRAFT com conteúdos das listas dos elementos do Design (ou
'--'
Catálogo) para fazer a View.
v
'-' 3.2.1 Criando uma VIEW
v
Para criar uma View tem que estar posicionado em uma Sheet ou abaixo. O menu
v oferece algumas opções para criação de VIEWs como estes Limits-defined ou User-
'-' Defined.
'-'
Quando uma VIEW é criada, algumas Layers são criadas, cada uma com um 'purpose'
......" diferente, elas são criadas automaticamente e são definidas pelo administrador do
'-' sistema.
'-'
'-'
'-'
'-'
'-"
endpolnt Soluções Integradas Ltda. 3-3
\."....
Proibida a reprodução sem prévia autorização
\,...I
'-"
Criação de Sheet & View Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

.
jl
~ Copy
D~lete
~
Winc!?w
.
Help

~I
, Layer...
_, Note...
"i.
~
Department...
Registry... ~ap
JI

l_
II Drawing ~
11 Sheet ~
Overlay...
I!_~d.~~ =
1fraWiISt...
I

Create> View

Os elementos do Design que aparecerão em uma VIEW são controlados por um


relatório chamado Drawlist, para fazer este con,trole na janela de criação da VIEW vá ao
menu Graphics>Drawlist ou Create/Modify> Drawlist a partir do menu principal do
DRAFT ou através da janela Modify>View. Os modos em que VIEWs, Drawlists e
outros elementos associados serão relatados mais tarde.

Quando estiver criando uma VIEW terá uma área delimitando a mesma para auxiliar na
criação.

Dependendo de como o Administrador do Sistema configurou os templates do Drawing


and Sheet, os elementos das Vistas podem ser carregados automaticamente assim que
são criados.

3.2.2 Criando uma Vista com Limites definidos (Limits-defined)

Selecione a partir do menu principal do DRAFT. É importante lembrar que as


vistas com limites definidos podem ter somente direções ortogonais.
Create > View > Limits-defined

Nesta opção a janela Create VIEW se abrirá com um nome pré-definido para a
view, se desejar modifique o nome e para completar clique em OK para aceitar
ou Cancel para cancelar.
Depois de ter pressionado OK, a VISTA e seus membros (Layers) serão
criados. Os limites da VISTA aparecerão como um retângulo posicionado no
centro de uma folha e a janela Limits - defined View aparecerá.

A janela Limits - defined View é utilizada para selecionar os atributos das


Vistas. Os atributos VIEWs key podem ser selecionados pela parte principal
desta janela. Outros atributos incluindo a referencia para uma lista de itens do
Design que serão desenhados dentro da VISTA, são controlados através dos
menus desta janela.

3-4 endpolnt Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Criação de Sheet & View
~VEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Isto não é obrigatório, mas a escala da VISTA e os seus Limites, que vem do
Design e seu conteúdo poderá ser selecionado pelo menu Graphics. Se
qualquer atributo for alterado, o botão Apply deve ser pressionado e uma
operação Graphics > Update Design executada antes de qualquer alteração
seja exibida (pode usar o botão Update Design), com exceção da escala. Se a
escala é alterada, e nenhum elemento foi desenhado para o lado de fora dos
limites da folha, então somente o botão Apply precisará ser selecionado.
.dmJ~:
Frame View Limits Graphics

~l:DR1/S1/V1
Ti tlelunset

View Type IWireline .:./

Section Mode IStandard

Style I/DRA/PRJ/REPR/GEN/PIPE

Hatching RUle~unset

Change Rules lunset


Direction ID IDown .:./ Derived. . .1
~Limi t~..:.w
; From ~ To

ISouth .:Jl21 O r INorth .:.11210


r
IWest .:J1297 r IEast .:.11297
r
r Iup .:.110 r
lup .:./10

Nearest I
f'5O" % - Set Scale I

Attributes. . .J
Update Graphical Aids I r Matchlines Stamp DateJ

r.Show Changes since 15:15 28 Jul 2003

Apply J Update DesignJ Reset J

Janela Standard Scale

Se desejar dar um titulo à VISTA então edite o Title na caixa de texto. Isto é
um simples atributo de texto que pode ser utilizado pela opção Dynamic Text.
O botão de opção Type fornece uma lista de opções hidden-line drawing
representation disponíveis, cada qual está explicada abaixo.
Wireline fornece um quadro convencional de wireline exibindo todos os
elementos e ppoints. Este é o mais rápido.

A representação Modelled Wireline fornece um aumento insignificante do


realismo através da mistura de interseção dos primitivos, mas sem ocorrência
de custo computacional de remoção de linhas ocultas.

3-5
endpoint Soluções Integradas Ltda.
Proibida a reprodução sem prévia autorização
Criação de Sheet & View Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

A representação Local Hidden Line fornece um quadro onde as linhas ocultas


são removidas dos Equipamentos. Onde duas ou mais partes sobrepostas dos
elementos dos Equipamentos estão umas sobre as outras e assim são exibidas
em linhas de grade.

A representação Global Hidden Une fornece um quadro onde todas as linhas


ocultas são removidas.

O Universal Hidden mostra a intersecção de Linhas entre elementos


significantes ( ex.: EQUI e STRU, SUBS e BRAN) para serem gerados. Nota:
devido a requisição de cálculos extras, este é o mais lento dos cinco.
Ver Apêndice A para exemplos de diferentes representações e como elas são
exibidas.

Section Mode tem duas opções : Standart e Omit Fractional Pipe


Components (seleciona o atributo SMOD). Se o último destes é selecionado,
então qualquer parte pequena do componente que esteja cortada, será
removido da vista exibida.

O campo de opção Style fornece uma lista de Representação Rulesets


disponíveis (elementos RRST) que podem ser utilizados para controlar a
representação exibida de diferentes partes do modelo Design (como
selecionado pelo Administrador do seu Sistema) dentro da VISTA.

O botão de opção Direction permite escolher a direção desejada.

Derived permite selecionar um elemento do Design da qual a direção será


originada, e a janela 3D View será exibida. Note que no limits defined view
pode somente ter direções ortogonais.
Os campos de opção Limits e as caixas de texto podem ser utilizados para
selecionar manualmente os limits do Design que aparecerá na VISTA.

O botão Scale permite selecionar o valor e estilo da escala da VISTA.


Selecionando Set Scale a máxima escala será calculada através dos limites
que foram definidos com a porcentagem de espaços permitido. Uma vez
utilizado o Set Scale, a escala pode ser convertida utilizando Nearest.
Selecionando uma opção diferente (padrão Métrico) resultará na lista das
escalas disponíveis para que as opções venham a ser exibidas. Note que a
opção Set Scale deve ser utilizada antes de se trabalhar com outras opções de
escala.

O botão Update Graphical Aids pode ser utilizado para exibir os efeitos da
mudança feitos pela escala. A estrutura da vista será alterada e desta maneira
você pode analisar rapidamente sem processos extensos de atualização de
gráficos no designo
O botão Update Design atualiza os quadros com a última VISTA e com os
parâmetros do Design.

3-6 endpolnt Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Criação de Sheet & View
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Todos os principais atributos da VISTA são selecionados pela janela Limits-


defined View, mas os atributos adicionais podem ser selecionados primeiro
clicando sobre o botão Attributes. A janela Limits - defined View Attributes
aparecerá.
~ Limits-Defined View Attlibutes í!!IldE3

Graphies Àngle L View Orientation ~ :::JJ i

Àre Toleranee 1IL'


~---
Perspeetive ~ Gapping Iw_. ~'j
-I
Note line Pen '.i; 'S"tãndard
Vi~~~n _:::.nS~lid;Jj
,iReseleer, ,J- -
I
,
_'" User Def ine

" -
Canee I" !
J

Janela Limits-defined Attributes

Are Toleranee controla a diferença entre 'true' e 'facetted', que são


representações de curvas nas Vistas, sendo selecionado em unidades de
centenas de milímetros sobre o desenho (valor padrão 15). O valor atual
utilizado pelo DRAFT depende da escala da VISTA. O mais baixo valor que
pode ser alterado é 1. Apesar de que os mais baixos valores fornecerão uma
representação melhor, as atualizações ficarão mais lentas de acordo com cada
máquina.
View Orientation controla a orientação da VISTA e seus conteúdos. As
direções selecionáveis correspondem a direção do 'top' da região da VISTA
relativa ao topo da tela. Ex.: seleção do Right resultará que a VISTA e seus
conteúdos serão rotacionados até 270 graus.
O controle Note line pen pode ser utilizado para controlar a aparência da
estrutura da VISTA (assumindo que seja visível). O valor selecionado também
será passado para os níveis abaixo, qualquer Layer e subsequentemente todos
criados como membros de uma VISTA.

I~
Page
,;DownI

I"Cursor ~elect J r 'I


Pen Number ~
'-cance! I

Janela Seleet User Defined Pens

Se os padrões desejados para o Note line Pen são outros que aqueles
disponíveis da janela Attributes, você pode selecionar os pens que forem
definidos pelo Administrador do DRAFT.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 3 -7


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Criação de Sheet & View Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Se a Vista não estiver sendo exibida, selecione Control > Add CE na barra de
ferramenta. A VISTA então será exibida. A opção ADD > CE é somente para
visualizar e não permite adicionar mais informações. Selecionando o botão (+)
sobre a área do Draft (canto esquerdo superior) a folha corrente será
adicionada a lista de Working Sheets.
~. ' CA...
.ÓCE N IRE p. DMS.. D~ait. L..a.

j~ Draft Display »~aphics Que~

'~I[fCiI''X1161~ining
-3:!11~ ~ ~~___=-==
~ =1~I~~Rl/Sl _ _~ .

3.2.3 Desenhando uma Imagem e Manipulando uma Vista


A barra de menu Limits - defined View fornece o controle sobre a estrutura da
Vista e sua posição sobre a folha. Ajude com a seleção dos limites corretos,
selecionando os itens To-From, utilizando a opção Limits.
3.2.4 Controle da Estrutura da Vista

A barra de menu Frame permite comutar a estrutura da VISTA para on ou off,


para controlar sua posição sobre a Folha, e controlar seu alinhamento relativo a
qualquer outra VISTA que estiver sobre a Folha. Note que o tamanho de uma
Escala Padrão da estrutura da Vista é determinada pelos limites das Vistas e
escala.

Selecione Frame > On I Off através da barra do menu. Isto altera a exibição da
estrutura da Vista. O Graphics > View Frame > On I Off (do menu Geral do
PDMS DRAFT) também ocultará a estrutura da VISTA e os conteúdos da
VISTA.

A seleção do Frame > Position > Cursor permite utilizar o cursor para mover a
estrutura da Vista através da nomeação de um ponto na Vista (seu centro e um
canto) pelo submenu Cursor. Click sobre a posição da Folha que você deseja
que o ponto nomeado se mova.
Frame > Position > Explicit - permite mover a estrutura da Vista definindo
sua posição da Folha em relação as coordenadas da Folha ou proporções.

Seguindo a seleção, a janela Explicit Frame Position aparecerá. As caixas de


texto Position By Ratio podem ser utilizadas para posicionar o centro da Vista
nas proporções X, Y da Folha. Por exemplo, XR 0.5, YR 0.5 colocarão o centro
da VISTA no centro da Folha.

A seleção Frame > Align permite você mover a VISTA corrente semelhante a
um canto especificado (ou eixo) que alinhará o mesmo canto (ou eixo) de outra
VISTA selecionada sobre a Folha.

1 Selecione a margem (ou eixo) a ser utilizado pelo submenu Align.

3-8 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Criação de Sheet & View
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

2 Utilize o cursor para selecionar a VISTA com a qual a VISTA corrente


será alinhada. A VISTA corrente moverá como especificado. Nos casos
onde o alinhamento poderá causar que parte ou a totalidade da vista
fique fora dos limites da folha, uma mensagem de erro será exibida e
uma ação é tomada.
3.2.5 Ajustes de Limites
Os limites de uma vista limits - defined podem ser selecionados utilizando as
opções Limits no menu da janela Limits - defined View, exibida quando você
cria ou modifica uma Vista. Você seleciona um From point e um To point que
define a diagonal das caixas de limite.
3.2.6 Centro de Interesse de uma Vista

O menu View permite alterar as coordenadas do Design correspondente ao


centro de interesse 'through point' de uma .vista.
View > Centre através da barra de menu da janela View. A janela Design
Centre Position aparecerá. O centro de interesse pode ser alterado de três
formas:

1 Para selecionar o through point explicitly, selecione a coordenada


desejada dentro das caixas de texto próximas ao topo da janela,
pressionando Enter quando terminar.
2 Para selecionar o through point como a posição de um elemento
nomeado do Design (origem), selecione o nome do elemento dentro da
caixa de texto Design Element e pressione Enter. A coordenada explicit
será exibida.

3 Para selecionar o through point como a posição de um elemento do


Design (origem) que está exibido correntemente dentro de uma Vista,
clique sobre o botão Identified, e então clique sobre o elemento
desejado no Design. Os limites na janela View serão alterados.

Clique em OK. Finalmente, para alterar a exibição dos conteúdos da Vista,


selecione Update Design através da janela Limits - define.

3.2.7 Ajustando os Conteúdos das Vistas


O menu Graphics permite alterar os conteúdos do modelo Design de uma
Vista modificando o Drawlist das Vistas. O Drawlist é uma lista dos itens do
Design para serem exibidos dentro da Vista. O caminho pelo qual as Vistas,
Drawlists e outros elementos associados são relacionados, é explicado mais
tarde.

Esta opção permite adicionar e/ou remover itens do Drawlist.


