You are on page 1of 26

REVISÃO EM EXERCÍCIOS PARA O MPU/2018

Sumário
1. Clima e cultura organizacional .................................................................................................................................. 2
1.1. Gabarito - Clima e cultura organizacional ......................................................................................................... 5
2. QVT............................................................................................................................................................................ 5
2.1. QVT.................................................................................................................................................................... 5
3. Conceitos, políticas, práticas, objetivos, equilíbrio organizacional e Planejamento Estratégico de RH................... 5
3.1. Conceitos, políticas, práticas, objetivos, equilíbrio organizacional e Planejamento Estratégico de RH........... 6
4. Análise e descrição de cargos/Recrutamento e Seleção. ......................................................................................... 6
4.1. Análise e descrição de cargos/Recrutamento e Seleção. ................................................................................. 6
5. Gestão do desempenho: objetivos; Métodos de avaliação de desempenho: características, vantagens e
desvantagens. ................................................................................................................................................................... 6
5.1. Gestão do desempenho: objetivos; Métodos de avaliação de desempenho: características, vantagens e
desvantagens. ............................................................................................................................................................... 8
6. Educação, Treinamento e Desenvolvimento. ........................................................................................................... 8
6.1. Educação, Treinamento e Desenvolvimento. ................................................................................................... 8
7. Educação corporativa. Educação a distância. ........................................................................................................... 9
7.1. Educação corporativa. Educação a distância. ................................................................................................. 10
8. Gestão por Competências ....................................................................................................................................... 10
8.1. Gestão por Competências ............................................................................................................................... 10
9. Gestão do conhecimento. ....................................................................................................................................... 10
9.1. Gestão do conhecimento. ............................................................................................................................... 11

pág. 1
1. Clima e cultura organizacional

1. (CESPE – 2012 – ANATEL – Técnico Administrativo) Os processos de tomada de decisão, o tratamento concedido aos
empregados e aos clientes e a forma de socialização de novos empregados são subsídios para elaboração do
diagnóstico da cultura da organização.

No que se refere aos aspectos gerais do processo administrativo, julgue os itens


2. (CESPE – 2012 – ANATEL – Analista Administrativo) A intensa formalização na organização gera previsibilidade,
ordem e consistência, assim como uma cultura organizacional forte.

Julgue o item subsecutivo, relativo à cultura organizacional.


3. (CESPE- 2012 – IBAMA - Técnico Administrativo) A cultura organizacional é, também, instrumento utilizado para
controlar os membros de uma organização.

A respeito de gestão de pessoas, julgue os itens subsecutivos.


4. (CESPE- 2012 - MCTI - Analista em Ciência e Tecnologia Pleno 1 - Tema I: Gestão Administrativa) A cultura pode ser
definida, segundo Edgar Schein, como um padrão de suposições básicas compartilhadas, que é aprendido por um
grupo à medida que seus problemas de adaptação externa e integração interna vão sendo solucionados.

A respeito de gestão de pessoas e gestão da qualidade, julgue os itens a seguir.


5. (CESPE- 2012 – TRE RJ – Analista Administrativo) O sistema de valores compartilhados pelos membros da
organização e o conjunto de características-chave que a instituição valoriza e que a diferencia das demais é conhecido
como cultura organizacional.

Julgue os itens que se seguem, relativos a funções administrativas e ambiente organizacional.


6. (CESPE- 2012 – MPE PI – Técnico Administrativo) A cultura organizacional envolve um conjunto de valores
compartilhados pelos membros de uma organização. Por exemplo, a espiritualidade no ambiente de trabalho refere-
se ao compartilhamento de práticas religiosas comuns entre esses membros.

Julgue os próximos itens, relativos a recrutamento e seleção de pessoas.


7. (CESPE- 2012 – TJ RR – Administrador) Geralmente, as entrevistas são utilizadas para encontrar indivíduos que se
ajustem à cultura e à imagem da instituição, visto que permitem conhecer características de personalidade e valores
pessoais dos candidatos.

8. (CESPE- 2012 – TJ RO – Administrador) Assinale a opção que apresenta aspecto da cultura organizacional
influenciado pelas ações voltadas a modificar crenças, preconceitos ideológicos e julgamentos de integrantes de uma
organização.
a) hábito
b) símbolo
c) artefato
d) valor
e) cerimônia.

Com relação ao diálogo negocial, à mediação administrativa e à cultura organizacional, julgue os seguintes itens.
9. (CESPE - 2011 - PREVIC - analista administrador) A cultura nas organizações auxilia o controle da gestão e a
diminuição de divergências e diferenças; contudo, pode impedir que a organização se desenvolva, colocando
obstáculos às mudanças, à diversificação e às fusões e aquisições.
10. (CESPE - 2011 - PREVIC - analista administrador) Considera-se que toda empresa que deseja possuir forte imagem
institucional deve compor-se de um departamento de mediação administrativa, visto que a mediação é parte da
cultura corporativa e deve ser empregada na resolução de conflitos internos e na integração dos contratos com
clientes e fornecedores.
Com relação à análise e ao desenvolvimento organizacional, julgue os itens a seguir.

pág. 2
11. (CESPE – 2011 - STM analista judiciário administração) Por meio do clima organizacional, demonstra-se como as
práticas estratégicas, gerenciais e administrativas moldam o comportamento das pessoas.

Com relação a recursos humanos, julgue os itens seguintes.


12. (CESPE – 2011 – MMA - Analista ambiental - concentração 1) Em um mesmo ambiente de trabalho, em razão de a
percepção do clima organizacional depender do grau de satisfação ou insatisfação do indivíduo em relação a sua
organização, é possível haver diferentes percepções sobre o clima organizacional.
13. (CESPE – 2011 – MMA - Analista ambiental - concentração 1) Cultura e clima organizacional são conceitos similares
que se inter-relacionam, de modo que o clima depende do tipo de cultura estabelecido pela organização e a cultura é
refletida pelas percepções que os indivíduos têm em relação ao clima.

Acerca de cultura e clima organizacional, julgue os seguintes itens.


14. (CESPE – 2011 – TJ ES – Analista Judiciário 1- Administrativa) O processo de socialização de novo funcionário é uma
das formas de transmissão da cultura organizacional.
15. (CESPE – 2011 – TJ ES – Analista Judiciário 1- Administrativa) Um diagnóstico de clima organizacional deve avaliar,
entre outros aspectos, as percepções compartilhadas dos funcionários acerca das características da organização.
16. (CESPE – 2011 – TJ ES – Analista Judiciário 1- Administrativa) São níveis da cultura organizacional: artefatos
observáveis, valores e pressupostos básicos.

Acerca da cultura organizacional, julgue os itens a seguir.


17. (CESPE – 2011 – CORREIOS - Analista de correios - Administrador) A análise de cultura organizacional divide-se em
níveis. O primeiro desses níveis é composto por suposições comuns, histórias, rituais e verdades implícitas.
18. (CESPE – 2011 – CORREIOS - Analista de correios - Administrador) A cultura organizacional ou corporativa envolve
o compartilhamento de valores entre colaboradores de uma mesma organização, podendo orientar suas condutas.
19. (CESPE – 2011 – CORREIOS - Analista de correios - Administrador) Devido a características muito peculiares,
empresas do mesmo ramo de atuação costumam ter culturas idênticas.

Julgue os itens subsequentes, acerca de relações humanas e relações públicas.


20. (CESPE – 2011 – EBC - Técnico administração de empresa de comunicação publica - administração) O clima
organizacional corresponde à percepção que os indivíduos têm da atmosfera em seu ambiente de trabalho, é algo
mutável e instantâneo, não se confundindo com a cultura organizacional.

Julgue os próximos itens, relativos à cultura organizacional.


21. (CESPE – 2011 – EBC – Analista de empresa de comunicação publica – Administração) O fato de a organização
elaborar uma interpretação própria de sua relação com o meio ambiente indica a utilização de um processo adaptativo
de sobrevivência.
22. (CESPE – 2011 – EBC – Analista de empresa de comunicação publica – Administração) A adequação da organização
às condições ambientais pode dificultar o surgimento de um processo que culmine com sua extinção.
23. (CESPE – 2011 – EBC – Analista de empresa de comunicação publica – Administração) Em uma organização, a
existência de um modo próprio de fazer as coisas sugere que a estrutura interna de poder da organização está em
desacordo com a realidade social.

Acerca de cultura organizacional, julgue os itens a seguir.


24. (CESPE - 2010 - BASA - Administração) Configura exemplo de artefato da cultura organizacional a hipótese de o
Banco da Amazônia S.A. adotar como símbolo de sua instituição, nos documentos que emitir, a imagem de uma vitória-
régia.
25. (CESPE - 2010 - BASA - Administração) O presidente de um banco que por muitos anos tenha disseminado uma
cultura de valorização da disciplina e de cumprimento inquestionável das normas internas em detrimento da inovação
e da criatividade não pode ser considerado um exemplo de herói.
26. (CESPE - 2010 - BASA - Administração) O treinamento no trabalho é um rito de reprodução da cultura organizacional
que pode ser utilizado por um banco.

O novo diretor de determinado órgão público, objetivando apagar da memória dos servidores a máxima "manda quem
quer, obedece quem tem juízo", instituída na cultura da organização pelo antigo diretor, que permanecera no cargo
durante trinta anos, anunciou a realização de certame para a escolha de uma canção comemorativa dos quarenta anos
pág. 3
de existência do órgão, por meio da qual seriam enaltecidos valores e princípios positivos que norteiam o órgão. O
anúncio foi feito durante a tradicional reunião de prestação de contas mensal, em que são comunicadas notícias
internas, como promoções, exonerações e apresentação de novos colaboradores.

