Вы находитесь на странице: 1из 12

Chave Tripolar sob Carga SF6 - Montagem em poste

Uso em sistemas de distribuição de 15 kV, 27 kV e 36 kV


Modelo compacto
1. Descrição 2. Estrutura
As chaves tripolares sob carga a SF6 foram projetadas • Tanque da Chave
para satisfazer as exigências crescentes de isenção de O tanque da chave é feito de chapas de aço inoxidável
óleo, sem necessidade de manutenção, vida longa, má- (STS304L) de 3mm de espessura, e selado com solda
xima segurança e aplicações de automação de alimen- TIG para vida longa e livre de manutenção.
tadores. O gás SF6 como meio isolante e extintor de arco
e o princípio “puffing” asseguram a interrupção positiva • Dispositivo de alívio de pressão (Válvula de Seguran-
de pequenas correntes, correntes de carga principais ça)
ativas, corrente de carregamento de cabos, corrente
A chave possui uma membrana explosiva para preve-
de magnetização, etc. As chaves possuem dois tipos de
nir a destruição da chave no caso da pressão interna
mecanismo de operação, manual e motorizada/remota.
do gás atingir a faixa de 1~2kgf/cm²G anormalmente.
O mecanismo de abertura/fechamento atua de forma
A direção da explosão ocorre no sentido oposto ao da
rápida e independente e é combinado com o mecanis-
alavanca de operação.
mo motorizado de abertura. A motorização é projetada
principalmente para automação do alimentador a fim de • Dispositivo de Intertravamento por Pressão Baixa
satisfazer as exigências de operação de carga de fim de
A pressão normal do gás é de 0,35kgf/cm²G a 20ºC. O
linha, de baixo custo, a mesma confiabilidade da chave
dispositivo de intertravamento de baixa pressão tem
manual, com alta velocidade de fechamento e abertura
a finalidade de bloquear mecanicamente a alavanca
(dentro de 1 seg. após receber o comando de opera-
de operação, e conseqüentemente a operação de
ção).
abertura e/ou fechamento elétrico do circuito quando
As chaves são projetadas para serem montadas em cru- a pressão interna atingir a faixa de 0,1~0,2kgf/cm²G.
zeta/poste e são aplicáveis a sistemas aéreos de distri- O bloqueio mecânico previne a operação da chave por
buição de 15 kV, 25,8 kV e 38 kV. comando local ou remoto. Um contato auxiliar forne-
cido permite sinalizar esta condição via SCADA/UTR
• Interrupção em isolamento a gás SF6 com baixa pres-
(Chaves automatizadas).
são, sem plasmas entre o gap de abertura.
• Válvula de Enchimento de Gás
• Pressão do gás igual a zero (pressão atmosférica) per-
mite uma boa isolação e nível de interrupção adequa- A válvula de enchimento de gás está localizada ao lado
do à carga nominal. da alavanca de manobra, com a finalidade de encher
de gás SF6 o tanque da chave e também quando de
• Operação motorizada de abertura e fechamento está
uma provável recarga do gás.
disponível para baixas tensões.
• Contatos do Circuito Principal
• Característica de segurança contra falhas provocadas
por arco interno é assegurada através de um disposi- Os contatos móveis tipo tulipa e os contatos fixos fei-
tivo de alívio de sobrepressão (membrana de explo- tos de uma liga resistente ao arco (Cu-W), revestidas
são). com prata, asseguram a vida longa e alta capacidade
de suportar as correntes nominais de curto-circuito as-
• Dispositivo de intertravamento de sobpressão previne
seguradas.
a operação da chave quando a pressão do gás está
abaixo de 0,1 ~ 0.2 kgf / cm² G. • Método de Extinção do Arco
• Características anti-poluição O princípio puffing assegura a interrupção positiva
de pequenas correntes até a corrente nominal com
Densidade da poluição:
tempos de arco extremamente curtos (dentro de 0,5
0,35 mg/cm² com cone moldado ciclo).
0,06 mg/cm² sem cone moldado • Absorvedor de Umidade
• Tanque em aço inoxidável completamente selado e O absorvedor de umidade é composto de silicatos de
isolado através de gás SF6. alumina, colocado dentro do tanque com a finalidade
de manter o gás SF6 sem umidade e isento de impure-
• A isenção de óleo isolante permite que as chaves se- zas.
jam instaladas sem riscos, pois as mesmas não reque-
rem ventilação, drenagem ou dispositivos a prova de • Suporte de Montagem
fogo como nas chaves a óleo isolante.
A chave pode ser instalada no poste através de uma
cruzeta transversal (90~120mm) e fixada por um su-
porte U (STS ou aço hot-rolled) e parafusos de gancho
(parafusos de aço inoxidável e/ou parafusos de aço
zincado a fogo). Também se for solicitado a chave pode
ser instalada diretamente no poste através de braça-
deiras.
Nota: Este tipo de fixação pode ser alterado conforme
a necessidade do cliente.