Selecione Graphics > Drawlist . . . da barra de menu da janela View. A janela
Drawlist Management aparecerá. Escolha os membros desejados através da
lista Reference List Members (sobre o lado esquerdo da janela), e então
utilizando os botões Add (ou Remove) no botão esquerdo para
adicionar/remover os elementos selecionado to/from Drawlist da Vista.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 3 -9


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Criação de Sheet & View Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

A janela Draw List Management oferece uma variedade de opções para a


criação/modificação do Drawlist. Estes são listados abaixo.
....-.------
~Dlawlist Manayement aEif3
. Navigation

Drawlist Library lDR1/DRAvLIsT


Drawlists
I:; CreaTff=
Create"Copy

--. :.0._ _- _- _-- '. JJelefe --


--- 'tC.Iean Up. . .
II
ImJ rn
Reference List Members Drawlist Members II
IIORL * i!lIINone
SITE STABILIZER
ZONE PIPES
1:11:' I!!!I=a
BRAN 100-B-1-B1
BRAN 100-B-1-B2
BRAN 100-B-1-B3

---
--- ..~._-
---- ~--~ - -
J~~~ ~:mbers
: i3'eRet;; 'EilTry ~II .~ flr !
.J:J.stS. . .1f1fP(fã'te! !lvo'r~""/)~ffnEfciIF iimITs~~ I
'AãH'I~v~ ~fP..r.oii.i!!:i~jJ

Janela Drawlist Management


Itens a serem adicionados/removidos do Drawlist da Vista podem ser
selecionados através da lista Reference List Members de um modo usual,
mas o menu Navigation no topo da janela oferece um método de alternativa de
navegação. As opções são as mesmas que para aquelas disponíveis no menu
Navigation da lista de membros.
Nota: a lista de Membros será removida enquanto a janela Draw List
Management estver sobre o display.

A seleção padrão dada pelo botão de opção Drawlist Library é o Drawlist


Library que é criado (automaticamente) quando as Vistas foram criadas, mas
outros DLLBs podem estar disponíveis (será selecionado pelo Administrador do
Sistema).
Os botões à direita da lista Drawlist controla a criação e a exclusão dos
Drawlists. Você verá que existe um padrão vazio chamado drawlist mais o
nome do desenho DrawlistlDRWG que já está criado. Ele pode ser utilizado,
ou apagado como e quando desejado.
O botão Create cria um novo Drawlist vazio. Create Copy cria uma cópia de
um Drawlist selecionado através das Bibliotecas Drawlist disponíveis. Em
ambos os casos uma janela Create IDLI aparecerá, que inclui
automaticamente uma designação do nome do Drawlist.

3-10 endpolnt Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Criação de Sheet & View
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

No caso do Create Copy, uma janela Copy Drawlist aparecerá. Nela terá
listado os Drawlists na Biblioteca Drawlist corrente. Se desejar, selecione uma
alternativa da Biblioteca de Drawlist através do botão de opção Drawlist
Library.
O botão Delete simplesmente apaga o Drawlist corrente.
Os botões Volume Defined e Limits permitem a adição de todos os elementos
que estejam posicionados dentro de um volume definido. Para fazer isto
selecione Limits, e será exibida a janela limits para definir a área que será
adicionada. Após utilizar os limites, clique no botão Volume Define para
adicionar todos os elementos, utilize remove ou delete para cortar algum dos
elementos exibidos, se desejado.

lJJ- ~~

IDesign Members 11-'1-


-'iiiiiiiftiftj~'.
II~~~~ Entry .1:=15ere~ AlI 1
iiiiiiiii.iiiii___ ::;;:;;:-

Lists.. .llUpaatel ~~eTIn~I';:~ Limits... ~I

~rRemove
I~-,--"
I ""'-"- ..,
,:Dismiss I !,

Parte de baixo da Janela Drawlist Management

A Reference List Members pode conter dois tipos de listas:

Uma lista dos elementos Design (o elemento corrente do design). Itens


selecionados desta lista podem ser adicionados (ou removidos) do Drawlist
utilizando os botões Add e Remove. Neste caso a opção abaixo exibirá os
Design Members.
Se existir um Drawlist selecionado, com seus membros e proprietários de uma
hierarquia, podem ser utilizados os botões Add e Remove para adicionar (ou
remover) outros Drawlists selecionados para (ou do) o drawlist da VISTA
corrente.

O botão Lists pode ser utilizado para exibir a janela Lists I Collections. Esta
janela pode ser utilizada para coletar itens da base de dados do Design ,ex.:
todas as Válvulas de um Pipe selecionado. A lista dos itens pode ser
adicionada ao Drawlist utilizando o botão Update.

O botão Delete Entry pode ser utilizado para apagar os membros do Drawlist
selecionados. Delete Ali pode ser utilizado quando desejar apagar todos os
membros do Drawlist.

Selecione Graphics > Drawlist Ref . . . no menu da janela View. Uma janela
Drawlist Reference aparecerá. Selecione o Drawlist, para que ele seja
incluído na VISTA.
Nota: o botão Options permite o gerenciamento de uma Sheet ou o gerenciamento dos
desenhos do Drawlist a ser utilizado. Os Drawlist correntes da vista pode ser utilizado, ou sua
referencia pode ser trocada.

endpolnt Soluções Integradas Ltda. 3 -11


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Criação de Sheet & View Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

A opção Drawlist Library permite escolher uma lista da Biblioteca do Drawlist,


conforme seleção do Administrador do seu Sistema. O 'desenho' se refere à
Biblioteca do Drawlist criada (automaticamente) quando as Vistas foram
criadas.

O botão Modify mostra a janela Drawlist Management, como detalhada na


subseção anterior.

I VIEV /DR1/Sl/Vl
;
, Reference /DR1/DRAVLIST/DRVG

f;I Options ~isPlay~~__' --- - ..:1!!I:];,t.J1


-
------------------------------------------------------
01Drawlist Librar~Drawin~ .:11

/DR1/DRA~LIST/IDLIl

- -- ~ !
!6~

i)"ismiss J ~
I

Janela Drawlist Ref

3.2.8 Mudando os Padrões da Vista

Depois de qualquer alteração será observado que o desenho precisa ser


atualizado, use o Update Design. (Isto vai atualizar a vista com os parâmetros
do Design).
O menu Limits - defined permite criar a estrutura da vista com limites
definidos. Os Limits - defineds são off por padrão. O comando Limits -
defined > On I Off comuta o display do texto Limits - defined. Se os limites da
VISTA são alterados, selecione Update Graphical Aids para atualizar o texto
dos limites da vista e para dar um novo limite.
3.2.9 Criando uma Vista com a opção User-Defined

Uma VISTA 'user-defined' poderia ser utilizada quando a VISTA não é


reconhecida como padrão em escala, ou se a direção é uma não-ortogonal.

Para criar, pela barra de menu Geral do Draft selecione:


Create > View > User Defined

A janela Create VIEW aparecerá. Se desejar fornecer um titulo a Folha então


edite o Title na caixa de texto. Isto preenche simplesmente um atributo de texto
que pode ser utilizado mais tarde pela opção Dynamic Text.

3-12 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Criação de Sheet & View
AVEV AV ANTAGE PDMS 11.5 SP1

Depois de pressionado OK, a VISTA e seus membros (Layers) serão criados. A


estrutura da VISTA aparecerá como um retângulo posicionado no centro da
Folha e a janela User Defined View aparecerá.

Frame View Graphics

cr..ECJII/DR1/S1/V1

Ti tlelunset
View Type IVireline .::I
Section Mode .:J
IStandard
Style I/DRA/PRJ/REPR/GEN/PIPE .:J
Hatching Ruleunset .:J
Change Rules lunset .:J
Direction ID IDown .:.I Deri ved. . . I
.." .

...[11/1 .:.I Nearest I


SCl'(J r 11
Metri- ,....,.'. Auto Scalel
-...., _., -,.

Attributes. . .1 Stamp Datei

r-.'Show Changes since 15:15 28 Jul 2003

Applyl Update Designl Reset I Dismissl

Janela User Defined View

Note que isto não é obrigatório para selecionar qualquer um dos atributos
listados abaixo, embora na prática o Scale e Auto Scale da vista como seus
conteúdos (selecionado pelo menu GRAPHICS) precisarão ser selecionados.
Se qualquer atributo for alterado, deve se clicar no botão Apply e também no
botão Update Design para atualizar o desenho no display, com exceção da
escala que só precisará de um Update Design.

O botão de opção Type fornece uma lista de opções de linhas de


representação disponíveis do desenho. Veja seção Limits - defined Views
mais à frente neste capitulo.
A opção Section Mode possui duas opções: Standart e Omit Fractional Pipe
Components (seleciona atributo SMOD). Se a última destas for selecionada
então qualquer componente que esteja cortado, será removido da vista exibida.

!rS~;i~n ~odelStandard
li
IStyle
111 Direction ~
Parte da janela User-defied View

O botão de opção Style fornece uma lista de Regras de Representação de


disponíveis (elementos RRST) que podem ser utilizados para controlar a
exibição de partes diferentes do modelo do Design (incluindo tubulação,
equipamentos e estruturas, como plano de desenho e conflito de desenhos)
dentro da VISTA.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 3 -13


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Criação de Sheet & View Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

A direção desejada pode ser especificada dentro da caixa de texto Direction


(DOWN é armazenado como padrão). A direção não precisa ser ortogonal, por
exemplo N45E é válido. O botão de opção da direita fornece as direções de
isométrico padrão. Selecione um destes conjuntos na direção 3D equivalente
na caixa de texto Direction.

O botão Derived, se selecionado, pede ao usuário para identificar um elemento


do design na área Graphics para selecionar a Direção.
Selecione o botão Auto Scale e o tamanho Maximo da escala será calculado,
e o Nearest atualizará a escala para uma fração próxima.
'-'
Nota: A escala da VISTA será calculado automaticamente pela função Auto Scale, e
mudanças manuais nos valores da escala devem ser feitas depois que o calculo do valor seja
conhecido.

Todos os principais atributos da VISTA são selecionados através da parte


principal da janela User Defined View, mas atributos adicionais podem ser
selecionados primeiro clicando sobre o botão Attributes. A janela User
Defined View Attributes aparecerá. Esta janela é similar a janela Standart
Scale View Attributes, mas oferece facilidades adicionais nos Graphics
Angle, que pode ser utilizada para definir a orientação dos conteúdos da
VISTA sem retomar a estrutura da Vista, e também a opção Perspective. Se a
vista em perspectiva for desejada, classifique o valor desejado dentro da caixa
de texto Perspective (O é considerado como padrão, .dando uma projeção
paralela). É melhor selecionar após a vista estar em sua direção final de Vista
(selecione como a ultima função na criação da Vista).
Se a VISTA não estiver sendo exibida, selecione Contrai> Add CE através da
barra de menu. A vista será então exibida. O ADD > CE é somente para
visualizar e não permite você adicionar mais informações. Selecionando o
botão mais na área do Draft (canto esquerdo) a folha corrente será adicionada
à lista de Warking Sheets.
- . . - . ~._.~.. . .

~CADCENTRE PDMS Draft La

'-'

A barra de menu User Defined View fornece controle sobre a estrutura da


VISTA, a posição da VISTA sobre a Folha, o calculo automático dos limites da
VISTA e os conteúdos da VISTA.
NOTA: em todos os casos de manipulação da VISTA, os conteúdos da VISTA ficarão
inalterados. Se você desejar ajustar a exibição dos conteúdos da VISTA para refletir no novo
tamanho ou posição da VISTA, selecione Auto Scale, e aplique as alterações, e então
selecione Update Design.
'-'

3-14 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Criação de Sheet & View
AVEV AV ANTAGE PDMS 11.5 SP1

o menu Frame permite comutar a estrutura da VISTA em on ou off, para


controlar o tamanho da estrutura e sua posição sobre a Folha, e para controlar
seu alinhamento relativo a qualquer outra VISTA que esteja sobre a Folha.
Frame > On/Off através da barra de menu da janela View. Isto comuta a
exibição da estrutura da Vista. Graphics > View Frame > On/Off também
ocultará a estrutura da VISTA e seus conteúdos.

A seleção Frame > Size > Cursor permite utilizar o cursor para redimensionar
a estrutura da VISTA clicando sobre o canto oposto da nova região da VISTA.

A seleção Frame > Size > Explicit permite redimensionar a estrutura da VISTA
definindo suas medidas em termos de coordenadas de Folhas ou proporções.

Seguindo a seleção, a janela Explicit Frame Size aparecerá.


As caixas de texto Size By Ratio pode ser utilizado para definir a extensão da
VISTA em proporções X, Y da Folha. Por exemplo, From XR 0.2 To XR 0.8
poderia fornecer uma estrutura de VISTA centrada na Folha na direção X e
ocupando 60% da dimensão da Folha. Selecionando os valores XR (ou YR)
causará a alteração da Largura (ou Altura) onde eles serão alterados
automaticamente. Selecionando os valores de Largura / Altura os valores XR /
YR serão automaticamente alterados (fornecendo uma estrutura de VISTA
centrada sobre a Folha na direção apropriada).
Considerações similares se aplicam à opção de dimensionamento Size By Co-
ordinates.

A seleção Frame > Copy Size permite utilizar o cursor para redimensionar a
estrutura da VISTA copiando a Largura ou Altura de outra VISTA sobre a
Folha.

Por exemplo, Frame > Copy Size > Width pedirá para identificar (com o
cursor) uma VISTA com a Largura que você deseja copiar. A Largura da VISTA
corrente irá alterar para a mesma que de uma VISTA identificada.

A seleção Frame > Position > Cursor permite utilizar o cursor para mover a
estrutura da VISTA selecionando um ponto na VISTA (seu centro ou um canto)
através do submenu Cursor. O ponto nomeado moverá para a posição do
cursor quando o botão esquerdo do mouse for acionado.
A seleção Frame > Position > Explicit permite mover a estrutura da VISTA
pela definição de suas posições na Folha em termos da coordenada da Folha
ou proporções.

Seguindo a seleção, a janela Explicit Frame Position aparecerá. As caixas de


texto Position By Ratio pode ser utilizada para posicionar o centro de uma
VISTA em X, Y nas proporções da Folha.