Considerando essa situação hipotética, julgue os próximos itens, a respeito de clima e cultura organizacional.
27. (CESPE - 2010 - MPU - Técnico administrativo) O antigo diretor do órgão é exemplo de herói na cultura
organizacional desse órgão.
28. (CESPE - 2010 - MPU - Técnico administrativo) A máxima instituída na organização pelo antigo diretor não constitui
símbolo da cultura organizacional.
29. (CESPE - 2010 - MPU - Técnico administrativo) A referida reunião mensal corresponde a um rito da cultura
organizacional.
30. (CESPE - 2010 - MPU - Técnico administrativo) Infere-se da situação apresentada que o objetivo do novo diretor
do órgão está voltado para a mudança da cultura organizacional, que, envolvendo aspectos mais superficiais, reflete
o clima organizacional, relacionado a aspectos mais enraizados na organização.
31. (CESPE - 2010 - MPU - Técnico administrativo) A canção escolhida para representar o órgão constitui um valor da
cultura organizacional.

Julgue os próximos itens, a respeito de cultura e de clima organizacionais.


32. (CESPE - 2010 - MPU – Analista administrativo) A cultura organizacional não comporta gerenciamento, dado o
descompasso, nas organizações, entre a situação real e a situação ideal.
33. (CESPE - 2010 - MPU – Analista administrativo) O clima organizacional resulta da percepção compartilhada entre
indivíduos, de ênfase afetiva e cognitiva, acerca de práticas, políticas e procedimentos formais e informais de uma
organização.
34. (CESPE - 2010 - MPU – Analista administrativo) Clima organizacional é um fenômeno relacionado às percepções e
interpretações comuns das dimensões das atividades, do ambiente e das políticas que caracterizam a organização.

A respeito do clima e da cultura organizacionais, julgue os itens subsecutivos.


35. (CESPE – 2010 – ABIN - Oficial Tec. administrativo) Define-se cultura organizacional fraca como aquela em que os
valores compartilhados exercem alto impacto no comportamento dos funcionários.
36. (CESPE – 2010 – ABIN - Oficial Tec. administrativo) A cultura organizacional pode ser considerada uma barreira à
mudança quando os valores da organização não estão de acordo com aqueles que podem melhorar a eficácia
organizacional.
37. (CESPE – 2010 – ABIN - Oficial Tec. administrativo) A cultura organizacional pode decorrer da criação consciente
de padrões, valores e princípios dos criadores da organização.
38. (CESPE – 2010 – ABIN - Oficial Tec. administrativo) O clima organizacional, relacionado à qualidade das relações
sociais no ambiente de trabalho, tem como característica a percepção compartilhada por membros da organização.

A respeito de comunicação nas organizações e cultura organizacional, julgue os itens que se seguem.
39. (CESPE – 2010 - DETRAN ES – Técnico superior administrador) A cultura organizacional corresponde ao sistema de
valores compartilhados pelos membros da organização, sistema esse que diferencia uma organização das demais.
40. (CESPE – 2010 - DETRAN ES – Técnico superior administrador) Estacionamento, elevador privativo, motoristas e
salas amplas correspondem a símbolos materiais que integram a cultura de uma organização.

Julgue os itens a seguir, referentes à dinâmica das organizações.


41. (CESPE – 2010 - DETRAN ES – Técnico superior administrador) Na construção de cultura organizacional, os heróis -
figuras cujo comportamento serve de modelo para seus seguidores e possuem características altamente valorizadas
em uma cultura - podem ser tanto personagens reais quanto imaginários.

Julgue os itens a seguir, referentes à dinâmica das organizações.


42. (CESPE – 2010 - DETRAN ES – Técnico superior administrador) Entre os métodos empregados na análise da cultura
de organizações inclui-se a etnografia, utilizada pela antropologia para recolher dados de determinado grupo que
compartilha a mesma cultura.
43. (CESPE – 2010 - DETRAN ES – Técnico superior administrador) Organizações que adotam cultura individualista têm
como principal forma de controle o controle externo.

pág. 4
1.1. Gabarito - Clima e cultura organizacional
1C 2C 3C 4C 5C 6E 7C 8D 9C 10 E
11 E 12 C 13 E 14 C 15 C 16 C 17 E 18 C 19 E 20 C
21 C 22 C 23 E 24 C 25 E 26 C 27 C 28 E 29 C 30 E
31 E 32 E 33 E 34 C 35 E 36 C 37 C 38 C 39 C 40 C
41 C 42 C 43 E

2. QVT

A gestão de pessoas, além de concentrar-se no alcance de objetivos organizacionais, contribui para satisfação de
objetivos individuais. Acerca desse assunto, julgue os itens que se seguem.
1. (CESPE- 2012 – MPE PI – Analista Administrativo) Os programas de qualidade de vida no trabalho, cada vez mais
difundidos em organizações públicas e privadas, são um exemplo típico de ações classificadas como processos de
manter pessoas.
2. (CESPE – 2012 - TRT – Analista Administrativo) A qualidade de vida apoia-se na satisfação no trabalho, que resulta
das percepções afetivas e cognitivas que as pessoas têm sobre seu contexto laboral.

A respeito da qualidade de vida no trabalho, julgue os próximos itens.


3. (CESPE – 2011 – Assembleia CE – Analista legislativo –administração) Constituem foco dos programas de qualidade
de vida no trabalho as condições de trabalho, a organização do trabalho e as relações sociais.
4. (CESPE – 2011 – Assembleia CE – Analista legislativo –administração) A desagregação entre produtividade e bem-
estar constitui o objetivo das correntes contemporâneas de gestão de programas de qualidade de vida no trabalho.

Com relação a recursos humanos, julgue os itens seguintes.


5. (CESPE – 2011 – MMA - Analista ambiental - concentração 1) Entre os fatores que influenciam na qualidade de vida
no trabalho, incluem-se as condições ambientais, a segurança do trabalho e o grau de satisfação das pessoas em
relação à organização

2.1. QVT
1C 2C 3C 4E 5C

3. Conceitos, políticas, práticas, objetivos, equilíbrio organizacional e


Planejamento Estratégico de RH

1. (CESPE – 2012 – ANATEL – Técnico Administrativo) Proporcionar competitividade à organização, ajudar no


cumprimento de sua missão, atingir sua visão de futuro, alcançar seus objetivos e administrar suas mudanças são
objetivos da gestão de pessoas.

Acerca de objetivos, desafios e características da gestão de pessoas e de comportamento organizacional, julgue os


próximos itens.

2. (CESPE- 2012 – MPE PI – Técnico Administrativo) O equilíbrio organizacional pode ser alcançado mediante a troca
de contribuições e incentivos na relação entre as pessoas e as empresas. Nessa troca, as pessoas colaboram para
facilitar o alcance dos objetivos organizacionais, e as empresas fornecem para esses colaboradores os incentivos que
proporcionam a realização de seus objetivos pessoais.

3. (CESPE – 2012 - TRT – Analista Administrativo) A gestão de pessoas garante equilíbrio organizacional a partir da
melhor aplicação dos recursos organizacionais, tais como pessoas, tempo e informações.

pág. 5
4. (CESPE – 2012 - TRT – Analista Administrativo) É função da gestão de pessoas assessorar a tomada de decisão
gerencial no que diz respeito a aspectos de desempenho humano e de alocação de recursos organizacionais, como
informações, materiais, tempo, conhecimentos e tecnologias orientadas à produtividade.

3.1. Conceitos, políticas, práticas, objetivos, equilíbrio organizacional e


Planejamento Estratégico de RH
1C 2C 3E 4C

4. Análise e descrição de cargos/Recrutamento e Seleção.

1. (CESPE – 2012 – BASA - Técnico Administrativo) Consideram-se realizadas a análise e a descrição de cargos quando
ocorre a determinação dos requisitos básicos da força de trabalho, tais como os requisitos intelectuais e os físicos, as
responsabilidades envolvidas e as condições de trabalho.

2. (CESPE- 2012 – MPE PI – Analista Administrativo) Os processos de gestão de pessoas incluem recrutamento e
seleção, desenvolvimento e recompensas, desenho e descrição de cargos e avaliação de desempenho.

3. (CESPE – 2012 – BASA - Técnico Administrativo) A entrevista individual, normalmente utilizada no recrutamento e
na seleção de pessoas, deve ser realizada com apoio de roteiros com perguntas abertas e fechadas, em um processo
de comunicação com interações rápidas e superficiais.

4. (CESPE – 2012 – BASA - Técnico Administrativo) A política de aplicação das pessoas nas organizações descreve os
processos de recrutamento, seleção e integração das pessoas e a maneira como o desempenho delas será avaliado.

Julgue os próximos itens, relativos a recrutamento e seleção de pessoas.


5. (CESPE- 2012 – TJ RR – Administrador) Entrevistas, testes escritos e testes de simulação de desempenho constituem
técnicas importantes de recrutamento de recursos humanos.

Acerca da gestão de pessoas, julgue os itens a seguir.


6. (CESPE – 2012 – BASA - Técnico Administrativo) A seleção de pessoas ocorre em função da determinação dos
critérios e fatores de previsão para a escolha de candidatos aptos ao trabalho.

7. (CESPE- 2012 – TRE RJ – Analista Administrativo) As entrevistas são excelentes ferramentas de seleção para se avaliar
as habilidades interpessoais de candidatos.

Julgue os próximos itens, relativos a recrutamento e seleção de pessoas.


8. (CESPE- 2012 – TJ RR – Administrador) Geralmente, as entrevistas são utilizadas para encontrar indivíduos que se
ajustem à cultura e à imagem da instituição, visto que permitem conhecer características de personalidade e valores
pessoais dos candidatos.

9. (CESPE – 2012 - TRT – Analista Administrativo) A análise e a descrição de cargos consistem na identificação das
principais competências relevantes para a execução do trabalho em cada cargo.

4.1. Análise e descrição de cargos/Recrutamento e Seleção.


1C 2C 3E 4E 5E 6C 7C 8C 9E

5. Gestão do desempenho: objetivos; Métodos de avaliação de


desempenho: características, vantagens e desvantagens.
No que se refere à cultura organizacional e à gestão de pessoas, julgue os itens subsecutivos.

pág. 6
1. (CESPE – 2012 – ANATEL – Técnico Administrativo) Considere que o desempenho de José, funcionário ocupante de
cargo de gestão na unidade de atendimento a clientes, tenha sido avaliado por seu superior hierárquico, por seus
subordinados, por gestores de outras unidades com os quais José se relaciona no trabalho e por seus clientes. Nessa
situação, a avaliação de desempenho de José denomina-se 360 graus.

