Вы находитесь на странице: 1из 3

Como se deu a passagem do mito para a filosofia na Grécia Antiga?

• Duas maneiras de se responder:

• A Filosofia grega surge como rompimento com o pensamento


mitológico; com um caráter tão original, que quase nada tem a ver
com a mitologia -> Ruptura;
• Ideia que defende que a Filosofia é um desenvolvimento contínuo do
pensamento mitológico; lógica contido no mito perde seu caráter
fantasioso para ganhar uma linguagem mais clara e menos religiosa.
Esta teoria usa da hipótese que a Filosofia apenas faz uso de uma nova
linguagem para discorrer das mesmas coisas que o mito falava;

-> Rupturas

• Para Hegel a diferença entre Filosofia e pensamento mitológico/religioso é que


na Filosofia Ocidental há a afirmação de não haver coisas indefinidas,
indetermináveis;
• Ainda segundo Hegel, a Filosofia surge na Grécia porque há o desaparecimento da
sociedade patriarcal e o surgimento das cidades livres organizadas por lei, já que
para ele não se pode separar o surgimento da Filosofia da criação da
democracia, da política e da lei;
-> Filosofia dependeria de uma série de condições históricas

-> John Burnet (1863 - 1928): a Filosofia apresenta uma fundamentação totalmente
nova baseada na lógica e na razão;
• Mitologia sempre explica algo que já aconteceu, conta histórias do passado;
• Filosofia busca um conhecimento do presente, além de construir hipóteses e
teorias para explicar o mundo ao redor;

-> Continuidades

• Werner Jaeger: Para ele, a Filosofia nasce do mito de tal modo que "o começo da
filosofia científica não coincide com o princípio do pensamento racional nem com o
fim do pensamento mítico"; dentro do pensamento mítico existe uma semente de
razão;
• Em Ilíada e Odisseia, os deuses têm forma humana, eliminando, de certa forma,
sua distância e caráter misterioso; com essa atitude, de humanizar os deuses, os
gregos transformam seus deuses em algo familiar, mais próximo de seu mundo;

• FILOSOFIA NASCENTE - características principais

"A mitologia é uma história que, por meio de alegorias, tenta compreender o universo.
Sua característica própria é o que a limita. Por ser alegórica e metafórica, é preciso que
se escolha acreditar em sua história. É necessária a adesão ao mito para que esse faça
sentido."
• Linguagem filosófica tenta adquirir um conhecimento de caráter lógico;
• Tenta conhecer as coisas sem a interferência de terceiros, como metáforas,
associações, comparações e sem que haja a necessidade de se acreditar naquilo
apenas por fazer sentido;
• CONSULTAR TERMOS FILOSÓFICOS CASO FOR EXPLICAR -> pp. 10;

• CONDIÇÕES HISTÓRICAS PARA O SURGIMENTO DA FILOSOFIA

• Vários fatores:
o criação da moeda e necessidade de pensar em um símbolo abstrato;
o Surgimento da escrita alfabética, que permitiu a transição a transição abstrata
do pensamento;
o Criação do calendário e com ele a ideia de tempo;
o Criação da polis (cidade-estado) tida como principal condição;

-> Atenas:

• Foi nesta polis que ocorreu a criação e o estabelecimento da democracia;


• Sistema de governo exigia a participação dos cidadãos nas discussões públicas que
ocorriam na Ágora;
• "A Democracia exigia que os cidadãos fossem considerados iguais para que
pudessem ter o mesmo peso de importância nas assembleias, onde era preciso
argumentar suas ideias [...]. Assim, a democracia passa a exigir o uso do discurso
racional (logos)"
• A visão igualitária de todos os cidadãos dispensou a ideia de um poder
centralizado, trazendo a ordem por meio do respeito à lei;
• Surgimento das leis: destinadas à manutenção da ordem, a criação das leis forçou
o homem a considerar a si mesmo como abstratos*

* Abstratos, no sentido de cidadãos, pelo fato das leis se aplicarem somente a estes

• Guardião da Verdade: Qualquer figura que se apresentasse como "portador da


verdade", geralmente revelada; ao afirmar que todos são iguais, desaparece esta
figura do imaginário dos homens;

• Desta forma, a exigência da discussão pública exigiu daqueles homens o uso mais
racional da linguagem, o que pode ser visto como o uma janela para a Filosofia,
visto que esta segue uma mesma rigidez racional;
• Da mesma forma que o desaparecimento da figura do Guardião da Verdade
implicou em esses homens não mais esperarem as respostas, mas sim procurá-las
em si mesmos;
• Esta autonomia de pensamento pode ter também contribuído para criar
condições favoráveis a reflexão filosófica, pois parte-se do princípio de que pensar
por si mesmo é essencial;
• "É por isso que [...] não há como dissociar o surgimento da Filosofia da criação da
cidade-estado, onde o uso racional da palavra era essencial para sua manutenção.
Desse modo, Política e Filosofia aproximam-se pelo uso da linguagem;