Вы находитесь на странице: 1из 26

Parte 1 1

Ditados utilizando sons graves/agudos e semínimas:

1.

2.
2 Parte 1

3.

4.
Parte 1 3

Ditados utilizando sons graves/médios/agudos e semínimas:

1.

2.
4 Parte 1

3.

4.
Parte 1 5

Ditados utilizando sons graves/médios/agudos e semínimas/colcheias:

1.

2.
6 Parte 1

3.

4.
Parte 1 7

Ditados utilizando sons graves/médios/agudos e semínimas/colcheias/pausa de semínima:

1.

2.
8 Parte 1

3.

4.
Parte 1 9

Ditados utilizando sons graves/médios/agudos e semínimas/colcheias/pausa de semínima/semicolcheias:

1.

2.
10 Parte 1

3.

4.
Parte 1 11

1. 2.

3. 4.

5. 6.
12 Parte 1

7. 8.

9. 10.

11. 12.
Parte 1 13

13. 14.

15. 16.

17. 18.
14 Parte 1

Ditados de movimento sonoro:

1.

2.
Parte 1 15

3.

4.
16 Parte 1

5. 6.

7. 8.

9. 10.
Parte 1 17

11. 12.

13. 14.

15. 16.
18 Parte 1

ORDENAÇÕES ELEMENTARES: NOME, SOM e NOTAS

“O movimento sonoro é a verdadeira base da música.”


Edgar Willems

1. A Ordem dos Nomes – Ordenação Única

DÓ RÉ MI FÁ SOL LÁ SI

 Dizer a sequência do nome das notas, indo e voltando, partindo de todas.


 Idem, sobre uma ordenação circular.

Si Ré

Lá Mi

So Fá
l

 Dizer nota que segue ou precede a última de uma série enunciada pelo professor, de acordo com gesto
previamente combinado.
 Ordenação em colunas, ascendente e descendente.

Escada em italiano = Scala = Escala

 Complete:

Mi


Parte 1 19

Sol
Ré Mi

Fá Si

Mi

Mi

Mi

2. A Ordem dos Sons da Escala Diatônica Maior

 Cartões
o Números (graus)
o Nome de notas
o Cantar Escalas Maiores
o Esconder notas
 Professor canta pequenas ordenações com o nome das notas (movimento sonoro), acompanhando com
movimentos de mão ascendentes/descendentes.
 Imaginar os sons com os nomes, na ordem da escala, e alternar sons cantados com sons imaginados.
Combinar previamente os gestos para som cantado e som imaginado. (Audição Interna)

3. A Ordem das Notas na Pauta

 Desenhar a pauta, linha a linha, explorando a possibilidade de colocação das notas em linhas e
espaços. Definir Pauta/Pentagrama.
 Criar movimentos sonoros ascendentes e descendentes para registro na pauta (cabeças de notas em
EVA).
 Agora, podemos utilizar o papel pautado, lápis e borracha. Cuidado com o tamanho da pauta, as
pautas pequenas são complicadas para todo aluno principiante, não importa a idade.
20 Parte 1

Pauta/Pentagrama
Parte 1 21
22 Parte 1
Parte 1 23
24 Parte 1

FIGURAS MUSICAIS:

Semibreve
Mínima
Semínima
Colcheia
Semicolcheia
Fusa
Semifusa

São sete (como os nomes das notas musicais). A ordenação é decrescente: ordenamos da maior para a menor
(ao contrário dos números). Estamos focados unicamente na ordenação dos nomes, depois apresentaremos o
“desenho” das figuras.

Exercícios para automatizar os nomes das figuras musicais:

1. Imitação

Em formação circular, marcando um pulso cômodo com os pés alternados, o professor diz o nome das
figuras, uma por vez, começando sempre com a semibreve. Os alunos repetem imediatamente, sempre dentro
do pulso dado.

Vá aumentando a quantidade de figuras para duas, três, quatro, cinco, seis, até finalmente dizer as sete.

É importante criar ritmos interessantes!

Convide os seus alunos para inventarem também, a única regra é manter a ordenação decrescente!

2. Sequência

Em formação circular, marcando um pulso cômodo com os pés alternados, um dos participantes começa
dizendo: semibreve. O participante da esquerda dirá: mínima. Assim sucessivamente, completando a
sequência dos nomes das figuras. Quando chegar à semifusa, o próximo começa novamente.

