Вы находитесь на странице: 1из 3

12/11/2017 Baixa Pombalina: quase 100 edifícios em mau estado > TVI24

Baixa Pombalina: quase 100 edifícios em mau


estado

Autarquia admite que alterações até agora proibidas acabaram


também por ajudar a degradar o edi cado
2010-06-15 15:53 Redação SM

Terreiro do Paço

Dos mais de 600 edifícios da área do Plano da Baixa Pombalina, que entra esta terça-feira em
discussão pública, há quase 100 em mau estado de conservação, numa área onde a autarquia
quer inverter a tendência de perda de população.

Depois de a Baixa ter perdido quase um em cada quatro (23,6 por cento) dos seus residentes
entre os dois últimos recenseamentos (1991 e 2001), a maior parte no grupo etário mais
jovem, a Câmara de Lisboa pretende recuperar alguns destes habitantes ao aumentar de 23
para 39 por cento a área a ocupar pela habitação.

http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/lisboa/baixa-pombalina-quase-100-edificios-em-mau-estado 1/3
12/11/2017 Baixa Pombalina: quase 100 edifícios em mau estado > TVI24

Contudo, a autarquia assume que a habitação na Baixa, pelas suas características especí cas,
está vocacionada para nichos de mercado, entre os quais os estudantes, pessoas com grande
mobilidade e casais em início de vida.

Apesar de não haver dados concretos sobre a verdadeira situação de cada um dos edi co da
Baixa Pombalina, o relatório que suporta a proposta de Plano de Pormenor indica que ao
longo dos anos foram feitas diversas alterações no interior dos prédios e até adaptações para
usos incompatíveis, isto numa zona crítica de risco sísmico.

A antiguidade do edi cado não deixa dúvidas, os Censos 2001 identi caram 55,1 por cento
dos edifícios com função residencial de construção ou alterações anteriores a 1919 e 76 por
cento até 1970, refere o documento.

Dos mais de 1 600 alojamentos registados entre os dois recenseamentos, quase metade
estavam vagos (49 por cento).

PDM suspenso na Baixa

Para perceber melhor as alterações feitas com o tempo e ajudar a adaptar os edifícios às
necessidades de uma vida moderna, o Plano Director Municipal foi suspenso na área da
Baixa e aprovadas medidas preventivas para permitir algumas alterações até agora proibidas
e que, de acordo com a autarquia, acabaram também por ajudar a degradar o edi cado.

Segundo os dados da autarquia, o número dos edifícios pombalinos existentes na área plano
- com alçados de rua, coberturas, átrios e caixas de escadas pombalinas -, não ultrapassa a
dúzia.

Na área do plano predominam edifícios com seis pisos (quase metade) e, apesar de não
existir qualquer levantamento dos pisos em cave, «as características dos solos (...) e o
sistema construtivo de grande parte dos imóveis ¿ Gaiolas ¿ desaconselham a sua
banalização», indica o relatório.

Mas a proposta de Plano de Pormenor também pretende salvaguardar o património da Baixa


de Lisboa. O Teatro Nacional, o Nicola e o último correeiro da Rua dos Correeiros são alguns
dos exemplos.

A área de intervenção do Plano de Pormenor da Baixa Pombalina, que envolve um


investimento superior a 700 milhões de euros para reabilitação e novos equipamentos,
abrange as freguesias de S. Nicolau, Santa Justa, Madalena e Mártires.

Links

http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/lisboa/baixa-pombalina-quase-100-edificios-em-mau-estado 2/3
12/11/2017 Baixa Pombalina: quase 100 edifícios em mau estado > TVI24

Get a free Evernote account to save this article and


view it later on any device.

Create account

http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/lisboa/baixa-pombalina-quase-100-edificios-em-mau-estado 3/3

Похожие интересы