Вы находитесь на странице: 1из 304

Geovisão 8 Apresentação

Apresentação
O Livro do professor é um instrumento de trabalho de apoio ao professor no seu dia a dia, conjugando
todos os elementos do projeto GEOvisão (Manual, Atingir as Metas, Caderno de atividades e e-Manual
Premium). A construção dos materiais respeita as Metas Curriculares de Geografia e tenta, sempre que
possível, promover a multidisciplinaridade.
Na sua estrutura, o Livro do professor inicia-se pelas planificações:
• a planificação anual apresenta uma sugestão da distribuição do número total de aulas de 45 minutos
ao longo do ano letivo por domínio e por subdomínio;
• a planificação por subdomínio apresenta o fio condutor de todo o trabalho a desenvolver pelo pro-
fessor ao longo do ano letivo;
• a planificação por aula está estruturada para 45 minutos, de modo a facilitar a sua adaptação aos
tempos letivos semanais atribuídos à disciplina, em cada escola, e às características das turmas de cada
professor.

O início do ano letivo tem por base o diagnóstico dos conhecimentos dos alunos, pelo que se apresenta
uma sugestão de ficha diagnóstico/ficha diagnóstico para alunos com Necessidades Educativas Especiais com
a respetiva grelha de correção/articulação com as Metas Curriculares e as propostas de solução.
As escolas apresentam cada vez mais realidades complexas e diversificadas que acompanham os alunos.
Foi a pensar neste contexto que foram preparados vários materiais:
• fichas para alunos com NEE para utilizar na aula com a respetiva proposta de solução;
• fichas de trabalho que visam a consolidação dos conhecimentos e/ou auxiliar os alunos com maiores
dificuldades. Estas são acompanhadas pelas respetivas propostas de solução.
Para os momentos de avaliação escrita são apresentadas sugestões de fichas de avaliação/fichas de ava-
liação NEE que respeitam as Metas Curriculares da disciplina, bem como a legislação vigente sobre as
Necessidades Educativas Especiais no que diz respeito às adequações no processo de avaliação do aluno.
Todas as fichas são acompanhadas pelas respetivas grelhas de correção/articulação com as Metas Curricula-
res e pelas propostas de solução.
Por fim, são sugeridos vários recursos complementares pedagógicos articulados com as Metas Curri­
culares:
• rubrica Explora mais (do Manual) com sugestões de atividades e avaliação;
• propostas de filmes e documentários com os respetivos guiões de exploração e as grelhas de avaliação;
• propostas de trabalhos de grupo e de trabalhos individuais com guiões e grelhas de avaliação;
• propostas de visitas de estudo com guiões e grelhas de avaliação.

Os autores desejam um bom ano letivo e bom trabalho.


GVIS8LP © RAIZ EDITORA

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 1 10/04/2014 15:24


Índice

Planificações
PLANIFICAÇÃO ANUAL 4 Os recursos naturais 12
PLANIFICAÇÃO DE SUBDOMÍNIOS A agricultura 13
A Terra: estudos e representações A pesca 15
e O meio natural 5 A indústria 16
Evolução da população mundial 6 Os serviços 17
Distribuição da população mundial 8 O turismo 18
Mobilidade da população 9 As redes e modos de transporte
Cidades, principais áreas e telecomunicação 19
de fixação humana 10
Diversidade cultural 11 PLANOS DE AULA 21

Fichas de trabalho e de avaliação


FICHA DIAGNÓSTICO 109 Ficha de trabalho 4 177
Ficha de trabalho 5 178
FICHAS DE TRABALHO
Ficha de trabalho 6 179
Ficha de trabalho 1 115
Ficha de trabalho 7 181
Ficha de trabalho 2 116
Ficha de trabalho 8 183
Ficha de trabalho 3 117
Ficha de trabalho 9 184
Ficha de trabalho 4 119
Ficha de trabalho 10 185
Ficha de trabalho 5 120
Ficha de trabalho 11 186
Ficha de trabalho 6 121
Ficha de trabalho 12 187
Ficha de trabalho 7 122
Ficha de trabalho 13 188
Ficha de trabalho 8 123
Ficha de trabalho 14 189
Ficha de trabalho 9 124
Ficha de trabalho 15 191
Ficha de trabalho 10 125
Ficha de trabalho 16 193
Ficha de trabalho 11 126
Ficha de trabalho 17 195
Ficha de trabalho 12 127
Ficha de trabalho 18 196
Ficha de trabalho 13 128
Ficha de trabalho 19 197
Ficha de trabalho 14 129
Ficha de trabalho 20 198
Ficha de trabalho 15 130
Ficha de trabalho 21 199
Ficha de trabalho 16 131
Ficha de trabalho 22 200
Ficha de trabalho 17 132
FICHAS DE AVALIAÇÃO NEE
FICHAS DE AVALIAÇÃO
Ficha de avaliação 1 201
Ficha de avaliação 1 133
Ficha de avaliação 2 207
Ficha de avaliação 2 140
Ficha de avaliação 3 212
Ficha de avaliação 3 145
Ficha de avaliação 4 217
Ficha de avaliação 4 151
Ficha de avaliação 5 221
Ficha de avaliação 5 157
Ficha de avaliação 6 225
Ficha de avaliação 6 162
TRABALHOS DE GRUPO
FICHA DIAGNÓSTICO NEE 168
Visita ao museu virtual da RTP 230
FICHAS DE TRABALHO NEE Tipos de turismo 232
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

Ficha de trabalho 1 173


TRABALHO INDIDUAL/PARES 233
Ficha de trabalho 2 175
Ficha de trabalho 3 176 EXPLORA MAIS 234

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 2 10/04/2014 15:24


Índice

Guiões
GUIÕES DE EXPLORAÇÃO DE FILMES GUIÕES DE VISITA DE ESTUDO
Documentário «Portugal, um retrato Introdução 246
social – gente diferente» 238 Cidade do Porto 247
Empresa das Lousas de Valongo S.A.
Filme «A gaiola dourada» 240
e barragem de Crestuma-Lever 254
Filme «Despachado para a Índia» 243 BIOFRADE 259
Centro de Ciência Viva de Estremoz 264
Museu dos Transportes e Comunicações
e aeroporto Francisco Sá Carneiro 268

Grelhas de registo
GRELHAS DE AVALIAÇÃO GRELHAS DE AVALIAÇÃO
EXPLORA MAIS 274 DAS VISITAS DE ESTUDO
Avaliação do relatório individual
GRELHAS DE AVALIAÇÃO da visita à cidade do Porto 285
DA EXPLORAÇÃO DE FILMES Avaliação do relatório individual da visita
Avaliação individual na aula à Empresa das Lousas de Valongo S.A.
da exploração de filmes 279 e à barragem de Crestuma-Lever 286
Avaliação da atividade de grupo 280 Avaliação do relatório individual
Avaliação na aula da exploração do filme da visita à BIOFRADE 287
«Despachado para a Índia» 281 Avaliação do relatório individual
Avaliação da atividade de grupo 282 da visita ao Centro de Ciência Viva
de Estremoz 288
GRELHAS DE AVALIAÇÃO Avaliação do relatório individual da visita
DOS TRABALHOS DE GRUPO ao Museu dos Transportes
Avaliação do trabalho de grupo e Comunicações e ao aeroporto
«Visita ao museu virtual da RTP» 283 Francisco Sá Carneiro 289
Avaliação do trabalho de grupo
«Tipos de turismo» 284

Soluções
Ficha diagnóstico 290 Ficha diagnóstico NEE 299
Fichas de trabalho 291 Fichas de trabalho NEE 300
Fichas de avaliação 294 Fichas de avaliação NEE 302
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 3 10/04/2014 15:24


Planificação Anual

AULAS DE
DOMÍNIO: POPULAÇÃO E POVOAMENTO PERÍODO LETIVO
45 MINUTOS

1. Evolução da população mundial

2. Distribuição da população mundial


Subdomínios

33 1.º Período
3. Mobilidade da população

4. Cidades, principais áreas de fixação humana

5. Diversidade cultural

DOMÍNIO: AS ATIVIDADES ECONÓMICAS

1. Os recursos naturais 29 2.º Período

2. A agricultura

3. A pesca
Subdomínios

4. A indústria

5. Os serviços

26 3.º Período
6. O turismo

7. As redes e modos de transporte e telecomunicação

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 4 10/04/2014 15:24


GVIS8LP © RAIZ EDITORA

DOMÍNIO: A TERRA: ESTUDOS E REPRESENTAÇÕES E O MEIO NATURAL

Experiências Blocos
Objetivos1 Recursos Avaliação
de aprendizagem (45 min)

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 5
Compreender o objeto e o método da Geografia. Ficha diagnóstico Ficha Avaliação 2
Compreender a diversidade de representações cartográficas. diagnóstico diagnóstica
Aplicar o conhecimento de escalas no cálculo de distâncias reais. Diálogo horizontal/ e relatório
vertical entre aluno
Compreender a importância dos processos de orientação
e professor
na localização relativa.
Aplicar o conhecimento das coordenadas geográficas
na localização de um lugar.
Conhecer especificidades físicas e humanas dos diferentes
continentes.
Compreender o clima como o resultado da influência dos diferentes
A Terra: estudos e representações e O meio natural

elementos atmosféricos.
Compreender a variação da temperatura com a latitude, em função

Subdomínios
da proximidade ou afastamento do oceano e em função do relevo.
Compreender a distribuição da precipitação à superfície da Terra.
Compreender os agentes externos responsáveis pela formação
das diferentes formas de relevo.
Conhecer e compreender as principais formas de relevo em Portugal.
Compreender conceitos relacionados com a dinâmica de uma bacia
hidrográfica.
Compreender a dinâmica de uma bacia hidrográfica.

A Geografia e o território / A representação da superfície terrestre /


Compreender a evolução do litoral.

O relevo / A dinâmica de uma bacia hidrográfica / A dinâmica do litoral


A localização dos diferentes elementos da superfície terrestre / O clima /
1
São apresentados apenas os objetivos das Metas Curriculares que os autores consideram mais importantes para a introdução dos domínios do 8.ºano de escolaridade. No entanto, não significa
que os restantes objetivos sejam negligenciáveis.
Planificação de subdomínios

10/04/2014 15:24
6
DOMÍNIO: POPULAÇÃO E POVOAMENTO

Objetivos Blocos
Experiências de aprendizagem Recursos Avaliação
Descritores (45 min)

1. Conhecer e compreender diferentes indicadores demográficos. • Exploração do Manual • Manual • Atitudinal 10


– Grelhas de
1. Explicar a importância dos recenseamentos gerais da população.

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 6
observação
2. Definir: demografia, natalidade, mortalidade, crescimento • Exploração da rubrica Descobre • Caderno direta na aula
natural, taxa de natalidade, taxa de mortalidade, taxa de de atividades
mortalidade infantil, taxa de crescimento natural, índice sintético • Saber e
• Diálogo horizontal/vertical entre
de fecundidade, índice de renovação das gerações, índice Saber‑fazer
de envelhecimento, esperança média de vida à nascença, aluno e professor • Atingir as Metas – Trabalhos
crescimento real ou efetivo. individuais
• Exploração de apresentações • Livro do professor – Trabalhos
2. Aplicar o conhecimento de conceitos para determinar indicadores multimédia de grupo
demográficos. – Atingir
• e-Manual Premium as Metas
1. Calcular: crescimento natural, crescimento real ou efetivo,
• Exploração de recursos – Outras
taxa de natalidade, taxa de mortalidade, taxa de crescimento
e-Manual Premium
natural, taxa de mortalidade infantil, saldo migratório, índice • Apresentações
de envelhecimento. multimédia
Planificação de subdomínios

2. Explicar o significado dos resultados obtidos através do cálculo • Resolução de rubricas


de indicadores demográficos, refletindo sobre as respetivas propostas no Manual: Aplica,
• Computador
implicações do ponto de vista demográfico. Estudo de caso, Vamos rever

Subdomínio
e Explora mais
3. Compreender a evolução demográfica mundial. • Videoprojetor
1. Descrever a evolução da população a nível mundial, a partir • Resolução das fichas propostas
de leitura de gráficos.

1. Evolução da população mundial


no Caderno de atividades • Quadro
2. Distinguir regime demográfico primitivo de transição
demográfica, explosão demográfica e regime demográfico
moderno. • Resolução das fichas propostas
no Atingir as Metas
3. Comparar a evolução da população em países com diferentes
graus de desenvolvimento.
4. Explicar a evolução das taxas de natalidade e mortalidade, e • Realização de fichas
de outros indicadores demográficos, em países com diferentes de trabalho
graus de desenvolvimento.
5. Problematizar as consequências da desigual evolução • Exploração de documentários
demográfica em países com diferentes graus de e filmes
desenvolvimento.
6. Explicar o impacte dos diferentes regimes demográficos no
desenvolvimento sustentável mundial. • Elaboração de inquéritos
Evolução da população mundial

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

10/04/2014 15:24
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

Objetivos Blocos
Experiências de aprendizagem Recursos Avaliação
Descritores (45 min)

4. Representar a estrutura etária da população e compreender • Realização de trabalhos


a adoção de diferentes políticas demográficas. de grupo e/ou individuais

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 7
1. Caracterizar a estrutura etária da população, a partir
da construção de pirâmides etárias de diferentes países. • Exposições orais de
2. Identificar fatores que interferem na evolução da composição conteúdos
da população por grupos etários e sexo.
3. Discutir as consequências da evolução da composição da • Sugestão de visita de estudo
Evolução da população mundial

população por grupos etários e sexo, assim como a necessidade


de um ajustamento permanente entre os comportamentos • Resolução de fichas de
demográficos e os recursos disponíveis. trabalho NEE (no caso de
haver pedagogia diferenciada)
5. Compreender a diversidade demográfica em Portugal, através
da análise de pirâmides etárias.
1. Comparar, com recurso a pirâmides etárias, a evolução da

Subdomínio
estrutura etária da população em Portugal, nas últimas décadas.
2. Comparar as realidades demográficas regionais em Portugal.

6. Compreender a implementação de políticas demográficas tendo

1. Evolução da população mundial


em consideração a realidade demográfica de um país.
1. Distinguir políticas antinatalistas de políticas natalistas,
enumerando medidas que promovam o aumento e a diminuição
da natalidade.
2. Referir exemplos de países onde são implementadas políticas
natalistas e políticas antinatalistas.
3. Discutir as políticas demográficas implementadas e a
implementar em Portugal em função da sua realidade
demográfica.
Planificação de subdomínios

10/04/2014 15:24
8
DOMÍNIO: POPULAÇÃO E POVOAMENTO

Objetivos Blocos
Experiências de aprendizagem Recursos Avaliação
Descritores (45 min)

1. Compreender a distribuição da população mundial. • Exploração do Manual • Manual • Atitudinal 8


– Grelhas de
1. Distinguir população total de população relativa/densidade • Exploração da rubrica • Caderno observação

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 8
populacional. Descobre de atividades direta na
2. Descrever a distribuição da população mundial, a partir de aula
mapas, através da localização dos principais vazios humanos • Diálogo horizontal/vertical • Atingir as Metas
e das grandes concentrações populacionais. entre aluno e professor
• Livro do professor
3. Explicar os fatores naturais e humanos que influenciam • Exploração de apresentações
a repartição mundial da população. • e-Manual • Saber e
multimédia
Premuim Saber‑fazer
• Exploração de recursos – Atingir
2. Compreender a distribuição da população em Portugal. • Apresentações as Metas
e-Manual Premium
1. Interpretar a distribuição da população em Portugal a partir multimédia – Ficha de
da leitura de mapas, destacando a litoralização e a bipolarização • Resolução de rubricas avaliação 12
• Computador
da sua distribuição. propostas no Manual: Aplica, – Outras

Subdomínio
2. Explicar os principais fatores que influenciam a distribuição Estudo de caso e Vamos rever • Videoprojetor
da população em Portugal. • Resolução das fichas • Quadro
Planificação de subdomínios

propostas no Caderno
de atividades

2. Distribuição da população mundial


• Resolução das fichas
propostas no Atingir as Metas
• Realização de fichas
de trabalho
• Resolução de fichas de
trabalho NEE (no caso de
haver pedagogia diferenciada)

2
Ficha de avaliação dos subdomínios Evolução da população mundial e Distribuição da população mundial.
Distribuição da população mundial

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

10/04/2014 15:24
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

DOMÍNIO: POPULAÇÃO E POVOAMENTO

Objetivos Blocos
Experiências de aprendizagem Recursos Avaliação
Descritores (45 min)

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 9
1. Compreender as causas e as consequências das migrações. • Exploração do Manual • Manual • Atitudinal 6
– Grelhas de
1. Distinguir migração de emigração e de imigração.
• Exploração da rubrica • Caderno observação
Mobilidade da população

2. Caracterizar diferentes tipos de migração: permanente, Descobre de atividades direta na


temporária e sazonal; externa e interna; intracontinental aula
e intercontinental; clandestina e legal; êxodo rural. • Diálogo horizontal/vertical • Atingir as Metas
3. Explicar as principais causas das migrações. entre aluno e professor
• Livro do professor
4. Explicar as principais consequências das migrações nas áreas • Saber e
de partida e nas áreas de chegada. • Exploração de apresentações Saber‑fazer
multimédia • e-Manual
Premium – Trabalhos
2. Compreender os grandes ciclos migratórios internacionais. individuais
• Exploração de recursos
1. Caracterizar os grandes ciclos migratórios internacionais, • Apresentações – Trabalhos
e-Manual Premium de grupo
através da interpretação de mapas com os fluxos migratórios. multimédia
– Atingir
2. Localizar as principais regiões/países de origem da população • Resolução de rubricas as Metas
• Computador
migrante e principais regiões/países de destino da população propostas no Manual: Aplica, – Outras
migrante. Vamos rever e Explora mais • Videoprojetor
3. Caracterizar a população migrante.
• Resolução das fichas • Quadro
4. Referir os fatores atrativos/repulsivos que influenciam

Subdomínio
propostas no Caderno
as migrações.
de atividades
5. Discutir a importância dos movimentos migratórios na

3. Mobilidade da população
redistribuição da população europeia e mundial. • Resolução das fichas
popostas no Atingir as Metas
3. Compreender, no tempo e no espaço, as migrações em Portugal.
1. Caracterizar a evolução temporal da emigração em Portugal. • Exploração de filme
2. Localizar os principais destinos da emigração portuguesa. • Elaboração de inquéritos
3. Caracterizar a evolução da imigração em Portugal, referindo
as principais origens dos imigrantes. • Realização de trabalhos
4. Caracterizar a situação atual de Portugal no contexto de grupo e/ou individuais
das migrações internacionais.
• Exposições orais
de conteúdos

• Resolução de fichas de
trabalho NEE (no caso de
haver pedagogia diferenciada)
Planificação de subdomínios

10/04/2014 15:24
10
DOMÍNIO: POPULAÇÃO E POVOAMENTO

Objetivos Blocos
Experiências de aprendizagem Recursos Avaliação
Descritores (45 min)

1. Compreender a origem e o crescimento das cidades. • Exploração do Manual • Manual • Atitudinal 7


Grelhas de
1. Referir critérios utilizados na definição de cidade.
• Exploração da rubrica Descobre • Caderno observação

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 10
2. Referir fatores responsáveis pelo surgimento das cidades. de atividades direta na aula
3. Explicar os principais fatores de crescimento das cidades • Diálogo horizontal/vertical
em países com diferentes graus de desenvolvimento. entre aluno e professor • Atingir as Metas
4. Explicar o processo de formação de uma área metropolitana e de • Saber e
• Exploração de apresentações • Livro do professor
uma megalópolis, localizando as principais megalópolis, a nível Saber‑fazer
mundial. multimédia
• e-Manual Premium – Atingir
5. Discutir as consequências do forte crescimento urbano em países • Exploração de recursos as Metas
com diferentes graus de desenvolvimento. e-Manual Premium • Apresentações – Ficha de
6. Mencionar possíveis soluções para os problemas das cidades. multimédia avaliação 23
• Resolução de rubricas – Outras
7. Discutir a importância das cidades sustentáveis. • Computador autoavaliação
propostas no Manual: Aplica,
2. Compreender a organização morfofuncional das cidades. Estudo de caso e Vamos rever do final de
• Videoprojetor período)
1. Distinguir função urbana de área funcional.
Planificação de subdomínios

• Resolução das fichas propostas


2. Caracterizar as funções das cidades: residencial, comercial, • Quadro
no Caderno de atividades

Subdomínio
industrial, político-administrativa, cultural, religiosa (...).
3. Caracterizar as principais áreas funcionais das cidades. • Resolução das fichas propostas
4. Relacionar o aparecimento de novas centralidades com no Atingir as Metas
o crescimento das cidades e a revitalização dos centros
das cidades. • Realização de fichas
de trabalho
5. Comparar planta irregular, planta radioconcêntrica e planta

4. Cidades, principais áreas de fixação humana


ortogonal. • Sugestão de visita de estudo
6. Relacionar as diferentes plantas com a evolução
ou o planeamento das cidades. • Resolução de fichas de
trabalho NEE (no caso de haver
3. Compreender a inter-relação entre o espaço rural e o urbano. pedagogia diferenciada)
1. Descrever as diferenças entre modo de vida rural e modo de vida
urbano.
2. Explicar as relações de interdependência e complementaridade
que se estabelecem entre o espaço rural e o espaço urbano.
3. Discutir as potencialidades ambientais, sociais e económicas
do espaço rural.
Cidades, principais áreas de fixação humana

3
Ficha de avaliação dos subdomínios Mobilidade da população e Cidades, principais áreas de fixação humana.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

10/04/2014 15:24
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

DOMÍNIO: POPULAÇÃO E POVOAMENTO

Objetivos Blocos
Experiências de aprendizagem Recursos Avaliação
Descritores (45 min)

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 11
1. Compreender a importância dos fatores de identidade • Exploração do Manual • Manual • Atitudinal 4
Diversidade cultural

das populações no mundo contemporâneo. – Grelhas de


• Exploração da rubrica • Caderno observação
1. Discutir os conceitos de identidade territorial, cultura, etnia, direta na aula
Descobre de atividades
língua, religião; técnicas, usos e costumes, aculturação,
globalização, racismo, xenofobia e multiculturalismo. • Diálogo horizontal/vertical • Atingir as Metas
2. Explicar de que forma a língua, a religião, a arte, os costumes, entre aluno e professor
a organização social (...) são fatores de identidade cultural. • Livro do professor • Saber e
• Exploração de apresentações Saber‑fazer
3. Relacionar o respeito dos direitos humanos com a construção
multimédia • e-Manual – Trabalhos
de sociedades inclusivas.
Premium de grupo
4. Problematizar as consequências da globalização, tanto na • Exploração de recursos
– Atingir
unidade cultural como na afirmação da diversidade cultural e-Manual Premium • Apresentações as Metas
mundial. multimédia – Outras
• Resolução de rubricas
5. Refletir sobre a importância da construção de comunidades
propostas no Manual: Aplica,
multiculturais inclusivas mas também culturalmente • Computador
Estudo de caso, Explora mais e
heterogéneas, em diferentes territórios (país, cidade, escola).
Vamos rever • Videoprojetor
• Resolução das fichas

Subdomínio
• Quadro
propostas no Caderno
de atividades

5. Diversidade cultural
• Resolução das fichas
propostas no Atingir as Metas

• Realização de fichas
de trabalho

• Realização de trabalhos
de grupo

• Exploração de filmes

• Exposições orais de conteúdos

• Resolução de fichas de
trabalho NEE (no caso de
haver pedagogia diferenciada)
Planificação de subdomínios

11

10/04/2014 15:24
12
DOMÍNIO: AS ATIVIDADES ECONÓMICAS

Objetivos Blocos
Experiências de aprendizagem Recursos Avaliação
Descritores (45 min)

1. Compreender a desigual distribuição dos recursos. • Exploração do Manual • Manual • Atitudinal 9


– Grelhas de
1. Distinguir recursos renováveis de recursos não renováveis, • Exploração da rubrica observação

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 12
recorrendo a exemplos. • Caderno
Descobre de atividades direta na aula
2. Explicar a importância dos diferentes tipos de recursos.
• Diálogo horizontal/vertical
3. Interpretar a distribuição mundial dos recursos naturais. • Atingir as Metas
entre aluno e professor
• Livro do professor • Saber e
2. Compreender as relações entre a distribuição e o consumo • Exploração de apresentações Saber‑fazer
dos diferentes tipos de recursos. multimédia
• e-Manual – Trabalhos
1. Interpretar a relação entre a evolução da população e o consumo • Exploração de recursos Premium de grupo
de recursos, numa perspetiva de desenvolvimento sustentável. e-Manual Premium – Atingir
2. Explicar as causas do aumento do consumo dos recursos. • Apresentações as Metas
• Resolução de rubricas multimédia – Ficha de
3. Discutir a relação entre áreas produtoras e consumidoras propostas no Manual: Aplica, avaliação 34
de recursos e o grau de desenvolvimento das mesmas. Estudo de caso, Explora mais • Computador – Outras
4. Explicar os impactes decorrentes da exploração dos recursos e Vamos rever
Planificação de subdomínios

naturais. • Videoprojetor
• Resolução das fichas

Subdomínio
3. Compreender a repartição das atividades económicas em setores. propostas no Caderno • Quadro
de atividades
1. Diferenciar os setores primário, secundário e terciário.

1. Os recursos naturais
2. Distinguir população ativa de população inativa. • Resolução das fichas
3. Relacionar a evolução da distribuição da população ativa por propostas no Atingir as Metas
setores de atividade em países com diferentes graus • Realização de fichas de
de desenvolvimento. trabalho
• Realização de trabalhos
de grupo
• Sugestão de visita de estudo
• Exposições orais de conteúdos
• Pesquisa documental
• Resolução de fichas de
trabalho NEE (no caso de
haver pedagogia diferenciada)
Os recursos naturais

4
Ficha de avaliação dos subdomínios Diversidade cultural e Os recursos naturais.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

10/04/2014 15:24
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

DOMÍNIO: AS ATIVIDADES ECONÓMICAS

Objetivos Blocos
Experiências de aprendizagem Recursos Avaliação
A agricultura

Descritores (45 min)

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 13
1. Conhecer e compreender os fatores que interferem na atividade • Exploração do Manual • Manual • Atitudinal 5
agrícola. – Grelhas de
• Exploração da rubrica • Caderno observação
1. Referir os fatores físicos e humanos que condicionam a atividade direta na aula
Descobre de atividades
agrícola.
2. Explicar a influência de cada um dos fatores condicionantes • Diálogo horizontal/vertical • Atingir as Metas
da atividade agrícola. entre aluno e professor
• Livro do professor • Saber e
2. Compreender as diferenças entre a agricultura tradicional • Exploração de apresentações Saber-fazer
e a agricultura moderna. multimédia • e-Manual – Trabalhos
1. Distinguir: policultura de monocultura, rendimento de Premium de grupo
produtividade e agricultura extensiva de agricultura intensiva. • Exploração de recursos – Atingir
e-Manual Premium • Apresentações as Metas
2. Distinguir agricultura tradicional/subsistência de agricultura
multimédia – Outras
moderna/mercado, exemplificando com diferentes tipos.
• Resolução de rubricas
3. Localizar regiões onde predomine a agricultura tradicional propostas no Manual: Aplica, • Computador
e a agricultura moderna, à escala mundial. Estudo de caso, Explora mais
4. Relacionar o rendimento e a produtividade agrícola com o grau e Vamos rever • Videoprojetor
de desenvolvimento científico e tecnológico.
• Resolução das fichas • Quadro
5. Justificar as diferentes percentagens de população ativa agrícola

Subdomínio
propostas no Caderno

2. A agricultura
em países com diferentes graus de desenvolvimento.
de atividades
6. Explicar as principais consequências da agricultura tradicional
e da agricultura moderna. • Resolução das fichas
3. Compreender a existência de formas de produção agrícola propostas no Atingir as Metas
sustentáveis. • Realização de fichas
1. Caracterizar a agricultura biológica, identificando vantagens de trabalho
e desvantagens da sua utilização.
2. Identificar outras formas de produção agrícola ambientalmente • Realização de trabalhos
sustentáveis (biodinâmica, natural, permacultura...). de grupo

4. Compreender a complexidade da agricultura em Portugal. • Sugestão de visita de estudo


1. Caracterizar os principais tipos de agricultura praticados
• Exposições orais de conteúdos
em Portugal.
2. Explicar os fatores físicos e humanos que condicionam • Resolução de fichas de
a agricultura em Portugal. trabalho NEE (no caso de
3. Discutir as potencialidades do espaço agrícola em Portugal. haver pedagogia diferenciada)
Planificação de subdomínios

13

10/04/2014 15:24
14
DOMÍNIO: AS ATIVIDADES ECONÓMICAS

Objetivos Blocos
Experiências de aprendizagem Recursos Avaliação
Descritores (45 min)

5. Compreender a importância da pecuária no mundo atual.


1. Distinguir criação de gado em regime extensivo e intensivo,

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 14
identificando as principais vantagens e inconvenientes de cada
um dos regimes de criação.

Subdomínio
2. Localizar as principais áreas de criação de gado em regime

2. A agricultura
extensivo e intensivo, à escala mundial e nacional.
3. Explicar a complementaridade da criação de gado em relação
à agricultura e à indústria.
Planificação de subdomínios
A agricultura

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

10/04/2014 15:24
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

DOMÍNIO: AS ATIVIDADES ECONÓMICAS


A pesca

Objetivos Blocos
Experiências de aprendizagem Recursos Avaliação
Descritores (45 min)

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 15
1. Compreender a importância do oceano como fonte de recursos • Exploração do Manual • Manual • Atitudinal 7
e património natural. – Grelhas de
1. Explicar a importância do oceano como fonte de recursos, • Exploração da rubrica • Caderno observação
enfatizando os alimentares. Descobre de atividades direta na aula
2. Problematizar a importância da preservação ambiental
dos oceanos. • Diálogo horizontal/vertical • Atingir as Metas
entre aluno e professor
2. Compreender as áreas oceânicas com maior potencial piscatório. • Livro do professor • Saber e
1. Referir os principais fatores físicos que condicionam a atividade • Exploração de apresentações Saber‑fazer
piscatória. multimédia • e-Manual – Trabalhos
2. Caracterizar o relevo marinho: plataforma continental, talude, Premium de grupo
zona abissal. • Exploração de recursos pares
3. Localizar a plataforma continental e as correntes marítimas, e-Manual Premium • Apresentações – Atingir
multimédia as Metas
relacionando-as com os recursos piscatórios.
4. Relacionar a temperatura das águas com a quantidade • Resolução de rubricas – Ficha de
propostas no Manual: Aplica, • Computador avaliação 45
e variedade de espécies.
Estudo de caso, Explora mais – Outras
5. Localizar as principais áreas de pesca no mundo, enumerando
e Vamos rever • Videoprojetor
as espécies capturadas com maior relevância.

3. A pesca

Subdomínio
3. Compreender os diferentes tipos de pesca. • Resolução das fichas • Quadro
1. Distinguir os diferentes tipos de pesca em função da localização, propostas no Caderno
da permanência e dimensão das embarcações e tripulação. de atividades
2. Discutir os impactes da atividade piscatória industrial.
3. Discutir as soluções para os problemas de sustentabilidade • Resolução das fichas
das pescas. propostas no Atingir as Metas

4. Conhecer as vantagens e desvantagens da aquacultura. • Realização de fichas


1. Definir aquacultura. de trabalho
2. Localizar as principais áreas produtoras de aquacultura.
• Realização de trabalhos
3. Referir as vantagens e as desvantagens da aquacultura. de grupo/pares
5. Compreender a pesca em Portugal.
• Exposições orais de conteúdos
1. Caracterizar os principais tipos de pesca praticados em Portugal.
2. Identificar fatores que condicionam a atividade piscatória • Resolução de fichas de
em Portugal. trabalho NEE (no caso de
3. Refletir sobre o potencial da ZEE portuguesa em termos haver pedagogia diferenciada)
piscatórios.
5
Planificação de subdomínios

Ficha de avaliação dos subdomínios A agricultura e A pesca.

