Вы находитесь на странице: 1из 2

MERCADO DE ENERGIA ELÉTRICA

1. Modelo do Monopólio
a. Características básicas:
i. Compra do produto independente é proibida;
ii. todos os consumidores são cativos do monopolista de distribuição;
iii. monopólio pode ser verticalmente integrado ou não;
iv. o monopolista tem a obrigação de suprimento a uma tarifa regulada
pelo custo do serviço;
v. sem livre acesso de terceiros (autoprodutores ou carga das redes de
distribuição e transmissão);
vi. sem competição ao longo da rede;
vii. coordenação central da expansão e operação é realizada pelo próprio
monopolista;
viii. regulação técnica e econômica para evitar uso do poder do monopólio
em relação aos consumidores;

b. Questão das distribuidoras:


i. Arranjo mais visual é o da empresa integrada verticalmente;
ii. Empresa possui e controla a planta de geração e os sistemas de
transmissão e de distribuição;
iii. Ecotumas de escala e escopo através da construção de grandes
plantas de geração e faz redes de transmissão e distribuição, cobrindo
todo o território de atuação;
iv. Despacho centralizado de geração, transmissão e distribuição,
executado pelo monopolista;

c. Arranjos comerciais:
i. Despacho de acordo com uma “ordem de mérito” (funções dos custos
marginais);
ii. Operação visa minimizar os custos;
iii. Consumidores finais pagam os custos de todo processo (geração e
transporte da energia), de acordo com tarifas estabelecidas pelo órgão
regulador;

d. Busca pela eficiência:


i. Geração determinada a partir de um custo mínimo através de um
planejamento da própria empresa monopolista (com aprovação do
agente regulador ou do próprio governo);
ii. Custos entendidos como prudentes são repassadas ao usuário através
da s tarifas de energia;
iii. Agente regulador incentiva a redução dos custos e a busca pela
eficiência através da “regulação incentivada” com a inclusão de alguns
riscos para o investidor;
2. Agência Compradora

a. Surge o Produto Independente de Varejo (PIE);


b. Competição de geração pelo atendimento ao crescimento de mercado;
c. Consumidores cativos do monopólio de distribuição;
d. Agência compradora concentra o poder de escolha, atuando como monopólio,
na venda para as distribuidoras e como monopsônio na compra da geração;
e. Pode prover energia a um custo médio entre a energia velha e a nova;
f. Para evitar que a introdução da competição produza uma assimetria nos
ganhos dos produtores;
g. Em uma privatização, as plantas existentes podem ser vendidas, já com
contratos firmados com a agência;
h. Gerador estabelecido não compete contra entrantes potenciais

Existência de um mercado de fechamento de curto prazo (mercado “spot”) para a liquidação


das diferenças entre as quantidades compradas ou vendidas, e as quantidades geradas ou
consumidas.

Importância da medição para verificação dos valores medidos (gerados, consumidos e


circulantes na rede de transporte).

Como todos os consumidores são livres e podem adquirir energia de quem quiseres, não existe
nenhum agente de mercado que receba a obrigação de suprimento.

Devido à importância da eletricidade no mundo moderno,