You are on page 1of 89

Mago

A Ascensão

[1º Edição, 1993]



Dedicatória ................................................................................................................................................... 3
O Avigilar ...................................................................................................................................................... 4
Capítulo Um: Introdução ............................................................................................................................. 19
Contagem de Histórias ............................................................................................................................ 19
Vencedores e Perdedores ....................................................................................................................... 22
O Significado de Mago ............................................................................................................................. 23
Crenças e Paradigmas ............................................................................................................................ 24
Léxico...................................................................................................................................................... 26
Capítulo Dois: Cenário ................................................................................................................................ 32
O Milieu Punk-Gótico ............................................................................................................................... 32
Magos...................................................................................................................................................... 33
Origens ................................................................................................................................................... 33
A Guerra da Ascensão ............................................................................................................................. 33
Mágika..................................................................................................................................................... 36
O Mundo Sobrenatural ............................................................................................................................. 39
A Tecnocracia ......................................................................................................................................... 43
Os Maraus ............................................................................................................................................... 55
Os Nephandi ............................................................................................................................................ 55
As Tradições ........................................................................................................................................... 57
Vida nas Tradições .................................................................................................................................. 58
Cerco pela Ascensão............................................................................................................................... 58
Cabalas ................................................................................................................................................... 59
Chantrias................................................................................................................................................. 60
Aprendizado ............................................................................................................................................ 62
Acólitos ................................................................................................................................................... 62
Protocolo................................................................................................................................................. 63
Um Amor pelo Conhecimento .................................................................................................................. 64
O Dote Espontâneo .................................................................................................................................. 65
Capítulo Seis: Traços .................................................................................................................................. 68
Irmandade Akáshica ................................................................................................................................ 70
Coro Celestial .......................................................................................................................................... 73
Culto do Êxtase ....................................................................................................................................... 76

Esta consociação1 é dedicada a ROBERT M. PIRSIG, autor de Zen e a Arte de Manutenção de Motocicletas
(1974) e Lila (1991). Muitas pessoas falam de mudanças de paradigma, mas Pirsig as tornam reais. Nesta
consociação, magos são as pessoas que nos atraem progressivamente em direção às suas próprias
Qualidades Dinâmicas. Pirsig é um mago desse tipo, e recomendo enfaticamente seus dois livros.

“O que tenho em mente é uma espécie de Chautauqua – é o único nome


em que posso pensar para isso – como as Chautauquas em tendas de
shows itinerantes que costumavam cruzar a América, esta América,
em qual estamos agora, um série antiga de conversas populares com a
intenção de edificar e entreter, aprimorar a mente e trazer cultura e
iluminação aos ouvidos e pensamentos do ouvinte. As Chautauquas
foram colocadas de lado pelo rádio, filmes e TV, com ritmo mais
acelerado, e me parece que a mudança não foi ao todo um
aperfeiçoamento. Talvez seja porque dessas mudanças o fluxo da
consciência nacional se mova mais rápido hoje, e é mais amplo, mas
parece fluir com menos profundidade. Os antigos canais não podem
contê-lo e em sua busca por novos canais parece haver mais ruínas e
destruição em suas margens. Nesta Chautauqua não gostaria de abrir
quaisquer canais de consciência novos, mas simplesmente aprofundar
nos antigos que foram assoreados com os restos de pensamentos que
ficaram banais e com superficialidades repetidas demais. “O que é
novo?ӎ uma pergunta interessante e ampla, mas uma que, se
exclusivamente buscada, resulta apenas num desfile sem fim de coisas
superficiais e moda, a lama do amanhã. Ao invés disso, eu gostaria de
me preocupar com a pergunta “O que é melhor?”, uma pergunta que é
mais profunda do que ampla, uma pergunta cujas respostas costumam
mover a lama rio abaixo. Há eras de história humana nas quais canais
de pensamento foram profundamente escavados e nenhuma mudança
foi possível, e nada novo jamais aconteceu, e “melhor” era uma
questão de dogma, mas essa não é a situação hoje. Agora o fluxo de
nossa consciência comum parece estar obliterando suas próprias
margens, perdendo seu rumo e propósito centrais, inundando as
planícies, desconectando e isolando os planaltos e sem motivo algum a
não ser o preenchimento esbanjador de seu próprio momentum
interior. Um pouco de aprofundamento dos canais parece ser
necessário.”

ROBERT M. PIRSIG, ZEN E A ARTE DE MANUTENÇÃO DE MOTOCICLETAS

1
A partir do ingles game que vem do P.Gmc. *ga- prefixo coletivo + *mann "pessoa," dando um sentido de
"pessoas juntas." Consociação significa “1 associação, sociedade, união, agremiação 2 conjunto
homogêneo; reunião, grupo 3 compatibilidade, conciliação, combinação 4 Derivação: por
extensão de sentido. combinação, aliança, pacto” e vem do lat. socìus,a,um 'que acompanha; associado a
ou com' +lat. con- ‘com’. Aqui, por derivação, passa a ter o sentido que game assumiu em c. 1300,
‘contestação engajada de acordo com regras’, ou seja ‘jogo’. Outra sugestão seria utilizar o termo ‘reunião’
nesse sentido para jogo.

ONDE FOI PARAR MEU ANIMAL DE ESTIMAÇÃO

Não se preocupe, sua Rose não se esqueceu de você. Me ligue quando você ver isto. No. 3982

MADAME WO, praticante das artes mágikas, pode ajudar você. Você está procurando por
conhecimento e não consegue encontrar? Você busca sabedoria e ela o ilude? Ligue hoje para marcar
uma entrevista. No. 3984

AUTÊNTICO CHAPÉU TIBETANO não é mais uma fantasia de moda. Muitos estilos e cores disponíveis.
4598 Stonegate Place, das 2 PM – 5

Rafael olhou primeiro para um lado e depois para Wo examinou a aura astral dele; nenhum sinal dos
o outro sob a luz moribunda da cidade. O calor de caçadores dela. Wo olhou o homem de cima a
Agosto tinha apenas começado a diminuir, mas baixo. Ela imediatamente percebeu a katana sob
um arrepio gélido percorreu sua espinha de cima seu casaco; sua presença não era surpresa. Seu
a baixo, fazendo com que tremesse. Procurando sobretudo e a corrente com o símbolo yin/yang
dentro de seu sobretudo, Rafael tocou com os eram pura afetação. Seus braços muito
dedos o punho de sua katana escondida. Sua provavelmente ficariam presos se ele tentasse
força, sua necessidade de cortar, lhe trouxe sacar sua arma. Sua mente estava inundada com
segurança. fórmulas místicas, koans Zen e os nomes secretos
de espíritos. Ele estava meticulosamente
Ele cruzou a rua, conferindo o jornal que tinha arrumado, como se cada fio de cabelo aparado
consigo, olhando o anúncio pessoal (e os rabiscos fosse feito propositalmente, cada fio de bigode
apressados perto dele), certificando-se de que o cortado para ter um efeito tremendo. O sorriso
endereço estava certo. Ele esperava que afetado dele a irritava.
estivesse imaginando a sensação de ser
observado, e cuidadosamente subiu os degraus Ela quase fechou a porta. “Não. Não pode ser
da pequena construção de Greenwich. ele.”

Ele subiu até o último andar, Número 3, e bateu na Wo teve de combater seu desagrado por este: os
porta cuidadosamente, em silêncio, olhando para outros em sua cabala exigiram que ela o treinasse
trás, para a escadaria abaixo, incapaz de fugir da inicialmente, e esperava-se certo elemento de
sensação de que estava sendo seguido. arrogância num aprendiz. Mas isso não estava
indo longe demais? Suas realizações mundanas
A porta se abriu. Rafael sorriu para a mulher como um mestre da espada teriam nublado seu
baixa, certamente asiática. “Hai,” disse Rafael verdadeiro chamado?
para a mulher.
Lentamente, cuidadosamente, ela abriu a porta,
*** espiando pra fora novamente.
Wo teve o ímpeto repentino de fechar a porta e O homem não piscou, mas, ao invés disso, fez
encerrar isso aqui e agora: mesmo depois de uma leve reverência, ao modo de um samurai se
tanto tempo e tanto trabalho tentar trazê-lo aqui, curvando para seu senhor. Wo optou por não se
estaria ele realmente pronto? O jovem sorriu um ofender: esse homem era claramente de origem
sorriso garantido, como aqueles de vendedor de hispânica, um americano, mas tinha sido treinado
carros ou de evangélico de televisão. O auto- por um mestre espadachim, um que ela
envolvimento brilhou claramente no rosto dele. respeitava.
Seus olhos brilhavam com as chamas da luxúria
do poder. Ainda tentando tocar a Trama por conta “Eu sou Rafael. Estou aqui por causa do anúncio.”
própria. Apesar disso, ele foi o melhor que Ele sorriu.
puderam encontrar – o único que seria capaz de
agüentar os meses porvir. “Tsiang Wo. Siga-me.”
Wo virou-se e voltou pelo corredor, subindo um buscando conhecê-la completamente e, desse
degrau para entrar na cozinha. Ela parou por um modo, possuí-la. Suas mãos empurraram
instante nas portas francesas que levavam ao novamente, e ele gritou, sentindo seu poder
quintal, olhando de volta para ele. Ele ainda disparando enquanto isso.
estava no hall, olhando desconcertado.
Seu coração foi por terra quando a pedra
“Siga”. Ela gesticulou com a mão. balançou, mas não se levantou.

Ela observava Rafael através do piso. Ela sorriu A mulher balançou sua cabeça lentamente. “Vou
suavemente quando ele tropeçou no degrau. levantar a pedra agora. Observe.”
Obviamente o rapaz estava nervoso – e porque
não estaria? Ela o conduziu até o quintal. Wo fechou seus olhos e estendeu suas mãos
tirando sarro das ações dele. Então ela deu um
Fora no quintal florescia o que parecia ser um tipo passo à frente, pegou a rocha com a mão, e
peculiar de jardim Zen, muito mais complexo do levantou-a do chão. Abrindo os olhos, ela mostrou
que qualquer um que Rafael vira. Wo estava em a pedra para Rafael.
pé, ereta, silenciosamente, sem esforço,
completamente à vontade perto de uma escultura “Viu. Você falhou. Você falhou porque a realidade
estranha que parecia ter água saindo dela. não permitiria que você movesse essa pedra, nem
com todos os poderes que você domina. Apesar
“Rafael”. de suas muitas iniciações, graus de proficiência,
e seu domínio da espada, você é incapaz de fazer
“Sensei?” Disse o homem por reflexo. A voz dela algo tão simples quanto levitar uma pedra.”
tinha o tom de comando em si.
Ela jogou a pedra em Rafael. Ele a pegou com
Ela apontou para um cascalho no chão, a vários facilidade, mas estava estupefato.
pés dos dois. “Levante a pedra.”
“Por que está aqui?” Ela disse, olhando
*** intensamente para ele.
Rafael pensou consigo, “Ela está me testando. “Para aprender, sensei. Para aprender mágika.
Como ela sabe que esse é o único mistério que Para aprender a controlar o poder.”
nunca pude solucionar, a única coisa que nunca
consegui fazer com meu chi? Como ela poderia “Poder com quê propósito?”
saber?” Suas mãos começaram a tremer, e ele
teve de pará-las com sua mente. Seu coração Rafael fez seu sorriso de vigarista novamente.
começou a bater mais rápido. Rafael olhou para “Iluminação.”
Wo, que parecia serena e muito séria.
Wo devolveu o sorriso, um sorriso frio, seus olhos
Rafael tirou o sobretudo e cuidadosamente cintilando. Ela passou suavemente por ele
colocou sua espada de lado. Afrouxou suas enquanto voltava para a cobertura. “Você é um
roupas e fez um breve exercício de alongamento. tolo.”
Fechou os olhos e começou a inspirar e expirar
No momento em que Rafael percebeu o quê ela
profundamente; respiração do dragão era como
dissera, a velha mulher asiática já atravessara as
seu professor chamava isso. Inspirando o chi,
portas francesas entrando na cozinha. Ele ouviu
expirando o chi. Tornando-o parte de si. Sentia o
os sons de água corrente e o tchóp-tchóp-tchóp
mundo se movendo embaixo dele, fez uma concha
de uma faca de cozinha. Rafael olhou de volta
com as mãos e sentiu a essência da pedra abaixo
para a escultura, depois para a pedra em sua
deles, longe. Ele respirou novamente, dando um
mão, sentindo sua raiva crescer por dentro.
passo pra frente. Ele pressionou suas mãos sobre
a pedra, expirando enquanto isso. Sentiu sua Jogando a pedra fora e pegando seu sobretudo e
presença sob suas palmas desta vez, espada, entrou arrogantemente dentro da casa. O
tangivelmente. Conseguiria fazer isso? Poderia temperamento de Rafael se esgotou, e ele
levantar a pedra apenas com sua força de explodiu. “Você me chama de tolo, e mesmo
vontade? Ele deixou a dúvida pra trás e assim derrotei os melhores guerreiros do mundo.
mergulhou de cabeça na idéia da pedra, Você me desafia a levantar pedras e depois me
ridiculariza quando não consigo! Que tipo de “O quê?”
ensino é esse? Que espécie de sensei é você?
“Seu filhote. Um animal maravilhoso. ‘Besta’, não
*** é?”

Wo continuou a picar os cogumelos shiitake que Rafael sorriu, talvez pela primeira vez no dia de
estava preparando pro almoço, seu rosto era uma hoje, talvez o primeiro sorriso genuíno que teve
máscara de serenidade. Ela verificou seus ultimamente. “Sim. Dei o nome dele por causa do
sentidos espirituais mais uma vez, verificando Crowley. Como sabia dele? Telepatia?”
todos os lados como era de hábito. Sua casa
ainda estava segura; as proteções ainda estavam “Seu arquivo de computador.”
no lugar.
“O quê?”
Rafael girou nos calcanhares, sua espada e o
Wo apontou para o escritório com painéis de
casaco ajeitados nos seus braços. Ele retornou
madeira atrás dela. Além da porta, Rafael podia
pelas escadas, rumo ao corredor em direção à
enxergar a luz pálida de um monitor de
porta para rua. Wo sorriu e foi na despensa,
computador.
abrindo a porta da despensa ao mesmo tempo em
que Rafael abria a porta e saia. “Tenho um amigo que me ajuda. Dante. Diga-me,
Rafael, como vai seu novo emprego?”
Wo deu risada.
“Está... está bem. Por que pergunta?”
Lentamente, Rafael abriu a porta novamente. Saiu
do closet e andou em direção ao corredor, “E você gosta do seu apartamento.”
olhando para ele como se fosse pela primeira vez.
“Sim. Fiz um excelente negócio com ele. Por
“Fique, Rafael. Estou fazendo seu guisado favorito acaso, o antigo inquilino teve que pegar um
pro almoço.” trabalho na Arábia Saudita no momento exato em
que eu precisava de um lugar. Consegui sublocar
“Como você ...” Rafael começou a dizer, e depois
por quase nada.”
se firmou. “Onde é a porta de saída?”
“Sim. Muita coincidência. E foi essa coincidência
Wo fez um gesto numa direção qualquer. “Por ali.”
que fez seu local de trabalho virar cinzas, na
Rafael seguiu para outra parte da casa. Wo sorriu Califórnia?”
novamente, e pegou um pedaço de aipo. Com
“Isso foi um fogo causado por eletricidade.”
apenas um golpe seco, o partiu em dois.
“Oh. Sim. E foi coincidência que fez com que sua –
Houve um barulho na outra sala, e um uivo.
aham – companheira se separasse de você?”
“Cuidado.” Wo alertou, com os olhos brilhando.
“Isso – ela e eu tivemos um desentendimento.
Rafael veio de volta para a cozinha. “Qual
Como meu arquivo de computador sabe de tudo
caminho?” perguntou sucintamente.
isso sobre mim?”
Wo sorriu. “Você realmente quer sair? Suas
Wo sorriu, e balançou a cabeça um pouco.
perguntas não foram respondidas. Por que não
“Rafael. Não te ocorre que seja estranho que
fica? As coisas recém começaram a ficar
cada passo que você deu no último ano foi
interessantes.”
cercado com acasos, coincidências e momentos
“Desculpe, madame. Temo que tudo isso foi de “sorte”? Você teve a sensação de que
apenas um acontecimento infeliz. Agora se você estivesse de algum modo trilhando um caminho,
me mostrar a saída, ficarei grato em sair da sua um que estava levando você para um destino
presença, e você não terá que ver minha face muito preciso?”
novamente.”
Rafael balançou a cabeça lentamente, mas Wo
Wo balançou a cabeça. “Como está seu podia ver que ele estava pensando. E finalmente!
cachorro?” Ele olhou pra ela novamente, pela primeira vez
vendo algo além de sua primeira impressão sobre não são reais. E mesmo assim – mesmo assim
ela. temos alguém como você. Você acredita com
certeza que magia existe?”
Wo continuou a picar, sorrindo enquanto ele
sentava no banco de bar perto da cozinha, “Sim... com todo meu coração.”
sorrindo enquanto via a expressão dele mudar
lentamente. “Rafael. O que é magia?” “E ainda assim, com toda sua crença louvável,
seus longos anos de treinamento, seus koans
“Hum, a arte de alterar a consciência com a Zen, suas meditações, suas buscas espirituais,
vontade. Isso é simples.” você ainda é em grande parte incapaz de afetar a
natureza da realidade.”
“Não cite Crowley para mim. Diga-me o que ela
significa pra você.” Wo andou em volta de Rafael e sussurrou
suavemente. “E se eu te dissesse que a magia
“Magia é conhecimento. Magia é poder. Magia é a está toda à sua volta? Que, na verdade, você
habilidade de moldar a realidade.” utiliza a magia com certa regularidade?”
Wo bateu a faca na mesa. “Exatamente.” Disse, Os olhos de Rafael cerraram em descrédito.
sorrindo. Talvez houvesse esperança para este!
Wo levantou as mãos. “Realidade. Ela está à
pouca idade, infantil', fátum,í 'predição, vaticínio,
nossa volta. Nós cortamos nossos dedos, nós profecia, oráculo', fandus 'que pode ser dito' (e
sangramos. Nós soltamos uma pedra, ela cai. Nós seus antônimos nefandus e infandus, donde
não criamos asas. Não existem essas coisas de nefandurìus 'que é relativo ao que não pode ser
vampiros, ou virilupes2i, ou fáosii3. Os fantasmas dito'), fábùla,ae 'conversação, objeto de
conversação, relato'; fáma,ae 'o que se diz de
alguém, renome, reputação boa ou má' (donde
2
Embora “licantropo” siga melhor a origem da fámósus, o v. infámo,as, o adj. infámis,e, o subst.
palavra inglesa werewolf, em inglês já existe a infámìa, bem como o v. diffámo,as); por fim, os
palavra lycanthropy, que seria então traduzida cultismos lat. raros fámìger e o v. fámigèro,as e
como licantropia. Outra forma de reconstrução é fámigerátor
pelo latim, com os elementos vir(i)- “homem” e O elemento de composição -ery vem do Inglês
lob(o)-, lup(i)- ou lupin(i)- “lobo”. Como ambos são Médio -erie, do Francês Antigo -ier (em inglês -er)
antepositivos, tanto faz a escolha de quem será + -ie (em inglês -y) e indica: qualidades
primeiro, assim sendo, fica mais interessante coletivamente; arte, prática, comércio; lugar de
utilizar o termo vir(i)- antes, já que a reconstrução atividade, armazenagem, criação, vendas (da
ficará mais parecida com o original werewolf. coisa especificada); coleção; estado, condição. O
Escolhi então a forma virilupe, substantivo comum que corresponde ao elemento de composição –
de dois gêneros, como no inglês. aria do português: remontá-lo a duas fontes, -ia
3
A palavra "faerie" vem de Fata, o nome da deusa (ver) e -eiro (ver), donde resultaram -eria e este -
romana do fado (destino). A palavra "fey" vem de aria, sendo que -eria tanto pode ter tido form.
uma palavra do Inglês Médio que significa "fadado port. interna (à analogia e, por vezes, influência
a morrer". A humanidade vê, nas "fae", um fim do esp.-ería e fr. -erie), como pode ter sido desde
desagradável e possivelmente inevitável. o início concorrente de -aria pelas influências
Fada vem da mesma origem que fae: lat. fáta,ae 'a referidas; o suf. assim formado preservava a
deusa do destino, Parca'; ver fa-; E não há um quase total integridade da pal. derivante (razão
termo coletivo formado como o inglês faerie, que por que sua identificação sincrônica é fácil e sua
seria fadária(o), embora exista o adjetivo feérico: fecundidade óbvia ao usuário), criava
fr. féerique (1828) 'de ou relativo ao mundo das substantivos de nomes (por sua vez, substantivos
fadas', der. do fr. fée (1140) 'fada', do lat. fáta,ae e/ou adjetivos) e, por vezes, de verbos, tendo tido,
'parca, fada', der. de fátum,í 'predição, destino' inicialmente, conexão entre agente e ação
Faerie vem do Inglês Médio faierie, fairie (cavaleiro:cavalaria, oleiro:olaria,
fairyland, fairy people, encanto, do Francês chapeleiro:chapelaria); breve, essa relação se
Antigo faerie, faierie, de fee, feie, fayee feérico estendia para a noção de coleção ou conjunto
(do Latim Fata deusa do fado, de fatum fado (possibilitada pelo resultado do agente sobre a
(destino)) + -erie em inglês –ery. E o elemento de ação). Pegando-se as raízes teríamos como
composição que é comum às três línguas relativos à palavra fae e fey as palavras fá e fáo; e
(Português, Francês e Inglês) é o fa-, raiz da para faerie a palavra fário, como substantivo para
palavra fado e do verbo falar: antepositivo, do o grupo ou adjetivo de “relativo aos fáos”.
v.lat. for,fáris,fátus sum,fári (dep.) 'falar, ter a Bibliografia: Houaiss, Merriam-Webster,
faculdade e o uso da fala, dizer, explicar, Ultralingua Latin-English-Latin Dictionary, . Tudo
confessar, declarar', donde uns quantos der. em em versão digital.
lat. como infans,ántis 'que não fala; que tem
Wo abriu um armário e tirou um tomo enorme, protetores que circulavam ao redor dele. Pelo
com capa de couro. Ela o bateu no balcão. Ela menos o Inimigo nunca tomaria esta relíquia: ela
abriu de uma só vez o livro, imediatamente no se desintegraria diante da realidade deles.
diagrama de um modelo da terra orbitando ao
redor do sol. “Copérnico. Kepler. Faraday. Estão Ela virou-se e olhou para ele. Ela fitou
todos aqui. Autores de nossa realidade, hoje.” Ela profundamente em seus olhos. “Um dia éramos os
apontou para as litografias dos três grandes portadores do fogo, os iluminadores, aqueles que
homens. Olhando para cima, sua percepção plantaram as primeiras sementes e aqueles que
espiritual examinou o teto, as paredes, na assaram o primeiro pão. Éramos os professores,
esperança de que seus caçadores não ouvissem os moldadores, os sábios.”
os nomes de seus patronos ditos em voz alta.
Ela virou e, com um gesto displicente que Rafael
Rafael olhou confuso. “Mas esses – esses só podia interpretar como mágica de palco, fez
cientistas descobriram a realidade, investigaram com que uma das velas da mesa acendesse. Ela
a verdade.” pegou a vela negra e segurou-a diante da
tapeçaria na parede esquerda, olhando para ele o
Wo banhou suas mãos na luz solar descendo tempo todo. “E ainda assim... ainda assim existem
através do vidro das portas francesas. “Eles aqueles que não estão satisfeitos com isso. Eles
moldaram a verdade no quê desejaram, assim queriam mais. Queriam introduzir suas próprias
como a luz é moldada pela minha mão aqui. Eles idéias, e em sua húbris trouxeram uma grande
projetaram longas sombras sobre nosso futuro. maldição sobre o mundo. Eles atacaram a própria
Vivemos isso, o deturpado sonho mecanicista trama da realidade e rasgaram em pedaços a
deles. A guerra pela nossa realidade acabou, meu Tapeçaria. Eles então teceram uma nova
jovem,” Wo disse, olhando para Rafael, com um realidade, investindo-a com razão. De repente, ao
brilho nos olhos, uma lágrima no canto deles. redor do mundo todo, a humanidade começou a
“Eles venceram.” Ela virou e se afastou dele, duvidar de tudo em que, até então, confiava
entrando no escritório. Ele sentiu-se compelido a completamente.” Ela fez uma pausa. “Não
segui-la. aconteceu da noite pro dia. Não foi planejado,
não...”
Dentro do escritório escuro, com cheiro
almiscarado e um toque amadeirado, havia duas Suas mãos brincaram sobre os painéis bordados,
tapeçarias, seus padrões nebulosos na luz turva. e Rafael enxergou a figura esquelética da Morte
Bem do outro lado, uma grande escultura de segurando com firmeza a foice do ceifador e os
dragão oriental estava de pé, com um globo ônix corpos que estavam empilhados em repulsivos
em sua pata esquerda. montes de feno.

“Um dia”, disse Wo, sua voz crepitando, “os “Então veio a Peste. A grande Peste Negra, que
dragões governavam as montanhas e os céus. nem mesmo os maiores magos podiam combater.
Meus ancestrais invocavam e interagiam com os Perdemos nosso poder e nossa esperança.
kami, os grandes espíritos da natureza. Nosso Éramos incapazes de responder com força, e
povo aprendeu sobre o poder direto da fonte. assim perdemos nosso controle sobre este
Cantávamos para os Celestiais e eles nos davam mundo. Em todo mundo o véu da magia foi
conhecimentos em troca. Um dia, o mundo foi rasgado, e foi como se milhares de estilhaços de
puro. Um dia, os Grandes, a quem chamamos de vidro tivessem batido num grande gongo. Os
Puros, faziam magia com a matéria-prima de seu poderes da magia que adorávamos falharam, e
ar, a Quintessência de sua realidade. Mas eles fomos forçados a nos submeter aos caprichos
caíram para copular conosco, nossa raça linda, e dos “Mortos” – aqueles que conhecemos hoje
viemos a ser deuses com eles.” como os Tecnomantes.

Enquanto ela falava, o dragão parecia cintilar um Wo se virou para Rafael e sorriu para ele. “Então
pouco mais na luz, e a esfera de ônix brilhava. Ela você entende, Rafael, sempre que você acende
se virou para Rafael. “Uma dia éramos os grandes uma luz, ou liga seu carro, ou usa seu
feiticeiros das lendas. Um dia nosso poder computador, você está apoiando a causa
reinava supremo.” Wo acariciou a cabeça do daqueles que dominariam a realidade.”
dragão, sentindo o calor dos guardiões
“Isso é ilógico. Se isso é verdade, então o que “Finalmente, há a Entropia, que é o fim do ciclo.
você está dizendo é que devo largar meu Que conduz de volta ao Primórdio.” O setor
emprego e viver no mato. Eu me recuso.” escuro da Entropia não disse nada para Rafael.

“Você me entendeu mal, jovem. Não estou Os olhos de Rafael continuavam a se voltar para
dizendo que o trabalho dos Tecnomantes é ruim. um suporte de vidro iluminado na parede. Ele
Como um todo, é, no fim das contas, prejudicial parou diante dele.
ao bem-estar da humanidade, mas alguns de seus
ganhos estáveis são muito úteis. Este “O que são estas coisas?” disse, apontando para
computador, por exemplo. Como meu amigo o cordão de seda verde e para a
Dante diz, ‘Se não está quebrado, não o estonteantemente brilhante e afiada wakizashi.
conserte.”
“Meus focos. Costumava precisar deles para
“'Tá.” fazer a magia funcionar.”

“Perdão?” “E agora não precisa? ”Disse Rafael olhando para


sua espada.”
“Se não 'tá quebrado, não conserte.”
Wo se aproximou e beliscou ele. “Isto, esta carne
Wo olhou para o seu aluno. “Entendo.” que você usa, você acha que vai durar?”

Wo apontou para outra tapeçaria, esta retratando Rafael olhou perplexo para a mulher e se afastou.
uma roda dividida em nove setores. “Assim como “O quê? Claro que não. Todos morremos. Faz
a luz se divide em muitas cores, assim também parte do ciclo.”
acontece com o Poder.” Ele apontou para o
desenho do sol. “Da pura energia ele flui, “Exatamente. Agora, me dê sua espada.”
emergindo da Esfera do Primórdio.” Sua mão Lançando um olhar desconfiado para ela, Rafael
parou na lua eclipsada do painel seguinte. “Para o pegou a espada e entregou para ela. “Cuidado.
Espírito, onde nossas vontades forjam-na em Ela foi meticulosamente encantada por sete
existência.” Uma ampulheta estava desenhada no anos.”
setor seguinte. “Para o Tempo, a delineação de
Wo sorriu para ele. “Meticulosamente? Encantada
nossa consciência.”
por sete anos?” Ela inspecionou a espada, que
Continuando a descer pela roda, Wo explicava. “O estava inscrita com muitos símbolos e runas.
Poder flui através da Mente e abre nossa Segurando-a com firmeza, ela a segurou numa
consciência.” Ela então aponta para o símbolo posição de combate tradicional. Os olhos de
quadrado mais abaixo na roda. “A Matéria é a Rafael se arregalaram e ele sorriu. Essa mulher
Esfera da estrutura fundamental da realidade.” segurava sua lâmina com grande graça e
Ela apontou para um símbolo de masculino e evidente poder. Ela virou e com um único
feminino unidos. “A Vida fornece nossa estrutura movimento, na velocidade da luz, atirou a espada
viva fundamental.” contra o chão de pedra. Rafael gritava enquanto a
espada estilhaçava.
“Mesmo assim estamos à mercê das Forças,
sempre. A gravidade nos puxa, e a eletricidade Wo sorriu para ele. “Comece de novo,” ela disse,
flui pelos nossos lares,” disse, traçando um e passou por ele voltando para a cozinha.
símbolo de um relâmpago. “Onde todas elas se
Rafael foi contra ela, enfurecido e xingando.
entrelaçam é a Esfera da Correspondência, que
ordena cada coisa em seu lugar.” Ela apontou Ela parou, virou, e apontou o dedo para ele. “Olhe
para o símbolo para Correspondência, um ponto como fala comigo, jovem.” Ela exibia olhos que
com setas vindo de todas as direções. fariam um tigre se acovardar.

Ela parou por um instante. “Correspondência... é “Mas – mas por quê? O que você esperava ganhar
muito forte em você.” fazer isso?”

Rafael respondeu, “Sempre gosto de saber onde Wo sorriu. “Não esperava ganhar nada.”
estou indo.”
Ela virou e voltou em direção à cozinha, movendo- Rafael forçou um sorriso. “Sim. Quero.”
se com mais rapidez do que seu corpo de idade
sugeria que fosse possível. Rafael foi atrás, “Muito bem, então.”
ofegante. Wo virou-se para ele enquanto andava,
Wo fez um movimento com o braço, e seus olhos
olhando para ele. “Esperava livrá-lo do fardo de
brilharam com fogo. Uma auréola de fogo-de-
carregá-la por aí. Ela estava morta em suas mãos
dragão queimava atrás de sua cabeça,
– uma muleta, não uma ferramenta.”
acendendo uma nuvem de poder cor de âmbar ao
“Mas... como pôde... tomar uma decisão minha seu redor. Asas de jade se abriram, tocando o
em meu lugar!” Reclamou Rafael. teto. Garras de ônix brilharam. Enrolado na sala
de estar, no local aonde a luz das portas de vidro
“Quebrei sua espada: como você decide lidar com incidiam, estava um antigo dragão oriental alado,
a sua perda cabe a você. Apenas sei que levará brilhando com poder. Sua língua ardente se
mais outros sete anos para você embarcar numa lançava para fora e tocava as peças da espada no
idéia tola como essa.” chão. As lâminas brilhavam brancas de calor –
mesmo depois que a língua tinha se afastado eles
“Mas... meu poder... minha essência... está brilhavam com o calor.
perdida.” Rafael reclamou.
Rafael cai para trás, protegendo seus olhos da luz
Wo parou. “Você ainda não prestou atenção no brilhante e do grande calor. Ele se arrastou em
que eu disse, não foi, jovem? Você não pode mais direção da parede. Primeiro ele soltou seu grito
contar com a velha maneira de fazer as coisas.” de batalha e tentou resistir, mas finalmente ele
estava reduzido a apelos sem-sentido de ajuda e
“Você parece contente em falar em metáforas e
oração. Conforme o dragão rugia e virava sua
falas sobre o passado em termos vagos. Você
cabeça na direção de Rafael, ele gritava e se
ainda precisa me dizer alguma coisa que eu ainda
encolhia numa bola fetal, o suor frio manchava
não saiba. Você ainda tem que me ensinar alguma
sua camisa.
coisa. Você ainda precisa me dar alguma amostra
de poder verdadeiro. Estou tendo muita Então, de repente, tudo estava como antes.
dificuldade em acreditar em qualquer coisa que Apenas os estilhaços de aço vermelhos com o
você diz.” calor permaneciam. Wo moldou as energias
serpenteantes em suas mãos e segurou o
Wo parou. “Você precisa de algum tipo de
resultado – uma cobra cinza com olhos levemente
demonstração de poder? Que eu conhecesse
brancos. “Rafael? Levante. Essa será a menor
seus segredos mais íntimos, que eu fosse capaz
das demonstrações que você verá se seguir meu
de conseguir que você mudasse da Califórnia
caminho. De pé.”
para Nova York num período de duas semanas,
que você ainda não tivesse encontrado a saída de Lentamente Rafael colocou-se de pé. Ele
minha casa... nenhuma dessas coisas é atravessou a sala, com os olhos em Wo. “Você –
suficiente? Você ainda exige mais de mim? Então você poupou minha vida?”
sou sua macaquinha treinada, para fazer magia à
sua vontade? Para ser sua tutora apenas quando “Poupei. Não desejava matar você.”
você estiver a fim de abrir seus olhos?”
“Grande sensei, acho que a ofendi.”
Rafael sorriu. “Se você fosse realmente poderosa,
então isso não seria pedir demais.” Seu sorriso “Você não ofendeu. Às vezes é necessário algo
estava descaradamente arrogante. assim para empurrar um aprendiz através da
cortina da Tapeçaria.”
Wo sorriu lentamente. Ela sabia que o jovem
estava tentando fisgá-la, mas ela já estava cheia “Oh, poderosa sensei... imploro seu perdão!”
disso. Uma rápida busca astral não revelou
“Você não tem o meu perdão. Você é um
nenhum inimigo. Wo andou lenta e
ignorante. Felizmente, isso pode ser remediado.
silenciosamente em direção à lareira. Ela pegou o
Você tem a minha atenção. Isso é muito mais
fino leque de bambu que estava sobre o descanso
valioso. Contudo, não pense que não enxergo a
da lareira com o cabo para baixo. “Poder, é? Você
luxúria por poder em seus olhos. Bem, pegue isso,
quer ver uma demonstração de poder?”
e veja o custo do poder.” Ela entregou a cobra “Perdão?”
cinzenta para Rafael.
“Você está passando cheques sem-fundo
Rafael, hesitante, enrolou a cobra em suas mãos. espirituais. Enrolando o cobrador cósmico até
Ela moveu-se lentamente em sua mão, e seus que seu crédito seja ultrapassado e eles a
olhos eram como uma TV fora-do-ar “O quê é ponham pra justiça.”
isto?” disse Rafael, sabendo instantaneamente
que era uma criatura de magia. Wo sorriu. “De certa maneira, é. Mas tenho planos
para essas pequenas irmãs e irmãos cinzentos.
“Um espírito. Um servo ignorante da realidade. Acredite. Tenho planos.”
Vê, Rafael, não se podem realizar tais truques de
poder sem pagar o preço... e um desses custos “O Poder é maravilhoso, não é mesmo?” Disse
tem a ver com a própria realidade. Quando Rafael, sorrindo.
demonstrei a você minha forma antiga, voltei
Wo cerrou os olhos e olhou firme para Rafael.
minha atenção à Idade Mítica, quando o poder dos
“Você ainda não me entendeu, não é?” Ela
antigos fluía mais livremente. Usei o
beliscou sua própria carne. “Não sou uma deusa.
conhecimento dessa época. Também usei o poder
Sou mortal. Humana. Você também é humano.
da Mente, para que não tivesse que me manifestar
Ainda assim, existem... coisas lá fora. Nosso
completamente para que você compreendesse a
poder não está aqui para nos servir. Nós o
extensão total do meu poder. Ainda assim, foi bem
servimos.”
cansativo, mesmo aqui no meu sanctum.” Wo
tomou de volta a cobra, segurando na mão Rafael ajeitou a postura. “Oh, sim, compreendo as
enquanto observava ela começar a se contorcer responsabilidades do poder. Espero um dia
mais rapidamente. “Venha.” Ela entrou numa sala assumir toda a autoridade e as responsabilidades
escura depois de um corredor, e tirou a cobertura que o poder me traz.”
de couro de um grande aquário de vidro cheio de
pequeninas cobras cinzentas. Elas se contorciam “Você não compreende os deveres deste Poder.
e debatiam, alimentando-se umas das outras e Porque somos o que somos, nós devemos
recriando-se. Ela abriu um pequeno buraco na proteger nossos amigos humanos do sofrimento.
tampa e enfiou a cobra para dentro. Ele Há terrores lá fora, criaturas horríveis que
imediatamente caiu e começou a se retorcer ao adorariam converter a terra em seu lar. Há coisas
redor de suas irmãs. que gostariam de ver toda a realidade dissolvida.
E há aquelas que gostariam de vê-la transformada
“Aqueles de nós que fazem magia chamam esta num mundo de corredores de aço, perfeitamente
força de Paradoxo, mas ela existe para dar um ordenado e perfeitamente opressivo. Eu, em
jeito no desconhecido, não para revelá-lo. Existe primeiro lugar, busco equilíbrio. É a única
para arrumar a realidade. Existe para evitar que maneira de atingirmos nosso sonho.”
nosso poder se manifeste fora de suas regras. O
Paradoxo cobra olho por olho, dente por dente. “Que sonho, sensei?”
Para fazer magia como eu fiz, preciso atrair a
“O sonho da Ascensão. Buscamos levar a
atenção do Paradoxo, já que ele tenta evitar que
humanidade ao ponto mais alto. Somos todos
eu estilhace a realidade local. Absorvemos o
filhos dos Puros, Rafael. Nossos mitos, nossas
Paradoxo em nós mesmos, em nossas próprias
lendas, são reais e possuem forma porque
almas. Ele repousa lá... como uma cobra
acreditamos neles. A magia é nosso legado, e a
esperando para dar o bote. A menos que
magia pode ser nossa ruína ou nossa salvação.
tomemos cuidado com ele, ele pode ser nossa
Pretendo ver a humanidade tirada da lama e
ruína instantânea.”
colocada no caminho para a Ascensão. Acredito
Wo correu a mão pelo vidro. “Um dia terei que que ainda haja esperança, ou teria deixado este
lidar com cada uma dessas cobras, cada uma do reina há muito tempo atrás.”
seu jeito. Mas enquanto o recipiente agüentar,
“Existem outros mundos?”
posso mantê-las afastadas por um tempo.”
“Existem mundos dentro de mundos, claro. E
“Cheques sem-fundo.”
visitaremos alguns deles. O mundo espiritual
misterioso que cerca este mundo, que chamamos “Dante. Sabe, como o do Inferno. Onde está a
de Umbra, é uma maneira de alcançar muitos Dama Dragão?”
reinos distantes. Podemos andar pela Umbra para
visitar a casa de minha Chantria ancestral, onde “Ela se foi. O Paradoxo a levou.”
minha cabala o receberá.... pode ser agora se
“O quê?” Dante pareceu preocupado, e seus
você quiser...”
olhos começaram a brilhar. Ele re-enfocou Rafael.
Antes que Wo pudesse terminar de falar, uma das “Ela não está em parte alguma por aí, Rafael.
cobras no aquário chama sua atenção. Ela tem Você precisa pegar algumas coisas e dar o fora
crescido desde o começo, consumindo finalmente daí. O Grande Irmão vai vir atrás de você em
cada uma de sua espécie. Asas surgiram em suas seguida, logo que perceberem que você é
costas, e ela cresceu. A tampa do aquário aprendiz dela.”
primeiro trincou, depois se estilhaçou. Wo tentou
“Quê coisas? Quem é o Grande Irmão?”
empregar seu poder, mas sentia o Paradoxo
sugando seu poder como uma grande “Calma, calma. Uma pergunta de cada vez.
sanguessuga. Vejamos... coisas. Não sei. Já sei: coloque um V e
execute uma rotina de busca. Ah, quer dizer – use
A serpente alada falou, sua voz arranhada,
sua Correspondência e encontre as coisas mais
eletrônica, reverberando pela sala. “Há tempos
importantes que Wo tiver por aí.”
caçamos você, Wo. Agora a encontramos. A
Vontade da realidade será aplacada.” A serpente “O quê? Wo disse que eu era forte em
voltou-se para Rafael. “Obrigado, mortal. Você Correspondência, mas não posso fazer magia!”
serviu bem aos nossos propósitos! Sua descrença
permitiu que descobríssemos o esconderijo dela!” Dante balançou a cabeça. “Não posso ficar on-
line por muito tempo. Preciso proteger a quadra e
“Não! Preciso continuar meu trabalho!” preparar uma interferência para nossos Tecno-
amigos. Eles são grandes e maldosos vigias
“Seu tempo chegou, e o Paradoxo reclamará sua
paranóicos. Chame-os de a Nova Ordem Mundial,
alma.”
se você acreditar nisso. Hummm. Wo deve ter
Wo girou e olhou para Rafael. “Você virá me despertado você. Veja se não consegue olhar ao
buscar,” ela disse. A cauda da grande serpente redor. Wo deixou alguma coisa pra você?”
envolveu Wo, levantando-a no ar. Wo esticou a
Rafael olhou para o decaedro brilhante. “Pode-se
mão e abriu. Uma gota de luz caiu,
dizer isso.”
materializando-se numa forma decaédrica
enquanto respingava no chão. “Ótimo. Dê uma olhada. Volto já.”