15

10/04/2014 15:24
16
DOMÍNIO: AS ATIVIDADES ECONÓMICAS

Objetivos Blocos
Experiências de aprendizagem Recursos Avaliação
Descritores (45 min)

1. Compreender o aparecimento e a evolução da indústria. • Exploração do Manual • Manual • Atitudinal 4 – 2.º


– Grelhas de Período
1. Distinguir cada uma das fases do desenvolvimento industrial
• Exploração da rubrica • Caderno observação

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 16
no que se refere: as fontes de energia utilizadas, principais direta na
potências industriais, principais inovações na produção. Descobre de atividades
aula
2. Descrever a evolução dos fatores de localização industrial • Diálogo horizontal/vertical • Atingir as Metas 2 – 3.º
ao longo do tempo. entre aluno e professor Período
3. Explicar as consequências, económicas, sociais e ambientais • Livro do professor
• Saber e
da atividade industrial a nível mundial. • Exploração de apresentações
• e-Manual Saber‑fazer
4. Mencionar soluções para os problemas económicos, sociais multimédia
Premium – Atingir
e ambientais da atividade industrial. • Exploração de recursos as Metas
e-Manual Premium • Apresentações – Outras
2. Compreender a distribuição espacial da indústria. multimédia (autoavalia-
• Resolução de rubricas ção do final
1. Localizar as áreas mais industrializadas a nível mundial. de período)
propostas no Manual: Aplica, • Computador
2. Explicar os contrastes na distribuição da indústria a nível
Estudo de caso, Vamos rever
mundial.
Planificação de subdomínios

e Explora mais • Videoprojetor

Subdomínio
4. A indústria
3. Localizar os Novos Países Industrializados (NPI).
4. Mencionar os principais fatores que explicam a localização • Resolução das fichas • Quadro
das indústrias nos NPI. propostas no Caderno
5. Explicar o processo de deslocalização industrial em alguns de atividades
países na atualidade.
• Resolução das fichas
6. Explicar a importância da globalização no fenómeno propostas no Atingir
de segmentação da produção. as Metas
3. Compreender a dinâmica da indústria em Portugal. • Realização de fichas
1. Explicar a evolução da indústria em Portugal. de trabalho
2. Localizar as principais áreas industriais em Portugal. • Sugestão de visita de estudo
3. Identificar os principais problemas da indústria em Portugal.
• Resolução de fichas de
trabalho NEE (no caso de
haver pedagogia diferenciada)
A indústria

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

10/04/2014 15:24
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

DOMÍNIO: AS ATIVIDADES ECONÓMICAS

GVIS8LP_F02
Objetivos Blocos
Os serviços

Experiências de aprendizagem Recursos Avaliação


Descritores (45 min)

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 17
1. Compreender a importância crescente dos serviços à escala • Exploração do Manual • Manual • Atitudinal 3
mundial. – Grelhas de
• Exploração da rubrica • Caderno observação
1. Mencionar os principais tipos de serviços. direta na
Descobre de atividades
2. Distinguir serviços vulgares de serviços raros. aula
3. Explicar as causas do aumento da percentagem de ativos • Diálogo horizontal/vertical • Atingir as Metas
no setor dos serviços. entre aluno e professor
• Livro do
4. Localizar as principais áreas de desenvolvimento dos serviços, • Saber e
• Exploração de apresentações professor
tanto à escala internacional como nacional. Saber‑fazer
multimédia
5. Discutir a importância dos serviços na atualidade. • e-Manual – Trabalhos
• Exploração de recursos Premium individuais
e-Manual Premium – Atingir
• Apresentações as Metas
• Resolução de rubricas – Outras
multimédia
propostas no Manual: Aplica e
Vamos rever • Computador
• Resolução das fichas

Subdomínio
• Videoprojetor

5. Os serviços
propostas no Caderno
de atividades • Quadro

• Resolução das fichas


propostas no Atingir
as Metas
• Realização de fichas
de trabalho

• Exposições orais
de conteúdos

• Resolução de fichas de
trabalho NEE (no caso de
haver pedagogia diferenciada)
Planificação de subdomínios

17

10/04/2014 15:24
18
DOMÍNIO: AS ATIVIDADES ECONÓMICAS

Objetivos Blocos
Experiências de aprendizagem Recursos Avaliação
Descritores (45 min)

1. Compreender a crescente importância da atividade turística • Exploração do Manual • Manual • Atitudinal 9


à escala mundial. – Grelhas de
• Exploração da rubrica • Caderno observação

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 18
1. Distinguir turismo de lazer. Descobre direta na
de atividades
2. Interpretar a evolução do turismo à escala mundial, com base aula
• Diálogo horizontal/vertical
em dados estatísticos. entre aluno e professor • Atingir as Metas
3. Explicar o aumento da atividade turística.
• Exploração de apresentações • Livro do
4. Relacionar os diferentes fatores físicos e humanos com a prática multimédia • Saber e
professor
de diferentes formas de turismo. Saber‑fazer
• Exploração de recursos individuais
5. Caracterizar as principais formas de turismo: balnear / de • e-Manual
montanha / cultural / religioso / termal / negócios / em espaço e-Manual Premium
Premium – Trabalhos
rural / de aventura / radical / turismo de natureza (...). • Resolução de rubricas de grupo
6. Explicar os principais destinos turísticos mundiais e as áreas propostas no Manual: Aplica, • Apresentações – Atingir
de proveniência dos turistas. Estudo de caso e Vamos rever multimédia as Metas
7. Discutir os principais impactes do turismo. • Resolução das fichas – Ficha de
• Computador avaliação 56
Planificação de subdomínios

8. Refletir sobre a importância do desenvolvimento sustentável propostas no Caderno


– Outras
do turismo. de atividades • Videoprojetor

6. O turismo

Subdomínio
2. Compreender a crescente importância do turismo em Portugal. • Resolução das fichas
• Quadro
1. Descrever a evolução da entrada de turistas em Portugal, assim propostas no Atingir
como a sua proveniência, através da interpretação de dados as Metas
estatísticos. • Realização de fichas
2. Relacionar o destino preferencial dos turistas com a oferta de trabalho
turística em Portugal.
• Realização de trabalhos
3. Explicar o potencial turístico de Portugal relacionando-o com de grupo
o de outros destinos turísticos.
• Exposições orais
de conteúdos
• Sugestão de visita de estudo
• Resolução de fichas de
trabalho NEE (no caso de
haver pedagogia diferenciada)

6
O turismo

Ficha de avaliação dos subdomínios A indústria, Os serviços e O turismo.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

10/04/2014 15:24
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

DOMÍNIO: AS ATIVIDADES ECONÓMICAS

Objetivos Blocos
Experiências de aprendizagem Recursos Avaliação
Descritores (45 min)

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 19
1. Compreender a importância dos transportes nas dinâmicas • Exploração do Manual • Manual • Atitudinal 12
dos territórios. – Grelhas de
• Exploração da rubrica • Caderno observação
1. Descrever os contrastes na distribuição das redes de transporte Descobre direta na aula
a nível mundial. de atividades
• Diálogo horizontal/vertical
2. Relacionar as redes de transporte com as características físicas entre aluno e professor • Atingir as Metas
dos territórios, a concentração da população e das principais
atividades económicas. • Exploração de apresentações • Livro do • Saber e
multimédia professor Saber‑fazer
3. Relacionar o desenvolvimento dos transportes com
as transformações dos territórios. – Trabalhos
• Exploração de recursos de grupo
• e-Manual
2. Espacializar distâncias absolutas e relativas. e-Manual Premium
Premium – Atingir
As redes e modos de transporte e telecomunicação

1. Definir acessibilidade. • Resolução de rubricas as Metas


2. Distinguir distância absoluta de distância relativa, a partir propostas no Manual: Aplica, • Apresentações – Ficha de
dos conceitos de distância-tempo e distância-custo. Estudo de caso, Vamos rever multimédia avaliação 67
3. Explicar a importância da intermodalidade na atualidade. e Explora mais – Outras
• Computador (Autoavalia-
3. Compreender a importância dos transportes terrestres e aéreos • Resolução das fichas ção do final
nas dinâmicas dos territórios. propostas no Caderno • Videoprojetor de período)

Subdomínio
de atividades
1. Descrever os contrastes na distribuição da rede rodoviária
• Quadro
e ferroviária a nível mundial. • Resolução das fichas
2. Explicar a recente especialização do transporte ferroviário. propostas no Atingir
as Metas
3. Descrever os principais contrastes na distribuição da rede aérea
a nível mundial. • Realização de fichas
4. Comparar as vantagens e inconvenientes dos transportes de trabalho
rodoviários, ferroviários e aéreos.

7. As redes e modos de transporte e telocomunicações


• Realização de trabalhos
5. Referir os impactes económicos, sociais e ambientais de grupo
dos transportes terrestres e aéreos.
• Exposições orais
6. Explicar a importância dos oleodutos e dos gasodutos de conteúdos
no transporte de energia, salientando as principais áreas
de proveniência. • Sugestão de visita de estudo
4. Compreender a importância dos transportes aquáticos • Resolução de fichas de
nas dinâmicas dos territórios. trabalho NEE (no caso de
1. Descrever os contrastes na densidade das rotas marítimas haver pedagogia diferenciada)
a nível mundial.
Planificação de subdomínios

19
Ficha de avaliação do subdomínio As redes e modos de transporte e telecomunicação.

10/04/2014 15:24
20
DOMÍNIO: AS ATIVIDADES ECONÓMICAS

Objetivos Blocos
Experiências de aprendizagem Recursos Avaliação
Descritores (45 min)

2. Localizar os principais portos marítimos.


3. Explicar vantagens e inconvenientes do transporte marítimo,

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 20
dando ênfase à sua crescente especialização.
4. Explicar os contrastes na utilização do transporte fluvial
em países com diferentes graus de desenvolvimento.
5. Referir os impactes económicos, sociais e ambientais dos
transportes aquáticos.
5. Compreender a importância das telecomunicações no mundo
global.
1. Distinguir telecomunicações de redes de telecomunicações.
2. Caracterizar os meios de comunicação tradicionais e modernos.

Subdomínio
3. Explicar a importância dos satélites e dos cabos de fibra ótica
na revolução das telecomunicações.
4. Explicar os contrastes espaciais na distribuição dos meios
Planificação de subdomínios

de comunicação e redes de telecomunicação.


5. Discutir o papel das telecomunicações na dinamização
da economia e das sociedades no mundo atual global.
6. Compreender a importância dos transportes e telecomunicações

7. As redes e modos de transporte e telocomunicações


nas dinâmicas do território nacional.
1. Explicar a distribuição das principais redes de transporte
e das telecomunicações em Portugal.
2. Explicar as assimetrias na distribuição da rede de transportes
e telecomunicações em Portugal.
As redes e modos de transporte e telecomunicação

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

10/04/2014 15:24
Planos de aula
Plano de aula 1
Tempo: 45 min

Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Apresentação do professor.
Exploração do manual da disciplina e estabelecimento
das regras de sala de aula e dos critérios de avaliação.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares

Momentos didáticos Recursos


Apresentação dos alunos e do professor. Critérios de avaliação
Exploração do manual e do seu índice. Manual da disciplina
Diálogo vertical / horizontal entre aluno e professor sobre
as regras da sala de aula e os critérios de avaliação da
disciplina (cedendo o registo ao aluno para colocar
no caderno).

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

21

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 21 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 2
Domínios: Tempo: 45 min
A Terra: estudos e representações
O meio natural Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Ficha diagnóstico. Aprendizagens anteriores.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares*


Compreender Compreender
• O objeto e o método da Geografia. • Os conceitos relacionados com a dinâmica de uma bacia
• A diversidade de representações cartográficas. hidrográfica.
• A importância dos processos de orientação na localização • A dinâmica de uma bacia hidrográfica.
relativa. • A evolução do litoral.
• O clima como o resultado da influência dos diferentes Conhecer
elementos atmosféricos.
• Especificidades físicas e humanas dos diferentes
• A variação da temperatura com a latitude, em função continentes.
da proximidade ou afastamento do oceano e em função
• As principais formas de relevo em Portugal.
do relevo.
• A distribuição da precipitação à superfície da Terra. Aplicar
• Os agentes externos responsáveis pela formação • O conhecimento de escalas no cálculo de distâncias reais.
das diferentes formas de relevo. • O conhecimento das coordenadas geográficas
• As principais formas de relevo em Portugal. na localização de um lugar.

Momentos didáticos Recursos


Realização da ficha diagnóstico. Ficha diagnóstico

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

* São apresentados apenas os objetivos das Metas Curriculares que os autores consideram mais importantes para a introdução dos domínios do 8.º ano de
escolaridade. No entanto, não significa que os restantes objetivos sejam negligenciáveis.

22

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 22 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 3
Domínios: Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
A Terra: estudos População e povoamento Evolução da população
e representações mundial
O meio natural Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção da ficha diagnóstico. Recenseamentos.
Introdução ao estudo do subdomínio Evolução da população Indicadores demográficos absolutos: crescimento natural
mundial: os recenseamentos da população e os principais e crescimento real ou efetivo.
indicadores demográficos. Indicadores demográficos relativos: taxa bruta de natalidade,
taxa bruta de mortalidade, taxa de crescimento natural e taxa
de crescimento real ou efetivo.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Conhecer e compreender diferentes indicadores demográficos.
1. Explicar a importância dos recenseamentos gerais da população para a Geografia e o ordenamento do território.
2. Definir: demografia, natalidade, mortalidade, crescimento natural, taxa de natalidade, taxa de mortalidade, taxa
de crescimento natural, crescimento real ou efetivo.

2. Aplicar o conhecimento de conceitos para determinar indicadores demográficos.


1. Calcular: crescimento natural, crescimento real ou efetivo, taxa de natalidade, taxa de mortalidade, taxa de crescimento
natural.
2. Explicar o significado dos resultados obtidos através do cálculo de indicadores demográficos, refletindo sobre
as respetivas implicações do ponto de vista demográfico.

Momentos didáticos Recursos


Diálogo horizontal / vertical entre aluno e professor Quadro
na correção da ficha diagnóstico. Ficha diagnóstico
Exploração e realização da rubrica Descobre da página 9 do Manual
Manual. e-Manual Premium
Exploração da apresentação multimédia «Indicadores Apresentação multimédia
demográficos». Videoprojetor
Leitura e exploração das páginas 10 e 11 do Manual. Computador
Realização da rubrica Estudo de caso da página 10 Ficha de trabalho NEE
do Manual. Caderno de atividades
Realização da ficha de trabalho NEE 1 (no caso de haver
pedagogia diferenciada).

TPC Avaliação atitudinal


Realização das fichas 1A e 1B do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

23

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 23 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 4
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Evolução da população mundial
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Ritmos de crescimento da população mundial.
Análise dos ritmos de crescimento da população mundial Países desenvolvidos.
e do modelo de transição demográfica. Países em desenvolvimento.
Modelo de transição demográfica.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


3. Compreender a evolução demográfica mundial.
1. Descrever a evolução da população a nível mundial, a partir de leitura de gráficos.
2. Distinguir regime demográfico primitivo de transição demográfica, explosão demográfica e regime demográfico moderno.
4. Explicar a evolução das taxas de natalidade e mortalidade, e de outros indicadores demográficos, em países com
diferentes graus de desenvolvimento.

Momentos didáticos Recursos


Correção das fichas 1A e 1B do Caderno de atividades. Quadro
Exploração das animações «Evolução da população mundial» Manual
e «O modelo de transição demográfica». Caderno e atividades
Leitura e exploração das páginas 12 e 13 do Manual. e-Manual Premium
Realização das fichas 3A e 3B do Caderno de atividades. Animações
Realização da ficha de trabalho NEE 2 (no caso de haver Videoprojetor
pedagogia diferenciada). Computador
Ficha de trabalho NEE

TPC Avaliação atitudinal


Realização da rubrica Aplica da página 13 do Manual. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

24

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 24 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 5
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Evolução da população mundial
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Taxa de crescimento natural.
A distribuição mundial da taxa de crescimento natural. Revisão dos conteúdos das aulas 3 e 4.
Consolidação das aprendizagens.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


3. Compreender a evolução demográfica mundial.
3. Comparar a evolução da população em países com diferentes graus de desenvolvimento.
5. Problematizar as consequências da desigual evolução demográfica em países com diferentes graus de desenvolvimento.
6. Explicar o impacte dos diferentes regimes demográficos no desenvolvimento sustentável mundial.
Metas Curriculares das aulas anteriores.

Momentos didáticos Recursos


Correção da rubrica Aplica da página 13 do Manual. Quadro
Exploração da apresentação multimédia «Taxa de Manual
crescimento natural». e-Manual Premium
Leitura e exploração das páginas 14 e 15 do Manual. Apresentação multimédia
Realização da rubrica Aplica da página 15 do Manual. Videoprojetor
Realização das fichas de trabalho 1, 2 e 3. Computador
Fichas de trabalho

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

25

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 25 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 6
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Evolução da população mundial
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
A distribuição mundial das taxas brutas de natalidade Taxas brutas de natalidade e de mortalidade.
e de mortalidade e os seus principais fatores explicativos. Principais fatores explicativos.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Conhecer e compreender diferentes indicadores demográficos.
2. Definir: índice sintético de fecundidade, índice de renovação das gerações.
2. Aplicar o conhecimento de conceitos para determinar indicadores demográficos.
2. Explicar o significado dos resultados obtidos através do cálculo de indicadores demográficos, refletindo sobre
as respetivas implicações do ponto de vista demográfico.
3. Compreender a evolução demográfica mundial.
3. Comparar a evolução da população em países com diferentes graus de desenvolvimento.
4. Explicar a evolução das taxas de natalidade e mortalidade, e de outros indicadores demográficos, em países
com diferentes graus de desenvolvimento.

Momentos didáticos Recursos


Exploração das apresentações multimédia «Taxa bruta Quadro
de natalidade» e «Taxa bruta de mortalidade». Manual
Leitura e exploração das páginas 16, 18, 20 e 21 do Manual. e-Manual Premium
Realização da rubrica Aplica das páginas 16, 18 e 21 Apresentações multimédia
do Manual. Videoprojetor
Realização da ficha de trabalho NEE 3 (no caso de haver Computador
pedagogia diferenciada). Ficha de trabalho NEE
Caderno de atividades

TPC Avaliação atitudinal


Realização das fichas 2A, 4A e 4B do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
Preparação, em grupo, da rubrica Explora mais da página 18 • participação
do Manual. • empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

26

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 26 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 7
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Evolução da população mundial
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Taxa de mortalidade infantil.
A distribuição mundial da taxa de mortalidade infantil Esperança média de vida à nascença.
e da esperança média de vida à nascença. Principais fatores explicativos.
Principais fatores explicativos dos contrastes.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Conhecer e compreender diferentes indicadores demográficos.
2. Definir: taxa de mortalidade infantil, índice de envelhecimento, esperança média de vida à nascença.
2. Aplicar o conhecimento de conceitos para determinar indicadores demográficos.
1. Calcular: taxa de mortalidade infantil, índice de envelhecimento.
2. Explicar o significado dos resultados obtidos através do cálculo de indicadores demográficos, refletindo sobre
as respetivas implicações do ponto de vista demográfico.
3. Compreender a evolução demográfica mundial.
4. Explicar a evolução das taxas de natalidade e mortalidade, e de outros indicadores demográficos, em países
com diferentes graus de desenvolvimento.
5. Problematizar as consequências da desigual evolução demográfica em países com diferentes graus de desenvolvimento.

Momentos didáticos Recursos


Correção das fichas 2A, 4A e 4B do Caderno de atividades. Quadro
Exploração da apresentação multimédia «Taxa de Manual
mortalidade infantil». e-Manual Premium
Leitura e exploração das páginas 22 a 24 do Manual (diálogo Apresentações multimédia
horizontal/vertical entre aluno e professor). Videoprojetor
Realização da rubrica Aplica das páginas 22 e 23 do Manual. Computador
Realização da ficha 2B do Caderno de atividades. Caderno de atividades

TPC Avaliação atitudinal


Realização das fichas 5A e 5B do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

27

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 27 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 8
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Evolução da população mundial
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Revisão dos conteúdos anteriores.
Exploração da realidade demográfica em Portugal –
documentário «Portugal: um retrato social – gente diferente».
Sistematização dos conteúdos.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares das aulas anteriores.

Momentos didáticos Recursos


Correção das fichas 5A e 5B do Caderno de atividades. Manual
Exploração do documentário «Portugal: um retrato social – e-Manual Premium
gente diferente» com o respetivo guião. Caderno de atividades
Leitura e exploração da rubrica Portugal em análise das Documentário e guião de exploração
páginas 19, 25 e 26 do Manual e resolução das respetivas Videoprojetor
atividades. Computador
Realização da rubrica Estudo de caso da página 26 Fichas de trabalho
do Manual.

TPC Avaliação atitudinal


Realização das fichas 6A e 6B do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Se necessário, aplicar as fichas de trabalho 4 e 5.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

28

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 28 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 9
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Evolução da população mundial
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Estruturas etárias.
As estruturas etárias no mundo. Tipos de pirâmides.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


4. Representar a estrutura etária da população e compreender a adoção de diferentes políticas demográficas.
1. Caracterizar a estrutura etária da população, a partir da construção de pirâmides etárias de diferentes países.
2. Identificar fatores que interferem na evolução da composição da população por grupos etários e sexo.
3. Discutir as consequências da evolução da composição da população por grupos etários e sexo, assim como
a necessidade de um ajustamento permanente entre os comportamentos demográficos e os recursos disponíveis.

Momentos didáticos Recursos


Correção das fichas 6A e 6B do Caderno de atividades. Quadro
Exploração da apresentação multimédia «As estruturas Manual
etárias no mundo» (diálogo horizontal/vertical entre aluno e-Manual Premium
e professor). Apresentação multimédia
Leitura e análise das páginas 27, 28 e 29 do Manual. Caderno de atividades
Realização da ficha 7B do Caderno de atividades. Videoprojetor
Computador

TPC Avaliação atitudinal


Realização da ficha 7A do Caderno de atividades (questão 1). Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

29

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 29 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 10
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Evolução da população mundial
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Estruturas etárias (revisão).
Conclusão da aula anterior. Tipos de pirâmides (revisão).
A estrutura etária em Portugal.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


5. Compreender a diversidade demográfica em Portugal, através da análise de pirâmides etárias.
1. Comparar, com recurso a pirâmides etárias, a evolução da estrutura etária da população em Portugal, nas últimas
décadas.
2. Comparar as realidades demográficas regionais em Portugal.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 7A do Caderno de atividades (questão 1). Quadro
Realização da rubrica Estudo de caso das páginas 28 e 29 Manual
do Manual. e-Manual Premium
Realização da ficha de trabalho NEE 4 (no caso de haver Apresentação multimédia
pedagogia diferenciada). Caderno de atividades
Exploração da apresentação multimédia «As estruturas Ficha de trabalho NEE
etárias em Portugal». Videoprojetor
Leitura e exploração da rubrica Portugal em análise das Computador
páginas 30 e 31 do Manual e resolução das respetivas
atividades.

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas: GVIS8LP © RAIZ EDITORA

30

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 30 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 11
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Evolução da população mundial
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
As políticas demográficas. Políticas demográficas: natalistas e antinatalistas.
Consolidação dos conhecimentos. Conteúdos das aulas 9 e 10.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


6. Compreender a implementação de políticas demográficas tendo em consideração a realidade demográfica de um país.
1. Distinguir políticas antinatalistas de políticas natalistas, enumerando medidas que promovam o aumento e a diminuição
da natalidade.
2. Referir exemplos de países onde são implementadas políticas natalistas e políticas antinatalistas.
3. Discutir as políticas demográficas implementadas e a implementar em Portugal em função da sua realidade demográfica.
Metas Curriculares das aulas anteriores (aulas 9 e 10).

Momentos didáticos Recursos


Leitura e análise das páginas 32 e 33 do Manual Quadro
(diálogo horizontal/vertical entre aluno e professor). Manual
Leitura e exploração da rubrica Portugal em análise da e-Manual Premium
página 34 do Manual e resolução das respetivas atividades. Caderno de atividades
Realização da ficha de trabalho NEE 5 (no caso de haver Ficha de trabalho NEE
pedagogia diferenciada). Ficha de trabalho
Conclusão da ficha 7A do Caderno de atividades. Videoprojetor
Computador

TPC Avaliação atitudinal


Conclusão da ficha 7B do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Realização da ficha de trabalho 6, se necessário.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

31

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 31 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 12
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Evolução da população mundial
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Conteúdos das aulas 9, 10 e 11.
Apresentação dos resultados à turma da rubrica Explora
mais.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares das aulas anteriores (aulas 9, 10 e 11).

Momentos didáticos Recursos


Apresentação oral dos grupos à turma (5 min) dos resultados Quadro
obtidos do trabalho desenvolvido no âmbito da rubrica Manual
Explora mais. e-Manual Premium
Correção da ficha 7B do Caderno de atividades. Videoprojetor
Resolução da rubrica Vamos rever das páginas 36 e 37 Computador
do Manual. Caderno de atividades
Ficha de trabalho
Atingir as Metas

TPC Avaliação atitudinal


Realização da ficha de trabalho 7. Observação direta na aula:
Realização das fichas 8A e 8B do Caderno de atividades. • participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Propõe-se também a resolução das fichas 1 e 2 do Atingir as Metas.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

32

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 32 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 13
Domínio: Subdomínios: Tempo: 45 min
População e povoamento Evolução da população mundial
Distribuição da população mundial Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. População total.
Conceito de população total e de população relativa. População relativa (densidade populacional).
Os principais contrastes na distribuição da população Focos populacionais.
mundial. Vazios humanos.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a distribuição da população mundial.
1. Distinguir população total de população relativa/densidade populacional.
2. Descrever a distribuição da população mundial, a partir de mapas, através da localização dos principais vazios humanos
e das grandes concentrações populacionais.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha de trabalho 7. Quadro
Exploração e realização da rubrica Descobre da página 39 Manual
do Manual. e-Manual Premium
Exploração da apresentação multimédia «Distribuição Apresentação multimédia
da população mundial e seus fatores». Ficha de trabalho
Exploração das páginas 40, 41 e 42 do Manual (diálogo Ficha de trabalho NEE
horizontal/vertical entre aluno e professor). Videoprojetor
Realização da rubrica Aplica da página 41 do Manual. Computador
Realização da ficha de trabalho NEE 6 (no caso de haver
pedagogia diferenciada).

TPC Avaliação atitudinal


Realização da rubrica Explora mais das páginas 41 e 42 Observação direta na aula:
do Manual. • participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

GVIS8LP_F03

33

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 33 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 14
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Distribuição da população mundial
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Análise dos resultados do trabalho de casa. Fatores naturais e humanos que influenciam a distribuição
Fatores que influenciam a distribuição da população mundial. da população mundial.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a distribuição da população mundial.
3. Explicar os fatores naturais e humanos que influenciam a repartição mundial da população.

Momentos didáticos Recursos


Análise dos resultados da proposta do Explora mais Quadro
das páginas 41 e 42 do Manual. Manual
Leitura e análise das páginas 43 a 47 do Manual. e-Manual Premium
Resolução da rubrica Aplica da página 43 do Manual. Videoprojetor
Resolução da rubrica Aplica das páginas 44 do Manual. Computador
Exploração, em grupos de dois alunos, das páginas 45, 46 e Caderno de atividades
47 do Manual resolvendo as rubricas Aplica (páginas 45 e 46) Atingir as Metas
e Estudo de caso (página 47).

TPC Avaliação atitudinal


Realização da ficha 9A do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Propõe-se a resolução da ficha 3 do Atingir as Metas, como forma de o aluno se preparar para o momento de avaliação e
poder esclarecer eventuais dúvidas com o professor.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

34

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 34 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 15
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Distribuição da população mundial
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Fatores naturais e humanos que influenciam a distribuição
Fatores que influenciam a distribuição da população mundial da população mundial – continuação.
– continuação.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a distribuição da população mundial.
3. Explicar os fatores naturais e humanos que influenciam a repartição mundial da população.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 9A do Caderno de atividades. Quadro
Leitura e exploração das páginas 48 a 51 do Manual. Manual
Trabalho de pares da rubrica Estudo de caso das páginas 48 e-Manual Premium
à 51 do Manual. Caderno de atividades
Continuação da resolução da ficha de trabalho NEE 6 e início Fichas de trabalho NEE
da resolução da ficha de trabalho NEE 7 (no caso de haver Videoprojetor
pedagogia diferenciada). Computador

TPC Avaliação atitudinal


Realização da ficha 9B do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

35

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 35 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 16
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Distribuição da população mundial
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Conteúdos da aula 14.
Distribuição da população portuguesa e principais fatores
que a influencia.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


2. Compreender a distribuição da população em Portugal.
1. Interpretar a distribuição da população em Portugal a partir da leitura de mapas, destacando a litoralização
e a bipolarização da sua distribuição.
2. Explicar os principais fatores que influenciam a distribuição da população em Portugal.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 9B do Caderno de atividades. Quadro
Leitura e exploração da rubrica Portugal em análise da Manual
página 52 do Manual (diálogo vertical/horizontal entre aluno e-Manual Premium
e professor) e resolução das respetivas atividades. Caderno de atividades
Resolução das fichas 10A e 10B do Caderno de atividades. Fichas de trabalho NEE
Continuação da resolução da ficha de trabalho NEE 7 Videoprojetor
(no caso de haver pedagogia diferenciada). Computador

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

36

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 36 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 17
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Distribuição da população mundial
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Consolidação das aprendizagens. Revisão dos conteúdos das aulas 12 a 15.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares das aulas anteriores (aulas 12, 13, 14 e 15).

Momentos didáticos Recursos


Resolução da ficha de trabalho 8 e da ficha 4 do Atingir Manual
as Metas Ficha de trabalho
Resolução da rubrica Vamos rever das páginas 54 e 55 Atingir as Metas
do Manual.

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

37

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 37 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 18
Domínio: Subdomínios: Tempo: 45 min
População e povoamento Evolução da população mundial
Distribuição da população mundial Data:_____ / ____ / ____

Sumário
Realização da ficha de avaliação.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares previstas para os subdomínios Evolução da população mundial e Distribuição da população mundial.

Momentos didáticos Recursos


Resolução da ficha de avaliação 1. Ficha de avaliação 1

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• empenho
• cumprimento das tarefas
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

38

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 38 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 19
Domínio: Subdomínios: Tempo: 45 min
População e povoamento Evolução da população mundial
Distribuição da população mundial Data:_____ / ____ / ____

Sumário
Realização da ficha de avaliação.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares previstas para os subdomínios Evolução da população mundial e Distribuição da população mundial.

Momentos didáticos Recursos


Resolução da ficha de avaliação 1. Ficha de avaliação 1

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• empenho
• cumprimento das tarefas
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

39

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 39 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 20
Domínio: Subdomínios: Tempo: 45 min
População e povoamento Evolução da população mundial
Distribuição da população mundial Data:_____ / ____ / ____

Sumário
Correção da ficha de avaliação

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares previstas para os subdomínios Evolução da população mundial e Distribuição da população mundial.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha de avaliação 1. Ficha de avaliação 1
Quadro

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

40

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 40 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 21
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Mobilidade da população
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
As migrações: tipos. Tipos de migrações.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Conhecer e compreender diferentes indicadores demográficos.
1. Definir: migração, saldo migratório.
2. Aplicar o conhecimento de conceitos para determinar indicadores demográficos.
1. Calcular: saldo migratório.
1. Compreender as causas e as consequências das migrações.
1. Distinguir migração de emigração e de imigração.
2. Caracterizar diferentes tipos de migração: permanente, temporária e sazonal; externa e interna; intracontinental
e intercontinental; clandestina e legal; êxodo rural.