No que se refere aos aspectos gerais do processo administrativo, julgue os itens


2. (CESPE – 2012 – ANATEL – Analista Administrativo) A autoavaliação é uma ferramenta que costuma atenuar a
postura defensiva dos colaboradores com relação à sua avaliação, estimulando as discussões sobre desempenho.
Desse modo, essa é uma ferramenta adequada para a avaliação dos membros da instituição.

Com referência à gestão de pessoas nas organizações, julgue os itens a seguir.


3. (CESPE – 2012 – ANCINE- Técnico Administrativo) A gestão estratégica de pessoas apresenta-se como solução aos
desafios contemporâneos das organizações modernas e fundamenta-se nos princípios de controle e avaliação de
desempenho, preditores de efetividade organizacional.

Acerca da gestão de pessoas, julgue os itens a seguir.


4. (CESPE – 2012 – BASA - Técnico Administrativo) A verificação contínua de resultados de desempenho cotejados com
os planejamentos estratégico, tático e operacional é um dos objetivos da avaliação de desempenho.
5. (CESPE – 2012 – BASA - Técnico Administrativo) A política de aplicação das pessoas nas organizações descreve os
processos de recrutamento, seleção e integração das pessoas e a maneira como o desempenho delas será avaliado.

No que se refere à gestão do desempenho e à capacitação de integrantes da carreira de especialista em meio


ambiente, julgue os itens a seguir.
6. (CESPE- 2012 – IBAMA - Técnico Administrativo) Quando bem planejados, instrumentos de gestão de desempenho
contribuem positivamente para a eficácia organizacional, na medida em que permitem maior produtividade dos
indivíduos.
7. (CESPE- 2012 – IBAMA - Técnico Administrativo) Apesar do mérito das avaliações de desempenho individual
previstas no Decreto n.º 7.133/2010, os critérios por elas utilizados desestimulam o trabalho em equipe, dificultam o
reconhecimento de competências individuais e privilegiam demasiadamente a produtividade.

Com relação à qualidade no serviço público, julgue os itens subsecutivos.


8. (CESPE- 2012 - MCTI - Técnico 1 – Tema VII: Apoio Administrativo e Apoio Técnico) Um servidor não deve considerar,
na avaliação do trabalho que desempenha, a opinião pública a respeito do órgão em que serve, devendo embasar sua
avaliação de desempenho em indicadores concretos, formais, validados no processo de trabalho e vinculados às leis e
aos princípios da administração pública.

Os conhecimentos sobre comportamento organizacional proporcionam uma melhor compreensão dos indivíduos e
grupos que integram organizações. A respeito das situações relacionadas ao trabalho, julgue os itens que se seguem.
9. (CESPE- 2012 – MPE PI – Analista Administrativo) O desenvolvimento organizacional, por meio de mudança
planejada, contribui para a melhoria do desempenho da organização.
10. (CESPE- 2012 – MPE PI – Analista Administrativo) Por se fundamentarem na noção de competências, os sistemas
integrados de gestão de pessoas são capazes de expressar as demandas por desempenho em termos de necessidades
de aprendizagem.

11. (CESPE- 2012 – TJ RO – Administrador) Servidor público que trabalha no almoxarifado de um órgão público
candidatou-se ao cargo de gerente de relações públicas desse mesmo órgão. O referido órgão analisa o desempenho
desse servidor com base nos conceitos de sua última avaliação de desempenho, que variam de zero a dez.
Considerando a situação hipotética acima, assinale a opção correta.
a) O método de recrutamento realizado é do tipo externo, visto que o servidor candidata-se a cargo de setor diferente
do setor em que trabalha.
b) O responsável por realizar a seleção deverá adotar a entrevista fechada como técnica de identificação das
competências desejadas, em virtude de, por meio dessa técnica, serem obtidas informações detalhadas e abrangentes
sobre o perfil dos candidatos.
c) De acordo com a teoria X, caso esse servidor seja selecionado para o cargo de gerente de relações públicas, ele deve
ser constantemente supervisionado e acompanhado.
pág. 7
d) Segundo a teoria da motivação de hierarquia das necessidades, proposta por Maslow, caso esse servidor seja
selecionado para o cargo de gerente de relações públicas, ele deve ser motivado primeiramente mediante o
incremento de sua autoestima.
e) A utilização dos conceitos obtidos pelo servidor em sua última avaliação de desempenho como critério para tomada
de decisão caracteriza a avaliação de desempenho do tipo escolha forçada.

Julgue os itens a seguir, acerca da gestão do desempenho.


12. (CESPE – 2011 – Assembleia CE – Analista legislativo –administração) O balanced scorecard constitui alternativa
para avaliar os comportamentos dos empregados em relação a perspectivas diferenciadas do desempenho
organizacional.
13. (CESPE – 2011 – Assembleia CE – Analista legislativo –administração) É objetivo da gestão do desempenho
estabelecer padrões de resultados e comportamentos individuais ou grupais que traduzam as metas e os objetivos
organizacionais.

O mundo contemporâneo evolui muito rapidamente e, para acompanhar essa velocidade, a cada dia surgem novos
modelos de gestão. A respeito da gestão do conhecimento, da gestão por desempenho e da gestão por competências,
julgue os itens.
14. (CESPE - 2010 - MPS - Administrador) A contínua busca pela efetividade no serviço público possibilita que a gestão
por desempenho ocupe cada vez mais espaço nas organizações governamentais.
15. (CESPE - 2010 - MPS - Administrador) A utilização de múltiplos avaliadores gera uma confusão nas informações
obtidas, prejudicando os processos de avaliação de desempenho.

O mundo contemporâneo evolui muito rapidamente e, para acompanhar essa velocidade, a cada dia surgem novos
modelos de gestão. A respeito da gestão do conhecimento, da gestão por desempenho e da gestão por competências,
julgue os itens.
16. (CESPE - 2010 - MPS - Administrador) A gestão de desempenho é um modelo em que a administração do capital
humano, alinhada à estratégia organizacional, mapeia os conhecimentos e habilidades de que a entidade precisa para
atingir os objetivos e metas propostos em seu planejamento.

5.1. Gestão do desempenho: objetivos; Métodos de avaliação de


desempenho: características, vantagens e desvantagens.
1E 2E 3E 4C 5E 6C 7E 8E 9C 10 C
11 C 12 E 13 C 14 C 15 E 16 E

6. Educação, Treinamento e Desenvolvimento.


1. (CESPE – 2012 – BASA - Técnico Administrativo) O planejamento instrucional de ações de treinamento e
desenvolvimento de pessoas diagnostica as necessidades de aprendizagem e estabelece toda a programação de
cursos, bem como sua avaliação.
2. (CESPE – 2012 – BASA - Técnico Administrativo) A avaliação de retorno sobre o investimento em treinamentos é
feita com base no impacto do treinamento sobre os resultados das equipes e departamentos de uma organização.

3. (CESPE- 2012 – IBAMA - Técnico Administrativo) Mensurar o impacto de um treinamento no desempenho de seus
egressos é um dos objetivos das avaliações de reação, recurso bastante utilizado em órgãos públicos.

4. (CESPE- 2012 – MPE PI – Analista Administrativo) Quando bem planejadas e executadas para suprir os gaps de
competências identificados, as ações de treinamento garantem que os indivíduos apliquem no trabalho os novos CHAs
aprendidos.

6.1. Educação, Treinamento e Desenvolvimento.


1E 2E 3E 4E

pág. 8
7. Educação corporativa. Educação a distância.
Com relação a recursos humanos, julgue os itens seguintes.
1. (CESPE – 2011 – MMA - Analista ambiental - concentração 1) A educação corporativa, um processo de ensino e
aprendizagem que se molda às necessidades organizacionais, centra-se, fundamentalmente, no condutor da ação
educacional e objetiva o alcance de resultados operacionais e financeiros da organização.

Julgue os próximos itens, relativos à gestão de pessoas.


2. (CESPE - 2011 - PREVIC – Técnico Administrativo) As ações de treinamento e de educação corporativa são planejadas
para a aprendizagem pessoal e profissional, de acordo com necessidades imediatas e futuras das organizações.

Julgue os itens, acerca de aprendizagem organizacional.


3. (CESPE – 2010 – AGU - Administrador) Uma organização que objetiva implementar um modelo dinâmico e
pragmático de educação corporativa deve aderir ao modelo sala de aula como forma prioritária de aprendizagem.

De acordo com Peter Senge, no atual contexto de mudanças, as organizações que se sobressairão no futuro serão as
que conseguirem extrair, de todas as suas pessoas, o compromisso e a capacidade de aprender. No que concerne à
aprendizagem organizacional, ao treinamento e desenvolvimento, julgue os itens subsequentes.
4. (CESPE - 2011 - PREVIC – Analista Administrativo — Especialidade: Administrativa) As universidades corporativas
são responsáveis pelo estabelecimento do processo de desenvolvimento de pessoas alinhado à definição das
estratégias de negócio e às competências essenciais da organização.

Com base na figura apresentada, que relaciona os conceitos de treinamento, desenvolvimento e educação em
organizações e trabalho, e acerca de treinamento e desenvolvimento para educação continuada, julgue os itens
subsequentes.
5. (CESPE-2009-INMETRO-Analista Executivo em Metrologia e Desenvolvimento de Recursos) Instrução refere-se à
criação de eventos informais de aprendizagem.
6. (CESPE-2009-INMETRO-Analista Executivo em Metrologia e Desenvolvimento de Recursos) Treinamento é o
conjunto de experiências e oportunidades de aprendizagem proporcionado pela organização e que apoia o
crescimento pessoal do empregado.
7. (CESPE-2009-INMETRO-Analista Executivo em Metrologia e Desenvolvimento de Recursos) Dos materiais
instrucionais de apoio aos processos de ensino-aprendizagem excluem-se os bancos eletrônicos de dados, ainda que
estejam presentes em exercícios e em outras estratégias instrucionais interativas.
8. (CESPE-2009-INMETRO-Analista Executivo em Metrologia e Desenvolvimento de Recursos) Educação são programas
ou conjuntos de eventos educacionais de média e longa duração que objetivam a formação e a qualificação
profissional contínuas dos empregados.
9. (CESPE-2009-INMETRO-Analista Executivo em Metrologia e Desenvolvimento de Recursos) Da educação corporativa
moderna exclui-se a tarefa de oportunizar a educação continuada, pois, atualmente, exige-se que os trabalhadores
busquem, por iniciativa própria, esse tipo de educação.