Com uma implosão surda, a realidade se refez. A tela do computador brilhou de novo, e depois
Wo e a cobra desapareceram. ficou escura, apagada.

“Sensei?” Rafael chamou. Seu coração apertava à O decaedro brilhava enquanto Rafael andava em
medida que percebia que a derrota dela foi por sua direção. Ele fechou os olhos e estendeu a
sua causa. Uma dívida de vida era devida. mão para tocá-lo. Assim que o tocou, sentiu seu
“Sensei?” ele repetia, olhando ao redor. corpo inteiro transcender. Seu espírito parecia
que estava em chamas, e nos olhos da mente
O computador na mesinha ficou embaçado, e uma
enxergava o corpo serpentino de um dragão
luz branca brilhante brilhou no monitor por um
crescendo ao redor dele, se retorcendo e
segundo. Então a face de um homem usando
enrolando. Ainda assim, este dragão era
algum tipo de fone, com lentes sobre um olho, se
diferente: ao invés das asas de jade daquele que o
materializou na tela. “Olá”, falou o homem de pele
tinha atacado antes, este não tinha asas e suas
escura, sua voz chiando pelo alto-falante do
escamas eram basálticas, negras. Olhos
computador. “Onde está Wo?”
prateados resplandeciam em sua cabeça, e ele o
Rafael olhou com descrença para o homem. segurou com sua cauda.
“Quem é você?”
Rafael sentia o poder escorrendo através dele,
Quintessência pura que parecia preenchê-lo. De
repente, ele viu o mundo como realmente era: viu “Você já sabe,” Veio a voz de Wo. “Mas não há
o potencial da realidade em toda sala. Segurando muito tempo. O poder neste cristal diminui.
o decaedro, sentiu como se estivesse andando Depressa!”
depois de um longo sono, como se finalmente
pudesse ver o que há muito tempo o escapava. Rafael deu mais uma olhada e viu um amuleto com
Alguma força dentro do decaedro tinha a ampulheta de Tempo nele. “Esse Talismã
finalmente conectado ele com as respostas para também ajudará você. Leve-o.”
todas as suas perguntas.
Depois havia um antigo cinturão de seda com
Ele entrou em contato com sua mente, criando caracteres místicos bordados nele. A voz de Wo
nela sua necessidade de direção. Acumulando veio novamente através da gema, cordial e
seu poder, ele o liberou. O desejo em sua mente ronronando. “Forças. Forças brutas, violentas,
tomou forma num mundo tridimensional. O que ele são as nossas ferramentas e nossa grande ajuda.
buscava estava mais alto... Leve o cinturão, que é um presente de um
guerreiro antigo.”
Ele encontrou escadas para subir exatamente
onde sabia que elas estariam – ele as viu na Carregando o cinturão, o amuleto e a espada,
imagem em sua mente, como se já estivesse Rafael desceu as escadas novamente. “O Poder
diante delas. Subindo as escadas, ele descobriu deste cristal está quase no fim. Você precisa
um sótão cheio de artefatos de uma vida inteira fugir, Rafael! Seja cauteloso. Tenha cuidado! Vá
de exploração, uma cornucópia de antiguidades, para o aeroporto, e pegue um avião para São
curiosidades e relíquias. Francisco assim que puder. Tão logo esteja no ar,
minha cabala pode proteger você. Adeus, meu
Pendurada na escuridão estava uma espada. Ele novo filho.. Tentarei passar a você a sabedoria
sabia imediatamente que era uma espada de que puder com o poder que ainda resta.” Com
grande poder, feita por alguém que conhecia a isso, o decaedro se apagou em escuridão. Rafael
antiga arte da fabricação Japonesa de espadas. imediatamente sentiu conhecimento escorrendo
Os padrões de ondas eram inconfundíveis, e o para dentro dele, ele fechou os olhos e percebeu
entalhe intricado do punho era algo tirado a extensão real da natureza da realidade à sua
diretamente dos antigos mitos e lendas: um volta: como enxergá-la e entender o quê ela
dragão negro enrolado no punho e seus olhos poderia ser.
prateados ecoavam a luz que ele vira durante o
seu próprio Despertar. Rafael encontrou a porta de saída desta vez, e
parou lá para amarrar o cinturão na cintura e
A espada era ligeiramente curvada, uma katana. pendurar o amuleto no pescoço. A espada ficou
Ele respirou fundo e estendeu a mão em sua na bainha do sobretudo em que sua antiga espada
direção, sabendo que era pra ele, sabendo que tinha vindo. Ele andou pela rua, sentindo a mesma
era necessária, sabendo que era vital. Ela parecia sensação de estar sendo observado varrê-lo.
viva em suas mãos, e não morta como sua velha
espada. Olhou para um lado e para o outro da rua. Nada.
Um caminhão estava virando a esquina, uma
“As linhas que cortam, os cortes que quebram, os grande van preta, mas ela logo desapareceu. Ele
limites que formam, tudo isso é o Do da andou silenciosamente pelas ruas, olhando para
Correspondência. Todas as coisas estão aqui, todos os lados. Passou por um beco e viu olhos
agora. Encontre seu caminho. Viaje através do amarelos brilhantes observando-o na escuridão.
espaço. Atravesse a realidade.” Falou a voz de Parou por um instante, e depois percebeu que era
Wo, dentro da gema. um velho gato de rua. O gato passou se
esfregando nele enquanto ele seguia em frente.
Rafael disse, “Sensei? Como fala comigo?”
Levantando a gola do seu sobretudo, ele
A voz de Wo responde: “A gema. Ela contém uma continuou em frente. Passou por uma loja de
porção de meu Avatar.” departamentos com uma enorme vitrine de
televisões na frente. Como canto do olho, ele viu
“Saberei como usar este poder de
uma das televisões tremeluzir com estática
Correspondência?” perguntou Rafael.
enquanto ele passava. Depois a seguinte. Depois
a seguinte, uma-duas-três à medida que ele condicionado e os olhos do homem começaram a
passava. Finalmente chegou ao final da linha e tremeluzir.
uma quarta televisão tremeluziu com estática
quanto ele chegou perto dela. A vitrine meio-fumê Não demorou muito para Rafael decidir sair.
criava um cenário misterioso. Depois, Abrindo a janela, ele jogou sua mochila no teto do
repentinamente, tudo estava como antes. Era a táxi, segurando ela enquanto saia do carro. Ele
transmissão do Manhattan News4. sentiu a janela tentando se fechar sozinha,
pressionando suas pernas. Jogando-se para trás,
“...e, em outras notícias, o presidente das ele saltou fora do carro em aceleração para a rua.
Indústrias Wyck, Thomas Willis, um influente
investidor de mercado na Big Apple5, foi Rafael sentia as Forças ondulando pelo seu corpo
assassinado hoje por tiros dados de um carro em enquanto estava no ar, ignorando a gravidade
movimento no Bronx. O Sr. Willis já sobreviveu pelos segundos necessários para permitir um
a...” salto aparentemente impossível.

Os olhos de Rafael estavam distraídos com o O táxi desceu a rua e deu um cavalinho-de-pau, o
apresentador... à medida que se movia, o homem motorista inconsciente no volante. Rafael se
parecia acompanhá-lo com os olhos. Quando seus acalmou. Isso não era diferente de enfrentar um
olhos travaram, os olhos do apresentador oponente com mais força, ou mais habilidade do
pareceram ficar meio cerrados, como se o brilho que você. A melhor jogada é ser mais inteligente
repentino da tela também o afetasse. do que eles, ele se forçava a acreditar. Esperou,
observou o caro se aproximando. Os faróis do
O medo fortaleceu Rafael e ele começou a correr carro cravados nele, lançando fachos de luz alta
pela rua. Enquanto corria, as luzes da rua, para cegar seus olhos. Ainda assim ele esperou.
desativadas há muito tempo para economizar Nos segundos que se seguiram, Rafael sentiu o
dinheiro, começaram a ligar, uma por uma. Elas o carro chegando mais perto, sentiu seu corpo se
focavam onde quer que fosse, cada luz de sódio elevando em outro pulo que fez sem pensar. Pulou
ligando exatamente no momento em que ele da frente até a traseira do carro no ar, cada vez
passava por baixo. Rafael parou. O que era isso? mais alto.
Eles realmente estavam vigiando ele? Até então,
ninguém tinha atacado ele. Ele tinha que chegar O táxi perdeu o controle, desceu mais alguns
logo ao aeroporto. Ele não tinha como saber metros, e bateu com tudo numa cabine telefônica.
como eles o rastreavam, ou quem eram. A eletricidade da cabina fez um arco na rua e
Assumindo que “eles” fossem os Tecnomantes parou perto de Rafael... havia algum tipo de Poder
que Wo mencionara, ele estaria no domínio deles, atuando por ali. O taxista milagrosamente
a realidade deles aqui na cidade. sobreviveu à batida e estava saindo dos
destroços.
Ele estalou os dedos. Se ele ao menos pudesse
encontrar um táxi! Um táxi Amarelo virou a Rafael correu para um beco, na esperança
esquina em alta velocidade, parando. “Onde ‘cê desesperada de que encontraria uma saída. Seus
qué i’, garoto?” disse o taxista. sentidos lhe disseram que havia três saídas, mas
que a mais segura era para cima. Ele pulou numa
Rafael abriu a porta e saltou para dentro. “La escada e começou a subir, embainhando sua
Guardia6. Imediatamente.” espada e tomando o rumo para o alto. O taxista
agora o seguia, seus olhos brilhando com um
Conforme o taxista acelerava pelas ruas, Rafael verde sombrio. Enquanto andava, o taxista tocou
olhava no espelho. Seu coração congelou quando um bêbado que estava por ali na rua. O bêbado
ele viu as portas trancarem sozinhas. O taxista levantou-se, seus olhos agora brilhando verdes
pareceu surpreso à medida que o carro pegou também.
velocidade e começou a costurar o trânsito
sozinho. Então uma fumaça azul saiu do ar Rafael correu pelo telhado do prédio e pulou
novamente, cobrindo a distância de um beco
4
Noticiário sobrando três centímetros. Ele olhou para cima
5
"A Grande Maçã", apelido dado à cidade de para um sinal eletrônico gigante que
Nova Iorque continuamente re-transmitia sua mensagem.
6
Aeroporto em Nova Iorque
“HORA: 10:23, TEMP: 27 GRAUS. RAPHAEL van estava completamente escurecido. O carro
DESISTA. JUNTE-SE A NÓS. SEMPRE que Rafael tinha roubado era muito lento para
GOVERNAREMOS O MUNDO. JÁ CONTROLAMOS despistá-la. Mais adiante, ele viu o sinal começar
SUA MENTE, SUAS IDÉIAS. É INÚTIL RESISTIR. a mudar e uma muralha de tráfego transversal
PEGUE UM PLANO DE PREVIDÊNCIA E UMA começar a se mover.
POUPANÇA.”
“NÃO!” Gritou, enquanto a van batia no seu pára-
Rafael estava com tanta raiva que liberou sua choques traseiro. Ele enfiou a mão na mochila, e
fúria. De repente, as lâmpadas no sinal encontrou o amuleto com a mão. Talvez esse tal
começaram a explodir uma a uma. “É, bem, Talismã pudesse ajudar. O tráfego
quando ficar velho o bastante para me aposentar, repentinamente pareceu se mover mais
ligo pra vocês, rapazes.” lentamente por um instante, um instante longo o
bastante para ele passar pelo cruzamento.
Contudo, essa distração custou caro. Virando-se,
ele viu um guarda de segurança, um desabrigado, “Droga,” disse Rafael quando viu a van preta
um assaltante, o taxista e um bêbado andando em ainda atrás dele, grudado na cola dele através do
sua direção pelos telhados, aparentemente tendo cruzamento movimentado. Rafael começou a
perseguido-o pela escada de incêndio. Todos os suar. Olhando para trás, sabia que a única
seus olhos brilhavam. O guarda de segurança deu maneira de ficar no controle da situação seria
um tiro nele: Rafael se jogou no chão, e rolou o conseguir chegar ao aeroporto.
resto até a borda.
Fechando os olhos e vagamente segurando o
Gritando de fúria, o assaltante pulou sobre ele. volante, Rafael meditou. O carro que ele estava
Tirando sua espada do sobretudo num movimento dirigindo continuou indo reto, virando quando
fluido, Rafael se afastou do homem. O assaltante necessário. Invocando toda sua vontade, Rafael
foi pra cima com um canivete-borboleta, tentando disparou sua Quintessência numa rajada de
cortá-lo uma, duas, três vezes. Rafael sentia que poder de Forças para trás. Um raio brilhante,
os outros se aproximavam, e sabia que tinha que trêmulo, retorcido, frisado de pura eletricidade
tomar uma decisão: matar este homem e aterrissou no capô da van. Houve um breve
sobreviver ou hesitar e estar perdido. período de fumaça no motor antes da van toda
explodir. Outros carros na rua desviaram.
Com um movimento ligeiro, Rafael cortou. Não foi
necessária muita habilidade para separar a No mesmo instante, Rafael sentiu um calafrio
cabeça do homem do resto de seu corpo. Sangue açoitar seu corpo. Sentiu o centro de seu ser se
jorrou ao seu redor, respingando um pouco no esticar pelos poros de sua carne mortal, como se
seu casaco. Rafael sentiu a ânsia subindo na sua alma buscasse liberdade. Rafael sabia que
garganta – nunca em seu longo treinamento em isso devia ser o Paradoxo – o preço que pagou
artes marciais ele tinha matado um homem. pela magia. O calafrio se espalhou pelo seu corpo
todo e quando realmente desapareceu, ele se
Mesmo assim, os outros continuavam vindo. O acalmou.
guarda deu outro tiro, este milagrosamente
ricocheteou em seu amuleto. Segurando na Fragmentos da van continuavam a cair, enchendo
escada com as duas mãos, Rafael escorregou de entulho a rua atrás dele enquanto ele entrava
pela borda da escada. Correu para a rua e tentou pela saída do La Guardia.
a porta no primeiro carro que viu. Por alguma
estranha coincidência, a porta do carro estava O aeroporto era um lugar sombrio e cavernoso,
destrancada. Ele não tinha a chave, mas sabia repleto de lugares onde os Tecnomantes
como fazer ligação direta. Ligou o carro, e saiu poderiam encontrá-lo, mas ele foi até o balcão de
dirigindo. O rádio estava ligado e tocava, “Agora passagens e comprou uma. Saindo para os
mais quatro horas de música sem parar para portões, ele notou a televisão paga ligando
descansar,” disse o radialista. Rafael desligou o enquanto ele passava, a estática chiando e re-
rádio. ajustando na transmissão do noticiário. “E, numa
história relacionada, é melhor você não tentar
Uma van preta surgiu atrás dele, suas luzes sair Rafael. Porque o rastrearemos onde quer que
brilhando no retrovisor. O pára-brisa dianteiro da vá. Você é um tolo se acha que pode viver sem
nós. Você foi avisado. E agora a previsão do “Desculpe senhor, mas sua passagem foi
tempo com Beth Jordan...” cancelada. Não posso emitir um bilhete de
embarque com uma passagem cancelada.”
Rafael correu para o portão assim que o alto-
falante anunciou: “Vôo, 102, partindo para São “Impossível! Verifique novamente... talvez você
Francisco, está embarcando.” Rafael olhou o esteja procurando o número de passagem
relógio. Ele piscou por um instante, e uma errado?” disse Rafael.
pequena imagem digital apareceu nele.
“Não, senhor, não há problema com o número da
“Dante?” Rafael sussurrou. O rosto desmanchou e passagem. A passagem foi cancelada...” O queixo
palavras começaram a aparecer no mostrador do de Rafael caiu, e ele olhou no relógio. Dois
relógio. “BOA SORTE, RAPH. FICAREMOS DE minutos para o embarque.
OLHO EM VOCÊ. TENHA CUIDADO. ESSES
JOGAM O TEMPO TODO.” O relógio piscou. Palavras começaram a aparecer
nele novamente.
“Chamando Sr. Rafael Rodriquez. Rafael
Rodriquez, atenda ao telefone de cortesia “TENTE NOVAMENTE, AMIGO.”
branco.” A voz veio de um sistema de chamadas.
“Verifique pela última vez pra mim? Por favor?
Rafael sabia o que era.
Isto é importante.”
BIIIIP! O detector de metal disparou. “Você
A mulher sorriu. “Tudo bem, senhor. Mais uma
poderia esvaziar seus bolsos, por favor, senhor?”
vez.”
Disse o guarda de segurança. Espiando bem
dentro da alma do homem, Rafael percebeu que o “Muchas gracias.”
homem era apenas um guarda normal, fazendo
seu trabalho. O alto-falante anunciou, “Este é o Vôo 102. Última
chamada para o embarque.” Os olhos de Rafael
“Deve haver alguma coisa errada com sua focaram no outro lado do salão, olhando para o
máquina...” disse Rafael. painel eletrônico de horários. Uma das linhas
mudou para “VOCÊ NUNCA VAI SAIR DESSA” por
“Claro, colega. Com certeza tem. Tire seu casaco,
um segundo.
por favor.” O homem percebera as gotas de
sangue no casaco de Rafael? “Oh! Desculpe, senhor. Aparentemente seu
número estava indicando errado. Sua passagem é
Rafael tirou o casaco, com sua espada ainda
válida. Aqui está seu bilhete de embarque! Melhor
dentro, e o colocou na esteira. Ele tinha que
correr.” Rafael correu pela rampa de embarque
arriscar mais Paradoxo. Fixando firme a Esfera de
para o avião parado. Quando entrou no avião,
Forças em sua mente, Rafael tinha esperança de
sentiu uma mudança no mundo à sua volta. Não
que pudesse mascarar a presença da espada. O
estava mais no domínio daqueles que o
guarda observando a máquina piscou para outro
buscavam.
lado por um instante, então talvez a magia nem
fosse necessária. De qualquer modo, o guarda À medida que o avião manobrava pela pista, os
não detectou a espada e ele passou com olhos de Rafael foram atraídos para um laptop
segurança pelo detector. Rafael correu pelo sendo usado por um passageiro ao lado. O
corredor para o seu portão de embarque. homem que o usava tinha adormecido. O rosto de
Dante brilhou na tela por um momento. “BOA
Ele foi até o comissário de bordo, entregando a
SORTE, JOVEM.” Palavras surgiram na tela.
passagem. “Desculpe, senhor. Você terá que ir
“CUIDEI DE TUDO ATÉ FRISCO7. VOCÊ VAI
até o balcão de informações e pegar seu bilhete
ENCONTRAR O MESTRE DE WO LÁ. NÃO SE
de embarque.”
PREOCUPE, INSTRUIREMOS VOCÊ. TENHA UM
Rafael foi até a mulher no balcão. “Parece que BOM VÔO.”
tenho que pegar um bilhete de embarque...”
disse, frustrado. A mulher pegou a passagem dele
e digitou alguns números dela no computador.
7
Abreviação de “San Francisco”
Livro Um
Ela é a escolhida.

Um baile de caridade, o último bastião da valsa... Amanda dança


lentamente à melodia antiquada com seu alvo. Outros casais os
rodeiam – magnatas envelhecidos conduzindo mulheres pomposas
como papagaios.

Relógio cravado de jóias. Até mesmo as danças são máquinas agora.

Sanders não a dissera nada sobre o alvo, mas ela conseguia perceber
que a matança seria fácil. Cada movimento, cada gesto do homem
transmitia sua luxúria. Um sorriso vazio, um rubor deliberado, e ele
responde, desliza um braço ao redor de sua cintura. Logo, ela sabe,
ele a conduzirá para longe, e ninguém verá.

Habilidosa. Mas esta criança possui um coração de aço... seus olhos


estão vazios...

Amanda observa a janela, rastreia seu reflexo. Ela vê a si mesma, suas


luvas, seu vestido – flutuando, branco, seda plumosa – atraente na
armadilha perfeita de Sanders. O vestido esconde o estilete. Ela fica à
deriva através do salão até a janela, puxa a cortina.

Estilo... graça... um Presente bem dado.

Ela se volta para ele, para encará-lo. Com seu casado tirado, ele luta
com a faixa e as calças, algemado em roupas. Indefeso. Ela desliza a
lâmina de sua coxa, arrasta para mais perto... ataca. O movimento é
tão suave e rápido que ele nunca vê a lâmina.

É o momento. Ela deve aprender o verdadeiro significado da morte. Ela


recua para deixar a carne cair, mas ele continua de pé, chocado. Para
horror dela, tarde demais, ela sente a diferença em sua mão – o peso
errado – vê a lâmina cega, inútil, e se estende até o homem sem-fala,
determinada a terminar o que veio fazer.

“Não.”

Surjo detrás da cortina, toco os fios de suas mentes. Ele esquecerá; ela
ficará calma o suficiente para raciocinar. Amanda permanece muda e
furiosa à medida que o estranho caminha regiamente para dentro do
salão. A roupagem pesada se acomoda no lugar detrás dele como um
manto. Numa mão enrugada ele casualmente chacoalha uma caixa de
fósforos, e sua face honesta, antiga e sombria radia calor e confiança.
“Não é o momento dele. É o seu. Seu Despertar está próximo.”

Ela é minha escolhida.



Minha crença pessoal é que é deste modo que qualquer aperfeiçoamento do mundo será feito: por
indivíduos tomando decisões de Qualidade e isso é tudo.

- Robert M. Pirsig, Zen e a Arte da Manutenção de Motocicletas [Uma Investigação sobre Valores]

Mago é uma consociação de faz-de-conta, de mais imediata do que os contos de fáos que você
fingimento, de narração. Embora Mago seja uma possa se lembrar. Isso porque você está dentro
consociação, é mais sobre narrativa do que sobre da história e não apenas observando-a. Você está
vencer. Se você nunca interpretou papéis antes, criando a história conforme participa, e o
pode ficar confuso com a premissa geral da resultado é sempre incerto.
consociação de narração. Contudo, uma vez que
entender os conceitos básicos, verá que narração Mago é sobre a tragédia de um mundo que ficou
não é assim tão estranho, e, de fato, é doente. É a tragédia de um cenário decaído e
assustadoramente familiar. esquálido de esperança perdida. A tragédia da
sabedoria esquecida e de um apetite cada vez
Você, junto com alguns de seus amigos, contará maior por mentiras. A tragédia de uma cultura
histórias de exploração e descoberta num mundo determinada a destruir-se. Esse é o legado
de trevas. Histórias de becos sombrios e reinos amargo dos Tecnomantes, os mestres secretos
distantes. Histórias surgindo dos recessos do mundo moderno. Embora esses magos
sombrios de sua mente, mas se estendendo rumo clamem uma perfeição de propósito, eles, na
à luz. No coração destas histórias estão os magos verdade, são motivados pela megalomania e pela
– humanos abençoados (alguns podem dizer ambição. Em sua batalha para salvar não apenas
amaldiçoados) com o dom de fazer magia. a Terra, mas a própria magia, das correntes
cristalinas deles, você deve confrontar e superar
Estas histórias capturarão a sua imaginação fraquezas de espírito não apenas nos outros, mas
muito mais rapidamente do que qualquer peça ou em você mesmo.
filme; e do mesmo modo, possuem uma natureza


A deficiência fatal desta era é que ela não tem antigos uma parte mais substancial de nossas
heróis. vidas.

- Sho Fumimura, Sanctuary [Santuário] A Narração nos permite compreendermos a nós


mesmos ao fornecer uma ferramenta com a qual
Há muito tempo, antes de filmes, TV, rádio e explicar nossos triunfos e derrotas. Ao olharmos
livros, as pessoas costumavam contar histórias para nossa cultura, nossa família e para nós
umas para as outras: contos da caçada, lendas mesmos em novos contextos, podemos
dos deuses e de grandes heróis, ou fofoca sobre compreender coisas que jamais foram
os vizinhos. Eles contavam essas histórias em voz percebidas. É divertido porque é tão revelador, e
alta, como parte de uma tradição oral de narração excitante por é tão verdadeiro. A Narração tem
– uma tradição que foi perdida. um papel tão enorme em nossa cultura que não
Não contamos mais histórias – as ouvimos. pode ser por acaso. Nossa obsessão com
Sentamos passivamente, aguardando sermos histórias tem um propósito: disso não há dúvida.
pegos e carregados para o mundo que 
descrevem. Nos tornamos escravos de nossas Mago não é apenas uma consociação de
TVs, permitindo que uma oligarquia de artistas narração, mas uma consociação de interpretação
descreva nossa cultura para nós. de papéis também. Você não apenas conta
histórias, mas na verdade age através delas ao
Contudo, há outra maneira. A Narração num nível
assumir os papéis dos personagens centrais. É
pessoal está se tornando parte de nossa cultura
como um teatro, só que você inventa as falas.
mais uma vez. É disso que trata esta consociação:
não de histórias contadas para nós, mas histórias Para entender a interpretação de papéis, você
que contamos aos outros. Mago trata sobre trazer precisa apenas voltar a sua infância e àquelas
as histórias para casa e tornar os mitos e lendas tardes maravilhosas brincando de Polícia e
Ladrão, Cowboys e Índios ou usando Fantasias. O divertindo. A maneira de fazer isso é contar uma
que você estava fazendo interpretando de papéis, boa história. Contudo, diferente dos Contadores
um tipo de atuação natural e espontânea que de História tradicionais, o Contador de História
ocupava completamente a sua imaginação. Essa não apenas conta a história; ao invés disso, ele
consociação de atuação ajudava você a aprender deve criar o esqueleto de uma história e depois
sobre a vida e o que significava ser um adulto. Era deixar que os engajados dêem vida a ela ao
uma parte essencial da infância, mas apenas assumirem os papéis dos protagonistas.
porque você é adulto isso não quer dizer que você Narração em Mago é um equilíbrio delicado entre
tenha que parar. narração e julgamento, entre história e
consociação. Algumas vezes o Contador de
Em Mago, diferente de faz-de-conta, existem História deve criar a cena ou descrever o que
algumas regras para ajudar você a interpretar acontece (por exemplo, como quando os
papéis. Elas são usadas principalmente para engajados estão dormindo), mas principalmente
evitar discussões – “Bang! Bang! Você morreu!” ele deve decidir o que acontece em reação às
“Não, não morri!” – e para dar uma sensação mais palavras e ações dos personagens – tão
profunda de realismo à história. As regras dirigem realística, imparcial e criativamente quanto for
e guiam o progresso da história, e ajudam a possível.
definir as capacidades e fraquezas dos
personagens. As regras essenciais para Mago Como Contador de História você está
são descritas no Capítulo Quatro. encarregado de interpretar e aplicar as regras,
além disso, você também é um animador – você
Mago pode ser jogado com quase qualquer deve se esforçar para equilibrar os dois papéis. A
número de engajados8, mas os jogos de maior parte deste livro foi escrita para ajudar
interpretação-de-papéis em geral são melhores você a fazer exatamente isso. Isso não faz com
quando o número de engajados é seis ou menor. que se tornar um Contador de História seja fácil,
Muito do mistério e do sabor é perdido quando os porque nunca será fácil, mas o tornará melhor
engajados competem por atenção. nisso.
 O papel do Contador de História é explicado com
Mago está estruturado de modo um pouco muito mais detalhes no Capítulo Três.
diferente dos jogos com os quais você possa
estar familiarizado. Em primeiro lugar, não há 
nem tabuleiro, nem cartas. Segundo, um A maioria das pessoas que joga esta consociação
engajado precisa ser o Contador de História – a não será Contador de História, mas ao invés disso
pessoa que cria e orienta as histórias. os engajados que assumirão os papéis dos
protagonistas na história. Ser um engajado não
Ser o Contador de História é mais ou menos como exige tanta responsabilidade quanto ser um
ser o Banco em Banco Imobiliário®, só que é Contador de História, mas apenas tanto esforço e
muito mais importante. O Contador de História concentração.
descreve o que acontece com os personagens,
como resultado do que os engajados dizem e Como engajado numa crônica de Mago, você
fazem. Ele decide se os engajados são bem- assumirá a persona e o papel de um mago (ou
sucedidos ou fracassam, sofrem ou prosperam, feiticeiro, bruxo, xamã, encantador, etc.), que
vivem ou morrem. Narração é uma tarefa muito você inventa e depois interpreta no decorrer da
exigente, mas também muito recompensadora, história. A vida do seu personagem está em suas
pois o Contador de História é o tecelão das mãos, pois você decide o quê o personagem diz
lendas. ou faz. Você decide quais riscos assumir ou
renegar. Tudo que disser ou fizer quando
O dever primário do Contador de História é interpretar seu personagem tem efeito no mundo.
certificar-se que os outros engajados estão se Isso é especialmente verdade quando seu
personagem é um mago.
8
Aqui, no lugar de jogador, pela origem de player,
“aquele que se que se engaja”, comum com Você deve ser tanto um ator quanto um engajado.
engajar ‘dar documento ou dinheiro como Como um ator, você fala pelo seu personagem e
garantia ou caução', ‘empenhar-se, dar-se como interpretar tudo que desejar que ser personagem
penhor, garantia; se exercitar’.
faça ou diga. Tudo que você dizer, seu você entre no mundo da história é que seu
personagem diz, a menos que você personagem se torna completo. Eles são reais
especificamente fizer uma pergunta ao Contador apenas com você como a força de animação – a
de História ou estiver descrevendo suas ações. alma se você desejar. Nunca trate seus
Ao anunciar e descrever aos outros engajados o personagens como projeções de si mesmo
que você está fazendo, você se torna parte da (mesmo se for isso que eles forem). Trate-os
história em andamento. como indivíduos únicos, como obras de arte, ou
como expressões frágeis de sua sensibilidade
Como engajado, você tenta fazer as coisas que poética. Você deve valorizar como um tesouro os
permitam que seu personagem seja bem- personagens que você cria.
sucedido, para “vencer a consociação”. Esse
elemento estratégico da consociação é essencial, Os personagens de Mago são fáceis de criar.
pois é o que geralmente cria a tensão e excitação Demora apenas uns 30 minutos ou mais para se
de um momento dramático. escolher todos os Atributos que descrevem o seu
personagem. Exige muito mais tempo e esforço
Freqüentemente, depois de descrever as ações para transformar essa coleção de números num
que “você” quer fazer, você precisará fazer personagem vivo, que respira. Você deve ir fundo
arremessos de dados para ver se seu dentro de si para encontrar o suficiente que for
personagem obtém sucesso naquilo que você real e verdadeiro para produzir um personagem
ilustrou com palavras. Os Atributos de seu completo. O monstro Frankenstein foi facilmente
personagem, as descrições de suas forças e montado a partir de partes de corpo disponíveis.
fraquezas, ditam o quanto seu mago é bom em Foi o sopro da vida que se mostrou difícil.
fazer certas coisas. As ações são os elementos
básicos de Mago, pois descrevem como os A criação de personagem é discutida em mais
personagens alteram o mundo e afetam o curso detalhes no Capítulo Seis.
da história.

Os personagens são centrais em uma história, As histórias de Mago geralmente assumem que
pois eles alteram e direcionam a trama; sem os todos os personagem são aliados íntimos, e que
personagens você não pode ter uma história. À vão agir como um grupo muito unido. Isso não
medida que a história flui, os personagens, não as quer dizer que os personagens vão sempre se dar
decisões do Contador de História, direcionam e bem, mas apenas que eles costumam
dão força ao progresso da trama. compartilhar os mesmos objetivos e motivações.
Esses grupos de magos não são incomuns; na
De certo modo, você é tanto um Contador de verdade, eles são as unidades familiares mais
História quanto um engajado. Você deve se sentir comuns na sociedade dos magos. O termo
livre para acrescentar idéia e elementos à “cabala” é usado para se referir a qualquer grupo
história, embora o Contador de História possa de magos, seja um grupo que se mantém intacto
aceitar ou rejeitá-las conforme achar adequado. por causa dos laços com uma Chantria ou
No fim, a história, não seu personagem, é mais Tradição, laços de amizade, ou algum outro
importante. O personagem é uma ferramenta para motivo qualquer.
se contar uma boa história.
O objetivo de quase todas as cabalas é fundar
 uma Chantria, uma habitação mística onde os
Muitos elementos diferentes compõem o que magos podem fazer sua magia com mais
gostamos de pensar como o “eu”: demais, na liberdade. Uma Chantria é um lugar onde magos
verdade, para separar e identificar. Na verdade, podem congregar, construir suas bibliotecas de
não sabemos na verdade quem ou o quê somos. sabedoria arcana, e conduzir pesquisas e
Usamos muitas máscaras. É dessa diversidade experiências mágikas. Mais importante ainda,
essencial do eu que nosso desejo e habilidade de uma Chantria é um lugar onde magos podem se
fingir ser alguém se originam. esconder dos perigos do mundo.
Os personagens são as versões literárias de De fato, autopreservação é um motivo forte para a
pessoas reais – eles não são reais, mas capturam formação de uma cabala. Muitos males
sim alguns aspectos da realidade. Apenas quando confrontam os magos neste mundo de trevas.
Além dos Tecnomantes impiedosos, os magos próprios colegas pelos direitos aos reduzidos
devem lidar com Maraus insanos, demônios recursos mágikos do mundo. A sobrevivência
astutos, e espíritos inescrutáveis do Paradoxo. depende da unidade absoluta dos magos numa
Algumas vezes eles devem ainda combater seus cabala.


