Вы находитесь на странице: 1из 4

Universidade de Brasília – UnB

Instituto de Ciência Política – IPOL


Estado, Governo e Políticas Públicas - 200824
Turma A: 2ªs e 4ªs de 19h às 20h40. PJC BT 100
Prof. Kleber Chagas Cerqueira (kleberch@unb.br)
Semestre: 1º/2019

https://groups.google.com/forum/#!forum/egpp-unb-12019
https://drive.google.com/drive/folders/1rxK5gCEIwyaVGQ_yC2OcXUBSGI9efNb_?usp=s
haring

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA (Programa)

Ementa: Pressupostos básicos da organização da administração pública no Brasil.


Dimensões estruturantes da ação estatal nas perspectivas histórica e contemporânea.
Aspectos organizacionais associados à administração direta indireta. Agências
reguladoras. Aspectos teóricos do federalismo e os desafios da organização da
administração pública nas perspectivas das três esferas de poder.

Objetivos da Disciplina

Propiciar a apropriação, pelas(os) estudantes, das relações estruturais


fundamentais e da dinâmica histórica entre Estado, Governo e Políticas Públicas.
Mostrar as Políticas Públicas como produto da ação do Estado e do Governo, em
seu processo histórico de constituição.
Refletir sobre as principais características do Estado e do Governo no Brasil e
suas relações com a produção de Políticas Públicas.
Apresentar os principais modelos teóricos de análise das políticas públicas,
proporcionando uma apropriação, pelas(os) estudantes, de aspectos cruciais do campo
das Políticas Públicas.
Apresentar o estado da arte do campo das Políticas Públicas, destacando os
debates contemporâneos mais relevantes.

Programa
A disciplina se estrutura em 4 unidades:
Unidade 1: Contextualização. Principais aspectos do processo histórico de constituição
das diversas formas de Estado e de governo contemporâneas.
Unidade 2: Elementos histórico-estruturais do Estado e do Governo no Brasil.
Unidade 3: Principais modelos teóricos de análise no campo das políticas públicas.
Unidade 3: Aplicação de modelos teóricos à análise de políticas públicas;

Na primeira unidade, o foco é, a partir da familiaridade das(os) estudantes com o


debate teórico clássico sobre Estado e Governo, propiciar uma apreensão inicial do
debate contemporâneo sobre essas cruciais instâncias político-institucionais em sua
intrínseca relação com a produção de políticas públicas.
A segunda unidade apresenta e trabalha sobre diferentes abordagens a respeito
das características histórico-estruturais distintivas do Estado e do Governo no Brasil.
Na terceira unidade, parte-se para um estudo comparativo entre os diferentes
modelos teóricos de análise no campo das políticas públicas.
Finalmente, como encerramento da disciplina, pretende-se realizar um exercício
de aplicação dos modelos teórico-analíticos passados em revista à análise de políticas
públicas concretas estudadas pelas(os) estudantes.

Procedimentos Didáticos e Avaliativos

Processos: O trabalho em sala de aula será organizado a partir de aulas


expositivas e de debates coordenados pelo professor.
As leituras solicitadas para cada aula serão exigidas de todas(os) estudantes.
Avaliação: Consistirá de 4 (quatro) elementos:
2 Provas individuais presenciais, escritas, realizadas em sala de aula (15% e
30% da avaliação, respectivamente);
1 Trabalho Final Escrito (30% da avaliação) sobre uma política pública
escolhida pelas(os) estudantes a ser analisada por meio de um modelo teórico debatido
durante a disciplina. Pode ser feito individualmente ou em duplas.
Os trabalhos finais serão apresentados oralmente em painel ao final da
disciplina.
Nesse trabalho, as(os) estudantes farão a descrição do modelo (ou modelos) de
análise de política pública adotado, suas principais características, pontos forte e fracos,
e justificarão sua aplicação à análise da política pública escolhida. Esta política pública
será igualmente apresentada em suas características principais e analisada com base no
modelo (ou modelos) analítico adotado.
Os trabalhos finais serão apresentados oralmente em painel ao final da
disciplina.
O tema do trabalho final é de livre escolha, mas deve ser combinado e informado
ao professor até a data especificada no cronograma da disciplina.
Características formais do trabalho final: entre 5 e 10 páginas, aproximadamente,
fonte “Arial” ou “Calibri”, tamanho 12, espaços entre linhas 1,5 cm, margens normais: 2
cm, aproximadamente.
Participação da(o) estudante nas aulas e seminários (25% da avaliação).