As organizações cada vez mais acreditam e apostam no potencial e no desenvolvimento dos seus profissionais, o que
se traduz em mais investimentos em formação e capacitação de pessoal. Com relação a treinamento,
desenvolvimento, educação e aprendizagem nas organizações, julgue os itens.
10. (CESPE – 2009 – ANTAQ – Analista Administrativo) Dentro de uma organização, a aprendizagem das práticas
relevantes para o exercício de suas funções por um trabalhador só ocorre se esse for submetido a situações formais
de instrução ou treinamento.

11. (CESPE- 2012 – IBAMA - Técnico Administrativo) Cursos na modalidade a distância têm sido preteridos por
organizações públicas e privadas devido ao seu alto custo logístico e por sua complexa acessibilidade.

Com relação a recursos humanos, julgue os itens seguintes.


12. (CESPE – 2011 – MMA - Analista ambiental - concentração 1) O ensino a distância, uma das modalidades de
educação continuada utilizada nos processos de educação corporativa, não tem proporcionado aos seus participantes
melhor desempenho de seus papéis nas organizações.

pág. 9
Considerando a importância da educação a distância (EAD) e da educação corporativa, julgue os itens a seguir.
13. (CESPE - 2010 - MPU – Analista administrativo) A educação corporativa pode ser entendida como uma entidade
educacional que funciona como ferramenta estratégica para ajudar a organização a cumprir sua missão.
14. (CESPE - 2010 - MPU – Analista administrativo) O sucesso de ações de educação corporativa depende mais do
comprometimento da alta cúpula da empresa do que da sinergia entre os programas educacionais e os projetos sociais
das organizações.

Julgue os itens, acerca de aprendizagem organizacional.


15. (CESPE – 2010 – AGU - Administrador) A organização que pretenda utilizar o ensino a distância como forma de
desenvolvimento de aprendizagem organizacional deve desenvolver um modelo que proporcione, ao mesmo tempo,
comunicações massivas e estudo individualizado.

Julgue os itens, referentes ao uso de tecnologias na educação.

16. (CESPE – 2010 – ABIN – Oficial Técnico de Inteligência - Pedagogia) Na educação corporativa a distância, a seleção
de determinada tecnologia deve levar em conta, especialmente, sua adequação ao perfil dos empregados, às
condições tecnológicas da empresa e ao projeto educacional.
17. (CESPE – 2010 – INCA – Tecnologista Júnior – Analista Pedagogo) Educação a distância é uma forma de ensino que
possibilita a autoaprendizagem, com a mediação de recursos didáticos sistematicamente organizados, apresentados
em diferentes suportes de informação, utilizados isoladamente ou combinados, e veiculados pelos diversos meios de
comunicação.

7.1. Educação corporativa. Educação a distância.


1E 2C 3E 4C 5E 6E 7E 8C 9E 10 E
11 E 12 E 13 E 14 E 15 C 16 C 17 C

8. Gestão por Competências


1. (CESPE – 2012 - TRT – Analista Administrativo) A identificação de necessidades de capacitação é feita com base na
lacuna entre as competências necessárias e as existentes na organização.

2. (CESPE – 2012 - TRT – Analista Administrativo) O mapeamento de competências nas organizações deve ser
elaborado a partir de um marco conceitual em que a noção de competência é definida como a tomada de
responsabilidade por parte de uma pessoa frente a situações de complexidade.

3. (CESPE – 2012 - TRT – Analista Administrativo) Para as linhas de pensamento francesa e americana, a competência
resulta da combinação sinérgica de conhecimentos, habilidades e atitudes.

4. (CESPE – 2012 - TRT – Analista Administrativo) A partir do mapeamento de competências em uma organização, tem-
se o início dos demais subsistemas de gestão de pessoas, tais como a seleção e o desenvolvimento. Após os resultados
desses, inicia-se a avaliação de desempenho com vistas a mensurar os resultados individuais e coletivos no trabalho
para retroagir o processo da gestão de pessoas e estabelecer os méritos de remuneração.

8.1. Gestão por Competências


1C 2C 3E 4C

9. Gestão do conhecimento.
1. (CESPE – 2012 - TRT – Analista Administrativo) A espiral do conhecimento se desenvolve a partir de uma relação
recursiva estabelecida na combinação de conhecimentos tácitos e explícitos.

pág. 10
O mundo contemporâneo evolui muito rapidamente e, para acompanhar essa velocidade, a cada dia surgem novos
modelos de gestão. A respeito da gestão do conhecimento, da gestão por desempenho e da gestão por competências,
julgue os itens.
2. (CESPE - 2010 - MPS - Administrador) O processo de organização e distribuição do saber coletivo da empresa, de
maneira a fazer que a informação certa chegue à pessoa certa na hora certa, é conhecido como gestão do
conhecimento.
3. (CESPE - 2010 - MPS - Administrador) Por tratar diretamente do saber organizacional, a gestão do conhecimento
possui como objetivo principal coletar a maior quantidade de informações disponíveis.

9.1. Gestão do conhecimento.


1C 2C 3E

1. Motivação e liderança
1. (CESPE – Oficial Técnico de Justiça ABIN/2010) O valor que um indivíduo atribui ao alcance de um resultado - por
exemplo, uma promoção - é fator determinante do seu nível de motivação em relação a determinada atividade.

2. A crença dos empregados de que os esforços por eles despendidos na execução das atividades e no cumprimento das
metas serão recompensados pela organização caracteriza a motivação por autoeficácia.

3. De acordo com a teoria da equidade, a motivação no ambiente de trabalho ocorre quando um funcionário reconhece
que a organização lhe paga salário melhor que a média salarial de mercado.

4. (CESPE/Unb – Técnico Administrativo – DETRAN-ES/2010) Entre os elementos da teoria da motivação, proposta


por Herzberg na teoria dos dois fatores, inclui-se a grande preocupação da alta gerência de órgão com o conteúdo do
trabalho desenvolvido pelos colaboradores.

5. (CESPE – Analista Judiciário STM/2011) É possível afirmar que quanto maior for a motivação de um funcionário
para o trabalho, tanto melhor será o seu desempenho em determinado contexto laboral.
6. (CESPE – Analista de Controle Externo – Tecnologia da Informação – TCU/2009) Segundo a teoria proposta por
McClelland, os principais vetores da necessidade, para que um ser humano possa obter a sua satisfação, são realização,
afiliação e poder.

(CESPE/Unb – EBC – Administrativa/2011) A administração de recursos humanos está relacionada a todas as


funções do processo administrativo, referindo-se a políticas e práticas necessárias para se administrar o trabalho das
pessoas. A esse respeito, julgue os itens a seguir.
7. Liderança é a habilidade de influenciar pessoas, dirigir seu comportamento em direção ao alcance de objetivos e
metas, podendo ser orientada para pessoas e também para tarefas.

8. A teoria dos dois fatores, de Herzberg, pode ser representada por meio de uma pirâmide constituída de dois tipos de
necessidade das pessoas: uma básica, a necessidade de segurança; e outra, mais complexa e difícil de ser Atingida, a
necessidade de autorrealização.

9. Em uma organização, existem, basicamente, três estilos de liderança: o autocrático, voltado para o líder; o
democrático, voltado para o líder e o subordinado; e o liberal, voltado para o subordinado.

10.1 Motivação e Liderança


1. C 2. E 3.E 4.C 5.E 6.C 7.C 8. E 9. C

pág. 11
1
GESTÃO DE PESSOAS PARA CONCURSOS
PROFESSORA ANDRÉIA RIBAS

MOTIVAÇÃO

1) (CESPE – 2017 – TRT-7ª Região (CE) – Analista Judiciário – Área Administrativa) A motivação depende do
esforço despendido pelo empregado para atingir um resultado e do valor atribuído por ele a esse
resultado. Essa premissa se refere à teoria motivacional denominada teoria
a) das necessidades de Maslow.
b) da expectativa.
c) da equidade.
d) behaviorista.

2) (CESPE – 2017 – SEDF – Técnico de Gestão Educacional – Apoio Administrativo) Com relação a equilíbrio
organizacional, liderança, motivação e objetivos da gestão de pessoas, julgue o seguinte item.
Tornar as tarefas mais desafiadoras é uma forma de motivar pessoas e de desenvolver nelas o sentimento
de que as atividades estão ficando mais enriquecedoras.

3) (CESPE – 2017 – SEDF – Professo de Educação Básica – Administração) Julgue o item a seguir, referente
aos elementos do comportamento organizacional.
Conforme a teoria da expectativa, a motivação depende da percepção de que a organização adota
mecanismos de equidade e paridade de remuneração como forma de reconhecimento do desempenho
dos indivíduos que nela trabalham.

4) (CESPE – 2016 – FUNPRESP-JUD – Assistente – Secretariado Executivo) No que se refere a análise


administrativa; estrutura organizacional e organização; e sistemas e métodos de gestão secretarial, julgue
o item que se segue.
De acordo com a teoria dos dois fatores — os motivacionais e os higiênicos —, classificação proposta por
Herzberg, as condições ambientais estão diretamente relacionadas ao trabalho e constituem elemento
motivacional para o indivíduo.

5) (CESPE – 2016 – TCE-PA – Auditor de Controle Externo – Área Administrativa – Gestão de Pessoas) A
respeito de comportamento organizacional, julgue o item seguinte.
Sendo uma ação autorregulada e persistente, dirigida a determinados objetivos e ativada por
necessidades intrínsecas, a motivação tende a ser pouco influenciada por iniciativas organizacionais e
gerenciais de remuneração e valorização.