Um jogo finito é jogado com o objetivo de vitória, 
um jogo infinito é jogado com o objetivo de Em grande parte, Mago foi projetado para ser
continuar jogando. jogado ao redor de uma mesa. Embora a
consociação não exija um tabuleiro, há vários
- James P. Carse, Jogos Finitos e Infinitos acessórios que exigem uma mesa para serem
Não há um “vencedor” de Mago, pois o objetivo usados adequadamente. Você precisará de
não é derrotar os outros engajados. Para dados, lápis e papel, e fotocópias da planilha de
“vencer” de algum modo, você precisa cooperar personagem. Os dados exigidos são de 10 faces;
com os outros engajados. Porque isto é uma estes você pode comprar em qualquer loja de
consociação de interpretação de papéis, não há jogos. O Contador de História também pode
como uma pessoa declarar vitória. Na verdade, querer papel à mão para esboçar um cenário
Mago é uma consociação no qual você tem mais (facilitando a descrição aos engajados), assim
chances de perder, pois a tarefa diante de você é como alguns acessórios para mostrar aos
quase impossível. Por milênio, os magos têm engajados o quê os personagens estão vendo
fracassado em atingir a Ascensão (o estado (fotografias, fósforos, mantos – qualquer coisa
definitivo de iluminação ao qual todos os magos para tornar a experiência mais vívida).
se esforçam para chegar). Além disso, nunca 
houve uma ameaça maior à Ascensão do que a Interpretação-de-papéis em Ação-ao-Vivo pode
representada pelos Tecnomantes. A idéia toda é ser a parte mais dinâmica e divertida de se jogar
sobreviver tanto quanto possível e arrancar o Mago. Interpretação-de-papéis em Ação-ao-Vivo é
máximo de drama da tragédia em curso. semelhante ao teatro de improviso, onde os
atores (engajados) atuam através dos cenários
A única medida de sucesso real em Mago é
criados e introduzidos pelo Contador de História.
sobrevivência. Contudo, se o personagem tiver
Isso torna a experiência narrativa muito mais
alguma motivação avassaladora, como uma
intensa e imediata.
necessidade de vingança, atingir esse objetivo
também é um sinal de sucesso. Além disso, as Os engajados numa consociação de
histórias possuem conclusões que são tanto interpretação-de-papéis geralmente descrevem o
benefícios quanto prejuízos para os personagens. que seus personagens fazem e até o que dizem,
Se os personagens aprendem que um cientista mas durante Interpretação-de-papéis em Ação-
renomado é na verdade um Tecnomante inclinado ao-Vivo, eles fazem o que seus personagens
a escravizar as mentes dos líderes locais, e fariam e diriam o que seus personagens diriam
conseguirem estragar seus planos, então eles (com certos limites). Eles podem levantar, andar
“vencem”. Se nunca sequer descobrirem quem por aí, segurar uma carta, apertar mãos, ou
estava por trás da trama (muito menos correr até uma janela para ver o que está
conseguirem impedi-lo), então perdem, embora acontecendo. Claro, a imaginação ainda precisa
eles possam saber disso apenas quando for tarde ser empregada, e o Contador de História ainda
demais. pode interromper a ação para descrever objetos
e situações especiais.
Para atingir mesmo que seja uma vitória parcial,
os personagens devem normalmente se tornar Nenhum dado é usado durante a Ação-ao-Vivo
amigos. Eles devem cuidar uns dos outros e (especialmente na linha Teatro da Mente de
possuir um mínimo de confiança entre si. O produtos para Ação-ao-Vivo da White Wolf). Ao
Mundo de Escuridão é tão perigoso que aliados invés disso, tudo é decidido através de atuação. O
confiáveis são essenciais. Contador de História simplesmente usa os
Atributos dos personagens para decidir de que
maneira os personagens conseguem realizar
certas ações mecânicas (tais como arrombar uma • Jogue em Lugar Fechado: Jogue dentro de
fechadura). Os Contadores de História devem sua casa, ou em qualquer área privada onde a
sempre decidir como os outros personagens do consociação normalmente aconteça. Certifique-
Contador de História reagem aos personagens se de que todos na área compreendem o que você
dos engajados. está fazendo. Nunca realize Ação-ao-Vivo se
transeuntes possam ficar confusos ou assustados
 com o evento.
Você deve seguir algumas regras básicas para
• Saiba Quando Parar: Quando o Contador
assegurar que Interpretação-de-papéis em Ação-
de História pede um tempo, toda ação deve
ao-Vivo prossiga tranqüila e seguramente. Estas
imediatamente parar. Mesmo durante Ação-ao-
regras devem ser obedecidas se você pretende
Vivo (especialmente durante a Ação-ao-Vivo), a
conduzir qualquer Interpretação-de-papéis em
decisão final é do Contador de História.
Ação-ao-Vivo. A segurança vem sempre em
primeiro lugar. 
Embora o combate e outras atividades físicas
• Não toque: Um engajado nunca deve nunca devam ser interpretadas numa sessão de
realmente atacar ou agarrar outro membro do Ação-ao-Vivo, elas podem ser imitadas sem
grupo. Nenhum tipo de combate deve jamais ser quebrar o fluxo da ação em curso. Métodos para
realizado – isso é algo que você deve deixar os se imitar e resolver tais ações são apresentadas
dados decidirem. Interpretação em Ação-ao-Vivo em The Masquerade, nosso primeiro produto de
envolve apenas conversação, não combate. Se os Teatro da Mente.
engajados ou assistentes de Narração estiverem
ficando muito exaltados em seus papéis, o Os engajados representando personagens de
Contador de História deve pedir um tempo na magos podem sinalizar o uso de magia numa cena
atuação e lembrar a todos das regras da de Ação-ao-Vivo usando observações
consociação. Infratores recorrentes devem ser improvisadas seguidas por um sinal de mão ou um
convocados a se retirarem, ou a ação deve estalar de dedos. Exemplos: “Gostaria de saber o
retornar à mesa e os conflitos resolvidos através que você acha do plano dele?” (Leitura-Mental);
de dados. “Claro, parece escuro aqui. Alguém desligou as
• Nada de Armas: Nenhum acessório deve luzes?” (Criando Escuridão); “Espero que aquele
ser usado se eles precisarem tocar outro garçom não tropece quando entregar a bebida de
engajado para ter efeito. Nenhuma arma real de John.” (Controle Mental ou magia de Vida); etc.
qualquer tipo pode deve jamais ser utilizada Um engajado alvo de uma magia pode
durante qualquer Interpretação-de-papéis em normalmente julgar se seu personagem é afetado
Ação-ao-Vivo. Apenas aquelas armas de ou não, mas algumas vezes o Contador de
brinquedo que podem ser facilmente identificadas História deve narrar brevemente os efeitos da
como brinquedos podem ser usadas; mesmo magia.
assim, as regras de não-toque ainda se aplicam.


Dessa cavidade, tal se a terra resfolegasse ante a Personagens de Mago não são os provedores de
pressão interior de algo asfixiante, um tumulto truques de salão e de bolas de fogo pintados
quase contínuo e férvido rebentava de súbito em pelas fontes mais tradicionais. Claro, no percurso
portentosa fonte, que vomitava golfadas de da vida cotidiana, os magos quase que
sólidos fragmentos no espaço, como ressoante certamente evocarão tais manifestações mágikas
chuveiro de granizo ou resíduos de palha e grão – e dificilmente seriam objetos de interpretação
projetados do mangual.
10
And from this chasm, with ceaseless turmoil
Em meio à dança frenética de cascalhos, corria
seething,
permanente e passageiro o rio sagrado.9 As if this earth in fast thick pants were breathing,
A mighty fountain momently was forced;
- Samuel Taylor Coleridge, “Kubla Khan” 10 Amid whose swift half-intermitted burst
Huge fragments vaulted like rebounding hail,
9
Or chaffy grain beneath the thresher's flail;
http://virtualbooks.terra.com.br/osmelhoresautor And 'mid these dancing rocks at once and ever
es/download/janela_de_varrer.pdf It flung up momently the sacred river.
de papéis divertidos se não fizessem isso. Mesmo Grãos podem ocasionalmente escorregar pelos
assim, os magos do Sistema Narrativo, e seus dedos coletivos da humanidade, e com o tempo as
poderes mágikos, representam verdades pessoas podem escavar mais quantidades, mas
filosóficas maiores. Essas verdades podem nunca esse leva-e-traz é gradual o bastante para que o
surgir de forma direta dentro da consociação, quadro geral do universo da humanidade nunca
mas, mesmo assim, elas permeiam o cenário. seja questionado.

 A realidade da humanidade, seu punhado de areia


Os paradigmas e as visões de mundo estão particular, é o mundo Punk-Gótico mundano e
mudando da noite pro dia. As certezas de ontem místico descrito no Capítulo Dois – um mundo
são as superstições de hoje. criado em grande parte pelos Tecnomantes (os
arautos da ciência que buscam controlar a
- Sam Keen, Fire in the Belly [Fogo na Barriga] realidade). O mundo adquiriu sua forma atual,
deturpada, porque os Tecnomantes solidificaram
A premissa subjacente da magia é a de que a
o mundo contra as mudanças. Os Tecnomantes
alma humana, ou Avatar, permite que uma pessoa
são as personificações mais verdadeiras do
use sua força de vontade para alterar a realidade.
estereotipado cientista frio e calculista. Eles
Já que todo mundo possui algum fragmento de
abordam o mundo dessa maneira. A ciência é
Avatar, todos, até mesmo os Adormecidos
uma parte importante da realidade, mas os
(mortais que permanecem ignorantes com
Tecnomantes perverteram a ciência numa força
relação à magia), podem moldar a realidade em
destrutiva que consome tudo.
algum nível. Embora os magos afetem a realidade
através de esforço consciente e concentrado, os Ao fazerem isso, os Tecnomantes têm reprimido o
humanos comuns afetam-na apenas através da crescimento e a visão da humanidade. As
crença inconsciente. A crença de um indivíduo, o pessoas estão incapazes de compreender, ou
conjunto de “verdades” pelas quais ele explica a mesmo considerar, a vastidão da realidade.
existência, é conhecida como seu “paradigma”. O Questões eternas tais como “De onde eu vim?”
consenso inconsciente de crenças entre todos os podem de fato ser respondidas, e alguns magos
humanos (os “fatos” com os quais a humanidade iluminados têm encontrado as respostas, mas os
como um todo concorda) é o paradigma que cria a Tecnomantes têm se certificado que a população
realidade – o mundo como entendemos. mortal seja sempre os bobinhos deles.
Magos, contudo, vivem fora dessa visão de mundo Os Tecnomantes sabem que a existência oferece
estática. De fato, sua força de vontade permite mais, mas selar a realidade com as rédeas da
que eles imponham seu próprio paradigma sobre ciência serve aos seus propósitos e barra os
o universo de vez em quando. A magia é, desse esforços de seus rivais, portanto eles lutam para
modo, permitida na realidade estática. reforçar a venda nos olhos da humanidade.
 Outros magos estão tentando estilhaçar o
Ciência é a verdade para a vida monólito estático da ciência, mas o andamento é
lento.
Observe a religião cair obsoleta

Ciência será a verdade para a vida. A Qualidade Dinâmica é a vanguarda pré-
intelectual da realidade, a fonte de todas as
- 10,000 Maniacs, “Planned Obsolescence coisas, completamente simples e sempre nova.
[Obsolescência Programada]”
- Robert M. Pirsig, Lila [Lila: Uma investigação
Cada idéia, substância, ou outro aspecto da sobre valores]
realidade (cães, a cor vermelha, o Contrato
Social, medo) pode ser visto como um grão de Os Tecnomantes buscam subjugar a realidade
areia individual; juntos, esses vários grãos de sob um reinado de opressão estático e
areia compõem uma vasta praia. Ao se aceitar estagnado. Os magos são os legados humanos
uma visão de mundo dada como uma verdade das forças dinâmicas que se opões a esse futuro.
absoluta, as pessoas estão pegando um punhado É sua tarefa moldar a realidade, para dar
de areia e, portanto, ignorando o resto da praia. inspiração para o quê os Adormecidos venham a
acreditar ou desacreditar com relação ao mundo. 
Eles devem ter o cuidado de moldar a realidade Você pode dizer que sou um sonhador
em quantidades pequenas, para que não Mas não sou o único
perturbem o sentido de continuidade geral da Espero que um dia você se junte a nós
humanidade. Para voltarmos à analogia anterior, E o mundo viva como um só.
os humanos enxergam apenas os seus punhados
- John Lennon, “Imagine [Imagine]”
de areia, e ficariam chocados em descobrir que
estão no meio de uma praia inteira. Os magos vêem-se como escultores da realidade.
Embora um número surpreendente continue
Os magos, como forças dinâmicas
ignorante sobre as implicações macrocósmicas
personificadas, percorrem uma linha tênue com
de sua atividade, a maioria busca um ideal
sua magia. Uma dependência excessiva de “areia
conhecido como Ascensão. A Ascensão é
nova” mina as fundações cruciais da realidade
geralmente comentada, mas raramente analisada
estática, enquanto que controle excessivo de
ou explicada. A Ascensão possui significados
“areia velha” barra os esforços de outros magos,
diferentes para magos diferentes. Em geral, A
tornando a realidade rígida demais para ser
Ascensão é vista como o objetivo de se
mudada.
aperfeiçoar não só sua própria alma, mas a
De fato, a força dinâmica descontrolada é tão realidade toda. Os magos enxergam a Ascensão
indesejável quanto à visão antiutópica dos como a jornada rumo à iluminação definitiva.
Tecnomantes. Certos magos bizarros conhecidos
Muitos magos acreditam que a Ascensão seja
apenas como Maraus personificam esse caos.
tudo-ou-nada, que todos e tudo devem ser
Eles buscam destruir o trabalho dos Tecnomantes
esculpidos antes que a realidade, como um todo,
– e, na verdade, qualquer aspecto de ordem ou
esteja apta a Ascender. Outros acham que ela
estabilidade. Eles gostariam de ver o universo
pode ser atingida por partes. Alguns magos
espalhado ao vento.
acham que a Ascensão exige apenas um
 subsistema importante da humanidade, outros
Além das ameaças polares dos Tecnomantes e que ela é um estado reservado para os magos
dos Maraus, os magos enfrentam um terceiro somente, e outros ainda que ela nem exista.
grupo de inimigos – talvez os mais enigmáticos e
Alguns magos observam com ironia que os
mortíferos de todos os seus inimigos. Estes
Tecnomantes, os Maraus e até mesmo os
inimigos são as entidades conhecidas como
Nephandi, todos eles buscam algum tipo de
Nephandi. A natureza dos Nephandi é um mistério
Ascensão, embora de suas próprias maneiras
– muitos parecem ser magos corrompidos por
sombrias e distorcidas. Os Magos devem sempre
pactos com seres extradimensionais asquerosos,
estar cientes do quê eles procuram realizar com a
enquanto que outros Nephandi parecem estar
Ascensão, para que em sua húbris não caiam nas
totalmente alheios à nossa realidade. Uma coisa é
mesmas armadilhas dos seres já mencionados.
clara: os Nephandi não buscam nem dominar a
realidade como os Tecnomantes nem distorcê-la 
de forma irreconhecível como os Maraus. Os O que precisamos para tornar nosso mundo vivo?
Nephandi procuram destruir completamente a O que é necessário para nos fazer cantar
realidade. Enquanto esperamos a chegado do mundo por
vir?
Nessa tarefa os Nephandi parecem estar aliados
com/controlados por uma força maligna - Sisters of Mercy, “Vision Thing [Coisa de Visão]”
altermundana11. Os Nephandi chamam essa força
por muitos nomes, mas alguns magos usam a Um dos conceitos mais importantes em Mago é
palavra usada para ela pelos seus inimigos Quintessência. Superficialmente, é o combustível
virilupes. Eles a chamam de Verme12. bruto da magia. Mais profundamente, a
Quintessência é a própria base da realidade.
Quantidades de Quintessência são os blocos
11
Adjetivo 1 relativo a ou próprio de outro fundamentais da realidade (e da realidade
mundo (esp. material) Obs.: p.opos. a espiritual, potencial). Continuando a analogia da “praia”, a
místico
12
De wyrm, com origem comum a verme.
Quintessência é a substância da qual é formada a Tecnomantes. Quando os “fatos” da realidade são
praia – toda a areia que pode um dia ser criada. violados, a própria realidade revida para
endireitar as coisas. Os agentes dessa retaliação
Uma quantidade minúscula de Quintessência são conhecidos como espíritos do Paradoxo.
existe numa forma mística bruta, tais como Essas forças inescrutáveis, ferozes, da realidade
cogumelos mágikos, e pode ser usada como punem aqueles que transgridem as leis da
“combustível” para se fazer magia. Essa realidade. Muitos magos ficam aleijados por um
Quintessência “bruta”, conhecida como Taça, é medo patológico desses espíritos.
de longe a forma mais rara de Quintessência. A
maior parte da Quintessência foi confiscada para Os espíritos do Paradoxo podem ser evitados se a
criar o mundo físico. Terra, o universo e suas magia for feita às escondidas, e desse modo fora
convenções, o mundo espiritual e outros da mente, dos Adormecidos. Essencialmente, a
elementos sobrenaturais do cenário Punk-Gótico árvore que tomba não produz barulho se ninguém
– tudo depende de Quintessência para sua está ouvindo.
existência contínua.
Mesmo que Adormecidos estejam presentes, o
 Paradoxo pode ser evitado através da criação de
Não invoque o que você não consegue mandar efeitos mágikos que pareçam ser meras
embora. coincidências. No exemplo da parede acima,
talvez o mago “coincidentemente” encontre uma
- H.P. Lovecraft, The Case of Charles Dexter Ward
pedra solta que permite que ele espie através da
[O Caso de Charles Dexter Ward]
parede. “Racionalizar” a magia em termos de
A outra força definidora da magia é o Paradoxo. O coincidências como essa significa que o mago foi
uso de magia extravagante dentro dos limites da astuto o bastante para não forças o envolvimento
realidade pode criar uma anomalia dentro da de Paradoxo. Usar a magia sem o benefício
realidade – um paradoxo. Como exemplo, é contra dessas coincidências pode gerar alguns efeitos
as leis da realidade que uma parede sólida espetaculares, mas tal uso coloca o mago sob
simplesmente se dissolva. Qualquer mago que mira como uma fonte de anomalia na realidade.
fizer isso acontecer pode criar um paradoxo. Esse Eventualmente o Paradoxo destruirá o mago
é o poder da obsessão pela ciência dos ofensivo.


O mundo de um mago contém muitas coisas Ascensãovii: O estado iluminado do ser ao qual
estranhas e incomuns, e os magos adotaram ou todo mago aspira.
inventaram várias palavras para descrever as
estranhezas de sua vida cotidiana. As próximas Avatar13viii: Uma alma, considerada como sendo
três seções listam os termos mais um fragmento dos Puros que originalmente
freqüentemente usados (Linguajar Comum), o habitaram o Telúrio. Um Avatar Vígil permite que
vocabulário dos magos antigos (Forma Antiga), e um mago faça magia.
a gíria sempre em evolução das gerações mais
Avigilar14ix, O: O momento no qual alguém percebe
jovens (Jargão Vulgar).
e aceita que a realidade pode e contradiz mesmo
 as experiências prévias de uma pessoa.
Acólitoiii: Um servo não-Vígil de um mago.
Brandir15x: Uma punição na qual um mago tem seu
Adeptoiv: Um mago que atingiu o Nível Quatro em Avatar marcado (usando-se a esfera de Espírito)
uma determinada Esfera. porque violou um Protocolo.

Aprendizv: Um mago que ainda não foi iniciado


numa Tradição. Tipicamente não é aplicado aos
13
Órfãos. Do fr. avatar (1800) 'descida', adp. do sânsc.
avatára 'descida do Céu à Terra'
14
Arcanovi: Um véu místico erigido pelos magos Acordar, Despertar. Em comum com o inglês
para proteger suas identidades. awake, de uma raiz do PIE *weg- 'vigor', pelo latim
vigil,ìlis 'que não dorme, que vigia, que vela, que
está alerta, desperto, atento, vigilante'
Cabala16xi: Um grupo de magos unidos por Corredor20xviii (Polonês), O: Uma barreira mística
lealdade e um objetivo comum. entre a Terra e a Umbra Próxima. O Corredor foi
criado pela Tecnocracia para evitar o trânsito
Celestinosxii: Os maiores espíritos, iguais em livre entre os mundos físico e espiritual.
poder aos deuses antigos; eles governam os
Reinos Fragmentos. Demônio21xix: Alguém das Hordas das Trevas que
aguardam além do Horizonte para devorar o
Censuraxiii: Uma punição leve comum entre os mundo.
magos. É semelhante a estar em condicional.
Derrogado22xx: Um mago-que-virou-mercenário
Cerviz17xiv: Um Nodo controlado pelos Garou. renegado.
Chantria18xv: A fortaleza de um mago ou cabala. Diáconoxxi: Um dos membros fundadores de uma
Na Terra, isso pode ser um prédio normal, ou uma Chantria bem-estabelecida.
estrutura magicamente fortificada e
aperfeiçoada. Estes lugares mundanos estão Discípuloxxii: O nível mais baixo entre os magos
normalmente localizados em Nodos e conectados das Tradições. Os Discípulos podem fazer magia
a fortalezas na Umbra. e se uniram a uma Tradição.

Coincidente, Mágika (ou Magia): Isto é magia Dormidorxxiii: Uma pessoa potencialmente capaz
realizada de uma maneira que é efetivamente de fazer magia, mas que ainda não está ciente da
indistinguível de um evento mundano. Magia existência dela.
coincidente também é conhecida como magia
estática. Errantexxiv: Um mago cuja Chantria e cabala foram
destruídas. Errantes são freqüentemente evitados
Companheiroxvi: Um membro pleno de uma por outros magos, já que eles são normalmente
Chantria, mas não um membro fundador e, caçados e buscam vingança contra seus inimigos.
portanto, de status mais baixo do que seu
Diácono. Esferaxxv: Um elemento particular da realidade
manipulado pelos magos.
Continuum19, O: Todos os magos.
Espírito Paradoxalxxvi: Um espírito formado a partir
Convençãoxvii: Um dos cinco grupos de magos que das crenças coletivas da humanidade. Os magos
formam a Tecnocracia e põe em prática suas que são descuidados ou azarados com sua magia,
políticas. As Convenções são: Iteração X, o diante de Adormecidos, acabarão sendo caçados
Sindicato, os Progenitores, a Nova Ordem por estes espíritos.
Mundial, e os Engenheiros do Vácuo.
Focoxxvii: Um objeto, ação ou gesto exigido para
fazer magia. Os focos variam de Tradição para
15
Do inglês branding, pela raiz do PIE gwher- Tradição.
“esquentar, aquecer”, que dá origem a brandir.
16
Derivação: por metonímia. conjunto de Gaia: A Terra e sua Umbra Próxima.
indivíduos ou facções que participam de uma
intriga ou combinação secreta
17 20
De caern, variação de cairn, “monte de pedras Do inglês gauntlet, passagem estreita formada
erigido sobre um túmulo ou como marco”, com por duas fileiras paralelas de pessoas que batem
origem em PIE *ker-n- "parte mais alta do corpo, com as mãos, pés e/ou com objetos no indivíduo
chifre”, portanto “topo, pico”. que, por punição, castigo ou brincadeira, deve
18
De Chantry, origem em “chanterie” de atravessá-la.
21
“chanter”, cantar. Em português, “2 conjunto dos gr. daimónion,ou, substv. do neutro do adj.
chantres de uma igreja” daimónios,a,on 'espírito, gênio', adp. ao lat.
19
substantivo masculino 1 série longa de daemonìum,ii 'espírito do mal, demônio, diabo';
22
elementos numa determinada seqüência, em que Em inglês rogue, que era uma gíria de ladrões
cada um difere minimamente do elemento para mendigos que se disfarçavam de estudantes
subseqüente, daí resultando diferença acentuada de Oxford ou Cambridge em 1571. Possível
entre os elementos iniciais e finais da seqüência origem comum com “rogar”. Aqui, optou-se por
Ex.: o bem e o mal são dois extremos de um derrogado por ter raízes etimológicas comuns
mesmo c. 2 o conjunto de todos os números com rogue e por também trazer a idéia de
reais ou o produto cartesiano de conjuntos de “romper com a obediência a (qualquer padrão
reais preestabelecido)”.
xxxvii
Garou23xxviii: O termo que os virilupes usam para si Mágika (ou Magia) : O ato de se alterar a
mesmos. (Também usados pelos magos que realidade.
querem o respeito deles.)
Marau26xxxviii: Um mago totalmente imprevisível que
Gilgul24xxix: A destruição da habilidade de um mago se voltou para o caos. Os Maraus acreditam em
em fazer magia ao se remover ou destruir seu Ascensão pessoal e num retorno à era das
Avatar. Este é o crime ou a punição mais horrível lendas.
possível, já que essencialmente tira a alma do
mago. Mentorxxxix: Um mago mais velho que Desperta o
Avatar de um Adormecido. Mais freqüentemente,
Horizontexxx, O: A barreira mágika separando a qualquer mago que ensina magia para outro
Umbra Próxima da Umbra Profunda. mago.

Incarnaxxxi: Espíritos maiores; os servos dos Mestrexl: Um mago que atingiu o Nível Cinco numa
Celestinos. Eles correspondem vagamente a Esfera.
semideuses.
Mignon27xli: Um dos espíritos Umbróides menos
Iniciaçãoxxxii: Um teste e uma cerimônia poderosos.
combinados que marca a transição de uma
pessoa de aprendiz para mago entre as Nephandus: Um mago corrompido pelas forças da
Tradições. Entropia. Os Nephandi agem em conjunto com os
demônios.
Irmanados25xxxiii: O termo que os vampiros usam
para si mesmos. Nodo28xlii: Um lugar muito místico. Os Nodos
coletam e armazenam Quintessência. O Corredor
Lordexxxiv: Um espírito Umbróide; menos poderoso é mais fino nas suas proximidades. Muitas
que um Incarna, mas mais poderoso do que Chantrias, Passagens e Portais são construídos
Preceptores ou Mignons. nesses locais.

Mágicaxxxv: Truques de palco, ilusões, etc. Oráculoxliii: Um dos magos lendários que
chegaram perto da Ascensão.
Mágika (ou Magia) Vulgarxxxvi: Este é o tipo de
magia bola-de-fogo-e-relâmpago – magia visível Órfãosxliv: Os Adormecidos que Despertaram
como tal para observadores normais. Também espontaneamente, sem a assistência ou
conhecida como magia dinâmica. orientação de outros magos. Eles aprenderam
magia sozinhos e são desprezados pelos magos
das Tradições. Há apenas uma organização
23
conhecida de Órfãos: os Vazios.
Do francês loup-garou, lobisomem
24
Substantive masculino, plural gilgulim Folclore Ostracismoxlv: Uma punição que completamente
Judaico a alma de uma pessoa morta que passa
exclui um mago da sociedade das Tradições.
para outro corpo vivo para assumir uma nova
existência e reparar pecados do passado.
Origem: < Yiddish gilgl lit., transmigração, Padrãoxlvi: A composição mística de objeto,
metamorfose < Heb gilgul metamorfose, lit., rolar, entidade, lugar ou idéia.
revolver.
Gilgul, Gilgul neshamot ou Gilgulei Ha Neshamot 26
substantivo masculino 1 indivíduo ignóbil,
(Heb. ‫ )תומשנה לוגלג‬se refere ao conceito de desprezível; patife 2 indivíduo ladino, cheio de
reencarnação, emanando do enquadramento expedientes; espertalhão 3 Diacronismo: antigo.
Cabalístico dentro do Judaísmo. Em Hebreu, a sacerdote que auxiliava o confessor das freiras
palavra gilgul significa “ciclo” e neshamot é o da Ordem de São Bernardo
plural para “almas”. Almas são vistas como Do fr. maraud (c1480) 'pedinte; gatuno', (1580)
fazendo “ciclos” pelas “vidas” ou “encarnações”, 'pessoa que não merece consideração', de prov.
sendo anexadas a diferentes corpos humanos orig.onom., em alusão ao ronronar do gato; f.hist.
com o tempo. O corpo ao qual se associam sXVII marao
depende em sua tarefa particular no mundo físico, 27
Ser que se presta aos desejos de ou presta
níveis espirituais dos corpos de predecessores e serviços a outro. Do francês mignon, de onde se
daí por diante. originou o inglês minion, que possui a mesma
25
Do inglês kindred, pela raiz do PIE *gen - pronúncia de mignon.
28
“gerar”, que dá origem a germinar, irmão, gerar. 'nó, apertamento, enlaçamento, enlace'
Paradoxoxlvii: Um estado anômalo da realidade, Realidade Dinâmicalv: Realidade em fluxo. Ela
causado quando a realidade de observadores pode estar mudando rapidamente por causa de
não-Vígeis entra em conflito com a realidade que magia vulgar, lentamente por causa de magia
um mago impõe no universo. Muito simplesmente, coincidente, ou simplesmente porque é a
se os observadores inocentes não puderem realidade da Umbra (onde qualquer coisa pode
acreditar no que virem no momento em que verem acontecer).
com seus próprios olhos, isso gera Paradoxo.
Realidade Estáticalvi: As leis da realidade na
29xlviii
Pedagogo : Um tutor de grande fama, Terra, conforme criadas e reforçadas pelas
normalmente rodeado de estudantes e muito crenças da humanidade mundana. Nesta época a
poderoso. realidade estática é muito forte por causa do
reforço da Tecnocracia aos seus preceitos.
Pogromxlix, O: O expurgo sistemático de toda
oposição pela Tecnocracia. O Pogrom afeta Reino Estilhaço34lvii: Um dos nove Reinos que
primeiramente os magos das Tradições, já que há dizem ter sido parte de Gaia em épocas
poucos Maraus na Terra e a Tecnocracia acredita passadas. Eles correspondem vagamente aos
que os Nephandi estão confinados na Umbra. outros planetas (incluindo a Lua) e às nove
Esferas de magia; cada um é governado por um
Portall: Uma Passagem permanente. Portais Celestino.
normalmente são guardados por espíritos
poderosos que exigem que uma tarefa seja Reino Onírico35lviii: Um mundo criado a partir de
realizada ou que um enigma seja resolvido antes sonhos antigos mantidos vivos pelos Oneira, ou
que permitam uma passagem segura. Lordes Oníricos.

Postulante30li: Um mago que se tornou Mestre em Reino Paradoxolix: Um Reino pequeno criado por
uma Esfera e serve aos Oráculos, tentando obter espíritos do Paradoxo para aprisionar um mago e
aceitação para chegar ao nível deles. dessa forma evitar quaisquer rompimentos da
realidade. O Reino aprisiona o mago dentro de um
Preceptor31lii: Um espírito Umbróide que é menos mundo alternativo e evita que ele escape.
poderoso do que um Lorde, mas ainda mais
poderoso do que um Mignon. Reino Sombralx: Uma “projeção” Umbral de um
Reino Fragmento.
Puros, Osliii: Os seres originais, primordiais, do
Telúrio. Os magos acreditam que todas as almas Reinolxi: Normalmente usado para descrever a
são fragmentos dessas entidades estilhaçadas. área da Umbra que está em volta da Terra.

Quiete32liv: Um estado de insanidade causado pelo Reinos do Horizontelxii: Reinos artificiais na


uso excessivo de magia. fronteira entre a Umbra Próxima e a Umbra

Quintessência33: A matéria-prima da magia; a


esferas celestes, distinto em sua quase
substância bruta do universo em forma imaterialidade das quatro propriedades naturais
condensada. Veja Taça. (terra, água, fogo e ar) que constituem os corpos
densos no mundo sublunar; éter 2 Derivação:
por extensão de sentido. Rubrica: ocultismo. na
29
Do gr. paidagógós,oû 'escravo encarregado de alquimia renascentista, esp. em Paracelso (1493-
conduzir as crianças à escola; preceptor de 1541), elemento de caráter puro, dominante e
crianças, pedagogo', pelo lat. paedagógus,i 'o essencial, extraível das substâncias que
que dirige meninos, aio, pedagogo, preceptor, compõem os seres vivos ou minerais, e buscado
mestre, diretor'; ver 1ped(o)- do gr. paîs,paidós em função de seus poderes curativos e
'filho, filha, criança' e –agogo de agógós,ós,ón miraculosos 3 Derivação: por extensão de
'que guia, conduz' sentido. o essencial, o mais puro, o melhor ou o
30
Na origem “aquele que pede, solicita, roga”. principal de alguma coisa Ex.: a santidade é a q.
31
Do lat. praecéptor,óris 'o que lança mão de algo do espírito religioso 4 Derivação: por extensão de
antecipadamente, o que ordena, instrui, mestre' sentido. o que há de mais refinado, de mais
32
substantivo masculino Estatística: pouco usado. precioso Ex.: este vinho é a q.
34
Uso: formal. quietação física ou moral; sossego, O mais próximo da origem de shard, no PIE
tranqüilidade sker- “cortar”.
33 35
1 Rubrica: filosofia. em Aristóteles (384 a.C.- que diz respeito a ou tem o caráter, a natureza
322 a.C.), o elemento etéreo que compõe as de sonhos
Profunda. Chantrias Umbrais são construídas Telúrio40lxxii: A realidade como um todo.
dentro deles e as Chantrias terrenas se conectam
a eles através de Portais e Passagens. Tradição41lxxiii: Um dos nove grupos de magos que
se opõe à Tecnocracia, resiste às mudanças
Reinoslxiii: Os mundos de realidade “sólida” que radicais dos Maraus, e combate o mal dos
existem dentro do Telúrio. Algumas vezes Nephandi. São: a Irmandade Akáshica, o Coro
chamados de Domínios. Celestial, o Culto do Êxtase, os Oradores dos
Sonhos, o Euthanatos, a Ordem de Hermes, os
Rota36lxiv: Uma “ponte” mágika temporária entre Filhos do Éter, os Verbena, e os Adeptos da
dois lugares. Freqüentemente criada em Nodos. Virtualidade.
Veja Portal.
Tribunallxxiv: Uma reunião de magos para discutir
Rotinalxv: Um efeito usado para instrução. questões importantes para as Tradições;
normalmente realizada em tempos de conflito.
Saga37: Uma missão orientada-pelo-Avatar do
mago em busca de iluminação. Tutorlxxv: Magoa que se tornaram conhecidos
como exímios professores. Eles são muito
Sentinelalxvi: Um dos magos guardiões de uma
estimados pelos outros magos.
grande Chantria; tipicamente ele mesmo não é um
membro. Umbra Profundalxxvi: Os aspectos da Umbra que
são apenas encontrados longe da Terra. Os
Simpósiolxvii: Uma reunião mensal da Tecnocracia.
Reinos Fragmentos estão espalhados por toda a
Nestas reuniões os membros das Convenções se
Umbra Profunda.
reúnem para mapear o curso da realidade.
Umbra Próximalxxvii: A parte do mundo espiritual
Taçalxviii: Quintessência armazenada em forma
que existe em volta de cada
física. Costuma se acumular em Nodos, e adquire
formas variadas baseadas em seus arredores – Umbra42: O plano astral que existe ao redor de
i.e.38 cogumelos numa cerviz coberto de árvores, cada Reino.
água de uma fonte específica, ou bolor de lixo
mágiko num Nodo urbano. Umbróidelxxviii: Qualquer não-humano não nascido
ou criado na Terra. Isso inclui os espíritos que
Talismã39lxix: Um objeto que armazena perambulam pela Umbra e os habitantes dos
Quintessência e a usa para criar um efeito mágiko outros reinos.
específico – i.e. tapetes mágikos, poços dos
desejos, ou armas de raios etéricos. Vígeis43lxxix, Os: Este termo descreve qualquer
criatura sobrenatural de origem ao menos
Tecnocracialxx, A: O grupo de magos que parcialmente humana, incluindo magos, virilupes,
atualmente controla a realidade terrena. A magia múmias e vampiros.
da Tecnocracia é baseada no domínio da ciência,
e ela destrói ou subverte qualquer oposição. Veja 
Pogrom. Certamenlxxx, -mina: Um duelo mágico, não-letal
entre magos.
Tecnomantelxxi: Um mago que apóia a
Tecnocracia. Um mago desses provavelmente Consorslxxxi, -rtes: Um não-mago que trabalha
praticará uma forma rígida de magia. junto de uma cabala. O consors pode ou não viver
na Chantria.