Momentos didáticos Recursos


Exploração e realização da rubrica Descobre da página 57 Quadro
do Manual. Manual
Leitura e exploração das páginas 58 e 59 com a realização e-Manual Premium
da rubrica Aplica da página 59 do Manual. Videoprojetor
Realização da ficha de trabalho NEE 8 (no caso de haver Computador
pedagogia diferenciada). Ficha de trabalho NEE
Caderno de atividades

TPC Avaliação atitudinal


Realização da ficha 11A do Caderno de atividades Observação direta na aula:
(questão 1). • participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

41

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 41 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 22
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Mobilidade da população
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Causas e consequências das migrações.
Principais causas e consequências das migrações.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender as causas e as consequências das migrações.
3. Explicar as principais causas das migrações.
4. Explicar as principais consequências das migrações nas áreas de partida e nas áreas de chegada.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 11A do Caderno de Atividades. Quadro
Leitura e exploração das páginas 60 a 63 do Manual Manual
(diálogo horizontal/vertical entre aluno e professor). e-Manual Premium
Resolução em pares da rubrica Aplica das páginas 61 a 63 Ficha de trabalho NEE
do Manual. Videoprojetor
Continuação da resolução da ficha de trabalho NEE 8 Computador
(no caso de haver pedagogia diferenciada). Caderno de atividades

TPC Avaliação atitudinal


Realização da ficha 11A do Caderno de atividades Observação direta na aula:
(questão 2). • participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

42

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 42 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 23
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Mobilidade da população
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Ciclos migratórios.
Os grandes ciclos migratórios internacionais. Refugiados.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


2. Compreender os grandes ciclos migratórios internacionais.
1. Caracterizar os grandes ciclos migratórios internacionais, através da interpretação de mapas com os fluxos migratórios.
2. Localizar as principais regiões/países de origem da população migrante e principais regiões/países de destino
da população migrante.
3. Caracterizar a população migrante.
4. Referir os fatores atrativos/repulsivos que influenciam as migrações.
5. Discutir a importância dos movimentos migratórios na redistribuição da população europeia e mundial.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 11A do Caderno de atividades. Quadro
Exploração da apresentação multimédia «Os grandes ciclos Manual
migratórios mundiais» e resolução da rubrica Aplica e-Manual Premium
da página 65 do Manual. Apresentação multimédia
Exploração das páginas 64 e 65 do Manual Caderno de atividades
(diálogo horizontal/vertical entre aluno e professor). Videoprojetor
Resolução da ficha 11B do Caderno de atividades. Computador

TPC Avaliação atitudinal


Conclusão da ficha 11B do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

43

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 43 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 24
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Mobilidade da população
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Migrações em Portugal.
As migrações em Portugal: evolução e caracterização.
Exploração do filme «A Gaiola Dourada».

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


3. Compreender, no tempo e no espaço, as migrações em Portugal.
1. Caracterizar a evolução temporal da emigração em Portugal.
2. Localizar os principais destinos da emigração portuguesa.
3. Caracterizar a evolução da imigração em Portugal, referindo as principais origens dos imigrantes.
4. Caracterizar a situação atual de Portugal no contexto das migrações internacionais.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 11B do Caderno de atividades. Quadro
Leitura e exploração da rubrica Portugal em análise da Manual
página 66 do Manual. e-Manual Premium
Exploração do filme «A gaiola dourada» com o respetivo Caderno de atividades
guião. Filme e guião de exploração
Videoprojetor
Computador

TPC Avaliação atitudinal


Conclusão do trabalho de grupo do guião de exploração Observação direta na aula:
do filme. • participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

44

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 44 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 25
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Mobilidade da população
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
A imigração em Portugal. Migrações em Portugal.
Exercícios de consolidação das aprendizagens.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


3. Compreender, no tempo e no espaço, as migrações em Portugal.
1. Caracterizar a evolução temporal da emigração em Portugal.
2. Localizar os principais destinos da emigração portuguesa.
3. Caracterizar a evolução da imigração em Portugal, referindo as principais origens dos imigrantes.
4. Caracterizar a situação atual de Portugal no contexto das migrações internacionais.

Momentos didáticos Recursos


Leitura e exploração da rubrica Portugal em análise da Quadro
página 67 do Manual (diálogo horizontal/vertical entre aluno Manual
e professor) e resolução das respetivas atividades. e-Manual Premium
Organização dos grupos de trabalho para a resolução Caderno de atividades
da rubrica Explora mais da página 67 do Manual. Ficha de trabalho
Resolução da rubrica Vamos rever da página 69 do Manual. Videoprojetor
Resolução das fichas 12A e 12B do Caderno de atividades. Computador
Atingir as Metas

TPC Avaliação atitudinal


Realização das fichas 13A e 13B do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
Resolução da ficha de trabalho 9. • participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Propõe-se a resolução da ficha 5 do Atingir as Metas, como forma de o aluno se preparar para o momento de avaliação e
poder esclarecer eventuais dúvidas com o professor.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

45

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 45 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 26
Domínio: Subdomínios:
Tempo: 45 min
População e povoamento Mobilidade da população
Cidades, principais áreas de fixação humana Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. População urbana.
Apresentação dos trabalhos de grupo da exploração do filme Origem das cidades.
«A gaiola dourada». Critérios de classificação das cidades.
As cidades: origem, classificação e fatores de crescimento.
Noção de população urbana.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a origem e o crescimento das cidades.
1. Referir critérios utilizados na definição de cidade.
2. Referir fatores responsáveis pelo surgimento das cidades.
3. Explicar os principais fatores de crescimento das cidades em países com diferentes graus de desenvolvimento.

Momentos didáticos Recursos


Correção das fichas 13A e 13B do Caderno de atividades Quadro
e da ficha de trabalho 9 (diálogo vertical/horizontal entre Manual
aluno e professor). e-Manual Premium
Apresentação oral dos trabalhos desenvolvidos a partir Caderno de atividades
do filme «A gaiola dourada» (5 min cada grupo). Apresentação multimédia
Exploração e realização da rubrica Descobre da página 71 Videoprojetor
do Manual. Computador
Exploração da apresentação multimédia «Cidades: origem, Ficha de trabalho
classificação e fatores de crescimento». Ficha de avaliação dos trabalhos de grupo
Leitura e análise da página 72 do Manual.

TPC Avaliação atitudinal


Resolução da rubrica Aplica da página 72 do Manual. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

46

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 46 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 27
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Cidades, principais áreas de fixação humana
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Suburbanização.
Formação das áreas metropolitanas e das megalópolis. Área metropolitana.
Os principais problemas das cidades e a sustentabilidade Megalópolis.
das cidades. Principais problemas das cidades.
A sustentabilidade urbana.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a origem e o crescimento das cidades.
4. Explicar o processo de formação de uma área metropolitana e de uma megalópolis, localizando as principais megalópolis,
a nível mundial.
5. Discutir as consequências do forte crescimento urbano em países com diferentes graus de desenvolvimento.
6. Mencionar possíveis soluções para os problemas das cidades.
7. Discutir a importância das cidades sustentáveis.

Momentos didáticos Recursos


Correção da rubrica Aplica da página 72 do Manual. Quadro
Leitura e exploração das páginas 73 a 77 do Manual e Manual
resolução da rubrica Estudo de caso da página 77. e-Manual Premium
Resolução das fichas 14A e 15A (questão 1) do Caderno de Caderno de atividades
atividades. Ficha de trabalho NEE
Resolução da ficha de trabalho NEE 9 (no caso de haver Videoprojetor
pedagogia diferenciada). Computador

TPC Avaliação atitudinal


Realização da ficha 14B do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

47

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 47 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 28
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Cidades, principais áreas de fixação humana
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Função urbana.
A organização morfofuncional das cidades. Áreas funcionais.
A cidade em Portugal. Plantas urbanas.
Sistema urbano português.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


2. Compreender a organização morfofuncional das cidades.
1. Distinguir função urbana de área funcional.
2. Caracterizar as funções das cidades: residencial, comercial, industrial, político-administrativa, cultural, religiosa (...).
3. Caracterizar as principais áreas funcionais das cidades.
4. Relacionar o aparecimento de novas centralidades com o crescimento das cidades e a revitalização dos centros
das cidades.
5. Comparar planta irregular, planta radioconcêntrica e planta ortogonal.
6. Relacionar as diferentes plantas com a evolução ou o planeamento das cidades.

Para a rubrica Portugal em análise:


1. Compreender a origem e o crescimento das cidades.
2. Compreender a organização morfofuncional das cidades.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 14B do Caderno de atividades. Quadro
Exploração da apresentação multimédia «Organização Manual
funcional das cidades» (diálogo vertical/horizontal entre e-Manual Premium
aluno e professor). Apresentação multimédia
Leitura e análise das páginas 78 a 81 do Manual. Caderno de atividades
Resolução da rubrica Aplica das páginas 79 e 81 do Manual. Videoprojetor
Resolução da ficha de trabalho NEE 10 (no caso de haver Computador
pedagogia diferenciada). Ficha de trabalho NEE
Leitura e exploração da rubrica Portugal em análise das Atingir as Metas
páginas 83 e 84 do Manual (diálogo vertical/horizontal entre Guião de visita de estudo
aluno e professor) e resolução das respetivas atividades.

TPC Avaliação atitudinal


Realização das fichas 15A (questão 2), 15B e 16A do Caderno Observação direta na aula:
de atividades. • participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Propõe-se a resolução das fichas 6 e 7 do Atingir as Metas, como forma de o aluno se preparar para o momento de avaliação
e poder esclarecer eventuais dúvidas com o professor.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

Sugere-se a realização da visita de estudo proposta na página 247 do Livro do professor.

48

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 48 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 29
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Cidades, principais áreas de fixação humana
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Espaço urbano.
A inter-relação espaço rural e urbano. Espaço rural.
Consolidação das aprendizagens.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


3. Compreender a inter-relação entre o espaço rural e o urbano.
1. Descrever as diferenças entre modo de vida rural e modo de vida urbano.
2. Explicar as relações de interdependência e complementaridade que se estabelecem entre o espaço rural e o espaço
urbano.
3. Discutir as potencialidades ambientais, sociais e económicas do espaço rural.

Momentos didáticos Recursos


Correção das fichas 15A (questão 2), 15B e 16A Quadro
do Caderno de atividades. Manual
Leitura e análise da página 82 do Manual (diálogo vertical/ e-Manual Premium
horizontal entre aluno e professor). Videoprojetor
Resolução da rubrica Vamos rever das páginas 86 e 87 do Computador
Manual. Caderno de atividades
Ficha de trabalho

TPC Avaliação atitudinal


Realização das fichas 16B, 17A e 17B do Caderno Observação direta na aula:
de atividades. • participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Se necessário, aplicar a ficha de trabalho 10.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

GVIS8LP_F04

49

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 49 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 30
Domínio: Subdomínios: Tempo: 45 min
População e povoamento Mobilidade da população
Cidades, principais áreas de fixação humana Data:_____ / ____ / ____

Sumário
Realização da ficha de avaliação.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares previstas para os subdomínios Mobilidade da população e Cidades, principais áreas de fixação humana.

Momentos didáticos Recursos


Resolução da ficha de avaliação 2. Ficha de avaliação 2

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• empenho
• cumprimento das tarefas
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

50

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 50 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 31
Domínio: Subdomínios: Tempo: 45 min
População e povoamento Mobilidade da população
Cidades, principais áreas de fixação humana Data:_____ / ____ / ____

Sumário
Realização da ficha de avaliação.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares previstas para os subdomínios Mobilidade da população e Cidades, principais áreas de fixação humana.

Momentos didáticos Recursos


Resolução da ficha de avaliação 2. Ficha de avaliação 2

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

51

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 51 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 32
Domínio: Subdomínios: Tempo: 45 min
População e povoamento Mobilidade da população
Cidades, principais áreas de fixação humana Data:_____ / ____ / ____

Sumário
Correção da ficha de avaliação.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares previstas para os subdomínios Mobilidade da população e Cidades, principais áreas de fixação humana.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha de avaliação 2. Ficha de avaliação 2
Quadro

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

52

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 52 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 33
Domínio: Subdomínios: Tempo: 45 min
População e povoamento Mobilidade da população
Cidades, principais áreas de fixação humana Data:_____ / ____ / ____

Sumário
Apresentação dos resultados do trabalho no âmbito da rubrica Explora mais da página 67 do Manual.
Autoavaliação e heteroavaliação de final de 1.º período.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares

Momentos didáticos Recursos


Apresentação dos resultados do trabalho no âmbito da Quadro
rubrica Explora mais da página 67 do Manual (5 min para Videoprojetor
cada grupo). Computador
Preenchimento da ficha de autoavaliação e heteroavaliação. Ficha de autoavaliação

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

53

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 53 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 34
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
População e povoamento Diversidade cultural
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Fatores de identidade cultural: cultura, etnia e técnicas, usos Cultura.
e costumes. Etnia.
Técnicas, usos e costumes.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a importância dos fatores de identidade das populações no mundo contemporâneo.
1. Discutir os conceitos de identidade territorial, cultura, etnia; técnicas, usos e costumes.
2. Explicar de que forma os costumes, a organização social (...) são fatores de identidade cultural.

Momentos didáticos Recursos


Exploração e realização da rubrica Descobre da página 89 Quadro
do Manual. Manual
Exploração da apresentação multimédia «Fatores e-Manual Premium
de identidade cultural». Apresentação multimédia
Leitura e exploração das páginas 90 e 91 do Manual (diálogo Videoprojetor
horizontal/vertical entre aluno e professor). Computador
Caderno de atividades

TPC Avaliação atitudinal


Realização da ficha 18A (questão 1) do Caderno Observação direta na aula:
de atividades. • participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

54

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 54 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 35
Domínio: Subdomínio:
Tempo: 45 min
População e povoamento Diversidade cultural
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Língua.
Fatores de identidade cultural: língua e arte. Dialeto.
Arte.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a importância dos fatores de identidade das populações no mundo contemporâneo.
1. Discutir os conceitos de identidade territorial, cultura e língua.
2. Explicar de que forma a língua, a arte e a organização social (...) são fatores de identidade cultural.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 18A (questão 1) do Caderno de atividades. Quadro
Continuação da exploração da apresentação multimédia Manual
«Fatores de identidade cultural». e-Manual Premium
Leitura e exploração das páginas 91, 92 e 93 do Manual – Apresentação multimédia
língua e arte (diálogo horizontal/vertical entre aluno Ficha de trabalho NEE
e professor). Videoprojetor
Realização da rubrica Estudo de caso da página 92 Computador
do Manual. Caderno de atividades
Realização da ficha de trabalho NEE 11 (no caso de haver
pedagogia diferenciada).

TPC Avaliação atitudinal


Conclusão da ficha 18A do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

55

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 55 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 36
Domínio: Subdomínio:
Tempo: 45 min
População e povoamento Diversidade cultural
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Religião.
A importância da religião na identidade e diferenciação das Técnicas, usos e costumes.
populações. Identidade territorial.
Os diversos elementos que permitem distinguir as diferentes Aculturação.
culturas. Cultura.
Globalização.
Língua.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a importância dos fatores de identidade das populações no mundo contemporâneo.
1. Discutir os conceitos de identidade territorial, cultura, etnia, língua, religião; técnicas, usos e costumes, aculturação
e globalização.
2. Explicar de que forma a religião é um fator de identidade cultural.
4. Problematizar as consequências da globalização, tanto na unidade cultural como na afirmação da diversidade cultural
mundial.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 18A do Caderno de atividades. Quadro
Leitura e exploração das páginas 93 e 94 do Manual Manual
– religião. e-Manual Premium
Resolução da rubrica Aplica da página 94 do Manual. Caderno de atividades
Exploração do filme «Despachado para a Índia» Filme e guião de exploração
com o respetivo guião. Videoprojetor
Computador

TPC Avaliação atitudinal


Trabalho de grupo/individual presente no guião Observação direta na aula:
de exploração do filme «Despachado para a Índia». • participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Esta aula deve de ser temporalmente separada da aula seguinte (no mínimo, um dia) para que os alunos possam efetuar o
trabalho de pesquisa proposto no guião de exploração do filme.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

56

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 56 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 37
Domínio: Subdomínio:
Tempo: 45 min
População e povoamento Diversidade cultural
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Globalização.
As principais vantagens, desvantagens e consequências Racismo.
da globalização. Xenofobia.
As comunidades multiculturais inclusivas em diferentes Multiculturalismo.
territórios. Direitos humanos.
Sociedades inclusivas.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a importância dos fatores de identidade das populações no mundo contemporâneo.
1. Discutir os conceitos de globalização, racismo, xenofobia e multiculturalismo.
3. Relacionar o respeito dos direitos humanos com a construção de sociedades inclusivas.
4. Problematizar as consequências da globalização, tanto na unidade cultural como na afirmação da diversidade cultural
mundial.
5. Refletir sobre a importância da construção de comunidades multiculturais inclusivas mas também culturalmente
heterogéneas, em diferentes territórios (país, cidade, escola).

Momentos didáticos Recursos


Correção do trabalho de grupo/individual presente no guião Quadro
de exploração do filme «Despachado para a Índia». Manual
Exploração da apresentação multimédia «Globalização» e-Manual Premium
e diálogo vertical/horizontal entre aluno e professor. Aprersentação multimédia
Leitura e análise das páginas 95 e 96 do Manual. Guião de exploração do filme
Realização da rubrica Estudo de caso da página 96 Videoprojetor
do Manual. Computador
Leitura e exploração da rubrica Portugal em análise Caderno de atividades
da página 97 do Manual e resolução das respetivas Ficha de trabalho
atividades. Atingir as Metas

TPC Avaliação atitudinal


Resolução da rubrica Explora mais da página 96 do Manual Observação direta na aula:
e dos exercícios da rubrica Vamos rever da página 99. • participação
Realização das fichas 18B, 19A e 19B do Caderno • empenho
de atividades. • cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Se necessário, aplicar a ficha de trabalho 11 e a ficha 8 do Atingir as Metas para os alunos se prepararem para a avaliação
escrita.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

57

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 57 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 38
Domínio: Subdomínio:
Tempo: 45 min
As atividades económicas Os recursos naturais
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Recursos naturais.
Introdução ao estudo do subdomínio Os recursos naturais: Recursos naturais não renováveis.
principais tipos. Recursos naturais renováveis.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a desigual distribuição dos recursos.
1. Distinguir recursos renováveis de recursos não renováveis, recorrendo a exemplos.
2. Explicar a importância dos diferentes tipos de recursos.

Momentos didáticos Recursos


Correção das fichas 18B, 19A e 19B do Caderno de atividades Quadro
e da rubrica Vamos rever da página 99 do Manual. Manual
Exploração e realização da rubrica Descobre da página 103 e-Manual Premium
do Manual. Apresentação multimédia
Exploração da apresentação multimédia «Classificação Caderno de atividades
dos recursos naturais». Videoprojetor
Leitura e exploração da página 104 do Manual. Computador

TPC Avaliação atitudinal


Realização do Explora mais da página 104 do Manual. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Análise dos trabalhos da rubrica Explora mais da página 96 do Manual – propõe-se que o professor os analise em casa de
modo a atribuir uma nota conforme se sugere no Livro do professor.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

58

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 58 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 39
Domínio: Subdomínio:
Tempo: 45 min
As atividades económicas Os recursos naturais
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Recursos hídricos.
Os recursos hídricos: a importância da água doce e potável Recursos biológicos.
para a sobrevivência humana e sua distribuição geográfica. Recursos geológicos não energéticos.
A distribuição e produção mundial de recursos biológicos Minerais metálicos.
e geológicos (rochas e minerais). Minerais não metálicos.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a desigual distribuição dos recursos.
1. Distinguir recursos renováveis de recursos não renováveis, recorrendo a exemplos.
2. Explicar a importância dos diferentes tipos de recursos.
3. Interpretar a distribuição mundial dos recursos naturais.
2. Compreender as relações entre a distribuição e o consumo dos diferentes tipos de recursos.
2. Explicar as causas do aumento do consumo dos recursos.
3. Discutir a relação entre áreas produtoras e consumidoras de recursos e o grau de desenvolvimento das mesmas.

Momentos didáticos Recursos


Análise dos trabalhos da rubrica Explora mais da página 104 Quadro
do Manual. Manual
Leitura e análise das páginas 105 a 107 do Manual. e-Manual Premium
Realização da rubrica Aplica das páginas 106 e 107 Caderno de atividades
do Manual. Ficha de trabalho NEE
Realização da ficha de trabalho NEE 12 (no caso de haver Videoprojetor
pedagogia diferenciada). Computador

TPC Avaliação atitudinal


Realização da ficha 20A do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

59

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 59 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 40
Domínio: Subdomínio:
Tempo: 45 min
As atividades económicas Os recursos naturais
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Recursos geológicos energéticos.
A localização, produção e consumo mundial de recursos Recursos energéticos não renováveis.
geológicos energéticos não renováveis: carvão e petróleo.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a desigual distribuição dos recursos.
3. Interpretar a distribuição mundial dos recursos naturais.
2. Compreender as relações entre a distribuição e o consumo dos diferentes tipos de recursos.
2. Explicar as causas do aumento do consumo dos recursos.
3. Discutir a relação entre áreas produtoras e consumidoras de recursos e o grau de desenvolvimento das mesmas.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 20A do Caderno de atividades. Quadro
Leitura e análise das páginas 108 e 109 do Manual. Manual
Diálogo vertical/horizontal entre aluno e professor. e-Manual Premium
Realização da rubrica Aplica da página 108 do Manual. Caderno de atividades
Resolução da ficha 20B do Caderno de atividades. Videoprojetor
Computador

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

60

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 60 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 41
Domínio: Subdomínio:
Tempo: 45 min
As atividades económicas Os recursos naturais
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
A localização, produção e consumo mundial de recursos Recursos geológicos energéticos.
geológicos energéticos não renováveis: gás natural e urânio. Recursos energéticos não renováveis.
Os principais impactes ambientais e socioeconómicos Recursos naturais: impactes ambientais e socioeconómicos.
da exploração de recursos naturais.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a desigual distribuição dos recursos.
3. Interpretar a distribuição mundial dos recursos naturais.
2. Compreender as relações entre a distribuição e o consumo dos diferentes tipos de recursos.
1. Interpretar a relação entre a evolução da população e o consumo de recursos, numa perspetiva de desenvolvimento
sustentável.
2. Explicar as causas do aumento do consumo dos recursos.
3. Discutir a relação entre áreas produtoras e consumidoras de recursos e o grau de desenvolvimento das mesmas.
4. Explicar os impactes decorrentes da exploração dos recursos naturais.

Momentos didáticos Recursos


Leitura e análise das páginas 110 e 111 do Manual. Quadro
Realização da rubrica Aplica das páginas 110 e 111 Manual
do Manual. e-Manual Premium
Diálogo vertical/horizontal entre aluno e professor. Ficha de trabalho
Realização da ficha de trabalho 12. Videoprojetor
Computador
Atingir as Metas
Caderno de atividades

TPC Avaliação atitudinal


Realização das fichas 21A e 21B do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Propõe-se também a resolução da ficha 9 do Atingir as Metas.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

61

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 61 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 42
Domínio: Subdomínio:
Tempo: 45 min
As atividades económicas Os recursos naturais
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Recursos geológicos energéticos.
Os recursos energéticos renováveis: evolução da produção Recursos energéticos renováveis.
e aproveitamento pelo Homem. Setores de atividade económica.
Repartição das atividades económicas em setores População ativa.
de atividade. População inativa.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


2. Compreender as relações entre a distribuição e o consumo dos diferentes tipos de recursos.
1. Interpretar a relação entre a evolução da população e o consumo de recursos, numa perspetiva de desenvolvimento
sustentável.
3. Compreender a repartição das atividades económicas em setores.
1. Diferenciar os setores primário, secundário e terciário.
2. Distinguir população ativa de população inativa.
3. Relacionar a evolução da distribuição da população ativa por setores de atividade em países com diferentes graus
de desenvolvimento.

Momentos didáticos Recursos


Correção das fichas 21A e 21B do Caderno de atividades. Quadro
Leitura e análise das páginas 112 e 113 do Manual. Manual
Resolução das fichas 22A e 22B do Caderno de atividades. e-Manual Premium
Realização da ficha de trabalho NEE 13 (no caso de haver Caderno de atividades
pedagogia diferenciada). Ficha de trabalho NEE
Videoprojetor
Computador

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

62

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 62 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 43
Domínio: Subdomínio:
Tempo: 45 min
As atividades económicas Os recursos naturais
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Os recursos naturais em Portugal: distribuição, produção e Aprendizagens anteriores.
aproveitamento.
Consolidação das aprendizagens.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares previstas para o subdomínio Os recursos naturais.

Momentos didáticos Recursos


Leitura e exploração da rubrica Portugal em análise Quadro
das páginas 114 e 115 do Manual e realização das respetivas Manual
atividades. e-Manual Premium
Diálogo vertical/horizontal entre aluno e professor. Videoprojetor
Resolução da rubrica Vamos rever da página 117 do Manual. Computador
Guião de visita de estudo
Caderno da atividades

TPC Avaliação atitudinal


Realização das fichas 23A e 23B do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Sugere-se a realização da visita de estudo proposta na página 254 do Livro do professor.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

63

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 63 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 44
Domínios: Subdomínios: Tempo: 45 min
População e povoamento Diversidade cultural
As atividades económicas Os recursos naturais Data:_____ / ____ / ____

Sumário
Realização da ficha de avaliação.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares previstas para os subdomínios Diversidade cultural e Os recursos naturais.

Momentos didáticos Recursos


Resolução da ficha de avaliação 3. Ficha de avaliação 3

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

64

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 64 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 45
Domínios: Subdomínios: Tempo: 45 min
População e povoamento Diversidade cultural
As atividades económicas Os recursos naturais Data:_____ / ____ / ____

Sumário
Realização da ficha de avaliação.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares previstas para os subdomínios Diversidade cultural e Os recursos naturais.

Momentos didáticos Recursos


Resolução da ficha de avaliação 3. Ficha de avaliação 3

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

GVIS8LP_F05

65

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 65 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 46
Domínios: Subdomínios: Tempo: 45 min
População e povoamento Diversidade cultural
As atividades económicas Os recursos naturais Data:_____ / ____ / ____

Sumário
Correção da ficha de avaliação.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares previstas para os subdomínios Diversidade cultural e Os recursos naturais.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha de avaliação 3. Quadro
Ficha de avaliação 3

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

66

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 66 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 47
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas A agricultura
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Introdução ao estudo do subdomínio A agricultura. Fatores físicos ou naturais condicionantes da atividade
Fatores físicos e humanos que condicionam a atividade agrícola.
agrícola. Fatores humanos condicionantes da atividade agrícola.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Conhecer e compreender os fatores que interferem na atividade agrícola.
1. Referir os fatores físicos e humanos que condicionam a atividade agrícola.
2. Explicar a influência de cada um dos fatores condicionantes da atividade agrícola.

Momentos didáticos Recursos


Exploração e realização da rubrica Descobre da página 119 Quadro
do Manual. Manual
Exploração da apresentação multimédia «Fatores e-Manual Premium
condicionantes da agricultura» e diálogo vertical/horizontal Apresentação multimédia
entre aluno e professor. Videoprojetor
Realização da rubrica Aplica das páginas 120 e 121 Computador
do Manual. Caderno de atividades

TPC Avaliação atitudinal


Realização da ficha 24A (questão 1) do Caderno Observação direta na aula:
de atividades. • participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

67

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 67 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 48
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas A agricultura
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Agricultura tradicional.
Principais características da agricultura tradicional. Culturas em terrenos de florestas «abatidas‑queimadas».
Práticas agrícolas tradicionais: culturas em terrenos Agricultura de sequeiro.
de florestas «abatidas‑queimadas», agricultura de sequeiro Agricultura intensiva de subsistência.
e agricultura intensiva de subsistência. Morfologia agrária.
Sistema de cultura.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


2. Compreender as diferenças entre a agricultura tradicional e a agricultura moderna.
1. Distinguir: policultura de monocultura, rendimento de produtividade e agricultura extensiva de agricultura intensiva.
2. Distinguir agricultura tradicional/subsistência de agricultura moderna/mercado, exemplificando com diferentes tipos.
3. Localizar regiões onde predomine a agricultura tradicional e a agricultura moderna, à escala mundial.
4. Relacionar o rendimento e a produtividade agrícola com o grau de desenvolvimento científico e tecnológico.
5. Justificar as diferentes percentagens de população ativa agrícola em países com diferentes graus de desenvolvimento.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 24A (questão 1) do Caderno de atividades. Quadro
Exploração da apresentação multimédia «A agricultura Manual
tradicional e a agricultura moderna». e-Manual Premium
Leitura e exploração das páginas 122 e 123 do Manual Apresentação multimédia
e resolução da rubrica Aplica da página 123 do Manual. Caderno de atividades
Realização da ficha 24A (questão 2) do Caderno Videoprojetor
de atividades. Computador

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

68

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 68 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 49
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas A agricultura
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Principais características da agricultura moderna. Agricultura moderna.
Práticas agrícolas modernas: agricultura extensiva Agricultura extensiva cerealífera.
cerealífera, agricultura de plantação e horticultura Agricultura de plantação.
comercial. Horticultura comercial.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


2. Compreender as diferenças entre a agricultura tradicional e a agricultura moderna.
1. Distinguir: policultura de monocultura, rendimento de produtividade e agricultura extensiva de agricultura intensiva.
2. Distinguir agricultura tradicional/subsistência de agricultura moderna/mercado, exemplificando com diferentes tipos.
3. Localizar regiões onde predomine a agricultura tradicional e a agricultura moderna, à escala mundial.
4. Relacionar o rendimento e a produtividade agrícola com o grau de desenvolvimento científico e tecnológico.
5. Justificar as diferentes percentagens de população ativa agrícola em países com diferentes graus de desenvolvimento.

Momentos didáticos Recursos


Leitura e exploração das páginas 124 e 125 do Manual. Quadro
Realização da rubrica Aplica das páginas 124 e 125 Manual
do Manual. e-Manual Premium
Continuação da exploração da apresentação multimédia Apresentação multimédia
«A agricultura tradicional e a agricultura moderna». Caderno de atividades
Resolução da ficha 24B do Caderno de atividades. Ficha de trabalho NEE
Resolução da ficha de trabalho NEE 14 (no caso de haver Videoprojetor
pedagogia diferenciada). Computador
Atingir as Metas

TPC Avaliação atitudinal


Resolução da ficha 10 do Atingir as Metas (até à Observação direta na aula:
questão 2.3). • empenho
• cumprimento das tarefas
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

69

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 69 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 50
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas A agricultura
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Impactes da agricultura.
Principais impactes da agricultura nos países desenvolvidos Agricultura biológica.
e nos países em desenvolvimento. Agricultura biodinâmica.
Diferentes formas de agricultura sustentável: agricultura Agricultura natural.
biológica, agricultura biodinâmica, agricultura natural Permacultura.
e permacultura. Espaço agrário português.
Diversidade do espaço agrário português.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


2. Compreender as diferenças entre a agricultura tradicional e a agricultura moderna.
6. Explicar as principais consequências da agricultura tradicional e da agricultura moderna.
3. Compreender a existência de formas de produção agrícola sustentáveis.
1. Caracterizar a agricultura biológica, identificando vantagens e desvantagens da sua utilização.
2. Identificar outras formas de produção agrícola ambientalmente sustentáveis (biodinâmica, natural, permacultura...).
4. Compreender a complexidade da agricultura em Portugal.
1. Caracterizar os principais tipos de agricultura praticados em Portugal.
2. Explicar os fatores físicos e humanos que condicionam a agricultura em Portugal.
3. Discutir as potencialidades do espaço agrícola em Portugal.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 10 do Atingir as Metas. Quadro
Exploração da apresentação multimédia «Diferentes formas Manual
de agricultura sustentável». e-Manual Premium
Realização da rubrica Aplica da página 127 do Manual. Apresentação multimédia
Continuação da resolução da ficha de trabalho NEE 14. Caderno de atividades
Leitura e exploração da rubrica Portugal em análise Ficha de trabalho NEE
da página 129 do Manual e resolução das respetivas Videoprojetor
atividades. Computador
Ficha de trabalho
Atingir as Metas

TPC Avaliação atitudinal


Resolução da rubrica Explora mais da página 128 do Manual. Observação direta na aula:
Realização da ficha 25A do Caderno de atividades. • empenho
Conclusão da ficha 10 do Atingir as Metas. • cumprimento das tarefas
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Se necessário, aplicar a ficha de trabalho 13.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

70

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 70 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 51
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas A agricultura
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Pecuária extensiva.
Principais características da pecuária extensiva Pecuária intensiva.
e da pecuária intensiva. Complementaridade da pecuária em relação à agricultura
A pecuária em Portugal. e à indústria.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


5. Compreender a importância da pecuária no mundo atual.
1. Distinguir criação de gado em regime extensivo e intensivo, identificando as principais vantagens e inconvenientes
de cada um dos regimes de criação.
2. Localizar as principais áreas de criação de gado em regime extensivo e intensivo, à escala mundial e nacional.
3. Explicar a complementaridade da criação de gado em relação à agricultura e à indústria.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 25A do Caderno de atividades. Quadro
Análise dos trabalhos da rubrica Explora mais da página 128 Manual
do Manual. e-Manual Premium
Exploração da apresentação multimédia «A pecuária» Caderno de atividades
e realização da rubrica Aplica da página 131 do Manual. Videoprojetor
Leitura e exploração da rubrica Portugal em análise da Computador
página 132 do Manual e resolução das respetivas atividades. Guião de visita de estudo
Ficha de trabalho
Atingir as Metas

TPC Avaliação atitudinal


Resolução da rubrica Explora mais da página 132 do Manual. Observação direta na aula:
Realização da rubrica Vamos rever das páginas 134 e 135 • participação
do Manual. • empenho
Realização das fichas 25B, 26A e 26B do Caderno de • cumprimento das tarefas
atividades. • curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Se necessário, aplicar a ficha 11 do Atingir as Metas e a ficha de trabalho 14.