A seleção Frame > Align permite mover a VISTA corrente de maneira que a
extremidade (ou eixo) especificada alinharão com a mesma extremidade (ou
eixo) de outra VISTA selecionada sobre a Folha.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 3 -15


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Criação de Sheet & View Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

1 Selecione a extremidade (ou eixo) a ser utilizado pelo submenu Align.

2 Utilize o cursor para selecionar a VISTA com as quais a VISTA corrente


será alinhada. A VISTA corrente se moverá como desejado.

O menu View permite alterar as coordenadas do Design correspondendo com


o centro de ação ou 'throgh point' de uma VISTA.

View > Centre . . . na janela View teremos quatro opções:


1 Selecione View > Centre > Identify para selecionar o through point
como a (origem) posição de um elemento no Draft o qual esta
correntemente exibido dentro da VISTA. Clique sobre o elemento do
Design desejado. Os Limites da janela View se alterarão de acordo com
mudança.
2 Selecione View > Centre > Cursor para centrar a vista sobre uma
posição do cursor.
3 Selecione View > Centre > By Cursor e será requisitado dois diques no
cursor, um para uma origem e outro para o deslocamento da origem
para o centro de uma vista.
4 View > Centre > Explicit exibirá a janela Design Centre Position.
Selecione as coordenadas desejadas dentro das caixas de texto
próximas ao topo da janela, pressionando Enter a qualquer momento.
Clique sobre OK para alterar os padrões..
Finalmente, para alterar a exibição dos conteúdos da VISTA, selecione
Graphics > Update Design através da barra de menu da janela View.
A seleção do View > Offset na janela View exibirá a janela Design Graphics
Offset. Você pode selecionar em valores XV para as quais a vista do Design
serão renovadas com relação ao centro da estrutura. Selecione OK para ativar
esta janela.
O menu Graphics permite alterar as mudanças dos conteúdos do modelo no
Design de uma VISTA modificando os Drawlist's das VISTAs.

As operações no menu Graphics são exatamente as mesmas que aquelas


para uma VISTA Standard Scale (ou Limits - defined).

3.3 Criando Detalhes de Vistas


Esta facilidade permite criar um 'detalhe de vista' (existindo como um elemento
de VISTA) que pode ser um 'zoom in' em uma parte especificada da vista
corrente, e o detalhe da vista sendo posicionado sobre a mesma ou sobre uma
folha separada.

A criação produzida pode ser listada como:


1 Especifica a área sobre a Vista corrente a ser Detalhada

2 Especifica e posiciona a anotação para o detalhe da VISTA.

3-16 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Criação de Sheet & View
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

3 Define uma área retangular sobre a folha para onde esta sendo copiada
a VISTA de detalhe.

4 Modifica a VISTA de detalhe como desejado.


Proceda desta maneira:

Selecione Create > View > Detail através do menu Geral. Verifique antes se a
vista que deseja retirar um detalhe é a vista corrente.

_MOdiIY
.
.
Delete Window Help
.
=
., Copy
~. Layer...
1

, Note...

JI Department...
ap
~: Regi~try...
Drawlng
Sheet
Overlay...

Drawlist...

Detall..

Predelined Frame...
~

Section Flat...

Section Perpendicular...
" Section Stepped...

Local Rules...

A janela Create Detail View será exibida.


~ - - -- ~ ~.

;.] [reate
Master
Detail View
View /DR1/S1/V1
. m -. "I!(m[d" Ei I
.,

Reference l01 - = '

DetailSheetlLocal _ _ _ _ _~
,. ----,"-
l'D!SP'l'ãy. . :- 'Gõtõ~
11 "r "Return « I
'Circular detail note
Detail Shapef(?\~U

l2dJ .

~'Volume
""'
Defined Drawlist

Local Note
'SEE DRTJG #SHEE<FR OTJNE : CDVRF> (C2 :)
DETAIl #:CDDRS<FR VNOT :CDVRF>

"E;'amples '='.= I
Detail Note
'Detail #:CDDRS<FR VIETJ>
"
#VRAT[l]<FR VIETJ> = #VRAT[2]<FR VIETJ>

--- -- --~- --
-- iii iiiiiiiíiii

__ ..J
,
~"iSiiii'ss "J,

Create Detail form

endpoint Soluções Integradas Ltda. 3 -17


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Criação de Sheet & View Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Master View: mostra o nome de uma vista mestre para a qual a Janela será
aplicada. Para alterar, clique na vista desejada e pressione CE.
A caixa de texto Reference permite entrar com a referência ID para detalhe. A
referência é utilizada na nomeação de detalhe de local e não deve conter
quaisquer espaços. Esta referencia é também preenchida na vista de detalhe
criada como uma UDA e é referenciado nas notas de textos.

Detail Sheet: exibe a folha na qual a vista de detalhe será criada. Para alterar,
faça da folha desejada o elemento corrente e pressione CE. O padrão é Local,
significando que a vista de detalhe será criada sobre a mesma folha como
Máster view.

Os botões Goto » e Return « navegam entre o detalhe Máster View e a


folha de detalhe respectivamente.
Display exibirá a folha de referencia.
Detail Shape: permite o usuário determinar o que o primitivo 2d e as opções
de definição serão utilizados durante a criação do detail note. Selecionando a
opção desejada, é dada ao usuário uma descrição textual do modo de criação
na caixa de opção.
-' Circular detail note

;;(DetailShai~3Ó ,...
,',

~ Volume De~aWlist
.~'

III
Local
SEE
Note
DR~G #S:-
~ _: DWNE :CDVRF>(C2:)
"
'"

I!IIDETAIL #: I +'1 R VNOT :CDVRF>

m
.'..+-,
..
~===
!lEXamples. =-]
..
Note I +--1 Fii;'
Detail Shapes
Se o botão Volume defined drawlist estiver off, a vista de detalhe criada
referencia o mesmo drawlist como a vista mestre (se o detalhe é criado abaixo
do mesmo desenho) ou uma cópia de um drawlist que define a vista mestre.Se
o botão estiver on, você pode reconstruir os drawlist das vistas pelo volume da
vista de detalhe.

Os limites da vista de detalhe são determinados pela estrutura e escala da


vista.

3-18 endpolnt Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Criação de Sheet & View
AVEV AV ANTAGE PDMS 11.5 SP1

A caixa de texto Local Note define o que o intelligent text utilizará na nota
Local gerada para o detalhe da área sobre a vista mestre. Se pressionar o
botão Example, verá a janela com a alternativa de texto inteligente que pode
ser utilizada na nota local. Se esta janela estiver acinzentada então nenhum
arquivo exemplo de texto existe na área PDMSDFL TS. O arquivo padrão de
texto é DRA-LOC-NOTE-EXAMPLES.

Detail Note: define como o texto inteligente será utilizado na nota gerada com
a vista de detalhe. O administrador pode selecionar o texto padrão que aparece
nesta caixa através da modificação do arquivo PDMSDFL TS DRA-DET-
Nota: Se pressionar o botão Example, verá a janela com texto inteligente alternativo que
podem ser utilizados no detail note. Se esta caixa for acinzentada então nenhum arquivo de
texto existe nesta área PDMSDFLTS. O arquivo padrão de texto é DRA-DET-NOTE-
EXAMPLES.

Uma vez que tenha definido todos os padrões desejados, selecione o botão
APPL Y. Isto irá chamar a janela Points Construction Option, que pedirá para
identificar o Centro e o Raio da área de detalhe desejada. Utilize o cursor e o
mouse para definir onde o marcador de detalhe esta posicionado e a extensão
da área para o detalhe.

!IOn the master view. Iden ti f y Cen tre and I


. Radius of required detail area
I

i' OPtio_2D
,."
I . Cur::;ür !:ti t fFj Caneel)

Após a criação do ponto marcador e a extensão da área de detalhe, a Janela


Detail será exibida com a janela Point Construction Option, neste momento
será locado o Local Note. Após localizar o texto, a janela Point Construction
será exibida, neste momento será locada uma vista de detalhe.

Uma vez que a posição de uma vista de detalhe tenha sido locada, também
sobre a mesma ou folha extra, dependendo dos padrões da folha de detalhe, a
janela Detail View Scale será exibida permitindo modificações de escalas que
venham a ser utilizadas.

IfPosit1on F:rame. . ~]

111
!:
. ~ ,
'"'rc.~

Nota: o tamanho da escala selecionada pode resultar em que a vista de detalhe venha ser
maior.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 3 -19


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Criação de Sheet & View Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

3.4 Criando Vistas Pré definidas (Predefined-Frame


VIEWs)
Esta facilidade permite criar um conjunto de quatro vistas sobre a folha,
carregadas no modelo predefinido. Somente a VIEW looking direction pode ser
selecionando; todos os outros atributos de VISTA devem ser selecionados
através da VISTA.
Help
~~Iele ~~dow
~ Copy ~

~I Layer...
Nole...
,. ~
0.11 DepartmenL.

II Registry...
,
..11 Drawing
11 Sheet
~ ap
~ t-
"O' Overlay... .L- _
,~ils-d.e~in;r...
DrawflsL. User.deftned...

Delail...

F'redefined Fr.3rlle...
. .. ..
Seclion FlaL.
Seclion Perpendicular...
Seclion Slepped...
~----------
Local Rules...

Selecione Create > View > Predefined Frame. . . através do menu Geral. A
janela View Configuration aparecerá.
~ --~

~Víew ConfiglJlalion !II[1ilE3.1


Sheet /DR1/Sl

~
L jJ
r-:;JI
'r :;J.
b_d

~ - -=:1",1,

'-r5K"" J

Janela Predefined Frames

3-20 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Criação de Sheet & View
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

A área central da janela View Configuration exibe diagramas dos layouts das
VISTAS sobre a Folha. Clique sobre o botão next para o layout que você
deseja.
Um conjunto de botões de opção aparecerá em qualquer lado da barra VIEW
layout, exibindo as direções padrões para a escolha do layout. Se você desejar
alterar a direção dada para a VISTA, selecione a nova direção utilizando o
botão list.

O valor na caixa de texto View Spacing é a distância (em mm) entre cada
estrutura de VISTA. Altere se desejar.
Tendo clicado sobre OK, o número desejado de VISTAs será criado. Se um
bloco de titulo estiver presente sobre a Folha, o desenho da vista será colocado
dentro deste valor. O titulo de cada VISTA será selecionado para corresponder
a suas direções.

3.5 Criação de Drawlists


Um Drawlist pode ser criado também através da barra de menu Geral DRAFT
ou através das janelas View (ver User defined ou Limits- defined). Para criar
um Drawlist através da barra de menu Geral do DRAFT, selecione as opções
seguintes;
Create > Drawlist

Isto irá exibir a janela Create Drawlist permitindo a entrada de um nome se


desejado. Após a seleção do botão OK a janela Drawlist Management será
exibida. Escolha os membros desejados através da lista Reference List
Members (sobre o lado esquerdo da janela), e utilizando os botões Add (ou
Remove) na parte esquerda para adicionar / remover os elementos
selecionados para / de o VIEW Drawlist.

Para a explicação da janela e seus padrões requeridos, veja seção sobre User
defined ou Limits - defined Views anteriormente neste capítulo.

3.5.1 Modificação

A seleção da opção Modify, através da barra de menu Geral do DRAFT, exibe


o menu. Este menu é sempre o mesmo que o Create , somente a porção
superior que vem a ser diferente. Nesta seção nós somente veremos as
modificações das Folhas, Vistas etc. como criadas nesta seção.
Modify > Sheet como o Create possui um sub - menu com duas opções, que
são Definition e Drawlist Reference. A seleção da Definition trará a janela
Sheet Definition para a tela. Esta é a janela que você completou para a criação
da nova folha utilizando a opção Explicitly. Faça as alterações desejadas e
clique em OK. A seleção da opção Drawlist Reference retomará a tela a
janela Drawlist Reference completada quando foi feita a escolha do drawlist a
ser utilizado. Para obter quaisquer alterações, é preciso clicar sobre o botão
Apply.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 3 -21


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Criação de Sheet & View Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Modify > View - nem todas as opções neste sub - menu são cobertas neste
capítulo, somente aquelas relacionadas com a criação da vista, e todas as
outras serão cobertas em outro capítulo. A seleção de Limits - defined trará a
janela create, com seus padrões, para você editar como desejado. Note que se
você utilizar esta opção sobre uma vista criada como User Defined a qual não
tenha uma escala padrão, a escala será selecionada para 1/1, e após você terá
recebido um erro. Similarmente, a seleção do User Defined reapresentará a
janela creation com seus padrões prontos para modificação. Você pode
também modificar a janela Drawlist Reference por este sub-menu.
Lembre-se de que após quaisquer modificações terem sido feitas clique em
Apply para confirmar as alterações e em Update Graphics para que estas
mudanças sejam aplicadas sobre a vista. O único momento que isto não é
necessário é quando alteramos a escala na janela User Defined.

'-
'-'
'-'
'-'

'-
'-'
'-./
'-./
'-.,'
-
'-.,-
'-'
'-'
-......
'-'
'-'
'-'
'-'
'-./
'-'
'-./ 3-22 endpoint Soluções Integradas Ltda
Proibida a reprodução sem prévia autorização
'-./
'-./
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Cotagem
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

4 Cotagem
4.1 Mudando de Aplicativo
Para entrar no aplicativo de Cotagem selecione o seguinte menu na barra de
menus do DRAFT:

Draft > Dimensioning

Isto fechará ao aplicativo corrente e carregará o aplicativo de Cotagem. A


mudança de aplicativos pode ser feita entre qualquer um dos aplicativos do
DRAFT, por ex.
Dimensioning 2D Drafting ou
Labels General e assim por diante.

Isto também pode ser feito pela seleção do icone correto na barra de menus do
DRAFT.