Cortinalxxxii, A: A realidade na qual a maioria dos


Adormecidos acredita; quando um Adormecido é
36
Do inglês gate, de gata “Estrada, rota”; Despertado ele é trazido “para o outro lado” da
semelhante a “Road” que tem origem em *reidh-.
37
Do PIE *s g- “buscar” pelo Latim s g re,
40
“buscar conhecer, saber” Do lat. tellus,úris 'terra, chão, solo'
38 41
Latim id est, é o mesmo, ou seja. Do lat. traditìo,ónis 'ação de dar; entrega,
39
fr. talisman (1592) 'id.' < ár. talásim, pl. de tilasm traição; fig. transmissão, tradição; ensino'
42
'amuleto, sortilégio' < gr. télesma,atos 'rito Latim umbra,ae: sombra
43
religioso'; f.hist. 1721 talisman, 1858 talismão Singular vígil, que está desperto, acordado
Cortina e vê que as coisas na verdade não são Copperfieldxciii: Gíria para um mago adepto a
como parecem. realizar magia vulgar em público.

Custoslxxxiii, -todes: Um não mago que trabalha Crowleyxciv: Termo usado para descrever um
para ou com uma cabala como um guerreiro ou mago exibido e pretensioso.
guarda-costas. Um custos moderno pode ser
qualquer coisa de um segurança particular a um Dévio48 & Fritoxcv: Um mago insano e com muito
colega membro da gangue. Paradoxo. Normalmente aplicado aos Maraus.

Grogue44lxxxiv: Uma forma familiar de custos. Dracmaxcvi: Uma Taça de Quintessência.

Maguslxxxv, -i: Um mago. Faustoxcvii: Um mago que barganha


excessivamente com espíritos, especialmente
Peãolxxxvi: Uma unidade de vis ou Quintessência. com os perigosos.

Turbalxxxvii: Um grupo de Grogues, usado como se Fritarxcviii: Atacar alguém com magia,
usa uma “companhia” de leões ou “bando” de especialmente com a esfera de Forças.
corvos.
Grêmelinsxcix: Magos adeptos ao uso de tecnologia
Vis45, vires: Quintessência. para encobrir sua magia coincidente.

 Maníacoc: Um mago perigosamente insano;


Agitadores de Cristaislxxxviii: “Novas-Eras” que não normalmente aplicado aos Maraus e Nephandi.
têm idéia do que é magia de verdade, mas
exploram-na de qualquer jeito; charlatães. Merlinci: Um mago velho, especialmente aquele
Ocasionalmente usado como insulto para os que raramente visita a Terra.
Oradores-dos-sonhos.
Mundanocii: Um humano normal; um Adormecido.
Belzebu46lxxxix: Um mago Nephandus.
Nuclear49ciii: O que os espíritos do Paradoxo fazem
Cadáveresxc: Vampiros; considerado quando atacam.
especialmente depreciativo.
Parafóbicociv: Alguém que está
Caracinza47xci: Um Tecnomante, tirado do desesperadamente com medo de acumular
Principia Discordia. Descreve qualquer mago ou Paradoxo. Depreciativo.
cientista antidinâmico, especialmente aqueles
Jus50cv: Quintessência.
mais focados em conformismo.
Tecnobalelacvi: Um termo depreciativo para a
Chapéus Pretos & Óculos Espelhadosxcii: A
propaganda e para a magia inflexível usada pelas
Tecnocracia, tirado do uniforme tradicional dos
Convenções.
executores da Tecnocracia. “Parece a terra dos
Chapéus Pretos e Óculos Espelhados, amigos...” Trabalho-de-sanguecvii: Qualquer magia que exija
uma enorme quantidade de esforço e envolva por
em risco a vida e um membro do corpo. Também:
44
Do apelido do almirante Edward Vernon (1684– magia Verbena.
1757), que ordenava que rum diluído fosse
servido aos seus marinheiros, a partir do francês
gros grain, um tipo de casaco de tecido grosso.
45
substantivo feminino Rubrica: medicina. força;
energia; poder
46
lit. ba'al 'senhor' + zebuub 'mosca'; tomado ao é um desequilíbrio psicológico e spiritual que
hebr. ba'alzebúl 'satanás'. substantivo masculino resulta dessas crenças.
48
1 divindade filistéia, tida pelos hebreus, no Desviado, pirado, louco.
49
Novo Testamento, como o principal dos espíritos Nuclear algo é a mesma coisa que Fazer um
infernais; demônio-chefe, príncipe das trevas 2 ataque nuclear a algo.
50
o demônio; satanás, diabo Aqui pela origem latina jūs , jūris “mistura,
47
De acordo com o Principia, o Caracinza era um molho, sopa, suco” e não do homônimo jūs , jūris
homem que viveu no ano 1166 a.C. e ensinava que “direito”. Fonte: Perseus
a vida é séria e que brincar é pecado. A maldição http://www.perseus.tufts.edu

Fitamos continuamente o mundo e ele fica cada vez mais estúpido. Mesmo assim, visto de um ponto
favorável, como se fosse novo, ele pode ainda tirar o fôlego.

- Alan Moore, Watchmen [Vigilantes]

O mundo de Mago não é o nosso mundo – pelo sinistras. Os prédios são enormes e avultantes, e
menos não totalmente. Mago está ambientado estão geralmente incrustados com gárgulas e
numa versão Punk-Gótica do nosso mundo. Aqui, outras estátuas ocultistas ou mórbidas. A
as coisas são apenas um pouco mais sombrias, sensação de corrupção sempre parece ter um
um pouco mais sinistras. Os CDs ainda estão na motivo além. A Prefeitura raramente mantém
moda, o vinil já era, a camada de ozônio está registros completos sobre todas as figuras
desaparecendo, e os mesmos programas de sombrias que possuem as cidades pedaço por
humor banais são transmitidos para nossos lares. pedaço. Escavações esquisitas, violações da
As faces no Monte Rushmore são as mesmas e a regulamentação de construção civil, e subornos
Dama ainda está orgulhosamente de pé na Baía são abundantes.
de Nova York. Mas aqui, os pais da cidade
desviam as verbas destinadas para o projeto de Muitas cidades possuem uma atmosfera icônica,
restauração, então a Dama nunca vai ter sua quase medieval. Agentes corporativos e
plástica no rosto. O governo é corrupto, a cultura governamentais são figuras anônimas,
está falida, e os mortais decadentes se deleitam impessoais, vestidos rigorosamente em ternos
nas chamas dos dias finais. pretos e gravatas insípidas. A Igreja é enorme e
ritualística, com dioceses controladas
Pouquíssimas instituições estabelecidas – as rigidamente e jogos de poder entre o clero.
organizações políticas, sociais e religiosas dentro
da sociedade – diferem daquelas do mundo real. O Punk é a outra metade da equação. Apesar das
Contudo, o clima geral deste Mundo de Escuridão armadilhas góticas, este é um mundo pós-
é muito diferente – muito sombrio. Os criadores moderno. O crime é comum e explícito; as
deste mundo, os magos, cometeram muitos erros pessoas são mais rígidas e mais cínicas. A
por toda a história. Muito do horror deste mundo juventude, doente por causa do cenário social e
parece derivar desses erros e conflitos. físico opressivo, se revolta contra a sociedade
através de palavras, roupas, música e violência
Este capítulo detalha o mundo no qual Mago é esporádica. Os pontos centrais da cidade
ambientado. Começa com uma visão geral do sufocada por lixo, peneirada por becos, ostenta
Mundo de Escuridão. Depois discute as clubes underground, gangues de rua, posudos em
estruturas sociais dos magos dos dias modernos jaquetas de couro com piercings53 no nariz e
e a natureza da magia. tatuagens no rosto, e bandas anárquicas gritam a
100 decibéis sobre revolução. A juventude,
 ignorada e insatisfeita, dança aos acordes
O milieu Punk-Gótico é um ambiente de filme entrópicos do oblívio.
noir52, um mundo de extremos. Os burocratas são
todos corruptos, os ricos são podres de rico, e os Os magos são parcialmente responsáveis por
sem-tetos entopem as ruas. Uma sensação de este pesadelo. Eles possuem um controle amplo
presságios assustadores paira sobre tudo, e sobre o destino da humanidade, dando forma às
parece sempre haver uma tempestade se culturas do mundo e moldando a realidade do
formando no horizonte. mundo. Claramente, eles cometeram erros. O
objetivo louvável da Ascensão não pode ser visto
O gótico descreve o mundo em termos lúgubres – em lugar algum.
as coisas são pesadas, taciturnas, soturnas, e
As rivalidades entre as várias facções de magos,
51
Do francês, “ambiente” sua ambição que consome tudo e a decadência
52
Termo cinemático usado primariamente para
53
descrever dramas criminosos de Hollywood, Uma forma de modificar o corpo humano,
particularmente aqueles que enfatizam normalmente furando-o a fim de introduzir peças
ambigüidade moral e motivação sexual. de metal esterilizado.
impregna, são os sinais mais profundos de sua rumo à Ascensão. Ainda assim, os magos podem
instabilidade. O estado do próprio mundo pode apenas especular o porquê deles serem
muito bem ser um reflexo de sua corrupção escolhidos para portar o dom e o fardo de poder
interior. mágiko.

No fim, você, como Contador de História, deve A maioria dos magos acredita que toda realidade
decidir como é este mundo. Você deve era originalmente unificada numa força
transportar sua própria visão singular do milieu primordial, à qual os magos se referem como
Punk-Gótico com descrições, personagens, Primórdio. O Primórdio gerou uma raça de seres
histórias e temas de sua crônica. conhecidos como os Puros. Estes Puros
presidiam sobre a realidade nascente até que
 alguma força desconhecida os despedaçou.
Em nenhum outro momento na história as Acredita-se que pedaços da essência dos Puros
condições foram mais excitantes – ou mais tenham sido dessa maneira incorporados nos
promissoras – para os seres de um pequeno seres humanos. Estes fragmentos dos Puros se
planeta atirado através da vasta escuridão do tornaram algo similar a almas. Os fragmentos de
espaço rumo a um futuro desconhecido e Puros retinham seu poder de guiar e de moldar a
inimaginável que eles próprios estão criando. realidade, mas agora aquele poder poderia ser
- O.B. Hardison, Jr., Disappearing through the manipulado por humanos. Desse modo, se
Skylight [Desaparecendo através da Clarabóia] acredita, os primeiros magos nasceram.

Espreitando entre as torres resplandecentes de Todos os humanos possuem um fragmento dos


vidro e os parques industriais decadentes há uma Puros dentro deles. Magos chamam este
sociedade secreta de bruxos e feiticeiros. fragmento de Avatar. Quando um humano
Poderosos além da noção humana e parte de uma percebe que ele possui um Avatar dentro dele,
tradição mais antiga do que a história registrada, diz-se que ele foi Despertado. Ele agora percebe
estes magos raramente se preocupam com sua habilidade de moldar a realidade, e seu
prestígio ou riqueza mundanos. Eles buscam um Avatar começa sua caçada pela Ascensão. Deste
poder maior, um poder sobre a realidade em si. ponto em diante, ele pode começar a desenvolver
seu potencial para mágika. Magos usam os
Magos são, de certa maneira, pontes entre o termos “Adormecidos” ou “mundanos” para se
mundo mundano e o sobrenatural. Embora sejam referirem aos humanos cujos Avatares são não-
humanos descendentes de linhagem humana e Vígeis.
algum dia morram de velhice, eles possuem um
dom especial. Este dom lhes concede controle O Despertar do Avatar de um mago pode ser um
fundamental sobre as leis da realidade, e a evento traumático que ocorre espontaneamente;
habilidade de ir muito além em suas profundezas contudo, mais freqüentemente, isso ocorre à
maravilhosas. medida que o aspirante-a-mago aprende teoria
mágika sob a tutelagem de um mago experiente.
 Magos acreditam que todas as criaturas
Magos dos dias modernos podem apenas sobrenaturais possuem Avatares Vígeis. Os
conjecturar sobre suas origens. Eles sentem os Avatares de tais criaturas são Despertados
espíritos Vígeis dentro deles, forças que tanto através de meios especiais, ou transferidos para
lhes concedem grandes poderes quanto os guiam eles, tal como através do Abraço de um vampiro.


Contra o movimento do moinho
Estático como parece
Quebramos a tensão superficial
Com nossos sonhos cinéticos, selvagens.

- Rush, “Grand Designs [Grandes Padrões]”

Guiados por seus Avatares, os magos buscam universais que eles chamam de Ascensão.
iluminação – a compreensão e harmonia Infelizmente, nem todos os magos compartilham a
mesma visão de Ascensão. Facções de magos ciência num enorme corpo de conhecimento
travam uma batalha sem fim às margens da aceito pela maioria dos mortais puramente na fé.
sociedade, escondidos numa mortalha de Hoje é a era da ciência, e os Tecnomantes são
coincidência e acaso. Eles lutam ferozmente para seus maiores sacerdotes.
promover sua visão de Ascensão e assim clamar
a alma da realidade. Esta Guerra da Ascensão A tecnologia foi originalmente projetada como um
consume a energia e a sabedoria de todos os meio de permitir que os humanos sobrepujassem
magos e seres Vígeis. os caprichos da natureza. Desde a era Vitoriana,
contudo, a Tecnocracia transformou a ciência em
A Guerra da Ascensão é travada por muitas algo bem mais sinistro.
facções de magos, incluindo a Tecnocracia, os
Maraus54, os insidiosos Nephandi55, e as A Tecnocracia acredita que a Ascensão pode
Tradições. Cada uma busca sua própria versão apenas ser atingida através do controle absoluto
de Ascensão e tenta converter ou destruir tudo da realidade. A sociedade em si deve ser perfeita
que se puser em seu caminho. A Guerra da e imutável. Ordem deve reinar suprema. Para
Ascensão é uma batalha entre o mítico e o criar seu mundo perfeito, os magos Tecnomantes
monolítico, entre a ordem e a entropia, a estão guiando a humanidade para um mundo sem
sociedade e a individualidade. No passado havia imaginação, sem esperança, sem fé. Imaginação
cooperação limitada entre as facções, mas hoje a gera mudança; esperança implica imperfeição; fé
guerra é travada sem se pedir clemência e sem abraça o indefinível. A Tecnocracia
nenhuma concedida. sistematicamente poda a sociedade, destruindo
aquilo que ela não controla ou não consegue
 controlar. A visão de Ascensão da Tecnocracia
O principal elemento do mundo moderno é a requer um mundo desumanizado que funcione
supremacia da ciência. De fato, na era moderna a como um relógio, onde nada é variável ou
ciência define a realidade. Deus está morto, e imprevisível.
mágika não existe. Vida longa à ciência.
Para atingir esta Ascensão, a Tecnocracia
Na verdade, contudo, a tecnologia é uma forma apertou seu controle sobre a Terra. A mídia de
de mágika. Desde o Disque-um-Feitiço num massa doutrina a população. Computadores
telefone celular até um familiar de bruxo que mora armazenam transações financeiras e milhares de
dentro de um disco rígido de computador, ciência outros fatos e imagens para registrar o individual.
e tecnologia se tornaram formas de mágika Governos e corporações sob os auspícios da
aceitáveis à humanidade mundana. Tecnocracia usam a ciência para moldar a cultura
– na verdade, a própria face – da Terra. A
Não é por acaso que a ciência atingiu tal domínio Tecnocracia é a força mais dominante
– é o trabalho de magos. Desde o tempo de controlando a humanidade, e ela não aceita
Copérnico, uma facção de magos que agora se intervenção de outras facções de magos. Para
chama de Tecnocracia tem moldado o destino assegurar seu domínio continuado, os
humano na Terra. Ela forjou sua mágika de Tecnomantes e seus servos brutalmente
54
executam o Pogrom56, uma repressão e expurgo
substantivo masculino 1 indivíduo ignóbil,
desprezível; patife 2 indivíduo ladino, cheio de sistemáticos de outros magos.
expedientes; espertalhão 3 Diacronismo: antigo.
sacerdote que auxiliava o confessor das freiras
56
da Ordem de São Bernardo. Do fr. maraud Dicionário Houaiss:
(c1480) 'pedinte; gatuno', (1580) 'pessoa que não  substantivo masculino
merece consideração', de prov. orig.onom., em 1 Rubrica: história.
alusão ao ronronar do gato. na Rússia czarista, série de pilhagens, agressões
55
Dicionário Houaiss: e assassinatos cometidos contra uma
adjetivo comunidade ou minoria, esp. os judeus, e ger.
1 de que não se deve falar, por ser digno de com o beneplácito das autoridades
aversão; abominável, execrável, infando 1.1 Derivação: por extensão de sentido.
2 de má índole; malvado, perverso todo movimento popular de violência dirigido
3 que denota ou revela impiedade, desprezo contra uma comunidade étnica ou religiosa;
pela religião; ímpio, sacrílego carnificina ou massacre genocida organizado,
4 moralmente degradado; corrupto, esp. de judeus
depravado Etimologia:
Conforme a ciência continua a marchar e a tudo que os Tecnomantes odeiam. Quando os
tecnologia inexoravelmente espirala adiante num Maraus aparecem na Terra, a Tecnocracia os
ritmo cada vez mais rápido, os métodos dos ataca, provocando batalhas sangrentas. Estas
Tecnomantes se tornam cada vez mais brutais e batalhas normalmente expelem os Maraus da
horríveis. Onde antes humanos armados com realidade física da Terra, mas deixam os
máquinas serviam aos objetivos da Tecnocracia, Tecnomantes lambendo suas feridas e tentando
ultimamente as fileiras da Tecnocracia foram restaurar a realidade dilacerada no conflito.
incrementadas com seres terríveis Naturalmente, a carnificina infligida sobre
confeccionados em labs57 profundos e secretos – Adormecidos infelizes pegos no meio é
híbridos de homem e máquina, seres clones freqüentemente terrível. Os Maraus normalmente
bizarros, e outras entidades. residem na contraparte espiritual da Terra, a
Umbra58 Próxima. Este mundo espiritual será
 descrito mais tarde.
Os insanos Maraus são a facção mais mal-
compreendida da sociedade dos magos. Eles 
personificam tudo que os Tecnomantes não são, Um mal ainda mais insidioso do que a
elevados ao nível lunático. Eles são loucos Tecnocracia espreita no Mundo de Escuridão.
sombriamente humorísticos cujas visitas Embora com freqüência se esconda entre as
esporádicas a Terra dilaceram a realidade sombras, não se engane; ele existe. Certos magos
normal. Onde os Maraus aparecem, a têm feito pactos com as forças de corrupção,
aleatoriedade reina e a destruição logo se segue. negociando suas almas pelo poder de comandar
os lacaios da Entropia. Magos da Tecnocracia,
Os Maraus acreditam que a Ascensão é uma dos Maraus, e das Tradições, igualmente, se
realização totalmente pessoal. O que é bom para tornaram presas para as promessas sussurradas
um dado indivíduo é bom para a Ascensão, e das trevas, e se tornaram os seres meio-humanos
danem-se aqueles que ficarem no caminho. conhecidos como os Nephandi.
Maraus não se importam nada com a sociedade,
embora humanos individuais dêem forragens O termo Nephandi agora é usado para descrever
ideais para seus experimentos. Os Maraus a facção inteira de magos (e seres aliados) que
cutucam e provocam a realidade para encontrar abraçaram as forças puras da corrupção,
melhores maneiras de manipulá-la sem sofrer as desespero e destruição. Embora os Nephandi
conseqüências que outros magos devem geralmente velem sua perversidade detrás de
enfrentar. Na busca de sua visão de Ascensão, os posturas de gentileza, eles mantêm apenas uma
Maraus não pararão por nada para obter mais coisa com estima – a decadência universal.
poder e conhecimento pessoais. Eles são
megalomaníacos da mais alta ordem, pois eles A única visão de Ascensão exposta pelos
acreditam que apenas se possuindo comando Nephandi é a destruição total da realidade.
absoluto da realidade eles podem Ascender. Quando nada existir, quando o universo em si for
destruído, a Ascensão foi atingida.
Esta busca de poder individual leva a maioria dos
Maraus para uma loucura delirante. Eles vivem Contudo, os Nephandi raramente falam de
dentro de suas próprias versões selvagens de Ascensão, exceto para ridicularizar outros magos
realidade, que criaram, mas nem sempre
conseguem controlar. Os Maraus foram tão 57
Laboratórios
58
vertiginosamente além dos outros magos que Latim umbra, ae: sombra.
59
perderam o contato com qualquer concepção sã Dicionário Houaiss:
adjetivo
de realidade.
1 de que não se deve falar, por ser digno de
aversão; abominável, execrável, infando
Os Maraus raramente são vistos na Terra; os 2 de má índole; malvado, perverso
Tecnomantes não permitirão isto. Os Maraus 3 que denota ou revela impiedade, desprezo
lutam pela desordem e pelo progresso pessoal, pela religião; ímpio, sacrílego
4 moralmente degradado; corrupto,
depravado
iídiche < rus. pogrom 'devastação, destruição', Etimologia:
der. de pogromit', equiv. a po-, prefixo perfectivo lat. nefandus,a,um 'ímpio, abominável, horrível';
+ gromit', 'destruir', 'devastar', de grom 'trovão' ver fa-
por seguirem tal objetivo idealista e inalcançável. estão errados. Esta compreensão formou um
É bem melhor aceitar as promessas de poder, terreno comum entre as Tradições, e lhes
iluminação verdadeira, e conforto entre as forças concedeu uma base para cooperação contra os
dos Nephandi. Não viva com medo do mal; Tecnomantes e as outras facções. As Tradições
abrace-o e ele o protegerá para sempre. Tais se uniram contra inimigos comuns, e forma uma
promessas seduzem os magos para alianças com força significativa na Guerra da Ascensão.
os lacaios bizarros e horríveis da Entropia.
Mesmo em conjunto, contudo, as Tradições são
 gravemente superadas pela poderosa
Com as forças da Tecnocracia, dos Maraus, e dos Tecnocracia, sem falar nos apavorantes
Nephandi arrebanhando a realidade rumo às suas Nephandi ou nos incompreensíveis Maraus. Os
próprias visões radicais de Ascensão, pareceria magos Tradicionais são forçados a viver à
que há pouca esperança para a iluminação. Ainda margem e nas sombras do mundo, escondendo-
assim, há uma voz contra o desespero. Uma se do Pogrom da Tecnocracia e temendo andar
facção de magos ainda preserva visões antigas muito longe para dentro dos Reinos espirituais,
de uma Ascensão gloriosa que une iluminação que são assombrados pelas outras facções.
cultural com plenitude pessoal. Esta facção é
composta de nove Tradições de mágika; cada Ainda assim, embora eles possam estar
Tradição deriva de uma cultura diferente e de numericamente inferiorizados pelos seus
uma parte diferente do mundo. inimigos, os magos das Tradições não são de
brincadeira. Sua mágika é a mais versátil de
Embora cada Tradição mantenha suas próprias todas, e magos Tradicionais individuais possuem
crenças sobre a Ascensão, todos concordam que um potencial maior para o poder do que qualquer
as visões e motivos das outras facções de magos um de seus oponentes.


Você acredita em percepção extra-sensorial, psicocinese63, memória ancestral, e no continente
manifestação ectoplásmica60, reencarnação, no perdido de Atlântida64?
Triângulo das Bermudas, atividade de
poltergeists61, na hipótese de Von Daniken62, – Janine em Caça-fantasmas [Ghostbusters]

Embora poucos no mundo pós-moderno


acreditariam, a mágika existe assim como sempre
existiu. Mágika assume muitas formas, desde
milagres tecnológicos às “coincidências” bizarras

63
A telecinésia é a capacidade de mover
fisicamente um objeto com a força psíquica
60
sm (ecto+plasma) 2 Espir Plasma de origem (mente), fazendo-o levitar, mover-se ou apenas
psíquica que emana de certos médiuns. ser abalado pela força psíquica.
61 64
Espírito doméstico travesso que se manifesta A Atlântida teria sido uma
deslocando objetos e fazendo ruídos. Seu nome antiga ilha ou continente lendário, cuja existência
deriva do termo alemão Polter,que significa ou localização nunca foram confirmadas.
ruído,e Geist, que significa espírito. Diz-se que o Originalmente mencionada pelo
foco dessa perturbação é muitas vezes um filósofo grego Platão em dois dos seus diálogos
adolescente com distúrbios emocionais. Alguns (Timeu e Critias), conta-nos que Sólon no curso
parapsicólogos crêem que a perturbação pode das suas viagens pelo Egito questiona
ser causada por uma forma involuntária de um sacerdote que vivia em Sais, no delta do Nilo e
psicoquinésia, que é uma suposta capacidade de que este lhe fala de umas tradições ancestrais
mover objetos utilizando poderes psíquicos. relacionadas com uma guerra perdida nos anais
62
Erich von Däniken (Zofingen, 14 de dos tempos entre os atenienses e o povo de
abril de 1935) é um escritor suíço. De Atlântida. Segundo o Sacerdote, o povo de
personalidade controversa, é mais conhecido por atlantis (ou Atlântida) viveria numa Ilha localizada
seus trabalhos sobre a suposta influência para alem dos pilares de Heracles, onde
extraterrestre na cultura humana desde os o Mediterrâneo terminava e o Oceano começava.
tempos pré-históricos, que é inspiração da New Quando os deuses helénicos partilhavam a terra,
Age. a cidade de Atenas pertencia à
às explosões ardentes de feiticeiros míticos. dividem seu conhecimento de mágika em nove
Fundamentalmente, contudo, mágika é a Esferas: Correspondência, Entropia, Forças,
habilidade de remodelar a realidade. Magos são Vida, Matéria, Mente, Primórdio, Espírito e
humanos que Despertaram seus Avatares e Tempo. Cada Esfera representa uma faceta da
portanto possuem o potencial para realizar existência, e compreender uma Esfera dá ao
mágika. mago poder para controlar aquele aspecto da
realidade. Por exemplo, os magos que seguem a
 Esfera do Tempo ganham maestria sobre os
Nunca acreditei em coisas aspectos cronológicos da realidade.
Que não conseguisse ver, Geralmente, um mago deve possuir conhecimento
Dizia que se eu não consigo senti-las em várias Esferas diferentes para manipular a
realidade conforme ele deseja. Um feito mágiko
Como podem existir que requer conhecimento de mais de uma Esfera
é chamado de mágika conjuncional. Mágika
– America, “You Can Do Magic [Você Pode Fazer conjuncional concede controle muito mais diverso
Mágica] sobre a realidade para um mago. Ainda assim, os
Mágika é a alteração de realidade pela força de magos consideram quase impossível dominar
vontade. Aqueles com Avatares Vígeis são todas as nove Esferas, então eles inevitavelmente
capazes de compreender, moldar e dar forma à se especializam em uma ou duas áreas de
realidade. A mágika possui duas formas maiores: conhecimento.
estática e dinâmica. A mágika Dinâmica é o tipo Magos ganham status ao dominar as Esferas. Um
com a qual a maioria das pessoas está mago que está aprendendo os estágios iniciais de
familiarizada – os efeitos ofuscantes e a uma Esfera é chamado de Discípulo daquela
manipulação embotada que a maioria das Esfera; um com uma base maior de conhecimento
pessoas comumente considera “mágica”. Mágika é um Adepto, e um que possua proficiência com
Dinâmica é queimar alguém às cinzas com uma todas as propriedades comuns de uma Esfera é
bola de fogo, ou voar através do ar para alcançar um Mestre daquela Esfera. Independente da
um parapeito no terceiro andar. Este tipo de facção, Tradição ou antecedente, a maioria dos
mágika é o comumente chamado de mágika magos respeita aqueles que Mestraram uma
vulgar, pois é uma obscenidade para as leis da Esfera com a qual eles mesmos estejam apenas
realidade. familiarizados.
Mágika estática, embora mais comumente usada, Alguns magos avançaram a noção de que,
é menos conhecida. Também conhecida como embora estas nove Esferas amplamente definam
mágika coincidente, a mágika estática tenta se a realidade, alguns buracos permanecem
insinuar no tecido da realidade. Tudo feito via inexplicados. Estes magos postulam que deve
mágika estática deve se encaixar dentro dos haver uma décima, ainda não reconhecida,
limites da realidade, permanecendo indistinguível Esfera.
dos eventos da vida diária. Mágika estática se
manifesta como coincidências extraordinárias 
que funcionar a favor do mago. Um mago que Uma vez que o Domínio de uma Esfera seja
realizou mágika estática com a intenção de obtido, a maioria dos magos deixa a Terra para
adquirir dinheiro pode “repentinamente” ganhar buscar um lugar entre os Oráculos. Os Oráculos
na loteria (ao contrário da alternativa da mágika são um grupo de magos seletos que residem nos
vulgar de se conjurar chuvaradas de ouro dos limites distantes da Umbra da Terra. Há nove
céus). Chantrias (casas) de Oráculos, uma para cada
Esfera. Um mago que tenha Mestrado uma Esfera
 freqüentemente buscará um segundo
Embora um Avatar Vígil conceda a um mago o aprendizado entre os Oráculos daquela Esfera
potencial de moldar a realidade, o conhecimento para buscar mais conhecimento daquela Esfera.
mágiko lhe mostra como fazer isso. Os magos Acredita-se que os Oráculos possuam segredos

Deusa Atena e Hefesto, mas Atlântida tornou-se parte do reino de Posídon, Deus dos mares.
além da noção dos outros magos, e poderes normalmente acarreta em se livrar da fonte do
inimagináveis que vêm com tal conhecimento. problema. Espíritos Paradoxais algumas vezes
criam uma segunda realidade para o mago, um
Unir-se aos postos dos Oráculos não é tarefa Reino Paradoxal similar ao mundo físico, mas
fácil. Os nove Reinos dos Oráculos estão separado dele. Estes Reinos Paradoxais se
localizados profundamente na Umbra. Se um tornam prisões infernais para os magos levados
aprendiz prospectivo sequer encontrar os para lá. Ocasionalmente os espíritos Paradoxais
Oráculos (algo de modo algum certo), ele pode simplesmente destroem completamente o mago
ser aceito em seus postos, tornado um Postulante transgressor.
e aceito num período probatório, ou rejeitado.
Comenta-se que os Oráculos marcam os Avatares 
daqueles que eles rejeitam. Magos das Tradições A essência da mágika é a energia espiritual que
também comentam que os Oráculos não os magos chamam de Quintessência. A
permitem outro em seus postos até que um quintessência flui e reflui através e sobre cada
Oráculo existente morra ou Ascenda. criatura consciente na existência – especialmente
os magos. Ela é extraída da origem da realidade,
Pouco se sabe verdadeiramente sobre os o Primórdio. Qualquer ato de criatividade ou
Oráculos. Ocasionalmente, os Oráculos visitam imaginação acrescenta uma fatia de
magos menores para oferecer explicações Quintessência ao mundo. Indivíduos criativos e
crípticas de eventos ou para requerer serviços. controlados, como a maioria dos magos,
Mais comumente, os Oráculos enviam seus virtualmente irradiam Quintessência. A alma é um
Postulantes para conduzir tais incumbências. aspecto de Quintessência, espíritos são formados
dela, e tudo na realidade é criado por ela.

Paradoxo é a força misteriosa que preserva a A Terra é a única fonte conhecida de
realidade. O Paradoxo ataca e pune aqueles que Quintessência (e desse modo todos os magos
rasgam ou descosturam a realidade – o que eventualmente retornam à Terra, não importa
ocorre quase toda vez que mágika é realizada. quão distantes de casa eles possam vagar).
Sempre que um mago realiza um feito mágiko que Fontes significativas de Quintessência são
é impossível de acordo com as leis da realidade exsudadas em certas localidades terrenas
conforme os mundanos a compreendem, as chamadas de Nodos65. Quintessência é uma
mentes humanas inconscientemente sinalizam mercadoria tão vital na Guerra da Ascensão que a
para as forças do Paradoxo aparecerem e corrigir maioria das batalhas é travada pelo controle de
o problema. Nodos.
O Paradoxo possui muitos métodos de consertar 
os distúrbios que os magos criam na realidade; Talismãs são objetos programados para evocar
nenhum é agradável para o mago envolvido. O efeitos mágikos específicos. Eles consumem uma
Paradoxo pode aparecer até mesmo numa forma grande quantia de tempo e Quintessência para
personificada como espíritos Paradoxais – serem criados. A maioria dos Talismãs contém
entidades cujo único propósito é remover o reservatórios de Quintessência que são
problema – o mago – da realidade. acessados cada vez que os Talismãs são
acessados. Uma vez que toda a Quintessência de
Magos podem usar mágika coincidente sem muito
um Talismã for esgotada, o Talismã não pode ser
medo de represália, pois ao fazer isso eles
usado novamente até que mais Quintessência
ocultam suas atividades de possíveis
seja introduzida. Visto que os Talismãs
observadores. Quando os magos tentam mágika
armazenam Quintessência para energizar a
vulgar, contudo, os espíritos Paradoxais
mágika, até mesmo os Adormecidos podem ativá-
freqüentemente se manifestam para impedi-los.
los. Os Maraus comumente deixam seus Talismãs
Quanto pior a transgressão contra a realidade,
arcanos na realidade física para serem
mais poderoso o espírito Paradoxal.
descobertos e acidentalmente ativados por
O objetivo principal de Espíritos Paradoxais é a Adormecidos; raramente os efeitos são
“correção da realidade”; punir o mago é apenas
65
uma questão secundária. Contudo, a correção 4 Rubrica: física. m.q. nó; do lat. nódus,i 'nó,
apertamento, enlaçamento, enlace'; ver nod-
agradáveis para os infelizes que ativam tais ou computadores, que devem ser manipulados
dispositivos. Detalhes de Talismãs são dados no por magos inexperientes para se evocar mágika.
Capítulo Oito. Focos também podem assumir a forma de
arranjos especiais que devem ser feitos
Magos também empregam outra classe de antecipadamente, como o desenho de um círculo
objetos conhecidos como Focos. Diferente de mágiko no chão. À medida que magos se tornam
Talismãs, Focos não são necessariamente objetos mais iluminados eles se livram da necessidade de
mágikos. Focos são acessórios que magos tais coisas, mas magos iniciantes apreciam a
iniciantes precisam para realizar sua mágika. Eles ajuda que os objetos provêm.
são “itens de poder”, tais como anéis, amuletos


Qualquer um envolvido no mundo crepuscular do oculto deve, conforme o pressuposto, ser estranho ou
incomum porque o ocultismo na imaginação popular conjura visões de templos cheios de incenso, virgens
nuas em altares, rituais bizarros, iniciações secretas e... a adoração de Poderes das Trevas.

– Michael Howard, The Occult Conspiracy [A Conspiração Oculta]

O Mundo de Escuridão é mais do que um simples uma versão falsa do mundo. Há mais na realidade
clima ou uma textura. O sobrenatural é nativo do que o mundo físico chamado de Terra.
neste cenário – fantasmas assombram casas de
ópera, vampiros perambulam pelas ruas 
noturnas, câmbielins66 fários buscam um retorno E quando buscamos as estrelas
à Arcádia, e uma raça de virilupes xamanísticos Que passo gigantesco
protege as poucas áreas selvagens
remanescentes. Cada um compete com o outro Temos o que é necessário
para moldar o mundo para seus próprios fins, e
em sua própria imagem. Ainda assim, esta luta Para carregar o peso deste conceito?
por domínio ocorre fora da percepção da pessoa – Tasmin Archer, “Sleeping Satellite [Satélite
comum. As forças sobrenaturais guerreiam umas Dormente]
contra as outras detrás de um véu.
Magos não descrevem a realidade como “o
Não apenas é a humanidade cega aos elementos universo”. Eles, ao invés disso, se referem à
sobrenaturais do seu mundo, que a controlam realidade como o Telúrio. O Telúrio representa a
como marionetes em fios, ela também é cega para totalidade da realidade – tudo que existe,
qualquer conceito real do universo. A incluindo os mundos espirituais que espelham o
Tecnocracia reescreveu os livros de história e os físico. Os vários grupos de magos
livros de astronomia para ensinar à humanidade constantemente debatem sobre a verdadeira
natureza do Telúrio. Muito se especula, mas
pouco é conhecido por certo.
66
Neologismo n 1 criança substituída por outra
logo ao nascer. 2 criança defeituosa que se A maior parte do Telúrio continua não-mapeada
supunha trazida pelas fadas em lugar de outra. por certos magos, mas algumas de suas
Etimologia: Camb(i)+im: Camb(i)-: antepositivo, do maravilhas são conhecidas.
v. do lat.tar. cambìo,as,ávi, átum,áre 'trocar,
permutar, cambiar, escambar' e do lat.imp. 
cambìo,is,campsi,campsum,ère 'id.', de provável
orig. céltica, sendo provindo o v. Algumas vezes pegamos numa janela
cambìo,is,campsi,referem Ernout e Meillet, de
uma falsa aproximação com o gr. kámptó, Um vislumbre do que está além
kámpsai;bem representado em romance (it.
cambiare, friul. gam[y]á, fr. changer, provç.esp. Foi isso apenas imaginação
cambiar, cat. canviar ou cambiar), o el. é atestado
desde as orig. do vern. –im: como red. de -inho ou Nos influenciando?
-ino, de base român. e lat., respectivamente,
desde as orig. da língua, mas com divulgação a Mais coisas do que são sonhadas
partir do sXV, em formas dim. ou de conexão com
o rad. Invisíveis e inexplicáveis.
Suspendemos nossa crença Eles podem se mover e falar como se estivessem
na realidade física.
E somos entretidos.