6) (CESPE – 2016 – DPU – Analista – Conhecimentos Básicos – Cargo 1) A respeito de comportamento


organizacional, julgue o item que se segue.
De acordo com a teoria dos dois fatores, postulada por Herzberg, os fatores higiênicos estarão presentes
na organização se as pessoas perceberem serem satisfatórias suas relações com os chefes imediatos e
com os colegas de trabalho e serem adequadas as condições de trabalho.

7) (CESPE – 2016 – DPU – Agente Administrativo – Conhecimentos Específicos) Acerca de comportamento


organizacional, julgue o item que se segue.
Segundo a teoria dos motivos, de McClelland, aspirar realizar metas elevadas, procurar relações
interpessoais fortes e buscar aprovação dos outros são características de pessoas que demonstram que a
motivação está baseada em motivos de sucesso.

1
2
GESTÃO DE PESSOAS PARA CONCURSOS
PROFESSORA ANDRÉIA RIBAS

8) (CESPE – 2015 – FUB – Tecnólogo – Recursos Humanos) Acerca de comprometimento no trabalho,


tipologias de comprometimento, motivação e envolvimento no trabalho, julgue o item subsequente.
A motivação do ganho material, a motivação do reconhecimento social e a motivação interior da
realização pessoal são três tipos de motivações consideradas eficazes para que o empregado se
comprometa com o trabalho.

9) (CESPE – 2015 – FUB – Tecnólogo – Recursos Humanos) Acerca de comprometimento no trabalho,


tipologias de comprometimento, motivação e envolvimento no trabalho, julgue o item subsequente.
De acordo com a teoria dos dois fatores (satisfação e motivação), a motivação vem do trabalho e não do
ambiente.

10) (CESPE – 2015 – TRE-GO – Analista Judiciário – Área Administrativa) Acerca de organização e motivação,
julgue o item a seguir.
Caso se busque motivar um colaborador que tenha alta necessidade de realização nos termos propostos
pela teoria das necessidades adquiridas, deve-se considerar que pessoas com essa característica preferem
trabalhar sozinhas.

11) (CESPE – 2015 – DEPEN – Agente Penitenciário Federal – Área 1) Julgue o item a seguir, referentes a
comportamento organizacional.
De acordo com a teoria motivacional do estabelecimento de objetivos, pessoas orientadas por gestores
que adotam estilos mais participativos de liderança e de gestão apresentam melhor desempenho
profissional, já que elas trabalham com objetivos claros, específicos e desafiadores e recebem feedbacks
gerenciais.

12) (CESSPE – 2015 – DEPEN – Agente Penitenciário Federal – Área 1) Julgue o item a seguir, referentes a
comportamento organizacional.
A motivação no trabalho caracteriza-se pelo esforço despendido pelo indivíduo para cumprir objetivos e
metas previamente estipulados, ainda que dificuldades e obstáculos afetem seu desempenho profissional
por um breve período.

13) (CESPE – 2014 – ANATEL – Analista Administrativo – Administração) Julgue o próximo item, acerca das
teorias de motivação e liderança.
O significado do trabalho é um importante mediador na relação entre motivação e desempenho. Para isso,
o indivíduo deve entender que seu trabalho é importante e significativo e perceber-se como responsável
pelo resultado do esforço despendido.

14) (CESPE – 2014 – ANATEL – Analista Administrativo – Administração) Julgue o próximo item, acerca das
teorias de motivação e liderança.
Os construtos da teoria da expectância de Vroom podem ser representados da seguinte forma: um
indivíduo deseja uma promoção (instrumentalidade — grau de atração), passa a estender o seu horário
de trabalho (valência — visualização da relação entre a ação e a obtenção do resultado), pois acredita que,
assim, poderá ser promovido (expectância — antecipação dos resultados e probabilidade subjetiva).

15) (CESPE – 2014 – TJ-CE – Analista Judiciário – Área Administrativa) De acordo com a hierarquia de
necessidades proposta por Maslow, uma pessoa que trabalha com empenho para conseguir de seu chefe
imediato reconhecimento e autonomia é motivada por necessidades
a) fisiológicas.
b) de realização.

2
3
GESTÃO DE PESSOAS PARA CONCURSOS
PROFESSORA ANDRÉIA RIBAS

c) de segurança.
d) sociais.
e) de autoestima.

GABARITO

1. B 2. C 3. E 4. E 5. E 6. C 7. E 8. C 9. C 10. C
11. C 12. C 13. C 14. E 15. E

LIDERANÇA

1) (CESPE – 2017 – TRE-BA – Conhecimentos Gerais – Nível Médio) De acordo com a literatura pertinente,
uma das dimensões da liderança transacional é a
a) recompensa contingente.
b) motivação inspiracional.
c) estimulação intelectual.
d) consideração individualizada.
e) influência idealizada.

2) (CESPE – 2017 – SEDF – Técnico de Gestão Educacional – Apoio Administrativo) Com relação a equilíbrio
organizacional, liderança, motivação e objetivos da gestão de pessoas, julgue o seguinte item.
A liderança exercida em função do poder legitimado é identificada pelos conhecimentos e pelas
capacidades técnicas do indivíduo.

3) (CESPE – 2017 – TRE-BA – Analista Judiciário – Psicologia) Os comportamentos típicos do líder que exerce
sua função na equipe a partir de uma perspectiva transformacional de liderança incluem
a) atender, orientar e aconselhar cada colaborador de maneira personalizada.
b) abdicar das responsabilidades, evitando tomar decisões.
c) trabalhar somente com colaboradores motivados.
d) condenar desvios a regras e padrões de conduta, adotando atitudes corretivas.
e) estabelecer planos de desenvolvimento somente para os colaboradores que apresentem melhor
desempenho.

4) (CESPE – 2017 – TRF-1ª REGIÃO – Técnico Judiciário – Segurança e Transporte) A respeito do trabalho em
equipe, julgue o item subsequente.
Em equipes, o papel de liderança é, em geral, compartilhado entre os seus membros.

5) (CESPE – 2017 – TRE-BA – Analista Judiciário – Psicologia) Um gerente que pretenda promover a eficiência
no trabalho de sua equipe deve priorizar
a) a liberdade dos membros da equipe na escolha das tarefas.
b) o compartilhamento de informações.
c) os resultados individuais.
d) a escolha aleatória dos membros da equipe.
e) a homogeneidade dos membros da equipe.

6) (CESPE – 2016 – FUB – Auxiliar em Administração) Julgue o próximo item, a respeito de administração
geral e postura profissional.

3
4
GESTÃO DE PESSOAS PARA CONCURSOS
PROFESSORA ANDRÉIA RIBAS

Nas organizações, um dos papéis do líder é motivar seus subordinados e isso ele alcança exercendo
habilidades interpessoais.

7) (CESPE – 2016 – ANVISA – Técnico Administrativo) No que se refere a gestão de pessoas, equilíbrio
organizacional, motivação e liderança, julgue o item subsequente.
A liderança nas organizações, sinônimo de administração, deve ser atribuída aos administradores que
demonstrem maior capacidade para planejamento, organização, direção e controle.

8) (CESPE – 2016 – FUNPRESP-JUD – Assistente – Secretariado Executivo) Acerca do comportamento


organizacional e da gestão de pessoas, julgue o item seguinte.
A capacidade de influenciar um grupo para alcançar metas, por meio do desenvolvimento de uma visão
de futuro e do engajamento contínuo, é uma das características dos chefes de primeira linha.

9) (CESPE – 2016 – FUNPRESP-JUD – Assistente – Administrativa) Com relação a cultura, liderança e


desempenho organizacional, julgue o próximo item.
Por meio da comunicação, a liderança exerce poder ao criar ou reforçar uma realidade organizacional.

10) (CESPE – 2016 – FUNPRESP-JUD – Assistente – Administrativa) Com relação a cultura, liderança e
desempenho organizacional, julgue o próximo item.
Em um contexto organizacional, delegar autoridade é o mesmo que delegar responsabilidade.

11) (CESPE – 2016 – TCE-PR – Analista de Controle – Administração) Assinale a opção correta, acerca de
motivação e liderança, comunicação, descentralização e delegação.
a) Em ambientes organizacionais, delegar limita-se a repassar responsabilidades a empregado
hierarquicamente subordinado.
b) Energização e estímulo da liderança são aspectos determinantes e suficientes para que os subordinados
fiquem motivados para o alcance dos resultados organizacionais.
c) Comunicações referentes à solução de problemas intradepartamentais e de coordenação
interdepartamental são caracterizadas como comunicações verticais.
d) Volume excessivo de informações nos canais de comunicação acarreta sobrecarga, o que pode
ocasionar omissão e distorção no processo de comunicação.
e) A realização de metas é aspecto de menor importância no exercício da liderança; a comunicação e as
relações interpessoais são preponderantes.

12) (CESPE – 2016 – TCE-PA – Auditor de Controle Externo – Área Administrativa – Administração) No que se
refere a liderança, comunicação e controle, julgue o item subsequente.
O impacto das ações do líder sobre os indivíduos e o compromisso permanente e duradouro com a
mudança pessoal devem ser considerados para a sustentabilidade da liderança e para a motivação das
pessoas.

13) (CESPE – 2016 – TCE-PA – Auditor de Controle Externo – Área Planejamento – Administração) Com relação
a liderança, motivação e comunicação, julgue o item seguinte.
O líder que apresenta o poder de referência é aquele que influencia uma equipe pelo respeito por seus
conhecimentos, além de apresentar habilidades relacionadas às atividades desempenhadas pela sua
equipe.

14) (CESPE – 2016 – TCE-PA – Auditor de Controle Externo – Área Administrativa – Gestão de Pessoas) A
respeito de comportamento organizacional, julgue o item seguinte.

4
5
GESTÃO DE PESSOAS PARA CONCURSOS
PROFESSORA ANDRÉIA RIBAS

Ao longo do processo de desenvolvimento, as lideranças devem eliminar os conflitos entre os membros


das equipes, pois eles prejudicam a coesão e a identificação necessárias ao alcance dos níveis de
produtividade exigidos.