~ CADCENTRE PDMS Draft General - [Main Display]


~...~~ Draft Display Graphics Query SeUings Utilities Create Modify
-
~
~~~J!!lJJNOlist ~~~~
--=1 +l /D~l/Sl IDimensioning Applicationl
Uma vez que o aplicativo esteja carregado, veremos a barra de titulo Draft
General ser substituída pela barra de titulo DRAFT Dimensioning. As primeiras
quatro opções (Draft até Query) não serão alteradas, elas serão as mesmas
em todas os aplicativos. As outras opções do menu serão exclusivamente para
a criação e modificação de cotas.
Abaixo das opções da barra de menus do DRAFT Dimensioning existem três
botões. Estes botões são usados para definição do SHEET, LAYER e quais
destes LAYERS estão ligados ou desligados.
~. - -- -- - - - '"'!'
8f:t1~~Rl/Sl _ .!Ilon :::IkDR1/S1/Vl/USER_Dims _;J,t

o botão SHEET possibilita a seleção de qualquer SHEET que tenha sido


previamente selecionada e adicionada à lista. Este botão fornece uma lista de
seus WORKING SHEETS correntes menos todos SHEETS disponíveis. Se o
SHEET desejado não está na lista então você deve adicioná-Io usando a opção
Draft > Select Work Sheet. Esta opção mostrará a janela DRAWING
SELECTION. Selecione o DEPT, REGI, DRWG e SHEET desejados a clique
no botão OK.

endpoint Soluções rntegradas Ltda. 4 -1


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Cotagem Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Se o elemento desejado foi criado desde sua entrada no DRAFT ou desde a


ultima atualização desta janela, use o botão Re-Ioad no topo direito da janela.
Isto lerá novamente a Members List inteira para esta janela. Após completo
este processo, selecione o SHEET desejado.

Um SHEET também pode ser adicionado ao WORKING SHEET LlST pela


navegação até o elemento e seleção do ícone "+" na janela principal (mostrada
acima).
A seleção de um SHEET feita como acima mencionado fará o SHEET
selecionado ser adicionado no display principal.
Os botões de LAYER permitem fazer todos os elementos pertencentes àquele
LAYER se tornarem invisíveis (OFF) ou visíveis (ON).

O botão posicionado a direita o botão ON/OFF lista todos os LAYERS que são
pertencentes a VIEW, que possuem o atributo PURPOSE definido como DIM
ou RAD ou qualquer outro PURPOSE definido para ser usado para Cotagem.
Os LAYERS que tem seus atributos PURP definidos para alguma coisa que
não seja DIM ou RAD ou outro PURPOSE definido para Cotagem não serão
mostrados neste aplicativo.
Nota: Outros PURPOSES dos LAYERS podem ser definidos pelo administrador
do DRAFT para uso com Cotagem.

4.2 Hierarquia da Cotagem


Esta seção cobre a parte da Hierarquia do DRAFT relativa a Cotagem. Abaixo
está um diagrama mostrando os elementos relacionados à em que nível da
hierarquia eles podem ser criados. Todos estes elementos, com exceção de
LAYERS extras são criados automaticamente quando você cria um VIEW.

IjlMI
(Dimension Directions) I (Dimension Radial)
Angular
(Dimension Points) (Dimen~ion Points)
Linear

4-2 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Cotagem
AVEV AV ANTAGE PDMS 11.5 SP1

Como podemos ver no diagrama, todas os elementos de Cotagem


relacionados são criados abaixo dos LAYERS pertencentes as VIEWS.
O LAYER é novamente o elemento administrativo usado para agrupar
elementos do tipo Anotação, neste caso, cotas. O DRAFT é definido para
permitir que somente determinados tipos de elementos de anotação sejam
criados abaixo do LAYER. Isto é controlado pelo atributo PURP (Purpose).

As cotas podem ser lineares, angulares ou radiais. As cotas Angulares são


usadas para mostrar distancias entre dois pontos em particular no modelo. As
dimensões angulares mostram os ângulos entre direções e as radiais mostram
raios ou diâmetros de círculos ou PCDs. Cada tipo de cota terá pontos que
serão usados para associar dimensões como elemento do projeto 3D.

4.3 LAVERS
A cotas são pertencentes aos LAYERS que são pertencentes aos VIEWS.
Quando um VIEW é criado um conjunto de Laye'rs (vazios), cada um com um
PURPOSE diferente serão automaticamente criados abaixo deles como
definido pelo Administrador do Sistema. Entretanto, podemos criar LAYERS
adicionais se assim desejarmos.
Para Criar um novo LAYER, devemos primeiro estar posicionados abaixo do
VIEW ao qual ele pertencerá. Na barra de menus do DRAFT Dimensioning
selecione:

Create> Layer

Um elemento Layer (LAYE) será criado automaticamente, e a janela Create


LAYER aparecerá. Esta janela mostrará o nome padrão que pode ser editado
como será explicado posteriormente. Para finalizar clique no botão OK.
O LAYER que acabou de ser criado aparecerá na lista de layers e seu
PURPOSE será definido como DIM. Isto é devido ao fato de ter sido criado
dentro do aplicativo Dimensioning. Se ele fosse criado em outro aplicativo o
PURPOSE seria definido conforme as relações definidas para aquele
aplicativo, conseqüentemente o PURPOSE teria de ser alterado para ser usado
no aplicativo Dimensioning.
4.3.1 Modificando os Elementos Layer

Para alterar a definição de um LAYER devemos acessar o seguinte menu:


Modify> Layer> Definition

Esta janela é usada para alterar o nome do LAYER, seu PURPOSE ou


visibilidade. Podemos também modificar os atributos padrão para o LAYER,
atributos como altura da fonte cor da caneta, etc.

endpolnt Soluções Integradas Ltda. 4-3


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Cotagem Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

View DR2/Sl/V!

Layer Pu;rpose Vis


lInstruments ADT On IF
3
4
USER Dims
USER-Labs
DIM
IJ]

LAB
.~ r
On
On-:::;.
5 USER::::Notes
v NOT On
11
- - -=~.
_"IJ

,. Edi t layer:
Name
JLAYEl

'~lieset J

Janela de Definição do LAVER

Nesta janela existe uma lista rolável que mostra todos os LAVER pertencentes
ao VIEW. Se alterarmos o VIEW a lista pode ser atualizada clicando no CE
(Current Element). Role a lista acima/abaixo até que o LAVER desejado seja.
Agora mova o cursor sobre o membro da lista e clique com o botão esquerdo
do mouse para selecioná-Io. A seleção faz com que o item da lista seja
marcado e os outros componentes da janela alterem suas definições para as
do LAYER.

Para alterar o nome do Layer, simplesmente selecionamos o campo e


digitamos que alterações desejadas.

Purpose. Este botão mostra uma lista de todas as possíveis definições deste
atributo. Agora devemos selecionar a opção desejada para este LAYER.

Visibility. É simplesmente uma chave ON/OFF. A opção OFF remove


quaisquer itens armazenados neste LAYER do display do Area View. A opção
ON mostrará os elementos.

Attributes. Esta opção chama a janela DIM Layer Attributes que é explicada
abaixo.

Para alterar qualquer atributo que esteja definido, selecione a janela DIM Layer
Attributes pelo menu:
Modfiy> Layer> Attributes

Nela contém os botões de opções dos padrões para os atributos da seção de


cotagem.Use o cursor com o botão esquerdo do mouse para fazer as seleções.
Mova o cursor sobre a lista, continuamente, até você encontrar o elemento
desejado. O outro é um simples campo de texto, o qual é selecionado através
da movimentação do cursor dentro do campo e clicando com o botão do
mouse. Você poderá então digitar os padrões desejados. Os padrões das
unidades do Layer serão usados em qualquer saída de dados, tal como na
criação de Cotas que irá usar a unidade selecionada.

4-4 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização

v
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Cotagem
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Se você desejar que suas Cotas sejam exibidas em Foot e Inchs, então você
poderá fazer esta seleção. Um Layer pode usar somente um tipo de unidade, e
por esta razão se você desejar as duas unidades, métrica e imperial, você
precisará ter um segundo Layer. O padrão das unidades a ser utilizada esta
assegurada pelo atributo Layer UCOD (unidade co-ordenada).
Quando selecionamos os padrões para Tamanhos de Caracteres, Texto, e
Fontes, existem botões comutadores que estão selecionados para On e
adotarão os padrões para estes atributos diretamente dos padrões definidos. A
opção local buscará seus padrões de outros locais. A seleção para os padrões
é feita somente quando criamos um elemento que é originado da biblioteca
Draft, tal como os Simbolics Labels ou Símbolos.
?:iiDIM Layel Altli"ule, HtD EJ
Name DR2/S1/V1/LAYE1
Units: Distance I Hilli~etres ::J
Bore IHillimetres _ ~.::J
Precision: Hetric Imperial Fractions Angles

(dpls) (dpls) (ths) I Dpls..:J ~


~ 11 :i J32 , rr-:'
Null text: Juns.ej; --

Font

Char Spacing

Dim Line Pen [lJ l11hite ,fi' LThi~ ~,LsOlid ~;:JJ


r Gil Reselec't... 'I
Offset ~ Spacing !!! ~ ~
Direction

Terminators
First Terminator Default.'
[3 =
_ _--=:J

~J "."'" .- _..... ---'=Disiiss


-..-- 1
Nesta janela, temos Proj Une Pen e Dim Une Pens, com eles temos a
possibilidade de utilizar um dos pens definidos pelo usuário. Estes pens são
definidos pelo administrador do DRAFT.
Para selecionar um User Defined Pen clique sobre o botão Reselect. Irá se
abrir a janela Select User - Defined Peno Esta janela possui uma lista rolável
que exibe 40 estilos de linhas diferentes com cores disponíveis para seleção.
Para alterar a página exibida simplesmente clique nos botões Up ou Down.
Para que o estilo da pen desejada seja exibido, ele pode ser selecionado
clicando sobre o botão Cursor Selection, e então mova o cursor sobre o
número desejado e clique com o botão do mouse. A seleção da pen será
exibida na caixa Pen Number. Você pode entrar diretamente com o número
desejado através do teclado, após a seleção do campo. Após a seleção ter sido
feita, clique sobre o botão OK. Isto irá escrever o numero da pen selecionada
para a janela DIM Layer Attributes.

endpolnt Soluções Integradas Ltda. 4-5


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Cotagem Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEV AV ANTAGE PDMS 11.5 SP1

Se você souber o numero da pen, então você pode entrar com ele diretamente
dentro da janela DIM Layer Attributes. Uma vez que você já tem as
informações sobre a pen, existe um botão comutador o qual muda o pen ativo
para o User Defined ou pen Standard. Lembre-se que quando o botão estiver
pressionado, ele estará ativo (ON).
Após completar as seleções desta janela, clique sobre o botão Apply.
Modify> Layer> Members.

Ativa a janela Layer Members. Esta janela permite mover elementos de um


Layer para outro. Para isto selecione o Layer para onde os elementos serão
movidos através do botão Layer. Note que esta seleção pode ser feita primeira
como restauração de outras opções. Agora escolha através do Layer os
elementos que serão movidos pela seleção do Include Members from Layer.
Para selecionar todos os elementos para serem movidos utilize o botão Select
Ali. Quando tudo estiver selecionado, clique sobre o botão Apply.

4.4 Criando Cotas Lineares


o mais simples tipo de Cota Linear consiste em um par de pontos sobre o
desenho, cada um referindo-se a um ponto no modelo do Design. Para cada
um destes Dimension Points sobre o desenho, um Projection line é
desenhado em uma direção definida pelo usuário; entre estas linhas de
projeção paralelas, dimension lines são desenhos. Cada cota e a projeção de
cada linha pode ter textos associados.

Antes de começar criar as cotas, certifique-se que você selecionou o Layer,


através da janela DRAFT Dimension, para exibir o Layer correto para estas
novas Cotas.

4.4.1 Criando Cota Linear

Para criar uma Cota Linear você deve ter uma vista 20 selecionada no display,
nesta VIEW será criada as Cotas.

Selecione Create>Dimension Linear pelo Menu Dimensioning. A janela


Create Linear Dimension aparecerá.

Term.inators l~rrovs_.!J'
FirstTer..inator rDefaUlt .,_,,,1.

~';:tj ec:t ion Linl::l1ôf f

Angle I~~ -ii

Janela Linear Dimension

4-6 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Cotagem
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Notas relacionadas a esta janela:

Os tipos de cotas dados pelo botão de opção Type são Chain (série), Tail
(paralelo) ou Truncate (paralelo truncado).
Direction, o valor preenchido na caixa de texto especifica o ângulo entre as
direções selecionadas. A lista dada na direita alterará de acordo com a direção
selecionada na esquerda. A direção refere-se às direções no Banco de dados
DESIGN. A opção True é usada para dar a medida real entre dois pontos sem
considerar a direção.

Direção Derivada

Esta opção permite encontrar a direção de um elemento ou entre Ppoints de


um Banco de Dados do DESIGN e a utilizar para selecionar a direção usada
para as cotas.
A opção Terminator permite selecionar qual símbolo será exibido na
terminação de uma Cota Linear. Você pode escolher entre Arrows (seta), Dots
(Pontos), Obliqúes (Oblíquos) ou Off (sem terminação).

A opção First Terminator permite selecionar um terminator diferente para a


primeira cota linear que é utilizada para todas as outras. Note que a função
esta disponível somente para o tipo Truncate de cotas.

As opções Projection Line text dadas pela opção Text são:


Off sem texto

Item Name nome relacionado ao item

CL Item Name nome do item, precedido do símbolo linha de


centro.

Pipe Name nome do Pipe

Pipe Name BOP EL ARR nome do Pipe, seguido pela elevação do ponto de
chegada deste componente.

Pipe Name BOP EL LEA nome do Pipe, seguido pela elevação do ponto de
saída deste componente.

CL Pipe Name nome do Pipe, precedido pelo símbolo linha de


centro.

Equip. Name nome do Equipamento

CL Equip. Name nome do Equipamento, precedido pelo símbolo


linha de centro.

Geo. Coord coordenada geográfica (eixo de direção da Cota)


Dat. Coord dados da coordenada (ex. coordenada do SITE)

endpolnt Soluções Integradas Ltda. 4-7