– Rush, “Mystic Rhythms [Ritmos Místicos]” O Telúrio contém uma multiplicidade de Reinos,
dos quais a Terra é apenas um exemplo. A Terra
O mundo físico conforme a humanidade conhece
é, na verdade, o Reino no centro do Telúrio;
não é a única faceta de existência. Há um mundo
muitos seres sobrenaturais se referem a ela como
totalmente diferente, um mundo espiritual que
Gaia, a Mãe Terra. Outros Reinos existem sim;
espelha a Terra, embora permaneça invisível para
cada um possui suas próprias leis de realidade,
todos exceto uns poucos seres Vígeis conhecidos
que podem ser selvagemente diferentes da
como magos. Este mundo espiritual é chamado de
realidade da Terra. Muitos desses Reinos
Umbra Próxima. É um mundo por si só, existindo
possuem tanto uma realidade física quanto uma
paralelamente ao mundo físico e cobrindo o
espiritual, assim como a Terra. Por exemplo, a
mesmo especo simultaneamente.
maioria dos magos acredita que os outros
De certas maneiras, a Umbra Próxima parece planetas no sistema solar possuem suas Umbras
muito como o mundo mundano, porque a Próximas. Desconhece-se se as superfícies
realidade física reflete o espírito. Contudo, o destes planetas são verdadeiramente tão sem-
ambiente do mundo espiritual é mais relevante do vida como a Tecnocracia gostaria que a
que o mundo físico da terra. Na Umbra Próxima, humanidade acreditasse. A maioria dos magos
os efeitos do controle da Tecnocracia podem ser pelo menos concorda que a lua da Terra,
vistos mais claramente. As cidades na Umbra conhecida como Arcádia, existe no Telúrio fora da
Próxima são estéreis, vazios sem-vida cobertos Umbra Próxima de Gaia. Acredita-se que fáos
com as teias de espíritos aracnídeos que servem habitem o mundo de Arcádia e que sejam
às forças da ordem. A vitalidade destes lugares governadas por um espírito poderoso conhecido
foi sufocada. Apenas nos lugares mais remotos como Luna.
do mundo a vibração da Umbra se torna evidente.
Gaia está no centro do universo, e é o imã ao
Nestas áreas rurais, ainda livres da influência da
redor do qual todos os outros Reinos orbitam.
tecnologia, as cores são mais brilhantes do que
Embora o Primórdio seja a única fonte verdadeira
no mundo físico e tudo parece mais “real”. Este é
de almas, a Terra é o lar e terra natal da vasta
o verdadeiro mundo espiritual, que a Tecnocracia
maioria de almas conhecidas. Isso tornou a raça
está lentamente diluindo e definindo como fora da
humana um instrumento na forja da natureza e
existência.
estrutura do Telúrio – de fato, a mitologia humana
Embora a “geografia” da Terra e da Umbra sejam criou muitos dos espíritos e fenômenos
similares, nem tudo aparece nos dois mundos, e conhecidos que povoam o Telúrio. Parece que o
algumas coisas são bizarramente diferentes. Por inconsciente coletivo da humanidade pode
exemplo, um mago passa de uma rua urbana realmente moldar o mundo do espírito. Desse
movimentada para um beco próximo. Ele coloca modo, diz-se que os deuses e as monstruosidades
seu conhecimento mágiko para funcionar e muda das lendas antigas ainda residem nos Reinos do
para a Umbra Próxima. Aqui o arranha-céu à sua Telúrio.
esquerda desapareceu. Neste lugar há um prédio
Reinos são bolsos de realidade. Alguns, como
de apartamentos demolido anos atrás. O velho
Gaia, são muito amplos, embora outros, como
prédio foi um lar, e seu espírito ou memória ainda
sonhos, são meramente pequenas bolhas que
está aí – o planeta ainda sonha com ele. O prédio
ficam à deriva para dentro e fora da existência.
à sua direita se foi completamente; apenas uma
Magos têm categorizado vários Reinos, incluindo
fundação vazia mostra que ele sequer existiu.
Reinos do Horizonte, Reinos Penumbras, Reinos
Embora o ambiente da Umbra Próxima nem Fragmentos, Reinos Paradoxais e Reinos Sonhos.
sempre combine com o do mundo físico, a
• Reinos do Horizonte: O Horizonte é o
realidade em si não é tão diferente. Quando
magos cruzam para o mundo espiritual, seus equivalente espiritual de Gaia da camada de
corpos são transformados em essência espiritual. ozônio. Ele protege e contém a Umbra Próxima de
Gaia separada do vazio além. Reinos do
Horizonte, então, são pequenos bolsos de
realidade na periferia da Umbra Próxima de Gaia. então é separado de sua fonte quando o sonhador
Reinos do Horizonte são normalmente criados por acorda ou passa para um sonho novo. Reinos
magos ou outros poderes espirituais para Sonhos são lugares estranhos e maravilhosos que
servirem como refúgios contra realidades se manifestam no subconsciente do sonhador de
alienígenas. Magos comumente criam Reinos do maneira bem real. Magos e outras criaturas
Horizonte para abrigar suas Chantrias (descritas Umbrais ocasionalmente entram em sonhos ao
posteriormente). Estes Reinos são locais idéias adentrar no Reino Onírico enquanto ele existe na
para estudo mágiko, já que não sofrem os efeitos Umbra. Os Nephandi são notórios por entrar nos
do Paradoxo que assolam os magos terrenos. pesadelos de seus inimigos e tecê-los para seus
próprios fins.
Reinos do Horizonte são raros, porque isso
requer um esforço concentrado de vários magos Espíritos poderosos da Umbra são famosos por
poderosos para criar tal Reino. Vastos recursos tecer seus próprios Reinos semipermanentes a
devem ser despendidos, mas o resultado é um partir de sonhos. Um panteão de espíritos que
Reino onde um mago é criador e deus. chamam a si mesmos de Oneira, ou Senhores do
Sonho, coleciona os filetes partidos de sonhos
Outro fator contribuindo para a raridade destes mortos e os ressuscitam, tecendo-os numa terra
Reinos é o fato de que eles devem estar ligados a maravilhosa distorcida e fantasmagórica de
um ou mais Nodos na superfície da Terra. Nodos Reinos conectados conhecidos como as
são fontes de Quintessência, que é necessária Chimerae ou os Mundos Oníricos. Os mestres das
para sustentar a existência do Reino Horizonte. Chimerae freqüentemente patrulham este
Tal conexão também torna mais fácil para os condado de sonhos viventes, e, em raras
magos criarem Portais permitindo viagens da ocasiões, têm interagido com sonhadores. Alguns
realidade física da Terra para o Reino do Oneira são até mesmo poderosos o bastante para
Horizonte. controlar os humanos via sonhos.
• Reinos Fragmentos: Há apenas nove • Reinos Paradoxais: A variedade final de
destes Reinos primários no Telúrio. Reinos Reino é um tipo onde nenhum mago deseja se
Fragmentos são chamados assim porque a encontrar. Quando as forças do Paradoxo atacam
maioria dos magos acredita que eles costumavam contra um mago transgressor, eles às vezes
fazer parte da Terra até a ascensão dos acham que o meio mais fácil de defender a
Tecnomantes. Os Reinos Fragmentos agora estão realidade é a remoção da anomalia e de todos
espalhados pelo Telúrio e correspondem tanto às seus efeitos para um lugar completamente
nove Esferas de mágika quanto aos corpos diferente. Desse modo um Reino Paradoxal é
celestes do sistema solar da Terra. Estes Reinos criado. O mago, e a região na qual ele alterou a
são muito grandes e são destinos esplêndidos realidade, serão movidos para um lugar fora da
para exploração. O mago comum conhece muito Umbra Próxima de Gaia. Então, o Paradoxo irá
pouco sobre os Reinos Fragmentos. aplainar suavemente a realidade de volta a sua
• Reinos Penumbras: Magos que buscam a forma original.
Esfera do Espírito freqüentemente exploram a
Umbra. Muitos destes magos afirmam que oito 
“Reinos Penumbra” existem em algum lugar ao Entre os Reinos, como o vácuo do espaço
longo do Horizonte na fronteira da Umbra Próxima separando um planeta e sua atmosfera do outro,
de Gaia. Estes Reinos Fragmentos conectam a se situa um vasto vazio espiritual chamado de
Umbra Próxima de Gaia aos Reinos Fragmentos. Umbra Profunda. Há apenas uma única Umbra
Estas terras insubstanciais possuem Profunda, e seus mistérios se estendem aos
características tanto terrestres quanto dos limites infinitos do Telúrio.
Reinos Fragmentos. Diz-e que os Reinos
Penumbras são os conduítes mais seguros para A Umbra Profunda é inóspita para se viajar. Como
os Reinos Fragmentos. o vácuo do espaço exterior que ele espelha, a
Umbra Profunda não sustém vida, pelo menos não
• Reinos Sonhos: Reinos Sonho são criados
vida como a humanidade conhece. Mesmo assim,
a partir dos sonhos da humanidade. Cada sonho
diz-se que há criaturas que vagueiam pela Umbra
existe por um momento breve na Umbra enquanto
Profunda, horrores apavorantes de tamanho
o sonhador desenrola seu cenário de história, que
colossal e características indescritíveis. Alguns
magos acreditam que se tais entidades de fato Muito da vida e da vitalidade da realidade
existem, elas devem estar aliadas com os espiritual não é mais espelhada na Terra. A longo
Nephandi. prazo, isto é um destino pior do que até mesmo os
Nephandi possam representar.
Alguns Reinos, tais como os Reinos Penumbra,
normalmente contêm pontes ligando-os a outras 
localidades. Tais conexões, conhecidas como Desde tempos imemoriais, os magos têm usado a
Portais, permitem o encontro entre Reinos sem se metáfora da Tapeçaria para descrever a
atravessar a inóspita Umbra Profunda que se realidade. Eles geralmente falam da Tapeçaria
situa no meio. Algumas dessas conexões são como sendo o “verdadeiro” tecido do mundo. Tal
difíceis de usar. Algumas nunca foram usadas e definição de realidade supera a divisão entre o
aguardam apenas que as cerimônias requeridas espiritual e o físico. Dúzias de metáforas deste
para serem abertas. Infelizmente, algumas destas tipo são usadas ou foram criadas por magos. As
cerimônias requerem elementos do próprio pessoas consideram os feiticeiros “tecelões” de
destino. A aquisição de tais elementos envolve feitiços. O poder viaja o globo pelas “linhas de
uma jornada difícil e nega o benefício da conexão, luco67cviii”. Os efeitos das Esferas da Vida, Matéria
pelo menos para o primeiro viajante. e Forças resultam todos da Quintessência
canalizada através de um “padrão”. Estas
 metáforas são aceitas como fatos pelos magos. A
A Tecnocracia tem ativamente seguido uma Tapeçaria é uma teoria tão básica para a mágika
agenda isolacionista com relação ao Telúrio. Ela quanto a evolução é para a ciência. O mundo
fortificou as barreiras naturais que existem entre físico deve sua própria forma e natureza à
a Terra e segmentos diferentes do Telúrio. A Tapeçaria.
Tecnocracia teme muitos dos elementos
estranhos e bizarros da realidade exterior. Seus 
membros buscam segregar a Terra das forças Assim como o sol possui suas manchas solares,
alienígenas e desconhecidas do Telúrio. locais onde o campo magnético cria um denso nó
de padrão invisível afetando a labareda de gases
A Terra é separada de sua Umbra Próxima por ao seu redor, do mesmo modo a terra possui seus
uma barreira mística chamada de Corredor. A locais onde a essência pura do Primórdio é mais
Corredor é uma muralha criada pelas energias da abundante. Menires. Montes mortuários.
Terra e reforçada continuamente através dos Bibliotecas antigas. Igrejas. Templos. Cavernas
esforços dos Tecnomantes. Projetada para sagradas. Casas assombradas. Todos esses
proteger a Terra do caos do mundo espiritual, ela lugares na terra são conhecidos como Nodos.
previne o ingresso e egresso fáceis e reduz o
contato entre a realidade Umbral e a realidade Em termos da Tapeçaria, os Nodos estão onde as
física. Visto que mantêm a Corredor e barram os linhas de luco se intersectam e fazem nós. A
Maraus da Terra, os Tecnomantes consideram-se Quintessência geralmente se acumula nos Nodos
heróis e guardiões da paz e da segurança. conforme viaja pelas linhas. Como os repositórios
primários da pouca Quintessência livre que ainda
Além de supervisionar a Corredor, os
Tecnomantes também mantêm o Horizonte, que
67
separa a Umbra Próxima de Gaia do vazio da De ley lines, origem de ley no PIE é “luz,
clareira”. E “luco” é o mesmo que bosque ou
Umbra Profunda. O Horizonte serve como uma clareira, de uma origem da raiz lu(c)- “luz”. Já as
barreira para os Nephandi, que existem ley lines seriam “alinhamentos hipotéticos de um
principalmente fora dos limites de Gaia e número de lugares de interesse geológico, tais
constantemente buscam entrar na Terra. como monumentos antigos e megálitos. Sua
existência foi sugerida em 1921 pelo arqueólogo
Tanto a Corredor quanto o Horizonte apresentam amador Alfred Watkins, cujo livro The Old Straight
obstáculos para aqueles que tentam entrar no Track [A Antiga Trilha Reta] trouxe os
alinhamentos à atenção do público mais amplo.”
Telúrio a partir de Gaia. Embora os magos Wikipedia contributors. Ley line. Wikipedia, The
Tradicionais não desencorajem os Tecnomantes Free Encyclopedia. 4 de Setembro, 2007, 14:04
de manterem os Maraus e os Nephandi acuados, UTC. Disponível em:
eles reconhecem que os motivos da Tecnocracia http://en.wikipedia.org/w/index.php?title=Ley_line
são puramente xenofóbicos e em causa própria. &oldid=155629266. Acessado em 7 de Setembro,
2007.
existe, muitos Nodos sofrem incursões de magos povos da terra. Entidades relativamente mais
em busca de poder vulgar. fracas conhecidas como Preceptores servem e
aconselham os Senhores, e são mais facilmente
Nodos são importantes para muitos outros seres contatados do que aqueles governantes remotos.
também. Os Garou, uma raça de virilupes, Abaixo dos Preceptores estão os espíritos mais
centram sua cultura sobre os Nodos que chamam prolíficos chamados coletivamente de Protegidos.
de cervizes, e viajam pela Umbra usando “pontes Entre os Protegidos estão os elementais e uma
lunares” que conectam as cervizes. Roubar de hoste de entidades variadas que não se encaixam
uma cerviz de virilupes é muito perigoso, mas em nenhum padrão conhecido de hierarquia.
altamente lucrativo. Espíritos não podem se manifestar no mundo
físico sem primeiro adquirirem corpos físicos, ou
Nodos são localizações estratégicas importantes.
seres convocados por magos ou outros que
Seres extradimensionais podem facilmente
desejem se aproveitar de seus poderes. Alguns
alcançar a Terra através de Portais conectados
magos afirmam que a raça dos Garou, os virilupes
aos Nodos. Os Tecnomantes naturalmente usam
que agora vivem na Terra, é, na verdade, uma
este fato como uma desculpa para fechar os
raça de espíritos que assumiram forma física, e
Nodos dos outros, roubando sua Quintessência
algumas vezes retornam temporariamente para
no processo. Ao fazerem isto os Tecnomantes são
seus lares espirituais.
capazes de fechar um ponto de entrada para
seres potencialmente hostis, atacar seus inimigos Os magos estão incertos sobre como os espíritos
magos, e coletar enormes quantias de são criados, mas muitos acreditam que isso tenha
Quintessência – tudo ao mesmo tempo. algo a ver com o inconsciente coletivo da
 humanidade. Muitos espíritos assumiram as
aparências e personalidades de deuses e mitos
Um grande número de espíritos perambula pela
Umbra. Aqueles conhecidos como Senhores são antigos, elementais do mundo real, e até mesmo
figuras de cultura popular. A humanidade de
entidades muito poderosas que normalmente
esculpem mundos próprios. Ou que se nomeiam algum modo personifica suas próprias crenças
protetores espirituais de várias idéias, locais ou nos espíritos, que por sua vez assumem vidas
próprias na Umbra.


Se você acredita que eles colocaram o homem na lua
Homem na lua
Se você acredita que não há nada sob suas mangas
Então nada é legal.

– REM, “Man on the Moon [Homem na Lua]”

Uma das ameaças mais terríveis à verdadeira Adriano68 da Corredor. O tráfego entre estes
Ascensão é a Tecnocracia, uma legião de magos mundos seria vedado à humanidade como um
que seguram o estandarte da ciência. Uma vez, o
objetivo da Tecnocracia era proteger a 68
humanidade em sua trilha para a Ascensão, Wikipédia:
A chamada Muralha de Adriano localiza-se no
defender os humanos dos perigos representados norte da Grã-Bretanha, aproximadamente entre
pelos outros habitantes do universo. Para atingir a Inglaterra e a Escócia. Não coincide, contudo,
este objetivo, a Tecnocracia criou barreiras entre com a fronteira sul escocesa atual.
os mundos do espírito e da matéria, tornando a Erguido com a função de prevenir as surtidas
matéria em si um refúgio seguro da “realidade” militares das tribos que viviam
na Escócia (os pictos e os Escotos - chamados de
física onde a humanidade pudesse seguir sua caledónios pelos romanos), assinalava o limite
trilha rumo à Ascensão. ocidental dos domínios do Império Romano, sob o
reinado daquele imperador.
Na utopia dos Tecnomantes, os humanos não Concluído em 126, constitui-se na mais extensa
seriam mais assolados pelos espíritos e Malditos estrutura deste tipo construída no império
ou fáos e dragões. O mundo do espírito seria um romano. Originalmente estendia-se por mais de
115 milhas (cerca de 120 quilômetros), desde o
mundo afastado, separado pela Muralha de
rio Tyne até ao Oeste da Cúmbria. Foi erguido
todo, e as criaturas perigosas do outro lado do disso, tentaram influenciar os próprios, usando
véu seriam mantidas do lado de fora. Os dispositivos tecnológicos para regular seus
Tecnomantes até juraram proteger a humanidade sonhos e evitar que eles entrem no estágio
da mágika em si. R.E.M.69 do sono. Isso teve efeitos psicológicos
terríveis sobre eles, tornando-os seres frios,
Este objetivo, contudo, se tornou uma obsessão, cruéis, e sem-imaginação.
pervertendo o pensamento dos Tecnomantes.
Eles ignoraram os efeitos negativos deste cisma Não se engane, a ciência possui um lugar legítimo
cósmico, a separação da humanidade do espírito. entre os meios para se atingir a Ascensão; os
Eles agora estão desesperadamente xenofóbicos Filhos do Éter e os Adeptos Virtuais provam este
contra todos os seres não-físicos. Qualquer coisa ponto. Mas os resultados da ciência, os
do lado dos outros da muralha é “outro” e, desse brinquedos da tecnologia, se tornaram uma
modo, temido: Eles são diferentes de nós. Eles distração para o fim. Os Tecnomantes
querem o que é nosso. Eles querem nos impedir. transformaram a ciência num terrível dogma.

As Tradições querem elevar a humanidade, guiá- 


la rumo ao ideal sublime da Ascensão. Os Fundo no inconsciente humano há uma
Tecnomantes, contudo, querem reduzir a necessidade penetrante por um universo lógico
humanidade ao menor denominador comum, que faça sentido. Mas o universo real está sempre
colocar todos num padrão inferior. Quando todos a um passo além da lógica.
são iguais, seja na miséria ou no conforto, então a
– Frank Herbert, Duna [Dune]
Ascensão da Tecnocracia chegará.
Há muito tempo, os primeiros Tecnomantes
Para este fim, a Tecnocracia promove o valor do
(embora eles fossem conhecidos por um nome
materialismo, de colocar importância na
diferente na época) começaram a projetar a
propriedade própria ao invés de em si mesmo.
realidade na imagem que eles desejavam. Eles
Assim todos podem ser iguais, sem diferenças
foram os primeiros a desenvolver a separação
individuais com as massas. A mente-massa é de
metafísica entre mente e corpo, espírito e
suma-importância; é através do estado coletivo
matéria. O resultado desta separação foi a
que a Ascensão chegará. Ao se promover a
Corredor, a barreira entre o mundo espiritual e o
matéria física sobre as idéias intangíveis ou o
mundo físico.
espírito, a Tecnocracia reforça a Corredor
protetora que mantém afastadas as “más Originalmente, a Corredor era fraca, e muitos
influências”. seres espirituais e fantásticos ainda rompiam-na
para caminhar sobre a terra. À medida que os
Apenas as leis da ciência têm permissão de ditar
poderes dos Tecnomantes cresciam, contudo, a
a trilha para a Ascensão. Todas as coisas devem
Corredor engrossou. Quando os Tecnomantes
se conformar com o fato estabelecido.
finalmente usurparam a Terra no fim da Idade
Pensamentos espúrios e sentimentos caprichosos
Média, ficou impossível para a maioria dos seres
são perigosos para a delicada fiação da
perfurar a membrana entre os mundos.
realidade; mesmo sonhos são considerados
invasões de fora da Corredor. Se os Tecnomantes A Idade Média, conhecida pelos magos como a
pudessem banir os sonhos da mente da Idade Mítica, terminou com a vitória dos
humanidade, eles o fariam. Na verdade, a Tecnomantes sobre as outras Tradições e a
psicologia de Freud foi a tentativa dos conquista da realidade física. A Idade Mítica
Tecnomantes de reduzir os sonhos a meras retornara a um período conturbado de guerras
compulsões físicas, mas isso fracassou quando a entre os magos que apoiavam uma realidade
psicologia Junguiana respondeu a isso mágika e aqueles que buscavam uma realidade
enfatizando a importância de mitos sobre a religiosa. Enquanto estes magos brigavam entre
psique humana. Incapazes de influenciar os si, os seguidores da ciência fizeram a sua jogada.
sonhos da humanidade, os Tecnomantes, ao invés

69
com o emprego da mão-de-obra dos próprios Wikipédia:
soldados das legiões romanas. Cada "centúria" do inglês rapid eyes movement (movimento rápido
era obrigada a levantar a sua parte do muro. dos olhos), estágio do sono.
Tão bem orquestrada foi a manobra da Nenhum período de espera, nada de aprendizado
Tecnocracia pelo poder que todas as outras longo e árduo. Poder instantâneo.
Tradições foram pegas desprevenidas. Os
feiticeiros míticos e os santos religiosos Copérnico foi um Tecnomante que lutou
trabalhavam rumo à Ascensão através de poder duramente contra os paradigmas anteriores que
pessoal. Os feiticeiros míticos elevariam a controlaram a realidade. Com o lançamento do
humanidade escolhendo alguns poucos seletos artigo “De Revolutionibus Orbium Caolestium” em
como aprendizes, desse modo espalhando a 1453, ele colocou o sol no centro do universo, e,
iluminação e o poder através dos indivíduos. Os assim, colocou a razão sobre a terra física. Sua
santos religiosos forneciam exemplos de suas inovação heliocêntrica libertou a humanidade dos
próprias vidas para outros seguirem, acreditando laços medievais de ignorância e medo. A Razão
que aqueles que imitassem seus atos iluminados prometia resolver todos os problemas da
atingiriam sozinhos a Ascensão. humanidade. Muitos magos Tradicionais insultam
Copérnico até hoje, culpando-o pelo estado atual
Os Tecnomantes, pelo contrário, apelaram para a do mundo. Mas não é culpa dele que a razão foi
humanidade como um todo, através da mágika longe demais, sufocando a alma.
objetiva, reproduzível da ciência. Invenções a
prensa de Gutenberg trouxeram poder às mãos A potencialização instantânea oferecida pelos
de muitos. Aí estava o conhecimento a ser Tecnomantes rapidamente levou à arrogância.
possuído não apenas pelos poucos que pudessem Inebriada pelo próprio poder, a Tecnocracia
bancar manuscritos iluminados escritos começou a ditar como a humanidade progrediria.
laboriosamente, mas para qualquer um que Os Tecnomantes cometeram os mesmos erros
pudesse comprar uma das Bíblias impressas que todos os outros magos cometeram antes
muito mais baratas. Embora a classe inferior, deles: escravizando a humanidade para sua
iletrada e pobre, ainda não pudesse colher os própria visão pessoal.
benefícios, a classe média – um segmente inteiro
Na época em que as outras Tradições de mago
da humanidade Européia – subiu um degrau
começaram a retaliar, os Tecnomantes tinham
significativo rumo à iluminação e, assim, à
conseguido um controle psíquico sobre a Terra. A
Ascensão. Passo a passo, o poder dos
mão da ciência se espalhara para monopolizar e
Tecnomantes cresceu, enquanto que a mente
remodelar o mundo físico, espremendo fora
coletiva da humanidade estava encantada e
quaisquer verdades sombrias que não se
empolgada como nunca antes.
encaixavam em suas crenças de realidade
A comunidade religiosa se mexeu para suprimir objetiva.
esta ameaça perigosa aos seus próprios planos,
A mágika dos Tecnomantes se tornou “normal” e
mas não importa quantos cientistas seus
esperada na sociedade humana. A mágika da
membros censuravam, eles não podiam impedir a
tecnologia foi apoiada pela raça humana,
mente da humanidade. A excitação e a glória da
enquanto que as outras formas de mágika foram
ciência infectaram as massas – não havia volta.
desdenhadas e desacreditadas. Observação
Havia uma névoa inteira adiante da humanidade,
mundana começou a deflagrar as forças do
com o chamado clarão da ciência e da razão
Paradoxo quando os “milagres” aconteciam sem
liderando o caminho.
as armadilhas da ciência para explicá-las. Os
Talvez se os outros magos, tanto míticos quanto magos Tradicionais se tornaram dissidentes
religiosos, não tivessem sido tão lentos em dentro de uma realidade estabelecida ao invés de
começar seus próprios planos para o todo da co-navegadores com acesso igual à realidade.
humanidade, as coisas tivessem sido diferentes. Muito parecido com a afirmação de Benjamin
Do modo como era, os magos das Tradições Franklin de que o último ato de qualquer
davam muita atenção aos seus próprios ganhos democracia seria eleger uma ditadura, o último
pessoais, enquanto que as massas ficavam para ato de crença humana desde a queda da Idade
trás. Finalmente, aí estava a ciência para libertar Mítica pode muito bem ter sido a criação da Idade
as massas – a descoberta científica de um homem Racional.
podia ser compartilhada por toda a humanidade.
As Tradições acreditam que a Tecnocracia coloca
gravemente em perigo a Ascensão. Se nada
puder ser feito para corrigir esse erro, o universo Espírito e matéria não são as coisas separadas
está condenado. A Tecnocracia está que a Tecnocracia quer torná-las, mas um todo.
perigosamente próxima da conclusão de seus Espírito e matéria se combinam para criar a
planos. Se a Tecnocracia pode efetivamente realidade; afastados uma da outra, a realidade
excluir os vestígios remanescentes da mágika da não pode existir. A Tecnocracia não reconhece
Terra, o universo e toda a realidade estarão para isto, e não reconhecerá. A luta parece impossível
sempre imobilizados sob as botas da de se vencer, ainda assim os magos Tradicionais,
Tecnocracia. tão poucos em número, devem continuar a
batalhar a todo custo.


Você é um cientista bem-pago

Você apenas fala em fatos

Você sabe que sempre está certo

Porque você sabe como provar tudo passo-a-passo.

– Dead Kennedys, “Well-Paid Scientist [Cientista Bem-Pago]”

Mágika, a verdadeira mágika do tipo praticada através do hábito ao invés da distância; dois
pelas Tradições, se tornou uma intrusa no vizinhos num prédio de apartamentos podem
território da ciência e é subestimada em nunca trocar palavras por anos de moradia. Ao
importância pela própria humanidade. Os magos subestimar a importância dos aspectos humanos
da ciência implementaram suas visões num grau da sociedade, a sociedade cresceu num gigante
tão elevado que quase toda demonstração de frio para ser servido pela sua continuidade. Pior
mágika que pareça ser tecnológica será aceita ainda, a Tecnocracia começou a ridicularizar a
pelos humanos modernos. A tecnologia em si é imaginação e as noções românticas, atrofiando
mágika; é apenas um tipo de mágika que as muitos aspectos da alma humana. A História foi
pessoas aprenderam a aceitar. até revisada tão completamente que ninguém
hoje acredita que a Idade Mítica jamais
Os Tecnomantes têm supervisionado o progresso aconteceu, ou que mágika diferente da ciência
da humanidade em saltos e limites desde seu jamais existiu.
estado no encerramento da Idade Média, até a
Renascença, até a Revolução Industrial, até a Era Os Tecnomantes, desse modo, sistematicamente
Espacial, até a Era da Informação e além. Em implementaram um rigor mortis místico que
algum ponto no caminho, esta impressionante impede todos que buscam a Ascensão. Quando a
mistura de poder e complexidade cresceu a ponto imaginação for finalmente removida da
de fascinar por si só os Tecnomantes. humanidade como um todo, os Tecnomantes
estarão seguros de seus inimigos, e a massa pode
Os Tecnomantes se agarraram em sua tecnologia Ascender – ao esmagar seus membros a um nível
e suas “verdades” detalhadas sobre o maquinário comum.
do Reino da Terra. No processo eles se
convenceram da insignificância da humanidade e 
do direito deles de ignorar imperativos sociais em Nunca vi um milagre da ciência
busca dos imperativos intelectuais da ciência. A
ciência se tornou o tudo e o nada dos magos Que não tenha passado de uma benção a uma
maldição.
Tecnomantes. Eles confundiram a forma com a
função, e agora estrangulam a humanidade com o – Sting, “If I Ever Lose My Faith in You [Se Eu
próprio dispositivo que usaram como uma pedra Algum Dia Perder Minha Fé em Você]”
angular para a Ascensão.
Para assegurar seu domínio sobre o mundo físico,
Graças ao controle secreto dos Tecnomantes, o a Tecnocracia luta por uma realidade
mundo fica cada vez menor através da tecnologia. completamente estática, imutável. Grupos de
As pessoas ficam isoladas uma das outras magos Tecnomantes patrulham as fronteiras
entre este mundo e a Umbra, e procuram manter impunidade ameaçam a estabilidade de nosso
os forasteiros fora. Qualquer passagem aberta mundo. Portais descontrolados também permitem
reduz a estabilidade geral do mundo, ameaçando o acesso de forças exteriores, tais como os
os cientistas mestres. Nephandi, tenham acesso ao nosso mundo. Isto
nunca deve acontecer.
 • Definir a natureza do universo. O
• Trazer estase e ordem ao universo. conhecimento deve ser absoluto ou o caos
Previsibilidade traz segurança. Uma vez que tudo englobará tudo. As forças elementais do universo
for descoberto e tudo for conhecido, a Ascensão não devem ser deixadas aos caprichos do
será conquistada. desconhecido.
• Convencer as massas da benevolência da • Destruir as Tradições. O descuido delas
ciência, do comércio e da política, e do poder da ameaça nossa segurança e nosso progresso
racionalidade. Conflito e sofrimento serão rumo à Ascensão. Sua Quintessência deve ser
eliminados em nossa utopia. capturada para que não caia nas mãos dos
• Preservar a Corredor e o Horizonte. Maraus ou Nephandi.
Indivíduos caóticos que abrem passagens com


Não sou um número. Sou um homem livre!

– #6, The Prisoner70 [O Prisioneiro]

Hoje, a Tecnocracia está dividida em várias Tradições próprias. Para separá-los dos outros magos, os
Tecnomantes chamam suas Tradições de “Convenções”. Diferente das Tradições de magos que se
reuniram contra a Tecnocracia, estas Convenções são quase homogêneas em seus objetivos e métodos.
Isto não quer dizer que sejam idênticas, mas simplesmente que eles sabem não se opor a uma coisa boa.

Cada Convenção se especializa numa área de tecnologia, e possui esta tecnologia num nível muito mais
avançado do que o mundo de forma geral. Esta tecnologia é o meio de poder para as Convenções, e eles a
guardam zelosamente até o momento em que decidem lançá-la para o mundo através do disfarce de uma
“nova descoberta”. Com seus dispositivos tecnológicos, os Tecnomantes são capazes de reproduzir muitos
dos feitos mágikos realizados pelos magos das Tradições com sua mágika de Esfera. Além disso, cada
Convenção possui alguns truques próprios.

