Вы находитесь на странице: 1из 5

CASDVestibulares www.casdvest.org.

br
Um projeto educacional viável. Iniciativa de sucesso dos alunos do ITA.
CASD DICAS – Vale Paraibano

Matemática
REVISÃO EM TRIGONOMETRIA - Relações Trigonométricas

Olá galera! Tá chegando a hora do vestibular né? Começa a surgir aquele “friozinho”
na barriga e um desespero de ter que decorar tanta fórmula!!! Em trigonometria então... nem se
fala...
Pára com isso gente! É claro que não há necessidade de decorar todas aquelas
relações que o professor mostrou na sala de aula, basta que você memorize as mais
importantes e todas as outras podem ser derivadas destas depois de algumas “continhas” até
bem intuitivas. Tenha em mente sempre quais funções trigonométricas certamente se
relacionam entre si (tenha a visão geral destas relações) e isso será o suficiente para, se
preciso, deduzí-las.
Mostraremos aqui as principais relações trigonométricas e exemplificaremos o que
acabamos de dizer. Terminaremos com dois exercícios aplicativos. Antes de mais nada,
lembre-se do ciclo trigonométrico:

RELAÇÕES PRINCIPAIS

Há apenas 4 relações trigonométricas e 4 definições que são o ponto de partida para


todas as outras relações trigonométricas.
São fundamentais pois são deduzidas geometricamente, com certa facilidade, no ciclo
trigonométrico a partir da noção de distância entre dois pontos, usando-se, portanto, apenas do
Teorema de Pitágoras (veja exercício extra). Estas certamente, você deve memorizar com
carinho:

senα
tgα =
π π cosα
sen( − α ) = cos α e cos(
− α ) = senα
2 2 cosα
cotgα =
sen 2 α+cos 2 α=1 senα
sen(a+b)=sena ⋅ cos b+cosa ⋅ senb 1
secα =
cos(a+b)=cosa ⋅ cosb-sena ⋅ senb cos α

1
cossecα =
senα
CASDVestibulares www.casdvest.org.br
Um projeto educacional viável. Iniciativa de sucesso dos alunos do ITA.
CASD DICAS – Vale Paraibano
Lembre-se: para saber as fórmulas para a diferença “a-b” não há a necessidade de decorar
mais fórmulas. Basta saber que “a-b=a+(-b)”, aplicar nas fórmulas de adição e saber as
relações entre cosa e cos(-a); sena e sen(-a).

RELAÇÕES DERIVADAS

As principais relações derivadas das relações fundamentais são deduzidas


algebricamente e também com certa facilidade. Veja: não há necessidade de desespero para
“decorá-las”!! Se esquecer alguma delas, basta fazer umas “continhas” rápidas para lembrá-
las. Estas “continhas” serão mostradas aqui:

Relações entre os arcos α, π-α, π+α, 2π-α e -α

sen(π -a)=sena e cos(π -a)=-cosa


sen(π +a)=-sena e cos(π +a)=-cosa
sen(2π -a)=-sena e cos(2π -a)=cosa
sen(-a)=-sena e cos(-a)=cosa

Não seja louco de decorá-las. Se você conhece o ciclo trigonométrico, você irá concluí-
las geometricamente (para saber as relações análogas das outras relações trigonométricas,
lembre-se que todas elas são derivadas do seno e cosseno):

Relações derivadas de sen(a+b) e cos(a+b)

(Arco duplo) p+q p-q


tga+tgb senp+senq=2 ⋅ sen ⋅ cos
tg(a+b)= sen2a=2 ⋅ sena ⋅ cos a 2 2
1-tga ⋅ tgb cos2a=cos 2 a-sen 2 a p-q p+q
senp-senq=2 ⋅ sen ⋅ cos
cotga ⋅ cotgb-1 2 2
cotg(a+b)= 2 ⋅ tga
cotga+cotgb tg2a= p+q p-q
1-tg 2 a cosp+cosq=2 ⋅ cos ⋅ cos
2 2
cotg 2 a-1
cotg2a= p+q p-q
2 ⋅ cotga cosp-cosq=-2 ⋅ sen ⋅ sen
2 2
CASDVestibulares www.casdvest.org.br
Um projeto educacional viável. Iniciativa de sucesso dos alunos do ITA.
CASD DICAS – Vale Paraibano
Exemplo:

Como exemplo, determinaremos tg(a+b). Primeiro apliquemos a própria definição de tangente


e as relações sen(a+b) e cos(a+b):

sen(a+b) sena ⋅ cosb+cosa ⋅ senb


tg(a+b)= =
cos(a+b) cosa ⋅ cos b-sena ⋅ senb

Como procuramos tangentes, vamos dividir por cossenos:

sena ⋅ cosb+cosa ⋅ senb sena ⋅ cosb cosa ⋅ senb


+
sena ⋅ cosb+cosa ⋅ senb cosa ⋅ cosb
= = cosa ⋅ cosb cosa ⋅ cosb =
cosa ⋅ cosb-sena ⋅ senb cosa ⋅ cos b-sena ⋅ senb 1−
sena ⋅ senb
cosa ⋅ cosb cosa ⋅ cosb
sena senb
+
tga+tgb
= cosa cosb =
sena senb 1 − tga ⋅ tgb
1− ⋅
cosa cosb
A fórmula para cotangente segue o mesmo raciocínio.