2
3. Especificações
Tensão nominal 15 kV 25,8 kV 36 kV
Corrente nominal 630A 630A 630A
Freqüência nominal 50/60 Hz 50/60 Hz 50/60 Hz
Corrente de curta duração (1 seg. eficaz) 12,5/16/20* kA 12,5/16/20* kA 12,5/16/20* kA
Corrente de fechamento de curta duração (pico) 31,5/40/50* kA 31,5/40/50* kA 31,5/40/50* kA
Corrente de carga 630A 630A 630A
Corrente de
630A 630A 630A
anel fechado
Capacidade
de interrupção Corrente de
25A 25A 25A
carga por cabo
Corrente de
21A 21A 21A
magnetização
Número de operações à corrente nominal
Número de operações com corrente de 300/500 300/500 300/500
curto-circuito de fechamento ( Making current )
3 3 3
Número de operações sem carga > 5000 > 5000 > 5000
(capacidade mecânica)
Terminais
40 60 70
à terra
À freqüência Entre
40 60 70
nominal terminais
Terminal a
40 60 70
Capacidade outra fase
de isolação Terminais
110 150 170
a terra
Impulso Entre
110 150 170
atmosférico terminais
Terminal à
110 150 170
outra fase
Tensão nominal de controle 110 ou 220Vca 110 ou 220Vca 110 ou 220Vca
Performance
(85~110%) (85~110%) (85~110%)
de operação Tolerância da tensão de controle 125 Vcc 125 Vcc 125 Vcc
Pressão nominal a 20ºC 0,35 kgf/cm²G 0,35 kgf/cm² G 0,35 kgf/cm² G

Peso aproximado Manual 135kg 135kg 145kg


(Chaves) Automatizada 170 kg 170 kg 190kg
Peso aproximado da Caixa de Controle 47kg
Manual
Configurações Preparada para Automação
Automatizada

Normas aplicáveis IEC 60265-1, ANSI C37.71, JIS4605, JIS C4304, KS CC4509, NBR 10840

* Valores disponíveis sob consulta

3
4. Construção
4.1 Chave Manual / Preparada para Automação

Olhais de Içamento
e Braçadeiras
de Montagens Buchas de Porcelana

Cabo de Cone Moldado

Tanque de Aço Inox

Alavanca de Bloqueio
Alavanca de
Operação Manual
Terminal de Terra
Indicador de Estados

4.2 Chave Automatizada


Válvula Caixa de Controle
Transformadores
de preenchimento e FRTU
de Corrente - TCs
de gás SF6

Divisores
Capacitivos
de Tensão

Motor
e Acessórios

Cabo de Interligação Receptáculos para Energia


Controle e Automação

4
5. Método de Operação e Seqüência

Estados da Chave
• MAIN POWER: ON
• Indicador mecânico (parte inferior da chave:
OFF
• Lâmpada OPEN (painel de controle): ON

Operação Local Operação Remota


Operação Manual
Para operação elétrica pela Para operação remota pela caixa
caixa de controle, confirmar no de controle, confirmar no painel
painel de controle: de controle:
• MAIN POWER: ON • MAIN POWER: ON
• LOCAL LAMP: ON • REMOTE LAMP: ON

FECHADO FECHADO O controle é pronto para receber


instruções de operação e pode
ser operado remotamente atra-
vés da RTU a partir de locais re-
motos.

Puxar o lado direito da alavanca Apertar o botão CLOSE do painel


de operação para baixo. de controle.
• Contatos principais: CLOSE • Contatos principais: CLOSE
• Indicador mecânico: ON • Indicador mecânico: ON
• CLOSE Lamp: ON • CLOSE Lamp: ON

ABERTO ABERTO

Puxar o lado esquerdo da Apertar o botão OPEN do painel de


alavanca de operação para controle
baixo.
• Contatos principais: OPEN
• Contatos principais: OPEN
• Indicador mecânico: OFF
• Indicador mecânico: OFF
• OPEN Lamp: ON
• OPEN Lamp: ON

5
6. Caixa de controle integrada tipo FTU – P100

7. Conexões externas da FTU


para a chave secionadora

6
8. Diagrama de blocos
interno da FTU

Notas: Não fornecido / Opcional

9. Funções
1. Detecção de faltas e proteção
2. Monitoramento de estados
3. Controle de estados
4. Medições de variáveis
5. Registros de eventos
6. Calibração (Fator de correção)
7. Comunicação
8. Tempo Real / Seqüência de eventos /Controle de estados /
Entradas analógicas
9. Interface com operador
10. Interface com a Máquina (Chave)
11. Outros Componentes
(Fonte Auxiliar / Bateria / Aquecimento / Modem)
12. Ambiente Operacional
(Entrada de energia / Temperatura de operação /
Umidade / Altitude)