Sugere-se a realização da visita de estudo proposta na página 259 do Livro do professor.


GVIS8LP © RAIZ EDITORA

71

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 71 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 52
Domínio: Subdomínios: Tempo: 45 min
As atividades económicas A agricultura
A pesca Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. A pesca.
Introdução ao estudo do subdomínio A pesca. Fatores que influenciam a pesca.
Fatores físicos que condicionam a atividade piscatória. Áreas de pesca no mundo.
Localização das principais áreas de pesca no mundo.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a importância do oceano como fonte de recursos e património natural.
1. Explicar a importância do oceano como fonte de recursos, enfatizando os alimentares.
2. Problematizar a importância da preservação ambiental dos oceanos.
2. Compreender as áreas oceânicas com maior potencial piscatório.
1. Referir os principais fatores físicos que condicionam a atividade piscatória.
2. Caracterizar o relevo marinho: plataforma continental, talude, zona abissal.
3. Localizar a plataforma continental e as correntes marítimas, relacionando-as com os recursos piscatórios.
4. Relacionar a temperatura das águas com a quantidade e variedade de espécies.
5. Localizar as principais áreas de pesca no mundo, enumerando as espécies capturadas com maior relevância.

Momentos didáticos Recursos


Análise dos trabalhos da rubrica Explora mais da página Quadro
132 do Manual e das fichas 25B, 26A e 26B do Caderno de Manual
atividades. e-Manual Premium
Correção da rubrica Vamos rever das páginas 134 e 135 Apresentação multimédia
do Manual. Caderno de atividades
Exploração e realização da rubrica Descobre da página 137 Videoprojetor
do Manual. Computador
Exploração da apresentação multimédia «Fatores que
condicionam a pesca» e leitura e análise das páginas 138 e
139 do Manual.
Resolução da rubrica Aplica da página 138 do Manual.

TPC Avaliação atitudinal


Realização das fichas 27A e 27B do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

72

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 72 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 53
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas A pesca
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Pesca tradicional ou de subsistência.
As principais características da pesca tradicional e da pesca Pesca moderna ou industrial.
moderna ou industrial. Impactes da pesca industrial.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


3. Compreender os diferentes tipos de pesca.
1. Distinguir os diferentes tipos de pesca em função da localização, da permanência e dimensão das embarcações
e tripulação.
2. Discutir os impactes da atividade piscatória industrial.

Momentos didáticos Recursos


Correção das fichas 27A e 27B do Caderno de atividades. Quadro
Exploração da apresentação multimédia «A pesca tradicional Manual
e a pesca moderna». e-Manual Premium
Exploração das páginas 140 e 141 do Manual (diálogo Apresentação multimédia
vertical/horizontal entre aluno e professor). Caderno de atividades
Realização da rubrica Aplica das páginas 140 e 141 Videoprojetor
do Manual. Computador
Atingir as metas

TPC Avaliação atitudinal


Realização da ficha 28A do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Sugere-se a resolução da ficha 12 do Atingir as Metas para preparação para a ficha de avaliação.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

73

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 73 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 54
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas A pesca
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Sustentabilidade da pesca.
Principais medidas para a preservação dos recursos Preservação dos recursos marítimos.
marítimos. A aquacultura.
A aquacultura: evolução da produção, vantagens
e desvantagens.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


3. Compreender os diferentes tipos de pesca.
3. Discutir as soluções para os problemas de sustentabilidade das pescas.
4. Conhecer as vantagens e desvantagens da aquacultura.
1. Definir aquacultura.
2. Localizar as principais áreas produtoras de aquacultura.
3. Referir as vantagens e as desvantagens da aquacultura.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 28A do Caderno de atividades. Quadro
Leitura e exploração das páginas 142 a 143 do Manual Manual
(diálogo horizontal/vertical entre aluno e professor). e-Manual Premium
Realização da rubrica Estudo de caso da página 142 Caderno de atividades
do Manual. Ficha de trabalho NEE
Realização da ficha de trabalho NEE 15 (no caso de haver Videoprojetor
pedagogia diferenciada). Computador
Ficha de trabalho

TPC Avaliação atitudinal


Realização das fichas 28B e 29A do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Se necessário, aplicar a ficha de trabalho 15.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

74

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 74 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 55
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas A pesca
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. A pesca em Portugal.
Exercícios de consolidação das aprendizagens. Fatores condicionantes da pesca em Portugal.
A pesca em Portugal: principais fatores e tipos. Tipos de pesca em Portugal.
Zona Económica Exclusiva.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


5. Compreender a pesca em Portugal.
1. Caraterizar os principais tipos de pesca praticados em Portugal.
2. Identificar fatores que condicionam a atividade piscatória em Portugal.
3. Refletir sobre o potencial da ZEE portuguesa em termos piscatórios.

Momentos didáticos Recursos


Correção das fichas 28B e 29A do Caderno de atividades. Quadro
Leitura e exploração da rubrica Portugal em análise Manual
da página 144 do Manual e resolução da respetiva atividade. e-Manual Premium
Realização da ficha 29B do Caderno de atividades. Caderno de atividades
Resolução dos exercícios da rubrica Vamos rever das Videoprojetor
páginas 146 e 147 do Manual. Computador
Atingir as Metas

TPC Avaliação atitudinal


Realização das fichas 30A e 30B do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Se necessário, aplicar a ficha 13 do Atingir as Metas.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

75

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 75 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 56
Domínio: Subdomínios: Tempo: 45 min
As atividades económicas A agricultura
A pesca Data:_____ / ____ / ____

Sumário
Realização da ficha de avaliação.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares previstas para os subdomínios A agricultura e A pesca.

Momentos didáticos Recursos


Resolução da ficha de avaliação 4. Ficha de avaliação 4

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

76

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 76 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 57
Domínio: Subdomínios: Tempo: 45 min
As atividades económicas A agricultura
A pesca Data:_____ / ____ / ____

Sumário
Realização da ficha de avaliação.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares previstas para os subdomínios A agricultura e A pesca.

Momentos didáticos Recursos


Resolução da ficha de avaliação 4. Ficha de avaliação 4

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

77

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 77 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 58
Domínio: Subdomínios: Tempo: 45 min
As atividades económicas A agricultura
A pesca Data:_____ / ____ / ____

Sumário
Correção da ficha de avaliação.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares previstas para os subdomínios A agricultura e A pesca.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha de avaliação 4. Quadro
Ficha de avaliação 4

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

78

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 78 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 59
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas A indústria
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
A indústria: origem e desenvolvimento. Indústria.
Matérias-primas.
Produtos para consumo final.
Produtos para consumo intermédio.
Produção em série.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender o aparecimento e a evolução da indústria.
1. Distinguir cada uma das fases do desenvolvimento industrial no que se refere: as fontes de energia utilizadas, principais
potências industriais, principais inovações na produção.

Momentos didáticos Recursos


Exploração e realização da rubrica Descobre da página 149 Quadro
do Manual. Manual
Exploração da animação «Fases de desenvolvimento e-Manual Premium
industrial». Animação.
Resolução da rubrica Aplica da página 151 do Manual. Ficha de trabalho NEE
Resolução da ficha de trabalho NEE 16 (no caso de haver Videoprojetor
pedagogia diferenciada). Computador
Caderno de atividades

TPC Avaliação atitudinal


Realização da ficha 31A do Caderno de atividades Observação direta na aula:
(questão 1). • participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• interesse
• reflexão
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

79

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 79 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 60
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas A indústria
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Fatores de produção.
Os fatores de localização industrial. Indústria de bens de consumo.
Indústria de bens de equipamento.
Tecnopolos.
Parques industriais.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender o aparecimento e a evolução da indústria.
1. Distinguir cada uma das fases do desenvolvimento industrial no que se refere: as fontes de energia utilizadas, principais
potências industriais, principais inovações na produção.
2. Descrever a evolução dos fatores de localização industrial ao longo do tempo.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 31A do Caderno de atividades (questão 1). Quadro
Exploração da animação «Fatores de localização industrial» Manual
e da apresentação multimédia «Fatores de localização e-Manual Premium
industrial». Apresentação multimédia
Leitura e análise das páginas 152 e 153 do Manual Videoprojetor
e resolução da rubrica Aplica da página 153. Computador
Conclusão da ficha 31A do Caderno de atividades. Caderno de atividades

TPC Avaliação atitudinal


Realização da ficha 31B do Caderno de atividades Observação direta na aula:
(questão 1). • participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

80

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 80 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 61
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas A indústria
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Produto de elevado valor acrescentado
A localização das principais áreas industrializadas no mundo. Empresas transnacionais
O processo de deslocalização industrial na atualidade Deslocalização industrial.
e a globalização.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


2. Compreender a distribuição espacial da indústria.
1. Localizar as áreas mais industrializadas a nível mundial.
2. Explicar os contrastes na distribuição da indústria a nível mundial.
5. Explicar o processo de deslocalização industrial em alguns países na atualidade.
6. Explicar a importância da globalização no fenómeno de segmentação da produção.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 31B do Caderno de atividades (questão 1). Quadro
Leitura e exploração das páginas 154 e 155 do Manual. Manual
Resolução da rubrica Aplica das páginas 154 e 155 e-Manual Premium
do Manual. Videoprojetor
Conclusão da ficha 31B do Caderno de atividades. Computador
Caderno de atividades
Atingir as Metas

TPC Avaliação atitudinal


Realização da ficha 14 do Atingir as Metas. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

GVIS8LP_F06

81

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 81 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 62
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas A indústria
Data:_____ / ____ / ____

Sumário
Correção do trabalho de casa.
Autoavaliação e heteroavaliação de final de 2.º período.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


2. Compreender a distribuição espacial da indústria.
1. Localizar as áreas mais industrializadas a nível mundial.
2. Explicar os contrastes na distribuição da indústria a nível mundial.
5. Explicar o processo de deslocalização industrial em alguns países na atualidade.
6. Explicar a importância da globalização no fenómeno de segmentação da produção.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 14 do Atingir as Metas. Quadro
Preenchimento da ficha de autoavaliação e heteroavaliação. Atingir as Metas
Ficha de autoavaliação
Caderno de atividades

TPC Avaliação atitudinal


Resolução das fichas 32A e 32B do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

82

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 82 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 63
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas A indústria
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Os Novos Países Industrializados (NPI).
Os Novos Países Industrializados (NPI) e a sua localização.
Os principais fatores explicativos da localização dos NPI.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


2. Compreender a distribuição espacial da indústria.
3. Localizar os Novos Países Industrializados (NPI).
4. Mencionar os principais fatores que explicam a localização das indústrias nos NPI.

Momentos didáticos Recursos


Correção das fichas 32A e 32B do Caderno de atividades. Quadro
Exploração da apresentação multimédia «Novos Países Manual
Industrializados». e-Manual Premium
Leitura e análise das páginas 156 e 157 do Manual (diálogo Apresentação multimédia
horizontal/vertical entre aluno e professor). Videoprojetor
Resolução da rubrica Aplica da página 157 do Manual. Computador
Continuação da resolução da ficha de trabalho NEE 16 Caderno de atividades
(no caso de haver pedagogia diferenciada). Ficha de trabalho NEE
Conclusão da ficha 31B do Caderno de atividades. Atingir as Metas
Resolução da ficha 15 do Atingir as Metas (até à questão 2).

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

83

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 83 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 64
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas A indústria
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
As consequências económicas, sociais e ambientais Tecnologias verdes.
da atividade industrial.
As soluções para os problemas causados pela atividade
industrial.
Evolução da indústria em Portugal.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender o aparecimento e a evolução da indústria.
3. Explicar as consequências, económicas, sociais e ambientais da atividade industrial a nível mundial.
4. Mencionar soluções para os problemas económicos, sociais e ambientais da atividade industrial.
3. Compreender a dinâmica da indústria em Portugal.
1. Explicar a evolução da indústria em Portugal.
2. Localizar as principais áreas industriais em Portugal.
3. Identificar os principais problemas da indústria em Portugal.

Momentos didáticos Recursos


Leitura e exploração da página 158 do Manual (diálogo Quadro
horizontal/ vertical entre aluno e professor). Manual
Resolução da rubrica Aplica da página 158 do Manual. e-Manual Premium
Leitura e exploração da rubrica Portugal em análise da Videoprojetor
página 159 do Manual e resolução das respetivas atividades. Computador
Conclusão da ficha de trabalho NEE 16. Caderno de atividades
Ficha de trabalho NEE
Atingir as Metas
Guião de visita de estudo

TPC Avaliação atitudinal


Resolução da rubrica Vamos rever da página 161 do Manual. Observação direta na aula:
Conclusão da ficha 15 do Atingir as Metas (questão 3). • participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Sugere-se a realização da visita de estudo proposta na página 264 do Livro do professor.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

84

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 84 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 65
Domínio: Subdomínios: Tempo: 45 min
As atividades económicas A indústria
Os serviços Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Serviços.
Os tipos de serviços e a sua importância. Tipos de serviços.
Produto Interno Bruto.
Economias emergentes.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a importância crescente dos serviços à escala mundial.
1. Mencionar os principais tipos de serviços.
2. Distinguir serviços vulgares de serviços raros.
3. Explicar as causas do aumento da percentagem de ativos no setor dos serviços.
4. Localizar as principais áreas de desenvolvimento dos serviços, tanto à escala internacional como nacional.
5. Discutir a importância dos serviços na atualidade.

Momentos didáticos Recursos


Correção da rubrica Vamos rever da página 161 do Manual Quadro
e da ficha 15 do Atingir as Metas. Manual
Exploração e realização da rubrica Descobre da página 163 e-Manual Premium
do Manual. Apresentação multimédia
Exploração da apresentação multimédia «Os serviços». Videoprojetor
Leitura e análise das páginas 164 e 165 do Manual Computador
e resolução da rubrica Aplica (diálogo horizontal/vertical Ficha de trabalho NEE
entre aluno e professor). Caderno de atividades
Resolução da ficha de trabalho NEE 17 (no caso de haver Ficha de trabalho
pedagogia diferenciada). Atingir as Metas

TPC Avaliação atitudinal


Realização da ficha 33A do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• interesse
• reflexão
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Sugere-se a realização da ficha de trabalho 16.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

85

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 85 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 66
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas Os serviços
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Valor Acrescentado Bruto.
Continuação da aula anterior.
Análise do setor dos serviços em Portugal.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a importância crescente dos serviços à escala mundial.
1. Mencionar os principais tipos de serviços.
2. Distinguir serviços vulgares de serviços raros.
3. Explicar as causas do aumento da percentagem de ativos no setor dos serviços.
4. Localizar as principais áreas de desenvolvimento dos serviços, tanto à escala internacional como nacional.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 33A do Caderno de atividades. Quadro
Leitura e exploração da página 166 do Manual (diálogo Manual
horizontal/ vertical entre aluno e professor) e resolução e-Manual Premium
da rubrica Aplica. Caderno de atividades
Conclusão ficha de trabalho NEE 17 (no caso de haver Ficha de trabalho NEE
pedagogia diferenciada). Videoprojetor
Leitura e exploração da rubrica Portugal em análise da Computador
página 167 do Manual e resolução das respetivas atividades.
Resolução da ficha 33B do Caderno de atividades.

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• interesse
• reflexão
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

86

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 86 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 67
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas Os serviços
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Consolidação das aprendizagens.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a importância crescente dos serviços à escala mundial.
1. Mencionar os principais tipos de serviços.
2. Distinguir serviços vulgares de serviços raros.
3. Explicar as causas do aumento da percentagem de ativos no setor dos serviços.
4. Localizar as principais áreas de desenvolvimento dos serviços, tanto à escala internacional como nacional.
5. Discutir a importância dos serviços na atualidade.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 33B do Caderno de atividades. Quadro
Resolução da rubrica Vamos rever da página 169 do Manual. Manual
Realização da ficha 16 do Atingir as Metas. e-Manual Premium
Caderno de atividades
Atingir as Metas
Videoprojetor
Computador

TPC Avaliação atitudinal


Realização das fichas 34A e 34B do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

87

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 87 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 68
Domínio: Subdomínios: Tempo: 45 min
As atividades económicas Os serviços
O turismo Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Turismo.
O turismo: principais formas e fatores. Lazer.
Ecoturismo.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a crescente importância da atividade turística à escala mundial.
1. Distinguir turismo de lazer.
4. Relacionar os diferentes fatores físicos e humanos com a prática de diferentes formas de turismo.
5. Caracterizar as principais formas de turismo: balnear/de montanha/cultural/ religioso/termal/negócios/em espaço rural/
de aventura/radical/turismo de natureza (...).

Momentos didáticos Recursos


Correção das fichas 34A e 34B do Caderno de atividades. Quadro
Exploração e realização da rubrica Descobre da página 171 Manual
do Manual. e-Manual Premium
Exploração da apresentação multimédia «Formas Apresentação multimédia
de turismo e fatores» (diálogo vertical/horizontal entre aluno Caderno de atividades
e professor). Videoprojetor
Realização das rubricas Aplica das páginas 173 e 175 Computador
do Manual.

TPC Avaliação atitudinal


Realização da ficha 35A do Caderno de atividades Observação direta na aula:
(até à questão 1.3). • participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• interesse
• reflexão
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

88

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 88 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 69
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas O turismo
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Efeitos negativos e positivos do turismo.
Evolução do turismo no mundo.
Impactes do turismo.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a crescente importância da atividade turística à escala mundial.
2. Interpretar a evolução do turismo à escala mundial, com base em dados estatísticos.
3. Explicar o aumento da atividade turística.
6. Explicar os principais destinos turísticos mundiais e as áreas de proveniência dos turistas.
7. Discutir os principais impactes do turismo.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 35A do Caderno de atividades Quadro
(até à questão 1.3). Manual
Exploração da apresentação multimédia «Evolução mundial e-Manual Premium
do turismo e os seus impactes» (diálogo vertical/horizontal Apresentação multimédia
entre aluno e professor). Caderno de atividades
Resolução da rubrica Aplica das páginas 177 e 178 Videoprojetor
do Manual. Computador
Resolução da ficha de trabalho NEE 18 (no caso de haver Ficha de trabalho NEE
pedagogia diferenciada).

TPC Avaliação atitudinal


Conclusão da ficha 35A e realização da ficha 35B (questão 1) Observação direta na aula:
do Caderno de atividades. • participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• interesse
• reflexão
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

89

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 89 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 70
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas O turismo
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Turismo sustentável.
O turismo sustentável.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a crescente importância da atividade turística à escala mundial.
6. Explicar os principais destinos turísticos mundiais e as áreas de proveniência dos turistas.
7. Discutir os principais impactes do turismo.
8. Refletir sobre a importância do desenvolvimento sustentável do turismo.

Momentos didáticos Recursos


Correção das fichas 35A e 35B do Caderno de atividades. Quadro
Leitura e análise da página 179 do Manual e resolução Manual
da rubrica Estudo de caso na mesma página. e-Manual Premium
Conclusão da ficha 35B do Caderno de atividades. Videoprojetor
Conclusão da ficha de trabalho NEE 18. Computador
Organização de grupos de trabalho para a realização Ficha de trabalho NEE
da sugestão presente no Livro do professor. Caderno de atividades
Guião do trabalho de grupo
Atingir as Metas

TPC Avaliação atitudinal


Realização da ficha 17 do Atingir as Metas. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Sugere-se a realização do trabalho de grupo sobre os tipos de turismo, proposto na página 232 do Livro do professor. GVIS8LP © RAIZ EDITORA

90

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 90 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 71
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas O turismo
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Turismo.
A importância do turismo em Portugal. Turismo sustentável.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


2. Compreender a crescente importância do turismo em Portugal.
1. Descrever a evolução da entrada de turistas em Portugal, assim como a sua proveniência, através da interpretação
de dados estatísticos.
2. Relacionar o destino preferencial dos turistas com a oferta turística em Portugal.
3. Explicar o potencial turístico de Portugal relacionando-o com o de outros destinos turísticos.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 17 do Atingir as Metas. Quadro
Leitura e exploração da rubrica Portugal em análise das Manual
páginas 180 e 181 do Manual (diálogo vertical/horizontal e-Manual Premium
entre aluno e professor) e resolução das respetivas Videoprojetor
atividades. Computador
Resolução da ficha de trabalho NEE 19 (no caso de haver Ficha de trabalho NEE
pedagogia diferenciada). Atingir as Metas
Caderno de atividades

TPC Avaliação atitudinal


Realização das fichas 36A e 36B do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

91

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 91 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 72
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas O turismo
Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa e consolidação Turismo.
das aprendizagens. Lazer.
Ecoturismo.
Efeitos positivos e negativos do turismo.
Turismo sustentável.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares das aulas anteriores (aulas 68, 69, 70 e 71).

Momentos didáticos Recursos


Correção oral das fichas 36A e 36B do Caderno de Quadro
atividades. Manual
Realização da rubrica Vamos rever da página 183 do Manual. e-Manual Premium
Esclarecimento e apoio aos grupos de trabalho sobre Caderno de atividades
O turismo. Guião do trabalho de grupo
Videoprojetor
Computador

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• interesse
• reflexão
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

92

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 92 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 73
Domínio: Subdomínios: Tempo: 45 min
As atividades económicas A indústria
Os serviços
O turismo Data:_____ / ____ / ____

Sumário
Realização da ficha de avaliação.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares previstas para os subdomínios A indústria, Os serviços e O turismo.

Momentos didáticos Recursos


Resolução da ficha de avaliação 5. Ficha de avaliação 5

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• empenho
• cumprimento das tarefas
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

93

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 93 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 74
Domínio: Subdomínios: Tempo: 45 min
As atividades económicas A indústria
Os serviços
Data:_____ / ____ / ____
O turismo

Sumário
Realização da ficha de avaliação.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares previstas para os subdomínios A indústria, Os serviços e O turismo.

Momentos didáticos Recursos


Resolução da ficha de avaliação 5. Ficha de avaliação 5

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• empenho
• cumprimento das tarefas
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

94

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 94 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 75
Domínio: Subdomínios: Tempo: 45 min
As atividades económicas A indústria
Os serviços
Data:_____ / ____ / ____
O turismo

Sumário
Correção da ficha de avaliação.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares previstas para os subdomínios A indústria, Os serviços e O turismo.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha de avaliação 5. Quadro
Ficha de avaliação 5

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

95

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 95 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 76
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas O turismo
Data:_____ / ____ / ____

Sumário
Apresentação oral dos trabalhos de grupo sobre turismo.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares enunciadas na avaliação do trabalho de grupo.

Momentos didáticos Recursos


Apresentação oral dos trabalhos de grupo sobre turismo. Computador
Videoprojetor
Ficha de autoavaliação e heteroavaliação do grupo

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• interesse
• reflexão
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Sugere-se a utilização da grelha de avaliação do trabalho de grupo, disponível na página 284 do Livro do professor.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

96

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 96 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 77
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas As redes e modos de transporte
e telecomunicação Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Introdução ao tema dos transportes e telecomunicações: Distancia absoluta.
a importância dos transportes. Distância relativa.
Distancia-tempo.
Distancia-custo
Acessibilidade.
Intermodalidade.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a importância dos transportes nas dinâmicas dos territórios.
3. Relacionar o desenvolvimento dos transportes com as transformações dos territórios.
2. Espacializar distâncias absolutas e relativas.
1. Definir acessibilidade.
2. Distinguir distância absoluta de distância relativa, a partir dos conceitos de distância-tempo e distância-custo.
3. Explicar a importância da intermodalidade na atualidade.

Momentos didáticos Recursos


Exploração e realização da rubrica Descobre da página 185 Quadro
do Manual. Manual
Leitura e análise das páginas 186 e 187 do Manual. e-Manual Premium
Resolução da rubrica Aplica das páginas 187 do Manual. Videoprejetor
Resolução da ficha 37A do Caderno de atividades. Computador

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• interesse
• reflexão
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

GVIS8LP_F07

97

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 97 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 78
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas As redes e modos de transporte
e telecomunicação Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
As principais redes de transportes e os seus contrastes. Rede de transportes.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


1. Compreender a importância dos transportes nas dinâmicas dos territórios.
1. Descrever os contrastes na distribuição das redes de transporte a nível mundial.
2. Relacionar as redes de transporte com as características físicas dos territórios, a concentração da população
e das principais atividades económicas.

Momentos didáticos Recursos


Exploração da apresentação multimédia «Contrastes Quadro
nas redes de transporte no mundo». Manual
Resolução da rubrica Aplica da página 188 do Manual. e-Manual Premium
Resolução da ficha de trabalho NEE 20 (no caso de haver Apresentação multimédia
pedagogia diferenciada). Caderno de atividades
Realização da ficha 37B do Caderno de atividades. Ficha de trabalho NEE
Videoprojetor
Computador

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

98

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 98 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 79
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas As redes e modos de transporte
e telecomunicação Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Os principais transportes. Transportes terrestres.
O transporte terrestre, características, vantagens
e desvantagens.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


3. Compreender a importância dos transportes terrestres e aéreos nas dinâmicas dos territórios.
1. Descrever os contrastes na distribuição da rede rodoviária e ferroviária a nível mundial.
2. Explicar a recente especialização do transporte ferroviário.
4. Comparar as vantagens e inconvenientes dos transportes rodoviários, ferroviários e aéreos.
6. Explicar a importância dos oleodutos e dos gasodutos no transporte de energia, salientando as principais áreas
de proveniência.

Momentos didáticos Recursos


Exploração da apresentação multimédia «Os transportes Quadro
terrestres» (diálogo horizontal/vertical entre aluno Manual
e professor). e-Manual Premium
Resolução da rubrica Aplica da página 191 e do Estudo Apresentação multimédia
de caso da página 193 do Manual. Videoprojetor
Computador
Caderno de atividades
Atingir as Metas

TPC Avaliação atitudinal


Realização da ficha 38A do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• empenho
• cumprimento das tarefas
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Sugere-se a resolução da ficha 18 do Atingir as Metas.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

99

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 99 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 80
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas As redes e modos de transporte
e telecomunicação Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Transportes terrestres.
Conclusão dos transportes terrestres. Transportes aquáticos.
O transporte aquático: características, vantagens
e desvantagens.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


3. Compreender a importância dos transportes terrestres e aéreos nas dinâmicas dos territórios.
6. Explicar a importância dos oleodutos e dos gasodutos no transporte de energia, salientando as principais áreas
de proveniência.
4. Compreender a importância dos transportes aquáticos nas dinâmicas dos territórios.
1. Descrever os contrastes na densidade das rotas marítimas a nível mundial.
2. Localizar os principais portos marítimos.
3. Explicar vantagens e inconvenientes do transporte marítimo, dando ênfase à sua crescente especialização.
4. Explicar os contrastes na utilização do transporte fluvial em países com diferentes graus de desenvolvimento.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 38A do Caderno de atividades. Quadro
Conclusão da exploração da apresentação multimédia Manual
«Os transportes terrestres» (diálogo horizontal/vertical entre e-Manual Premium
aluno e professor). Apresentações multimédia
Exploração da apresentação multimédia «Os transportes Videoprojetor
aquáticos». Computador
Resolução da rubrica Aplica da página 195 do Manual. Caderno de atividades
Resolução da ficha 39A do Caderno de atividades. Ficha de trabalho

TPC Avaliação atitudinal


Realização da ficha 38B do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Realização da ficha de trabalho 17, se necessário.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

100

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 100 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 81
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas As redes e modos de transporte
e telecomunicação Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Transportes aéreos.
O transporte aéreo: características, vantagens
e desvantagens.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


3. Compreender a importância dos transportes terrestres e aéreos nas dinâmicas dos territórios.
3. Descrever os principais contrastes na distribuição da rede aérea a nível mundial.
4. Comparar as vantagens e inconvenientes dos transportes rodoviários, ferroviários e aéreos.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 38B do Caderno de atividades. Quadro
Exploração da apresentação multimédia «Os transportes Manual
aéreos» com diálogo horizontal/vertical entre aluno e-Manual Premium
e professor. Apresentação multimédia
Resolução da rubrica Aplica da página 197 do Manual Videoprojetor
e da ficha 40A (questões 1 e 2) do Caderno de atividades. Computador
Resolução da ficha de trabalho NEE 21 (no caso de haver Caderno de atividades
pedagogia diferenciada). Ficha de trabalho NEE
Atingir as Metas

TPC Avaliação atitudinal


Realização da ficha 39B do Caderno de atividades. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Sugere-se a resolução da ficha 19 do Atingir as Metas para preparação para a ficha de avaliação.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

101

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 101 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 82
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas As redes e modos de transporte
e telecomunicação Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Rede de transportes.
Principais impactes dos transportes. Transportes terrestres, aquáticos e aéreos.
A distribuição das redes de transporte em Portugal.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


3. Compreender a importância dos transportes terrestres e aéreos nas dinâmicas dos territórios.
5. Referir os impactes económicos, sociais e ambientais dos transportes terrestres e aéreos.
4. Compreender a importância dos transportes aquáticos nas dinâmicas dos territórios.
5. Referir os impactes económicos, sociais e ambientais dos transportes aquáticos.
6. Compreender a importância dos transportes e telecomunicações nas dinâmicas do território nacional.
1. Explicar a distribuição das principais redes de transporte e das telecomunicações em Portugal.
2. Explicar as assimetrias na distribuição da rede de transportes e telecomunicações em Portugal.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha 39B do Caderno de atividades. Quadro
Leitura e exploração da página 198 do Manual e resolução Manual
da rubrica Estudo de caso. e-Manual Premium
Leitura e exploração da rubrica Portugal em análise da Videoprojetor
página 199 do Manual. Computador
Conclusão da ficha 40A do Caderno de atividades e Caderno de atividades
resolução da ficha 40B. Atingir as Metas
Guião de visita de estudo

TPC Avaliação atitudinal


Resolução da rubrica Vamos rever da página 201 do Manual. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Sugere-se a realização da visita de estudo proposta na página 268 do Livro do professor.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

102

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 102 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 83
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas As redes e modos de transporte
e telecomunicação Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Correção do trabalho de casa. Telecomunicação.
A importância e a revolução das telecomunicações. Telemática.
Meios de comunicação tradicionais e modernos.
Satélites.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


5. Compreender a importância das telecomunicações no mundo global.
1. Distinguir telecomunicações de redes de telecomunicações.
2. Caracterizar os meios de comunicação tradicionais e modernos.
3. Explicar a importância dos satélites e dos cabos de fibra ótica na revolução das telecomunicações.
5. Discutir o papel das telecomunicações na dinamização da economia e das sociedades no mundo atual global.