Endereço do Grupo da Disciplina no Google Groups:


https://groups.google.com/forum/#!forum/egpp-unb-12019
Endereço da Pasta da Disciplina no Google Drive:
https://drive.google.com/drive/folders/1rxK5gCEIwyaVGQ_yC2OcXUBSGI9efNb_?usp=s
haring
Cronograma:

Aula Tópico do Programa e Leituras Data


1ª Apresentação do Plano de Ensino da Disciplina 13/03
2ª Preliminar Conceitual: Estado e Governo (Bobbio, 2000, p. 53-133) 20/03
3ª As Políticas Públicas como produtos do Estado: Offe (1984) 25/03
4ª O Estado Desenvolvimentista: Evans (2004) Caps. 1, 3 e 10 27/03
5ª Unidade 1 O Estado Empreendedor: Mazzucato (2014) Caps. 1 a 5 01/04
6ª O Estado na era do Capital Improdutivo: Dowbor (2017) Introd. e Caps. 1, 2 e 8 03/04
7ª Estado e Governo na era da Uberização: Slee (2017) Caps. 1, 2, 8 e 9 08/04
8ª Estado Pós-Democrático: Casara (2017) Caps. 1, 2, 9 e 10 10/04
9ª O Estado Invisível: Marçal (2017) Caps. indicados 15/04
10ª 1ª Prova 17/04
11ª Administração Pública no Brasil: Andrews (2010, caps. 1 a 4) 22/04
12ª Gramática Política do Brasil: Nunes (2003, caps. 3, 4, 5 e Conclusão) 24/04
13ª Unidade 2 O Ex-Leviatã Brasileiro: Santos (2006, caps. 1 3, 4, 5 e 7) 29/04
14ª Capitalismo de Laços: Lazzarini (2011, caps. 1 a 3 e 7) 06/05
15ª A Elite do Atraso: Souza (2017, págs. 73 a 180) 08/05
16ª Do progresso ao Desenvolvimento: Heidemann (2014, cap. 1) 13/05
17ª Modelo de Possibilidade: Heidemann (2014, cap. 2) 15/05
18ª Mapeamento dos modelos de análise: Heidemann (2014, cap. 3) 20/05
19ª Modelo da Escolha Racional: Heidemann (2014, cap. 4) 22/05
Unidade 3
20ª Modelo de Decisão Incremental: Heidemann (2014, caps. 5.1 e 5.2) 27/05
21ª Abordagens mistas: Heidemann (2014, caps. 6.1 e 6.2) 29/05
22ª Panorama atual do campo de pesquisa sobre PPs: Marques (2013) 03/06
23ª Leitura a combinar Laura Bonafont e Wayne Parsons 05/06
24ª 2ª Prova 10/06
25ª Apresentação dos Trabalhos Finais 12/06
26ª Apresentação dos Trabalhos Finais 17/06
27ª Unidade 4 Apresentação dos Trabalhos Finais 19/06
28 Apresentação dos Trabalhos Finais 24/06
29 Apresentação dos Trabalhos Finais 26/06
30ª 1, 3, 8
Entrega das notas, atendimento aos alunos e encerramento da disciplina
a 34ª e 10/07
BIBLIOGRAFIA

Obs: cópias de alguns dos textos da bibliografia básica estarão disponíveis na copiadora
do CADIR, no 1º andar do prédio da FA (acima do Auditório Joaquim Nabuco. Pasta com
o nome da Disciplina e do Professor) e também na copiadora da ponta norte no ICC
(Minhocão). Outros textos terão o arquivo digital disponibilizado pelo professor na pasta
na internet.

BÁSICA:
ANDREWS, Christina e BARIANI, Edison (Orgs.) (2010). Administração Pública no Brasil. São
Paulo, Unifesp. Caps. 1 ao 4.
BOBBIO, Norberto (2000). Estado, Governo, Sociedade. São Paulo, Paz e Terra. Cap 3.
BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos (2009). Construindo o Estado Republicano. São Paulo,
FGV.
DOWBOR, Ladislau (2017). A Era do Capital Improdutivo. São Paulo, Autonomia Literária.
EVANS, Peter (2004). Autonomia e Parceria. Estados e Transformação Industrial,
Rio de Janeiro, UFRJ, Caps. 1, 3 e 10.
HEIDEMANN, Francisco e SALM, José Francisco (2014). Políticas Públicas e
Desenvolvimento. Brasília, UnB.
LAHERA, Eugenio (2006) Encuentros y desencuentros entre politica y políticas públicas.
Em Franco e Lanzaro “Política y Políticas Públicas”. Buenos Aires, Flacso/Cepal/Miño Dávila.
LAZZARINI, Ségio (2011). Capitalismo de Laços. Rio de Janeiro, Elsevier/Campus.
NUNES, Edson (2003). A Gramática Política do Brasil. Rio de Janeiro, Zahar.
MARÇAL, Katrine (2017). O Lado Invisível da Economia. Uma visão feminista. São Paulo,
Alaúde.
MARQUES, Eduardo e FARIA, Carlos Aurélio Pimenta de (2013) As políticas públicas na
Ciência Política. Em “As políticas públicas na Ciência Política”. São Paulo, Unesp.
MAZZUCATO, Mariana (2014). O Estado Empreendedor. São Paulo, Portfolio/Penguin.
Caps. 1 a 5.
OFFE, Clauss e LENHARDT, Gero (1984). Teoria do Estado e Política Social. Em Offe,
“Problemas Estruturais do Estado Capitalista”. Rio de Janeiro, Tempo Brasileiro.
SANTOS, Wanderley G. (2006). O Ex-Leviatã Brasileiro. Rio de Janeiro, Civilização
Brasileira.
SLEE, Tom (2017). Uberização. A nova onda do trabalho precarizado. São Paulo,
Elefante.
SOUZA, Jessé (2017). A Elite do Atraso. Da escravidão à Lava-Jato. Rio de Janeiro, Leya.