15) (CESPE – 2016 – TCE-SC – Auditor Fiscal de Controle Externo – Administração) Julgue o item subsequente,
relativo a cultura e liderança nas organizações.
Os líderes formais são responsáveis pela criação de uma cultura organizacional sem influência de outros
agentes internos ou externos à organização, razão por que as relações entre os estilos de liderança e a
cultura de determinada organização já fornecem descobertas-chave a respeito do seu modo de atuação.

GABARITO
1. A 2. E 3. A 4. C 5. B 6. C 7. E 8. E 9. C 10. E
11. D 12. C 13. E 14. E 15. E

5
1
GESTÃO DE PESSOAS PARA CONCURSOS
Professora ANDREIA RIBAS

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS.

1) (CESPE – 2017 – TRE-TO – Técnico Judiciário – Área Administrativa) Os conhecimentos integrados que
as organizações utilizam para se diferenciar de seus concorrentes no mercado bem como para gerar
valor para o cliente ou cidadão denominam-se
a) habilidades.
b) competências.
c) atitudes.
d) conhecimentos organizacionais.
e) capacidades dinâmicas.

2) (CESPE – 2017 – TRE-PE – Analista Judiciário – Área Administrativa) Em se tratando da gestão por
competências, estabelecer as competências organizacionais é fundamental para promover o
alinhamento com as competências das pessoas. Nesse contexto, consideram-se competências
organizacionais básicas aquelas
a) relacionadas com a gestão de recursos financeiros, comerciais e produtivos para a obtenção de
melhores resultados.
b) apresentadas nas atividades exercidas na organização, inerentes a cada indivíduo.
c) necessárias ao funcionamento organizacional, inerentes à estrutura e à organização para a
realização do trabalho.
d) que retratam o conjunto interdependente de conhecimentos, habilidades e atitudes necessários
para a realização das tarefas das equipes.
e) relativas a clientes e fornecedores, fundamentais para o sucesso da organização.

3) (CESPE – 2016 – TCE-PR – Analista de Controle – Administração) Considerando que a gestão de pessoas
por competências tem sido o modelo adotado por organizações de setores públicos de diversos países,
inclusive no Brasil, assinale a opção correta, relativamente a gestão de pessoas por competências e à
prática dessa modalidade de gestão no setor público brasileiro.
a) A adoção do modelo de gestão por competências representa uma tentativa de se eliminar os traços
de subjetividade e imprevisibilidade que ainda permeiam o cenário da administração pública e
respectivas organizações e setores de gestão de pessoas.
b) Nas organizações públicas, o mapeamento de competências é dispensável, já que diversos
documentos oficiais, como, por exemplo, os regimentos internos, dispõem sobre as atribuições e
responsabilidades das unidades organizacionais e de seus respectivos servidores.
c) Provas de conhecimentos em seleções públicas de pessoal exemplificam uma das práticas da gestão
por competências, na medida em que o conceito de competências remete ao conjunto de
conhecimentos, habilidades e atitudes integrantes dos repertórios cognitivos e afetivos dos
candidatos.
d) As recentes políticas de pessoal no setor público visam à utilização da noção de competências em
todas as funções de administração de recursos humanos desempenhadas pelos setores de gestão de
pessoas.
e) São preceitos da gestão por competências: alinhamento das políticas de recursos humanos com a
estratégia organizacional; coerência entre as políticas de recursos humanos; convergência de atitudes
e comportamentos dos gestores organizacionais com a unidade de recursos humanos; integração
entre força de trabalho e objetivos organizacionais.

4) (CESPE – 2016 – TCE-PA – Auditor de Controle Externo – Educacional) No que se refere ao


desenvolvimento de competências no ambiente organizacional, julgue o item subsequente.
2
GESTÃO DE PESSOAS PARA CONCURSOS
Professora ANDREIA RIBAS

Atitude é uma competência individual que, no ambiente organizacional, é desenvolvida por meio de
um comportamento prudente e de confiança nos gestores responsáveis por solucionar os problemas
da organização.

5) (CESPE – 2016 – TCE-PA – Auditor de Controle Externo – Educacional) No que se refere ao


desenvolvimento de competências no ambiente organizacional, julgue o item subsequente.
A gestão por competências contribui para manter a rigidez, o isolamento e a estabilidade de cada
departamento.

6) (CESPE – 2016 – TCE-PA – Auditor de Controle Externo – Educacional) No que se refere ao


desenvolvimento de competências no ambiente organizacional, julgue o item subsequente.
Uma das competências individuais é o saber fazer, ou seja, a habilidade de transformar o
conhecimento em ações concretas.

7) (CESPE – 2016 – TCE-PA – Auditor de Controle Externo – Área Administrativa – Gestão de Pessoas)
Julgue o item subsecutivo, acerca das características e dos elementos fundamentadores dos atuais
modelos de gestão de pessoas.
A competência individual mobiliza, integra e transfere conhecimentos, recursos e habilidades para o
trabalho; por isso, a qualificação dos funcionários de uma organização deve ser o foco primário de
intervenção das políticas e práticas de gestão de pessoas.

8) (CESPE – 2016 – TCE-PA – Auditor de Controle Externo – Área Administrativa – Gestão de Pessoas)
Julgue o item subsecutivo, acerca das características e dos elementos fundamentadores dos atuais
modelos de gestão de pessoas.
A gestão por competências, modelo estratégico de gestão de pessoas, estabelece o alinhamento das
políticas e práticas de administração de recursos humanos com as diretrizes das organizações.

9) (CESPE – 2016 – TCE-PA – Auditor de Controle Externo – Área Administrativa – Gestão de Pessoas)
Julgue o item subsecutivo, acerca das características e dos elementos fundamentadores dos atuais
modelos de gestão de pessoas.
Na gestão por competências, assume-se a perspectiva formal de aprendizagem que estabelece que os
conhecimentos, as habilidades e as atitudes que formam as competências individuais devem ser
desenvolvidos em ações de treinamento e educação.

10) (CESPE – 2016 – TCE-PA – Auditor de Controle Externo – Área Administrativa – Gestão de Pessoas) A
respeito dos processos e atividades relativos à gestão de pessoas, julgue o item a seguir.
Em organizações que optam por uma remuneração por competências, os funcionários são
recompensados tanto em razão dos resultados decorrentes de seus esforços no trabalho quanto
daqueles alcançados por suas equipes de trabalho e respectivas organizações.

11) (CESPE – 2016 – TCE-SC – Auditor Fiscal de Controle Externo – Administração) Com relação à gestão
por resultados e à gestão de pessoas no serviço público, julgue o item seguinte.
A gestão de pessoas por competências pode ser entendida como um programa sistematizado e
desenvolvido para definir perfis profissionais que proporcionem maior produtividade e adequação aos
serviços a serem realizados, identificando os pontos fortes e os fracos dos profissionais, suprindo suas
lacunas e agregando conhecimento, de acordo com os critérios e objetivos estabelecidos pela
organização.
3
GESTÃO DE PESSOAS PARA CONCURSOS
Professora ANDREIA RIBAS

12) (CESPE – 2016 – TRE-PI – Conhecimentos Gerais para os Cargos 5, 6 e 7) A respeito da gestão por
competência nas organizações, assinale a opção correta.
a) Caminhos alternativos, flexíveis e adaptáveis para o desenvolvimento de competências resultam de
processos de diagnóstico de lacunas de competências nas organizações.
b) Na avaliação de competências nas organizações, os questionários, as entrevistas e os grupos focais
são as principais técnicas utilizadas, pois proporcionam mensurações mais fidedignas que as demais
técnicas.
c) Em uma perspectiva processual, os componentes da competência podem ser constituídos por
demandas de contexto organizacional, social ou econômico.
d) No mapeamento de competências, a construção de descrições longas, constituídas por múltiplas
ideias, auxilia na caracterização do espaço ocupacional dos profissionais na organização.
e) Competências com maior grau de transversalidade entre as diversas áreas de uma organização
configuram-se como emergentes quanto à relevância, bem como gerais quanto à amplitude.

13) (CESPE – 2016 – TRE-PI – Conhecimentos Gerais para o Cargo 3) Em relação à gestão por competências,
assinale a opção correta.
a) O processo de gestão por competências é focado nas competências das pessoas, desconsiderando-
se a articulação com as competências corporativas por estas serem patrimônio organizacional.
b) Comparativamente a outras modalidades avaliativas, a avalição de desempenho por competências
é vantajosa porque elimina a subjetividade do avaliador.
c) O mapeamento de competências é um processo periódico para avaliar o desempenho das pessoas
quanto a conhecimentos, habilidade e atitudes.
d) As competências individuais são o conjunto de capacidades cuja observação independe da
mobilização do indivíduo para a realização de uma ação específica.
e) As pessoas concretizam as competências organizacionais e fazem sua adequação ao contexto ao
colocarem em prática o patrimônio de conhecimentos da organização.

14) (CESPE – 2016 – TRE-PI – Técnico Judiciário – Administrativa) As competências de uma organização são
muito mais do que a soma dos conhecimentos gerais de cada empregado individualmente; outros
aspectos estão incluídos no conceito de competência organizacional, inclusive no setor público. Acerca
desse assunto, assinale a opção correta.
a) Perenes são competências que têm o papel de distinguir um desempenho superior de um
desempenho mediano.
b) Transitórias são competências que, durante um tempo, são importantes para a organização e para
as atividades desenvolvidas, mas que tendem a ser superadas.
c) Declinantes são competências que precisam ser mobilizadas durante processos de mudança,
embora sejam pontuais e menos enfatizadas na estratégia organizacional.
d) Emergentes são competências que podem não ser relevantes para as atividades atuais da
organização, mas que, caso se considerem a estratégia e a visão de futuro, serão enfatizadas
posteriormente.
e) Diferenciais são competências de um grupo fundamental de competências organizacionais
intimamente relacionadas à obtenção do desempenho desejado, e que permanecem relevantes para
as tarefas ao longo do tempo, independentemente da direção estratégica da organização.

