Вы находитесь на странице: 1из 1

No primeiro período de aula, datado do dia 15/03, tendo a aula se iniciado por volta

das 13h00, a professora Claudia, após se apresentar, passou uma atividade e, em seguida,
iniciou sua explanação do tema “Análise qualitativa”, que perdurou até o fim do período.
A professora Claudia é graduada em biologia, além de possuir mestrado nas áreas de
biologia, química e educação, e doutorado em educação. Sua principal linha investigativa na
matemática é a lógica paraconsistente, e sua principal linha investigativa na educação é a
formação do professor, em especial do professor de matemática, que foi tema de sua tese de
doutorado. Antes de iniciar a explanação, ela nos passa uma atividade (prática 1) em que
devemos escrever 80 palavras quaisquer em um papel sulfite.
Conforme dito, após a atividade, sua explicação se inicia com o tema “Análise
qualitativa”. A análise qualitativa é uma forma de análise que tem início na área da saúde, na
observação de sintomas com a finalidade diagnóstica – especificamente, nas ciências clínicas.
Ao final do século XIX, com o início da sociologia – principalmente com a sociologia
conceitual de Weber – a análise qualitativa é agregada aos estudos sociais, passando a tratar
dos efeitos dos dados no tecido social.
As interações simbólicas a partir de uma análise qualitativa devem levar em
consideração, além de ela mesma, mais quatro elementos: Significante, sentido, significado e
signo linguístico. Significante é a palavra “para alguém” em seu registro simbólico-linguístico,
que tem continuidade com o sentido; significado é a palavra “para alguém” em seu registro
imaginário-especular (a palavra “no dicionário”), que tem continuidade com o signo
linguístico e, por fim, os quatro elementos pertencem ao conjunto Significante.
Sendo as análises qualitativas “etnometodológicas”, ou seja, com metodologias que
se adequam a cada etné, a cada povo, o plano de investigação acaba sendo bem complexo.
Após o estudo de caso e a colheita de dados qualitativos (notas de campo, documentos,
fotografias e dados quantitativos), o analista deve ter em mente que, não importa em que
momento fará sua análise, esta sempre vai ter uma certa imprecisão, devido ao temps opératif
entre a apreensão do fenômeno e sua representação. Por fim, a investigação é redigida.
Ao final, a professora Claudia apresentou sua tese de doutorado, que consiste em
críticas, a partir de 5 diferentes artigos, à produção científica de professores de biologia. O
trabalho se concentra principalmente em três críticas. Uma crítica às palavras-chave de papers
diversos, uma crítica a papers sem palavras-chave (método de inferência) e uma crítica a três
periódicos específicos e de linhas variadas de educação biologia
Em resumo, na primeira aula a professora Claudia (1) se apresentou, (2) passou uma
prática, (3) introduziu o conceito de “análise qualitativa”, (4) explicou as interações
simbólicas, (5) demonstrou resumidamente como ocorre o processo de uma investigação
qualitativa e (6) expôs resumidamente sua tese de doutorado.