Momentos didáticos Recursos


Correção da rubrica Vamos rever da página 201 do Manual. Quadro
Exploração da apresentação multimédia «A importância Manual
e a revolução das telecomunicações». e-Manual Premium
Preparação de grupos de trabalho para a resolução da Apresentação multimédia
rubrica Explora mais da página 202 do Manual. Ficha de trabalho NEE
Resolução da rubrica Aplica da página 204 do Manual. Videoprojetor
Resolução da ficha de trabalho NEE 22 (no caso de haver Computador
pedagogia diferenciada) e da ficha 41A do Caderno Caderno de atividades
de atividades. Atingir as Metas

TPC Avaliação atitudinal


Desenvolvimento do trabalho de grupo. Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Sugere-se a realização da ficha 20 do Atingir as Metas (1.ª parte).
Sugere-se a realização de trabalho de grupo a visita ao museu virtual da RTP, proposto na página 230 do Livro do professor.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

103

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 103 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 84
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas As redes e modos de transporte
e telecomunicação Data:_____ / ____ / ____

Sumário Conteúdos
Os contrastes espaciais a nível mundial das redes Redes de telecomunicação.
de telecomunicações.
A importância das telecomunicações em Portugal.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


5. Compreender a importância das telecomunicações no mundo global.
4. Explicar os contrastes espaciais na distribuição dos meios de comunicação e redes de telecomunicação.
6. Compreender a importância dos transportes e telecomunicações nas dinâmicas do território nacional.
1. Explicar a distribuição das principais redes de transporte e das telecomunicações em Portugal.
2. Explicar as assimetrias na distribuição da rede de transportes e telecomunicações em Portugal.

Momentos didáticos Recursos


Leitura e análise das páginas 205 e 206 do Manual e diálogo Quadro
vertical/horizontal entre aluno e professor. Manual
Resolução da rubrica Aplica da página 205 do Manual. e-Manual Premium
Leitura e exploração da rubrica Portugal em análise da Caderno de atividades
página 206 do Manual e resolução da respetiva atividade. Ficha de trabalho NEE
Continuação da resolução da ficha de trabalho NEE 22. Videoprojetor
Resolução da rubrica Vamos rever da página 208 do Manual. Computador
Atingir as Metas

TPC Avaliação atitudinal


Conclusão da ficha 20 do Atingir as Metas e das fichas 41B, Observação direta na aula:
42A e 42B do Caderno de atividades. • participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas: GVIS8LP © RAIZ EDITORA

104

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 104 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 85
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas As redes e modos de transporte
e telecomunicação Data:_____ / ____ / ____

Sumário
Receção dos trabalhos de grupo sobre meios de comunicação.
Realização da ficha de avaliação.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares previstas para o subdomínio As redes e modos de transporte e telecomunicação.

Momentos didáticos Recursos


Resolução da ficha de avaliação 6. Ficha de avaliação 6
Os alunos deverão entregar o trabalho de grupo resultante
da rubrica do Explora mais da página 202 do Manual
ou do trabalho de grupo proposto na página 230
do Livro do professor.

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• empenho
• cumprimento das tarefas
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
Sugere-se a utilização da grelha de avaliação do trabalho de grupo, disponível na página 283 do Livro do professor.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

105

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 105 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 86
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas As redes e modos de transporte
e telecomunicação Data:_____ / ____ / ____

Sumário
Realização da ficha de avaliação.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares previstas para o subdomínio As redes e modos de transporte e telecomunicação.

Momentos didáticos Recursos


Resolução da ficha de avaliação 6. Ficha de avaliação 6

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• empenho
• cumprimento das tarefas
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

106

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 106 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 87
Domínio: Subdomínio: Tempo: 45 min
As atividades económicas As redes e modos de transporte
e telecomunicação Data:_____ / ____ / ____

Sumário
Correção da ficha de avaliação.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares


Metas Curriculares previstas para o subdomínio As redes e modos de transporte e telecomunicação.

Momentos didáticos Recursos


Correção da ficha de avaliação 6. Quadro
Ficha de avaliação 6

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

107

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 107 10/04/2014 15:24


Planos de aula
Plano de aula 88
Tempo: 45 min

Data:_____ / ____ / ____

Sumário
Autoavaliação e heteroavaliação de final de 3.º período.

Objetivos e descritores das Metas Curriculares

Momentos didáticos Recursos


Preenchimento da ficha de autoavaliação e heteroavaliação. Ficha de autoavaliação

TPC Avaliação atitudinal


Observação direta na aula:
• participação
• empenho
• cumprimento das tarefas
• curiosidade
• autonomia
• responsabilidade
• respeito pelos outros

Notas:

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

108

GVIS8LP_P001_108_20121700_5P.indd 108 10/04/2014 15:24


Ficha diagnóstico
Ficha diagnóstico
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma 
Professor Classificação 

Lê atentamente as perguntas que se seguem e responde de forma clara e completa.

GRUPO I – A Geografia e o território


1. Geografia deriva de duas palavras: «Geo» e «grafia».
1.1 Define Geografia.


1.2 Apresenta quatro fontes de informação utilizadas pelos geógrafos.



1.3 Assinala com X a opção correta.
1.3.1 As principais etapas de uma pesquisa em Geografia são:
a. localização e explicação de fenómenos na superfície terrestre.
b. observação, localização, descrição e explicação de fenómenos na superfície terrestre.
c. observação, descrição e resolução de problemas que ocorrem na superfície terrestre.
GRUPO II – A representação da superfície terrestre
1. Existem elementos que são fundamentais na leitura de um mapa. Observa a figura 1.

Círculo Polar OCEANO GLACIAL


ÁRTICO
Ártico

OCEANO
PACÍFICO OCEANO
OCEANO
ATLÂNTICO PACÍFICO
Trópico de Câncer

Equador

OCEANO
ÍNDICO
Trópico de Capricórnio

Y
Círculo Polar 0 2000 km
Antártico OCEANO GLACIAL ANTÁRTICO

Figura 1 Planisfério.

1.1 Identifica os elementos do mapa presentes na figura 1.



1.2 Indica os elementos em falta no mapa da figura 1.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

1.3 Define o elemento assinalado com Y na figura 1.





109

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 109 10/04/2014 15:15


Ficha diagnóstico

1.4 Assinala (sombreando a área) no mapa da figura 1:


a. duas áreas de clima frio;
b. duas áreas de clima quente;
c. duas áreas montanhosas.

1.5 Risca a palavra errada, de modo a tornar o texto correto.


a. Quanto maior/menor é o pormenor da informação de um mapa, maior é a sua escala. Pelo contrário, quando
a realidade é muito reduzida, a informação aparece menos/mais pormenorizada e é um mapa de grande/
pequena escala.
b. Um planisfério corresponde a um mapa de pequena/grande escala e uma planta de uma cidade corres‑
ponde a um mapa de pequena/grande escala.
2. Considerando que a escala de um mapa é de 1/50 000 cm e que a distância medida entre os lugares A e B é de
5 cm, calcula a distância real (em quilómetros) que separa os dois lugares, apresentando os cálculos.

A distância que separa os lugares A e B é de km.

GRUPO III – A localização dos diferentes elementos da superfície terrestre


1. Existem duas formas fundamentais de orientação e localização na superfície Terrestre: a relativa e a absoluta.
1.1 Redige uma frase em que utilizes a orientação relativa.

2. Considera a figura 2.
2.1 Desenha na figura 2 os seguintes elementos, identificando­‑os
com os respetivos números:
1. o equador;
2. um círculo menor;
3. um semimeridiano no hemisfério Ocidental;
4. um paralelo no hemisfério Norte;
5. o semimeridiano de Greenwich.

2.2 Os elementos desenhados na questão 2.1 são essenciais na


definição de duas coordenadas geográficas atualmente utiliza‑
das diariamente nos GPS. Identifica-as.
 Figura 2 Esquema do globo terrestre.

2.3 Assinala na figura 2 o lugar A que possui as seguintes coordenadas: Lat. 0º e Long. 0º.

2.4 Apresenta três diferenças entre os dois tipos de localização trabalhados nas questões anteriores.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

110

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 110 10/04/2014 15:15


Ficha diagnóstico

GRUPO IV – O clima
1. Lê atentamente o texto.
A temperatura e a precipitação são dois elementos fundamentais que permitem a caracterização dos
estados do tempo e do clima numa determinada região.
1.1 Distingue estados do tempo e clima.


2. Observa os esquemas das figuras 3 e 4.


Temperatura mais baixa Temperatura mais baixa

1500 m de
altitude Temperatura
mais elevada

Temperatura mais elevada


Figura 3 Variação da temperatura em Figura 4 Variação da temperatura
função da altitude. em função da latitude, na Terra.

2.1 Assinala com X as opções corretas.


a. À medida que a altitude aumenta a temperatura diminui porque se está mais próximo do Sol.
b. A temperatura aumenta nas latitudes próximas da linha do equador devido à elevada inclinação dos
raios solares.
c. À medida que a altitude aumenta, a temperatura diminui devido ao facto de o ar conter menos moléculas,
sendo mais rarefeito.
d. A temperatura diminui nas latitudes próximas dos polos devido à elevada inclinação dos raios solares.
3. Observa o esquema da figura 5.
Entre 127 mm
e 762 mm
60º

10º

Entre 1570 mm e 2032 mm


10º

60º
Entre 127 mm
e 762 mm

Figura 5 Variação da precipitação em função da latitude.

3.1 Explica os elevados valores de precipitação verificados nas latitudes entre os 10º N e 10º S da figura 5.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

111

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 111 10/04/2014 15:15


Ficha diagnóstico

GRUPO V – O relevo
1. As regiões a norte do rio Tejo
são mais montanhosas
do que as do sul do país.

0 20 km

NUT I
Figura 6 Portugal continental (NUT I e NUT III) e
arquipélagos dos Açores e da Madeira (NUT I).
NUT III 0 25 km
0 20 km
NUT I e II

1.1 Assinala no mapa da figura 6 a serra do Gerês (1), a serra da Estrela (2), a serra da Arrábida (3), a serra do
Larouco (4) e a serra do Pico (5), sombreando a área da sua localização e colocando os respetivos números.
2. O relevo sofre alterações ao longo do tempo, pelo que é possível identificar-se diferentes tipos de relevo.
2.1 Define relevo.


2.2 Refere três tipos de relevo.



2.3 Menciona os principais agentes de formação dos diferentes tipos de relevo.


GRUPO VI – A dinâmica de uma bacia hidrográfica


1. Observa atentamente as figuras 7 e 8.

Figura 7 Figura 8

1.1 Indica qual das figuras representa uma bacia hidrográfica.


1.2 Justifica a resposta à questão 1.1, esclarecendo o conceito de bacia hidrográfica.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

112

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 112 10/04/2014 15:15


Ficha diagnóstico

2. Observa a figura 9.

Altitude A
(m)

Distância (km)
Figura 9 Esboço de um perfil longitudinal de um rio.

2.1 Identifica as secções A, B e C do perfil do rio da figura 9.




2.2 Apresenta as principais características (quanto ao encaixe, velocidade da água e processo erosivo predomi‑
nantes) do vale na secção C.


2.3 Justifica o encaixe e a profundidade do vale na secção A.




GRUPO VII – A dinâmica do litoral


1. A linha de costa dos continentes não é regular, pois apresenta diversidade de formas.
1.1 Distingue costa de arriba de costa de praia e de duna.


1.2 Apresenta dois fatores que explicam os diferentes tipos de costa.




2. A faixa litoral portuguesa é bastante dinâmica.


2.1 Define litoral.


2.2 Refere um exemplo português de cada tipo de costa.


a. Tômbolo c. Cabo
b. Baía d. Estuário
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

Bom trabalho.

GVIS8LP_F08

113

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 113 10/04/2014 15:15


Ficha diagnóstico
Matriz da ficha diagnóstico
Metas Curriculares
Grupos Questões Cotações Total
Objetivos

1.1 5

I 1.2 2 Compreender o objeto e o método da Geografia. 8

1.3.1 1
1.1 2
1.2 2
Compreender a diversidade de representações cartográficas.
1.3 5
II Aplicar o conhecimento de escalas no cálculo de distâncias reais. 19
1.4 3 Conhecer especificidades físicas e humanas dos diferentes continentes.
1.5 3
2. 4
1.1 4
2.1 2,5 Compreender a importância dos processos de orientação na localização relativa.
III 2.2 3 Aplicar o conhecimento das coordenadas geográficas na localização 14,5
de um lugar.
2.3 2
2.4 3

1.1 6 Compreender o clima como o resultado da influência dos diferentes elementos


atmosféricos.
2.1 2 Compreender a variação da temperatura com a latitude.
IV Compreender a variação da temperatura em função da proximidade 14
ou afastamento do oceano.
3.1 6 Compreender a variação da temperatura em função do relevo.
Compreender a distribuição da precipitação à superfície da Terra.

1.1 2,5
2.1 5 Conhecer e compreender as principais formas de relevo em Portugal.
V Compreender os agentes externos responsáveis pela formação das diferentes 12,5
2.2 3
formas de relevo.
2.3 2

1.1 1

1.2 5
Compreender conceitos relacionados com a dinâmica de uma bacia
VI 2.1 3 hidrográfica. 17
Compreender a dinâmica de uma bacia hidrográfica.
2.2 3

2.3 5

1.1 6

1.2 2
VII Compreender a evolução do litoral. 15
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

2.1 5

2.2 2

114

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 114 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho
Ficha de trabalho 1
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


1. Conhecer e compreender diferentes indicadores demográficos.
1. Explicar a importância dos recenseamentos gerais da população para a Geografia e o ordenamento do território.
2. Aplicar o conhecimento de conceitos para determinar indicadores demográficos.
1. Calcular: crescimento natural, crescimento real ou efetivo, taxa de natalidade, taxa de mortalidade, taxa de crescimento
natural.

1. Completa o texto.
1.1 O que são os recenseamentos?
Os recenseamentos, também conhecidos por , consistem na realização de uma da
população num determinado território e de uma das habitações e condições de .
Estes são realizados periodicamente, ou seja, de em anos.
1.2 Para que servem?
Os recenseamentos servem para conhecermos o         total de pessoas que vivem num território,
a sua       , as suas profissões, os seus          e o       como vivem. Com estas
informações, os          definem       , planificam         essenciais em
áreas como a educação, a saúde e os transportes bem como a localização das suas  .
1.3 Há outras fontes de informação?
Existem ainda outras fontes de informação que permitem conhecer a e o seu comportamento,
como o número de , de divórcios, de , de , de e
de saídas do país. Estas fontes são o Civil e os Serviços de e Fronteiras.

2. Completa o quadro 1.

Indicadores
Exemplos Como se calculam?
demográficos

Absolutos

Relativos
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

Quadro 1 Exemplos de indicadores demográficos e fórmulas de cálculo.

115

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 115 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho
Ficha de trabalho 2
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


1. Conhecer e compreender diferentes indicadores demográficos.
2. Definir: taxa de natalidade, taxa de mortalidade, crescimento real ou efetivo.
2. Aplicar o conhecimento de conceitos para determinar indicadores demográficos.
2. Explicar o significado dos resultados obtidos através do cálculo de indicadores demográficos, refletindo sobre
as respetivas implicações do ponto de vista demográfico.

1. Apresenta a definição de cada conceito.


a. Taxa bruta de natalidade

b. Taxa bruta de mortalidade

c. Taxa de crescimento real ou efetivo


2. Calcula o valor de cada indicador com base nos dados do quadro 1.

Indicadores demográficos
Cálculos e resultados
Absolutos Valor Taxas

Taxa bruta
Nados-vivos 1 689 100
de natalidade

Taxa bruta
Óbitos 1 992 600
de mortalidade
Fonte: www.ined.fr (acedido a 29.12.2013)

População total 142 703 200


Taxa de
Emigração 12 384 700 crescimento real
ou efetivo
Imigração 12 270 400

Quadro 1 Valor dos indicadores demográficos absolutos da Rússia.

3. Explica o significado, do ponto de vista demográfico, do valor da taxa de crescimento real obtido na questão 2.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

116

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 116 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho
Ficha de trabalho 3
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


3. Compreender a evolução demográfica mundial.
1. Descrever a evolução da população a nível mundial, a partir de leitura de gráficos.
2. Distinguir regime demográfico primitivo de transição demográfica, explosão demográfica e regime demográfico moderno.
3. Comparar a evolução da população em países com diferentes graus de desenvolvimento.
5. Problematizar as consequências da desigual evolução demográfica em países com diferentes graus de desenvolvimento.

1. Observa a figura 1.
Milhões
de pessoas PROJEÇÃO
10 000
9000
milhões

8000
7000 milhões
6000 milhões
6000
5000 milhões 2011

Fonte: UNFPA (acedido a 13.11.2013)


4000 milhões 1999
4000
3000 milhões 1987
1974
2000 milhões
2000 1959
1000 milhões 1927
1804
0
1800 1850 1900 1950 2000 2050 Anos
Anos em que se atingiram acréscimos de 1000 milhões de pessoas.
Figura 1 Evolução da população mundial.
1.1 Completa os textos.
1.1.1 A população mundial apresenta um crescimento    até ao início do século XIX. Este
ritmo de    natural da população deve-se ao facto de que neste período as 
  de vida em geral eram  , a    era pouco desenvol‑
vida, as    e a    agravam‑se nos maus anos    e as
guerras eram frequentes. Assim, apesar de a taxa bruta de natalidade ser bastante elevada, a taxa bruta de 
  também o era, dando origem a um saldo natural  .
No modelo de    demográfica, este período ficou conhecido como a fase do regime
demográfico  . Atualmente, ainda se encontram algumas populações que se encon‑
tram nesta fase evolução, como os grupos da    e comunidades rurais
no  .

1.1.2 No início do século XIX (1804), a população mundial atingiu os    de habitantes e cres‑
ceu a um ritmo um pouco mais    até ao final da    Mundial. Neste
período, os reflexos da    Industrial e    fazem-se sentir na popula‑
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

ção europeia, proporcionando    nas condições de vida geral,    mais


rica em diversidade e diminuição das    e das  . Por outro lado, a 
  apresenta grandes avanços, baixando assim a taxa bruta de  .

117

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 117 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho

Deste modo, o saldo natural    nestes países, que experimentam um maior desenvol‑
vimento.
Esta é a fase da    demográfica, em que a população dos países   
cresce a um ritmo mais  , pois a taxa bruta de    ainda é elevada e a
taxa bruta de    é mais baixa. Contudo, existe um elevado número de países menos 
, onde a taxa bruta de    ainda é elevada, pois não sofreram as
referidas transformações e, por isso, o ritmo de crescimento da população mundial não é tão intenso.
Atualmente, um pequeno número de países ainda se encontra nesta fase do regime demográfico, como é
o caso do  , da    e do  .
1.1.3 Desde a    Mundial até à atualidade, o ritmo de crescimento da população mundial é 
  devido, especialmente, ao ritmo de crescimento da população dos países em
. Neste grupo de países, a taxa bruta de    mantém-se elevada, mas
a taxa bruta de    baixou significativamente devido a    de apoio
prestadas pelos países    ao nível da assistência    (vacinação, anti‑
bióticos), da melhoria da rede de    público e das condições de  , da
melhoria na    e da formação e educação da população em geral. Esta é a fase da 
  demográfica, na qual se encontra a maioria dos países em desenvolvimento, como o 
, o    e a  .
1.1.4 No entanto, atualmente, os países    apresentam um comportamento demográfico bas‑
tante diferente daquele registado no final da    Mundial. Este grupo de países hoje
apresenta taxas brutas de    e de    muito    e pró‑
ximas entre si, dando origem a um saldo natural    ou mesmo nulo. Esta é a fase do
regime demográfico  , na qual se encontram os países como a  , a 
  e  . Ainda neste grupo de países, existem alguns com um saldo
natural  , uma vez que a taxa bruta de    é tão    que
se tornou inferior à taxa bruta de  , como é o caso do    e da 
. Esta é a fase do regime demográfico  .
Por isso, atualmente, o elevado crescimento da população mundial resulta dos saldos naturais 
  verificados nos países em  .

2. Apresenta as principais consequências da desigual evolução demográfica em países com diferentes graus de
desenvolvimento.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

118

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 118 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho
Ficha de trabalho 4
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


3. Compreender a evolução demográfica mundial.
4. Explicar a evolução das taxas de natalidade e mortalidade, e de outros indicadores demográficos, em países com diferen‑
tes graus de desenvolvimento.
5. Problematizar as consequências da desigual evolução demográfica em países com diferentes graus de desenvolvimento.
6. Explicar o impacte dos diferentes regimes demográficos no desenvolvimento sustentável mundial.

1. Observa as figuras 1 e 2.

OCEANO GLACIAL
Círculo Polar
ÁRTICO
Ártico

QIngdao
Tianjin
Roterdão Busan
Xangai
Shangai
OCEANO
PACÍFICO Guangzhou Harbor Ningbo-Zhoushan
Jebel
Jeb Ali
bel A
OCEANO
O Shenzhen
ATLÂNTICO
A O
Hong Kong
Equador
Singapura

Trópico de Capricórnio
Milhões
OCEANO
de TEUS* ÍNDICO
> 25
20 a < 25
15 a < 20
Círculo Polar 10 a < 15 Rotas marítimas principais 0 2000 km
Antártico OCEANO GLACIAL ANTÁRTICO

Figura 1 Condições de vida em alguns países em desenvolvimento. Figura 2 Reflexo das condições de vida nos países desenvolvidos.

1.1 Demonstra as diferenças na atual evolução demográfica entre os países desenvolvidos e os países em desen‑
volvimento.


1.2 Completa o quadro 1 com base nas figuras 1 e 2.

Países em desenvolvimento Países desenvolvidos

• A população vai exigir mais ,o • A população, apesar de pouco numerosa, vai conti‑
que implica uma maior sobre os nuar a cada vez mais
naturais. naturais. Muitos deles já são
extraídos nos países , o que
• Os governos, para responderem às pressões das
interfere com a sua capacidade de assegurar a
suas populações e dos países desenvolvidos, não
das suas
gerem eficazmente o consumo dos
cada vez mais pobres. Por isso, os modelos de
naturais, o que coloca em
dos países desenvolvidos tam‑
causa a    da população atual e
bém colocam em risco a das
das futuras  .
futuras.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

Quadro 1 Evolução demográfica e desenvolvimento sustentável.

119

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 119 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho
Ficha de trabalho 5
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


3. Compreender a evolução demográfica mundial.
4. Explicar a evolução das taxas de natalidade e mortalidade, e de outros indicadores demográficos, em países
com diferentes graus de desenvolvimento.
6. Explicar o impacte dos diferentes regimes demográficos no desenvolvimento sustentável mundial.

1. Observa a figura 1 e o quadro 1.

Fonte: INED (dados de 2012)


(Escala ao nível do equador)
Círculo Polar OCEANO GLACIAL
Ártico ÁRTICO

OCEANO
PACÍFICO
OCEANO
ATLÂNTICO
Trópico de Câncer
OCEANO
PACÍFICO
Equador

OCEANO
ÍNDICO
Trópico de Capricórnio
Taxa de fecundidade (‰)

Países desenvolvidos 1,7


‰ 10 a < 20 30 a < 40 Sem dados
Países em
Círculo Polar
< 10 20 a < 30 ≥ 40
0 2000 km desenvolvimento
2,8
Antártico OCEANO GLACIAL ANTÁRTICO

Quadro 1 Taxa de fecundidade por


Figura 1 Distribuição mundial da taxa bruta de natalidade. grau de desenvolvimento do país.

1.1 Identifica o continente com os valores da taxa bruta de natalidade mais elevados. 
1.2 Estabelece uma relação entre a distribuição mundial da taxa bruta de natalidade da figura 1 e os valores da
taxa de fecundidade do quadro 1.


1.3 Explica os elevados valores da taxa bruta de natalidade e da taxa de fecundidade nos países do continente
referido na questão 1.1.


1.4 Explica o impacte de uma taxa bruta de natalidade elevada no desenvolvimento sustentável dos países do
continente referido na questão 1.1.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

120

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 120 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho
Ficha de trabalho 6
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


4. Representar a estrutura etária da população e compreender a adoção de diferentes políticas demográficas.
1. Caracterizar a estrutura etária da população.
2. Identificar fatores que interferem na evolução da composição da população por grupos etários e sexo.
3. Discutir as consequências da evolução da composição da população por grupos etários e sexo.

1. Observa a figura 1.
Homens Idades Mulheres
≥ 85
80-84
75-79 a.
70-74
65-69
60-64
55-59
50-54
45-49
40-44 b.
35-39
30-34
25-29
20-24
15-19
10-14
5-9 c.
0-4
%6 5 4 3 2 1 0 0 1 2 3 4 5 6%

Figura 1 Pirâmide etária da Grécia. Fonte: Census.gov (dados de 2012)

1.1 Completa corretamente as caixas com as alíneas a., b. e c..


1.2 Classifica o tipo de pirâmide etária.

1.3 Justifica o alargamento do setor intermédio da pirâmide etária da figura 1.


1.4 Explica a classe oca observada na classe de etária (10-14 anos), quer nos homens quer nas mulheres.


1.5 No imediato, refere as principais consequências socioeconómicas de uma estrutura etária como a da figura 1.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

121

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 121 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho
Ficha de trabalho 7
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


6. Compreender a implementação de políticas demográficas tendo em consideração a realidade demográfica de um país.
1. Distinguir políticas antinatalistas de políticas natalistas, enumerando medidas que promovam o aumento e a diminuição
da natalidade.
3. Discutir as políticas demográficas implementadas e a implementar em Portugal em função da sua realidade demográfica.

1. Lê os textos A e B.

TEXTO A
«A Argentina envelhece por culpa de políticas antinatalistas, adverte o líder da ONG pró-vida, Roberto
Castellano. Com estas políticas o índice sintético de fecundidade é inferior a 2,1 por ano. Segundo este líder
preveem-se consequências económicas preocupantes, uma vez que o envelhecimento populacional terá um
impacto no sistema de segurança social, pensões e reformas, pois o número de população ativa será inferior
ao número de população inativa e envelhecida. Por outro lado, o país será menos atrativo aos investimentos
devido à exígua população e à consequente pequenez do seu mercado interno.»
Adaptado de www.acidigital.com (acedido a 06.03.2014)

TEXTO B
«Hoje, a maioria das mulheres tem apenas um filho e a fecundidade de um país é o resultado de milhões
de decisões tomadas na intimidade dos casais (quando, com que idade, quantos filhos), apesar das medidas
natalistas, defendeu Filomena Mendes. Já o presidente da Associação Portuguesa das Famílias Numero-
sas, Ribeiro e Castro, acredita que a baixa fecundidade se deve às políticas governamentais: “As famílias
portuguesas têm vindo  a ser sujeitas a uma política fortemente antinatalista, como, por exemplo, no IRS.”
A dimensão das famílias e o número  de filhos não servem rigorosamente para nada no cálculo das taxas.
O governo parte do princípio de que os filhos são uma extravagância e o mesmo acontece com o “Passe Social
Mais” e as taxas moderadoras.» 
Adaptado de Lusa (artigo de 16.02.2012)

1.1 Menciona a política demográfica presente no texto A e no texto B.




1.2 No texto A, Roberto Castellano apresenta uma opinião muito negativa sobre os efeitos da política demográfica
que tem sido aplicada na Argentina. Justifica a tua opinião.


1.3 Portugal é um país que, de forma geral, não aplica medidas natalistas e a natalidade não tem aumentado. Jus-
tifica a afirmação com base no texto B.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

122

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 122 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho
Ficha de trabalho 8
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


1. Compreender a distribuição da população mundial.
2. Descrever a distribuição da população mundial, a partir de mapas, através da localização dos principais vazios humanos
e das grandes concentrações populacionais.
3. Explicar os fatores naturais e humanos que influenciam a repartição mundial da população.

1. Lê o texto.

«O encerramento de serviços públicos em Trás-os-Montes, como tribunais e repartições de Finanças, e


a suspensão da carreira aérea que, durante 15 anos, ligou a região a Lisboa estão a deixar a região transmon-
tana ainda mais isolada. A confusão em que se transformou a questão da carreira aérea é apenas mais uma
batalha naquilo que os autarcas da região consideram ser uma guerra declarada pelo Governo ao interior do
país. Na melhor das hipóteses, só depois de maio é que a carreira aérea que ligava Bragança e Vila Real a
Lisboa será reativada, após ter sido suspensa em novembro de 2012.»
Adaptado de Público online (artigo de 30.12.2013)

1.1 Classifica a região transmontana em função das condições que apresenta, segundo a descrição do texto.


1.2 Classifica os fatores descritos no texto que influenciam o isolamento da região transmontana.


1.3 Explica de que modo os fatores descritos no texto influenciam o isolamento da região transmontana.


1.4 Menciona outros fatores que influenciam o isolamento da região transmontana.




1.5 Explica de que modo os fatores referidos na questão 1.4 podem influenciar a distribuição da população no ter‑
ritório.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

123

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 123 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho
Ficha de trabalho 9
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


1. Compreender as causas e as consequências das migrações.
1. Distinguir migração de emigração e de imigração.
2. Caracterizar diferentes tipos de migração: permanente, temporária e sazonal; externa e interna; intracontinental
e intercontinental; clandestina e legal; êxodo rural.
3. Explicar as principais causas das migrações.
2. Compreender os grandes ciclos migratórios internacionais.
2. Localizar as principais regiões/países de origem da população migrante e principais regiões/países de destino
da população migrante.

1. Lê o texto.
«Quarenta e seis imigrantes originários do Magrebe, no noroeste da África, incluindo três mulheres,
foram resgatados na madrugada deste sábado perto da costa espanhola, onde tentavam chegar a bordo de
quatro barcos, conhecidos em Espanha como pateras, informaram as autoridades.
Apesar do perigo da travessia, muitos africanos tentam a sorte ao partirem da costa do continente em
barcos frágeis em direção a Espanha, fazendo do país uma das portas de entrada de imigrantes ilegais na
Europa.»
Adaptado de Público online (artigo de 07.12.2013)
1.1 Define imigração.


1.2 Refere, com base no texto, os países de partida dos quarenta e seis imigrantes, pertencentes à região do
Magrebe.


1.3 Identifica, com base no texto, o país de chegada dos imigrantes africanos.
1.4 Completa o quadro 1 com base no texto.

Tipos de migração
Espaço Estatuto jurídico Forma
Magrebe ­– Espanha
Quadro 1 Classificação da migração.

1.5 Explica as causas deste movimento migratório.




1.6 Enquadra o texto nos grandes ciclos migratórios mundiais.


GVIS8LP © RAIZ EDITORA

124

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 124 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho
Ficha de trabalho 10
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


1. Compreender a origem e o crescimento das cidades.
5. Discutir as consequências do forte crescimento urbano em países com diferentes graus de desenvolvimento.
6. Mencionar possíveis soluções para os problemas das cidades.
7. Discutir a importância das cidades sustentáveis.

1. Lê o texto.
«A Comissão Europeia vai aumentar o seu apoio às cidades através do novo “pacote da mobilidade
urbana”, intensificando o intercâmbio de boas práticas, prestando apoio financeiro específico e investindo na
investigação e desenvolvimento. Além disso, vai estimular o desenvolvimento de «planos de mobilidade urbana
sustentável, para fomentar a evolução para transportes mais limpos e mais sustentáveis nas zonas urbanas.
As cidades representam mais de 70% da população e cerca de 85% do PIB da União. A maior parte das
viagens começa e termina nas cidades. Em muitas zonas urbanas, no entanto, o aumento da procura de
mobilidade urbana criou uma situação insustentável: grandes congestionamentos, má qualidade do ar, emis-
sões sonoras e níveis elevados de emissões de CO2.»
Adaptado de http://local.pt (acedido a 06.03.2014)

1.1 Comenta o texto, salientando a importância da implementação de medidas urbanas sustentáveis.




1.2 Explica a frase sublinhada no texto.




1.3 Classifica os países implicitamente referidos no texto quanto ao seu grau de desenvolvimento.


1.4 Apresenta algumas das principais consequências resultantes do forte crescimento urbano verificado neste
tipo de países.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

125

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 125 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho
Ficha de trabalho 11
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


1. Compreender a importância dos fatores de identidade das populações no mundo contemporâneo.
1. Discutir os conceitos de identidade territorial, cultura, etnia, língua, religião; técnicas, usos e costumes, aculturação,
globalização, racismo, xenofobia e multiculturalismo.
2. Explicar de que forma a língua, a religião, a arte, os costumes, a organização social (...) são fatores de identidade cultural.
4. Problematizar as consequências da globalização, tanto na unidade cultural como na afirmação da diversidade cultural
mundial.
5. Refletir sobre a importância da construção de comunidades multiculturais inclusivas mas também culturalmente
heterogéneas, em diferentes territórios (país, cidade, escola).