Depois que a ordem decrescente estiver automatizada, faremos ao contrário trocando para a ordenação
crescente. Um participante começa dizendo: semifusa. O participante da direita dirá: fusa. O próximo da
direita: semicolcheia. Assim sucessivamente... Quando chegar à semibreve, o próximo começa novamente
com a semifusa.

3. Antes ou Depois

Em formação circular, um participante diz o nome de uma figura, o próximo dirá a figura anterior ou
posterior de acordo com o combinado previamente.

Formação circular no sentido horário (participante à esquerda): figura que vem depois.

Formação circular no sentido anti-horário (participante à direita): figura que vem antes.
Parte 1 25

“Desenho das Figuras Musicais”

Semibreve

Cabeça.

Mínima

Cabeça com haste para cima ou para baixo. Cuidado com os números 6 e 9 ou com as letras b e q!

Semínima

Cabeça pintada, com haste para cima ou para baixo.

Colcheia

Cabeça pintada, com haste para cima ou para baixo e uma bandeirola (ou colchete). As bandeirolas sempre
são colocadas ao lado direito da haste.

Semicolcheia

Cabeça pintada, com haste para cima ou para baixo e duas bandeirolas (ou colchetes).

Fusa

Cabeça pintada, com haste para cima ou para baixo e três bandeirolas (ou colchetes).

Semifusa

Cabeça pintada, com haste para cima ou para baixo e quatro bandeirolas (ou colchetes).

Atentem ao fato de que as figuras começam com a forma mais simples possível e vão se “transformando” aos
poucos, ou seja, cada figura possui somente uma diferença da anterior.

Exercícios para automatizar os nomes X ”desenhos” das figuras musicais:

1. Transformando as figuras

Desenhe uma semibreve na lousa e vá transformando, paulatinamente, nas outras figuras. Solicite que os
alunos nomeiem a cada diferença desenhada!

2. Chama figura/carta

Você e cada aluno precisarão de sete pedaços de papel ou cartolina, em tamanho similar às cartas de um
baralho, e giz de cera.

Em círculo, sentados no chão, desenhe com os alunos a semibreve e a mínima, cada uma em uma carta.

Regras do jogo:

Uma figura é chamada. Os participantes pegam a carta da figura chamada e a colocam no peito. Todos
contam 4 3 2 1 e abaixam a carta no chão, falando o nome da figura. Confira se todos acertaram e chame mais
figuras. Essa estratégia estimula o aluno a participar da brincadeira e evita que espere o companheiro abaixar
26 Parte 1

a carta para depois colocar a sua. A contagem regressiva identifica com mais precisão o momento de abaixar a
carta.

Desenhe e acrescente as demais figuras ao jogo, uma a uma. Quanto maior a diversidade de figuras, mais
atenção e domínio são exigidos.

Convide os alunos para também chamarem as figuras. O aluno que chama, confere se todos acertaram.

3. Dominó com figuras musicais

4. “Tapinha”

Utilize as cartas do jogo “Chama figura/carta”.

Grupo de 3 a 4 alunos em círculo, sentados no chão. Cada aluno segura o seu jogo de cartas na palma de uma
mão, previamente embaralhadas e viradas para baixo. O 1º jogador fala semibreve e abaixa uma carta no
centro do círculo, o próximo fala mínima e abaixa uma carta, o próximo fala semínima e abaixa uma carta, e
assim sucessivamente. Quando a figura nomeada combinar com a carta colocada, o primeiro que bater nas
cartas fica com todas. O participante que ficar sem cartas sai do jogo.

Alguns cuidados são necessários: é preciso colocar a carta rapidamente e logo tirar a mão. A carta é virada em
direção ao círculo, não ao peito do participante, que poderia vê-la antes dos outros. O participante que bater
primeiro, começa a próxima rodada, sempre com a semibreve. Os participantes podem bater errado somente
uma vez, na segunda pagam uma carta no monte.

5. Bingo com Figuras Musicais

PAUSAS:

Pausa de Semibreve
Pausa de Mínima
Pausa de Semínima
Pausa de Colcheia
Pausa de Semicolcheia
Pausa de Fusa
Pausa de Semifusa