7
10. UTR - Unidade Terminal Remota
A unidade terminal remota – UTR foi desenvolvida para cálculos e o microprocessador para outras fun-
para possibilitar a comunicação com o Centro de Con- ções. É possível medir tensão, corrente, potência ati-
trole, para mensurar grandezas elétricas bem como va, potência reativa, energia, fator de potência, har-
monitorar e controlar estados e variáveis inerentes mônicos e pode detectar correntes de falta e registrar
à chave seccionadora. A UTR usa o processador DSP formas de ondas e outras análises.

10.1 Especificação da UTR (ou RTU)


1. CPU / Memória 4. Registro de eventos
• Processador / Velocidade: Hitachi SH 7034, 20 MHz • Tamanho do Buffer: 255 eventos
• Memória: Capacidade para 4 G bytes
5. Entradas digitais
2. Processador de sinais digitais • Número de Pontos: 16 pontos
• dsp: 32 bit DSP (TM320C32-40) • Resistência de entrada: 1MΩ

3. Entradas analógicas AC 6. Saídas do controle


• Pontos: 10 pontos • Pontos de saída: 8 pontos
• Tipos de entradas: Correntes3Φ/neutro, • Valores Nominais
Tensões 3Φ de fonte / carga dos Contatos: 30Vdc @ 2A
• Faixa de amostra: 12 amostras / ciclo 7. Temperatura ambiente: - 25ºC ~ + 85ºC
• Resolução: 12 bit • Proteção transitória: Emconformidade
com ANSI/IEEE C37.90.2
• Carga: TP: 0,001VA, TC: 0,05 VA
• Temperatura de Operação: - 25ºC ~ + 85ºC 8. Entrada de Energia
• Entradas de Energia: 21 ~ 29 Vdc
• Tipo de Filtro : Digital e Analógico
• Energia solicitada: 15W
• Filtro de Corte: 720 Hz

8
10.2 Funções da RTU
1. Monitoração para: 6. Indicador de Corrente de Falta - IF
• Aberta / Fechada ( Chave ) A informação de falta é usada para identificar a se-
ção do trecho faltoso. O IF tem uma lógica especial
• Bloqueado / Livre ( Controle ) para poder distinguir as faltas temporárias das per-
• Baixa pressão de gás manentes.
• Indicador de Falta Temp. / Perman. em Auto Modo - Característica de Restritor de corrente de magnetização
para cada fase (A, B, C, N)
(inrush)
• Indicador de Falta Temp. / Perman. em Modo Manual
para cada fase (A, B, C, N) Se a corrente muda do valor normal para zero, então
• Erro de Fase para cada fase (A, B, C, R, S, T) o restritor bloqueia a corrente de operação dentro do
tempo pré-programado.
• Bloqueado / Livre ( Mecanismo )
• Porta da caixa de controle aberta - Tempo de Pré-detecção (Programável)
• Perda de tensão AC do controle Se a condição final de sobrecorrente for maior do
• Discordância de fase para cada fase (A, B, C) que o tempo de pré-detecção, este é validado como
o início de uma falta de tensão.
• Tensão baixa de bateria
- Em progresso
2. Medição de:
O IF memoriza a corrente, tensão, forma de onda até
• Corrente de linha para cada fase (A, B, C, N) / Corren- a condição final da sobrecorrente, e registra o valor
te de falta para cada fase (A, B, C) eficaz da corrente de falta.
• Corrente máxima de carga para cada fase (A, B, C) - Finalizando
• Corrente de carga média para cada 15 minutos em Se a condição de sobrecorrente terminar e a corrente
cada fase (A, B, C) tender para zero (Dispositivo de proteção de reta-
• Tensão de linha para cada fase (A, B, C, R, S, T) guarda limpa a falta) ou se a corrente tender para o
valor normal (Dispositivo de proteção seguinte limpar
• Potências e demanda de potências (ativa, reativa e a falta), o IF espera o máximo intervalo de religamen-
aparente) em cada fase (A, B, C) to do dispositivo de retaguarda, e quando o tempo
transcorrido programado, o IF finalmente decide se a
• Fator de potência em cada fase ou nas três fases
sobrecorrente foi temporária ou permanente.
• Freqüência medida na fase A
A condição efetiva plena de sobrecorrente é registra-
da como eventos e a informação final de falta tempo-
3. Controle de:
rária ou permanente for registrada como informação
• Chave Aberta / Fechada do IF.
• Controle Travado / Livre Isto consiste do tempo inicial, do nível da corrente de
• Teste de bateria falta, do número de condições de sobrecarga e infor-
• Rearme manual para Indicador de Falta mações de faltas temporárias ou permanentes.