15) (CESPE – 2016 – DPU – Analista – Conhecimentos Básicos – Cargo 1) Acerca da gestão de pessoas,
função da área de gestão de pessoas, políticas e sistemas de informações gerenciais, gestão de pessoas
baseada em competências e aprendizagem organizacional, julgue o item a seguir.
4
GESTÃO DE PESSOAS PARA CONCURSOS
Professora ANDREIA RIBAS

A corrente integradora da competência procura articular as proposições das correntes norte-


americana e francesa, destacando a competência como a combinação de conhecimentos, habilidades
e atitudes expressos pelo desempenho de contextos organizacionais.

16) (CESPE – 2016 – DPU – Analista – Conhecimentos Básicos – Cargo 1) Acerca da gestão de pessoas,
função da área de gestão de pessoas, políticas e sistemas de informações gerenciais, gestão de pessoas
baseada em competências e aprendizagem organizacional, julgue o item a seguir.
O mapeamento de competências consiste na definição dos objetivos estratégicos e na identificação
de competências individuais e organizacionais necessárias ao alcance da vantagem competitiva.

17) (CESPE – 2016 – DPU – Analista – Conhecimentos Básicos – Cargo 1) Acerca da gestão de pessoas,
função da área de gestão de pessoas, políticas e sistemas de informações gerenciais, gestão de pessoas
baseada em competências e aprendizagem organizacional, julgue o item a seguir.
As competências profissionais são reveladas quando a organização, diante das situações com as quais
se defronta no contexto de mercado, serve de elo entre os atributos individuais e a estratégia da
organização.

18) (CESPE – 2016 – DPU – Psicólogo) Com relação à gestão do desenvolvimento com base em
competências e à educação corporativa, julgue o item seguinte.
Em gestão de pessoas, a pesquisa documental, considerada um método de baixa eficiência, é pouco
adotada para a identificação das competências organizacionais.

19) (CESPE – 2016 – TCE-PR – Auditor) Considerando que a gestão por competência procura desenvolver
um programa destinado a definir perfis profissionais que proporcionem maior produtividade e
adequação ao negócio, assinale a opção que apresenta a correta associação entre o tipo de
competência e sua definição.
a) essencial / esperada de cada unidade de negócios da organização
b) organizacional / capacidade de adaptação às circunstâncias temporais
c) de suporte / mais elevada e chave para a sobrevivência da organização
d) dinâmica / destinada a apoiar diversos departamentos
e) distintiva / proporcionadora de vantagens competitivas

20) (CESPE – 2015 – TRE-RS – Analista Judiciário – Psicologia) Em relação à gestão por competências,
assinale a opção correta.
a) A identificação das competências organizacionais e humanas deve ser feita por meio da análise de
missão, visão e objetivos da organização, ao passo que a coleta de dados pode ser realizada por meio
de entrevista, observação ou questionário.
b) O desenvolvimento de competências envolve a estruturação de um plano de capacitação que deve
ser formulado após o servidor ingressar na carreira, podendo abranger desde treinamentos
estruturados até visitas técnicas a outras organizações.
c) A avaliação de competências realizada por diversas pessoas traz maior probabilidade de erros e
distorções. Por isso, ao ser realizada apenas pela chefia imediata, ela torna-se mais fidedigna.
d) O diagnóstico do mapeamento é um processo que deve acontecer esporadicamente, pois deve ser
iniciado com a formulação de estratégia, missão, visão e objetivos da organização.
e) No serviço público, é adequada e viável a seleção focada em competências, uma vez que os
candidatos são selecionados por conhecimentos, habilidades e atitudes comportamentais.
5
GESTÃO DE PESSOAS PARA CONCURSOS
Professora ANDREIA RIBAS

21) (CESPE – 2015 – STJ – Técnico Judiciário – Administrativa) Julgue o item seguinte, a respeito de gestão
de pessoas.
A gestão por competências refere-se ao conjunto de mecanismos utilizados para gerir as
competências dos servidores, ao passo que a gestão de competências refere-se à estruturação de
atividades das áreas e das equipes da organização de acordo com os tipos de competências
necessárias para realizá-las.

22) (CESPE – 2015 – MPOG – Técnico em Assuntos Educacionais – Cargo 23) Acerca do tema gestão por
competências, julgue o próximo item.
As ações do trabalhador comportam conhecimentos, habilidades e atitudes aplicados na execução de
tarefas.

23) (CESPE – 2015 – MPOG – Técnico em Assuntos Educacionais – Cargo 23) Acerca do tema gestão por
competências, julgue o próximo item.
Com a adoção da gestão por competências, torna-se desnecessária a reavaliação de processos e
formas de administração do quadro de servidores.

24) (CESPE – 2015 – MPOG – Técnico em Assuntos Educacionais – Cargo 23) Acerca do tema gestão por
competências, julgue o próximo item.
As necessidades de qualificação, formação e capacitação devem ser selecionadas a partir do
conhecimento das atividades efetivamente realizadas por cada tipo de servidor da instituição.

25) (CESPE – 2015 – MPOG – Técnico em Assuntos Educacionais – Cargo 23) Acerca do tema gestão por
competências, julgue o próximo item.
A gestão por competências tem como meta organizar esforços para que competências humanas
possam gerar e manter as competências organizacionais necessárias para que sejam alcançados os
objetivos estratégicos.

26) (CESPE – 2015 – MPOG – Técnico em Assuntos Educacionais – Cargo 23) Julgue o item seguinte, acerca
do desenvolvimento profissional por competências.
O desenvolvimento de competências profissionais pode não ser efetivo caso o contexto e o ambiente
organizacional não contribuam para a adoção de uma nova forma de avaliar a gestão de pessoas.

27) (CESPE – 2015 – MPOG – Técnico em Assuntos Educacionais – Cargo 23) Julgue o item seguinte, acerca
do desenvolvimento profissional por competências.
O plano de desenvolvimento de competências visa ampliar a capacidade individual para assumir
atribuições e responsabilidades em níveis decrescentes de complexidade; apontar todas as
deficiências individuais para o desenvolvimento profissional; estruturar um plano de capacitação
voltado à redução de competências; e estimular o aprendizado mecânico do autodesenvolvimento.

28) (CESPE – 2015 – MPOG – Técnico em Assuntos Educacionais – Cargo 23) A respeito das relações entre
educação e desenvolvimento de pessoas, julgue o item abaixo.
A formação e a capacitação fundamentadas em competências constituem um processo de ensino e
aprendizagem que facilita a mobilização de conhecimentos e a geração de habilidades, sendo esses
conhecimentos e essas habilidades aplicados em situações reais de trabalho.

29) (CESPE – 2015 – FUB – Tecnólogo – Recursos Humanos) Com relação ao conceito e tipologia de
competências e aos múltiplos aspectos relacionados a esses assuntos, julgue o item a seguir.
6
GESTÃO DE PESSOAS PARA CONCURSOS
Professora ANDREIA RIBAS

As competências de uma organização, que visa garantir sua sobrevivência e estabelecer sua
diferenciação no mercado competitivo, são formadas pelo conjunto das competências de seus
membros.

30) (CESPE – 2015 – FUB – Tecnólogo – Recursos Humanos) Com relação ao conceito e tipologia de
competências e aos múltiplos aspectos relacionados a esses assuntos, julgue o item a seguir.
Situação hipotética: Um empregado recebeu uma tarefa para ser executada e, apesar de todos os
esforços dispendidos, ele não concluiu a tarefa com a qualidade requerida. Assertiva: Nessa situação,
partindo-se da premissa que o conceito de competências engloba capacidades, compostas por
conhecimentos, habilidades e atitudes, o empregado deixou de demonstrar atitude.

31) (CESPE – 2015 – FUB – Tecnólogo – Recursos Humanos) Com relação ao conceito e tipologia de
competências e aos múltiplos aspectos relacionados a esses assuntos, julgue o item a seguir.
As competências individuais podem ser mensuradas quando o empregado entrega efetivamente à
organização algo que tenha sido por ela solicitado.

32) (CESPE – 2015 – DEPEN – Agente Penitenciário Federal – Área 1) No que se refere ao gerenciamento
estratégico de pessoas, julgue o item subsequente.
O modelo de gestão por competências, que privilegia o espaço ocupacional em detrimento do cargo
dos colaboradores, é adequado para as unidades de gestão de pessoas das organizações que
competem por meio de estratégias de diferenciação.

33) (CESPE – 2015 – FUB – Tecnólogo – Recursos Humanos) Com relação ao conceito e tipologia de
competências e aos múltiplos aspectos relacionados a esses assuntos, julgue o item a seguir.
Para instituir um modelo de gestão de pessoas por competências, é importante compatibilizar as
competências das pessoas às competências da organização.

34) (CESPE – 2015 – FUB – Tecnólogo – Recursos Humanos) Com relação ao conceito e tipologia de
competências e aos múltiplos aspectos relacionados a esses assuntos, julgue o item a seguir.
Situação hipotética: Uma empresa utiliza os resultados do mapeamento de competências para
desenvolver ações de treinamento e desenvolvimento, bem como para fins de gestão de carreiras e
sucessão, sistema de remuneração, dimensionamento do quadro, recrutamento, seleção e avaliação.
Assertiva: Nesse caso, existe, na empresa, um modelo integrado de gestão por competências.

35) (CESPE – 2014 – ANTAQ – Analista Administrativo – Qualquer Área de Formação) Julgue o próximo
item, no que se refere à administração de cargos, carreiras e salários e à gestão por competências.
Uma organização que adota a gestão por competências priorizará investimentos em capacitação, o
que favorece a obtenção de retorno maior nos valores gastos em treinamento.

36) (CESPE – 2014 – ANATEL – Analista Administrativo – Administração) Com relação à gestão por
competência e à psicodinâmica do trabalho, julgue o item que se segue.
O julgamento mais importante para a saúde mental do trabalhador, com reflexo direto em sua
qualidade de vida, está relacionado à sua utilidade técnica, econômica e social, proferido por aquele
que se encontra no topo da linha vertical da hierarquia.

