Вы находитесь на странице: 1из 2

National Instrument (NI) 43-101 é um esquema de classificação de recursos minerais

canadense usado para divulgar informações sobre propriedades minerais. Empresas


estrangeiras e nacionais listadas em bolsas de valores supervisionadas pela Canadian Securities
Administration (CSA) são obrigadas a cumprir as regras e diretrizes do NI 43-101 para exibir
informações relacionadas a propriedades minerais.

Os relatórios foram originados após o escândalo Bre-X Minerals Ltd. na década de 1990,
envolvendo estimativas de recursos minerais inflacionados. Depois de atingir uma
capitalização de mercado de cerca de US $ 6,4 bilhões (ajustada pela inflação), a fraude da
empresa começou a desmoronar quando seu geólogo Michael de Guzman morreu em um
acidente e determinou que amostras de minério haviam sido salgadas com pó de ouro.

Os requisitos do NI 43-101

Os relatórios do NI 43-101 têm vários requisitos básicos projetados para proteger os


investidores. O requisito mais básico é uma "pessoa qualificada" que deve atestar o relatório.
Mas outros requisitos incluem estudos de viabilidade padronizados e preparação e análise de
amostras. E, finalmente, o relatório técnico em si e qualquer dado referenciado por ele deve
ser usado de maneira apropriada.

De acordo com as diretrizes da indústria, uma "pessoa qualificada" é um indivíduo que é


engenheiro ou geocientista com pelo menos cinco anos de experiência em exploração mineral,
experiência relevante no assunto e membro em boa posição de uma associação profissional. A
"pessoa qualificada" deve assinar o relatório e é responsável por quaisquer erros ou omissões.

Também devem ser conduzidos estudos de viabilidade que analisem a viabilidade de um


projeto mineral que tenha avançado para um estágio em que o método de mineração ou a
configuração do poço tenha sido estabelecido e um método eficaz de processamento mineral
tenha sido determinado. Esses estudos incluem uma análise financeira, além de fatores
econômicos, sociais e outros relevantes.

Entendendo a linguagem NI 43-101

Existem dois conceitos principais que devem ser entendidos pelos investidores ao fazer
referência aos relatórios do NI 43-101 definidos pela CIM - recursos minerais e reservas
minerais. Cada um desses termos é dividido em subcategorias com base na qualidade e
quantidade de trabalho realizado para verificar a quantidade de minerais disponíveis e a
viabilidade econômica de extraí-los.

Um recurso mineral é definido como uma concentração ou ocorrência de minerais em tal


forma e quantidade e de tal grau ou qualidade que tenha perspectivas razoáveis de extração
econômica. Existem três tipos diferentes de classificações de recursos minerais:

Recurso Mineral Inferido - A parte de um recurso mineral para a qual quantidade e grau ou
qualidade podem ser estimados com base em evidências geológicas e amostragem limitada e
razoavelmente assumida, mas não verificada, continuidade geológica e de teor.

Recurso Mineral Indicado - A parte de um recurso mineral para qual quantidade, grau,
qualidade, etc., pode ser estimada com um nível de confiança suficiente para permitir a
aplicação apropriada de parâmetros técnicos e econômicos, para apoiar o planejamento de
minas e avaliação de viabilidade econômica .

Recurso Mineral Medido - A parte de um recurso mineral para a qual quantidade, grau ou
qualidade, etc., estão tão bem estabelecidos que podem ser estimados com confiança
suficiente para permitir a aplicação apropriada de parâmetros técnicos para apoiar o
planejamento da produção e avaliação da viabilidade econômica .

As reservas minerais são definidas como a parte economicamente lavrável de um recurso


mineral medido ou indicado demonstrada por, pelo menos, um estudo preliminar de
viabilidade. Existem dois tipos diferentes de classificações de reservas minerais:

Reserva Mineral Provável - A parte economicamente lavável de um recurso mineral indicado e,


em alguns casos, medido, demonstrada por, pelo menos, um estudo preliminar de viabilidade.

Reserva mineral comprovada - A parte economicamente lavrável de um recurso mineral


medido demonstrada por, pelo menos, um estudo preliminar de viabilidade.

Lendo NI 43-101 Relatórios

Os investidores podem encontrar relatórios do NI 43-101 através da ferramenta SEDAR do


Canadá, que fornece acesso eletrônico a registros feitos por empresas regulamentadas pelo
CSA. Simplesmente, selecione o relatório NI 43-101 na lista suspensa de tipos de arquivamento
na página de pesquisa da empresa. O próprio arquivamento será fornecido no formato Adobe
PDF ou, em alguns casos, em um formato de texto ou XRBL.

O relatório do NI 43-101 geralmente contém várias seções principais:

Resumo executivo - Um resumo de todo o relatório de alto nível, incluindo uma visão geral de
cada seção, sem muitos detalhes analíticos.

Introdução - O objetivo, fonte de informação, pessoas qualificadas, termos de referência,


unidades de medida e outras informações relacionadas.

Descrição do imóvel - Localização, acordos legais, responsabilidade ambiental e autorizações


operacionais para a propriedade mineral.

Exploração e Perfuração - Dados de amostras de rochas, geoquímica de superfície,


levantamentos geofísicos e outros relatórios, bem como procedimentos de perfuração e
resultados.

Preparação e análise de amostras - Revisão de campanhas de perfuração, cadeias de custódia


de amostras, preparação e procedimentos de ensaio e os resultados reais do estudo de
amostragem.

Estimativas de Recursos Minerais e Reservas - Estimativas de notas, otimização de recursos,


classificações de recursos minerais e outros dados.

Estudos de Mercado e Análise Econômica - Dados que apóiam a viabilidade econômica do


desenvolvimento e produção de mineração, incluindo quaisquer modelos relevantes.

Conclusões e Recomendações - Visão geral dos dados e conclusões que podem ser feitas a
partir dele, juntamente com uma recomendação de como proceder.

Оценить