Вы находитесь на странице: 1из 1

A DIVISÃO DA FILOSOFIA E AS ORIGENS DA FILOSOFIA

CONTEMPORÂNEA

1. TRÊS GRANDES PERÍODOS DA FILOSOFIA

PRIMEIRO PERÍODO SEGUNDO PERÍODO TERCEIRO PERÍODO


Tema: como é o mundo T ema: antes de perguntar- Tema: antes de perguntar-
(teoria do objeto) se pelo objeto é preciso se pelo objeto e a verdade,
perguntar pela capacidade é preciso perguntar sobre a
de conhecer o objeto linguagem, é preciso
estabelecer critérios para
estabelecer verdades. Antes
ainda, é preciso perguntar,
não se os enunciados são
verdadeiros ou falsos, mas
colocar-se de acordo com o
sentido dos enunciados.
Disciplina: Metafísica Disciplina: Teoria do Disciplina: Filosofia da
Conhecimento Linguagem
Conceito básico: o Ser Conceito básico: a Verdade Conceito básico: o Sentido

2. O PSICOLOGISMO E SUAS ORIGENS

O psicologismo é um problema que atravessa todas as escolas filosóficas


contemporâneas. A fixação do conceito-chave (sentido) está intimamente vinculada com
o psicologismo. Entende-se por psicologismo a tese que reduz a lógica, a teoria do
conhecimento e a semântica à psicologia. Neste caso, não há um psicologismo; há
psicologismos, isto é, pode-se destacar pelo menos três tipos de psicologismos:

a) O psicologismo lógico: é a tese que diz de as leis lógicas são leis psicológicas,
isto é, que a lógica pode ser fundada na psicologia. O princípio da não-
contradição responde a uma possibilidade psicológica.

b) O psicologismo epistemológico: é a tese que reduz a teoria do conhecimento à


psicologia. Pensar e conhecer, segundo esta tese, são atos psicológicos e a teoria
do conhecimento é parte da psicologia.

c) O psicologismo semântico: é a teoria que diz que o sentido dos enunciados


lingüísticos são entidades psicológicas privadas.

A filosofia contemporânea compreende que o estabelecimento do conceito de


sentido é irredutível ao psicologismo.