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Cotagem Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

A opção Angle permite o ajuste da direção da linha de Projeção. A direção


padrão é 900 para a Dimension Line

Após preencher esta janela como desejado, clique sobre o botão OK para
ativá-Io. A janela Linear/Angular Dimension será exibida.

I
~ Linear/Angular Dimensions !!ira I&j!
11
.I
Conlrol Pos Proi Dim Gap AUs

~-li-IIiI~ei-'I:';"""W"""""""
Owner
..w_Efl.--
I.'.
)=- Create
- --
;;;:;;JI,:J:::~;;:I'
I

Bef ore 11 iDelete


Àf ter
q r ~e-A't"tãCIi
11,

PPoint . ..,.
P 1 ine Àny End =E1ÍFpoin t.~;;; .. ~
rm
--- ~~I I-
.- -- --- ----
E1
~

Janela Linear/Angular Dimension Creation

Esta janela é utilizada para capturar os pontos que são utilizados para criar as
Cotas e também faz a ligação com os elementos do modelo 3D. Existem três
tipos diferentes de pontos, que podem ser criados, cada um usado para uma
espécie diferente de cotagem. Os tipos de pontos são DPPT (Dimension
PointlPoint element), DPBA (Dimension Point Before/Afier), e DPOI (Dimension
Point).
Selecione através da lista, dada no painel à esquerda da janela, que permite
escolher o tipo de ponto a ser criado. O tipo de ponto criado será determinado
pela seleção na lista.
Existem quatro tipos de pontos, são eles:
. DPPT criado a partir do ITEM,
. DPPT criado a partir do PPOINT,
. DPBA criado a partir do BEFORE,
. DPOI criado a partir do 3D POSo

Veja abaixo os modos de criação de pontos para criação de cotas.


Item: Criará o ponto de cota (tipo DPPT Item: Criará o ponto de
cota (tipo DPPT) no PO do primitivo design).
Owner: Criará o ponto de cota (tipo DPPT) na Origem do
Equipamento do elemento.
Before / After: Cria uma Cota Linear fazendo uso do elemento P-Point do
Design. A opção Before selecionará a margem que
precede o PO na direção selecionada para o
dimensionamento, After é a margem após. Cria um ponto
tipo DPBA.

4-8 endpolnt Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Cotagem
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

P Point: Cria um ponto tipo DPPT.

Pline Any End: Permite utilizar os Plines dos steelworks. Cria um ponto
tipo DPPT.
Pline Prop'n: Permite utilizar os Plines dos steelwork. Você será
conduzido a identificar uma proporção ao longo do Pline a
ser cotado.

3D Pos: Chama a janela 3D Position para permitir entrar em um


conjunto explicito de coordenadas. Cria um ponto tipo
DPOI.

3D Cursor: Utilizando o cursor você pode selecionar uma posição.


Cria um ponto tipo DPOI.
Matchline: esta opção pode somente ser utilizada com o Limits-
defined VIEWs, ela cota de um ponto até os limites da
vista e deve ser sempre o último ponto da série.
Create

Quando for criar um Dimension Point, clique sobre Create. (é usado se deseja
criar pontos sucessivos com controle de posicionamento diferente, ou se
deseja utilizar os controles de posicionamento 3D Pos, Cursor ou Matchline).
O botão Create normalmente terá que ser selecionado para cada ponto. Uma
mensagem apropriada será exibida na área de status, dependendo da opção
de posicionamento selecionada, exceto para 3D Pos quando uma janela 3D
Position for exibida. Neste caso, entre com a coordenada desejada dentro da
caixa de texto sobre a janela.
Para criar um ponto de cada vez clique com o mouse sobre a opção Create e
depois selecione o ponto que deseja. Repita este procedimento até que o
número desejado de Dimansion Points tenha sido criado.

Se optar pelo Automatic Repeat para criar os pontos a serem cotados, você
deve selecionar todos os pontos e quando terminar, apertar a tecla ESC no
teclado.

~ Linear/Angular-Dimensions . [!ira!1

endpolnt Soluções Integradas Ltda. 4-9


Proibida a reprodução sem prévia autorização
'--'
'-'
Cotagem Treinamento em Produção de Desenhos
(usuário)
'-' AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

\.....-
'-- Ppoint você pode entrar neste campo com o número do Ppoint que desejar e a
'-" linha de projeção estará anexada a ele.
'-'
'--'
'--'
\.....-
'-'
\.....- Número do PPoint

"--'

.......

"-' . .

"-'
'--' Pline como os Ppoints, você pode alterar o pline que sua linha de projeção
esta anexada ou a proporção ao longo desta medida.
"-'
"-" Re-Attach
'-' Se deseja reposicionar um dos Dimension Points que tenha sido criado, clique
'-' sobre Re-Attach. Em resposta à mensagem que aparece no display, clique
v sobre a Linha de projeção de um dimension point que você deseja redefinir.
'--' Em resposta a segunda mensagem, especifique (de acordo com a opção de
posicionamento selecionado) a posição para onde você deseja mover o
'-'
dimension point.
'-'
Nota: Você não pode alterar os tipos de ponto. Se você criou um Before/Afier (DPBA) e deseja
',-" mudar para um (DPPT), você deve apagar o primeiro ponto e então criar um novo ponto
'-' utilizando a opção correta.
'-' 4.4.2 Editando uma Cota Linear
'-'
'-' A barra de menu no topo da janela Linear I Angular Dimensions fornece
auxilio no controle sobre a aparência de uma cota. O menu permite controlar os
'-'
atributos de posicionamento referente à cota, seu texto e intervalos inseridos.
"-'
I
'-' ~ Linear/Angular Dimensions [!Ira fE3
'-' ,i Control Pos Proi Dim Gap Atts
Ii=
'-'
\.....-
'-'
"-"
'-'
'-'
'-'
'--'
'-'
'-'
'-'
V
'-...r 4-10 endpoint Soluções Integradas Ltda
Proibida a reprodução sem prévia autorização
'-"
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Cotagem
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Movendo sua Cota

Selecione a cota que você deseja mover clicando sobre ela. Então selecione
Position>Dimension>Cursor através da janela Linear/Angular Dimensions
na barra de menu. Clique sobre o ponto onde você deseja a Cota (ou a
projeção para ela) para completar.

~ Linear/Angular Dimensions [!irata

Spacing
Clear ance

Overshoot
Dimension T ext

ProiectionText .
f"" ~I

- _._-- -

Projection Line Clearance

Select the Projection line that you wish to modify by clicking on it. Select
Position>Clearance>Cursor from the Linear/Angular Dimensions menu bar.
Click on the point where you wish the projection line clearance to extend to.

,,--,o Selecting Position>Clearance>Default will reset the projection line clearance


using the default clearance value cascaded down from the owning Layer.
Movendo o Dimension Text

Selecione o texto que você deseja mover, clicando sobre ele. Selecione
Position>Dimension Text>Cursor através da barra de menu Linear/Angular
Dimensions. Clique sobre o ponto onde você deseja que a origem do
dimension text seja movida. A origem esta no centro da altura do caractere
'abaixo' do texto. Se o texto é movido e este por sua vez coincide com um
dimension line, um intervalo será inserido automaticamente na linha.

Note que se existe espaço insuficiente entre o final de duas linhas de projeção
para possibilitar que o dimension line text seja fixado em paralelo com o
dimension line ele será automaticamente rotacionado em 90 graus. Reduzindo
o tamanho do texto do caractere, pode-se resultar em um espaço suficiente
para a exibição do texto paralelo ao dimension line.
Clicando sobre o texto e selecionando Position>Dimension Text>Default,
será apagado o dimension text offset para seus valores padrão.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 4 -11


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Cotagem Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Movendo a Linha de Projeção do Texto


Selecione o texto que você deseja mover clicando sobre ele. Selecione
Position>Projection Text>Cursor através da barra de menu Linear/Angular
Dimensions. Clique sobre o ponto onde você deseja que a origem da linha de
projeção do texto seja movida. A origem padrão está no canto direito inferior
do texto, mas este será diferente se a justificação do texto não for um padrão.
Clicando sobre o texto e selecionando Position>Projection Text>Default será
apagado o projection text offset para seu valor padrão.

Justificação da Linha de Projeção do Texto


Selecione o texto que você deseja mudar a justificação clicando sobre ele.
Selecione Projection>Justification através da barra de menu Linear/Angular
Dimension. Selecione a justificação desejada através do submenu.
Towards é o padrão.

Towards seleciona o texto que o primeiro caractere é direcionado para o


dimension line, Centre seleciona o meio do caractere e Away alinha o último
caractere com o dimension line.

Linha de Projeção do Texto


Selecione o texto que você deseja alterar clicando sobre ele. Selecione
Projection>Line Text através da barra de menu Linear/Angular Dimensions.
Selecione Off ou fonte desejada através do submenu.

Ângulo de Projeção
Esta seleção te dará as seguintes opções sobre a linha de projeção do texto: -
Padrão, Horizontal, Vertical ou Default

Dim>Ângulo
Selecionando este menu, será permitido alterar a cota do texto para Padrão,
Horizontal, Vertical, Exterior, Paralelo ou Default.

Criação de Gap
Até dez Gaps podem ser inseridos na linha de projeção.

Selecione a linha de projeção que você deseja inserir um Gap clicando sobre
ele. Selecione Gap>Create através da barra de ferramenta Linear/Angular
Dimensions. Selecione Default através do submenu e clicando sobre a linha
de projeção irá ser produzido um Gap default com 2mm de comprimento.
Selecionando StartlFinish através do submenu, isto irá permitir criar um Gap
clicando sobre o inicio desejado e o ponto final. Com botão esquerdo do mouse
selecione o ponto inicial, o cursor mostrará uma ajuda circular de um gráfico
exibindo a medida de um espaço. Para selecionar o ponto final selecione com o
botão do mouse.

4-12 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Cotagem
AVEV AV ANTAGE PDMS 11.5 SP1

Apagar o Gap

Selecione a linha de projeção contendo os Gaps que você deseja apagar


clicando sobre eles. Selecione Gap>Delete através da barra de menu
Linear/Angular Dimensions. Selecione Identify através do submenu, clique
sobre o gap que você deseja apagar. Selecionando Ali, irá apagar todos os
gaps da linha de projeção que estiver selecionada.
Atributos

Se você desejar alterar os atributos referentes ao Dimension Point, então


selecione a opção Atts no topo da janela. Isto irá exibir o menu com as opções
Definition, Dimension, Projection. Se Definition for selecionado, uma janela
Modify Linear Dimension (similar à janela Create Linear Dimension) será
exibida. Faça as alterações apropriadas. Se Dimension for selecionado, a
janela Dimension Attributes será exibida permitindo você alterar a fonte e o
pen para o dimension line.
Finalmente, se Projection for selecionado, a janela Projection Attributes será
exibida. A janela Projection Attributes permite variar o pen e a fonte, referente
à linha de projeção.

Clique sobre Apply quando tiver terminado de alterar os atributos.

4.5 Criando Cotas Angulares


o tipo mais simples da Cota Angular consiste em um par de direções no
modelo Design (a direção da cota) que emite através da origem da cota.
Estas direções são projetadas para dentro de um desenho e são representadas
pelas linhas de projeção. Entre estas linhas um dimension arc é desenhado
centrado sobre a origem da cota. Cada dimension arc e linha de projeção
podem ter uma parte do texto associada com ele.
Cotas Angulares compartilham muitas propriedades de Cotas Lineares; Elas
podem ser únicas ou de multi - valores, em série ou paralelas, ou truncada.
4.5.1 Criação de Cotas Angulares

'-' Selecione Create > Dimension Angular pelo Menu Dimensioning. A janela
Create Angular Dimension aparecerá.

'Can.!ir J
..

Janela Angular Dimensions

endpoint Soluções Integradas Ltda. 4 -13


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Cotagem Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

A seleção Clockwise / Anticlockwise / Standard / Reversed define o sentido


de rotação do menor arco através do primeiro para o segundo ponto de cota.
O botão Terminator permite selecionar qual símbolo será exibido na
terminação de uma linha de Cota, se estiver em todas. Você pode escolher
entre Flecha, Pontos, Oblíquos ou Off.
O botão First Terminator permite você selecionar uma terminação diferente
para a primeira linha de cota que é usada por todas as outras. Note que a
função está disponível somente para o tipo truncado de cotas.
As opções Projection Line text dadas pelo botão de opção Text são:
Off sem texto

Item Name nome do item

Clique sobre OK, e então clique com o mouse sobre o item que deseja que a
cota tenha sua origem (ex.: o ponto pelo qual as direções da cota angular
seja emitida; uma mensagem é mostrada no display). A janela Linear/Angular
Dimensions é exibida.
i
I~ Linear/Angular Oimensions [!!j[dII:t3!
:: C~ntrol Pos Proi Dim Gap Aus
!
_ i
!.J:::~:;J1 I
!

!
!
!

-- J
Janela Linear/Angular Dimensions

Esta é a mesma janela que a Linear Dimensions. Use como explicado para
Linear dimensions.

4.5.2 Editando uma Cota Angular

A barra de menu no topo da janela Linear/Angular Dimensions mostra mais


controle sobre a aparência da cota. O menu permite controlar atributos de
posição referente à cota e seu texto, e para inserir Gaps. Utilize como
explicado para Cotas Lineares.

4.6 Criando Cotas Radiais


Uma Cota Radial é uma forma de cota linear que pode ser utilizada para
desenhar cotas de raios e diâmetros de elementos circulares. Cotas Radiais
possuem um centro de cota definido pelo atributo DDNM, normalmente a
origem do elemento dimensionado.

4-14 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Cotagem
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Para criar uma Cota Radial selecione Create>Dimension>Toolbar pelo menu


Dimensioning.
Será exibida a janela Dimensions de ícones que permitem criar todos os tipos
de Cotas.