Exemplo:

Para determinar as fórmulas de arco duplo, basta fazer 2a=a+a nas fórmulas de adição! Por
exemplo,

cos(a+a)=cosa ⋅ cosa-sena ⋅ sena=cos 2a-sen 2a

As outras fórmulas de arco duplo seguem o mesmo raciocínio.

Exemplo:

Vamos determinar a primeira relação entre somas de senos. As outras são inteiramente
análogas.
Queremos a soma de dois senos. Escrevamos então duas relações de senos que
conhecemos:

⎧sen(a+b)=sena ⋅ cos b+cosa ⋅ senb



⎩sen(a-b)=sena ⋅ cos b-cosa ⋅ senb
Se somarmos os membros caímos diretamente em:

sen(a+b)+sen(a-b)=2sena ⋅ cos b

Comparando:

⎧sen(a+b)+sen(a-b)

⎩senp+senq
CASDVestibulares www.casdvest.org.br
Um projeto educacional viável. Iniciativa de sucesso dos alunos do ITA.
CASD DICAS – Vale Paraibano
“Salta aos olhos” que devemos fazer:

⎧a+b=p

⎩a-b=q
Basta então, resolver rapidamente este sistema para obter a e b em função de p e q:

⎧ p+q
⎪⎪a= 2

⎪b= p-q
⎪⎩ 2

Para então substituir em

sen(a+b)+sen(a-b)=2sena ⋅ cos b

e chegar na relação desejada.

Relações derivadas de sen2α+cos2α=1

tg 2a+ 1 =sec2a
cotg 2a+ 1 =cossec2a

Exemplo:

Como queremos tangente e secante, vamos dividir por cosseno:

sen 2 α+cos 2 α 1 sen 2 α cos 2 α 1


sen 2 α+cos 2 α=1 ⇒ 2
= 2
⇒ + = ⇒ tg 2 α+1=sec 2 α
cos α cos α cos α cos α cos 2 α
2 2

A fórmula entre cotangente e cossecante segue o mesmo raciocínio.

EXERCÍCIOS

1. Determine o valor da expressão:

E=ln(tg27º)+ln(tg60o )+ln(tg63º)+ln(tg41,93º)+ln(tg30º)+ln(tg48,07º)

Solução:

E=ln(tg27º)+ln(tg60o )+ln(tg63º)+ln(tg41,93º)+ln(tg30º)+ln(tg48,07º)=
=ln(tg27º ⋅ tg60o ⋅ tg63º ⋅ tg41,93º ⋅ tg30º ⋅ tg48,07º)=
= ln[(tg27º ⋅ tg63º) ⋅ (tg60o ⋅ tg30º) ⋅ (tg41,93º ⋅ tg48,07º)]=
sen27º sen63º sen60º sen30º sen41,93º sen48,07º
= ln[( ⋅ )⋅( ⋅ )⋅( ⋅ )]
cos 27º cos 63º cos 60º cos 30º cos 41,93º cos 48, 07º

Usando as relações dos arcos complementares:


CASDVestibulares www.casdvest.org.br
Um projeto educacional viável. Iniciativa de sucesso dos alunos do ITA.
CASD DICAS – Vale Paraibano
sen27º=cos63º e sen63º=cos27º
sen60º=cos30º e sen 30º=cos60º
sen41,93º=cos48,07º e sen48,07º=cos41,93º

Logo, temos que

sen27º sen63º sen60º sen30º sen41,93º sen48,07º


E = ln[( ⋅ )⋅( ⋅ )⋅( ⋅ )] =
cos 63º cos 27º cos 30º cos 60º cos 48, 07º cos 41,93º
= ln[(1⋅1) ⋅ (1⋅1) ⋅ (1⋅1)] = ln1 = 0

2. Mostre que: (1-tgx)2 +(1-cotgx)2 =(secx-cossecx)2

Solução:

senx 2 cosx 2 cosx-senx 2 senx-cosx 2


(1-tgx) 2 +(1-cotgx) 2 =(1- ) +(1- ) =( ) +( ) =
cosx senx cosx senx
cos 2 x-2cosx ⋅ senx+sen 2 x sen 2 x-2senx ⋅ cosx+cos 2 x
= + =
cos 2 x sen 2 x
(cos 2 x+sen 2 x)-2cosx ⋅ senx (sen 2 x+cos 2 x)-2senx ⋅ cosx
= + =
cos 2 x sen 2 x
1-2cosx ⋅ senx 1-2senx ⋅ cosx ⎛ 1 1 ⎞
= 2
+ 2
=(1-2senx ⋅ cosx) ⎜ 2
+ 2 ⎟
=
cos x sen x ⎝ cos x sen x ⎠
⎛ sen 2 x+cos 2 x ⎞ ⎛ 1 ⎞
=(1-2senx ⋅ cosx) ⎜ 2 ⎟
=(1-2senx ⋅ cosx) ⎜ 2 ⎟
=
⎝ cos x ⋅ sen x ⎠ ⎝ cos x ⋅ sen x ⎠
2 2

1-2senx ⋅ cosx
= =(secx-cossecx) 2 (verifique!)
cos x ⋅ sen x
2 2

EXERCÍCIO EXTRA

Mostre a relação cos(a+b)=cosa ⋅ cosb-sena ⋅ senb utilizando o ciclo trigonométrico e a


fórmula de distância entre dois pontos da geometria analítica (Teorema de Pitágoras):
d PQ = (x P -x Q )2 +(y P -yQ ) 2 e a figura abaixo:

Material dos Professores de Matemática do CASD Vestibulares