Вы находитесь на странице: 1из 2

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE

CENTRO DE HUMANIDADES
UNIDADE ACADÊMICA DE EDUCAÇÃO
Disciplina: Política da Educação
Professor: Edileuza Custódio Rodrigues de
Medeiros
Aluno: 21023306 - JACKSON CÍCERO FRANÇA
BARBOSA
Curso: Licenciatura Plena em Letras Vernáculas

CABRAL NETO, Antonio. Reforma educacional e cidadania. In ______


(org.). Política educacional: desafios e tendências. Porto Alegre: Sulina,
2004. Pág. 17-34

O texto de Cabral Neto, aborda os sistemas políticos e os modelos


que norteiam a educação, inserindo-os em algumas localidades e
discorrendo sobre suas características peculiares, determinantes para o
exercício da cidadania em seus contextos.

Nele, o autor trabalha com o Conceito de status da cidadania, para


que através do entendimento dessa prerrogativa, haja o desenvolvimento
de possibilidades de imposição da democracia, onde esta será trabalhada e
incutida no meio escolar, que por tabela, tem o seu sistema educacional
abalado pelas amálgamas dos mecanismos do liberalismo, que impetra
modelos a serem seguidos e praticados, desvirtuando o que se pretende
atingir em relação às práticas de cidadania, que através da função social da
escola, deve-se desenvolver e ser instalada no âmbito de formação e
estímulos dos educandos.

O autor ainda, reflete que a cidadania desenvolve-se a partir da


participação política qualificada e do acesso aos bens materiais e culturais
historicamente construídos.

A Participação Política se dá através da intensificação do processo de


globalização e hegemonia do ideário neoliberal. Aqui, a política assume uma
posição secundária no âmbito das relações sociais, onde através da fala de
Bordieu, se constata que deve-se restaurar a cidadania para transformá-la
em um instrumento de democracia.

Essa democracia pode se dar através da participação popular e de


ampliações do espaço publico, bem como a utilização de recursos oriundos
da educação política.

Sobre Direitos Sociais o autor descreve aspectos históricos que foram


responsáveis por sua obtenção no modelo político brasileiro, e como esses
direitos se manifestam na construção da cidadania.
Quando falo em Direitos Sociais e o associamos às questões de
cidadania, voltamos a refletir sobre status, e é justamente ai que
envolvemos a participação de todos na melhoria permanente de acesso à
habitação, vestuário, comida, saúde e ao lazer. Exercendo a cidadania
através das práticas descritas, faz com que o individuo vivencie e pratique
uma qualidade de vida que expresse, de fato uma condição na qual o
homens se desenvolva em direção a sua omnilateralidade. Isso remete-se à
criação de condições dignas para a sobrevivência do ser humano.

A ampliação da cidadania não se dá apenas através das ações


afirmativas impostas pelo sistema educacional, mas esse sistema pode
ajudar na extinção das desigualdades numa tarefa infalível de
conscientização dos educandos.