Radial

J On Item _~
10 El~1
~,~
P.C.D.

I From . I temU lEr!


e
r
~
J.T~
-' Ir- '-
[?3f?j
'
: 7J" 'I~ .?\...
',.,',
-- .._It~~-
~',
-- .. .
--~

Janela Dimensions

Os icones Linear e Angular exibirão a janela Linear/Angular Dimensions


como explicado anteriormente.
Para Cotas Radiais selecione On Item ou Vertex, no campo Radius. A janela
Radial Dimension (como mostrada abaixo) aparecerá, após selecionar o item
para a cota.
~.- -----------

~ Radial Dimensions [;!I[d!t3


. Control Dim Gap AUs
DISH 1 of EQUIPMENT
/CllOl

Radius on. . .

Para selecionar a linha de cota selecione Re-Attach e marque o novo item.


Selecione Geometry para mover a cota sobre sua origem. A opção Geometry
ilumina a cota e permite mover partes dinamicamente de uma cota através da
seleção e desenho dos mesmos para a posição desejada.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 4 -15


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Cotagem Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

As opções Gap e Attributes no menu oferecem as opções para a criação de


cortes em linha de chamada e alterar os atributos das linhas de Definição,
Cota e Projeção, da mesma maneira que para Cotas Lineares.
Para Diâmetros selecione On Item ou Vertex e então o ícone Diameter. A
janela Diametral Dimension (como mostrada abaixo) aparecerá.

,Control Dim Gap AU$


DISH 1 of EQUIPMENT
/Cll01

Diam. On... ii
II
II

Para alterar a linha de cota selecione Re-Attach e marque o novo item.


Selecione Geometry para modificar a cota sobre sua origem.
As opções Gap e Attributes no topo da barra de menu oferece a você as
opções para criar fissuras na linha guia e alterando os atributos das linhas de
Definição, Cota e Projeção, da mesma forma que para Cotas Lineares.
A última janela de dimensionamento é a Pitch Circle Diameter (PCD). Esta é a
janela da cota Radial.
Através do Dimension Toolbar, escolha From Item, From Ppoint, From
Vertex, ou From 3D Pos e clique no centro de um P.C.D. (Este poderia ser
bocais posicionados ao redor de uma Coluna). A seguinte janela será exibida.
~ PCD Oimensions !!Ira f3
Control Dim Gap AU$
~I
/Cl1o l-Nll 1/
~I

'-....--'

'-' - - -- ---
- --- -.- J
'-'
Todas as opções nesta janela são as mesmas que para cotas Radiais, com a
v
adição de uma opção Dim. Esta seleção permite aos usuários alterar o ângulo
'---' de uma cota de texto para Padrão, Horizontal, Vertical ou Default.
'--'
'-..-
'---'
'---'
v
'---'
'I.......-

'-' 4-16 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
'-'
'-"
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Cotagem
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

4.6.1 Modificando o Dimensionamento de Elementos

Todas as cotagens de elementos do DRAFT podem ser modificados,


começando pelo campo Modify no menu DRAFT Dimensioning. O
procedimento para modificar um elemento é muito similar que o para criá-Io;
veja referência de seções anteriores deste capítulo para detalhes de criação de
elementos.

4.6.1.1Modificando Linear ou Angular


A cota que você deseja modificar deve ser o elemento corrente, e deve estar
em uma vista 2D que inclua a cota no display.
Selecione Modify no menu Dimensioning. Existem várias opções disponíveis,
Definição, Cor e Fonte, Linha de Cota, Linha de Projeção, Pontos de Cota,
e Geometria de Cota.

Definition. Exibirá a janela Modify Linear ou Angular ou RadiaI/P.C.D.


Dimension. Nesta janela você pode alterar alguns atributos de cotas como
Texto e Terminações.
Colou r & Font. Exibirá a janela Dimension Colour & Font que permitirá
alterar a cor do text pen, o tamanho da fonte e estilo e estilo de linha e cor para
a cota selecionada.

Dimension Line. Exibirá a janela Dimension Attribute que permitirá alterar a


cor do text pen, o tamanho da fonte e estilo de linha e cor para a cota
selecionada.

Projection Line. Exibirá a janela Dimension Attribute que permitirá alterar a


cor do text pen e a cor da linha de projeção, estilo e o alvo.
Dimension Points. Exibirá a janela Linear I Angular ou Radial Dimension
dependendo de qual tipo de cota tem sido selecionada para modificação. A
partir daqui você pode Re-Anexar a cota, adicionar Gaps ou alterar diversos
atributos.

A última opção, Modify > Dimension > Geometry é aplicável somente para
Cotas Radiais. Você deve selecionar as alterações desejadas na Cota, e a
seguinte janela aparecerá.

,Pick markers & modify RDIM

Option 2D Cursor hit


Text angle IHorizontal

A cota selecionada é iluminada com um 'hot spot' selecionável. Altere a Cota


selecionando o 'hot spot' e movendo para sua posição.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 4 -17


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Tags
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

5 Tags
5.1 Alterando Aplicação
Para entrar na Aplicação de criação de Tags, selecione o seguinte caminho da
barra de menu Geral do DRAFT.Draft > Labels. Isto fechará a aplicação que
esta corrente e carregará a seção de Tags. A alteração para a seção de
aplicação pode ser carregada através da sessão DRAFT, ex.:Labelling ... 2D
Drafting ou Labels - - - - -General e então on
Isto também pode ser ativado pela seleção do ícone correto através da barra
de menu superior no Draft.

"Draft Display Graphics Query SeUings Utilities Create Modify d

- -- ~ ~ ~ ~ j-abelling Application

Uma vez carregada à seção, você verá que a barra do menu Geral do DRAFT
foi alterada para a barra de menu do DRAFT Dimensioning. As primeiras quatro
opções (Draft - Query) não possuem alterações, estas são as mesmas em
todas as seções. As outras opções sobre este menu são exclusivamente para a
criação e modificação de dimensões. Abaixo das opções na barra de menu do
DRAFT Labelling existem três botões. Estes botões são utilizados para
selecionar a folha, layer e visualizar se o layer está selecionado em on ou off.

:33/DR~/Sl _ _ _ : :;1.tn~*DR1~1:Vl/ÚSER_labs
O botão sheet permite a seleção de qualquer folha que tenha sido previamente
iI:
selecionada e adicionada à lista. Estes botões armazenam uma lista de suas
working sheets corrente, sendo certamente que todas estão disponíveis. Se a
folha desejada não estiver na lista, então você terá que adicioná-Ia através da
opção Draft > Select Work Sheet.
Isto irá exibir a janela Drawing Selection. Selecione o DEPT, REGI, DRWG e a
folha desejada e clique no botão OK.

Se o elemento desejado foi criado desde sua primeira vez que entrou no
DRAFT ou desde sua ultima atualização nesta janela, utilize o botão Re-Ioad
na parte superior direita, no canto da tela. Isto irá recarregar a lista de membros
geral para dentro desta janela. Tendo completado, selecione sua folha
desejada.

,3H:1~DRi~ - - - -.. . :: - . . 'õõ ... ..~lõn.~D~l;~l/-"~l/~SER_LabS

Uma folha pode também ser adicionada a lista de working sheet navegando ao
elemento e selecionando o sinal de + sobre a janela dos menus principais
(mostrado acima). A seleção de uma folha através do mostrado acima pela
barra de ferramentas do menu do DRAFT resulta em que a folha selecionada é
adicionada ao Display principal.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 5 -1


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Tags Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

o botão Layer permite fazer todos os itens assegurados por esta Layer para
estarem invisfvel (OFF) ou visfvel (ON).O campo posicionado à direita do botão
ON/OFF, lista todos os Layers da vista corrente que tenham o atributo Purpose
selecionado com LAB ou TAG. Caso os Layers tenham outro Purpose não
serão exibidos nesta seção. Nota: Outros Purpose de Layers podem ser
definidos pelo administrador do Draft para o uso com o Labelling.

5.2 Introdução à criação de Tags no DRAFT


Os Tags são uma forma de anotações nos desenhos, compreendendo texto e I
ou gráficos, associados com itens do Design. Os elementos Tag são os
General Label (GLAB), e o Symbolic Label (SLAB). Os SLABs são similares
aos GLABs, exceto que são gerados pelos 'templates' (que contém os
primitivos 20) definidos pelo elemento Symbolic Template (SYTM) antes que
o texto simples.
Os elementos Tag existem como membros dos Layers. SLAB templates
(Sfmbolos Templates e Text Templates, (TXTMs)) existem como membros do
LabelLibraries (LALBs). A parte mais importante da hierarquia da base de
dados do DRAFT é exibida abaixo.

LAYE LlBY

LALB

GLAB SLAB TXTM SYTM

Os elementos General Label e Symbolic Label são gerenciados por Layers, os


quais são gerenciados por VIEWs. O menu Symbolic & Labels permite criar
todos os quarto tipos de elementos.

5-2 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Tags
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Os principais aspectos de um tag são:

Label Attachment Point: A posição da VISTA 20 equivalente para


um p-point especificado pelo usuário ou (por
padrão) a origem de um item do Design com
o qual o tag é associado.

LabelOrigem: Uma posição dentro do corpo de um tag que


é utilizado para posicioná-Io.

Label Position: Uma posição 20 dentro da VIEW a qual a


origem dos Tag é posicionado; isto pode ser
uma posição da VISTA absoluta ou uma
posição relativa para os pontos de ajuste
dos Tag.
Leader Une: Uma linha do ponto de conexão para o
ponto de ajuste do tag.
Leader Une Connection Point: Uma posição, definida relativa para a
origem do tag, para qual a linha de
chamada fosse desenhada.

5.3 Utilizando Símbolos no DRAFT


5.3.1 Criando Layers para Tag e Símbolos

Tag são gerenciadas por Layers, e ocorrência de Símbolos (como primitivos


20 de desenhos e texto) por Notes. Esta seção descreve como criar ambos
tipos de elementos.
Quando uma VISTA é criada, um conjunto de Layers, cada um com o
'propósito' diferente, será criado automaticamente abaixo do mesmo, como
selecionado pelo Administrador do Sistema. Você pode criar Layers adicionais
se você desejar.

Iniciando no nível VIEW, selecione Create > Layer. Um elemento Layer (LAYE)
será criado automaticamente, e a janela Create LAYE aparecerá.
A caixa de texto Name conterá automaticamente o nome do Layer, o qual você
pode alterar se desejar. Clique em OK.
O Layer que você criou aparecerá no botão Layer, localizado sobre a barra de
menu Draft Labels, com seus Propósitos selecionados para LAB, e isto é
porque você esta utilizando a Aplicação Labels.

5.3.2 Definição de Layer

Para alterar qualquer das Definições de Layer selecione Modify > Layer >
Definition. Se você desejar renomear o Layer clique com a barra de espaço na
caixa de texto Name e selecione o novo nome.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 5-3


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Tags Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Você poderá alterar o Propósito das Layers isto é carregado selecionando o


Layer utilizando o botão de opção Purpose. Escolha se o Layer estará visível
ou não utilizando o botão de opção Visible. Se você desejar que o Layer seja
exibido, selecione os padrões para serem outros que os usuais, e clique sobre
o botão Attributes. O Visibility pode também ser selecionado pela barra de
menu Draft Labels.

5.3.3 Atributos Layer

A janela Layer Attributes será exibida, o tipo particular dependendo do


Propósito padrão. Cada janela Layer Attributes permite que estes atributos
importantes para os propósitos do Layer sejam modificados.
Os atributos Layer ques podem ser feitos por estas janelas serão utilizados
como padrões (no nível local) para todos os elementos que estão
subseqüentemente criados abaixo do Layer.
Para todas as janelas Layer Attributes, as definições de Une pen (incluindo
aquelas utilizadas para hatch patterns) podem ser selecionadas utilizando os
botões de opções sobre a janela, ou podem ser escolhidas através do
conjunto predefinido. (este conjunto provavelmente terá sido selecionado pelo
administrador do seu sistema para ser padrão para o projeto).

Clique sobre o botão User - Defined, e clique sobre o botão Reselect. Uma
janela Select User - Defined Pen aparecerá. Esta janela é idêntica àquela
disponível para uso quando criamos desenhos.

5.4 Criando Tags


Tags podem ser General ou Symbolic (ou special). Os dois tipos são
similares, exceto o gráfico de referencia de Tag Simbólicos e /ou texto
template de informação. Símbolos Pipe End podem também ser criados pelo
mesmo menu.

5.4.1 Criando uma 1ag Simbólico (Symbolic Label)


O DRAFT tem armazenado um conjunto de bibliotecas de Tags Simbólicos
Padrão a qual pode ser selecionada e adicionada ao desenho. (o Administrador
do Draft pode alterar as Bibliotecas armazenadas na companhia - algumas
especificas). Os Tag podem incluir texto inteligente, por exemplo, um tag
simbólico utilizado sobre um bocal pode exibir o nome e outras informações
automaticamente.

Um Tag Simbólico pode somente ser adicionada ao Layer. Para adicionar um


Tag Simbólico você deve ter uma vista 2D da Área sobre o display o qual inclui
a VISTA contendo um elemento do Design...

Selecione Create > Symbolic Label pela barra de menu Draft Labels. Se
necessário, identifique a VISTA para o qual o Tag Simbólico deve ser
adicionada. A janela Symbolic Labels e a janela Library aparecerão.

5-4 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Tags
'-' AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1
"-"

A janela Symbolic labels permite selecionar a Layer que você deseja que os
Tags apareçam. O processo de seleção de um tag simbólico, adicionando-o à
VISTA, redimensionando-o, movendo-o, manipulando suas linhas condutoras e
definindo o tipo do elemento para anexar são também controlados por esta
janela.

"-" A janela Library é utilizada para exibir os Tags Simbólicos padrão


