Вы находитесь на странице: 1из 12

14/10/2012 

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO 
Faculdade de Ciências Farmacêuticas 
Departamento de Farmácia

Fármacos com Ação nas Arritmias, 
Insuficiência Cardíaca e Acidentes 
Vasculares 

Prof. Dr. Roberto Parise Filho 
Química Farmacêutica III 

Fármacos com Ação nas Arritmias, Insuficiência Cardíaca e 
Acidentes Vasculares 
FÁRMACOS ANTIARRÍTMICOS
1) Estabilizantes de membrana
Bloqueadores canais de sódio:
Classe IA ‐ Disopiramida, procainamida, quinidina
Classe IB – mexiletina
Classe IC – propafenona
2) Antagonistas adrenérgicos
Beta‐bloqueadores: esmolol, metoprolol, propranolol, nadolol, timolol
3) Prolongadores do potencial de ação
Bloqueadores dos canais de potássio: amiodarona
4) Antagonistas canais de cálcio
Derivados Benzotiazepinícos: diltiazem
Derivados da papaverina: verapamil 

FÁRMACOS COM AÇÃO NA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA
1) Glicosídeos digitálicos
Derivados digitálicos: deslanósido, digitoxina, digoxina
2) Diuréticos
Tiazídicos: hidroclorotiazida 
Poupadores de Potássio: espironolactona 
De alça: furosemida 

FÁRMACOS COM AÇÃO NOS ACIDENTES VASCULARES
1) Agentes trombolíticos
Estreptoquinase, uroquinase, alteplase, anistreplase


14/10/2012 

Fármacos com Ação nas Arritmias

ARRITMIA 

Alteração no RITMO do impulso elétrico que leva à contração do  
Miocárdio 

Anormalidade no sítio Anormalidade na


Anormalidade na taxa
de origem do impulso propagação do impulso
do impulso
no Miocárdio

RITMO SINUSAL NORMAL 
(60‐100 bpm) 
Taquicardia  Bradicardia 
> 100 bpm  < 60 bpm 

Prof. Dr. Roberto Parise F ilho

Fármacos com Ação nas Arritmias


Eletrofisiologia Cardíaca 

Fase 1: Repolarização
Reduz influxo de sódio (Na+1)
Aumenta influxo de cloreto (Cl-1) Fase 2: Plateau (poucas mudanças
Aumenta efluxo de potássio (K+1) no potencial de membrana)
Influxo lento de cálcio (Ca+2)
Efluxo de potássio (K+1)

Fase 3: Restauração do potencial


Fase 0: Despolarização e normal
reversão do potencial Diminuição do influxo de cálcio (Ca+2)
Aumento influxo de sódio Efluxo de potássio (K+1)
(Na+1)

Potencial de Repouso Na+1 / K+1 ATPase


( Interior: - 90 mv) Potencial de Repouso
( Interior: - 90 mv)

Potencial de ação é coordenado por: Influxo de sódio;


Influxo de cálcio e; ANTIARRÍTMICOS
Efluxo de potássio

Prof. Dr. Roberto Parise F ilho


14/10/2012 

Fármacos com Ação nas Arritmias

Fármacos Antiarrítmicos
CLASSE I – Bloqueadores Canais de Sódio 
Classe IA: Diminuem a taxa de despolarização e aumentam a duração do potencial de ação 
pelo aumento da refratariedade; 

Prof. Dr. Roberto Parise F ilho


14/10/2012 

Fármacos Antiarrítmicos
CLASSE I – Bloqueadores Canais de Sódio 
Classe IB: pequeno efeito sobre a despolarização, diminuem a duração do potencial de 
ação pela diminuição da refratariedade 

Prof. Dr. Roberto Parise F ilho

Fármacos Antiarrítmicos
CLASSE I – Bloqueadores Canais de Sódio 
Classe IC: diminuem a taxa de despolarização, sem alterações na duração do potencial 
de ação e refratariedade. 

Prof. Dr. Roberto Parise F ilho


14/10/2012 

Fármacos Antiarrítmicos

Classe III – Bloqueadores dos canais de potássio: 
Prolongadores do potencial de ação
 

Prof. Dr. Roberto Parise F ilho

FÁRMACOS COM AÇÃO NA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA 
CONGESTIVA

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

Contratilidade Reduzida Incapacidade de


do Músculo Cardíaco Bombeamento Sanguíneo

Diminuição do Output Cardíaco


Aumento do volume de sangue (coração)

Reduz Pressão e Fluxo Sanguíneo Renal


Edema
Falha Renal

Prof. Dr. Roberto Parise F ilho


14/10/2012 

FÁRMACOS COM AÇÃO NA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA 
CONGESTIVA

1) Glicosídeos digitálicos:  Estrutura Geral

Digitalis purpurea 
Digitalis lanata 

Prof. Dr. Roberto Parise F ilho

FÁRMACOS COM AÇÃO NA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA
1) Glicosídeos digitálicos:  Propriedades físico‐químicas e farmacocinéticas)

LogP = 81,5 LogP = 96,5


(clorofórmio/metanol) (clorofórmio/metanol)