1. Lê o texto.

«Este é um bairro que junta, numa exótica harmonia, novos e velhos, nativos e forasteiros, ricos e pobres,
iletrados e doutores. Tudo sem descaracterizar o bairro lisboeta nem beliscar a sua autenticidade.
Ao mesmo tempo que o bairro se animava, ficava também mais colorido. Paquistaneses, indianos, ben-
galis, nepaleses, chineses, africanos e europeus invadiram-no. Os asiáticos ficaram, sobretudo, perto do
Martim Moniz, que se transformou numa pequena asiatown lisboeta. Mas alguns arriscaram-se a integrar-se
no coração da Mouraria, fazendo companhia aos portugueses e aos franceses e ingleses que se mudaram por
paixão. Ali Mubark, 35 anos, foi um desses aventureiros com coragem a dobrar (para mudar de país e para
abrir um negócio longe da praça onde pululam os seus). Há oito meses, o paquistanês comprou um mini-
mercado portuguesíssimo, e assim o manteve. Os clientes, a maioria idosos que vivem, há décadas, no bairro,
continuaram a fazer as suas compras da mesma forma. E Ali adaptou-se aos costumes – até vai levar as
compras a casa das pessoas mais velhas. “Só tenho produtos e clientes portugueses. Prefiro assim: lá em baixo,
já há muitas lojas paquistanesas.”»
Adaptado de Visão online (artigo de 05.01.2013)

1.1 Identifica a origem da população migrante que vive na Mouraria.




1.2 Caracteriza o paquistanês Ali Mubark.




1.3 Apresenta a estratégia de adaptação do paquistanês Ali Murbark ao bairro onde vive.


1.4 Demonstra de que modo o bairro da Mouraria se tornou um «inclusivo».



GVIS8LP © RAIZ EDITORA

126

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 126 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho
Ficha de trabalho 12
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


1. Compreender a desigual distribuição dos recursos.
1. Distinguir recursos renováveis de recursos não renováveis, recorrendo a exemplos.
3. Interpretar a distribuição mundial dos recursos naturais.
2. Compreender as relações entre a distribuição e o consumo dos diferentes tipos de recursos.
2. Explicar as causas do aumento do consumo dos recursos.
4. Explicar os impactes decorrentes da exploração dos recursos naturais.

1. Lê o texto.
«A procura mundial de petróleo vai continuar a crescer até 2035. Segundo o estudo anual da Agência
Internacional de Energia (AIE), a Índia vai superar a China, em 2020, como principal consumidor mundial
e o Brasil terá um papel cada vez mais importante, passando do 13.° lugar para 6.° na lista de produtores
mundiais de petróleo.
Segundo a AIE, o consumo mundial de petróleo vai atingir, em 2035, os 101 milhões de barris por dia,
contra os atuais 87,4 milhões de barris diários. O preço subirá também para uma média de 128 dólares por
barril.
Os EUA vão superar o maior produtor mundial de crude, a Arábia Saudita, já em 2015, dois anos mais
cedo do que o previsto.»
Adaptado de Euronews (artigo de 12.11.2013)

1.1 Seleciona com X a opção correta.


1.1.1 O recurso natural referido no texto é do tipo
a. biológico.
b. geológico energético.
1.1.2 Em função da utilização, o recurso natural referido no texto é
a. não renovável.
b. renovável.
1.2 Comenta o texto, salientando os impactes ambientais e socioeconómicos
resultantes do aumento da produção e consumo de petróleo.


Figura 1 Refinaria de petróleo.


GVIS8LP © RAIZ EDITORA

127

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 127 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho
Ficha de trabalho 13
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


1. Compreender as diferenças entre a agricultura tradicional e a agricultura moderna.
2. Distinguir agricultura tradicional/subsistência de agricultura moderna/mercado, exemplificando com diferentes tipos.
4. Relacionar o rendimento e a produtividade agrícola com o grau de desenvolvimento científico e tecnológico.
3. Compreender a existência de formas de produção agrícola sustentáveis.
1. Caracterizar a agricultura biológica, identificando vantagens e desvantagens da sua utilização.

1. Lê o texto.

«Com o aumento exponencial da população mundial, a minha opinião é que o mundo só pode sobrevi-
ver através de um proporcional aumento na produção de alimentos de origem vegetal ou animal. A produção
de alimentos sem recurso a produtos químicos ou a técnicas de modificação genética é mais dispendiosa e,
possivelmente, demorará mais tempo. Atualmente, em muitos países, principalmente na Europa, os vegetais
de origem biológica são mais escassos e também mais caros.»
Adaptado de www.omirante.pt (acedido a 30.12.2013)

1.1 Identifica os tipos de agricultura abordados no texto.




1.2 Justifica a resposta à questão 1.1 transcrevendo as frases do texto.




1.3 Distingue os tipos de agricultura referidos na questão 1.1.




1.4 Caracteriza a agricultura biológica, presente no texto, referindo três vantagens e duas desvantagens.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

128

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 128 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho
Ficha de trabalho 14
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


5. Compreender a importância da pecuária no mundo atual.
1. Distinguir criação de gado em regime extensivo e intensivo, identificando as principais vantagens e inconvenientes
de cada um dos regimes de criação.

1. Lê o texto.

«Foi em 1995 que Carla Alves se mudou para Vinhais, em Trás-os-Montes. Chegou com uma missão:
recuperar uma raça de porcos que estava praticamente extinta, o porco bísaro. “Sabia que havia apenas duas
raças autóctones de porcos em Portugal, o bísaro e o alentejano, mas a década de 1990 foi a das grandes
suiniculturas intensivas e essas raças estavam a desaparecer”, conta esta engenheira zootécnica.»
Adaptado de Público online (artigo de 24.11.2013)

1.1 Define pecuária.




1.2 Identifica o tipo de pecuária predominante em 1990 e referido no texto.




1.3 Caracteriza o tipo de pecuária referido na questão 1.2, considerando as suas vantagens e desvantagens.


1.4 Define raça autóctone.




1.5 Explica a importância de promover a produção de uma raça autóctone.



GVIS8LP © RAIZ EDITORA

GVIS8LP_F09

129

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 129 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho
Ficha de trabalho 15
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


1. Compreender a importância do oceano como fonte de recursos e património natural.
2. Problematizar a importância da preservação ambiental dos oceanos.
3. Compreender os diferentes tipos pesca.
1. Distinguir os diferentes tipos de pesca em função da localização, da permanência e dimensão das embarcações
e tripulação.
4. Conhecer as vantagens e desvantagens da aquacultura.
3. Referir as vantagens e desvantagens da aquacultura.

1. Lê o texto.

«A Polícia Marítima intercetou hoje, de madrugada, um arrastão que estava a utilizar um dispositivo
ilegal para reduzir a malha da rede de pesca, tendo sido apreendidas três toneladas de pescado.
A embarcação encontrava-se na faina de pesca a cerca de 10 milhas de costa a norte da praia de Mira,
quando foi intercetada pela Polícia Marítima, durante uma operação policial dirigida à pesca do arrasto.
“A bordo, após a equipa de fiscalização da Polícia Marítima de Aveiro ter verificado que no interior do
saco da rede de arrasto se encontrava um dispositivo para reduzir a malhagem, foi de imediato ordenado ao
mestre da embarcação a interrupção da faina de pesca e o regresso ao porto de Aveiro”, refere a Capitania
em comunicado.»
Adaptado de Lusa (artigo de 04.12.2013)

1.1 Identifica o tipo de pesca referido no texto.



1.2 Justifica a resposta da questão 1.1.


1.3 Explica por que razão as ações de fiscalização são importantes.




1.4 Apresenta formas alternativas que procuram minimizar os impactes da pesca sobre os recursos marítimos.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

130

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 130 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho
Ficha de trabalho 16
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


1. Compreender o aparecimento e a evolução da indústria.
3. Explicar as consequências, económicas, sociais e ambientais da atividade industrial a nível mundial.
4. Mencionar soluções para os problemas económicos, sociais e ambientais da atividade industrial.
3. Compreender a dinâmica da indústria em Portugal.
3. Identificar os principais problemas da indústria em Portugal.

1. Lê o texto.

«O índice que mede a atividade produtiva na indústria portuguesa acelerou o ritmo de crescimento. O
índice de produção industrial teve uma variação positiva de 3,2% no mês de outubro, segundo os dados
divulgados pelo INE.»
Adaptado de Jornal de Negócios online (acedido a 06.12.2013)

1.1 Define indústria.




2. Apresenta alguns exemplos de indústrias de produtos para consumo final.




3. Apresenta dois principais problemas da indústria portuguesa.




4. Lê o texto.
«A chanceler alemã, Angela Merkel, defendeu, esta segunda-feira, em Berlim “uma energia do futuro
segura, mas também economicamente viável”, quando o governo acaba de anunciar que as 17 centrais nuclea-
res vão ser encerradas até 2022.
A catástrofe nuclear em Fukushima, no Japão, em meados de março, levou Merkel a mudar de opinião,
ao constatar, como disse recentemente, que mesmo num país altamente industrializado a segurança das
centrais nucleares não pode ser inteiramente garantida. A decisão tomada hoje pelo executivo, já na linha das
recomendações da comissão, implica também o encerramento imediato das oito centrais nucleares mais
antigas, consideradas também as menos seguras.»
Adaptado de Lusa (artigo de 30.05.2011)
4.1 Identifica o tipo de indústria abordado no texto.


4.2 Apresenta duas consequências ambientais deste tipo de indústria.


GVIS8LP © RAIZ EDITORA

131

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 131 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho
Ficha de trabalho 17
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


4. Compreender a importância dos transportes aquáticos nas dinâmicas dos territórios.
1. Descrever os contrastes na densidade das rotas marítimas a nível mundial.
2. Localizar os principais portos marítimos.
5. Referir os impactes económicos, sociais e ambientais dos transportes aquáticos.

1. Lê o texto.
«O fenómeno da globalização tem vindo a determinar uma crescente tendência de deslocalização dos
centros de produção para zonas do globo mais distantes dos principais centros de consumo, levando ao cresci-
mento acentuado do comércio ao nível mundial, particularmente a partir da década de noventa do século XX.
Esse crescimento das trocas e da distância entre os principais centros de produção e de consumo foi
determinante para o crescimento do transporte marítimo, particularmente do transporte marítimo de longa
distância, provocando um crescimento nesse modo de transporte ao longo dos últimos vinte anos.»
Fonte: www.clusterdomar.com (acedido a 06.03.2014)

1.1 Explica a importância do transporte marítimo no crescimento das trocas comerciais a nível mundial.


2. Identifica quatro portos marítimos portugueses que asseguram grande parte das trocas comerciais com o estran‑
geiro.


3. Observa atentamente a figura 1.


3.1 Indica, com base na figura 1, cinco dos prin‑
Círculo Polar
OCEANO GLACIAL
cipais portos marítimos mundiais.
ÁRTICO
Ártico

Fonte: www.worldshipping.org (dados de 2011)

QIngdao
Tianjin
Roterdão Busan
Xangai
Shangai
OCEANO
PACÍFICO Guangzhou Harbor Ningbo-Zhoushan
Jebel
Jeb Ali
bel A
OCEANO
O Shenzhen
A ÂNTICO
ATL O
Hong Kong
(Escala ao nível do equador)

Equador
Singapura 3.2 Identifica as principais rotas marítimas.
Trópico de Capricórnio
Milhões
OCEANO
de TEUS* ÍNDICO
> 25
20 a < 25
15 a < 20
Círculo Polar 10 a < 15 Rotas marítimas principais 0 2000 km
Antártico OCEANO GLACIAL ANTÁRTICO

Figura 1 Principais rotas mundiais e portos marítimos.


GVIS8LP © RAIZ EDITORA

132

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 132 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação
Ficha de avaliação 1
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma 
Professor Classificação 

Lê atentamente as perguntas que se seguem e responde de forma clara e completa.

Grupo I – Evolução da população mundial


1. Observa com atenção a figura 1.
Milhões
de pessoas PROJEÇÃO
10 000 9298
milhões
9000

8000

7000
6073 milhões
6000

Fonte: UNFPA (acedido a 13.11.2013)


5000

4000

3000 2520 milhões


2000 1650 milhões
1000 790 milhões
0
1000 Fase I 1750 Fase II 1950 Fase III e IV 2050 Anos
Figura 1 Evolução da população mundial e fases do modelo de transição demográfica.

1.1 Identifica, quanto ao grau de desenvolvimento, o grupo de países responsável pela evolução da população
mundial registada entre 1750 e 1950.


1.2 Justifica a resposta à questão 1.1.




1.3 Explica por que razão a população mundial registou um aumento «explosivo» a partir de 1950.


1.4 Indica o grupo de países que, de acordo com as projeções, mais contribuirá para o aumento da população
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

mundial até 2050.




133

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 133 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

2. Observa com atenção o quadro 1.

Dados País A País B

População total 81 990 800 13 883 600

Fonte: INED (dados de 2012)


Nados-vivos 885 200 645 500

Óbitos 534 000 209 700

Óbitos de crianças com menos de 1 ano de idade 2500 53 400


Quadro 1 Indicadores demográficos por país.

2.1 Calcula os indicadores demográficos dos países representados no quadro 1 e apresenta os cálculos no quadro 2.

Indicadores País A País B

Taxa bruta
de natalidade

Taxa bruta
de mortalidade

Taxa de
crescimento
natural

Taxa de
mortalidade
infantil

Quadro 2 Exposição do cálculo de indicadores demográficos.

2.2 Classifica cada um dos países quanto ao seu grau de desenvolvimento, após a análise dos resultados que obti‑
veste na questão 2.1.


2.3 Justifica a resposta da questão 2.2.




3. A redução da taxa bruta de mortalidade iniciou-se após a Revolução Industrial e durante a Revolução Agrícola,
com maior impacto nos países desenvolvidos.
3.1 Apresenta quatro fatores que contribuíram para o decréscimo da mortalidade nos países desenvolvidos.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

134

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 134 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

4. Observa atentamente a figura 2.

Círculo Polar OCEANO GLACIAL


Ártico ÁRTICO

OCEANO
PACÍFICO
OCEANO
ATLÂNTICO
Trópico de Câncer
OCEANO
PACÍFICO
Equador

OCEANO
ÍNDICO
Trópico de Capricórnio

(Escala ao nível do equador)


Fonte: INED (dados de 2011)
‰ 10 a < 20 30 a < 40 Sem dados

< 10 20 a < 30 ≥ 40
Círculo Polar 0 2000 km
Antártico OCEANO GLACIAL ANTÁRTICO

Figura 2 Distribuição mundial da taxa bruta de natalidade.

4.1 Seleciona com X, considerando a figura 2, a opção correta para cada afirmação.
4.1.1 A taxa bruta de natalidade apresenta valores mais elevados
a. na Europa, em África e em alguns países asiáticos.
b. em África, na América do Sul e na Oceânia.
c. no centro e sul de África, na Ásia meridional e em alguns países da América Central e do Sul.
4.1.2 A taxa bruta de natalidade apresenta valores mais baixos
a. na América do Norte, na Europa, no norte e centro da Ásia, na Austrália e na Nova Zelândia.
b. na América do Norte, na Europa, no norte e centro de África, na Austrália e na Nova Zelândia.
c. na Europa, no sul de África, na Austrália e na Nova Zelândia.
4.1.3 A análise à distribuição mundial da taxa bruta de natalidade permite concluir que
a. na maioria dos países em desenvolvimento apresenta valores baixos.
b. nos países desenvolvidos apresenta valores elevados.
c. nos países desenvolvidos apresenta valores inferiores aos da maioria dos países em desenvolvi‑
mento.

4.2 Menciona quatro fatores responsáveis pelos valores registados na taxa bruta de natalidade dos países em
desenvolvimento.


4.3 Apresenta uma definição de taxa de fecundidade.


GVIS8LP © RAIZ EDITORA

135

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 135 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

5. Observa as figuras 3 e 4.
Homens Idades Mulheres Idades
≥ 85 Homens ≥ 85 Mulheres
80-84 80-84
75-79 75-79
70-74 70-74
65-69 65-69
60-64 60-64
55-59 55-59
50-54

Fonte: Census (acedido a 13.08.2013)


45-49 50-54
40-44 45-49
35-39 40-44
35-39
30-34 30-34
25-29 25-29
20-24 20-24
15-19 15-19
10-14 10-14
5-9 5-9
0-4 0-4
%8 6 4 2 0 0 2 4 6 8% %8 6 4 2 0 0 2 4 6 8%
Figura 3 Estrutura etária do país C. Figura 4 Estrutura etária do país D.

5.1 Classifica em verdadeiras (V) ou falsas (F) as afirmações.


a. A esperança média de vida é mais elevada no país C.
b. A taxa bruta de natalidade tem vindo a diminuir no país D.
c. A taxa bruta de natalidade e a taxa de fecundidade são baixas no país C.
d. A taxa bruta de mortalidade é mais baixa no país C.
e. Não existem classes ocas nas pirâmides etárias dos países C e D.
f. O país C apresenta uma grande proporção de jovens.
g. O país C regista um elevado crescimento demográfico.
h. O país C é um país desenvolvido e o país D é um país em desenvolvimento.
5.2 Corrige as afirmações falsas sem recorrer à negação.


6. Lê o texto.

«Preocupadas com a baixa natalidade e a consequente falta de mão de obra, as autoridades chinesas
aprovaram este sábado o alívio da política do filho único. Alguns casais vão passar a poder ter um segundo
filho. Mas, para isso, o pai ou a mãe, um dos dois, não pode ter irmãos. Até aqui, apenas os casais em que
fossem ambos filhos únicos estavam autorizados a ter um segundo filho.»
Adaptado de Rádio Renascença online (artigo de 28.12.2013)

6.1 Identifica a política demográfica que a China tem vindo a adotar ao longo dos últimos anos.


6.2 Apresenta três medidas implementadas pelos países que adotaram este tipo de políticas demográficas.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

136

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 136 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

GRUPO II – Distribuição da população mundial


1. Pode-se analisar a distribuição da população mundial através do mapa da distribuição da população total e do
mapa da densidade populacional.
1.1 Distingue população total de densidade populacional.


2. Observa a figura 5.

Círculo Polar OCEANO GLACIAL


Ártico ÁRTICO

D H
OCEANO
PACÍFICO
C OCEANO B
Trópico de Câncer
ATLÂNTICO
E
OCEANO
PACÍFICO
PAC
F A

Fontes: US Census Bureau e INED (dados de 2012)


Equador

OCEANO

G
ÍNDICO I
Trópico de Capricórnio

(Escala ao nível do equador)


Cada ponto representa 500 000 habitantes
Focos populacionais principais
Focos populacionais secundários
Círculo Polar 0 2000 km
Antártico OCEANO GLACIAL ANTÁRTICO

Figura 5 Localização dos focos populacionais.

2.1 Identifica os focos populacionais principais assinalados na figura 5.


A: C: 
B: D: 
2.2 Apresenta dois fatores humanos que explicam a forte concentração populacional assinalada no mapa com a
letra C.


3. As áreas repulsivas correspondem a áreas que não apresentam condições favoráveis à fixação da população e,
por isso, ao desenvolvimento de atividades económicas. Essas áreas são normalmente denominadas «vazios
humanos».
3.1 Explica por que razão as grandes cordilheiras montanhosas são consideradas «vazios humanos».

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

137

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 137 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

4. Observa a figura 6.

Minho-Lima Ave Tâmega


Açores S. Miguel Cávado
Alto
Corvo Trás-os-Montes
Grande
Graciosa
Terceira Entre Douro Porto
Flores Douro
e Vouga
S. Jorge Dão Beira
Baixo Vouga
Faial Lafões Interior Serra
Norte
Santa Maria Baixo Mondego Pinhal da Estrela
Pico Interior
0 15 km Cova
Norte da Beira
Pinhal Litoral
OCEANO Pinhal Beira
ATLÂNTICO Médio Interior Interior Sul
Tejo Sul
Madeira
Alto ESPANHA
Oeste Lezíria Alentejo
do Tejo
Porto Grande
Madeira Santo Lisboa
Alentejo
Central
Hab./km2 Península

Fonte: INE (dados de 2012)


< 50 de Setúbal
51 - 100 Baixo
Ilhas Alentejo N
Ilhas Selvagens 101 - 200 Alentejo
Desertas Litoral
201 - 500 0 50 km
0 20 km > 500
Algarve

Figura 6 Densidade populacional de Portugal (NUTS III).

4.1 Seleciona com X a opção correta para cada afirmação, considerando a figura 6.
4.1.1 A densidade populacional regista os valores mais elevados nas seguintes NUT III:
a. Grande Porto, Grande Lisboa e Madeira.
b. Grande Porto, Grande Lisboa, Madeira, Cávado e Ave.
c. Grande Porto e Grande Lisboa.
4.1.2 A densidade populacional é mais baixa nas seguintes NUT III:
a. Beira Interior Norte, Baixo Mondego e Alto Alentejo.
b. Beira Interior Norte, Alto Alentejo e Alentejo Litoral.
c. Beira Interior Sul, Alentejo Central e Baixo Vouga.
4.1.3 O território português apresenta uma desigual distribuição da população, verificando-se a sua maior con‑
centração
a. na faixa litoral norte e centro.
b. no interior e no litoral algarvio.
c. no interior e na Madeira.
4.1.4 O fenómeno que resulta da atração da população e de atividades económicas em torno de dois principais
polos denomina-se
a. litoralização.
b. bipolarização.
c. êxodo rural.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

138

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 138 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação
Matriz da ficha de avaliação 1
Metas Curriculares
Grupos Questões Cotações Total
Objetivos e descritores
1.1 3
3. Compreender a evolução demográfica mundial.
1.2 6 1. Descrever a evolução da população a nível mundial, a partir de leitura
de gráficos. 17
1.3 6 3. Comparar a evolução da população em países com diferentes graus
de desenvolvimento.
1.4 2

2. Aplicar o conhecimento de conceitos para determinar indicadores demográficos.


2.1 8 1. Calcular: crescimento natural, crescimento real ou efetivo, taxa de natalidade,
taxa de mortalidade, taxa de crescimento natural, taxa de mortalidade infantil,
saldo migratório, índice de envelhecimento. 16
2.2 2 2. Explicar o significado dos resultados obtidos através do cálculo de indicadores
demográficos, refletindo sobre as respetivas implicações do ponto de vista
2.3 6 demográfico.

3.1 8
3. Compreender a evolução demográfica mundial.
4.1 3
I 4. Explicar a evolução das taxas de natalidade e mortalidade,
23
e de outros indicadores demográficos, em países com diferentes
4.2 8 graus de desenvolvimento.

4.3 4

4. Representar a estrutura etária da população e compreender a adoção


de diferentes políticas demográficas.
5.1 8 1. Caracterizar a estrutura etária da população, a partir da construção
de pirâmides etárias de diferentes países. 12
3. Discutir as consequências da evolução da composição da população por
grupos etários e sexo, assim como a necessidade de um ajustamento
5.2 4 permanente entre os comportamentos demográficos e os recursos disponíveis.

6. Compreender a implementação de políticas demográficas tendo em consideração


6.1 4 a realidade demográfica de um país.
1. Distinguir políticas antinatalistas de políticas natalistas, enumerando medidas
10
que promovam o aumento e a diminuição da natalidade.
6.2 6 2. Referir exemplos de países onde são implementadas políticas natalistas
e políticas antinatalistas.

1. Compreender a distribuição da população mundial.


1.1 4 4
1. Distinguir população total de população relativa/densidade populacional.

2.1 4 1. Compreender a distribuição da população mundial.


2. Descrever a distribuição da população mundial, a partir de mapas, através
2.2 4 da localização dos principais vazios humanos e das grandes concentrações
14
II populacionais.
3. Explicar os fatores naturais e humanos que influenciam a repartição mundial
3.1 6 da população.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

2. Compreender a distribuição da população em Portugal.


4.1 4 1. Interpretar a distribuição da população em Portugal a partir da leitura 4
de mapas, destacando a litoralização e a bipolarização da sua distribuição.

139

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 139 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação
Ficha de avaliação 2
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma 
Professor Classificação 

Lê atentamente as perguntas que se seguem e responde de forma clara e completa.

GRUPO I – Mobilidade da população

1. Lê o texto.

«A guarda costeira grega intercetou uma embarcação com 94 imigrantes ilegais a sudoeste do Pelo-
poneso. Os imigrantes são originários da Síria e do Afeganistão. O barco foi escoltado até ao porto de
Pilos e as autoridades gregas prenderam três tripulantes que foram acusados de contrabandear imigrantes
para a Grécia.»
Fonte: Euronews (artigo de 26.12.2013)

1.1 Define imigração.




1.2 Classifica as migrações referidas no texto quanto ao estatuto jurídico e quanto ao espaço.


2. Os movimentos migratórios mais importantes têm origem nas regiões menos desenvolvidas, mais pobres, e têm
como destino as regiões mais desenvolvidas, mais industrializadas e mais ricas. As principais causas destes movi‑
mentos são socioeconómicas.
2.1 Explica por que razão as causas socioeconómicas assumem um papel tão importante nos movimentos migra‑
tórios atuais.


2.2 Identifica, para além das socioeconómicas, duas principais causas das migrações.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

140

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 140 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

3. Os movimentos migratórios refletem-se nos comportamentos demográficos, socioeconómicos e culturais das


populações, nas áreas de partida e nas áreas de chegada.

3.1 Completa o quadro 1.


Consequências Tipos Áreas
a. Diminuição da população total e da densidade populacional. Demográficas
b. Aumento da taxa de crescimento natural.
c. Diminuição da população ativa. Áreas de partida
d. Diminuição do desemprego.
e. Diminuição da taxa de crescimento natural e efetivo.
f. Envelhecimento da população.
g. Menor dinamismo económico. Socioeconómicas
h. Rejuvenescimento da população.
i. Aumento de situações de racismo e de xenofobia.
j. Aumento da taxa bruta de natalidade. Áreas de chegada

Quadro 1 Consequências das migrações nas áreas de partida e nas áreas de chegada.

4. Observa atentamente a figura 1.


4.1 Considerando a figura 1, seleciona com X a
Indivíduos
opção correta para cada afirmação. 140 000

4.1.1 Até 1960, a emigração portuguesa 120 000


121 418

registou uma fase de crescimento,


tendo como destino privilegiado 100 000

a. a Europa. 80 000

b. os EUA. 64 783 66 360

Fonte: INE (dados de 2012)


60 000
c. o Brasil. 39 515
40 000 32 318

4.1.2 Entre 1960 e 1973, a população portu‑ 21 235 23 196 21 892


25 207
21 333
23 760
20 000 13 226
guesa procurou melhores condições
de vida na Europa, principalmente em 0
Anos
países como
1900
1905
1910
1915
1920
1925
1930
1935
1940
1945
1950
1955
1960
1965
1970
1975
1980
1985
1990
1995
2000
2005
2010
2012
a. a França, a ex-RFA, a Espanha Figura 1 Evolução da emigração em Portugal.
Nota: O corte de informação no gráfico deve-se à falta de dados disponíveis
e a Itália.
b. a França, a ex-RFA, a Suíça
e o Luxemburgo.
c. a Espanha, a França, o Luxemburgo e a Polónia.
4.1.3 A partir de 2010, como consequência da crise económica e da falta de emprego, os portugueses têm emi‑
grado para destinos como
a. a China, a Índia e a Rússia.
b. a China, o Reino Unido e Angola.
c. o Reino Unido, Angola e Moçambique.
5. O número de imigrantes em Portugal também tem registado algumas variações ao longo do tempo.
5.1 Identifica três dos principais países de origem dos imigrantes em Portugal.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

141

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 141 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

GRUPO II – Cidades, principais áreas de fixação humana


1. Há milhares de anos, quando o Homem se sedentarizou, surgiram duas principais formas de ocupação: o espaço
rural e o espaço urbano.
1.1 Define cidade.


1.2 Refere os critérios utilizados na definição de cidade.




2. Observa atentamente a figura 2.

Círculo Polar OCEANO GLACIAL


Ártico ÁRTICO

OCEANO
PACÍFICO
OCEANO
ATLÂNTICO
Trópico de Câncer
OCEANO
PACÍFICO
Equador

OCEANO
ÍNDICO
Trópico de Capricórnio

(Escala ao nível do equador)


Fonte: ONU (dados de 2011)
População urbana
750 a < 1 milhão
1 a < 5 milhões
5 a < 10 milhões
≥ 10 milhões
Círculo Polar 0 2000 km
Antártico OCEANO GLACIAL ANTÁRTICO

Figura 2 Principais aglomerações urbanas em 2011.

2.1 Classifica em verdadeiras (V) ou falsas (F) as afirmações.


a. Até à segunda metade do século XX, o maior número de cidades localizava-se nos países desenvolvi‑
dos.
b. Atualmente, grande parte das aglomerações urbanas localiza-se nos países em desenvolvimento, com
principal destaque para a África meridional e oriental.
c. Nos países desenvolvidos, a urbanização intensificou-se a partir de meados do século XVIII devido à
Revolução Industrial e contribuiu para a concentração da indústria, o desenvolvimento do comércio e
dos transportes e para um maior número de ofertas de emprego na cidade.
d. Nos países em desenvolvimento, a mecanização da agricultura libertou muita mão de obra, dando ori‑
gem ao desemprego e ao êxodo rural.
e. Nos países em desenvolvimento, o processo de urbanização aconteceu, fundamentalmente, devido ao
elevado crescimento natural da população urbana em resultado das elevadas taxas brutas de natalidade.
f. Nos países desenvolvidos, o processo de urbanização também foi consequência do êxodo rural muito
intenso, provocado pela pobreza e pelas guerras.

2.2 Corrige as afirmações falsas sem recorrer à negação.


GVIS8LP © RAIZ EDITORA

142

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 142 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

3. O espaço urbano apresenta uma diversidade de atividades económicas que podem ser classificadas e ordenadas.
Um espaço urbano pode ter uma função urbana principal, mas o mais habitual é a cidade apresentar uma conju‑
gação de funções que permitem à sua população a obtenção dos produtos e serviços de que necessita.
3.1 Apresenta as principais características do CBD.


3.2 Explica o aparecimento de novas centralidades nos espaços urbanos.




4. No estudo das áreas urbanas, para além da análise funcional e do


uso do solo, importa também analisar a morfologia urbana através
das plantas das cidades.

4.1 Identifica o tipo de planta representada na figura 3.




4.2 Apresenta as principais características deste tipo de planta


N
urbana.

0 80 m

Vias Espaços verdes Edificado Oceano


Figura 3 Planta urbana.

4.3 Menciona outros tipos de plantas urbanas que conheces.




5. As diferentes formas de vida determinaram diferenças entre o meio rural e o meio urbano.
5.1 Descreve as principais diferenças entre o modo de vida rural e o modo de vida urbano.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

143

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 143 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação
Matriz da ficha de avaliação 2
Metas Curriculares
Grupos Questões Cotações Total
Objetivos e descritores

1.1 6 1. Compreender as causas e as consequências das migrações.


1. Distinguir migração de emigração e de imigração.
1.2 6 2. Caracterizar diferentes tipos de migração: permanente, temporária e sazonal;
externa e interna; intracontinental e intercontinental; clandestina e legal; êxodo
2.1 8 29
rural.
3. Explicar as principais causas das migrações.
2.2 4
4. Explicar as principais consequências das migrações nas áreas de partida
e nas áreas de chegada.
I 3.1 5

3. Compreender, no tempo e no espaço, as migrações em Portugal.


4.1 3 1. Caracterizar a evolução temporal da emigração em Portugal.
2. Localizar os principais destinos da emigração portuguesa.
3. Caracterizar a evolução da imigração em Portugal, referindo as principais 11
origens dos imigrantes.
5.1 8 4. Caracterizar a situação atual de Portugal no contexto das migrações
internacionais.