37) (CESPE – 2014 – TJ-CE – Analista Judiciário – Ciências Contábeis) No modelo de gestão por
competências, o mapeamento de competências deve contemplar, necessariamente,
a) os termos técnicos que caracterizam a área de trabalho mapeada.
7
GESTÃO DE PESSOAS PARA CONCURSOS
Professora ANDREIA RIBAS

b) a descrição minuciosa e detalhada das competências.


c) a validação semântica das competências descritas.
d) o levantamento dos recursos financeiros existentes na organização
e) as descrições generalistas das competências identificadas.

38) (CESPE – 2014 – TC-DF – Analista de Administração Pública – Organizações) No que se refere à gestão
por competências, tendência na gestão de pessoas em diversas organizações do setor privado e
público, bem como às demais tendências relacionadas à administração de recursos humanos, julgue
os itens a seguir.
A gestão por competências traz à tona a noção de que o desempenho de uma organização é fruto de
interações deliberadamente previstas entre atributos estratégicos, estruturais, contextuais e
relacionados às próprias competências organizacionais e individuais.

39) (CESPE – 2014 – TC-DF – Analista de Administração Pública – Organizações) No que se refere à gestão
por competências, tendência na gestão de pessoas em diversas organizações do setor privado e
público, bem como às demais tendências relacionadas à administração de recursos humanos, julgue
os itens a seguir.
Conforme o conceito de competência enquanto mobilização de conhecimentos e habilidades
orientada para resultados, o esforço do indivíduo motivado pode ser considerado o principal
responsável pelo seu desempenho no ambiente de trabalho.

40) (CESPE – 2014 – CADE – Analista Técnico – Administrativo) No que diz respeito à gestão de pessoas por
competências,
O mapeamento de competências em órgãos públicos é tido como relevante, pois permite a
identificação dos déficits de conhecimentos, habilidades e atitudes que influenciam no atingimento
de metas e na prestação de serviços públicos de qualidade.

41) (CESPE – 2014 – SUFRAMA – Administrador) Com relação à gestão por competências e às tendências
em gestão de pessoas no setor público, julgue os itens a seguir.
As seguintes etapas compõem, nessa ordem, o modelo de gestão por competências: mapeamento das
competências individuais e grupais; definição de objetivos e metas organizacionais; identificação de
lacunas de competências; e planejamento e implantação de práticas de administração de recursos
humanos.

42) (CESPE – 2014 – SUFRAMA – Administrador) Com relação à gestão por competências e às tendências
em gestão de pessoas no setor público, julgue os itens a seguir.
Estruturas organizacionais marcadas pelo excesso de cadeias hierárquicas, lentidão nos processos de
comunicação e profusão de departamentos tendem a limitar as perspectivas de alinhamento
horizontal e vertical do modelo da gestão por competências.

43) (CESPE – 2014 – SUFRAMA – Administrador) Com relação à gestão por competências e às tendências
em gestão de pessoas no setor público, julgue os itens a seguir.
A gestão por competências complementa os modelos estratégicos de gestão de pessoas à medida que
confere aos recursos humanos a responsabilidade pela consecução dos planos estratégicos das
organizações.

44) (CESPE – 2014 – SUFRAMA – Administrador) Com relação à gestão por competências e às tendências
em gestão de pessoas no setor público, julgue os itens a seguir.
8
GESTÃO DE PESSOAS PARA CONCURSOS
Professora ANDREIA RIBAS

Gerir competências não implica somente em lidar com conhecimentos, habilidades e atitudes, mas
também em criar condições de trabalho que estimulem e apoiem a mobilização dessas qualificações
nos comportamentos e na produtividade humana.

45) (CESPE – 2014 – Polícia Federal – Agente Administrativo) Acerca da gestão de pessoas nas organizações,
julgue os itens a seguir.
Na gestão por competências, a implementação de estratégias depende essencialmente de aspectos
relativos ao ambiente político, tecnológico, econômico e social em que a organização se insere.

46) (CESPE – 2014 – MDIC – Analista Técnico – Administrativo) A respeito da implantação de planos
estratégicos em gestão de pessoas, julgue os próximos itens.
A gestão por competências integra a perspectiva clássica do tipo outside-in de formulação estratégica
com as modernas prescrições de caráter inside-out.

47) (CESPE – 2014 – MDIC – Analista Técnico – Administrativo) Julgue os itens subsequentes, a respeito de
gestão de desempenho e de análise e descrição de cargos.
Gestão do desempenho e gestão por competências podem ser consideradas tecnologias indistintas,
uma vez que ambas normatizam a integração entre objetivos organizacionais e individuais a partir de
práticas de gestão de pessoas.

48) (CESPE – 2013 – STF – Analista Judiciário – Área Administrativa) Acerca da gestão de pessoas por
competências, julgue os itens subsequentes.
Competências fundamentais ou competências transversais são tipos definidos de acordo com os
elementos específicos de cada cargo e dos processos das unidades organizacionais para que se tracem
perfis alinhados aos diferentes espaços ocupacionais.

49) (CESPE – 2013 – STF – Analista Judiciário – Área Administrativa) Acerca da gestão de pessoas por
competências, julgue os itens subsequentes.
A modelagem de competências estabelece a tipologia e os níveis de complexidade para que as
atividades de mapeamento e avaliação de competências sejam realizadas nas organizações

50) (CESPE – 2013 – TCE-ES – Analista Administrativo – Administração) A análise de competências pode ser
empregada adequadamente como ferramenta organizacional de:
a) avaliação de ações de desenvolvimento.
b) recrutamento de candidatos qualificados no mercado.
c) identificação de oportunidades e requisitos de carreira.
d) escolha dos melhores instrumentos de seleção.
e) verificação do desempenho esperado no trabalho.

51) (CESPE – 2013 – MPU – Analista – Gestão Pública) Com referência à gestão por competências, julgue
os itens seguintes.
A gestão por competências contribui para o desenvolvimento das competências dos indivíduos, que
podem ser, de maneira sistematizada, incorporadas aos critérios de avaliação e regulação, suprindo-
se, assim, as necessidades da organização.

52) (CESPE – 2013 – MPU – Analista – Gestão Pública) Com referência à gestão por competências, julgue
os itens seguintes.
9
GESTÃO DE PESSOAS PARA CONCURSOS
Professora ANDREIA RIBAS

No processo de gestão por competências, o mapeamento das competências humanas tem por
objetivo aprimorar as competências organizacionais já disponíveis na instituição.

53) (CESPE – 2013 – BACEN – Técnico – Suporte Administrativo) O desenvolvimento de competências exige
uma fase prévia de mapeamento, que pode ser operacionalizada com o auxílio de sistemas de
informação de recursos humanos (RH). A respeito desse assunto, julgue os itens a seguir.
Entre as técnicas utilizadas para identificação de competências está o grupo focal, que caracteriza-se
por ser uma pesquisa feita por um grupo de colaboradores que focam seus esforços de mapeamento
em material documental registrado nos sistemas de informação gerencial e em outros documentos
oficiais da empresa.

54) (CESPE – 2013 – BACEN – Analista – Gestão e Análise Processual) Em relação à aprendizagem nas
organizações contemporâneas, julgue o item a seguir.
As ações organizacionais que objetivam o desenvolvimento de conhecimentos, habilidades e atitudes
para suprir lacunas de desempenho humano correspondem às tecnologias instrucionais presentes nas
organizações contemporâneas.

55) (CESPE – 2013 – MJ – Administrador) Na administração pública, de forma geral, as funções de recursos
humanos tendem a ser influenciadas por aspectos institucionais que limitam a efetividade das políticas
de gestão de pessoas. Em relação a esse assunto, julgue os itens a seguir.
A gestão por competências e a gestão do desempenho são compostas de processos similares de
trabalho que visam a articulação entre desempenho organizacional e o desempenho individual.

56) (CESPE – 2013 – MJ – Analista Técnico – Administrativo) O funcionamento da gestão por competências
pressupõe uma lógica concatenada de ideias, que se inicia pelo diagnóstico das competências humanas
ou profissionais dos funcionários e passa imediatamente à formulação dos planos de trabalho
individuais. Esse modelo, a despeito de sua relevância, prescinde do diagnóstico das competências
organizacionais.

57) (CESPE – 2013 – MPOG – Analista – Negócios) Julgue o, relativo à gestão por competências.
O mapeamento de competências baseia-se em recursos ou dimensões da competência, como
conhecimento, habilidade e atitude, necessários ao desempenho do profissional no trabalho.

58) (CESPE – 2013 – MPOG – Analista – Negócios) Julgue o item, relativo à gestão por competências.
Um dos principais problemas identificados na implantação da gestão de competências é a dificuldade
de alinhar objetivos e metas da organização e da equipe

59) (CESPE – 2013 – MPOG – Analista – Negócios) Julgue o item, relativo à gestão por competências.
A capacidade de um colaborador de utilizar, na prática, um software de elaboração e gestão de
projetos caracteriza-se, à luz da gestão por competências, como um exemplo de conhecimento.

60) (CESPE – 2013 – IBAMA – Analista Administrativo) Com relação aos processos de gestão de pessoas nas
organizações, julgue os itens seguintes.
A descrição de competências deve ser pautada por cuidados metodológicos, os quais devem envolver
o uso de verbos, a indicação de critérios e condições e a presença de obviedades para tornar a
competência mais clara em termos de redação.
10
GESTÃO DE PESSOAS PARA CONCURSOS
Professora ANDREIA RIBAS

GABARITO
1. B 2. C 3. E 4. E 5. E 6. C 7. E 8. C 9. E 10. C
11. C 12. C 13. E 14. D 15. C 16. E 17. E 18. E 19. E 20. A
21. E 22. C 23. E 24. C 25. C 26. C 27. E 28. C 29. E 30. E
31. C 32. C 33. C 34. C 35. C 36. E 37. C 38. C 39. E 40. C
41. E 42. C 43. C 44. C 45. E 46. C 47. C 48. E 49. C 50. C
51. C 52. E 53. E 54. E 55. C 56. E 57. C 58. E 59. E 60. E