Absorção TGI = 70-85% Absorção TGI = 95-100%


t1/2 = 1-2 dias t1/2 = 5-7 dias
Ligação às proteínas: 25-30% Ligação às proteínas: 90-95 %

Prof. Dr. Roberto Parise F ilho


14/10/2012 

FÁRMACOS COM AÇÃO NA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA

1) Glicosídeos digitálicos:  Mecanismo de Ação

Fase 1: Repolarização
Reduz influxo de sódio (Na+1)
Aumenta influxo de cloreto (Cl-1) Fase 2: Plateau (poucas mudanças
Aumenta efluxo de potássio (K+1) no potencial de membrana)
Influxo lento de cálcio (Ca+2)
Efluxo de potássio (K+1)

Fase 3: Restauração do potencial


Fase 0: Despolarização e normal
reversão do potencial Diminuição do influxo de cálcio (Ca+2)
Aumento influxo de sódio Efluxo de potássio (K+1)
(Na+1)

Potencial de Repouso Na+1 / K+1 ATPase


( Interior: - 90 mv) Potencial de Repouso
( Interior: - 90 mv)

Cardiotônicos
(INIBIÇÃO)
Prof. Dr. Roberto Parise F ilho

FÁRMACOS COM AÇÃO NA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA
2) Diuréticos:

FUNÇÃO DO RIM 
Manutenção do Equilíbrio 
Eletrólito‐Água 
Excreção de Metabólitos  

Condições de Edema  
(insuficiência cardíaca congestiva, síndrome nefrótica e hipertensão) 

AUMENTA FORMAÇÃO DE URINA 
(Excreção de Eletrólitos e Água) 

Prof. Dr. Roberto Parise F ilho


14/10/2012 

FÁRMACOS COM AÇÃO NA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA
2) Diuréticos: Fisiologia da formação urinária
Reabsorção de
sódio pela troca de
íons hidrogênio e
potássio
(controlado por
mineralocorticóide)

60% Sódio
100% Glicose e Aminoácidos
85% Bicarbonato
65% Água
50% Cloreto

Secreção de fármacos ácidos e


básicos

\\\\\\ 
Reabsorção de
àgua 98% dos eletrólitos e
Reabsorção de água são
sódio e cloreto reabsorvidos; 1-2%
(20-25%) são eliminados na
urina

Prof. Dr. Roberto Parise F ilho

FÁRMACOS COM AÇÃO NA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA
2) Diuréticos: Classificação

Inibidores da 
Anidrase Carbônica 

Diuréticos  
Tiazídicos 

BC: cápsula de Bowman  Diuréticos   Diuréticos  


Osmóticos  De Alça 
G: glomérulo 
PCT: túbulo contorcido proximal 
DLH: Alça de Henle 
DCT: túbulo contorcido distal  Poupadores  
CD: ducto coletor  De Potássio 

Prof. Dr. Roberto Parise F ilho


14/10/2012 

FÁRMACOS COM AÇÃO NA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA
2a) Diuréticos osmóticos: Estrutura Geral e propriedades físico‐químicas

Prof. Dr. Roberto Parise F ilho

FÁRMACOS COM AÇÃO NA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA
2b) Inibidores da Anidrase Carbônica: Estrutura Geral e propriedades físico‐químicas

Localização da Anidrase Carbônica: túbulo proximal  Prof. Dr. Roberto Parise F ilho


14/10/2012 

FÁRMACOS COM AÇÃO NA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA
2c.1) Diuréticos tiazídicos (Benzotiadiazínicos): Estrutura Geral e REA

Posição 6 
Grupos  
elétron‐aceptores 
E lipofílicos 

Posição 3 
Grupos lipofílicos 
Inibição do tranportador de 
sódio/cloreto  (reabsorção) no 
túbulo distal 

Prof. Dr. Roberto Parise F ilho

FÁRMACOS COM AÇÃO NA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA
2c.2) Diuréticos quinazolínicos e ftalimidínicos: Estrutura Geral e REA

Longa duração 
(3x/semana) 

Prof. Dr. Roberto Parise F ilho

10 
14/10/2012 

FÁRMACOS COM AÇÃO NA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA
2d) Diuréticos de Alça: Estrutura Geral e REA

Inibição do tranportador de 
sódio/potássio/cloreto  
(reabsorção) no ramo 
ascendente espesso da alça 
de Henle 

Prof. Dr. Roberto Parise F ilho

FÁRMACOS COM AÇÃO NA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA
2e) Diuréticos Poupadores de Potássio: Antagonistas de Receptores de Aldosterona

Antagonismo de receptores 
de aldosterona no túbulo 
distal impede a reabsorção 
de sódio, cloreto e água 

Prof. Dr. Roberto Parise F ilho

11 
14/10/2012 

FÁRMACOS COM AÇÃO NA INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA
2e) Diuréticos Poupadores de Potássio: Antagonistas de Canais de Sódio

Interfere com a troca catiônica pelo bloqueio de 
canais de sódio luminais no túbulo distal e no 
tubo coletor. Bloqueia a reabsorção de sódio e a 
secreção de potássio. 
Prof. Dr. Roberto Parise F ilho

12