1.1 8
1. Compreender a origem e o crescimento das cidades.
1.2 6 1. Referir critérios utilizados na definição de cidade.
2. Referir fatores responsáveis pelo surgimento das cidades. 26
2.1 6 3. Explicar os principais fatores de crescimento das cidades em países
com diferentes graus de desenvolvimento.
2.2 6
2. Compreender a organização morfofuncional das cidades.
3.1 8
3. Caracterizar as principais áreas funcionais das cidades.
14
4. Relacionar o aparecimento de novas centralidades com o crescimento
II 3.2 6 das cidades e a revitalização dos centros das cidades.

4.1 4
2. Compreender a organização morfofuncional das cidades.
4.2 6 14
5. Comparar planta irregular, planta radioconcêntrica e planta ortogonal.

4.3 4

3. Compreender a inter-relação entre o espaço rural e o urbano.


5.1 6 6
1. Descrever as diferenças entre modo de vida rural e modo de vida urbano.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

144

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 144 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação
Ficha de avaliação 3
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma 
Professor Classificação 

Lê atentamente as perguntas que se seguem e responde de forma clara e completa.

GRUPO I – Diversidade cultural


1. Existem no mundo mais de 7000 milhões de pessoas. Naturalmente, todas elas são diferentes, pois existe uma
grande diversidade que resulta da existência, em simultâneo, de várias etnias e culturas.
1.1 Define cultura.


2. Observa atentamente a figura 1.

Sibéria
Círculo Polar OCEANO GLACIAL Oriental
Ártico ÁRTICO
Sibéria
Central
Noroeste Oklahoma
Oklahoma
do Pacífico sudoeste Cáucaso
Sudoeste
OCEANO OCEANO OCEANO
PACÍFICO ATLÂNTICO Ásia PACÍFICO
Sudeste
Trópico de Câncer Africa
África

Fonte: Citizen Scientists League (acedido a 07.11.2013)


Africa
África
Mesoamérica Ocidental Oriental Taiwan
Norte da Índia e Filipinas
América Oriental
Equador Melanésia Ocidental
do Sul e Malásia
América
Central OCEANO
ÍNDICO Austrália Melanésia
Trópico de Capricórnio Norte Oriental

(Escala ao nível do equador)


América África
do Sul do Sul

Nível de ameaça Baixo risco Elevado


de extinção Médio Crítico
Círculo Polar 0 2000 km
Antártico OCEANO GLACIAL ANTÁRTICO

Figura 1 Línguas em vias de extinção.

2.1 Identifica as regiões que apresentam línguas com um nível de ameaça de extinção crítico.


2.2 Explica por que razão é importante preservar as línguas em vias de extinção.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

GVIS8LP_F10

145

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 145 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

3. Os aspetos que permitem diferenciar as culturas denominam-se fatores de identidade cultural e, de entre vários,
destaca-se a etnia.
3.1 Apresenta quatro dos principais traços comuns que permitem caracterizar as etnias.


3.2 Menciona, para além da etnia, quatro fatores de identidade cultural.




4. Atenta na figura 2.

Círculo Polar OCEANO GLACIAL


ÁRTICO
Ártico

Fonte: www.washingtonpost.com (acedido a 22.10.2013)


OCEANO
PACÍFICO
OCEANO
ATLÂNTICO
Trópico de Câncer

OCEANO
PACÍFICO
Equador

OCEANO

(Escala ao nível do equador)


ÍNDICO
Trópico de Capricórnio

Cristãos Judeus Budistas Sem maioria


clara
Muçulmanos Hindus Sem religião Sem dados
Círculo Polar 0 2000 km
Antártico OCEANO GLACIAL ANTÁRTICO

Figura 2 Maiorias religiosas, por países.

4.1 Identifica, com base na figura 2, seis países de maioria cristã.




4.2 Apresenta uma definição de ecumenismo.




5. O desenvolvimento que se verificou nos transportes e nas tecnologias de informação e comunicação promoveu o
estreitamento de relações e de interdependências a nível mundial, contribuindo de forma decisiva para a globalização.
5.1 Classifica em verdadeiras (V) ou falsas (F) as afirmações.
a. A globalização corresponde a um conjunto de transformações políticas, económicas, sociais e culturais
que têm ocorrido nas últimas décadas e que se refletem nas sociedades contemporâneas.
b. A globalização proporciona um maior contacto entre pessoas de diferentes lugares e culturas.
c. Com a globalização registou-se uma diminuição da circulação de informação.
d. Uma das principais vantagens da globalização foi o desaparecimento, rejeição e/ou desvalorização de
elementos culturais nacionais, regionais e locais.
e. Uma consequência da globalização foi a diminuição do consumo em massa de produtos «de marca».
f. Devido à maior influência dos países mais ricos em termos culturais, sociais e económicos, surgiram
movimentos denominados antiglobalização.
g. A globalização provocou problemas sociais, pois as grandes empresas que pretendem obter lucro a
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

curto prazo desvalorizam a gestão racional dos recursos naturais.


h. A globalização veio dificultar os investimentos externos.

146

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 146 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

5.2 Corrige as afirmações falsas sem recorrer à negação.




GRUPO II – Os recursos naturais


1. A satisfação das necessidades básicas do Homem, como a alimentação, o vestuário e a habitação, e de outros
aspetos da vida económica da sociedade depende, em grande parte, dos recursos naturais.
1.1 Define recursos naturais.


1.2 Completa o esquema 1.

Superficiais e subterrâneos

Produtos agrícolas, silvícolas, pecuários e piscícolas

Calcário, argila,…
Recursos naturais

Granito, mármore,…

Vento, radiação solar, ondas e marés

Geológicos

Carvão, petróleo, gás natural e urânio

Ferro, cobre e ouro

Minerais

Potássio, fosfatos,…
Esquema 1 Tipos de recursos naturais.

1.3 Distingue recursos naturais renováveis de recursos naturais não renováveis.



GVIS8LP © RAIZ EDITORA

147

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 147 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

2. Observa atentamente a figura 3.

OCEANO GLACIAL
Círculo Polar
ÁRTICO
Ártico

OCEANO OCEANO
PACÍFICO
OCEANO PACÍFICO
ATLÂNTICO
Trópico de Câncer

Países
Equador consumidores
(milhões de
barris/dia) OCEANO
Trópico ÍNDICO
1a<2

(Escala ao nível do equador)


de Capricórnio
2a<4

Fonte: EIA (dados de 2012)


4a<7
Países produtores (milhões de barris/dia)
7 a < 10
<1 2a<4 7 a < 10 Sem dados

Círculo Polar ≥10 1a<2 4a<7 ≥ 10 0 2000 km


Antártico OCEANO GLACIAL ANTÁRTICO

Figura 3 Principais produtores e consumidores de petróleo.

2.1 Identifica, com base na figura 3, os três maiores produtores mundiais de petróleo.

2.2 Assinala, com base na figura 3, os três maiores consumidores mundiais de petróleo.

2.3 Estabelece a relação entre as áreas produtoras e as áreas consumidoras deste recurso, associando-as ao
respetivo grau de desenvolvimento.


3. Analisa a figura 4.
Mil milhões
de toneladas
8
OBSERVAÇÃO PROJEÇÃO
Fonte: http://www.bbc.co.uk (acedido a 22.10.2013)

0
1971 2002 2010 2020 2030 Recursos
energéticos
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

Carvão Petróleo Gás Nuclear Hidro Outros


(energia geotérmica,
solar, eólica, etc.)

Figura 4 Evolução e projeção do consumo mundial de recursos energéticos.

148

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 148 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

3.1 Apresenta um comentário ao gráfico, estabelecendo a relação entre o consumo de recursos energéticos reno‑
váveis e não renováveis.


3.2 Explica as causas do aumento do consumo de recursos energéticos.




3.3 Refere quatro impactes ambientais resultantes da exploração dos recursos naturais.


4. Atenta nas figuras 5 e 6 referentes a Portugal e Moçambique.


MOÇAMBIQUE PORTUGAL
13% 11%
Setor primário
4%
Setor secundário
61% 28%
Setor terciário
83%
Figura 5 Distribuição da população Figura 6 Distribuição da população
ativa por setores de atividade. ativa por setores de atividade.

4.1 Associa as figuras aos respetivos países.


Figura 5: Figura 6: 

4.2 Justifica a resposta da questão 4.1.




4.3 Indica seis atividades económicas associadas ao setor terciário.



GVIS8LP © RAIZ EDITORA

149

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 149 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação
Matriz da ficha de avaliação 3
Metas Curriculares
Grupos Questões Cotações Total
Objetivos e descritores

1.1 6

2.1 5
1. Compreender a importância dos fatores de identidade das populações no mundo
2.2 6 contemporâneo.
1. Discutir os conceitos de identidade territorial, cultura, etnia, língua, religião;
3.1 4 técnicas, usos e costumes, aculturação, globalização, racismo, xenofobia 32
e multiculturalismo.
3.2 4 2. Explicar de que forma a língua, a religião, a arte, os costumes, a organização
I
social (...) são fatores de identidade cultural.
4.1 3

4.2 4

5.1 4 1. Compreender a importância dos fatores de identidade das populações no mundo


contemporâneo.
9
4. Problematizar as consequências da globalização, tanto na unidade cultural
5.2 5 como na afirmação da diversidade cultural mundial.

1.1 6 1. Compreender a desigual distribuição dos recursos.


1. Distinguir recursos renováveis de recursos não renováveis, recorrendo
1.2 4 a exemplos. 16
2. Explicar a importância dos diferentes tipos de recursos.
1.3 6 3. Interpretar a distribuição mundial dos recursos naturais.

2.1 3
2. Compreender as relações entre a distribuição e o consumo dos diferentes tipos
de recursos.
2.2 3 14
3. Discutir a relação entre áreas produtoras e consumidoras de recursos e o grau
de desenvolvimento das mesmas.
2.3 8
II
3.1 8
2. Compreender as relações entre a distribuição e o consumo dos diferentes tipos
de recursos.
3.2 6 18
2. Explicar as causas do aumento do consumo dos recursos.
4. Explicar os impactes decorrentes da exploração dos recursos naturais.
3.3 4

4.1 2
3. Compreender a repartição das atividades económicas em setores.
1. Diferenciar os setores primário, secundário e terciário.
4.2 6 11
3. Relacionar a evolução da distribuição da população ativa por setores
de atividade em países com diferentes graus de desenvolvimento.
4.3 3
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

150

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 150 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação
Ficha de avaliação 4
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma 
Professor Classificação 

Lê atentamente as perguntas que se seguem e responde de forma clara e completa.

GRUPO I – A agricultura
1. A agricultura é uma atividade através da qual o Homem artificializa o meio natural, com o fim de o tornar mais apto
ao desenvolvimento das espécies vegetais e animais.
1.1 Apresenta dois exemplos de artificialização do meio natural.


1.2 Explica de que modo o clima influencia a atividade agrícola.




2. Observa as figuras 1 e 2 que representam dois tipos de agricultura.

Figura 1 Agricultura moderna. Figura 2 Agricultura tradicional.

2.1 Distingue, com base nas informações das figuras 1 e 2, agricultura moderna de agricultura tradicional.


2.2 Identifica o grupo de países onde cada um dos tipos de agricultura predomina.


2.3 Justifica a resposta à questão 2.2 considerando os fatores humanos.



GVIS8LP © RAIZ EDITORA

151

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 151 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

3. Lê o texto e observa a figura 3.


Nesta região a abundância de água e os
solos férteis permitem a obtenção de várias
colheitas de arroz ao longo do ano, exigindo,
por um lado, um elevado número de mão de
obra para desenvolver o trabalho e, por outro,
permitindo a sua subsistência básica.

Figura 3 Paisagem agrícola no Vietname.

3.1 Identifica o tipo de agricultura caracterizado na figura 3 e no texto.




3.2 Refere o nome de uma área continental onde este tipo de agricultura predomina.


3.3 Caracteriza o tipo de agricultura da figura 3 considerando:


• A morfologia agrária
• As técnicas utilizadas/nível científico
• Sistema de cultura


3.4 Distingue policultura de monocultura.




4. A agricultura moderna apresenta muitos aspetos positivos, contudo tem contribuído para o surgimento de graves
problemas ambientais.
4.1 Explica a frase salientando alguns desses problemas ambientais.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

152

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 152 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

5. Nas últimas décadas, o Homem tem procurado aplicar práticas agrícolas alternativas mais sustentáveis e menos
agressivas para o ambiente e para o organismo humano. São vários os exemplos sustentáveis que têm vindo a ser
desenvolvidos.
5.1 Menciona três tipos de agricultura ambientalmente sustentáveis, além da agricultura biológica.


5.2 Apresenta três características dos tipos de agricultura mencionados na questão 5.1.


5.3 Demonstra duas vantagens e duas desvantagens da agricultura biológica.




GRUPO II – A pecuária
1. Observa as figuras 4 e 5.

Figura 4 Produção de bovinos na Nova Zelândia. Figura 5 Pastor de gado bovino na Etiópia.

1.1 Identifica os dois tipos de pecuária presentes nas figuras 4 e 5.




1.2 Refere três diferenças entre os dois tipos de pecuária identificados na questão 1.1.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

153

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 153 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

GRUPO III – A pesca


1. Justifica a afirmação: As plataformas continentais são as que apresentam maior riqueza de pescado.


2. Observa a figura 6.

Círculo Polar
Ártico

NE Atlâ
lântico
NE
N E Pacífi
a co NO
NO
Atlâ
A tl
tlâ
lântic
ânticco
Cent
C enttrro-
ro
o-E
o-EEste
t
Atlâ

ânti
ntic
tico
o NO
N O Pacífico
Trópico de Câncer
Centro-Este Cent
C nttro
r
ro-
ro-O este
e Centro-Oeste
Pacífico Atlâ
A ttlâ
ântic
n o
nt Pacífico
Equador
Oes
este Índico
Este Índico
co

(Escala ao nível do equador)


Trópico de Capricórnio SE

Fonte: FAO (dados de 2011)


Atlânticco
Correntes quentes
Correntes frias
Zonas de pesca Milhões de toneladas
Principais áreas Menos de 1 De 1 a 5 De 5 a 20 Mais de 20 S Pacífi
SO acífico
co
de pesca SE Pacífi
Pacífico
co
0 2000 km
Círculo Polar Atlântico
Atlântic o Antárt
Antártico
ico Índi
nd co Antártico
Antártico Pacífico Antártico

Figura 6 Principais áreas de pesca, correntes marítimas e capturas do mundo.

2.1 Explica, com base na figura 6, o facto de a zona do Pacífico Noroeste ser a principal área de pesca a nível
mundial.


3. Completa o quadro 1.

Pesca  Pesca 

Recorre a técnicas de pesca como redes


Técnicas de captura de arrasto, cerco, dragas e deriva.

Características Embarcações pequenas, a remos ou com


das embarcações um pequeno motor.

Destino
das capturas
Permanência
no mar
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

Localização Países em desenvolvimento

Quadro 1 Principais características de cada tipo de pesca.

154

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 154 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

4. Lê atentamente o excerto.
«Durante o século XX, a população humana quadruplicou e as capturas de pesca aumentaram 35 vezes.
Só na União Europeia, 88 % das unidades populacionais de peixes são sobre-exploradas.»
Adaptado de Diário de Notícias online (artigo de 23.05.2011)

4.1 Refere o tipo de pesca que mais contribuiu para a sobre-exploração dos recursos piscatórios.


5. Lê a frase.
«Muitos países procuram compensar o crescente défice mundial de espécies piscícolas com recurso à
aquacultura.»
Adaptado de National Geographic, dezembro de 2010
5.1 Define aquacultura.


5.2 Menciona duas vantagens e duas desvantagens da aquacultura.




5.3 Apresenta duas medidas que visem minimizar as consequências negativas da sobre‑exploração piscatória.


6. A pesca desempenhou sempre um papel preponderante na história de muitos povoamentos em Portugal. No


entanto, existem fatores que condicionam o desenvolvimento desta atividade.
6.1 Refere dois problemas que condicionam a pesca em Portugal.


7. Atualmente a ZEE portuguesa apresenta uma dimensão de (1 731 600 km2), mas em 2009, o país propôs o alarga‑
mento desta zona para 3 027 408 km².
7.1 Define ZEE.


7.2 Demonstra a importância da proposta do alargamento da ZEE para Portugal.



GVIS8LP © RAIZ EDITORA

155

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 155 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação
Matriz da ficha de avaliação 4
Metas Curriculares
Grupos Questões Cotações Total
Objetivos e descritores

1.1 2 1. Conhecer e compreender os fatores que interferem na atividade agrícola.


1. Referir os fatores físicos e humanos que condicionam a atividade agrícola.
7,5
2. Explicar a influência de cada um dos fatores condicionantes da atividade
1.2 5,5
agrícola.

2.1 5

2.2 1,7 2. Compreender as diferenças entre a agricultura tradicional e a agricultura


moderna.
2.3 5,5 1. Distinguir: policultura de monocultura, rendimento de produtividade e agricultura
extensiva de agricultura intensiva.
3.1 1,7
2. Distinguir agricultura tradicional/subsistência de agricultura moderna/mercado,
32,1
I exemplificando com diferentes tipos.
3.2 1,7
3. Localizar regiões onde predomine a agricultura tradicional e a agricultura
moderna, à escala mundial.
3.3 6
6. Explicar as principais consequências da agricultura tradicional e da agricultura
moderna.
3.4 5

4.1 5,5

5.1 3 3. Compreender a existência de formas de produção agrícola sustentáveis.


1. Caracterizar a agricultura biológica, identificando vantagens e desvantagens
5.2 3 da sua utilização. 12
2. Identificar outras formas de produção agrícola ambientalmente sustentáveis
5.3 6 (biodinâmica, natural, permacultura…).

1.1 1,7 5. Compreender a importância da pecuária no mundo atual.


II 1. Distinguir criação de gado em regime extensivo e intensivo, identificando as 6,2
1.2 4,5 principais vantagens e inconvenientes de cada um dos regimes de criação.

1. 5,5 2. Compreender as áreas oceânicas com maior potencial piscatório.


1. Referir os principais fatores físicos que condicionam a atividade piscatória.
2. Caracterizar o relevo marinho: plataforma continental, talude, zona abissal.
11
3. Localizar a plataforma continental e as correntes marítimas, relacionando-as
2.1 5,5
com os recursos piscatórios.
4. Relacionar a temperatura das águas com a quantidade e variedade de espécies.
3. Compreender os diferentes tipos de pesca.
3. 3,6 1. Distinguir os diferentes tipos de pesca em função da localização, da
permanência e dimensão das embarcações e tripulação. 5,2
2. Discutir os impactes da atividade piscatória industrial.
4.1 1,6 3. Discutir as soluções para os problemas de sustentabilidade das pescas.
III
5.1 4
4. Conhecer as vantagens e desvantagens da aquacultura.
5.2 6 1. Definir aquacultura. 14
3. Referir as vantagens e as desvantagens da aquacultura.
5.3 4

6.1 3
5. Compreender a pesca em Portugal.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

7.1 4 2. Identificar fatores que condicionam a atividade piscatória em Portugal. 12


3. Refletir sobre o potencial da ZEE portuguesa em termos piscatórios.
7.2 5

156

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 156 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação
Ficha de avaliação 5
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma 
Professor Classificação 

Lê atentamente as perguntas que se seguem e responde de forma clara e completa.

GRUPO I – A indústria
1. A indústria é um dos mais importantes setores de atividade económica, pelo capital que movimenta, pelo número
de pessoas que emprega, pelas alterações que produz nas matérias-primas e pelo estímulo ao aparecimento de
outras atividades económicas.
1.1 Define indústria.


1.2 Completa o quadro 1 de modo a caracterizar as três fases de desenvolvimento industrial.

Nome das
I Revolução Industrial II Revolução Industrial III Revolução Industrial
fases

Desde o final da II Guerra Mun‑


Período de dial até à atualidade
tempo em que
decorre

Principal
fonte
energética

Automóvel
Ramos da
indústria
afetados pelas
revoluções

Alterações no
processo
produtivo

Principais
potências
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

industriais

Quadro 1 Síntese das características das fases de desenvolvimento da indústria.

157

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 157 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

1.3 Apresenta os principais fatores responsáveis pela localização industrial até ao final do século XIX.


1.4 Explica a localização industrial preferencial na periferia dos centros urbanos, na atualidade.


2. A atividade industrial registou um grande crescimento nos últimos anos, o que provocou várias consequências
socioeconómicas e ambientais.
2.1 Refere três consequências ambientais resultantes da instalação de uma indústria.


2.2 Demonstra duas consequências socioeconómicas.




2.3 Justifica o surgimento dos parques industriais.




3. Observa a figura 1.

OCEANO GLACIAL Círculo Polar


ÁRTICO Ártico

OCEANO
PACÍFICO
Fonte: www.worldmapsatlas.com (acedido a 07.11.2013)

OCEANO
ATLÂNTICO Trópico de Câncer

Países industrializados
Países recentemente Equador
industrializados
OCEANO
Países em processo Trópico
ÍNDICO
de industrialização
(Escala ao nível do equador)

de Capricórnio
(indústria extrativa de
petróleo e minerais)
Países em processo
de industrialização
(domínio da agricultura)
Países não industrializados 0 2000 km
(domínio da agricultura)
Sem dados OCEANO GLACIAL ANTÁRTICO Círculo Polar Antártico

Figura 1 Distribuição mundial das áreas industrializadas.

3.1 Identifica, com base na figura 1, as áreas mais industrializadas do mundo.


GVIS8LP © RAIZ EDITORA


3.2 Identifica, a partir da figura 1, dois Novos Países Industrializados (NPI).


158

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 158 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

3.3 Apresenta os fatores que contribuíram para o processo de industrialização dos NPI.


4. Atualmente, algumas empresas mudaram segmentos da sua linha de produção para outros países.
4.1 Identifica o conceito subjacente à frase.


GRUPO II – Os serviços
1. Lê a afirmação.
«Verificou-se em outubro o crescimento da produção industrial e a redução da atividade económica nos
serviços e na construção das obras públicas.»
Adaptado de Expresso online (artigo de 18.12.2013)

1.1 Define serviço.




1.2 Distingue serviço final de serviço vulgar ou banal, dando um exemplo de cada.


1.3 Explica o aumento da população ativa empregada no setor dos serviços nos países desenvolvidos e em alguns
países em desenvolvimento.


GRUPO III – O turismo


1. Lê o excerto.
«A operação de resgate dos passageiros do navio russo, preso na Antártida desde 24 de dezembro, foi
lançada hoje. Entre os 52 passageiros do navio estão cientistas, turistas e jornalistas de várias nacionalidades.»
Adaptado de Diário de Notícias online (artigo de 02.01.2014)

1.1 Identifica o tipo de turismo referido no texto.



1.2 Explica por que razão a Antártida é também um destino turístico, considerando as atuais tendências dos fluxos
turísticos.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

159

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 159 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

2. O conceito de turismo surgiu em Inglaterra no início do século XIX e compreendia as atividades e viagens recrea‑
tivas realizadas pela população da classe social mais elevada, pois era a única que possuía poder de compra para
assegurar as viagens e tempo livre ou lazer.
2.1 Menciona a principal diferença entre turismo e lazer.


3. Lê a frase.
«O Turismo de Portugal anunciou hoje a criação de um plano de combate à sazonalidade no Algarve,
com o objetivo de aumentar os fluxos turísticos na região.»
Adaptado de Visão online (artigo de 07.02.2013)
3.1 Identifica o tipo de turismo que predomina no Algarve.


3.2 Justifica a sazonalidade do turismo no Algarve.




3.3 Apresenta mais três tipos de turismo em Portugal e a respetiva região onde predomina.


3.4 Completa o quadro 2.

Positivos Negativos

• •

• •

Quadro 2 Impactes ambientais e socioeconómicos do turismo.

3.5 Explica porque é importante a sustentabilidade no setor do turismo.



GVIS8LP © RAIZ EDITORA

160

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 160 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação
Matriz da ficha de avaliação 5
Metas Curriculares
Grupos Questões Cotações Total
Objetivos e descritores

1.1 4

1.2 9,1 1. Compreender o aparecimento e a evolução da indústria.


1. Distinguir cada uma das fases do desenvolvimento industrial no que se refere:
1.3 5 as fontes de energia utilizadas, principais potências industriais, principais
inovações na produção.
1.4 6 2. Descrever a evolução dos fatores de localização industrial ao longo do tempo. 37,6
3. Explicar as consequências, económicas, sociais e ambientais da atividade
2.1 4,5 industrial a nível mundial.
4. Mencionar soluções para os problemas económicos, sociais e ambientais
I 2.2 3 da atividade industrial.

2.3 6

3.1 3
2. Compreender a distribuição espacial da indústria.
3.2 3 1. Localizar as áreas mais industrializadas a nível mundial.
3. Localizar os Novos Países Industrializados (NPI). 13
3.3 5 4. Mencionar os principais fatores que explicam a localização das indústrias
nos NPI.
4.1 2

1.1 4
1. Compreender a importância crescente dos serviços à escala mundial.
II 1.2 6 2. Distinguir serviços vulgares de serviços raros. 16
3. Explicar as causas do aumento da percentagem de ativos no setor dos serviços.
1.3 6

1.1 2 1. Compreender a crescente importância da atividade turística à escala mundial.


1. Distinguir turismo de lazer.
1.2 5 2. Interpretar a evolução do turismo à escala mundial.
4. Relacionar os diferentes fatores físicos e humanos com a prática de diferentes
2.1 6 20
formas de turismo.
3.1 2 5. Caracterizar as principais formas de turismo: balnear/de montanha/cultural/
religioso/termal/negócios/em espaço rural/de aventura/radical/turismo
III de natureza (...).
3.2 5
2. Compreender a crescente importância do turismo em Portugal.
3.3 4,4 4,4
2. Relacionar o destino preferencial dos turistas com a oferta turística em Portugal.

3.4 4 1. Compreender a crescente importância da atividade turística à escala mundial.


7. Discutir os principais impactes do turismo. 9
3.5 5 8. Refletir sobre a importância do desenvolvimento sustentável do turismo.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

GVIS8LP_F11

161

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 161 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação
Ficha de avaliação 6
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma 
Professor Classificação 

Lê atentamente as perguntas que se seguem e responde de forma clara e completa.

GRUPO I – As redes e os modos de transporte


1. Lê o texto.

«A Sociedade Americana de Engenheiros considerou-o uma das setes maravilhas do mundo moderno.
O Eurotúnel é o segundo maior túnel ferroviário do mundo. Foi a 29 de julho de 1987 que a Primeira­
‑Ministra inglesa Margaret Thatcher e o Presidente francês François Mitterrand acordaram a participação
conjunta da França e da Inglaterra na construção de um túnel subterrâneo que unisse as ilhas britânicas ao
continente europeu.
Os 50 quilómetros do canal são agora percorridos de comboio em 35 minutos. Com três túneis parale-
los (um é apenas para ventilação), os comboios de alta velocidade que atravessam o Canal da Mancha fazem­
‑no a uma velocidade média de 160 km/hora. Passageiros e automóveis são transportados em comboios
(Eurostar). Uma viagem entre Londres e Paris tem a duração média de 2 horas e 15 minutos.»
Adaptado de Expresso online (artigo de 29.06.2010)

1.1 Identifica, com base no texto, os países que fizeram parte do projeto do Eurotúnel.


1.2 Explica, com base no texto, no que consiste o Eurotúnel.




1.3 Indica o transporte utilizado no Eurotúnel.




1.4 Explica, com base na frase sublinhada, o conceito de acessibilidade.




1.5 Demonstra de que modo a construção do Eurotúnel contribuiu para o desenvolvimento da região.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

162

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 162 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

Distâncias
2. Observa a figura 1. (km)

Lisboa - Varsóvia 4:05


(3316 km) 33:22
36:05

www.easyjet.com (acedidos a 07.11.2013)


Lisboa - Roma 2:50
(2532 km) 26:00
31:15
2:40
Lisboa - Londres
(2194 km) 22:52
22:50

Fontes: www.railude.com,
2:20

www.viamichelin.pt e
Lisboa - Paris
(1748 km) 18:04
20:00
1:15
Lisboa - Madrid 6:55
(630 km)
9:30

0 5 10 15 20 25 30 35 40 Tempo
(horas)
Avião Carro Comboio

Figura 1 Variação das distâncias-tempo com os diferentes transportes.

2.1 Define distância-tempo, dando um exemplo da figura 1.




3. Observa com atenção a figura 2.


Detroit
Chicago
OCEANO GLACIAL Pequim
Círculo Polar ÁRTICO
Ártico Roterdãoo Amesterdão Xangai

Fonte: http://www.cmapspublic.ihmc.us (acedido a 29.10.2013)


Minneapolis Roterdão Hamburgo
Paris
Paris Seul
Dallass Londress Frankfurt
Marselha Tóquio
Las Vegas Nova
Iorque Madrid OCEANO
São Francisco OCE
O CE
C EANO
ANO
AN Roma PACÍFICO
ATL
TL
LÂNT
 ICO
ICO Atenas
OCEANO PACÍFICO Casablanca Dubai Hong Kong
Kobe
Trópico de Câncer Atlanta Argel Taiwan
Los Angeles Calcutá
Phoenix Bombaim
Equador Denver Freetown Singapura
Houston
Nova Orleães OCEANO

(Escala ao nível do equador)


Panamá ÍNDICO
Trópico de Capricórnio R de Janeiro
Rio
Durban Perth Sidney
Valparaíso Buenos Aires Port Elizabeth
Muito alta Aeroportos com maior número M
Melbourne
Média de passageiros no mundo
Baixa Principais portos do mundo
Muito baixa ou sem rede Principais fluxos de transporte marítimo 0 2000 km
Círculo Polar Antártico OCEANO GLACIAL ANTÁRTICO

Figura 2 Distribuição mundial da densidade da rede de transportes.

3.1 Descreve, com base na figura 2, os principais contrastes na distribuição das redes de transporte a nível mun‑
dial.


3.2 Explica os contrastes descritos na questão 3.1.



GVIS8LP © RAIZ EDITORA

163

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 163 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

4. Observa a figura 3.

A B

D E

Figura 3 Diferentes transportes.

4.1 Explica a importância da especialização do transporte ferroviário, tendo como exemplos as imagens A e E
da figura 3.


4.2 Demonstra a importância do transporte B da figura 3.




4.3 Esclarece de que modo a contentorização representada em C e D da figura 3 permite a intermodalidade.



GVIS8LP © RAIZ EDITORA

164

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 164 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

5. Identifica para cada uma das frases o transporte mais adequado.


a. Adaptado para o transporte terrestre de produtos líquidos ou gaseificados. 
b. É o mais económico para longas distâncias. 
c. Adequado para mercadorias volumosas e pesadas. 
d. Baixo consumo energético. 
e. Baixo custo no transporte de mercadorias volumosas e em grandes quantidades. 
f. Apresenta rapidez nas cargas e descargas. 
g. Apresenta rapidez, estabilidade e segurança, até em áreas com condições físicas adversas (desertos e tundra).

h. Apresenta itinerários e horários fixos. 
i. Permite grande mobilidade de pessoas e bens. 
j. Apresenta um elevado grau de sinistralidade. 
k. Elevados custos associados à construção de infraestruturas de apoio e de vias. 
l. Elevados custos de manutenção das infraestruturas e dos veículos. 
m. É muito poluente e consome muito combustível. 
n. Permite a entrega porta a porta, sem necessidade de transbordo. 
o. Adapta-se a circuitos urbanos descongestionando o trânsito urbano. 

GRUPO II – As telecomunicações
1. As transformações que se têm registado nos últimos anos no setor das telecomunicações permitem estabelecer
diferenças entre meios de comunicação tradicionais e modernos.

1.1 Define telecomunicações.




1.2 Refere dois meios de comunicação tradicionais e dois modernos.




2. A transmissão de dados via satélite e os cabos de fibra ótica revolucionaram por completo as telecomunicações.
2.1 Apresenta duas principais potencialidades da transmissão de dados via satélite e cabos de fibra ótica.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

165

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 165 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação

3. O teletrabalho é uma das novas formas de trabalho impulsionadas pelas TIC.

3.1 Define teletrabalho.




3.2 Apesar das transformações impulsionadas pelas TIC, estas podem produzir efeitos negativos. Apresenta dois
desses efeitos.