armazenadas com o DRAFT. Bibliotecas diferentes podem ser especificadas,
cada qual contendo uma seleção de Biblioteca de Tag.
"-"
Utilize o botão de opção layer (sobre a barra de menu Draft Labels) para
especificar o layer que você deseja que os Tags apareçam. Somente layers
com o atributo purpose selecionado para lAB serão visualizados.

Selecione o tipo de elemento que você deseja dar um tag pelo botão de opção
Attach to. A lista padrão consiste em elementos significantes; selecionando
Menu através da parte inferior da lista é dada uma lista de elementos não -
significantes. Selecione Significant Elements para retomar à lista original.
"-"
A janela Library exibirá aquelas Tag Simbólicas presentes na Biblioteca de
Tag as quais os nomes aparecem sobre o botão de opção na parte inferior da
"-"
janela. Se não vir o Tag que você deseja, mude para uma Biblioteca de Tag
diferente (ou para uma Biblioteca diferente) utilizando os botões de opções na
\ ' parte inferior da janela. A tela será atualizada de acordo.

Clique sobre Create NEW para iniciar o processo de seleção / cópia da Tag.
Nota: Os textos presentes com alguns dos Tags Simbólicos da Biblioteca podem ser somente
descrições e não faz parte do Tag.

Tendo iniciado o posicionamento do Tag sobre a VISTA, utilize as caixas de


texto Scale e Rotate para ajustar o tamanho e orientação dos Tag como
necessário.

Se você deseja alterar os atributos do Tag Simbólico, clique sobre o botão


Attributes. A janela Symbolic label Attributes aparecerá.
Esta janela permite variar a pen / fonte do texto, linha de chamada e terminais,
e estrutura de peno Estas facilidades são muito similares com aquelas utilizadas
quando criamos (Label) Layers. Esta janela permite também variar as
características de uma linha de chamada de Tag. As mesmas facilidades
estão também disponíveis pela barra de menu sobre a janela Symbolic
labels.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 5-5


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Tags Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

~ muolic laucls
I" Pos~ion Gap libraf}'
1II!I@iEi

I /dr2/S1/V1/USER Labs
· fi! 'EreateCOP~I[Creãt';9miI
I 'J<eSeíeõt""L"íDrãrY=raEm.I!ATI~u'fb,., I

í Attachto IAll _ .:;!7Re-rnachl


Ppoint C:.:~I -
Pline ~'prop'nc-:--,:Cursorl
-- ~1
Rotat'1L
- __
-.::I AlongPlineAxi-,+X~
,_ __

Blanking r Blank Margin!g =


I

I Scale
i X!f ='=== Y 11==
Offset IRelativ~

'APPryJ Dismissl

_.mIX

-:1!
Library1:DRA/M_AS/lABELS/GEN~ ..:.I'

lab/Symb liby r:DR~/MAS/lABElS/GEN/EL-DATUM ;:)j !

Janela simbolic label

5.4.2 Movendo uma Tag Simbólica


Selecione Position > label seguido de Default, Cursor ou Att.Point como
desejado através da janela Symbolic Labels.
Default posicionará o (origem do) Tag em sua posição padrão. Isto esta
posicionada em um local fixado (XO mm, YOmm) através dos
attachment point dos Tag. Estes padrões podem ser alterados
pelo Administrador do Draft.
Cursor posicionará o Tag (origem) no indicador de posição quando o
botão do mouse for clicado.

5-6 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Tags
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Att.Point posicionará O (origem do) Tag em seu attachment point (ex.: não
existirá linha de chamada).
Nota: Tags podem também ser movidas utilizando o menu Utils > Speed Position através da
barra de menu Symbols & Labels ou Modify > Geometery (ver posteriormente nesta seção).

Inclinando a Linha de chamada

o Tag Linha de chamada pode ser inclinada (ou feita reta) utilizando o menu de
seleção Position > Bend na janela Symbolic labels ou utilizando o menu de
seleção leader > Bent (ou leader> Straight) sobre a janela Symbolic label
Attributes.

Faça a seleção apropriada do menu (através das janelas) de acordo com a


forma da linha de chamada que deseja criar. Cada opção de menu se refere à
forma de uma linha de chamada como através do attachment point da Tag. A
janela leader Line Bend aparecerá.
Cada janela leader Line Bend contém um diagrama pequeno dos tipos de
linhas de chamada inclinada como são criadas.

Entre com o ângulo desejado de inclinação. Note que um valor deve ser
armazenado; (ao menos que a opção Cursor seja utilizada, ver abaixo) não
existe valor padrão.
A posição do ponto de inclinação é determinada pela forma da linha de
chamada selecionada e o ângulo de inclinação. Se você desejar especificar a
posição do ponto de inclinação, clique com o botão Cursor, e clique com o
indicador na posição do ponto de inclinação desejado. Neste caso o ângulo de
inclinação será calculado e exibido na caixa Angle quando Apply é clicado.
Para criar uma linha condutora inclinada totalmente por 'definição do usuário'
(com porções nem horizontal nem vertical), selecione a opção Free (One
Bend) ou Free (Two Bend) através do menu relevante.
Entre com as medidas X, Y desejadas, utilizando um diagrama pequeno como
auxilio. Alternativamente, clique sobre o botão Cursor, e clique com o indicador
na posição do ponto de Curva desejado. Neste caso X e Y serão calculados e
exibidos na caixa Offset quando Apply for clicado.
Nota: quando manipulamos a linha de chamada através da janela Symbolic Labels, clique
sobre Apply na janela Leader Line Bend para observar as alterações.

Quando manipulamos a linha de chamada pela janela Symbolic label


Attributes, clique sobre Apply na janela leader Line Bend, e clique sobre
Apply na janela Symbolic label Attributes.
Linhas de chamada Retilínea

Para tornar retilínea uma linha de chamada inclinada, selecione Position >
Bend > Straight na janela Symbolic labels ou leader > Straight na janela
Symbolic label Attributes, como apropriado.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 5-7


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Tags Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Desobstrução da Linha de chamada


Selecione Position > Clearance > Cursor pela barra de menu da janela
Symbolic labels. Utilize o indicador para selecionar a desobstrução da linha
de chamada.

A Desobstrução padrão da linha de chamada é zero. Para retomar a este


estado, selecione Position > Clearance > Default.
Conexão da Linha de chamada

Selecione Position > Connection Point pela barra de menu da janela


Symbolic labels, ou selecione leader > Conection Point pela barra de menu
da janela Symbolic label Attributes. A janela Connection Point aparecerá.
Entre com o ponto de conexao X, Y desejado dentro das caixas de texto.
Alternativamente, clique sobre o botão Cursor, e clique com o indicador na
posição desejada do ponto de conexão. Neste caso X e Y serão calculados e
exibidos nas caixas X, Y quando OK for clicado.

O ponto padrão de conexão é zero (ex.: o ponto de conexão é coincidente com


a origem do Tag). Para retomar ao seu estado, clique sobre o botão Default.
Intervalos nas Linhas de chamadas

Selecione Gap > Create através da barra de menu da janela Symbolic labels
ou leader > Gap > Create . . . na barra de menu da janela Symbolic label
Attributes. Note que o limite, que pode ser alterado, no máximo 10 espaços
por linha de projeção, está em vigor.
Selecionando Default pelo submenu e clicando sobre a linha, será produzido
um espaço (2mm) de comprimento padrão centrado sobre o ponto certo, este
valor pode ser alterado pelo Administrador como todos padrões.
Selecionando Start I Finish pelo submenu, será permitido criar um espaço
clicando sobre os pontos iniciais e finais desejados.
Para apagar os Gaps é através da seleção Gap > Delete pela barra de menu
da janela Symbolic labels ou leader > Gap > Delete através da barra de
menu Symbolic label Attributes.
Selecionando Identify através do sub menu, será necessário clicar sobre o gap
que deseja apagar, o qual será então apagado.
Selecinando Ali, todos os gaps da linha de chamada do Tag selecionado serão
apagados.

5-8 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Tags
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

5.5 Criando um Tag Geral


Para criar uma Tag Geral deve ter uma vista 20 sobre o display o qual inclui a
VISTA dentro dos quais você deseja criar a Tag, com o elemento do Oesign
que será anexado juntamente. A Layer que você deseja que os Tags
apareçam, é selecionada através da barra de menu de Tag do Oraft.
Selecione Create > General> label. Se necessário, identifique a VISTA para
a qual a Tag Geral será adicionada acionando a mensagem que aparecerá. A
janela General labels aparecerá.

O processo de criação de Tag, adicionando a VISTA, redimensionando,


movendo, manipulando suas linhas de chamadas e definindo o tipo do
elemento, também são controlados por esta janela.
Selecione o tipo do elemento que você deseja colocar tag através do botão de
opção Attach to. A lista padrão consiste de elementos significantes;
selecionando Menu pela parte inferior da lista, é dada uma lista de menus de
elementos não - significantes. Selecione Significant Elements para retomar
a lista original.
Clique sobre Create NEW para iniciar o processo de seleção / cópia da Tag.
Muitos dos aspectos da janela Symbolic labels são comuns a janela General
labels.

Se você deseja alterar os atributos da Tag, selecione através do botão de


opção Attributes a classe de atributos que você deseja modificar. Localizando-
se abaixo da lista, as janelas Text Settings, Text Contents, Frame ou leader
Une será exibida, como apropriada.

. Para Tag text settings, a pen, fonte, justificação e alinhamento são


todos selecionáveis através dos botões relevantes de opção sobre a
janela label Text Attributes. O tamanho do caractere do texto,
espaçamento e linha de espaçamento são selecionados pelas caixas de
texto relevantes.

. Para a estrutura da Tag, a visibilidade da estrutura e a pen podem ser


selecionados pelos botões de opções relevantes sobre a janela label
Frame Attributes. A desobstrução da estrutura e orientação são
selecionadas pelas caixas de texto relevantes.

. A linha de chamada do Tag pode ser selecionada para inclinada ou


retilínea através do menu sobre a janela label leader Attributes. As
opções disponíveis são muito similares com aquelas disponíveis para
Tag Simbólico. Os gaps da linha de chamada são controlados pelo
menu Gap. A espessura da linha de chamada e o tipo do terminação
são selecionados pelo botão de opção relevante, e a desobstrução da
linha de chamada é selecionada através da caixa de texto Clearance.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 5-9


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Tags Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Os conteúdos do texto da Tag (ex.: texto inteligente) são controlados pela


seleção do Text Contents através do botão de opção Attributes. Isto exibe a
janela Label Contents.
Em adição ao uso do texto inteligente você pode utilizar qualquer ponto na
seqüência do caractere de qualquer dos Conjuntos de Caractere Alternativo
(veja Apêndice A). Para utilizar qualquer um destes precisará conhecer o
código para o símbolo desejado. Este código é então preenchido dentro do
caractere, mas deve ser precedido por um caractere (-). Este caractere (-) diz
ao DRAFT para utilizar o Conjunto de Caracteres Alternativo
~ Dynamic Texl ~[Gj lf3
'I Posilion Juslify Align

!,II--- -
-- - - ... -- ;;r: =

-."- -- --- -- -- ...


-

Janela Label Contents

Utilizando a janela Label Contents


Selecione os textos inteligentes do Tag (código que deve preceder um texto
inteligente - #) que você deseja através da lista dada pelo menu Codewords
no topo da janela. Os códigos selecionados aparecerão na caixa de texto Edit
Buffer.

Alternativamente, os códigos desejados podem ser diretamente selecionados


dentro da caixa de texto Edit Buffer, ou o código selecionado pode ser editado.

As operações que podem ser realizadas pelo botão de opção esquerdo da


Janela Edit são:
Cut substitui o código selecionado na lista da Janela Edit com o
código no Edit Buffer.

Copy copia o código selecionado na lista da Janela Edit.


Paste cola somente o código Cortado (ou Copiado) dentro da lista da
Janela Edit.

Edit copia do código selecionado na lista da Janela Edit para o Edit


Buffer.

As operações que podem ser realizadas pelo botão de opção abaixo do Edit
Buffer são:

Replace substitui o código selecionado na lista da Janela Edit com o


'-' código em Edit Buffer.

5-10 endpolnt Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Tags
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Insert inseri o código no Edit Buffer após selecionar o código # na lista


da Janela Edit.
Nota: Posicionando os códigos na lista da Janela Edit pode ser dado textos da Tag multi -
Une.

Tendo realizado a seleção codeword desejada, editando e operando a lista da


Janela Edit, clique sobre Apply. Todos dos códigos na lista da Janela Edit
que será aplicada ao Tag. Ver exemplos para Apêndice A.

5.6 Movendo um Tag


Selecione Position > label seguido de Default, Cursor ou Att.Point como
desejado através da janela General Labels.
Default posicionará o Tag (origem do) em sua posição padrão. Ela esta
a uma distância fixada (X25 mm, Y25 mm) do attachment point
dos Tags.
Cursor posicionará a Tag (origem) na posição indicada quando o botão
do mouse for clicado.
Att.Point posicionará o Tag (origem do) ao seu attachment point (ex.: não
existirá linha de chamada).
Nota: Tag podem também ser movidos utilizando os menus de seleção Utils> Speed Position
através da barra de menu Symbols & labels.

Inclinando a linha de chamada

O Tag da linha de chamada pode ser inclinado (ou feito retilíneo) utilizando o
menu Position > Bend sobre a janela General labels.

Faça a seleção apropriada do menu de acordo com a forma da linha de


chamada que você deseja criar. A janela leader Une Bend aparecerá.