4. Ajustes de operação para: O IF pode verificar a falta anterior ou posterior para


fornecer a correta informação de falta.
• Mínima corrente de pick up para fase e terra
• Tempo do restritor de corrente de inrush para fase e 7. Portas de Comunicação
terra
• Nível de discordância de fase - Porta1:Modem DNP 3.0 nível 2
• Nível liga / desliga para erro de fase Faixa de comunicação 9600 BPS
• Ajuste de tempo do Indicador de Faltas em Modo Auto (Programável)
• Ajuste de tempo do Indicador de Faltas em Modo
Manual Interface RS – 232C
• Nivel de V.O.C ( Valor de mudança )
- Porta 2: Computador Pessoal ou Note Book
• Limite baixo de V.O.C
Faixa de comunicação 57600 BPS
Interface RS – 232C
5. Contagem para:
• Rearme ( reset )
• Operação da chave - Porta 3: Display de Cristal Liquido ( LCD)
• Indicação de Falta Modo Auto pick up (total) Faixa de comunicação 19200 BPS
• Indicação de Falta Modo Manual pick up (total) Interface RS – 232C

9
11. Dimensões (chave manual / motorizada)

10
12. Arranjo típico de montagem
12.1 Instalação e Montagem em Poste

12.2 Isolador de Porcelana/Isolador de Silicone

11
www.arteche.com

SEDE CENTRAL
Derio Bidea 28, 48100 Mungia, Bizkaia. ESPANHA
T: (+34) 94 601 12 00 • F: (+34) 94 674 00 18 • info@arteche.es

ARGENTINA
AIT • Dr. Pedro Chutro 1264- Barrio Villa Paez • 5003 Córdoba.
T: (+54) 351 489 1007 • F: (+54) 351 489 0953 • comercial@ait-sa.com.ar

BRASIL
ARTECHE EDC • Rua Juscelino K. de Oliveira, 11400 - CIC.
Curitiba-PR. CEP: 81450-900
T: (+55) (41) 2106 1899 • F: (+55) (41) 2106 1888 • comercial@arteche.com.br

CHINA
ARTECHE DYH • Taiping Industrial Park, Pulandian Dalian. Postcode: 116200
T: (+86) 411 83160020 • F: (+86) 411 83147790 • artechedyh@arteche.com.cn

Documento submetido a possíveis alterações.


ESPANHA
EAHSA • Derio Bidea 28, 48100 Mungia, Bizkaia.
T: (+34) 94 601 12 00 • F: (+34) 94 674 09 58 • info@arteche.es
ARTECHE CENTRO DE TECNOLOGIA • Derio Bidea 28, 48100 Mungia, Bizkaia. T:
(+34) 94 601 12 00 • F: (+34) 94 674 00 18 • info@arteche.es

MÉXICO
TyT • Km. 73,540 Ant. Carretera México-Querétaro.
42850 Tepejí del Río de Ocampo, Estado de Hidalgo.
T: (+52) 55 3098 5900 • F: (+52) 55 3098 5900 Ext.7147
arteche@arteche.com.mx
INELAP • Calle 2, nº7. Fraccionamiento Alce Blanco.
53370 Naucalpan, Estado de México.
T: (+52) 55 3098 5900 • F: (+52) 55 3098 5937 • ventas@inelap.com.mx
AMyT • Industria Mecánica 2173, Frac. Desarrollo Zapopan Norte.
45132 Zapopan, Estado de Jalisco.
T: (+52) 55 3098 5900 • F: (+52) 55 3098 5900 Ext.7002
amyt@artechemyt.com.mx

TAILÂNDIA
ARTECHE ASIA & PACIFIC • Vongvanij Bldg. B., 15th Floor,
100/29 Rama IX rd, Huaykwang. 10320 Bangkok.
T: (+66) 2 645 1005-6 • F: (+66) 2 645 1007 • arteche@arteche.in.th
© Mungia 2008. EAHSA ARTECHE

USA
ARTECHE USA • 18503 Pines Blvd. Suite 313 • Pembroke Pines, FL 33029
T: (1) 954 438 9499 • F: (1) 954 438 9959 • info@artecheusa.com
ARTECHE POWER QUALITY • 16964 West Victor Road • New Berlin WI 53151 T: (1)
262 754 3883 • F: (1) 262 754 3993 • info@artechepq.com

VENEZUELA
CACEI • Zona Industrial II, parcela B-14, calle B-1
Apd. 921-30001 Barquisimeto, Estado de Lara.
T: (+58) 251 4413111 • F: (+58) 251 2691522 • cacei@arteche.com.ve

Seu serviço mais próximo

A2