A Iteração X explora a tecnologia mecânica e


 cibernética para criar um ser humano melhor.
Ouça e compreenda. Algumas funções biológicas servem as suas
Que o Exterminador está lá fora. necessidades, mas a Iteração X acha que a trilha
para a Ascensão será atingida por uma fusão da
Ele não pode ser comprado, inteligência biológica com inteligência artificial.
Rumores abundam sobre a mente artificial que
Ele não pode ser convencido, direciona a Convenção – uma mente que atingiu a
Ele não sente piedade, remorso, ou medo, inteligência na Xª iteração de um algoritmo
expansor-de-consciência (a Convenção não está
E absolutamente não vai parar... jamais, disposta a revelar o número exato da iteração
onde a inteligência evoluiu – talvez pense que
Até que você esteja morta. seria como revelar um nome “verdadeiro”).
Alguns membros da Convenção certamente
– Reese, Terminator [O Exterminador do Futuro]
possuem visões de uma sociedade onde todas as
70
The Prisoner é uma série de TV de ficção científica alegórica de 1967 estrelando Patrick McGoohan. Ela
fala de um inglês dos anos 60 (contemporâneo) que, depois de abruptamente se afastar de sua posição de
agente de alto-nível do governo, é mantido prisioneiro numa vila pequena e colorida por pessoas
desconhecidas que estão preocupadas com seu afastamento. Cada episódio tipicamente traz o antigo
agente aprisionado, chamado de “Número Seis” por seus captores que se recusam a usar nomes,
fracassando em escapar da “Vila”, mas resistindo às tentativas de interrogatório e de lavagem-cerebral de
seus captores.
vontades e necessidades são providenciadas por parecem relativamente humanas – no lado de
autômatos, mas estes bem-intencionados acham fora. Elas são projetadas para parecerem
que toda a individualidade e escolha devem ser humanos normais (enquanto vestirem sobretudos
removidas da humanidade antes que isto possa e outras roupas ocultantes), permitindo-lhes
acontecer. andar entre os Adormecidos e cumprir suas
missões de extermínio. No entanto, quando NA
Magos da Iteração X são raramente vistos por Miras entram em modo de combate, seu
outros magos. Houve apenas um punhado de armamento é inocultável: metralhadoras de
confrontos que diretamente envolveram magos corrente pulam de suas axilas, miras laser
da Convenção. Mais freqüentemente, a Iteração deslizam sobre seus olhos, garras de tungstênio
usa criações serviçais para impor o Pogrom. afiadas-como-navalha desembainham de seus
Alguns destes autômatos assassinos são muito dedos.
bem conhecidos pelas Tradições. A Iteração X
prefere impor o Pogrom de uma única maneira – Apesar do nome, estes ciborgues normalmente
extermínio. Qualquer elemento alienígena, possuem apenas o nível humano de inteligência.
especialmente um mago, que a Convenção Porém, todos eles possuem computadores
descubra na Terra é imediatamente mirado e internos, o que pode acrescentar muito à sua
serviçais são despachados para matá-lo. base de dados de informações ou realizar
cálculos de combate (alcance e calibrações de
Autoctonia: O “Reino máquina” Umbral de ângulo para disparos) que os tornam caçadores
Autoctonia é uma fonte de poder para a Iteração letais e matadores. Eles requerem, sim, energia
X, e dá à Convenção um ponto de partida para para manter força total; senão eles se tornam
impor sua realidade sobre a Terra e os Reinos meros humanos com partes do corpo pesadas
Umbrais vizinhos. Autoctonia originou-se de uma demais para se levantar com sua miserável força
teoria de Kepler que posicionou um Reino muscular.
máquina próximo do sol no centro do sistema
solar. Através da crença temporária da A maioria dos modelos é projetada para ser
humanidade nessa teoria, os fundadores da antropomórfica, o melhor para se esconder na
Iteração X foram facilmente capazes de construir sociedade humana. Ocasionalmente, porém,
um Reino dentro da Umbra Profunda, um Reino de outras formas são projetadas. Cães cibernéticos
máquina pura. freqüentemente são soltos para rondar os becos
ao redor de fábricas Tecnomantes. Estes
Como um todo, a Iteração X conduz a maior parte “animais” são tão inteligentes quanto qualquer
de sua pesquisa em Autoctonia. Lá, ela outro NA Mira.
aperfeiçoa suas teorias e deixa as idéias
escorrerem para a sociedade, um pouco de cada 
vez. Já que houve um pavor sobre os efeitos do O poder está dilacerando em pedaços as mentes
choque do futuro, então os Tecnomantes estão humanas e unindo-as novamente em formas
jogando com mais cautela agora. Embora a maior novas de nossa própria escolha.
parte da tecnologia de ponta encontrada neste
– George Orwell, 1984
Reino esteja, pelo menos, um século além da
revelação mundana, as Tradições temem que, Chamada de “Grande Irmão” pelos magos das
com cada avanço tecnológico na Terra, a Iteração Tradições, esta Convenção exemplifica tudo que
X fique mais poderosa. Rumores dizem que as é ruim sobre a tecnologia de informação. Mais do
visões de ÓVNIS são o modo da Convenção de que qualquer outra Convenção, a Nova Ordem
preparar as pessoas para os próximos grandes Mundial é responsável por direcionar o fluxo da
saltos. realidade da Terra. Quando magos falam da
Tecnocracia, eles geralmente querem dizer a
NeointArtif Mira V, “NA Miracix”: Os agentes mais
Nova Ordem Mundial. Esta Convenção tem uma
temidos da Iteração X são os Miras de Neo-
visão da Terra como uma colméia gigante de
inteligência artificial V, ou NA Miras. Estes
corredores de aço, constantemente monitorada
ciborgues programados para procurar e destruir
por câmeras rotatórias. Ela busca tecnologia
inimigos da Tecnocracia - magos Tradicionais,
invasiva, baseada em informações.
Maraus ou Nephandi. Metade carne viva, metade
constructos mecânicos, estas máquinas de matar
A Nova Ordem Mundial explora e danifica sempre portando maletas pretas e andando de Cadillacs73
que possível. Ela vê as pessoas como máquinas a pretos, parecem ser onipresentes sempre que
serem utilizadas como seus membros acharem uma questão que ameaça a Nova Ordem Mundial
adequado. Os membros da Convenção em si são surge. Rumores dizem que os Homens podem, de
deprimidos e paranóicos, vivendo desta maneira algum modo, seguir os espíritos Paradoxais,
com medo constante de superiores que não chegando na cena e tentando impedir qualquer
hesitam em levar o crédito por algo que um mago Tradicional de fazer magia. Homens Em
subalterno realizou. Se o mundo pudesse ser Preto raramente falam e suas intenções exatas
preto-e-branco, ao invés de colorido, a Nova são sempre secretas, mas todos os magos
Ordem Mundial garantiria isso. Pense nos filmes Tradicionais sabem que um Cadillac preto no
Metropolis e Kafka e você terá uma idéia da retrovisor é má notícia.
natureza desta Convenção. Um antigo rumor diz
que a própria Gine71 Vitória foi a fundadora desta 
Convenção; alguns magos diriam que ela ainda Tenho chamado este princípio, pelo qual cada
está viva e que não está contente. pequena variação, se útil, é preservada, pelo
termo de Seleção Natural.
A Nova Ordem Mundial impõe o Pogrom através
– Charles R. Darwin, A Origem das Espécies
de técnicas de abdução e lavagem cerebral.
Magos que forem levados pelos servos da Nova A ciência da genética está à beira de realizar
Ordem Mundial são, infelizmente, vistos vários avanços revolucionários surpreendentes.
novamente anos mais tarde – depois de terem Para os Progenitores, esses avanços
sido transformados em servos da Convenção, revolucionários são coisas do passado. Uma
robôs biológicos vivendo uma existência Convenção muito cuidadosa, os Progenitores têm
programada neles pela Nova Ordem Mundial. Não armado o cenário para as pessoas acreditarem
é fácil quebrar a vontade e a mente de um mago, que virtualmente qualquer coisa é possível
mas ninguém que foi abduzido pela Nova Ordem através da engenharia genética. De todas as
Mundial sobreviveu ao ordálio72 da lavagem Convenções, os Progenitores são os mais cientes
cerebral com sua personalidade intacta. A Nova das intricácias74 do poder que detêm. Muito em
Ordem Mundial se orgulha muito de sua breve, os Progenitores planejam fazer sua jogada
habilidade de corroer a criatividade e a e alterar a face da humanidade.
personalidade de um ser humano, especialmente
a de outro mago. Ela guarda seus métodos A ciência da clonagem é uma das armas mais
fervorosamente. poderosas dos Progenitores. Magos Tradicionais
têm assassinado magos Progenitores, a muito
Homens Em Preto: Os temíveis soldados de custo de suas próprias fileiras, apenas para
infantaria da Nova Ordem Mundial são os encontrar os mesmos Tecnomantes, mais tarde,
misteriosos Homens Em Preto. Estes agentes aparecendo para encarar as Tradições
vestidos sombriamente e de óculos de sol, novamente. Magos Progenitores parecem possuir
suprimentos sem fim de corpos clonados para si
mesmos, tornando-os oponentes frustrantes e
quase imatáveis75. As Tradições apelidaram os
71
m.q. Rainha. Reconstrução a partir da origem Progenitores de “Hidras” por causa da besta
de Queen a partir do PIE *gwen- “mulher”, mítica que criaria mais cabeças quando uma
derivando em f. não canônica sobre o nom. do gr.
gunê,gunaikós 'mulher (p. opos. a homem, sem fosse decepada.
consideração de idade nem de condição, casada
ou não)' no antepositivo português gin(o)-. Além disso, os Progenitores encontraram um uso
Masculino: Gene. Do gr. geneárkhés,ou (var. de de clonagem ainda mais nefasto, que eles utilizam
genárkhés,ou) 'chefe de uma raça ou de uma
família', compartilhando a mesma origem de king.
73
Percebam-se as semelhanças da reconstrução do Cadillac é uma marca automotiva de luxo
par King/Queen com Gene/Gina. pertencente à General Motors. Seu principal
72
sm (fr ordalie) Sociol Processo judicial, usado mercado ainda é a América do Norte, apesar de
na Idade Média, que consistia em testes de haver uma estratégia corporativa que visa à sua
resistência (combate, fogueira, água fervente) a expansão em outros mercados, notadamente o
fim de provar-se a inocência ou a culpa do mercado europeu.
74
acusado; também se chamava juízo de Deus. Complexidades, do verbo intricar.
para disseminar a paranóia entre as fileiras de Dinheiro e poder se tornaram palavras livremente
seus inimigos. Tão bons são os Progenitores em associadas com acesso e controle sobre a
duplicar outros seres através da clonagem que tecnologia. Isto por causa da Convenção
muitos de seus inimigos, e até mesmo seus Tecnomante conhecida como o Sindicato. Os
aliados na Tecnocracia, nunca sabem quando membros do Sindicato são, às vezes, chamados
estão falando com uma pessoa real ou um clone de “barões ladrões” porque sua mentalidade e
Progenitor. Estas duplicatas não são perfeitas suas ambições viriam à tona pela primeira vez
(agora o Jô toma uma segunda xícara de café de durante os meados ao fim do século XIX, quando
manhã, o que faz seus colegas de escritório homens conhecidos como Rockefeller e Carnegie
estranhar), mas eles são bons o bastante para enriqueceram repentinamente ao convencer as
causar medo entre aqueles cientes desta pessoas a abraçarem as maravilhas da
Convenção, e o medo é uma arma realmente tecnologia. O Sindicato busca aprisionar as
poderosa. pessoas nas armadilhas dos empréstimos e do
crédito. Até hoje, o Sindicato continua mais
Os Progenitores preferem implementar o Pogrom interessado na habilidade da tecnologia em gerar
através do uso de seus clones. Ao substituir um dinheiro e manter o poder do que qualquer coisa.
mago com um clone, os Progenitores fazem mais
do que meramente remover um oponente. Através De todas as Convenções da Tecnocracia, o
de seu clone plantado, eles podem prosseguir Sindicato é a mais preocupada em tecer a
espionando seus inimigos, sabotando os planos tecnologia na realidade mundana, estática, da
inimigos, e criando desconfiança nas fileiras das Terra. O Sindicato controla muito do mercado
Tradições aliadas. financeiro mundial; é o Sindicato que decide as
regras de engajamento para as guerras
O filme Vampiros de Almas76 (especialmente a econômicas das nações. Ela também puxa os
refilmagem) captura muito bem a impressão desta fiozinhos das muitas organizações criminais do
Convenção, assim como qualquer dos filmes mundo todo, desde a Máfia à Yakuza. Você mexe
“terror vermelho77” dos 50. O medo e a paranóia com o Sindicato, e pode acabar no fundo do rio
dos “comunas” em nossos lares são similares à usando sapatos de concreto.
preocupação que esta Convenção engendra em
tudo. Sem o Sindicato, os Adeptos da Virtualidade
nunca teriam colocado os computadores nas
 mãos de tantas pessoas. O Sindicato
Estamos de saída para pegar a América pela constantemente se irrita com este erro e agora
carteira... o Sindicato inteiro. tenta retificar isto fundindo as maiores
– Abe Reles tcc78 “Kid Twist [Garoto Pavio]” companhias de computadores, controlando,
(Murder, Inc.[Mortalidade79, Corp.) 80 assim, a variedade de programas aos quais os
usuários comuns têm acesso. Os hackers81
realmente incomodam o Sindicato, e a ignorância
e o medo que a maioria das nações tem de
75 computadores e daqueles que o usam é por causa
Que não podem ser mortos.
76
Título original: Invasion of the Body Snatchers do Sindicato. O Sindicato quer um decreto para
[Invasão dos Raptores de Corpos] trancafiar qualquer hacker que tiver vontade.
77
Red Scare: qualquer um dos dois períodos
caracterizados pelo temor público ao comunismo
e aos princípios socialistas nos E.U.A. (nos anos
20 e 50 do séc. XX)
78 81
Também conhecido como Entalhadores, aqui entendido como alguém que
79
De murder, cuja origem no PIE é *mer-, comum “entalha” uma “solução rápida e inteligente para
à origem de “morte”, cujo sinônimo para matança, um problema ou desafio, geralmente de
assassinato (traduções comuns de murder) é computador”, conforme o sentido dado para as
“mortalidade, morticínio, mortandade”. peças pregadas pelos estudantes do MIT
80
Abe "Kid Twist" Reles (1906 – 12 de (Instituto de Tecnologia de Massachussets),
Novembro, 1941) foi um mafioso americano que popularizado pelo Tech Model Railroad Club
foi, provavelmente o mais famoso matador no [Clube de Tecnologia de Modelos de Ferrovias] no
estabelecimento da Murder, Inc. [Assassinato, uso dos computadores. De raiz germânica que
Corp.], o braço de imposição do Sindicato significa algo como “fabricar um móvel com um
Nacional do Crime. machado”.
A coisa mais assustadora sobre esta Convenção é muitas pessoas temerosamente imaginam uma
que ela é essencialmente sem rosto. Ela invasão de frotas de alienígenas empenhados na
obviamente existe além das suas marionetes conquista da Terra e na escravização da
quadrilheiras e dos capitães da indústria, ainda humanidade. Na verdade, é o contrário: os
assim, nenhum líder emergiu. Os reais manda- Engenheiros do Vácuo querem explorar os seres
chuvas desta Convenção são desconhecidos. e lugares do espaço.
Nenhum mago Tradicional já foi capaz de atribuir
um nome ou uma face ao(s) líder(es) desta Infelizmente, os Engenheiros do Vácuo são
Convenção. Quem a controla? Onde ele (ela ou excessivamente impetuosos, e a Tecnocracia
eles) reside? Por que ninguém jamais o(a) viu? freqüentemente já teve de refreá-los. O pouso
Mesmo os Simpósios dos Tecnomantes só foram lunar de 1969 é o melhor exemplo disto. Quando
visitados pelos representantes deste grupo. Qual Neil Armstrong pisou pela primeira vez na lua,
é o real segredo do Sindicato? milhões finalmente viram a evidência de que a lua
era um lugar estéril, sem vida, e não o reino de
O Sindicato é, principalmente, responsável por mistério que se acreditava ser (embora muitos
impor o Pogrom contra magos terrenos de poder ainda digam que o pouso na lua foi filmado num
inferior. O Sindicato parece ter muito prazer em estúdio de TV). Ainda assim, este pouso, ao invés
sistematicamente destruir cada aspecto da vida de reforçar o controle dos Tecnomantes sobre o
de um mago. Primeiro ele arruinará o mago Corredor, apenas abriu um portal para Arcádia, a
financeiramente, impugnando crédito, fazendo terra dos fários82. A mágica dos fários. A mágica
contas de crédito desaparecer, etc. Depois ele dos fáos infectou a Terra, e a idéia de exploração
prosseguirá armando para o mago, destruindo espacial rapidamente assumiu a forma de uma
sua reputação entre todos que ele considera experiência sublime para a consciência humana.
queridos. Finalmente, a matança começa, Arrebatados com o encanto de Fária, muitos
iniciando com os amigos mais distantes do mago, humanos acreditaram que o espaço era a
depois os parentes, depois o próprio mago. O resposta para todos os problemas da
Sindicato se deleita em destruir uma pessoa antes humanidade. “Lá fora”, as guerras não existiriam,
mesmo de acabar com sua vida. novos mundos poderiam ser colonizados e a paz
reinaria na galáxia.

Meu Deus, está cheio de estrelas. Esta idéia era exatamente o que os outros
Tecnomantes não queriam. Os Engenheiros do
– 2001 Vácuo, relutantes em adiar seus planos de viagem
Esta, a menor Convenção da Tecnocracia, é muito espacial, foram punidos com a queda do Skylab83,
local e muito persuasiva. Seus membros estão e depois a explosão da Challenger84. O programa
principalmente preocupados com a exploração e espacial regrediu e as pessoas começaram a
o conseqüente extrativismo da Umbra Profunda – temer viagem espacial.
ou “espaço exterior” no paradigma que a
Tecnocracia enraizou tão bem na realidade. Ao
conquistarem a última fronteira física, os 82
Neologismo para o termo fada, baseado em
Engenheiros do Vácuo podem finalmente fechar o suas origens etimológicas teremos fá(o) para fae,
último portal para a Umbra. fey e fário(a)(s) para faerie. Todos estes termos
refletem a ligação etimológica de fadas com a
Os Engenheiros do Vácuo buscam convencer a deusa do Destino (Fata para os romanos).
83
Skylab [Laboratório espacial] designa a estação
humanidade de que o espaço exterior é um vácuo espacial estadunidense que foi lançada ao espaço
vazio e que os planetas são orbes sem vida. Ao em 14 de maio de 1973, a uma altitude de 435 km,
fazerem isto, os seres celestiais associados com e reentrou na atmosfera, destruindo-se
os planetas se tornarão meras entidades físicas, e prematuramente, em 1979.
84
não poderes cósmicos que controlam o destino A Challenger [Desafiador] foi um Ônibus
Espacial da NASA. Foi o segundo a ser fabricado,
da humanidade através de suas posições. Todos após o Columbia. Foi a primeira vez
os habitantes espirituais da Umbra Profunda ao espaço em 4 de abril de 1983.
serão meras raças alienígenas. Os Engenheiros Em 28 de Janeiro de 1986, em sua décima missão,
do Vácuo já convenceram a maior parte da um defeito nos tanques de combustível causou a
humanidade a temer a existências desses seres; explosão da Challenger, matando todos seus
ocupantes, inclusive a professora Christa
Outras punições também foram embargadas
como avisos: a estação espacial soviética MIR
abandonada e o telescópio defeituoso Hubble. Os
problemas financeiros atuais ameaçando a
estação espacial estadunidense são o aviso do
Sindicato aos Engenheiros do Vácuo: tomem jeito
ou percam sua pretendida estação.

Ninguém está certo sobre quais são os planos a


longo prazo dos Engenheiros do Vácuo, mas
rumores dizem que a Convenção como um todo
foi infectada com a mágica dos fáos. Alguns
magos acreditam que os Engenheiros do Vácuo
aceitaram as crenças utópicas de que a
exploração espacial pode servir à humanidade e à
Ascensão, e de que eles podem até serem
atraídos para as Tradições. Outros dizem que isto
é exatamente o que a Tecnocracia quer que os
outros acreditem. Apesar disso, as Tradições
vêem os Engenheiros do Vácuo como o menor
dos males da Tecnocracia, já que a Convenção
não contribui diretamente para impor o Pogrom.

MacAulife, a primeira civil a participar de um vôo


espacial.

A magia de nossa ciência brilha mais do que mil esperaram pacientemente pelo florescimento que
sóis. sabiam que mais tarde brotaria. Nos anos 70,
quando um número suficiente de computadores
– Killing Joke [Piada Mortal], “Rubicon” começou a chegar aos lares de Adormecidos, os
A ciência da Tecnocracia gerou muitas Adeptos Virtuais fizeram sua jogada.
divergências e ramos falsos através dos anos. Bem avançados com relação à aparência da
Contudo, apenas dois ou três desses ramos realidade virtual na linha do tempo de realidade
desenvolveram certo grau de autoridade conforme planejada pelos Tecnomantes, os
independente. Adeptos desenvolveram seu ambiente virtual. Tal
Uma destas tangentes de ciência é praticada por jogada sem o mandato da Tecnocracia fez com
um grupo de magos Tradicionais conhecido como que os Adeptos fossem seriamente censurados.
os Filhos de Éter. Os Filhos chegaram ao poder no Os Adeptos Virtuais responderam deserdando
século XIX, expondo a crença de que a ciência dos salões de poder. Sua audácia e exuberância
como está é apenas uma trilha para uma unidade para as possibilidades inerentes aos
de auto-expressão. Eles se abstiveram de uma computadores obtiveram a aceitação dos
estética mais rígida e sofisticada para buscar um Adeptos entre as Tradições – embora alguns
tipo de “ciência distorcida” que era feia, magos Tradicionais sintam que a questão toda do
incontrolável e totalmente inspirada. Os Filhos se computador foi encenada pela Tecnocracia para
separaram da Tecnocracia no início do século XX, plantar os Adeptos entre eles.
quando um Simpósio Tecnomante votou, e assim A ficção do gênero ciberpunk foi um passo
“aprovou”, que não havia mais éter no espaço, um importante em disseminar a visão de ciência dos
postulado contra o qual os Filhos obviamente Adeptos. Na ficção ciberpunk, as pessoas são tão
protestaram. Facções dentro da Tecnocracia frias quanto à tecnologia; e, paradoxalmente, a
queriam estabelecer a teoria de que a luz era uma tecnologia é tão úmida e natural quanto a
partícula, e o éter tinha que sumir se fosse para humanidade. Usando o ciberpunk como fundação,
isto acontecer. Confrontados com a perda de os Adeptos conseguiram construir um Reino na
quase todas as suas teorias amadas, os Filhos do própria terra, dentro do coração do território da
Éter se retiraram para a congregação das Tecnocracia – um mundo de realidade virtual
Tradições. existindo apenas como informação fluindo através
Mas os Filhos não foram completamente das mentes dos computadores.
derrotados. Na verdade, eles recentemente Os Adeptos da Virtualidade, debaixo dos narizes
conseguiram insinuar a teoria quântica, a mosca- dos próprios Tecnomantes – e eles se recusam a
na-sopa dos Tecnomantes, na ciência moderna. admitir isto até hoje –, implementaram uma
Física quântica trouxe o estudo do misticismo aos mudança dinâmica tão grande quando a teoria
corredores da ciência. Seu sucesso selvagem heliocêntrica de Copérnico.
arruinou muitos planos dos Tecnomantes, e,
assim, a Tecnocracia quer as cabeças dos Filhos Não que a Tecnocracia esteja disposta a deixar os
do Éter. Adeptos em paz. A Tecnocracia teme a deserção
dos Adeptos Virtuais, por os Adeptos sabiam de
Uma segunda tangente importante é aquela dos muitos dos códigos de acesso e senhas dos
Adeptos Virtuais, uma Tradição recentemente próprios computadores da Tecnocracia. Tão logo
emancipada. A semente da existência dos os Adeptos foram declarados renegados pelos
Adeptos foi o computador, o primeiro protótipo da outros Tecnomantes, um expurgo dos
máquina analítica de Babbage.85 Os Adeptos computadores da Tecnocracia foi realizado, e
85 todas as senhas alteradas. Ainda assim, as
Charles Babbage é mais conhecido, e de certa
forma reverenciado, como o inventor que projetou Convenções temem que eles possam não ter sido
o primeiro computador de uso geral, utilizando bem-sucedidos, e que os Adeptos deixaram
apenas partes mecânicas, a Máquina Analítica.
Ele é considerado o primeiro pioneiro
da computação. Seu invento, porém, exigia nunca foi construído. Sua invenção também não
técnicas bastante avançadas e caras na época, e era conhecida dos criadores
muitas “portas dos fundos” nos sistemas,
permitindo-lhes acesso aos planos secretos de
todas as Convenções.

Em resposta, a Tecnocracia ampliou seu Pogrom


contra as Tradições, que em troca fez com que
muitas Tradições culpassem os Adeptos da
Virtualidade por seus novos problemas.


A ciência pode fazer o mundo parecer surreal; um
sintoma de cultura ficando pra trás da realidade
tecnológica...

–Gregory Benford, “Rubicon”

Uma vez por mês, a Tecnocracia realiza um


Simpósio – um encontro onde nada menos do que
o futuro da realidade é determinado. O Simpósio é
realizado em um Nodo diferente a cada vez. É o
maior evento social e político da Tecnocracia.

Cada uma das Convenções detalha seus planos e


progressos, falando a partir de seu próprio
linguajar complexo de estatísticas e jargões
científicos para moldar as vidas dos outros de
uma maneira que sirva à Tecnocracia. Através de
negociações complicadas, as Convenções
separadas entram todas em acordo sobre quais
passos unificados devem ser tomados para
assegurar que o reino da Tecnocracia nunca
termine.

Estas reuniões antes eram realizadas sem


incidentes, mas nos últimos anos recentes elas
têm sido acossadas por ataques de membros
mais jovens das Tradições. Pouco dano foi
infligido, mas status considerável foi concedido
aos invasores vitoriosos. Apesar destes
aparentes sucessos, alguns magos sentem que o
Simpósio não é nada além de uma farsa para
atrair outros magos para fora dos esconderijos.

do computador moderno.

O quê você viu lá? selvagem de mágika. Seus objetivos estão além
Vi os santos e seus brinquedos. da compreensão de indivíduos racionais. Os
O quê você viu lá? Maraus são a insanidade encarnada, e, assim, são
Vi o conhecimento deles destruído. a antítese da Tecnocracia. Na verdade, suas
escapadas são tão atemorizantes que eles quase
– Joy Division [Divisão da Curtição], “Wilderness
justificam um pouco da rigidez dos Tecnomantes.
[Selvageria]”
Mesmo os piores inimigos da Tecnocracia sabem
Se os Tecnomantes personificam a rigidez que é a fundação estável que previne as maiores
absoluta, então os magos conhecidos apenas atrocidades Marais. O impacto dos Maraus na
como os Maraus são certamente o oposto deles. realidade pode ser tão prejudicial que os magos
Os Maraus mergulharam tão fundo nos sedutores consideram-se compelidos a impedir ou, pelo
mares de caos que perderam o desejo de algum menos, conter as atividades dos Maraus.
dia retornar à realidade.
Infelizmente, as atividades das Tradições
Pelo lado positivo, estes magos conseguiram unir também, ocasionalmente, permitem que os
seus Avatares como ninguém jamais conseguiu. Maraus entrem na realidade da Terra; este é um
Pelo lado negativo, eles fizeram isto à custa de motivo maior pelo qual a Tecnocracia caça os
sua habilidade de compreender e serem magos Tradicionais. Sempre que um mago abre
compreendidos pela humanidade. Como um Portal ou, de qualquer maneira, perfura a
resultado, os Maraus são um grupo temido, Corredor, há uma chance de que um Marau
inumano, de bandidos mágikos que efetuam também possa utilizar o Portal, deslizando na
mudanças imprevisíveis e constantes no frente do mago Tradicional para desaparecer em
ambiente. Comenta-se que os Maraus estejam sob algum lugar ruas abaixo da realidade física.
a influência de outras facções no Telúrio, mas os
Acredita-se que um dos propósitos dos Maraus
magos normais ainda precisam descobrir quem
(considerando que seres tão psicóticos tenham
os controla, ou por quê.
propósitos) é trazer de volta a Idade Mítica – como
Onde quer que os Maraus apareçam, planos se uma vingança. Se isto significa um mundo onde os
desfazem, caos reina, e o tecido causa-e-efeito da humanos interagem diariamente com unicórnios e
realidade começa a se desfiar. Um Marau de dragões, então que seja. Infelizmente, os Maraus
poder apropriado faz isto simplesmente por não são estáveis o suficiente para compreender
virtude de sua presença; os inferiores causam que até mesmo o mito possui suas regras e leis –
estes efeitos de propósito, utilizando uma forma os Maraus querem apenas caos.


Você não vai ser meu amigo, Sr. Criatura do Mal Esses aliados, as Hordas Demoníacas, foram
Sem-Rosto? expulsas da Terra séculos atrás pelo expurgo dos
Tecnomantes, que os exilaram além da barreira
– Frankie Ferret para Sir Real, de Darkwing Duck do Horizonte. Eles agora querem
[Pato Asa-sombria]
desesperadamente entrar de volta. Apenas a
Dos muitos inimigos das Tradições, os Nephandi verdadeira Quintessência da Terra pode dar-lhes
são a força mais vil, maléfica e misteriosa se o poder definitivo, um poder pelo qual eles têm
opondo à Ascensão. Estes magos imensamente luxúria como um vampiro por sangue. As Hordas
poderosos venderam suas almas para as forças Demoníacas têm se sustentado através dos
mais sombrias do universo em troca de maestria séculos devorando as almas de seres humanos, à
suprema da realidade. Ninguém compreende medida que o conteúdo nutricional das almas
seus verdadeiros motivos ou a extensão de seu humanas diminui (um efeito colateral do trabalho
poder. O que é sabido é que seus aliados são dos Tecnomantes), eles não podem mais
temíveis, grotescos e vêm de além das fronteiras aguardar Fora – eles devem atravessar as
do mundo conhecido. barreiras.
Para esse fim, os Demônios tentam e pervertem
os magos para o lado deles com promessas de
grande poder e até de divindade. Eles assinam
barganhas contratuais, prometendo a um mago
prospectivo poder absoluto – em troca de sua
alma. Aqueles que assinam a barganha se tornam
Nephandi, os generais das legiões das trevas.

Enumerados entre os servos dos Nephandi estão


os astutos e traiçoeiros Demônios do Inferno, e os
corruptos Ofensores86cx da Umbra. Além disso,
pouco se conhece sobre os misteriosos Nephandi
e das forças que estão a postos para eles.
Rumores contam de Nephandi que entalharam
Reinos inteiros para si e os governam com punhos
de ferro; outros sussurros falam de magos
Oradores do Sonho corruptos que se uniram às
fileiras da escuridão e dirigem as forças de
Entropia.

Os Nephandi também usam agentes humanos (ou


ex-humanos). Estes são chamados de fomori, e
embora ganhem poderes sobrenaturais de seus
mestres malignos, os fomori são marcados por
deformidades físicas e mentais – sinais exteriores
de uma corrupção mais terrível. Os menos
deformados se escondem dentro da sociedade,
promovendo a influência dos Nephandi ao
seduzirem outros mortais. Os altamente
deformados se escondem nos lugares sombrios
do mundo, aguardando por uma chance de
abrirem uma trilha aos mundos inferiorescxi, onde
seus mestres aguardam por uma chance de
invadir a realidade de Gaia.

86
De bane, origem no PIE em *gwhen-, que
originou no português “ofensa”, sentido original
de “causa de ruína ou destruição”. Como
“ofensa”, também significará “veneno”.

Engajados finitos jogam dentro de limites; de vida. A música rock foi criação deles e
engajados infinitos jogam com os limites. ainda é sua paixão. Em sua busca, eles
dominaram a Esfera de Tempo, para lhes
– James P. Carse, Jogos Finitos e Infinitos permitir escapar melhor do mundo físico.
Uma Tradição é uma maneira na qual um mago • Oradores do Sonho –
externamente manifesta seu trabalho de magia – Continuando a mais antiga tradição de
desde as bonecas e plumas do vodu à meditação mágika na terra, os Oradores do Sonho
e disciplinas dos filósofos Orientais. Os são xamãs de mistério e potência
procedimentos e as ferramentas da Tradição são consideráveis. Eles sãos os mestres da
requeridos para cada efeito mágiko que o mago Esfera do Espírito, e usam seus poderes
deseje na realidade. para conversar com os grandes espíritos
e, portanto, conjeturar os segredos da
Com os anos, a maioria das Tradições tem realidade.
atingido identidades próprias, fora das culturas • Euthanatos –
de onde surgiram. As Tradições são as unidades Mal-compreendidos e desconfiados pelas
sociais primárias dos magos. Cada Tradição outras Tradições, o Euthanatos é
determina os costumes aos quais seus membros considerado pouco mais do que um culto
aderem e recruta novos iniciados ao seu corpo. de morte.
De fato, uma Tradição, às vezes, se vê como a Seus membros usam seu domínio da
guardiã da cultura de onde se originou, Esfera de Entropia para matar e
especialmente se ela permanece na mesma desestabilizar.
localização geográfica e recruta novos • Ordem de Hermes -
aprendizes apenas a partir daquela comunidade. Antes os mestres orgulhosos da realidade,
os membros da Ordem de Hermes tem
Nove Tradições de magos atualmente operam no decaído muito desde a Idade Média.
mundo. Elas são: Praticando a mágika do ritual e do cálculo,
eles rigorosamente buscam o poder
• Irmandade Akáshica -
definitivo. Para este fim eles dominaram a
Estes artistas marciais monásticos tratam
Esfera de Forças, que lhes concede poder
a mágika como um produto de sua luz
sobre a essência do universo.
interior. Eles exploram a Esfera da Mente
• Filhos do Éter -
para conjeturar porque o corpo e a alma
Muitos acreditam que os bizarros Filhos do
nunca podem ser unidos. Embora um tanto
Éter sejam ramificações dos famigerados
desapegados das questões mortais, estes
Tecnomantes. Parasitas que se alimentam
ascetas estão se tornando cada vez mais
das idéias que os Tecnomantes
envolvidos na Guerra da Ascensão à
descartam, estes cientistas loucos
medida que vêem a Tecnocracia
buscam criar uma ciência que se adapte à
destruindo as chances da humanidade de
vontade da humanidade ao invés de
uma iluminação verdadeira.
oprimi-la. Eles são os mestres da Esfera
• Coro Celestial -
de Matéria, lhes concedendo grande
Embora tenha perdido influência
controle sobre a realidade física.
considerável em anos recentes, o Coro
• Verbena -
ainda mantém seu princípio básico – de
Esta Tradição antiga está preocupada
que o Grande Uno é a única fonte
principalmente com a substância e o
verdadeira e o destino verdadeiro da
poder da vida, e é fascinada pelos
Ascensão. Seus membros vivem dentro
constituintes primários da vida, tais como
dos labirintos de catedrais antigas,
sangue e outras biles corporais. Seus
buscando compreender a Esfera de
membros se especializam na Esfera de
Primórdio, a fonte da criação.
Vida, conforme estudam como a vida
• Culto de Êxtase –
mortal cresce a partir de um mundo sem-
Amantes da música, dança e arte, estes
vida.
magos praticam a mágika como um modo
• Adeptos Virtuais - • Aprendiz: Magos que ainda estão em
Embora membros parciais da treino e não foram iniciados são
Tecnocracia, os Adeptos foram aceitos conhecidos como aprendizes. Eles podem
pelas outras Tradições. Eles são os permanecer assim até por uma década,
mestres da Esfera de Correspondência, embora isso seja raro.
personificada pela sua rede de • Discípulo: Um mago de status pleno que
computador de ciber-realidade. foi aceito numa Tradição.
Trabalhando através dessa rede • Adepto: Um mago que atingiu Nível Quatro
crescente, eles vêem a tecnologia como numa Esfera – qualquer Esfera – é
uma maneira de quebrar os limites da conhecido como um Adepto e é
realidade. considerado honrado entre seus pares. É
irônico que as Tradições, como as
 Convenções que odeiam, recompensem o
Todo o ponto imóvel de destruição foco ao invés da amplitude – um mago que
No centro da fúria obtenha Nível Quatro em uma única Esfera
Todos os anjos todos os diabos é considerado superior àquele que tenha
Tudo ao nosso redor você não consegue ver. obtido Nível Quatro em meia dúzia.
– Sting, “Love Is the Seventh Wave [Amor É a • Mestre: Um mago que tenha atingido o
Sétima Onda]” quinto nível de uma Esfera atinge o status
exaltado de Mestre.
Magos das Tradições estão numa posição não- • Oráculo: O mais antigo e respeitado dos
invejável apesar de todo poder que manipulam. magos, esses grandes tutores dominaram
Eles estão tentando sobreviver contra inimigos os estratos superiores das Esferas.
mais poderosos do que eles. Eles se dedicam a
um objetivo que pode nem existir. Eles agem em 
favor de pessoas que ajudam a Tecnocracia com Mente livre, alma livre
cada suspiro que dão. Ainda assim, os magos são É tempo de liberação para fluir
pessoas de grande vontade e confiança. Eles Mente livre, alma livre
podem dar voz às preocupações e inquietações É tempo de deixar seu futuro se desenrolar.
em seus momentos silenciosos a sós, mas em
– The B52’s, “Bad Influence [Má Influência]”
geral eles não duvidam de sua missão.
A motivação primária de todos os magos
Quando um Adormecido se torna um mago, ele
verdadeiros é a busca pela Ascensão.
deve lidar com um grande número de fatos da
vida que previamente estavam invisíveis para ele. Ascensão se refere ao objetivo de se aperfeiçoar
Discutidos daqui em diante estão os mais a realidade e portanto permiti-la que ela atinja ou
importantes destes elementos – as coisas que recupere seu potencial. Contudo, cada mago
ocupam as vidas cotidianas dos magos do Mundo possui uma visão única do que é a Ascensão, e as
de Escuridão. visões dos magos geralmente entram em conflito.
A maioria concorda que deve haver um equilíbrio

entre as forças da estase e da mudança, também
As várias posições entre as Tradições são
referidas como os elementos estáticos e
baseadas puramente no conhecimento e na
dinâmicos da realidade. Os Tecnomantes negam
sabedoria, ou falta disso. O status mais elevado é
que a estase pode se tornar forte demais, e os
reservado aos Oráculos, que epitomam87 a busca
Maraus não enxergam limites para a dinâmica em
pela Ascensão. Em contraste, os excluídoscxii
constante mudança. Os Nephandi buscam unir a
Órfãos recebem o menos status.
estase e a mudança no oblívio total.
• Órfão: Magos sem Tradição, que não
tiveram Mentor e aprendem sozinhos os
mistérios, são conhecidos como Órfãos. 87
resumem
Órfãos são desdenhados por aqueles das 88
Aqui no sentido de busca fechando-se as
Tradições e são considerados sem honra. possibilidades por eliminação. No inglês search,
do PIE *sker- (dobrar, virar), que origina no
português “cercar”.
As Tradições controlam o terreno do meio. Eles que as Tradições são as únicas que possuem
são o ponto focal entre todas as facções. Eles compaixão verdadeira pelos seus irmãos não-
reconhecem uma forte necessidade de Vígeis.
desenvolvimento e crescimento pessoal, mas
também reconhecem a necessidade de orientar 
toda a humanidade rumo à Ascensão. A menos Magos comumente operam juntos em grupos
que toda a humanidade se torne iluminada, a compactos conhecidos como cabalas. Uma
realidade em si não seguirá adiante. Então as cabala é um agrupamento puramente social. Na
Tradições buscam tanto perfeição pessoal e um verdade, cabalas de magos inexperientes não
mundo perfeito. Cada Tradição possui sua própria necessariamente terão sequer um quartel-
ideologia com relação a como tal Ascensão pode general, ao invés disso, elas realizam encontros
ser atingida melhor, mas as Tradições como um clandestinos em armazéns abandonados, nas
todo concordam que a realidade está atualmente salas dos fundos de livrarias ou de clubes
em risco se for permitido que a Tecnocracia noturnos, túneis de vapor esquecidos,
continue sem controle. catacumbas debaixo de igrejas, laboratórios,
bibliotecas ou becos. Membros de cabala são
Desse modo, enquanto os magos geralmente geralmente contatados secretamente e recebem
discutem a Ascensão, o tempo para debate instruções codificadas complexas para o horário
passou. As Tradições percebem que a Ascensão e local da reunião. Cabalas jovens nunca são
passou de um ideal elevado a um objetivo bem cuidadosas demais quando se trata de evitar o
real pelo qual elas devem lutar. Elas estão se Pogrom.
colocando à altura do desafio.
No passado, as cabalas eram subgrupos bem
 homogêneos dentro de uma dada Tradição, mas
Somos os normais hoje, magos de Tradições disparatadas
Vivemos e morremos geralmente se agrupam, criando grupos ainda
Sem motivo algum. mais versáteis. Estes grupos mistos se tornaram
a vanguarda da oposição das Tradições à
– Goo Goo Dolls, “We are the Normal [Somos os
Tecnocracia. Tais grupos mistos ainda são
Normais]”
predominantemente pequenos em membros e
As Tradições vêem os Adormecidos como com recursos baixos. A Tradição ainda é a
componentes integrais da Ascensão. Mesmo os estrutura maior da coesão política e da obrigação
magos que acreditam que apenas os Vígeis social.
verdadeiramente atingirão a Ascensão ainda
Infelizmente, algumas dessas cabalas mistas se
reconhecem o fato de que eles não podem atingir
tornaram pontos em comum para magos
seu objetivo sem usar os humanos. A Humanidade
insatisfeitos com suas Tradições. Estes grupos
é o vaso89 no qual os magos navegam. Eles
zombam dos ensinamentos de suas respectivas
adaptam esse vaso a suas necessidades – e
Tradições, e, ao invés disso, se tornam curingas
algumas vezes nadam longe dele em suas
violentos e ambiciosos na Guerra da Ascensão. A
explorações – mas eles não conseguiriam atingir
maioria dos magos se refere a esses mercenários
seus destinos desejados sem ele. A realidade da
mágikos como Derrogados. Incapazes de
Terra é a base natal, e as almas humanas são,
compartilhar os recursos de qualquer facção de
muito possivelmente, as peças centrais do
magos, os Derrogados venderão seus serviços ao
Telúrio.
lance mais alto. Eles são mestres de guerrilha
Isso coloca as Tradições numa posição difícil. mágika e espionagem, operando em cabalas
Eles devem proteger e nutrir a humanidade que fortemente unidas e sem servir a nenhum mestre,
ficou cega pela propaganda da Tecnocracia. As mesmo aos Nephandi.
Tradições devem tirar a humanidade à força do
controle sufocante dos Tecnomantes enquanto ao
mesmo tempo os protegem dos Maraus e dos
Nephandi. De todas as facções de magos, parece

89
8 Rubrica: termo de marinha. Estatística:
pouco usado. m.q. navio
 Naturalmente, o membramentocxiii90 tem seu
Uma caverna sagrada para chamar de minha preço. Cada Chantria possui uma lista de
Uma escuridão adequada para servir de pele aos Convenentes91cxiv, ou leis, que governam como a
meus ossos. Chantria deve ser regida. Estes Convenentes são
criadas pela cabala que estabeleceu primeiro a
– The Jack Rubies, “Falling [Caindo]” Chantria, e, portanto as regras geralmente
favorecem a velha guarda. Novas cabalas
Cabalas altamente bem-sucedidas que evadem ao
normalmente teriam de gastar um grande período
Pogrom tempo suficiente para reunir recursos
de tempo realizando serviços para a cabala mais
geralmente estabelecem uma Chantria, ou
antiga que estabeleceu a Chantria antes que os
procuram se juntar a uma existente. Uma Chantria
novos membros vejam quaisquer dos recursos da
serve como um quartel-general permanente para
Chantria utilizados em seu favor. Convenentes de
a cabala; ela pode ser qualquer coisa desde uma
Chantrias criaram, portanto, um sistema de
choça na mata a uma rede de trabalho de sítios
distinção social entre seus vários membros.
ligados a um Reino Horizonte.