Cada janela leader Une Bend contém um pequeno diagrama do tipo de linha
de chamada inclinada que deve ser criada.
Entre com o ângulo desejado da inclinação. Note que um valor deve ser
armazenado; (ao menos que a opção Cursor seja utilizada, veja abaixo) não
existe valor padrão.

A posição do ponto de inclinação é determinada pela forma da linha de


chamada selecionada e o ângulo de inclinação. Se você deseja especificar a
posição do ponto de inclinação, clique sobre o botão Cursor, e clique com o
indicador na posição do ponto de inclinação. Neste caso o ângulo de inclinação
será calculado e exibido na caixa Angle quando Apply for selecionado.
Para criar uma linha de chamada inclinada totalmente 'definida pelo usuário'
(com posições nem horizontal nem vertical), selecione a opção Free (One
Bend) ou Free (Two Bends) através do menu de seleção Position > Bend.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 5 -11


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Tags Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Entre com as distâncias X e Y desejadas, utilizando o pequeno diagrama como


auxilio. Alternativamente, clique sobre o botão Cursor, e clique com o indicador
na posição do ponto de inclinação. Neste caso, as distancias X e Y serão
calculadas e exibidas nas caixas Offset quando Apply for selecionado.
Linha de chamada Retilínea

Para tornar uma linha de chamada retilínea, selecione Position > Bend >
Straight através da janela General Labels.

Obstrução da Linha de chamada


Selecione Position > Clearance > Cursor através da barra de menu da janela
General Labels. Utilize o indicador para selecionar a obstrução da linha de
chamada.

o padrão de obstrução da linha de chamada é zero. Para retomar a este


estado, selecione Position > Clearance > Default.
Intervalo na Linha de chamada

Selecione Gap > Create através da barra de menu General Labels.


Selecionando Default através do submenu e clicando sobre a linha de
chamada, isto irá produzir um intervalo (2mm) de comprimento padrão centrado
sobre o ponto certo. Selecionando StartlFinish pelo submenu, permitirá criar
um intervalo clicando sobre os pontos iniciais e finais.

Para apagar um Gap pode se usar a seleção Gap > Delete pela barra de menu
da janela General Labels.
Selecionando Identify através do submenu, será pedido para clicar sobre o
gap que você deseja apagar, o qual será apagado.
Selecionando Ali apagará todas as obstruções das linhas de chamadas através
da Tag selecionado.
Criando um Símbolo Final de Pipe

Símbolos finais de Pipe podem ser criados, automaticamente dimensionados


para o diâmetro do pipe relevante. Esta opção requer que a VISTA seja
selecionada de maneira que a tubulação aplicável seja normal ao 'papel'. Note
que tubos os quais não possuem Componentes de tubulação não possuem um
símbolo final de pipe anexado a eles.

Iniciando no nível Layer, selecione Create > Pipe End Label.

Use o ponto para identificar um elemento no pipe onde o sim bolo final deve
aparecer. Desde que o elemento escolhido satisfaça à exigência do sentido
indicado acima, o símbolo do final do pipe aparecerá.
Nota: Utilize a representação Global ou Universal Hidden Line.

5-12 endpolnt Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Tags
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

5.7 Modificando Elementos


5.7.1 Visibilidade do 1ag
Todos os Símbolos do DRAFT e elementos de Tag os quais podem ser
criados, podem também ser modificado, iniciando pelo campo Modify sobre o
menu Symbols & labels. O procedimento para modificar um elemento é muito
similar aquele para criação; refere-se à seção de procedimento neste capítulo
para detalhes de criação de elementos.
5.7.2 Hide I Show labels

A visibilidade do Tag pode ser comutada.

Para ocultar um 1ag, selecione Modify > label Visibility através da barra de
menu de Tag do Draft. A janela label Visibility será exibida.
-~--- ----.-

~ Label Visibili!y [!ira !&1


Scope

Hide Show

AlI I ,~-
--- TIr -ri - ~
~[1cren t i fieCi I JIICien t HJ."ea""j
11 DispTaylIidcIen I:abels I
,. ))~smis~'1
--
-- --

Janela label Visibility

Selecionando o botão Scope permitirá selecionar Tag para o total de folhas,


uma vista selecionada ou um layer selecionado.

As opções Hide e Show permitem selecionar Ali para todos os Tag, ou


Identified para permitir selecionar o tag(s). O botão Display Hidden labels
mostrará todos os Tags escondiods em cores diferentes dos que estão
exibidos.

5.7.3 Geometria do 1ag

Em adição a opções de modificações éxplicadas para linhas de chamadas, etc,


existe uma opção dynamic modifying, usualmente referida como Hot Spot.
Selecione Modify > label Geometry através da barra de menu. Você será
levado a selecionar o tag que deseja modificar. A janela seguinte será exibida.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 5 -13


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Tags Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

I.
JPick markers & modify GLAB

OPtio~ C~rsor ~it ~


~""'OIC"I
H
.---....
! -Reset 'I -Delete
I I I '-canceiJ

Janela Annotation Modification

" "'
---11 ,'- '-
/ \
/ . \
/ I \
/ . \
I I \
I . \._
( '-f-'-
J I
1 I
-'-'-1
\
\I i. I
I

\ ) /
.
1

\ I /
\ \ 1 /

~
\ . ""
' 1 _''''''

/'
/
.RI'
-. . '---r- I

o Hot Spots permite selecionar e arrastar o tag e a linha de chamada para


outras posições, que são iluminadas, como mostrado acima. Através do botão
Option sobre a Janela Annotation Modification selecione o tipo de seleção
do cursor que deseja. Então arraste o Hot Spots para posicionar o tag como
desejado. Quando estiver correto clique em OK.
5.7.4 Tag em Branco

A geometria para a área branca é determinada através do elemento de


anotação: por exemplo, um tag circular definirá uma área circular onde não
aparecerá gráficos 3D. Sobreposto aos gráficos 2D, texto e outros gráficos de
anotações não serão ocultados. Note que se for branqueamento estiver
comutado para off, operações como zooming e panning serão estimuladas.

~ Blank Labs [!jf[;j ta

Scope J Shee t::]

Blank Margin~===~
li Blank Unblank

li=nr=, 11 ~IT-=I i
IIIÜ
JIaent1~ trãent1fÍE3d1 - !I

~ I

r~light Blanked IaEelsl


1:1-
1fb
.1...~.§.m.~.ê.§j '1 I

Janela Modify Blanking

5-14 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Tags
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

A janela Modify Blanking trabalha da mesma forma que a janela Label Visibility.
Existe sobre esta janela a opção de definir o tamanho da área a ser criada ao
redor do tag selecionada. Para definir o tamanho da área a ser branqueada
entre com o valor no campo Blank Margin e como as Tag são selecionadas, a
Margem em Branco será aplicada. Nota existe um botão para mostrar
iluminados todos os Tags forem branqueadas.

5.7.5 Arranjo dos Tag (Label Placement)


Esta facilidade auxilia a 'organizar' as áreas tumultuadas do Tag, minimizando
os Tags sobrepostos e cruzamento de linha de chamada. Como antes a
facilidade de alterar o posicionamento do tag pode também ser utilizada para
alterar as orientações dos Tags, justificação do texto, alinhamento, e a
definição das formas da linha de chamada.
r
! ~ Intelligent Label Placement [!I1JiIj[fã
'I~"""J~.E'JI View = /DRl/Sl/Vl

" Remqv~L- _ rClear -I


,:l:E' s tãbels :JD LaEeI
;.Owner' s Labels
~.-.:,r.- -_-
:rI) Des1gn
. ~ --.----
r:1S~. .. '.'2D 1ohnâow

~ Remote
f:,'Local
"I~
:~ Apply 1

_00

Janela Label Placement

Select

Este bloco de controle permite selecionar (Add) ou remover (Remove) Tags


para serem expandidas utilizando a lista.
CE's Labels

Seleciona um Tag individual (o elemento corrente do Tag) ou todos os Tags na


VISTA ou Layer corrente.
Owner's Labels

Seleciona todos os Tags de um Layer ou VISTA.


ID Label

Permite que uma serie de Tags individuais sejam selecionados.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 5 -15


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Tags Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

ID Design
Permite que uma serie de Tags individuais anexadas a elementos significantes
do Design sejam selecionados
2D Window

Permite que todos os Tags dentro da janela cursor - defined sejam


sele.cionadas.

List ~

Permite que Tag em uma lista predefinida sejam selecionados. Fornece a


janela Select List.
Position

Tag podem ser posicionados remotamente ou localmente.


Remate

Posiciona Tag ao redor da borda da VISTA. A seleção do botão definition


exibirá a janela Remate label Placement.

~ R emote Label Placement [!j[Bii lE.1

1=1
a, ,
iRegion ,
,~
DL - ::;= ft 'w.- I
---, ~12.1-
== == ,~""'.. iii iiii II ~

S View Margin LO ==-"


'<~
"
Minimum gap between labelsI2 -
I.
li I;
li
"I Use ~Top
II I'

~ Lef t ~ Right

,~ Bot tom

lil~ Àutomatic Orientation

11.,
o:
1'1~
01< ::t~~ceTI ,
- -- I

Janela Remate label Placement

Esta janela permite selecionar os parâmetros de posicionamento para a


expansão de Tag remota para ser selecionado.

5-16 endpolnt Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Tags
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

Region

Os Tag podem ser expandidos ao redor de uma região retangular definida pelo
cursor. As coordenadas da região aparecerão nas caixas X Y (através de onde
eles podem ser modificados).
View Margin

Os Tag podem ser expandidos ao redor de uma margem dada uma margem da
VISTA corrente.

Use

Por padrão, todos os quatro lados da borda da VISTA serão utilizadas para
expandir os Tag ao longo do mesmo, mas um ou mais lados podem ser
omitidos se desejado.
Automatic Orientation

Permite ou impede a rotação automática de Tag ao longo do topo e partes


inferiores da borda da VISTA.

Local

Posiciona os Tags ao redor de seus elementos significantes do designo

Definição . . . permite definir os parâmetros de extensão a serem utilizados,


exibindo as janelas Remote Label Replacement ou Local Label Placement,
respectivamente. A opção Same se selecionada causará a entrada do valor a
ser copiado dentro de outra janela, ex.: no caso abaixo selecione X para 25 e
isto será copiado para Y quando o botão Enter sobre o teclado é utilizado para
confirmar a seleção. A seleção de OK terá os mesmos efeitos.
---
~ Local Label Placement 1!i[Gi[lfJ

~ X Of fset k~_ ..::


" Y Of fset ~5 - "1 b;' Same
'- I
,.,
= =.;:,1

"
Radius

Angle

Janela Local Label Placement

A medida de extensão dos Tags por seus pontos anexados pode ser
especificada diretamente utilizando a distancia X, Y ou indiretamente utilizando
um Raio e um Ângulo.

endpolnt Soluções Integradas Ltda. 5-17


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de Desenhos (usuário) Autotagging
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

6 Autotagging
Esta seção detalha as facilidades de tags e a criação automática de símbolos
dados pelo Autotagging, o qual é ativado pelo Draft > Tags > Create >
Autotagging ou Draft > Tags > Modify > Autotagging através do menu geral
do Draft.

NOTA: Será considerado nesta seção que os padrões de base de dados das
Libraries contendo os Backing/Overlay Sheets, Representatio Rules, Tags,
Drawing List, Tag Rules, Circulation Lists e Symbols estão corretamente
instalados.

É considerado que as bibliotecas armazenadas pela AVEVA LTDA estão sendo


utilizadas. O administrador do sistema Draft deve ter instalado as bibliotecas
especificas para sua companhia.
I

6.1 Autotagging
A facilidade 'autotagging' permite gerar automaticamente uma série de tags em
uma ou mais VISTAS de uma folha de desenho, tendo definido um conjunto de
regras para o controle dos quais os elementos estão recebendo o Tag e a
aparência dos mesmos.
A criação automática de Tags (o qual pode ser Geral ou Simbólico) pode então
ser editado individualmente. Por exemplo, pode ser necessário para
'-- reposicionar um tag ou para modificar sua linha de escada.
A facilidade de 'autotagging' pode ser encontrada abaixo da opção Create ou
Modify, no menu de Geral de Tags do Draft.
A hierarquia para a criação de Tags é a mesma para os Lables. Os Tags serão
colocados somente os Layers que possuírem o atributo Purp preenchido para
TAG. O administrador do Draft pode definir outros Purps os quais podem ser
utilizadas em adição ao TAG.
O TAGR mostrada na hierarquia abaixo é uma Regra de Tag a qual pode ser
'-- definida localmente pelo usuário. Padrões de Regras de Tags são avaliados, e
estes são criados pelo administrador do Draft. Se a Regra de Tag é deletada
ou estiver Unset, no caso das regras padrões, então os tags serão removidos.

endpoint Soluções Integradas Ltda. 6 -1


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Autotagging Treinamento em Produção de Desenhos (usuário)
AVEVA VANTAGE PDMS 11.5 SP1

TAGR

@I
GLAB, / @
SLAB
ar
:
I
Template I
element \" Id List
.. ar
Design
element

6.2 Criando Tags


Selecione Create>Autotagging ou Modify>Autotagging. Se não estiver
correntemente na vista ou abaixo, você será questionado para selecionar uma
vista. A seleção de uma vista permitirá ao Draft localizar quaisquer layers que
tenha o atributo PURP selecionado para TAG.

Tags podem ser criados sobre Layers que tenham algum propósito setados
para Tag ou administrador do Draft pode definir outros propósitos que também
podem ser usados. Uma vez uma vista, com o Layer requerido, encontrado na
janela Tagging Style irá aparecer. A janela Automatic Tagging possui duas
partes. A parte superior utiliza regras de Tag definidas pelo administrador do
Draft, e a segunda permite ao usuário definir seus próprios estilos. Somente
uma parte pode ser aplicada para qualquer Layer.

6-2 endpoint Soluções Integradas Ltda


Proibida a reprodução sem prévia autorização
Treinamento em Produção de D