4. Observa o gráfico da figura 4.

%
100
OBSERVAÇÃO PROJEÇÃO
90

80 77

70

60

50
39
Fonte: ITU (acedido a 30.10.2013)

40

30
31
20

10

0
Anos
2003

2004
2005

2006

2007
2008

2009
2010

2011

2012
2013

Países em Mundo Países


desenvolvimento desenvolvidos

Figura 4 Percentagem de utilizadores de internet.

4.1 Justifica os contrastes espaciais na percentagem de utilizadores de internet da figura 4.



GVIS8LP © RAIZ EDITORA

166

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 166 10/04/2014 15:15


Fichas de avaliação
Matriz da ficha de avaliação 6
Metas Curriculares
Grupos Questões Cotações Total
Objetivos e descritores

1.1 4
1. Compreender a importância dos transportes nas dinâmicas dos territórios.
1.2 5
1. Descrever os contrastes na distribuição das redes de transporte a nível
1.3 2 mundial.
3. Relacionar o desenvolvimento dos transportes com as transformações
1.4 6 dos territórios.
39
1.5 6 2. Espacializar distâncias absolutas e relativas.
1. Definir acessibilidade.
2.1 5 2. Distinguir distância absoluta de distância relativa, a partir dos conceitos
de distância-tempo e distância-custo.
3.1 5 3. Explicar a importância da intermodalidade na atualidade.
3.2 6

I 3. Compreender a importância dos transportes terrestres e aéreos nas dinâmicas


4.1 8 dos territórios.
2. Explicar a recente especialização do transporte ferroviário.
4. Comparar as vantagens e inconvenientes dos transportes rodoviários,
ferroviários e aéreos.
4.2 8 5. Referir os impactes económicos, sociais e ambientais dos transportes
terrestres e aéreos.
6. Explicar a importância dos oleodutos e dos gasodutos no transporte 32
de energia, salientando as principais áreas de proveniência.
4.3 5,5 4. Compreender a importância dos transportes aquáticos nas dinâmicas
dos territórios.
3. Explicar vantagens e inconvenientes do transporte marítimo, dando ênfase
à sua crescente especialização.
5. 10,5 5. Referir os impactes económicos, sociais e ambientais dos transportes
aquáticos.

1.1 5
1.2 5 5. Compreender a importância das telecomunicações no mundo global.
2. Caracterizar os meios de comunicação tradicionais e modernos.
2.1 4 4. Explicar os contrastes espaciais na distribuição dos meios de comunicação
II 29
3.1 5 e redes de telecomunicação.
5. Discutir o papel das telecomunicações na dinamização da economia
3.2 4 e das sociedades no mundo atual global.

4.1 6
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

167

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 167 10/04/2014 15:15


Ficha diagnóstico nee
Ficha diagnóstico
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma 
Professor Classificação 

Lê atentamente as perguntas que se seguem e responde de forma clara e completa.

GRUPO I – A Geografia e o território


1. Geografia deriva de duas palavras: «Geo» e «grafia».
1.1 Assinala com X a opção correta.
1.1.1 A Geografia é uma ciência que estuda
a. observa e descreve os fenómenos naturais e humanos na Terra.
b. os animais terrestres e marinhos.
1.1.2 As principais etapas de uma pesquisa em Geografia são:
a. observação, localização, descrição e explicação de fenómenos na superfície terrestre.
b. localização e explicação de fenómenos na superfície terrestre.
1.1.3 A observação é muito importante na disciplina de Geografia. Existem dois tipos:
a. observação direta e observação paralela.
b. observação indireta e observação direta.
GRUPO II – A representação da superfície terrestre
1. Existem elementos que são fundamentais na leitura de um mapa. Observa a figura 1.

Círculo Polar OCEANO GLACIAL


ÁRTICO
Ártico

OCEANO
PACÍFICO OCEANO
OCEANO
ATLÂNTICO PACÍFICO
Trópico de Câncer

Equador

OCEANO
ÍNDICO
Trópico de Capricórnio

Círculo Polar 0 2000 km


Antártico OCEANO GLACIAL ANTÁRTICO

Figura 1 Planisfério.

1.1 Assinala com X, apenas os elementos do mapa presentes na figura 1.


Legenda Escala Título Fonte Orientação

1.2 Assinala com X a opção correta.


1.2.1 A escala é um elemento do mapa importante porque
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

a. representa a relação entre as medidas do mapa e as medidas reais.


b. mostra quanto mede o mapa.

168

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 168 10/04/2014 15:15


Ficha diagnóstico nee

1.3 Assinala (sombreando a área) no mapa da figura 1:


a. uma área com um muito clima frio;
b. uma área com um clima muito quente;
c. uma cadeia montanhosa importante.

1.4 Risca as palavras erradas, de modo a tornar o texto correto.


a. A realidade aparece com mais/menos pormenor (quantidade de informação) quando é reduzida
menos vezes.
b. Assim, quanto mais/menos informação tiver um mapa, maior é a sua escala, pois tem mais pormenor.

2. Considerando que a escala de um mapa é de 1/50 000 cm e que a distância medida entre os lugares A e B é de
5 cm, calcula a distância real (em quilómetros) que separa os dois lugares (completa os cálculos).

Escala do mapa: 1 – 50 000 cm


1 5
Medida dos dois lugares no mapa: 5 cm =
...................... x
Medida real entre os dois lugares: x ...................... * 5
x= = ......................
1
A distância que separa os lugares A e B é de _________ km.

GRUPO III – A localização dos diferentes elementos da superfície terrestre


1. Existem duas formas fundamentais de orientação e localização na superfície terrestre: a relativa e a absoluta.
1.1 Completa o texto com a chave de palavras.

A localização ___________________ realiza-se com base na posição de um lugar em relação a outro. Para isso
utilizamos os pontos da ___________________, como os cardeais ___________________,
___________________, Este e Oeste ou os colaterais, como ___________________, ___________________,
Sudoeste e Nordeste ou ainda os intermédios, como ___________________, ___________________, Nor-nor‑
deste e Su-sudoeste, entre outros.

Este tipo de localização pode recorrer à posição do ___________________, durante o seu


___________________ aparente ___________________, pois ao ___________________ aponta para Este, ao
meio-dia para Sul e ao fim do dia para ___________________. Por isso é que os pontos cardeais como Este é
também conhecido por ___________________ e o Oeste por ___________________.

No entanto, esta localização é pouco ___________________, pelo que se desenvolveu uma técnica de localiza‑
ção mais rigorosa que é a localização ___________________. Esta localização faz-se a partir das coordenadas
geográficas: a ___________________ e a ___________________.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

Chave de palavras: absoluta – nascente – Sul – latitude – Nor-noroeste – poente –


rigorosa – sol – norte – diurno – És-sudeste – relativa – amanhecer – Noroeste – Oeste –
longitude – movimento – rosa dos ventos – Sudeste

169

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 169 10/04/2014 15:15


Ficha diagnóstico nee

2. Considera a figura 2.
2.1 Desenha na figura 2 os seguintes elementos, identificando-os
com os respetivos números:
1. o equador;
2. um semimeridiano no hemisfério Ocidental;
3. um paralelo no hemisfério Norte;
4. o semimeridiano de referência ou de Greenwich.

2.2 Assinala na figura 2 o lugar A que possui as seguintes coor‑


denadas: Lat. 0º e Long. 0º.
Figura 2 Esquema do globo terrestre.

GRUPO IV – O clima
1. Assinala com X as opções corretas.
1.1 Os principais elementos que caracterizam o clima são:
a. a geada, as nuvens e a chuva.
b. a temperatura, a precipitação e o vento.
1.2 Os estados de tempo são as condições atmosféricas
a. que se verificam num determinado lugar e num período de tempo.
b. médias que se verificam ao longo de 30 anos num determinado lugar.
1.3 O clima não é sinónimo de estado do tempo porque o clima
a. só se verifica num território específico e num dado momento do dia.
b. refere-se à sucessão dos vários estado de tempo observados pelo menos ao longo de 30 anos
e, por isso, é mais abrangente do que o estado do tempo.

2. Observa os esquemas das figuras 3 e 4.


Temperatura mais baixa Temperatura mais baixa

1500 m de
altitude Temperatura
mais elevada

Temperatura mais elevada

Figura 3 Variação da temperatura em função da altitude. Figura 4 Variação da temperatura em função


da latitude, na Terra.

2.1 Assinala com X as opções corretas.


a. À medida que a altitude aumenta a temperatura diminui porque se está mais próximo do Sol.
b. A temperatura aumenta nas latitudes próximas da linha do equador devido à elevada inclinação
dos raios solares.
c. À medida que a altitude aumenta, a temperatura diminui devido ao facto de o ar conter menos molécu‑
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

las, sendo mais rarefeito.


d. A temperatura diminui nas latitudes próximas dos polos devido à elevada inclinação dos raios solares.

170

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 170 10/04/2014 15:15


Ficha diagnóstico nee

3. Observa o esquema da figura 5. Entre 127 mm


e 762 mm
60º

10º

Entre 1570 mm e 2032 mm


10º

60º
Entre 127 mm
e 762 mm

Figura 5 Variação da precipitação em função da latitude.

3.1 Assinala com X a opção correta.


3.1.1 Nas latitudes entre os 10º N e 10º S chove mais porque existem
a. altas pressões atmosféricas, onde o ar desce, aquece e expande-se à superfície da Terra, criando
condições para ocorrer chuva.
b. baixas pressões atmosféricas, onde o ar sobe, arrefece e comprime-se em altitude, criando condi-
ções para ocorrer chuva.

GRUPO V – O relevo
1. As regiões a norte do rio Tejo são mais montanhosas do que as do sul do país.

0 20 km

NUT I
0 25 km
Figura 6 Porrtugal continental (NUT I e III) e
arquipélagos dos Açores e da Madeira (NUT I).
0 20 km NUT III
NUT I e II

1.1 Assinala no mapa da figura 6 a serra do Gerês (1), a serra da Estrela (2), a serra da Arrábida (3) e a serra do
Pico (4), sombreando a área da sua localização e colocando os respetivos números.

2. O relevo sofre alterações ao longo do tempo, pelo que é possível identificar-se diferentes tipos de relevo.
2.1 Refere o significado da palavra relevo.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

2.2 O relevo existe devido à ação de agentes erosivos como a temperatura. Refere mais dois agentes erosivos.


171

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 171 10/04/2014 15:15


Ficha diagnóstico nee

GRUPO VI – A dinâmica de uma bacia hidrográfica


1. Observa atentamente as figuras 7 e 8.

Figura 7 Figura 8

1.1 Completa a frase.


A figura 7 representa uma _________________ hidrográfica porque apenas se visualizam os ______________
secundários e o rio principal. A figura 8 representa uma bacia ____________________ pois observam-se não
só todos os rios que a compõem mas também a ________________________ que é drenada pela rede.
2. Observa a figura 9.

Altitude A
(m)

Distância (km)

Figura 9 Esboço de um perfil longitudinal de um rio.

2.1 Assinala com X a opção correta, considerando a figura 9.


a. Secção A, secção intermédia com um tipo de vale em «V» fechado.
b. Secção B, secção intermédia com tipo de vale em «V» aberto.
c. Secção C, secção superior com tipo de vale de fundo plano.
d. Secção A, secção superior com tipo de vale em «V» fechado.
e. Secção B, secção inferior com tipo de vale em «V» aberto.
f. Secção C, secção inferior com tipo de vale de fundo plano.

GRUPO VII – A dinâmica do litoral


1. A faixa litoral portuguesa é bastante dinâmica.
1.1 Associa cada exemplo português ao tipo de forma de relevo no litoral (a, b, c e d).
a. Tômbolo São Martinho do Porto
b. Baía Tejo
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

c. Cabo Peniche
d. Estuário Sagres
Bom trabalho.

172

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 172 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho nee
Ficha de trabalho 1
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


1. Conhecer e compreender diferentes indicadores demográficos.
1. Explicar a importância dos recenseamentos gerais da população para a Geografia e o ordenamento do território.
2. Definir: demografia, natalidade, mortalidade, crescimento natural, taxa de natalidade, taxa de mortalidade, taxa
de crescimento natural.
2. Aplicar o conhecimento de conceitos para determinar indicadores demográficos.
1. Calcular: crescimento natural, taxa de natalidade, taxa de mortalidade, taxa de crescimento natural.
2. Explicar o significado dos resultados obtidos através do cálculo de indicadores demográficos, refletindo sobre
as respetivas implicações do ponto de vista demográfico.

1. Resolve as palavras cruzadas.


1

Horizontais:
1. Número total de indivíduos numa determinada área.
2. Número de nados-vivos ocorridos durante um ano num determinado terri‑
tório.
Vertical:
1. Número de óbitos ocorridos durante um ano num determinado território.

2. Das afirmações presentes, assinala com X a opção mais correta.


2.1 Os recenseamentos são
a. um conjunto de legislação que se aplica à população de dez em dez anos, para se conhecer
a sua evolução.
b. inquéritos que se realizam à população de um país, de dez em dez anos, para se conhecer
a sua evolução.
2.2 A taxa de crescimento natural é a diferença entre os valores da
a. taxa bruta de natalidade e os da taxa bruta de mortalidade.
b. natalidade e os da mortalidade.
2.3 A demografia é a ciência que
a. estuda e interpreta os fenómenos humanos e naturais que ocorrem na Terra.
b. estuda a dinâmica da população humana como a natalidade, a mortalidade e as migrações.
2.4 O crescimento natural calcula-se através da diferença entre a
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

a. mortalidade e a natalidade.
b. natalidade e a mortalidade.

173

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 173 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho nee

3. Observa a figura 1, que representa a evolução da população de um lugar.

1960 2012
Figura 1 População do país A. Nota: Cada boneco adulto equivale a 100 adultos.

3.1 Refere:
a. O número de nados-vivos (bebés) em 1960. ________
b. O número de nados-vivos (bebés) em 2012. ________
c. O número de adultos (população total) em 1960. ________
d. O número de adultos (população total) em 2012. ________
e. O número de óbitos (pessoas que morreram) ocorridos em 1960. ________
f. O número de óbitos (pessoas que morreram) ocorridos em 2012. ________
3.2 Calcula o crescimento natural da população para 1960 e para 2012.
1960 2012

3.3 Calcula a taxa bruta de natalidade em 1960 e em 2012, considerando a fórmula.


TBN1960 =
(
..........................
)
* 1000 = ..........................

( )
N.º nados-vivos ..........................
TBN = * 1000

( )
População total ..........................
TBN2012 = * 1000 = ..........................
..........................
3.4 Calcula a taxa bruta de mortalidade em 1960 e em 2012, considerando a fórmula.
TBM1960 =
(
..........................
.......................... )
* 1000 = ..........................

TBM =
( N.º óbitos
População total
* 1000
) TBM2012 =
(
..........................
.......................... )
* 1000 = ..........................

3.5 Calcula a taxa de crescimento natural para os dois anos (1960 e 2012).
1960 2012

3.6 Assinala com X as opções corretas, considerando a evolução da população de 1960 para 2012.
a. O país A terá no futuro uma economia dinâmica devido ao aumento do número de pessoas que traba‑
lham.
b. O país A apresenta uma redução da população para 2012.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

c. O país A terá um crescimento significativo da população para 2012.


d. O país A apresenta um elevado risco de diminuição da sua economia devido à diminuição do número
de pessoas que trabalham.

174

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 174 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho nee
Ficha de trabalho 2
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


3. Compreender a evolução demográfica mundial.
1. Descrever a evolução da população a nível mundial.
2. Distinguir regime demográfico primitivo de transição demográfica, explosão demográfica e regime demográfico moderno.

1. Observa a figura 1.

Fase 1 Fase 2 Fase 3 Fase 4 Fase 5


Taxa bruta de
natalidade
40
Taxa bruta de

Fonte: PRB (acedido a 13.11.2013)


mortalidade
30

20

10 População
total

0
Figura 1 Modelo de transição demográfica.

1.1 Descreve, com base na figura 1, como evolui a população total desde a fase 1 até à fase 5.


1.2 Completa o quadro 1 com base na figura 1.

Valores da taxa bruta Valores da taxa bruta Evolução da taxa


Nomes das fases
de natalidade (‰) de mortalidade (‰) de crescimento natural

Regime demográfico
Fase 1 37 a 38
primitivo

Fase 2

Fase 3

Fase 4 10

Regime demográfico
Fase 5 Negativa
pós-moderno
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

Quadro 1 Principais características demográficas das fases do modelo de transição demográfica.

175

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 175 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho nee
Ficha de trabalho 3
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


3. Compreender a evolução demográfica mundial.
4. Explicar a evolução das taxas de natalidade e mortalidade, e de outros indicadores demográficos, em países
com diferentes graus de desenvolvimento.
5. Problematizar as consequências da desigual evolução demográfica em países com diferentes graus de desenvolvimento.

1. Observa as figuras 1 e 2.

Círculo Polar OCEANO GLACIAL Círculo Polar OCEANO GLACIAL


Ártico ÁRTICO Ártico ÁRTICO

OCEANO OCEANO
PACÍFICO PACÍFICO
OCEANO OCEANO
ATLÂNTICO ATLÂNTICO
Trópico de Câncer Trópico de Câncer
OCEANO OCEANO
PACÍFICO PACÍFICO
Equador Equador

(Escala ao nível do equador)


Fonte: INED (dados de 2012)
OCEANO OCEANO
ÍNDICO ÍNDICO
Trópico de Capricórnio Trópico de Capricórnio

‰ 10 a < 20 30 a < 40 Sem dados ‰ 10 a < 12,5 ≥ 15

< 10 20 a < 30 ≥ 40 < 10 12,5 a < 15 Sem dados


Círculo Polar 0 2000 km Círculo Polar 0 2000 km
Antártico OCEANO GLACIAL ANTÁRTICO Antártico OCEANO GLACIAL ANTÁRTICO

Figura 1 Distribuição da taxa bruta de natalidade no mundo. Figura 2 Distribuição da taxa bruta de mortalidade no mundo.

1.1 Completa o quadro 1 com base nas figuras 1 e 2.

Taxa de bruta de natalidade Taxa de bruta de mortalidade


Indicadores
≥ 40‰ 10 a 20‰ ≥15 ‰ < 10‰

Países

Quadro 1 Países segundo classes de valor das taxas brutas de natalidade e de mortalidade.

1.2 Assinala com X as afirmações corretas.


a. Países desenvolvidos apresentam baixos valores da taxa bruta de natalidade devido a vários
fatores entre os quais a emancipação da mulher, a sua valorização social e o adiamento do nascimento
do primeiro filho.
b. A entrada tardia dos jovens no mercado de trabalho justifica a elevada taxa bruta de natalidade
nos países em desenvolvimento.
c. Em alguns países em desenvolvimento a taxa bruta de mortalidade ainda é elevada devido
a guerras, a catástrofes naturais e às más condições de vida em geral.
d. A baixa taxa bruta de mortalidade nos países desenvolvidos deve-se a uma medicina pouco evoluída.
e. Nos países em desenvolvimento a taxa bruta de mortalidade é relativamente baixa devido
às campanhas de intervenção promovidas pelos países desenvolvidos.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

f. A elevada taxa bruta de natalidade nos países em desenvolvimento deve-se à maior influência
da religião, ao desconhecimento do planeamento familiar e dos métodos contracetivos.

176

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 176 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho nee
Ficha de trabalho 4
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


1. Conhecer e compreender diferentes indicadores demográficos.
2. Definir: índice de envelhecimento, esperança média de vida à nascença.
4. Representar a estrutura etária da população e compreender a adoção de diferentes políticas demográficas.
1. Caracterizar a estrutura etária da população, a partir de pirâmides etárias de diferentes países.
2. Identificar fatores que interferem na evolução da composição da população por grupos etários e sexo.
3. Discutir as consequências da evolução da composição da população por grupos etários e sexo.

1. Observa as pirâmides etárias A e B da figura 1.


Homens Idades Mulheres Homens Idades Mulheres
≥ 85 ≥ 85
80-84 80-84
75-79 75-79
70-74 70-74
65-69 65-69
60-64 60-64
55-59 55-59
50-54 50-54

Fonte: Census (acedido a 30.10.2013)


45-49 45-49
40-44 40-44
35-39 35-39
30-34 30-34
25-29 25-29
20-24 20-24
15-19 15-19
A 10-14 B 10-14
5-9 5-9
0-4 0-4
%6 5 4 3 2 1 0 0 1 2 3 4 5 6% %6 5 4 3 2 1 0 0 1 2 3 4 5 6%

1.1 Associa cada pirâmide etária da figura 1 à frase correta.


a. A taxa bruta de natalidade é mais elevada no país em desenvolvimento. __________
b. Verifica-se a diminuição da população ativa no setor intermédio da pirâmide. __________
c. A taxa bruta de mortalidade é mais baixa, pois o topo é mais largo. __________
d. A poligamia é uma tradição aceite socialmente. __________
e. A esperança média de vida é mais elevada porque há mais pessoas que vivem além dos 65 anos. ___________
f. O governo debater-se-á com problemas de falta de bens alimentares, desemprego elevado e infraestruturas
insuficientes para assegurar qualidade de vida à população. __________
g. A idade média do casamento é bastante baixa, por vezes mesmo antes dos 15 anos de idade. __________
h. A população ativa está a diminuir, bem como o dinamismo económico. __________
i. Aumentam os problemas com a sustentabilidade da segurança social e do pagamento das pensões. __________
j. Apresenta classes ocas, onde há diminuição da população numa faixa etária. __________
k. As más condições de vida em geral, as dificuldades de acesso aos serviços de saúde, a existência de guer‑
ras e de fomes explicam a baixa esperança média de vida da população. __________
l. O índice de envelhecimento (percentagem de idosos em relação aos jovens) é bastante elevado. __________
m. As classes ocas explicam-se pela diminuição da natalidade. __________
n. O alargamento do topo e o estreitamento da base é característico nas pirâmides etárias dos países desen‑
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

volvidos. __________
o. Os métodos contracetivos não são difundidos na sociedade, por isso a natalidade é elevada. __________

GVIS8LP_F12

177

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 177 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho nee
Ficha de trabalho 5
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


6. Compreender a implementação de políticas demográficas tendo em consideração a realidade demográfica de um país.
1. Distinguir políticas antinatalistas de políticas natalistas, enumerando medidas que promovam o aumento e a diminuição
da natalidade.
2. Referir exemplos de países onde são implementadas políticas natalistas e políticas antinatalistas.

1. Completa o texto com a chave de palavras.


As políticas ________________ pretendem _____________ o ritmo de _____________ da população em função
dos recursos disponíveis. Estas políticas classificam-se em políticas ______________ quando o principal objetivo
é _______________ a natalidade verificada nos _________________________ e aplicam-se através de medidas,
como o __________________ do período de licença de ____________________ e de paternidade; a atribuição
de ________________ e benefícios _______________ às famílias numerosas; o aumento do _____________ de
família em função do número de filhos; a ________________ dos horários de trabalho; o acesso ______________
aos cuidados de saúde durante a ______________ e nos ______________ anos de vida da criança.

Chave de palavras: gravidez – aumentar – demográficas – alargamento – controlar – compensações – países


desenvolvidos – natalistas – flexibilidade – gratuito – maternidade – abono – crescimento – primeiros – fiscais

2. Observa as figuras 1 e 2 que dizem respeito à aplicação de medidas antinatalistas.

Figura 1 Mulheres indianas em centro hospitalar. Figura 2 Cartaz chinês divulgando a política do filho único.

2.1 Refere o principal objetivo das políticas demográficas antinatalistas.



2.2 As medidas aplicadas na Índia são persuasivas enquanto na China são essencialmente coercivas. Das medi‑
das apresentadas, assinala as que predominam na Índia (I) e na China (C).
a. Distribuição gratuita de métodos contracetivos.
b. Esterilização forçada do homem e/ou da mulher.
c. Divulgação do planeamento familiar.

GVIS8LP © RAIZ EDITORA

d. Benefícios aos casais que aceitem a esterilização.


e. Legalização da interrupção voluntária da gravidez.
f. Penalizações económicas e fiscais a quem infringir as regras impostas no controlo da natalidade.

178

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 178 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho nee
Ficha de trabalho 6
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


1. Compreender a distribuição da população mundial.
1. Distinguir população total de população relativa/densidade populacional.
2. Descrever a distribuição da população mundial.
3. Explicar os fatores naturais e humanos que influenciam a repartição mundial da população.

1. Observa a figura 1.
Região A Região B

Área de superfície = 4 km2 Área de superfície = 4 km2


Figura 1 Número de habitantes e superfície em km2 nas regiões A e B.

1.1 Identifica o número de habitantes da região A e da região B.


A: B: 

1.2 Assinala com X o indicador demográfico que acabaste de indicar na questão 1.1.
a. População relativa.
b. População absoluta.
1.2.1 Justifica a opção assinalada na questão 1.2.


1.3 Calcula a densidade populacional (hab./sup.) do quadro 1 para cada uma das regiões.

Indicador/Regiões Região A Região B

Cálculo da densidade
populacional
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

Densidade populacional (hab./km2)


Quadro 1 Valor da densidade populacional nas regiões A e B.

179

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 179 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho nee

2. Observa a figura 2.

Círculo Polar OCEANO GLACIAL


Ártico ÁRTICO

OCEANO
PACÍFICO
OCEANO
ATLÂNTICO
Trópico de Câncer

Fonte: US Census Bureau e INED (dados de 2012)


OCEANO
PACÍFICO
Equador

OCEANO
ÍNDICO
Trópico de Capricórnio

(Escala ao nível do equador)


Cada ponto representa 500 000 habitantes
Círculo Polar 0 2000 km
Antártico OCEANO GLACIAL ANTÁRTICO

Figura 2 Distribuição mundial da população total.

2.1 Assinala na figura 2 as duas regiões do planeta com maior concentração da população.
2.2 Assinala com X a opção correta indicando as duas regiões identificadas na questão 2.1.
a. Europa Central e sul de África.
b. Sul e sudeste da América do Norte.
c. Sul e sudeste da Ásia.
3. Considera a afirmação: As áreas mais claras da figura 2 correspondem a áreas desabitadas ou fracamente ocu‑
padas pelo Homem.
3.1 Risca a palavra errada em cada afirmação.
a. No norte da Europa as áreas subpolares são fortemente/fracamente ocupadas.
b. No centro da Austrália o grande deserto/monte Ulluru explica a ausência de população.
c. No centro da Ásia, a área subpolar/o deserto de Gobi explica a fraca ocupação humana.
d. Em África, grande parte do sul/norte encontra-se desabitado devido ao monte Atlas e ao deserto do Sara.
e. Os Andes, na América do Norte/Sul, é uma cordilheira montanhosa pouco ocupada pelo ser humano.

3.2 Associa, no quadro 1, a cada área as causas repulsivas.


Áreas Causas repulsivas

1. Antártida a. Clima muito quente, grandes diferenças de temperatura entre o dia


e a noite, chuva escassa, ventos fortes, solos pobres, dificuldades
nas deslocações e impossibilidade de prática de agricultura.
2. Floresta da Amazónia b. Clima frio, ar raro, relevo muito irregular, dificuldades nas desloca‑
ções, ausência de solo e dificuldades na prática de agricultura.
3. Deserto do Atacama c. Clima muito frio, chuva escassa, solos pobres e cobertos de neve,
(América do Sul) impossibilidade de praticar agricultura, dificuldades nas desloca‑
ções.
4. Montanhas Rochosas d. Clima muito quente e húmido, muita vegetação, solos pobres, facili‑
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

dade de desenvolvimento de doenças infeciosas, dificuldades nas


deslocações e na prática de agricultura.
Quadro 1 Principais causas repulsivas por área geográfica.

180

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 180 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho nee
Ficha de trabalho 7
Nome da escola Ano letivo /
Nome N. º Turma Data / /

O que se pretende trabalhar:


1. Compreender a distribuição da população mundial.
2. Descrever a distribuição da população mundial.
3. Explicar os fatores naturais e humanos que influenciam a repartição mundial da população.
2. Compreender a distribuição da população em Portugal.
1. Interpretar a distribuição da população em Portugal.
2. Explicar os principais fatores que influenciam a distribuição da população em Portugal.

1. Observa a figura 1.

Círculo Polar OCEANO GLACIAL


Ártico ÁRTICO

D H
OCEANO
PACÍFICO
C OCEANO B
ATLÂNTICO
E

Fonte: US Census Bureau e INED (dados de 2012)


Trópico de Câncer
OCEANO
PACÍFICO
PAC
Equador F A
OCEANO

G
ÍNDICO I
Trópico de Capricórnio

(Escala ao nível do equador)


Cada ponto representa 500 000 habitantes
Focos populacionais principais
Focos populacionais secundários
Círculo Polar 0 2000 km
Antártico OCEANO GLACIAL ANTÁRTICO

Figura 1 Localização dos focos populacionais.

1.1 Associa, com base na figura 1, a cada letra a opção correta da chave de palavras apresentada.
A: B: C: D:
Chave de palavras: Europa central e ocidental – Sul da Ásia – Sudeste da Ásia – Nordeste dos EUA

1.2 Associa a cada área (A, B, C e D) os fatores atrativos do quadro 1.

1. Os terrenos planos, os solos férteis e fáceis de trabalhar possibilitaram a prática agrícola e o desen‑
volvimento de outras atividades económicas.
2. Os terrenos planos, os solos férteis e a disponibilidade de água possibilitaram a prática agrícola; a
proximidade de rios facilitou a deslocação de pessoas e bens; a presença de recursos minerais (ferro
e carvão) contribuiu para o desenvolvimento de várias atividades económicas.

3. A abundância de água (monções), os solos férteis e a planura do terreno permitiram desenvolver


a agricultura e obter várias colheitas anuais.
GVIS8LP © RAIZ EDITORA

4. A abundância de água (monções), os solos férteis e a planura do terreno permitiram desenvolver


a agricultura e a subsistência da população em crescimento.
Quadro 1 Principais fatores atrativos.

181

GVIS8LP_P109_237_20121700_5P.indd 181 10/04/2014 15:15


Fichas de trabalho nee

2. Observa a figura 2.
Minho-Lima Ave Tâmega
Açores S. Miguel Cávado
Alto
Corvo Trás-os-Montes
Grande
Graciosa
Terceira Entre Douro Porto
Flores Douro
e Vouga
S. Jorge Dão Beira
Baixo Vouga
Faial Lafões Interior Serra
Norte
Santa Maria Baixo Mondego Pinhal da Estrela
Pico Interior
0 15 km Cova
Norte da Beira
Pinhal Litoral
Pinhal Beira
OCEANO
ATLÂNTICO Médio Interior Interior Sul
Tejo Sul
Madeira
Alto ESPANHA
Oeste Lezíria Alentejo
do Tejo
Porto Grande
Madeira Santo Lisboa
Alentejo
Central
Hab./km2 Península

Fonte: INE (dados de 2012)


< 50 de Setúbal
51 - 100 Baixo
Ilhas Alentejo N
Ilhas Selvagens 101 - 200 Alentejo
Desertas Litoral
201 - 500 0 50 km
0 20 km > 500
Algarve

Figura 2 Densidade populacional em Portugal (NUT III).

2.1 Interpreta, com base na figura 2, a distribuição da densidade populacional em Portugal, completando correta‑
mente os espaços em brancos (utiliza a chave das palavras).

Com base na figura 2, verifica-se que o território português apresenta uma _________________ distribuição
da população. A _________________ concentração verifica-se na faixa _________________ norte e
_________________, como as NUT Grande Porto, Grande Lisboa, _________________, _________________
e _________________ . O aumento da _________________ e das _________________ junto do litoral é
conhecido por litoralização. As principais causas foram: a procura de melhores _________________ e salá‑
rios, a saída da população das áreas rurais para as cidades, o _________________ rural, a procura de melhor
_________________ de vida e de _________________, como saúde, _________________ e educação.
Desde 1960, o _________________ crescimento da atividade económica e da concentração de população
junto de duas grandes cidades _________________ e _________________, contribuiu para o
_________________ na distribui