Embora qualquer prédio ou local possa servir
A maioria das Chantrias Tradicionais reconhece
como Chantria, poucas cabalas se importarão em
certos títulos entre seus membros.
estabelecer uma Chantria a menos que seja no
lugar de um Nodo místico. Ao estabelecer uma • Pedagogo: Alguns colégios de Chantrias
Chantria num Nodo, a cabala reclama o lugar e o produzem ensinadorescxv que se tornariam
fornecimento de Quintessência encontrado lá. tão renomados dentro da sociedade de
Eventualmente, a maioria das cabalas usa o poder magos que são chamados de Pedagogos.
de seu Nodo para criar um Reino Horizonte na Estes tutores são tão instrumentais ao
Umbra Próxima de Gaia. Tal Reino dá à cabala um sucesso de suas Chantrias que
lugar de relativa segurança contra o alcance da inevitavelmente se tornam os regentes da
Tecnocracia, e livra seus membros dos confins da Chantria seja através de influência ou de
realidade da Terra. Em seu Reino Horizonte, os controle direto. Com mais freqüência do
magos podem praticar magia sem interferência. O que o normal, estes Pedagogos abusam
Nodo também permite à cabala criar um Portal de seu poder, regendo a Chantria com
permanente conectando o Reino Horizonte com o uma mão de ferro e descreditando todos
lugar Nodal da Chantria no mundo físico. que ousas discordar deles.
• Diácono: Diáconos são os líderes de uma
Chantrias verdadeiramente poderosas podem
Chantria, e normalmente são os mesmos
possuir Reinos Horizontes que se conectam com
magos que fundaram a Chantria. Diáconos
vários lugares Nodais na realidade física da
normalmente possuem muito poder
Terra. Tal Chantria poderia controlar Nodos em
concedidos a eles pelas Convenentes de
Roma, Constantinopla, na Cidade de Nova Iorque,
sua Chantria. Eles geralmente possuem a
e numa caverna no Grand Canyon. Cada lugar
autoridade de distribuir o fornecimento de
Nodal possui um portal conectado a um único
Quintessência da Chantria. Se a Chantria
Reino Horizonte na Umbra Próxima, e cada Nodo
também é um colégio, os Diáconos
alimenta a Quintessência do Reino Horizonte para
sustentá-lo. 90
substantivo feminino ato ou efeito de associar(-
se) 1 agrupamento permanente de pessoas com
Contudo, lugares de Nodais são difíceis de
objetivos que não sejam esp. de ordem
encontrar. Localizar um Nodo requer uma busca patrimonial; grupo de indivíduos que se unem
extensiva na Umbra Próxima pelas linhas de luco para uma finalidade específica e se mantêm
que se intertecem num Nodo. Isso força muitas coesos graças a procedimentos, rotinas e tb.
cabalas a se unirem às fileiras de uma Chantria sanções que aceitam e aprovam de forma
consciente e racional; entidade que congrega
estabelecida para compartilhar seus recursos.
pessoas que têm interesses comuns Ex.: <m.
Chantrias Poderosas podem possuir até uma atlético de uma empresa> <m. de condôminos>
dúzia de diferentes cabalas como membros. <m. de moradores de um bairro>
91
adjetivo de dois gêneros Diacronismo:
antigo.que faz convênio, convenção, ajuste;
contratante
geralmente possuem a palavra final no tais magos, então os Errantes vagam
currículo e na admissão de estudantes. sozinhos, caçando seus inimigos.
• Companheiro: Membros de uma Chantria • Derrogados: Escarnecidos como os mais
que não são Diáconos são conhecidos violentos, desonrados e gananciosos
como Companheiros. Membros de cabalas magos que se podem encontrar, estes
que se tiveram sucesso em se juntar a mercenários vendem seus serviços
uma Chantria geralmente se tornarão sangrentos pela oferta mais alta. Embora
Companheiros da Chantria. Derrogados sejam nominalmente das
cxvi
Companheirismo garante aos magos o Tradições, eles ficaram conhecidos por
uso das facilidades92 da Chantria, acesso servirem aos Tecnomantes e até aos
ao seu Reino Horizonte, e algum acesso à Nephandi. Derrogados são proficientes
sua Quintessência. com a magia de guerra e espionagem, e
• Sentinela: A maioria das Chantrias possui geralmente operam sozinhos ou em
magos guardiões que protegem os lugares cabalas muito unidas não ligadas a
Nodais na Terra. Estes guardiões são Chantria ou Nodo algum.
chamados de Sentinelas, e seu dever é

proteger os portais que levam ao Reino
Horizonte da Chantria. Sentinelas estão Há muitos tipos de Chantrias, estabelecidas por
organizadas em cabalas associadas com a uma variedade de razões por uma variedade de
Chantria, mas eles mesmos normalmente magos. Chantrias são organizações indígenas às
não são membros. Chantrias normalmente Tradições, embora outras facções possuam
enviam Sentinelas para realizarem uma instituições similares. Descritos abaixo estão
variedade de missões terrenas. Tais alguns dos tipos de Chantrias que existem no
missões incluem a coleta de tuição93 Mundo de Escuridão.
vencida para uma Chantria colégio, Chantrias Ancestrais: Algumas Chantrias são
enviados a outras Chantrias, e até Tradições-específicas, bolsões de cultura
partidos de guerracxvii94 completos. homogênea que mantêm a Tradição viva. Desde
Também é dever das Sentinelas manter o sua incepção97, elas têm funcionado como
secretismo dos lugares Nodais da centros políticos e sociais para suas Tradições.
Chantria, para que os Tecnomantes não Visto que muitas das Tradições estão por aí há
descubram a existência da Chantria. séculos, tais Chantrias são conhecidas como
• Errante: Errantes são magos cujas Chantrias Ancestrais. A maioria está
Chantrias foram destruídas ou tomadas, e envelhecendo e estagnando, mas elas são
cujas cabalas foram eliminadas, incrivelmente poderosas. Chantrias Ancestrais
normalmente através do Pogrom da tendem a serem localizadas nas paisagens
Tecnocracia. Estes magos perderam tudo místicas mais remotas e mais desejáveis do
que significava algo para eles – tudo pelo mundo, desde o Platô Tibetano ao coração de
que sempre trabalharam ou consideravam Roma.
querido. Jogados no mundo mundano com
poucos amigos e muitos inimigos, os Chantrias Agachas98: Este é um apelido
Errantes são conhecidos como os desagradável para qualquer Chantria que não
precursorescxviii95 do sofrimento, pois onde repouse sobre um Nodo. Cabalas iniciantes que
quer que vão eles trazem seus inimigos não conseguem encontrar seus próprios Nodos e
consigo. Além do mais, a maioria dos se recusam a viver sob as regras de uma Chantria
Errantes jurou vingança contra seus estabelecida formam suas próprias Chantrias a
inimigos, e usarão qualquer um e farão partir de qualquer construção, caverna, grotas,
qualquer coisa para atingi-la. Poucas etc. que preencham suas necessidades.
Chantrias ou cabalas ousam aburgarcxix96

92 97
instalações Princípio, início
93 98
custo da instrução, mensalidade. De agacho, neologismo pejorativo invasor de
94
Grupos ou bandos de guerra. terras que não lhe pertencem legalmente, sem-
95
aquele que proclama, que anuncia; arauto teto. Da posição de “agachado” para defecar com
96
Abrigar, dar refúgio numa cidadela, fortaleza. os joelhos dobrados ao ar livre.
A Rede: De algumas maneiras, a Rede é como rota fácil para a Terra. Esta é outra razão para a
uma Chantria Ancestral visto que ela é regida Tecnocracia desejar controlar todos os Nodos na
apenas por uma Tradição, os Adeptos Virtuais. Terra.
Contudo, a Rede dificilmente é uma Chantria
tradicional. Dizem que seu Reino Horizonte, se é 
que existe, é uma realidade virtual Embora cada Tradição use seu próprio título para
computadorizada. Adeptos Virtuais que possuem descrever um humano que tenha tido seu Avatar
acesso à Rede são capazes de entrar nela sem o Avigilado, o processo de tal aprendizado é
uso de um Portal Nodal. A Rede é um fenômeno compartilhado por todas as Tradições. Magos que
recente e poucos magos sequer sabem de sua aceitam aprendizes são chamados de Mentores.
existência. Eles ganham muito respeito entre os magos se
obtiverem sucesso em Avigilar um Dormidor,
Chantrias Tecnomantes: A Tecnocracia possui especialmente se o aprendiz seguir em frente
suas próprias instituições, que são, de muitas para se tornar um mago notável.
maneiras, similares às Chantrias. Estas são
primariamente fortes onde os Tecnomantes Cada Tradição seleciona seus aprendizes de
conduzem pesquisas científicas, mas algumas maneiras diferentes de diferentes grupos
delas se ligam sim a outros Reinos através de culturais. Um aprendiz é assinalado a um ou mais
Portais. Por exemplo, as Chantrias da Iteração X Mentores que começam a ensinar ao estudante os
geralmente se conectam ao Reino máquina da fundamentos do conhecimento mágiko. Quando
Convenção, Autoctonia. um aprendiz for considerado pronto (isto pode
levar 10 anos ou mais), ele é levado para a
 iniciação de sua Tradição, que Avigila o Avatar do
A vida numa Chantria antes eximia um mago do aprendiz. Depois disso, o Dormidor se tornou um
Pogrom, mas não mais. O conflito na Terra se mago.
espalhou às Chantrias e as engolfou. Visto que os
Tecnomantes raramente se aventuram na Umbra 
Próxima, eles têm dificuldade em identificar onde Por toda a história, magos têm reunido seus
estão os Nodos na superfície da Terra. Portanto, a Acólitos. Estes Acólitos são os guardas, os
Tecnocracia descobre Nodos encontrando as advertidores99, os assistentes, aqueles que
Chantrias das Tradições, ou as cervizes dos mantêm recuadas as trevas enquanto o mago
Garou, e tomando-os. Isto força os magos a canaliza o poder e o envia queimando para dentro
guardar zelosamente as localizações dos locais da noite. Acólitos são humanos mundanos que
terrenos de suas Chantrias. Se uma Chantria é servem especificamente a um mago, cabala ou a
descoberta, um enxame de NA Miras e Homens uma Tradição inteira. Raramente os Acólitos
Em Preto chegarão em pouco tempo. compreendem plenamente a natureza verdadeira
de seus mestres, mas eles vislumbram o
As coisas só vão de mal a pior quando os magos suficiente para perceber que as coisas não são
recuam para seus Reinos Horizontes. completamente normais. Aprendizes geralmente
Posicionados no Horizonte, os magos são alvos são recrutados a partir de um grupo de Acólitos.
ideais para tanto Maraus da Umbra Próxima e
para os Nephandi da Umbra Profunda. Além Acólitos podem ser qualquer tipo de pessoa. Eles
disso, Reinos Horizontes são fontes idéias de são vagabundos, corretores da bolsa, policiais,
Quintessência, especialmente para os Nephandi e prostitutas, secretárias, donos de loja, e pessoas
para os Maraus, que acham difícil invadir a ordinárias que possuem um pedaço de algo puro
realidade física da Terra para roubar a dentro deles. Talvez a velha que limpe sua casa
Quintessência diretamente. possua introspecções secretas sobre seu
passado? Talvez o homem que anota seu pedido
Reinos Horizontes são artificiais e precisam de de comida rápida sonha um pouco mais
suprimentos constantes de Quintessência para vividamente do que a maioria? Talvez a leitora da
existir. Eles recebem essa Quintessência através sorte que você encontra no caminho para o
de Portais que os conectam aos seus Nodos na trabalho todos os dias realmente recebe flashes
Terra. Ao invadirem um Reino Horizonte, os do futuro de tempos em tempos? Talvez o artista
Maraus e os Nephandi não apenas conseguem um
suprimento de Quintessência, mas também uma 99
Aqueles que aconselham, advertem.
que você adora tanto possa estar utilizando o podem acontecer dependendo do humor, poder e
poder de seu Avatar para trabalhar um tipo de status daqueles ofendidos. O mago ofensivo pode
magia especial pela arte? Embora os Acólitos ser marginalizado. Notícias da violação do mago
sejam Dormidores cujos Avatares ainda não se espalharam rapidamente, e muitos magos se
Avigilaram, sua magia interior geralmente se recusarão a ensinar o ofensor. Chantrias inteiras
manifesta de uma maneira ou de outra. podem recusar se associar com magos culpados
de quebrarem os Protocolos.
Magos precisam de seus Acólitos, porque os
Acólitos são as linhas vitais100 do mago com o Este sistema informal de justiça é geralmente
mundo real. Magos geralmente não têm tempo eficaz. Ocasionalmente, medidas mais drásticas
para lidar com os detalhes mundanos da devem ser tomadas contra ofensores mais sérios
existência, e, desse modo, geralmente ignoram as e descrentes habituais. Neste caso, a própria
maquinações da Tecnocracia. Acólitos que Tradição de um mago chamará um Tribunal
podem passar despercebido pelos salões dos contra ele.
Tecnomantes, servindo como olhos e ouvidos de
um mago em lugares que ele nunca poderia ir. 
Acólitos agem como os contatos de rua de um Um Tribunal é uma reunião onde os magos
mago, fornecem uma fonte de influência sobre a discutem questões importantes para todos os
sociedade, e até fornecem recursos para membros de uma Tradição. Em tempos recentes,
equipamentos e suprimentos. alguns Tribunais receberam magos de todas as
nove Tradições. Um Tribunal pode ser chamado a
 qualquer momento, mas é normalmente realizado
A sociedade das Tradições não é altamente durante tempos de tumulto, tais como quando um
estruturada, muito menos hierárquica; contudo, Protocolo foi quebrado. Apenas magos que
há alguns costumes que se espera que todos os Mestraram uma Esfera possuem respeito
magos sigam. Estes antigos tabus e expectativas suficiente entre seus pares para chamar um
sociais são conhecidas como Protocolos. Eles são Tribunal.
regras de comportamento simples ensinadas a
Tribunais Tradicionais são realizados em uma das
todos os aprendizes. Cada Tradição interpreta os
Chantrias Ancestrais da Tradição. Tribunais Inter-
Protocolos de maneira levemente diferente, mas a
Tradicionais são realizados em locais
maioria das máximas é considerada verdade por
mutuamente acessíveis. O mago que chama o
todos.
Tribunal o organiza, mas, na verdade, outros
Geralmente os Protocolos revolvem ao redor de Mestres conduzem o Tribunal.
se comportar com honra. Alguns dos Protocolos
Julgamentos são geralmente realizados em
mais comuns e bem-conhecidos são descritos
Tribunais, e punições formais são distribuídas
abaixo:
àqueles que são considerados culpados. Embora
• Respeite aqueles de maior conhecimento. o réu nesses julgamentos sejam geralmente um
• Um débito com um tutor deve ser pago. mago que tenha quebrado um Protocolo,
• A palavra de um mago é sua honra; nunca julgamentos também podem ser chamados para
quebre um voto jurado. julgar outras criaturas tais como espíritos, magos
• A vontade de um Oráculo deve ser sempre deserdando de outras facções ou até Acólitos.
obedecida. Punições variam das simples e polidas às
• Não traia sua cabala ou Chantria. imperdoáveis e rígidas. Exemplos de punições
• Não conspire com a Tecnocracia ou estão listados abaixo:
outros inimigos da Ascensão.
• Proteja os Dormidores; eles são • Censura: O mago é formalmente
ignorantes sobre o que fazem. marginalizado. Um mago censurado está
num tipo de probatório por um período
Um mago que quebre um Protocolo é repreendido indefinido, e devem geralmente seguir um
e alertado sobre o que se espera dele. Se ele conjunto de instruções estritas e precisas
continuar a violar o Protocolo, inúmeras coisas ou sofrer mais punições. Estas ordens
variam amplamente, mas geralmente
100
incluem restrições de viagem e
No sentido de “contato com a vida”.
associações com os outros, assim como Magos operam numa sociedade baseada ao redor
requerimentos para serviços. de um respeito por educação e um profundo amor
• Ostracismo: O mago é formalmente tornado pelo conhecimento. A busca pela Ascensão é, em
um ulteriorado101, e ninguém que seja das muitos aspectos, um cerco pela verdade e pela
Tradições tem permissão de se associar sabedoria. A procura de Maestria sobre as
com ele de maneira alguma. Ele está Esferas certamente deriva de um desejo pelo
completamente exilado por um período conhecimento. Até a Guerra da Ascensão é
variando de um mês ao resto de sua vida. travada sobre uma diferença em filosofias. Este
Aqueles que ousam se associar com o amor pelo saber emerge da própria fonte do ser
ulteriorado correm o risco de serem dos magos.
censurados ou pior.
• Brandir: Mestres da Esfera de Espírito são 
capazes de colocar um “sígil102” sobre o Ensino é a coisa mais próxima a uma instituição
Avatar de um mago. Estes sígeis marcam sagrada que os magos possuem. No entanto, a
um mago para sempre como um ofensor relação entre estudante e ensinador é a base de
de um Protocolo em particular. muitas lendas e histórias antigas. Ensinadores
• Morte: Magos, especialmente aqueles da podem ser tanto benevolentes quanto
Tradição Euthanatos, não brincam com manipuladores, e alguns utilizam mal sua
aqueles que consistentemente quebram autoridade e posição. A maioria dos conflitos
as regras. Magos que retardam a entre os magos é iniciada por tutores respeitados
Ascensão são mortos para que seus que ensinam os modos da guerra.
espíritos Avatares possam se reciclar em
novas crianças ainda não-nascidas. O dom Tutores rivalizam um com os outros por respeito,
do Avatar Avigilado deve ser reservado e respeito é normalmente medido em termos do
para aqueles que manuseiem o poder número e da qualidade dos estudantes que um
honrosamente. tutor atrai. Competição é feroz pelos estudantes
• Gilgul: Gilgul, a destruição deliberada de mais brilhantes, pois suas realizações refletem
um Avatar (veja Capítulo Oito), é a forma sobre seus ensinadores. Além disso, um
de punição mais extrema conhecida pelos ensinador também pode aprender com
magos. É apenas realizada quando o
estudantes brilhantes, energéticos e curiosos.
Tribunal tem razão para acreditar que o
Contudo, a maioria dos tutores está ocupada
próprio Avatar de um mago se tornou
demais para ensinar todos aqueles que desejam
poluído ou distorcido. Um Oráculo visita o
aprender com eles, então eles separam e
Tribunal para decretar a punição,
arrancando o Avatar do mago culpado escolhem. Para ser aceito por um bom tutor um
dele e destruindo totalmente o espírito. O estudante deve convencer o ensinador que ele
mago é deixado fisicamente intocado, mas está entre os melhores e mais brilhantes jovens
sua habilidade de trabalhar magia está magos.
perdida para sempre.

 Magos de filosofias similares algumas vezes
… a leitura ao acaso de um livro ou de um formam colégios, normalmente inspirados pelos
parágrafo num jornal, pode iniciar um homem ensinamentos de um tutor em particular. Colégios
numa nova trilha e fazê-lo renunciar suas apóiam, defendem e propagam uma filosofia em
associações antigas e buscar novas que estão em particular. Muitos são clubes inócuos de
simpatia com seu novo ideal; e o resultado para entusiastas com idéias parecidas; outros são
esse homem, pode ser uma mudança completa de Chantrias enormes que pregam um dogma
seu modo de vida. específico e realizam aulas com códigos
militaristas.
- Samuel Clemens, What is a Man? [O Que é um
Homem?] Um exemplo de um colégio é a Ordem da Luz
Calcinantecxx, que está afiliada com o Coro
Celestial e com a Ordem de Hermes (uma das
poucas áreas duradouras de cooperação entre
101 estas duas Tradições). Liderada por um antigo
Aqui no sentido de excluído
102
Selo, carimbo, marca. tutor chamado Abelard, a Ordem se dedica a
integrar as Esferas de Primórdio e de Forças. A engradado de vidraria veneziana ou um Rolls-
Ordem realiza reuniões secretas em Parir Royce Silver Cloud103.
regularmente. Estas reuniões são excelentes
fontes de informação sobre tutores potenciais, Alguns tutores requerem que seus estudantes
particularmente aqueles no Coro ou na Ordem. sejam de uma Tradição específica, ou que
possuam valores ou morais específicas. Estes
 tutores geralmente realizam buscas exaustivas de
O primeiro tutor de um mago, seu Mentor, possui antecedentes, investigações e outras técnicas de
um efeito profundo no resto da vida do mago. Um coleta-de-informações para determinar se alguém
bom Mentor pode ser uma influência positiva, deveria ser ensinado.
enquanto que um Mentor ruim causará uma
infinidade de problemas a um mago. Um mago 
instruído por um Mentor pobre pode realmente ter Em décadas recentes, um novo fenômeno surgiu
que desaprender parte de uma Esfera antes de no mundo Punk-Gótico. Dormidores têm nascido
poder aprendê-la adequadamente. No entanto, com o dote de trabalhar magia já Avigilado. Estes
visto que um estudante deve o fato de seu Avigilar “magos espontâneos” são chamados de Órfãos
ao seu Mentor, ele sempre estará em débito. pelos seus irmãos educados. Alguns magos vêem
Apenas os Mentores mais distorcidos e cruéis não os Órfãos como precursores de uma nova crise,
recebem este tipo de reverência. Geralmente um embora outros vejam a presença deles como um
Mentor auxiliará seu ex-aprendiz quando nenhum augúrio de Ascensão iminente.
outro refúgio lhe oferecer abrigo.
Órfãos não precisam de Mentores magos para
Muitos magos permanecem em contato íntimo iniciá-los, e seus Avatares não são considerados
com seus Mentores, e realmente procuram espíritos reciclados dos Puros. Órfãos não
promover os planos e idéias dos Mentores aderem às Tradições culturais, nem sentem a
originais. Eles geralmente se envolvem com influência de espíritos ancestrais dentro deles –
assuntos sociais e políticos de seus Mentores, e eles trabalham magia por intuição e inspiração
podem ser solicitados a prestar assistência de apenas.
tempos em tempos. Mentores, em troca,
Embora a maioria dos Avatares espontaneamente
continuam a fornecer apoio e conselho para seus
Avigilados dos Órfãos são bem fracos
ex-estudantes, e podem ocasionalmente servir
comparados com aqueles de magos normais, há
como tutores.
exceções a essa tendência – certos Órfãos têm
 sido realmente poderosos. No começo, os magos
A educação nunca sai de graça. Geralmente um demonstraram muita hostilidade contra essas
tutor exigirá que um aluno em potencial realize “aberrações”, e embora eles sejam
várias tarefas para ele, tarefas que variam das inevitavelmente trazidos para a comunidade de
servis às impossíveis. magos, uma distinção clara foi traçada entre
magos “verdadeiros” e os bastardos da Terra.
Ainda assim, a oportunidade de aprender com o Com o tempo, esta animosidade geral abriu
tutor força o estudante a fazer qualquer coisa que espaço para uma atitude mais iluminada onde
lhe for solicitado. Isso pode levar a situações cada mago foi considerado individualmente.
embaraçosas, perigosas e terríveis. Missões para Alguns Órfãos provaram ser soldados valorosos
entregar mensagens ou recuperar um tomo na Guerra da Ascensão apesar de suas origens.
perdido são típicas. Tutores, especialmente
aqueles tutores que passam todo seu tempo numa Já que o milieu Punk-gótico é quase uma Tradição
Chantria, geralmente possuem uma perspectiva em si mesmo, uma boa porcentagem de todos os
limitada com relação à praticabilidade de suas Órfãos está imersa em métodos mágikos de um
tarefas: eles podem com a mesma facilidade personagem Punk-Gótico. Órfãos que adotam a
exigir pagamento na forma de um ovo de dragão cultura Punk-Gótica moderna como base para
não-chocado enquanto quanto na forma de um uma Tradição mágika são chamados de

103
Foi o principal carro manufaturado pela Rolls-
Royce de Abril de 1955 a Março de 1966.
Halos104cxxi. Os Halos geralmente não são
reconhecidos como uma Tradição em si, mas os
magos das Tradições estão começando a
enxergar a importância de trazer esses jovens
Órfãos taciturnos para o grupo, para que a
Tecnocracia (ou pior, os Nephandi) os alcance
primeiro.

104
Vazios, ocos.

Feitiços de Einstein, Bohr e Stephen Hawking/ Magos compreendem a tendência humana em
deixem o místico e os quanta se entrelaçarem/ é destruir o que não compreende sem parar para
uma porta espaço-tempo que agora precisa ser verificar a verdade sobre o assunto. Magos são
destrancada/ por equações do tipo mais peculiar. extremamente frustrados pela tendência oposta
em se acreditar em qualquer coisa assentada na
- Len Kaminski, Dr. Strange (Dezembro de 1993) estrutura da ciência. Considere uma história de
jornal na televisão que anuncie uma descoberta
O mago Tradicional de hoje está no ponto de
científica impressionante: a habilidade de
equilíbrio do universo, e, desse modo, são
retrabalhar completamente a estrutura genética
arrasados por todos os lados pela Tecnocracia,
de uma criança não-nascida. Um homem com
pelos Maraus e pelos Nephandi. Estes inimigos
uma máquina complicada operando sobre
perderam, todos eles, o centro e caíram num
princípios “científicos” será aceito sem
extremo, seja ele padrão e estase obsessivos,
perguntas, enquanto que outro homem que
caos e mudança inconstantes, ou a corrupção e
simplesmente agitasse sua mão diante do ventre
destruição catastróficos. Apenas os magos
de uma mulher seria ridicularizado – mesmo se os
Tradicionais podem ter esperança em guiar a
resultados fossem idênticos, e mesmo se o
humanidade rumo à Ascensão harmoniosa.
processo exato de ambos os métodos fosse
Infelizmente, os poderes mágikos da Tradição incompreensível para a pessoa mediana.
foram bem obstruídos pela Tecnocracia. Os
Assim como os camponeses se levantariam
perigos de espíritos Paradoxais e do Pogrom
contra um Filho do Éter chamado Frankenstein
fizeram os magos recuar para o submundo e
quando descobriram suas tentativas “loucas” de
praticar suas artes em segredo. Sobre-uso de
reconstituir a vida, as pessoas não aceitariam
mágika vulgar faz com que os espíritos
muito do que os magos podem fazer. Para a
Paradoxais apareçam e revertam o efeito – e
maioria, a vida de magos consiste de estratégias
depois punam os ofensores. Se qualquer
intencionais e acordos para se evitar realizar
Dormidor descobrir o segredo deles, os
magia vulgar diante de humanos normais. Com o
caçadores da Tecnocracia logo estarão sobre
tempo, essas predileções se tornam quase
eles, prontos para imporem o Pogrom.
automáticas e inconscientes.
Para preservar o secretismo da magia, os magos
Ainda assim, os magos farão qualquer coisa em
desenvolveram tanto hábitos práticos e
nome da Guerra da Ascensão, enquanto lutam
disciplinas místicas para ocultar a natureza da
para reconstruir o Primórdio a partir de
magia, e até certo ponto, a de seus praticantes.
remanescentes lamentáveis e das pistas
Por esta razão, a magia coincidente possui
disponíveis.
grande respeito entre os magos.

O mundo é complexo demais para ser subordinado a qualquer teoria geral de mudança.

- Stephen Jay Gould, Viva o Brontossauro106

Em Mago, Traços são a base de um personagem – eles descrevem, conjuram e pinaram107 quem e o quê um
personagem realmente é. Eles permitem que você detalhe as forças e fraquezas de seu personagem,
permitem que você traduza o personagem para dentro da realidade da consociação usando dados, e o mais
importante, eles o ajudam a enfocar e compreender seu personagem.

Os Traços de um personagem descrevem apenas os parâmetros gerais de suas habilidades. A essência do


personagem é criada através da interpretação de papéis e da imaginação do jogador. Traços em Mago são
intencionalmente apenas esboçados – pelo menos na parte cheia de números – para que você não se
concentre demais na planilha de personagem. O que é apenas cruamente estabelecido durante a criação
de personagem fica encarnado108 durante o jogo. Não olha para seus Traços pensando que você possui um
personagem completo. Seu engajamento de rol109 criará seu personagem.

Tradições

O homem faz seu mundo, ou é esmagado pelos mundos feitos pelos outros.

- Denning & Philips, The Foundations of High Magick [As Fundações da Alta Magia]

A maioria dos magos do Mundo de Escuridão se organizou em grupo coletivamente chamados de


“Tradições.” Nove dessas Tradições são descritas na consociação, embora haja umas poucas outras, e um
grupo de magos chamados de Halos (não uma Tradição verdadeira) também é apresentado.

Tradições são uma das maiores invenções dos magos. Estes grupos permitem que magos de mentalidade
semelhante e aspirações semelhantes se reúnam e cooperem. Sem as Tradições, demoraria muito mais
tempo para iniciar e ensinar magos potenciais. Muitas inovações dos magos estão ligadas às Tradições e
seriam incapazes de operar sem a estrutura das Tradições. Focos são bons exemplos dessas inovações.

Cada Tradição é descrita no mesmo formato. O formato, e uma descrição da informação contida com cada
item, está como se segue:

Introdução: Uma descrição geral da Tradição e de sua história inicia cada seção.

Filosofia: Esta é uma declaração de como os membros da Tradição vêem a magia, ou como eles sentem a
magia, e como magos e Dormidores se interrelacionam. É a melhor descrição da “personalidade” da
Tradição, embora a filosofia apresentada seja tirada da boca de um membro talvez excessivamente
estereotípico da Tradição.

Organização: Isto descreve o modo como os magos da Tradição organizaram suas fileiras. Algumas
Tradições são muito iconoclastas enquanto que outras possuem métodos rígidos e estabelecidos.

Reuniões: A maioria das Tradições mantém reuniões regulares para todos aqueles que puderem
comparecer. Participação é algumas vezes obrigatória.

Iniciação: Para se tornar um membro oficial da Tradição, um candidato deve passar através de uma
iniciação. Candidatos potenciais para membramento e alguns detalhes da iniciação são apresentados
nesta seção.

105
Mesma origem do inglês trait, ‘característica, costumes, aspectos’
106
Tít. Orig.: Bully for Brontosaurus
107
pin down ‘reconhecer com perfeição’
Chantria: Membros de todas as Tradições estão espalhados por toda a realidade, mas cada Tradição
possui uma Chantria central composta inteiramente de membros da Tradição. Esta seção dá um pouco de
informação sobre essa Chantria.

Acólitos: Os Acólitos de cada Tradição tipicamente representam segmentos específicos da humanidade.


Algumas idéias para os Acólitos de cada Tradição estão listadas aqui.

Esfera: Embora qualquer mago possa usar qualquer Esfera de magia, cada Esfera é tipicamente associada
com a Tradição que a tem utilizado melhor e com a maior variedade. Esta Esfera é listada aqui, e todos os
magos dessa Tradição automaticamente possuem uma pontuação nela.

Focos: Cada Tradição conta com certos itens ou práticas para que a magia usada pelos seus membros seja
eficaz. Por exemplo, um Orador-do-sonho deve possuir uma pena à mão para poder usar magia relacionada
com a Esfera do Espírito.

Conceito: Esta seção lista os exemplos de pessoas típicas que poderiam se unir a certa Tradição. Por
exemplo, um alquimista é um conceito para um tipo de mago da Ordem de Hermes.

Citação: Isto é simplesmente algo que você poderia ouvir um membro estereotípico da Tradição dizer.

108
Detalhado, completo, preenchido
109
‘série de frases, palavras, idéias; uma lista’ por derivação ‘papel interpretado por artistas’,

Embora a Irmandade Akáshica tenha
permanecido essencialmente inalterada por
muitos séculos, suas filosofias tiveram um
impacto tremendo na raça humana. Zen, e
todos seus primos místicos, foram fundados
pela Irmandade Akáshica. A recente
disseminação das filosofias da Irmandade
Akáshica no Ocidente causou muita
preocupação por parte dos Tecnomantes.
Eles vêem que o estilo de vida pacífico,
contemplativo, da Irmandade propõe a
antítese do estilo de vida mecanicista que
eles buscam instilar entre a população do
mundo. Isto certamente não é acidental da
parte da Irmandade Akáshica.

Por mais de 2000 anos a Irmandade


Akáshica tem mantido o mesmo curso. Os
objetivos da Irmandade parecem
geralmente antintelectuais. Isso torna difícil
para muitas pessoas do mundo moderno
aceitar as respostas da Irmandade. Ainda
assim, ninguém que encontre os Grandes
Mestres da Irmandade pode negar a
serenidade e auto-aceitação que
encontram.

O método da Irmandade é mais do que uma


filosofia; é a experiência. A Irmandade
acredita que apenas através da
experimentação o eu mais interior de uma
pessoa pode se tornar iluminado e se obter
um senso da Essência da pessoa. Para
obter iluminação, os membros da Tradição
praticam uma arte conhecida como Do (“O
Caminho”, pronunciado “dô”). Do é uma
amálgama de artes marciais e meditação.
Os membros da Irmandade acreditam que
sua prática continuada ajuda a pessoa a
atingir a iluminação.

Os membros da Irmandade Akáshica se


empenham rumo à iluminação de Do como
parte de um meio de vida desacelerado.
Embora determinados a atingir um fim
desejado, eles o fazem com uma mistura
equilibrada de humor e sobriedade. Eles
buscam compreender a si mesmos e
oferecer a trilha do Do a todas as pessoas,
mas a vida ainda assim pode ser alegre.

110
Relativo a Akasha, um suposto campo que penetra tudo no éter no qual um registro dos eventos
passados está impresso.
Em tempos recentes, com a disseminação de inimigos como os Tecnomantes, as habilidades marciais de
Do têm sido, por necessidade, usadas ofensivamente. Tal magia de combate pode muito bem se provar
necessária. Por causa da atitude muito meditativa que os Irmãos têm com relação à magia, eles tendem a
entrar em Quiete mais freqüentemente do que os outros magos. Os robgobelins que eles trazem de volta
são geralmente muito dévios e maliciosos. Um mago pode, sem conhecimento, deixar um problema para
trás numa área que ele pensava que tinha recém livrado de um fardo.

Filosofia: Seja, não faça. Inspire, Expire. Note sua respiração, como ela está em você, como ela flui. Sinta a
força da vida que está em você; sinta como ela muda enquanto você respira. Isso é o Do, o caminho. Não é
algo a ser aprendido. É algo a ser vivido. O que é a magia a não ser uma extensão de nossa respiração?
Magia é do mesmo modo tão invisível, e do mesmo modo tão necessária a todos nós. Não importa se você
nasceu pequeno, ou grande, ou poderoso, ou impotente. Atinja este pequeno sucesso, esta respiração, e
você terá dado um pequeno passo além de qualquer um. Respire. Seja, não faça. O infinitesimal realizado é
melhor do que o grande não-realizado.

Organização: A Tradição está organizada em Chantrias tipo monastérios. Estas Chantrias são normalmente
em áreas remotas que são conducentes à quietude e ao foco requerido para todos os aspectos do Do.

Reuniões: Membros da Tradição tipicamente vivem e trabalham numa Chantria. Aqui, a vida cotidiana é
organizada conforme o Do dita, então cada momento de cada dia é efetivamente uma reunião.

Iniciação: Novos membros são escolhidos a partir daqueles que se provaram valorosos em quaisquer das
práticas que fazem parte do Do, como o Zen, as artes marciais ou a yoga. Apesar do nome “Irmandade” da
Tradição, iniciados mulheres são escolhidas com tanta freqüência quanto homens.

Chantria: Membros da Irmandade compartilham o conhecimento de um monastério oculto numa montanha


no Tibet.

Acólitos: artistas marciais, praticantes do Zen, ordens fraternais, monges, espiritualistas, eruditos Budistas

Esfera: Mente

Focos: Do - Correspondência/Mente/Primórdio/Tempo, Purificação – Espírito, Entropia, Faixa – Forças,


Arma – Vida/Matéria

Conceitos: artista marcial, homem sábio errante, monge Zen

Citação: “Primeiro você deve aprender a técnica da magia. Depois esqueça a


técnica e incorpore a arte de viver através do Do.”


• Coro Celestial – Eles buscam sabedoria tanto quanto nós, mas a humanidade pode ser
apenas uma parte ou chave para o divino, não o divino em si.
• Culto do Êxtase – Como eles podem saber se atingiram alguma parte da verdade ou apenas
a saciedade de seus desejos interiores?
• Oradores-do-sonho – Eles não deveriam procurar fora de si mesmos pelas respostas.
• Euthanatos – Uma pessoa deveria controlar seu próprio destino, não tê-lo decidido por ela
por aqueles que sentem que ela tem mais a aprender. Todas as pessoas estão prontas
para os primeiros passos do Do.
• Halos – São nomeados adequadamente. Eles nunca alcançarão a Ascensão ou mesmo a
auto-aceitação até que possam encontrar um centro para seus pensamentos e sensações.
• Ordem de Hermes – Eles separam magia de si mesmos com seus mapas e suas tabelas.
• Filhos do Éter – O interesse deles em compreender a realidade possível através da ciência
é louvável, mas eles fariam melhor em reconsiderar antes que se aprisionem como fez a
Tecnocracia.
• Verbena – Eles olham demais para a beleza das formas à sua volta. Eles deveriam olhar
para dentro.
• Adeptos Virtuais – Eles buscam uma visão de realidade para apresentar ao homem, mas
ela deve vir em seu tempo e não pode ser forçada.

Nenhuma Tradição perdeu tanto nos
últimos milênios quanto o Coro
Celestial. A ascensão da tecnologia
prejudicou esta Tradição mais do que
qualquer outra. Membros do Coro
Celestial vêem sua magia e poder
num enquadramento religioso e
buscam os meios para retornar aos
braços do Uno.

Para o Coro Celestial, este Uno é


nada além do que a mente e desejo
combinados da humanidade toda. Por
razões desconhecidas, este uno
concedeu a si mesmo vida, mas
subseqüentemente se fragmentou em
muitos, há muitos anos atrás. É dever
do Coro fazer com que todas as
pessoas cantem novamente com uma
só voz e reúnam-se para compartilhar
a sabedoria que a vida lhes ensinou.

Mais do que qualquer outra Tradição,


exceto talvez a Irmandade Akáshica,
o Coro Celestial se preocupa com o
bem-estar de todos os homens e
mulheres. O Coro procura proteger a
humanidade da miríade de males do
universo. Alguns membros sentem
que o encontro direto desses males é
um motivo para o Uno ter se
concedido a vida. Portanto, membros
do Coro se armaram muito
militarmente para combater as forças
do “mal”. Eles são inimigos muito
eficazes e determinados, embora
algumas vezes o fervor deles tenha
ido longe demais e seres que não
merecem tal tratamento foram
inexplicavelmente punidos. Rumores
surgiram sobre catacumbas cheias
de “hereges” que o Coro puniu como
parte de uma Inquisição infame.

Membros do Coro acreditam que uma


grande implosão cosmológica
invocou a Reconciliação que está por
vir ou que deve ser iniciada. A
Reconciliação recombinará os
fragmentos do Uno. As
especificidades da Reconciliação não
são bem compreendidas, mas o
evento parece envolver todos os
Reinos dentro do Telúrio recombinando-se com a Terra numa grande justaposição de realidades.

Todos os membros da Tradição carregam um símbolo sagrado na imagem estilizada do Sol. Este foi o lar do
Uno antes da fragmentação, e é para onde toda a humanidade retornará quando a Reconciliação estiver
completa.

Filosofia: Assim como o Uno é acima, assim também somos abaixo. A vida é um dom precioso que o Uno
tem nos concedido. Ela nos deu vozes para que possamos cantar. Cantamos em harmonia, não como um
sacrifício mas como um hino, um coro se estendendo até a Fonte, a Luz de Todas as Luzes, o Primeiro
Motor111. Um dia nos voltaremos e veremos os milhares de estrelas abaixo de nós, e pastorearemos aquelas
estrelas pelo caminho todo até a Ascensão. Guardaremos e guiaremos a Humanidade até que o dia chegue,
trabalhando para disseminar a Canção que o Uno nos deu.

Organização: O Coro Celestial está firmemente organizado em uma hierarquia remanescente de muitas
organizações religiosas. Espera-se que todos os membros sigam as instruções de seus superiores, já que
aqueles de posto mais elevado estão, por definição, mais inteirados de segredos mais profundos do Uno. Já
que todos os membros compartilham o mesmo fervor geral com relação a sua tarefa, raramente há
problemas de deserção. Contudo, a própria natureza do sistema do Coro cria, sim, uma ambição em seus
membros. A manobra política conseqüente, às vezes, diverge a atenção da Tradição.

Reuniões: Reuniões todas as noites pontuam as vidas dos membros da Tradição, mas as reuniões maiores
ocorrem todos os Sábados.

Iniciação: Membros do Coro Celestial requerem quatro anos de estudos sobre a história e os costumes da
Tradição. No fim deste período, o candidato pode aceitar os votos que o tornam um membro.

Chantria: O Coro Celestial situou sua Chantria na cidade mais sagrada das cidades (a partir de uma
perspectiva Ocidental, pelo menos) – Roma.

Acólitos: Trabalhadores da Cruz Vermelha, evangélicos da TV e seus espectadores, os fiéis

Esfera: Primórdio

Focos: Fogo – Primórdio/Espírito, Símbolo Sagrado – Forças/Mente, Água Pura – Entropia, Canção –
Correspondência/Vida/Tempo, e Toque – Matéria

Conceitos: caçador-de-bruxas, presbítero, teólogo

Citação: “Amigos, todos vocês são Eu. Vocês falam de reunir as mentes, mas
nossos pensamentos falam apenas da habilidade miríade de pensar em todas as
coisas ao mesmo tempo. Juntos somos Eu, e Eu responderei aos enigmas que a
vida nos permite perseguir.”


• Irmandade Akáshica – Cada pessoa em sua base possui as mesmas verdades, então por
que os membros da Irmandade buscam todos eles trilhas diferentes em seu Do?
• Culto do Êxtase – Delinqüentes? A humanidade precisa de orientação e eles não fazem
nada a não ser se esconder em sonhos de prazeres.
• Oradores-do-Sonho – É fácil pensar em si mesmo como parte de algo que está tão próximo.
É preciso coragem para aceitar que você está bem afastado do que você é.

111
Rubrica: filosofia. no aristotelismo, princípio divino, pensante e imaterial que, embora seja a causa final
de todas as mudanças e transformações do universo, mantém-se inteiramente imóvel, absorto em si mesmo
e indiferente à realidade externa; motor imóvel
• Eutanatos – Há um pouco de escuridão em todo ser, mesmo em um deus. Aqueles que
seguem esta Tradição são as trevas em minha alma.
• Halos – O fogo interior obviamente se extinguiu em nossos irmãos mais jovens. Eles ainda
não estão além da redenção, mas eles devem vir até nós.
• Ordem de Hermes – Eles tentam quantificar o que não pode ser contado.
• Filhos do Éter – A ciência que praticam é um lembrete repugnante das idéias ultrajantes
que permitiram que a Tecnocracia começasse sua ascensão ao poder. Estamos cansados
desse tapa na cara.
• Verbena – Há um poder na natureza, mas ela serve à humanidade, não o contrário.
• Adeptos Virtuais – Eles pelo menos mostraram a coragem de romper com seu grupo, mas
perseguem as meras sombras da verdade.

O Culto do Êxtae tem influenciado culturas
ao redor do globo há séculos. O Culto
encorajou a adoração à Baco na Grécia
antiga, promoveu o teatro no período da
Rainha Elizabeth, e forneceu a centelha
para as revoluções culturais em Paris,
Nova Orleans e Detroit. O Verão do Amor
inspirado pelos Cultistas resultou num
enorme efeito coincidental – Woodstock.
Os membros mais novos da Tradição
retornaram à idéia de música como
revolução ao patrocinarem o surgimento
do punk e, posteriormente, do rap.

Ironicamente, o radical e indisciplinado


Culto do Êxtase produziu alguns dos
magos mais talentosos nos últimos anos.
Contudo, a Tradição não encoraja a
participação na magia além do nível
designado pela doutrina da Tradição.
Mais especificamente, estas doutrinas
mantêm a ação livre e a auto-expressão
como sendo os pináculos da realização
humana. Embora estes sejam em si e por
si mesmos objetivos nobres, eles tendem
a ser usados pelos membros do culto
como desculpas convenientes para
autogratificação explícita.

As práticas de magia da Tradição são


desaprovadas pela maioria dos magos.
Seus membros possuem uma tendência a
buscar seus confortos e prazeres via o
uso de magia selvagem e irrestrita. Isso
normalmente leva a vidas meteóricas e
mortes rápidas. Dizem que muitos dos
vícios da sociedade, incluindo drogas de
todos os tipos, são empregados pelos
Cultistas como parte de sua magia. Até
mesmo membros que não usam tais
substâncias defendem o direito dos
outros Cultistas a o fazerem embasados
em que tais práticas são meios
defensíveis de se investigar a realidade.
Outros membros, no entanto, clamam que
tais vícios apenas permitem que um mago
encontre uma realidade que ele quer
encontrar.

Todo membro do Culto conta com a


prática de algum vício para praticar
magia. Exemplos de vícios apropriados
são beber excessivamente, fumar e comer demais.

Filosofia: Ligue. Sintonize. Caia fora. Saia de cima do seu traseiro! A vida é uma festa, e a maioria dos
pobres bastardos NÃO ESTÁ CONVIDADA.

Organização: O Culto possui uma quase-organização estranha e anárquica. A maioria de seus membros
constantemente viaja pelo mundo, mais certos Nodos foram estabelecidos como cabos112cxxiii.

Reuniões: Cultistas tendem a realizar reuniões e cerimônias espontaneamente, i.e., sempre que haja
membros suficientes ao redor para garantir tal exercício.

Iniciação: Não há procedimento estabelecido para se tornar um iniciado da Tradição. Quando um candidato
provável é encontrado, o Cultista de nível mais elevado determina a cerimônia mais apropriada. Esta
cerimônia poderia ser qualquer coisa desde um ritual de peiote elaborado até um treque113 pela montanha
sem paradas por três dias.

Chantria: A Chantria base da Tradição está localizada em Berkeley, Califórnia, o lar de muitos que anseiam
por ampliar os limites da sociedade.

Acólitos: entretenentes, playboys, caçadores de emoção

Esfera: Tempo

Focos: Incenso – Correspondência/Espírito, Música – Forças/Mente, Anel – Entropia/Matéria, Vício –


Vida/Primórdio/Tempo

Conceitos: músico, agente de Hollywood, percussionista primitivo

Citação: “Por que você se sujeita a tal dor? Deixe sua vida para trás e abrace
nossos costumes. Oh, minha existência pode parecer despreocupada e sem sentido
para você agora, mas isso é apenas por causa da doutrinação que você tem
aceitado por mais de 30 anos.”


• Irmandade Akáshica – Eles desperdiçam anos em meditação para atingir o que atingimos
pelo gozo.
• Coro Celestial – Ditadores distorcidos e mesquinhos de uma tirania perdida e esquecida.
• Oradores do sonho – Muito parecidos conosco, exceto por eles não gostarem de festa.
• Eutanatos – Abandonar a vida pela morte? Nojento!
• Halos – Há tanto bem na vida – tanto que eles esqueceram.
• Ordem de Hermes – Eles são sérios demais e presos a palavras. Comecem a viver, caras.
• Filhos do Éter – Isto é o que a ciência deveria ser: oculogiros114 engraçados e
Frankenstein.
• Verbena – Eles dão festas realmente ótimas. Pena que há um propósito detrás de todas
elas.
• Adeptos Virtuais – Estes caras são legais. Dê uma olhada neles.

112
Aqui no sentido de “local onde alguém pode descansar e se sentir seguro; refúgio, guarida, proteção”
em derivação metafórica de “ponta ou porção de continente que avança mar adentro, formando
prolongamento ou saliência do litoral”.
113
Neologismo a partir do verbo também reconstruído trequear. Do verbo ing. to trek 'viajar em carro de
boi, viajar, migrar, ir embora, partir' originário do ing. da África do Sul e hoje generalizado na língua no
sentido de 'longa viagem ou expedição, esp. por terra, que envolva considerável esforço físico'
114
Neologismo a partir do termo goggle que tem significação relacionada com o movimento dos olhos,
assim como oculogiro.

A Tradição conhecida como os Oradores do
Sonho é provavelmente a mais antiga das
Tradições. Muitos dos métodos e filosofias dos
Oradores do Sonho foram desenvolvidos por
culturas pré-históricas. Os Oradores do Sonho
estão primariamente preocupados com a
salvação do espírito da terra que chamam de
Gaia.

Os Oradores do Sonho podem ser bem


descritos como xamãs. Na verdade, muitos
membros começaram seus estudos de mágika
através do conhecimento de seu próprio povo.
Eles sentem uma obrigação não tanto para com
os outros humanos, mas para com os desejos
de Gaia. Eles acreditam que o mundo e tudo
nele, incluindo toda a humanidade, são reflexos
dos desejos de Gaia. Os Oradores do Sonho
trabalham ativamente para dar progresso ao
desejo de Gaia.

Em seus esforços para se comunicar com Gaia,


os Oradores do Sonho buscam todos os cursos
possíveis. O mais recompensador até então
tem sido a comunicação com espíritos e
entidades no mundo espiritual – seres que
obviamente conhecem um bom bocado sobre a
natureza verdadeira da realidade.

A obrigação dos Oradores do Sonho no mundo


Adormecido é cuidar dos espíritos dos homens
e mulheres, permitindo que eles se reúnam
com Gaia no momento de sua morte. Porém,
eles podem estar um pouco conectados demais
com Gaia, pois suas fortunas têm espelhado a
saúde do planeta. Assim como o planeta está
lentamente cristalizado através da ciência,
também estão os Oradores do Sonho. Os
sonhos têm desaparecido e as raízes de seu
poder agora estão maculadas. Muitos magos
desta Tradição têm simplesmente
enlouquecido como resultado disso.

Os Oradores do Sonho são talvez a mais


imprecisamente organizada das Tradições. De
fato, a única organização que eles parecem ter
é um reconhecimento dos novos membros e
uma obrigação de iniciar esses membros
quando eles buscam tal cerimônia. Esta
estrutura solta tem todas as forças e fraquezas
que se poderiam esperar. Os Oradores do
Sonho possuem o potencial de atingir muitos
objetivos, pois suas energias não estão canalizadas em nenhuma direção específica. Conseqüentemente,
no entanto, eles recuaram muito nesse terreno. Os Oradores do Sonho geralmente “descobrem”
inconscientemente algo que alguém pode ter aprendido semana passada – ou século passado.

Filosofia: Você deve lembrar de um tempo em que você não estava morto, quando os lugares dentro de
você que são selvagens e livres eram apenas mais uma parte do grande Sonho, o Sonho de Gaia. Você deve
saber que há outros como você, outros que vagam na noite porque não conseguem sentir a Luz Dela. Digo-
lhe isto porque é seu trabalho ir ao lugar onde nossa Mãe está dormindo e trazer para nós as palavras dos
sonhos dela. Você deve falar por Ela, pois ela não pode. Você deve ir, e buscar, e encontrar e retornar. E
depois você falará Dela, e nos contará tudo.

Organização: Oradores do Sonho quase não possuem organização além de simples reconhecimento mútuo
e uns aos outros.

Reuniões: As únicas reuniões rituais são as cerimônias para se iniciar um novo membro. Apenas um Orador
do Sonho é requerido para supervisionar tal cerimônia, embora outros sejam bem-vindos a participar.

Iniciação: Novos Oradores do Sonho são invocados às suas trilhas; raramente uma pessoa pode escolher
se tornar um. O membro em potencial é contatado em seus sonhos por espíritos para mostrar ao candidato
como contatar outro Orador do Sonho. Uma vez em contato com outro Orador do Sonho, o candidato deve
sofrer uma morte ritual e renascer. Este processo varia de um Orador do Sonho para outro; tem ficado
conhecido por envolver a morte real do candidato e a transferência de seu Avatar para outro corpo. Esta
prática começou apenas recentemente; muitos consideram a conexão do mago com a terra moribunda a
explicação para sua loucura tipo-Eutanatos.

Chantria: Os Oradores do Sonho são únicos entre as Tradições em sua falta de uma Chantria. Eles clamam
falar uns com os outros em sonhos.

Acólitos: ambientalistas, Garou, sonâmbulos

Esfera: Espírito

Focos: Cristais – Vida/Mente/Primórdio, Tambores – Correspondência/Entropia/Forças/Matéria/Tempo,


Plumas – Espírito

Conceitos: xamã, caroneiro, ecologista

Citação: “Gaia está dormindo. Esteja certo mortal, que você atrapalha seu sono. Eu
cuido desses pesadelos.”


• Irmandade Akáshica – Eles conhecem as respostas dentro deles; agora devem aprender
que a verdade também os conecta.
• Coro Celestial – Eles sentem a conexão, mas ainda busca atribuí-la a um deus maior,
desconhecível.
• Culto do Êxtase – Eles clamam buscar pelo verdadeiro significado da vida, mas apenas
evitam-no embotando seus sentidos.
• Eutanatos – Eles ultrapassam seus limites e brincam com os pedaços dos sonhos de Gaia.
Homens foram feitos para viver uma vez e depois passar adiante seus Avatares.
• Halos – Mais do que os outros, eles são as pistas para o despertar de Gaia e para se
encontrar a trilha para a Ascensão.
• Ordem de Hermes – Nos os contamos entre os Tecnomantes, pois sua mágika não é nada
além de uma progressão das regras e restrições que no fim leva à estagnação.
• Filhos do Éter – Se a ciência oferece quaisquer respostas verdadeiras, devemos confiar
nestes magos para encontrá-las. Contudo, eles provavelmente não encontrarão nada e
percorrerão a mesma trilha da Tecnocracia, apenas num ritmo mais agradável.
• Verbena – Eles compreendem o poder de Gaia mais estão aprisionados no nível das
formas. Eles devem ir além das árvores e do sangue.
• Adeptos Virtuais – Tecnomantes na trilha da recuperação. Eles olham novamente para as
ilusões do mundo. Infelizmente, eles ainda procuram utilizá-las.

O Eutanatos é a Tradição mais impiedosa e
amplamente temida. Os magos deste culto
bizarro historicamente possuem pouco
interesse em cooperar com outros magos.
Eles estão preocupados com o que eles
consideram ser seu dever sagrado para
com os Dormidores – matar aqueles que
estão prontos para morrer
contemptuosamente menosprezou a maior
dádiva que o universo jamais dignou-se a
conceder – vida. Ao invés de usar a vida
para um fim maior, a humanidade, na
opinião desta Tradição, tem pervertido a
vida sugando-a até secá-la de todas as
possibilidades. A humanidade está ficando
sem opções, então os magos Eutanatos
buscam prover mais opções ao retornar
certos humanos a um nível de existência
mais fundamental, a forma espiritual. Estes
espíritos são então eventualmente
renascidos em novos corpos. Com alguma
sorte, eles retêm um pouco de memória de
suas jornadas e espera-se que apliquem
isso em sua próxima vida. Com freqüência,
essas pessoas renascidas se tornam
membros da Tradição.

Magos do Eutanatos sentem que a


humanidade contemptuosamente
desprezou a maior dádiva que o universo já
concedeu – vida. Ao invés de usar a vida
para um fim maior, a humanidade, na
opinião desta Tradição, perverteu a vida
sugando-a até secar de todas as
possibilidades. A humanidade está ficando
sem opções, então os magos Eutanatos
buscam prover mais opções ao retornar
certos humanos a um nível de existência
mais fundamental, a forma espiritual.
Então, eventualmente, esses espíritos
renascem em novos corpos. Com sorte,
eles retêm um pouco de memória da sua
jornada e espera-se que eles apliquem-na
em sua próxima vida. Muitas vezes, essas
pessoas renascidas se tornam membros da
Tradição.

Poucas outras Tradições põem uma mão


tão ativa nas vidas de pessoas individuais,
pois a maioria dos magos está mais
preocupada em varrer as mudanças que
afetam culturas inteiras. A concessão da
Morte Boa, como o Eutanatos a chama, é o
modo da Tradição de se atingir o mesmo fim.

Há rumores, no entanto, de que há um motivo ulterior detrás da Morte Boa. Alguns dizem que o Eutanatos
tem conduzido vários mortais através de muitos períodos de vida e, na verdade, estão preparando um novo
messias. Outros contam histórias das abominações que o Eutanatos criou – humanas e outras coisas.
Alguns magos até culpam esta Tradição por aberrações sociais como assassinos seriais, afirmando que a
manipulação cega da Tradição criou homens e mulheres que pensam como os magos, mas numa escala
humana.

Por causa do interesse da Tradição em redenção e vida estendida, os magos do Eutanatos são
extremamente interessados em vampirismo e perseguem informações sobre os Irmanados com paixão.

Filosofia: As coisas se desintegram. Fato. Em toda parte o relógio do caos continua a tiquetaquear. Tique,
taque. Tique, taque. É alguma surpresa gastarmos um terço de nossas vidas mortos? É alguma surpresa a
vida decair, putrefar, e retornar ao limo que lhe deu à luz? Você pode ver isso ao seu redor. Ferrugem.
Câncer. Revolução. Pensamos que conhecemos as respostas, mas não. Não precisamos. Uma noite, o sol
não surgirá, o vento não soprará, e descobriremos a verdade real de tudo: não há Verdade e tudo que
fizemos desmoronará em pó.

Organização: O Eutanatos é guiado por opinião consensual e, assim, a Tradição requer reuniões
freqüentes. Chantrias Individuais são responsáveis por se encarregar das decisões da Tradição como um
todo, mas as decisões em si são o dever de todos os membros.

Reuniões: O Eutanatos se encontra em sua Chantria no primeiro dia de cada mês. Nessas reuniões eles
discutem o progresso de seus mortais e consideram outros para a Morte Boa.

Iniciação: A cerimônia de iniciação de um novo membro sempre envolve uma experiência próxima-da-
morte. Suspenso no limiar entre a vida e a morte, o espírito do candidato deve tomar a decisão de escapar
para o Além ou retornar às responsabilidades do mundo físico. Aqueles que retornam são bem-vindos como
membros. Candidatos que experienciaram a Morte Boa algumas vezes são eximidos desta iniciação,
embora o Eutanatos geralmente considere que a falha quanto a participar resulte num membro mais fraco.

Chantria: Quê melhor lugar para investigar a morte do que em Calcutá, Índia? O Eutanatos possui vários
grupos espalhados por toda a cidade, e uma Chantria principal no meio da imundícia e miséria humana. A
influência forte do Eutanatos nesta parte do mundo é amplamente responsável pela crença em
reencarnação.

Acólitos: prestes115cxxiv vodus, lojistas de ocultismo, terrorista, doutores, coveiro

Esfera: Entropia

Focos: Ossos – Entropia/Matéria/Primórdio, Dança – Correspondência/Espírito, Bonecos – Vida, Chocalho –


Mente/Tempo, e Arma – Forças

Conceitos: doutor-bruxo vodu, papa-defunto, assassino, doutor, erudito

Citação: “Venha, homenzinho. Deixe-me mostrar o tipo de mundo que você ajudou a
criar. Você acha que o controla? Deixe-me mostrar como ele pode ser usado contra
você. Dor, morte e tortura são o seu legado. O quanto você está orgulhoso dessas
coisas você está agora?.”

115
substantivo masculino Diacronismo: antigo.padre, sacerdote

• Irmandade Akáshica – Aqueles da Irmandade vivem vidas de propósito; nunca
encontramos um que requeresse a Morte Boa. Também respeitamos o poder pessoal que
eles manipulam.
• Coro Celestial – Eles tentam diminuir sua culpa no curso do mundo assinalando suas falhas
aos mortais que se curvam a eles.
• Culto do Êxtase – Como eles se deleitam na argila de suas formas físicas! Se fossem
mortais, nenhum seria considerado para a Morte Boa. Melhor deixar que morram e se vão...
para sempre.
• Oradores do Sonho – Sua especialização na comunhão com espíritos os está ensinando o
que eles deveriam saber, mas eles têm um problema com a implementação disso.
• Halos – Eles clamam ser um com a morte e o decaimento, mas isso é falacioso. Na verdade
é divertido assistir à reação de suas psiques quando confrontados com a coisa real.
• Ordem de Hermes – Eles habilidosamente definem os parâmetros do mundo físico, mas sua
mágika é, no fim das contas, de pouco uso.
• Filhos do Éter – Prova viva de que a ciência poderia ser um meio válido de se explorar a
realidade. Eles espremem cada gota de informação das idéias lançadas de lado
casualmente demais pelos Tecnomantes.
• Verbena – Eles estão tão próximos de compreender-nos. Se eles pudessem ver o poder da
vida na morte, e não o poder enfraquecido da vida em si.
• Adeptos Virtuais – Eles pensam que podem viver para sempre se puderem escapar mais
profundamente para dentro das máquinas? O computador apenas come suas almas e os
deixa com absolutamente nada.

Embora não seja uma Tradição de mágika
verdadeira, os Halos são uma raça de jovens
magos que cresceram significativamente nos
últimos 15 anos e se tornaram uma força
notável na sociedade de magos. Os Halos são
a inveja e a inspiração de todo punk-gótico no
Mundo de Escuridãocxxv. Eles são uma reação à
e um resultado de forças opressivas no mundo
moderno. Halos têm pouco interesse na
Ascensão, e são considerados pelas outras
Tradições como placas de sinalização, e não
portadores do sinal, da Ascensão.

Halos estão em sua maior parte bolsões


separados de amigos intimamente
entrelaçados. Eles são normalmente
encontrados em cidades, mas também existem
nos subúrbios116. Por volta de meados dos 80,
eles começaram a serem encontrados em
números significativos, e as primeiras de suas
cabalas (chamam de Cliques) começaram a
proliferar. Estes convênioscxxvi são geralmente
encontrados em cemitérios, casas funerárias,
igrejas e clubes noturnos. O motivo desses
encontros é compartilhar a miséria da
existência e se divertir ao mesmo tempo. Halos
amadurecem (experiencialmente) aos 13 e
criam um nicho perfeito de liberdade da
escola, do trabalho e das questões familiares
antes de sequer conscientizarem-se de que
estão usando sua mágika.

Os Halos são apenas um subgrupo de um


grupo maior conhecido como Órfãos, magos
que Avigilaram sozinhos sem a ajuda de outros
magos. Embora esta seja a principal razão do
porquê eles sejam suspeitos para as
Tradições, isso também os torna valiosos
aliados contra os Tecnomantes, pois eles são
subestimados e bem discretos.

Os Halos são geralmente derrotistas por


política geral, embora esta atitude nunca
pareça entrar no caminho de se fazer boas
ações ou se entreterem. Diferente dos
Dormidores, a demografia dos Halos mostra
mais um tingimento gótico do que punk: em
sua maioria, eles não são os valentões e
criminosos que praguejam a sociedade. Ao
invés disso, eles são peixes que nadam

116
Subúrbio é um local afastado do centro (da urbe), porém, nos EUA, isso significa ter mais dinheiro. São
bairros mais ricos e afastados do turbilhão do centro urbano. No Brasil, geralmente isso significa periferia e
não se deve confundir as duas coisas: subúrbio em textos
pacificamente naquele ambiente perigoso. Sua Ascensão é algo obscuro, ligado a um narcisismo profundo.

Filosofia: Ascensão? Não existe. É uma cama de gato – nada de gato, nem de cama, certo? Uma mentira
que continua existindo. Bem, os Órfãos não precisam da mentira, especialmente nós, Haloeiroscxxvii.
Também não precisamos continuar existindo, exceto porque parece sempre haver ótima música nova nos
clubes noturnos. Assim continua a procissão, e não eram as flores no caixão tão esquisitamente belas?
Ascensão? Ok, talvez. É um mundo profundamente falhado, mas, certamente, ele pode Ascender do seu
jeito. Talvez o Jardim do Éden teria Ascendido com graça e beleza e boa-vontade para toda a humanidade,
mas isto não é o Éden.

Organização: Os Halos recentemente elegeram um Genecxxviii117 e uma Ginecxxix118, os dois góticos mais lindos
entre todos os Cliques. Os líderes dos cinco ou seis maiores Cliques são conhecidos como Príncipes ou
Princesas. Todo Vesperalo119cxxx, os Cliques “reais” realizam um grande Baile durante o qual os papéis de
liderança (exceto pelo Gene e pela Gine, que são “até a morte”) voltam a serem eleitos. Os vencedores
são escolhidos pelo punhado de Órfãos mais influentes num Clique, e uma sandália de vidro (usualmente
um foco mágiko poderoso) é o troféu.

Reuniões: Cada Clique realiza uma Missa à Meia-Noite, no quartel-general do Clique, sábado à noite, que
normalmente se transforma numa festa depois que as maiores decisões estiverem fora do caminho. O Baile
eleitoral em cada 31 de Outubro nunca pode ser perdido, mesmo que apenas por ser a maior festa de
todas. Outras reuniões são realizadas ao capricho de cada Clique individual; é costume ter uma reunião
impromptu120 depois de cada funeral importante (para companheiros Halos e amigos Dormidores também).
Reuniões inter-Cliques ocorrem raramente, se é que ocorrem, e poucas políticas Órfãs nacionais já foram
enforçadas121cxxxi – até hoje.

Iniciação: Não existe. Ao entrar num novo Clique, os Halos são, às vezes, levados a um cemitério onde o
maior número de membros prévios e de freqüentadores do Clique está enterrado, e são instruídos a
comungar com um fantasma aleatoriamente, fazendo o que ele pedir. Se forem incapazes de contatar um
fantasma, então eles devem comungar com um cantor local quente enquanto ele dorme.

Chantria: A Via122 Abaixo, uma igreja/clube noturno Gótico em São Francisco.

Acólitos: Doro(a)123 de Sangue124cxxxii, ocultista, artista

Citação: “Minha língua carrega o gosto de sangue e o pó de ossos, um elixir


cinzento para afogar meu amante enquanto grito meu beijo fundo em sua alma. Guio
ela gentilmente para o Sepulcro de Ascensão.”

117
Rei, soberano, monarca. Do gr. geneárkhés,ou (var. de genárkhés,ou) 'chefe de uma raça ou de uma
família', compartilhando a mesma origem de king, mas com a inclusão do elemento de composição –arca
“guiar, governar”.
118
Rainha, soberana, monarca. Reconstrução a partir da origem de Queen a partir do PIE *gwen- “mulher”,
derivando em f. não canônica sobre o nom. do gr. gunê,gunaikós 'mulher (p. opos. a homem, sem
consideração de idade nem de condição, casada ou não)' no antepositivo português gin(o)-, mas com o
elemento de composição –arca, do gr. -árkhés ou –arkhos, der. do v. árkhó 'começar, guiar, comandar,
dirigir'.
119
Hallow: Halo, santo. Een = even = anoitecer = vésper. Halloween é uma abreviação para Véspera (do dia)
de Todos os Santos (ou Halos, pelo círculo brilhante ao redor da cabeça, a auréola) [All Hallow Even].
Popularmente conhecido também como dia das bruxas, por uma mistura tanto da festa céltica de colheita
(Samhain /’sˠaunʲ/: fim do verão) quanto outras festividades pagãs e o dia cristão de Todos os Santos.
120
de improviso
121
impostas
122
Way
123
Boneco(a). Reconstruído a partir de doll, boneco(a) em inglês. Doll é uma abreviação para Dorothy, que
por sua vez é o inglês para Dorotéia, cujo apelido seria Dora.
124
Alguém disposto a ser um doador de seu sangue para alguém que acredita ser um vampiro ou que gosta
de beber o sangue dos outros.

• Irmandade Akáshica – Misticismo é um escape, não um resgate. O mundo real é frenético e
feio. Como você pode escavar através da sujeira sem se sujar?
• Coro Celestial – A mentira do Ente Supremo não é ruim na teoria – é uma mentira tão boa
quanto ciência ou magia – mas na prática ela geralmente enfraquece as almas daqueles
que se aproximam dela incorretamente.
• Culto do Êxtase – Ah, agora estes caras tem uma pista! Se apenas eles pudessem apreciar
as coisas mais obscuras na vida.
• Oradores do Sonho – Eles talvez possuam o único argumento convincente para a tendência
de se evitar o aqui-e-agora, mas depois de cada viagem espiritual, você precisa sentir
aquele impacto do chão para comparar.
• Eutanatos – O mundo das coisas moribundas é um funeral jardim-rosado de dores; estes
magos desejam fazer turismo nele num buldôzer ao invés de a pé. Ainda assim, eles
trazem, sim, a festa com eles, não?
• Ordem de Hermes – A monotonia tediosa do colegial elevada ao Nº grau. Estes
provavelmente são as mesmas pessoas que memorizam e contam seus passos de dança.
• Filhos do Éter – Idéias interessantes, grande atmosfera. O único problema é sua tendência
de passar as noites num laboratório ao invés de clubes.
• Verbena – Eles parecem acertar o alvo, mas abordam a existência num sentido mais rural
do que nós. A realidade é sangue e suor, e os Verbenas não se iludem em considerá-la
mais limpa.
• Adeptos Virtuais – O mundo deles é um pouco anti-séptico, mas parece haver algum bom
humor por trás dele – estilo sobre substância pode ser uma avaliação tão acurada das
coisas quanto o nosso próprio milieu.

i
werewolf
ii
Fae
iii
Acolyte
iv
Adept
v
Apprentice
vi
Arcane
vii
Ascension
viii
Avatar
ix
Awakening
x
Marking
xi
Cabal
xii
Celestines
xiii
Censure
xiv
caerns
xv
Chantry
xvi
Fellow
xvii
Convention
xviii
Gauntlet
xix
Demon
xx
Rogue
xxi
Deacon
xxii
Disciple
xxiii
Sleeper
xxiv
Errant
xxv
Sphere
xxvi
Paradox Spirit
xxvii
Focus
xxviii
Garou
xxix
Gilgul
xxx
Horizon
xxxi
Incarna
xxxii
Initiation
xxxiii
Kindred
xxxiv
Lord
xxxv
Magic
xxxvi
Vulgar Magick
xxxvii
Magick
xxxviii
Marauder
xxxix
Mentor
xl
Master
xli
Minion
xlii
Node
xliii
Oracle
xliv
Orphans
xlv
Ostracism
xlvi
Pattern
xlvii
Paradox
xlviii
pedagogue
xlix
Pogrom
l
Portal
li
Postulant
lii
Preceptor
liii
Pure Ones
liv
Quiet
lv
Dynamic Reality
lvi
Static Reality
lvii
Shard Realm
lviii
Dream Realm
lix
Paradox Realm
lx
Shadow Realm
lxi
Realm
lxii
Horizon Realms
lxiii
Realms
lxiv
gate
lxv
Routine
lxvi
Sentinel
lxvii
Symposium
lxviii
Tass
lxix
Talisman
lxx
Technocracy
lxxi
Technomancer
lxxii
Tellurian
lxxiii
Tradition
lxxiv
Tribunal
lxxv
Tutor
lxxvi
Deep Umbra
lxxvii
Near Umbra
lxxviii
Umbrood
lxxix
Awakened
lxxx
Certamen
lxxxi
Consors
lxxxii
Courtain
lxxxiii
Custos
lxxxiv
Grog
lxxxv
Magus
lxxxvi
Pawn
lxxxvii
Turb
lxxxviii
Crystal Wavers
lxxxix
Beelzebub
xc
Corpses
xci
Greyface
xcii
Black Hats & Mirrorshades
xciii
Copperfield
xciv
Crowley
xcv
Wyld & Fried
xcvi
Dram
xcvii
Faust
xcviii
Fry
xcix
Gremlins
c
Freak
ci
Merlin
cii
Mundane
ciii
Nuke
civ
Paraphobic
cv
Juice
cvi
Technobabble
cvii
Bloodwork
cviii
Ley lines
cix
HIT Mark
cx
Banes
cxi
netherworlds
cxii
outcast
cxiii
membership
cxiv
Covenants
cxv
teachers
cxvi
Fellowship
cxvii
War party
cxviii
harbinger
cxix
harbor
cxx
Order of the Burning Light
cxxi
Hollow Ones
cxxii
Traits
cxxiii
haven
cxxiv
priest
cxxv
World of Darkness
cxxvi
coven
cxxvii
Hallower
cxxviii
King
cxxix
Gene
cxxx
Halloween
cxxxi
enforce
cxxxii
Blood Doll